Page 1

Casa Branca fevereiro de 2009 | ano 05 | número 08

www.casabrancaagropastoril.com.br

ANGUS

press

Vem aí mais um leilão de matrizes Here comes one more breeding cows sale

BRAHMAN

O zebu mais produtivo está aqui The most productive zebu is here

SIMENTAL

Fêmeas Casa Branca à venda Casa Branca cows for sale

MERCADO

O mundo precisa do Brasil The world needs Brazil


Índice Index

06

MERCADO O desafio da pecuária é produzir mais e melhor MARKET The challenge of cattle breeding is to produce more and better cattle

16

Nossa Gente...................13 Our Team........................14

ANGUS Em abril, mais uma edição do Leilão Virtual Angus VPJ Casa Branca

Brahman........................18 Brahman........................19

In April, yet another edition of Angus VPJ Casa Branca Virtual Sale BRAHMAN Em maio, na Expozebu, mais uma edição do Leilão Casa Branca Querença BRAHMAN In May, at the Expozebu, one more edition of Casa Branca Querença Sale

24

Mercado........................06 Market...........................08

Angus.............................16 Angus.............................17

ANGUS

20

Editorial.........................04 Editorial.........................05

Simental.........................24 Simmental......................25 Cavalo Árabe...................26 Arabian Horse.................29 Responsabilidade Social..32 Social Commitment.........33 Eventos..........................35 Events...........................35

SIMENTAL Em maio, o I Leilão Virtual Casa Branca de Matrizes Simental SIMMENTAL In May, the First Casa Branca Virtual Sale of Simmental Breeding Cows C

a s a

B

r a n c a

03


Editorial

Paixão e profissionalismo, os nossos princípios básicos

É

muito provável que a história reconheça o momento atual como um divisor de águas da economia mundial. Paradigmas foram quebrados, a ordem estabelecida foi rompida e não temos muita convicção do que ainda pode acontecer.

maior. Com o mercado mais apertado, as preferências voltam-se para a qualidade. Ou seja: quanto melhor genética tivermos e melhor manejo nutricional, sanitário e de gestão aplicarmos, mais vantagens teremos em relação aos nossos concorrentes.

Mas há uma certeza incontestável: a população mundial é crescente e precisa se alimentar corretamente. Em outras palavras: os pecuaristas precisam estar mais engajados do que nunca na produção da carne bovina de qualidade, suculenta, saborosa, macia.

A Casa Branca não abre mão do investimento pesado em qualidade genética e produtiva. Fazem parte de nossos princípios a busca incansável pela eficiência, pelo aprimoramento racial, pela produtividade, pela adaptação dos animais ao clima dos trópicos.

Esse é o nosso desafio. Somos apaixonados pelo que fazemos. Ser pecuarista é uma profissão de fé: não somos obrigados a ser criadores, nem seguimos esse caminho por obrigação. Somos movidos pelo coração.

Em uma década de trabalhos, a Casa Branca orgulha-se de ter selecionado

Porém, também reconhecemos que os troféus representam apenas uma pequena parte da nossa realização como pecuaristas. O que nos enche de satisfação mesmo é disseminar uma genética melhoradora, que efetivamente proporcione aumento dos indicadores de produtividade, que ajudem os nossos clientes a ter mais bezerros, e que esses bezerros cresçam mais rápido e cheguem ao peso de abate com excelente conformação. E, finalmente, que no frigorífico a carne obtida seja identificada como padrão exportação. Então, não é isso o que buscamos? No cenário atual, essa necessidade é ainda

04

C

a s a

B

r a n c a

as raças Brahman, Simental sul-africano e Angus para investir. E orgulha-se mais ainda por ter conquistado a confiança de parceiros importantes do Brasil e de vários países da América Latina. Esta edição retrata um pouco do trabalho que fazemos na pecuária profissional, de resultados, baseada em números e no trabalho incansável de uma equipe apaixonada pelo que faz. Grande abraço, Paulo de Castro Marques Proprietário da Casa Branca Agropastoril


Editorial

Casa Branca

press

Passion and professionalism,

our basic principles

I

t is very likely that history acknowledges a moment like ours as a turning point in the world economy. Paradigms were broken, the established order was disrupted and we have little conviction of what is yet to come. But there is one uncontestable certainty: the world population is growing and needs to be fed properly. In other words: cattle ranchers have to be more engaged than ever in producing good quality, juicy, tasty beef. This is our challenge. We are passionate about what we do. Cattle ranching is a profession of faith: we are not obliged to being breeders, nor do we follow this road out of obligation. We are moved by the heart. However, we also acknowledge that the trophies represent only a small part of our realization as cattle ranchers. What really fills us with satisfaction is disseminating improved genetics, which effectively leads to an increase in productivity indicators, which help our clients have more calves, and that these calves grow faster and reach the slaughter weight with excellent conformation. And, finally, that the beef obtained at the meat packing plant is identified as export standard.

So, is this not what we are after? Under the current scenario, this need is even greater. With a tighter market, preferences turn to quality. That is, the better our genetics and management, nutritional and sanitary handling, the more advantages we shall have in relation to our competitors. Casa Branca will not stop heavy investments in productive and genetics quality. Part of our principles is the insatiable quest for efficiency, breed improvement, productivity and adaptation of the animals to the tropical climate. In a decade of work, Casa Branca is proud to have chosen the Brahman, South African Simmental and Angus breeds for investment. And is even prouder to have won the trust of important partners in Brazil and many other countries in Latin America. This edition shows a little of the investment we make in professional livestock, results-oriented, based on numbers and the untiring work of a team which passionate about their jobs. Best regards, Paulo de Castro Marques, Owner of Casa Branca Agropastoril

Ano 5 - NÚmero 8 FEVErEIRo de 2009 Diretores Paulo de Castro Marques Paulo Wickbold Marques Fabiana Wickbold Marques Coordenação Geral Leonardo Pinheiro Machado Secretaria Geral e Marketing Sandra Pando Jornalista Responsável Altair Albuquerque (MTb 17.291) REPORTAGENS Fabricio Trevisan Felipe Fonseca Rogério Santos Fotos Arquivo Casa Branca Rubens Ferreira Felipe Fonseca Gerson Sobreira Rogerio Santos PRODUÇÃO Texto Assessoria de Comunicações PROJETO GRÁFICO Ronaldo Albuquerque FOTO CAPA Banco de Imagens da Casa Branca

Casa Branca Press é o órgão oficial de comunicação da Casa Branca Agropastoril

CONTATO Av. Prefeito Tuany Toledo, 801 Bairro Fátima II Pouso Alegre (MG) - Brasil CEP 37550-000 Telefone: (55 35) 3452-0828 casabranca@casabrancaagropastoril.com.br

C

a s a

B

r a n c a

05


Mercado Angus da Casa Branca: fértil e produtivo Casa Branca Angus: fertile and productive

O DESAFIO DA PECUÁRIA é

produzir mais e melhor, com a melhor raça A genética está na base da produção de carne bovina. O mundo quer proteína vermelha de qualidade e os pecuaristas têm de fazer a sua parte.

S

omos quase 7 bilhões de habitantes no planeta. Em 10 anos, seremos 8 bilhões; em menos de duas décadas, 9 bilhões... Um dos nossos maiores desafios é alimentar corretamente a população mundial. Além de fornecer alimentos é preciso que sejam de qualidade, que supram as necessidades essenciais das pessoas. A carne bovina está entre esses produtos imprescindíveis. Nesse cenário, nós, pecuaristas, elos fundamentais da cadeia da carne bovina, precisamos cumprir a nossa parte.

Como? Investindo na melhor genética possível, que multiplique a produção de proteína vermelha saudável, precoce e nutritiva. É nosso papel trabalhar para atender às exigências da população mundial. No mundo atual não há espaço para modismos e experiências. É preciso trabalhar com raças provadas no mundo todo por suas características produtivas e reprodutivas positivas. Precisamos de animais que se adaptem perfeitamente às condições climáticas, que sejam férteis, que tenham precocidade sexual e

PECUÁRIA MUNDIAL

06

C

de acabamento e que proporcionem carne em quantidade e, especialmente, em qualidade para agradar aos mais exigentes consumidores do planeta. Sim, pois é o consumidor que vai ao supermercado é a quem devemos provar que estamos fazendo o nosso trabalho corretamente. É ele que tem de procurar, encontrar, apreciar e elogiar a carne disponível no varejo. Ele, o consumidor, pode não ter a mínima idéia da cadeia produtiva da carne bovina. Ele pode nem imaginar a nossa preocupação em fazer os melhores acasala-

PECUÁRIA BRASILEIRA

Ano 1994

Rebanho 1,1 bi cab

Produção 48,6 mi t

Ano 1994

Rebanho 155,6 mi cab

Produção 6,1 mi t

2000 2009

1,07 bi cab 1,15 bi cab

50,3 mi t 55 mi t

2000 2009

160,8 mi cab 170,0 mi cab

6,6 mi t 9,5 mi t

a s a

B

r a n c a


Mercado mentos, em escolher as raças mais adequadas para aumentar a produtividade e eficiência dos nossos projetos. Mas é ele quem dá a última palavra e é a ele que precisamos servir bem. Nas últimas três décadas, a pecuária assistiu com uma certa resignação o crescimento de mercado das chamadas carnes brancas. Frangos, suínos e até peixes veem ganhando espaço no mercado global em detrimento da proteína vermelha. Os números demonstram que ficamos parados no tempo, confiantes nas estatísticas amplamente favoráveis ao nosso negócio. A década de 90 foi particularmente importante para a pecuária de corte. Em muitos países – no Brasil, inclusive – o consumo de carne de frangos ultrapassou o de carne bovina. Naturalistas de plantão comemoraram, ressaltando os benefícios da carne branca para a saúde. Os anos provaram que a equação não era tão simples e a proteína vermelha era (e é) um alimento essencial para o organismo humano. Trata-se, por exemplo, de um alimento riquíssimo em ferro, elemento fundamental para Simental sul-africano da Casa Branca: adaptado aos trópicos Casa Branca South-African Simmental: adapted to the tropics

evitar a anemia. Há milhares e milhares de trabalhos em todo o mundo que constatam os benefícios da carne bovina para a nutrição das pessoas. Esse “contra-ataque” da pecuária provocou uma reviravolta global. Nunca se viu em todo o mundo cenário mais positivo para a carne vermelha. Nas mais diferentes partes do globo projetos foram desenvolvidos para incrementar

Nas últimas três décadas, a pecuária

assistiu com uma certa

resignação o crescimento de mercado das chamadas carnes brancas. AGORA PRECISA REAGIR

a produtividade e aumentar a oferta de gado para abate. Os números do consumo per capita pararam de cair e em muitas nações – o Brasil e as Américas estão nesse universo – voltaram a crescer, renovando a confiança do consumidor na proteína que nós fornecemos.

