Page 1

IMÓVEIS

ARTE

ARQUITETURA

DESIGN

DESEJO

www.revistacomodidade.com.br

ANO 12

Nº 41

R$ 15,00

32 A CASA DO CHEF 38 VENERAÇÃO AO VINHO 44 CASA COR/ES 18 ILUMINAÇÃO 72 ESTÚDIO CONTEMPORÂNEO

OUSADIA

E FEMINILIDADE

9773157914002


O anfitrião que se cuide, vai ter muito convidado que não vai querer deixar a mesa de jantar tão cedo.

VITÓRIA 27 3327-0428 | VILA VELHA 27 3329-3900

www.moveisconquista.com.br


44

sumário

publieditorial Três décadas de Móveis Conquista 64 67 Maneco Quinderé

elementos décor Preto & Branco 12 14 Vintage 16 Verde

72 especial apartamento compacto Estúdio Contemporâneo

18 o assunto é... Iluminação

74 especial apartamento

espaço sustentabilidade 22 Trocando ideias

Integração e Conforto

especial quarto

28 ideias e arte

76

Entorno do vazio

78

32 especial casa A casa do chef

Estilo e Sofisticação Ousadia e Feminilidade

80 espaço gourmet

espaço corporativo A Magia Arquitetônica do Cinema 36 38 Veneração ao Vinho

Gol Burguer

especial quarto de bebê

40 novidades arquitetura&design

84

A Sutileza dos tons Escuros

86

Versatilidade Infantil

44 casacor/es

22

8

32


R. Jos茅 Teixeira, 145 Praia do Canto Vit贸ria - ES Av.Champagnat, Praia da Costa, Vila Velha - ES

(27) 3026-2611 | 3026-2615 (27) 3208-8888 | 3208-0808

www.moveisromanzza.com.br


ANO 12

Nº 41

Outubro - Janeiro de 2014

carta ao leitor

Novas edições, novos projetos

Chegamos à edição número 41 da Comodidade. A cada publicação procuramos levar conhecimento e informação para nossos leitores, buscando noticiar de forma clara e com qualidade. Nas páginas seguintes, trazemos ideias e curiosidades sobre o mundo da arquitetura, arte e design. Na seção O Assunto é, consultamos especialistas na área de iluminação e produzimos uma série de sugestões sobre projetos luminotécnicos residenciais. Com a variedade de produtos oferecidos no mercado e a criatividade dos profissionais, a iluminação é um dos pontos extremamente importante no projeto, tanto no aspecto de necessidade como decorativo. Em Espaço corporativo, um projeto de restaurante sustentável é apresentado aos leitores, com uma combinação simples de elementos que destacou o ambiente. Também apresentamos uma matéria sobre cinema. A arquitetura também faz parte do mundo cinematográfico. Entre os destaques, está a Casa Cor 2013. A mostra completou dezoito anos e expôs doze ambientes, com projetos inovadores e diversificados. A Comodidade dedicou vinte páginas dessa edição para falar desse importante evento de decoração. Profissionais foram convidados para apresentarem seus projetos, identificando os conceitos e os elementos utilizados. Outra seção importante da revista é a Ideias e artes. Entrevistamos Hilal Sami Hilal. Sua trajetória e sua identificação com a arte é contada detalhadamente, mostrando o talento único e transformador desse artista plástico. Vale a pena!

Capa: Andréia Carvalho Fotos: sentido horário - Weverson Rocio; acervo de Stúdio Design; Sagrilo; e acervo de Cria Arequitetura.

Ano 12 | N 41 - Publicação Quadrimestral Este veículo é dirigido a arquitetos, decoradores, engenheiros, construtores, condomínios comerciais e empresários.

Rua Getúlio Vargas, Nº 285, Centro Comercial 4 de Março, Sala 33 - Glória - Vila Velha (ES) (27) 3073 7311 | 3052 2102 cpcom.editora@gmail.com revistacomodidade@gmail.com www.revistacomodidade.com.br Circulação: Espírito Santo

Diretor Geral Célio Pires Diretora Administrativa Sissa Pires

O espaço dedicado à área de sustentabilidade da revista merece também sua atenção. Encontramos ideias criativas e inovadoras de arquitetos e designers, que utilizaram seu talento para tocar projetos ecológicos. É um campo vasto, com criações variadas, que merece atenção pela sua atitude conscientizadora.

Diretora Comercial Carol Barros

Esta é a última edição do ano da Comodidade. Agradecemos a todos os colaboradores indiretos, aos profissionais que contribuíram enviando projetos belíssimos, aos profissionais que concederam entrevistas para produzir cada conteúdo publicado. Em breve, o mês de fevereiro chegará. E mais projetos e novidades terão espaço em nossas publicações.

Atendimento ao Cliente Anna Paula Santana

Consultor Editorial Gregório Repsold Designer Gráfico e Editorial Andréia Carvalho

Jornalista Responsável Ana Luiza Calmon (MTB-3188-ES) Impressão Gráfica e Editora GSA

Que venha 2014! www.facebook.com/revistacomodidadead

Célio Pires CPCOM Editora

O conteúdo dos anúncios, no que diz respeito a fotos, imagens e informações, é de inteira responsa-bilidade dos seus anunciantes, não tendo a Revista Comodidade qualquer responsabilidade pelas propagandas por eles veiculados, atentando-se tão somente em não publicar expressões injuriosas, difamatórias ou caluniosas direcionadas. A Revista e a CPCOM Editora nos termos da lei nº 9.610/98, insere no contrato com clientes e anunciantes a responsabilidade de fornecer o arquivo a ser publicado finalizado, entretanto desconhece a originalidade dos conteúdos e titularidade dos mesmos.


Papel de Parede 31-271, Damier.

elementos décor

Par de luvas Pixel, Diseño

Aparador Padova, Brentwood

PRETO & BRANCO

Tradicional combinação de cores, o P&B ajuda a compor um espaço elegante, além de garantir um equilíbrio na decoração. Móveis, objetos, papeis de parede ou luminárias. Um simples toque do preto e do branco já ajuda a destacar os ambientes.

Luminária de Chão Spun Sirius Preto, Moveis Tok Design

Jogo de jantar com 42 peças, Capetown Wolff

Poltrona Orquidea, Studio In

Banco Aduela, Essência Móveis

Vaso de cerâmica trabalhado com azulejo e pintura craquele, Atelie Donna’s Mosaico

Vaso Flow, Serralunga

12

Poltrona lua www.meumoveldemadeira.com.br Poltrona underconstruction homelles, desenhada pelo designer Pedro Paulo Franco, A Lot Of


13


Papel de parede SF020104, colação Soft Feelings, Portodesign

elementos décor

Manqueta L’atelier Moderno Brasil. Luminára de parede Gras 304 vermelha, La Lampe

VINTAGE

Mini Icebox, Dbox

Com ares nostálgicos, a decoração de elementos vintage contém móveis e objetos no estilo anos 40 e 50. São peças românticas e com um design antigo, que nos remete à época de nossos avós.

Jogo de Jantar de Giuseppe Scapinelli, Moderno Brasil.

Poltrona Josefina tecido azul e botões laranja, Desmobilia.

Estante Jorge Zalszupin L’Atelier, Renome Galeria de Arte e Design.

Chaise c104, Inove.

Mesa de apoio, Julio Katinsky e Jorge Zalszupin.

14 Jacarandá com Duas Gaveta, Aparador Loja Teo.

Coluna Sputnik A53, Cristiana Bertolucci.


TODO MUNDO

VAI QUERER VISITAR SUA

COZINHA E não vai ser só para parabenizar o chef

DISTRIBUIDOR AUTORIZADO

Av. Nossa Senhora dos Navegantes, 451 Lj. 21

Tel.: (27) 2123-1062 acquapura.europa@gmail.com

15 Atenção: não nos responsabilizamos por eventuais danos que possam ser causados por peças não originais de fábrica que sejam utilizadas nos produtos. Para a sua segurança consulte sempre um Distribuidor Autorizado Europa através do site www.europa.com.br


Papel de Parede BR6224 coleção Whisper Prints, Portodesign.

elementos décor Bandeja Teca e Fórmica, Teakstore.

Abajur acabamento platina, ouro, prata ou cobre, cúpula de linho ou algodão, Cristiana Bertolucci.

VERDE

Cadeira Cross, EspaçoTil.

A harmonia e a tranqüilidade são sensações provocadas pela cor verde. Se presente na decoração, os moradores serão contemplados com um ambiente relaxante, em qualquer cômodo da casa.

Cadeira System 123 Dining Chairm Arkpad. Sofá Piazza, Mac Móveis.

Estante floresta, Inove.

Poltrona Yasmin, Arkpad.

Porta Vela Daksha, Espaço Til.

Bufe taco esmeralda, jequitiba-compensado de madeira e mdf, pintura laca acetinada verde esmeralda, madeira maciça jequitiba e verniz semi brilho, Move Móvel. Linha Square, Vallvé Boutique Banho.


Rua Francelina Carneiro de Setubal,1128, Itapu達 - Vila Velha - ES

(27) 3340-7488 | 3340-7532


o assunto é...

Iluminação

Projeto luminotécnico ajuda a caracterizar ambientes de uma residência.

Essencial na composição de um espaço, a iluminação define a característica de cada cômodo. Os ambientes ficam mais agradáveis e aconchegantes. Um projeto luminotécnico fornece economia enérgica do fluxo luminoso, aliando baixas temperaturas com longa durabilidade. A regra é nunca desconsiderar o conforto visual. Importante deixar claro que o tipo de iluminação depende do perfil de cada morador de uma residência, assim como a função do ambiente ou cômodo. Dependendo da proposta, é possível até mesclar os diferentes meios luminotécnicos, criando mais de uma possibilidade de cena de luz. Para te ajudar a encontrar o melhor modelo de iluminação, procuramos especialistas na área. Confira nas próximas páginas, algumas ideias e sugestões para sua casa.

18


Opções de iluminação Há quatro tipos diferentes de luz. Cada uma tem a sua função e pode ser utilizada separadamente ou em conjunto com outros modelos em um mesmo espaço.

