Page 1

América Lat ina VIAGENS GASTRONÔMICAS PELA

Cultura e receitas dos países latino americanos

PROJETO GRÁFICO POR CAROLINA PIOVESAN


América Lat ina VIAGENS GASTRONOMICAS PELA

Cultura e Receitas dos países latino americanos


Viagens Gastronômicas pela América Latina - Cultura e Receitas dos países latino americanos, São Paulo: Dezembro 2009. 158 p; 21 x 21 cm 1. Gastronomia. 2. Culinária latino americana. 3. Comidas típicas. 4. Gourmet. 5. América Latina


O livro Viagens Gastronomicas pela América Latina é mais que apenas um livro de receitas. É o encontro da cultura e da culinária dos países latino americanos. Foram estudados todos os países para se reunir os melhores pratos, descobrir os temperos locais e segredos cochichados ao pé do fogão, a fim de revelar a você o sabor da América Latina. Com intenção de tornar o livro mais dinâmico, foram desenvolvidos 3 ícones, que apareceram em todas as receitas, com o seguinte significado:

TEMPO DE PREPARO (EM MINUTOS) DIFICULDADE (FÁCIL, MÉDIO, DIFÍCIL) CUSTO (BAIXO, MÉDIO, ALTO)

Bom Apetite!


Cardรกpio


Passeio pela Argentina Churrasco ao Estilo Pampa Locro Argentino Matambre Enrolado Alfajores de Maisena

12 16 18 20 22

Passeio pelo Equador Ceviche de Camarões Carne Seca com Mandioca Carne de Panela Torta de Maças

82 86 88 90 92

EQUADOR

BOLÍVIA

Passeio pela Bolívia Ceviche de Salmão Truta Recheada com Farofa Saice Tarijeño Ambrosia

26 30 32 34 36

Passeio pelo Paraguai Perna de Bode com Arroz Polenta de Abóbora Sopa Paraguaia Mazamorra

96 100 102 104 106

PARAGUAI

BRASIL

Passeio pelo Brasil Acarajé Moquequa Capixaba Virado à Paulista Brigadeiro

40 44 46 48 50

Passeio pelo Peru Ceviche de Mariscos Seco de Cordeiro Batatas à Huancaina Suspiro

110 114 116 118 120

PERU

CHILE

Passeio pelo Chile Camarões Empanados Salmão ao molho Citrus Empanadas de Carne Pastel de Choclo

54 58 60 62 64

Passeio pelo Uruguai Costela de Cordeiro Puchero Parrila Uruguaia Pudim de Doce de Leite

124 128 130 132 134

URUGUAI

COLÔMBIA

Passeio pela Colômbia Ajiaco de Frango Arroz com Mariscos Bandeja Paisa Cocada de Colher

68 72 74 76 78

Passeio pela Venezuela Arepitas Hallaca Pabellon Bolo de Milho

138 142 144 146 148

VENEZUELA

ARGENTINA


Argent ina


Buenos Aires, Argentina

15


Um passeio pela Argent ina

A Argentina, é um estado soberano, organizado numa república representativa e federalista, situado no extremo sudoeste da América. Seu território está dividido em 23 províncias e uma cidade autônoma, Buenos Aires, capital da nação e sede do governo federal. Seus 40 milhões de habitantes possuem índices de desenvolvimento humano, renda per capita, nível de crescimento econômico e qualidade de vida que se encontram entre os mais altos da América Latina. Segundo o Banco Mundial, seu PIB nominal é o 30º mais importante do mundo, mas se for considerado o poder de compra, o país fica na 23ª posição mundial.

www.photobucket.com

Com uma extensão territorial de 2.780.400 km², a Argentina é o segundo maior país da América do Sul, o quarto de toda a América e o oitavo do mundo em extensão geográfica.

13


A CULTURA ARGENTINA O ser argentino é descoberto através de sua gente e suas manifestacões culturais. Participar das festas populares do carnaval, desfrutar de uma noite de tango em uma milonga de Buenos Aires, mergulhar no mundo dos dinossauros que habitaram esta parte do planeta em algum museu es-

pecial ou se maravilhar perante a pintura rupestre dos antigos habitantes, permite descobrir reconhecer a identidade dos argentinos. A maneira particular de celebrar as festas religiosas ou a alegria das Festivais populares, são um convite a descobrir os signos e valores de um modo de ser, síntese cultural de um “crisol de raças”, como alguma vez se definiu a 14

Argentina. A Argentina é um importante pólo cultural, com seus inúmeros museus e galerias de arte, além de sua vigorosa comunidade teatral. Ro mos vel. ilibus alicim suntia nos sima sime velici berovit, quis sitatur, aspernam, cone moluptatur alit ea des sitius dolorro everionserum do. Buenos Aires, mergulhar no mundo dos dinossauros.

www.snowboarding.transworld.net

Bariloche


A COZINHA ARGENTINA

CULTURA NA COZINHA

O guanaco, a vicunha, o dourado, a traíra a abóbora, o milho, a mandioca, os feijões, o aif ou as batatas são apenas uma parte do legado alimentar dos antigos habitantes destas terras. As massas, as pizzas, os sabores da culinária italiana, alguns pratos de origem sefardita (judeus ibéricos) e outros baseados nos preceitos kosher (hebraicos), dão nova vida à culinária local. O noroeste do país recolhe boa parte do legado culinário das culturas pré-coloniais. A alfarroba, o milho, o pimentão ou a batata mantêm viva o gosto por grãos, frutos e raízes. A influência guarani deixa-se notar na presença de produtos como o mamão, a abóbora ou a mandioca nas cozinhas fronteiriças com o Uruguai e Paraguai, no nordeste da Argentina. Estas terras também são o berço da erva-mate, que marcou de modo definitivo a vida dos argentinos. Já as carnes são muito mais do que as que conhecemos. Na Patagônia, encontramos a carne do guanaco e a do cordeiro. É o berço das chanfanas, que combinam os sangues e os miúdos do cordeiro, e que podem incluir passas de uva. Estas terras também são o berço da erva-mate, que marcou de modo. 15

O tango é um tipo musical e uma dança a par. Originariamente, o tango nasce no final do século XIX de uma mistura de vários ritmos provenientes dos subúrbios Esteve

de

Buenos Aires.

associado

desde

o

princípio com bordéis e cabarés, âmbito de contenção da população imigrante massivamente masculina. Devido a que só as prostitutas aceitariam esse baile, em seus começos era comum que o tango fosse dançado por um casal de homens. A melodia provinha de flauta, violino e violão, sendo que a flauta pelo sanfona.