EXPORTAÇÕES MUNDIAIS 1994

5,6 mi t

2000

6,0 mi t

2009

7,5 mi t

EXPORTAÇÕES BRASIL 1994

376 mil t

2000

929 mil t

2009

2,2 mi t

Uma pesquisa da FAO, órgão das Nações Unidas que trata da alimentação humana, demonstra um outro fator fundamental para o refortalecimento da carne bovina na mesa dos consumidores mundiais: o crescimento da economia global. Sim, porque está provado estatisticamente que o aumento da renda per capita empurra para cima a demanda de carne vermelha. Como as últimas duas décadas foram de sólido crescimento da economia mundial, puxados pelos países asiáticos num primeiro momento e pelo chamado Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) na sequência, nunca se viu tamanho aumento do consumo de carne bovina na história recente. As estatísticas comprovam. O volume do comércio mundial de carne bovina nunca foi tão intenso. Há 15 anos, as exportações globais de carne bovina (excluindo as negociações dentro da União Européia) atingiam 5,6 milhões de toneladas por ano. Em 2008, foram cerca de 7,5 milhões de toneladas transacionadas entre os países. Isso significa que o mundo quer carne bovina e gosta de carne bovina, o que renova o nosso desafio de trabalhar com profissionalismo e competência para não apenas suprir as necessidades de demanda, mas para adiantar às necessidades e buscar sempre algo a mais para superar as maiores expectativas e manter a proteína vermelha no lugar que merece. C

a s a

B

r a n c a

07


Market

THE CHALLENGE IN LIVESTOCK IS to produce more and better, with the best breed Genetics is the foundation of beef production. The world wants high quality red protein and cattle ranchers must do their part.

T

here are nearly 7 billion inhabitants on the planet. In 10 years, there will be 8 billion, in less than two decades, 9 billion. One of our greatest challenges is to appropriately feed the world population. As well as supplying food, it must be of good quality, that surpasses people’s Brahman da Casa Branca: zebu com alta produtividade Casa Branca Brahman: high-productivity zebu

08

C

a s a

B

r a n c a

essential needs. Bovine meat is among these indispensable products. In this scenario, us, cattle ranchers, fundamental links in the beef chain, need to do our part. How? Investing in the best genetics possible, to multiply the production of healthy, precocious and nutritious red protein. It is our role to

work to meet the demands of the world population. In the current world, there is no space for experimentation. We must work with breeds proved for their positive productive and reproductive characteristics. We need animals which adapt perfectly well to the climatic conditions,


Market WORLD LIVESTOCK

BRAZILIAN LIVESTOCK

Year 1994

Herd 1.1 billion head

Production 48.6 million t

Year 1994

Herd 155.6 million head

Production 6.1 million t

2000 2009

1.07 billion head 1.15 billion head

50.3 million t 55.0 million t

2000 2009

160.8 million head 170.0 million head

6.6 million t 9.5 million t

that are fertile, that have sexual precociousness and which provide beef in quantity and especially in quality to meet the needs of the most demanding consumers on the planet. Yes, it is to the consumer who goes to the supermarket to whom we have to prove that we are doing our job properly. He is the one who has to look, find, appreciate and compliment the beef available in the market. The consumer may not have a clue about the beef productive chain. He may not even imagine our concern in making the best matches, in choosing the most adequate breeds to increase productivity and the efficiency of our projects. But it is he who has the last word and it is he whom we must serve well. In the last three decades, the livestock market has witnessed with certain resignation the market growth of white meats. Poultry, swine and even fish have been gaining space in the global market at the expense of red protein. The figures show that we have stopped in time, trusting the statistics favorable to our business. The 1990s was particularly important for livestock. In many countries – including Brazil – poultry consumption surpassed that of bovine beef. Naturalists celebrated, emphasizing the health benefits of white meat. The years proved that the equation was not that

simple and red protein was (and is) an essential food for the human body. It is, for example, extremely rich in iron, fundamental element to avoid anemia. There are thousands and thousands of studies around the world that state the nutritious benefits of beef. This “counter-attack” by livestock caused a global turnaround. Never in the world did anyone see a more positive scenario for beef. In the most dif-

In the last three

decades, the livestock market has witnessed

with certain resignation the market growth of white meats. It’S TIME TO REACT

ferent parts of the globe, projects were developed to increase productivity and thus the supply of cattle for slaughtering. The per capita figures stopped dropping and in many nations – Brazil and the Americas are in this universe – started to increase again, renewing the consumer’s trust in the protein that we supply. Research by the United Nations Food and Agriculture Organization shows another fundamental factor for strengthening bovine meat in the diets of world consumers: the growth of the global economy. Yes, because it has been

statistically proved that the increase in income per capita pushes up the demand for beef. Since the last two decades have been of solid growth in the world economy, pulled by the Asian countries at first and then by the BRIC countries (Brazil, Russia, India and China), there was also an unprecedented growth in the consumption of beef. The statistics corroborate it. The volume of world exchange for beef has never been so intense. Fifteen years ago, global exports of beef (excluding the negotiations inside the European Union) reached 5.6 million tons per year. In 2008, there were about 7.5 million tons exchanged between the countries. This means that the world wants beef and likes beef, which renews our challenge of working with professionalism and competence not only to meet demand, but also to anticipate needs and to always look for something extra to surpass the greatest of expectations and keep red protein in the place it deserves. WORLD EXPORTS 1994

5.6 million t

2000

6.0 million t

2009

7.5 million t

BRAZIL EXPORTS 1994

376.000 t

2000

929.000 t

2009

2.2 million t C

a s a

B

r a n c a

09


Mercado

O pecuaristA

não especula, produz! O produtor cumpre um papel bastante claro na sociedade: contribuir para a oferta de alimentos de qualidade. Ele não sabe fazer outra coisa.

A

nova ordem econômica mundial pegou a pecuária brasileira em um bom mo-

mento. Os preços do boi gordo mantêm-se acima dos R$ 80,00/arroba,

Carne de qualidade: vocação do pecuarista profissional Quality beef: the vocation of the professional cattle breeder

os bezerros permanecem com preços superiores aos praticados no início de 2008, os projetos de ampliação de produção estão em andamento e os investimentos em genética, nutrição, sanidade, gestão e capacitação nunca foram mais evidentes. Ou seja, tudo caminhando para um período extremamente vibrante e motivador, em que pese a elevação dos custos. Mas o primeiro sinal da crise global de crédito sobre a cadeia da carne bovina veio muito antes do previsto, provocando redução das exportações e desativação de algumas plantas frigorí-

10

ficas flagradas pela instabilidade com

O problema de caixa de algumas uni-

do período de alta. Os investimentos

caixa em baixa.

dades frigoríficas é que mais preocupa

feitos em genética, especialmente,

Do lado externo, a retração dos em-

a atividade. Afinal, analisando a situa-

permitem prever aumento da oferta

barques no trimestre final de 2008

ção sob o ponto de vista do produtor,

de bezerros e, portanto, da produção

não alterou significativamente o re-

ninguém imaginava que o primeiro

de carne até 2011. Se os preços do boi

sultado das indústrias, já que a reação

reflexo da instabilidade viesse do setor

gordo vão ajudar não se sabe. Mesmo

do dólar compensa, pelo menos em

mais favorecido pela conjuntura e

com a instabilidade econômica, as co-

parte, a queda em volume. Assim, o

que, supostamente, mais ganhou com

tações têm se sustentado e é o que se

ano fechou com exportações ao redor

o período de vacas gordas.

espera.

de US$ 5,3 bilhões, um recorde indis-

A pecuária é uma atividade de ciclos.

De certo mesmo é que ser pecuaris-

cutível.

Neste momento, ela está no início

ta é uma profissão de fé. Pecuarista

C

a s a

B

r a n c a


Mercado Market não sabe especular. O seu negócio é

gordos. Por outro lado, os selecio-

menos desta vez consiga passar ao

produzir e é o que está sendo feito.

nadores permanecem aprimorando

largo da crise sem muitos hematomas.