Luz difusa Lâmpada que, quando acesa, seu fluxo luminoso é filtrado por um tecido, vidro, acrílico ou algo translúcido que passe luz.

Luz direta Quando a luz incide diretamente sobre uma superfície. Spots, pendentes, luminárias de mesa e abajures são os responsáveis por esse tipo de iluminação. Em uma sala de estar, biblioteca ou quarto, a luz direta facilita a leitura e o uso do computador, por exemplo.

Luz dirigida Lâmpada que consegue destacar algo, dar ênfase, valorizando os elementos, objetos e adornos. Serve para criar um ambiente mais cenográfico, nunca devendo ser usada para iluminar o ambiente em geral.

19


o assunto é...

Luz indireta Tipo de luz que pode sair do teto, piso, mesa ou parede, mas que trabalhe por reflexão em algum tipo de material sólido, a exemplo da madeira, do metal ou do gesso. Proporciona uma iluminação mais confortável e cria uma atmosfera aconchegante no ambiente em função de não deixar as lâmpadas expostas.

A iluminação ideal para cada cômodo Cada ambiente tem o seu propósito em uma residência. Seja para o momento de lazer, recepção, repouso ou degustação, os cômodos necessitam ter uma iluminação específica, que atenda à proposta do morador.

Hall de entrada

20

Cartão de visita da casa, o Hall deve conter uma iluminação de maior impacto visual, do modelo cenográfico com efeitos de luzes ou peças decorativas de alto luxo. É o primeiro local por onde passa a visita, antes de entrar na residência.


Sala de jantar É um ambiente interligado à sala de estar, também devem ser utilizadas cenas de luzes diferentes. O diferencial é o destaque em apoios, aparador, buffets e cristaleiras bem iluminados. Não se deve esquecer da mesa de jantar, onde é comum utilizar um pendente ou lustre.

Sala de estar Por conta de ser um ambiente aconchegante, onde se recebe as visitas, é preciso calcular bem o fluxo de luz, destacar quadros e esculturas com lâmpadas de alto IRC (Índice de reprodução de cor) – lembrando que se deve ter muita cautela com essas lâmpadas para não transmitir calor. Outro fator importante é que a utilização das luzes difusa, direta e indireta, cria uma iluminação propícia para momentos como aniversários, recepção de amigos ou sessão de filme.

Quarto Um cômodo tão íntimo como o quarto pede uma iluminação que combine com o perfil do morador. As opções variam: técnica, cenográfica, com peças simples ou decorativas. A luz indireta, no entanto, deve ser usada em um dos pontos de luz, pois transmite um conforto visual para quem está na posição horizontal, oferecendo uma boa noite de sono. Também são indispensáveis pontos de marcações de luz bem suaves, para permitir a livre circulação no período da noite, sem incomodar o(a) companheiro(a).

Acervo e colaboração: Studio Design www.studiodesign1.com.br

21


espaço sustentabilidade

Trocando

Foto: Bourne Photography

Ideias

Comunidade Autossustentável Em uma viagem por Costa Rica, na América Central, o casal Mateo e Erica decidiu construir um refúgio da vida movimentada em Colorado (EUA). A ideia de “escape” rapidamente se transformou em algo fixo. Em 2006, surgiu a Finca Bella Vista, uma comunidade localizada na região montanhosa do país costarriquenho. Mateo e Erica construíram casas sobre as árvores, com o conceito de baixo impacto ambiental, captação de água da chuva e biodigestores. Atualmente são 25 casas, onde as pessoas podem dormir, trabalhar, cozinhar e, claro, acessar a internet Wi-Fi. A vila é aberta a visitantes e voluntários. O respeito à natureza e aos povos locais é a principal exigência da Finca Bella Vista.

Mateo e Erica

22

Saiba mais em: www.fincabellavista.com


livros Ecohouse A Casa ambientalmente sustentável Autores: Sue Roaf ; Manuel Fuentes; Stephanie Thomas Editora: Bookman Companhia ED Ano: 2006 Páginas: 408 Sinopse: Dicas e orientações sobre como construir uma residência de baixo impacto ambiental conduzem o leitor dessa obra. Os autores revelam os conceitos, as estruturas e as técnicas que estão por trás de seus ideais ecológicos - usando suas próprias casas como estudos de caso.

Tapetes ecológicos Coleção assinada pela empresa finlandesa Woodnotes sugere um novo conceito de tapetes de fibras naturais. Com 80% da sua composição feita de fibra de papel e o restante de fio de algodão, as peças contêm cores e padrões suaves, semelhantes à estética minimalista do design escandinavo. No processo de fabricação, cada uma é tingida naturalmente, sem compostos químicos, e envolvida em uma cápsula de proteção, impedindo que a poeira permeie nos tapetes. Além de recicláveis, os tapetes são hipoalergênicos – reduzem o risco de reações alérgicas. A limpeza e a manutenção são práticas, sendo necessária apenas uma toalha umedecida em solução de água e sabão natural. No Brasil, os tapetes são comercializados pela Conceito: Firma Casa, em parceria com a empresa portuguesa QuartoSala.

A Casa Ecológica: Idéias práticas para um lar ecológico e saudável Autor: Sergi Costa Duran Editora: Gg Ano: 2011 Páginas: 159

Sinopse: Um real guia com conselhos práticos e produtos úteis para saber como construir um edifício e como condicionar o interior de uma casa de modo a causar o mínimo impacto possível no seu entorno. São três capítulos divididos nos principais temas: economia de água e energia; utilização correta de materiais; processo ecológico da reforma de uma casa.

Em busca de uma Arquitetura sustentável Autor: Oscar Corbella, Simos Yannas Editora: Revan Ano: 2009 Páginas: 308

Acesse: QuartoSala www.quartosala.com Conceito Firma Casa www.conceitofirmacasa.com.br

Sinopse: A utilização da arquitetura sustentável em regiões tropicais é o tema debatido nesse livro. Para defender essa ideia, os autores descrevem e analisam exemplos práticos, mostrando como usar os conceitos naturais na área e empregar determinadas estratégias para conseguir um projeto com conforto 23 ambiental.


espaço sustentabilidade

Transformando resíduos em peças Cadeira: A peça foi feita a base de um tapume rosa de construção, massa plástica e parafusos.

A luminária foi produzida apenas com vergalhões e malha pop, que também é um tipo de vergalhão, com malha quadriculada.

Formada em 2011 pelos designers Antônia Almeida e Fábio Esteves, a 80e8 participou da Mostra Black 2013, no espaço Design Lab. A ideia foi criar, naquele espaço, peças de mobiliário, úteis para o dia a dia. A inovação, contudo, veio com Conheça o trabalho da 80e8: www.80e8.com a matéria-prima. Antônia e Fábio aproveitaram apenas os resíduos de materiais utilizados na montagem dos estandes da mostra, que aconteceu entre os meses de maio e julho, no shopping JK, em São Paulo. Durante um fim semana, a dupla montou quatro peças: uma cadeira, luminária, mesa e banco. Tudo em meio à interação com o público – os visitantes da Mostra puderam acompanhar todo o processo de produção feito no espaço Design Lab.

Estante de papelão Criada pela arquiteta paulistana Roberta de Sá Faustini, a estante Oras Bolas é resultado do trabalho da profissional com soluções sustentáveis. Ela é feita de tubetes de papelão. Cada nicho tem o mesmo diâmetro, mas as larguras e recortes possibilitam o encaixe. O travamento é feito com placas de MDF, que podem ser coloridas. As peças contêm uma diversidade de tamanhos. Site: www.robertafaustini.com.br

24


DOCUMENTÁRIOS A última hora EUA, 2007 - 91 min. Roteiro e Direção: Leila Conners Petersen e Nadia Conners

Sinopse: Produzido e narrado por Leonardo DiCaprio, o documentário mostra a situação do Planeta Terra, atingido por desastres naturais como enchentes, furacões e demais tragédias. Em 91 minutos, é possível entender como o planeta chegou a essa situação, por meio de registros visuais e entrevistas com 54 especialistas em questões socioambientais. http://planetasustentavel.abril.com.br/ noticia/estante/estante_263107.shtml

Telhado Verde No desejo de levar a natureza para locais urbanos, uma solução é construir telhados ecológicos em casas ou apartamentos. Também conhecido como “telhado verde”, esse tipo de instalação contribui para o sistema de captação de água da chuva, que é 100% reaproveitada para a irrigação da jardinagem, sanitários, entre outros espaços. Além disso, como afirma a Ecotelhado, empresa especializada em infraestrutura verde urbana, o telhado ecológico funciona como um isolante térmico. Ele retarda o aquecimento dos ambientes durante o dia e conserva a temperatura durante a noite, além de aumentar a biodiversidade e reduzir a poluição.

2012: Tempo de mudança Eua; Brasil, 2012 – 85 min. Direção: João Amorim

Sinopse: O filme acompanha o jornalista americano Daniel Pinchbeck, autor do bestseller “2012: The Return of Quetzalcoatl”, em busca de um novo paradigma entre a sabedoria arcaica de culturas tribais e o método científico. O documentário mistura animações com depoimentos de especialistas de diferentes áreas, que chamam a atenção para a ação do homem sobre seu ambiente. Urbanized EUA, 2011 – 55 min.

Casa na cidade de Araçoiaba da Serra, interior de São Paulo

Casa na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Informe-se mais: www.ecotelhado.com.br

Direção: Gary Hustwit

Sinopse: Em 2050, 75% da população mundial viverá em centros urbanos. Pensando em compreender e discutir a estrutura das cidades, o documentário retrata a história e o design das cidades, contada por arquitetos, 25 planejadores, políticos e pensadores.


