Issuu on Google+

Brasil - Agosto 2015 - Edição #74 “Livros são a Base, Pregação é a Essência, Pureza é a Força e Utilidade é o Princípio”

A.C. Bhaktivedanta Swami Srila Prabhupada Acharya-fundador da Sociedade Internacional para Consciência de Krishna e da Bhaktivedanta Book Trust

“Seu entusiasmo na hora de distribuir livros me satisfaz muitíssimo” -

Resultados de Sankirtana

NÉCTAR DA

Resultados Nacionais (Templos e Individuais), e Internacionais

DE LIVROS

DISTRIBUIÇÃO Filosofia de Sankirtana

A.C. Bhaktivedanta Swami Srila Prabhupada


Índice - Edição 75 - Agosto 2015 Editorial

Pág.

por Vira Nitai Krpa das, Membro da Secretaria de Distribuição de Livros e Harinama (CGB Brasil)

03

Néctar da Distribuição de Livros

Pág.

04

Filosofia de Sankirtana

Entrevista

Pág.

Convidado deste mês de agosto: Giriraja Swami

10

Resultados de Sankirtana

Passatempos de Sankirtana

Resultados Nacionais e Internacionais.

Histórias pelo Mundo

Pág. 09

Pág. 06

Expediente

SANKIRTANA

BOOKS Contato: cartanacional@hotmail.com

Coordenador: Hanuman das; Damayanti devi dasi. • Editora Chefe: Damayanti devi dasi. • Editor: Nanda Kumara das. • Equipe de redação: Damayanti devi dasi; Krishna-kripa devi dasi; Nanda Kumara das; Narada Muni das. • Diagramação: Krishna-kripa devi dasi. • Revisão e Tradução: Bhaktin Thaís Tostes; Kamalakshi Rupini devi dasi.


Carta de Sankirtana - Agosto - Editorial

3

Editorial Por favor, vaishnavas e vaishnavis, aceitem minhas humildes e respeitosas reverências! Todas as glórias a Srila Prabhupada! Todas as glórias a Sri Sri Guru e Gouranga! Nesse mês de agosto, comemoramos 50 anos da vinda de nosso Acarya-Fundador ao Ocidente. Srila Prabhupada, o comandante general da transcendental missão de Sri Caitanya Mahaprabhu, misericordiosamente iniciou uma revolução espiritual que ateou fogo em todo o mundo, levando a milhões de pessoas a possibilidade de se libertarem da ilusão que se apresenta por meio de repetidos nascimentos e mortes. Sabemos que suas armas nesta linda missão, além de sua consciência resoluta e determinação inabalável, foram o cantar do maha-mantra e o perfeito conhecimento atemporal que apresentou em seus livros, os quais, segundo ele, serão lei por dez mil anos. Sendo que satisfazer os acaryas prévios é o único caminho para avançarmos em consciência de Krishna, temos de, em uma ação contínua e coletiva, nos esforçar para manter acesa a chama amorosa e doce que Prabhupada ateou com seus ensinamentos! Vijaya das, nosso Ministro Internacional de Sankirtana, em um curso ministrado aqui em Curitiba, certa vez nos disse que nossa consciência é medida não por quantos livros distribuímos em um dia, mas por quantos anos permanecemos nos dedicando ao transcendental processo de distribuição dos livros. É esse o desafio que se apresenta para todos nós: manter aceso o fogo de sankirtana que Srila Prabhupada ateou, organizar nossas vidas de modo a poder colaborar com esse movimento. Afinal, esse é nosso humor, essa é nossa praia: inundar o mundo com amor puro por Deus — inundação esta que encontra nos livros a base de sua propagação. Meu