A pecuária não consegue pensar a

os seus plantéis, apurando melhor o

Já vimos em outros tempos o produ-

curto prazo. O investimento feito há

gado, incorporando novas linhagens,

tor ser o primeiro a sofrer em perío-

alguns meses, quando o cenário era

trabalhando para ter animais mais

dos de instabilidade. Mesmo assim,

absolutamente positivo, não pode ser

precoces e mais produtivos.

o pecuarista não muda o seu ofício e

simplesmente esquecido. Os bezer-

Não é possível prever neste momen-

segue em frente, produzindo mais e

ros vão nascer, crescer e se tornar bois

to todos os efeitos das turbulências

mais, sem se importar com os lucros

econômicas sobre a cadeia da carne.

exorbitantes – porém efêmeros, como

Mas como os primeiros sinais já

se vê – daqueles que preferem apostar

apareceram é possível que haja no-

no dinheiro virtual.

vos reflexos na atividade. Porém, não

A pecuária brasileira é um colosso de

se pode esquecer que carne é insumo

10 milhões de toneladas de carne/ano,

de primeira necessidade e as pessoas

170 milhões de cabeças e negócios su-

cortam uma série de gastos antes de

periores a R$ 70 bilhões por obra e

reduzir o alimento à mesa.

arte dos pecuaristas, que insistem em

Que os especuladores estão sofrendo

cumprir uma nobre missão: fortalecer

é sabido. A questão é torcer para que

a economia rural e do País, colocando

quem vive da produção e dá o seu suor

um alimento rico à disposição dos po-

pela oferta de carne de qualidade pelo

bres e dos mais abastados.

THE CATTLE BREEDER

does not speculate, he produces! The producer performs a very clear role in Society: he contributes with the offer of quality food. This is all he knows and nothing else. nutrition, health, management and

a low cash condition.

he new economic order got

capacity were never more evident. That

On the foreign side, the shipments re-

the Brazilian cattle stock in-

is, everything is proceeding in an ex-

duction during the final quarter of

dustry in a proper moment.

tremely vibrant and motivating period

2008 did not modify significantly the

The new world economic order hit the

in which the elevation of the costs is a

results of the industries as the valuation

Brazilian cattle stock industry at a good

relevant factor.

of the U.S. dollar compensated, at least

moment. The prices for fat cows is main-

But the first sign of the global credit

partially, the volume reduction. Thus

tained above US$ 35/15 kilos, and the

crisis on the bovine meat chain hit

the year closed with exports at the level

prices for calves are higher than those

the market well before it was expect-

of about US$5.3 billions, an unques-

practiced at the beginning of 2008; the

ed, causing exports reduction and the

tionable record.

production expansion projects are in

shutdown of some meat packing plants

The cash problem of some meat packing

progress and investments in genetics,

which were caught by the instability of

units is what worries the activity. After

T

C

a s a

B

r a n c a

11


Market all, analyzing the situation under the

when the market was absolutely posi-

the production and endeavors to offer

producer’s point of view, no one imag-

tive, cannot simply be forgotten. The

meat of quality succeeds, this time at

ined that the first instability reflection

calves will be borne, grown and be-

least, in surviving the crisis without

would result from the most favored

come fat cattle. On the other hand,

too many injuries. In other periods

segment by the business prospects and

the selectors continue to improve their

of time we have seen the producer be-

which, supposedly, profited the most

stocks through a better selection of the

ing the first to suffer during periods

during the time of plenty.

cattle, incorporating new lineages

of instability. Even so, the cattle stock

The cattle stock industry is a seasonal

and working to have more precocious

breeder does not change his profession

activity. At the moment, it is at the

and productive animals.

and continues to produce more and

beginning of the rising period. The in-

It is not possible at this moment to

more without minding the enormous

vestments made especially in genetics

predict all the effects of the economical

but fleeting profits of those who prefer

permit to forecast a rise in the offer of

commotions on the meat chain. But as

betting on virtual money.

calves and, consequently, of meat pro-

the first signs have already been felt,

The Brazilian cattle stock industry

duction until the year 2011. If the fat

it is possible that there will be new

represents a volume of 10 million tons

cattle’s prices are going to help, nobody

repercussions on the activity. We can-

of meat/year, 170 million heads of cat-

knows. Even with the economic insta-

not, however, forget that meat is a first

tle and business of more than US$ 30

bility, quotations have been main-

need commodity and people cut down

billion by labor and art of cattle breed-

tained and this is what is hoped for.

a series of expenses before reducing the

ers who insist in fulfilling a noble mis-

Most certainly, cattle breeder is a pro-

food on the table.

sion: to strengthen the country’s rural

fession of faith. The cattle breeder does

We definitely know that the specula-

economy providing a rich food at the

not know how to speculate. His busi-

tors are suffering. The issue is to

ness is to produce and this is what is

hope that whoever

being done. The cattle stock indus-

lives on

disposal of the poor and of the more favored people.

try cannot think in short terms. The investments made a few months before,

Carne de qualidade: o objetivo principal do pecuarista High Quality Beef: foccused by breeders

12

C

a s a

B

r a n c a


Nossa Gente

Adilson, o amigo do rebanho

H

Na lida há dez anos, o tratador da Casa Branca comemora os resultados dos animais como se fossem seus.

á dez anos, quando Adilson Ferrari saiu do Paraná para trabalhar em São Paulo, não imaginava que ia passar os dias no meio de touros campeões da raça Simental, Brahman e Angus. Imediatamente depois que trocou a vida de autônomo no sul do País para se dedicar à vida no campo, ele encontrou uma função na qual pudesse demonstrar o zelo que tem pelos animais e a vontade de trabalhar em equipe. Nascido na pequena cidade de Bandeirantes, Adilson se diz satisfeito, aos 33 anos, ao avaliar as escolhas que fez até hoje. Foram elas que proporcionaram não apenas uma mudança de Estado, mas uma nova vida e o contato com novos amigo e raças bovinas. “A vida no campo é bastante tranquila,

mas há muito trabalho para fazer. A gente sempre encontra alguma coisa em que possa colaborar”, analisa ele, hoje tratador na Fazenda Pinhal, da Casa Branca Agropastoril, em Careaçu (MG). Mas nem sempre Adilson fica no sul de Minas Gerais. O trabalho como tratador e apresentador em pista o levou de volta ao Paraná, em praticamente todas as exposições de seu Estado natal, com destaque para as de Londrina e Cascavel. A vida de solteiro não atrapalha as andanças pelos quatro cantos do Brasil, com um roteiro que inclui Brasília, Rio de Janeiro, Bahia, Rio Grande do Sul e exposições do interior de São Paulo, como Avaré. “A mais emocionante é a Feicorte. Ali a gente encon-

No campo é assim.

A gente começa cedo e vai até a hora que

precisar ir. A equipe é muito boa, o ambiente faz bem pra gente, nem dá pra ver o tempo passar

tra as exposições nacionais e gente de todas as partes, inclusive do exterior”, conta Adilson, em referência à Feira Internacional da Cadeia Produtiva da Carne, realizada no final do primeiro semestre na capital paulista.

“É preciso ter amor pelo que a gente faz” “You’ve got to love what we do” C

a s a

B

r a n c a

13


Nossa Gente Our Team Nestas exposições, Adilson não nega trabalho. Caso o animal precise tomar banho antes do sol nascer, ou se for necessário buscar mais comida, levar até a pista, acalmar, limpar... Em todas essas situações, o paranaense está ali, pronto para o trabalho. “A gente faz o que tem de fazer, não dá para fazer corpo mole”. Tamanha dedicação rendeu recentemente uma promoção para Adilson, que agora acumula algumas responsabilidades na propriedade. Mas ele garante que no dia-a-dia, continua trabalhando tanto quanto antes. A rotina começa às 7h com uma vistoria nos animais para verificar a comida disponível e acompanhar a engorda. Nestas andanças pela fazenda, ele também procura por sinais de possíveis problemas para o gado. Caso encontre algo fora do normal, ele imediatamente comunica ao médico veterinário da fazenda. Este acompanhamento e outras ações de manejo seguem até o final da tarde. “No campo é assim. A gente co-

meça cedo e vai até a hora que precisar ir. A equipe é muito boa, o ambiente faz bem pra gente, nem dá pra ver o tempo passar”, explica o tratador. O trabalho inclui massagens, limpeza das baias e a mamada dos bezerros. “Isso a gente faz com mais carinho ainda, pois eles serão os futuros campeões da raça”, ressalta Adilson Ferrari. Embora tenha completado dez anos de lida diária com os animais, Adilson nunca sofreu um acidente. O segredo, ele conta, é tomar muito cuidado e respeitar o humor do gado. “Os animais são como as pessoas. Em alguns dias estão bem, em outros a gente vai com mais calma, mais paciência para não provocá-los”, compara. Nas exposições, quando um animal “faz um título”, ele comemora como se fosse ele o premiado. E, de certa forma, é. “A gente batalha muito para que a Casa Branca continue em destaque no ranking do Brahman, do Simental e do Angus. Temos uma equipe muito boa e dedicada, e aqui as pessoas sem-

Manejo: simples e eficiente Treats: simple and efficient

pre nos lembram que esses prêmios são resultados do esforço de todo mundo. É um trabalho muito bonito”.

Adilson,THE livestock friend

T

14

Having toiled for ten years, the cattle feeder of Casa Branca celebrates the animal results as if they were his.

en years ago, when Adil-

demonstrate the care that he has for

son Ferrari left Paraná to

animals and the desire to work in a

work in São Paulo, he did

team.

not imagine that he would spend his

Born in the small city of Bandei-

days among champion bulls of the

rantes, Adilson rates himself satis-

Simmental, Brahman and Angus

fied, at 33 years of age, when evalu-

breeds. Immediately after he changed

ating the choices that he made up to

from his life as a self-employed person

today. It was those choices that not

in the south of the country to dedi-

only provided a change of state, but

cate himself to life in the country, He

also a new life and contact with new

found a function in which he could

friends and cattle breeds. “Life in the

C

a s a

B

r a n c a

In the country it is

like that. We start early and we go on for as long as we have to. The team is very good, the environment is good for us, you do not notice the time pass


Our Team stay in the South of Minas Gerais.

the animal. During these trips around

The work as cattle feeder and show

the farm, he also looks for signs of pos-

presenter took him back to Paraná, to

sible problems with the herd. If he

practically all of the shows of his state

finds something out of the normal, he

of birth, with highlight to those in

immediately tells the vet of the farm.

