Page 1


Encontro com os padres

Dom Luciano e todos os Padres da Diocese de Nova Iguaçu estiveram na Casa do Menor São Miguel Arcanjo

para

o

dia

da

santificação dos sacerdotes (07/06). O encontro contou, também, com a participação das crianças acolhidas nas Casas Lares que falaram um pouco de suas experiências de vida e realizaram apresentações de dança e canto.


Casa do Menor no jornal O Dia

Rio - ‘Bem-vindos ao inferno”. A frase aparece pichada na parede de um muro, logo na entrada da cracolândia da Vila do João, próximo à Avenida Brasil, e ainda mexe com os brios do padre italiano Renato Chiera, 71 anos. Conhecido pelo trabalho de resgate das ruas de crianças e adolescentes na Baixada, o padre, fundador da Casa do Menor, em Nova Iguaçu, decidiu abrir uma nova frente de luta: o resgate dos dependentes de crack. “Não é o crack que mata, mas sim a falta de amor e de oportunidades”, sintetiza o padre. Há cerca de um ano, ele incorporou a sua rotina uma visita semanal — às quartas-feiras — aos dependentes químicos que habitam as margens da Avenida Brasil. “Nunca, em 35 anos de luta ao lado dos excluídos, vi uma degradação deste tamanho”, emociona-se, ao falar do que encontra. Diante do questionamento de atuar fora da área de abrangência da Diocese de Nova Iguaçu, à qual pertence, o padre responde de bate-pronto: “Não faço esta seleção. Os dependentes do crack são os leprosos de hoje. Ninguém os visita, são caçados por todos”, diz ele. Padre Renato assume discurso pacifista e diz que não quer atrito com a Prefeitura do Rio ou com o o governo do estado, mas critica o descaso com que o assunto é tratado. “Não adianta colocar a polícia e persegui-los. A Prefeitura os tirou das calçadas da Avenida Brasil porque a imagem deles chocava as pessoas. O problema não acabou. Só esconderam a sujeira para baixo do tapete. É só ir lá”. Acompanhado de equipe de voluntários, que inclui médico, técnicos de enfermagem e psicólogos, o padre acolhe um a um. “Eles querem ser abraçados, não têm família. Neles, eu vejo Deus”, diz. Padre Renato Chiera lamenta que haja poucas instituições capacitadas a receber os dependentes do crack. “É também necessário criarmos uma rede de amparo, que depois do tratamento ele possa ter uma profissão, uma família”, explica. Há uma semana, o assunto passou a ser tema de discussão da Rede Legado Social, grupo de entidades católicas que se reúne na Cúria Metropolitana do Rio e busca parcerias para enfrentar o problema. A Casa do Menor São Miguel Arcanjo, que possui um sítio para tratamento de menores dependentes químicos, também participa.


Jantar made in Itรกlia

Jovens realizaram jantar beneficente na Itรกlia para ajudar as crianรงas, adolescentes da Casa do Menor Sรฃo Miguel Arcanjo.


Casa do Menor Santana do Ipanema

Casa do Menor S達o Miguel Arcanjo Santana do Ipanema.


Ícones da Jornada Mundial da Juventude

A 'Cruz' e o 'ícone de Maria', símbolos da Jornada Mundial da Juventude, passaram pela Casa do Menor São Miguel Arcanjo no dia 19/06 às 19 horas. A Instituição foi escolhida pela Diocese de Nova Iguaçu para receber os símbolos da Jornada através de um show cultural que encerrará a passagem dos símbolos em nosso município. Como parte da preparação para o encontro, a 'Cruz' e o 'Ícone de Maria' estão percorrendo todas as regiões do Brasil, desde setembro de 2011. Os símbolos, que foram doados pelo papa João Paulo II, serão recebidos pelas crianças, adolescentes e jovens da Casa do Menor São Miguel Arcanjo. É importante frisar que 40 (quarenta) adolescentes e jovens da Instituição, também, participam do Projeto Forte Sem Violência e se apresentarão - junto com o grupo Gen Rosso - para o Papa Francisco, em Julho na Jornada Mundial da Juventude.


Restaurante Escola Presença de Sabores

III Seminário Gastronômico da Casa do Menor – Um giro pela culinária italiana, francesa e brasileira O seminário foi um sucesso, legitimando a excelente formação profissional dos alunos do Curso de Gastronomia, Garçom e Barman do projeto Restaurante Escola. Aconteceu no dia 25 de Junho o III Seminário Gastronômico da Casa do Menor, organizado pelos alunos do 1º Semestre de 2013 do curso profissionalizante de Gastronomia, orientados pela instrutora Ana Paula (Gastronomia) e pelo instrutor Leandro (Garçom e Barman) com o tema “Um giro pela culinária italiana, francesa e brasileira”. III Seminário Gastronômico da Casa do Menor, além de ter contribuído muito aos alunos através da aplicabilidade do conhecimento adquirido durante o curso, foi também um exemplo de organização por parte dos alunos e dos seus orientadores. E cada evento os alunos se superam. Fica o registro para que os alunos do próximo semestre se espelhem. Que venha o próximo Seminário de Gastronomia da Casa do Menor São Miguel Arcanjo


46 anos de Sacerdócio Padre Renato Chiera

No último sábado (29/06) o Padre Renato Chiera, fundador da Casa do Menor São Miguel Arcanjo, comemorou junto com os integrantes da família vida, os seus 46 anos de vida sacerdotal. A Família Casa do Menor parabeniza o Pe. Renato Chiera e evoca sobre ele a proteção Divina, a fim de que continue firme na sua missão de resgatar vidas.


Jantar Dançante Família Vida

Evento promovido pela Família Vida para falar do amor de Deus...


UniversitĂĄrios da Uniabeu visitam a Casa do Menor

Estudantes de Psicologia da Uniabeu visitam a Casa do Menor SĂŁo Miguel Arcanjo.


18 Frames em Vila Clรกudia


18 Frames, jovens cinegrafistas da Alemanha, visitam a Casa do Menor e aproveitam para filmar em Vila ClĂĄudia para o projeto Forte Sem ViolĂŞncia.


Enfim, o recolhimento de lixo foi realizado em três etapas, e na semana passada foi finalizada (20/06). Uma retro-escavadeira da empresa responsável pela limpeza urbana em Belford Roxo foi usada na retirada de lixo acumulado há 4 meses na comunidade. A Casa do Menor - à pedido dos moradores – continuará na busca incansável pelos direitos da comunidade, e claro, contando com o apoio dos moradores para manter a ordem do local. Estamos de olho.


Boletim de Junho de 2013  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you