Issuu on Google+

Casa da Ciência - 2010 Autor: André Perticarrari Produção: Casa da Ciência Diagramação: Gisele S. Oliveira

Keratella SP

Alga unicelular

Foto de um rotífero (Keratella) ao lado de uma alga unicelular. É possível um ser pluricelular ser do mesmo tamanho de um unicelular?

Glossário Partenogênese: em algumas espécies, é comum ocorrer o desenvolvimento do óvulo sem que haja fecundação.

??

Fundação Hemocentro de Ribeirão Preto Rua Tenente Catão Roxo, 2501 Campus Universitário - Monte Alegre Ribeirão Preto - SP (16) 2101-9308 http://ead.hemocentro.fmrp.usp.br/joomla e-mail: casadaciencia@hemocentro.fmrp.usp.br

Pense e responda! Apoio:

Na reprodução por partenogênese os indivíduos são todos idênticos geneticamente? Quais fatores são responsáveis pela variabilidade genética nas populações que se reproduzem desta forma? Como um animal, como os rotíferos da foto acima, pode viver sem sistema respiratório e circulatório?

Prepare-se para ver uma variedade de organismos. Ao final pense, e selecione aqueles que você já conhece ou que se parece com algum animal que lhe é familiar.

Nº 004


Quantos você conhece? Já viu algum? Eles se parecem com animais? Têm coração, estômago, pulmões?

Os machos são geralmente produzidos sob condições adversas, tais como superpopulação, baixas temperaturas, escassez de alimento. Nesse caso após o aparecimento do macho ocorre reprodução sexuada.

Pois bem, estes estranhos organismos, que mais parecem seres de outros planetas, foram tema de estudo de alunos que participaram do projeto “Adote um Cientista” da Casa da Ciência do Hemocentro de Ribeirão Preto, onde tiveram a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre estes organismos e discutir com o pesquisador, especialista no assunto, quem são eles, mas que também gerou certa estranheza ao ver uma foto de um organismo zooplanctônico:

E os copépodos?

Aluna: Ele só tem sistema digestório?

Prof: Tem sistema digestório, nervoso...

Bosmina sp e Daphnia sp.

Vida “extraterrestre” no lago Estes organismos podem ser encontrados em qualquer lago ou lagoa, formando o PLÂNCTON, que corresponde a um conjunto de pequenos seres que vivem em suspensão na água e carregados passivamente pelas ondas e correntes. O plâncton é formado por dois grupos, o fitoplâncton representado pelas algas unicelulares e o zooplâncton representado por pequenos crustáceos e larvas de outros invertebrados e peixes.

O zooplâncton dos lagos

Aluna: Ele não tem pulmão, eu to vendo. Ele não tem coração, coitado. E ele consegue viver sem coração?

Nos lagos, como o da USP –Ribeirão Preto, encontramos como principais representantes, organismos da classe dos crustáceos (Artrópodes) conhecidos como microcrustáceos. Estes pertencem ao grupo dos CLADÓCEROS e COPÉPODOS. Prof: Consegue porque ele é muito pequeno.

Aluna: É um organismo bem simples, né?

São uns dos organismos mais abundantes que compõem o zooplâncton de lagos e oceanos. Atingem um máximo de 2 a 3 mm. Ao contrário dos cladóceros, a população é composta por machos e fêmeas e a reprodução é sexuada.

Cladóceros: o domínio das fêmeas São pequenos animais que atingem um tamanho máximo de 3 mm. Pertencem a ordem Branchiopoda, que significa brânquias nos pés. Na população só há fêmeas e o principal modo de reprodução é por PARTENOGÊNESE.

Copepoda Ciclopoida

Copepoda Harpacticoida

Os rotíferos: animais microscópicos

Os rotíferos são invertebrados microscópicos (menores que 1 mm) com grande representatividade e importância, principalmente, nos rios e lagos. Não são artrópodes. Possuem, como característica geral, uma região anterior ciliada (corona) muito variada entre as espécies e usada para locomoção e/ ou alimentação. A maioria é de vida livre e solitária, porém, podem viver associadas às plantas aquáticas ou no sedimento e de modo colonial. A reprodução é principalmente PARTENOGENÉTICA, podendo, no entanto, ocorrer produção de machos de vida muito breve.


Folhetins - Zooplâncton