Londrina and Cascavel.

This accompaniment and other man-

The single life does not get in the way

agement activities continue until the

of travelling to the four corners of Bra-

end of the afternoon. “In the country

zil, with an itinerary that includes

it is like that. We start early and we go

Brasília, Rio de Janeiro, Bahia, Rio

on for as long as we have to. The team

Grande do Sul and shows in the inte-

is very good, the environment is good

rior of São Paulo, such as Avaré. “The

for us, you do not notice the time pass”,

most exciting place is Feicorte. There

explains the cattle feeder.

we find national shows and people

The work includes massages, clean-

from all parts, including abroad”, tells

ing of the bays and the feeding of the

Adilson, with reference to the Feira

calves. “This we do with the greatest of

Internacional da Cadeia Produtiva

care, for they will be the future cham-

da Carne [International Fair of the

pions of the breed”.

Productive Meat Chain], which took

Although He has completed ten years

place at the end of the first semester in

of daily work with the animals, Adil-

the capital of the state of São Paulo.

son never had an accident. The secret,

something to which we can contrib-

In these shows, Adilson does not turn

he tells, is to take a great deal of care

ute”, he reflects, today a cattle feeder

down work. If it is the case that the

and respect the mood of the cattle.

at the Pinhal Farm, of Casa Branca

animal needs to take a bath before the

“The animals are like people. Some

Agropastoril, in Careaçu (MG).

sun rises, or if it is necessary to get more

days they are well, on other days we

However, Adilson does not always

food, take it to the ring, calm it, clean

take more care and patience not to

it… In all of these situations, the na-

provoke them,” he compared.

tive of Paraná is there, ready for work.

At the shows, when an animal “wins

“We do what we have to do, it does not

a title”, He celebrates as if he himself

do to drag your feet”.

had won the prize. In a certain way he

Such dedication recently won Adilson

did. “We battle a lot to make sure that

a promotion, who now has some re-

Casa Branca continues to be a star in

sponsibilities on the property. But he

the ranking of the Brahman, Simmen-

guarantees that on a day-to-day ba-

tal and Angus breeds. We have a good,

sis, he continues to work the same as

dedicated team and here the people

ever. The routine begins at 7:00 with

always remember that these prizes are

an inspection of the animals to check

the result of the effort of everyone. It is

the food available and the fattening of

great work”.

country is very tranquil, but there is a lot of work to do. We always find

C

a s a

B

r a n c a

15


Angus

A melhor genética Angus

à disposição do mercado brasileiro Em abril, será realizado o III Leilão Virtual Angus VPJ Casa Branca.

P

aulo de Castro Marques (Casa Branca Agropastoril) e VPJ Pecuária ofertarão, no próximo dia 27 de abril, 50 lotes de fêmeas e machos Angus no III Leilão Virtual Angus VPJ Casa Branca. O evento será realizado a partir das 20:45h, com transmissão ao vivo pelo Canal Rural. Todos os animais foram selecionados entre os melhores índices produtivos dos projetos Casa Branca e VPJ. São produtos diferenciados, que apresentam as principais características da raça Angus, como produtividade, precocidade, eficiência reprodutiva e qualidade de carne.

“São animais capazes de disseminar a genética Angus provada e elevar o padrão da pecuária brasileira. Será uma oportunidade excelente para quem

consiste em colocar no

mercado produtos cada vez melhores do Angus, raça de qualidade indIscutível

Extremely productive Angus breeding cows: a characteristic of Casa Branca breeding stock

C

a s a

B

r a n c a

pretende começar um rebanho Angus, adquirindo fêmeas de expressiva habilidade materna, e machos filhos dos reprodutores utilizados pela Casa Branca

Matrizes Angus extremamente produtivas: característica do plantel Casa Branca

16

Nosso trabalho

e VPJ, genética ideal para a produção de bezerros em condições de campo”, assinala Paulo de Castro Marques, da Casa Branca Agropastoril. “Nosso trabalho consiste em colocar no mercado produtos cada vez melhores do Angus, raça de qualidade reconhecida mundialmente. Nossos acasalamentos seguem o foco genético para marmoreio, maciez e desempenho, nesta ordem, buscando fixar nos touros os genes que transmitirão aos seus descendentes, produzindo carne de qualidade superior e uniforme”, ressalta Valdomiro Poliselli Júnior, proprietário da VPJ Pecuária.


Angus Leilão VPJ Casa Branca oferta novilhas e matrizes selecionadas VPJ Casa Branca Sale offers select heifers and breeding cows

THE BEST Angus GENETICS

at the disposal of the brazilian market

P

Casa Branca’s III VPJ Angus Virtual Sale will occur in April.

aulo de Castro Marques (Casa Branca Agropastoril) and VPJ Pecuária will offer, on April 27th, 50 lots of Angus females and males during the III Casa Branca VPJ Angus Virtual Sale. The event will be opened at 08:45 p.m with live transmission via the Rural Channel. All of the animals were selected among the best productive rates of Casa Branca and VPJ projects. These are distinguished products which present the main characteristics of the Angus breed, such as productivity, precocity, reproductive effectiveness and quality of meat.

“These are animals capable of spreading the proved Angus genetics and raising the standard of the Brazilian cattle stock.

Our work consists in providing the

market increasingly

better Angus products, recognized by their high quality

This will be an excellent opportunity for those who intend to start an Angus herd acquiring females of expressive motherly ability and male offsprings of distin-

guished sires chosen by Casa Branca and VPJ reproducers, ideal genetics for the production of calves in field conditions”, explains Paulo de Castro Marques of Casa Branca Agropastoril. “Our work consists in providing the market increasingly better Angus products, recognized by their high quality. Our matings follow the genetic focus for marbling, softness and performance in this same order, trying to fix in the bulls the genes that will be transmitted to their descendants, producing meat of a superior and uniform quality”, added Valdomiro Poliselli Júnior, owner of VPJ Pecuária. C

a s a

B

r a n c a

17


Brahman

Matriz Glória e filhas: genética diferenciada Glória and Daughters Breeding Cows: differentiated genetics

Um dos melhores projetos

Brahman do Brasil Casa Branca encerrou o ranking brasileiro da raça Brahman na terceira posição.

F

oi mais um grande resultado da Casa Branca com o trabalho iniciado a partir da aquisição de todas as prenhezes do plantel Beer (Brasil). Contando com a importante participação de filhos da matriz Glória, espelho da criação de qualidade da Casa Branca, a propriedade somou 14.874,37 pontos, fechando o ranking na terceira colocação entre os expositores. Outro animal de destaque foi o touro jovem Mr. Santa Fé FIV 89, que fez campanha fantástica em 2008, sendo

18

C

a s a

B

r a n c a

o 2º Melhor Touro Adulto, contando para isso, entre outros, com os títulos de Grande Campeão Brahman nas duas mais importantes exposições agropecuárias do início de 2008: a Emapa (Avaré, SP) e a Brahman Portobello (Mangaratiba, RJ). “Apesar de muito jovem (três anos), Mister Santa Fé FIV 89 tem estatura privilegiada, aprumos perfeitos, muita carcaça e a conformação dos animais diferenciados. E os seus resultados em pistas muito concorridas confirmam essas características”, afirma Leonardo Pinheiro Machado,

responsável técnico da Casa Branca. Na Emapa, por exemplo, a exposição da raça Brahman contou com mais de 600 animais, dos quais mais de 200 machos. Em Mangaratiba, foram quase 300 animais em pista, com mais de 120 machos disputando o título. “Esses números demonstram que Mister Santa Fé FIV 89 tem muita qualidade na sua carcaça e é um produto moderno, voltado para o atendimento das necessidades da pecuária moderna, com muita produtividade, precocidade e peso”, ressalta Paulo Wickbold Marques.


Brahman

one OF THE BesT Brahman

PROJECTS IN BRAZIL Casa Branca 3th Best Exhibitor 2008 at the Brazilian Brahman Ranking

T

his was another Casa Branca’s great result, since beggining Brahman’s project

in 2004, with the acquisition of Beer Farm’s offsprings.

Mr. Santa Fé FIV 89: sucesso em pista Mr. Santa Fé FIV 89: success at the shows

Counting on the important participation of the Dam Gloria’s offsprings, reflecting Casa Branca’s quality breeding,

the farm totalized 14,874.37

points, closing the ranking in the third position among the exhibitors. Fêmeas Casa Branca: qualidade

and the structure of distinguished ani-

Casa Branca Cows: quality

mals. And its results in very competitive tracks confirm these characteristics”, states Leonardo Pinheiro Machado, responsible technician of Casa Branca. At Emapa, for example, the show of the Brahman breed consisted of more than 600 animals of which 200 were male. At Mangaratiba there were more than 300 animals on the track and more than 120 male competing for the title.

Another special animal was the young

cattle raising shows at the beginning of

“These numbers demonstrate that Mis-

bull Mr. Santa Fé FIV 89 which made

2008: the Emapa (Avaré, SP) and the

ter Santa Fé FIV 89 has much breed

a fantastic campaign in 2008 result-

Brahman Portobello (Mangaratiba,

quality and is a modern product dedi-

ing in the 2nd Best Bull, taking under

RJ).

cated to the observance of the modern

consideration, among others, the titles

“While very young (three years old),

stock cattle needs, with a high produc-

of Great Brahman Champion in the

Mister Santa Fé FIV 89 has a privi-

tivity, precocity and carcass”, empha-

two most important agriculture and

leged size, uprightness, a lot of carcass

sizes Paulo Wickbold Marques. C

a s a

B

r a n c a

19


Brahman

Leilão Casa Branca Querença

Ainda Melhor Mercado valoriza a genética de qualidade

Principal leilão Brahman da Expozebu colocará à venda a melhor genética disponível no Brasil.

The market values genetics and quality

O

leilão Casa Branca Querença faz história na raça Brahman. Ele foi o melhor remate da raça Brahman dos últimos quatro anos na Expozebu, a maior exposição da pecuária zebuína do mundo, realizada em Uberaba (MG). E promete repetir o desempenho em 2009, com animais de qualidade ainda mais diferenciada. Os promotores (Casa Branca Agropastoril e Querença) e os convidados especiais colocam à venda 25 fêmeas selecionadas dos seus plantéis de pista para multiplicar a genética Brahman e assim contribuir para a contínua expansão da raça no Brasil. O V Leilão Casa Branca Querença será realizado no dia 06 de maio, a partir das 20 horas, na Fazenda Querença Uberaba (Rodovia BR 050, Km 163), em Uberaba (MG). “Nosso objetivo é colocar à venda a melhor genética Brahman disponível. Assim, apuramos ainda mais a seleção de fêmeas jovens e mães de campeões, todas vitoriosas em pistas, para oferecer ao criador a melhor genética disponível na Expozebu”, ressalta Paulo de

20

C

a s a

B

r a n c a

Castro Marques, proprietário da Casa Branca Agropastoril. “O Casa Branca Querença é um leilão com apenas cinco anos que atrai as atenções dos selecionadores de Brahman de todo o Brasil e também de países vizinhos. Os criadores se programam para este remate na Expozebu porque sabem que todos os animais colocados à venda têm excepcional qualidade”, constata Moisés Campos, diretor da Querença. Todas as fêmeas colocadas à venda no

V Leilão Casa Branca Querença são exemplares com desempenho produtivo e reprodutivo indiscutível. São novilhas em começo de carreira nas pistas e mães com filhos campeões, inclusive de exposições nacionais. São animais ideais para os criadores de Brahman que querem intensificar a qualidade dos seus plantéis e também para os novos investidores, que começam na raça com animais espetaculares.

V Leilão Casa Branca Querença 06 de maio a partir das 20 horas

LOCAL: Querença Uberaba - Rodovia BR 050, Km 163

a apenas 10 km do Parque Fernando Costa, em Uberaba - MG - (35) 3452-0828


Brahman

Casa Branca Querença SALE

STILL BETTER

Major Brahman Sale of the Expozebu will put on sale the best genetics available in Brazil.

C

asa Branca Querença Sale makes history in the Brahman breed. It was the best sale of Brahman breed in the last four years of the Expozebu, the major world exposition of Zebuin cattle stock which took place in Uberaba (MG). It promises to repeat this performance in 2009 with animals of a even more distinguished quality. The promoters (Casa Branca Agropastoril and Querença) and their special guests placed on sale 25 selected females from their showring stocks to multiply the Brahman genetics and thereby contribute for the continued expansion of the breed in Brazil. The Fifth Casa Branca Querença Sale will be held on May 6th, as of 08:00 p.m., at Querença Uberaba (Highway BR 050, Km 163, in Uberaba (MG). “Our objective is to put on sale the best available Brahman genetics. Therefore, we made a best selection of young females and champion mothers, all winners on the showring, to offer the breeder the best available genetics at

the Expozebu”, emphasizes Paulo de Castro Marques, owner of Casa Branca Agropastoril. “Casa Branca Querença is a five-year old sale that attracts the attention of Brahman selectors from Brazil as well as from the neighboring countries. The breeders program themselves for this Expozebu event because they know that all the animals put to sale have an exceptional quality”, states Moisés Campo, director of Querença. All of the females put to sale at the Fifth Casa Branca Querença Sale are models of an unquestionable productive and reproductive performance. These are calves at the beginning of their career on the showring and mothers with champion offsprings, in-

cluding at national shows. These are ideal animals for Brahman breeders who wish to intensify the quality of their stocks as well as for new investors who start the breeding with spectacular animals.

The Fifth Casa Branca

Querença Sale will occur on May 6th as of

08:00 p.m., at Querença Uberaba, located at Highway BR 050, Km 163, just 10 km from the Fernando Costa Park, in Uberaba (MG). Additional information: (35) 3452-0828.

Parceiros do Casa Branca Querença: Paulo de Castro Marques e Moisés Campos Partners of Casa Branca Querença: Paulo de Castro Marques and Moisés Campos

C

a s a

B

r a n c a

21


Noite de Gala: Brahman

o melhor leilão da ExpoBrahman 2008 Mais uma vez, leilão da Casa Branca, Querença e Brahmânia Continental valorizou genética Brahman oferecida. CABR Doll 859: recordista de preço CABR Doll 859: best price

C

om apenas 15 meses de idade, a novilha CABR Doll 859 foi o maior destaque do Leilão Noite de Gala, da raça Brahman, realizado em outubro, em Uberaba (MG), como parte da ExpoBrahman 2008. A fêmea teve 50% de sua propriedade vendidos pela Casa Branca Agropastoril para o Terras Brahman Alge por R$ 47.600,00, projetando o seu valor total para R$ 95.200,00. Foi a maior cotação do leilão.“

22

C

a s a

B

r a n c a

Doll 859 é jovem, mas de muito potencial. Ela já tem em seu currículo o título de Campeã Baby Avaré 2008, além de Reservada Grande Campeã Bezerra em Londrina, 2º Prêmio na Expozebu e Reservada Grande Campeã em Itararé. Trata-se de uma fêmea excepcional, que alia uma extrema musculosidade com beleza racial e aprumos perfeitos. É mais uma filha da extraordinária Glória”, ressalta Paulo de Castro Marques, da Casa Branca Agropastoril.

O Leilão Noite de Gala foi o melhor da ExpoBrahman 2008, com faturamento de R$ 791.000,00. O remate é parceria da Casa Branca com a Querença e Brahmânia Continental. A Casa Branca foi o maior vendedor do leilão, com R$ 170.800,00.


Noite de Gala: Brahman

the best sale of the 2008 ExpoBrahman Once more Casa Branca’s, Querença’s and Brahmania Continental’s Sale valorized the offered Brahman genetics.

Casa Branca, Querença e Brahmânia Continental promovem o Noite de Gala Casa Branca, Querença and Brahmânia Continental promote Noite de Gala

J

ust 15 months old, the CABR Doll 859 female calf was the major focus of the Noite de Gala Sale of the Brahman breed realized during October at Uberaba (MG) as part of the 2008 ExpoBrahman. This female had 50% of its property sold by Casa Branca Agropastoril to Terras Brahman Alge for US$18,000 projecting its total value to US$36,000. This was the highest quotation of the auction. “Doll 859 is young but has a great po-

tential. In its curriculum she already has the title of Avaré 2008 Baby Champion besides being the Reserved Calf Champion in Londrina, 2nd Award at the Expozebu and Reserved Grand Champion in Itararé. This is an exceptional female that combines an extreme muscularity with the breed’s beauty and perfect structure. We only traded 50% of its property because we are conscious of her qualities”, added Paulo de Castro Marques of Casa Branca Agropastoril.

The Noite de GALA SALE was the best part of the 2008 EXPOBrahman with sales amounting to US$350,000. The sale was a partnership between Casa Branca Agropastoril and Querença e Brahmania Continental. The greatest seller of the SALE was Casa Branca with sales amounting to US$80,000.

C

a s a

B

r a n c a

23


Simental

Melhor Criador e

MELHOR expositor em 2008 Casa Branca torna-se tetracampeã do Ranking Nacional Simental, sendo bicampeã seguida (2007/2008).

A

Casa Branca conquistou vários títulos na raça Simental, em 2008. O projeto pecuário de Paulo de Castro Marques foi Melhor Criador, Melhor Expositor, Melhor Criador de Animais Novos e Melhor Expositor de Animais Novos do Ranking Simental 2008, elaborado pelo Centro Paulista da Raça Simental e Simbrasil. “A Casa Branca atribui esses resultados aos pesados investimentos em genética – produtividade, fertilidade e precocidade – e, sobretudo, aos seus profissionais, que permanecem focados no objetivo comum de impulsionar os indicadores zootécnicos e produtivos do plantel, garantindo ao mercado produ-

Prêmio reconhece investimento da Casa Branca no Simental Award acknowledges Casa Branca investment in Simmental

24

C

a s a

B

r a n c a

tos de ponta, seja para seleção genética ou produção de carne em condições de campo”, ressalta Paulo de Castro Marques. Entre os animais da Casa Branca premiados no ranking, destaque ao touro Pioneer, tetracampeão Melhor Reprodutor (2005/2006/2007/2008). “A qualidade genética e produtiva de Pioneer é testada e comprovada a cada ano e seus filhos continuam repetindo o sucesso do pai, garantindo excelentes resultados nas mostras e também em trabalhos nas fazendas de todo o País”, destaca Paulo Wickbold Marques, que trabalha ao lado do pai no projeto. Além de Pioneer, o Ranking Simental 2008 premiou vários animais da Casa

Branca. São eles PWM Forbidden (Melhor Fêmea Jovem), PWM Edara (Melhor Fêmea Adulta), PWM Guiness (2º Melhor Macho Adulto), BHR Sadio (Melhor Matriz) e BHR Kambirt (3ª Melhor Matriz).

