Page 1

Edição Nº 04 Novembro/2010

ABALHO

CALENDÁRIO DE TR

05/11 - Caboclos Cachoeira 07/11 - Trabalho na 12/11 - Baianos 19/11 - Caboclos os 26/11 - Pretos Velh estudo do Todas as 4ªs. feiras 20h30 Evangelho - Início às

s ele esgotamento e fadiga p o u d n q e r a ra p o s sof s; a der diga iva ente cansados, procu m s l e a l e n t a r e n o ram çar fra of ntram repo ses tempestuosas e ‘Nã enco u e s s o e silên que cio.’ Emmanuel


Edição Nº 04

Mensageiro Casa D.E.U.S.

S

ão Lázaro foi um dos primeiros discípulos e um grande amigo de Jesus. Foi através dele que ocorreu um dos mais marcantes milagres de Cristo. Lázaro morava em Betânia, próximo a Jerusalém, com suas irmãs Marta e Maria. Certa vez, Lázaro adoeceu e suas irmãs mandaram avisar Jesus, porém, o Mestre estava sofrendo grande perseguição dos judeus e não pôde ir de imediato. Somente conseguiu atender ao chamado 4 dias depois, onde encontrou o amigo já falecido. Marta, vendo Jesus se aproximar, disse: ‘Oh Senhor, se tivesse vindo antes, não teria morrido nosso irmão!’ e Jesus respondeu: ‘Eu sou a ressurreição e a vida, quem crê em mim, ainda que tenha morrido, viverá!’. Jesus pediu que o levassem até onde estava o corpo do amigo e ordenou:

O

mulú, também conhecido como Abaluaê ou Xapanã, é o Orixá protetor contra as doenças e a peste. É ele que recebe a alma dos recémfalecidos no mundo espiritual. Quando ocorre um desencarne, tem sempre um enviado de Omulú ao lado. A evocação deste Orixá nos terreiros é sempre feita pelos Guias, como os Caboclos ou Pretos Velhos. Sua função é descarregar o terreiro de qualquer miasma negativo ou pessoas tidas como doentes desenganados pela medicina do homem, ou ainda para a cura de pessoas doentes por feitiços. Suas cores são o preto e branco, representando o branco a pureza e o preto a ausência da vida. Muitos Pretos Velhos trabalham sobre a vibração de Omulú. No Candomblé, são usadas em descarregos de pessoas doentes, a pipoca preparada em azeite de dendê (sem sal). Na Umbanda é raro esse tipo de descarrego, porém, ocorre em alguns templos. No dia 02 de novembro, feriado do Dia de Finados, alguns terreiros prestam homenagens à este Orixá até mesmo dentro dos cemitérios, feitos normalmente pelos seguidores do Candomblé. Nós, umbandistas, prestamos nossas homenagens à Omulú neste dia, com orações e pedidos por nossos parentes e amigos que já habitam no plano espiritual, para que tenham a proteção deste grandioso Orixá.

Atotô, atotô babá Atotô, Omulú é Orixá

Bis

Meu Senhor do campo santo Meu Senhor da hora bendita Ele reina na Aruanda Ele reina na Calunga

Novembro/2010

‘Lázaro, eu te mando, levantate e caminha!’. Para o espanto de todos, Lázaro levantou-se da tumba ressuscitado, 4 dias depois de morto e visto pela multidão que contemplou o fato. A imagem de São Lázaro apresenta feridas que foram lambidas por cachorros, devido a saliva de cães saudáveis e mansos possuírem propriedades cicatrizantes. São Lázaro é sincretizado ao Orixá Omulú, protetor dos doentes terminais e quem recebe o corpo dos mortos no cemitério para a retirada dos fluidos vitais. O Orixá utiliza uma roupagem de palha para cobrir as feridas ,por isso o sincretismo com São Lázaro.

Os filhos de Omulú são tidos como pessimistas e deprimidos. Gostam da ordem e cultivam a individualidade. Não levam desaforo pra casa, se forem ofendidos, respondem no ato. Não possuem grandes ambições. São exigentes e vingativos, porém, são pessoas extremamente prestativas e trabalhadoras.

