Issuu on Google+

Recital

Concerto

Violino folclórico de Clarissa Ferreira é atração na BPP

Natal é cantado por 17 corais na Catedral Metropolitana

Página 6

Página 7 Divulgação - DP

DIÁRIO POPULAR QUARTA-FEIRA, 7 DE DEZEMBRO DE 2011

Casa que reverbera a arte Fotos Paulo Rossi - DP

Luísa Roig Martins

Inaugura hoje à noite, na rua Uruguai, a Casa Paralela espaço independente para a produção local em arte contemporânea

Local funcionará como ateliê, galeria e espaço de convivência

A partir de hoje, quem passar à tarde pela casa 1.577 da rua Uruguai, zona central de Pelotas, encontrará as janelas abertas. Aproveite e espie - você verá a arte borbulhar. E se tiver um mínimo de tempo sobrando, vale o aviso de que as portas também estarão abertas. A Casa Paralela - novo espaço independente para a produção artística local que inaugura hoje à noite - foi pensada no maior estilo “a casa é sua”: um ambiente particular que se amplia com a bem-vinda ocupação de artistas e visitantes. A intenção de Adriane Hernandez, Bianca Dornelles e Thiago Reis ao encabeçarem o projeto foi criar um lugar em que fosse possível produzir, receber e divulgar a produção local. Ou seja: a Casa Paralela funcionará ao mesmo tempo como galeria, ateliê e espaço de convivência. A ideia é torná-la um centro cultural em que o fluxo de pessoas sugira o compartilhamento de ideias e a discussão sobre arte contemporânea. Adriane foi professora de Bianca e Thiago no Centro de Artes da Universidade Federal de Pelotas. No percurso das disciplinas, foi inevitável que percebessem pontos comuns na maneira de se pensar a arte. “Esse lugar surgiu a partir dessas aproximações”, aponta Reis. E embora Adriane siga lecionando na Universidade, a Casa Paralela tomou forma sem qualquer verba pública. “Não temos nenhum tipo de auxílio financeiro. Alugamos em junho e estamos em

tudantes um mapeamento dos lugares que, à época, estavam recebendo exposições de arte contemporânea em Pelotas. O projeto, simultâneo à Bienal do Mercosul, foi chamado Paralelo 31º (uma referência à posição geográfica da cidade), colocando mais de cem artistas em circuito. “Alguns alunos compraram a ideia e resolveram levá-la adiante”, diz a docente, destacando o especial interesse de Bianca e Thiago. A segunda edição do projeto foi reprovada pelo Procultura em 2010, mas o trio aguarda com fé um bom resultado neste ano. Se aceito, a Casa também funcionará como sede do Paralelo 31º.

A Casa expandida de quatro artistas

Thiago Reis, Adriane Hernandez e Bianca Dornelles mantêm o espaço com recursos próprios

reforma desde então. Tudo com recursos próprios, pela vontade de fazer acontecer. Foram várias as adaptações para transformar essa casa em um espaço expositivo”, diz a professora. Bianca salienta que as mostras na Casa Paralela devem perdurar, cada uma, por cerca de um mês. “Nos intervalos entre as exposições, vamos nos dedicar à produção, ocupando todo esse espaço.” Mesmo nos períodos de hiato, a visitação seguirá aberta. “É legal para quem gosta de

ver os processos criativos, o modo de realizar arte”, afirma ela. Os móveis que compõem a estética visual do interior também foram todos confeccionados por eles. “Eles interagem com a proposta da Casa, trazem todo um conceito de experimentação”, diz Reis.

Gênese no Paralelo 31º A disciplina de Prática Profissional do curso de Artes Visuais ministrada em 2009 foi a gênese da parceria. Adriane propôs aos es-

Para a inauguração de hoje à noite, a Casa Paralela apresenta a exposição Casa expandida, com trabalhos de quatro artistas: Carolina Marchese, Carla Thiel, Dani Moraes e Damé. Os dois últimos trazem à galeria a possibilidade de ampliar a experiência de contato com a arte pela obra que instiga a participação do público. Já para Carolina, o envolvimento e o desenvolvimento do espaço se dá pelas linhas traçada nas paredes, cuja sutileza do gesto faz lembrar um movimento natural da planta que cresce um pouco a cada dia. Integrante do grupo Superfície, Carla se utiliza de uma linguagem pictórica, capaz de retirar do acaso a medida exata, formando um jogo de cores, transparências e sinuosidades luminosas.

Serviço O quê: inauguração da Casa Paralela com a mostra coletiva Casa expandida, de Carolina Marchese, Carla Thiel, Dani Moraes e Damé Quando: hoje, às 20h. Visitação até 14 de janeiro, de terça-feira a sábado, das 14h às 19h Onde: Casa Paralela, rua Uruguai, 1.577 Entrada franca


Casa que reverbera a arte