Issuu on Google+


By Amanda Heath


Copyright © 2013 por Amanda Heath

Todos os Direitos Reservados.

Este ebook é licenciado apenas para seu prazer pessoal. Sem limitar os direitos sob os direitos autorais reservados acima, nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, armazenada ou introduzida em um sistema de recuperação ou transmitida de qualquer forma ou por qualquer meio (eletrônico, mecânico, fotocópia ou outro meio), sem a prévia e por escrito permissão do proprietário dos direitos autorais, exceto no caso de breves citações incorporadas dentro artigos críticos e resenhas. Este livro é uma obra de ficção. As pessoas, incidentes e diálogos são produto da imaginação do autor. Qualquer semelhança com pessoas reais, vivas, mortas ou mortos-vivos, é mera coincidência. Devido à natureza dinâmica da Internet, todos os endereços da Web ou links contidos neste livro podem ter mudado desde a publicação e pode não ser mais válido.

Capa feita por Regina minha Mãe Design Formatação por Little Dove Formatação Leitores da prova / leitores / editores Beta: Martens Amanhecer, Jéssica Johnson Fairy Dust fonte © Marcel de Jong Anyk fonte © Anaid Tejeda Bascula fonte © Fernando Carvente Ama Devine fonte © Ms. DeVine


Para vocĂŞ Porque eu disse assim


Índice Analítico

Capítulo 1 Capítulo 2 Capítulo 3 Capítulo 4 Capítulo 5 Capítulo 6 Capítulo 7 Capítulo 8 Capítulo 9 Capítulo 10 Capítulo 11 Capítulo 12 Capítulo 13 Capítulo 14 Capítulo 15 Capítulo 16 Capítulo 17 Capítulo 18 Epílogo Agradecimentos Sobre o autor Norma Jean Quem ele é Kade


CAPÍTULO 1

A água do chuveiro está escaldante. Queima-se ao longo de minha pele, tornando-a um lindo tom de rosa. Eu não me importo, pois eu quero todo esse sangue de mim. Esse não é meu sangue, você mente. Não é dele. Encaro como a água tingida de rosa rola para o ralo. Estou sentado no chão do chuveiro com meus joelhos puxados para o meu peito. Minha mente está completamente dormente. Recuso-me a pensar sobre as coisas que eu fiz. Recuso-me a pensar sobre o que eu tenho passado. A vida te joga merda só para bagunçar tudo. Bem, a vida pode tomar um maldito caminhado. Eu tive bastante merda acontecendo comigo nos meus 17 anos que me recuso a deixar que qualquer outra coisa ruim aconteça novamente. - Você precisa limpar esse sangue de você – A voz do meu irmão mais velho Aiden resmunga através da cortina de chuveiro - Eu tenho algumas roupas separadas para você. Nós ainda temos que pintar o cabelo - Eu vejo sua sombra levantar as mãos para cima para pegar algo. - Tudo bem - Eu sussurro. Levanto-me e pego a ducha do chuveiro para lavar o meu corpo. Eu me esfrego três vezes, apenas para ter certeza que estou limpa. Eu quero todo o seu sangue fora de mim. O que aconteceu foi tão horrível, mas eu não consigo ter nenhum remorso por isso. Aquele desgraçado merecia. Pois o que ele queria fazer a Aiden. Se ao menos ele tivesse aceitado a minha ajuda. Mas não queria um menino. Não que isso o torna diferente, mas então eu poderia ter salvado Aiden das coisas horríveis que ele fez. Se apenas. Eu saio do chuveiro e me sequei. Eu envolvo a toalha em volta do meu corpo quando eu termino e me sento na cadeira que fica em frente a penteadeira da minha mãe - Eu já sai do banho - Eu chamo o meu irmão. - Sobre o tempo. Nós temos que sair daqui uns cinco minutos atrás - Ele pega as luvas em cima da penteadeira e passa a tinta de cabelo em mim. Ele queima o meu couro cabeludo e eu estremeço. Meu cabelo é um castanho mel natural, mas eu estou indo para o esconderijo. Eu tenho que ser alguém diferente. Eu tenho que deixar para trás tudo o que eu amo. Todo mundo que eu amo, bem, exceto para Aiden. Meu PlayStation 3. Minha erva. Meus all-star pretos. Todas as minhas camisetas com as suas insinuações sujas. Minhas calças jeans largas com todos os buracos. Em vez disso eu vou ter que ter um estilo de vida completamente diferente. Vou ter que


realmente me levantar todas as manhãs e fazer meu cabelo e maquiagem. Vou ter que usar roupas e sapatos de grife. Vou ter que falar como uma completa e total cabeça de vento. Jesus eu preciso de um plano. Eu não quero nada mais do que esquecer o último par de horas e receber alta. Essa é a vida de um ex-drogado para você. Quando a vida fica muito difícil de lidar, de uma tragada. Aiden não diz nada para mim enquanto ele pinta meu cabelo. Eu não esperava que ele fosse. O que aconteceu foi fora do meu controle, fora do controle de todos. Embora nós finalmente, estávamos pensando em sair deste inferno que chamamos de vida, as coisas pareciam ter acelerado. Eu vou sair de casa eu cresci em hoje à noite, ou de manhã cedo, do jeito que você um quer olhar para ele. Aiden vai me levar para o Arkansas, que é cerca de 20 horas daqui. Ele vai me deixar em um hotel onde estou registrada no nome de Grace Breadfield. (Este não é meu nome real.) Quando for a hora eu vou para a Universidade de Arkansas em Fayetteville e me inscrever para as aulas. O que é assustador, porque eu ainda não terminei o ensino médio. Não me pergunte como isso é possível, porque eu não sei. Aiden aparentemente conhece alguém que arranjou tudo. Identidade falsa, certidão de nascimento, número de seguro social, e diploma do ensino médio. Eu sei por que ele escolheu Arkansas. Ninguém iria olhar para nós lá. Eu nunca estive lá, nem que nós já conversamos sobre isso. Eu nasci e cresci em Nova York, então Arkansas está muito longe de casa. Qualquer um que me conhece vai dizer à polícia que eu não iria muito longe de Nova York. Isto é o que eu sei, onde eu me sinto confortável. Meus amigos iriam rir se ouvirem que o Arkansas é o lugar onde eu acabei. Eu sempre quis ser atriz. Minha mãe mesmo pagou pelas aulas desde que eu tinha cinco anos. Eu sei como falar com um sotaque do sul, e não soar falso. Nos últimos anos, eu meio que fiquei deriva do meu sonho, mas agora eu meio que tenho de vivê-la. Eu não poderia me tornar famosa ou receber o pagamento, mas sei que minha família estará em segurança. Desta forma, ninguém descobrirá o que todos nós estamos tentando esconder. - Agora vá lavar a cabeça que ainda temos que pintar o meu cabelo - A voz de Aiden através dos meus pensamentos. Isso me lembra como é engraçado quando você é pequeno e você gostaria que pudesse fugir e viver um pouco de vida emocionante, mas isso nunca acontece. Bem Aiden e eu éramos algumas dessas crianças e sempre quisemos fugir juntos. Eu não sei sobre viver uma vida emocionante no Arkansas, mas pelo menos nós podemos fazer isso juntos. Eu gostaria que fosse em circunstâncias diferentes. - Tudo bem - Eu digo baixinho, colocando minha cabeça sob a torneira da banheira e lavo os cabelos. Quando eu termino faço o mesmo com Aiden e o ajudo a lavar tudo. Nós colocamos nossas roupas novas. É engraçado que você pode comprar com um monte de dinheiro. Algo que eu nunca pude antes. Eu tinha coisas boas quando pequena, mas eu não podia comprar as coisas mais caras que eu queria. Aiden fez e ainda faz. Embora ele sabe que roupas e sapatos, oh e rapazes. Meu irmão joga para a mesma equipe. Não que alguma vez me fez amá-lo menos. - Você está pronta para ir, amor? - Aiden diz entrando no meu quarto, pela última vez, talvez. Eu me levanto da minha cama e olho para o espelho na parte de trás da minha porta. Eu


não reconheço a menina olhando de volta para mim. Seu cabelo é louro platinado e o meu é marrom mel. Seus olhos são azuis escuros e os meus são castanhos. Sua camisa é rosa e mostra demais clivagem. Enquanto minha camisa teria sido preto e diria algo como - Se é longo e difícil, então é provavelmente o meu taco de beisebol - A saia é feita de rendas e pára cerca de um palmo dos joelhos. Eu nunca seria pega nem morta usando uma saia. Jeans baggy todo o caminho para esta menina. Seus sapatos são sapatilhas de couro, eu tenho certeza que Aiden tem a Prada. Eu teria um all-star. Nunca qualquer outra coisa. Ela também tem uma bolsa Gucci pendurada no antebraço. Eu não seria pega nem morta com uma bolsa. - Sim - Eu digo encolhendo com a minha aparência. Vamos começar este show na estrada. Eu paro para admirar Aiden em suas mudanças. Seu cabelo não é tão leve quanto o meu, mas o seu ainda um loiro sujo onde eu estou acostumado com marrom mel. Seus olhos castanhos são agora verdes, mas eu ainda posso ver a dor em si. Eu não acho que ele nunca iria se livrar dele. Eu sei que eu não vou. Aiden sempre andou bem vestido, por isso é estranho vê-lo em uma camiseta de banda e calça jeans rasgadas que não foram concebidos dessa maneira. Seus sapatos são kickers rabo preto e eu sorrio com a visão. Seus músculos se sobressaem contra o tecido de suas roupas, uma vez que são demasiado pequenas. Aiden funciona religiosamente e você pode definitivamente dizer em suas roupas novas. Antes de conhecê-lo, eu estou sentado no lado do passageiro do Volvo de Aiden, enquanto ele carrega as malas no porta-malas. Estávamos pensando em o que fazer quando chegasse o momento. Então, eu sei que ele está animado para sair daqui. Eu acho que ele está pronto para sair desde que ele completou dezoito anos a dois anos. Ele estava esperando por mim. Pena que acabo de completar dezessete anos, mas nenhum de nós pode viver mais aqui. E eles virão nos procurar. Somos seus peões e sacos de boxe. Bem, não mais.

2 meses mais tarde ...

Se Teagan Harper sabia quem eu era realmente, então teria sido melhores amigos. Ela se veste como eu me vestia antes e ela é muito imatura. Embora a imaturidade não é culpa dela. Eu não acho que alguém em sua família deixá-la crescer. O que nos leva ao meu nível, já que eu sou dois anos mais nova do que ela - Quem está dando essa festa? - Ela me pergunta, enquanto eu estaciono o meu carro do lado de fora desta casa bonita nos subúrbios de Fayetteville. - Não faço idéia - Eu digo a ela em meu sotaque falso e com o meu sorriso falso. Eu realmente não quero estar nessa festa desde que eu nunca seria pego morto em uma festa antes de me tornar Grace. Eu tive um relacionamento sério e nós terminamos cerca de cinco meses. Grace é o garoto louco e eu não posso nem acompanhá-la nessa frente. - Espero que meus irmãos não apareçam - Ela morde a unha e caminha à minha frente


para a porta da frente. Seus longos cabelos negros balançavam perto de sua bunda e eu posso imaginar seus grandes olhos verdes arregalados daqui. Ela não saia muito, considerando seus irmãos gêmeos não a deixava ficar perto do sexo oposto. - Jaden está na equipe, TEAG. Tenho certeza que ele está aqui - Agora um homem para ser louco. Jaden Harper é um Deus. Cabelo curto preto, olhos azuis escuros, e um corpo para morrer. Aiden diz que ele é o cara perfeito para mim para ir para. Isso seria porque ele não é o meu tipo. Ele é um bom rapaz e conduzido. Eu gosto deles mal e alfa até o osso. Eu quero um homem que vai me jogar contra a parede e beijar a respiração fora de mim. Eu quero que ele rosne e fique com ciúmes se outro cara fala comigo. Eu quero que ele seja louco e excêntrico na cama. Sim, eu definitivamente estou pedindo muito. - Porra, eu não pensei sobre isso. Talvez devêssemos ir embora - Ela se vira para mim e eu invejo os Avenged Sevenfold camisa, que está pirando assinados. Agora, M. Shadows é um homem para ir atrás. - Não, Hun, se vemos um dos gêmeos pau, iremos em outra direção - Eu deslizo meu braço através dela e a puxo em direção à porta da frente. Entrando na casa eu paro e observo o ambiente. É definitivamente mal decorado este lugar, com seu sofá azul e TV de tela grande na sala de estar. Há um tapete com um cão de caça no chão abaixo da mesa de café escuro. Há fotos de futebol em toda parede da sala. Homem, totalmente. Teagan e eu abrimos caminho através da multidão, à procura de algo para beber. Eu odeio álcool e agradeço ao Senhor que eu arrumei um conjunto na minha bolsa. Eu sei que eu deveria parar, mas eu tive que desistir de tudo o que me fez feliz, eu simplesmente não conseguia lidar sem a minha erva. Eu tenho um problema, não julgue. Depois que os jogadores de futebol se Teagan e eu para levar seis tiros um pedaço, eu sou além de embriagado. O quarto tipo de rodadas e eu fico me perguntando se eu realmente estou girando ou se ele está na minha cabeça. Isso é quando eu me deparo com ele. Ele eleva-se sobre mim e eu tenho que olhar quase em linha reta até ver seus olhos azuis pálidos. Seu cabelo loiro trava para baixo em seus olhos e eu quase desmaio quando ele joga a cabeça para trás para removê-lo. Há um sorriso em seus lábios cheios e eu de alguma forma encontrar a força para não inclinar-se e mordiscar o inferior. Seus jeans estão soltos e pendurado seus quadris, mostrando um pico de seu estômago. Eles têm salpicos de tinta de todas as cores em todo deles. Eu também não acho que já tenha visto um abdômen sexy antes. Tatuagens surgiam para fora de suas mangas de camisa e tudo o que posso pensar é que ele é um conta-gotas calcinha total. Nada eu sou muito encrencado. - Olá Anjo.

Quando Jaden telefonou e me convidou para a festa de Declan, tudo que eu conseguia pensar era transar. Universitárias bêbadas são os melhores para isso. Todo mundo quer viver livre e ter novas experiências e que certamente teria um comigo. Você vê, eu gosto de


coisas um pouco bizarras. Não, eu não saia em mordaça bola e butt plugs, mas eu gosto de amarrar as minhas conquistas e talvez adicionar um pouco de surra. Você ficaria surpreso com o que é para isso. Então, tudo o que posso pensar quando eu corro para a loirinha, é as mãos atadas por cima da cabeça e seus generosos seios saltando ao redor, enquanto eu estou fodendo ela. Eu poderia envolver os cabelos loiros longos em torno de minha mão e puxar até que ela grite de prazer. Minhas mãos alisando todas aquelas curvas escondidas debaixo de suas roupas caras. A inocência nos olhos dela diz que ela pode não estar pronta, mas eu tenho minhas próprias regras quando se trata de sexo. - Quem você está chamando de anjo - ela cospe raiva. Droga pouco perca inocente tem algum fogo. Talvez eu estivesse errado sobre o que aqueles olhos azuis escuros estão me dizendo. Eu sorri e agarrei a mão dela puxando-a para o meu corpo - Você. A forma como a luz brilha sobre todo este cabelo loiro faz você olhar como você está vestindo um halo - Eu coloco a minha mão na parte inferior das costas e balanço os quadris nos dela. Ela bufa, antes de colocar as mãos no meu peito empurrando meu corpo para longe dela Eu não sou um anjo. Eu também não sou de apenas uma noite, então de meia volta e siga em frente - Seus olhos tem o brilho de um assassino sangrento, mas eu não estou ouvindo. Se eu estava interessado antes, estou encantado agora. Eu a puxo de volta para mim e coloco as mãos em seus quadris e balanço para trás e para frente - Apenas dance comigo, Anjo. Vamos ver até onde vai a partir daí - Eu daria qualquer coisa para que ela apenas dance comigo. Toda garota que encontro parece querer mais do que eu faço. Está ficando velho rápido, mas esta pequena miss quer lutar para trás e meu pau tem o nome dela. Falando de nomes - Qual é o seu nome, Anjo? - Grace. E eu não estou a fim de dançar com você, Sr. Hands - Ela tenta se afastar novamente, mas eu a seguro em meus braços mantendo-a o mais perto possível. - Bem, já que você perguntou tão bem, meu nome é Caden. Apenas Caden, não reduzi-lo ao Cade. Essa merda é irritante – Grace está lá rigidamente e continua brilho. Eu sou o tipo de vergonha que eu estou tão ligado. - Eu não pedi. Solte-me antes de eu joelho la nas bolas - Ela aperta os olhos seus olhos para mim e seus lábios carnudos. É honestamente bonito como merda. - Acalme-se, Anjo. Dance algumas músicas comigo e se você ainda quiser me acertar nas bolas, eu vou deixar você ir – Ela relacha, mas não se move para colocar as mãos em volta do meu pescoço como eu quero que ela faça. - Tudo bem. Eu ainda vou querer acerta o joelho nas bolas antes de ir embora - Seus braços finalmente estão no meu pescoço e ela move os quadris com a música. Estou fascinado pela forma como ela se move. Eu nunca vi alguém se mover tão livremente sem querer alguém para olhar. Ela já deixou claro que ela não se importa se alguém olhar. - Quantos anos você tem? – Pergunto baixinho junto ao ouvido dela, que a faz tremer um pouco. Finalmente uma reação que eu quero. - Dezenove. Eu sou novata - Ela faz uma pausa, olhando para mim com o mistério daqueles olhos azuis - Você tem dezenove anos e também é um calouro, mas você sabe que seu major. Você também tem um irmão gêmeo chamado Jaden, mas vocês apenas são parecidos no rosto. Você também tem uma irmã mais nova chamada Teagan, que também é uma novata. Salve o fôlego me dizer sobre si mesmo. Eu pisco várias vezes e me pergunto se eu estou sendo seguido - Como você sabe tudo isso? - Grace continua a dançar, mas eu tenho ido ainda.


- Teagan é minha companheira de quarto. Não se preocupe, eu não estou te seguindo Ela ri e se vira pressionando a bunda contra minha virilha. - Você é que Grace? Droga. - Não que isso vai me fazer parar de seduzi-la. É meio que eu vivo. - Sim, eu sou aquela Grace. Teagan fala sobre você e o resto da família o tempo todo Ela balança bunda suavemente contra mim e meu pau começa a ficar em atenção. Ele quer o que ela tenha escondido sob esta saia de renda. Eu não respondo. Em vez disso, eu corro minha mão de seu ombro, sobre os seios, a barriga para baixo e paro no lugar que eu realmente quero estar. Ela é uma porcaria em um suspiro e sinto meus lábios puxar para um sorriso. As mãos dela deixam meu pescoço e passam pelo meu cabelo, puxando levemente. Eu não vou mentir, eu totalmente gemi. - Eu sei o suficiente sobre você, Grace - Eu me inclino um pouco e sussurro em seu ouvido - Eu sei que eu quero tocar cada centímetro deste corpo. Eu sei que eu quero te beijar até que nenhum de nós perca o fôlego. Eu também sei que eu quero saber o como que você soa quando goza. Quero sentir o seu gosto deslizando meus dedos dentro e fora de você, ou você me fodendo no próximo ano - Faço uma pausa para passar o meu polegar sobre o bico de seu seio, que chegou a ficar duro, enquanto eu estava falando - É isso que eu sei. Ela geme um pouco e meu pau responde fazendo meu jeans ficar mais apertado. Seu rosto se vira para mim onde ela sussurra - Só sexo. Eu não posso me envolver com um cara como você. Concordo com a cabeça quando dou um passo para trás e olho em seus olhos. Eu não sei o que como o inferno era para dizer, mas eu não me preocupo muito com isso. Eu pego sua mão e a puxo até a porta da frente. Meu Mustang está estacionado cerca de vinte metros à nossa frente e eu espero que eu possa chegar lá antes de eu tentar devorá-la.

Desde que eu me recusei a viver em um dormitório com Jaden, nossos pais alugaram um apartamento não muito longe do campus. Eu amo meu irmão gêmeo, mas é impossível de se conviver. Espero que como o inferno que ele ainda esteja na festa. Quero Grace gemendo alto. Porra, eu quero foder muito essa mulher. - Você tem sorte de estar vivendo fora do campus. Eu amo Teagan, mas eu odeio ter uma companheira de quarto - Grace diz enquanto ela fica fora do meu carro. Eu fico olhando para a bunda dela, enquanto ela suavemente puxa para baixo sua saia. - Eu ainda tenho que dividir espaço com Jaden. Ele não é o mais fácil de se conviver - Eu dou de ombros quando eu saio e vou para o lado do passageiro. Antes que ela possa ficar longe de mim, eu a apoio na lateral do meu carro. Eu nem mesmo recupero o fôlego antes de eu beijar seus lábios. Ela abre um suspiro e eu não perco tempo deslizando minha língua em sua boca. Seus braços em volta do meu pescoço e as pernas se prenderem em torno de meus quadris. Eu mantenho o peso dela contra o carro e escorrego mão sob sua saia. Ela está usando calcinha de renda e a frente está úmido. Foda-se. Sim. Eu coloquei meu polegar sobre o clitóris através da calcinha, fazendo-a arquear as costas. Ela rompe com os meus lábios a gemi fora – Sim - Antes de voltar a morder o lábio


inferior. Eu me inclino em seu pescoço e mordo sua pele macia fazendo com que ela de um puxão no meu cabelo. Se fazendo de difícil - Eu mordo de volta - E eu digo... - Que bom - Sussurro antes de voltar para mais beijos. Eu dou risada e a coloco no chão. - Precisamos entrar, eu tenho vizinhos intrometidos - Eu coloco a minha mão na bunda dela por completo e a guio a subir os degraus para o segundo andar. Eu coloquei minhas chaves na porta e abrir a para deixá-la entrar. A luz da sala está acesa, mas ele é cheio da mesma coisa que qualquer apartamento de estudante tem. Um sofá velho, TV de tela grande, e uma mesa de computador. Nós não vamos ficar aqui, eu tenho planos para Grace. Eu a levo pelo corredor e abro a porta à direita, que é o meu quarto. Ela passa por mim para entrar e fechei a porta. Eu respiro fundo para me acalmar - Suba na cama - Eu falo baixo para que ela saiba que eu estou falando sério. Ela pisca antes de eu ver uma nuvem de luxúria em seus olhos. Ela não fala nada, mas faz o que eu ordenei. Eu me próximo e fico ao lado da cama - Coloque as mãos sobre sua cabeça e não me toque - Eu não espero por uma resposta neste momento, já que eu estou tirando a camisa sobre a cabeça. Eu Souto um gemido quando eu olho e vejo como ela esta bonita com um sutiã rosa quente, que ela usa por baixo. Chego ao redor do corpo e o desaboto e o jogo no chão. Eu sinto o couro liso de sua liga Anexei a cabeceira da cama, então eu seguro seus pulsos juntos, como eu a envolvi ao seu redor e me certifiquei de que é seguro. - Você gosta de sexo bizarro. Deveria saber - Ela olha para a liga e depois para mim. Eu sorrio antes de descer para tirar a saia e a calcinha rosa quente correspondente. Eu não tenho tempo para admirá-la nele, porque eu vou explodir se não levar este show na estrada. Eu não tive uma menina aqui que realmente era para isso. Elas que fizam isso para mim. Eu tiro minha camisa sobre a minha cabeça e tomar a expressão que vem sobre o rosto. É uma do espanto e me pergunto como eu nunca conheci Grace antes. Ela não é como a Teagan descrevera para mim. Isso é bom, doce e angelical. Esta é uma megera, arrogante e excêntrica. Elas não combinam. Abro a gaveta da minha mesa de cabeceira e pego o preservativo. Eu desabotôo minha calça jeans e a empurro um pouco para baixo, liberando meu pau para que eu possa rolar o preservativo. Eu olho para Grace e digo - Eu não vou consegui me segura por muito tempo. Da próxima vez, vamos mais devagar. Prometo - Ela só balança a cabeça, os olhos fixos no meu pau. Sim, isso me faz sorrir. Depois de colocar o preservativo eu subo na cama e passo o mouse sobre Grace, olhando para seus olhos azuis. De alguma forma, eu acho que ficaria melhor com ela se fossem um marrom quente. Eu balancei minha cabeça e cobra a minha mão para baixo para pegar em seu sexo. Eu quero ter certeza de que ela está pronta para mim. Quando eu a encontro molhada, eu não perco tempo e coloco a cabeça do meu pau dentro dela. Seus olhos vidrados de prazer e seus quadris chegar até mais. Que eu obrigar. Antes de penetrar por completo, eu sou todo o caminho em seu calor apertado, é onde eu quero apoiar todo o caminho para beijá-la. O que é estranho para mim, eu não beijo durante o sexo. Neste quarto eu tenho regras e, aparentemente, eu estou começando a quebrá-las. Eu afasto o pensamento da minha cabeça e me afasto dos lábios melados de Grace. Eu agarro seus quadris enquanto eu transo com ela. Não vejo seu rosto, em vez disso, observo o jeito que meu pau parece empurrando para dentro e para fora dela. Eu fecho meus olhos, porque estou quase gozando. Eu não quero gozar sem que ela goze também.


Eu coloco a minha mão direita sobre seu montículo e acaricio o seu clitóris, algumas vezes até eu sentir suas paredes internas agarrando meu pau e ela grita. Eu jogo minha cabeça para trás e deixo a sensação de que está subindo pela minha espinha me assumir por completo.


Capítulo 2

Eu não deveria estar aqui. Eu não deveria estar deitada na cama com Caden Harper. Ele é o gêmeo errado. Eu deveria estar com Jaden e me casar e ter filhos. Se meus pais descobrirem que Aiden e eu fugimos, em seguida, Caden Harper seria a primeira pessoa que iriam questionar. Ele é tão parecido com Justin e isso não é engraçado mesmo. Eu namorei Justin desde os meus quatorze anos, até há cinco meses atrás. Ele é alto, com cabelos loiros sujos e os olhos mais verdes que você já viu. Eu estava tão loucamente apaixonada por ele. Ele foi realmente um bom namorado também. Ele é um total flerte, mas ele nunca levou muito longe, enquanto ele estava comigo. Me chamava todas as noites e ficávamos conversando até que um de nós acabava dormindo. Acho que o que eu mais gostava nele era o fato de que minha mãe não aprovaria. Ele é dois anos mais velho do que eu e cheio de tatuagens. Ele tem o lábio inferior perfurado por um percing na parte do meio. Eu adorava a puxar ele com meus dentes. Ele também era possessivo. Se outro cara olhasse para mim, ele vinha correndo, rosnando, puxando-me em seus braços. Ele não era tão bizarro quanto Caden mas ele ainda não sabia o que estava fazendo. Lembro-me de como ele me levou para o apartamento de seu irmão mais velho e jogou pétalas de rosas sobre a cama e acendeu um monte de velas. Ele tirou minha virgindade naquela noite e eu nunca olhei para trás. Eu queria estar com ele para o resto da minha vida. Eu não quero que ele saiba do meu segredo. Ele descobrira de qualquer maneira e isso é quando eu lhe der um pé na bunda. Eu não falei com ele desde então. Foi difícil para eu fazer isso, mas eu vou proteger o meu segredo até meu último suspiro. Eu vou proteger Aiden por tudo que é sagrado. O que aquele desgraçado fez foi imperdoável e eu espero que um dia ele sofre. - O que você está pensando? - Caden me pergunta baixinho apoiando a cabeça na mão. Eu dou de ombros e sorriso para ele. O filho da puta me deixou amarrada à cabeceira da cama. Eu realmente não sei o que pensar sobre ele. É realmente muito estranho que eu mesmo cheguei em casa com ele. Se Aiden descobrir ele vai ficar puto. - Você tem que estar pensando em algo sério - Caden sussurra ao longo da pele do meu pescoço. - Eu quero saber por que eu ainda estou amarrada a cabeceira da cama - Afirmo simplesmente olhando para o topo de minha cabeça dourada. Ele congela e levanta a cabeça para encontrar os meus olhos - Eu tenho essa coisa de ser tocado durante o sexo - Ele puxa um mamilo em sua boca e eu gemi como ele faz um movimento súbito com sua língua contra ele - Sem mais perguntas - Ele comanda enquanto


sua mão percorre meu corpo e meu sexo. - Então, por que eu posso te tocar do lado de fora de seu carro? E enquanto dança? – Pergunto mesmo que ele me mandou ficar quieta. Às vezes eu não gosto de ouvir e agora a minha curiosidade é aguçada. Como eu teria gostado de sentir o aço em todos os músculos do seu corpo, enquanto ele empurrou para dentro de mim. Ele suspira e sua mão pára no meio do caminho - É apenas durante o sexo. Eu nem sei por que estou dizendo isso - Ele olha para mim. Eu seguro uma risada, mas eu ainda sorrio - Eu só queria saber. Se for demais para você, eu vou calar a boca. - Não é algo que eu gosto falar. E eu definitivamente não vou ficar falando com você sobre isso - Ele se levanta da cama e puxa sua calça e cueca do chão. Ele caminha até a parede e aciona o interruptor de luz. Eu sento voltar para a cama e seu corpo quente enrola ao redor do meu. Ele não libera a liga, mas meus braços estão descansando contra os travesseiros, então eu não sou desconfortável. Embora eu gostaria de abraçar. Seu pau duro repousa contra a minha coxa, mas eu acho que ele não vai fazer nada sobre isso. O que é decepcionante, porque eu poderia ir para outra rodada - Você vai contar sobre o que aconteceu com a gente para minha irmã? - Ele pergunta para a escuridão. - Sim - Eu sussurro virando a cabeça para acariciar seu rosto, que está deitado no meu braço. Seus lábios encontraram os meus enquanto ele me cobre com seu corpo. E sinto como ele é musculoso. Ele também se encaixa muito bem entre as minhas pernas. Ele não verifica para ver se eu estou pronta, quando ele empurra dentro de mim. Eu arco minhas costas deixando escapar um longo gemido. Seus mergulhos de cabeça para baixo para puxar um mamilo em sua boca e eu desejo que minhas mãos estavam livres para que eu pudesse brincar com meu clitóris. Eu quero ir tão ruim agora. Eu choramingo quando ele pega velocidade e antes de eu conhecê-lo, eu estou chamando baixinho o seu nome como o meu clímax lava em cima de mim. Seu pau idiota dentro de mim, quando ele goza, eu tento recuperar o fôlego. Ele rola de cima de mim e eu sinceramente espero que ele me chute para fora agora. Mas não, ele apenas joga um braço sobre minha cintura e desliza um o dedo entre as minhas pernas. Eu viro minha cabeça e os quadris em direção a ele para que eu possa tocá-lo tanto quanto eu puder. Não me lembro de uma vez que eu dormi tão bem.

Quando eu abrir os olhos na manhã seguinte, Caden está com a mão no meu rosto e ele está esfregando o polegar para trás e para frente na minha bochecha - Bom dia, meu anjo Ele sussurra tão baixinho que quase não entendo o que ele diz. Eu acho que ele está prestes a me beijar, quando um telefone começa a vibrar no chão. Ele rola e começa a mover as coisas no chão. Ele aparece de volta com o meu iPhone na sua caixa rosa quente - É, diz David. Você quer atender? - Ele parece um pouco com raiva, mas eu deixei por isso. David é novo nome do meu irmão. - Sim - Ele rola a mão sobre a tela e o coloca no meu ouvido.


- É muito atrevimento e sujo de sua parte. Eu não posso acreditar que você saiu da festa com Caden Harper - Aiden diz e me pega antes que eu revirar os olhos. - Podemos conversar sobre isso depois? Eu estou meio que ocupada no momento Afirmo olhando Caden que é gritante. - Você ainda está com ele? Sério? Você sabe que ele é o jogador campus e ele não deixa as meninas passar a noite. Eu sempre pensei que você tinha buceta de crack. Justin estava enrolado em torno de seu dedo - Eu não abro os olhos neste momento antes de suspirar e olhando ao redor da sala. - Eu tenho que ir - Eu respondo, enquanto aprecio as pinturas penduradas por toda a sala. Elas são tão bonitas que eu não ouvi o que Aiden diz antes de ele desligar. Caden move o telefone longe do meu rosto, mas eu não perceber o que quer. Estas pinturas são tão inacreditavelmente bonitas eu espero que tenha sido obras de Caden. Teagan me disse que ele era um artista, mas este é tão bom que é difícil acreditar que o homem despreocupado tenha feito -Você pintou tudo isso? - Pergunto atordoada. Ele ri - Sim. Com minhas próprias mãos - Eu tiro os olhos da tela para vê-lo piscar para mim. - Eles são realmente muito bons - Murmuro voltando-se para as fotos. É bem provável que seja Teagan quando era mais jovem. A menina parecer ter cerca de dez anos, com a cabeça ligeiramente inclinada para baixo. Seu cabelo preto está fluindo ao seu redor como se ela estivesse no vento. Seus olhos verdes estão cheios de tanta dor que meus olhos ficam úmidos. Isso deve ser depois que sua mãe morreu. Uma delas é de sua mãe, eu assumo porque ela tem a mesma cor de cabelo como Caden. Seu rosto está sorrindo largo e ela está olhando diretamente para mim. Seus olhos estão cheios de amor e os braços estão bem abertos estendendo para alguma coisa. Eu quero saber quem é. O terceiro é de duas meninas com suas cabeças tocando na testa. Elas estão de costas para o espectador, mas ambos têm expressões felizes e parece que elas estão dizendo uma ao outra os segredos do mundo. Cada pintura é muito bonita com detalhes minuciosos. Cada fio de cabelo e as expressões são em seus rostos são capturados com perfeição. Eu não vi esse tipo de talento em lugar nenhum. É como se ele visse as suas almas e as colocou na tela para o mundo ver. - O da menina é Teagan. Essa foi a primeira que eu pintei pela memória. Eu queria me lembrar da primeira vez que eu a vi e sabia que ela era minha irmã. Eu queria me livrar dessa dor em seus olhos - Ele olha a pintura e para mim e sorri um pouco - A senhora mais velha é a minha mãe. Eu tinha a pose de uma foto para isso. Era sua idéia de ter os braços abertos. Eu acho que ela queria que eu soubesse que eu poderia correr para eles, não importa quantos anos eu tenho - Seu sorriso se torna maior quando ele olha para a mão dele, que ele colocou no meu estômago - As duas mulheres são minhas outras irmãs, Mary e Jéssica. Outro que eu fiz pela memória. Esse foi o dia em que Marie se casou. Eu pensei que Jéssica estava dizendo a ela todos os segredos de uma esposa - Ele ri e olha para mim. - Sério você tem talento. Eu sou do tipo ciumenta - Eu tento passar minha mão em sua cabeça, mas elas ainda estão amarradas à cabeceira da cama. - Eu não chamaria isso de talento, mais como uma vocação. Eu me sinto nu se não estou coberto de tinta, segurando um pincel - Ele chega mais perto e me solta da cabeceira da sua cama de couro. - Portanto, agora que você está nu, como você se sente? - Eu rio esfregando o sentimento de volta em meus pulsos. Eles estão vermelhos e têm linhas do couro, mas nada que dure


mais do que um par de horas. - Tesão - Ele sorri como eu ri novamente, mas, em seguida, ele suspira - Mas eu tenho que ir passar o dia com meus pais - Ele faz uma pausa e olha para mim sob seus cílios – Mas eu quero ver você de novo. Meu coração pára de bater quando as palavras deixam a boca, mas eu sei melhor. Não que eu tenha a força necessária para transformá-lo para baixo. Eu encontrei algo na cama com Caden Harper. Eu não sei o que diabos é, mas eu quero descobrir. E isso é ruim – Certo. - Bom. Eu já coloquei o meu número de telefone no seu celular - Ele pisca e se levanta da cama. Nós colocamos nossas roupas, mas não rapidamente. Eu sinto um tapa na minha bunda, meus seios, e meu cabelo. É uma sensação agradável de ser tão brincalhão. Minha vida está tão complicada que é difícil imaginar que eu já estava me distraindo. Caden pega a minha mão e entrelaça seus dedos com os meus. Sim, eu não vou mentir, isso me faz derreter. Ele me guia ao longo de seu Mustang, que está estacionado perto da parte de trás do estacionamento. Quando chegamos lá, ele me empurra suavemente contra a porta do lado do motorista. Seus lábios descem para encontrar os meus em um beijo ardente. Eu me sinto como se tivesse sido impresso em meu cérebro. Eu sempre me lembrarei desse beijo e como ele me fez sentir. Ele me mudou e me fez perceber que eu não deveria ter me envolvido com Caden Harper, mas ele quis dizer algo para minha alma. Não era somente atração física entre nós. Eu sei que quase não falavam uns com os outros, mas o que foi dito deixou seu lugar na minha cabeça .... e coração.

Eu deixo Grace em frente do seu dormitório e eu quase quero sair do carro e segui-la. O que é burrice porque a pequena miss Teagan iria nos encontrar. Não é que eu queira esconder que Grace e eu fizemos sexo, é mais o fato de que toda a minha família iria tentar ligar-nos. Eles são sobre as pessoas nosiest que já viveram. Não é nenhum de seus negócios, se eu quiser ter relações sexuais e definitivamente não é o seu negócio que eu quero ter sexo com ele. Grace deixou uma impressão em mim. Uma que eu não consigo esquecer desde que eu encontrei com ela ontem à noite. Eu não deixo que meus casos passem a noite e eu definitivamente não as levo para casa. Esta menina, porém, ela é diferente. Eu não sei por que ainda, mas eu vou descobrir isso. O fato de eu ainda quero vê-la novamente é confuso para mim. Eu também nunca lhes dou o meu número de telefone. Eu não preciso de uma garota pegajosa me chamando o tempo todo. Embora eu não acho que Grace vai. Eu voltei para o meu apartamento para pegar Jaden. Sábados são dias de família. Eu acho que com tantas crianças correndo ao redor, você tem que escolher um dia da semana para ficarmos juntos. Ele também passa a ser o dia em que Jaden tem um jogo. Ele é tão impulsionado quando se trata de futebol, ele é o melhor jogador maldito que eu já vi. As pessoas têm reconhecido que não temos nada em comum, mas eu discordo. Quando se trata


de fazer o que amamos, nos jogamos de corações inteiros nele. Onde o meu coração pertence à arte e Jaden de pertencer ao futebol. - Você foi correr também? - Jaden pergunta quando ele sobe no meu carro - Eu tinha uma hóspede na minha casa durante a noite - Afirmo sentindo meu rosto queimar. Eu sei o que está por vir, mas eu prefiro ignorar a coisa toda. Ele não disse nada por um minuto e eu começo a ficar inquieto - Você deixou uma garota passar a noite? Sério? Caramba nunca pensei que veria isso um dia - Ele ri e brincando me dá um tapa na parte de trás da cabeça. - Cale a boca. Ela é diferente. Eu não sei como ainda, mas há algo lá - Eu calo a boca antes de dizer algo estúpido. Como o sol brilha fora de sua bunda ou seus olhos brilham como purpurina. Eu sou como uma vagina. - Quem é ela? Quero conhecer essa garota. Se ela pode mudar a sua maneira de lidar com as garotas, então ela deve ser incrível - Ele sorri para mim e eu rolo meus olhos. - Eu vou te dizer, mas você não pode contar a ninguém. Teagan e mãe iriam jogar o matchmaker tão rápido. Eu não quero que ninguém estrague tudo metendo suas bundas intrometidas - Eu respiro fundo e faço algo que eu nunca fiz. Eu digo a meu irmão o nome de uma garota que eu dormi - Foi Grace Breadfield. Colega de quarto de Teagan. Silêncio total entra no carro e eu olho para Jaden, que está me olhando serio - Você não fez isso - Quando meus olhos afirmam, ele solto uma série de maldições - Eu não posso acreditar! - Ele grita - Eu fiquei de olho nela durante todo o semestre! E você anda com seu cabelo loiro e esse sorriso de playboy e ela deixa cair sua calcinha. Você é a porra de um filho da puta, Caden. Sinto como se todo o meu sangue escorresse do meu rosto e é difícil para mim falar Você está afim da Grace? Por que você não disse nada? - Murmuro tentando manter os olhos na estrada. - Porque eu pensei que ela estava fora do seu radar! Isso é besteira. Eu não posso acreditar que você quebrou o código de solteiro - ele se afasta de mim e olha para fora da janela do lado do passageiro. - Diabos como eu iria saber? Você não me disse imbecil! - Eu respiro fundo e expiraro. Preciso me acalmar. Jaden e eu realmente não brigamos nos últimos anos e eu não quero começar agora. Ele é o rei do tratamento silencioso - Olha, se eu soubesse, eu não teria ido a qualquer lugar perto dela. Certo? Eu não fiz nenhuma promessa e não vou ligar para ela Mas o pensamento de lhe dar a chance para ir atrás dela me faz querer socar o rosto dele Sim, eu não posso deixar isso acontecer - Contanto que você não vá atrás dela também. Uma vez que portanto como ela é justo para nós dois para ficarmos longe dela. Ele suspira e os seus ombros relaxam - Você está certo. Eu deveria ter dito a você, mas eu não acho que ela nunca irá chegar perto de você. Ela é uma boa menina. Ou assim pensava eu. Eu nunca teria dado em cima dela como uma garota que teria a possibilidade de ser mais uma de suas conquistas - Ele tem uma mão pelo rosto e se vira para olhar totalmente para mim - Eu também não vou ir atrás dela. Fizemos um acordo para deixá-la livre. Eu posso dizer que não é o que ele realmente quer fazer, mas é justo. Nosso relacionamento não vale a pena o risco de brigar por uma garota. Eu não vou arriscar e nem ele – Combinado. Eu vou em direção ao dormitório de Teagan para busca-la mas com o pensando em Grace quando Jaden avisa que chegamos. Eu penso quando a trouxe esta manha. Grace era algo que me fazia pensar no futuro. Eu queria saber tudo sobre ela. Eu nunca fiz sexo


assim. Eu nunca quis que ninguém me tocasse enquanto eu estava transando, mas eu estava a segundos de distância de soltar seus pulsos e dizer para me tocar. Minha mente trava com esse pensamento. Eu não posso voltar para aquele tempo. Não é o momento que passei com Grace, mas o tempo em que eu era mais jovem. Quando alguém que eu confiava me traiu. Eu vivo em uma família cheia de traição. Às vezes eu sinto como se eu estivesse fugindo dele e não importa o quão rápido eu corro é sempre beliscando meus calcanhares. Teagan abre a portado seu quarto, me olhando como uma cara de merda completa. Eu quase ri em voz alta, porque não tem como ela me dizer que não ficou bêbado na noite passada. Então eu acho que se Grace estava naquela festa então a uma grande chance de Teagan ter ido também. Veja, eu preciso ter a minha cabeça para fora da minha bunda e de uma garota e prestar atenção à minha irmã mais nova. Ninguém vai machucá-la se estiver ferido. Eu posso parecer um homem das cavernas, mas eu não quero que ela passe pelo que eu passei. Então eu vou ser arrogante, mas, também nosso pai magoou o suficiente. E a mãe dela. Ela merece ser protegida da dureza da vida. Jaden e eu deixamos ela pensar que não percebemos que ela está de ressaca quando nós fazemos o caminho para a casa dos nossos pais. Eu vou deixar que ela pense que não percebi desde que eu também não a protegi, mas da próxima vez ela não vai ter tanta sorte. Mamãe e papai vivem cerca de uma hora do campus. É um caminho que eu faço todo fim de semana e eu entro em piloto automático. Jaden e Teagan estão em uma conversa fiada, mas isso não significa que minha cabeça está em silêncio. Não, eu estou pensando em Grace. Como sua pele levemente bronzeado brilhava com o suor, como eu peguei ela. Eu penso sobre a forma como ela se sentia em volta do meu pau e como é bom sentir e tocá-la. Meu coração chega a ficar apertado porque eu não vou ser capaz de fazer nada disso de novo. Eu nem sequer cheguei a espancá-la. Aposto que ela teria gostado disso. Eu não acredito em amor à primeira vista, mas aquela garota me marcou. Eu tenho regras para esse tipo de coisa, mas eu só segui uma. A de amarra-la. Eu não deveria beijá-la durante o ato sexual, eu não tenho que deixá-las passar a noite, eu não tenho que ter os seus números de telefone, e eu não tenho que levá-las para casa. Tenho que aparecer como um idiota para que elas não queiram mais nada comigo. Eu não sou um namorado. Eu nunca vou ser um. Isso não tem nada a ver com o porque eu não vou deixá-las me tocar. Mas sim por tudo o que vi pelo que meus pais passaram. Eu não posso ajudar mas acho que se agente se apaixonar e se casar, que um dia eu iria foder tudo e trapacear. Eu sei que eles estavam tendo problemas e merda, mas isso não é desculpa para o que ele fez. Embora Teagan veio da trapaça, não sabíamos sobre ela até 10 anos mais tarde. Eu só não sei se eu poderia fazer algo com que a dor que minha mãe passou. Eu acho que eu preferiria morrer. Quando chegamos em casa, a mãe está esperando na porta com um pequeno sorriso no rosto. Seu cabelo loiro é perfeitamente no lugar e seus olhos azuis brilham com o amor que ela tem para nós. Você tem que ser cheio de amor, se você tem seis filhos e um casal de netos. Mais um marido babaca. Todo mundo perdoou o pai, mas eu não consigo também. Eu percebo que eu nem tinha nascido ainda, mas minha mãe estava grávida e se fodendo com a gente. É besteira completa. - Caden, venha dar um abraço na sua mãe! - Mãe grita desde que eu sou o último a sair do carro. Eu dou uma risada e a puxo um abraço e a balanço pela varanda - Como você está? - Eu pergunto a ela enquanto a coloco no chão. - Eu ainda estou tentando me acostumar com vocês longe de mim. Está ficando mais


fácil todos os dias, mas quem sabe um dia eu não vou me acostumar por vocês não estarem aqui. Seu pai diz que eu estou sendo uma bobona, mas eu sei que ele sente falta de vocês também - Ela acaricia meu rosto e pega a minha mão para me puxar para dentro da casa. - Nós não estamos tão longe assim, mãe. Além disso, você tem Marie e Jéssica sempre por perto. Você não se livrou de todos nós - Eu beijo sua bochecha e soltou sua mão. - Eu sei. Eu vou me acostumar com isso algum dia. Você agora vai pintar. Eu sei que você está louco para ir para seu estúdio - Ela me manda para fora e vai até Teagan que está gemendo no sofá - Eu tenho que dar alguma coisa para Teagan curar aquela ressaca. Eu sorri e fui para a parte de trás da casa onde tenho um quarto só para minha pintura. Não havia espaço suficiente no meu quarto aqui para isso, por isso minha mãe tinha mandado construir para mim. Todo mundo ficou louco com isso, mas ela simplesmente disse que, se qualquer um de nós mostrasse o tipo de talento que eu fiz com a pintura, então eles poderiam obter seus próprios estúdios. O que significava que eles não podiam falar mais nada. Eu me certifiquei de ter fechado a porta antes de eu pegar uma tela em branco do armário e coloca-la em um cavalete. Eu começo a mistura de cores na minha bandeja de pintura antes de eu puxar um banquinho e começar a pincelar a tinta ao longo da tela em branco. Eu fico sento lá por horas distraído no que estou fazendo. Eu não faço uma pausa para comer ou ir ao banheiro. Eu estou completamente distraído no que estou fazendo e eu não poderia estar mais feliz porra. Todos os meus pensamentos somem quando eu estou aqui. Nada importa, exceto o que eu estou pensando sobre a pintura e na maioria das vezes eu não sei o que eu estou pintando até já ter começado. O sol está começando a se pôr fora da janela do estúdio. Ele brilha através do coreto do lado de fora, fazendo um belo efeito. Em seguida me lembro de Grace, e em como a luz deu-lhe o mesmo efeito. Eu não vou mentir e dizer que não faz mal que eu não vou mais vê-la. Eu não quero deixá-la ir, mas eu faria qualquer coisa pelo meu irmão. Eu volto para a minha tela e sorrio para mim mesmo. Pelo menos eu sempre terei isso para lembrar da nossa noite juntos. É uma pintura de Grace nua na minha cama, com seus pulsos amarrados à minha cabeceira. Seu rosto está expressando o prazer que sentia quando ela chegou em seu total ponto de prazer. Seus olhos azuis são grandes e os dentes estão mordendo o lábio inferior. Eu a pintei como se estivesse olhando para o se dominador como se ele a estivesse fodendo naquele momento. Fazendo-a sentir essas coisas gravadas em seu rosto. Eu queria pintar todo o seu corpo e me ter dentro dela, mas passaria a idéia de um perseguidor. Eu não sou este tipo de dominador.