mestre espiritual, Sua Santidade Jayapataka Swami, certa vez disse que nosso movimento se resume em cantar os santos nomes e trabalhar de algum modo para que outras pessoas desenvolvam um gosto por esse cantar. É por isso que precisamos seguir enfatizando e falando sobre distribuição de livros, de modo que esse entusiasmo possa se reverter em resultados práticos no sentido de levar a cada vez mais pessoas a possibilidade de se associar com as palavras eternamente perfeitas de um devoto puro. Aqui no Sul, sob a instrução de Hara Kanta das (um dos grandes guerreiros do sankirtan no Brasil), humildemente tentamos, por meio de um curso ministrado no templo de Porto Alegre, levar à frente alguns desses propósitos. Foi incrível observar o modo pelo qual falar sobre sankirtana deu a todos os presentes um prazer especial; palestrantes e ouvintes mergulhando no néctar dos passatempos de sankirtana. O resultado não poderia ter sido outro: no domingo seguinte, todos saímos às ruas — bhaktas que nunca tinha feito sankirtana abriram a garrafa de mel e provaram seu doce sabor, e devotos antigos (alguns dos quais já há algum tempo não saíam às ruas) puderam relembrar da alegria que é distribuir os livros de Srila Prabhupada. Dessa maneira, gostaríamos de glorificar a todos que seguem dedicando suas vidas à propagação desses livros; e oramos para que nossos festivais de sankirtana tenham sempre a divina presença de nossos líderes, entusiasmando-nos a seguir nossa linda missão! Vira Nitai Krpa das Membro da Secretaria de Distribuição de Livros e Harinama (CGB Brasil)


Carta de Sankirtana - Agosto - Néctar da Distribuição de Livros

4

Néctar da Distribuição de Livros

2. Filosofia de Sankirtana 2.2 As glórias dos livros de Srila Prabhupada Os livros abençoam-nos e abençoam a nossa pregação e a sociedade humana (b) Os livros são a base da pregação na ISKCON Muitos devotos começaram suas vidas espirituais escutando o cantar de Hare Krishna, experimentando prasadam ou lendo um livro ou uma revista De Volta ao Supremo. Estes devotos avançaram cantando Hare Krishna e estudando os livros de Srila Prabhupada junto a outros devotos. Quando se sentiram o suficientemente convencidos para convidar os novos visitantes para cantar, ler os livros e realizar outras atividades, o

processo foi completado: os livros de Srila Prabhupada fornecem educação espiritual e empoderam as pessoas com conhecimento transcendental. Temos que basear nossa pregação na fórmula do Senhor Caitanya: sankirtana. Afinal, Ele é Deus, e se Ele o recomenda, qual possibilidade há de fracasso? É impossível. Se simplesmente seguimos o programa que ensinei a vocês desde o começo, a saber: kirtana, pregação, kirtana, distribuição de prasadam – se apenas fizerem isto, será suficiente. É claro que devem executar kirtana da melhor forma possível, com dança, diversos instrumentos de percussão, karatalas e búzios, e se a pregação é feita com sinceridade, as pessoas vão querer escutar e ficarão convencidas. A

potência do Movimento para a Consciência de Krishna não tem a ver com uma demonstração externa. Não. Trata-se da vibração transcendental do mantra Hare Krishna e as palavras do Bhagavad-gita e do SrimadBhagavatam. Assim, as coisas devem ser feitas com esse espírito. Tudo dará certo. Não estamos interessados em atrair milhões de pessoas para que presenciem um show. É melhor atrair uma única alma sincera para que se una a nós no cantar extático. Isto é verdadeiramente valioso; e distribuir livros — tantos quando for possível. Escutar um pouco de nossa filosofia será de grande ajuda para uma pessoa, porém, se ela compra um livro, a vida dela pode mudar completamente. Desta forma, vender livros é a melhor pregação. Vender livros,


Carta de Sankirtana - Agosto - Néctar da Distribuição de Livros

realizar kirtana em lugares públicos como escolas e faculdades, pregar – se vocês realizam estas atividades e tentam aprimorá-las mais e mais, simplesmente com sua pregação sincera, este programa simples irá satisfazer Krishna imensamente, e poderão constatar muito em breve. (Carta para Sudama, 5 de novembro de 1972) Aprecio especialmente sua atitude em querer aumentar mais e mais a venda de nossos livros. Isto santificará as outras atividades de pregação, pois pregar significa vender livros. O que você acha de visitar cada vila da sua área, e realizar este tipo de programa? Isto é verdadeiro sankirtana. Como você está fazendo muitos devotos novos e distribuindo muitos livros e revistas, imagino que sua rotina de trabalho é do mais alto nível, e que a pregação está indo bem. Aprecio muito isto. Não deixe que diminua, e nunca deixe de lado nosso programa regular. Desta forma, sempre terá sucesso em difundir o sublime movimento do Senhor Caitanya, e logo poderá atingir a perfeição suprema da vida. (Carta para Bhaktadasa, 21 de fevereiro de 1972)

Esta é a verdadeira pregação, vender livros. Quem pode explicar melhor que os livros?

