Page 1

Relat贸rio Julho, Agosto e Setembro de 2013


Sumário 1. Observações gerais 2. Relato de atividades e avaliação Reforço em Alfabetização (RA) 3. Relato de atividades e avaliação Reforço Regular (RR) 4. Inglês 5. Informática 6. Educomunicação

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - Sumário


1. Observações gerais

E

ste Relatório descreve as ações pedagógicas e avaliações de desempenho das turmas de Reforço em Alfabetização (RA 1, 2, 3 e 4), Reforço Regular (RR 1, 2, 3 e 4), Informática, Inglês e Educom, desenvolvidas durante os meses de Julho, Agosto e Setembro. OBS.: a partir de agosto as aulas de Educação Física foram substituídas pelas de Arte, já que o educador responsável por recreação, jogos, esportes e brincadeiras se desligou do projeto por questões particulares. Mediante a dificuldade de sua substituição, tendo em vista o adiantado da hora - relativo ao final do ano letivo - optamos por dividir as turmas em dois diferentes grupos de interesse: teatro e bordado. Obtivemos tal sucesso com a mudança, que no planejamento pedagógico para 2014, teremos que consultar as famílias de nossos alunos para decidirmos juntos qual o melhor formato, se o anterior ou esse último. O curso de inglês, oferecido aos alunos de RR e Educom, também ficou temporariamente suspenso devido a saída da professora. Felizmente encontramos uma nova professora, com perfil mais próximo às propostas e linha pedagógica do projeto. Com isso, as aulas de inglês foram retomadas com sucesso. A nova professora, Emily, é inglesa, mas com domínio completo da língua portuguesa, já que vive em Paraty há 12 anos. Lembramos que, mesmo na ausência dos educadores de inglês e educação física, os horários não ficaram vagos e os alunos não foram dispensados. Aproveitamos os tempos destinados à essas atividades para ampliar as de reforço e artes.

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 1. Observações gerais

1


2. Relato de atividades e avaliação Reforço em Alfabetização (RA)

N

este terceiro trimestre, as atividades contextualizadas nos oportunizaram a reavaliação das habilidades dos estudantes, permitindo identificar quais suas necessidades de aprimoramento em relação à leitura e escrita. Em função das constatações, demos continuidade e atenção extra as atividades relacionadas as dificuldades de letramento, que atinge a maioria dos alunos. O Reforço em Alfabetização, que visa o domínio de leitura e escrita, possibilita aos nossos alunos superar obstáculos - que tanto dificultam os avanços na aprendizagem, de qualquer disciplina. Com esse objetivo, trabalhamos na formação de famílias silábicas e também na construção de palavras e frases simples que fazem parte do cotidiano das crianças. Para tornar o aprendizado mais significativo e prazeroso, mantivemos as práticas dos jogos, recurso fundamental, bastante apreciado pelas crianças. De maneira geral as turmas vem evoluindo de forma satisfatória, apresentando boa freqüência, com a maioria dos alunos acompanhando as propostas e lendo textos simples de maneira mais independente, o que não ocorria no início das aulas.

Montagem de palavras

Montagem de palavras

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 2. Relato de atividades/avaliação (RA)

2


Por ser uma questão muito preocupante, os temas ligados à higiene e saúde são frequentemente abordados com todos os alunos do projeto e com os pequeninos das turmas de RA, também. Insistimos para que atitudes e hábitos de higiene e saúde façam parte do dia-a-dia das crianças, seja na escola, seja no projeto ou em casa com suas famílias. Textos simples foram lidos em grupo e interpretados de maneira divertida, além de atividades que envolveram a produção de cartazes e entrevistas com a família. Essas últimas tendo em vista estimular a participação dos familiares nas mudanças de hábitos ligados à higiene. Como a infestação de piolhos que enfrentamos. O combate incluiu receitas caseiras pesquisadas pelos próprios alunos, que em seguida levavam às famílias - como sugestão de tratamentos alternativos. Empolgados, nossos alunos participam da hora literária com prazer. As retiradas de livros de nossa biblioteca comunitária são crescentes, sendo uma prática fundamental para a superação das dificuldades em leitura, escrita e interpretação. De maneira geral, os trabalhos com as turmas de RA têm uma avaliação positiva: as turmas estão completas e contamos com considerável lista de espera para matrícula neste segmento do projeto. A participação dos alunos é excelente, todos motivados, realizando com interesse as propostas desenvolvidas.

Montagem de frases

Montagem de frases

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 2. Relato de atividades/avaliação (RA)

3


3. Relato de atividades e avaliação Reforço Regular (RR)

O

conhecido “Reforço Escolar” se torna mais eficiente quando compreendido e identificado como “apoio paralelo e individualizado”. Tal apoio é uma assistência ao aluno na superação das dificuldades sinalizadas ou reveladas diante de qualquer área da composição curricular, bem como de qualquer tema ou conteúdo em estudo. Sendo assim, a participação da família é fundamental neste processo. Buscando estreitar cada vez mais o relacionamento entre o projeto e as famílias, neste período iniciamos uma nova prática: a de reuniões individuais com os pais ou responsáveis. Temas como freqüência escolar, participação e interesse nas atividades e oficinas, acompanhamentos dos pais, desenvolvimento dos alunos e regras de convívio da casa, foram abordados e discutidos com os participantes. O retorno desta proposta tem sido bastante positivo: conseguimos atender cerca de 80% dos pais agendados! Ainda visando o crescimento do nosso trabalho, neste período demos continuidade as reuniões realizadas com nossa escola parceira: a Escola Municipal Parque da Mangueira. Para adequação da proposta do trimestre, dois educadores e uma auxiliar pedagógica participaram de uma reunião com a direção da escola da Mangueira com objetivo de traçar estratégias que estimulem aos alunos a manterem freqüência (neste fim de ano, quando começam a apresentar cansaço), tanto na escola formal quando na Casa Escola. Definimos então que a Casa Escola terá participação nas reuniões com pais/responsáveis da escola da Mangueira. Desta forma, poderemos expor aos pais a parceria entre as duas instituições. Lembramos que existem outras escolas formais freqüentadas por nossos alunos, tais como a Pequenina Calixto e Guiomar Schimtd Marques, mas como o nº de alunos matriculados na Escola da Mangueira é muito maior (cerca de 80%), esta unidade de ensino tornou-se nossa principal escola parceira.

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 3. Relato de atividades/avaliação (RR)

4


Reunião Escola da Mangueira

Reunião com os pais

Dando continuidade aos trabalhos de Reforço Regular, trabalhamos com todas as disciplinas e níveis escolares. Desenvolvemos uma visão multidisciplinar das necessidades dos nossos alunos, uma vez que a dificuldade de determinada matéria ou disciplina, quase sempre é resultante de uma ausência de contextualização dos conteúdos que não foram devidamente assimilados. Mais uma vez realizamos grupos de estudos, criando oportunidades de atingir as necessidade específica de cada aluno. É importante lembrar que todas as atividades tiveram como tema principal o Ciclo do Ouro. Este período foi muito satisfatório já que os alunos retornaram com grande disposição para os trabalhos. Cada vez mais interessados, demonstraram muito prazer em fazer parte da Casa, o que é fundamental para os progressos. Percebemos melhoras na organização de materiais e em relação aos trabalhos manuais. Mais atentos e caprichosos estão conseguindo realizar todas as atividades propostas com mais independência, autonomia e organização. Através da análise de notas das escolas formais, tivemos novos indícios de que nosso trabalho vem sendo muito importante ao desenvolvimento das crianças, pois além dos progressos serem visíveis, as mudanças de atitudes em relação ao dia a dia e ao rendimento na escola formal continuam crescentes. E para reforçar os progressos de nossos alunos, através de relatos de diretores e educadores da escola parceira, ficamos super felizes ao ouvir o seguinte depoimento: “Os alunos que fazem parte da Casa Escola são destaque em nossas salas de aula, mais atentos se tornam referência em nosso dia a dia.”