Capítulo 3

Video games sempre foi a minha maneira de fugir da realidade. Eu sei que ser uma menina, havia um monte de outras coisas que poderiam ter sido útil neste departamento. Como a leitura, o que Teagan está sempre fazendo. Eu nunca fui muito de ler ou refletir sobre eu mesma. Se eu não gosto da maneira como as coisas estavam indo, ou mesmo um determinado personagem, eu deixo o livro de lado e sigo em frente. Então sim, não para mim. Lembro-me de estar no nível oito do jogo Wario 3 no meu Game Boy Color. Wario poderia ser considerado o primo louco de Mario e o jogo honestamente é meio bobo, mas eu adorei. Ele me deu algo para fazer para não pensar sobre todas as coisas desarrumada acontecendo ao meu redor. Hoje em dia eu estou obcecada com Borderlands. Você não pode imaginar como é fácil deixar ir a sua raiva e ressentimento quando você está lá matando zumbis. Que para você o jogador é um cão como criatura do planeta Pandora, onde o jogo está definido. Você começa a jogar como um dos quatro personagens que são conhecidos como caçadores de abóbada. Eu costumo ir com a Lilith, pois ela é a única garota e ela é totalmente foda. Teagan geralmente passa seus sábados com seus pais por isso fico com o quarto só para mim. É quando eu pego o meu PlayStation do meu armário e vou para o mundo da fantasia. Então você pode imaginar que eu estou muito chateada quando meu telefone começa a tocar enquanto eu estou no meio de um tiroteio com um grupo de bandidos. (Os bandidos de Pandora) Os psicopatas são como você provavelmente pode adivinhar, louco. Eles usam essas máscaras e vem correndo em sua direção. Quando um bandido me mata Eu lanço meu controle na minha cama e atendo o telefone muito puta - O quê? - Foi morta por um zumbi? - Aiden ri ao telefone.. - Não um bandido. O que você quer? Deitei-me na cama, esperando que ele não queira ter uma longa conversa sobre qualquer bobagem. Aiden é um romântico incurável e muitas vezes passa e falar sobre alguém por quem ele está afim. Eu acredito no amor, mas eu não acredito na necessidade de falar sobre isso o tempo todo. - Precisamos falar sobre a sua noite com Sr. Caden Harper na noite passada. Eu já lhe disse que o irmão que você precisa conquistar não é ele. Caden não é bom para você. Além disso, se a mãe ou o Daniel descobrirem e vierem atrás de nós a primeira coisa que faram é procurar o cara mais filha da puta que tem por aqui e chegaram ate nós. Eu bufo - Eu não gosto de mau caráter. Caden não é assim tão ruim, ele é apenas um mulherengo. As pinturas dele são emocionantes - Eu estou tentado jogar minhas mãos para cima no ar, mas eu sei que ele não pode me ver de modo que seria inútil.


- Você sabe o que ele pinta? Ele tem uma parede inteira na galeria local de mulheres nuas. Ele é bastante famoso por aqui. Além disso, ele foi preso por dirigir embriagado e por brigar neste semestre. - Como é que você sabe de tudo isso? O que, você está perseguindo ele? - Honestamente, me espanta o quanto Aiden sabe sobre as pessoas. Ele sempre foi um bastardo intrometido. - Você nem imagina porque Teagan não sabe. Eles mantem aquela pobre menina longe de toda a sujeirada deles. Provavelmente porque ela já foi considerada uma dessas sujeiras. De qualquer forma eu fiz amizade com Jaden e ele sentia a necessidade de me dizer tudo isso. Ele estava bêbado, você se engana, mas eu acho que ele realmente não tem ninguém para conversar. Eu bufo novamente - Ele é o melhor amigo daquele cara que usava aquela camisa vermelha. Que diabos qual era mesmo o seu nome? - Eu bato meu dedo indicador no meu queixo honestamente tentando pensar em seu nome - Sabia é Declan o nome dele! Eu teria ficado interessada nele, mas seus olhos tão atentos e reveladores não são mesmo. Além disso, pensando bem ele é demais. - Jaden não lhe diz nada. Eu acho que Jaden é mais para Declan que Declan está para Jaden. Pobre menino - Oh soberano Aiden quem é mais presença do que Jaden Harper. - Isso tudo é irrelevante de qualquer maneira. Jaden não iria atrás de mim desde que eu tenha sido tocada por Caden - Droga, por que eu sinto a necessidade de me explicar? - Eu estava bêbada e ele estava tão gostoso. Ele me chamou de anjo e queria dançar. Estive flertando com Jaden por semanas e foi bom ter um pouco de atenção - Eu suspiro antes de continuar - Além disso, ele me lembrou de Justin. Eu só queria me sentir perto dele novamente. Então Caden acabou por não ser nada parecido com Justin. Então, agora eu realmente gosto de Caden. Eu não posso explicar isso, mas eu sinto que temos um ao outro. O sexo foi incrível e se eu for completamente honesta, foi a melhor transa que eu já tive. Aiden ri - Você é mesmo ruim. Eu nunca pensei que veria o dia em que sentiria algo real por alguém que não seja Justin - Sim, bem me quer. - O que eu faço? Eu meio que sinto como se eu estivesse traindo Justin - Eu posso olhar para trás agora e ver que foi um grande erro o que fiz com Justin. Eu não deveria ter terminado com ele, porque ele descobriu qual era o meu segredo. Eu me sinto mal por isso. - Eu disse a você que achava idiotice você terminar com ele. Não que você me escutasse alguma vez. E daí que ele descobriu? Ele amou você, o resto não importava. Esse rapaz teria ido até os confins do mundo para você. - Obrigado, isso me faz sentir muito melhor - Eu falei sarcasticamente - Eu simplesmente não conseguia lidar com a idéia dele sabendo de tudo. Eu tinha vergonha - Eu me sinto uma lágrima deslizar pelo meu rosto e eu rapidamente a seco. - Não é algo para se envergonhar. Daniel deve ser o único envergonhado. Ele foi o único culpado pelos abusos que nos cometeu. Não é nossa culpa, é dele. Eu percebo o silêncio e finjo que não estou sofrendo - Sim, mas eu tenho vergonha por eu não ter te protegido. Ele molestou você Aiden. Ele só me batia. Que tipo de irmã eu sou?Para deixar isso acontecer? - Primeiro, eu sou o irmão mais velho eu que deveria ter protegido você. De certa forma eu o fiz. Eu estou feliz que você não tenha que carregar esse fardo com você como eu. É doloroso e difícil. Em segundo lugar você não deixou simplesmente que ele fizesse o que queria com você. Você foi espancada pelo o que estava acontecendo comigo e tentou detêlo. Se você não parar de se culpar, eu vou até aí e fazer cócegas em você.


Eu dei uma gargalhada - Você sabe que eu odeio ser mimada - Eu respiro fundo e sorrio através das minhas lágrimas - Eu te amo tanto Aiden. Obrigado por desistir de tudo para me tirar de lá. - Eu também te amo, Grace. E sair de lá foi o melhor para nós dois. Eu nunca teria deixado você naquele lugar. E comece a me chamar de David. Se alguém ouvir você dizer Aiden poderíamos ser descobertos - Adverte. - Eu sei. É realmente difícil pensar em você como um David - Eu sorrio. Nos despedimos e eu desligo o telefone. Eu fico me perguntando o que diabos eu vou fazer. Eu não acho que meus pais viriam nos procurar em Arkansas, mas se eles já fizeram, Aiden tem razão. Eles sabem que eu iria se apegar ao meu passado e Caden é muito parecido com Justin. Eles se parecem muito um com o outro, aparentemente, eles têm o mesmo histórico de prisões. Justin estava sempre se metendo em brigas e dirigindo embriagado. Ele é irresponsável, mas eu o amava de qualquer maneira. Ele me fez feliz e eu sinto falta disso. O que eu tenho mais medo é que o cara errado é sempre o que me faz feliz. Eu não deveria sentir atração por Caden como estou sentindo. Ele é o tipo pelo qual eu deveria ficar longe. Se eu estivesse com Jaden, nosso relacionamento seria mais normal de uma certa forma. Mas eu não sei se eu posso deixar de lado esses sentimentos que tenho por Caden.

Eu costumava tirar sarro de líderes de torcida no colégio. Então, imagine minha surpresa quando Aiden me disse que eu seria uma animadora de torcida aqui. Eu deveria ter imaginado quando pintei meu cabelo de loiro e me feito usar roupas de grife. Talvez seja um pouco estereotipada, mas ele estava certo sobre o dinheiro. Meus pais nunca iriam olhar para mim com o cabelo loiro e torcendo por um time. Isso vai contra tudo o que eu sou. Eu ainda odeio futebol. É o esporte mais inútil que o homem conhece, no entanto, faz com que a maior parte dos jogadores tenham muito dinheiro. Eu não consigo entender por que as pessoas querem assistir caras jogando uma bola em um campo e enfrentando um ao outro no chão. A única coisa boa nisso é as calças justas que mostram algumas bundas realmente gostosas. Andar entre os vestiários masculinos do campo no meu uniforme estúpido não é algo que eu normalmente gastaria de fazer na minha noite de sábado. Ah, como eu gostaria de poder estar com minhas roupas largas e jogando Fallout 3. Um dos melhores jogos já feitos além do Borderlands. Ouço Claire chamar as outras meninas para entrar na linha e eu rolo meus olhos. Essa cadela tem mesmo a porra de um pau saiu de sua bunda. Eu costumava pensar que era por causa dela ter se separado da estrela do time Declan, mas Cassidy foi para a escola com ela e disse que ela tem sido sempre assim.


- Grace, poderia ter a honra de se juntar a nós! - Claire me olha de cima abaixo e eu me encolho no interior. A cadela, na verdade, me disse para perder dez quilos, como se eu fosse gorda ou algo assim. Sim, eu tenho algumas curvas, mas eu não sou gorda. Eu peso 40 kg e tenho 1,5 de altura. É o peso ideal - Eu me lembro de ter falado para você perder alguns quilos não ganhar algum? - Ela franze as sobrancelhas quando diz algo agradável. Quando entrei para o grupo aprendi com as garotas simplesmente a ignorá-la. Ela só piora mais se você adicionar o combustível ao fogo. Então, eu aceno com a cabeça e sorrio. Todos eles pensam que eu sou um pouco burra. Uma verdadeira cabeça oca. Acho que eles não gostariam de descobrir que tenho bom senso incrível e um 4.0 GPA quando eu terminei meu primeiro ano. Tome isso e enfia no seu rabo. Vendo que eu não vou fazer nada sobre seus insultos, Claire vira e começa a olhar Declan como se ele fosse um pedaço de carne. Vulgar. Sento-me no chão para começar a me alongar quando percebo algo me olhando. Viro para frente e para trás. Eu olho para cima e vejo um par de olhos azuis me observando. Jaden sorri e acena com a cabeça suavemente. Eu não posso disfarça o sorriso bobo que toma conta do meu rosto. É o que Grace teria feito. Pro inferno acha que eu estou brincando? Eu faria isso também. Ele está com seu uniforme do time, mas não esta usando o capacete. Seu cabelo preto brilha no sol e eu não posso deixar de pensar que ele é lindo, mas ele não é como seu irmão. Quando ele saiu eu me viro com o sorriso ainda no rosto. Caden fica ali olhando confuso e irritado. Aqueles lindos olhos azuis me secam onde estou sentada. Seu cabelo loiro cai em seu rosto e, apesar do olhar em seu rosto, eu não posso ver, mas posso imaginar ele com aquele jeans mal pendurado em seus quadris. Sua camisa preta abraça todos os seus músculos e encontro-me lambendo meus lábios. Posso ver em seus olhos as chamas de prazer antes que ele se vire e vá embora. Talvez eu esteja jogando um jogo que eu não sei como ganhar. Pouco antes do início do jogo eu ouvi alguém gritar atrás de mim – Grace - Eu olho para trás em volta e encontro Teagan em pé no trilho da parte inferior da arquibancada. Eu forço um grande sorriso bobo no rosto - Oi, querida! Eu estava esperando para te encontrar antes de ir para casa com seus irmãos esta manhã, mas alguém não voltou para casa! - Eu grito para ela, abraçando-a através do trilho. - É sobre isso, preciso fazer uma pergunta rápida antes de voltar para a minha família ela me diz, segurando minhas mãos. - Manda. - De quem era aquela casa que estávamos à noite passada? - Ela pergunta com um certo entusiasmo em sua voz. - Oh, eu não tenho idéia, querida. Cassidy ligou, me convidando me mandou o endereço. Eu nem sequer pensei em perguntar. Por quê? - Eu questiono apoiando uma mão no meu quadril. Será que ela descobriu algo. - Merda, você era a minha melhor chance. Eu juro, vou explicar hoje à noite, quando você voltar para o dormitório - Ela suspira de frustração. - Bom. Tudo bem, mas eu estou morrendo de vontade de saber onde você estava, então eu vou pular a festa depois. Eu tive o suficiente na noite passada. Minha cabeça esta me matando todos esses dias - Eu franzir a testa e andei de volta para as outras líderes de torcida. Verdade seja dita, eu só não quero ter que ser Grace hoje. Eu duvido que eu consiga escapar dessa.


Ela estava jogando com nós dois? Não seria a primeira vez que uma garota tentou ficar com nós dois. Chega a me dar enjôo em pensar que Grace faria algo assim. Eu acho que ela não se parece com a garota que eu conheci na noite passada. Super sexy, mal-humorada, e verdadeira. Ela não teria sido tão falsa assim comigo. Eu nunca estive com uma garota que era tão sensível. É o tipo de garota que me fisgou. Deus, eu quero que ela seja real. Eu acho que posso ficar louco se ela realmente for atrás de Jaden. Já faz anos que nós realmente paramos de brigar, mas eu percebo que isso pode acontecer, se algo acontecer entre Jaden e Grace, eu vou bater naquele maldito cara. Eu sei que não deveria pensar assim. Eu sei que eu deveria deixá-la ir, mas meu coração e meu cérebro estão lutando para eu lutar por ela. Louco. Eu não deixo as meninas chegar perto. Eu não deixo ninguém chegar perto mesmo. Elas podem descobrir o que eu tenho lutado tanto para esconder. Se alguém descobrir, eu não vou suportar. Eu levei um certo tempo tentando me recuperar, observando Teagan fazer o caminho descendo as escadas do outro lado dos assentos. Eu paro quando vejo que ela está tentando falar com Grace. Eu me pergunto se ela vai contar a ela sobre a noite passada? Se ela não contar, eu não sei se seria por não querer magoá-la, ou se ela quer conhecer Jaden primeiro antes de Teagan saber e tentar atrapalhar suas chances. As duas se abraçam e se falam por um minuto antes de Teagan parecer decepcionada. Meu coração começa a bater rapidamente só de pensar que ela realmente possa ter falado tudo para Teagan, mas então Grace encontra meus olhos. Seu olhar suave já me tranqüiliza e percebo ela me diz que nosso segredo está seguro. Quando ela morde o lábio inferior eu solto um gemido. Eu quero beijar esses lábios cor de rosa, quero lamber aqueles seios ou aquela boceta no meu pau. Eu estou me torturando por desejar o que você não pode ter. Embora ele não se sente tão mal assim. Isso faz de mim um idiota? Eu não me importo. - Caden, vai buscar um pouco de pipoca para nós! - Meu irmão mais velho, Forest, grita alguns metros de distância, onde ele está segurando a minha sobrinha Hailey. Eu dou um sorriso para a garotinha loira e depois aceno para o meu irmão. O jogo começou no momento em que eu chego na lanchonete. Não tem fila, mas eu fico um pouco a trás do balcão, principalmente pelo fato de a pequena Senhorita Grace está de pé em uma das janelas. Ela bate os dedos rapidamente sobre o balcão e me pergunto por que ela é tão impaciente. Sua pequena saia marrom mal tampa a sua bunda e cinto minhas contrações em meu pau com a visão de toda aquela pele macia exposta. Grace tem pernas incríveis. Quando ela se vira eu quase solto um gemido. Seu top é decotado e mostra uma grande parte de seu peito e os mamilos ficam duros no segundo que ela me vê de pé atrás dela. Seu cabelo é puxado para trás em um rabo de cavalo e eu tenho um pensamento para envolvê-lo em torno de meu punho e puxa-lo. Minha pequena raposa adoraria isso. Seu rosto, com todas as suas feições angelicais, parecendo estar surpresa ao me ver ali. Seus dedos pegam uma garrafa de água com força e eu imagino os dedos apertam meu pau com força.


Eu balanço minha cabeça tentando tirar esses pensamentos. Eu não deixo ninguém me tocar durante o sexo, de qualquer tipo. Eu tenho questões profundas a respeito de ser tocado enquanto eu estou fazendo sexo faz com que me assusta como o inferno. Eu aprendi, depois que eu perdi minha virgindade, para evitar isso tenho que manter as minhas meninas amarradas. Embora só se elas fossem agradáveis se não então, eu não tinha relações sexuais com elas. - Você só vai ficar aí olhando para mim - ela coloca a mão em seu quadril e balança para os lados. - Você gosta disso - Afirmo calmamente. Eu sei o que ela faz, esta garota gosta de tudo sobre mim. Eu não sei o que ela tem que me faz ficar assim com tanto tesão, mas acho que ela traz isso em mim. - Isso é além do ponto. O que você quer? - Ela começa a bater o pé e não posso deixar de rir. - Nós precisamos conversar - Eu não acho que eu devo agarra-la e puxá-la para a parte traseira do suporte aonde ninguém vai nos ver ou nos ouvir. - Eu tenho que voltar para a equipe - Diz ela, mas não se afastar e me segue de bom grado. - Isto não vai demorar muito - Eu paro e olha para ela, estou tão perto o quanto que eu posso, sem tocá-la - Você não pode dizer para Teagan o que aconteceu ontem à noite. Eu gosto de proteger a minha irmã e ela não precisa saber que eu tenho uma preferência especial quando se trata de sexo. Além do que o que eu faço não é problema dela. Ela bufa e revira os olhos. Seu dedo se aproxima e me cutuca com força no peito - Em primeiro lugar, sua irmã é uma mulher bem grandinha. Ela não precisa de você para protegê-la. Em segundo lugar, eu não contei e nem penso em contar. Se eu quisesse que todos soubessem do meu negócio, eu agiria como uma vagabunda. Eu tenho coisa melhor para fazer do que me preocupar com esse tipo de merda mesquinha - Seus olhos estão olhando para mim, mas eu sinto sua mão na minha camisa tentando me aproximar. - Ok, Anjo - eu sussurro junto ao seu ouvido. Eu sorrio quando ela engasga. Eu corro o meu nariz ao longo de sua mandíbula e coloco minhas mãos em seus quadris e desloco o meu quadril para que ele esteja alinhado com a dela - Eu vou te beijar agora - Eu coloco um beijo na bochecha dela e puxe um pouco para trás - Então eu vou te foder bem aqui. Você vai ficar quieta o tempo todo. Não faça um pio ou eu vou parar - Eu começo levantando a saia para cima para que eu possa puxar para baixo suas palmadas e calcinhas - E mantenha suas mãos acima de sua cabeça - Eu completo como um pensamento depois. Eu olho nos olhos dela e espero por ela para reconhecer que ela me ouviu. Quando ela levanta as mãos acima e acena com a cabeça, as mãos soltar suas palmadas e calcinha no chão. Meus dedos fazem o seu caminho para o seu sexo e deslizam através de sua umidade. Deixei escapar um gemido quando eu a encontro pronta para mim. Meus lábios procuram os dela e se encontram em um beijo ardente. Um que me deixa sem fôlego e quente. Eu sinto o suor escorrer na minha testa e eu não me importo. Dou uma lambida ao longo de seu lábio inferior em busca de entrada e ela me deixa entrar sem um protesto. Nossas línguas emaranhadas enquanto meus dedos tocam o seu sexo. Foda-se as preliminares, eu não posso esperar.


Tem sido difícil controlar meu pau desde que eu a vi. Grace faz com que o sexo seja louco e impaciente. Eu paro de beija-la e olho para baixo a desabotoou minha calça e abro o zíper. Eu não tenho um preservativo, mas eu realmente não me importo. Ela me faz ser imprudente e eu não posso nem dizer que me importo com isso - Enrole suas pernas em volta de mim - Eu sussurro direito em seus lábios, fazendo-a tremer. As pernas dela chegam perto de mim e eu lentamente deslizo a ponta ao longo de sua entrada. Quando este olhar enlouquecido entra em seus olhos, eu lentamente empurro para dentro dela. Ela geme quando eu sussurro - Você é gostosa pra caralho. Eu coloco a minha testa na dela e olho em seus olhos, quando eu bombeio meus quadris contra ela. É intenso, sexy e deixa-me desejando que eu pudesse reclamá-la como minha. Eu quero que este sentimento todos os dias. Quero Grace em torno de mim todos os dias. Ela fecha os olhos e solta um gemido - Abra os olhos caralho - Eles abrem tão rápido que eu quase ri - Isso, Anjo. Eu quero ver os seus olhos brilhando quando você estiver gozando. Ela estremece e eu acho que eu amo em poder fazer com que ela faça isso. Eu não acho que vai durar muito mais tempo, o que com a maneira como ela se sente é tão bom e nós estamos em um lugar público, onde podemos ser descobertos a qualquer momento. Eu acho que o torna mais emocionante, faz parecer melhor. Uma das minhas mãos deixa sua coxa e vai até seu sexo, onde eu tapo o clitóris e sua boca se abre para um pequeno O. Ela não faz um som e eu adoro que ela me obedece. Eu sinto suas paredes internas começam a apertar em volta do meu pau e ela morde com força o lábio. Eu começo a bombear mais rápido dentro dela e eu sinto o início formigamento na minha espinha. Quando ela goza, eu a deixo ir e caio de joelhos onde eu bombeio meu punho e assisto minha porra cair na grama. Quando termino eu me levanto e ajeito minhas roupas e percebo que Grace já se recompôs. Eu nem percebo quando a puxo para perto e lhe dou um beijo. O beijo é intenso e me faz querer amarrá-la na minha cama o tempo todo. Eu finalmente rompo, ofegante. - Nós não podemos mais fazer isso. Jaden quer você também. Eu não vou deixar uma garota entre nós. Parece que ela fica decepcionada por um segundo, mas rapidamente muda seu rosto em um sorriso suave e doce. Eu franzo a testa perguntando o que diabos a fez sorrir assim. - Isso foi bom, Caden. Obrigado por tudo - Ela coloca um beijo na minha bochecha e vai embora. Agora eu sei por que todos me diziam que ela era uma garota doce e inocente. A cadela é uma grande atriz. Eu ainda estou chateado quando eu consigo voltar para as arquibancadas e dou a Forest sua pipoca. Hailey está no colo de Teagan e elas estão ocupadas brincando juntas. Minhas mãos apertam entre minhas coxas. Se para ter Grace tiver que lutar com ele, eu teria dito Jaden se foder. Estou tão incrivelmente chateado agora. Quem é essa garota? Uma hora ela é uma mal-humorada, espertinha megera sexy e na outra ela é doce e aparentemente inocente. Não faz qualquer sentido que não seja o fato de que ela está tramando algo. - O que há de errado com você? Se você não parar de apertar as mãos assim, as palmas das mãos vão sangrar - Forest fala ao meu lado, olhando para as minhas mãos. Eu paro e olho para ele - Jaden e eu estamos gostando da mesma garota. Mas estou começando a achar que ela está apenas jogando com nós dois. Um minuto ela é uma pessoa e no outro ela é alguém completamente diferente - Eu balanço minha cabeça, mas eu sou grato que eu tenho Forest para conversar. Eu precisava dele para aconselhamento de vida mais vezes do que eu poderia imaginar.


- Bem ela sabe que vocês dois estão afim dela? - Ele pega um punhado de pipoca e joga em sua boca um de cada vez. - Eu não sei se ela já sabia, mas agora ela sabe - Eu arranho meu queixo, envergonhado com esta próxima parte - Eu meio que disse a ela depois que fizemos sexo. Eu não queria que isso acontecesse de novo, mas ela só me excita. Eu realmente não posso explicar. Ela disse que estava tudo bem e saiu. Forest parece que está preste a rir, mas abstém-se - Parece-me que você feriu seus sentimentos. Ela estava tentando mostrar da boca pra fora como se ela estivesse bem, mas na realidade ela não quer deixar você ir. Além disso, você ficou com ela primeiro, então Jaden deve recuar - Ele faz uma pausa e olha para mim sério - Você sabia que ele gostava dela quando vocês dois ficaram juntos? - Não. Eu não sabia até hoje de manhã. Se eu soubesse eu teria ficado longe dela - Eu coloquei minha cabeça em minhas mãos e rosnei - Eu não quero deixá-la ir. Eu quero ficar com ela estou a ponto de dizer Jaden. - Você está com a razão. Você não deve deixar Jaden impedi-lo de ir atrás do que você quer. E parece que ela quer você de qualquer maneira. Tudo que você tem a fazer é falar com ela.


Capítulo 4 Grace

Teagan aparenta estar contrariada. Aparentemente, ontem à noite na festa, ela quase perdeu a virgindade com um cara que ela não sabe quem era. Tudo o que posso pensar é que porra é essa? Teagan nunca foi muito de beber, então eu estou pensando que ela havia bebido muito. Mas ela queria encontrá-lo novamente. Foi por isso que ela me fez aquelas perguntas no jogo. Jaden parou de falar com ela sobre algo e ele trouxe Declan Sage com ele. Encurtando toda a história, Teagan ficou surpresa ao descobrir que Declan era seu cara misterioso. É aí que ela agora está lá fora conversando com ele. Menina ingênua e imatura cai de amores, por mais protetor que os irmãos são foi se apaixonar pelo melhor amigo deles. De qualquer forma eu tenho o meu próprio drama acontecendo. É por isso que eu me pego aqui pensando em Caden. Eu quero ficar chateada com ele, mas eu simplesmente não consigo. Depois do que ele disse, isso me faz querer ele ainda mais. Por ser totalmente protetor ele elimina qualquer possibilidade de ter alguma coisa comigo, porque não quer machucar seu irmão. Eu não quero desistir dele embora. E não apenas por causa do sexo, mas isso é uma grande parte disso. Eu nunca tinha saído com alguém que tivesse feito isso logo na primeira transa é incrível. Justin e eu tínhamos transado muito, mas não era tão bom. Quero engarrafá-lo e levá-lo ao redor de mim. Se for apenas para ter algo para me masturbar, uma vez que Caden não irá me procurar novamente. Eu também me sinto ligada a ele. Pensando nele e em ter um relacionamento com ele parece tão ... certo. Eu me lembro de como esta tarde, ele me levou para trás das arquibancadas, mas eu nunca pensei que ele iria me dizer que deve se afastar de mim por causa de Jaden. Eu nem quero Jaden, não realmente. Eu também não quero ser considerada um dessas aproveitadoras que fode com a união de dois irmãos gêmeos. Apesar de um o Caden e o outro Jaden pois um swing com eles não me parece tão ruim. Merda, eu sou uma vagabunda. Quem veio com essa merda de que as meninas não gostam de sexo? Eu sinceramente amo agora ainda mais do que eu já havia feito antes. Embora eu só tenha transado apenas com dois caras, mas isso não significa que eles não sabiam o que estavam fazendo. Eu só não entendo. Como é que você não pode gostar de alguma coisa que faz você se sentir bem? É ridículo, mas mais uma vez eu desisti de tentar entender os seres humanos.


Agora eu estou me perguntando porque eu deveria deixar Caden ir. Teagan está lá fora, provavelmente dando uns beijos em Declan. Eu nunca poderia ter imaginado uma coisa dessas. Ele é tão maduro para seus dezenove anos e Teagan ... não é. Embora eu esteja feliz por ela. Pelo menos alguém começa a ter um relacionamento aqui. Minha escolha de namorado perfeito está fora de questão. A porta se abre e Teagan entra na sala. Seus olhos ainda estremecem quando ela vê as flores espalhadas ao redor da sala. Cheguei aqui antes dela durante o dia e Aiden resolveu decorar o dormitório hoje. Eu realmente odeio isso. O que eu não daria pelo meu cartaz Borderlands e fotos minhas com Aiden ... e talvez algumas fotos de Justin. O que posso dizer, eu sinto falta dele. "Você se divertiu?" Pergunto enquanto passo esmalte em minhas unhas para que eu possa, pelo menos, parece um pouco mais feminina. Teagan esta com o rosto ruborizado e eu não posso deixar de sorrir. "Sim, eu me diverti e muito. Ele beija muuuuuito bem. "Seu rubor fica mais profundo e eu não posso deixar de rir. "É muito bom saber disso. Ele foi um cavalheiro não? "Eu levanto uma sobrancelha. Ela olha para longe de mim e sussurra: "Sim. Mas eu com certeza não me comportei como uma dama. "Então, ela começa a rir e eu me junto a ela. "Eu nunca pensei que você fosse querida", ela joga um travesseiro em mim e eu desvio antes que me acerte. Teagan se deita em sua cama, de barriga para baixo e olha para mim. "Você está bem? Você me parece meio triste quando entrei no quarto. " Com o olhar distante penso no que responder. Eu não gosto de mentir para ela, mas é uma obrigação. "É só descobri que o cara que eu gosto não está afim de mim." Ela senta-se sobre os cotovelos e sorri para mim. "Bem, então quem esta saindo perdendo é ele e não você. " Sorrio e penso comigo mesmo: 'que você tem razão. "

Coração Teagan tem um encontro com Declan hoje à noite e é claro que ela queria que eu a ajudasse a se arrumar. O que diabos eu sei sobre se vestir para um encontro? Justin e eu ficávamos na minha casa ou na dele, jogando vídeo game e fumando maconha. Então, eu mandei uma mensagem para Aiden e ele me disse o que colocar em Teagan. Agradeço ao Senhor por meu irmão ser um fashionista.


"O que Jaden quer ?" Teagan diz olhando para seu telefone. Espero que ele não tenha descoberto o que a irmã mais nova está tentando esconder. "Umm ... vamos descobrir Grace, mas eu não acho que vai ser um problema." Ela coloca as mãos sobre o telefone e me pergunta: "Você quer sair comigo, Jaden e Declan na sexta-feira?" Fiquei em estado de choque. Então eu sorrio e aceno com a cabeça. Estou chocada, porque se Caden desistiu de ficar comigo, porque Jaden está dando em cima de mim, então por que diabos não foi Jaden desistiu de ficar comigo para dar uma chance para Caden? Não gostei disso Sr. Jaden Harper. Eu só disse que sim, porque eu sei que Teagan vai ficar louca por ela e Declan estarem juntos em público juntos ao lado de Jaden. Eu vou fazer isso por ela e não porque eu pensei que poderia me apaixonar por Jaden. Eu acho errado ele me procurar pelas costas de Caden. Não parece que ele tenha muito caráter. Assim que Teagan sai, eu ligo para Aiden. Eu preciso conversar com do meu irmão imediatamente. "Oi". Ele atende depois do terceiro toque. "Oi." Eu suspiro no telefone esperando que ele tem algo para me dizer. Eu sou uma negação para começar uma conversa com ele quando o assunto é sobre os gêmeos. Eu nunca tive problemas com garotos, então eu estou acostumada a ouvir Aiden a falar sobre os dele e não eu. "Qual é o problema? Você esta com a voz cabisbaixa. "Eu ouvi algo ao fundo como que se ele estivesse andando e então ficou tudo em silêncio. "Eu só não sei o que fazer. Eu acho que estou gostando do Caden, mas ele não quer namorar comigo porque Jaden esta afim de mim também. Eu percebi no quanto essa atitude protetora dele me fez querer o desejar ainda mais. Então hoje Jaden ligou para Teagan querendo saber se eu aceitava sair com eles na sexta-feira. Ela ficou completamente louca com a idéia. " "Bela forma de respeitar o código dos irmãos. Como ele é um idiota. Eu acho que você deve ir sim sair com eles na sexta-feira, e colocar esse safado no lugar dele? Você está me ouvindo? Em seguida, ir atrás de Caden ". Eu amo meu irmão.

Coração Eles escolheram jogar boliche. Da para acreditar nisso? Quem vai ao boliche hoje nos dias de hoje? Nós escolhemos uma pista e agora estamos sentados ao redor da mesa conversando. Eu gostaria que eles pudessem começar logo a jogar, porque eu realmente gostaria de ir embora o quanto antes. Eu não tenho nenhum motivo para estar aqui com


Jaden. Eu dormi com o seu irmão. Isso é tão errado! "Bem, estou vendo que nem me esperaram para começar a festa. Quanta consideração em mano. ", Diz Caden. Eu sinto meus olhos saltarem da minha cabeça. O que diabos ele está fazendo aqui? Fiquei pálida por conta de estar sentada ao lado de seu irmão mesmo depois de ter transado com ele dias atrás. Que porra. "Ei, é bom conhecê-lo, finalmente. Eu sou Declan Sage, "Declan diz do outro lado da mesa. Ele estende a mão para Caden e da para vê-lo tremer. Caden olha Declan de cima a baixo e sorri. Ele pega sua mão enquanto ele responde: "Eu que tenho o prazer de conhecer o melhor amigo do meu irmão." Jaden parece irritado. "Oh, você finalmente encontrar seus pincéis maricas e terminou aquela sua pintura do arco-íris?" Um olhar escuro passa pelo rosto de Caden, mas Teagan interrompe antes mesmo que ele comece a dizer qualquer coisa. "Que diabos, Jaden? Eu também pinto, você sabe. Além disso, suas pinturas não são sequer femininas! Elas são incríveis e você bem que gostaria de ter um dom como esse". "Obrigado, Teagan, mas eu realmente não me importo com o que ele pensa. Ele só se preocupa com futebol e não saberia apreciar uma boa arte nem se você batesse na cabeça dele com uma. "Caden fala puto da vida. "O que há com vocês dois?" Pergunta Teagan incisivamente, olhando para Caden. "Nada, Teagan. Quer saber, eu vou embora. Eu tenho outras coisas que eu prefiro fazer do que ficar aqui ", diz ele para todos nós, mas ele está olhando diretamente para mim. Seus penetrantes olhos azuis me encaram como que se fosse me matar. Por que estou fazendo isso? "Sim, por que você não vai fazer isso? Eu não deveria ter te convidado para começar ", zomba Jaden. Caden dá-lhe um olhar que iria congelar o inferno e se vira para sair. "Jaden, por que diabos você está sendo tão cruel com ele? Qual é o seu problema? "Teagan praticamente grita com ele. "Ele é um idiota total. Deixa ele ir embora. Eu não quero mais que ele fique aqui. Ele pode ficar bem longe de mim por um tempo, se ele souber o que é melhor para ele. "Ele olha para longe da mesa e olha ao longo dos corredores. "Umm, se vocês me dão licença que eu preciso ir ao banheiro. Teagan, você pode vir comigo? "Eu falo após o comentário irado de Jaden. "Claro", Teagan concorda e bate na coxa de Declan para deixá-la passar.


Quando chegamos ao banheiro Teagan vem logo perguntando. "Ok, então, não só você está namorando Jaden, mas você também tem alguma coisa com Caden? Você agora só pode estar de piada comigo? Por que eu estou pronta para escutar tudo sobre isso? "Ela respira fundo e espera impacientemente pela minha resposta. "No momento você apenas vai ouvir, porque eu não quero você no meio disso. Você tem essa coisa acontecendo com Declan e eu não quero que se preocupe comigo. Olhe, eu apenas beijei Caden na lanchonete algumas semanas atrás. Eu nem sabia que ele era seu irmão, muito menos, gêmeo de Jaden! Quero dizer, eles não são nada parecidos. Mas está tudo bem agora, porque ele é um completo de um idiota! Quero dizer, ele disse que iria me ligar. Agora, aqui estou eu, dias mais tarde e ele nem se quer me disse nada. Pelo menos Jaden sabe como manter sua palavra. " Eu estou andando ao redor do minúsculo banheiro e mastigando a minha unha. "Bem, isso soa como Caden. Eu acho que você não quer nada com ele. Ele está mais para o tipo fácil e você não é assim. Jaden pode falar muito sobre futebol, mas ele não vai fazer sexo com você e nunca mais te ligar novamente. "Teagan me diz. "Exatamente! Eu sabia que Caden era um conquistador, mas ele foi tão doce e compreensivo. Quer dizer, eu tinha que me derreter toda em cima dele. No entanto eu sabia que era só para me conquistar. Esse tipo de homem é tudo igual. Na época, eu teria caído fora, porque eu não achava que Jaden iria falar comigo. Agora, eles estão agindo como dois idiotas por minha causa. Eu não quero drama, Teagan, eu não poderia lidar com isso depois de tudo que já passei. "Eu estou fazendo o meu papel também. Comecei a inventar coisas sem pensar. Eu acho que todas essas aulas de teatro valiam para alguma coisa. Eu sinto as lágrimas reais formando em meus olhos. Teagan estende a mão para mim e lhe abraço perto da pia. "Eu sei disso minha querida. Eu vou falar com Caden e dizer-lhe para superar isso. Ele precisa respeitar os seus desejos de estar com Jaden ou seja lá o que vocês pretendem. " "Eu não sei o que estamos fazendo. Ele fala comigo no treino e tal, mas ele nunca deu a entender sobre termos algo mais serio. Eu não sei se eu deveria continuar saindo com ele. Quero dizer, ele já está fazendo um drama e eu não estou nem tão afim assim de nenhum deles! "O que é verdade. Eu nem sabia que Jaden tinha um lado dramático. "Bem, então, você precisa perguntar a ele. Acho que o único drama que você vai conseguir agora é com Caden. Eu posso pedir para ele se afastar. Não vai ser como da última vez. Eu juro. "Teagan enfatizou. "Eu não posso passar por isso novamente, Teagan. O que Jesse me fez passar foi tão terrível, eu não posso mesmo acreditar que isso aconteceu de verdade. Eu pensei que eu o conhecia, sabe? "Essa é uma historia que inventei sobre meu namorado falso que arruinou minha vida de volta para casa. Novamente uma mentira, mas você já sabia disso. "Sim, eu sei, querida. Eu posso prometer-lhe, que nenhum dos meus irmãos é assim. Jaden não iria desrespeitar uma garota assim e Caden é mais provável de ser desrespeitado por


uma menina. " Sorrio para isso. "Está certo. Vá jogar air hockey com Declan ou algo assim, enquanto eu tenho converso um pouco com Jaden. Por favor? " "Claro, é só pedir que eu faço", ela me diz com malícia em seus olhos. Eu faço o meu caminho de volta para fora das pistas e me sento ao lado de Jaden. "Declan o que você acha de ir jogar air hockey com Teagan? Eu quero ter uma conversa com Jaden. Em particular. " Declan apenas balança a cabeça e levanta-se da mesa. Eu me viro para Jaden e encontrá-lo com os olhos tristes. "Você vai me dizer para me afastar de você não é?" Ele me pergunta. Eu balancei minha cabeça. "Não, eu queria perguntar o que você pretende comigo." Eu coloco meus cotovelos sobre a mesa e apoio minha cabeça em minhas mãos. Essa coisa toda está começando a ser demais para mim. "Eu quero que você seja minha garota. Mas eu também não estou a fim de ficar entre você e Caden. Eu amo meu irmão, mas se ele é quem você quer, então eu não vou insistir. Eu odiaria que você ficasse comigo, e em seguida, ficar sabendo que você está pensando nele." Ele esfrega a mão nas minhas costas e eu balancei minha cabeça. Tenho certeza que sabe como pegá-los. "Eu não vou mentir para você. Eu quero ver se eu posso ter algo com Caden. Eu odiaria te machucar, mas eu só tenho que saber. "Eu puxo minha cabeça para cima e encontrar seus olhos. "Então, eu entendo. Se isso não funcionar, você pode me ligar novamente. "Ele pisca.

Caden Esta semana tem sido um inferno. Eu nunca pensei em toda a minha vida que eu iria perder uma garota. E isso me irrita ainda mais que eu nem mesmo sei se estou a fim dela. Tudo o que eu sei, é que ela fica sob a minha pele. Faz-me querer o que não posso ter. Isso vai contra tudo o que o meu sangue para machucar meu irmão. Ele sempre será meu irmão. Empurrando-me para ser melhor. Ao meu lado quando eu me ferrar. Confortando-me quando a dor tem ser demasiado. Eu não estaria neste planeta agora se Jaden Harper não fosse o meu irmão gêmeo. Esta semana também está me irritando porque eu não posso pintar. Minha musa me deixou e eu não sei se ela vai voltar. Eu nunca fiquei sem pintar por tanto tempo desde a primeira vez que eu peguei um pincel. Eu me sinto perdido e sozinho. A pintura não é apenas um hobby, é minha vida, porra. É o que eu quero fazer quando eu crescer. É com meu talento que quero pagar minhas contas. É o que eu quero fazer até o segundo em que eu morrer.