(Carta para Bali Mardan, 30 de setembro de 1972)

É impossível conceber que os pregadores não estejam fixos na consciência de Krishna, e não há dúvidas de que não podemos ser conscientes de Krishna sem os livros de Srila Prabhupada. Eles possuem a mensagem completa, tal como ele mesmo disse: Tudo o que eu sei, tenho explicado nos meus livros. Além disso, não possuo nenhum conhecimento.

(Caminhada matutina, 26 de junho de 1975)

Não tenho nada mais novo para falar. Tudo o que eu falo está escrito nos meus livros. Agora devem tentar entendê-los e continuar com seu esforço. Mais tarde, se eu estarei presente ou não, isso não importa. Tal como Krishna vive eternamente, similarmente, a entidade viva também vive eternamente; porém, kirtir yasya sa jivati: “Aquele que serve ao Senhor, vive para sempre”. Assim, ensinei a vocês a servirem a Krishna, e viveremos eternamente com Krishna.

5

(Palestra de Benvinda, 17 de maio de 1977) Portanto, os livros de Prabhupada são essenciais em todo estágio da vida dos devotos. Um devoto começa sua vida espiritual recebendo um livro e lendo-o. Então, estuda os livros na companhia de outros devotos, fica convencido, e desenvolve o desejo de compartilhar o conhecimento por meio da distribuição de livros. Assim, os livros são a base da vida espiritual e da educação; capacitam os devotos com conhecimento transcendental; e, em última análise, beneficiam a humanidade inteira, porque sem uma classe de pessoas com educação espiritual não existe a pregação na sociedade humana. Não pode pedir ao mundo todo que entenda a consciência de Krishna. É impossível. Não é tão fácil. Manushyanam sahasresu kascid yatati siddhaye yatatam api siddhanam kascin mamvetti tattvatah. É muito, muito difícil. Porém, tem que haver um setor de pessoas que entendam Krishna e, dessa forma, as pessoas possam se beneficiar de sua posição. (Palestra, 23 de março de 1977)


Carta de Sankirtana - Agosto - Resultados de Sankirtana

6

Resultados de Sankirtana Brasil - Agosto de 2015

Escutar um pouco de nossa filosofia será de grande ajuda para uma pessoa, porém, se ela compra um livro, a vida dela pode mudar completamente. Desta forma, vender livros é a melhor pregação. (Carta para Sudama, 5 de novembro de 1972)