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 3. Relato de atividades/avaliação (RR)

5


Iniciamos o mês de julho cumprindo o planejamento que trazia o Ciclo do Ouro como tema gerador, seguindo a linha do tempo sobre a História de Paraty estabelecida para esse período do ano. Começamos pelo movimento das bandeiras conhecido também como a fase dos bandeirantes sertanistas do Brasil Colonial, que, a partir do início do século XVI, penetraram os sertões brasileiros em busca de riquezas minerais, sobretudo a prata, abundante na América espanhola e também de indígenas para escravização e extermínio dos quilombos. Os bandeirantes ou os capitães das bandeiras, eram, em sua maioria, descendentes de primeira ou segunda geração de portugueses de São Paulo. Esse episódio serviu para a introdução do tema Ciclo do Ouro, com aulas inteiras desenvolvidas durante visitas dos nossos alunos ao bairro histórico de Paraty - devido a enorme importância do nosso município na história do Brasil. O texto abaixo exemplifica bem a apresentação dos conteúdos. “O calçamento das ruas de Paraty com pedras irregulares - conhecido como pé de moleque - começou a ser feito no século XVIII, graças ao desenvolvimento trazido pelo ciclo do ouro. Entretanto, foi a riqueza gerada pelo ciclo do café que terminou por calçar todas as ruas, por volta da década de 1830. As pedras eram necessárias porque as tropas de mulas, carregadas com ouro ou café, faziam grandes atoleiros nos dias de chuva e nuvens de poeiras nos dias de sol. As caravelas vindas de Portugal traziam em seus porões, lastro de pedras para equilibrá-las. Esse lastro era desembarcado em Paraty e no seu lugar ia o ouro ou o café. Muitos afirmam que eram essas pedras portuguesas as utilizadas no calçamento das ruas, apesar de não haver registros históricos nem estudos geológicos que comprove essa hipótese.” Traçados de um Centro Histórico – Patrícia Sada As aulas resultaram em caminhadas pelo bairro histórico, com registros - em desenhos e textos - baseados na observação e aprendizagens realizada pelos alunos, sempre orientados pelos educadores. A expansão marítima mundial que levou a descoberta das terras brasileiras foi estudada e reforçada através de um outro recurso de explanação: mapas e vídeos do youtube.

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 3. Relato de atividades/avaliação (RR)

6


Atividade no Centro Histórico

Atividade no Centro Histórico

Atividade no Centro Histórico

Atividade no Centro Histórico

Atividades de reforço em Matemática também foram desenvolvidas, com destaque para os “desafios” que levam os alunos a analisar e compreender melhor as questões apresentadas. Concomitantemente, foram desenvolvidos exercícios de interpretação de texto, visto que a compreensão dos desafios são a base, seu ponto de partida. Bem aceita, essa atividade, foi replicada a pedido dos estudantes. De acordo à demanda, a necessidade de domínio de leitura e escrita de muitos alunos (que ainda apresentam falhas em grafia e concordância da língua portuguesa) leva os educadores a trabalharem, continuamente, exercícios de reforço que visam o letramento.

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 3. Relato de atividades/avaliação (RR)

7


Após a introdução de temas sobre o Caminho do Ouro, produções de textos em sala de aula foram e continuam sendo apresentados. Essa atividade ganhou papel relevante ao se trocar a redação pela produção realizada pelos alunos, normalmente com tema proposto pelo professor e por parte dos alunos. Essa troca, unida à interação entre as propostas advindas de ambos, resulta em diferentes conteúdos: bancos de palavras e imagens. O primeiro banco foi proposto pelos educadores e os demais organizados pelas respectivas turmas. Após essa construção, os mesmos criaram histórias diversas, visto que o imaginário do aluno tende a se enriquecer com as experiências vivenciadas por ele e por seus colegas. Atividades ligadas à produção de textos podem ser colocadas em prática de diversas maneiras. Isso varia de acordo ao conteúdo estudado e à disponibilidade de recursos materiais. A partir desse pressuposto, adotamos iniciativas que incentivam o gosto pela escrita, como a produção de cartas. E, descobrimos que muitos dos nossos alunos não tem conhecimento das diversas etapas da nossa história. Essa pouca valorização do Patrimônio Cultural se dá devido ao desconhecimento de grande parte da população pelo assunto e pelo fato da escola formal não abordar essa temática no seu programa curricular.