VILLA AZUL Móveis de Demolição

26

Av. Meaípe, 290 Enseada Azul, Guarapari Espírito Santo (27) 3272-1278


WWW.VILLAAZUL.COM.BR

27


ideias e arte

Entorno do vazio Descendente de sírios, Hilal Sami Hilal nasceu em Vitória no ano de 1952. Cresceu em meio aos desenhos, fascinado por pinturas e gravuras. A influência partiu naturalmente de casa. O capixaba da gema cresceu em contato com os quadros da mãe, que foi pintora. “Aquilo sempre me fascinou. Com 16 anos criei um desenho e alguns parentes e amigos falaram que eu levava jeito. Realmente eu fiz um desenho bem caprichado, detalhado, com sombra e luz”, recorda. Hilal dedicou-se à pintura apenas como experimentação. Sua mãe o orientava sobre as dificuldades de como era difícil um artista sobreviver do seu trabalho e que, por isso, deveria construir outra carreira profissional. Enquanto buscava essa profissão, sua família montou uma galeria de arte para ele. “Eu tive a primeira galeria de arte no estado, dedicada apenas para artistas locais. Promovíamos exposições e filmes de arte. A Galeria Hilal tinha uma área de 400m². A minha primeira exposição foi nesta galeria juntamente com a minha mãe”. Gerenciar uma galeria de arte é um ofício que requer determinada experiência, tanto pessoal quanto profissional. Hilal tinha apenas 19 anos. Sua ousadia em conduzir esse negócio já é uma história que merece ser contada. Porém, foi apenas uma fase de aprendizado. O espaço não teve sucesso comercial, e, por isso, foi preciso fechar as portas. Paralelamente, o jovem capixaba ainda tentava encontrar sua área de formação na universidade. As tentativas foram

28

dois vestibulares, para os cursos de Engenharia e Arquitetura, respectivamente. Todas em vão. Até a terceira chance: “Fiz vestibular de artes plásticas na UFES, e passei em 1972. Minha mãe não ficou muito satisfeita, mas como gostava de desenhar, logo consegui emprego nos jornais. Trabalhei na Tribuna e na Gazeta como ilustrador” O jovem estudante de artes plásticas trabalhava com aquarelas e desenhos. Registrava paisagens locais e acontecimentos do cotidiano, sempre buscando desvendar os lugares nos quais se encontrava – uma justificativa para poder se localizar física e emocionalmente, encontrar o seu espaço, segundo afirma. Durante o curso de artes plásticas, Hilal teve acesso ao mundo artístico, de fato. Participou de festivais, exposições e salões de arte, que faziam parte de sua rotina, junto com os colegas de classe. O Theatro Carlos Gomes recebeu seu trabalho, em uma exposição individual com desenhos e gravuras do jovem artista. Durante o período de graduação em artes plásticas, no entanto, as suas referências em relação às questões profissionais ainda não eram muito claras. “A sensação que eu tinha era que as coisas não eram para mim. Eram sempre distantes. Quer dizer, você tem uma informação, admira o profissional da sua área, mas é como se aquilo ali fosse uma coisa muito distante para você conseguir alcançar”, desabafa o artista.


A descoberta do papel Aos 25 anos de idade, recém-formado, Hilal foi convidado para fazer parte do corpo docente de Artes Plásticas da UFES, trabalhando junto com seus antigos professores. Em 1977, o artista passou um período no Mosteiro Zen Budista, em Ibiraçu – região norte do Espírito Santo. Fundado três anos antes pelo Mestre Daiju, é o único mosteiro da América Latina, e recebe visitantes de todo o mundo. Entre esses visitantes, estava a francesa Catarina. As apresentações se deram durante uma temporada no mosteiro. Catarina era artista plástica e, quando conheceu Hilal, lhe apresentou uma receita exótica. Não continha ingredientes específicos da gastronomia, e sua origem datava de séculos. “No Rio de Janeiro, Catarina ganhou de uma professora de artes, Celeida Tostes, uma receita de como fazer o papel e me presenteou com esta receita. Mas como Catarina não entendia bem o português, copiou de uma forma equivocada as instruções. Aos poucos fui ajustando e encontrando as soluções de como fazer o papel de forma correta”, conta. Hilal encantou-se por essa arte milenar. Rapidamente iniciou uma linha de pesquisa sobre o assunto, dominando técnicas e fazendo experiências. Em 1981, novamente o mosteiro interfere no cotidiano do artista. Já no Japão há cinco anos, o mestre Daiju convida Hilal para conhecer o país e visitar algumas oficinas de papel. “Foi extraordinária a viagem. Conheci uma civilização espetacular. Fazer papel é um processo muito sofisticado, uma técnica milenar. As oficinas que eu fui já tinham 600 anos”, recorda, ainda encantado. A viagem ao Japão durou vinte dias. Hilal descobriu uma nova forma de expressão artística. Gradativamente, seu estudo ganhou força, chegando a criar uma oficina voltada para o assunto na UFES. A pesquisa foi desenvolvida durante sete anos na universidade. O próprio artista era quem coordenava a equipe, formada por alunos do curso de artes plásticas. Quando não estava na universidade, o artista plástico utilizava o tempo livre para desenvolver seus trabalhos – todos ligados ao papel. O domínio da técnica ganhou ainda mais força após a segunda viagem ao Japão em 1988, novamente a convite do mestre Daiju. Junto com a esposa Thais, visitou outras oficinas da técnica japonesa, o que o ajudou a absorver melhor as informações. O trabalho de Hilal estava ganhando corpo. E o papel foi o pivô dessa originalidade, conforme observa o artista: “Me apresentei no circuito nacional com a pesquisa de papel, e até hoje sou conhecido por este trabalho. É a minha assinatura”.

O papel “Chegou um momento, com meus filhos criados e uma casa própria, que tomei a decisão de me dedicar exclusivamente às artes plásticas. Para isto, tive que pedir o afastamento definitivo da UFES. Sempre tive uma ótima relação com os alunos e a universidade foi muito importante para o meu desempenho”. Hilal decidiu sobreviver do seu trabalho. Hoje, dezessete anos após sua saída da universidade, o artista se posicionou no mercado de arte. Suas obras chegaram a São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e outros estados, alcançando, inclusive, espaços internacionais. O papel continua sendo a matéria prima principal de suas obras. Aos 61 anos de idade, Hilal Sami Hilal utiliza a arte como experimentação, mas também como realização profissional.

29


Fotos: Nilton Santolin

ideias e arte

Projeto Constelações (2013) “Fui convidado pela diretora Eulália Anselmo para fazer uma exposição no Da Maya Espaço Cultural, em Bagé, no Rio Grande do Sul. Conheci a cidade pessoalmente e me encantei com a sua arquitetura de época. Bagé foi uma das cidades mais prósperas do século XIX no Brasil. Além de ser um espaço cultural, o Da Maya tem um projeto de preservação do Patrimônio Histórico da cidade. Tomando conhecimento desse conceito, apresentei uma proposta de exposição que convocasse a comunidade a participar do projeto tocando questões relacionadas com a memória afetiva. A idéia do projeto era de construir com a polpa de papel nomes de familiares, amigos, registros da memória afetiva da comunidade. Foram construídos cerca de dez mil nomes. Com estas escritas fizemos uma instalação como forma de um grande manifesto. Para enriquecer o projeto, foi convidado o compositor e produtor musical Sérgio Benevenuto. Ele criou uma música feita dos nomes que registramos. A apresentação ocorreu na abertura da mostra, interpretada por um coral no estilo flash mob”.

30


Hilal Sami Hilal – Artista plástico (27) 3227-5443 hilal@hilalsamihilal.com.br

Seu Sami (2007) “Recebi o convite do diretor do Museu Vale, Ronaldo Barbosa. Foi um grande desafio: esse confronto com o espaço e a responsabilidade de realizar uma grande mostra individual. Esta experiência me proporcionou uma dimensão diferenciada do meu processo. Escolhi para esse momento homenagear meu pai, que faleceu quando eu tinha doze anos de idade. E decidir nomear a ausência como fio condutor da exposição. Foram dez meses trabalhando, com quatro assistentes. Foi uma exposição imensa. Depois de alguns meses levamos para o MAM do Rio de Janeiro; para o Palácio das Artes, em Belo Horizonte; e para o Sesc Pompeia, em São Paulo. Foi a exposição mais linda e mais importante que eu já fiz”.

Fotógrafos: Nilton Santolin Pat Kilgore Edson Chagas

31


especial casa

A casa do Chef Projeto: José Daher Fotos: Sagrilo

projeto de iluminação foi cuidadosamente estudado em parceria com a Studio Design, para valorizar a estrutura de madeira existente e trazer aconchego à ambientação.. 32


José Daher

Arquiteto capixaba formado em 1979 pela UFMG, José Daher carrega uma carreira de peso no cenário local, com trabalhos publicados em revistas de circulação nacional, além de uma série de premiações por seus projetos. www.josedaher.com.br (27) 3315 0501

Há trinta anos, quando estava prestes a se casar, o então professor de química Juarez Campos construiu uma casa pré-moldada de madeira – na época considerada um modelo de inovação. Décadas se passaram e Juarez construiu uma família e uma carreira. Atualmente ele é um renomado chef de cozinha, que aflorou a química da gastronomia capixaba. Criou o Oriundi Ristorante, referência na culinária italiana, e é reconhecido como um dos principais chefs do estado. Com os filhos já criados, Juarez decidiu mudar-se com a esposa para um apartamento. Motivo: realizar o sonho de transformar sua antiga residência de madeira em uma moderna Casa do Chef, para receber os amigos. O arquiteto José Daher foi o profissional honrado com esse convite. “Minha função primeira foi transmitir ao espaço a alegria e o coração sempre aberto do Chef Juarez. Uma arquitetura de interior que refletisse a alma do dono”, completa Daher. De fato, pela popular personalidade de Juarez, a casa é o espelho do Chef.

33


especial casa

Foi preciso fechar a varanda da casa para refrigerĂĄ-la. O projeto teve o cuidado de nĂŁo descaracterizar a estrutura, em especial o guarda corpo da residĂŞncia.

34


A ideia central na escolha dos materiais foi aliar beleza e aconchego com facilidade de manutenção. O destaque vai para o contraste dos naturais e tecnológicos, como madeira de demolição, pedra, barro, bambu, fibra, estrutura metálica, aço inox, pastilhas de vidro, venezianas de A decoração do interior da casa foi baseada na ideia de madeira, etc. alegria e acolhimento, inspirando uma ambientação leve, receptiva.

Na sala de jantar, o pendente ilumina o teto de madeira e a mesa de refeições com intensidade distinta.

35


espaço corporativo

A magia arquitetônica do cinema

Poltronas em formato “stadium’, igual à distribuição das arquibancadas de um Maracanã, por exemplo. Desse modo, todos conseguem ter visibilidade da tela. A primeira simulação de uma sala de cinema foi o subsolo de um café do Boulevard des Capucines, em Paris. O ano era 1895. Os irmãos franceses Auguste e Louis Lumière inventaram o cinematógrafo, equipamento capaz de filmar, revelar e projetar filmes. Era o início da arte cinematográfica. Um ano depois, as salas de cinema surgem no Brasil. Espaços improvisados, desconfortáveis e com sonorização inadequada, mas que viviam lotados para o divertimento do espectador – ansioso por ver cenas do cotidiano projetadas em uma tela. Naturalmente, o cinema amadureceu. E mais de um século depois da invenção do cinematógrafo, as salas de exibição se apresentam com novos tipos de conceito e formato.

36

Estrutura Se antes os cinemas eram grandes salas de exibição, atualmente os espaços são menores, com a capacidade média de 250 lugares. A diferença é que, com esta mudança, um novo modelo de cinema chegou ao Brasil, no decorrer dos anos 90.. “A diminuição do tamanho das salas propiciou criar os Multiplex, que aumentaram a oferta de filmes e uma ocupação média mais equilibrada. O formato ‘stadium’ das arquibancadas privilegia a visibilidade, e as telas ganharam formato que enchem o campo de visão”, explica o arquiteto José Angelo Mincache, responsável pelo projeto da rede Cinesystem. A empresa é uma das principais exibidoras do Brasil, com 90 salas em operação, distribuídas em sete estados brasileiros – inclusive no Espírito Santo.


Acessibilidade e conforto As salas Multiplex contém diferentes opções de tamanho, com espaços que comportam de 60 a 450 lugares. O formato das poltronas também é variável. Sempre visando a comodidade, o design atual tem o eixo em torno de 60 cm, acompanhado de elementos como o porta-copos e o apoio de braço. Este contém a opção de ser removido para criar os populares “loveseats” – assentos para namorados. Os cinemas modernos também visam atender à diversidade dos telespectadores. As salas são projetadas e pensadas para garantir acesso a pessoas com limitações físicas e visuais, a exemplo de idosos, cadeirantes ou usuários de muletas.

Sonorização e tecnologia Hoje, a sonorização de um cinema chega a 128 canais. Com o conceito “box in box”, cada sala fica isolada por pelo menos duas membranas de todo o ambiente externo – o que torna o isolamento acústico mais eficiente. “Os equipamentos de som digital conseguem automaticamente detectar as diversas tecnologias utilizadas nas mixagens dos filmes”, completa Mincache. Outras plataformas tecnológicas também são aproveitadas: projeções digitais; filmes 3D; e o conceito de autoatendimento. A iluminação, também; sendo utilizada para criar a ambientação ideal para receber e guiar o espectador até o seu assento. Com a ajuda da arquitetura, o cinema ganha ainda mais magia, e envolve o espectador. Aos poucos as luzes se reduzem, criando um cenário agradável e convidativo. É a hora do verdadeiro espetáculo. Acervo e colaboração: Rede Cinesystem Cinemas www.cinesystem.com.br/home/

37


espaço corporativo

Veneração ao vinho Projeto reaproveita espaço e incrementa características da tradicional bebida

Em uma área de 140m², o vinho deveria marcar presença, convidando clientes a escolherem a bebida, tanto para degustação ou acompanhamento do prato. A inspiração veio da Toscana, região central da Itália. Com uma linguagem de aconchego, o projeto foi assinado pela Cria – Arquitetura Sustentável; e deu origem à Bottiglieria Gallo Nero Ristorante. A tradicional bebida derivada da uva acompanha a decoração de cada ambiente, com elementos e objetos familiares, que foram aproveitados sob o conceito de sustentabilidade.sustentabilidade.

Solarium A ambientação estilo pátio toscano dominou a área externa. Foi priorizada a iluminação natural, obtida através da instalação de pergolado em madeira e cobertura em vidro; as paredes foram revestidas de pedra natural, com a instalação de falsas janelas de madeira de demolição, uma porta antiga, arandelas e floreiras em ferro que complementam a composição. O toque final ficou por conta das mesas com tampos redondos confeccionados com caixas de vinho.

38


Em uma das paredes, foi instalado um grande banco com encosto e assento em capitonê. As paredes foram revestidas com painel em madeira de demolição, que faz às vezes de apoio de garrafas ou quadros.

Composição de detalhes: O forro em gesso levou tratamento acústico, ar condicionado e iluminação embutida. Na parte luminotécnica, foram contempladas diferentes opções de iluminação. Para o layout de mesas, foram escolhidos tampos redondos e retangulares confeccionados em madeira de demolição e pintura metálica para as bases.

MAIRA DEL NERO, JULIANA BOER JULIANA MISTRO Cria Arquitetura

Há também um grande painel em caixa de vinho, feito com as embalagens que seriam descartadas pela loja que fica em frente ao restaurante. Floreira em madeira e espelhos pontuam a decoração.

Estabelecido em 2003, na cidade de Campinas (SP), foi criado pelas arquitetas Maira Del Nero e Juliana Boer. Ambas graduadas em Arquitetura e Urbanismo pela PUC Campinas com especializações na área de construção sustentável. Integra também a sociedade, a arquiteta Juliana Mistro, graduada pela Universidade Paulista, com especializações na área de design de interiores. www.criaarquitetura.com.br (19) 3253 4580 contato@criaarquitetura.com.br

39


novidades arquitetura&design

1

3

3 2 1 Estampas diferenciadas Especializada em criações de estampas, a Casa Rima possui uma cartela personalizada de opções para tecidos naturais e sintéticos, couro e lâminas para revestir móveis. As peças são desenvolvidas pela equipe da empresa, designers e artistas, além de sugeridas pelos próprios clientes. A nova coleção da Casa Rima, intitulada De Fora para Dentro, apresenta 36 estampas inspiradas na influência do ambiente na personalidade do ser humano. Revestidas em móveis, as estampas falam por si próprias. Acesse: www.casarima.com.br

40

Mudanças urbanas

Nova linha de revestimentos em porcelanato da Eliane, a Twenty Deluxe contém peças em alto relevo, com cinco tipos de desenhos retrôs. O modelo em porcelanato se diferencia dos demais por apresentar as seguintes características: estrutura mais fina; fácil limpeza; menor absorção de água; preço mais acessível. A linha foi lançada em março desse ano, com três opções de cores: concreto, nude e petróleo. O kit com 18 peças pode ser encontrado nas lojas Composé.

Formado em 2010 no Rio de Janeiro, o MUDA é um coletivo que emprega o verbo do seu nome. O grupo é formado pelos designers Bruna Vieira e João Tolentino e pelos arquitetos Diego Uribbe, Duke Capellão e Rodrigo Kalache. Ele se dedica a intervenções artísticas urbanas, a partir de painéis compostos por módulos em revestimentos clássicos como azulejos e ladrilhos hidráulicos, combinados a uma estética gráfica contemporânea. O coletivo procura interferir no cotidiano da cidade e dos próprios cidadãos, mudando de fato o ambiente. As pessoas se correlacionam por meio de suas instalações, já espalhadas por diversos pontos da cidade carioca e presentes em outros estados e até fora do país.

Saiba mais: www.compose.com.br www.eliane.com

Coletivo MUDA: (21) 3173-9753 www.coletivomuda.com.br mmuuddaa@gmail.com

2 Revestimento em alto relevo

4 2º Design Weekend Realizado no mês de agosto desse ano, a segunda edição do DW! contou com 283 ações espalhadas em mais de 180 pontos da cidade de São Paulo. É o maior festival urbano da América Latina, com atividades que promovem o design e suas conexões com outras vertentes artísticas e sociais, como arte, arquitetura e inclusão social. A próxima edição já está confirmada para 2014.


O jardim do Museu da Casa Brasileira foi ocupado com a instalação do designer britânico Tom Price.

5

6

7

8

4

Prédio da Bienal, no Museu de Arte Moderna, sediou exposições e festas durante o festival

5 FILME: Esboços de Frank Gehry (Sketches of Frank Gehry) Alemanha / EUA - 2005 Documentário - 83min. Direção: Sydney Pollack Sinopse: Um dos principais cineastas conhecidos mundialmente, Sydney Pollack foi convidado por seu amigo, o renomado arquiteto Frank Gehry, para fazer um filme sobre sua vida e métodos de trabalho. Armado com uma câmera, Pollack mergulha na vida do criador do museu de Guggenheim em Bilbao, mostrando um retrato íntimo e observador de Gehry.

6 FILME: Loos Ornamental Áustria - 2008 Documentário – 72 min. Diretor: Heinz Emigholz Sinopse: O filme traça o perfil e os projetos do arquiteto austríaco Adolf Loos (1870 -1933), um dos pioneiros do modernismo, preferindo o minimalismo e espaços abertos, contrapondo-se à ornamentação e à complexidade – conceitos absolutos na época. Em 72 minutos, o diretor apresenta mais de vinte prédios e salas projetados por Loos, destacando suas características peculiares.

7 LIVRO: O Design do Dia a dia Autor: Donald A. Norman Editora: Rocco Ano: 2006 Número de páginas: 272 Sinopse: Donald Norman analisa nesse livro a funcionalidade do design no cotidiano das pessoas. Com base no processo de fabricação de produtos, o autor reúne observações, análises e dicas para a área, afirmando que um bom design reúne prazer estético, arte e criatividade.

8 LIVRO: Isay Weinfeld Autor: Daniel Piza Editora: Viana & Mosley Ano: 2008 Número de páginas: 143 Sinopse: O jornalista Daniel Piza apresenta e analisa a trajetória do paulista Isay Weinfeld, cujo trabalho abrange as áreas de arquitetura, urbanismo, cenografia e design. Além das fotos dos principais trabalhos de Weinfel, o livro contém croquis e plantas dos detalhamentos de alguns projetos do renomado arquiteto.

41


casacor/es

A paix達o pelo automobilismo transparece na decora巽達o, com fotografias de detalhes automotivos em grandes quadros apoiados no ch達o, ou carros em miniaturas.

Geraldo Lino - Arquiteto (27) 3315-4763 | 9255-7473 geraldo@geraldolino.com.br

44


Fotos: Weverson Rocio

O automobilismo foi a inspiração para compor a suíte de um jovem rapaz, que é colecionador de carros em miniatura. Para a ambientação, foram utilizadas fotografias de detalhes automotivos em grandes quadros apoiados no chão – uma nova forma de expor arte. Outros elementos, como o quadro de pintura abstrata e esculturas, completam a decoração. Materiais nobres foram usados para elaborar o espaço, a fim de proporcionar conforto e bem-estar a seu ocupante. O gesso acústico, porcelanato, laca e lâmina natural de madeira são alguns destes materiais de destaque. Em uma decoração de estilo contemporâneo, a suíte do filho é um ambiente aconchegante, que ainda transmite sofisticação e elegância.

45


casacor/es

Eduardo Trigo, Luiza Tosi e Rodrigo Martinelli (27) 2233-8555 | (27) 3324-9056 contato@attuarearquitetura.com.br rodrigo@rodrigomartinelli.com.br

Ambiente foi premiado nas categorias Projeto Mais Sustentรกvel e Melhor Projeto Casa Cor Office 2013.

46

46


O equilíbrio entre os estilos clássico e contemporâneo constrói a personalidade do Escritório do Advogado na Casa Cor desse ano. O projeto valoriza as áreas em que o cliente tem acesso, como recepção, sala de reunião e sala do advogado. As cores sóbrias e a transformação de materiais alternativos e de descarte em elementos esculturais e de estética sofisticada mostram toda a austeridade e a criatividade presentes no ambiente. Assim, aliado ao conceito sustentável, o arquiteto Rodrigo Martinelli, em parceria com a dupla Eduardo Trigo e Luiza Tosi, utilizaram como revestimento um material 3D, feito da fibra do bagaço da cana-de-açúcar. Destaque para as cadeiras Alemãs Air PAD, que foram usadas no filme 007 – Operação Skyfall.

Fotos: PEPERAZZI - www.peperazzi.com.br

O papel de parede imita a madeira, sendo utilizado no teto e nas paredes e deixando o ambiente ainda mais aconchegante.

47


casacor/es

Espaço foi projetado para ser contagiante e receptivo

Fernando Pandolfi 27 9903-6102 fernando.pandolfi@hotmail.com

48

O designer gráfico é a inspiração do projeto do arquiteto Fernando Pandolfi. Estreante na Casa Cor 2013, Fernando se baseou na capacidade daquele profissional, que abusa da criatividade em suas criações. Moderno e jovem, o escritório do designer é alegre e ao mesmo tempo aconchegante – o que é visível nas cores e nas obras de arte que compõem o espaço de 90m².


Com o objetivo de tornar o escritório receptivo e inspirador, o arquiteto optou pela divisão em dois ambientes: sala de apresentação e sala de espera/ estar. Desse modo, o designer pode ter liberdade para criar em seu reduto, enquanto os clientes o aguardam confortavelmente na recepção. As duas áreas são separadas por três estantes pivotantes, que podem se integrar aos ambientes, tornando possível a interatividade entre os mesmos.

A sustentabilidade faz parte do conceito desse ambiente através do reaproveitamento de madeira e do resto de espelhos, que confeccionaram o painel da sala de apresentação.

49


casacor/es

Sofisticação e requinte foram prioridades no ambiente

SÉRGIO PALMEIRA 27 3264-1043 | 8827-4211 spdecor@hotmail.com sergiopalmeirastudio@hotmail.com

50


Fotos: Weverson Rocio

Fotos: Sagrilo

O decorador Sérgio Palmeira trouxe para um ambiente de 180m2 o aconchego de uma sala de estar. As cores e o mobiliário empregados foram utilizados em perfeita harmonia, assim como a iluminação e as obras de arte. O espaço propicia a alegria de conviver em família ou receber os amigos. Para conversas sem fim, leituras relaxantes e momentos de ouvir uma prazerosa canção. Sofás com 7m de comprimento, grandes objetos decorativos, um tapete de 64m2 e uma grande pantera sobreposta à mesa de estar de 16m2, criaram um forte impácto visual. Trazendo beleza e sofisticação ao espaço.

51


casacor/es

Sérgio Caus e Cyane Zoboli 3207-8631 | 9976-5279 www.sergiocaus.com contato@czarquitetura.com.br

52

Entre os destaques do projeto estão as duas mesas em madeira maciça com a extensão de cinco metros , a iluminação diferenciada e a marcenaria.


Visando criar um ambiente funcional e receptivo para os jantares que acontecem todas as noites na Casa Cor, Sérgio Caus e Cyane Zoboli criaram o Lounge Gourmet. Com 200m², o espaço foi dividido em deck do chefe, sala de jantar, living e jardim. Todos os ambientes se interagem de forma agradável, com o objetivo de acomodar os convidados.

Fotos: Cyane Zoboli

O conforto do ambiente é transmitido pelos elementos escolhidos para a decoração: armários e painéis feitos em marcenaria; iluminação diferenciada; revestimentos; e o gradil de ferro na cor cobre.

53


casacor/es

Carminha Ribeiro, Giselle Jaeger e Karina Ribeiro 27 3345-5176 carminharibeiro.ra@gmail.com

54

Inspirado nos grandes salões dos palácios, ambiente contém estilo sofisticado, composto pela união entre elementos clássicos e modernos.


55

Fotos: Felipe Araújo

O projeto foi desenvolvido pelas designers de interiores Carminha Ribeiro e Giselle Jaeger, em parceria com a engenheira civil Karina Ribeiro. A amplitude do espaço foi aproveitada para criar uma sala elegante, decorada com lustre de cristal e poltronas Luis XV, além de objetos e móveis completados por obras de arte. A gama de cores utilizadas teve a combinação do branco e preto com tons de cinza. Foi utilizada uma composição de quatro mesas com 16 lugares, sendo duas com o tampo em espelho e duas em vidro preto. Para quebrar a sofisticação e trazer leveza ao ambiente, as profissionais utilizaram uma samambaia como centro de mesa.


casacor/es

Maria ClAudia Avancini 27 3315-5091 | 9996-7075 m.avancini@uol.com.br

56

Inspirado nos antigos lofts da dÊcada de 50, projeto se apropria de amplo espaço para servir de uso residencial


A arquiteta Maria Claudia Avancini inspirou-se na obra Cinquenta Tons de Cinza quando começou a planejar seu ambiente para a Casa Cor 2013. Ao ler uma passagem do livro, o conceito do seu projeto ganhou forma “uma sala ampla, com grandes janelas e decorada em estilo contemporâneo”. A Sala de Almoço é inspirada nos antigos espaços industriais de Nova Iorque, tendo características marcantes como a estrutura de ferro aparente, a parede de tijolinho e as obras de arte como pintura, fotografia e escultura. Além da mesa de almoço com 10 cadeiras, um segundo ambiente foi formado por três confortáveis poltronas, pensando em propiciar momentos de bate papo e descontração, após o almoço entre familiares e convidados.

Fotos: Andrew Vasconcellos

Três grandes janelas com plotagem da cidade de Nova Iorque e peitoril em ferro desenhado pela arquiteta proporcionaram ao ambiente um estilo de loft anos 50 embalado ao som de Amy Winehouse.

57


casacor/es

Visando a confluência entre arte e arquitetura, projeto teve a intenção de aguçar os sentidos.

Tatiana Coutinho e Roberta Vilela 27 9995-4170 | 27 9981-0669 27 3227-5636 arquitetura@coutinhovilela.com

58

As arquitetas Tatiana Coutinho e Roberta Vilela projetaram o Lounge das artes para ser um espaço acessível ao público. “A intenção foi trazer algo mais arquitetônico e limpo, onde as obras estivessem livres para interagir com o imaginário do observador”, explicam as profissionais.


O mobiliário foi minuciosamente pesquisado, com o objetivo de estabelecer um vínculo com as obras contemporâneas expostas no ambiente. Todas as peças foram garimpadas, criando um diálogo intencional com os diferentes períodos da história do Brasil, em uma mistura entre móveis atuais e de antiquário. A iluminação foi coordenada pelo renomado iluminador Maneco Quinderé, que tornou o ambiente aconchegante e convidativo para o visitante.

59


casacor/es

Projeto contém proposta clássica, com traços contemporâneos.

Ana Paula Brasil 27 8138-5770 | 3315-4763 apebrasil.medina@gmail.com

60

Concebido para a joalheria Ricardo Vieira em parceria com a Casa Bonita Arte & Objetos, o ambiente da designer de interiores Ana Paula Brasil integra jóias exclusivas e peças de valor artístico, de maneira que ambos elementos atuem em perfeita sintonia. A iluminação empregada teve o intuito de proporcionar os efeitos necessários para valorizar tanto o brilho das jóias quanto os principais adornos e telas expostos.


Fotos: Weverson Rocio

Todos os mรณveis foram executados por marcenaria, revestidos em pau ferro e laca branca brilhante. O piso em mรกrmore angolano brown antique e as poltronas em couro e veludo com tachinhas garantem o estilo clรกssico proposto pelo projeto.

61


casacor/es

Ambiente utiliza o minimalismo para propiciar conforto.

Leticia Finamore 3345-0862 www.leticiafinamore.com.br leticia@leticiafinamore.com.br

62

Partindo da premissa de que a simplicidade é o máximo da sofisticação, a arquiteta Leticia Finamore criou um Home Theater clean e minimalista. O projeto recebeu o prêmio de Melhor Ambiente da Casa Cor 2013. Para a base arquitetônica, Leticia utilizou o pilar central do ambiente, atribuindo a ideia de simetria. Materiais rústicos complementaram a decoração moderna, contrapondo-se com as peças mais clássicas. Todos esses elementos contribuíram para alcançar a real proposta do Home, um espaço para reunir e confortar pessoas.


O toque sofisticado e elegante do ambiente é propiciado pela combinação do revestimento, da marcenaria e do mobiliário. As obras de arte da Galeria Matias Brotas deram cor e personalidade ao espaço juntamente com os adornos.

63


publi editorial

Três décadas de Móveis Conquista Há mais de trinta anos no mercado mobiliário, empresa capixaba mantém qualidade e compromisso com cliente.

Veterana no ramo mobiliário do estado, a Móveis Conquista é uma empresa familiar. Começou em 1981 como marcenaria, através da produção e encomendas de móveis em madeira no município de Linhares, norte do estado; atendendo, assim, a todo o mercado daquela região. Mais de três de décadas depois, a empresa possui uma rede de três lojas, sendo duas localizadas, respectivamente, nos municípios de Vitória e Vila Velha, e em Lauro de Freitas, município da região metropolitana de Salvador (BA). São no total 120 colaboradores diretos, distribuídos em territórios capixaba e baiano.

64


Variedade e Estilo Todos os produtos comercializados pela Móveis Conquista são mobiliários prontos, para atender às necessidades do cliente. Móveis para salas de estar, jantar, jogos de quarto, por exemplo. Sem contar na ampla linha de peças de decoração: ornamentos para mesas, peças para bancadas, arranjos florais, painéis de parede em telas ou espelhos. A variedade de produtos é completa, oferecendo diferentes opções para ambientar a residência. Além disso, a presença e o estilo da empresa são visíveis na decoração, com produtos versáteis e personalizados.

Preocupação ambiental

Novidade na Móveis Conquista Novos produtos foram incrementados na linha mobiliária da empresa. São móveis para varandas e áreas externas, feitos de alumínio e revestidos em fibra sintética. O design é variado. E cada um foi elaborado para esse tipo específico de ambiente, que exige um produto mais resistente e duradouro.

Visando a preservação de áreas ambientais, a Móveis Conquista construiu um muro de contenção e proteção para ressurgimento e replantio de árvores nativas da mata atlântica. A reserva foi criada em 2009, ocupando um quarto da área do Centro de Distribuição de produtos, situado na zona urbana do município da Serra. Atualmente, a floresta abriga animais como macaquinhos e gambás, além de pássaros de diversas espécies. “Isso para nós é motivo de imenso orgulho, pois todos deveriam ter essa consciência e praticá-la”, opina Jocenil Smarçaro, um dos responsáveis pelo setor logístico e administrativo da empresa.

65


publi editorial

Casa Cor A Móveis Conquista marca presença na Casa Cor 2013, ocorrida entre os dias 09 de julho e 17 de setembro. São três projetos que apresentam móveis da empresa: poltronas, cadeiras em acrílico, mesas para sala de jantar em laca brilhante, tapetes e mesas de apoio para sala de estar. O mobiliário complementa a decoração de três ambientes: Escritório do Designer, de Fernando Pandolfi; Bistrô, dos arquitetos Marilia Torres, Priscila Aline e Carla Moreno; Lavabo, de Phierres Bitt.

Eficácia no atendimento Priorizando a relação com o público, a Móveis Conquista contém uma equipe de consultores de vendas preparados e instruídos a fazer o melhor atendimento no primeiro contato com o cliente. “Nossas lojas são pensadas e construídas pelo grupo para o atendimento, exposição e venda de móveis. Fazemos todo o possível para deixá-los bem à vontade em nossos pontos, onde os espaços são distribuídos de forma que o cliente possa visualizar os ambientes como realmente ficarão em suas residências”, completa Joanir Francisco Smarçaro, atuante na área de compras e no setor administrativo da Móveis Conquista. Após o primeiro contato, a empresa oferece um setor de logística de entrega e pós-venda; equipado e pronto para atender a qualquer solicitação, seja de entrega, marcação de datas ou sugestões/reclamações. Todo o processo de atendimento ao cliente é monitorado, a fim de que o serviço seja positivamente realizado. E para efetivar esse serviço e atender da melhor forma possível o cliente, a empresa contém um estoque preparado para entregas com até 48 horas após a compra, incluindo a montagem dos produtos.

Saiba mais: www.moveisconquista.com.br Lojas no Espírito Santo: Vitória: Av. Fernando Ferrari, 3067 - Jabour (27) 3327-2468/3327-0428 Vila Velha: Rod. do Sol, 1344 - Itaparica (prox. a Citröen) (27) 3329-3900

66

Respeito ao cliente A Moveis Conquista possui uma rede de três lojas, distribuídas em Vitória, Vila Velha e em Lauro de Freitas, município que compõe a região metropolitana de Salvador, na Bahia. O cliente também pode saber mais sobre a empresa através do seu site. Caso queira, pode, inclusive, se cadastrar para receber mais informações e até concorrer a alguma promoção. Interessante dizer que a liberdade entre a equipe de funcionários e colaboradores da Móveis Conquista para com os clientes é perfeitamente respeitada e desempenhada. Ideias e técnicas criativas nunca são deixadas de lado. A interação com o cliente é primordial, assim como a sua opinião.


publi editorial

Maneco Quinderé

A versatilidade do artista que faz a luz

Versátil. É uma palavra que traduz Maneco Quinderé, tendo como base sua trajetória. Piauiense nascido em Teresina, seu trabalho é definido como light designer. Uma definição simplória para esse iluminador que vive no Rio de Janeiro há mais de 30 anos. O teatro foi a sua primeira paixão, tendo iniciado como contrarregra do espetáculo Barreado, de Luiz Paulo Neném e Aurélio de Simoni, nos anos 80. Rapidamente ganhou a confiança de diretores de peso como Aderbal Freire Filho, Jô Soares e Domingos de Oliveira. Em 1983, Maneco assinou sua primeira iluminação, a da peça Galvez, o Imperador do Acre. Foi questão de tempo para músicos e bandas começarem a requisitar seu trabalho. Maneco foi responsável pela criação luminotécnica dos shows do Legião Urbana e de Caetano Veloso – sendo colaborador deste há quase uma década. A procura pelos meios de utilização da luz levou o profissional a tocar projetos de iluminação para espetáculos de ópera e balé, além de levar luz às passarelas do São Paulo Fashion Week e do Fashion Rio. Outro tipo de parceria também foi firmado. Desde 2000, o iluminador piauiense colabora com nomes reno-

mados da arquitetura brasileira: Gisele Taranto, Marcelo Rosenbaum e Índio da Costa, por exemplo. Na capital Vitória, a mais recente colaboração foi a Casa Cor 2013, quando fez a iluminação do ambiente Lounge das Artes – projeto das arquitetas Tatiana Coutinho e Roberta Vilela. Estas, inclusive, foram as responsáveis por trazer Maneco ao Espírito Santo, quando organizaram um bate papo sobre iluminação. O evento ocorreu no dia 13 de setembro, na Studio Design. Diante de profissionais e estudantes da área de arquitetura, Maneco mostrou e explicou alguns de seus projetos, executados em diferentes localidades do país e distribuídos nas áreas residencial, comercial e teatral. A cada projeto desse iluminador versátil é o visitante, morador ou espectador quem é valorizado. O objetivo é trabalhar uma iluminação que privilegia o olhar do observador. Acima de tudo, pode-se dizer que não se trata apenas de um light designer. Maneco é sim um artista, que trabalha com iluminação.

www.manecoquindere.com.br

67


68


69


A CLARIS ATENDE A NORMA NBR 15.575 A Claris foi convidada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para integrar o comitê de validação da NBR15575, norma de extrema importância para profissionais da construção civil. A norma prevê que todas as edificações até 5 pavimentos que utilizem materiais como portas, janelas, entre outros, tenham nível de desempenho mínimo que deve ser obrigatório, nível de desempenho intermediário e superior. No segmento de Portas e Janelas, as esquadrias de PVC Claris saem na frente, pois dentre as exigências, as esquadrias devem possuir a capacidade de:

NORMA NBR 15.575

DA CONSTRUÇÃO CIVIL

- Contribuir com o meio ambiente - Não propagar chamas - Garantir níveis de ruído estabelecidos pela NBR, ou seja, que tragam conforto acústico para quem irá habitar a moradia - Proporcionar conforto térmico ao ambiente - Evitar a infiltração da água da chuva - Evitar a entrada de ar pela esquadria - Possuir alta durabilidade aliada à baixa manutenção Como participante da comissão de estudos, a Claris vai auxiliar na composição final da NBR15575, juntamente com fabricantes de produtos acústicos e doutores no assunto. E para manter-se à frente com inovações e informações atualizadas, a Claris realizou um Teste de Holografia do Som em suas esquadrias, que avalia o desempenho acústico e possíveis vazamentos de som. Prova do comprometimento da empresa com as exigências da nova norma.

Fonte: site ArqBacana

A Tecnologia Claris Reforços metálicos conferem resistência mecânica e estrutural à esquadria. A união dos perfis por termofusão garante estanqueidade total e uniformidade dimensional. A Claris fornece a SOLUÇÃO COMPLETA em Portas e Janelas, com vidros e acessórios de alta qualidade. Os perfis de PVC utilizam composto especial com proteção contra raios UV, sendo de fácil manutenção. As câmaras internas dos perfis proporcionam o isolamento térmico e acústico. As escovas de vedação e as guarnições impedem a passagem do vento e da chuva devido à excelente vedação do Sistema Claris. A instalação é feita com parafusos e espuma de poliuretano, sendo opcional a instalação do contramarco.


71


especial apartamento compacto

Espelhos foram utilizados para dar a sensação de amplitude no apartamento.

Estúdio contemporâneo Pensado para a residência de um jovem solteiro, projeto priorizou estilo moderno e prático. Com uma área de apenas 34m², o apartamento é de formato estúdio, localizado em Campo Belo, distrito situado na região centro-sul da cidade de São Paulo. A pedido do cliente, o espaço deveria ser aproveitado da melhor maneira possível, valorizando a integração dos cômodos e trabalhando o conforto e a jovialidade. Responsável pelo projeto, o arquiteto José Basiches encontrou como solução trabalhar os tons neutros e descolados. Também foram utilizados espelhos, a fim de conferir amplitude ao apartamento.

72


Arquiteto José Ricardo Basiches

11 3129-5811 – ramal 101 www.josericardobasiches.com.br

A composição do ambiente foi feita com objetos e cores neutras, utilizando-se o estilo contemporâneo.

