__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 12

JUVENTUDE, ARTES E IDEIAS | OLHÃO | ANO IV | # 46 | SET‘16

TALENTO 12

dos, por considerar que os largos são, em termos

ARTES

históricos e patrimoniais, muito importantes para

ISA FERNANDES

Olhão e as lendas fazem parte da nossa memória e imaginário coletivos, e a associação dos dois é uma forma de promover e dar a conhecer esta grande riqueza da nossa terra. Nesse sentido, decidiu contribuir como pode, com a sua arte, o seu talento, e oferecer à sua cidade 3 propostas artísticas que completariam o Caminho das Lendas. Para a autora foi uma honra as suas propostas terem sido aceites pelo presidente e vereação da autarquia. “É muito importante para mim como olhanense feita de coração ter aqui obras minhas expostas na cidade que carrego no peito. Tenho muito orgulho. Também foi importante a confiança que a vereação e o presidente depositaram na minha proposta. É uma continuação do meu trabalho numa perspetiva pública que antes nunca tinha acontecido.” Para a produção das obras Isa Fernandes revela ter feito um estudo cuidado sobre as lendas, sobre os materiais a utilizar, as características dos largos com a preocupação de estabelecer entre as obras dos 5 largos uma relação de continuidade. “Foi desafiante passar da lenda para um objeto concreto. Foi um percurso muito interessante, investigar cada lenda, os próprios espaços onde seriam inseridas as peças, estudar o material, sobretudo em termos de durabilidade, estudar formatos, volumetria, peso... Escolhi o metal por uma questão de continuidade com as duas estatuas já existentes. No entanto, procurei que fossem metais diferentes e com abordagens completamente diferentes: O Arraúl, que é o criador da Ria Formosa, está feito em chapa de zinco é uma peça com muita volumetria, em 3 dimensões. É um Atlante, um homem grande. Fiz muitas pesquisas sobre o corpo humano e as características do atlante. A própria roupagem escolhida resulta desse estudo. Em relação às estátuas do Largo do Gaibéu, a opção pelo bidimensional resulta do facto se tratar de

Isa Fernandes, com 41 anos, é a autora das mais

Comunicação. Realizou estudos complementares

um largo mais pequeno, com muita circulação de

recentes instalações escultóricas (as 3 que comple-

nas áreas da Ilustração, Ilustração Cientifica, Foto-

pessoas, muito residencial. A volumetria da peça

tam o conjunto) do Caminho das Lendas.

grafia e Vídeo.

não poderia condicionar a utilização do largo. A ins-

Não vive em Olhão mas visita a nossa terra com

O seu interesse pela arte vem desde sempre, “talvez

talação foi concebida no sentido de ser visível de

muita frequência. Aliás aqui passou muitos momen-

herança dos avós”, supõe Isa Fernandes. As instala-

todas as entradas do largo. Houve uma intenção de

tos da sua infância e juventude. Toda a sua família é

ções escultóricas são as suas primeiras obras públi-

interação com o público.

olhanense. Considera-se olhanense de alma.

cas,

Na instalação da Lenda de Marim, o movimento é

Estudou em Faro, na Tomás Cabreira e depois na

Numa das suas visitas a Olhão, questionou-se sobre

intencional, é o movimento das ondas, e todo aquele

Universidade do Algarve, onde concluiu a Licenciatu-

a razão pela qual apenas dois largos possuírem uma

volume dos cabelos, o próprio enrolado do desenho,

ra e Pós-graduação em Multimédia e mais tarde em

estátua representativa da lenda a que estão associa-

é isso mesmo, é a água.”

Profile for Casa Juventude Olhão

Juventude, Artes e Ideias | Olhão | Ano IV | #46 | SET’16  

Juventude, Artes e Ideias de Olhão. Disponível on-line e distribuído, em suporte papel, em conjunto com o jornal O Olhanense (dia 01 de cada...

Juventude, Artes e Ideias | Olhão | Ano IV | #46 | SET’16  

Juventude, Artes e Ideias de Olhão. Disponível on-line e distribuído, em suporte papel, em conjunto com o jornal O Olhanense (dia 01 de cada...

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded