Issuu on Google+

idprojetos.com.br

Experimente Design!


O que vocĂŞ vai descobrir...

02 ID Projetos 03 O Design 04 Para quem... 05 Porque Experimentar Design? Expertise: 06 08 10 12 Resultados de quem Experimenta Design 14 Como Experimentar o Design 16 Outras fontes


Experimente Design!

OsOsformandos emem Desenho Indusformandos Desenho trial (Industrial Design), Design), ou seja Industrial (Industrial designers, procuram desenvolver ou seja designers, procuram Projetos ímpares, singulares. A desenvolver Projetos ímpares, busca da singularidade e perfeição singulares. A busca da singularinosdade faz lembrar a teoria e perfeição nosdofaz lembrar Intelligent Design, a criação a teoria do Intelligent Design, a perfeita, projeto excepcional, criaçãooperfeita, o projeto intencionalidade objetiva por trás excepcional, intencionalidade daobjetiva concepção. por trás da concepção.

2 | Experimente Design!

Trabalhamos e Trabalhamospara paraquequeempresas empresas profissionais adquiram através de e profissionais adquiram através sua identidade visualvisual o respeito de sua identidade o dos diversos com ospúblicos quais respeitopúblicos dos diversos atuam também estejam com ose para quaisqueatuam e para que presente maneirapresente eficaz nosde tambémdeestejam meios de comunicação. maneira eficaz nos meios de

comunicação.

Atuando desde 2001 na área de projetos, Atuando desde 2001 nadois área de designers se uniram, projetos, dois designers sea fim dea fim colocar em em uniram, de colocar prática idéias e prática suassuas idéias e conhecimenEntão, tos.conhecimentos. Consequentemente, em 2006 em 2006 surgiu a surgiu a ID PROJETOS. ID PROJETOS.


O Design

O Design A expressão Industrial Design ou Desenho Industrial corresponde ao processo técnico, científico e criativo de projetação de produtos bidimensionais (gráfico), tridimensionais (produto) e virtuais (web) com a finalidade de atender às necessidades dos usuários ou grupo de usuários. Voltados para a produção industrial ou artesanal. Porém, a forma mais corrente utilizada entre profissionais e estudantes para nomear esta atividade, é Design.

Buscando a origem latina desta palavra inglesa encontramos o termo designo, e, nele, significados que revelam o aspecto chave desta atividade projetual como: designar, indicar, dispor, marcar, traçar, ordenar, etc. Quando é desenvolvido um Projeto de Design parte-se Expertise: de uma intenção subjetiva com um destino e uma função a alcançar. E o produto deste projeto carrega consigo uma identidade que o diferencia dos demais. Esta é uma atividade interdisciplinar e por isto envolve todo um processo de estudos estéticos e extra-estéticos em busca de um resultado que atenda a fatores culturais, sociais, ergonômicos, econômicos, tecnológicos, ecológicos, etc. Um profissional de Design aplica seus conhecimentos técnicos, experiências e sua destreza visual no desenvolvimento de produtos cujo foco de atenção está na relação ideal com o ser humano.

Experimente Design! | 3


Para Quem...

Para Quem... No cenário mundial de integração e crescimento competitivo entre empresas e profissionais, o fator-chave para sobrevivência, e crescimento, está no desenvolvimento e implantação de novas estratégias que promovam o reconhecimento de sua identidade visual corporativa e que qualifique seus produtos e serviços por meio de um diferencial competitivo em relação aos concorrentes. Neste quadro de estratégias empresariais, visando a manutenção e conquista de novos mercados, não basta somente investir no binômio preço/qualidade. As novas estratégias envolvem inovação tecnológica resultando em agregaçao de valor. Logo, é neste cotexto que o Design se insere. Promovendo soluções criativas, inovadoras e profissionais em níveis tecnológicos, econômicos, produtivos, sociais e culturais. Por esta razão o, o Deign tem se tornado parte integrante da gestão empresarial, contribundo para o aprimoramento da capacidade das empresas com resultados significativos em seu nicho de atuação.

4 | Experimente Design!


Porque Experimentar Design?

Porque Experimentar Design? A construção de uma imagem positiva no mercado, que transmita ao consumidor a idéia de solidez, organização e confiabilidade é importante para empresas e organizações. Os investimentos na área de Design deixaram de ser uma questão estética e passaram a ser vistos como uma necessidade estratégica de sobrevivência. O sucesso de uma empresa ou o desenvolvimento de uma instituição, além da qualidade dos serviços e produtos oferecidos, a credibilidade de sua imagem no mercado, pode ser ressaltada por uma comunicação visual clara e objetiva.