Nada importa o que eu pinte. Estou sem vontade até mesmo de pegar o pincel, isso está me irritando. Eu não sei por que Jaden estava agindo como um idiota esta noite. Ele sabe que eu estou a fim da Grace. Eu não posso acreditar que ele está me traindo pelas costas assim. Sinto-me traído e eu não sei o que fazer sobre isso. Não me sentia assim desde que eu era pequeno e meu pai parou de vir para casa. Eu sentia como se nós e ao longo de um todo ele tinha nos traído. Eu não sei se eu vou perdoá-lo pelo que ele fez com a minha mãe. Isso não é atitude de um homem de verdade, isso é uma putaria isso sim. Eu estou deitado na minha cama olhando para o teto branco, quando ouço uma batida suave na porta da frente do meu apartamento. Eu suspiro antes de sair da cama e ir atender. Esperança não é um dos amigos de futebol mudos de Jaden. Esses idiotas não sabem como agir. Todos eles pensam que são melhores do que todos os outros. Estou começando a achar que meu irmão está no lugar perfeito ser amigo deles. Eu pico através do olho mágico e meu coração pára. Não é meu anjo. Ficar na frente de me olhar como ela veio direto do céu. Eu quero deixá-la e levá-la para o meu quarto e amarrála novamente. Eu não acho que eu nunca parei de querer fazer isso. O que eu não daria para ter todo o seu para mim mesmo, mas, aparentemente, ela fez sua escolha. Soltei uma lufada de ar e abrir a porta. Quando ela olha para mim, eu quase gemido. Eu posso ver em seus olhos o quanto ela me quer. Quanto ela quer entrar e deixa-me devorá-la. E eu tenho que ser honesto aqui, eu nunca quis nada mais me. "O que você está fazendo aqui?" Peço ameaça colocar na minha voz. Ela olha chocada por um segundo, mas não se afasta de mim. Seu olhar fala muito e eu não quero fazer nada para deixa-la ainda mais furiosa. Eu quero que ela tão brava que ela deseja nunca mais falar comigo novamente. Então, essa merda toda acaba e eu possa voltar para minha vida. "Eu vim para conversar com você. Eu acho que você teve a impressão errada na pista de boliche. "Ela não me espere para convidá-la, ela apenas me empurra passando. Ela simplesmente coloca aquela bela bunda no meu velho sofá azul e cruza as pernas. Sua saia de renda curta monta-se as pernas e meu pau chega a ficar meia boca. Grace tem pernas incríveis. Eu quero beijar cada centímetro delas. Deus, eu sou uma aberração. "Então, porra fala logo o que você quer, em seguida, vai embora daqui, porra." Estou começando a ficar puto, não com ela, mas comigo mesmo. Eu não posso acreditar o quanto eu a quero. Isto não é saudável. Ela revira os olhos antes de cruzar os braços sobre o peito, empurrando os globos juntos. Grace está tentando me matar. "Olha, Jaden pediu para Teagan me perguntar se eu queria ir com eles naquela noite. Eu só fui porque Teagan me pediu também. Ela não sabia sobre nós e como eu me sinto sobre você. Jaden percebeu que eu não o queria e me disse que eu estava livre para ficar com você. "Ela faz uma pausa e começa a brincar com seus polegares. "Isto é, se você quiser ficar comigo. Eu não sei o que você quer, porque nós


tendemos a ter apenas sexo. Além disso, eu não poderia estar com Jaden depois de dormir com você. Isso faria de mim uma puta e eu não sou uma vagabunda muito obrigado. " Eu coloco minhas costas contra a porta da frente e respiro profunda. Eu sei que Jaden e eu, ou melhor, sei que ele não iria apenas desistir dela. Se esse rapaz realmente quer alguma coisa, então ele vai fazer o que puder para conseguir isso. Este deve ser um teste ou algo para Grace. Esse tipo de cara que diz que se você o ama, então deixá-lo ir, não que Jaden ama. Demoraria muito para Jaden amar uma mulher, o homem é casado com futebol. "Se ele disse isso, então ele estava mentindo. Jaden não é desistir tão facilmente. Eu conheço meu irmão muito bem. E eu não vou ficar no seu caminho. " Um olhar de pura raiva passa sobre seu rosto. Tenho a sensação de que não foi para mim, o que é estranho, já que eu não corri para os seus braços, e pedir-lhe para casar comigo. Como se isso nunca fosse acontecer. "Esta bem. Muito obrigado por me deixar entrar. Eu te vejo por aí. "Ela se levanta do sofá e vai em direção a porta onde estou de pé. Estou tão chocado com o que ela disse que eu não pude encontrar forças para mover minhas pernas. "Posso tocar em você, por favor?" Ela pergunta com aquela voz doce enjoativa. Quem é essa garota? Jesus um segundo ela é uma megera sexy e no outro ela é alguma virgem santa? Eu não estive tão confuso em toda a minha vida. "É só isso? Você só vai sair daqui e não vai me procurar novamente? Eu não posso acreditar nisso por um segundo. " "Sinto muito. Eu não sei o que você quer dizer. Eu disse o que tinha a dizer e você disse o que você fez. Não funcionou do jeito como eu queria que fosse, então agora eu vou seguir em frente. "Ela sorri para mim e aponta para a porta. "Que porra é essa? Por que você está agindo de uma forma e, em seguida, de uma maneira completamente diferente? Porque você não pode ser apenas aquela garota mal-humorada que eu conheci na outra noite? Eu gosto dela. Esta merda doce e grudenta é repugnante e, francamente, não combina com você. "Minhas mãos coçam para agarrá-la pela cintura e levá-la para o meu corpo. Então foda-se seus miolos. Mas me contenho. A raiva vem de cima dela em ondas, me deixando com um pouco de medo. Ela se aproximou e aponta seu dedo no meu peito duro ... de novo. "Olha aqui seu idiota. Você não pode sequer imaginar o por que agi da maneira que eu agi. Você não me conhece e não tem idéia de quem eu realmente sou. "Ela dá um passo ainda mais perto e tocamos peito a peito. "Você teve sua chance, por isso não começa a querer me conhecer agora. Eu não quero mais nada com você. "Ela dá um passo para trás, quebrando o contato. "Agora saia da minha frente." Eu odeio admitir que estou seriamente ligado agora. "Não." Eu fervo me afastando da porta e dela também. Eu envolvo minhas mãos em torno de seus braços e encosto os meus lábios até a dela, devorando a sua plenitude, com tudo o que sou. Ela me beijou de volta por um minuto antes de ela se afastar para trás e me dá um tapa. Ela voltou em seu peito do pé e usou toda a sua força e sei que amanhã eu vou ter a porra de um hematoma. Antes que eu possa agarrá-la ela sai pela porta. Eu corro atrás dela, mas eu vejo as pessoas


ao redor. Eu paro antes que eles pensem que algo sinistro está acontecendo. "Você pode correr, Grace, mas eu vou eventualmente ir atrás de você. Queira você ou não você é minha e é melhor se acostumar com isso porra. " Grace pára antes que ela alcance a porta do carro e se vira para me encarar. Ela olha ao redor vendo todas as pessoas que estavam ao redor olhando estupidamente para nós. "Não comece jogando para fora porcaria de homem possessivo . Se você realmente me quisesse, então você teria me. Você me jogou fora, e não o contrário. Supere-se. Era apenas sexo e que não era tão bom assim para começar. "E então ela está entrando no seu carro e indo embora. Deixando-me de pé com a minha boca aberta e pendurada, como dez pessoas rindo e apontando para mim.

Coração Uma hora mais tarde depois de Grace ter batido na porta. Alguém está esmurrando minha porta, me levanto esperando e rezando para que seja Grace, puts não é. Meu coração afunda vendo um olhar confuso no rosto de um cara qualquer. Ele tem cabelo curto castanho e olhos castanhos. "O quê você quer?" Eu grito. Ele coloca as mãos para cima em forma de rendição. "Me deixe explicar . Eu estou no time de futebol de Jaden e ele disse que eu poderia passar e pegar minha bolsa. Deixei com ele depois do treino de ontem e ele guardou para mim. " "Certo. Eu esqueci. Ele disse que você passaria aqui. Eu sou o Caden. "Eu estendo minha mão pra me apresentar. Eu não perdi todos os meus modos. Então ele retribui o comprimento com um aperto de mão forte. Muito bom saber que ele não é um maricas. "Você se importa se eu perguntar por que você está tão chateado?" Eu ri, mas duvido que consegui dissimular como me sinto realmente. "Essa garota me tirou do sério. Eu não consigo nem pensar mais direito, desde que a conheci. "Isso é tudo que eu estou disposto a contar. Ele sorri e acena com a cabeça como ele compreendesse. Eu não sei como ele poderia possivelmente até mesmo buscá-la. "Eu tive uma desses na escola. Fiquei tão preso a ela, que eu não conseguia ver nada. Fiquei arrasado, depois de tudo o que ela fez foi embora do nada. Rasgou o meu maldito coração. "Ok, talvez ele não seja um tapado. "Droga. Agora, a minha merda não parece tão ruim. " "Eu concordo com você." Ele me dá um tapa no ombro e se move para a sala. "Como você mesmo lidou com isso? Eu não estou tão ferrado assim, mas eu sinto que eu poderia ter ficado. "Em vez de ir em direção ao quarto de Jaden vou para a cozinha e pego uma cerveja na geladeira.


O cara me segue e pega a cerveja quando lhe ofereço uma."Você não lida. Aquela garota era meu tudo e ela simplesmente levantou e foi embora cerca de cinco meses atrás. Nem sequer disse adeus, só me deixou um bilhete odioso e um diário cheio de lembranças ruins. Eu apenas parei de pensar em todos os momentos que passamos juntos, mas eu ainda penso nela todos os dias. " "Cara sinto muito. Espero que você possa, finalmente, esquece-la passar um dia. "E eu realmente espero que ele consiga. Ninguém deve ser deixado com o coração partido por tanto tempo. Ele encolhe os ombros antes de falar. "Se importa se eu perguntar o que aconteceu?" Eu balancei minha cabeça, mas digo a ele de qualquer maneira. "Eu a conheci na semana passada na festa de Declan. Tivemos um bom tempo, mas quando Jaden descobriu, ele ficou com raiva porque ele gostava dela também. Então, eu recuei e ele disse que faria o mesmo. Em seguida, ele saiu e perguntou-lhe se ela sairia com ele, caralho. Agora ela me diz que quer ficar comigo e não com ele, mas eu não quero magoá-lo. " "Você ficou com Grace? Ela não é ingênua e sem graça? Jesus, que confusão tamanha. Eu não quero nem imaginar no seu lugar. " Eu rio. "Eu não sei o porque todo mundo acha isso dele. A Grace que eu conheço é selvagem e indomável. " "Eu acho que você conhece a verdadeira Grace, então."


Capítulo 5 Você pode correr, Grace, mas eu vou eventualmente ir atrás de você. Queira você ou não você é minha e é melhor se acostumar com isso porra. Estou tremendo debaixo das cobertas recordando suas palavras. Eu não vou mentir e dizer que não me emocionei. Mas é um pouco tarde demais. Eu nem sei por que diabos ele falou aquilo. Basicamente, ele me empurrou nos braços do seu irmão, que me disse para ir atrás de Caden. Nunca em um milhão de anos eu poderia ter pensado que eu ficaria no meio de gêmeos. Depois de estar com Caden, eu nunca faria nada com Jaden. Se eu fiz, então eu deveria ter 'vagabunda' tatuado na minha testa. Teagan suspira em seu sono. Eu me viro para olhar para ela e ver as características pacíficas suaves de seu rosto, enquanto ela dorme. O que eu não daria para ser pacífica assim. Acho que estou mesmo nervosa mesmo quando eu durmo. Há tanta tensão no meu corpo e eu nem sei como me livrar dele. A qualquer momento, a vida que Aiden e eu estamos construindo aqui, poderia desabar. Pode não ser perfeito, mas ainda assim é incrível para mim. Minha vida em Nova York foi tão horrível, eu não sei se suportaria tudo aquilo novamente. Meu padrasto é se chama Daniel Hutson. Ele tem 45 anos de idade. Dois anos mais velho que minha mãe, não que isso realmente importe. Eu amo minha mãe até a morte, mas ela poderia se importar menos com os outros e mais com ela mesma. Daniel torturava Aiden e eu muitos anos. Minha mãe estava em seu quarto dormindo depois de tomar uma pílula que iria derrotá-la por horas. Alguns diriam que ela não sabia o que estava acontecendo, mas eu não acredito. Eu tinha hematomas quase todos os dias, durante anos, e nem se quer uma única vez perguntou onde eu tinha feito aquilo. Mas amar é perdoar e eu a perdôo. Eu acho que ela foi criada da mesma maneira e que era a única forma que ela sabia de lidar com tudo aquilo. Isso não significa que eu vou convidá-la para a ceia de Natal, como sempre. Daniel também passa a ser um senador estadual de Nova Jersey. O que significa que uma vez por ano eu tinha que se vestir e fingir para adorá-lo. Aiden também tinha que ser assim o que só fez piorar. Daniel não podia lidar com ter o fato de ter um enteado gay e quando se tornou de conhecimento público que Aiden era gay, bem, é seguro dizer que a merda foi parar no ventilador. Essa foi à noite em que deixou, na noite em que quase escapou sem nenhum incidente. Aiden estava aterrorizado com o que iria acontecer comigo uma vez que Daniel descobriu que todo mundo sabia que ele era gay. Mal sabíamos que ele estava esperando por nós. Eu sei que você está pensando que eu o matei, mas eu garanto que você está errado. Daniel tem que se dar por contente o sangue não era dele. Era um de seus capangas que tentaram nos manter na casa. Aiden não teve escolha nem chance de vencer o homem a uma polpa sangrenta. Ele tropeçou em torno de um segundo antes de me derrubar e desabar em cima de mim. Eu também me assegurei que ele está vivo. Eu verifiquei.


Gostaria de ter medo de ser descoberta aqui, ao invés do medo que eu tinha de estar naquela casa. Daniel costumava me amarrar as mãos e os pés e me colocar sentada do lado de fora do quarto de Aiden e ouvir enquanto ele molestava o meu irmão. Ele ainda me faz mal até hoje. Se eu fizesse qualquer som ou eu protestasse iria ficar jogado por aí como uma boneca de pano. Ele só parou de me bater e deixando hematomas em que você não podia ver assim nenhum professor ficaria preocupado por que eu estava sempre machucada. Ninguém realmente se importava, mas Aiden, sim. Eu acho que Justin teria feito mesmo, mas eu não iria deixá-lo a tempo suficiente para saber. Ele assumiu a minha vida em casa e estava feliz porque eu fiz ele assumir isso. Eu lhe disse que não poderia fazer sexo com as luzes acesas, mas na realidade eu não queria que ele visse as marcas no meu corpo. Eu tinha vergonha e não por causa do que estava acontecendo comigo, mas porque eu não podia parar. Que tipo de pessoa faria isso comigo que eu não poderia impedir que alguém me abusar? Faz-me fraca. Eu nunca quero ser lembrada como uma fraca. Decidi que não teria qualquer noite de sono, eu calmamente saio da cama na ponta dos pés para fora da sala. Eu pego meu celular da mesa antes de sair. Eu sei que não deveria e isso pode explodir na minha cara, mas eu tenho que falar com Justin. Eu sinto falta dele, com cada respiração. Eu posso estar sobre o meu amor por ele, mas ele era meu melhor amigo há anos. Fizemos tudo juntos. Eu só quero ouvir a sua voz. Uma última vez. Eu entro no meu carro e dirigir por duas horas. Eu cruzo as linhas estaduais sobre em Oklahoma. Eu decidi não usar o meu celular, mas comprei um descartável em um posto de gasolina. Antes que eu perca a coragem eu disco o número de Justin e segure o telefone na minha orelha. Ele toca quatro vezes antes que a voz de uma mulher atendesse - Alo? - Sua voz é áspera com o sono e eu sinto meu estômago revirar. - Quem é você? - Eu não sei por que eu fiquei com um pouco de ciúmes. Eu acho que a parte egoísta de mim estava esperando que ele não teria se mudado e que ele estaria sentado lamentando a perda do nosso relacionamento. - Carly, quem diabos é você? - Ela zomba no telefone. Eu reviro os olhos. Estou a milhares de quilômetros de distância sua cadela que você não tem com que se preocupar - Uma velha amiga de Justin. Posso falar com ele? - Não, ele está dormindo. São 3 da manhã. Eu esfrego meu nariz tento me acalmar. Esta cadela não sabe com quem ela está lidando - Levanta essa bunda dai e coloque ele no telefone. Ele vai querer falar comigo. - Eu acho que não querida. Eu vou desligar agora. Ele tem uma nova namorada e agora ele não precisa mais de chamadas como essa - Ela diz com tom adocicado e eu quero chegar com este telefone de baixa qualidade e soco nela. - Eu não sou um caso dele sua idiota, se fosse não mandaria chamá-lo. Quem fala é Kayla! - Eu grito através do telefone. Derrepente tudo ficou em silêncio e eu olho para o telefone para ter certeza de que ela realmente não desligue. - Oh meu Deus. Sinto muito, deixe-me acordá-lo - Eu escuto um barulho ao redor e então eu ouço Justin grunhido. Eles falam em voz baixa antes de Carly volta na linha - Aqui está ele, boneca. Mais barulho e, em seguida - Kayla, Deus me diga onde você está. Diga-me que está tudo bem. Eu fiquei com um medo do caralho - Eu ouço as lágrimas em sua voz e meus olhos ficam borrados. Não chore você bebezão.


- É tão bom ouvir sua voz. Eu sinto tanto sua falta, Justin - Eu seguro as lágrimas dos meus olhos que querem derramar. Recuso-me a chorar no telefone com ele. - Eu também sinto sua falta, Kayla. Deus as coisas não são as mesmas por aqui sem você. Você tem que vir me ver. Onde você está? Eu vou pegar você - Sua voz me lava, me enchendo de velhas memórias e momentos felizes. Os quais eu nunca mais poderei voltar. - Eu estou longe demais para isso. Eu só queria ouvir sua voz. Eu queria saber se você estava bem. Achei que Daniel poderia querer assediá-lo - Eu me mecho no acento do carro olhando em volta para o estacionamento escuro. Eu estacionei meu carro em um Wal-Mart, no meio do nada, mas a minha paranóia está começando a mexer com a minha cabeça. - Ele o fez. Me ameaçou, falou que me mataria se eu não lhe falasse onde você estava. Eu finalmente fui até a delegacia e fez um teste de detector de mentiras. Quando passei, ele me deixou em paz - Ele faz uma pausa e eu o imagino passando a mão pelo rosto. Isso é um sinal claro de que ele está ficando frustrado comigo - Diga-me onde você está. Eu irei onde quer que você estiver para te pegar. Eu posso te proteger Kayla. Eu juro. - Eu tenho Aiden para isso. Não se preocupe comigo - Eu odeio ter que deixá-lo ir, mas eu fui para muito longe para poder falar com ele. Se eu ficar por muito mais tempo eles podem rastrear a chamada - Olha, eu tenho que ir. Não ligue para este número porque eu vou me desfazer dele. Só sei que eu sinto sua falta e eu estou segura. Eu desligo antes que eu possa ouvir o que ele diz. O telefone começa a tocar um pouco mais tarde e as lágrimas começam a fluir mais nos meus olhos. Ele nunca foi um bom ouvinte. Eu preciso me livrar rapidamente desse telefone, saio do carro e coloco na frente do meu pneu e voltar para o carro. Eu acelero mais até que eu ouço mastigar debaixo do pneu. Eu voltar para fora e olho para baixo, para os pequenos pedaços que são deixados. Nós não falamos sobre a garota que atendeu ao telefone, mas eu estou contente que ele seguiu em frente. Porque eu tenho certeza que não importa quem eu namoro ou vá acabar namorando, Caden Harper vai ser o único que nunca vou superar. Eu não conheço o cara, mas o que eu sei é suficiente para me fazer começar a me apaixonar. A maneira como ele protege Teagan, o quanto arrogante pode ser, ele me quer bem e isso é algo que eu compartilho com Aiden. Ele tem um talento incrível quando se trata de sua arte. Essas pinturas são maravilhosas e bonitas. Você pode dizer que elas querem dizer algo para ele e faz uma menina querer esse tipo de atenção. Mas acima de tudo do jeito que ele não faria nada para machucar seu irmão. Jaden significa o suficiente para que ele não querer namorar comigo, não nos dar uma chance. Sim, é chato, mas você tem que aceitar um pouco isso. Eu não desistiria de um sexo incrível, porque Aiden estaria gostando do cara. Além de o cara provavelmente não ter o bastão para sua equipe. Eu suspiro e volto para o carro. Aiden vai me matar se ele descobrir que eu liguei para o Justin. Eu só espero não ter cometido o maior erro com o que eu fiz.

Já são quase oito horas quando eu volto para o dormitório. Eu levei um bom tempo para voltar, pois precisava ficar um pouco comigo mesma. Quando eu vou em direção ao


estacionamento do dormitório percebo que tem alguém nas portas dianteiras. Eu suspiro ao ver Jaden de pé lá. No começo eu acho que ele está apenas esperando Teagan, mas seus olhos estão olhando para mim através do pára-brisa. Eu engulo em seco antes de sair do carro. Eu faço o meu caminho lentamente até ele e paro cerca de um metro de distância – Oi - Eu digo baixinho não encontrando seus olhos. Antes que eu perceba, Jaden me pega pelos braços me beijando repentinamente. Eu ainda estou por um segundo em estado de choque antes de eu encontrar-me e beijá-lo de volta. É bom e doce mas nada comparado com os beijos de Caden. Eu rompo depois de um minuto e olho nos olhos de Jaden - O que foi isso? Todo o seu rosto se ilumina quando ele sorri. Ele me lembra um anjo, o que me faz pensar em Caden. Maldição. Eu preciso resolver essa porcaria - Eu estive pensando em te beijar desde que deixei você na noite passada. Ele estava me deixando louca, então eu resolvi passar aqui antes da aula. Ainda bem que eu descobri - Ele beija meus lábios mais uma vez antes de me deixar ir. - Espere, o que você descobriu? - Pergunto enquanto esfregando o dedo indicador sobre o meu lábio inferior. - Você tem gosto de céu - Jaden me fala dando uma piscada antes de ir embora. Eu sabia que aqueles malditos gêmeos Harper seriam um problema.

Existe essa coisa bonita que está perto do bar me olhando de novo. Seus olhos estão cheios de luxúria e desejo, mas meu pau nem sequer se contorceu com o corte de sua micro saia e short baixo que ela está usando. Nem o jeito que ela pisca para mim e lambe os lábios. Ela não tem as características de um anjo ou cabelo loiro. Deus, quando eu me tornei um babaca? Definhando para a garota do meu irmão. Não que eles estejam namorando nem nada. Quando ele chegou em casa naquela noite, nós sentamos para conversar. Ele me contou sobre o que aconteceu cismado. Eu disse a ele que eu não queria nada com ela. Foi uma aventura passageira. Estou seriamente fico feliz que não tenha aquela historinha característica de gêmeo onde nós sabemos o que o outro está pensando. Eu não acho que eu já tenha mentido para Jaden antes. Ele quase me matou ao me fazer dizer a ele que eu não quero ficar com Grace. Eu só quero que Jaden seja feliz. Ele leva a vida muito a sério e é casado com o futebol. Ele precisa transar. Embora eu pense em dar uns socos na cara dele se ele transa com Grace. Eu preciso de ajuda. - Ei você aí sexy, qual é o seu nome? - Ronrona a garota do bar. Seu cabelo escuro travalhe a cabeça em ondas de seda, mas eu apenas não estou sentindo isso. Eu realmente gostaria de ir embora. Eu não me lembro de ter ficado tanto tempo sem transar. Duas semanas para ser exato, desde que Grace e eu transamos atrás do suporte de refresco no jogo de Jaden. - Não estou interessado - Eu digo e caminho ao redor dela. Eu não quero sair como um idiota, mas alguns desses filhotes não sabem como conseguem seguir uma pista.


- Isso é uma vergonha - Diz ela com uma careta em sua voz. Não realmente não é nada doce. Eu estou em algum bar estúpido fora do campus, que permite a entrada de menores de idade, mas eles são rigorosos em álcool. Eles têm uma pista de dança bastante decente e é por isso que eu venho aqui. Eu gosto de uma garota que pode dançar. Embora nenhuma delas está fazendo isso para mim esta noite. Quando eu saio do bar eu congelo ali mesmo na calçada. Meu anjo está do outro lado da rua, com os braços em torno de um cara de cabelo louro. Já se sentiu como se seu coração fosse arrancado do seu peito? Não? Bem, isso é como eu me sinto agora. Como poderia? Eu me sinto como se eu tivesse sido o bojo de piada horrível de alguém. Grace ri de algo que o cara diz e eles se separam. O cara chega a acariciar a sua bochecha e ela olha para ele com olhos de adoração. Eu estou tão louco que eu nem percebo que já estou atravessando a rua com o meu punho fechado. - O que, fodendo com a minha cabeça e com meu irmão não é suficiente? Você tem que ter um outro cara do lado? - Eu praticamente grito com eles, quando eu chego do outro lado da rua. Grace parece assustada por um segundo antes de nuvens de raiva surgirem em seus olhos - Desculpe-me? Quem é você para falar de alguém mexendo com a cabeça de alguém - ela cerra os dentes e me olha. O cara em questão parece se divertir, até eu virar meu olhar cheio de ódio em sua direção - Alguma coisa engraçada? Você sabia que ela tem um maldito de um namorado? Grace suspira e o cara solta uma risada - Olha o homem macho, eu acho que você está tendo uma idéia errada - Ele chega a sua mão para mim - Meu nome é David e eu sou um feliz gay. Estou tão chocado que eu chego a apertar sua mão - Caden Harper - Eu digo baixinho. - Eu sei quem você é. Grace me contou sobre você e Jaden. É bom finalmente conhecê-lo - Ele sorri olhando para Grace cujas faces são liberadas. Seja por vergonha ou raiva que eu não sei. - Eu sinto muito pela forma como eu vim para cá... Tudo chateado e merda - Afirmo humildemente. David acena com a cabeça antes de olhar para Grace - Eu tenho que ir amor. Me ligue mais tarde - Ele me dá a mesma onda, antes de começar a andar pela rua. O ar em torno de Grace e eu fica pesado com a tensão. Agora me sinto como um idiota por vir aqui agindo como um namorado ciumento - Me desculpe, eu pulei as conclusões. - Pode ter certeza que você está arrependido. Eu não posso acreditar que você fez isso! O que diabos foi aquilo, qual é a porra do seu problema? - Ela grita empurrando meu peito duro com suas pequenas mãos. Chocado com seu show de violência que eu deixei escapar - Eu vi você com as mãos em volta daquele cara e eu fiquei louco. Ok? Porra você me deixa louco! Então meu anjo me dá de ombros - O sentimento é amigo mútuo. Agora, se você me der licença eu tenho coisa melhor para fazer do que ficar aqui. Eu pego seu pulso antes que ela possa fugir - Grace, eu realmente sinto muito. Eu sei que você acha que eu sou um idiota e na maioria das vezes eu sou, mas eu não iria machucá-lo intencionalmente. Seus olhos se arregalaram e ela se vira, até que o dedo indicador maldito está me cutucando no peito. Difícil - Você me machucou seu filho da puta. Eu coloquei tudo para fora em seus pés malditos e você não quer ter nada a ver com isso. Eu estou farta de ser o


seu brinquedinho. Eu não quero ter mais nada com você - Ela tira o seu dedo - Tendo uma vida de merda. Eu corro atrás dela antes que eu possa me parar e girar em torno dela. Eu coloco a minha testa na dela e sinto seu perfume celestial - Você nunca foi um brinquedo, Grace. Você sempre foi algo especial para mim. Se eu não posso ter você, então eu estou feliz que meu irmão tem a sua chance. Você é algo a ser valorizado e respeitado. Ele vai fazer isso. Seus olhos azuis olham para o meu com algo que eu não posso nomear. É incrível embora. Eu gostaria de poder tê-la todos os dias olhando para mim desse jeito. Eu me sinto como se minha vida fosse completa - Eu não quero que ele a queira tanto quanto eu quero você. Ele não pode segurar uma chama para o quanto eu quero você. Não me jogue fora para ficar com ele. Ele entenderia. Minhas mãos agarram em seus quadris, trazendo-a mais perto. Eu sei que é errado e que eu não deveria estar tocando ela em tudo, mas eu não posso me segurar - Não, ele não faria isso. Eu mataria por você só para que eu não tenha que machucá-lo. Sua mão vem e me dá um tapa e eu sinto minha cabeça chicote de volta. O que há com essa garota e a violência? - Cale a boca! Cada palavra que sai de sua boca me dói. Basta parar de me machucar! Eu não agüento mais! Eu tive bastante dor na minha vida, eu não quero mais de ti. Desta vez, quando ela vai embora eu a deixo ir. Estando sozinho na rua, eu me pergunto se valeu a pena. Grace e eu poderíamos ter tido alguma coisa. Teria sido brilhante e bonito. Eu deixei tudo ir por amor a meu irmão. Tanto quanto eu estou preocupado mas o sangue é mais espesso do que a água.

Quando eu acordo na manhã seguinte eu ouço Jaden batendo as coisas na cozinha. Eu vim direto para casa ontem à noite, mas eu não consegui dormir por horas. Tudo o que eu podia fazer era pensar em Grace e isso só me fez me sentir pior. Eu saio da cama e vou para cozinha tomar um café. Jaden está sentado na pequena mesa com uma xícara cheia de café na frente dele. Dou-lhe um aceno de cabeça antes de chegar no armário e pegar uma xícara. Quando eu termino de me servir eu me junto a ele na mesa Você parece feliz hoje de manhã - Afirmo irritado. Eu não acho que eu vou ser feliz novamente. Ele sorri antes de tomar um gole de café - Ouvi dizer que você conheceu David - Jaden ri quando eu me encolho. - Ela lhe contou tudo? - Eu questiono suavemente. - Sim. Eu amo como você correu lá para defender a minha honra - Ele ri quando eu me encolho novamente. Então, seu rosto fica sério - Estou surpreso por você não ter surtado. Estou realmente estou muito feliz por você não surtar. - Eu não tive tempo para surtar. Eu estava tão surpreso porque ele era gay. Ele realmente me jogou fora - Eu balancei minha cabeça. Não tenho nada contra os gays. Gays só me


inquietam. E não é por causa do que você pensa. Eles podem desencadear más recordações que me fazem fazer merda. - Estou muito orgulhoso de você. Você ainda apertou sua mão. Talvez você esteja finalmente superando o que aconteceu. Eu sei que a mãe iria dormir melhor se você pudesse seguir em frente com sua vida - Ele olha para mim encorajador. - Eu nunca vou ser depois do que aquele filho da puta me fez. Eu poderia ser capaz de empurrá-la para a parte de trás da minha cabeça, mas eu sempre tenho cicatrizes se eles estão na superfície ou no interior - Eu olho para o meu café. Eu não quero lembrar. Eu realmente gostaria que ele parasse de falar sobre isso. - Eu não estou pedindo para você superar isso. Você deve estar chateado com isso. Só estou dizendo que não deixe que ele domine a sua vida, certo? Nada disso nunca vai acontecer com você de novo - Recuso-me a olhar para ele e ouvi-lo bufar. - Isso nunca vai acontecer comigo de novo, mas isso vai acontecer com outros meninos, Jaden. Sinto-me impotente porque não posso mudar esse fato. E isso, literalmente, me deixa doente - Eu não chorei sobre o que aconteceu comigo nos últimos anos, mas eu sinto as lágrimas começarem a encher meus olhos. Jaden limpa a garganta e eu finalmente olho para ele - Não há nada que você possa fazer sobre isso. Há bastardos doentes neste mundo. Você tem sorte de que você conseguiu coloca-lo atrás das grades. E ele nunca será treinador de futebol de novo. - Sim, bem, graças a Deus por isso - Eu digo a ele antes de me levantar da cadeira e indo em direção ao meu quarto. Quando eu tinha doze anos de idade, eu era muito parecido com Jaden. O futebol era a minha vida. Eu ia jogar no Philadelphia Eagles, quando eu crescer e seria um milionário. Isso foi até que um dia eu estava lento me preparando depois do treino e eu de alguma forma acabei sendo o único menino que sobrou no vestiário. O treinador Mansfield entrou no vestiário. Ele não pareceu surpreso ao ver que eu ainda está lá. Eu estava só de cueca, e foi a primeira vez que vi alguém com luxúria em seus olhos. Eu não sabia disso na época, mas agora eu sei. Lembro-me dele me segurando e tirando minha cueca. Lembro-me do som de seu zíper descer. E eu me lembro da dor. Doeu por dias. Então eu tive que sair para o carro da minha mãe. Até hoje ela diz que eu não tenho sido o mesmo. Eu estou inclinado a concordar. Não foi a única vez que isso aconteceu. Eu tentei sair do futebol, mas meus pais não me deixaram. Recusei-me a dizer-lhes o porque e me recusei a contar para quem fosse o que estava acontecendo comigo. E até hoje só Jaden e minha mãe sabem. Minha mãe percebeu isso quando o treinador foi preso por molestar outra criança, pela a qual ele foi pego em flagrante. Eu disse a Jaden uma noite depois de um sonho ruim sobre isso. Esta é a razão pela qual eu não vou deixar ninguém me tocar enquanto eu estou fazendo sexo. O fato do simples toque traz de volta memórias dele me tocando, me segurando para baixo. É também por isso que eu sou estranho em torno de gays. Eu realmente não acho que eles estão fazendo algo de errado, mas isso me faz pensar sobre o que aconteceu comigo de qualquer maneira. Sou uma pessoa confusa.


Capítulo 6

Eu nunca vou entender o cérebro masculino. Eu realmente quero, mas eu não vou nem tentar. Quero Caden e eu quero dizer EU QUERO Caden. Minha mente estava feita, mas agora eu não sei o que eu quero. Desde a noite em que ele veio até eu e meu irmão, ele me ignorou. Eu nem sou tão vaidosa, mas eu sou uma mulher. E eu não sou ingênua. Eu sei que ele me quer. Eu vejo isso em seus olhos e na forma como ele sempre olha para mim. Faz-me quente e me deixa incomodada. Mas eu não vou me aproximar dele. Por que você pergunta? Porque Jaden tornou-se algo que eu quero. Ele está pirando normalmente chora me pedindo para sair. Ele liga quando ele diz que vai, e ele é um cavalheiro. Ele abre a minha porta e puxa a cadeira para eu sentar. Foi chato no começo, mas eu tenho aprendido a amar-lo. Eu nem sequer tive isso com Justin e eu estou sinceramente apaixonada por ele. Depois do dia que Jaden me beijou, ele veio para a prática cheerleading. Claire até pensou que ele estava lá para ela, mas depois ele pegou minha mão e me acompanhou até meu carro. Não me perguntei se eu queria ir jantar com ele. Eu queria dizer que não, mas eu sei que eu tinha que seguir em frente. Recuso-me a ser uma daquelas meninas espinhosas vive atrás de alguém. Meu orgulho é muito alto para isso. Jaden me levou no Medranos, que é um lugar mexicano do lodo leste fora do campus. Eu meio que acho que ele queria que fossemos vistos juntos. Todo mundo come lá, é mais barato e ao alcance da mão. Embora eu não gostasse. Ele não parecia se importar que todos estavam olhando para nós. Ele se concentrou em mim o tempo todo e eu estou meio triste de dizer que eu apenas comi. Mesmo depois de dormir com Caden duas vezes, eu não sei muito sobre ele. Eu sei que a sua arte é a sua vida, mas o que mais sei sobre ele. Ah, e o fato de que ele gosta de amarrar suas mulheres. Não quero deixar isso de fora. Jaden realmente quer me conhecer. Ele não me pressiona para fazer sexo. Na verdade, ele não fez muita coisa além de me beijar. Eu não estou reclamando, porque embora o cara pode ate beijar bem. Toda vez que nossos lábios se encontram, meus dedos malditos enrolam em seu cabelo. Meus mamilos ficam duros e eu encontro-me sem fôlego. A puta em mim só quer levá-lo contra seu maldito carro. É um grande jogo de preliminares. Embora eu me sinta culpada. Então foda-se a culpa. Quando Teagan está desaparecida do quarto, e eu tenho vontade de sair, eu acho que é com Caden. Jaden nunca sequer passou pela minha cabeça. Quem pensa no irmão gêmeo de seu namorado enquanto se masturbava? Esta puta aqui. Tem que haver algo de errado comigo. Jaden é malditamente perto de um equilíbrio perfeito e Caden ... não é.


Teagan não poderia estar mais feliz. Eu não sei se é porque ela está vendo Declan por trás das costas de seu irmão ou se ela está feliz por eu estar tomando o tempo e sendo o motivo pela distração de Jaden com relação a ela. Eu disse a ela que Caden e eu nos encontramos na cafeteria. A mentira saiu facilmente dos meus lábios mas mais uma vez a minha nova vida é tudo mentira. Está ficando cada vez mais difícil. Além disso, mais deprimente. Enquanto eu não tenha despejado comida no colo de Caden como eu disse eu fiz, ele ainda era engraçado. Odeio mentir para ela, mas não há nenhuma outra maneira se terei de ficar em torno dela. Eu disse a ela no primeiro dia em que se mudou para o dormitório que eu vim de uma pequena cidade no sul do Arkansas e que queria um novo começo, porque o meu exnamorado arruinou a minha vida. Que está longe de ser a verdade. Eu não sei se eu tinha muita vida para arruinar. Eu desisti de tudo para proteger o meu segredo. E para quê? Para sair e nunca olhar para trás. Eu me recuso a ser a garota que eu era. Eu poderia ter me ressentido com Grace no começo, mas agora eu acho que eu a amo. Ela me permite ser alguém que eu me orgulhe. Grace é bonita, equilibrada, gentil e amável. Eu não sou nenhuma dessas coisas. Eu queria, mas eu nunca vou ser. Ela não é real e nunca será. Isso ate me entristece, porque o mundo deve saber sobre Grace. Ela é tão grandiosa. - Você está imersa em seus pensamentos - Teagan diz assim que ela entra na sala. Concordo com a cabeça e sorrio um pouco - Eu estou - Ela provavelmente pensa que eu estou pensando sobre seu irmão mas na verdade ele é a coisa mais distante da minha mente. - Bem, eu sei que você disse que não ia voltar para casa no dia de Ação de Graças ... - ela faz um comentário como quem quer dizer algo - Certo, eu só vou falar isso uma vez. Gostaria de ir para a minha casa no feriado de Ação de Graças? - Ela sorri timidamente para mim. - Eu luto por uma risada ao ver a expressão no rosto dela. Pobre garota. Dou-lhe o meu sorriso de Grace - Eu adoraria. Obrigado por perguntar - Eu me levanto da cama onde eu estava enfiada desde que minhas aulas terminaram. Atravesso a sala para dar-lhe um abraço apertado. Teagan pode não ter nada em comum com a Grace, mas ela tenta de qualquer maneira. Acho que vou amá-la para o resto da minha vida por causa disso. Ela se afasta e sorri - Eu sei que você tem essa coisa estranha com Caden mas eu não podia deixa de ir, a menos que eu lhe pedisse que também fosse. - Não há nada acontecendo entre eu e o Caden. Estranho ou não. Estou com Jaden - Faço uma pausa e penso sobre o que dizer em seguida. Em seguida, me bate algo - Caden e eu nunca tivemos nada para começar. Foi uma queda boba que ate já me esqueci - A fodida da Grace não diria isso. Teagan me olha estranho, mas eu posso ver em seus olhos que ela vai deixar isso para lá. - Isso é bom. Seria um pouco estranho já que você é a minha companheira de quarto e ter rolado alguma coisa com você e os gêmeos. Eu ri e deitamos em minha cama - Não precisa se preocupar. Eu prometo. Ela se senta na cama e olha para suas mãos - Vai ser difícil deixar Declan aqui. Eu sei que eu só vou ficar fora uma semana, mas ainda assim - Ela encolhe os ombros olhando para mim sob seus cílios. Eu sorrio suavemente - A ausência faz o coração ficar mais apaixonado. Quando você voltar, você vai correr para os seus braços e vai ser como se você nunca tivesse saído do seu lado.


Ela sorri e se joga para trás em sua cama - Obrigado. Eu realmente precisava ouvir isso. Mal sabia ela que eu não preciso ouvir isso. Eu estou começando a pensar que o meu coração está se apaixonando por Caden já faz um mês e eu não falei e nem vi o um rastro se quer dele. Como é possível perder alguém que você nem conhece? Porque eu sinto falta pra caramba dele e isso mexeu com a minha cabeça. Agora eu vou sentar aqui e debater o que eu mais sinto falta dele. Que tal o jeito que ele joga a cabeça para trás para tirar o cabelo de seus olhos. Ou como sobre a maneira como ele sabe exatamente onde me tocar, bem como onde ele vai fazer me sentir tão incrível. Então eu acho que a maneira como ele olha para mim faz todo o meu corpo ganhar vida e eu esqueço que sou Grace. E de como quero ser Kayla para ele. Droga isso é tão irritante. Eu continuo dizendo a mim mesmo para esquecer ele, mas o meu cérebro e o coração não me escutam. O que é ainda mais irritante dando o fato de meu próprio corpo não quer me escutar. Eu continuo dizendo a eles que ele não nos quer, e que ele é muito bom para nós. Porque se ele é uma coisa irritante, significa que é bom.

Decidi ir com o meu carro para a casa dos Harper. Principalmente porque Caden decidiu que queria ir junto com Jaden. Eu me recuso a entrar em um carro com ele. O espaço é muito pequeno e eu sei que todos os movimentos que ele faz. Isso seria demais para mim. Eu realmente não gosto do fato de meu namorado estar no mesmo carro com o cara que eu realmente estou a fim. Eu sei que eles são irmãos, mas ainda assim, eles estão na garganta um do outro desde que Jaden e eu começamos a namorar. Está ficando chato o modo que eles parecem lutar por tudo, mas na verdade eles estão brigando por mim. Me enganei em pensar que eles iriam me deixar em paz. Eu simplesmente deixei Jaden entrar em miha vida. Mas não, os gêmeos Harper pensar que eu sou propriedade de um deles. Eu não gosto de me sentir como a propriedade de alguém , mas parece que eu sou. Aiden acha que é engraçado. Sim, ele ganhou um tapa na cabeça por isso. Embora Jaden não seja possessivo. É apenas quando Caden esta por perto que ele fica muito diferente. Ele me toca mais, me beije mais, e é mais doce. Não é que ele seja muito doce, mas você entende o que eu quero dizer. Eu paro do lado de fora da casa de dois andares, e a primeira coisa que noto é a Range Rover de Declan . Oh merda. Esta semana vai ficar mais interessante. Eu rapidamente estacionei o carro, porque eu sei que Teagan, provavelmente, esta pirando, por que Declan apareceu. Tenho certeza que foi Jaden quem o convidou. Eu sei que a vida de Teagan com Declan como espede em sua casa vai ser difícil. Ele praticamente teve que arrastar seu irmão mais novo, Marcus. Eu acho que Jaden convidou-o porque não tinha mais ninguém da família para passar o feriado com eles. Sra. Harper, que me pede para chamá-la de Sarah que me recebe na porta. Sorrio e aceno para os lugares certos e ela me leva até um quarto no segundo andar. Disseram-me que eu fui colocada no quarto das filhas mais velhas. Gosto da maneira como Jéssica o decora. É


um bom quarto com uma bela cama de dossel. Os cobertores são de um profundo e belo tom de roxo e os travesseiros são também em um leve tom de roxo suave. É sutil e relaxante. Nossa agora eu me sinto com uma paz tranqüila. Sarah sai do quarto e eu coloco minha bolsa no chão ao lado da cama. Eu me pergunto a mim mesmo em que diabos eu me meti. Sarah me disse que meu quarto, fica entre o quarto dos gêmeos. A vida deve realmente me odiar agora. Eu nem sei por que ela achava que era uma boa idéia. Talvez ela não sabe sobre Caden e eu duvido, porque embora Jaden me disse que eles compartilham tudo. Deve ser bom estar tão perto de sua mãe. Minha mãe é uma coisa inexplicável. Ela está mais preocupada com sua aparência e roupas, em seguida, ela está em volta de seus dois filhos. Eu falei que Daniel e minha mãe nunca relataram nossa falta? Eu acho que seria mais por causa de um escândalo por Daniel ter nos molestado. Você acha que ele ate iria ganhar alguns votos de simpatia, mas eu sei que depois que o mundo descobrir que Aiden é gay, ele ficaria muito desconfiado se o ver faltando. Todo mundo sabe que Daniel é contra o casamento gay e é um homofóbico total. Eu não entendo isso, porém, uma vez que ele gosta de molestar meninos. Parece que ele tem uma certa tendência homossexual em algum lugar. Além disso, eu não acho que ele e minha mãe têm relações sexuais. E ele não tem filhos biológicos . Mas não importa o que eu tenha feito eu não tenho mais aquela vida.

O silêncio entre Jaden e eu durante a nossa viagem até a casa de nossos pais era com um peso de muita tensão. Eu só estava andando com ele, porque eu tenho essa luta insana de ciúme de pensar sobre eles dois sozinhos no carro. É estúpido e não se encaixa com o cara que eu sei que eu posso ser. Eu nunca fiquei tão preso a uma menina e você acha que depois de um mês maldito de nem sequer falar com ela, eu estaria assim ainda, mas eu não sou. Mas ainda esta na minha cabeça, e isso não é engraçado, mesmo. Eu não acho que qualquer coisa jamais iria ficar entre o amor que tenho pelo meu irmão. Mas é engraçado que como uma mulher o fez. Nós nem sequer temos o mesmo interesse no mesmo tipo de garoto e aqui estamos lutando pela mesma garota. No começo eu não achava que valia a pena, mas eu comecei a pensar sobre ela como uma pessoa. E eu comecei a perceber que ela é realmente incrível. Ela para mim é a garota mais bonita. Seus longos cabelos loiros que pende para a bunda dela. Aqueles belos olhos de cobalto e nariz alegre. Seus lábios carnudos com gosto como o céu. Seu corpo não é tão magrinho como você acha que seria uma líder de torcida, mas você pode dizer que ela está trabalhando nesse sentido. Eu embora posso passar por cima das roupas cor de rosa e salto alto . Eu gosto de saias, mas isso é porque eu gosto de fácil acesso. O físico não é tudo o que eu admiro nela. Seu espírito é o que me atraiu para ela em primeiro lugar. É cheio de fogo e resistência. Não são muitas as meninas que conseguem me deixar caído por elas, mas ela fez. Ela não tinha medo de me mandar se foder mesmo


que eu não tenha levado a serio a dica. Além do fato de que ela é tão sensível por mim durante o sexo, o que eu não tive em outra garota. Então nós não encontramos mais meninas com esse gênio em todo mundo. Juro que às vezes ela é duas pessoas diferentes. Eu não sei se sou eu que faço vir à tona o lado de fogo ou se ela está tentando esconder isso e eu a forço para fora. Porque a menina que todo mundo vê é doce, amável, ingênua e borbulhante. Não há nada de errado com isso, mas ela me faz querer descobrir por que ela faz isso. Eu sou forçado a sair dos meus pensamentos quando estaciono do lado de fora da casa do meu pai. Eu tomo uma respiração profunda, porque eu sei que vou precisar. Esta vai ser a coisa mais difícil que eu já tive que fazer. Eu sinceramente espero que Teagan não a tenha convidado, porque eu sei que Jaden com certeza não faria. Ele não traria nenhuma das suas namoradas para perto de nossos pais. Eu não sei por que, porque temos alguns dos mais descontraído pais por perto. Minha mãe é maravilhosa e eu estou orgulhoso de dizer que ela é minha mãe. Já o meu pai nem tanto. - Meus meninos estão em casa! - Minha mãe fala assim que entramos em casa. Eu sorrio para ela e jogo meus braços em volta do seu pescoço - Eu me sinto como se eu não visse a anos Caden meu querido. Eu sorrio e sinto em seu cabelo um perfumado florido - Nós estávamos aqui no final de semana passado mamãe. E nós vamos ficar aqui por uma semana, não venha com essa chantagem emocional para cima de mim agora - Eu a acaricio antes de puxar meus braços para longe para que ela possa abraçar Jaden. Papai está logo atrás da mamãe e eu dou-lhe um aceno de cabeça antes de subir as escadas para o meu quarto. Sim, foi frio e errado, mas eu tenho semeado profundos problemas com o pai. O que ele fez para minha mãe estava completamente contra e eu nunca vou perdoá-lo. Duvido que alguma vez voltarei ter uma relação verdadeira com ele. Ele está mais preocupado com as crianças e se elas vão fazer alguma coisa na vida. Ele acha que a arte é estupidez, não que ele iria sair e dizer isso. Ele tem mais classe. Eu nem mesmo finjo que me importo com o que ele pensa. É o que é. Não me interpretem mal, eu amo o cara, ele é meu pai, mas eu não tenho que gostar dele. Eu assisti ele jogar fora seu amor por seus outros cinco filhos, mas eu nunca pensei que o veria realmente fazer. Sim, dói, mas eu aprendi a conviver com isso. Há uma batida na minha porta e meu pai entra. Eu suspiro no interior. Estou prestes a ter outra palestra, e é provavelmente sobre Grace. Ele não consegue ficar em seu próprio maldito negócio - Oi filho - Ele diz em seu profundo sotaque sulista. - Pai - Concordo com a cabeça bruscamente. - Podemos ter uma conversa - ele começa a esfregar o queixo. Isso é sinal de nervosismo do meu pai. Seu cabelo preto é denominado de volta com gel e o cinza ao redor de sua tempora se destaca. Eu puxei o lado da minha mãe, mas eu ainda tenho alguns de seus olhares. Jaden por outro lado, parece exatamente como ele. Suspiro alto neste momento antes de responder – Claro - Esta é a forma como tem sido sempre entre nós. Você acha que depois de 19 anos ele saberia como falar comigo. Mas ele não sabe, porque ele nunca teve tempo para realmente me conhecer. - Jaden diz que você está gastando um pouco de tempo com a atenção à sua namorada. Isso me preocupa porque ela vai estar aqui neste fim de semana. Eu não quero que as coisas fiquem difíceis para a pobre garota - Ele me encara com seus olhos azuis escuros e sinto-me encarando de volta.


- É isso o que ele disse? Porque eu me lembro que foi bem diferente - Faço uma pausa para medir a reação dele, mas ele nem sequer pestanejou - Ele não me disse que ele ainda gostava dela até depois que eu tive relações sexuais com ela. Então dissemos que tentaríamos ficar longe dela. Mas como você pode ver, Jaden não manteve a sua palavra. Não é minha culpa se ela realmente me quer - Eu cruzo meus braços sobre o peito defensivamente. Papai olha pensativo por alguns instantes antes de falar - Não, ele não me contou tudo isso. Acho que pela primeira vez desde que você era pequeno que Jaden estava errado - Ele balança a cabeça, antes de vir a sentar-se na cama comigo. Eu fico tenso com a forma como ele está perto. Eu posso contar com em uma mão quantas vezes ficamos tão perto - Eu honestamente não sei o que dizer sobre isso. Eu só sei que ela o escolheu. Eu acho que seria melhor para você ficar longe dela. - A única razão pela qual ela o escolheu é porque eu disse para ela fazer isso. Eu não queria machucá-lo, porque eu sabia que ele realmente gostava dela. Eu só não sabia o quanto eu gostava dela até depois que eu disse a ela que não podia vê-la - Eu olho para o chão enquanto falava, mas eu olho para cima e encontrou os olhos do meu pai e vejo a surpresa. - Isso foi muito digno da sua parte. Eu sempre admirei isso em você. A maneira como você faria qualquer coisa para não magoar os outros. Você definitivamente tem que puxar a sua mãe - Ele sorri suavemente e eu meio que quero bater nele. - Uh, ainda bem pai - Eu realmente não sei o que dizer sobre isso, então eu fechei a boca antes de dizer algo que eu vá me arrepender. Parece que ele quer dizer mais, mas não o faz. Ele me dá um tapinha desajeitado nas minhas costas antes de sair do quarto. Isso foi estranho, porque normalmente é a mãe que fala comigo sobre essas coisas. Eu acho que uma vez que envolve uma menina, ela pensou que o pai seria uma idéia melhor. Eu tenho tantos pensamentos correndo em volta da minha cabeça que eu rapidamente me levanto e caminho até o meu estúdio. Em pouco tempo eu estou fazendo a única coisa que me acalma. Pintura me dá um alto astral que às vezes eu desejo que eu acho poderia fazê-lo durante todo o dia e noite. Sem dormir, sem comer, sem rupturas para ir ao banheiro. Só eu, meus pincéis e telas. Minha pintura começa inocentemente, mas em pouco tempo se molda em um rosto familiar. Seus dentinhos estão mordendo o lábio inferior. Seus olhos azuis olham para mim sedutoramente. Seus seios pendurado deliciosamente e seus pequenos mamilos rosados se enrugou. Seus braços estão amarrados acima da cabeça, do jeito que eu gosto deles. A melhor parte de toda a pintura é como eu pintei meu corpo empurrando o dela. É um detalhe claro na imagem e eu sei que Eu serei a única pessoa que ira ver essa pintura. O qual é uma porcaria, porque isso é um dos meus ou meu melhor trabalho. As cores são tão incríveis e vivas. O detalhe é perfeito e você pode ver tudo. A direita e para baixo para o clitóris de Grace e as veias sobre meu pênis . É quase como uma foto. Mamãe me faz manter meu material trancado se um dos netos se meter a ficar aqui. A melhor coisa sobre isso é que eu sou o único com uma chave. Eu rapidamente desbloqueálo e definir a pintura para baixo gentilmente. Dou-lhe um último olhar avaliador, antes de fechar a porta e trancando-os de volta.


Eu estou muito entusiasmado pelo trabalho que eu terminei no meu estúdio, então eu quase não percebo Grace sair do quarto ao lado do meu. Isso faz com que o meu coração pare de bater, porque eu não sabia que ela iria estar tão malditamente tão perto. Eu vou ser capaz de ouvi-la se movendo em torno de lá. Eu podia ouvir Jéssica falando no telefone a noite toda a partir desse quarto. Karma está fora para me pegar. Os olhos de Grace se arregalaram quando ela me vê parado na minha porta e olhando para ela. Sua boca pende abrir um pouco e eu luto uma risada. Ela começa a caminhar em direção a mim, palavras na ponta da língua, mas eu rapidamente entro no meu quarto e bato a porta. Eu não vou nem entrar em detalhes, muito obrigado. É um pouco mais tarde quando alguém bate na minha porta. Tenho a sensação de ser Teagan porque eu não fui vê-la ainda. Ela esta geralmente para a direita até a minha bunda, porque eu sou o único com alguma coisa em comum com ela – Entre - Eu falo sem me levantar da minha cama. Teagan enfia a cabeça de ébano na minha porta e olha em volta. Eu não tenho nenhuma idéia do que ela está procurando e eu não pergunto - Oi, podemos conversar? - Onde é que já ouvi isso antes? Eu reviro os olhos e a chamo para dentro. Ela praticamente corre para o quarto e pula na minha cama - O que você está fazendo? - Ela me pergunta. Eu olho para baixo com uma carranca para ela - Eu estou pensando. O que você está fazendo? - Eu olho para ela incisivamente. - Certo. Jaden queria que eu falasse com você. Eu não sei o que está acontecendo com você, mas você precisa esquecer Grace. Você a magoou e ela seguiu em frente. Eu sei que pode conquista-la novamente mas você tem que deixá-la tomar suas próprias decisões. Você não pode forçá-la a deixar Jaden para ficar com você - Ela divaga como uma mãe protetora. Que ela não é, certamente. Se eu tiver que seguir com a minha vontade Teagan vai ficar virgem até o dia em que ela morrer. - Teagan fique fora disso. Você não sabe de nada sobre a nossa situação. Se você soubesse, então você ficaria muito chateado com Jaden e não a comigo - Eu olho para longe dela, sabendo que eu falei demais. - O que significa isso? - Ela pergunta, com uma sobrancelha levantada como corvo. - Nada. E além disso não é da sua conta - Eu interpreto um soco no ombro para aliviar a tensão. Se eu brinco com isso ela não vai pensar que é tão grave como parece ser. - Tudo bem se você quer manter segredo. Vou perguntar para Grace - Ela mostra a língua para mim e rapidamente sai do quarto. Se Grace não contou para ela sobre ter transado comigo, então ela não vai lhe contar a verdade.


Capítulo 7

Meu primeiro dia foi um borrão, mas chato. Bem menos se você contar à vez que eu corri em direção a Caden quando eu estava saindo do meu quarto. Pensei que poderíamos realmente ser civilizados um com o outro, mas ele agiu como se eu tivesse a peste ou algo assim. Eu não sei qual é o problema dele. Ele não me quer. Ele me deu a Jaden. Falando de Jaden, decidimos passar a nossa noite longe de todos os outros. Ele me convidou para ir a seu quarto para que pudéssemos assistir a alguma comédia romântica. Eu não gosto desse tipo de filme mas entre todos, mas é a Grace que está aqui. Quem teria pensado nisso? Peguei The Ugly Truth, com Katherine Heigl e Gerard Butler. Eu tenho que dizer que não foi como eu pensava que seria. À parte com a calcinha vibratória me fez rir pra caramba. - Seus pais parecem estar muito bem - Eu digo a ele durante uma parte chata. Estamos em sua cama comigo enrolada em torno de seu peito e seu braço em volta dos meus ombros. Nós chegamos a esta posição cada vez que saímos para assistir a filmes, o que é muito. Jaden não gosta de sair e ser visto como eu pensei que faria. Ele é quieto e quase tímido. Acho que é refrescante, porque Caden e Justin não são nenhuma dessas coisas. - Sim, eles são ótimos. Mamãe parece realmente gostar de você - Ele aperta os meus ombros e eu olho para ele e sorrio. Seus olhos azuis escuros encontram os meus e sinto um formigamento no meu estômago. Seus lábios se enchem de um pequeno sorriso e me encontro querendo belisca-los. - Ela é exatamente como você descreveu. Teagan que parece ressentir-se dela por algum motivo. Eu não posso imaginar o porque disso. Sarah para de fazer tudo atender as coisas por Teagan - Eu esfrego minha mão sobre seu peito começando uma sensação para os músculos que ele insiste em esconder debaixo de sua camisa. - Teagan tem a idéia distorcida que a mãe não gosta dela porque ela não é sua filha, o que não é o caso. Mamãe pensa em Teagan como se fosse sua filha . Teagan só não consegue enxergar isso - Ele encolhe os ombros e esfrega a mão para cima e para baixo no meu braço de uma maneira suave. Eu rio porque isso é exatamente o que Teagan está fazendo - Sua irmã está um pouco cheia de si, eu acho. Eu a amo até a morte, mas ela não consegue sair de sua própria bolha. O sorriso de Jaden cresce e ele gira em torno de seu lado para me enfrentar - Eu acho que toda esta família é culpa por isso. Ela foi protegida a maior parte de sua vida e eu acho que ainda a gente faz isso.


- Eu diria que sim. Deve ser bom ter quem faça isso. Eu gostaria que alguém pudesse estar lá para me proteger ... as coisas - Fudeu, eu quase disse tudo sobre o Daniel. Jaden não tem idéia do que eu estava falando, mas mesmo assim. Isso teria sido difícil de explicar. - Eu sei bebê, mas você tem a mim agora e eu vou te proteger - Ele fuça minha bochecha com o nariz e aperta os braços em volta de mim. Sinto-me segura e desejada. Algo que tem sido ausente na minha vida. Eu me sinto mal porque eu fico pensando sobre seu irmão, mas eu não posso fazer nada com o como eu me sinto. Jaden que está começando a fazer-me sentir como se eu pudesse passar por de tudo que houve com Caden. Deus, eu espero que sim. Jaden seria o cara perfeito para mim para acabar com isso. Ele é inteligente, charmoso e me leva a lugares. Todas as coisas que eu preciso na minha vida. Eu preciso de um protetor e sei que ele iria me proteger com o seu último suspiro. Não que Caden não seja uma pegadinha, mas eu estou começando a pensar que ele não é o disfarce certo para mim. Jaden é impulsionado Caden vai onde está indo com o fluxo. A arte de Caden é incrível, mas o que se não se pode vender não é o suficiente para pagar as contas? Seja ou não Jaden faz na NFL, ele vai para uma licenciatura em treinamento e você pode fazer isso em qualquer lugar. Eu percebo que estou com apenas dezessete anos de idade, mas estas são as coisas que eu tenho que me procurar. Daniel e mamãe vão estar sempre olhando para Aiden e eu sei para um fato que Daniel nos vê como uma propriedade e ele não vai parar até que ele nos tenha de volta. Eu preciso me enterrar até fundo dentro de Grace porque eu não vou ser encontrada. Eu preciso disso para garantir um futuro que as coisas no meu passado não vai me rasgar longe. O que eu estou tentando dizer é que Jaden é a aderência sendo que o tipo como o de Caden não é. É triste dizer isso, mas eu não posso ficar sozinha agora. Eu tenho que ter alguém que vai estar lá para mim e não será executado a partir de todos os problemas. Jaden me traz dos meus pensamentos quando seus lábios macios encontrar os meus. O beijo é suave no começo, mas em pouco tempo ele usa a sua língua para abrir meus lábios. Então, ele está me devorando. Embora pareça fora de alguma forma. Como ele realmente não sente nada por mim, mas a luxúria. Eu acho que eu não deveria me importa desde que eu esconda minhas fantasias sobre seu irmão gêmeo. Minha mão parece com serpentes sob sua camiseta e fica uma sensação agradável de seu abdômen. Ele geme contra meus lábios e eu sorrio. Eles podem ser completamente diferentes, mas os gêmeos Harper são todos do sexo. A forma como eles se movem, a forma como eles tocam, o inferno até mesmo a forma como eles falam. Em pouco tempo estou sem a minha camisa que esta jogada no chão e, em seguida, meu sutiã. Jaden e eu não tivemos relações sexuais ainda e nós definitivamente não fizemos isso até agora também. Estou frustrada por causa de todo o estabelecimento, o que fazemos e eu só quero que ele me leve. Sim, isso me faz uma vadia, mas diabos eu estou com tesão. - Temos que parar - Ele coloca suas calças se afastando de mim. Foda-se isso. Eu o empurro de costas e subo em cima dele. Sinto sua ereção contra seu jeans tentando chegar até mim - Por quê? - Peço inclinando-se sobre ele para beijar seus lábios. Ele empurra suavemente meus ombros, me forçando a distância - Porque estamos na casa dos meus pais. Eu nunca transei aqui e eu não tenho que começar agora. Eu pensei que ele queria ter relações sexuais, mas ele não querer é ruim o suficiente. A dor da rejeição me faz subir fora dele e me rebaixar até o chão. Eu coloquei rapidamente a


minha roupa e vou em direção a porta. Eu me viro quando eu acho que eu tenho o meu rosto composto suficiente e sorrio - Tudo bem. Vejo você na parte da manhã, então. Eu sinto as lágrimas começarem a queimar os meus olhos, mas eu me recuso a deixá-los sair na frente dele - Grace. Sinto muito - Diz ele levantando de sua cama para ficar na minha frente. O filme toca suavemente no fundo e tudo que eu quero fazer é quebrar a TV parva - Não é que eu não quero fazer sexo com você, eu só tenho coisas que eu não vou fazer. Eu respeito muito os meus pais para fazer sexo em sua casa - Ele agarra meus ombros e coloca um beijo na minha testa. Eu sorrio para ele e devolvo o beijo em sua bochecha - Eu entendo. Não se preocupe - Eu me viro para sair, quando algo me chama a atenção. Não é a imagem de uma menina da minha idade sentada em sua cômoda. Não é em um quadro, mas apenas deitada lá. A menina é linda embora e quando eu a levá-la em eu recebo uma sensação de mal estar no estômago. Ela tem cabelos loiros e olhos azuis. E ela está com uma roupa de líder de torcida. Nós olhamos tão parecidas que é assustador. Sem sequer pensar vou até seu armário e pego a foto. Grace não faria algo assim. Ela iria fingir que não viu e seguir em frente com sua vida. Eu, nem tanto - Quem é ela? - Eu questiono com um pouco de veneno na minha voz. Jaden parece ficar surpreso que eu peguei a foto e ainda mais surpreso que eu questionei – Ninguém - Ele disse calmamente. Toda a cor foi drenada de seu rosto e eu começo a me sentir mal. Eu passo mais perto dele colocando a foto de volta onde eu a encontrei - Para você não parece que ela é ninguém. Você pode me dizer Jaden. Eu prometo que não vou ficar brava Com toda a merda que eu estou te escondendo. Não posso ficar chateada com nada. Ele esfrega a mão pelo rosto e senta-se na cama. Cotovelos apoiados nos joelhos e coloca sua cabeça para baixo em suas mãos erguidas - O nome dela é Ava. Ela foi para a escola com a gente. Eu sou uma pessoa muito privada, então eu não contei a ninguém que estávamos namorando. Seus pais não estavam muito contentes por ela ter um namorado, de modo que praticamente manteve segredo de todos - Ele faz uma pausa o barulho mais doloroso do coração vem de sua boca. Um soluço - Ela era a única, e eu odeio que eu tenho que dizer isso para você. Eu só não quero mentir sobre isso. Quero esquece-la. Sento-me ao lado dele e jogo o meu braço sobre seu ombro. Eu puxo a cabeça no meu peito para confortá-lo da maneira que eu acho que uma mãe faria - Você pode me dizer qualquer coisa Jaden. Eu não vou julgá-lo - Eu corro meus dedos através de seu cabelo e pisco várias vezes tentando limpar as lágrimas dos meus olhos. - Eu estava com ela por dois anos. Eu a amava. Ela era a minha vida. Eu odiava manter isso em segredo, mas ela não queria aborrecer seus pais e eu não faria nada para machucála - Seus soluços ficaram mais difícil e se preparam para o que vem a seguir. Eu só sei que meu coração vai ser arrancado do meu peito para ele - Ela foi atingida uma noite por um motorista bêbado. Eu estava no telefone com ela e eu podia ouvir a merda do seu grito. E eu não sabia o que fazer. Liguei para seus pais e disse-lhes o que aconteceu. Eu sabia onde ela estava, porque ela disse algo sobre um marco histórico. Eu corri para fora da casa e sai até que eu a encontrei, mas a ambulância chegou antes de mim. Eles estavam cortando-a para fora do carro e ela parecia horrível. Eu pensei que ela estava morta. Eu respirei um pouco ao ouvir isso. Ela não está morta - Ela não está morta? - Peço silêncio e eu não tenho certeza que ele me ouviu. Sua cabeça balança um pouco e minha camisa fica úmida, onde as lágrimas foram de pouso - Ela não morreu. Ela teve uma fratura no crânio e inchaço do cérebro. Eles não


tinham certeza de que ela ia sobreviver. Ela ficou em coma por três semanas e cada um desses dias foi horrível. - Eu tinha explicado a seus pais o que ela era para mim. Eles sabiam quem era a minha família e eu então eles não ficaram chateados. Seu pai até me disse que achava que eu era bom o suficiente para sua filha. Isso foi um ponto brilhante em tudo isso. Eu pensei que quando ela acordasse, poderíamos estar juntos em campo aberto, mas esses pensamentos desabaram - Ele se senta e começa a esfregar os olhos dele. Eu pego seu pulso para forçá-lo a parar. - Bem ... - Eu paro, porque honestamente, eu estou na borda de meu assento. Eu não posso nem pensar em uma razão pela qual eles não estão juntos. - Ela tem uma severa perda de memória. Amnésia. Ela deu uma olhada para mim e nem sequer me reconheceu. Os médicos dizem que ela não vai ter nada disso de volta - Seus soluços pioram e eu estou meio que perdida sobre o que fazer por ele. Eu não posso nem imaginar - Eu tentei estar lá para ela, mas ela não queria nada comigo. Ela não vai se comunicar comigo agora. Então tudo se torna claro - Então você foi atrás de alguém que se parece com ela. Eu não sei se estou lisonjeada ou enojada. - Eu não teria sequer se aproximado de você, mas os caras do time começaram a dizer merda sobre eu ser gay. Eu tinha que fazer alguma coisa. Eu entendo o que ele está dizendo. Se todo mundo acha que ele é gay, então ele perderia suas chances de estar na NFL.

Na manhã seguinte, eu literalmente arrancar as bolas do meu irmão fora com minhas próprias mãos. Ele e Grace saíram de seu quarto no início da madrugada de mãos dadas. Ambos estão com as roupas que usavam na noite passada. Eu meio que sinto como se meu peito fosse rasgado com as pequenas mãos de Grace. Ela estendeu a mão e arrancou o meu coração. Eu percebo que não se deve pensar desta forma. Deixei-a ir para Jaden, mas eu achei que não iria acontecer nada . Eu pensei que ela iria deixar nós dois sozinhos. Não agir como uma vagabunda total. Meu mau humor fica comigo durante todo o dia, enquanto eu ajudo na cozinha com o jantar de ação de graças. Fiquei surpreso ao descobrir que o sábio Declan pode realmente cozinhar, aparentemente, ele praticamente criou seu irmão mais novo. O que significa que ele tinha muita prática. Ele não ajudou embora. Eu sei que estava em seu quarto na noite passada. E só a espera até eu chegar em minhas mãos na pequena miss inocente Teagan Harper. Minha irmã tem uma palestra que vem. Ela não pode se misturar com os gostos de Declan. Ele iria quebrar seu coração em milhões de pedaços e eu serei amaldiçoado se que já aconteceu. Como você pode imaginar que eu estou com a paciência curta hoje e eu não acho que nunca vai sair dela. Como posso? Minha irmãzinha está brincando com o maior jogador


que eu conheço. E a garota que eu quero está dormindo com o meu irmão. É o suficiente para me fazer querer atirar em algo. Estou totalmente sem prestar atenção e bato em saco de farinha em cima de mim. É, literalmente, sobe e fica no meu cabelo e todo o meu rosto - Caden! O que esta fazendo? Limpe tudo isso e vá tomar um banho! - Minha mãe exclama atrás de mim e eu me encontro rangendo os dentes. - Sim, mamãe - Eu digo limpando a bagunça que eu fiz. Levo algum tempo e ninguém se preocupa em ajudar. Figuras. Quando eu fiz, eu não digo nada enquanto eu subo as escadas para o meu banheiro e o de Jaden. Eu rapidamente pego minhas roupas sujas e começo a tomar banho. Eu espero até a água ficar agradável e quente antes de começar a me lavar eu corro com ele, porque eu não tenho nenhum desejo de perder qualquer um dos alimentos. Ou ver Teagan fazer os olhos arregalados em Declan. Quando eu finalmente giro os botões fora eu me sinto agradável e limpo. Eu começo a sair do chuveiro quando a porta do banheiro se abre de repente. E quem entra é o meu anjo. Eu não estive tão perto dela em quase um mês. Eu não posso deixar de lembrar o tempo que eu tinha lhe amarrado à minha cama. Então Jaden tinha que vir e acabar com isso. Grace fica ali olhando para mim com os olhos arregalados. Ela nunca chegou a me ver completamente nu assim, quando seus olhos tomam cada centímetro de carne, expuserem, meu pau chega a atenção. Ela abre a boca para dizer algo, mas fecha e atende meus olhos. Ela engole com força - Esta vendo algo que você gosta? - Pergunto baixinho. Eu tiro minha cabeça um pouco e olho para ela sob meus cílios. Eu mordo o lado do meu lábio e peço para vir. Suas bochechas coraram lindamente e ela aperta e desabrocha suas mãos - Nós não podemos. Não olhe para mim assim - Ela fecha os olhos e vira a cabeça Eu lhe dei uma chance e você jogou tudo fora. Eu segui em frente. Não fique aí parecendo um maldito deus do sexo. Eu não posso lidar com isso. - Vem cá, Grace. Não pense em tudo isso. Eu tenho um disco em que tem o seu nome escrito tudo mais sobre ele - Eu provavelmente estou empurrando a minha sorte, mas eu realmente não me importo. Ela é a única garota que eu não posso fugir. A única garota que eu quero acima de todos os outros. Eu não posso explicar isso, mas eu sei que é real. Sua alma fala com a minha e eu quero aprender todos os segredos que eu sei que ela está escondendo. - Caden, por favor não. Sério eu não posso fazer isso - Faço uma pausa com a mão pegando meu pau. Seu sotaque desapareceu agora. Ele passou de sul para norte. Nova York, talvez. Eu balancei minha cabeça, porque eu realmente não quero ir para lá agora. Saio do banho e coloco minha toalha no assento do vaso sanitário. Eu ando até ela no pequeno espaço do banheiro. Chego em volta da cintura e tranco a porta do banheiro. Eu não acho que eu a puxei contra mim e esmagar os meus lábios nos dela. Eu não acho que o meu irmão ou qualquer outra pessoa que possa se sentir ferido por causa das minhas ações. Ele não a quer como eu quero. Ele não vive por causa de Grace. Eu faço. Eu posso não saber muito sobre o amor, mas o que eu sinto por essa mulher na minha frente é mínima perto fechar. Sua língua estendendo a mão para a minha traz-me dos meus pensamentos loucos. Ela está usando uma saia de renda com babados, então eu tiro até eu consigo falar com sua calcinha. Eles estão para baixo em suas pernas e tocando o chão em nenhum momento. - Diga-me você me quer. Diga-me que você é minha. Diga-me que não comeu o meu irmão - Eu comando quando eu deslizo um dedo dentro dela. Minha voz ofegante e rouca.


As mãos dela vem para as minhas bochechas quando ela geme em volta dos meus lábios - Eu não transei com ele. Eu só quero você. Eu sou sua - Ela sussurra em execução beijos ao longo da minha mandíbula e no meu pescoço. Recebo uma enorme necessidade de estar dentro dela. Marcá-la como minha. Então, eu faço. Eu giro em torno dela, até que ela acaba se inclinando para trás do balcão, que detém a pia. Eu me curvo e vasculho o espaço embaixo da pia até que eu encontre uma camisinha que eu tinha escondido lá embaixo. Eu me levanto e rolo a coisa por diante - Mantenha as mãos acima da cabeça. Se você baixá-los, eu vou parar e sair do banheiro. Ela acena com a cabeça e eu não lhe dou qualquer aviso quando eu empurro em seu calor encharcado. Grace santo Deus ela estava pronta para mim. Nós dois soltamos um gemido quando finalmente chegamos juntos. Criei um ritmo lento e fácil, levando-se em todos os sons poucos ela faz e a forma como seus olhos mantém-se a rolar na parte de trás de sua cabeça. Eu agarro seus quadris com força suficiente para machucar, mas eu realmente não posso parecer em me importar neste momento. Eu começo a bater mais forte, quando uma sensação de formigamento começa a se mover em minha espinha. Grace tem a cabeça encostada no espelho e ela olhando diretamente para mim. Eu quase explodi com o olhar de pura luxúria, ela está jogando para mim. Eu quero que ela olhe para mim assim sempre - Faça-me gozar, Caden - Diz ela com um gemido. - Qualquer coisa que você quiser, Anjo - Eu levo uma das minhas mãos de sua cintura e baixá-lo para seu sexo. Eu tapo o clitóris para cima e para baixo do jeito que eu sei que ela gosta. - Oh meu deus, ali mesmo. Não pare - Ela sussurra arqueando os quadris para perto de mim. Suas mãos ficam acima de sua cabeça o tempo todo. Eu começo a sentir suas paredes internas me segurando e eu acelero o meu empurrão. Ambos vêm ao mesmo tempo e eu juro por Deus, eu não consigo sentir minhas pernas. Depois de ser mandado de volta para a realidade, Grace sai correndo do banheiro, como os cães do inferno estão em sua cauda. Eu suspiro e olho para mim mesmo no espelho. Que porra é essa que eu acabei de fazer?

Felizmente, quando eu finalmente volto até a cozinha ela não está por perto. Eu poderia dizer coisas no calor do momento, mas eu realmente não posso dizer-lhes. Perdi a minha maldita mente. - Você está bem, Caden? - Declan me pergunta ao se servir de um pouco de molho de cranberry para o jantar. - Sim. Por quê? - Eu estreito meus olhos para ele. Deixe que ele diga alguma coisa para mim que eu não gosto. Vou contar toda esta maldita casa que ele estava fazendo com a minha irmã na noite passada. - Eu não sei mas você parece meio fora de si - Ele encolhe os ombros e vai sobre seu negócio.


Sim, ele poderia dizer isso de novo - Eu estou bem - Eu resmungo para ele antes de ir para a sala de jantar onde a mãe está arrumando a mesa. - Você se importa se eu ficar no estúdio até o jantar? - Eu realmente não me sinto bem em ficar perto de pessoas agora. - Claro meu doce. Você estava apenas atrapalhando ficando aqui - Ela ri e eu não posso ajudar, mas dar-lhe um pequeno sorriso. Eu tento manter minha mente fora do que aconteceu. A única coisa que eu estava tentando evitar que estava prejudicando meu irmão. Então eu vou fazer uma coisa que vai machucá-lo mais. Sinto-me uma merda completa e espero que ele chute minha bunda. A vida não poderia ficar pior neste momento. Eu pego minha tela e pinto pronto antes de eu conhecê-la e eu estou movendo o pincel ao longo da tela em branco. A imagem vem à vida sem mim mesmo tentando e eu estou tão chateado com o que eu crio. Eu deveria ter pensado melhor, eu deveria ter planejado alguma coisa. Sempre que eu deixo meu coração pintá-lo me dá exatamente o que eu quero ver. Único problema é que, desta vez, também é algo que eu não deveria querer ver. Algo que eu nunca deveria ter visto. A lembrança de Grace dobrada sobre o balcão no banheiro. Seus braços estão acima de sua cabeça e há aquele olhar de cobiça Desejo nunca deixaria seu rosto. Bem, talvez quando ela não está olhando para mim. Sua boca forma um 'O' perfeito como ela vem e meu pau chega a atenção, já que eu a quero de novo. Como diabos eu vou ficar longe dela agora? Como diabos eu vou superar isso? Tudo o que eu quero é correr gritando que Grace é minha, como um troglodita estúpido. Porque ela é, se, esta tarde não era prova suficiente, então eu não sei o que é. Ela não teria me fodido no banheiro se ela tinha verdadeiros sentimentos por Jaden. A porta do meu estúdio se abre sem uma batida e eu fico inacreditável chateado - Que porra é essa? - Eu quase grito. É minha culpa por eu não ter trancado. - É aquela namorada do Jaden? - Florest pergunta com um olhar de choque estampado em seu rosto. Eu belisco a ponte entre os meus olhos e rezo para ele sair. Estou prestes a falar toda a merda para fora com o meu irmão mais velho - Feche a porra do porta, cara - Eu cuspo para fora, com veneno em minha voz. Florest bate a porta fechando antes de caminhar em minha direção. Eu rapidamente coloco a pintura em meu armário e mantenho uma distância - Por favor, que o que Jaden disse não é verdade. Você não pode ter sentimentos por ela. Eu olho para cima dentro de seus olhos com muita raiva correndo através de minhas veias - Eu tenho mais sentimentos por ela, do que Jaden diz ter. Você pode acreditar nisso. E eu não posso fazer nada com relação a isso se eu fiquei com ela primeiro ou que ela realmente me quer - Eu sei que eu deveria ir para o inferno mas eu não posso esconder mais isso. Eu tenho que tirar tudo isso de dentro de mim. - Oi. Ele quebrou o código dos irmãos? - Aparece ficar chocado de novo e Eu estou começando a perceber que todo mundo pensa que Jaden é perfeito. Eu acho que eu sou o único que verdadeiramente sabe que ele não é. - Eu estou cansado de ficar me explicando para as pessoas. Eu fiz tudo que podia para ficar longe dela. Eu não posso fazer nada com relação do modo como eu me sinto. Tarde demais, quando eu percebo o que eu disse.


Capítulo 8

Eu realmente preciso de um baseado. Felizmente eu sabia que meus nervos iriam começar a me incomodar então arrumei uns dentro da minha bolsa. Mais como cinco. Mas olha quem está contando? O incidente no banheiro, foi assim que decidi começar a chamá-lo, estava tão errado e ao mesmo tempo tão certo. Eu não deveria ter deixado Caden fazer isso comigo. Eu deveria ter corrido na outra direção gritando. Eu nunca fui uma trapaceira e eu nunca quis ser uma. Agora que eu sou, eu me sinto uma merda completa e a única forma que consigo esconder a minha culpa é comendo. Eu quero dizer Jaden, mas que não soa como uma boa idéia. Sei que Jaden merece saber, não me leve a mal, mas quem sou eu para estragar a fraternidade? Eu sou apenas uma garota que não fica em um só lugar por muito tempo em suas vidas. Traição é uma coisa que eu conheço muito bem e desde que eu faço parte deste momento, eu não posso deixar Jaden sofrer assim. Eu acho que ele se machucou o suficiente em sua vida. Essa coisa com a sua ex-namorada é mais do que posso suportar. Eu estou tentando estar lá para ele, mas como você pode competir com o verdadeiro amor? Você não pode. Foi tão difícil de me sentar lá durante o jantar e evitar os olhos de Caden. Eu podia sentilos olhando para o lado do meu rosto, mas eu simplesmente não conseguia encontrar seus olhos. Não ajudou em nada Jaden ficar com a mão na minha coxa durante a maior parte do jantar. Caden também percebeu assim mantive os punhos em cima da mesa mostrando a ele e o acalmando. A conversa no jantar variou entre o que é tão maravilhoso sobre Declan Sage para que Hailey, a sobrinha de Jaden e Caden ficasse o tempo todo admirando o seu rosto. Então, essas pessoas me fizeram cantar. Felizmente uma das irmãs teve pena de mim e cantou comigo. Eu não quero reviver essa experiência nunca mais. Eu nunca tive esse tipo de coisa na minha família, por isso foi bom fazer parte dela por um tempo. O feriado de Ação de Graças em minha casa consistia em um jantar feito pelo chef e nós sentados calmamente comendo. Aiden e eu éramos estranhos para os nossos pais. Eles não tinham idéia do que fazer com a gente. Eu diria que era uma perda tempo. Se você não pode ser incomodado para prestar atenção suficiente aos seus filhos, então seus filhos não deveriam ter que prestar atenção em você. Quando a casa ficou em silêncio eu fugi para o quintal para fumar um dos meus baseados. Eu simplesmente não consigo lidar com isso. É demais para suportar. Minha vida se tornou uma mentira e tudo o que faço é uma mentira. Eu quero uma pausa da realidade ... não, eu porra precisar. Eu estou encobertada pela fumaça quando felizmente o burro do Caden vem passear ao lado da casa. Eu sei que meus olhos estão arregalados e vermelhos, mas eu não posso fazer


nada. Eu não posso acreditar que ele me pegou me drogando. Como essa situação poderia ficar pior? - A forma como todo mundo fala sobre você, eu nunca pensei que você soubesse o que seria uma panela. Agora sobre você estar aqui se drogando eu não fiquei surpreso mesmo Ele pára de andar e fica muito perto de mim. Eu posso cheirar seu mentolado e colônia pósbarba e eu quero subir dentro dele. Seus músculos definidos marcados pela camiseta escura e as pernas torneadas em jeans baixo de equitação que se encaixam a ele com perfeição. Quero aproveitar todas as roupas e esfregar-me contra toda aquela sua pele dura. Jesus eu sou uma vagabunda. - Você não me conhece, Caden. Ninguém conhece - E lá se vai a bocuda começando a falar. Eu não sei o que essas coisas têm que me fazem dizer merda que eu normalmente não digo. Meu único palpite é que ele é cheio de soro da verdade. Seus brilhantes olhos azuis escurecem com algo que não posso fazer na minha mente não-sóbria. Ele dá um passo até que estamos tocando em todos os lugares que eu não deveria querer tocá-lo - Eu sei quem você é Grace. Eu sei quem você é tão bem que eu vejo através de você. Eu posso ver suas cores verdadeiras. Eu sei que ele está tentando ser sério, mas tudo que eu posso ouvir na minha cabeça é a letra do Outside by Staind. O que me faz rir. Sim, eu dou risada quando estou alta. Me processa. Eu dou mais uma tragada e segure a fumaça. - O que é tão engraçado? - Ele pergunta, num tom rouco de sua voz. Ele pega o baseado da minha mão e da uma tragada profunda. Ele me devolve quando eu solto a fumaça dos meus pulmões - Porque por dentro você é feio, feio como eu. Eu posso ver através de você Eu digo calmamente assistindo sua mandíbula endurecer como ele mantém em seu sucesso. - Ah. Eu amo essa música - Ele me disse assim que ele solta a respiração. Ele pega de novo o baseado e coloca para trás em sua boca. Ele mergulha a cabeça em minha direção e toca seus lábios nos meus. Ele sopra fumaça na minha boca e eu a sugo para dentro. Eu já tinha feito isso antes com Justin, mas de alguma forma isso agora foi melhor e ... mais sexy. Os lábios de Caden são macios contra os meus e suas mãos estão no meu quadril sob minha camisa e massageando minha pele. Caden finalmente puxa a cabeça para trás e assopra para fora a fumaça de sua boca. Ele leva o seu próprio sucesso. Estamos tranqüilos quando terminamos. Minha cabeça está zonza, mas eu me sinto incrível. Se drogar costuma fazer isso com você. Todo o meu corpo está formigando e eu adoro cada segundo. Depois que ele joga a ponta no chão e pisa, ele está em mim como branco no arroz. Suas mãos vão para minha bunda e seus lábios na minha boca e sua língua entra automaticamente em minha boca. Meus braços vão ao redor de seu pescoço e meu corpo assume quando meu cérebro fica em silêncio. Eu me sinto completamente quente e minha pele transpira em uma fina camada de suor. Sentindo como se eu não fosse agüentar mais um segundo, coloco minhas pernas ao redor de sua cintura. - Grace. Eu quero te foder - Caden geme quando eu movo meus quadris contra sua ereção. Eu quero tudo isso , tirar suas roupas e sentir seu pau enterrado em mim. Ë foda a maneira de como eu sou viciada na maneira de como ele me faz gozar. Eu sou viciado nele. Isso é tão ruim e eu não posso nem me importar. - Kayla. Meu nome é Kayla - Eu digo quando ele começa a beijar meu pescoço. Minhas mãos vão até a volta de seu pescoço e começa a puxar seu cabelo. Eu não quero apenas fazer amor como ele parece querer. Eu quero trepar e duro como costumamos fazer. Eu não estou com humor para preliminares eu quero isso agora.


Quando ele completamente pára e olha nos meus olhos, eu sei que eu acabei fodendo com tudo - O que quer dizer, que seu nome é Kayla? Eu fecho meus olhos e inclino a cabeça para trás para o lado da casa. Foda-se - Eu estou alta. Eu não sei o que eu quis dizer - É assim nunca vai funcionar. A mão de Caden vem e descansar contra a minha garganta. Eu deveria estar com medo, mas isso é Caden. Agressivo e sempre me tocando. Quando chegarmos tão perto um do outro, eu me sinto como se ele não se cansa-se de me tocar. Eu não me importo em tudo, porém, porque eu não posso consigo parar de tocá-lo - Mentira. Você sabe exatamente o que você quis dizer. Grace não é seu nome verdadeiro? Em meu cérebro zonzo. Acho que eu estava esperando que uma pessoa pudesse ver o meu verdadeiro eu. E não Grace, que é apenas uma parte de quando eu estou jogando. Pode ser uma parte para salvar a minha sanidade mental e ter uma vida melhor, mas ainda quero que Caden veja Kayla. A menina que sempre fui, e não a Grace, que não está nem perto de quem eu realmente sou - Grace não é meu nome verdadeiro, não. Kayla é - Eu sussurro sentindo lágrimas brotarem em meus olhos. Deus, eu não quero chorar na frente dele. - Será que você trocou por causa de seu ex-namorado? - Ele questiona suavemente limpando as lágrimas que caíram longe das minhas bochechas. Eu balancei minha cabeça - Não me pergunte sobre isso. Por favor. Eu não posso te dizer e eu não quero mentir para você - Peço baixinho, quase que sussurro - Por favor, Caden Eu não posso dizer-lhe, mas eu me recuso a continuar mentindo para ele. Percebo agora que ele significa mais para mim, do que uma simples transa gostosa. Mais do que o irmão do meu namorado. Ele é Caden puro e simples e eu não posso tratar Caden como algo que pode ser varrido para debaixo do tapete. Ele é inesquecível e eu acho que não importa aonde eu vá, viva ou morta o meu coração sempre pertencerá ao homem que esta na minha frente. Ele tira o cabelo do meu rosto e coloca atrás das orelhas. Sua intensa busca pelos meus olhos e quando ele encontra o que está procurando, ele me conforta - Eu não vou deixar ninguém te machucar novamente. Vai ficar tudo bem, eu prometo - Ele coloca a testa para baixo de encontro com a minha e eu quero ficar assim para sempre - Você não tem nada a temer, Anjo - Ele sussurra quando seus lábios encontram os meus. Eu não sei quem começou o beijo e eu não me importo. Eu quero passar o resto da minha vida beijando ele. Ele coloca meus pés de volta no chão e eu começo a protestar quando ele desliza suas mãos debaixo da minha saia e começa a puxar para baixo minha calcinha. Oh. Quando ele esta no chão e eu estou nua sob a saia ele me pega me apoiando para poder colocar minhas pernas em volta de sua cintura. Ele começa a me beijar de novo quando eu rapidamente abro sua calça jeans e o zíper. Antes que eu perceba ele está dentro de mim e me estigando tão deliciosamente. Suas mãos estão na minha bunda e ele está massageando a minha pele nua. É tão bom, eu não quero que isso termine nunca. Ele mergulha sua cabeça até meu ouvido e sussurra - Monte em mim, Anjo. Pegue o que você precisa. Eu solto um gemido e começo a esfregar meus quadris sobre ele fazendo com que o atrito me traga a sensação mais maravilhosa. Deus, nunca deixe isso acabar, por favor. Nossos corpos se encaixam tão perfeitamente juntos, é como se nós forcemos feitos para estar fazendo isso. Eu o monto lentamente no começo, mas em pouco tempo ele não pode lidar com isso. Sua mão se move para cima a minha cintura e ele me acalma quando ele começa a me foder repetidas vezes. Não é muito antes de eu estar gritando no ar da noite. Quero


gritar o seu nome no topo dos meus pulmões, mas me contenho. Isso ou se não alguém vais nos pegar, com certeza. Ele puxa para fora o se pênis , gozando em sua mão e na minha perna. Pelo menos ele pode se lembrar de sequer tirar antes de gozar, eu estava tão perdida no momento em que eu nem percebi que ele nem se quer colocou um preservativo. Minha ficha caiu feliz rapidamente quando eu percebo que eu mais uma vez acabei transando com o irmão do meu namorado. Eu me desfaço de seus braços e começo a correr para a casa. Caden me pega e me puxa de volta para encará-lo. Seus olhos são intensos, como de costume, mas porem não há raiva neles - Você pode correr, você pode fingir que não aconteceu, porra mas você fez, meu Anjo. Eu não vou mais fazer isso com o meu irmão. Amanhã você precisa terminar com ele e voltar para casa comigo. Eu estou farto de jogar este jogo - Eu apenas aceno com a cabeça sem dizer nada e me viro rapidamente de volta para a casa. Não me dou conta até que eu estou deitado na cama, mal do estômago, que eu percebi que eu o estava tocando durante o tempo todo que tivemos relações sexuais .