Produção de textos

Atividade sobre o Caminho do Ouro

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 3. Relato de atividades/avaliação (RR)

8


Sendo assim, para a introdução do Ciclo do Ouro, levamos nossos alunos a conhecerem o antigo Caminho do Ouro, visitando partes do trajeto por onde escoavam as mercadorias e o ouro vindos de Minas Gerais - que eram embarcados no porto de Paraty com destino a Portugal. Através dessa atividade pudemos perceber o quanto nossos alunos, em sua grande maioria, paratienses, não se sentem parte desse vasto e rico patrimônio paratiense, seja ele cultural, histórico ou ambiental. O Ciclo do Ouro foi melhor compreendido depois da aula/ passeio na Estrada Real e das vivências proporcionada pelas oficinas. O mês de agosto no Brasil, em âmbito escolar, é o mês do folclore. Para marcar esse período em que se enaltece a cultura brasileira (e no nosso caso, a local), propusemos a realização de uma oficina de arte. Utilizamos uma dobradura cheia de significados, criada por um artista popular de Paraty, o senhor Saporém. Segundo consta, ele, quando jovem, fez essa composição: “Lá vai o meu coração, com duas lanças passadas: abrindo a dobra de baixo, sou viola encantada. Sou viola encantada que a todos faço admirar: abrindo a outra dobra, sou linda sereia do mar. Sou linda e bela sereia, que faço a todos admirar: em noite de lua cheia, canto à beira mar. Sou sereia bela e formosa, abrindo a outra dobra, sou moça namoradeira. Sou moça bela e faceira, ando na domingueira: sou linda, de terna emoção. Abrindo o papel todo, mudei de situação: sou pavão belo e majestoso, depois de bem prontinho, tenho cheiro saboroso. Sou pavão belo e terno de coração: depois do papel fechado, sou o eterno coração.”

Oficina de arte - dobradura Saporém

Pinturas inspiradas em azulejos portugueses

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 3. Relato de atividades/avaliação (RR)

9


Visita ao Caminho do Ouro

Visita ao Caminho do Ouro

Pintando o “Mural Primavera”

Construindo o “Mural de Primavera”

Umas das atividades desenvolvidas sob o tema “Primavera” resultou num grande painel no muro da escola onde os cartazes, após plastificados, foram afixados. O colorido das pinturas, chamou a atenção da comunidade, que lamentou a sua retirada, pedindo que novos trabalhos feitos pelas crianças fossem exibidos nos muros da Casa Escola. Aliadas às pinturas, palavras como Alegria, Amor, Amizade, Paz, Saúde, etc. e um texto com os seguintes dizeres saudaram os transeuntes: “Os alunos e equipe da Casa Escola desejam a todos, nesta primavera, muito amor e carinho”. A iniciativa foi bem aceita pela comunidade: ninguém rasgou ou destruiu os mesmos. Finalizaram-se os trabalhos em torno do Ciclo do Ouro e já demos início ao principal tema do 4º trimestre: o Ciclo do Café, que irá finalizar as atividade no ano letivo de 2013 com abordagens envolvendo o Ciclo do Turismo.

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 3. Relato de atividades/avaliação (RR)

10


4. Inglês

T

rabalhamos primeiramente o alfabeto, criando um livro com as letras em ordem alfabética e uma figura/objeto que iniciasse com cada umas das letras do abecedário. As crianças apreciaram muito as atividades, se divertiram e produziram lindos livrinhos. Aprenderam um total de 36 letras. Em seguida, trabalhamos o verbo to be, no presente simples, formando frases com o novo vocabulário adquirido pela turma. Puderam então aprender a formar frases afirmativas, negativas e interrogativas. E, regras gramaticais como o uso de A/AN. Ex: THIS IS AN APPLE. THAT IS A DOG. IT IS A BEE. THIS IS NOT AN APPLE. THAT IS NOT A DOG. IT IS NOT A BEE. IS THIS AN APPLE? IS THAT A DOG? IS IT A BEE? Trabalhamos as cores primárias e as crianças coloriram flores de acordo aquela escrita em inglês na pétala. Depois, montamos um painel colorido e lindo como um jardim. Em seguida iremos adicionar as cores como adjetivos na construção de frases, utilizando o vocabulário adquirido nos processos anteriores. Todas as crianças se mostram interessadas e participativas, tanto nas tarefas escritas quanto nas brincadeiras que estimulam a construção de frases oralmente. Se adaptaram com facilidade à nova professora a também à metodologia apresentada por ela.

Aula de Inglês - Livro

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 4. Inglês

Aula de Inglês - Livro

11


Laboratório de Informática e Educomunicação

A

s funções das mídias e provedores de informação - como operam e quais as condições necessárias para um cumprimento mais eficaz - permearam as atividades neste terceiro trimestre. Novos aplicativos e temas foram explorados e debatidos neste período de grandes novidades dentro da sala de aula. O PowerPoint e uma rádio comunitária vieram para agregar valor aos conteúdos.