Otimiza custos Diferencia sua imagem da imagem da concorrência Conquista o consumidor no primeiro olhar Associa qualidade à imagem do seu produto Transmite a informação da melhor forma possível Torna mais agradável o uso e a leitura de impressos Melhora a navegabilidade de interfaces gráficas Experimente Design! | 5


Expertises

Design Gráfico é uma área de conhecimento e prática profissional do designer habilitado em Programação Visual. Tem como objetivo a idealização e criação de peças gráficas comunicativas destinadas à reprodução. Construídas a partir do ordenamento de elementos textuais e não textuais segundo conhecimento estético-formal do fazer design.

DESIGN EDITORIAL diagramação e editoração de livros, revistas, catálogos, capa, jornal

DESIGN AMBIENTAL

(SINA ambientação, totem, placa e pictograma


ALIZAÇÃO)

O objeto do Design Gráfico corresponde a peças comunicativas elaboradas mediante uma atividade projetual que tem o objetivo de comunicar uma mensagem ao seu usuário, seja para persuadi-lo, guiar sua leitura ou para venda de algum produto. Por isso, quando uma peça gráfica não consegue efetivar a transmissão da mensagem a que se propõe, se torna ineficaz.

DESIGN DE TIPOS criação de fontes tipográficas

DESIGN PROMOCIONAL folder, folheto, cartaz, display, banner brinde e convite

IDENTIDADE VISUAL CORPORATIVA criação de logotipo, símbolo, timbrado, letreiro, sinalização, embalagem, uniforme, cartão de visita, envelope, etiqueta, manual de identidade visual

Experimente Design! | 7


Expertises

O Design de Produto é uma atividade projetual que envolve criatividade, cujo objetivo esta é em determinar as relações extruturais, funcionais e estéticas de um objeto ou um sistema de objetos produzidos industrialmente, atendendo tanto às necessicades e expectativas das empresas quanto do consumidor final. O Design tem permitido aos empresários inserir seus produtos no mercado de modo competitivo e diferenciado, apoiado na inovação, na identidade e diferenciação de seus produtos, carregado de valores que satisfazem e até interferem o comportamento humano.

ARMÁRIO RECICLADO PAOLO ALVES

O Design torna “o produto viável economicamente, desejável sob o ponto de vista do usuário e tecnologicamente praticável.” Ellen Kiss

8 | Experimente Design!


Investir em Design não significa o aumento dos custos de uma empresa. Muito pelo contrário. A busca pela redução de custos e parte fundamental do processo de planejamento de um novo objeto ou de estudo para LUMINÁRIA SLICED redesenho daquela produto que está no mercado há mais tempo.

PRISCILA SANTUZZI

Aliado à gestão empresarial, o designer planeja as estapas e os componentes/materias envolvidos na produção, distribuição e comercialização dos produtos. Atendendo à capacidade e o nicho de atuação das empresas

CADEIRA 777 STEFAN HOELLDOBLER

LINHA FUN MILK - BOTICÁRIO PRÊMIO EMBALAGEM MARCA 2010 Experimente Design! | 9


Expertises

O foco de um projeto de Web Design está na criação de sites e documentos a serem disponibilizados no ambiente web. Para que este projeto tenha um resultado positivo mediante seu usuário, o processo de construção das páginas web exige a interação do conhecimento de diversas áreas técnicas como, arquitetura da informação, usabilidade, acessibilidade, etc. Fato que marca esta prática como mais uma área multidisciplinar do processo de desenvolvimento de projetos de Design. Ao desenvolvermos uma interface gráfica para web precisamos garantir ao usuário final o alcance de seus objetivos de forma agradável e intuitiva.

?

A ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO, também conhecida como a estrutura do site, quando bem planejada, torna a experiência do usuário mais confortável e intuitiva possível, de modo que a informação ou o serviço desejado sejam obtidos facilmente.

SEM DESIGN 10 | Experimente Design!


USABILIDADE é o termo que corresponde a esta facilidade em realizar uma tarefa no ambiente web por meio da interface gráfica e da arquitetura da informação.