O que estou fazendo? Seriamente embora. Eu sou tão fodido na cabeça? Por que não posso ficar longe dela? Ela é a namorada do meu irmão e aqui estou correndo atrás dela pelas costas dele. Eu não costumo fazer isso. Eu não me engano, e eu nunca pensei que eu seria alguém que dormiria com uma garota que é comprometida. Eu me sinto mal ,enojado enquanto eu subo as escadas na casa de meu pai. E foi aí que eu vejo Teagan entrar no quarto do Declan . Estou louco da vida pronto para entrar naquele quarto e socar a cara dele. Mas eu não o faço . Eu ando direito ate à porta de Grace quando Teagan fecha a porta atrás dela. Normalmente, eu não deixaria minha irmã perto de um cara como Declan, mas com a outra merda acontecendo na minha vida, eu realmente não posso me preocupar com ela agora. Eu acho que é hora de eu perceber que Teagan pode cuidar de si mesma. Eu preciso parar o irmão superprotetor de merda que sou. Eu não sou seu guardião e, além disso eu não consigo cuidar da minha própria merda. Abro a porta do quarto de Grace e entro. Ela está sentada na antiga cama da Jéssica, que fica bem ao lado da parede que separa meu quarto do dela. Eu podia ouvir Jéssica no telefone durante a noite e aprendi várias coisas que eu não queria saber dela. Não ajudou em nada a minha cama ser bem próximo à parede compartilhada. - Por favor, saia, Caden. Eu não posso lidar com você agora - Ela soa diferente e percebo que seu sotaque sulista está desaparecido. Eu ouvi-la falar assim antes, mas eu não acho nada disso. Agora eu me pergunto quais são os seus segredos. Ela obviamente tem alguma


merda para se esconder. Foi um choque total quando ela me falou que seu nome verdadeiro não é Grace. - Não posso fazer isso, Anjo. Você e eu precisamos conversar - Atravesso o quarto e me sento ao lado dela na cama. Eu nem sequer penso sobre o que eu estou fazendo e a puxo para deitar em meus braços. Temos um problema bem mais serio acontecendo e agora tudo o que eu preciso saber é se ela vai me escolher. Ela tenta lutar contra mim, mas eu não deixei. Ela vai deitar aqui e conversar comigo, se ele souber mata nós dois. E talvez, se Jaden escutasse qualquer coisa que dissermos. Um pensamento que me veio distante. Eu realmente me importo se ele descobrir? Não, porque eu estou cansado de querer o que é melhor para ele e deixá-lo pensar que ele a tem . Jaden sempre teve tudo o que ele quis em sua vida. Eu estou cansada disso. É hora de mudar alguma coisa. Quando ela percebe que eu não vou desistir, ela se acalma e eu rolo para o meu lado e apoio minha cabeça na minha mão. Eu passo o olhar sobre seu lindo rosto e me contenho de me abaixar e beijá-la - Eu quero saber o que você quer fazer. Eu tenho que saber o que você quer. Esta merda esta me matando. Eu não deveria ter falado para você ficar com Jaden. Eu pensei que eu iria esquecer você, mas eu simplesmente não conseguia. Eu tentei e tentei, mas toda vez que eu fechava os olhos à noite eu via você. Eu vejo você. Eu quero que você seja minha garota e isso é tão ruim, eu acho que isso está me matando. Ela esta calma enquanto eu explico, mas agora seus olhos estão escuros e ela levanta a mão para estapear o meu rosto. Eu seguro o seu pulso e prendendo lá. Eu me sinto tão vivo quando ela me toca. É quase como se eu pudesse fazer qualquer coisa. E eu quero sentir isso todos os dias. Eu quero ficar com ela todos os dias - Você não sabe o quanto eu queria que você tivesse falado isso semanas atrás. É muito tarde agora. Eu não vou machucá-lo. E eu certamente não vou deixá-lo por você enquanto você não pode me prometer nada. Você disse que não me queria e aqui esta você dizendo que me quer. Eu não vou deixar para trás algo que é seguro por algo que não é. Preciso de segurança. Não é algo que se pode desmoronar amanhã. Ela luta para se soltar e ir para longe de mim e eu sinto como se a tivesse perdendo como uma tonelada de tijolos caindo sobre mim. Eu não posso nem começar a compreender o que ela está me dizendo - Mas você não quer ficar com ele. Você me quer - Eu quero gritar isso a partir do topo das escadas onde a casa inteira pode me ouvir. Eu quero que o mundo inteiro escute. Sinta. Acredite. - Fisicamente eu quero você. Mas meu corpo não se separa da minha mente e meu coração. Esses pertencem a Jaden agora. Não a você. Eu não quero ter nenhuma relação com você construiu em luxúria. Eu quero construir um futuro e ser amada. Você não pode me dar isso - Quando uma lágrima escapa de seus olhos, eu sei que ela esta mentindo, falando merda. Ela sabe disso também, mas ela não vai admitir isso. Isso dói mais do que ela dizendo que só sente desejo por mim. Eu também sei que não é nada disso. Seus olhos estão mais brilhantes quando ela está olhando para mim. Você não pode sentir o que sentimos se não houvesse algum tipo de sentimento envolvido. Meu pau ate pode querer ela o tempo todo, mas o mesmo acontece com o meu coração. Eu saio da cama e fiquei com as pernas trêmulas. Isto se tornou demais para mim. Eu estava aqui para finalmente conseguir o que eu queria, mas agora ela está me dizendo que eu não posso tê-la. Estou chateado, magoado, e exausto. Eu faço contato visual antes de eu colocá-la em seu lugar - Você pode ficar sentada aí e mentir o quanto quiser, Grace. Mas eu sei, porra. Eu sei como se sente, porque eu sinto isso também. E não é só aqui - eu aponto


para minha virilha e depois para o meu coração - Mas aqui também. Eu sinto você em todos os lugares e eu quero que você esteja comigo e não com ele. Ele não pode ser o que você precisa. Quando você descobrir isso eu não vou estar aqui esperando por você. Eu estou farto de jogar e fingir que você não significa nada para mim - Deixei escapar uma risada amarga e balanço a cabeça. - Bem, eu acho que agora ele não está fingindo. Você não é nada para mim agora. Uma vez que você o escolheu. Eu sei que tipo de pessoa você é e eu me recuso a ser manipulado por uma covarde. Se você não vai lutar por nós, então eu também não - Minha raiva chega a ponto de ebulição, porque ela não me impediu ou tentou evitar que eu fosse embora - Eu estou pouco me fodendo por você Grace. Não venha chorar para mim quando Jaden não puder te amar como eu podia. Seu coração pertence a outra pessoa e ela nem o quer de volta. Eu me curvo ao seu nível e brilho em seus olhos - Você acha que pode preencher esse buraco? Bem, você não pode porra. Você nunca vai ser dele e você está cansada de tentar Eu talo para a porta antes de se virar mais uma vez - Tenha uma boa vida nessa sua porra de relação unilateral - A porta suavemente clica atrás de mim. Como eu desejo poder ter batido nele.

Um mês depois...

Eu acho que toda a minha família está prestes a me renegar. Eu fui um idiota irritável durante um mês. Eu preciso fazer sexo, mas a única pessoa que eu quero ter na minha cama é a namorada do meu irmão. Aposto que ele nem sequer pode tela. Jaden é muito baunilha para Grace. Ela é da maneira selvagem na cama para ele. Espero que ela fique de saco cheio da posição do missionário. Idiotas. Eu acho que seria pelo menos assim se ela estivesse mostrando sinais de estar tão chateada com isso, mas ela esta. Ela parece que esta feliz pra caramba que só me irrita mais. Não há nenhuma maneira dela estar realmente feliz com Jaden. Eles não têm paixão juntos, por isso não faz sentido porque ela não querer ficar comigo. Eu poderia lhe dar toda a paixão do mundo. Mas, aparentemente, eu não sou bom o suficiente para ela. Dezembro veio e se foi e agora eu estou sentado no sofá assistindo algum programa estúpido que eu não estou nem prestando atenção. Gostaria de fazer uma pintura, mas eu não comprei mais tinta. Mamãe foi comprar mais. Eu deveria ter ido, mas eu acho que a mãe queria ficar longe de casa por um tempo. Eu tenho pintado todos os dias desde que Grace me rejeitou. Muitas delas são da Grace e algumas delas são de nós dois juntos. Depois, há outras, que são escuras e com raiva. As cores escuras giram em torno da tela moldando as coisas que estão erradas. Essas telas eu coloquei pelo apartamento que eu compartilho com Jaden. Espero que Grace venha aqui e veja e saiba que eu a odeio. Jaden tentou dizer algo sobre elas, mas eu


só rosnei e disse-lhe para ir se foder. Eu tenho rosnando e dizendo às pessoas para se foder muito ultimamente. Quando ouço Declan começar a gritar por ajuda eu me levanto e subo correndo as escadas. O que eu acho que me faz querer bater em Declan. Teagan está no chão com sangue à sua volta - O que diabos aconteceu? - Eu pergunto. - Eu não sei. Fui ate a cozinha pegar para ela uma xícara de chá. Ela disse que não estava se sentindo bem. Nós pensamos que poderia ser um resfriado ou uma gripe. Quando voltei, a encontrei assim - diz ele rapidamente, olhando assustado para fora de sua mente. O grande cara com o cabelo curto loiro sujo e olhos cor de chocolate, que eu nunca teria escolhido para minha irmã, está literalmente caindo aos pedaços agora. Eu posso ver o amor por ela em seus olhos e eu sei que amor então eu posso verdadeiramente respeitar esse cara. - Vamos lá, vamos levá-la ao hospital. Podemos ir mais rápido do que a ambulância possa chegar até aqui - Eu não espero por ele,. Que apenas coloca a cabeça para fora da porta. Declan fica na parte de trás com Teagan e conversa baixinho com ela. Normalmente eu acharia repugnante, mas eu sei que ambos estão assustados agora. Minha irmã passou por muita coisa em sua curta vida e acrescentando que isso vai quebrar o seu coração caralho. Não demorou muito para entender o que estava acontecendo. Eu sei que Teagan passou a noite no quarto de Declan no feriado de Ação de Graças e o sangue é proveniente de suas partes femininas. Isso era um aborto já havia lido tudo sobre isso. Eu posso respirar mais fácil, porque eu sei que Declan é um cara bom e vai ficar com ela por isso. Ele vai estar lá o que me faz invejar o seu relacionamento. Eu quero alguém que se preocupe assim comigo. Apenas uma pessoa do caralho. Tão previsível quanto uma tempestade em um dia nublado, Jaden sopra sua merda quando ele descobre. Se eu já não o conhecesse eu provavelmente faria isso também. Mas sempre fui o mais inteligente dos gêmeos e foi por isso eu descobri a um certo tempo já. E porque eu não posso suportar olhar para Jaden agora eu não lhe disse. Ele pode ir se foder. Teagan fez algo que eu nunca pensei que iria acontecer, ela manda Declan para fora de seu quarto de hospital. Eu percebo que ela só tinha uma experiência traumática, mas eu nunca quis bater tanto minha irmã. E ela já me chateado e muito antes disso . Eu corro atrás de Declan quando eu descobri que Jaden foi atrás dele - grande idéia cabeça de idiota - Os Harper tentou matar Dec. Juro meu irmão só pensa em si mesmo. Declan e seu irmão finalmente começaram a sair, porque eu digo a eles para irem que eu segurava o 'cabeção '. Quando que eles se recuperam e vão embora eu empurro Jaden tão duro quanto eu posso para longe de mim e vou para fora. Eu estou feito com esta família.


Capítulo 9

Eu sabia que quando me levantei esta manhã que ia ser um daqueles dias. Eu só sabia que tudo ia ficar mais seco e eu quereria acabar com a minha vida miserável até o final do dia. Eu nem sequer fiz todo o caminho para a minha primeira aula do semestre antes eu só queria que isso acontecesse. Aiden disse que estávamos aqui no Arkansas, porque era longe o suficiente de Nova York. Eu deveria ter dito a ele que ele estava falando merda. Eu fico pensando naquele dia em que eu liguei para Justin e quanto ao perigo que nos colocou dentro. Bem Aiden nos colocou ainda mais. Meu pai biológico é meu professor de Química 101. Eu não vi esse homem desde que eu tinha oito anos e estava arrumando as malas para deixar a minha mãe. Aiden disse que Daniel o forçou a sair, mas eu realmente não me importo. Ele nos deixou naquela casa com aquelas pessoas durante dez anos. Ele pode beijar minha bunda. A segunda coisa que aconteceu cinco minutos depois. Enquanto eu estou sentada lá olhando buracos em marrom na cabeça coberta de cabelos do meu pai, eu ouço um sotaque sexy muito familiar. Ela vem de alguns metros lá de trás, mas eu sei e como eu sei que é a minha própria voz. Ninguém poderia confundir Caden Harper com outra pessoa. Eu nem sequer me viro. Eu não posso acreditar que eu estou na mesma classe que ele. Eu percebo que eu não decidi o meu futuro, mas todos nós sabemos que ele vai para a arte ou algo assim. Eu realmente não vejo o que a química tem a ver com arte. Eu realmente espero que ele me ignore. Eu não poderia lidar com ele agora após a descoberta de que meu pai está morando em Arkansas e ensinando os estudantes universitários. Papai não parece diferente. Ainda parece uma versão mais velha de Aiden, antes dele tingir o cabelo. Embora agora que ele se virou eu posso ver o cinza crescendo em suas têmporas. Eu posso ver o que a minha mãe viu nele. Ele é muito clássico e bonito, com uma mandíbula forte e nariz inteligente. Seus olhos castanhos são a digitalização da sala e à direita antes de chegar a mim eu abaixo meu rosto. Eu realmente não poderia deixar que ele me reconhecesse. - Tem algo com o professor? - Caden sussurra em meu ouvido. Eu pulo no meu banco e me viro para encará-lo - Desculpe-me? - Eu agarro afastando-se dele. Ele se senta na cadeira ao lado da minha. Eu gemo e reviro os olhos. Figuras que ele gostaria de torturar o inferno fora de mim - Bem, você tem olhado fixamente aquele cara por uns cinco minutos inteiros. Era só o que faltava, saber que você tem uma queda por homens mais velhos agora - Ele dá de ombros, enquanto procurava algo em sua bolsa.- Eu não estou olhando para ele - Eu falo e novamente pego a minha bolsa para ir para outro lugar. Eu não ficar sentada ao lado dele todo esse semestre.


Quando ele agarra meu pulso para me parar. Eu congelo. Eu lhe disse que não. Eu disse a ele que eu queria Jaden, quando na verdade eu queria Caden. Quero Caden. Eu acho que sempre vou querer Caden - Sente-se, Grace. Se você vai fingir que você quer o meu irmão, você pode pelo menos pode ser minha amiga - Ele faz um gesto com os seus olhos para me sentar. Eu realmente quero me sentar, mas eu me recuso a ser puxada novamente. Eu me recuso a fazer este jogo doentio de tudo o que com ele. Eu sou mais forte e melhor do que isso Não. Deixe-me Caden. - Sente-se. Eu quero dizer isso. Se você não me quer na sua vida, então você não deveria ter ficado com o meu irmão - Eu realmente começo a sair novamente, mas ele se recusa a me deixar ir. Eu sei que isto pode causar uma cena assim eu, finalmente, faço o que ele deseja e me sento. Embora eu não estou feliz com ele em tudo. - Boa menina - Ele sussurra bem no meu ouvido e eu não posso parar o arrepio que corre pelo meu corpo. Caden me dá um olhar compreensivo e eu cerro os dentes. Arrogante idiota. Professor Carlton AKA que é meu pai começa a aula depois que eu planto minha bunda na cadeira. Eu tento ouvir eu realmente tento, mas eu não consigo encontrar o espaço na minha cabeça. Eu realmente quero que este dia acabe para que eu possa voltar ao meu quarto vazio e estourar meus miolos. Teagan tem girado em uma depressão grave e decidiu que não queria fazer nada, mas ficar deitada na cama durante todo o dia e olhar para o teto. Não que eu me culpo. Eu não sei o que eu teria feito se eu descobrisse que estava grávida depois de sofrer um aborto. Eu sinto por ela, eu realmente sinto muito, mas ela não devia ter terminado com Declan. Que ela era imatura eu sabia agora gostaria de saber o que diabos ela estava pensando. O idiota do meu lado tinha o suficiente da treta correndo em sua família e se mudou do apartamento que dividia com Jaden. Dizem que ele está vivendo com Declan e seu irmão mais novo. Antes eu sei que a aula é longa e Caden está me sacudindo para fora dos meus pensamentos. Eu olho para ele e vejo o mesmo olhar que eu sei é refletida na minha. Nós queremos um ao outro, mas não vou me colocar por tudo isso novamente. Eu não quero ser a garota que se apaixona perdidamente pelo cara sabendo que ele vai machucá-la - Café? Ele pergunta baixinho. Está na ponta da língua com o professor Carlton diz - Senhorita ... Breadfield - Ele tem que olhar para a sua lista - Posso falar com você , por favor? Caden me olha confuso e eu encolho os ombros - Nunca mais - Eu sussurro também por isso que só ele pode ouvir - Sim, senhor - Eu digo para Professor Carlton. Caden me da um olhar , mas eu não posso fazer nada. Espero que meu pai não tenha me reconhecido. Espero que ele tenha alguma coisa trivial para mim ou para qualquer outra coisa, então o que eu sei que ele vai me perguntar. Quando Caden finalmente sai da sala eu faço o meu caminho até a mesa do meu pai. Ele caminha até a porta da sala de aula e fecha e trancando. Ele puxa as cortinas e eu sei que ali mesmo ele sabe quem eu sou. Eu estou assustado quando meu pai me agarra pelo abraço muito apertado. Eu nem sei por que, mas eu começo a chorar e abraçá-lo tão apertado de volta. Eu não quero deixá-lo ir nunca. Minha mãe nunca nos abraçou e isso é o que eu mais me lembro do meu pai. Seus abraços.


- Kayla. Kayla. Kayla - Ele canta uma e outra vez em meu ombro. Eu sinto a umidade através de minha camisa e eu sei que ele está chorando muito. - Pai - Sussurro trêmula. Ele se afasta para olhar para mim. Todo o amor que eu gostaria que minha mãe sentisse por mim está brilhando em seus olhos. Ele coloca as mãos na minha mandíbula e enxuga minhas lágrimas. Eu me recuso a parar de tocá-lo e prender seus bíceps - O que você está fazendo aqui? Onde está Aiden? Como diabos você está na faculdade? Você ainda nem se formou no colegial ainda! - Ele exclama me olhando por cima. - Aiden esta aqui. Tivemos que deixar o papai. Não era seguro lá - Eu sussurro colocando minha cabeça em seu peito. Eu sinto o cheiro amadeirado de sua colônia e eu estou em casa. É um daqueles cheiros que abre memórias e faz você reviver momentos felizes. Isto me faz pensar de ser levada nos braços para a cama tarde da noite depois de ficar até tarde da noite jogando videogames. Ele sempre beijava minha testa e me dizia que me amava. - Eu sei, querida. Eu tenho tentado ter noticias de vocês por tanto tempo. Daniel tem muito poder e eles me negaram a custódia de vocês - Ele solta um suspiro e começa a correr os dedos pelo meu cabelo. - O que aconteceu? Por que você nos deixou para começar? - Eu dou um passo para trás para olhar em seus olhos castanhos. Olhos exatamente iguais aos meus, que se escondem debaixo das lentes de contato azuis. - Quando sua mãe começou a dormir com ele, ele tentou me pagar para ir embora. Recusei o dinheiro, mas eu assinei o divórcio porque eu nunca ia ficar em um casamento onde a minha esposa não é fiel - Ele faz uma pausa para soltar os braços e pegar minha mão. Ele me leva até uma mesa e indica para me sentar - Foi quando as coisas ficaram fora de controle e fora das minhas mãos. Ele fez alguns arquivos mentirosos que disse que eu era um pai impróprio e os tribunais não me deixou ficar perto de você e de seu irmão. Tentei durante os últimos dez anos, Kayla. Eu nunca parei de tentar estar por perto de vocês. Eu queria isso mais do que qualquer outra coisa. Eu pego sua mão quando ele começa a soluçar. Eu aperto o mais forte que consigo. Tudo isso soa como algo que Daniel faria. Ele é um bastardo doente - Eu acredito em você papai. Eu sei o que ele é rapaz. Daniel transformou nossa vida em um inferno. Eu posso imaginar que ele fez o mesmo com você. Ele aperta minha mão com mais força e se levanta, me puxando para perto dele - Me leve até onde Aiden esta. Eu tenho que ver o meu filho - As lágrimas ainda estão brilhando em seus olhos, mas eu sei que eles estão felizes agora. Só espero que Aiden também fique feliz em vê-lo. Eu ajudo meu pai trancar a sala e nós seguimos em direção ao prédio de Aiden. Onde surpreendentemente seria o mesmo prédio que Jaden mora eu acho que foi assim que ele soube sobre eles. Como ele saberia me apontar na direção de Jaden. E para ficar longe de Caden. Eu só queria que ele nunca tivesse feito isso. Minha vida seria em todo, de um inferno lote mais silenciosos e não-estressante. Eu bato na porta e depois de um minuto ela se abre e Aiden agarra o meu pai em um abraço – Pai - ele exclama enquanto observo o momento. Eu olho em volta para ver se não estamos chamando a atenção de ninguém, mas a costa parece clara. - Aiden. Aiden. Aiden - Pai canta da mesma maneira que ele fez quando ele me abraçou. Eu sorrio suavemente e começo a puxá-los para dentro do apartamento de Aiden.


Eles parecem falar muito rápido e ininteligível depois disso. Eu dou uma risada, indo para a cozinha para fazer um refresco para nós. Eu poderia realmente usar o álcool ou o inferno até mesmo os dois, mas eu tenho que optar pelo chá doce. Eu nem sabia que as pessoas bebiam chá doce até que me mudei para cá. Eu também pensei que seria totalmente repugnante até que Aiden me obrigou a beber. Agora eu não consigo ficar sem beber um dia se quer. Eu trago a bandeja de comida enquanto Aiden e papai estão em uma discussão sobre a ciência ou algo assim. Eu posso ser um pouco lerda, mas eu não sou uma lerda inteligente. Escola nunca foi um ponto forte na minha vida. Embora eu tenha bom senso suficiente para me assegurar o resto da vida e na próxima. - Kayla, que era o garoto sentado ao seu lado na sala de aula? - Papai pergunta olhando por cima do seu copo. - Provavelmente era Jaden Harper. Eles estão namorando - Aiden fala rindo de mim com os olhos. - Não era Caden Harper. Tentei não me sentar ao lado dele. Mas ele se recusou a me deixar mudar para outro lugar - Eu revirar os olhos para a influência, mas posso dizer que Aiden não acreditou em mim. - O que você disse minha querida irmã - E então os winks merda.

Eu sabia que algo estava acontecendo com Grace para ficar olhando daquele jeito para o Professor Carlton, por isso eu coloquei minhas habilidades de assediador em pratica. Eu fiquei totalmente de guarda na porta depois que eu saí da sala de aula. Eu até pressionei meu ouvido contra a porta. Quando ouvi Grace chamar o nosso professor de pai eu quase borrei nas minhas calças. Eu não sei quanto a vocês, mas eu não ouvi isso direito. Nem em um milhão de anos. Eu não sei exatamente o que fazer com esta informação. No feriado de Ação de Graças, ela me disse que ela não era quem ela disse que era. Eu só não sabia que ela mentiu sobre um monte de coisas. A conversa que ela teve com o professor Carlton faz parecer que ela não o via a anos. Estou começando a me perguntar se alguma vez houve um ex-namorado que fez a vida dela um inferno. Qualquer bom irmão falaria tudo o que eu havia descoberto sobre Grace. Eu não sou um bom irmão. Eu sou um irmão horrível. Eu porem nem sempre fui assim. Jaden e eu costumávamos ser muito próximos. Gostávamos de falar sobre tudo e faziamos tudo juntos. Eu não tenho uma memória da infância, sem Jaden estar presente nela. Esse é o jeito que deveria ser, mas no meio do primeiro ano na escola Jaden começou a ficar distante. Sei que as pessoas crescem e mudam, mas isso era diferente.


Por exemplo, Jaden é a mesma pessoa que sempre foi. Ele ficou reservado e parou de passar um tempo comigo. Pensei que ele estava envergonhado de alguma coisa, ou com vergonha de mim, então eu fiz o que eu faço de melhor. Eu tenho o dom sobrenatural de estar no lugar certo na hora certa. Foi uma noite linda e eu tinha o desejo de pintar fora. Eu nunca tive esse desejo antes ou depois. Eu não pinto paisagens ou cenários. Eu gosto de pintar pessoas, sempre gostei e será sempre assim. Mas naquela noite que eu queria pintar as estrelas como eu as via. Constelações bonitas de luz brilhando sobre nós com sua luz de cura. Sempre que eu achava que a vida estava ficando demais para mim, eu olhava para as estrelas. Elas estavam lá em cima sozinhas. Sim, elas aparecem estar em grupos, mas na verdade elas não estão nem perto uma das outras. É assim que eu me senti, rodeado por todos esses seres humanos e eu ainda me sentia sozinho. Elas estavam sozinhas lá em cima, mas elas continuavam a brilhar, mesmo quando o sol estava começando a nascer. Eu sabia que poderia ir tão longe enquanto elas estavam lá em cima. Então era isso que eu estava fazendo naquela noite em especial. Eu só tinha que pintar o que eu via quando olhei para as estrelas. Eu queria comparar com o que significou para mim. Então eu ouvi risadas femininas. Eu sabia que Teagan estava lá em cima em sua cama Já pronto para dormir. Marie ainda estava morando na casa, mas eu sabia que não era ela. Ela ainda não tinha se casado, mas estava na casa do seu noivo o Max. Mas logo em seguida eu os vi dobraram a esquina. Eu nunca vi Jaden tão feliz como naquele dia. Ava era tudo para ele. Você poderia dizer pelo jeito que ele olhou para ela, do jeito que ele o tocava. O cara quase nunca sorria, mas lá estava ele com um grande sorriso bobo no rosto. Ele era tão apaixonado. Ele ainda a beijou como se não pudesse ter o suficiente para ela. Foi totalmente romântico e me fez ficar enjoado com tanto romantismo. Arrumei minhas coisas e fui para dentro de casa. Eu poderia esperar e deixar para pintar as estrelas depois, Jaden era mais importante. Foi quando algumas semanas depois que Ava sofreu um acidente de carro horrível e perdeu a memória. Jaden tornou-se mais distante e ficou mais irritado. Eu nunca disse a ele que eu sabia sobre Ava e eu sou grato por não ter feito isso. Jaden ama a sua privacidade e eu sabia que os pais de Ava não aceitavam o namoro. Embora ela não poderia estar com alguém melhor do que Jaden. Nosso relacionamento nunca foi o mesmo depois que Jaden perdeu a Ava. Tenho saudades do irmão que eu tinha quando eu era pequeno. Tenho saudades do irmão que estava lá para mim depois do que aconteceu com o treinador. Eu não sei que é esse Jaden que anda por aí agora, para que vamos enfrentá-lo, ele é um idiota completo e total. Eu realmente quero me colocar entre Grace nessa história com ele, mas eu não posso fazer isso e nem me envolver em tudo isso. Grace, com todo aquele cabelo longo e loiro pendurado pelas costas. Aqueles olhos azuis escuros, cheios de vida e paixão. Seus lábios carnudos de forma simplesmente e perfeita para beijar, e as curvas mais maravilhosas que eu adoro percorrer as minhas mãos. E então é mais do que isso. Gosto da maneira como ela sorri para as velhinhas, ou do jeito que ela ilumina uma sala inteira ao caminhar para ele. Ou o jeito que ela está lá para auxiliar Teagan mesmo sabendo pela expressão em seu rosto que ela esta com saco cheio de Grace. Ou o jeito que ela realmente parece interessada em que as pessoas estão dizendo a ela durante uma conversa, como se ela realmente se importasse com que eles estão falando, sobre trabalhos escolares ou o último livro que leram.


Eu adoro essas coisas sobre ela. Eu não sei se eu a amo, mas eu sei que eu amo do jeito que ela é. Ela faz as coisas para mim, eu não posso explicar e isso assusta a merda que sinto em mim na maioria dos dias, mas eu não consigo tirá-la da minha cabeça não importa o quanto eu tente. É uma loucura e totalmente errado sentir isso. Eu deveria ter deixado ela livre ou me esforçado para conquistá-la. Eu não fiz nenhuma dessas coisas. Agora eu estou sozinho e a perseguindo como um psicopata. Perdi completamente a minha maldita cabeça.

- Certo, então você quer me dizer que você pinta imagens de garotas nuas? - O acaso me pergunta, enquanto fica olhando para uma pintura que eu estou vendendo na galeria local. - Elas são mais do que isso para mim, mas sim Chance, eu estou pintando imagens de pintos nus - Eu ri de sua expressão reverente. Ninguém parece dar a mínima para o que eu pinto ou vêem como as vejo. Fiquei surpreendido e feliz quando Chance pediu para vir e ver as pinturas que eu tinha para vender. Peguei todas as que eu tinha no meu apartamento com Jaden e as destruí. Elas não eram o meu melhor trabalho e eu não conseguia olhar mais para as peças com raiva. Eu não estou mais com raiva de nada disso. A vida escolheu por mim tive Grace por um tempo e depois ela a levou embora. Agora eu tenho que sentar e esperar. Se ela tiver que ser minha ela voltara para mim. Se ela não o fizer, então eu finjo que ela não existiu e encontro alguém que eu possa amar, apesar de tudo o que eu sinto por Grace. - Isso é incrível - Ele caminha até uma e coloca a mão no queixo. Parece que ele precisa visualizar alguma merda, mas eu suponho que ele está tentando ver o ponto. Eu gostaria de poder explicar-lhe que não há um ponto. Cada peça tem um significado diferente para mim, mas eles querem dizer algo completamente diferente para o telespectador - Eu sinto que todos estes quadros são da mesma garota? - Ele diz como que se fosse uma pergunta. Fodeu. Eu realmente não achei que ele fosse notar. Elas são todas de Grace, é claro. Ela está em várias posições, em todos as telas, ela está nua, mas você não vê seu rosto. Se ela entrar aqui agora, eu tenho certeza que ela ficaria surpresa ao ver seu corpo nu por toda a galeria. Já Jaden, eu sei que nunca mais iria pisar aqui, o cara não pode ficar sozinho em uma galeria de pintura. Eu não tenho nada com que me preocupar. Eu limpo minha garganta - Sim, as telas são todas da mesma garota. - Você deve ter fortes sentimentos por ela - Ele se vira para olhar-me de cima a baixo. Eu recuo e olhar para longe de seus olhos, entendendo o que ele esta querendo insinuar. - Por que você diz isso? - Eu gaguejo, coçando a parte de trás da minha cabeça. - Do modo como você a está tocando, é de uma forma amorosa. Quase como se você não quisesse nunca deixá-la ir. Então, já aqueles em que você não a está tocando, você pode dizer o quanto o seu corpo está sintonizado com suas mãos. Eu nunca pensei que você pudesse pintar algo tão sexual mas de bom gosto - Ele balança a cabeça e ri - Eu sabia que você tinha habilidades loucas, mas seu janota isso é incrível. Você tem algum tipo de talento é louco.


- Obrigado - Eu digo, engasgado com a emoção. Nos últimos dois meses acabei tendo uma chance de vez em quando. Às vezes, as pessoas entram na sua vida por um tempo e, às vezes elas ficam para o longo período. Chance acabou por ser à parte do longo período. Ele está até me ajudando com Declan, que é um desastre total. Eu nunca pensei que veria o dia em que minha irmã deixaria um homem de joelhos. - Tudo bem já é suficiente da merda feminina. Vamos lá ver se não podemos tirar Declan daquela cama - O acaso me dá um tapinha no ombro e se dirige para a porta da frente. Eu sigo com um sorriso no meu rosto. Eu não poderia lidar com o fato de estar na mesma sala com Jaden sabendo que ele está com a garota que eu quero. Então eu me mudei e decidi que precisava ajudar Marcus com Declan. O cara só sai da cama para ir para a aula e eu acho que ele só faz isso porque Teagan desistiu de ir. Mamãe e papai não estavam felizes com isso. Eu me senti como se Declan fosse uma alma gêmea, uma vez que ambos estavam fodidos por causa das mulheres. Chance também se encaixa nesse perfil desde que a sua velhinha chutou seu coração também. Eu gosto de pensar em nós como os três como um saco chio de corações partidos. Meu telefone toca no meu bolso e eu reclamo. Meus pais não estão felizes por eu ter me mudado do apartamento e por não voltar para a casa deles. Eu fico triste por decepcionalos. Eu amo a minha mãe, mas ela não tem alto estima suficiente e eu não posso suportar que ela ainda está com o meu pai. Eu nunca fui próximo do meu pai e eu nunca vou ser. Durante toda a minha infância, ele só pensou em si mesmo e não em seus seis filhos. Fodase ele. Depois do modo como Jaden tratou a historia de Teagan e Declan e ainda ter me roubado a minha garota, eu não iria chamá-lo de irmão nunca mais. Tudo bem que era mentira. Eu só estou chateado. O telefone pisca 'Mãe', e eu quase bati na tecla para ignorar. Eu não falo com ela, já faz um tempo, então eu decidir responder - O que foi mãe? - Pergunto com um tom de irritação na minha voz. - Querido! Eu não posso acreditar que você atendeu. Estamos tentando falar com você há semanas! - Eu reviro os olhos. Eles só estão preocupados com as aparências. Parece ruim que eu tenho praticamente deserdado eles. Florest, Marie, e Jéssica tentaram falar comigo também, mas eles não fazem parte do que está acontecendo. Além disso, eles estão todos crescidos e fora da casa. - O que você precisa, mãe? - Eu questiono rangendo os dentes. Chance se vira quando ouve a raiva na minha voz. Eu balanço minha cabeça, quando ele me dá um olhar interrogativo. Ela bufa sobre o telefone e eu revido com um sorriso. Mamãe nunca fica com raiva de nada e posso dizer que estou realmente começando a irritá-la. Eu realmente não posso me importa desde que meus pais passaram a maior parte da minha vida lutando - Seu irmão me ligou e disse que você saiu de casa. E que você não vai falar com ele. Eu tenho que dizer que estou decepcionada com você - Eu posso imagina-la na minha frente balançando o dedo indicador para cima e para baixo como ela fazia quando eu era criança. - Olha mamãe, é problema meu se eu deixei de falar com Jaden. Já faz um bom tempo que eu deixei de me entender com ele. Sinto muito que você não gosta disso, mas não há nada que você possa fazer. O que está feito está feito - Eu enfio a mão no bolso olhando para o chão. Estou começando a me sentir muito desconfortável. Não tenho pretensão e nem nunca falei com minha mãe dessa forma. - Eu não te criei para virar as costas para as pessoas que te amam - Ela cospe com raiva.


Então lhe perguntei - Quem me ama mamãe? Os outros, ou você, eu não acho que alguém se importe. Papai ficou decepcionado porque eu não vou mais falar com a merda do seu outro filho, porque eu sei que é errado. Jaden ficou com a única garota que eu sempre quis, e depois ele virou as costas para seu melhor amigo. Teagan que Deus abençoe sua alma, mas ela é tão cheia de si mesma, que ela não poderia amar alguém de qualquer maneira. Eu sei que eu não deveria ter dito tudo isso, mas eu não posso aceitar as mentiras e correr para a minha família, ou me esconder e fingir que está tudo bem. Porque não é assim. Eu não fiquei surpreso ao descobrir que ela desligou na minha cara.


Capítulo 10

- Você está bem gata? - Jaden pergunta enquanto eu me sento na mesa da cozinha para pintar minhas unhas. Eu olho para cima para ele e sorriso. Sei que não me chegar como realmente sou . Que eu tenho os meus cabelos negros e desgrenhado e nem belos olhos azuis. Ele esta com seu shorts atlético e nenhuma camisa. Ele é verdadeiramente belo, mas quando Que eu vê-lo não é o que eu quero ver. . Eu queria o cabelo loiro desgrenhado e olhos azuis claros. Eu quero tatuagens e tudo mais do que aquele sorriso convencido. Eu sou a pessoa mais estúpida que ele já viveu. Quem eu realmente sou. Com o meu pai de volta em minha vida, eu percebo algumas coisas. Como aquele dia em que eu não deveria ter dado o fora em Caden. Eu deveria ter dispensado Jaden no segundo que Caden me pediu para ficar com ele. Eu não sei, eu apenas me sento como se tudo estivesse inútil sem Caden na minha vida. Desde que ele se desentendeu com a sua família, eu não o vi mais, exceto na sala de aula na qual eu compartilho com ele. E isso é uma tortura para mim. Eu tenho que se sentar direito ao lado dele e eu nem posso tocá-lo. Eu não posso beijá-lo sempre que eu quero e nem segurar a mão dele. Não posso nem passar minhas mãos sobre sua coxa ou debaixo de sua camisa e ao longo daquele abdômen surpreendente. E eu odeio não poder fazer isso. Isso esta me matando porque eu não posso estar com ele. - Grace? - Pergunta Jaden olhando para mim estranhamente. Eu pisco várias vezes antes de responder - O quê? - Eu começo a me mexer em meu assento porque eu sei que meu rosto está corado. Quando penso em Caden faz que eu fique assim. - Você está bem? Você esta com o olhar distante ultimamente. Tem alguma coisa que eu preciso saber? - Ele se senta na cadeira e me puxa para mais perto dele. Quando suas mãos pegam em minha coxa eu dou um pulo. As mãos de Jaden são cheias de calos por jogar futebol por muito tempo. E eu odeio - Eu estou bem hammm. Eu só estou pensando em um monte de coisas. Eu acho que eu estou realmente preocupado com Teagan. Você sabe? - É algo que Grace diria? Deus, eu espero que sim. Ela esta com o coração machucado, então eu tenho certeza que eu tenho esse direito. Fui pega despesa todos os dias e não apenas na frente de Jaden, mas de todos. Meu sotaque vem e vai e então eu estou gritando com alguém. Grace nunca iria brigar com alguém. Foda-se isso está ficando demais para mim, realmente. - Sim, eu sei. Estou realmente preocupado com ela também. A minha mãe disse que ela tem que forçá-la a comer e tomar um banho. Ela não quer mesmo falar com ninguém - Ele


esfrega a mão sobre o rosto em sinal de frustração. Acho que todo mundo está frustrado com Teagan. Eu só posso culpar a família dela por isso. Eles a protegeram demais. Ela não teve tempo suficiente para deixar crescer os hormônios em seu corpo. Ela não podia lidar com um aborto, porque ela não sabia nada da vida. Foi como um tapa na cara. Sinceramente, sinto mais pena de Declan. Por perder a mulher que ama e o filho que ela estava esperando no mesmo dia deve ter ferrado com ele. Eu não saberia lidar com isso. Vejo-o em torno do campus, as vezes, mas ele não faz contato visual com ninguém e nem conversa. Jaden não vai mesmo voltar a falar com ele e nem sobre ele. Isso me irrita por que nem tem motivo para isso. Como você pode afirmar que alguém é seu melhor amigo e depois dispensa-lo quando eles estão sofrendo? Eu entendo que ele agiu pelas costas de Jaden, mas mesmo assim não foi tão ruim assim para agir dessa forma. Jaden age como se Declan tivesse matado alguém ou algo parecido. Embora Jaden tem andado muito diferente ultimamente. Ele parece estar ficando irritado por nada e às vezes ele age como se ele tivesse muita energia. Mesmo depois chegar em casa depois de praticar algum esporte. - Talvez você devesse procurar Declan? Ou ligue para o seu irmão, para saber se ele está bem? - Eu solto no ar é bem a cara da Grace, sempre preocupada com todos os outros. Já Kayla só está preocupada com o que está acontecendo em sua vida. Honestamente Grace está deixando alguns furos. - Você gostaria de saber isso mesmo? Ou para ouvir noticias sobre Caden? Eu sei que você gosta dele. Você sempre gostou muito mais dele, então você nunca me quis! - Ele grita levantando de seu assento. Eu vacilo em sua voz e minha mente volta aos tempos em que Daniel costumava gritar comigo quando eu era pequena. Eu tento manter a calma, porque a Grace não iria se levantar e gritar de volta com ele. Kayla quer se levantar e gritar - SIM! - Porque todos nós sabemos que eu quero Caden. - Jaden. Acalme-se, por favor. Eu estava apenas fazendo uma pergunta simples - Eu tremo para intimida-lo, porque eu quero que ele se sinta mal por gritar comigo. Ele senta-se em sua cadeira e coloca a cabeça entre as mãos - Eu sinto muito querida. Acabo ficando com ciúmes quando você diz o nome dele. É uma droga quando me lembro que ele já ficou com você antes que eu pudesse ter a chance de te convidar para sair - Ele tira a mão do rosto e coloca na minha coxa. Eu envolvo meus dedos com os dele mesmo querendo tirar a minha mão e bater na merda da cara dele - Você me tem agora, querido. Eu não vou a lugar nenhum eu prometo - Eu esfregue suas costas enquanto eu falo. Tudo o que saiu da minha boca é uma mentira esses dias. Eu nem sei por que eu estou mentindo. Por que estou me tornando essa pessoa? Grace não iria querer machucar Jaden mas ela pode ferir Caden? Eu realmente estou começando a achar que há duas pessoas que vivem na minha cabeça. Grace quer Jaden e Kayla quer Caden. Ele franze a testa para mim e eu começo a ficar nervosa - Então por que você teve relações sexuais com ele? Mas você não tem comigo? - Esta é uma questão perfeitamente aceitável, mas ainda me faz querer dar um tapa nele. Eu acho que a maior parte do tempo eu quero dar um tapa em Jaden. - Eu estava bêbada quando Caden e eu transamos. Além disso, eu quero que a nossa primeira vez seja especial - Mentira. Eu não quero ter relações sexuais com Jaden. Sim, ele é quente e outras coisas, mas ele não é seu irmão gêmeo. Ele não faz o meu sangue ferver de desejo. Ele não faz eu ficar molhada apenas com o pensamento dele me tocando.


Eu preciso de uma enorme placa que diz VAGABUNDA apontando diretamente para mim. - Nenhum de nós é virgem, por que ele tem que ser especial? - Afirma a olhar para mim caminhando para mais perto. Jaden é muito parecido com seu irmão, ele tem muita perspicácia. Eu bufo e levanto da minha cadeira. Pego minha bolsa da mesa da cozinha, mas deixar minha unha polonesa. Eu vou em direção à porta antes de eu responder-lhe - Porque eu pensei que era especial. Eu não queria que a primeira vez não significasse nada mim nem para você também. Eu não queria ser insignificante para você - Eu xingo novamente e me viro em meus calcanhares de saio pela porta. - A Grace, amor, espere! - Jaden grita, correndo atrás de mim. Ele me puxa e pega suavemente em meu pulso - Sinto muito, eu não a vejo dessa forma. Eu juro que vai ser especial para você, para nós - Ele me dá um beijo na minha testa e eu sorrio. Se você jogar da forma certa, você pode conseguir um homem para fazer o que quiser. Aprendi isso com a minha mãe de coração frio. Estou feliz por ter alguém para usar suas lições de vida, mesmo que eu não concorde com elas. Esta pode ser a coisa mais idiota e louca que eu já disse, mas se eu dormi com Jaden eu sinto que estaria traindo Caden. Eu não sei o que isso significa para mim, mas eu me recuso a me sentir culpada por isso. Eu me recuso a deixar minha vida ser igual da minha mãe. Ela deixou alguém que pudesse realmente amá-la por dinheiro e fama. Estou começando a ver que se eu ficar com Jaden, renunciando o que eu sinto por Caden, então eu estou me tornando igual a ela.