ARGENTINA

20 MIN FÁCIL MÉDIO

INGREDIENTES • 6 bifes de alcatra de cerca de 300 g • sal grosso

Churrasco ao Est ilo Pampa MODO DE PREPARO: 1. Prepare os bifes, limpando os nervos e a gordura. Reserve-os, bem tampados, numa bandeja colocada perto de uma fonte de calor. 2. Tempere levemente a carne. Soque-a suavimente com o batedor de um pilão e reserve. 3. Prepare dois leitos de brasas idênticos, com 5 minutos de diferença entre ambos. Estenda os bifes sobre as brasas e deixe por 2 ou 3 minutos, para que assem de um lado. 4. Vire o bife e coloque sobreo segundo leito de brasas (o calor

Para falarmos de churrasco associado ao Pampa, de onde é originário o prato, devemos nos referir a uma peça de carne assada inteira, diretamente sobre as brasas ou cinzas muito quentes, o que concentra o sabor da carne, do fogo e do carvão. Deve ser assada com pele, ou sem ela, embora a primeira opção seja considerada um manjar.

será mais intenso). Aguarde mais 2 ou 3 minutos. Enquanto isso, vá tirando os restos de brasa do lado já cozido.

16


www.shoppingpalladium.com.br


ARGENTINA

60 MIN MÉDIO ALTO

INGREDIENTES • 1 xícaras (chá) de feijão branco • 2 xícaras (chá) de milho branco • 1 unidades de pé suíno salgado • 100 gr de bacon • 750 gr de alcatra • 3 unidades de paio • 100 gr de alho-poró • 1 unidade de abóbora moranga • 250 gr de repolho • 3 unidades de cebola • 3 unidade(s) de batata-doce • 2 colher(es) (sopa) de banha • 2 colheres (sopa) de pimentão vermelho • 2 colheres (sopa) de pimentão doce

Locro Argent ino MODO DE PREPARO: 1. Coloque de molho o feijão e o milho. No dia seguinte, escorr a água. 2. Pegue uma panela; coloque bastante água, ferva o milho, o feijão, o bacon, o pé de porco e o couro de porco cortado em fatias bem finas. Deixe cozinhar por uma hora, e acrescente a carne e os paios cortados em cubos. 3. Quando ferver adicione o alho-poró e o repolho picado; as batatas doces e a moranga descascadas e picadas finamente. Tempere com sal e o pimentão. Ferva por mais uma hora. 4. Numa outra panela frite a cebola picada nas duas colheres de banha. Junte ao locro. Sirva em pratos fundos.

Dis si coribeate volo dolessum, as volupta cuptatum a invelene nusaperum sit que numquid es et eaquatesto omni dolupiet reptatatis et autem doluptas enim quam quia nonsequ odionse niendit quisi consequiam veria voles sin pero offic tem. Ipiciis num ium quatquis

18


www.ecuaturi.com


ARGENTINA

40 MIN MÉDIO MÉDIO

INGREDIENTES • sal a gosto • óleo de soja para fritar • 250 g de lingüiça de porco picada • 100 g de bacon picado • 4 dentes de alho • 1 pimenta dedo-de-moça picada • 3 cebolas médias • 1 maço médio de cheiro-verde • 1½ kg de matambre

Mat ambre Enrolado MODO DE PREPARO: 1. Lave a carne, seque-a, retire as aparas e tempere-a com sal dos dois lados. Reserve. 2. Lave o cheiro-verde, separe somente as folhas e pique finamente. Descasque as cebolas e pique-as em pedaços bem pequenos. Descasque o alho e corte em tiras finas. 3. Numa superfície lisa, abra a carne com a parte gordurosa para baixo. Espalhe o cheiro-verde, as cebolas, o alho, a pimenta, o bacon e a linguiça. Enrole a carne como um rocambole e amarre com um barbante bem grosso.

O matambre (carne localizada entre o couro e a costela do boi) é tradicionalmente assado no braseiro, coberto com papelalumínio (a 50 cm de distância da brasa) por 5 horas, virando-se a carne a cada meia hora. Depois elimina-se o papel-alumínio e deixa a carne dourar por mais 1 hora.

4. Coloque 1 litro de óleo na panela de pressão, disponha o matambre, tampe a panela e leve ao fogo por 2 horas. Na metade do tempo de cozimento, retire a panela do fogo e vire o matambre de lado. Disponha a carne numa travessa, retire o barbante e corte em fatias de 2 a 3 cm de largura.

20


Acervo Editora Abril


ARGENTINA

30 MIN FÁCIL BAIXO

INGREDIENTES • 500 g de maisena • 150 g de farinha de trigo • 220 g de açúcar • 300 g de manteiga • 2 ovos • 4 gemas • 1 colher de chá de fermento em pó • 2 colheres de chá de baunilha • doce de leite a gosto • Açúcar de confeiteiro

Alfajores de Maisena MODO DE PREPARO: 1. Peneire e misture a farinha, o fubá, o fermento e o bicarbonato. Reserve. 2. Bata a manteiga amolecida com o açúcar. Acrescente as gemas, uma a uma e, sem deixar de bater, a essência de baunilha, o conhaque e, pouco a pouco, a mistura de farinhas. 3. Misture os ingredientes antes de colocar a casca de limão. Estique a massa, formando uma folha de 1/2 centímetro de espessura sobre uma superfície lisa, polvilhada com farinha. 4. Corte em peças circulares de 4 centímetros de diâmetro. Coloque

Um doce colonial de origem árabe. Dá vida a diversos tipos de preparação, das mais tradicionais até as tortas de merengue. Em córdoba, é uma massa fofa recheada de doce de frutas ou leite; em salta, um doce de massa seca, aromatizada com erva-doce.

sobre um tabuleiro e leve ao forno a 160ºC durante 15 minutos. 5. Retire do forn, coloque metade dos alfajores virados para cima, acrescente um pouco de doce de leite na base e junte-os dois a dois. Polvilhe com coco.