Templo

Livros

Total

UF

Revi

Peq

Méd

Grd

Maha

Livros

Pontos

NG-TSKP

0

0

270

5005

5

5280

5150,00

CUR

1

787

226

830

161

2.005

1461,85

Nitai Goura - TSKP

Curitiba

Itajaí

ITJ

0

267

0

62

57

386

242,75

Florianópolis

FLP

0

180

0

1

0

181

46,00

Ubatuba

UBT

0

148

0

0

0

148

37,00

Fortaleza

FOR

0

8

0

8

1

17

12,00

Natal

NTL

0

945

20

90

8

1.063

352,25

Recife

REC

0

1.895

21

122

16

2.054

638,25

São Paulo

SP

0

295

0

583

76

954

808,75

1

4.525

537

6.701

324

Total

12.088 8.748,85


Carta de Sankirtana - Agosto - Resultados de Sankirtana

7

Individuais

Livros

Total

UF

Revi

Peq

Méd

Grd

Maha

Livros

Pontos

NG-TSKP

0

0

270

5005

5

5280

5150,00

Caitanya Candra das

Vaisnavi Vrinda devi dasi

CUR

0

6

36

381

60

483

520,50

Krishna Gopal das

NTL

0

694

20

89

6

809

284,50

Tirtharaj das

SP

0

21

0

210

29

260

273,25

Vrindavana das

REC

0

548

0

99

14

661

264,00

Ekacakra Nitai das

ITJ

0

267

0

62

57

386

242,75

Vishnupriya devi dasi

REC

0

737

0

23

2

762

211,25

Adridharana das

SP

0

124

0

142

19

285

211,00

Kripalu Ramananda das

CUR

0

80

80

70

28

258

186,00

10º Krishna-dvaipayana Vyasa das

REC

0

610

21

0

0

631

163,00

11º Phalguna Nimai das

CUR

0

351

1

67

1

420

157,25

12º Ekacakra Pran das

CUR

1

48

11

103

17

180

154,60

13º Boddhanta Tattva das

SP

0

91

0

109

10

210

151,75

14º Bk. João

SP

0

53

0

104

17

174

151,25

15º Bk. Milton

CUR

0

163

47

38

22

270

146,25

16º Muralidhara das

NTL

0

251

0

1

2

254

67,75

17º Bk. Estevan

CUR

0

1

1

36

8

46

52,75

18º Lilesvara Gouranga das

CUR

0

1

0

43

4

48

51,25

19º Nitai Ulas das

CUR

0

2

1

32

8

43

49,00

20º Sadhu Syam das

FLP

0

180

0

1

0

181

46,00

21º vira Nitai Kripa das

CUR

0

23

24

11

6

64

40,75

22º Bk. Bruno

UBT

0

148

0

0

0

148

37,00

23º Bn. Cristina

CUR

0

62

10

10

0

82

30,50

SP

0

6

0

14

1

21

17,50

25º Hara Kanta das

CUR

0

17

5

3

3

28

15,75

26º Bn. Fernanda

CUR

0

5

6

9

0

20

13,25

27º Tungavidya Prema devi dasi

CUR

0

1

0

8

2

11

12,25

28º Bn. Nina

CUR

0

11

3

8

0

22

12,25

29º Bk. Rodrigo

CUR

0

10

0

7

1

18

11,50

30º Nava Vrinda devi dasi

FOR

0

8

0

7

1

16

11,00

SP

0

0

0

4

0

4

4,00

32º Bk. Junior

CUR

0

4

1

2

0

7

3,50

33º Ananta Lila Madhava das

CUR

0

1

0

0

1

2

2,25

34º Bn. Cláudia

CUR

0

1

0

2

0

3

2,25

35º Bn. Márly

FOR

0

0

0

1

0

1

1,00

24º Uddharana Datta das

31º Mahesvara das


Carta de Sankirtana - Agosto - Resultados de Sankirtana

8

Queridos devotos e devotas, queremos corrigir alguns dos resultados que publicamos na Carta de Sankirtana anterior, em relação ao mês de julho:

Individuais Total

Livros 1º

Caitanya Candra das

UF

Revi

Peq

Méd

Grd

Maha

Livros

Pontos

NG-TSKP

0

150

240

6107

1

6498

6266,50

Individuais Total

Livros UF

Revi

Peq

Méd

Grd

Maha

Livros

Pontos

NG-TSKP

0

150

240

6107

1

6.498

6266,50

Nitai Goura - TSKP

Curitiba

CUR

3

716

367

4.456

633

6.175

6084,80

Recife

REC

0

2.145

12

75

0

2.232

617,25

n

Sankirta Yajña ki jay!

JÁ ENVIOU SEUS RESULTADOS DE SANKIRTANA ?

Envie-nos seu resultado de distribuição, passatempos, histórias e realizações! Escreva para o endereço: cartanacional@hotmail.com Lembre-se das datas limites para envio: de resultados até o dia 5 do mês seguinte; Passatempos, histórias e realizações até o último dia do mês.


Carta de Sankirtana - Agosto - Resultados de Sankirtana

9

Resultados de Sankirtana Mundiais - Julho de 2015 Os 20 Primeiros Países País

Pontos

1º Índia 2º E.U.A.

88.296,50

3º Rússia 4º Reino Unido

42.083,25

5º Brasil 6º Austrália

72.313,85 16.563,00 15.724,55 8.826,75

7º México 8º Alemanha/Áustria

4.600,00

9º Ucrânia 10º China

4.173,00

11º Nova Zelândia 12º Bielorrússia

2.828,15

13º Canadá 14º República Checa

2.601,90

15º Lituânia 16º Bulgária

2.260,50

17º Hungria 18º África do Sul

1.684,60

19º Indonésia 20º Mauricio

4.447,00 3.711,75 2.633,00 2.386,65 2.152,50 823,80

Os 10 primeiros países desde janeiro a Julho de 2015

País

Pontos Comparado a 2014

1º Índia

1.111.375,60

- 30%

2º E.U.A.