Leilão de fêmeas, em maio A Casa Branca amplia a oferta de matrizes Simental linhagem sulafricana selecionadas para o clima tropical com a realização do seu I Leilão Virtual de Matrizes Simental, no dia 23 de maio de 2009, a partir das 14 horas, com transmissão ao vivo pelo Canal Rural. Serão colocadas à venda 50 fêmeas, entre novilhas e matrizes, todas prenhes e avaliadas segundo rígidos controles reprodutivos, indicadas para entrar em trabalho nas mais diferentes condições. “O Simental Casa Branca prova-se perfeitamente adaptado às condições tropicais. Os resultados em termos de carcaça, fertilidade e ganho de peso comprovam que essa genética é diferenciada e funciona extremamente bem no Brasil Central”, ressalta Paulo de Castro Marques. Essa comprovação leva a Casa Branca a realizar o seu leilão virtual de fêmeas Simental, assim como já faz o leilão virtual de touros Simental há quatro anos.


Simmental

BEST BREEDER AND

BEST exhibitor in 2008 Casa Branca is four times champion of the National Simmental Ranking, and twice champion in two consecutive years (2007/2008).

C

asa Branca won several awards in the Simmental breed in 2008. The cattle stock project of Paulo de Castro Marques was Best Breeder, Best Exhibitor, Best Breeder of New Animals and Best Exhibitor of New Animals in the 2008 Simmental Ranking, promoted by Paulista Center of the Simmental Breed and Simbrasil. “Casa Branca refers these results to its heavy investments in genetics – productivity, fertility and precocity – and especially to its professionals who are focused on the common objective of stimulating the stock’s zootechnical and productive indicators, guaranteeing to the market best quality products of genetic selection or meat production in field conditions”, declares Paulo de Castro Marques. Among Casa Branca’s awarded animals in the ranking is the Pioneer bull, four times champion as Best Sire (2005/2006/2007/2008). “Pioneer’s genetic and productive quality is tested and verified every year and its offsprings continue to repeat their father’s success, guaranteeing excellent results at shows as well as in their work at the country’s farms”, says Paulo Wickbold Marques who works at his father’s side on the project. Apart from Pioneer, the 2008 Simmental’s Ranking awarded several of

Time da Casa Branca: todos juntos pelo mesmo ideal Casa Branca Team: all together for the same ideals

Casa Branca’s animals, such as PWM Forbidden (Best Young Female), PWM Edara (Best Female Adult), PWM

Guiness (2nd Best Male Adult), BHR Sadio (Best Dam) and BHR Kambirt (3rd Best Dam).

IN May, SALE of females Casa Branca broadens the offer of dams from the Simmental SouthAfrican line, selected for the tropical climate, with the completion of its I Virtual Sale of Simmental Dams, on May 23, 2009, from 2 p.m, with live transmission on the Rural Channel. 50 females will be put up for sale, including heifers and dams, all fertile and evaluated following rigid reproductive controls, demonstrating that they are able to work in many different conditions.

“The Casa Branca Simmental proves itself to be perfectly adapted to tropical conditions. The results in terms of carcass, fertility and weight gain prove that these genetics are value added and work very well in Central Brazil”, underlines Paulo de Castro Marques. This evidence lead Casa Branca to carry out its virtual sale of Simmental females, just as it has already done the virtual sale of Simmental bulls for four years. C

a s a

B

r a n c a

25


Cavalo Árabe

Beauty

Criadores do Brasil dão brilho à Nacional do Cavalo Árabe Por Rogério Santos

F

oi surpreendente. Embora tenha havido ligeira queda de cerca de 10% no número de cavalos inscritos, houve crescimento de 25% no número de expositores. Significando que o momento econômico não abalou o entusiasmo. Os criadores foram apenas mais seletivos ao decidirem pelos cavalos levados à pista. Também diminuiu o número de visitantes estrangeiros e, consequentemente, houve forte queda nas exportações, que em anos anteriores, neste mesmo

26

C

a s a

B

r a n c a

período, chegava de 30 a 40 animais. Mas em contrapartida o leilão realizado durante o evento registrou média de R$ 28 mil para 41 lotes. Todos os compradores foram criadores brasileiros. Na pista de julgamentos, o mesmo entusiasmo de sempre. Os 167 cavalos de halter, julgados por Bruce MacCrea (Arábia Saudita), Leonardo Pinheiro Machado (Brasil), Marianne Tengstedt (Dinamarca), Chris Culbret e Shannon Armstrong (EUA), foram divididos em 13 campeonatos, sendo que a maior e menor nota dos juízes eram

eliminadas e as três notas restantes responsáveis pela premiação. Foram três os grandes destaques nesta Nacional: os criadores brasileiros Jayme Pinheiro (HVP) e Flávia Torres (Haras Quatro Estações) e o uruguaio Carlos Roizner (Haras Los Palmares). Jayme Pinheiro é o criador de cinco Campeões Nacionais, feito inédito na criação brasileira. Flávia Torres expôs dois e criou dois Campeões Nacionais. E Carlos Roizner expôs quatro Campeões. Laman HVP foi consagrado por unanimidade o Campeão Cavalo Sênior. Ele


Cavalo Árabe Além da natural importância que a exposição nacional representa para uma raça, a Nacional Brasileira do Cavalo Árabe, realizada em Ribeirão Preto (SP), de 12 a 16 de novembro de 2008, serviu particularmente para os criadores avaliarem o mercado em meio à forte crise econômica mundial.

nasceu no Brasil, no HVP, de Jaime Pinheiro, foi exportado para Philipe Savoy (Uruguai) enquanto ainda potro. Em seguida foi vendido para a Europa, onde ficou oito anos e produziu vários campeões naquele continente. No ano passado, retornou ao Uruguai pelas mãos de Carlos e Christiane Roizner, do Los Palmares, com direito a estadia anual no Brasil. Os criadores brasileiros comemoram, pois com a recente morte do pai de Laman, Don El Chall, ele se tornou o mais importante continuador dessa extraordinária linhagem paterna iniciada pelo russo Prichal. Outros grandes sucessos HVP nesta Nacional foram o Campeão Potro Jovem, Ultimate Chall HVP (por Magnun Chall), exposto por Flávia Torres, do Haras Quatro Estações, o Campeão Potro Ares HVP (por Legacy of Fame), exposto pelo próprio HVP, e o Reservado Campeão Jr Macho Vulcano HVP (por Nuzyr HCF), exposto pelo Haras Vale Formoso, de João Roberto Sorvilo. E para provar que o HVP não produz apenas bons machos, a Reservada Campeã Jr. Mirim foi Talyta HVP

(por Magnum Psyche), irmã inteira do Campeão Nacional Brasileiro e NorteAmericano Magnum Chall. Contando com 16 anos de produção no Brasil, Jayme Pinheiro e o seu HVP (Haras Vila dos Pinheiros), vêm contribuindo sistematicamente com a qualidade de cavalos Árabes produzidos no País. O Haras Quatro Estações, de Flávia Torres, teve muito a comemorar em 2008. Além da marca de 13 anos de criação, vendeu no início do ano FT Shaella para o Dubai Arabian Stud, que estreou no “International Show Cittá di Castelo-Italy” se consagrando Campeã Potranca e “Best in Show” e agora, no final do ano, fez quatro Campeões Nacionais: além de Ultimate Chall HVP, o qual mantém em sociedade com o Haras Boa Vista, de Luciano e Verinha Cury, o Quatro Estações fez a Campeã Potranca, FT Majeeda El Yllan (por Yllan El Jamaal), o Reservado Campeão Potro Jovem, Bogart El Perseus (por Perseus El Jamaal), criado pelo Haras Meia Lua, de Lenita Perroy, e o Campeão Castrado

FT Emineek (por Reneek El Jamaal), exposto pelo Haras Liutti & Silva. O Haras Los Palmares, de Carlos e Christiane Roizner, mostrou força surpreendente para quem está apenas há três anos na criação. A peso de excelentes importações, eles têm levado para o Uruguai um extraordinário time de garanhões e éguas que, certamente, influenciarão o perfil da criação daquele país. Além do Campeão Cavalo Laman HVP, os Roizners conquistaram o Campeonato Cavalo Jovem com o americano Justa Magnum (por Magnum Psyche), o Campeonato Égua Jovem com Hahirma El Hylan (por Hylan), criada por Laucídio Coelho (Haras Engenho), e o Reservado Campeonato Potranca Jovem com JR Burmagny (por Burman HVP), criado pelo argentino Julio Ruiz. Notem que o pai de Burmagny também é um HVP. Burman HVP é um filho de AF Don Giovani. As linhagens paternas da Nacional – As principais linhagens paternas da

Hahirma C

a s a

B

r a n c a

27


Cavalo Árabe criação brasileira são bem evidentes nos resultados de nossas Nacionais: filhos e principalmente netos e bisnetos de Aladdinn, Ali Jamaal e Bey Shah, são, há anos, uma constante com grande quantidade de descendentes premiados a cada exposição. A surpresa de 2008, no entanto, foi o crescimento da linhagem Padron e a reafirmação do reprodutor Marwan El Shaqab. É sempre bom lembrar que as primeiras Nacionais Brasileiras, nos idos de 80, recebiam no pódium uma

boa quantidade de filhos de Padron. No início da década de 90, essa linhagem começou a escassear. Sua influência retornou há cerca de cinco anos com o sucesso de Padrons Psyche, depois Magnum Psyche e, recentemente, Magnum Chall. Nesta Nacional essa linhagem teve sete filhos entre Campeões e Reservados. A linhagem paterna de Aladdinn, sempre muito importante na criação brasileira, teve seis descendentes nesta Nacional. *Ali Jamaal e todo o seu legado no Brasil mar-

caram presença com cinco Campeões. Bey Shah, com presença frequente como avô materno, deixou registrado nesta Nacional três Campeões.O novo fenômeno Marwan El Shaqab, que já há dois anos vem fazendo história nas Nacionais Brasileiras, em 2008 contribuiu com a Campeã Potranca, Marwana HBV (x *WH Nashahna por Bey Shah), criada pelo Haras Boa Vista de Luciano e Verinha Cury e exposta por Rodrigo Lorenzi de Castro, do Haras das Paineiras.