5. Informática

N

este trimestre, incentivamos a participação dos alunos de forma mais intensa na tomada de decisões relativas à escolha de temas e ao andamento das atividades. Os alunos trabalharam em todos os processos, de forma horizontal e dinâmica. Uma relação de temas foi apresentada e, coletivamente, decidimos o que iríamos trabalhar em sala - sempre de forma interdisciplinar, conectando o laboratório à sala de aula convencional.

Aula de PowerPoint

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 5. Informática

Aula de PowerPoint

12


5. Informática Julho - 2013

A

introdução de conhecimentos sobre compartilhamento de arquivos e download foram temas no mês de Julho. Os alunos começaram a entender como e onde baixar músicas, vídeos, arquivos e outros produtos disponíveis na rede. Um tutorial foi entregue a cada aluno e ao longo das semanas baixamos diversos formatos de arquivos. Todos aprenderam “como” organizar os arquivos em pastas, nomeando-os corretamente. Na segunda quinzena de julho entramos em férias.

Compartilhando arquivos

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 5. Informática

Baixando arquivos

13


5. Informática Agosto - 2013

D

epois de baixarmos os arquivos, principalmente de músicas, promovemos uma oficina de gravação de arquivos em CD, com cada aluno recebendo uma mídia. Selecionamos músicas, vídeos e gravamos os arquivos no CD usando um tutorial que estudamos durante todo o processo necessário ao compartilhamento de arquivos e downloads. Ao fim desta atividade cada aluno levou seu CD para casa. Neste mês recebemos a visita do Cinébus, um projeto Francês de cinema itinerante que junto ao Cineclub Paraty, trouxe à Casa Escola uma oficina de Pré-Cinema. Os alunos da turma de informática participaram com entusiasmo, interagindo com formas antigas de se fazer cinema, como o Praxinoscópio, aparelho que projeta em espelhos as imagens desenhadas sobre fitas transparentes. Ainda neste mês os alunos iniciaram o estudo de um novo aplicativo do pacote Office, o Power Point. Todo o trabalho foi permeado pelo tema “O Corpo Humano e seus órgãos”.

Gravação de CD

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 5. Informática

Oficina de Cinema

14


5. Informática Setembro - 2013

A

oficina sobre o PPT (Power Point) teve como base o principal recurso que o programa oferece: a apresentação de Slides. Em função do tema proposto (O Corpo Humano e seus órgãos ) estar sendo abordado na escola formal (Escola da Magueira) e ter fornecido uma base sobre o assuntos aos alunos, aproveitamos o conteúdo nos slides, para montagem de uma apresentação. Pesquisas na internet com textos e fotos sobre o tema, enriqueceram e aumentaram o entendimento dos alunos sobre o assunto. Inserção da caixa de texto, de formas e imagens, mudanças da cor ou tamanho de letras, aplicação de novos slides, criação de novos designs para as apresentações e animações, foram abordados durante as aulas teóricas sobre esse aplicativo. Os alunos estão em fase de montagem de Slides e durante as próximas semanas irão concluir as apresentações através do Power Point.

Escolha das imagens para o PowerPoint

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 5. Informática

Alunos na aula de informática

15


6. Educomunicação

O

Artigo 19 da Declaração Universal dos Direitos Humanos estabelece que “Todo ser humano tem direito à liberdade de opinião e expressão; esse direito inclui a liberdade de opinar livremente e de procurar, receber e transmitir informações e ideias por quaisquer meios, independentemente de fronteiras”. A alfabetização midiática e informacional (AMI) proporciona aos cidadãos as competências necessárias para buscar e usufruir plenamente dos benefícios desse direito humano fundamental. Baseados neste artigo, os alunos de Educomunicação obtiveram grande evolução, tanto relativa aos conteúdos gerados, quanto à quantidade de mídias envolvidas.Uma rádio foi incorporada aos trabalhos e novas conexões foram feitas entre as redes sociais e em blogs - sem deixar de lado o bom e velho mural de recados.

6. Educomunicação Julho - 2013

N

este mês demos continuidade aos estudos sobre vídeo e roteiro, estudando os diversos tipos de planos, ângulos e enquadramentos, sempre com atividades teóricas e práticas. Num destes trabalhos foi realizada uma saída especial com os alunos, para a cachoeira da Usina. Além de divertir os alunos, essa aula permitiu a captura de lindas imagens da natureza. No mês da Flip não poderia faltar uma visita à Festa Literária. Nossos alunos participaram e assistiram palestras nas tendas e das brincadeiras na praça, como aulas em campo. Na segunda quinzena, férias.