22


www.jennaskarzenski.files.wordpress.com


BolĂ­via


Congresso Nacional de La Paz, BolĂ­via


Um passeio pela Bolívia A Bolívia, é um país situado no centro-oeste da América do Sul, delimitada a norte e a leste pelo Brasil, a sul pelo Paraguai e pela Argentina e a oeste pelo Chile e pelo Peru. Juntamente com o Paraguai, é um dos países sul-americanos sem litoral marítmo. Também é o oitavo mais extenso nas Américas e o vigésimo sétimo do mundo. A capital oficial e sede do poder judiciário é Sucre e a sede do governo (poder executivo e legislativo) é La Paz.

www.upload.wikimedia.org

A Bolívia é um país multicultural com muitas riquezas naturais e arqueológicas. Destaca-se a cultura Tiwanaku que se desenvolveu no que é hoje a região ocidental do país e cujos conhecimentos avançados foram legados ao Império Inca. Menos conhecidos são os vestígios culturais arqueológicos na região oriental tropical da Bolívia onde, entre outras, desenvolveu-se a Cultura Hidráulica das Lomas, nas planícies de Moxos, atualmente pertencentes ao Departamento de Beni.

27


A CULTURA BOLIVIANA A cultura da Bolívia tem muitas influências incas e de outros povos índios na religião, música e vestuário, como por exemplo os bem conhecidos chapéus de coco. A festa mais conhecida é o El Carnaval de Oruro, património cultural da UNESCO. O entretenimento mais comum é o futebol, desporto

nacional, que é praticado quase em cada canto de rua. Os jardins zoológicos também são uma atracção popular. A variedade climática da Bolívia que há dentro do próprio país, faz com que haja gastronomia de tipos diferentes, em funçao do lugar em que se encontra. A população indígena soube preservar suas tradições na vestimenta, na língua e no es28

tilo de vida. O país apresenta uma enorme influencia indígena em todas suas variantes culturais. Na serra e no Altiplano predominam edifícios e igrejas decoradas com uma forte presença de motivos incaicos, além da flora e fauna locais. Na escultura e na pintura são numerosos. Os jardins zoológicos também são uma atracção popular. O entretenimento desporto.

www.lh4.ggpht.com

Carnaval de Oruro


A COZINHA BOLIVIANA

CULTURA NA COZINHA

Na Bolívia é típica a comida andina o que se traduz em pratos a base de batata. Uma famosa é a Empanada Boliviana de Calco, com cebola, pimenta, ervilha, batata e ovos. Também se pode provar Aji de Lengua (uma espécie de carne com malagueta), um assado de Porco ou um Coelho Guisado. Para a sobremesa uma boa pedida é a gelatina de vinho tinto. Comer na Bolívia é uma experiencia que nao o deixara indiferente, estamos a falar de comer num lugar unico, num lugar cuja gastronomia está baseada em produtos tipicos da zona, e numa cozinha rica e variada. Um restaurante tradicional boliviano oferecer-lhe-á uma gastronomia incrível, se bem que existem restaurantes especializados em qualquer outra cozinha e gastronomia do mundo. Falar de gastronomia na Bolívia é falar de gastronomia sul americana, de cozinha peruana ou brasileira, e se bem que cada uma delas tem a sua propria personalidade e o seu cariz pessoal, nao há que duvidar e esquecer que sao todas similares, ou que sao, requintadas à sua maneira. A variedade climática da Bolívia que há dentro do próprio país da Bolívia, faz com que haja gastronomia de tipos diferentes, em funçao do lugar em que se encontra. 29

A Lhama (Lama glama), da palavra quíchua llama, é um mamífero ruminante da América do Sul. Este animal tem pelagem longa e lanosa, e é domesticado para a utilização no transporte de carga, produção de lã, carne e couro. A lhama é relacionada com o guanaco, a vicunha e a alpaca. Foi domesticado pelo povo inca. As lhamas vivem na Cordilheira dos Andes, onde as temperaturas são baixas. Assim, as pelagens servem para protegê-los do frio, além de proteger o seu corpo de arranhões e outros ferimentos.


BOLÍVIA

15 MIN FÁCIL ALTO

INGREDIENTES • 300g de lombo de salmão • 6 limões • 3 dentes de alho • 1 / 2 colher de chá de pimenta calabresa • 2 colheres de sopa de salsa • 1 colher de sopa de cebolinha

Ceviche de Salmão MODO DE PREPARO: 1. Corte o salmão em cubos. 2. Esprema o suco dos dois limões num potinho e com a colher banhe os cubos de peixe com o suco até que o peixe esteja totalmente regado com o suco. Se preferir esprema os limões direto sobre o peixe. 3. Adicione o azeite, sal e pimenta e deixe o peixe descansar por volta de 3 minutos. 4. Adicione a cebola, o tomate, o pepino picados e as ervas e sirva imediatamente.

La dolorias atur, volore, aut ullestiam quatibu sapidelitem. Bus di sae pa doluptate voles prerro volut eiunt as magnat a ex essit velest, ea consent archit quunt ea pro exceatem inveliquiam ium eos deruptur, soles estis maionet urehend aeprorum aut et, imi, sequi consed exped quid quiae ratatum quam asi is nis nimus, sam, sus est,

30


Acervo Editora Abril


BOLÍVIA BOLÍVIA

60 MIN MÉDIO MÉDIO

INGREDIENTES • 1 filé de truta (250g) • 100g de abóbora picada em cubos • 2 colheres (sopa) de catchup • ¼ de alho poro (da parte branca) • 10 amêndoas descascadas e torradas • 1 colher (sobremesa) de salsinha picada • 1 xícara (café) de vinho do Porto • 2 colheres (sopa) de geléia de Damasco • 1 dente de alho picado • 4 colheres (sopa) de azeite extra-virgem • 1 pitada de noz-moscada • 1 pitada de pimenta-do-reino

Trut a Recheada com Farofa MODO DE PREPARO: 1. Coloque em uma panela, o alho, a abóbora e a água. Deixe cozinhar por 7 a 10 minutos. 2. Retire do fogo e amasse com um garfo. Reserve. 3. Coloque uma colher de azeite na frigideira e acrescente o alho poro picado em anéis. 4. Misture o alho na abóbora já amassada. 5. Acrescente a manteiga na abóbora para deixar o purê mais macio. Adicione a salsinha, as amêndoas picadas, a noz moscada e a

Eumquis incia pratectis num la quate soluptatquae volupti beriorecto int rehenti numqui opti ut lant optatem qui volesequibus desendisti te nihiliquid eliatem. As excest, od ut optatione quo ipsum rehenet fugiae perios acea comnis es everro eaque et quam.

pimenta-do-reino. 6. Recheie o filé da truta e feche. 7. Unte um tabuleiro com azeite, coloque a truta e levar ao forno préaquecido (200º) por aproximadamente 15 minutos.