PRECE À OMULÚ Salve o Senhor Rei da terra! Médico da Umbanda, Senhor da cura de todos os males do corpo e da alma. Pai da bem-aventurança, em ti deposito minhas dores e amarguras, rogando-te as bênçãos da saúde, paz e prosperidade! Faz-me, Senhor do trabalho, um filho de bom ânimo e disposição para triunfar na luta pela sobrevivência. Faz-me digno de merecer todo dia e toda noite, vossas bênçãos de luz e misericórdia! Atotô, meu Senhor!

Omulú é feiticeiro E também sabe curar Ele trabalha na Umbanda Em nome de Oxalá Atotô, atotô babá Bis Atotô, Omulú é Orixá

A

totô, meu Senhor ou Atotô Babá é o que dizemos para saudar Omulú. Seus domínios são os cemitérios (campo santo ou calunga), por ser o responsável em receber os espíritos na ‘hora bendita’, ou seja, na hora do desencarne. ‘Omulú é feiticeiro e também sabe curar’, representa a atuação que este Orixá tem contra as doenças incuráveis e contra as doenças causadas por feitiços. É um respeitado Orixá da Umbanda, trabalhador na vibração de Oxalá, representado pela cor branca que simboliza a pureza. 02


Edição Nº 04

Mensageiro Casa D.E.U.S.

I

emanjá é um dos Orixás mais cultuados e respeitados na Umbanda. Ela representa a figura de mãe que acompanha o ser humano por toda sua vida. Por esse motivo, dizem ser a Mãe de todos os Orixás. É sincretizada à Nossa Senhora da Conceição, Nossa Senhora dos Navegantes, Nossa Senhora das Candeias, tendo como dias de comemoração dia 02 de fevereiro e 08 de dezembro, dependendo da região do país. Porém, sua imagem representada por uma mulher de cabelos longos e negros vestida de azul, é exclusivamente umbandista. É a protetora dos marinheiros, pescadores, das viagens por mar e sobre toda a fauna e flora marinhas. Seus domínios são as águas de todos os lugares, porém, sua atuação maior é sobre os oceanos. A força vibratória desses locais tem a função de devolver tudo o que for nele jogado ou vibrado, ou seja, não afirma trabalhos duradouros. Os resultados são rápidos e seguros. Isso indica que à Iemanjá podemos pedir ajuda em problemas de urgente retorno. Quando evocada em nosso terreiro, tem a finalidade de descarregar o ambiente e as pessoas, levando para o fundo do mar toda a negatividade que existir. A incorporação de Iemanjá é feita através das ondinas ou sereias, que são os seres elementais da água, ou pelas Caboclas do mar. Iemanjá também é conhecida por Janaína, Dandalunda, Mãe Sereia, Rainha do Mar, etc. Com o fim do ano se aproximando, é comum os terreiros irem às praias para realizar as oferendas à Iemanjá.

Novembro/2010

Este trabalho, conhecido como Festa de Iemanjá, é um dos mais importantes realizado em nosso terreiro, pois tem o objetivo de descarregar no mar todas as mazelas acumuladas durante o ano de trabalho, para que os seres que habitam ali possam desmanchá-las e, assim, também recarregamos as energias para o próximo ano que se aproxima. Após este trabalho feito na praia, encerram-se os trabalhos da nossa Casa para somente serem reiniciados em janeiro do ano seguinte. É comum vermos nessa época do ano, pessoas jogando no mar barquinhos de isopor repletos de oferendas, como perfumes, champanhes, espelhos, flores e mais outros objetos que servem apenas para poluir o mar. Iemanjá, sendo um Orixá, ou seja, uma força espiritual iluminada e muito superior, não necessita da nossa matéria, ela deseja apenas a fé de seus seguidores. Se quiser fazer oferendas à Iemanjá, jogue somente as pétalas de flores brancas, sem os galhos e os espinhos, podendo também ser ofertado perfume de alfazema (somente o líquido). Este ano, iremos à praia dia 11 de dezembro para realizarmos nosso trabalho. Nessa noite, virão todas as linhas de Guias e protetores e os Caboclos darão o banho de mar em todas as pessoas da corrente e da assistência. É nesse momento especial que é feito todo o descarrego. Se você for nos acompanhar nessa romaria, sentirá a diferença assim que sair da água, pois além de nos limpar espiritualmente, nossa querida Mãe nos presenteia com as tão esperadas estrelinhas, que são como purpurina brilhando na água e nas nossas roupas. Na verdade, as estrelinhas são os plânctons, que são partículas orgânicas que vivem na água do mar e sendo ativadas pelo plano espiritual, causam o efeito de brilhar, emocionando à todos que presenciam o fato. Neste momento, faça sua oração de agradecimento e o seu pedido que, com certeza, se você merecer, será atendido pela Rainha do Mar!