Leilão vendeu cota de El Shawan por R$ 380 mil

O

28

Leilão Desert Heritage,

ro também foi o maior comprador

organizado por Bolivar Fi-

da noite, com a égua Dalyria HCF

gueiredo, durante a Nacional, não

(R$ 160 mil) e três embriões das

teve apenas o mérito de posicionar

matrizes Leticce FHP, Lizzie FHP

positivamente o mercado de ca-

e Melody FHP (R$ 60 mil).

valos Árabes em meio à crise, mas

Na opinião de Paulo de Castro

também por estabelecer o preço de

Marques, o mais importante deste

um dos mais novos reprodutores a

leilão foi o fato de todos os com-

serviço da criação brasileira. O lei-

pradores serem criadores brasi-

lão rendeu R$ 28 mil de média e

leiros: “Existia uma expectativa

comercializou 1/5 da propriedade

muito forte com relação ao leilão,

do potro *FA El Shawan por R$

pois com a crise mundial a quanti-

380 mil, sinalizando o valor to-

dade de compradores estrangeiros

tal deste único filho garanhão de

era muito pequena e nos últimos

Marwan El Shaqab no Brasil em

dez anos os compradores interna-

quase R$ 2 milhões. O importa-

cionais haviam sido o grande es-

do El Shawan, que tem entre seus

coadouro da produção de cavalos

proprietários o criador Paulo Mar-

Árabes de alto nível no Brasil. Mas

ques, da Casa Branca Agropastoril,

o mercado interno reagiu acima

teve a cota do Haras das Paineiras

do esperado, demonstrando que

adquirida por Jayme Pinheiro, do

nossos criadores estão altamente

HVP, que agora soma duas cotas

confiantes e continuam motiva-

do reprodutor. Além de mais uma

dos para realizar investimentos na

cota de El Shawan, Jayme Pinhei-

raça”, concluiu Paulo Marques.

C

a s a

B

r a n c a

Justa


Arabian Horse

Brazilian Breeders shine at the

Arabian nationals By Rogério Santos

I

t was surprising. Although there was a slight decrease of about 10% in the number of horses registered, there was a 25% growth in the number of display booths. This showed that the

enthusiasm was not diminished by the state of the economy. The breeders were merely more selective in deciding which horses would be taken to the showring. Also down were the number of foreign visitors. Consequently, there was a sharp drop in exportations, which dur-

A preocupação ambiental se tornou uma das características da Casa Branca e também tem sido percebida em diversos grupos do agronegócio brasileiro. Os grupos criadores têm percebido seu papel no cuidado com os recursos naturais do País.

ing this same period in previous years was between 30 to 40 animals. But, in comparison, the sale during the event registered an average of US$ 12,500 for 41 lots. All of the buyers were Brazilian breeders. At the judge's table, there was the usual enthusiasm. The 167 halter horses, judged by Bruce MacCrea (Saudi Arabia), Leonardo Pinheiro Machado (Brazil), Marianne Tengstedt (Denmark), Chris Culbret and Shannon Armstrog (USA), were divided into 13 tournaments, being that the highest and lowest judge's score were discarded and the three remaining scores used to crown the winner. There were three great highlights at this National: Brazilian breeders Jayme Pinheiro (HVP) and Flávia Torres (Haras Quatro Estações) and Uruguayan Carlos Roizner (Haras Los Palmares). Jayme Pinheiro is a breeder with five National Champions, an unequalled feat in Brazilian breeding. Flavia Torres showed two horses and created two National Champions. And Carlos Roizner showed four Champions. Besides the natural importance that national SHOW represents for a particular BREED, the Brazilian Arabian Horse Nationals, hosted at Ribeirão Preto (SP), from November 12 to 16, 2008, gave the breeders a chance to evaluate the market in the midDLE of the strong global economic crisis. C

a s a

B

r a n c a

29


Arabian Horse Laman HVP was unanimously awarded the Senior Horse Champion. He was born in Brazil, at Jayme Pinheiro's HVP, and was exported to Philipe Savoy (Uruguay) while still a colt. He was again sold, ending up in Europe, where he remained for eight years and produced various champions in that continent. Last year, he returned to Uruguay by the hand of Carlos and Christiane Roizner, of Los Pamares, with the right to a yearly visit to Brazil. Brazilian breeders celebrate Laman

30

C

a s a

B

r a n c a

because with the recent death of the father of Laman, Don El Chall, he has become the most important individual continuing this extraordinary lineage begun by the Russian Princhal. Other big HPV successes at the Nationals were Champion Young Colt, Ultimate Chall HVP (by Magnum Chall), shown by Flávia Torres of Haras Quatro Estações, the Champion Ares Colt HVP (by Legacy of Fame), shown by HPV itself, and the Reserved Junior Champio Male Vulcano HVP (by

Nuzyr HCF), shown by João Roberto Sorvilo's Haras Vale Formoso. And to prove that HVP does not only produce good males, the Reserved Junior Female Champion was Talyta HVP (by Magnum Psyche), full sister of the National Brazilian Champion, the northAmerican Magnum Chall. With 16 years of breeding experience in Brazil, Jayme Pinheiro and his HVP (Haras Vila dos Pinheiros) has systematically contributed to the quality of Arabian horses produced in the country. Flavia Torres' Haras Quatro Estações had much to celebrate in 2008. Besides the milestone of 13 years of breeding, they sold FT Shaella at the beginning of the year to Dubai Arab Stud. She debuted at the "International Show Cittá di Castelo-Italy," was crowned Champion Mare and "Best in Show," and made four National Champions at the end of the year. besides Ultimate Chall HVP, which has maintains relations with the Haras Boa Vista, belonging to Luciano and Verinha Cury; the Quatro Estações made Champion Mare FT Majeeda El Yllan (by Yllan El Jamaal); the Reserved Champion Young Colt, Bogart El Perseus (by Perseus El Jamaal) raised by the Haras Meia Lua, belonging to Lenita Perroy; and the Champion Castrated FT Emineek (by Reneek El Jamaal), shown by the Haras Liutti & Silva. The Haras Los Palmares, belonging to Carlos and Christiane Roizner, demonstrated a surprising show of force for someone who has only been breeding for three years. Due to excellent imports, they have taken to an extraordinary


Arabian Horse team of studs and mares to Uruguay,

always very important in Brazilian

which has been making history at Bra-

which will certainly influence the breed-

breeding, had six descendants at this

zilian Nationals for two year. In 2008

ing profile of that country. Besides the

Nationals. *Ali Jamaas and all of his

he contributed Champion Mare, Mar-

Champion Horse Laman HVP, the

legacy in Brazil represented five Cham-

wana HBV (x *WH Nashahna by Bey

Roizners conquered the Young Horse

pions Bey Shah, frequently present as

Shah), raised by Haras Boa Vista be-

Tournament with the American Justa

maternal grandfather, registered three

longing to Luciano and Verinha Cury

Magnum (by Magnum Psyche), the

Champions at this Nationals. The new

and shown by Rodrigo Lorenzi de Cas-

Young Mare Tournament with Ha-

phenomenon was Marwan El Shaqab,

tro or Haras das Paineiras.

hirma El Hylan (by Hylan), raised by LaucĂ­dio Coelho (Haras Eugenho), and the Reserved Young Mare Tournament with JR Burmagny (by Burman HVP), raised by Julio Ruiz of Argenti-

Sale sold El Shawan share for US$ 170,000 During the Nationals, the Desert

major buyer of the night with the

is also from HVP. Burman HVP is a

Heritage Sale, organized by Boli-

mare Dalyria HCF (US$ 67,000)

son of AF Don Giovani.

var Figueiredo, not only had the

and three embryos from mares Lit-

The paternal lineages of the Nation-

virtue of positively representing the

icce FHP, Lizzie FHP and Melody

Arab horse market amidst the cri-

FHP (US$ 26,000).

sis, but also of establishing the price

In the opinion of Paulo de Castro

for one of the newest studs in service

Marques, the most important fact

of Aladdinn, Ali Jamaal and Bey Shah

for Brazilian breeding. The sale,

about this sale was that all of the

have for years been a constant with a

yielded US$ 12,500 and commer-

buyers were Brazilian breeders:

great number of award-winning de-

cialized 1/5 of the property of colt

"There was a very strong expecta-

*FA El Shawan for US$ 170,000,

tion regarding the auction, because

determining the value of this single

with the global crisis and the num-

stallion son of Marwan El Shaqab

ber of foreign buyers was so small in

Shaqab. It is always good to remember

to be almost US$ 750,000 in Bra-

the last ten years the international

that the first Brazilian Nationals in the

zil. The imported El Shawan, who

buyers had been great drain on the

80's had a great number of sons fathered

has breeder Paulo Marques of the

production of high level Arabian

by Padron on the podium. At the be-

Casa Branca Agropastoril among

horses in Brazil. But the internal

its owners, had the share belonging

market reacted beyond what was

to the Haras das Paineiras acquired

expected, showing that our breed-

by Jayme Pinheiro of HVP, who

ers are highly confident and con-

and recently, Magnum Chall. At this

now has two shares of the stallion.

tinue to be motivated to make in-

National this lineage had seven sons

Besides another share of El Sha-

vestments in the breed," concluded

among the Champions and Reserved.

wan, Jayme Pinheiro also was the

Paulo Marques.

na. Note that the father of Burmagny

als- The main paternal lineages of Brazilian breeding are quite evident on the results of our Nationals: sons and mainly grandsons and great-grandsons

scendants at every show. The surprise for 2008 however, was the growth of the Padron lineage and the reaffirmation of breeder Marwan El

ginning of the 90's, this lineage started becoming scarce. It influence returned about five years ago with the success of Padrons Psyche, later Magnum Psyche