32


Acervo Editora Abril


BOLÍVIA BOLÍVIA

45 MIN MÉDIO MÉDIO

INGREDIENTES • 300g de lombo de salmão • 6 limões • 3 dentes de alho • 1 / 2 colher de chá de pimenta calabresa • 2 colheres de sopa de salsa • 1 colher de sopa de cebolinha

Saice Tarijeño MODO DE PREPARO: 1. Corte o salmão em cubos. 2. Esprema o suco dos dois limões num potinho e com a colher banhe os cubos de peixe com o suco até que o peixe esteja totalmente regado com o suco. Se preferir esprema os limões direto sobre o peixe. 3. Adicione o azeite, sal e pimenta e deixe o peixe descansar por volta de 3 minutos. 4. Adicione a cebola, o tomate, o pepino picados e as ervas e sirva imediatamente.

Arum et velibus expliquiant et et volore etuscid maximent, nos into blab inim fugit estorem as sint perum es re, ommolescil eum, omni tector rem dent apid qui beatat. Opta dolorum vide nus, te perum, cusanda distibus sandi cone nulluptate lit ut dolores vitiureped ulloris volupta tatio. Nem a asimustia cor alit aut fugit pro qui.

34


www.lunaticllama.files.wordpress.com


BOLÍVIA BOLÍVIA

20 MIN FÁCIL

Ambrosia

BAIXO

INGREDIENTES • 5 litros de leite pasteurizado • 1 kg de açucar refinado • 9 ovos bem fresquinho • pedaços de canela a gosto

MODO DE PREPARO: 1. Coloque o leite pasteurizado e o leite numa panela grande de fundo largo Leve ao fogo e deixe ferver. 2. Bata as claras em neve. Acrescente as gemas uma a uma e, continue batendo até que fique bem leve. 3. Junte essa mistura ao leite fervente e deixe cozinhar em fogo baixo Quando a parte de baixo estiver cozida e firme, corte em pedaços com ajuda de uma escumadeira.

Aliam hillest lacessunt optis a dit, voluptatem et voluptat eatem versperum verion nist enimagniet omnimi, conem comnis aute viducium es veris quam, as apic tem es sit quam se experspident explaci con con nis ulluptatem int pelestion nitibus ditaqua eprerspid molorepra nam el moluptin rerrovit inctibus, estorio cones acid ma cum.

4. Vire os pedaços, para que cozinhem por igual. Retire do fogo e coloque em uma tigela. Sirva gelado 5. Depois de pronto, coloque em compoteiras e sirva gelado. Caso queira manter por seis meses, coloque em compotas de vidros com tampa, cuidadosamente esterilizados, e após envasar, feche bem e leve ao banho-maria por 40 minutos depois da fervura.

36


Acervo Editora Abril


Brasil


Rio de Janeiro, Brasil

15


Um passeio pelo Brasil

www.nebulium.files.wordpress.com

O Brasil, é uma república federativa presidencialista, localizada na América do Sul, formada pela união de 26 estados federados e pelo Distrito Federal. Em comparação com os demais países do globo, dispõe do quinto maior contingente populacional e da quinta maior área. Oitava maior economia do planeta e maior economia latino-americana, o Brasil tem hoje forte influência internacional, seja em âmbito regional ou global. Encontra-se na 39ª posição entre os países com melhor qualidade de vida do planeta, além de possuir entre 15 e 20% de toda biodiversidade mundial, sendo exemplo desta riqueza a Floresta Amazônica, com 3,6 milhões de quilômetros quadrados, a Mata Atlântica, o Pantanal e o Cerrado. De colonização portuguesa, o Brasil é o único país de língua portuguesa do continente americano. A religião com mais seguidores é o catolicismo, sendo o país com maior número de católicos nominais do mundo, havendo parcela significativa da população de confissão evangélica, além do expressivo aumento da desfiliação religiosa nos últimos anos

41


A CULTURA BRASILEIRA Devido às suas dimensões continentais, o Brasil é um país com uma rica diversidade de culturas, que sintetizam as diversas etnias que formam o povo brasileiro. Por essa razão, não existe uma cultura brasileira homogênea, e sim um mosaico de diferentes vertentes culturais que formam, juntas, a

cultura do Brasil. É notório que, após mais de três séculos de colonização portuguesa, a cultura do Brasil é, majoritariamente, de raiz lusitana. É justamente essa herança cultural lusa que compõe a unidade do Brasil: são diferentes etnias, porém, todos falam a mesma língua (o português) e, quase todos, são cristãos, com largo predomínio de católicos. Quanto mais 42

a sul do Brasil nos dirigimos, mais europeizada a cultura se torna. No Sul do país as influências de imigrantes italianos e alemães são evidentes, seja na culinária, na música, nos hábitos e na aparência física das pessoas. tura do Brasil. o Brasil é um país com uma rica diversidade de culturas, que sintetizam as diversas etnias que misturam o brasileiro.

www.nebulium.files.wordpress.com

Carnaval


A COZINHA BRASILEIRA

CULTURA NA COZINHA

A culinária do Brasil é fruto de uma mistura de ingredientes europeus, indígenas e africanos. Muitas das técnicas de preparo e ingredientes são de origem indígena, tendo sofrido adaptações por parte dos escravos e dos portugueses. Esses faziam adaptações dos seus pratos típicos substituindo os ingredientes que faltassem por correspondentes locais. A feijoada, prato típico do país, é um exemplo disso. Os escravos trazidos ao Brasil desde fins do século XVI, somaram à culinária nacional elementos como o azeite-de-dendê e o cuscuz. As levas de imigrantes recebidas pelo país entre os séculos XIX e XX, vindos em grande número da Europa, trouxeram algumas novidades ao cardápio nacional e concomitantemente fortaleceu o consumo de diversos ingredientes. As bebidas destiladas foram trazidas pelos portugueses ou, como a cachaça, fabricadas na terra. O vinho é também muito consumido, por vezes somado à água e açúcar, na conhecida sangria. A cerveja por sua vez começou a ser consumida em fins do século XVIII e é hoje uma das bebidas alcoólicas mais comuns.