73


especial apartamento

Integração e conforto

Projeto torna apartamento aconchegante e sofisticado A arquiteta Lorrayne Zucolotto e a designer Tatiana Espindula são as responsáveis pela reforma desse apartamento de 170m², localizado no coração da Praia do Canto, Vitória. Assim que o imóvel foi entregue pela construtora, as profissionais iniciaram a transformação do apartamento para acomodar um casal com dois filhos. Para satisfazer os desejos dos clientes, que desejavam um apartamento clean e funcional, foram planejados novos layouts para cada espaço, além do projeto de marcenaria personalizado. Após uma entrevista com os futuros moradores, decidiu-se ampliar a sala de estar, integrando-a com a varanda. O uso de acabamentos e móveis claros norteou o projeto, tendo como exemplo a cozinha, que ganhou bancadas em silestone branco. Também foi prioridade uma área intima entre os quartos, uma vez que a planta padrão da construtora não permitia essa opção. O resultado foi uma residência sofisticada e ampla, que oferece bem estar e comodidade a todos os moradores.

74


Tatiana Espindula e Lorrayne Zucolotto

27 3039-8197 www.cenarioarquitetura.com.br contato@cenarioarquitetura.com.br

Na foto ao lado, o detalhe do revestimento em tom de verde da sala de almoço se completa com o design das cadeiras tulipas. Já no quarto de casal, a cabeceira estofada e as arandelas Melampo promoveram o aconchego desejado pelos clientes.

No quarto do filho, a personalização da marcenaria ampliou o ambiente. Destaque para a composição de cores entre a colcha da cama e cabeceira estofada azul com as almofadas vermelhas.

75


especial quarto

Estilo e sofisticação Projeto: Max Mello Fotos: Evelyn Muller

76

Pensado para um jovem executivo, o quarto projetado pelo arquiteto Max Mello para a Mostra Quartos & Etc foi inspirado nos lofts nova-iorquinos. Com ar despojado, o ambiente foi decorado de acordo com as preferências do cliente. Solteiro e vaidoso, o jovem aprecia cultura, moda e arte, além de se interessar por viagens e turismo. O mobiliário foi escolhido para atender o seu gosto moderno e para acomodar seus pertences.


Max Mello – Arquiteto

www.maxmello-arquiteturasemlimites.blogspot.com.br maxmello.vix@gmail.com 27 3299-5577

Os tecidos e adornos tiveram como referência as famosas metrópoles urbanas: Londres, Nova York e Paris. Foram utilizados materiais como linho, couro fendi, cobre e bronze.

Papeis de parede simulam cimento queimado e tijolinho aparente. Nas paredes, peças de arte da Fast Frame são gravuras assinadas por Eduardo Sued e Matisse. A cama Berlim acompanha uma cabeceira de couro acolchoada e luminária acoplada, visando o conforto e a comodidade do jovem; e as persianas de madeira da Uniflex conferem um contraste à cabeceira. Para os móveis, o arquiteto utilizou materiais como laca fosca, espelho e madeira em tom castanho. Já a iluminação da Studio Design, confere um toque sofisticado e acolhedor ao quarto.

77


especial quarto

Ousadia e Feminilidade

Projeto flerta com jornalismo e moda em um só ambiente. Projeto: José Daher Fotos: Sagrilo

“O quarto tem uma linguagem autoral. Procurei imprimir a irreverência, a ousadia e a diversidade estética que acredito permear os sentidos daqueles que lidam não só com moda, mas com imagem. Ousadia sim, mas também muito aconchego, feminilidade e, por que não, uma elegante e discreta sensualidade”. José Daher 78


José Daher - ARQUITETO

www.josedaher.com.br 27 3315-0501

O arquiteto José Daher foi convidado a desenvolver o projeto do quarto de uma moça para a Mostra Quarto & Etc, situada na nova loja da empresa, em Vitória. Tudo começou a partir do flerte com uma idéia. Logo, o profissional se aproximou do perfil da jovem para a qual projetaria o quarto. A partir da escolha dos tecidos, Daher se encantou pelo conceito fashion que já havia se formado. “Decidi então que minha cliente seria uma jornalista editora de moda. Isto porque admiro estas duas áreas de trabalho, jornalismo e moda. Sempre estou lendo muito e acompanhando o volátil mundo da moda que respinga tendências no design”, enfatiza.

Assim, Daher decidiu homenagear a amiga e conceituada editora de moda Betty Feliz. “Sempre acompanhei o trabalho de Betty. Costumo dizer que os seus editoriais me cativam pelo texto enxuto, belas fotos e uma diagramação impecável”, justifica o arquiteto. O quarto, que já estava idealizado, se apropria de livros, objetos e referências da carreira da jornalista. O ambiente passou a acolher uma mistura provocante de arte, moda, literatura e história. Também flerta com o lado criativo, instigando novas idéias e novos projetos para esta jovem apaixonada por moda e jornalismo. Tudo se completa nesta relação para criar uma atmosfera intimista e de muita personalidade.

79


espaço gourmet Wrap Ganso: tiras de filé de frango grelhadas com queijo cheddar, alface e tomate no pão folha.

Wrap Canavarro: tiras de filé mignon grelhadas com queijo prato, tomate, rúcula e o toque italiano do manjericão.

Gol Burger Sanduíches artesanais combinados com o jeitinho brasileiro. Futebol combina com churrasco, samba e a insubstituível cerveja. Esse velho, porém clássico clichê, já sofreu uma transformação. O novo integrante do time pediu licença e com humildade já conquistou um público fiel durante os jogos de quarta e domingo. Ele é o hambúrguer. Mais encorpado e suculento, esse também histórico lanche ganhou um novo conceito com o Gol Burger, sanduicheria localizada em Vila Velha (ES). Tudo começou com uma paixão pela gastronomia, quando o recém-formado Luiz Felipe Torezani decidiu passar um tempo fora do estado. “Fiquei no Peru, em São Paulo e depois na Europa. Quando voltei ao Brasil, decidi abrir um espaço gourmet. Mas eu sempre fui viciado em hambúrguer e pensei que deveria fazer algo voltado para esse ramo. Morei seis meses em um albergue paulistano que se chamava Gol. Pedi para colocar o mesmo nome e eles deixaram. Foi quando montei o Gol Burger em 2011”, conta. Junto com a irmã e sócia Lorena, Felipe construiu um espaço temático, que combina hambúrguer com futebol. A proposta da decoração foi sair do modelo americanizado e conferir o estilo brasileiro. Todo o ambiente do Gol Burger é repleto de cores e cartoons de jogadores; as paredes exibem uma camisa autografada da Seleção Brasileira. Sem contar o trabalho do grafiteiro Mosca, que nacionalizou ainda mais a sanduicheria com o seu estilo urbano.

80


Originalidade Todos os pratos oferecidos são elaborados pela equipe de onze funcionários, sob o comando de Felipe, o único Chef de cozinha. Cada hambúrguer é criado livremente para homenagear um jogador. Os grandes ídolos estão nessa seleção: Garrincha; Pelé; Zico; Sócrates. Sem falar em Rogério Ceni, Romário ou mesmo Neymar. Claro que, além de homenagear, os hambúrgueres são pensados de acordo com os acontecimentos do mundo do futebol. “No Zico colocamos frango por conta do apelido dele, que é de galinho de Quintino”, entrega Felipe. E além do cardápio fixo, a cada semana um novo prato é lançado. O sanduíche é criado de forma livre e criativa, procurando trazer várias referências. Um exemplo foi o Balotelli. Durante a Copa das Confederações, o jogador da seleção da Itália fez um gol marcante na partida contra o Brasil. O Gol Burger aproveitou para lançar um prato feito a partir da combinação italiana de gorgonzola com cogumelo.

Fenômeno: o ex-jogador Ronaldo é representado por três hambúrgueres de 100g cada com queijo cheddar, bacon, cebola caramelizada e uma cota extra de cheddar cremoso.

Rogério Ceni: hambúrguer de fraldinha de 200g, alface, tomate, cebola roxa, picles, mussarela, cubinhos de bacon crocantes e um toque de maionese de alho.

Qualidade A produção dos hambúrgueres segue a linha artesanal, com ingredientes orgânicos, oriundos de pequenos produtores e fornecedores. O Gol Burger preza pela qualidade e pelo sabor diferenciado dos seus pratos. Os produtos são os mesmos. Porém, segundo Felipe, a origem e a composição se diferem dos demais. “A nossa carne não é embalada a vácuo. Ela nunca vai ser congelada; sempre será uma carne fresca. Simplesmente para termos uma qualidade melhor, sairmos do padrão. A gente tenta fazer algo para tentar chegar ao ideal”, enfatiza. Alcançado ou não, esse ideal é o guia do Chef do Gol Burger. É Felipe quem cria cada um dos pratos, incluindo o da semana. Ele procura sempre inovar na combinação de sabores desse lanche tão clássico, que agora faz parte da seleção brasileira de gastronomia. A diferença, no entanto, é que o público conquistado é fiel em todos os dias da semana. E não apenas nas quartas e domingos de futebol.

Gol Burger Sanduicheria 27 3329-3348 www.facebook.com/golburger

81


especial quarto de bebê

A poltrona vermelha e a almofada, próprias para amamentação, complementam o charme do quarto.

A sutileza

dos tons escuros É possível transparecer a delicadeza de um quarto de bebê com cores marcantes. Prova disso é o projeto dos arquitetos Marcello Sesso e Débora Dalanezi. Um jovem casal de pais descolados desejava um quarto diferenciado para a filha, desviando dos tons pastéis. Por isso, foi escolhido o vermelho, o preto e o branco; cores extremamente fortes, mas utilizadas de maneira sutil e detalhista. A dupla de profissionais combinou texturas e estampas com o estilo da cidade de Paris: “Optamos em misturar listras e poás com o papel de parede. No enxoval do berço e da cama da babá, mesclamos tecidos bordados estampados, tricô vermelho, piquê branco e algodão. Isso imprimiu um charme parisiense”, definem. Junto com essa mistura, o quarto chama a atenção pelos detalhes. Complementam a decoração objetos como quadros e bonecas de porcelana da família, reformadas com roupinhas do mesmo tecido do enxoval. Como os próprios arquitetos definem, esse quarto é “a fuga do convencional”.