357.646,00

+ 12%

3º Rússia

206.556,55

- 19%

4º Brasil

65.219,65

+ 26%

5º Reino Unido

61.035,25

+ 59%

6º Itália

35.290,10

- 38%

7º Alemanha/Áustria

32.144,00

- 9%

8º México

31.779,50

+ 14%

9º Austrália

30.126,85

+ 75%

10º Ucrânia

29.699,50

+ 53%

823,45 678,00

Livros Distribuídos no Mundo

Este Mês Este Ano Desde 1.965

Acumulado Anual

{337,684} {2.803.289} {515.380.234}

Durante o mês de julho de 2015, 137 templos do mundo reportaram os seguintes resultados:

Livros Maha-grandes Livros Grandes Livros Médios Livros Pequenos Revistas Assinaturas da BTG Coleções

89,063 46,177 46,247 105,281 38,04 2,146 477


Carta de Sankirtana - Agosto - Passatempos de Sankirtana

10

s o p m e t a s s a P de Sankirtana

Dentre milhares de homens, somente alguns chaman-se Héctor Nos anos 1970, conheci um homem chamado Héctor, no Vista Point, do outro lado da bahia de São Francisco. Ele estava observando o Golden Gate Building, e estava fazendo uma longa viagem de ônibus. Mostrei-lhe um livro e pedi uma doação. “Então posso dar o que quiser e ficar com o livro?”, perguntou. “Sim”, respondi. “Eu quero que você o dedique para mim. Meu nome é Héctor”, disse ele. Abri o livro e, na primeira página do Sexto Canto, Primeira Parte, escrevi: “Para Héctor, de Mitra”. Héctor deu uma doação e eu continuei com a próxima pessoa. Na manhã seguinte, Caru, o presidente do templo, me perguntou se ontem tinha

conhecido um tal Héctor. “Eu acho que sim”, respondi. “Ontem, recebi uma ligação muito interessante”, disse Caru. “Um homem estava caminhando no Chinatown e viu um livro em uma janela. Pegou o livro, e quando o abriu, leu na primeira página: ‘Para Héctor, de Mitra’. Esta pessoa ligou imediatamente ao templo e perguntou: ‘Meu nome é Héctor. Quem é Mitra, e como ele sabia que ia achar o livro?’. Ele está muito interessado e está vindo conhecer o templo. Gostaria de conhecé-lo?”. Conheci esse outro Héctor muito brevemente, e acho que isto fez que a experiência dele ficasse ainda mais mística. Desde seu ponto de vista, eu estava saindo pela porta do templo para, magicamente, entregar mais livros a outras pessoas desconhecidas. Eu não fiquei chocado nem tentei compreender

as possibilidades existentes de Héctor achar um livro com seu nome escrito nele. Só conheci mais um Héctor desde aquele dia, no ano 1977. Héctor ficou algumas horas conversando com Caru e comprou muitos outros livros. Eu gostaria de ter mantido o contato com ele, pois teria sido interessante escutar sua versão da história. Naquela época, acreditávamos em milagres. Eram tão comuns que não ficávamos emocionados quando aconteciam, nem ligávamos muito para eles. Acho que o primeiro Héctor ficou cansado de carregar o livro e o deixou na janela, na frente de uma loja. É interessante que não o deixasse no ônibus. Poderia ter feito muitas coisas com aquele livro, mas Krishna tinha um plano para o segundo Héctor. Mitrasena das


Carta de Sankirtana - Agosto - Entrevista

11

a t s i v tre

En

Giriraja Swami é de Chicago (EEUU), e conheceu Srila Prabhupada em 1696. Atuou como BBT Trustee e é membro do GBC desde 1982. Atualmente se dedica a escrever e a ministrar palestras e seminários de japa.