43

O Cristo Redentor é um monumento de Jesus Cristo localizado na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Está localizado no topo do morro do Corcovado, a 709 metros acima do nível do mar. Foi inaugurado no dia 12 de outubro de 1931, depois de cerca de cinco anos de obras. Um símbolo do cristianismo, o monumento tornou-se um dos ícones mais reconhecidos

internacional-

mente do Rio e do Brasil. No dia 7 de julho de 2007, em Lisboa, no Estádio da Luz, foi eleito uma das novas sete maravilhas do mundo.


BRASIL

50 MIN MÉDIO

Acarajé

ALTO

INGREDIENTES • 1 quilo de feijão fradinho • 1 litro de azeite de dendê • 300 gramas de cebola • 1 colher de (chá) de gengibre • 1 colher de (sobremesa) de sal • 1 dente de alho Camarão para acarajé: • 100 gramas de camarão seco • 1 xícara de (chá) de caldo de peixe • 1 cebola picada em pedaços • ½ xícara de (chá) de azeite de dendê • Coentro a gosto

MODO DE PREPARO: 1. Numa bacia grande, coloque o feijão e lave várias vezes, até sair toda a casca. 2. A seguir, deixe de molho por 3 horas. Escorra o feijão, coloque no liquidificador, junte a cebola, o gengibre, o alho e o sal e bata até obter uma pasta. 3. Antes de fritar, bata novamente a pasta com uma colher, até ficar bem fofinha. 4. Numa panela grande, aqueça bem o azeite-de-dendê. Com a ajuda de duas colheres, molde os bolinhos e frite-os no azeite. Sirva-os recheados com camarão ou com os recheios à parte.

O Acarajé é uma comida tipicamente nordestina; mais precisamente baiana. É muito comum turistas comprarem acarajé quando vão a Bahia, até porque desperta uma certa curiosidade de quem não é do estado para “ver” o gosto do acarajé.

Camarão para acarajé: 1. Numa panela, coloque todos os ingredientes e misture. Leve ao fogo e refogue por 3 minutos.

44


Acervo Editora Abril


BRASIL

60 MIN MÉDIO ALTO

INGREDIENTES • 1 kg de peixe • 1 maço de coentro • 1 maço de cebolinha verde • 1 cebola média • 3 dentes de alho • 4 tomates • Pimenta malagueta • Azeite de oliva • Urucum • Óleo de soja

Moqueca Capixaba MODO DE PREPARO: 1. Coloque as postas de peixe num recipiente e tempere com sal e o suco de limão. Enquanto prepara os outros ingredientes, deixe o peixe marinando na geladeira. 2. Corte os tomates ao meio e retire as sementes. Pique as metades em pedaços pequenos. Lave as folhas de coentro, de cebolinha sob água corrente e seque bem. Pique as ervas. 3. Leve uma panela grande ao fogo baixo e acrescente o azeite e o óleo de urucum e deixe aquecer. Em seguida, acrescente a cebola e refogue por 2 minutos. Com uma escumadeira, retire metade da cebola e reserve.

A moqueca capixaba é um prato típico da culinária do estado brasileiro do Espírito Santo, de onde advém o nome: capixaba é o natural deste estado e esta moqueca é considerada um dos seus pratos típicos.

4. Adicione metade do tomate picado e mexa bem com uma colher de pau. Em seguida, coloque as postas de peixe sobre a cebola e o tomate. Cubra as postas com a cebola reservada e o tomate restante. 5. Acrescente o coentro, o sal e o caldo de peixe. Tampe a panela e deixe cozinhar, em fogo baixo, por 10 a 15 minutos, sem mexer.

46


Acervo Editora Abril


BRASIL

40 MIN MÉDIO MÉDIO

INGREDIENTES • 1/2 quilo de feijão mulatinho • 2 folhas de louro • 100 g de toucinho em cubinhos • 150 g de linguiça calabresa • 1 maço de couve • 300 g de lombinho de porco • 1 cebola picada • 3 dentes de alho amassados • farinha de milho grossa • cebolinha a gosto • 6 ovos

Virado à Paulist a MODO DE PREPARO: 1. Cozinhe o feijão mulatinho com sal e as folhas de louro. Separe a metade e bata no liquidificador com a água do cozimento. MIsture os 2 e reserve. 2. Em uma panela, frite o toucinho, as linguiças e o lombo de porco até começarem a dourar, junte os alhos, a cebola e deixe dourar. 3. Acrescente a mistura do feijão e vá colocando a farinha até dar o ponto, que deve ser de consistência pastosa. 4. Coloque num recipiente, polvilhe com a cebolinha.

Este prato tem sua origem atribuída aos bandeirantes que, em suas longas expedições pela capitania de São Vicente, plantavam milho e feijão durante o percurso de ida, para que na volta tivessem como se alimentar. Surgindo, então, o virado à paulista, que consistia basicamente na mistura da farinha de milho com feijão e algum tipo de carne frita.

5. Sirva com arroz branco, o lombinho de porco, a linguiça calabresa, a couve e o ovo frito.

48


Acervo Editora Abril


BRASIL

10 MIN FÁCIL

Brigadeiro

BAIXO

INGREDIENTES •1 lata de leite condensado • 1 colher de sopa de margarina • 4 colheres de sopa de achocolatado • chocolate granulado

MODO DE PREPARO: 1. Coloque em uma panela funda o leite condensado, a margarina e o chocolate em pó. 2. Cozinhe em fogo médio e mexa sem parar com uma colher de pau. Cozinhe até que o brigadeiro comece a desgrudar da panela. 3. Deixe esfriar bem, então unte as mãos com margarina, faça as bolinhas e envolva-as em chocolate granulado.

O brigadeiro é doce brasileiro, criado na década de 1940 em homenagem ao Brigadeiro Eduardo Gomes, candidato à presidência da república. Foram feitas festas para promover a candidatura, onde foram servidos os docinhos do Brigadeiro. Assim foi adotado o nome brigadeiro para o docinho.