84

O ventilador de teto já pertencia ao jovem casal. Os arquitetos sugeriram encapálo com o mesmo papel de parede de poá.


Os móveis são em laca branca. Para decorá-los, foram utilizados tecidos e papel de parede. Detalhes decorativos são perceptíveis na cúpula do abajur ou nos puxadores da cômoda, por exemplo.

Sesso & Dalanezi Arquitetura + Design Débora Dalanezi e Marcello Sesso, ambos arquitetos formados pela Universidade Mackenzie, fundaram a Sesso & Dalanezi em janeiro de 2009. O escritório é especializado em projetos residenciais, corporativos e de incorporação em todo o Brasil. www.sessoedalanezi.com.br

85


especial quarto de bebê

O espelho posicionado na porta central do armário rebate e valoriza a composição da parede

Versatilidade infantil

Em um espaço de 11m², a natureza inspirou a composição do cenário desse quarto de bebê para um menino. A pedido da mãe, animais como corujas e macacos fazem parte da decoração. “Inserimos a cor azul em diferentes tonalidades e trabalhamos com o marrom e o camurça, para enriquecer a composição”, explicam as arquitetas Helaine Góes Pinterich e Ester Kloss, responsáveis pelo projeto. As funções de dormir, trocar e brincar, assim como a lateral do armário, foram trabalhadas com nichos redondos que expõem bichos de pelúcia. Além disso, uma característica marcante do ambiente é a versatilidade dos móveis, pensados para se adaptarem ao bebê de acordo com seu crescimento. O berço pode virar uma cama; e a bancada, que serve de trocador, tem uma prancha retrátil que vai auxiliar a criança quando estiver em idade escolar.

86


A faixa superior tem pontos de LED azuis embutidos que cria um efeito cênico no quarto.

Esphera Arquitetura Comandada pelas arquitetas Estér Kloss e Helaine Góes Pinterich, a Esphera Arquitetura é uma empresa que atua na área de arquitetura civil, arquitetura de interiores, paisagismo e urbanismo. www.espheraarquitetura.arq.br

87


onde encontrar

Ana Paula Brasil - Designer de Interiores 27 8138-5770 | 3315-4763 apebrasil.medina@gmail.com

Coletivo MUDA 21 3173-9753 www.coletivomuda.com.br mmuuddaa@gmail.com

Ampla Divisórias Vitória - ES 27 3024-1313 Belo Horizonte - MG 31 3479-1300 www.ampladivisorias.com.br

Composé www.compose.com.br

Attuare Arquitetura Rodrigo Trigo e Luiza Tosi 27 2233-8555 contato@attuarearquitetura.com.br

Conceito Firma Casa www.conceitofirmacasa.com.br Criar Arquitetura www.criararquitetura.com.br 19 3253-4580 contato@criararquitetura.com.br

Giselle Jaeger - Arquiteta 27 3345-5176 Gol Burger Sanduicheria 27 3329-3348 www.facebook.com/golburger. sanduicheria Hilal Sami Hilal - Artista Plástico 27 3227-5443 hilal@hilalsimihilal.com.br José Daher 27 3315-0501 www.jose daher.com.br

Bango 27 3376-2122 www.espaçobango.com.br

Eduardo Trigo (27) 2233-8555 | (27) 3324-9056 contato@attuarearquitetura.com.br rodrigo@rodrigomartinelli.com.br

Jose Ricardo Basiches – Arquiteto 11 3129-5811 ramal 101 www.josericardobasiches.com.br

Carminha Ribeiro - Arquiteta 27 3345-5176 carminharibeiro@gmail.com

Eliane www.www.eliane.com

Juliana Boer - Arquiteta www.criaarquitetura.com.br (19) 3253 4580 contato@criaarquitetura.com.br

Casa Cor Espírito Santo 27 3225 4012 atendimento@casacor-es.com.br Casa Rima www.casarima.com.br Cenário Arquitetura 27 3039-8197 www.cenarioarquitetura.com.br contato@cenarioarquitetura.com.br Cyane Zoboli - Arquiteta 27 9976-5279 contato@czararquitetura.com.br

88

Europa Bebedouros 27 2123-1062 acquapura.europa@gmail.com

Esphera Arquitetura www.espheraarquitetura.arq.br

Juliana Mistro – Desing de Interiores www.criaarquitetura.com.br (19) 3253 4580 contato@criaarquitetura.com.br

Fernando Pandolfi 27 9903-6102 fernando.pandolfi@hotmail.com

Kasa Decor kasa_decor@hotmail.com 27 3324-0922

Geraldo Lino – Arquiteto 27 3315-4763 27 9225-7473 geraldo@geraldolino.com.br

Karina Ribeiro - Arquiteta 27 3345-5176


Kiluz Iluminação 27 3389-8333 www.kiluziluminacao.com Leticia Finamore – Arquiteta 27 3345-0862 www.leticiafinamore.com.br letícia@leticiafinamore.com.br Lorraine Zucolotto - Arquiteta 27 3039-8197 contato@cenarioarquitetura.com.br www.cenarioarquitetura.cm Luiza Tosi (27) 2233-8555 | (27) 3324-9056 contato@attuarearquitetura.com.br rodrigo@rodrigomartinelli.com.br Max Mello - Arquiteto Maxmello.vix@gmail.com 27 3299-5577 Maira Del Nero- Arquiteta www.criaarquitetura.com.br (19) 3253 4580 contato@criaarquitetura.com.br Maneco Quinderé www.manecoquindere.com.br Maria Claudia Avancini 27 3315-5091 | 9996-7075 m.avancini@uol.com.br Mateo e Erica www.fincabellavista.com

Móveis Conquista Vitória 27 3327-0428 Vila Velha 27 3329-3900 www.moveisconquista.com.br Piscinas Show 27 3340-7488 27 3340-7532 contato@piscinasshow.com.br Portobello Shop 27 33156777 vilavelha@portobelioshop.com.br vitoria@portobelioshop.com.br Quarto Sala www.quartosala.com Rede Cinesystem Cinemas www.cinesystem.com.br/home/ Roberta Vilela – Arquiteta 27 9995-4170 27 9981-0669 27 3227-5636 arquitetura@coutinhovilela.com Romanzza Comércio de Móveis Praia do Canto - Vitória - ES 27 3026-2611 Praia da Costa - Vila Velha - ES 27 3208-8888 www.moveisromanzza.com.br Rodrigo Martinelli - Arquiteto 27 3324-9056 | 8117-0717 rodrigo@rodrigomartinelli.com.br www.rodrigomartinelli.com.br

Sérgio Caus - Arquiteto 27 3207-8631 www.sergiocaus.com Sérgio Palmeira - Arquiteto 27 8827-4211 | 3264-1043 sergiopalmeirastudio@hotmail.com spdecor@hotmail.com Servimarces do Brasil 27 3244-4670 www.indicadordesucesso.com Sesso e Dalaminezi Arquitetura + Desing www.sessodalanezi.com.br Sicurezza 27 3227-6477 c.marlu@terra.com.br Studio Desing www.studiodesing1.com.br Tatiane Coutinho – Arquiteta 27 9995-4170 27 9981-0669 27 3227-5636 arquitetura@coutinhovilela.com Tatiana Espíndula - Arquiteta 27 3039-8197 contato@cenarioarquitetura.com.br www.cenarioarquitetura.cm Villa Azul Móveis de Demolição. 27 3272-1278 www.villaazul.com.br

89


publi editorial

Nova gestão da ABD-ES A nova mesa diretora da ABD-ES (Associação Brasileira de Designers de Interiores, regional Espírito Santo) foi apresentada no dia 27 de agosto. O evento contou com a presença de 100 pessoas, entre estudantes e profissionais da área. Os participantes do encontro tiveram a oportunidade de se inteirar mais sobre a ABD, e ter conhecimento sobre os principais desafios da diretoria recém-formada. “Essa gestão seguirá até 2015, procurando atender as expectativas dos designers, melhorar a relação entre a categoria e torná-la cada vez mais indispensável”, frisa Maria do Carmo Dezan, que assume o cargo de diretora da associação. Junto com Dezan, a nova mesa é formada por Carminha Ribeiro (vice-diretora) e Denise Chane Buzetto (diretora acadêmica). Entre os desafios da ABD, está a valorização e a regularização da profissão de designer de interiores, ainda não reconhecida formalmente na sociedade. A maior atuação da entidade, juntamente com os associados, também faz parte dos objetivos dessa nova gestão local. A diretoria, inclusive, solicita que os profissionais da área façam parte da associação, para juntos defenderem os interesses a níveis local e nacional da categoria. Faça parte da ABD-ES Ligue para: 27 3075-2064 ou acesse o site www.abd.org.br

Patrocinadores: Marcenaria Capixaba, Bortolini, Portobello Shop e Ampla Divisórias

90

Diretoras Maria Carmo Dezan, Carminha Ribeiro e Denise Chane Buzetto


91


As Divisórias AMPLA garantem ótimos benefícios em relação ao seu investimento.

Águia Branca Participações S.A. Construtora: Tática Engenharia e Construção Arquiteto José Daher

As divisórias da Ampla possuem soluções agregadas com impacto direto na redução de custo da obra. A tecnologia de montagem adotada possibilita agilidade na execução do projeto com perfeito acabamento estético do ambiente e fácil manutenção das placas e do cabeamento interno de comunicação de voz, dados, eletricidade e dutos para sistema de ar condicionado e hidráulico. O tratamento acústico proporciona conforto e privacidade em seu espaço corporativo. Todos esses diferenciais, aliados ao menor preço do mercado, são a garantia de seu investimento.

92

UNIDADE VITÓRIA: Rua José Alexandre Buaiz, 300 Sala 906 Enseada do Suá, Vitória/ES Tel: 27 3024-1313

ampladivisorias.com.br

UNIDADE BELO HORIZONTE/MG Rua Jerusalém, 407 - Bairro São Salvador Belo Horizonte/MG Tel: 31 3479-1300


Comodidade Edição 41  

Comodidade Edição 41 Outubro de 2013 .Catalogação de conteúdo, design gráfico e editorial.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you