Poucos meses depois, estou fazendo compras com Cassidy. Ela é a única líder de torcida que eu posso suportar. Ela é realmente inteligente e usa seu cérebro. Eu posso realmente ter uma conversa com ela, e eu estou feliz por tê-la por perto desde que Teagan ainda está fora da comissão. Cassidy é realmente uma loira natural, mas ela tem olhos verdes, que brilham como pedras preciosas. Ela é peculiar e tem um senso de diversão legal. Eu não tenho a pretensão de que Grace seja igual a ela. É apenas mais fácil de ser Grace perto dela. Eu estou no meio de uma conversa com Cassidy sobre algo que Jaden fez quando eu vejo. Estamos paradas do lado de fora de uma galeria de arte que eu não tinha notado nesta rua antes. Arte para os adultos é o nome do lugar. No que chama a atenção o nome do artista escrito em uma das faixas em frente à janela. CG Harper. Caden Gabriel Harper. Eu só sei seu nome do meio, porque sua mãe gritou seu nome durante todo o feriado de Ação de Graças. Eu nem percebo quando eu entro na galeria. Eu tenho que ver o que ele tem em exibição aqui. O nome da galeria diz tudo, porque cada quadro aqui é de modelos nuas. A maioria das pinturas é de mulheres em posições sexuais. Eles não me fazem sentir nada. É como se a coisa toda fosse encenada e não é isso que a arte parece para mim. A menos que seja um


retrato. Você tem que sentir alguma coisa. A arte deve mostrar-lhe uma emoção. A emoção que o artista está sentindo no momento. Eu acho que é como tudo o que é considerada uma arte, deve haver um propósito, uma rima, uma razão. Isso não leva muito tempo para que eu encontre as pinturas de Caden. E o quanto eu realmente quero encontrá-lo e estrangulá-lo. Cada pintura que está em exposição é de mim. Ninguém que já não tivesse me visto nua, saberia que seria eu. Meu rosto não está pintado nem é o meu cabelo. Só o meu corpo nu. Ao estudar as pinturas que eu vejo percebo alguma coisa. Eu não deveria ficar com raiva dele. Eu deveria estar contente. A maneira como ele me mostra em si é tão bonita. Você pode ver o amor que brilha através de cada movimento e cor. Meu corpo é adorado e é de um bom gosto. Caden esta em alguns deles comigo. Aqueles são os melhores. A maneira como suas mãos me possuem. A forma como o seu toque é amoroso e gentil. Você pode sentir o desejo saindo da tela. Se você não conhece as pessoas na pintura você acha que eles eram amantes de longa data. Não duas pessoas que tiveram relações sexuais cinco vezes. E que realmente não estão mesmo juntos. Que eu estou perdida por amor em cada pose e cada posição única. É real e é tão bonito. Eu não acho que ninguém conseguiria, mas Caden me vê desta maneira. Talvez esse seja o artista em si, ou talvez seja o homem nele. Estas pinturas dizem que eu sou sua, que ele me possui. Estou começando a achar que elas estão certas.

Nunca em um milhão de anos que eu iria pensar que eu encontraria Grace sentada do lado de fora da casa de Declan quando eu cheguei em casa. Eu saio para comprar um pouco de comida para Declan e eu. Marcus está passando uns dias na casa de um amigo então eu sei que Dec lá em cima deitado em sua cama. Ela parece estar incrível sentada nos degraus. Seu cabelo loiro caindo pelos ombros. Seus olhos azuis escuros vidrados em mim. Ela esta usando uma calça jeans skinny e um casaco ambos na cor preta em vez daquela saia de grife. Eu nunca vi tanto preto sobre ela. Até mesmo seu delineador é mais grosso e circunda completamente os olhos. - O que você está fazendo aqui? - Pergunto baixinho olhando-a sob meus cílios. Ela se levanta sem dizer nada e caminha em direção a mim. Há algo em seus olhos, mas não consigo decifrar - Eu vim para te ver - Ela sussurra, olhando para mim com um sorriso suave. Eu pisco algumas vezes completamente confuso - Por quê? - Eu questiono passando por ela para colocar as sacolas nos degraus. Quando eu me viro de volta lá esta ela, perto, muito perto, caralho. Eu posso sentir o cheiro dela. A doçura que ela exala entra no meu nariz e sinto contrações em meu pau. Com certeza como que muitos a seu redor. Suas mãos suaves vêm ao redor do meu pescoço e ela


se levanta na ponta dos pés para colocar um beijo suave nos meus lábios. Estou atordoado ainda por uma fração de segundo. Então eu correspondo e meus lábios se movem contra os dela. Abro meus lábios e deslizo minha língua em sua boca. Minhas mãos vão até a sua cintura e a puxo contra os meus quadris. Estamos tocando em todos os lugares que podemos tocar. É incrivelmente foda. É torturante. Ela se afasta primeiro, mas lentamente. Ela não pára de me tocar, apenas nos beijando. Ela encosta sua testa contra a minha antes de ela sussurra - Eu vi seus quadros hoje. Eu congelo. Eu não queria que ela tivesse visto. Eu não sabia como ela reagiria a respeito. Mas quando eu olho em seus olhos Eu sei que é uma coisa boa - Você gosta? - Eu pergunto enquanto acaricio sua mandíbula com a ponta do meu nariz sentindo o seu cheiro deliciosamente doce . Ela respira profundamente antes de me responder - Eu adorei - Seus dedos puxão no meu cabelo enviando uma pequena quantidade de dor misturada com prazer - Por que você não me mostrou? Eu penso sobre isso por um tempo. Ela me permite e não me empurra - Eu realmente não sei. Você não é minha, Grace. Eu queria algo para me lembrar quando você, dos nossos momentos juntos. Mas, em seguida, se transformou em toda esta coisa. Toda vez que eu pintei você era quando estava ali para mim, como minha musa. Tudo o que posso pintar agora é você - Eu sussurro em seu ouvido, o que provoca um arrepio. - Por quê? - Ela sussurra agarrando meus ombros. - Porque você é a criatura mais linda que eu já vi. A maneira como você se move, a maneira como você olha, e do jeito que você é. Eu não pude ter o suficiente. Então, eu comecei a pintar quando eu soube que não poderia estar com você - Estou nervoso com essa coisa toda. O que isso significa para nós. Eu não quero que ela se afaste de mim novamente. Eu não quero que ela fique com o meu irmão. Ela ri contra o meu peito, onde ela esta com o rosto escondido - Isso é bonito uma espécie de perseguidor. Meus braços estão em volta de sua cintura e meu rosto vai para o pescoço dela - Eu iria perseguir você até o fim da terra apenas para poder admirar sua beleza aos meus olhos. - Você com certeza esta romântico esta noite - Ela ri me olhando nos olhos. - Você traz a tona o melhor de mim. O que posso fazer? Eu quero que você deseje ficar comigo. Eu quero que você fique comigo - Eu balanço minha cabeça, não gosto do rumo que a conversa está indo - Eu quero, não, eu preciso de você para me reencontrar. Eu acho que eu não posso suportar vê-la com Jaden por nem mais um segundo. Sua pequena mão surge e acaricia minha bochecha e eu suspiro com o contato. O toque é macio e isso significa alguma coisa para mim - Caden, eu prometo que você não vai mais ter que vê-lo comigo. Eu não acho que eu nunca o quis como eu quero você. Eu estava fugindo de alguma coisa que me assustou. Estou completamente confusa. Eu compreendo o que eu quero dizer a você agora. Eu não queria ter a esperança que eu tinha em vela dizendo isso para mim - Então você está deixando Jaden ... por mim? Ela ri baixinho enquanto se inclina para me beijar suavemente - Sim Caden. Eu vou deixá-lo para ficar com você. Eu estou me enganando fingindo que eu quero ficar com ele ou que eu quero estar com ele. Ele não é você. Ele nunca será você. - Graças a Deus, porra - Eu cuspo antes de bater os meus lábios contra os dela.


Levei Grace até o meu quarto e lhe pedi algo que eu nunca pedi a ninguém. Eu sempre quis pintar o corpo de alguém como se este fosse uma tela . Uma mulher para ser exato e desde que Grace é a minha grande inspiração, ela seria perfeita para o trabalho. Fiquei tão surpreso quando ela concordou. A maiorias das meninas não gostam da idéia de ficar coberto de tinta. Concordo que de certa forma é confuso e estranho. Ela não se importou quando eu disse isso. Ela mencionou algo sobre ela ser gostosa. Mas eu não ia concordar com ela. Agora, ela me coloca para fora antes que eu fique completamente nu. Qual é a única maneira que eu gostaria de vê-la. Ela não está se escondendo por trás de seus muros desta forma. É como se eu a despisse a parede com cada peça de roupa . Eu vou tirando. Eu nunca vi um corpo tão incrível e tudo que eu quero fazer é copiá-lo em tela e olhar para ele todos os dias. - Você vai olhar o dia todo? - ela ri segurando a cabeça na palma da sua mão. Eu pisco algumas vezes por ter esquecido o que eu pedi para ela fazer - Não, meu Anjo. Eu pego minha paleta de pintura e resolvo ficar ao seu lado no chão. Antes de começar, ela traça as tatuagens que tenho sobre a maior parte do meu torso. Eu quero que ela passe aquela mão macia meu pau, mas ele tem outras idéias quando suas mãos suaves deslizam sobre minha carne. Estou tão quente por dentro e por fora e eu sinto o suor brotar na minha testa - Se você continuar fazendo isso, eu nunca vou começar. Ela ri novamente e deita de costas. Seus seios generosos saltam e balançam com o seu movimento e solto um gemido pelos meus lábios fechados. Ela sorri para mim com todo aquele cabelo loiro solto ao seu redor como um halo. - Mulher gostosa - Eu balbucio mergulhando o pincel na tinta azul e passo através de seu estômago. Os arrepios em seu corpo e em suas mãos. Bom saber que eu a afeto tão bem. Quando eu pinto minha mente entre em transe sobre o que eu estou fazendo e esquece de tudo o resto. A respiração de Grace torna-se cada vez mais difícil quanto mais eu trabalho. Você não acharia que isso seria excitante, mas para ela é. Suas coxas se fecham e se apertam a cada cinco segundos. E lógico que naturalmente isso me excita. Depois de algum tempo eu não agüento mais e fico com a mão livre para acariciar sua parte mais privada. Ela está molhada para mim. E agora eu vou fazer ela gemer. Eu defino o meu pincel para baixo na parte das pernas lentamente - Coloque suas mãos acima da cabeça meu anjo - Eu digo, minha voz baixa e cheia de desejo. Ela me olha confusa antes que ela fale - A última vez que teve relações sexuais, você me deixou te tocar. Por que eu não posso agora - ela parece triste e eu quero tirar isso dela. Volto a pensar na última vez que foi durante o feriado de Ação de Graças. Eu fiquei mais alto do que uma pipa de modo que deve ter sido a razão pela qual eu deixei ela me tocar Vamos tentar e ver então como fica. Se for isso que você quer. As mãos dela vem de cima para baixo da cabeça e puxa pelo meu cabelo - Eu quero fazer o que você quiser que eu faça. Se você não quer que eu te toque, então eu não vou. Eu só


quero que você se divirta. E antes que você diga que você quer me satisfazer, vou contanto que você já faz. Eu tomo uma respiração profunda sentindo as emoções avassaladoras que simplesmente surgem em meu corpo - Tudo bem - Eu sussurro curvando-se para trilhar beijos ao longo de seu pescoço. Seu peito ainda está molhado da pintura por isso acaba por toda a minha camisa. Eu não me importo - Coloque as mãos sobre sua cabeça. Eu estava realmente alto da última vez, eu apenas não estou pronto para você me tocar - Eu digo quase ofegante. É assim que fico quando estou ligado. - Ok bebê - Ela sussurra, levantando os braços sobre a cabeça. Eu sorrio suavemente para ela antes de chegar até abrir o botão da minha calça jeans. Eu puxo o zíper e me liberto através da fenda em minha cueca. Eu gosto que ela me chame de bebê. É como se assim em demasiasse de bobo, mas vindo dela eu acho que eu amo. Enfio meus quadris estão entre suas pernas, espalhando suas coxas largas. Minha mão serpenteia até seu sexo e eu espalho a umidade em torno antes de pegar meu pau e empurralo para dentro dela. Seus quadris arqueiam-se tomando mais de mim para dentro dela. Eu sinto meus olhos se fecharem - Você é tão apertada - Eu rosno para fora. Grace esta ofegante, seus quadris mantendo-se com o meu empurrão - Eu não tive relações sexuais nos últimos meses - Ela deixa escapar de sua boca. Suas mãos estão entrelaçadas juntas acima de sua cabeça. Eu posso dizer que ela está se esforçando para não me tocar. O que me surpreende mais neste momento é que eu quero que ela me toque. Eu nunca quis isso antes. - Toque-me, Grace - Eu digo colocando as mãos nos quadris sentando em minhas panturrilhas. Ela sobe e começa tocando meu peito. Suas mãos vão lentamente no meu cabelo e seus lábios se conectam com os meus. Eu pensei que eu iria surtar, mas eu não o faço. É uma sensação incrível - Kayla. Quando estivermos assim, me chame de Kayla - Ela sussurra entre beijos. - Kayla ... - Eu solto um gemido, quando os seus quadris começam a se mover mais rápido contra mim. É o céu e o inferno. Eu quero que isso acabe mas nunca pare. Nunca senti tanto tesão por ela do modo como sinto agora. Eu sei que ela está com meu irmão, mas talvez, apenas talvez ela nunca esteve realmente. Talvez ela sempre foi minha. - Brinque com seu clitóris - Eu ordeno, observando-a com olhos semicerrados. Seus olhos estão cheios de luxúria e eles ficam escuros após o meu comando. Sua mão é suave no meu rosto no meu peito e envolve meu pau, enquanto eu estou empurrando para dentro dela - Ou fazer isso também - Eu gemo novamente. Eu olho para baixo para assistir, mas ela não fica me tocando enquanto seus dedos se movem para o clitóris e começam a esfregar levemente. - Você gosta disso? - Ela geme fora, enquanto a outra mão puxa meu cabelo. - Isso foda-se, Anjo - Eu começo a empurrar mais rápido sabendo que não será capaz de ficar por muito mais tempo - Goze pra mim, Kayla - Eu ordeno a esfregando meu nariz ao longo de sua mandíbula, colocando beijos ao longo de sua pele lisa. Sua passagem lisa começa a apertar em volta do meu pau e eu seguro enquanto ela vem. Eu quero explodir minha carga dentro dela, mas eu não sei se ela está a tomando pílula ou não. Quando eu sei que ela gozou, eu tiro meu pênis e bombeio espirrando minha porra em seu estômago que já está coberto de tinta colorida. - Isso foi fodidamente sexy - Eu digo a ela mordiscando seu lóbulo da orelha.


- É sempre sexy com você. Eu não acho que você sabe alguma outra maneira de ser - Ela ri levantando-se e afastando-se de mim. - Onde você está indo? - Eu faço um beicinho ficando em pé também. Ela me olha por cima do ombro e me dá um sorriso atrevido - Eu tenho que tirar isso de mim - Ela aponta para baixo em seu corpo nu, onde ela está coberta de tinta manchada - Eu pensei que você gostaria de se juntar a mim no chuveiro. Sim, eu não acho que ninguém é tão perfeita para mim como Grace é.


Capítulo 11

- Por que você tem essa coisa de ser tocado durante o sexo?- Pergunto gentilmente a Caden. Saímos do chuveiro cerca de 10 minutos atrás. Agora nós estamos deitados na cama enrolados em torno de si. Sinto-me culpada por eu estar aqui sem ter terminado com Jaden ainda. Eu me sinto como que Jaden merece saber o que esta acontecendo mas como ele está em um campo de treinamento por uma semana, eu tenho que esperar. Caden respira fundo antes de falar - Quando eu tinha onze anos, eu tinha um treinador de futebol que me molestou - Seus olhos estão bem fechados e todo o seu corpo está tenso Quando eu estou fazendo sexo traz de volta memórias ruins. Eu me apavorei com algumas garotas antes porque me tocaram enquanto estávamos fazendo isso - Ele exala alto. - Oh Caden - Eu digo puxando seu corpo grande em meus braços. Eu lhe dou um abraço tão forte quanto eu posso. É algo que eu costumava fazer para Aiden quando Daniel abusava dele. Caden vira a cabeça para mim e coloca um beijo suave na minha bochecha - Você não está surtando? - Diz ele em voz tão baixa que eu quase não o ouço. Eu balanço minha cabeça e o aperto - Acredite ou não, eu estou acostumada a ouvir esse tipo de coisa - É bom saber que agora eu que faço Caden Harper de carrapato. É quase como se tivesse tirado um peso dos ombros. Seus ombros não são mais tensos e sua respiração não é mais errático. - O que é que isso quer dizer? - Ele pergunta, com um toque de raiva em sua voz. Esfregando as mãos para cima e para baixo nos braços enquanto não repousa em torno de seu torso - Será que alguém fez alguma coisa para você? Eu me preparo para o que estou prestes a dizer-lhe. Aiden provavelmente vai querer me matar depois, mas eu não me importo. Eu não me importo em esconder nada disso de Caden. Ele me falou de seus segredos, é hora de eu deixar alguém saber do meu. A verdade é que eu estou tão cansada de esconder quem eu sou de todo mundo. Estou cansada de ser Grace. Kayla quer sair é tão ruim. E se eu estou sendo totalmente honesta, eu quero Caden se apaixone por Kayla, não por Grace. Eu puxo meus braços longe de Caden e me movo até que eu estou sentada na ponta da cama de frente para ele. Eu olho nos olhos dele o tempo todo em que eu lhe conto tudo Quando eu tinha oito anos minha mãe se divorciou do meu pai e se casou com este homem chamado Daniel. Tudo estava bem no início. Daniel foi o padrasto amoroso em público e em casa. Lentamente, ao longo de um par de meses, ele começou a mudar. Em casa de qualquer maneira. Ele nos ignorava ou começava a gritar e ficar muito irritado com a coisa mais estúpida.


- Bem, um dia as coisas ficaram realmente ruins e nunca mais mudaram para melhor. Aiden e eu estávamos jogando videogame quando Daniel entrou no quarto. Ele me deu um tapa no rosto do nada. Eu estava tão chocada, eu só olhei para ele com a boca entreaberta. Foi quando ele pegou Aiden pela gola da camisa e o arrastou para fora da sala. Quando recuperei a minha inteligência eu o segui. Daniel tinha levado Aiden para seu quarto e trancou a porta - Eu começo a ficar emocionada neste momento. Caden me puxa para seus braços. Oferecendo-me conforto - Leve o tempo que precisar, Kayla - Ele sussurra baixinho no meu ouvido. As palavras que eu preciso ouvir. Depois de alguns minutos, eu sou capaz de falar novamente - Eu podia ouvir Aiden gritando e chorando do quarto dele. Eu pensei que Daniel fosse mata-lo. Eu nem sabia o que fazer. Eu bati e bati na porta. Eu não me lembro quanto tempo ele estava lá, mas parecia uma eternidade - Eu engulo em seco antes de continuar. A próxima parte é a pior Quando ele finalmente saiu, ele ameaçou matar nos dois se um de nós falarmos sobre isso com alguém. Mas nós nunca dissemos a ninguém. O que eu encontrei na sala vai me assombrar para sempre - Lágrimas deslizavam livremente para baixo dos meus olhos. As memórias batem em cima de mim, tornando-se difícil respirar - Eu nunca vou esquecer a visão de Aiden daquele jeito. Ele é meu irmão mais velho, e ele era muito forte. Era difícil vê-lo tão fraco. Caden limpa a garganta atrás de mim - O que aconteceu com seu irmão? - Ele questiona suavemente. Eu sorrio através das minhas lágrimas - Ele é a razão de eu estar aqui agora. Ele é dois nos mais velho, do que eu. Na verdade, você o conheceu - Eu dou uma risada baixinha, porque eu posso imaginar o olhar em seu rosto agora - Ele era o cara gay que você viu comigo aquele dia, o David. - Eu pensei nisso vocês pareciam iguais - Ele me aperta uma vez - De qualquer maneira continue em frente. - Isso continuou por anos. Eu gostaria de poder ser maior, mais forte, eu não sei. Eu só desejava poder ter feito alguma coisa. Eu sinto como se eu deixei que isso acontecesse. Eu sou sua irmã, eu deveria tê-lo protegido melhor. Caden me pega em seus braços até que eu possa ver seus olhos azuis surpreendentes Não se culpe pelas ações dos outros. Você era uma garotinha, você não poderia ter feito muito mais do que fez. Além de contar para outros adultos - Ele olha profundamente nos meus olhos enquanto fala e eu me sinto perdida neles. Eu balanço minha cabeça antes de eu explicar - Daniel é um senador. Minha mãe sabia o que estava acontecendo e ela não fez nada sobre isso. Ninguém teria acreditado em qualquer um de nós. Ele é um grande defensor contra os direitos gays. Não que isso importe agora, estamos livres dele. Finalmente livres. Caden coloca suas mãos em minhas bochechas e coloca um beijo no meu nariz - Como você escapou? - Ele me encosta de volta contra seu peito. Arrepios disparam através de meu corpo, mesmo que eu o tive há vinte minutos. Eu ignoro os sentimentos em meu corpo e termino minha história - Aiden é dois anos mais velho do que eu então ele havia sido posto para fora de casa por um ano. Quando ele falou que ele era gay, Daniel teve um ataque de merda. Aiden decidiu que era hora de sair. Vínhamos planejando fugir por um longo tempo, mas não antes de eu completar dezoito anos - Eu sinto os braços de Caden apertar em torno de mim. Talvez eu não devesse ter mentido sobre a minha idade - Na noite em que saímos, Daniel manteve um tonto


esperando por nós na casa. Aiden o espancou e foi quando nós mudamos nossas aparências. Aiden tinha tudo planejado e até agora não fomos descobertos. Caden me afasta para longe e levanta-se da cama. Ele começa a andar e eu vejo crescer um nervoso. Eu realmente não deveria ter mentido sobre a minha idade. Isso é algo que você deve compartilhar com alguém que você dorme. Mesmo que eles não sabem nada sobre você, sua idade é importante - Então você está me dizendo que você não tem dezenove anos - ele brilha mais para mim e eu mordo meu lábio. Eu balanço minha cabeça - Tenho dezessete anos. Eu não vou completar dezoito anos até julho. - O seu padrasto realmente é perigoso - ele pára de andar. Seus olhos exigem uma resposta. - Sim, ele é. Ele é feito de dinheiro, dinheiro velho. Parece que há um suprimento interminável dele. Ele pagou os tribunais para que meu pai não possa ficar com a nossa custódia. Então, ele fez, com que meu pai não podia nem nos ver. Eu vi as pessoas indo a nossa casa para uma reunião e no dia seguinte eles estavam o jogando para fora do Hudson - Eu tremo. Isso não era uma coisa agradável de se ver. - Sua mãe e ele não o denunciaram. Isso teria saído em todos os noticiários, se um senador tivesse dois filhos desaparecidos. Aquilo me confundiu muito - Eu pensei que ele iria nos denunciar. É por isso que nós mudamos nossas aparências. Tornei-me Grace e Aiden se tornou David - Eu fui para o final da cama e me sentei em estilo indiano, as folhas em volta de mim - Aiden escolheu ficar aqui porque ele estava em algum lugar que não iria descobrir. Eu sou uma pura garota da cidade e ele também. Arkansas é bem diferente de Nova Iorque. Mal sabia eu que o meu pai estava aqui. Estou surpreso que Daniel não apareceu aqui sabendo que meu pai estivesse aqui. Eu acho que ele pensa que Aiden é completamente estúpido para descobrir onde o pai vive. Caden começa a andar novamente. Eu me distraio a partir da conversa com sua bunda. Ele realmente deveria colocar algumas roupas ou ele está prestes a ser atacado. Por mim - É por isso que você se afastou de mim? Você disse algo sobre você não poder ter um futuro comigo, porque eu não tenho um futuro seguro. Eu balanço minha cabeça novamente - Aiden diz que eu sou louca por um bad boy como branco no arroz. Acontece que você é o maior bad boy nesta escola. Ninguém iria olhar para mim com o seu irmão. Ele é um doce, amoroso alguém que eu nunca iria me interessar - Eu mordo meu lábio novamente. Esta é uma característica da Kayla, e não uma carência dela - Certo, então talvez o que eu disse que tinha algo a ver com isso também. Aiden disse que eu precisava encontrar alguém que eu pudesse construir um futuro e ficar com ele. Seu irmão também se encaixa nesse projeto. Ele está indo para algum lugar, e eu ia atrás dele até que você entrou na minha vida. Levanto-me da cama e atravesso o quarto para parar de andar. A folha caiu no chão quando me levantei. Caden tem a minha figura nua, com olhos famintos. Nós realmente devemos aprender a usar roupas em torno de si - Eu não queria você como eu quero agora. Eu não sei sobre você, mas eu não consigo ficar longe. Essa merda toda me assusta. Eu não sabia o que fazer com ele. E eu pensei que você me viu como um brinquedo, um brinquedo. Algo que você pode brincar por um tempo e depois me jogar fora - Minha mão chega até o seu rosto. Eu pressiono meu corpo levemente contra ele e sinto sua ereção contra meu estômago - Então eu entrei naquela galeria hoje, e eu sabia que eu era mais do que um


brinquedo para você. Ninguém iria me pintar do jeito que você fez se não tiver sentimentos que poderia durar. Eles eram tão bonitos e tudo o que eu podia fazer seria correr para você. As mãos de Caden caem para os meus quadris e ele me puxa apertado contra ele. Ele pulsa no meu estômago e meus dedos enrolam - Anjo, não se engane, o momento em que pus os olhos em você, eu sabia que você era minha. Isso me deixa louco para vê-la com o meu irmão. Isso me deixa louco de não estar com você. Eu quero você o tempo todo. Eu quero saber tudo sobre você. Sinto-me apaixonar por você, e eu nunca senti isso antes. UAU. - Você tem certeza disso? - Eu pergunto, além de ter esperança de que ele não está brincando comigo. Ele ri baixando o rosto até que seus lábios quase se tocam no meu - Sim, Kayla. Eu quero dizer isso. Apaixone-se por mim? - Ele sussurra o último contra meus lábios, me fazendo tremer. - Sim - Eu sussurro de volta a beijá-lo com tudo em mim. Eu não sei o que o futuro nos reserva o que é realmente assustador. Qualquer coisa pode dar errado ou certo. Se Daniel me encontra, eu com certeza estarei morta. E eu estou dizendo isso porque aqui neste momento, nos braços de Caden, nada dessa merda me importa mais. Esta casa pode ficar em chamas, e eu não me importo. Este é o momento em que você salta sobre a borda com alguém. Aquele momento em que você se apaixona.

A primeira coisa que eu vejo quando eu abro meus olhos são os olhos castanhos de Kayla. Eu parei de chamá-la de Grace depois da noite em que ela me contou tudo. Ela não tem mais nada da Grace, ela já era. Ela é Kayla agora e eu estou tão feliz que ela me contou tudo. Com o passado fora do caminho, temos que lidar com Jaden agora. Ele vai sair da concentração e ir para o campo de futebol hoje à noite e eu estou temendo isso. Nós ficamos no seu quarto do dormitório. Quando Teagan saiu já era muito tarde para Kayla encontrar uma nova companheira de quarto, então ela ficou no quarto sozinha. O que é bom pra mim. Nós não temos que nos preocupar se alguém que anda por aqui descobrir o que anda acontecendo entre nós. Agora, com a saída dele é mais difícil esconder, mas conseguimos fugir dele. - O que você está olhando? - Eu sorrio em seu pescoço levando o cheiro de sua lavando de rosas do corpo. Sua pele macia atende meus lábios provocando um gemido que sai entre os seus lábios incríveis. - Você - Ela responde as mãos segurando no meu cabelo. É tão incrível que eu possa deixá-la me tocar enquanto fazemos sexo. Eu nunca tive isso antes e isso faz com que o que temos neste momento fique ainda mais especial.


Seu celular começa a tocar logo em seguida e deixa escapar um gemido. Acho que estou preso com a minha cara de pau amanhã - Oi Jaden - Ela diz para o receptor depois de chegar em cima de mim e de atender. Eu fico tenso debaixo dela. Ela olha para mim com o questionamento nos olhos. Encolho os ombros. Tecnicamente, ele ainda é o namorado dela desde que ela se recusou a romper com ele por telefone. Eu odeio vela responde cada vez que ele chama - Sim, eu preciso falar com você. Posso ir ao seu apartamento - ela diz a ele, enquanto sua mão se move preguiçosamente sobre o meu estômago - Certo, eu vou estar lá - Ela desliga o telefone e depois que se vira para mim. - Eu só fico com ciúmes quando você responde às suas chamadas. É uma coisa cara para se pagar, Anjo - Eu beijo seu ombro e mova-a delicadamente de cima de mim - Vamos conseguir resolver tudo isso. Eu quero sair em público com você. Eu quero dizer a minha mãe sobre você - Eu lhe dou um grande sorriso quando a boca se escancara em estado de choque. Ela limpa a garganta antes de sair da cama. Ela está nua, que é como eu a fiz dormir comigo. Fácil acesso a tudo isso - Nós realmente devemos resolver tudo. Ele tem aula em uma hora - Ela coloca um beijo em meus lábios antes de caminhar até seu armário. Vinte minutos mais tarde, estamos subindo as escadas para o apartamento do meu irmão. Eu não vi ou falei com ele nas últimas semanas. Eu não acho que a forma como ele tratou Declan estava certo e eu não quero me meter nisso, até que ele se desculpe. Não que isso importe agora. Ele está prestes a me odiar de qualquer maneira. Kayla bate na porta, com as mãos tremendo levemente. Esperamos um pouco o que parece ser uma eternidade, antes que ele atende a porta. Jaden não está vestindo uma camisa e ele esta transpirando e esta vestindo apenas um shorts. A raiva vem dele em ondas de nos ver de mãos dadas - Por que não estou surpreso? - Ele murmura abrindo a porta para nos deixar entrar. Kayla solta minha mão antes de correr para dentro. Sim, toda essa historia e ainda ficar segurando a sua mão era um pouco demais. Não que eu me importe. Kayla é minha e eu estou aqui para reclamar o que é meu na frente de Jaden. Ele não está parecendo querer tirar satisfação sobre isso. Não mais. Estou cansado de ser o irmão inútil. Aquele que acha que ninguém vai fazer nada. O que para meu pai não é uma satisfação . - Olha Jaden, eu sei que você queria que nós ficássemos juntos, mas eu sinto muito. Eu apenas não posso mais ficar com você. Não quando meu coração pertence a Caden. E o seu coração pertence a Ava. Eu sei que ela não se lembra de você, eu sei que ela provavelmente nunca se lembrará, mas você precisa parar de fugir dessa situação através de mim. Eu não sou boa para você de qualquer maneira. Eu não sou a pessoa que você pensa que eu sou Ela fica cerca de um metro de distância dele, torcendo as mãos na frente de seu corpo. O rosto de Jaden fica mais irritado a cada segundo. Eu não sei com o que ele está tão chateado. Oh não, eu tenho idéia . Eu vou roubar seu brinquedo, assim como eu fiz quando éramos crianças. Todo mundo acha que Jaden é bem-humorado, calmo e sereno. Enquanto ele é todas essas coisas, ele também é mimado. Ele não podia ficar para eu pudesse tocar em alguma coisa dele. Eu pensei que ele tivesse crescido com isso, mas agora não parece ser o caso - Caden que porra é essa? Você deveria ser meu irmão! - Seus olhos azuis escuros encontram os meus e eu não estou prestando atenção. Seu punho sai e bate no meu estômago.


Deixei escapar um jorro de ar e agarro meu estômago. Kayla parecia estar pronta para isso. Eu percebo pelo canto do olho quando ele volta e me da um soco bem no olho esquerdo - Você não vai bater nele! - Ela grita afastando e aproximando-se de mim. - Ele é a porra do meu irmão, eu vou fazer o que eu quiser com ele! - Ele vem para mim de novo, mas desta vez eu estou pronto. Eu esquivo ao redor dele e fico fora do meu pé empurrando-o para o chão. Ele cai duro e eu sinto uma pontada de culpa. Eu nunca quis lutar com meu irmão gêmeo por causa de uma menina, sobre acima de qualquer coisa realmente. É apenas parte da vida neste momento. Eu realmente nem sei mais quem Jaden é. Desde que Ava sofreu aquele acidente, ele se fechou para todos. Parece que eu sou o único que percebeu. - Jaden se acalma. Vamos falar sobre isso, como adultos que nossos pais querem que sejamos - Eu digo, descendo para ajudá-lo a se levantar do chão. Surpreendentemente, ele pega a minha mão e puxa-se para cima. Ele solto rapidamente e olha para mim - Sente-se. Para falar sobre isso, você não tem que usar o punho para resolver isso ganhar o seu ponto e sair daqui - Eu digo a ele me sentando no sofá. Jaden estatela sua bunda na cadeira à minha frente. Kayla se senta ao meu lado e coloca sua pequena mão no meu joelho. Jaden encara o toque, mas o ignora. Ele vai fazer isso o tempo todo que sentar aqui e conversar - Não tive a intenção de te machucar. Não queria ter esse sentimento um pelo outro. Eu posso prometer-lhe isso. Nós lutamos com unhas e dentes, mas no final é demais a gente continuar lutando. Grace e eu pertencemos um ao outro - Eu digo a ele. Kayla aperta meu joelho quando eu a chamo de Grace. Ela não gosta mais disso, então eu não a chamo assim. Jaden aperta o queixo e muda seus olhos entre nós. Seus olhos estão calculando e eu não gosto disso. Ele está prestes a lançar uma bomba sobre nós. E eu sei que os resultados não vão ser bons - Engraçado você chamá-la de Grace, eu tenho certeza que o nome dela é Kayla. Ou pelo menos é o que Aiden me contou - Jaden da um sorriso em nossa cara nos deixando chocados - Sim, eu saio muito com seu irmão. Ele ficou bêbado uma noite e me disse tudo. - Eu vou matar ele - Kayla murmura além de mim. Eu coloco minha mão sobre a dela e aperto - Por que você nunca me disse nada? Jaden encolhe os ombros - Nunca teve o momento certo. Pensei que fosse sobre este imbecil - Ele diz acenando em minha direção - Eu pensei que se você realmente quisesse me dizer, então você faria. Eu comecei a ter sentimentos verdadeiros para você. Eu não queria empurrá-lo. Eu reviro os olhos - No que você estava pensando que iria usar isso como algo de ruim para nós separar quando você descobrisse sobre nós - Como eu venho dizendo, eu sei quem é o meu irmão. Ele nem sabia sobre nós ou ele suspeitava. Jaden me olha - Eu não vou usar isso para destruir o seu relacionamento idiota. Eu disse que tinha sentimentos reais pela Grace, eu não faria nada para machucá-la - Ele muda seu olhar sobre a Kayla e descarta o brilho - Eu não estou dizendo que eu estou apaixonado por você ou qualquer coisa. Eu duvido que eu poderia amar alguém do jeito que eu amo Ava. Você é apenas a primeira garota que eu consegui ficar perto. Você não rio e nem ri de tudo o que digo. Você não olha para mim com cifrões ou fama em seus olhos. Foi refrescante. - Bem, então me desculpe, estamos fazendo isso para você. Eu simplesmente não consigo fingir. Eu quero estar com Caden. Eu tenho sentimentos reais para você, mas eles não poderiam ser comparados pelo o que eu sinto por Caden - diz ela baixinho olhando para


mim. Seus olhos parecem um pouco molhados. Se ela começar a chorar, eu vou bater no Jaden. Jaden suspira antes de esfregar a mão sobre o rosto - Eu estava esperando que você fosse fazer isso e procura-lo pelas minhas costas. Pelo menos, eu poderia dizer que eu não sabia e as pessoas sentiriam simpatia por mim. Eu o encaro e vejo o seu pensamento estúpido - Sim, e nos fazer parecer idiotas. Jaden seja realista. Você sabe que nenhum de nós é assim. - Bem vá pro inferno Caden! Você dormiu com ela no feriado de Ação de Graças, e nem um de vocês me disse nada. Eu ouvi você falando um monte de merda. - Então por que você não disse nada? - Kayla pede aproximando-se mais na direção de Jaden. Eu coloco minha mão em seu cotovelo e a puxo de volta para o meu peito. - Porque eu ouvi você colocando ele para baixo. Achei que você estava tentando tirá-lo da sua cabeça. Eu não sabia, só mais tarde, percebi que você não poderia tirar ele da sua cabeça - Ele senta-se na cadeira e fecha os olhos - Eu fui para a galeria onde Caden coloca as pinturas algumas vezes. Caden saiu e eu o perdi de vista . Quando eu vi aquelas pinturas de você, Grace, eu soube ali mesmo. Caden nunca iria acabar com você. - Como diabos você sabe mesmo quem foi que eu pintei? - Eu questiono. Jaden abre os olhos - Posso não ter tido relações sexuais com a Grace, mas eu sei como que ela se parece nua. Tivemos alguns momentos muito quentes e pesados antes - Ele sorri. Eu sinto Kayla ficar tensa contra mim e eu nem sequer penso quando eu me levanto Desculpe-me - eu rosnar para ela. - Eu disse que nunca tive relações sexuais... Eu só deixei de fora à parte onde tivemos momentos interessantes algumas vezes - Suas bochechas coram e eu sei bem ali. Jaden está prestes a morrer. - Você sabia que eu a queria, você sabia que eu não podia deixá-la ir. Mas você ainda tentou tira-la de mim. Eu não acredito nisso Jaden. Nós devemos ser irmãos. Você não deveria ir atrás dela. Nós deveríamos tela deixado sozinha - Eu o empurro de volta quando ele se levanta de sua cadeira e fica na minha frente. - Como se você fosse realmente ficar longe dela? Qual é a sensação? Hmm? Por tê-la tirado de você? Aposto que essa porra de mágoa não fez você fazer isso - ele grita vindo para mim de novo. Toda a raiva deixa meu corpo - Eu não tirei Ava de você. Eu não tinha nada a ver com isso. Por que tirá-la de mim? Por que colocar uma menina inocente nisto? Isso é doentio Jaden - Eu sussurro. Tudo faz sentido agora. Tudo o que Jaden queria era alguém para vê-lo sofrendo. Esta foi à maneira errada de falar sobre ele. Eu ando até ele e coloco meu rosto bem de frente com ele - Kayla é minha. Você Fique longe dela. Eu vou te matar se você tocá-la novamente. Eu só poço pedir desculpas Ava, mas isso não é problema meu. Se você quiser falar sobre isso, então você deve falar. Porra você manteve para segredo sobre isso e agora olha o que você fez - O veneno na minha voz está pingando. Jaden se encolhe e eu ouço Kayla suspirar. - Eu estou de saco cheio com ambos. Eu não sou uma porra de posse você pode lutar. Eu sou uma pessoa do caralho, e eu não mereço ser jogada dessa maneira. Você tanto pode ir para a puta que pariu - Nós dois voltamos para vê-la levantar-se do sofá. Ela vai em direção da porta da frente e a bate fechando ao sair. Eu começo a ir atrás dela quando Jaden agarra meu braço - Não faça isso. Ela precisa se acalmar primeiro. Sim, mas ela nunca vai se acalmar?


Capítulo 12

Estou tão chateada que eu não posso nem ver direito. Eu não posso acreditar que Aiden disse tudo para Jaden. Quero dizer que como ele pode? Eu me senti mal por dizer tudo a Caden, mas ele realmente tem que ficar bêbado e dizer pro Jaden? Pelo menos eu sei que Caden não contaria a ninguém. Jaden na maioria das vezes é um bom rapaz, mas se você irritá-lo da maneira certa, ele pode se transformar . Se eu soubesse que sabia sobre o meu passado, eu não teria trazido Caden para terminar com ele hoje. E o que diabos era aquilo um concurso para ver quem marcava o território primeiro? Eu não sou um objeto que qualquer um deles possui. Eu sou uma pessoa em pânico e tenho direitos também. Apenas quando eu pensei que Caden poderia ser o único, ele vai e me trata assim. Eu não posso deixar que me tratem dessa maneira. É estúpido. Eu faço o meu caminho para o apartamento do meu irmão. Felizmente ele mora bem aqui perto de Jaden. É melhor ele estar aqui. Eu não me sinto bem para ficar procurando por ele .Além do que estou tão chateada, provavelmente vou chutado feito um lixo no segundo que ele abrir a porta. Quando eu chego à sua porta, eu bato tão alto quanto possível. E em questão de minutos antes que ele atende a porta. Quando ele abre eu posso ver isso na cara dele que ele sabe que eu sei - Que porra é essa? - Eu grito com ele empurrando-o para dentro do apartamento e batendo a porta. Ele esfrega a mão pelo rosto e faz seu caminho até seu sofá - Sinto muito. Eu acabo falando de mais quando estou bêbado e ele ficou fazendo perguntas sobre você. No momento em que me sentia bem para tirá-lo do meu peito. Agora eu sei o que é um grande erro que eu fiz. Eu sinto que minha raiva acaba como eu vejo a culpa e a preocupação em seu rosto. Eu suspiro quando me sento ao lado dele no sofá - Certo. Vamos apenas terminar o semestre e podemos seguir em frente. Eu estou mesmo de saco cheio deste lugar de qualquer maneira. Aiden olha chocado por um segundo antes de falar - E Caden? Eu sei que você o ama. Eu olho para a mesa de café antes de eu responder - Eu não o amo. Eu tenho fortes sentimentos por ele, mas não é amor. Pelo menos ainda não. E isso nunca vai ser - Deiteime até a minha cabeça bate no encosto do sofá - Ele me provou mais uma vez que ele não vale a pena. Você sabe que eu o levei para nós conversarmos juntos com Jaden quando fui terminar tudo com ele pessoalmente. Eles tiveram uma grande briga sobre isso. Caden continuou falando sobre mim como se eu fosse uma possessão ou algo assim. Como se por ele estar me fodendo tivesse o direito de me possuir. Ninguém me possui porra - Eu resmungo batendo minhas mãos em minhas coxas.