50


Acervo Editora Abril


Chile


Terra do Fogo, Chile

15


Um passeio pelo Chile

Chile, é um país que ocupa uma longa e estreita faixa costeira encravada entre a cordilheira dos Andes e o oceano Pacífico. Faz fronteira ao norte com o Peru, a nordeste com a Bolívia, a leste com a Argentina e a Passagem de Drake, a ponta mais meridional do país. É um dos dois únicos países da América do Sul que não tem uma fronteira comum com o Brasil.

www.biz.com.br

O Chile possui um território incomum, com 4.300 km de comprimento e, em média, 175 km de largura - o que lhe dá um clima muito variado, indo do deserto mais seco do mundo o Atacama - no norte do país, um clima mediterrâneo no centro, até um clima alpino propenso a neve ao sul, com geleiras, fiordes e lagos. O deserto do norte chileno contém uma grande riqueza mineral, principalmente de cobre. O sul do Chile é rico em florestas e pastagens e possui uma cadeia de vulcões e lagos. A costa sul é um labirinto de penínsulas de fiordes, enseadas, canais e ilhas.

55


A CULTURA CHILENA A cultura chilena foi bastante influenciada pelos costumes europeus. Isto se deu devido ao modo europeu de ensino da população chilena, que durou por séculos. O esporte mais popular e praticado pela população é o futebol. Porém o basquete, o surfe, e o “Sky” também são bastante praticados.

O Rodeo é o seu esporte nacional, ele consiste em dois cavaleiros, os chamados huasos, e seus respectivos cavalos, na qual devem conseguir parar um touro em um cerco que se chama Medialuna. Apesar de não ter tanto reconhecimento quanto os filmes americanos, o cinema chileno é reconhecido por seu dinamismo. Sua culinária é bastante famosa por seus vinhos. 56

Entre as comidas temos as provenientes do mar, o “seafood” é bastante popular pela abundância de peixes. Tem influências italianas, espanholas, alemãs. Muitas ruas de cidades chilenas conservam seu patrimônio arquitetônico, sob forma de casas, edifícios e casas do país. O Rodeo é o seu esporte nacional, ele consiste em dois cavaleiros, os chamados huasos.

www.static.panoramio.com

Rodeio Chileno


A COZINHA CHILENA

CULTURA NA COZINHA

A cozinha chilena é muito rica e variada, além de ser uma das cozinhas mais saborosas do Cono Sul. Sua gastronomia baseia-se, principalmente, na tradição culinária espanhola. Para começar, os desjejúns compoem-se, geralmente, de torradas com manteiga e marmelada, acompanhados de chá. Quanto às comidas principais a variedade onde escolher pode complicar a decisão. Aconselhamos para escolher, em primeiro lugar, os peixes e mariscos, já que, graças as extensas costas, o país possui o melhor. Começe com o chupe de mariscos, típico prato de mar adereçado com un delicioso molho tradicional de pão, com un toque de picante, ou com o tradicional curanto e o pulmay, dois pratos em base à mariscos que apenas diferenciam-se pela forma de preparo. O primeiro é cozido em um buraco aberto na terra, sobre pedras quentes com folhas de nalca. Nele são depositados os mariscos, carne de ave e porco, cebolas, ají e outras espécies. Serve-se acompanhado de batatas e com “chapaleles” (espécie de omeletes à brasa). O pulmay é cozido em uma panela. Experimente também a soupa de mariscos, a cazuela de mariscos ou a sopa de peixe, todas elas uma delícia. 57

O Chile é, indubitavelmente, o país da América Latina que possui os melhores vinhos tintos elaborados com a uva Cabernet Sauvignon, alguns dos quais colocados pelos especialistas entre os melhores do mundo. Os vinhos tintos de outras uvas, especialmente a Merlot, melhoram a cada dia e alguns também já se destacam mundialmente. Os vinhos brancos, particularmente os elaborados com as uvas Chardonnay e os Sauvignon Blanc, fracos até cerca de uma década atrás, melhoraram substancialmente.


CHILE

20 MIN FÁCIL ALTO

INGREDIENTES • 500 g de camarões grandes • 1 caldo de peixe • 1 xícara (chá) de farinha de trigo • 2 ovos batidos • 2 xícaras (chá) de coco ralado • Óleo para fritar Molho • 1 colher (sopa) de manteiga •1 colher (sopa) de açúcar mascavo • 1 colher (sopa) de gengibre ralado • ½ xícara (chá) de purê de tomate 1 colher (sopa) de amido de milho 1 xícara (chá) de água 1 colher (chá) de sal

Camarões Empanados MODO DE PREPARO: 1. Limpe os camarões, lave e tempere com o tempero para peixes. 2. Empane os camarões passando pela farinha de trigo, em seguida pelos ovos batidos e pelo coco. 3. Frite os camarões em óleo quente e escorra em papel absorvente. Molho 1. Aqueça a manteiga e junte o açúcar mascavo e o gengibre. 2. Misture bem e acrescente o purê de tomate, o amido de milho dissolvido na água e o sal. 3. Cozinhe mexendo sempre até engrossar.

Riti seceatem quas re posae is modigendel et qui ut doluptium rest, od earum antionsequod ulparum que prati nonse eatet alit il inciis dignam aut vit, tem aut abore etum et licia deliqui deliqua tiuntiur ab illit adit perum faciendem as.

4. Sirva os camarões empanados com o molho à parte. Decore a gosto.

58


www.empagran.cl


CHILE

25 MIN FÁCIL ALTO

INGREDIENTES • 1 filé de salmão • 1 1/2 copo de suco de laranja • 1/2 copo de shoyu • 1 cebola media picada • 1 gengibre ralado • 2 dentes de alho socado • sal

Salmão ao molho Cit rus MODO DE PREPARO: 1. Em um recepiente reserve o salmão já limpo, sem a pele. 2. Em uma panela no fogo médio, coloque o suco de laranja, a cebola, o alho picado, o gengibre ralado e o shoyu. Deixe ferver um pouco e jogue em cima do salmão. 3. Cubra com papel alumínio por 20 minutos, retire o papel e deixe dourar um pouco.