Estudos sobre audiovisual

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 6. Educomunicação

Arvore de livros - Visita a Flip

16


6. Educomunicação Agosto - 2013

R

etomamos o mês com um bate papo sobre as férias. O resultado? Postagens de fotos e textos nos Blogs pessoais dos alunos. Recebemos também uma visita especial: o Cinébus, projeto francês de cinema itinerante, que, junto ao Cineclub Paraty, trouxe à Casa Escola uma oficina de Pré-Cinema. Nas semanas que antecederam essa oficina promovemos algumas atividades sobre cinema. Estudamos os irmãos Lumière e a história do cinema através de vídeos e fotos que buscamos na internet. A origem do cinema no Brasil e nossa própria produção em audiovisual foram temas bastante debatidos em sala de aula. Cada aluno trouxe o filme de sua preferência para trocas, exercícios e formação de opinião. A visita dos franceses foi muito interessante. Os alunos participaram com entusiasmo, interagindo com as diferentes e antigas formas de se fazer cinema, como o Praxinoscópio, aparelho que projeta em espelhos imagens desenhadas sobre fitas transparentes. Por fim, as crianças produziram suas próprias animações em desenhos. As aulas seguintes foram dedicadas à animação. Digitalizamos os desenhos da oficina de cinema e animamos usando o Movie Maker, como aplicativo de edição. O resultado foi o nosso primeiro curta de animação chamado “O Banho do Sol” (http://pescandoinformacoes. blogspot.com.br/2013/09/o-banho-do-sol-animacao.html).

Oficina de Pré-Cinema

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 6. Educomunicação

Edição da animação

17


6. Educomunicação

I

Setembro - 2013

niciamos o mês com um passeio ao centro histórico para visitar o caminhão da organização SOS Mata Atlântica que trouxe a Paraty um projeto itinerante de educação ambiental. Os alunos participaram de palestras e atividades sobre o meio ambiente. Continuando as atividades usando curtas metragens de animação, postamos o vídeo finalizado em nosso canal do YouTube e em Blogs. Cada aluno fez a postagem em seu blog pessoal e também nas redes sociais. Começamos um trabalho com o aplicativo Pivot que traz de forma fácil e dinâmica formas de se criar animações simples em vídeo ou GIF’s animados. Uma oficina de manipulação foi dada aos alunos que logo produziram os primeiros bonecos animados. Os próprios alunos descobriram, em casa, uma nova versão do aplicativo trazendo ao educador a necessidade de reinstalar o programa. O processo foi feito por eles mesmos, de forma coletiva e dinâmica. Os próprios alunos compartilharam conhecimentos entre si, trazendo um aprendizado coletivo com trocas de informações, trazidas de suas experiências pessoais, de forma autodidata. Postamos as animações no blog e cada aluno salvou em seu celular as animações produzidas em GIF (http:// pescandoinformacoes.blogspot.com.br/2013/09/animacoes-em-gif-2.html). Neste mês aconteceu em São Paulo o V Encontro Nacional de Educomunicação e o educador Eduardo Di Napoli, responsável pelas aulas de informática e educom, esteve presente trazendo novidades do evento aos colegas da equipe. Fechamos o trimestre com a inclusão de uma nova mídia: a Rádio Multi Vozes; iniciamos os estudos sobre as rádios comunitárias e montamos nosso primeiro programa com o tema relacionado à primavera (http://pescandoinformacoes.blogspot.com.br/2013/09/programaradio-multi-vozes-pescando.html).

Animação com aplicativo Pivot

Julho, Agosto e Setembro de 2013 - 6. Educomunicação

Rádio Multi Vozes

18


Parceiros: Padaria Aeroporto Padaria Vitória Casa Azul Paraty.com Casa Costa 100% Vídeo Locadora Paraty Tours Pousada Corsário Pousada do Príncipe Servgraf

Realização

Patrocínio

Apoio

Relatório Casa Escola - Julho/Agosto/Setembro de 2013  

Relatório trimestral da Casa Escola referente aos meses de Julho, Agosto e Setembro de 2013