Carta de Sankirtana: Qual é a importância da distribuição de livros no nosso movimento? Giriraja Swami: Srila Prabhupada foi especialmente empoderado por Sri Sri GauraNitai para difundir a consciência de Krishna pelo mundo inteiro, e ele enfatizou especialmente a distribuição de livros. Com nossa inteligência limitada, não podemos compreender qual é a melhor forma de difundir a consciência de Krishna. Porém, Krishna deu inteligência ilimitada a Srila Prabhupada, e ele ofereceu uma direção clara sobre como difundir a consciência de Krishna. Se simplesmente seguimos as instruções de Srila Prabhupada, o resultado será maravilhoso. Recentemente, encontrava-me em um avião, observando as pessoas. Certamente devido à misericórdia de Srila Prabhupada,

apareceram alguns sentimentos de compaixão, e pensei: “O que podemos fazer por todas estas pessoas?”. Então fui além das pessoas do avião, e considerei todas as pessoas do mundo. Existem muitas pessoas — como podemos dar-lhes a consciência de Krishna? Somente em um avião pequeno pode haver 300 passageiros. Como podemos entregar-lhes a mensagem? Então concluí: “Isso é possível apenas por meio dos livros de Srila Prabhupada”. Assim, compreendi a razão pela qual Srila Prabhupada insistia na distribuição de livros: porque por meio dos livros sua mensagem ou voz pode chegar a um número ilimitado de pessoas. Portanto, a verdadeira forma de mudar a vida das pessoas e reformar a sociedade humana é oferecendo-lhes a mensagem de Krishna por meio dos livros de Srila Prabhupada.

Carta de Sankirtana: Poderia compartilhar conosco alguma história especial? Giriraja Swami: No ano 1971, um dos devotos em Calcutá arranjou uma cita para que Srila Prabhupada se reunisse com o Sr. L.N. Birla, o filho mais velho de G.D. Birla. Quando os devotos informaram Srila Prabhupada sobre o encontro, ele me chamou no quarto dele e disse: “Organizaram uma cita, mas eu quero que você vá”. Perguntei por que. “Recentemente, em Bombai, solicitei ajuda a uns homens importantes, mas eles se recusaram. Se ele também recusar, não será bom para ele e não será bom para mim”. Eu respondi: “E se ele falar ‘não’ para mim também?”. “Oh! Você é apenas um garoto jovem. Não tem problema”. O Sr. Birla nos recebeu muito gentilmente; mostramos-lhe os


Carta de Sankirtana - Agosto - Entrevista

livros de Srila Prabhupada e ele imediatamente respondeu: “Quanto devo pagar por estes livros?”. Pensei: “Não é suficiente que compre os livros; tem que fazer mais alguma coisa”. Por isso, respondi: “Na verdade, não estamos vendendo estes livros —apenas os damos de presente aos membros vitalícios”. “O que preciso fazer para me tornar um membro vitalício?”, perguntou. Eu expliquei-lhe o que tinha que fazer e entreguei-lhe um formulário. Ele chamou sua secretária, preparou um cheque e o assinou, no programa. Depois, cheguei ao verdadeiro ponto (Mayapur), porém, ele disse: “Por enquanto estamos construindo hospitais”. E a conversa acabou. Quando voltamos para o templo, Srila Prabhupada quis saber como tinha sido o encontro. Eu pensava que tinha sido suficientemente inteligente para não permitir que o Sr. Birla apenas comprasse seus livros, porém, quando Srila Prabhupada escutou o que tinha acontecido, disse: “Não deu certo. Quando ele perguntou quanto custavam os livros, você deveria ter respondido: ‘São um presente para o senhor. Agora estamos construindo um templo em Mayapur. Por gentileza, nos ajude”. Anos mais tarde, em Bombaim, tive um encontro com o Sr. G.D. Birla, o pai de L.N. Birla. Meu assistente Puridasa e eu pegamos o elevador especial para o andar superior do prédio Birla. O chão era de um mármore espetacular, verde e com espirais, e as paredes estavam