O salmão pode ser servido com arroz branco ou com purê de batata doce, que é o mesmo procedimento de pure de batata normal, uma saladinha verde e bom apetite!

60


www.diamondcrystalsalt.com


CHILE

30 MIN FÁCIL BAIXO

INGREDIENTES • 1/2 quilo de feijão mulatinho • 1 kg de farinha de trigo especial • 1 colher (sopa) de sal •200 g de manteiga • água morna Recheio • 1 kg de carne bovina limpa • 1 kg de cebola • 100 g de manteiga • 1 concha de caldo de carne • 1/2 maço de cebolinha • 8 ovos cozidos duros,

Empanadas de Carne MODO DE PREPARO: 1. Misture a farinha, o sal e a manteiga em cima da mesa, formando uma coroa. Vá colocando a água morna aos poucos e misturando bem a massa até que ela fique flexível. Divida em bolas. 2. Estique cada uma com o rolo até obter discos com espessura de mais ou menos 2 mm. Reserve Recheio 1. Doure a cebola na manteiga e junte a carne. Acrescente o caldo de carne e os outros temperos e misture bem. Cozinhe bem por uma hora. 2. Deixe esfriar e leve à geladeira em outro recipiente. Na hora de

Na Espanha, empanada pode ser tanto uma torta de carne de porco como uma massa de pão recheada com cebola, pimentão e frango. Mas a versão que se popularizou no Brasil veio do vizinho Chile: um pastel de forno, cujo recheio mais tradicional é feito com carne, como na receita a seguir.

montar as empanadas, pique os ovos e a cebolinha e misture bem ao recheio de carne. Coloque uma colher de recheio no centro do disco, uma azeitona e duas passas. Umedeça a borda e feche a massa. Asse as empanadas no forno quente, em assadeira enfarinhada, até dourarem.

62


www.apartcentralsantiago.com


CHILE

40 MIN FÁCIL MÉDIO

INGREDIENTES • 8 espigas de milho • 1 kg de carne moída • 4 xícaras de cebola picada • 1 colher (chá) de cuminho • 1 colher (chá) de páprica • 1 xícara de leite • 1 xícara de azeitonas preta • 50 gramas de uvas passas • 1 1/2 kg de frango • 1/2 xícara de caldo de galinha • 2 1/2 colher (chá) de açúcar • Óleo de milho • Pimenta • Sal

Tort a

de Milho

MODO DE PREPARO: 1. Doure a carne com a cebola picada em cubinhos pequenos, as passas previamente hidratadas, cuminho, sal, e pimenta. Retire do fogo e junte as azeitonas pretas. 2. Corte o frango em pedaços pequenos e em uma outra panela, refogue com um pouco de azeite bem quente por volta de 25 minutos. 3. Coloque os grãos de milho em um liquidificador e em seguida coloque este creme de milho em uma outra panela em fogo lento e acrescente aos pouquinhos o leite. Deixe cozinhar em fogo médio por 2 a 4 minutos para que fique espessa. 4. Coloque em um refratário de vidro, a carne moída, e os pedaços de frango bem distribuídos. Despeje a massa de milho com leite sobre a

Uma torta divina que vem a ser o prato típico nacional do Chile, criada pelos índios mapuches, modificada com ingredientes espanhóis. É uma delícia, esta iguaria que o povo chileno soube tão bem preserva.

carne e o frango, cobrindo completamente. 5. Polvilhe com açúcar refinado e leve ao forno pré-aquecido por volta de 30 minutos em uma temperatura media. 6. Aumente a temperatura ao máximo por mais 10 minutos.

64


www.lh3.ggpht.com


Col么mbia


Cartagena, Col么mbia

15


Um passeio pela Colômbia

A Colômbia está localizada ao norte do Mar das Caraíbas, ao leste é a Venezuela e o Brasil, ao sul o Peru e Equador e a oeste o Oceano Pacífico e o Panamá. Além do território continental, inclui também dois pequenos territórios insulares, o território de San Andrés e Providencia, no Mar das Caraíbas, e a ilha de Malpelo, no Pacífico. É o segundo país mais populoso da América do Sul, com aproximadamente 45 milhões de habitantes, e é o terceiro país mais rico desta. É também o 25º maior país em área no mundo e o quarto da América do Sul.

www.incredimazing.com

Sua capital é Bogotá, fundada em 1538, com o nome de Santa Fé de Bogotá. Hoje possui quase sete milhões de habitantes, é a maior cidade do país e uma das mais populosas da América do Sul e do mundo. Administrativamente, o país é dividido em 32 departamentos e em quatro distritos. A sua forma de governo é a República, com o presidente e o vice exercendo o mandato por quatro anos. A língua oficial é o castelhano, herdado dos colonizadores espanhóis que foram metrópole do país até o início do século XIX.

69


A CULTURA COLOMBIANA A grande diversidade étnica do país faz da Colômbia uma nação de grande riqueza cultural. Das regiões com forte presença do elemento indígena - Amazonas e Orinoquia - àquelas de maior importância do elemento afrocolombiano, passando pelas zonas de maior colonização européia,

os visitantes encontram variadas manifestações desta diversidade durante o ano inteiro. A religião, que também foi influenciada pelos europeus, é presente em boa parte da população, e maior das religiões na Colômbia é a católica: 90% dos habitantes pregam esta religião. Devido à geografia do país, e dificuldades de acesso entre as regiões, criaram-se diver70

sas culturas regionais diferentes dentro do país. É surpreendente a sua importância dentro do mundo da escrita, da literatura. Falar da cultura no geral, na Colômbia, devemos destacar que a Colômbia é um país culturalmente diverso, com pequenos hábitos que se instalaram no interior. A religião, que também foi influenciada pelos europeus.

www.jansochor.com

Mulher dançando Cumbia


A COZINHA COLOMBIANA

CULTURA NA COZINHA

A Colômbia constitui um ponto de encontro por excelência das culinárias árabe, espanhola e andina, o que resulta numa enorme variedade e riqueza dos pratos e ingredientes utilizados. A culinária colombiana tem forte presença do milho além de outros tubérculos. Uma fruta comum nos pratos do país é o abacate. Não é difícil constatar que os colombianos competem de igual para igual com gaúchos e argentinos quando o assunto é churrasco. Suaves, bem temperadas e macias, a carne de boi, de porco, de veado e de frango chegam à mesa suculentas e acompanhadas de legumes e saladas diversas, mesmo nos restaurantes mais econômicos. Os pratos típicos também levam maior quantidade de temperos, porém não tanto como nas culinárias indiana e mexicana, por exemplo. A mandioca também é presente em diversos pratos. Para acompanhar, não dispense o suco de tangerina, nem o de graviola. Vale à pena experimentar também a “Colombiana”, um “refrigereco” com gosto de groselha. A bebida mais comum e a marca da culinária no país é o café. 71