The paternal lineage of Aladdinn,

C

a s a

B

r a n c a

31


Responsabilidade Social

Solidariedade há

mais de uma década! Hospital do Câncer de Uberaba já conta com mais de 130 voluntários

O

trabalho é duro, mas a recompensa é grande. Afinal, nem só de processos cirúrgicos e terapia baseia-se o tratamento do câncer. Há mais de nove anos a voluntária Ana Keyla dedica muito do seu tempo para a melhoria da qualidade de vida dos pacientes, em Uberaba (MG), e também para a prevenção da doença. Uma equipe cada vez maior junta-se a ela nesse trabalho por amor à vida. “Nossas atividades consistem principalmente no atendimento a pacientes carentes no ambulatório do hospital, atendimento ao paciente no leito, apoio às mulheres que passaram pela mastectomia. É muito importante passar informações e, acima de tudo, carinho e atenção, para que os pacientes consigam enfrentar a nova condição”, declara Ana Keyla. “Fornecemos próteses mamárias, educação dirigida ao local do paciente, palestras sobre o câncer e sua prevenção na comunidade de maneira geral”, completa. A Associação dos Voluntários de Combate ao Câncer (AVCCU) foi fundada em 09 de dezembro de 1998 por um grupo de uberabenses liberado por Sandra Abadia Gomes de Andrade e Nilda Curi Barra, com apoio da Associação Paulista Feminina de Combate ao Câncer – APFCC. Sua maior atuação está no Hospital Dr. Hélio Angotti, que atende por mês 1.300 pacientes

32

C

a s a

B

r a n c a

Equipe de voluntários: trabalho e solidariedade Team of volunteers: work and solidarity

de Uberaba e de mais de 140 municípios do Triângulo Mineiro. Uma parte do trabalho da associação também envolve o estabelecimento de parcerias com organizações sociais filantrópicas e entidades públicas ou privadas de Uberaba e de cidades vizinhas. Além disso, a AVCCU implanta juntamente com as comunidade programas de prevenção de combate ao câncer e estende à família do paciente assistência emergente e de encaminhamento, em parceria com as prefeituras e ONGS, além de levantar subsídios para medicamentos aos doentes carentes. Há três anos, a associação iniciou trabalho durante a ExpoZebu, a maior


Responsabilidade Social Social Commitment exposição pecuária do Brasil. “Barretos tem doações dos artistas que se apresentam durante o seu tradicional rodeio. Nós também podemos ter doações dos nossos artistas, que são os pecuaristas”, afirma Ana Keyla. “Abrace essa causa” é o nome do projeto que já é sucesso de público: mais de cinco mil camisetas com a estampa da associa-

ção já foram vendidas e a receita revertida em benefícios para os pacientes. Os trabalhos da equipe de voluntários é apoiado por um hospital com excelente estrutura e equipe multidisciplinar de atendimento oncológico completa, com clínicos, cirurgiões e radioterapeutas, utilizando a mais alta tecnologia para tratamento do câncer. “O benfei-

tor é aquele que faz e passa. O amigo é aquele que faz e silencia. O voluntário é aquele que faz, silencia e fica amigo para sempre”, resume Ana Keyla. Está aí uma mensagem a ser difundida.

Para conhecer mais sobre o trabalho da entidade acesse: www.vencercancer.com.br

SolidariTY FOR

more than a decade! The number of volunteers at the Cancer Hospital of Uberaba is already over 130.

T

Luisa (Casa Branca) e Ana Keila (AVCCU) Luisa (Casa Branca) and Ana Keila (AVCCU)

ough is the work, but great is the reward. After all, cancer treatment is not only based on surgical and therapy processes. During a period of more than nine years, the volunteer Ana Keyla dedicates a good part of her time to improve the patients’ quality of life, in Uberaba (MG), as well as the prevention of the disease. An increasingly bigger team joins Ana in her work for the love of life. “Our activities consist mainly in the assistance to needy patients in the hospital infirmary, assistance to the patients in bed, support to women who suffered mastectomy. It is important to transmit information and, most of all, affection and attention so that the patients may face their new condition”, declares Ana Keyla. “We supply mammal prostheC

a s a

B

r a n c a

33


Responsabilidade Social Social Commitment sis, oriented education at the patient’s location, lectures on cancer and, in a general manner, its prevention in the community”, she concluded. The Association of the Cancer-Fighting Volunteers (AVCCU) was founded on December 09, 1998, by a group of Uberaba citizens under the leadership of Sandra Abadia Gomes de Andrade and Nilda Curi Barra with the support of the Paulista Feminine Association of Cancer-Fighting – APFCC. Its main activity is at the Hospital Dr. Hélio Angotti which receives 1300 Uberaba patients per month and at more than 140 municipalities of the Triângulo Mineiro. Part of the association’s work also involves the establishment of partnerships with philanthropic social organizations and public or private entities of Uberaba and of neighboring cities. Furthermore, the AVCCU implements, together with the communities, programs of prevention against cancer and extends to the patient’s family emergent and forwarding assistance in partnership with the City Halls and NGOs, besides raising funds for the needy patients’ medicines. Three years ago the association started its work at the ExpoZebu, the major Brazilian cattle stock exhibition. “The city of Barretos gives donations from the artists that present themselves during its traditional rodeo. We also can have donations from our artists who are the cattle stock breeders”, affirms Ana Keyla. “Embrace this cause” is the name of the project which is already a public success: more than five thousand T-shirts

34

C

a s a

B

r a n c a

with the association’s logo have been sold and its income reverted in benefit of the patients. The team-work of the volunteers is supported by a hospital with an excellent structure and multi-disciplinary team of complete oncological assistance, with doctors, surgeons and radiotherapists, using the highest technology for cancer treatment. “A benefactor is the indiTodas as gerações se unem contra o câncer The generations unite to combat cancer

vidual that does and goes by. A friend is the individual that does and keeps silent. A volunteer is the individual that does, keeps silent and is a permanent friend”, resumes Ana Keyla. Here is a message to be spread.

To know more on the association’s work access: www.vencercancer.com.br


Eventos Events

Participação intensa em exposições e em leilões

A

Casa Branca Agropastoril participará do ranking nacional das raças Angus, Brahman e Simental também em 2009, marcando presença nas principais exposições em todo o Brasil. Melhor Expositor e Criador Simental, 3º Melhor Expositor Brahman, além de importantes resultados na raça Angus em 2008 projetam uma atuação consistente da fazenda nas mais importantes mostras das três raças selecionadas pela Casa Branca. A participação começa na Emapa, em Avaré (SP), já em fevereiro, e segue para Itapetininga, Brasília, Londrina, Feicorte (São Paulo), Itararé, Expointer (Rio Grande do Sul), Ex-

Events include Angus, Brahman and Simmental breeds

I

n 2009, Casa Branca Agropastoril participates in the National Ranking of breeds Angus, Brahman and Simmental, including presence at major shows throughout the country. Best Exhibitor and Best Breeder Simmental, 3rd Best Exhibitor Brahman, and important results in the Angus breed in 2008 projected a consistent performance in the most important shows of the three breeds selected by Casa Branca. Participation begins at Emapa in Avaré (SP), in February, and continues to Itapetininga, Brasilia, Londrina, Feicorte (São Paulo), Itararé, Expointer (Rio Grande do Sul), ExpoBrahman

poBrahman (Uberaba, MG) e várias outras de igual importância espalhadas pelo Brasil. Também estão programados vários leilões da Casa Branca. Entre eles, Virtual Angus realizado em parceria com a VPJ (abril), o V Casa Branca Querença (maio), o I Leilão Virtual de Matrizes Simental Casa Branca (maio), o Prime Angus (Feicorte, em junho), o já vitorioso Virtual de Touros Simental SulAfricanos Casa Branca (em agosto). O objetivo principal da Casa Branca é produzir touros jovens precoces, férteis e produtivos para trabalho a campo. Nesse sentido, levamos nossa genética para as exposições para os criadores conhecerem mais as características dos

Eventos envolvem as raças Angus, Brahman e Simental nossos animais e realizamos leilões de animais de seleção e também de produção. Em 2009, promoveremos o primeiro leilão de fêmeas Simental sulafricano para disseminar ainda mais essa genética diferenciada”, explica Paulo de Castro Marques, proprietário da Casa Branca. Informações adicionais sobre a Casa Branca e os seus eventos podem ser obtidas pelo e-mail casabranca@casabrancaagropastoril.com.br

e pelo telefone (35) 3452-0828.

Intense participation in SHOWS and sales (Uberaba, MG) and various other of equal importance throughout the Brazil. Several sales are also scheduled. Among them, Virtual Angus held in partnership with VPJ (April), V Casa Branca Querença Brahman (May), I Virtual Sale of Females Simmental (May), Prime Angus (Feicorte in June), and the successful Casa Branca Virtual Sale of South African Simmental Bulls (in August). “The main objective of Casa Branca is to produce young bulls early, fertile and productive for the field. Accordingly, we take our genetics to the shows so other breeders can get to know the characteristics

of our animals and we also promote genetics and production sales. In 2009, we will promote our first sale of South African Simmental females to spread further this differentiated genetics”, explains Paulo Marques de Castro, Casa Branca’s owner. Additional information about Casa Branca and its events can be obtained by e-mail casabranca@casabrancaagropastoril.com.br

and by phone (35) 3452-0828.

C

a s a

B

r a n c a

35


Casa Branca PRESS 08  

Fevereiro de 2009 / ano 5 - número 08

Casa Branca PRESS 08  

Fevereiro de 2009 / ano 5 - número 08

Advertisement