A

força e a determinação fazem parte de suas características, assim como o sentido da amizade e do companheirismo. Como são pessoas presas ao arquétipo de mãe, a família e os filhos têm grande importância em suas vidas. A relação com eles pode ser carinhosa, mas nunca esquecendo conceitos tradicionais como respeito e principalmente hierarquia. São pessoas que não gostam de viver sozinhas, costumam por isso casar ou associar-se cedo. Apesar do gosto pelo luxo, não são pessoas obcecadas pela própria carreira, sem grandes planos para atividades a longo prazo, a não ser quando se trata do futuro de seus filhos e entes próximos. Seu caráter pode levar o filho deste Orixá a ter um tendência a tentar consertar a vida dos que os cercam, o destino de todos estariam sob sua responsabilidade. Os filhos de Iemanjá demoram muito para confiar em alguém, bons conhecedores que são da natureza humana. Quando finalmente passam a aceitar uma pessoa no seu verdadeiro e íntimo círculo de amigos, porém deixam de ter restrições, aceitando-a completamente e defendendo-a, seja nos erros como nos acertos, tendo grande capacidade de perdoar as pequenas falhas humanas. Um filho de Iemanjá pode tornar-se rancoroso, remoendo questões antigas por anos e anos sem esquecê-las jamais.

Eu vou levar Vou levar flores ao mar Eu vou levar

Bis

Uma promessa eu fiz Para a Deusa do Mar Meu pedido atendeu Prometi, vou pagar

Bis

I

emanjá atende os pedidos feitos à ela, conforme o merecimento de cada um. Normalmente, as pessoas lhe oferecem flores, como forma de agradecimento. Este ponto é cantado quando levamos nossa oferenda ao mar, agradecendo à Deusa das Águas toda a proteção e bênçãos recebidas durante o ano em nossos trabalhos.

02 03


Edição Nº 04

Mensageiro Casa D.E.U.S.

E

star saudável e equilibrado é fundamental a todos nós e, portanto, estamos incessantemente buscando a cura para nossas lesões e chagas, frustrações e defeitos. Jesus nos ensina através de uma passagem no Evangelho que, além da oração, a FÉ é a condição mais importante para o nosso aperfeiçoamento físico e espiritual. ‘Então, uma mulher, que havia 12 anos sofria de uma hemorragia, que sofrera muito nas mãos dos médicos e que, tendo gasto todos os seus haveres, nenhum alívio conseguira. Como ouvisse falar de Jesus, veio com a multidão atrás dele e lhe tocou as vestes, porquanto, dizia: ‘- Se eu conseguisse ao menos lhe tocar nas vestes, ficaria curada’. No mesmo instante, o fluxo sanguíneo lhe cessou e ela sentiu em seu corpo que estava curada daquela enfermidade. Logo, Jesus, conhecendo em si mesmo a virtude que dele saira, se voltou no meio da multidão e disse: ‘- Quem me tocou as vestes?’ e seus discípulos lhe disseram: ‘- Vês que a multidão te aperta de todos os lados e perguntas quem te tocou?’ Ele olhava em torno de si a procura daquela que o tocara. A mulher, que sabia o que se passara em si, tomada de medo e pavor, veio lançar-selhe aos pés e lhe declarou toda a verdade. Disse-lhe Jesus: ‘- Minha filha, tua fé lhe salvou! Vai em paz e fica curada da tua enfermidade.’ Bastou a irradiação fluídica normal de Jesus para realizar-se a cura. Mas, por que essa irradiação se dirigiu para aquela mulher e não para as outras pessoas, uma vez que Jesus não pensava nela e era cercado por uma grande multidão?