O café tem forte presença na história e na economia colombianas e é reconhecido como um dos melhores do mundo. O país é o terceiro maior produtor mundial do grão e tem mais de 590 municípios cafeeiros, que exportam o produto para 36 países. O setor cafeeiro representa 12,4% do PIB agropecuário do país, gerando mais de um milhão de empregos diretos e indiretos. O reconhecimento internacional do café colombiano é reflexo da preocupação dos mais de 513 mil cafeicultores do país com a qualidade dos métodos de produção.


COLÔMBIA

40 MIN MÉDIO MÉDIO

INGREDIENTES • 2 colheres (sopa) de alcaparras • 1 lata de creme de leite • 1 e ½ quilos de frango cortado • 3 espigas de milho verde •1 abacate sem casca e cortado • Louro, cominho, tomilho e sal • 4 batatas cortadas em fatias • Pimenta-do-reino, em grãos • 1 cebola (grande)

Ajiaco de Frango MODO DE PREPARO: 1. Coloque o frango em uma panela e cobrir com água. 2. Junte a cebola, o louro, o cominho, o tomilho, o sal e a pimenta. Cozinhe até que a carne fique macia, espumando de vez em quando. 3. Retire os pedaços de frango e desosse, eliminando a pele. Corte em tiras. 4. Coe o caldo, passando para uma outra panela, e junte as batatas e o milho, até que tudo fique bem macio. 5. Ao servir, coloque em cada prato de sopa 1 colher de creme de

O Ajiaco é uma sopa originária de Bocayá e Cundinamarca. Os ingredientes básicos desta receita são o frango, a “batata criolla”, a “pastusa”, a “sabanera”, a “mazorca” e as “guascas”. E, para acompanhar a sopa, é comum servir sobre a mesa crema de leite, arroz, alcaparras e abacate que cada qual se servirá a seu gosto.

leite, 1 colherada de alcaparras, 1 concha da sopa e algumas fatias de abacate, que deverão flutuar.

72


www.recipes4us.co.uk


COLÔMBIA

50 MIN MÉDIO ALTO

INGREDIENTES • 500 g de mexilhão • 400 g de arroz • 500 g de amêijoas • 500 g de camarão • 4 bocas de sapateira • 4 colheres (sopa) de azeite • 1 cebolas médias picadas • 50 g de margarina • 2 dentes de alho picados • 1 molhinho de coentros • Picante à gosto • Sal à gosto • 100 ml de vinho branco

Arroz com Mariscos MODO DE PREPARO: 1. Limpe e lave os mariscos. 2. Cozinhe e descasque, aproveitando a água de todos eles, e deixando alguns camarões inteiros para decoração. 3. Com as cascas e cabeças do camarão faça um bom caldo. 4. Refogue os alhos picados e as cebolas no azeite e margarina, sem deixar queimar. 5. Junte o caldo, e o vinho deixe levantar fervura e, junte o arroz (4 xícaras de chá de caldo para 1 xícara de chá de arroz) deixe cozinhar por 12 minutos. 6. Junte os mariscos e os coentros picados, acerte os temperos e

Otaecae voluptaspid et vendam qui reratur sapercit aceaquiat re et quam exceri simi, consequid quidita cus, ullandist, omnis de postis nobis de modit utas doles quianim porest, sum ut ate omniendit vercideliqui.

deixe no fogo por mais 3 minutos. 7. Retire a panela do fogo e decore com alguns camarões inteiros. 8. Sirva de imediato.

74


www.piolinrestaurant.com


COLÔMBIA

40 MIN FÁCIL MÉDIO

INGREDIENTES • 1/2 quilo de feijão mulatinho • 2 folhas de louro • 100 g de toucinho em cubinhos • 150 g de linguiça calabresa • 1 maço de couve • 300 g de lombinho de porco • 1 cebola picada • 3 dentes de alho amassados • farinha de milho grossa • cebolinha a gosto • 6 ovos

Bandeja Paisa MODO DE PREPARO: 1. Cozinhe o feijão mulatinho com sal e as folhas de louro. Separe a metade e bata no liquidificador com a água do cozimento. MIsture os 2 e reserve. 2. Em uma panela, frite o toucinho, as linguiças e o lombo de porco até começarem a dourar, junte os alhos, a cebola e deixe dourar. 3. Acrescente a mistura do feijão e vá colocando a farinha até dar o ponto, que deve ser de consistência pastosa. 4. Coloque num recipiente, polvilhe com a cebolinha. 5. Sirva com arroz branco, o lombinho de porco, a linguiça calabresa, a couve e o ovo frito.

Apesar de a Bandeja Paisa designar uma região específica da Colômbia, é possível encontrá-la em vários restaurantes, espalhados por todo o país. Os elementos que compõem a bandeja paisa variam de acordo com as diferenças geográficas e climáticas.

76


www.farm3.static.flickr.com


COLÔMBIA

15 MIN FÁCIL BAIXO

INGREDIENTES • 1 lata de leite moça • 1 medida (da lata) de leite • 2 canelas em pau • cravo-da-índia • 1 coco fresco ralado

Cocada de Colher MODO DE PREPARO: 1. Numa panela, misture o leite moça, o leite, a canela, os cravos e o coco. 2. Leve ao fogo baixo, mexendo sempre por cerca de 15 minutos, até ficar consistente. 3. Retire do fogo, deixe esfriar e leve à geladeira.

Sa quaspe vellaut adiasperum voluptur, sit atur. Ga. Itatem labo. Ucidit quos con pe et velia nos sent est ad molorendi ut perumquas es atium faceaquam, corem inctessum dendae cum re andunt es alit dolupti am reped

78


www.portalibahia.com.br

Viagens Gastronômicas pela América Latina  

Trabalho de TCC

Advertisement