Quando falamos de ACESSIBILIDADE, estamos dizendo que é permitido e possibilitado o acesso a pessoas com deficiência a ambientes, informações e serviços. Construir um ambiente web acessível também requer um conhecimento específico de padrões a serem seguidos, para que esta tarefa seja acessível a todo tipo de usuário.

COM DESIGN Experimente Design! | 11


RETORNO

De acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI)

PARA CADA DÓLAR INVESTIDO EM DESIGN TRAZ CINCO DÓLARES DE RETORNO

APENAS 15% DO CUSTO FINAL DE UM PRODUTO É REFERENTE AO DESENVOLVIMENTO DO PROJETO DE DESIGN E OS OS OUTROS 85% SÃO PARA OS GASTOS COM A PRODUÇÃO PROPRIAMENTE DITA. Fonte: http://br.dir.groups.yahoo.com/group/designGrafico/message/4353?var=1

12 | Experimente Design!

DESIGN PRODUÇÃO

INVESTIMENTO

Resultados de quem experimenta Design

Resultados de quem experimenta Design


Estudo realizado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), pela Abedesign e pela FGV Projetos envolvendo 10 setores da indústria brasileira constatou que entre as empresas que investiram em Design de Produto:

84% AUMENTARAM A COMPETITIVIDADE 82% ALCANÇARAM MAIOR PARTICIPAÇÃO NO MERCADO 76,5% CRESCERAM EM FATURAMENTO 68,5% GANHARAM LUCRATIVIDADE 68% REDUZIRAM OS CUSTOS

Fonte: Brasil Design Week: o design entra na pauta das empresas brasileiras de 11/11/2010 http://noticias.bol.uol.com.br/imoveis-decoracao/2010/11/11/brasil-design-week-o-design-entra-na-pauta-das-empresas-brasileiras.jhtm Experimente Design! | 13


Como Experimentar o Design

Como Experimentar o Design

14 | Experimente Design!

Existem duas maneiras de você adquirir serviços prestados por profissionais capacitados para desenvolver trabalhos no âmbito do Design. Em ambos os casos tem-se o objetivo de manter a filosofia da empresa através de uma linguagem coesa, levando credibilidade e organização ao público-alvo.

TERCEIRIZANDO O SERVIÇO DE DESIGN Neste caso, as empresas encomendam projetos de Design quando há necessidades específicas para o crescimento e fortalecimento da imagem da empresa, visto que a demanda de projetos de Design não é uma tarefa contínua.


CONTRATANDO UM PROFISSIONAL OU UMA EQUIPE, POR TEMPO DETERMINADO OU FIXO Neste caso, as empresas encomendam projetos de Design quando há demandas específicas para o crescimento e fortalecimento da imagem da empresa, visto que a necessidade de projetos de Design não é uma tarefa contínua. Este tipo de contrato vem atender à necessidade das empresas que possuem uma maior freqüência de serviços na qual o Design está inserido. Outro momento, na qual uma empresa tem grandes benefícios com este tipo de contrato, é quando ela tem o interesse de lançar novos produtos e serviços ou renovar os já existentes, na disputa de comsumidores/usuários.

Experimente Design! | 15


Mais Informações...

Mais Informações...

Rede Design Brasil Um canal de informação e ponto de encontro para todas as pessoas interessadas em design: profissionais, estudantes, empresários e comsumidores http://www.designbrasil.org.br/

Associação dos Designers Gráficos http://www.adg.org.br/

Associação dos Designers de Produto

http://www.designbrasil.org.br/

Duas associações que possuem o compromisso de informar e atualizar o profissional de design e a sociedade sobre publicações, prêmios, eventos, concursos, exposições, etc


FICHA TÉCNICA PROJETO GRÁFICO, DIAGRAMAÇÃO E ILUSTRAÇÃO Andréia Cristina Carvalho da Silva REDAÇÃO E REVISÃO DE TEXTO Andréia Cristina Carvalho da Silva Patrick Soares Priscila Santuzzi BIBLIOGRAFIA CONSULTADA MONTEIRO, Luciana. Desenho Industrial e Design. In: COELHO, Luiz Antonio L. Conceitos-chave em design. Rio de Janeiro: Ed. PUC – Rio. Novas Idéias, 2008. p. 180 a 182 e 187 a 188. VILAS BOAS, André. O que é e o que nunca foi design. Rio de Janeiro: 2AB, 2007.


Experimente Design! +55 27 3328 5519

idprojetos.com.br


Cartilha Experimente Design