Novembro/2010

A cura foi atraída pelo desejo ardente, pela confiança, numa palavra, pela fé da doente. Por isso Jesus disse à ela: ‘ - Tu a f é l h e s a l v o u ! ’ . Compreende-se que a fé a que ele se referia não é mística, mas uma verdadeira força atrativa, de sorte que aquele que não a possui opõe à corrente fluídica uma força repulsiva ou, pelo menos, uma força de inércia, que paralisa a ação. Assim sendo, também se compreende que, apresentando ao curador dois doentes da mesma enfermidade, possa um ser curado e outro não. É lícito buscar a cura, mas antes de exigí-la, é necessário verificar se estamos cuidando com carinho do nosso corpo físico e de nossa reforma íntima. Precisamos de merecimento para sermos curados e, para que isso aconteça, precisamos fazer a nossa parte, esforçando-nos em melhorar nosso moral, nossos sentimentos e nossos instintos. A fé é uma grande conquista e quanto mais a exercitarmos, mais curados somos, de forma tão natural e verdadeira, que nem a percebemos.

N

em cedo, nem tarde. O presente é hoje. O passado está no arquivo. O futuro é uma indagação. Faze hoje mesmo o bem a que te determinaste. Se tens alguma dádiva a fazer, entrega isso agora. Se desejas apagar um erro que cometeste, consciente ou inconscientemente, procure sanar essa falha sem delongas. Caso te sintas na obrigação de escrever uma carta, não relegues semelhante dever ao esquecimento. Na hipótese de idealizares algum trabalho de utilidade geral, não retardes o teu esforço para trazê-lo à realização. Se alguém te ofendeu, desculpa e esquece, para que não sigas adiante carregando sombras no coração. Auxilia os outros, enquanto os dias te favorecem. Faze o bem agora, pois, na maioria dos casos, "depois" significa "fora de tempo", ou tarde demais. “Hora Certa”, de Francisco Cândido Xavier, pelo Espírito Emmanuel

D

ia 07 de novembro nossa Casa irá realizar o trabalho na cachoeira, que é feito todos os anos pelo Caboclo Pena Roxa. Este trabalho é feito para o descarrego dos médiuns nos domínios de Oxum, Xangô e Oxóssi, que são a cachoeira, a pedreira e as matas. Neste trabalho, nossos Caboclos nos banham visando a limpeza espiritual e a firmeza da mediunidade. É nas águas de Mamãe Oxum que agradecemos as bênçãos recebidas durante todo o ano de trabalho e pedimos para que ela, juntamente com Xangô e Oxóssi, continuem nos protegendo e abençoando. Se você quiser nos acompanhar neste maravilhoso trabalho e tiver como ir de carro (pois não alugamos ônibus para esta ocasião), é só estar no terreiro às 07h00 da manhã do domingo, vestido com roupa de banho por baixo de suas roupas comuns (maiô inteiriço para mulheres e sunga para homens), não esquecendo de levar uma troca de roupas para quando o trabalho acabar. Evite comer carne no dia anterior. Se quiser fazer alguma oferenda à Oxum, leve apenas flores brancas e a sua fé!

L

á você encontra velas, guias e imagens pequenas; Camisetas da Casa D.E.U.S. por R$ 25,00! Agora também com a novidade dos CDs de pontos cantados, gravados no Núcleo Umbandista São Sebastião pelo baiano Marculino. Adquira o seu por apenas R$ 15,00! Aproveite antes que acabe e saiba todos os pontos na ponta da língua!

04

Edição de Novembro - 2010  

Edição de Novembro - 2010

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you