Issuu on Google+

Grupo 1

Números

Ariel Regina

2

Beatriz Nardi

3

Danielle da Silva

6

Gabriel Salla

9

Heloisa Feliciano

12

Lethícia Santos

17

Luíza Garcia

19

Moisés Naranjo

23

Monique Martins

24


8 mil anos atrás

• Primórdios da agricultura • Caçadores da pré-história

Ano 1000 (século II)

• Civilizações agrícolas (Oriente Médio e Mediterrâneo);

Ano 1650 (Século XVII)

• Expansão ultramarina e demanda por madeira naval; • Povoamento na América.

Ano 1950 (Século XX)

• Neocolonialismo; • Primeira Guerra Mundial; • Segunda Guerra Mundial; • Expansão econômica (Café e cana)

Ano 2000 (Século XXI)

• Substituição de florestas primárias por reflorestamento (América do Norte e Europa); • Início da expansão agrícola na Amazônia; • Exploração florestal intensa do sudeste asiático e da África equatorial.


Com as atividades agrícolas, inicia-se, em vários lugares do mundo, o período neolítico, substituindo a idade da pedra lascada. A agricultura surgiu quando as comunidades humanas perceberam que poderiam plantar as sementes do que comiam, produzindo mais. Mesmo com a ascensão da atividade, não houve desmatamento, pois era realizada em terras férteis, como margens de rios. Pode-se então dizer que o homem dessa época viveu em estreito contato com o seu meio ambiente natural, não precisando criar novos recursos porque dispunha do necessário para a sua sobrevivência. Porém, quando essas necessidades cresceram e não mais se tornou possível atendê-las através da caça e da coleta, foi preciso desenvolver uma nova estratégia de sobrevivência: a agricultura.


A principal atividade econômica na Mesopotâmia era a agricultura, tal como a do Egito. Sendo a principal fonte de subsistência na Mesopotâmia, o poder público controlava de perto a construção de reservatórios de água, canais de irrigação e depósitos de alimentos. Para isso usava a mão de obra das populações camponesas, submetidas ao pagamento de impostos ao rei.


Mas com os bloqueios pelo percurso, veio à procura de novas terras, o que iniciou o processo de colonização de exploração e de povoamento. Isso ocorreu um impacto no ambiente natural, pois com a exploração, muitos recursos naturais foram retirados da terra nativa, e com o povoamento, houve necessidade de desmatar áreas para a construção de moradias. As atividades econômicas na América também influenciou no desmatamento. A expansão ultramarina ocorreu por causa do comércio das especiarias que vinham do Oriente que se valorizaram na Europa e arrecadaram altos lucros. Foi nesse contexto que países como Portugal e Espanha iniciaram a expansão ultramarina européia, com o objetivo de encontrar rotas marítimas em direção às Índias. Com esta, houve a necessidade de meios de transportes: navios, que demandam a madeira para serem construídos.


• Neocolonialismo e expansão econômica O neocolonialismo é um novo tipo de colonialismo patrocinado pela burguesia industrial, em que sua fase capitalista era denominada financeira e monopolista, cujo objetivo era a garantia de matéria-prima, reserva de mercado para a produção e mercado consumidor. No caso da Ásia e África, a missão civilizadora era a desculpa de explorar tudo das colônias para fornecer recursos à industrialização, com base no monopólio (causando impactos ambientais).


• Primeira e Segunda Guerras Mundiais.



Linha do tempo desmatamenro mundial