Aiden ri ao meu lado antes dele pegar as minhas mãos nas dele - Eu não acho que ele realmente a vê como uma possessão. Eu acho que ele quer que seu irmão entenda que os sentimentos dele são sérios sobre você. Eu sei que você pensou que Jaden iria desistir facilmente de você, porque ele estava com você como uma maneira para esquecer o que lhe aconteceu. Agora, isso não é verdade. Ele realmente tem sentimentos por você. Você feriu seus sentimentos quando você foi atrás do irmão dele pelas costas e dormiu com ele. Concordo com a cabeça - Eu sei que você está certo sobre Jaden, pelo menos. Caden por outro lado tinha tudo para ser um homem das cavernas e eu não quero que a porra de um homem das cavernas. Eu quero um cara bom, que me trata com respeito e não como ele esta agindo como se fosse dono de mim. Parei de querer bad boys depois do Justin. Eu não sei o que está errado comigo agora. - Você quer Caden porque algo dentro dele faz surgir alguma coisa diferente em você. Querida, você pode lutar contra isso tudo o quanto que você quiser, mas não há nada que você possa fazer para corrigir isso. Nossas almas e corpos querem o que querem. O seu quer Caden - Ele olha para mim difícil depois que me faz estremecer - Você continua lutando com ele porque sabe que um dia você vai ter que correr, e ele não poderá vir até você. Você está tentando salvar a si mesma e a ele da dor. Eu te conheço irmãzinha. Eu sei o que te faz se agarrar e porque você faz essas coisas. Você vai ter que aprender que a vida é dor e sofrimento. E a nossa é assim de qualquer maneira. Eu suspiro e me sento no sofá olhando para Aiden. Meu irmão mais velho e perfeito. A única pessoa que estava lá para mim toda a minha vida. Eu sei que eu deveria ouvi-lo. Eu sei que eu deveria ouvir meu coração, mas minha cabeça está assumindo o controle. Se eu ficar com Caden eu vou acabar machucando ele . Eu vou acabar me machucando. É simples assim. Eu tenho que parar com isso com ele e seguir em frente. Eu não preciso ficar com Jaden também. Eu preciso todos os Harper e ficar sozinha. Eu sei o que tenho que fazer. Eu pegar minha bolsa, e saí pela porta da frente. Eu procuro pelo meu celular, que está no fundo da bolsa. Antes que eu desista de marcar um encontro com Caden. Ele atende no terceiro toque - Sinto muito Kayla. Eu não quis dizer nem parecer como uma porra de homem das cavernas. Eu tomo uma respiração profunda antes de eu colocar o nosso relacionamento condenado a dormir - Eu não acho que devemos nos ver mais, Caden. Desculpe-me se eu o levei a isso, mas eu simplesmente não posso ficar com você. O silêncio está dizendo em sua extremidade do telefone - Olha, eu sei que você provavelmente vai ficar louco, mas isso realmente é o melhor a se fazer. No final, iríamos apenas machucar um ao outro. Isso poupa-nos de todo o drama e outras coisas. - Kayla. Você pode correr e se esconder. Você pode fazer qualquer merda que quiser, mas eu vou estar sempre aqui esperando por você. Eu sempre vou querer você. Nada que você faça ou diga pode mudar isso. Se você precisar que eu seja mais convincente, então vou mostrar-lhe isso. Vou fazer muito mais se é isso que você precisa. Eu não vou deixar você ir tão facilmente. Eu sei que você pensou que eu iria, mas você não é uma aventura para mim. Você é a coisa realmente maldita que eu quero e eu vou lutar para mantê-la. Eu sei que reagiu mal de volta ao apartamento, mas não posso ficar com o meu irmão a pensar que ele é melhor do que todos os outros. Eu não posso ficar ao lado dele pensando que ele tinha seu coração em tudo, porque eu sei. Eu sei que seu coração me pertence. Eu desligo o telefone antes que ele pudesse dizer. Eu não posso ouvir essas promessas. Eu não posso ouvi-lo dizer que o meu coração pertence a ele porque isso iria tornar


realidade. Eu não quero que ele tenha o meu coração. Eu estive sob o poder de um homem mais do que o suficiente na minha vida e eu não posso estar em outro. Mesmo se as situações são diferentes. - Eu preciso te contar uma coisa - Aiden diz suavemente atrás de mim. Minhas mãos crescem suando e minha respiração fica irregular. Se ele me falar que Daniel está perto de nos encontrar, então eu vou desmaiar - O quê? - Eu sussurro. Aiden limpa a garganta olhando para longe de mim - Eu não sei como ele fez isso, mas Justin está perto de nos encontrar. Eu verifiquei o meu e-mail antigo, por vezes, e ontem encontrei um dele. Ele foi curto. Apenas um endereço e uma hora. Olhei para o lugar e é umas duas horas de distância daqui. Eu não sei como ele chegou tão perto, mas se Daniel segui-lo, então estamos presos. - Fui eu - Eu digo. Os olhos de Aiden ficam estatelados e ele se desloca em torno do sofá - Eu liguei para ele há alguns meses atrás. Eu usei um telefone descartável, mas eu acho que ele rastreou o número. Eu nunca pensei que ele viria aqui para nos encontrar - Isso é ruim e eu quero dizer MUITO RUIM. Eu sei que Daniel, iria seguir Justin ate aqui. Ele sabe onde nosso pai vive e que ele iria acompanhar tudo de perto. - Você é foda Kayla! Por que diabos você fez isso? - Aiden rosna para mim. Há apenas algumas vezes na minha vida Aiden ficou com raiva de mim. Eu odeio quando ele fica bravo e ainda mais quando ele está com raiva de mim. - Eu estava sentindo falta dele. Ele era o meu normal, sabe? A única coisa na minha vida que era meu. Desde que vim para cá, me senti fora de lugar e outras coisas. Eu só queria ouvir a sua voz e deixá-lo saber que estava tudo bem - Justin está prestes a arruinar tudo. - Porra é melhor corrigir isso - Aiden diz levantando do sofá e caminhando até seu quarto. Ele não bate a porta, o que significa que ele esta super chateado.

Eu faço o meu caminho através do buraco na parede da lanchonete no meio do nada. Eu não vejo Justin, mas eu não pretendo ficar até que ele chegue. Tenho a certeza que não havia ninguém do lado de fora observando o prédio antes de entrar. Eu escrevi um bilhete para Justin antes de sair do meu carro. O e-mail que ele enviou para Aiden disse que o encontro seria em um canto mais distante. Eu coloco o bilhete dobrado no meio do sal e dos guardanapos. Respirando fundo para acalmar meus nervos eu saio do prédio o mais rápido possível. Eu vou direto para o meu carro e me sento e fico esperando. Minhas janelas são escuras para que ninguém possa ver o interior. Eu pretendo ficar aqui até que Justin apareça aqui e também bem depois que ele se for. Eu quero vê-lo e eu sei que ele ficaria desconfiado se um carro aparentemente vazio só iria desconfiar e sair do estacionamento. São 06:45hs e Justin disse que estaria aqui às 7:00hs. Então eu sento e espero. Acontece que eu não tenho que esperar por muito tempo. Um Mustang preto entra no estacionamento e uma cabeça loira familiarizada espreitando ao longo dos outros carros. Ele é tão bonito, às vezes dói. Seu cabelo pende para o queixo. Eu não posso ver seus olhos de tão longe, mas


lembro-me sua bela cor verde. Seu corpo ainda está construído e eu sei que ele provavelmente ainda trabalha fora várias vezes por semana. Seu rosto ainda é o mesmo também. Todos os pontos e sombras afiadas. Aqueles lábios carnudos que pode sorrir para você e fazer você molhar sua calcinha. Em seguida, a comparação acontece. Seu cabelo não é a cor certa. Seu olho não é azul claro. Seu rosto não lindo de morrer como o de Caden. Seu corpo é menor e menos musculoso do que do Caden. Caramba eu preciso parar com essa merda. Um carro SUV entra logo depois de Justin na lanchonete. Ele da uma volta e para perto da entrada para o estacionamento. Eu sei que, depois, com os solavancos frios cobrindo minha pele que é Daniel que está naquele carro. Ele espera me ver sair do meu carro e entrar na lanchonete. Será que ele realmente acha que eu vou fazer isso? Aiden e eu somos mais espertos do que isso. Eu assisto Justin tomar o seu lugar na mesa onde eu deixei o bilhete. A garçonete vem e vejo como ele acena sem pedir nada. Ele leva cinco minutos antes de ele encontrar o bilhete. Ele lê rapidamente antes de esmagá-la em sua mão. Vejo olhar em torno da lanchonete e, em seguida, no estacionamento. Seus olhos param no SUV e se estreitam. Ele rapidamente se vira e desliza algum dinheiro sobre a mesa. Depois que ele se levanta para sair eu penso sobre o que eu escrevi no bilhete.

Justin,

Você cometeu um erro vir aqui. Você precisa ir para casa e fingir que nunca me conheceu. Sinto muito que você se meteu nessa, mas é tarde demais para parar com tudo isso. Eu vou embora e você precisa compreender e aceitar esse fato. Me desculpe se isso dói, mas é a verdade. Nós não podemos ficar juntos. Daniel é muito perigoso. Ele está te observando agora. Perdoe-me por favor por envolver você em tudo isso. Eu sempre vou te amar.

Kayla

Eu vejo como ele sai do restaurante e entra em seu Mustang. Ele rapidamente sai da vaga e o SUV o segue. Foi quando eu faço a minha fuga.


Eu bato na cabeça de Declan chamando a sua atenção - O quê? - Ele fala. Ele está tirando todos do sério, até mesmo Marcus, quem ele nunca bateu em sua vida. - Eu disse o que você quer para o jantar? Eu posso pedir uma pizza, se quiser - Eu olho para ele na esperança de que ele vá dizer algo diferente do que ele diz todos os dias. Ele não faz - Eu não me importo - ele rosna. - Tudo bem, pizza então. Você tem que deixar essa merda pra lá, cara. Estou começando a me perguntar se eu preciso levá-lo a uma psiquiátrica - Eu me inclino em meus cotovelos no balcão da cozinha, esfregando uma mão pelo meu rosto. - Eu não preciso da porra de uma psiquiátrica. Eu preciso que todos me deixem em paz ele rosna. - Porra Declan como você é ingrato. Se não fosse por mim, você teria morrido de fome até agora - Eu paro quando meu telefone toca - Mas que droga!? Aló? - Eu digo depois de atender. Teagan é foda, a garota não saia da cama há quatro meses. - Oi Caden. Eu liguei para conversar - Ela diz baixinho ao telefone. Ela parece pequena e quebrada. Não que eu me importo neste momento. Dec vem agindo como um animal selvagem. Ela deveria ter sido a única a cuidar dele. - Bem, você não me liga a meses e eu realmente não acho que eu quero falar com você Declan coloca sua cabeça em cima da mesa, ouvindo-me falar com a pessoa do outro lado. Tenho certeza de que neste momento ele descobriu quem é - Como... - ela limpa a garganta como se ela não tivesse falado nos últimos meses. Que é praticamente verdade Como esta Declan? Eu sinto falta dele e de você. Quero pedir desculpas pelo que aconteceu. - Eu só vou te dizer isso uma vez e apenas uma única vez. Você Fique longe dele! Você esta me ouvindo? Você não tem idéia do que eu tive que fazer para mantê-lo vivo. Eu percebo que o que aconteceu com você foi devastador, mas você já pensou como foi para ele, também? - Eu espreito Dec e rosto está ficando verde. Ele descobriu. - Você está certo. Foi devastador, mas eu ainda gostaria de falar com ele. Eu sei o que eu fiz foi errado. Eu só quero compensar isso - Ela soluça ao telefone. - Eu não dou a mínima. Tem sido meses, meses, Teagan, e você deixou que tudo definhasse. Ele ficou uma bagunça e eu ainda estou limpando toda a merda que você deixou pra trás - Eu tremo depois de dizer o nome dela. Declan não pode escutar o nome dela. Eu olho para ele e vejo as lágrimas que caem. Foda-se. Eu decidi machucar a minha irmã. Ela deve pensar em tudo o que ela estava fazendo e em tudo o que ela estava sofrendo - Você quer saber o que ele disse na cara do Jaden antes de ir vê-la naquele quarto? - Por que você está fazendo isso? - Teagan pergunta em contestação. Eu ignoro a pergunta - Ele disse que amava você porra, e então Teagan, e depois você coloca o coração dele na merda de um liquidificador sem nenhum motivo! - Eu grito com ela e Declan recua. Tento acalmar minha respiração depois que eu dizer algumas verdades para ela.


- Por que ela quer saber sobre mim? - Ele diz mais parecendo com um sussurro. Eu vou até a mesa e me sento ao lado dele. Eu coloco minha cabeça ao lado da sua para que ele possa me ver enquanto eu falo com ela - Ela queria saber como você estava. Ela também perguntou se era uma boa idéia vir aqui falar com você. Eu disse para ela ir se foder. Bem, eu gostaria de ter falado, mas ela é minha irmã, não importa o que ela fez. Ela não gostou muito, mas eu realmente não me importo - Eu reviro os olhos e ele realmente solto um som rindo - Você acabou de rir? - Eu pergunto, perplexo. - Sim, eu acho que eu fiz - Ele tenta um sorriso, e parece tão estranho em seu rosto. - Quem poderia imaginar, só pensar de falar com ela e você já começa a ficar melhor? Eu sorrio fracamente - Você quer se encontrar com ela? - Porra, não. Eu não posso falar com ela novamente. Eu tenho que superar esse medo e seguir em frente com a minha vida. Eu sei que ela poderia ser minha alma gêmea, mas eu acho que estou melhor com uma garota normal. Aquela que limpa a sua própria merda. Aquela que não vai ficar com raiva de tudo e jogar pequenas birras quentes que me deixam ligado. Ou ser totalmente bonita, cabelos negros e sedutores olhos de esmeralda que você pode se afundar. Ou um sorriso angelical e uma voz que soam como sirenes. Acima de tudo, uma sem emoções que não vai me deixar cair uma segunda vez porque a vida ficou muito difícil para ela. - Porra, isso é meio duro, não meu amigo. Percebeu o que você está dizendo. Se eu pudesse voltar para o início do ano letivo, eu nunca teria dito duas palavras à Grace. Agora olhe para mim. Eu estou vivendo com você para que eu possa ficar longe do casal feliz que era Jaden e Grace. Estou farto disso. - E eu que pensei que você estivesse aqui pela minha personalidade vencedora - Ele sorri e eu também. No momento em que se sente quase normal. - Você quer saber de uma coisa? Por que não vamos até o bar hoje à noite ou algo assim? - Ele pergunta do nada. - Você quer ir a um bar e fazer o quê? - Eu pergunto de volta. - Eu quero ir a um bar, ficar estupidamente bêbado, ter relações sexuais com uma garota sem saber o nome dela, e acordar com a pior ressaca do mundo. E então, eu vou pegar minha vida de volta do fundo do poço - Ele olha para mim atentamente, então eu sei que ele não está brincando. - Sair, ficar bêbado e ter relações sexuais com garotas aleatórias não vai ajudá-lo a acabar com ela, Dec - eu suspiro. - Tem que tentar, porque eu já fiz de tudo. E de nada adiantou. Eu não estou dizendo que eu quero me tornar um alcoólatra ou qualquer coisa do tipo, mas apenas uma noite em que eu não tenha que pensar sobre ela é algo que eu preciso mais do que qualquer coisa - Ele me diz enquanto olha para o espaço. - Eu sei que sim, amigo, mas você vai ter que superar um dia de cada vez. Vamos trazer diversão de volta para sua vida lentamente. Eu não quero que você tenha uma overdose de diversão - Eu respondo estudando o perfil dele. O pobre rapaz perdeu quantidades maciças de peso e seu cabelo cresceu até o queixo. Eu nunca vi Declan sem seu cabelo impecável . Teagan causou um belo estrago nele. - Ha! Essa é a coisa mais engraçada que você já disse. Eu não tenho vivido nos últimos meses. Tudo o que eu tenho feito é ir para a aula e fazer o meu trabalho escolar. Então eu como e durmo. Que tipo de vida é essa? - Ele olha para mim. Ele está certo. Quando foi a última vez que eu vivi ? Quando foi a última vez que fiz algo divertido a não ser pensar sobre Kayla? Um tempo de merda há muito tempo.


- Não é. Ok, você está certo. Vamos para o bar, então - Levanto-me da mesa e ergo a cabeça.

Então, eu estou aqui sentado bêbado em uma boate de stiptease, e o que eu faço? Ligue para Kayla. Eu poderia ter dito a Declan que eu queria esquecê-la, mas todos nós sabemos que não é verdade. Quem iria querer esquecer uma coisa tão bonita? O que eu tenho com ela é tão real quanto qualquer coisa que eu já tive na minha vida. Eu deveria lutar mais por ela. Devo fazer alguma coisa porra. - Caden, o que você quer? - Ela pergunta em torno de um acesso de raiva. - Eu sinto tanto sua falta, Anjo. Eu quero ver seu rosto perfeito. Eu quero sentir você contra mim novamente. Deus, eu só quero você aqui comigo - Eu digo para o telefone esperando que ela sinta o mesmo. - Agora não é um bom momento Caden. Eu estou ocupada - Diz ela em voz baixa. E eu enxergo tudo vermelho - Depois de tudo que tivemos como você pode jogar tudo fora? Não quero dizer nada para você? Por que está fazendo isso comigo? Por favor, explique-me porque eu não posso conviver com isso - Eu acho que peguei um pouco pesado, mas eu não tenho certeza. - Caden você está bêbado? - Eu ouço alguém, provavelmente Jaden, falar em segundo plano. Sua mão faz um barulho quando ela cobre o telefone. Em seguida, ela volta sobre a linha - Eu preciso te buscar ? Você não precisa ficar bebendo Caden. Isso vai te deixar apuros. - Dec e eu decidimos sair e se embebedar e se divertir esta noite. Algo que não temos sido capazes de fazer em meses por causa de você e Teagan - Eu digo a ela me levantando e batendo a cabeça na porta do box. - Onde você está? Nós vamos buscá-lo. Eu lhe digo o nome de bar e ela desliga o telefone. Eu faço o meu caminho para fora do banheiro e me sento na mesa com Declan. Claire se encontrou com a gente aqui e foi toda cheia para cima de Declan desde que ela chegou aqui. Vejo mais algumas imagens e eu esqueço totalmente que Kayla disse que estava vindo me pegar. Vejo Kayla primeiro e quase caio da cadeira quando vejo Teagan andar atrás dela - Que diabos vieram fazer aqui, tomar um chá? - Eu falo completamente bêbado. Eu tento me levantar, mas eu paro antes que eu caia de cara no chão - Grace, bebê, a defensora dos ITD - Eu graças aos deuses bêbados me lembro de chamá-la de Grace na frente de outras pessoas. - Sim, Caden, eu fiz isso. Vocês dois pareciam realmente bêbados ao telefone para que viéssemos buscar vocês para levar para casa, assim você não vai machucar a si mesmo Kayla diz para mim, suavemente. - Está bem - eu respondo, pegando sua mão. Eu é claro, perco o equilíbrio e quase caio da cadeira novamente, mas Kayla me pega.


- Uou, não vá cair, garotão. Você pode caminhar até o carro? Eu vou levar você de volta para a casa de Declan e Teagan irá conduzir a caminhonete de Declan e leva-lo - Ela me dá um tapinha nas costas. - Ele não tem nem a metade que ela aquela caminhonete - Eu fico olhando para seu lindo rosto e ouço Teagan abafar uma risada. - Ok, vamos deixá-los descobrir isso por conta própria, ok? Vamos apenas levá-lo para casa - Ela esfrega o topo da minha cabeça e eu a acaricio como um gato. Depois Teagan ajuda a ficar de pé, ela assiste eu ir para fora do bar tropeçando em meus próprios pés. Bm é um alivio que eu digo. Kayla me ajuda a entrar no carro já que eu não posso me ajudar, mas dá para ter uma idéia de seu traseiro enquanto ela se afasta da porta. Ela dá um tapa na minha mão e me olha. Eu só dou um sorriso. Ela se senta do lado do motorista e sai para a estrada. Eu fico com sono no caminho e em pouco tempo os meus olhos estão fechados. Seria algo estúpido para se fazer embora. - Eu te amo, Kayla - Eu sussurro antes de apagar ao seu lado.


Capítulo 13

Minhas mãos estão suando. Meu coração está acelerado. Eu não acredito que ele disse isso. Descobri que as pessoas falam mais livremente quando estão bêbadas. O que significa que provavelmente significa que ele acabou de dizer. Eu não acredito que ele disse isso. Foda-se. Isso não deveria acontecer. Nós não deveríamos se apaixonar. Eu me sinto bipolar em torno de Caden. Eu sei que você está sentindo isso também. Um segundo eu quero estar com ele e no outro eu não sei. Eu não tenho nenhuma idéia do que fazer. Meu coração e meu corpo gritam para estar com ele, mas minha cabeça tem outras idéias. Ele me deixa louca. Eu fico fora de mim quando ele está por perto. Kayla sai quando ele está por perto. Eu tenho que ser Grace aqui. Não há maneira de contornar isso. Ainda mais quando Daniel esta tão perto de nós, não podemos correr o risco de ser a pessoa que eu era antes. A menina má de temperado punk. Eu tenho que ser feminina e bem educada. Não conseguia pensar direito enquanto ia em direção a porta da frente da casa de Declan, eu estou um pouco assustada. Eu realmente não me lembro de como chegamos até aqui. Olho para Caden e meu coração aperta. Seu cabelo loiro cai em seus olhos. O azul claro coberto por suas pálpebras fechadas. Suas belas feições estão relaxadas em seu sono embriagado. Ele tem cheiro de cerveja, o que explica a mancha molhada na sua camiseta branca. Eu não quero acordá-lo, mas eu tenho que tirá-lo do meu carro. Eu tenho que ficar longe dele. Eu respiro fundo e empurre seu ombro com a minha mão. Ele pisca lentamente até que ele percebe que ele adormeceu - Me desculpe, eu adormeci - Ele murmura esfregando uma mão pelo rosto. Eu dou de ombros - Não me importo mais com isso - Deus, eu sou uma puta. Seus olhos se arregalam - Olha Kayla, eu sei que esta puta pelo modo como agi. Estou tão acostumado com Jaden recebendo tudo o que ele quer. Eu não poderia deixar que você ficasse com ele, sabendo que você quer ficar comigo. Eu reviro os olhos. Se ele vai me chamar de cadela, então eu vou agir como uma vadia Você é tão cheio de si mesmo. Você não sabe o que eu quero. Jaden é bom para mim. Você não é. Ele se move tão rápido que eu não tenho tempo para perceber o que ele está fazendo. Sua mão direita move-se para ir para o meu cabelo. Ele a usa para me puxar para mais perto. Seus lábios me beijam com cuidado. O beijo é suave e doce e mais antes de começar. Ele se afasta e agora eu estou à esquerda piscando - Você pode sentar lá e me dizer tudo o que quiser. Você me quer e não há nada que qualquer um de nós pode fazer a respeito. É o que acontece quando você está atraído por alguém, Grace. Se você quiser jogar o que temos para longe, vá em frente. Eu estou tão cansado de correr atrás de você. Estou farto de perder


você. Eu sou seu estepe favorito - Seus olhos azuis claros ficaram mais escuros com a raiva. Suas mãos estão segurando o console central com tanta força que eu tenho medo que ele vai quebrá-lo - Não vá sentar e me dizer que você não me quer. Não minta para mim. Não minta para si mesma também. Ele rapidamente sai do carro e vai em direção para a casa. Eu inclino a cabeça para trás contra o assento. Eu fecho meus olhos e eu choro. Eu não choro com muita freqüência. Principalmente porque cada vez que eu chorei antes foi por causa do Daniel. Isso me faz pensar nele e que ele nos fez sofrer. Ninguém deveria ter que passar por isso. Eu deveria estar com quem eu quero. Eu não deveria ter que mandá-lo embora, porque eu tenho medo, se eu ficar com ele, irão me achar. Meu telefone toca me puxando para fora do meu pensamento de auto piedade. A tela pisca Jaden. Eu solto um gemido. O que diabos ele quer? Eu suspiro antes de responder - O que está acontecendo? Ele ri sobre as ondas do ar - Eu sou seu namorado por seis meses e isso é tudo que eu ganho? Eu reviro os olhos. Parece que eu estou fazendo muito isso por causa desses gêmeos Nós não estamos mais juntos. Por que você está falando isso? - Eu agarro. - Acalme-se. Eu estava esperando que você pudesse vir aqui. Eu acho que nós precisamos conversar sobre algumas coisas. - Tudo bem. Mas se você tentar me chantagear vou te dar um chute no meio de suas bolas - Eu desligo antes que ele possa responder. Eu saio da garagem do Declan. Eu me recuso a pensar em alguma coisa no caminho para o apartamento de Jaden. Eu escuto uma música retumbar até que Pink 'Try' começa a tocar eu desligo. Sim, eu não preciso saber como eu tenho que me levantar e tentar de novo. Foda-se isso. Jaden abre a porta do apartamento, quando eu bato. Seu cabelo está molhado e paira sobre sua testa. Ele não corta o cabelo já faz um tempo. Ele geralmente não deixa ficar tão longo. Ele está usando uma calça jeans de lavagem clara pendurada a baixo de seu quadril, uma camiseta azul que ele está vestindo realça a cor de seus olhos. Ele também mostra todos os músculos que ganhou nos últimos dias. - Ainda bem que você pode vir - Diz ele em voz baixa olhando para mim debaixo de seus espessos cílios. - Bem, eu não tinha mais nada para fazer - Eu respondo sorrindo um pouco. Independentemente se eu tenho fortes sentimentos por Caden, Jaden foi meu namorado oficial por seis meses. Se ele quer falar sobre o que aconteceu, então nós vamos. Se ele precisa disso para encerrar , então vou dar isso a ele também. Eu estava completamente Grace para ele. Não Kayla. É bom estar como Kayla em torno dele agora. É realmente difícil de esconder essa parte de mim. Ele ri e abre mais a porta - Entre e sente-se. Eu passo por ele, levando seu perfume caro. É bom, mas não tem nada de Caden nele. Deus, eu tenho um problema pavoroso - Eu realmente não gosto de receber ordens - Eu digo a ele mesmo que eu estou fazendo o que ele ordenou. - Eu sei. Não significa que eu não vou parar - Ele pisca e senta-se de frente pra mim. Eu reviro os olhos mais uma vez. Eu realmente preciso parar com essa merda - Bem fala logo. Tenho outros lugares para ir e pessoas para ver. Isso me rende um sorriso - Olha, eu sei que você tem sentimentos reais por Caden. Eu vejo o jeito como vocês olham um para o outro. Eu não sou cego - Ele faz uma pausa me olhando por cima - A coisa é que eu tenho sentimentos reais por você também - Ele limpa a


garganta, o que me faz pensar que ele esta desconfortável. O que significa que ele está dizendo a verdade - Tudo que eu quero é que você me dê uma chance. Vamos tentar de novo, por favor. Eu posso lhe dar muito mais do que Caden. Eu realmente quero ficar com você. Pelo tempo que passamos juntos. Porque é que esta nova vida ta complicada pra caralho. Jesus eu tenho um par de gêmeos se jogando em mim. Eu não sou tão especial, confie em mim - Por que diabos você está jogando isso em mim agora? E sobre Ava? - Pergunto cruzando as pernas. Eu não consigo parar de bater meu pé . Ele encolhe os ombros - Nada iria acontecer com Ava. Ela não quer nada comigo. Por mais difícil que é deixar o amor ir embora, tenho que fazer. Eu tenho que seguir em frente. Eu quero realmente seguir em frente com você. Não aquela merda de falsidade que tínhamos antes - Ele se levanta de sua cadeira e vem em minha direção. Ele fica de joelhos na minha frente e agarra minhas mãos. Seus olhos azuis escuros perfuraram os meus - Por favor, Grace, fique comigo. Deixe o meu irmão. Prometo que vou dar tudo o que puder e mais - Ele coloca um beijo suave na parte de trás da minha mão. - Tudo bem - Eu sussurro antes que eu possa me deter. Eu sei que é estúpido e eu sei que você está com raiva de mim, mas eu tenho que fazer alguma coisa. Eu não posso destruir o que eu tenho neste lugar. Se eu der muitos passos errados Daniel vai me encontrar. Encontrar meu irmão e depois seria enviada de volta para a minha vida antiga. É uma prisão e eu me recuso a ser mantida trancada longe assim. Eu só quero viver minha vida e se isso significa que eu tenho que escolher o menor de dois males, então eu vou. O sorriso de Jaden é contagiante. Sinto-me devolvê-lo. Ele levanta-se sobre as pernas e me beija. É suave no início e, em seguida, ele fica mais quente, mais intenso. Fico com a respiração mais difícil e sinto formigamentos começar a correr pelo meu corpo. Jaden me beija como um profissional e eu sinto meus pés enrolar quando ele me coloca de volta no sofá. Eu não vou te aborrecer com o que aconteceu, porque você não está lendo isso para saber mais sobre sexo com Jaden. Você está lendo isso para descobrir o que acontece entre Caden e eu. Bem, antes que você pense que é o fim, apenas continue lendo. Eu prometo a você que você não vai se decepcionar.

Dizer que eu tenho vergonha de mim mesmo é um eufemismo. O que eu não daria para levá-lo de volta. O que eu não daria para nunca ter feito isso. Eu me sinto mal do estômago na manhã seguinte. Eu quero rastejar até o banheiro e colocar tudo pra fora em todos os lugares. Isso não é possível embora. Jaden esta com seu braço grande sobre minha cintura e eu não consigo pensar em movê-lo. Então Aiden me poupa o trabalho. Ele começa a bater na porta logo depois que eu acordo no sofá de Jaden. Com ele, abraçado ao meu lado. Aiden não espera por uma resposta, mas faz caras e bocas quando ele vê o que eu fiz - Temos que ir agora - Ele sussurra.


Eu não me importo onde eu tenho que ir, enquanto eu conseguir sair desse sofá com a minha dignidade intacta. Esta certo eu deixei minha dignidade na pilha de roupas sujas no chão. Parece um gremilin fugiu com ele. Eu balanço minha cabeça para que ele saiba que eu estou indo. Eu nunca rastejei tão lentamente para fora e debaixo do braço de Jaden. Tenho certeza de que se alguém visse eu me contorcendo toda e em diferentes posições incômodas para sair de debaixo dele iria achar cômico . Eu sei que Aiden achou engraçado. Ele ainda está de pé, perto da porta, com a mão cobrindo a boca, enquanto ele ri. Eu lanço-lo. Jaden geme uma vez que estou no chão, mas ele não acorda. Eu rapidamente coloco minhas roupas da noite passada e estremeço. Esquece puta, eu sou uma vadia. Eu me odeio é sério agora. Como eu poderia ter feito isso? Realmente embora, Caden me diz, bêbado devo acrescentar, que ele me ama. Eu jogo esse amor em seu rosto e durmo com seu irmão gêmeo. Eu vou para o inferno. Quando eu estou completamente vestida sigo Aiden pela porta da frente. Eu me certifico de travá-lo e não de bater em frustração comigo mesma - O que está acontecendo? Pergunto uma vez que eu vejo que o caminho está livre. Aiden fica sério quando ele me enfrenta no fundo das escadas - Daniel encontrou o seu rastro - Ele olha para o degrau e rebita as mãos sobre o trilho - Eu o vi caminhando em torno do campus, mostrando nossas fotos. É só uma questão de tempo antes que alguém nos identifique. Todo o sangue foi drenado do meu rosto. Minhas mãos estão suando e eu não acho que eu posso me segurar agora. Aiden sobe as escadas comigo antes de eu desmaie - O que isso quer dizer? - Começo a ter espasmos de tanto tremer. Eu acho que os meus dentes vão quebrar. - Nós temos que ir embora. Não há nenhuma dúvida sobre isso - Ele me ajuda a ficar de pé e nós rapidamente fazemos o nosso caminho para o apartamento dele - Eu tenho IDs e outros documentos para que a gente vá para o Arizona. Parece que eu estou até torcendo pela minha vida novamente.


Capítulo 14

2 anos mais tarde ...

Ela acabou com tudo. Nenhuma palavra, nenhum aviso, simplesmente desapareceu. Jaden me ligou de manhã cedo depois da minha confissão de bêbado, perguntando se eu tinha visto ela. Mas depois dessa conversa eu não acho que eu poderia falar com ela ou ele. Ouvir o seu melhor amigo, seu irmão gêmeo falando sobre como ele dormiu com a garota que você ama, bem que pode deixar alguém com raiva. Acho que estou com um pouco mais do que raiva. Lembro-me de ir até seu apartamento. Lembro-me destruir o lugar. Lembro-me de Declan e Chance aparecer para me tirar de cima do Jaden. Eu queria matá-lo. Ele dormiu com ela em seu maldito sofá. Peguei uma faca para rasgar o maldito do sofá em pedaços. Eu não quero me lembrar desse dia. Eu fui preso por destruição de propriedade. Jaden se recusou a prestar queixa de assalto. Droga foi melhor ele se recusar. Mamãe veio e me socorreu. Então ela me disse para pegar as minhas coisas e agir de acordo ou ela vai cortar relações comigo. Eu disse a ela que concordava para me deixar em paz. Foi também o dia em que Grace Breadfield ou Kayla saiu de ambas as nossas vidas. Eu ficaria muito chateado com Jaden se ele não parecesse tão chateado com isso, assim como eu. Já se passaram dois malditos anos. Dois anos sem notícias, sem nada. A única coisa que meu irmão gêmeo e eu concordamos que nesses dois anos nós é que tivemos que protegêla. Então, Jaden disse a todos que ela foi aceita como uma treinadora de torcida em Dallas. O que não é muito de se estranhar. Ele ainda diz a todos que está com ela ainda. Eles só estão tendo um relacionamento à distância. Estou farto. - Caden! - Teagan grita do primeiro andar da casa. Eu e minha cabeça idiota, voltamos a realidade ao ouvir o som de sua voz. Eu ainda sorrio para mim mesmo cada vez que a vejo aqui. Ela fez a coisa certa. Ela pegou os pedaços de sua vida e colou tudo novamente. Eu só desejo poder fazer o mesmo. - O quê? - Eu grito de volta. Eu a escuto subir as escadas. Ela quer a minha atenção, então ela vai ter que vir até aqui. - Você viu minhas chaves? - Ela questiona me parando na porta do meu quarto. Encolho os ombros e volto para a minha pintura. Este não é um nu. Embora nus são os meus favoritos, eu acho que eu preciso começar a pintar alguma coisa para minha mãe poder ter motivo de orgulho - Sério? Você vai me ignorar agora? - Ela bufa colocando as mãos nos quadris pequenos.


Eu suspiro e colocar minha bandeja de pintura - Teagan, eu não vi suas chaves. Isso é o que quis dizer quando dei de ombros. Ela revira os olhos, o que é algo que eu esperava dela - Eu tenho que ir pegar Declan. Ele e Jaden entraram em uma briga no ônibus de volta do campo de treinamento. O treinador chutou os dois pra fora e disse-lhes para se virarem para voltar pra casa. Eu sinto minhas sobrancelhas se levantarem sob o meu cabelo - Dizer o quê? - Murmuro em estado de choque. Teagan ri afastando-se do meu quarto - Foi sobre algo que Declan disse a Jaden ele é um idiota. Jaden não gostou muito e começou a bater nele. Preso pelo rosto do meu bebê - Eu posso imaginar o estado do seu rosto agora. Como se na sugestão meu celular começa a tocar. Mãe pisca na tela. Caramba – Sim - eu disse quando eu respondo. - Querido você acha que você pode ir pegar o seu irmão. Ele foi expulso do ônibus por causa de uma briga - Ela faz uma pausa e eu a ouça bufa quando ela cobriu o telefone - Eu iria, mas eu tenho que olhar Hailey esta noite. Tentei Teagan também, mas ela se recusa. - Bem, eu não a culpo por isso. Ele socou a cara do namorado dela mãe - Eu rio quando ouço seu suspiro do outro lado. - Este não é o momento, Caden Gabriel Harper. Vá pegar o seu irmão antes de eu vá lá e bata em você - Ela com certeza iria. Mulher louca. - Esta bem. Mas se eu estourar a cara dele a culpa é sua - Eu digo olhando para meus sapatos. - Bem, se ele socou a sua cara, então a culpa é sua. Ir atrás da namorada dele assim. Você deveria ter vergonha de si mesmo - Ela diz, e todo o meu corpo fica frio. - Me desculpa - eu falo com minha voz cheia de veneno. - Ele disse que tentou tirar Grace dele. Querido, eu não sei o que deu em você, mas não é isso que a família faz - Explica ela, fazendo-me ver o vermelho. Eu não me importo de quem eu feri os sentimentos ou as repercussões de que estou prestes a dizer - Olha aqui mãe, se você e meu pai vão ficar passando a mão na cabeça do Jaden e perceber que ele não é todo arco-íris e borboleta, as coisas seriam muito melhor. Você protege muito ele que nem você percebe nem que você também protege demais Teagan ou eu. Quanto à Grace, sim, eu fui atrás dela. Ela me deixou de cabeça pra baixo. Isso foi depois de Jaden e eu concordar que ambos iriam ficar longe dela. Então, me desculpe se eu achava que ela era um jogo justo - Eu tomo uma respiração profunda antes de dizer mais - E isso foi a malditos dois anos atrás. Esquece essa porra. Há um silêncio mortal na outra extremidade. Típico. Você diz a sua mãe que ela não é tão perfeita como ela pensa que é, as coisas estão prestes a ficar feias - Por que você é um menino podre! Eu fiz tudo por você! Tudo! Você não vai dizer essas coisas assim para mim! Eu sou sua mãe. Eu lhe dei a vida e eu posso levá-la embora - ela grita ao telefone fazendo-me estremecer. Eu realmente não me importo, o que vai acontecer daqui pra frente. Levou algum tempo, mas eu estou começando a ver o quão ruim os meus pais são - Sim, você pode ser minha mãe, mas pode ter certeza de que não foi a melhor que você podia ser! Como podemos aprender qualquer coisa, se você ficou com um homem que te traiu! E engravidou outra mulher logo depois! Sim, você pode ter me feito o estúdio, mas isso é porque você estava cansada de me ver fazer uma bagunça no resto da casa - Eu para fechando os olhos e respirando fundo - E que tipo de mãe descobre que seu filho estava sendo molestado e não


chama a polícia? Eu não me importo se ele já estava na cadeia. Você não queria que o escândalo nos afetasse. Então você pode ir chupar um pau mãe - E eu desligo. Isso foi anos de merda reprimida que eu queria dizer a ela. Pode ser que nem tudo o que eu disse a ela eu gostaria ter falado, mas estava perto o suficiente. Não me interpretem mal, eu amo meus pais, mas às vezes você tem que apontar suas falhas. Especialmente se eles se recusam a vê-las e começam a ferir outras pessoas. Teagan é inocente em tudo isso e minha mãe queria colocar a culpa nela. Não é culpa de Jaden ele é um idiota e provavelmente meus pais também. Não é preciso dizer que minha mãe acha que ela pode sair com Jaden coloca-lo em um pedestal. - Isso foi realmente épico - Teagan sussurra, olhando-me com as estrelas em seus olhos. Eu rio com o que ela diz - Você está querendo dizer as mesmas coisas a ela há anos - Eu respondo me sentando para calçar os sapatos. Encontrei-os debaixo da minha cama. - Você ainda vai buscá-lo? - Ela pergunta se sentando ao meu lado na cama. - Bem, sim. Apenas porque a mãe acha que Jaden caga ouro, não significa que ele pode voar até em casa. Isso é o uma família faz Teagan. Nós temos que falar quando você está sendo um retardado e depois ainda pegar você quando você está para baixo - Eu cutuco seu ombro e dou uma piscadela. - Eu acho - Ela faz uma pausa e olha-me de cima a baixo - Por que eu não fiquei sabendo sobre o abuso sexual... Coisa... - ela questiona suavemente. Eu dou de ombros - Nós pensamos que era algo que você não precisa saber. - Isso é realmente estranho, ela não disse a polícia - Ela responde em pé. - Sim, bem, eu meio que disse que eu não queria que ela falasse. Ainda bem que, agora que estou mais velho, eu não entendo por que ela não fez. Se eu tivesse um filho e tivesse acontecido isso com ele, não importa o que o garoto queria que eu fizesse, fosse falar com a polícia - Eu me levanto com ela depois que eu coloco os meus sapatos. - Eu estou indo buscar Declan. Te vejo quando você chegar em casa - Ela beija minha bochecha e sai da sala. Eu pego minhas chaves do meu armário e faço o meu caminho para fora da casa. Isso é quando o meu mundo pára. Isso é quando tudo muda. Se eu soubesse que era aqui que eu teria que correr para fora de casa, como os cães do inferno estavam em mim. Kayla fica bem ao lado do meu carro. Seus dentes superiores morderam o lábio inferior e eu sinto-me cair para frente. Ela corre em minha direção tão rápido o cabelo de loiro jogado atrás dela como uma estrela cadente – Caden - ela exclama, pegando-me antes que eu caia. - Kayla - Sussurro meus dedos mal tocando seu rosto. Ela me senta na calçada e segura o meu rosto - O que você está fazendo aqui? Ela olha no fundo dos meus olhos e enruga o nariz - Umm ... Eu decidi voltar - Como que se isso explicasse alguma coisa. - Isso não me diz nada - Afirmo empurrando ela de volta para que eu possa ficar em pé. Estou feliz que ela voltou de onde ela estava, mas agora eu tenho que pegar o meu irmão. - Você tem certeza de que está bem para ficar de pé - ela murmura se afastando de mim. - Sim, eu tenho. Grace - Eu digo o nome dela com veneno. Seus olhos azuis começam a se tornar brilhante e eu sinto meu interior turno - Eu sinto muito - Ela sussurra e o som é pego no vento. Então, eu fico louco. Louco o suficiente para bater em uma garota. Não se preocupe, eu não estou indo realmente para bater nela. Embora meu Mustang leva uma surra quando eu bato com os punhos nele uma e outra vez. Eu acho que Kayla ficou com medo suficiente, ela vem e me deixa com uma mão em cada cotovelo. Eu viro rápido e só começo a gritar.


Eu não me importo se alguém escutar - Você sumiu por dois anos malditos e tudo que você tem a dizer é que você está arrependida? Bem, isso não é o suficiente pra mim! Onde diabos você estava quando eu fiquei tão preocupado, eu pensei que você estivesse morta, eu sobrevivi à base de medicamento? Onde diabos você estava quando Jaden telefonou para me dizer que você transou com ele depois que eu disse que te amava? Onde diabos você estava, menstruada? Estou farto desta merda, Kayla. Meu coração está arruinado por causa de você. Eu nunca vou ser o mesmo - Lágrimas escorrem dos meus olhos e sinto vergonha por isso. Quem é ela para ver minhas lágrimas. Kayla se afasta de mim lentamente e percebo que ela esta com lágrimas em seus próprios olhos. Ela começa com um sussurro, mas logo pega velocidade - Eu sinto muito, ok? Eu nunca quis te magoar. Aquelas palavras que você falou para mim, me assustaram. Eu não sabia como lidar com isso. Eu não queria dormir com ele. Foi o maior erro da minha vida Ela começa a chorar e tem que fazer uma pausa antes de continuar - Daniel foi visto no campus, então Aiden e eu tivemos que fugir. Eu não queria deixá-lo. Mas eu não podia te dizer nada, e eu não podia ligar. Minha vida estava em perigo e eu me recuso a colocar você ou qualquer outra pessoa em perigo por minha causa. - Eu nunca a colocaria em perigo! Eu te amei mais que tudo na minha vida. Você foi às estrelas do meu céu e as batidas do meu coração. Ele teria que me matar para prejudicá-la Eu deixei escapar uma risada dura e me afastei dela - Você não sabe porque foi embora. Você estava muito ocupada pensando em si mesmo. Ocupada demais para ver que outras pessoas se importam o suficiente com você, e que não iriam te trair. A única coisa que importa na sua cabeça é você. Você não se importa quem você fere, contanto que você esteja bem. E com isso eu subo no banco do motorista do meu carro e vou embora. Levo um certo tempo para chegar onde Jaden está para pega-lo, mas em um segundo ele entra no carro,e eu solto a bomba. Espero que isso o machuque tanto quanto isso me machucou - Grace está de volta. E eu ainda a amo porra.

Aqui estou eu completamente pra baixo. Eu vivi com Aiden em um apartamento de dois quartos muito bom em Tucson, Arizona. Durante dois longos anos eu apenas fiquei pensando em Caden Harper. E talvez um pouco sobre Jaden Harper. Aiden até que tentou mas foi difícil conseguir namorar alguém lá, mas a minha cabeça e o meu coração não iriam deixar os gêmeos ir. Aiden finalmente se cansou e me mandou voltar. Ele descobriu que depois de dois anos, Daniel não estava mais nos procurando.


Fiz questão de parar e verificar antes com o meu pai. Aiden estava certo, Daniel não tinha sido visto nos dois anos desde que saímos. Aiden ficou no Arizona e está namorando um rapaz muito bom. Eu vou sentir falta dele, mas desejo-lhe o melhor. Eu simplesmente não podia mais ficar longe. Minha vida estava vazia e chata. Nada poderia me fazer esquecer os gêmeos e enquanto eu não resolvesse minha vida em torno de um homem ou dois, eu não poderia deixar tudo para trás. Então, aqui estou sentado do lado de fora da casa de Declan e me perguntando por que diabos mesmo eu vim pra cá. Caden está seriamente chateado. Eu não o culpo. Eu tenho certeza que eu ferrei com todo o nosso relacionamento. Eu gostaria de poder dizer que eu não queria dormir com Jaden, mas ao contrário da primeira vez com Caden, eu estava completamente sóbria. Eu sabia o que estava fazendo. Eu o magoei fazendo isso e eu não sei o que fazer para me perdoar. Ou para que ele me perdoasse. Eu começo a me sentir estranha sobre estar aqui fora, então eu ando de volta pra casa de Declan. Eu não voltei mais aqui a ultima vez foi quando eu fui me encontrar com Caden. Então eu não tenho idéia de qual é o seu quarto. Eu lentamente subo as escadas, minha mão arrastando no trilho. Meus sapatos não fazem nenhum barulho enquanto eu ando pelo chão acarpetado. Eu começo abrindo as portas até encontrar o quarto que eu sei que é do Caden. Não é difícil de descobrir. O tapete azul esta todo sujo de tinta. Além disso, há um cavalete com uma tela pintada pela metade exposta no meio do quarto. A cama esta encostada contra a parede esquerda e há um enorme centro de TV e entretenimento na parede direita. Quando eu vejo o PlayStation 3 eu acho que quase desmaio. Perder-me em um jogo agora é exatamente o que eu preciso. Eu nem sequer tento lutar contra quando eu me vejo ligando o videogame e pegar o controle me sentado em cima da cama. Eu me perco através de seus jogos e estou agradavelmente surpreendida ao descobrir que ele tem gostos surpreendentes. Fallout 3, Borderlands, todos os três do God of War, Bioshock, e algo que eu nem sequer cheguei a jogar ainda. Borderlands 2! Eu começo pelo Borderlands 2 . Quando eu curto a evolução do herói por The Heavy começa a tocar e eu sinto a emoção percorrer através do meu corpo. Borderlands tinha uma abertura incrível e Borderlands 2 é ainda melhor. Quando eu pego o meu personagem e começo a jogar eu me perco no que eu estou fazendo. Matar bandidos e bullymongs tem um jeito de me fazer me sentir em paz. Eu amo o jogo. Por ser outra pessoa por um tempo, principalmente alguém que tem problemas maiores, então eu o faço. Como um ditador do mal com uma máscara para o rosto. Ou ter que mover uma cidade inteira com minhas habilidades especiais. Eu nunca fui capaz de explicar a ninguém que conforme eu jogue de como eu me sinto melhor. Se eu tivesse uma escolha eu iria fazer isso para o resto da minha vida. Já ouvi falar de jogadores que começam a testar os jogos antes de serem liberados. Eu adoraria fazer isso. Esse sempre foi o meu sonho de emprego. Eu não sei quanto tempo se passou antes de Caden arrasta seu corpo cansado em seu quarto. Ele faz uma cara de espanto quando ele me vê sentada em sua cama jogando videogame. "Eu nunca teria imaginado que você gosta de jogar." Ele disse caminhando para sentar-se ao meu lado. Dou-lhe um sorriso travesso e pauso o jogo - Eu sempre fui viciada em videogame. A vida que ficou muito difícil por um tempo por isso eu escapo e corro para outro mundo.