12

cheias de espelhos, então tudo parecia de mármore. Era difícil distinguir o mármore do vidro, o horizontal do vertical; era desconcertante. Os secretários do Sr. Birla estavam nos esperando. Minutos depois, entrou o Sr. Birla. Começou admitindo que, durante muitos anos, manteve preconceitos contra nós. “Não sei por que; simplesmente tinha um preconceito, porém não o sinto mais”. De repente, o Sr. Birla recebeu uma ligação internacional importante e teve que sair do quarto. Comecei a pensar: “O que posso fazer? O que posso fazer?”. Então, me lembrei que tinha algumas coleções do SrimadBhagavatam e do Sri Caitanya-caritamrita no porta-malas do carro. Durante dois dias, tinha saído às ruas para distribuir livros, e estava desfrutando do néctar do sankirtana. Porém, também tinha começado a considerar que distribuir cem ou 200 livros pequenos exigia muito esforço, e que se conseguisse me encontrar com uma pessoa importante que quisesse dar uma doação, poderia distribuir muitos livros mais e realizar menos esforço. Finalmente, concluí: “É a maratona; vou me encontrar com alguns homens importantes e levarei algumas coleções”. “Puridasa! Vai lá no carro e traz as coleções dos livros. Rápido! Não se preocupe com a quantidade de caixas — os empregados do Sr. Birla te ajudarão”. Enquanto esperava Puridasa ansiosamente, preocupado com a ideia de que o Sr.


Carta de Sankirtana - Agosto - Entrevista

Birla voltasse primeiro, Puridasa entrou correndo com cinco caixas grandes de livros, momentos antes de o Sr. Birla voltar. Enquanto o Sr. Birla sentou, comecei a mostrar os livros; ele os examinava e apreciava. Depois de uns minutos, perguntou: “Quanto lhe devo pelos livros?”. Essas palavras me lembraram imediatamente o último encontro que tive com o outro Sr. Birla – e as instruções de Srila Prabhupada. “Oh, não! Estes livros são um presente para o senhor. Não podemos receber nada por eles”. O Sr. Birla se recusou: “São tão belos; não posso aceitá-los de graça. Devo pagar”. “Oh, não! São um presente para o senhor; não podemos aceitar dinheiro por eles”. Ele ficou insistindo, e eu ainda novo e inexperiente, como ia poder argumentar com o Sr. Birla? Mesmo assim, mantive minha posição. “Consideramos que já entregamos estes livros como um presente. Não podemos receber dinheiro por eles sob nenhuma circunstância”. Ele aceitou, mas ainda não estava satisfeito. Então, eu disse: “Porém, estamos construindo uma escola gurukula em Juhu. Se o senhor quiser, pode nos ajudar”. Mostrei os planos do projeto e o orçamento, e ele disse: “Tudo bem. Deixe comigo e vamos ver o que podemos fazer”. Dois dias depois, o secretário do Sr. Birla entrou em contato comigo. “O Sr. Birla deseja se reunir com o senhor; ele gostaria de entregar uma coisa”. Ficamos muito satisfeitos em voltar para seu escritório e aceitar uma generosa e bondosa doação. Podemos ver como as instruções de Srila Prabhupada são perfeitas e

13

poderosas. Dez anos depois do acontecimento original, a mesma instrução funcionou perfeitamente. E também podemos ver que, simplesmente por distribuir os livros de Srila Prabhupada, o resto chega, incluindo o laksmi. Portanto, devemos lembrar fielmente as instruções de Srila Prabhupada e, assim como ele queria, distribuir seus livros. Carta de Sankirtana: Alguma mensagem para uma pessoa que nunca distribuiu livros? Giriraja Swami: Srila Prabhupada explica que, no mundo material, quando damos alguma coisa, perdemos. Quanto mais dar, menos vai ter. Porém, na consciência de Krishna, quanto mais conhecimento se distribua, mais iremos ganhar. E se temos conhecimento espiritual e não o compartilhamos, ficaremos invejosos. Temos presenciado isto na prática: quanto mais distribuirmos o conhecimento transcendental que está contido nos livros de Srila Prabhupada, mais aumentará nossa realização. Assim, ambos (aquele que dá e aquele que recebe o conhecimento transcendental) se beneficiam. E o maior benefício de distribuir os livros de Srila Prabhupada é que ele fica satisfeito. “Continue aumentando a distribuição de meus livros; continue incrementando meu prazer”, me escreveu. Oremos a Srila Prabhupada e intensifiquemos nosso entusiasmo e determinação para distribuir sua misericórdia, e, sem dúvidas, essa misericórdia também chegará a nós.


75. CS Brasil | Agosto 2015