Meus problemas não podiam me alcançar quando eu estava jogando. O inferno não pode me alcançar agora. Ele sorri suavemente para mim - Eu sei o que você quer dizer. A pintura é a mesma coisa para mim. Só que eu posso fazer o que eu quiser. A tela é um mundo novo e eu posso pintar o que eu quiser. É libertador e relaxante - Ele se deita na cama e olha para o teto - Eu também gosto de me perder no PS3 sempre que tenho a oportunidade. Eu aceno com a cabeça. Eu entendo o que ele está dizendo. Temos muito em comum Você tem uma incrível coleção. Eu ainda não tinha conseguido jogar o Borderlands 2 antes. Borderlands sempre foi o meu jogo favorito. Ele sorri olhando para mim - Borderlands é muito doentio. Eu sou mais um God of War. Marcus gosta de jogos de multiplays então peguei Borderlands para jogar com ele. - Eu nunca joguei com dois jogadores esse jogo - Eu dou pausa olhando para longe dele. A tensão de antes ainda está entre nós, mas eu posso dizer que ele não quer mais lutar. Eu também não quero brigar mais. Parece inútil. Eu não sei o que eu quero de qualquer um deles, mas eu sei que isso me faz sentir que estou gastando muito tempo com isso ao invés de ficar com Caden. Ele senta-se e usa a mão esquerda para trazer o meu rosto para o dele - Nunca teve alguém para jogar com você antes? - Ele pergunta baixinho. Eu balanço minha cabeça - Aiden brincava comigo quando eu era mais nova, mas ele cresceu fora dos jogos - Eu dou de ombros tentando virar minha cabeça, mas Caden não me deixa. - Por que você não brinca comigo? É mais divertido com dois jogadores... Eu prometo E de repente eu não acho que ele está falando sobre o jogo de videogame. - Tudo bem - Eu digo a ele rapidamente fica fora do alcance e pega o segundo controlador. Eu entrego a ele e me sento no chão. Caden me surpreende quando ele me pega por baixo dos braços e me puxa para cima da cama. Eu solto um grito e lhe dou um tapa em seu peito. - Você tem que ficar aqui. Eu preciso de você perto de mim - Ele diz mesmo ao lado da minha orelha. Meu corpo treme me fazendo me sentir horrível. Caden sempre foi assim embora ele nunca poderia ficar cinco segundos sem me tocar. Mesmo quando ele está com raiva de mim, ele tem que me ter na linha sensível ao toque. Embora eu acho que ele é mais do que louco. Eu acho que ele está além do que chateado com uma carga extra de raiva. - Certo. Mas você tem que ficar desse lado da cama - Eu aponto para o outro lado, tentando levá-lo para longe do meu corpo. Eu quero passar um tempo com ele e aproveitar o que eu puder. Eu não quero acabar dormindo com ele, o que vai acontecer se nos tocarmos por muito tempo. Eu tenho tanta merda para limpar antes que eu possa me deixar fazer isso. - Por quê? - Ele sussurra sem se mover um centímetro. - Porque todo mundo ainda pensa que eu estou com o seu irmão - Eu jogo um balde de água fria sobre ele. Ele pisca e então se move para longe de mim. Quando ele está sentado na outra ponta da cama eu deixo escapar o ar que eu não sabia que eu estava segurando. Cassidy foi a primeira pessoa que vi quando voltei. Fiquei chocada ao descobrir que sai para ser uma líder de torcida do Dallas Cowboys e eu estava em um relacionamento de longa distância com Jaden. Sim, eu tenho algumas palavras bem escolhidas para Jaden. Estamos conversando, mas principalmente sobre o jogo. Falamos quais partes que gostamos ou não gostamos. Nós rimos e eu acho que já fazia um bom tempo que eu não ria.


Eu não acho que eu realmente ri muito antes de eu vir me esconder em Arkansas. Caden parece trazer o riso fora de mim. Quando os meus olhos começam a ficar pesados eu me sento de lado com os pés apoiados no colo de Caden. Não muito antes de eu estar passando frio.

Na manhã seguinte, quando eu acordo, porque o meu telefone está tocando. O toque só vai por diante. Eu solto um gemido antes de chegar até a minha mesa de cabeceira para responder a coisa estúpida. Minha mão atinge um obstáculo que me atira na cama. Meus movimentos derrubam o braço de Caden, que estava em torno da minha cintura. Eu dou um grito. Porque é que parece que eu não posso ficar longe o suficiente dele? Por que eu sempre acabo bem aqui atrás dele? A vida está me dizendo alguma coisa? Eu não posso ficar aqui. Droga, por que eu continuo fazendo isso comigo? Passei dois anos longe dele e agora ele está de volta onde tudo começou. O centro da minha atenção. - Desligue isso e fica na cama comigo o dia todo - Caden diz com a voz sonolenta. Eu gemo novamente pulando da cama e pego o meu telefone. O nome de Jaden pisca toda a tela mas eu ignoro e desligo. Haverá a hora e lugar certo para eu falar com Jaden Harper. E isso não vai ser por telefone. Você não pode colocar um ponto final em um relacionamento estúpido por telefone - Você sabe que eu não posso, Caden. - Sim, pode. Você quer ficar aqui comigo. E eu não quero que você saia nunca mais - Ele está sentado olhando agora todo sonolento e confuso. Seu cabelo loiro é lançado em todo o lugar dando-lhe um olhar maroto. Suas roupas estão enrugadas. Eu fecho meus olhos. Essas são palavras que eu não sabia que eu desejava ouvir. Essas são palavras que eu não queria ouvir. Por que ele continua fazendo isso comigo? Passei meses, anos tentando esquece-lo, porque nós não pertencemos um ao outro. É errado o que temos - Cale a boca. Ok? Por favor - Eu digo quase com um sussurro. Ele se levanta da cama e esta de frente pra mim antes que eu possa fazer um apelo sexual - Por quê? Porque você me quer, mas não quer? Qual é o meu problema? Eu penso em você o dia todo. Eu sonho com você à noite. Você é tudo para mim e eu não posso mais fazer isso. Eu não posso vê-la com o meu irmão e eu não posso seguir em frente - Ele me segura pelos quadris e me encara com os olhos estreitos - Eu tentei dificilmente seguir em frente, Kayla. Você não pode nem sequer imaginar. A vida parecia se mover em câmera lenta sem você. Eu passei os últimos dois anos, desejando ninguém mais além de você porra e desejando que você estivesse comigo e não com Jaden. É um sentimento do caralho me mata cada vez que eu vejo vocês juntos. Mata. A mim - Ele diz com sua raiva subindo em sua voz. - Tentamos ficar separados! Mas eu não posso lidar com essa porra. Você é demais para mim, Caden. Você é tão errado para mim, é isso não é engraçado - Eu despejo tudo e saio. Ele não me deixa ir muito longe antes que ele me puxa contra seu peito - Você pode pegar isso e enfiar no seu rabo. Porra somos perfeitos um para o outro. A maneira como


você me encaixar quando me fode, é inacreditável . Você não é real quando esta como Grace, assim, portanto, você é exatamente o que eu quero, o que eu preciso - Seu nariz trilhas no meu queixo e minhas mãos para ao lado de sua camiseta - Cansei de ficar te observando de longe. Eu estou farto de permitir que você finge ser feliz com Jaden. Vou foder a minha vida inteira para estar com você, Kayla. Você é minha. Eu já lhe disse isso antes, mas desta vez eu estou te confirmando. Você foi embora há dois anos, eu realmente já recebi o que eu merecia. Você estava com medo por sua vida, mas você está aqui agora. Eu não vou deixar você sair por aquela porta. Eu tenho que lutar por você. Quando seus lábios tocam os meus eu não evito, eu abro a minha boca e correspondo ao seu beijo. Seu gosto ainda é tão familiar. Seu corpo é algo que eu sei de frente para trás, mas não é certo - Eu te amo, Kayla. Eu te amo tanto que dói. Você me machucou quando foi embora. Você me machucou quando fodeu meu irmão. Mas você está de volta, agora, esta é a nossa segunda chance. Fica comigo. Por favor. Se eu tiver que passar o resto da minha vida provando que eu posso cuidar de você, eu vou. Você é o meu mundo, você tem sido desde a primeira noite - Ele envolve seus braços em volta da minha cintura tão apertado quanto possível sem dor. Seu rosto está enterrado no meu pescoço e eu começo a chorar. Choro por tudo o que eu quero e não posso ter. Eu não posso continuar fazendo isso com ele, por mim mesma, por Jaden - Eu senti alguma coisa naquela noite. Ela me mudou, me fez diferente. Você é para mim, o fim e o começo. Quero dizer tudo isso do fundo do meu coração. Minhas mãos agarram em seu cabelo e sinto tremer todo o meu corpo a partir de minhas lágrimas - Nós não podemos, Caden. Não está certo. Você me faz ser alguém que eu não quero ser. É ruim para a minha saúde. Eu já lhe disse tudo isso antes! Eu não posso continuar fazendo isso. Eu vou gritar isso com toda a minhas forças até o dia que eu morrer! Fique longe de mim, por favor. Por favor, Caden apenas deixe-me ser assim - Eu grito com ele e saio de seus braços. Sua respiração está ofegante e eu sei que ele está chateado - Você não está feliz! Por que você daria a sua vida pela felicidade? Eu entendo que quer proteger seu irmão e a si mesma, mas não é tão ruim assim. Estar comigo não vai trazer o seu padrasto de volta aqui. E eu gostaria de protegê-la de qualquer maneira. Se você acha que eu iria deixar alguém te machucar, então você é uma estúpida - Ele rapidamente me beija no rosto e se dirige para a porta - Pense sobre isso, Kayla. Pense bem e longamente sobre o que você realmente quer, porque eu não vou deixar você ganhar. Você não quer Jaden e a vida que ele pode lhe oferecer. E se eu percebesse por um segundo que é o que você realmente queria, então eu deixaria você ficar com ele. Mas você não quer isso - Ele pára antes de olhar para cima e encontrar meus olhos. O brilho em seus lindos olhos azul me fura com sua intensidade Você me quer.


Capítulo 15

Eu sou esse cara. A pessoa que se apaixona pela garota errada que o mesmo também acontece com o meu irmão gêmeo. E eu não posso fazer nada, mas pergunto o que aconteceu com o meu bendito irmão. Estamos habituados a estar perto um do outro. Gosto muito em telo por perto. Sinto falta do Jaden Eu sabia que quando éramos crianças ele seria a pessoa que faria qualquer coisa para proteger Teagan e eu. Aquele garoto não existe mais. Agora, tudo com que Jaden está preocupado é em salvar a sua pele e entrar na NFL. Há coisas mais importantes na vida. Sei que ele é um bom jogador de futebol, mas ele esta tão fechado a tal ponto nos últimos dois anos, ele não se preocupa com nada, mas o futebol esta acima de tudo. Eu percebo que o que aconteceu com Ava acabou com ele , mas ele não precisava se afogar no futebol. Gostaria de ter ficado ao lado dele. Gostaria de ter salvado ele de si mesmo. Eu sei que nós dois estamos confuso sobre essa garota, mas eu não posso me ferrar para ajudá-lo. Kayla é como fogo na brasa, o rosto angelical, a forma como ela se apresenta com tanta confiança, que eu quero cada vez mais. Eu quero me envolver com ela. Eu quero ser tudo para ela, quero ficar com ela. É difícil ficar sentado e vendo ela ficar com o meu irmão. Eu sei que ela me quer e eu estou cansado de deixá-la escapar dos meus braços. Eu vou fazer uma coisa que eu nunca pensei que eu iria fazer. Vou ignorar todos os sentimentos do meu irmão e ir atrás dela. Eu passei minha vida fazendo tudo o que podia para todo mundo. Inferno, eu fiz tanto por Jaden e ele nunca me agradeceu por isso. Ela se foi por dois anos porra e o momento que ela resolve aparecer, o meu amor por ela era ainda mais forte. Eu não sei por que e eu não me importo com honestidade. Sim, não me interpretem mal, eu ainda estou incrivelmente chateado. Ela bagunçou um pouco as coisas pra mim e para todos que se preocupam com ela aqui. Mas quem seria eu para dizer que eu a amava e que nunca iria perdoá-la? Isso que é o amor, para ser capaz de perdoar qualquer coisa. Bem, talvez possa levar algum tempo para acontecer, mas ela não fez nada que não fosse imperdoável. Isso pode levar meses ou anos para que eu realmente a perdoe, mas eu pretendo trabalhar isso. Todo o meu corpo só quer estar com ela. Meu coração só quer estar com ela. Ela se foi há dois anos e eu ainda quero ficar ao lado dela, a cada dia. Eu queria encontrá-la, mas eu não sabia como. Eu ansiava por ela, desejava ela. Então, ela simplesmente apareceu como um fantasma. Lá estava ela e era como se toda a minha vida estivesse completa novamente. Sim, nós temos um monte de merda para resolver , mas isso também que é o amor, amar e ser amado através de toda essa porcaria.


Se você tivesse me perguntado há três anos se Ava era tudo que eu queria, eu teria dito que sim. Hoje, porém, minha resposta seria não. Durante toda a minha vida eu achei que eu me dedicado ao futebol e a Ava. Mas em seguida, uma certa Grace Breadfield entrou na minha vida. Eu admito que ela me enlouqueceu. A menina ingênua doce que eu pensei que ela fosse, não teria saído com Caden. Isso me intrigou. Eu achava que ela era uma pessoa, mas às vezes ela agia como alguém completamente diferente. Ela era um enorme mistério e bem, eu adoro mistérios. Então eu fiz o que eu faço de melhor, eu entrei em seu negócio. Talvez fosse errado e talvez eu sabia que eu não merecia, mas eu fiz isso de qualquer maneira. Ela apenas parecia tanto com Ava eu tinha que tê-la. Ava sempre será o amor da minha vida, mas Grace, ela é bem parecida. Não foi difícil conseguir com que Aiden ou David ficasse bêbado. Não foi difícil para eu começar a fazer-lhe perguntas e depois ter as respostas certas. Ele é gay, e eu sou um cara de boa aparência. Eu sabia que ele tinha uma queda por mim e eu usei isso contra ele. Eu me sinto mal sobre isso, mas a única coisa sobre mim que me salva e me destrói é o meu carro. Eu consigo o que quero, mesmo que eu tenha que jogar sujo. Então é assim que eu me vejo abrindo a porta para Grace. Eu sabia que ela viria falar comigo. Eu sabia que ela iria aparecer por aqui em pouco tempo. Que fosse para me dar um soco, ou me beijar, eu não sei - Nossa que surpresa - Eu digo no momento em que seus escuros olhos azuis encontram os meus. - Sim, eu tenho certeza que é - Ela responde duramente. Ela da de ombros pra mim e entra no meu apartamento. Bem no estilo Grace, ela se senta confortavelmente no sofá e olha para mim. Eu só posso rir antes de me juntar a ela no sofá. - O que a traz aqui? - Eu pergunto. Eu quero ser eu mesmo. Eu quero o que a trouxe aqui tenha a ver com os sentimentos que ela tem por mim. Sou um homem egoísta e eu estou muito acostumado a conseguir o que eu quero. E eu quero Grace. - Eu acho que nós precisamos conversar. Eu realmente não quero falar com você, mas eu sinto que temos algo que precisa se resolvido - Ela divaga olhando para as mãos. Às vezes, ela parece tão forte e surpreendente e outras vezes ela aparece fraca e nervosa. - Eu quero saber onde diabos você esteve por dois anos. E eu quero saber por que você me deixou deitado no sofá nu e sozinho - Seu rosto inteiro libera e ela vira a cabeça longe de mim. Ela não será capaz de esconder por muito tempo. - Olha, eu não queria que isso acontecesse. Eu não tive a intenção de levar isso à diante. Tudo na minha vida estava desmoronando ao meu redor. Eu só queria me sentir perto de alguém por um tempo. Eu não deveria ter usado você assim - Ela faz uma pausa e vira a cabeça para trás para mim. Seus olhos encontram os meus com fogo queimando através deles - Honestamente, eu não deveria ter ficado com você dês do começo. Eu não deveria ter tido um relacionamento com você, porque eu não fui verdadeira e honesta com você. Minha cabeça pertencia a você , mas meu coração não. Eu odeio dizer isso para você, mas você sabe. Você sabe o Caden sente por mim. E eu não gosto do que ele diz sobre você, que


você fez algo para prejudicar o seu irmão como ficar comigo. Você sempre teve tudo o quis, mas ele é o seu irmão gêmeo. Você praticamente arrancou o coração dele fora do peito. Eu sei que eu tive culpa, mas ainda assim. Meu coração dói um pouco mais. Se eu sentar e fingir que não me importo, então eu posso me fazer acreditar que não importa. Mas ele me importa. Quando você passar a vida inteira ligada no quadril com alguém, eles merecem mais respeito, mas eu mostrei isso ao meu irmão. Mas eu sou um bastardo horrível - Caden não sabe o que ele quer. Ele ainda não sabe como estar em um relacionamento. Você não seria capaz de lidar com ele de qualquer maneira. Eu sou o caminho fácil. Eu não vou te dar nenhum problema. E eu posso cuidar de você para o resto de sua vida. Grace revira os olhos antes de levantar - Olha, eu não sei se eu ainda quero ficar com Caden. Eu não sei se eu não quero estar com você - Eu sinto meu rosto recuar sem a minha permissão. Não vou perder Grace também - Olha, há dois anos, era o que eu queria, o que eu precisava. Agora nem tanto. Eu não sou mais uma garota assustada de 17 anos de idade. Mesmo que meu padrasto me encontre, ele não pode me forçar a voltar. Agora eu já sou maior de idade. - Eu sinto muito por ter usado você como escudo. Sinto muito por ter mexido com sua vida assim. Mas era isso ou viver com medo de ser descoberta. Esses seis meses foram maravilhosos. Você fez me sentir maravilhosa e querida. Mas você nunca me fez sentir do jeito que Caden fez. Ainda o faz. Eu só não pretendo ficar entre vocês. A única coisa que sei é que eu não tenho certeza de mais nada - Ela anda de um lado para outro na minha frente o tempo todo. Sinto minhas mãos agarrar os braços do sofá. Eu quero socar a cara de Caden. Ultimamente tem sido sempre essa a minha vontade, quando se trata de meu irmão. Nós não brigávamos por alguma coisa há anos, e agora ele está rasgando a nossa família ao meio. Não que fossemos realmente unidos - Isso não importa com o que eu sinto? Será que não se importa com o que você esta fazendo? Você esta destruindo dois irmãos. Dois gêmeos. Você poderia conviver consigo mesmo depois disso? Eu vejo seus olhos embaçados como fogo. E foi aí que o dedo indicador bateu em meu peito. Ficando tudo complicado - Olha aqui, Jaden Vincent Harper, se alguém se meteu entre você e seu irmão, esse alguém era você. Você foi o único que disse que iria ficar longe de mim. Ele concordou e ele realmente fez o que disse que faria, até que você voltou em sua palavra. Então eu era um jogo justo. Eu posso ter cometido alguns erros ao longo do caminho, mas eu com certeza sei que foi você quem começou. Você e eu, nós temos feito muita merda e fodido com Caden. Eu vou viver com isso para o resto da minha vida, mas você vai varrer para debaixo do tapete e fingir que não aconteceu. É assim que funciona. Suas palavras me cortam como faca. Fazendo-me sentir vergonha de mim mesmo. Desde que Ava não estava mais na minha vida, tudo ao redor de mim se desfez. Eu estava uma bagunça e eu não me importo com quem eu possa machucar - Sim, mas você é o único que fodeu seu irmão depois que ele confessou o seu amor por mim. Sua mão sai e bate a merda fora de mim. Em seguida, seu maldito dedo está me cutucando no peito novamente - Eu quero que você entenda uma coisa, Jaden. Eu entendo que você está sofrendo. Você acha que deixá-lo ir, você fica por cima. Mas você não esta. Você está tão fodido por dentro, que nem sequer sabe o que está fazendo. Você vai arruinar cada relacionamento que você tem. E seu irmão vai ser onde você ira se agarrar ao máximo. Mas você só sabe sair machucando ele.


- Você não sabe nada sobre a minha dor. Sobre o quanto eu me machuco. Você não sabe nada! - Eu grito bem no seu rosto. - Eu não sei, você está certo sobre isso. Eu sei que você gostou de alguém por muito tempo. Alguém que você ama com todo seu coração, alguém que faz você se levantar de manhã. Eu entendo porque você o ataca. Eu entendo por que você vai fazer o que você faz. Mas eu estou aqui para lhe dizer que você precisa parar. Ou você supera isso, ou você vai lá e faz ela lembrar de você. Eu não me importo. Eu só me importo que você me deixe em paz. Nós nunca vamos ficar juntos. Nunca teremos nada. Meu coração pertence a outra pessoa. E eu sinto muito Eu lhe peço isso. - Deixar - Digo quase como um sussurro.


Capítulo 16

- Por favor, vem ficar comigo hoje à noite! Faz muito tempo que eu não te vejo! - Teagan lamenta ao telefone. Eu reviro os olhos. Sair é a última coisa que eu quero fazer hoje. Depois da minha briga com Jaden e meus sentimentos por Caden, eu só quero vegetar no meu quarto de hotel - Eu não estou me sentindo muito bem esta noite, talvez uma outra hora. - Vai a merda. Você se sente muito bem. Vamos comigo! Declan diz que eu não posso ir a menos que eu vá com alguém, e você sabe que você é a única amiga que eu tenho - Cada som que Teagan faz é amplificado por isso ela deve estar falando comigo no viva-voz. Aposto que ela está se maquiando. - Bem podemos usar esta noite para conquistar mais alguns carinhas bonitinhos - Eu sugiro sorrindo ao telefone. - Oh inferno não. Eu não posso parecer uma cadela. Além disso, se você sair comigo hoje à noite, você pode ser capaz de encontrar um homem para deixar meu irmão. Eu não consigo parar de rir agora - O quê? Por que eu iria querer deixar o seu irmão? Ela bufa por um tempo - Porque ele é um completo homem das cavernas que precisa de uma boa surra, e não o tipo sexual. E ele teve uma atitude horrível. Você precisa de alguém doce e gentil como você - Mal sabe ela que eu não estou mais com ele. É mais fácil dizer quem eu sou. Eu já tenho vivido uma mentira, por que não continuar fazendo isso. Acho que meus olhos estavam rolando novamente - Teagan, acho que você se enganou. Estive com ele há mais de dois anos. Eu acho que eu estou muito feliz com meu relacionamento - Mentira! Eu vou para o inferno, com certeza. Ela fica em silêncio por alguns minutos antes de ela toma uma respiração profunda. - Olha, Grace, eu sei que você acha que é feliz, mas todos nós sabemos que não é. Jaden não é feliz. Eu realmente posso não ter muito a ver com ele, mas eu o conheço e o vejo por aí. Ele não é feliz - Ela leva uma pequena pausa antes de deixar escapar - E Caden não é feliz. Eu não estou dizendo que você precisa ficar com Caden porque ele não é o que você precisa também. - Você tem um jeito de me fazer querer me bater - Eu digo baixinho ao telefone. - Sim, bem, eu não vou ser sua amiga se eu não estiver sendo franca. Isso é o que Declan diz de qualquer maneira - Ela ri - Olha, eu não queria ferir seus sentimentos ou qualquer coisa. Eu só estou tentando fazer tudo melhorar por aqui. - Eu sei. Uma vez que você realmente me fez me sentir uma porcaria, eu vou sair com você. Eu preciso de uma bebida.


Eu não sei porque eu deixei Teagan me convencer a vir para este clube, bar ou seja o que for. Odeio multidões e ficar cercada por um monte de pessoas suadas. Eu tento abrir caminho através deles procurando por ela na pista de dança. Até a hora que começou aquela música. Você já passou por isso? Um segundo você está cuidando da sua vida e uma canção vem e muda tudo. Diz o que você está pensando e sentindo, mesmo se você não sabe que é e o que você estava sentindo. Meus quadris começam a balançar ao ritmo da música. Minhas mãos vão direto no ar. Minha cabeça balançando, meu cabelo vai a todos os lugares. - Porque você é o pedaço de mim, eu desejo que eu não precisasse. Perseguindo implacavelmente, ainda luto e eu não sei por que... - Claramente ouço Zedd nas caixas de som do bar. Eu o senti comigo. Seu corpo junto ao meu, com os braços em volta dos meus quadris. Seus lábios sussurrando coisas no meu ouvido, coisas sujas impertinentes. As coisas que só Caden diria para mim. - Se o nosso amor é uma tragédia, porque você é meu remédio? Se nosso amor é uma loucura, por que você é minha claridade? ... - Quem que nunca escreveu esta canção antes. Eles falam o que eu estou passando. Estou perdida neste mar de gente, não conheço ninguém. Eu ainda sinto a sombra de Caden comigo. É assim que eu sei o que estou fazendo. Que eu fazendo ele sofrer. A dor que eu estou causando a mim mesma. Eu sinto que eu preciso dele toda vez que estou longe dele. Eu queria não me sentir assim. Eu estou brigando com ele toda vez que o vejo. Eu não sei o porquê. Toda a nossa relação estava condenada desde o início, no entanto, me corrige. Estamos completamente insanos, do jeito que estamos juntos. Não devemos ficar juntos, mas o que iremos fazer. E eu vejo com mais clareza quando ele está por perto. Eu sinto as lágrimas caindo pelo meu rosto enquanto eu continuo dançando. Eu canto as letras no topo dos meus pulmões. Eu não me importo com quem ouve ou vê. Eu preciso disso agora. E foi assim que eu o senti. Eu paro de dançar e olho para cima. Meu rosto está úmido e estou de cara fechada. Eu não me importo com quem veja, eu não me importo com quem sabe o que esta acontecendo. É como se eu finalmente abrisse meus olhos. Já perdi horas, dias, meses, anos ... Eu corro através da multidão e para ele. Meu Caden. Eu estou a apenas alguns centímetros de distância e emocionada, pegando sua mão quando Jaden da alguns passos em frente de mim. Eu paro automaticamente e vejo seus escuros olhos azuis. Eu quero gritar bem alto que eu nunca queria ter conhecido ele para começar. Mas eu não faço isso. Eu sou uma covarde. - Não vá atrás dele. Fique comigo - Jaden sussurro em meu ouvido. Eu recuo com o que ele diz. Por quanto tempo é que ele vai ficar insistindo? Será que até agora ele não percebeu que eu não quero ficar com ele?


Coloco minhas mãos em seu ombro. Eu movo meu rosto em sua direção - Eu não posso ficar com você, Jaden. Eu o amo. Você tem que me esquecer. Seus olhos se fecham e eu vejo a nuvem de dor em seu rosto. Eu o machuquei e que a dor que eu lhe causei é apenas minha culpa. Eu o levei a isso. Eu fingi que eu o queria. Eu deveria ter ficado longe dele. Eu dei esse tempo a mim mesma e durante esse tempo todo achava que o meu amor por Caden estava errado. Mas não era, o que eu estava fazendo com Jaden que estava errado. - Por que você fez isso comigo? - Diz ele com lágrimas nos olhos. Isso faz com que minhas próprias lágrimas comecem a cair pelas minhas bochechas. - Eu não queria! Eu estava fugindo, como eu sempre fiz. As coisas ficaram muito intensas e eu não posso lidar com isso. Você foi bom, simples, fácil. Quando se trata de lutar ou fugir eu sempre sonho e fantasio. Você foi uma fantasia e um sonho por muito tempo. Agora é hora de me levantar e lutar. - O que eu devo fazer? Como é que eu vou seguir em frente e deixar você ir embora? Seu rosto revela toda a dor do mundo. Todo mundo pode pensar que ele é durão, que ele não sente muita coisa, mas ele sente . É isso que faz Jaden ser um carrapato. Suas emoções o deixam fazer coisas que ele não devia. Ele estava simplesmente sofrendo de forma natural, todos em torno dele também acabavam sentindo essa dor. - Eu não sei, Jaden. Você tem que encontrá-lo em si mesmo. Eu não posso fazer isso por você, não importa o quão duro você quer isso. Você é o único que pode fazê-lo melhor - Eu não acho que lhe abraçando ou lhe trazendo para mais perto de mim, que eu talvez possa dar-lhe ainda um pouco mais de conforto. Eu sinto Caden se aproximar de mim pelas minhas costas. Meu rosto se transforma em um sorriso e eu sei que, aqui e agora, tudo vai dar certo. Bem, até que Caden me arranca do braço de Jaden. Eu vejo que ele não perdeu suas atitudes das cavernas - Quantas vezes eu vou te encontrar com ele? Quantas vezes você vai me machucar - ele sussurra duramente em meu ouvido. Eu me viro rapidamente e coloco minhas mãos em seu peito - Eu estava dizendo adeus, Caden. Ele não está aceitando isso muito bem. Eu não estou tentando ferir qualquer um de vocês, mas é tudo que eu sempre acabo fazendo. Sinto muito. Caden olha para Jaden e eles parecem falar um com o outro, mas sem dizer nenhuma palavra - Sinto muito - Eu ouço a voz profunda de Jaden dizer atrás de mim. - É um pouco tarde para isso, não é? - Caden esta completamente tenso. Eu me sinto como se eu sair ele vai explodir e bater em Jaden. - Sim, é um pouco tarde. Sinto muito por tudo, Caden. Eu estava tão perdido na minha própria dor, eu não parei para pensar em como minhas ações afetaria você. Ou talvez eu fiz e eu só queria que você fosse tão miserável e infeliz como eu sou - Meu coração senti muito por ele. A dor em suas palavras é como uma faca na minha garganta. Ele não deveria ter que sofrer mais por minha causa. - Eu sei porque você fez isso, Jaden. Separados somos nada, nós somos irmãos. Eu conheço você tão bem como eu me conheço. Eu também não fiz nada para te ajudar - Toda essa conversa está começando a ficar estranha para mim. A música do clube bate à nossa volta, os corpos suados começam a se aglomerar em torno de nós. No entanto, aqui estamos tendo uma conversa séria. Meu relacionamento com estes dois não é nada se não for no mínimo estranho.


- Sim, bem, eu poderia ter pedido ajuda. Eu poderia não ter pedido nada. Eu não deveria querer machucá-lo, como eu fiz. Eu não deveria ter usado o seu amor por Grace contra você - A tristeza nos olhos de Jaden está prestes a me quebrar. - Kayla - Eu o corrijo. - Kayla - Caden corrige simultaneamente. Jaden sorri levemente - Certo. Kayla - Ele suavemente coloca sua mão sobre o rosto antes de olhar para mim - Você nunca foi Grace você estava fingido ser? Eu sorrio um pouco e balanço a cabeça - Eu nunca fui, nem nunca serei Grace. Caden olha para mim, mas eu vejo Teagan bem atrás dele. Este não é o lugar para ela descobrir que eu estou amando o irmão errado. Antes que qualquer um deles me segure eu caminho em direção à porta. Eu me viro para olhar e ambos estão preocupados com Teagan. A caminhada se transforma em uma corrida quando a chuva começa a cair em cima de mim. Eu nem mesmo sinto quando isso acontece. Eu paro quando eu escuto alguém me chamar . E não era por Grace que me chamavam era de Kayla. Eu viro minha cabeça em direção a voz e o vejo sair de seu Mustang. Eu corro na chuva em direção a ele. Ele me pega em seus braços e eu não posso evitar, mas sinto que eu pertenço a eles. Talvez eu sempre fosse dele . Aquele que eu sempre amarei. - Eu te amo, Caden - Eu logo digo a ele antes de eu o beijar. - Eu te amo, Kayla - Ele diz que em torno de meus lábios carentes. Minhas mãos vão para o cabelo molhado e suas mãos divididas entre meus quadris, cavando o material molhado da minha camisa. Nossos corpos se tornam quentes uns contra os outros e eu posso sentir o quanto ele me quer. Um formigamento dispara direto para o meu sexo e começa a latejar. Pulsando apenas para Caden - Eu te quero tanto - Digo-lhe arrastando beijos na bochecha, queixo e pescoço. Ele geme quando eu chupo seu pescoço em minha boca. - Eu sempre quis você - Ele me diz com as suas mãos se movendo para baixo em minha bunda - Eu acho que eu queria você, mesmo quando eu não sabia que era você. Você é minha para sempre e todo o sempre - Ele sussurra em meu ouvido, massageando minha bunda. Eu sorrio para ele e ponho minhas mãos em torno de seu rosto - Leve-me a algum lugar.

A porta do meu quarto se fecha quando Kayla e eu entramos tropeçando. Meus lábios estão colados com o dela e isso parece tão certo. Quando eu finalmente encontrei o que eu estava procurando. Mesmo que eu não soubesse que eu estava procurando por algo. Suas mãos estão agrupadas em minha camiseta bem na minha cintura. Eu posso sentir seu calor através das minhas roupas encharcadas. - Eu quero tanto... - ela sussurra, sua respiração curta e ofegante. Meu corpo inteiro formiga como eu lentamente levanto sua camisa.


- Eu quero mais - Eu digo a ela curvando-se para tomar um mamilo em minha boca através de seu sutiã. Suas mãos se levantam e seguram meu cabelo, puxando um pouco. Deus, que é tão bom pra caralho. - Não é possível - Ela geme quando eu tiro a camisa que ela está vestindo e jogo no chão. O sutiã vem em seguida e eu puxo o seu mamilo agora nu em minha boca. Eu contorno minha língua em torno do bico apertando e arrancando um gemido de sua linda boca. - Por favor... - ela geme baixinho, impaciência colorindo sua voz sedutora. - Qualquer coisa que você quiser, Anjo - Eu digo, minha mão encontra um caminho para frente de seus jeans - É isso que você quer? Hmmm ... Você quer jogar comigo? - Eu acaricio seu rosto, quando suas unhas pouco afiadas marcam meu couro cabeludo. Meus dedos encontram o caminho em sua calcinha e eu mergulho para o seu sexo, encontrando ela molhada e pronta. - Sim - Ela geme movendo os quadris quando meu dedo indicador brinca com seu clitóris - Bem aqui - Eu sorrio contra o pescoço dela, sacudindo minha língua para fora para saborear sua pele doce. De repente eu começo fugir, me sentindo no comando e brincalhão. Eu acho que hoje devemos ter alguma "diversão" e ocupar nosso tempo. Seu rosto parece não entender quando ela percebe que não está mais em meus braços - Tire suas calças jeans e calcinha lentamente. E, em seguida, suba na cama, de costas - Eu digo a ela faz com cautela em alguns passos. Seus olhos se arregalaram antes que se ofusque com ainda mais vontade. Nenhuma outra mulher fez o que Kayla faz por mim, nenhuma outra mulher com quem estive gostava do que ser dito o que fazer no quarto. Meu amor por ela aumenta, porque ela gosta do modo que eu faço. Ligamos no ato de fazer amor, e eu nunca tive isso antes. Desta vez, eu me comprometo a ficar com ela. Kayla puxa sua calça jeans para baixo muito lentamente, minhas contrações crescem e palpitam. Eu sou tão duro que eu acho que o monstro maldito pode aparecer e estourar o botão do meu próprio jeans. Quando a sua roupa molhada cai no chão e ela sai delas um pé de cada vez. E sua calcinha de renda preta começou descer revelando seu sexo nu. Eu gemi, os meus dedos coçando para tocá-la lá. Dê um tempo Caden, a ela. As calcinhas pretas fazendo o seu caminho ofensivo sobre suas coxas, joelhos, e então seus pés . Quando caíram no chão, ela começa a fazer o caminho seguro até que ela está de costas, na minha cama. Minha cama porra. Eu nunca pensei que eu iria vê-la novamente ali. Eu tiro minha camisa sobre a minha cabeça e a jogo. Eu não me importo onde ela caiu. Eu arranco meus jeans e quase tropeçar neles fazendo meu caminho para a cama. Lembrome de minha cueca antes de eu cair sobre Kayla e rapidamente as jogo no chão. Completamente nu eu subo na minha cama para alcançar as tiras de couro presas à cabeceira da cama. Kayla parece desapontada antes de eu começar a embalar as correias para o pulso. Então seus olhos se animam e suas pernas mudam ficando juntas e separadas mostrando seu entusiasmo. Quando eu chego a segunda cinta eu me afasto dela e escarrancham quadris. Eu levo meu dedo e traçar os planos e ângulos de seu rosto angelical - Você é a criatura mais requintada - Eu digo meus olhos levando-se em tudo o que há para ver sobre ela - Eu amo pintar você. Eu acho que você é a melhor musa que já tive. - Sempre o pintor, mesmo quando você está fazendo amor - Ela diz, com o lábio brincalhão e os olhos ainda nublados com paixão.


- Gosto de dizer-lhe como você é linda. Toda mulher deve escutar todos os dias como elas são lindas. Eu não me importo se elas estão cheias de curvas, excesso de peso, ou pele e ossos. Os seres humanos são infinitamente belos. Um rosto diferente do outro, e ao mesmo tão iguais. Eu gostaria de ter tempo para pintar todos. Ela ri - Você é o lindo - Seus olhos ancinho sobre o meu tronco e entre as pernas. Meu pau gosta dessa última parte - As tatuagens em seu corpo parecem com uma tela andando Seus olhos se estreitam na minha nova tatuagem. Eu comecei uma nova desde a última vez Kayla e nós ficamos juntos - O que isso significa em - ela pede. Eu engulo. Nós não já conversamos sobre qualquer uma das minhas tatuagens, mas, como sempre, exceto pela primeira vez, nós nunca tivemos tempo para explorar - Quando eu era pequeno, meu pai e eu costumávamos brincar de desenhar juntos. É foi assim que ele me contou sobre Teagan. Durante da porra de uma das nossas brincadeiras. Eu não fui o mesmo depois disso. Esta tatuagem é uma lembrança sobre a primeira vez que me senti traído. - Sinto muito, Caden - Ela diz que sua voz suave. Eu balancei minha cabeça - Tudo isso já passou e está acabado, Kayla. As memórias são tudo o que temos e mesmo que esta foi uma parte confusa da minha vida, eu ainda tenho uma linda irmãzinha dele - Eu dou de ombros e dobro meu rosto até o nível dela - Chega de falar. Coloco os meus lábios nos dela que se derrete e eu a forço a abrir a boca. Minha língua encontra a sua em sua boca . Meu corpo inteiro é amarrado apertado e eu sinto que pode aparecer, a qualquer momento. Deixo a boca e fazer o meu caminho para baixo de seu corpo. Eu brinco com as mamas dela por um tempo. Brincando com os mamilos em picos apertados. Kayla se debate gemendo e chorando, parece que eu gosto de ouvir - Você gosta disso, meu Anjo? - Peço sacudindo um mamilo com o meu dedo indicador. - Sim! - Ela praticamente grita. Tudo que posso fazer é sorrir. Eu vou ainda mais baixa até que o meu rosto está bem acima de seu sexo. Sua respiração torna-se inexistente, quando a minha língua sai lentamente para lamber o seu clitóris. Seus quadris resistem contra a minha boca e eu coloco as minhas mãos sobre eles para impedilos de se mover - Anjo malvado - Eu digo a ela com minha bronca voz. - Sinto muito - Ela geme, parando de mexer seus quadris. Eu coloco o meu dedo em sua abertura molhada como uma recompensa pelo o que eu ouvi. Eu bombeio dentro e fora antes de adicionar um segundo dedo. Sua passagem é lisa e apertada e meu pau fica muito animado. Dou lambidas em seu clitóris várias vezes apreciando os gritos que vêm da boca de Kayla - Não goze - Eu digo, sentindo seu orgasmo chegando. Ela não me escuta. Eu estava realmente esperando que ela não o faria. Sua passagem aperta ainda mais prendendo meus dedos dentro dela. Eu levantar rápido pouso minha boca na dela, silenciando os gritos dela - Shhh... - Eu digo a ela. Quando termino, ela olha para mim timidamente e tudo o que posso fazer é sorrir. Eu desamarro os seus pulsos e a coloco de quatro. Levantamento cada um de sues pulsos para trás e eu os amarro novamente - Você não me escutou. Agora eu vou me divertir - Eu sussurro no ouvido dela por trás. Saio de cima da cama, acariciando meu pau enquanto eu vou em direção até meu armário. Abro a gaveta e pego um preservativo. Eu abro e o coloco sobre a minha ereção.


Eu lentamente volto para cama e para Kayla, com um sorriso no meu rosto. Ela parece um pouco nervosa, mas eu espero que ela saiba que eu não irei machucá-la, nunca - Se for demais para você, basta dizer pare. - Sem nenhuma palavra segurança - ela ri, todo o seu corpo vai para ele. Eu balanço minha cabeça - Eu não sou um dominante. Sim, eu gostaria de ser controlador no quarto, mas eu não uso brinquedos e eu só vou bater em você. E chega de conversa. Eu subo na minha cama, e vou de joelhos pela primeira vez. Eu bombeio meu pau duas vezes antes de apontá-lo em sua entrada e lentamente afundar em seu calor apertado. E maldito seja como ela é apertada - Foda-se - Eu digo duramente por não ter transado com ela no ultimo mês. - É... - ela fala com a cabeça para a frente. Desde que ela pareceu ter esquecido seu castigo, eu trago a minha mão para baixo bruscamente em sua nádega direita. Seu corpo vai do suave e flexível à tensa e difícil. Eu ainda bombeio dentro dela . Minha mão esta em sua nádega esquerda. Seus idiotas do corpo, mas ela ainda deixa escapar um gemido baixo - Você gosta do seu castigo? - Eu pergunto em uma risada. Sua cabeça balança para cima e para baixo. Isso me faz desejar que eu estivesse fodendo com seu rosto em sua boca. Muito tarde para isso agora. Eu me revezo batendo na bunda dela e empurrando para dentro dela. Sua bunda ficou vermelha da palma da minha mão, mas eu não vou deixo marcas. Kayla geme apesar de tudo e pede mais. De bom grado dou a ela. Eu sinto seus músculos internos apertarem em torno de mim depois de um tempo. Eu paro espancando ela e curvando ela de volta para que eu possa alcançar seu clitóris. Eu tapo a pequena protuberância algumas vezes até que ela está gritando meu nome. Eu me sento e agarro seus quadris e começo a empurrar nela duro. Pouco tempo depois os formigamentos disparam através de minha espinha e sai direito para fora meu pau. Eu grito seu nome em meus lábios e com os olhos fechados me espremo através da experiência intensa. Eu desmorono ao seu lado quando eu termino, com a respiração pesada. Nós dois estamos em silêncio, mas não é estranho, estamos apenas imersos no arrebol da tarde. Ou de pintos se assim quiser chamar. Quando minha respiração volta ao normal, eu a desamarro e me levanto para desligar a luz. Eu subo na minha cama e me aninho nas costas de Kayla. - Eu te amo - Eu sussurro em seu ouvido direito, causando um arrepio. Sua bunda contrabandeia na minha virilha e é tudo que eu posso fazer para não tocar seu sexo. - Eu também te amo - Ela sussurra para trás, com a mão vindo por trás dela para descansar contra o meu quadril. Ela esfrega para cima e para baixo na minha pele e eu mordo meu lábio. Um toque simples e meu pênis começou a ficar animado - Mais uma vez - ela pede, com a voz baixa e sensual. Eu nem respondo e eu estou levantando a perna e bombeando meu pau dentro dela. Eu solto um gemido quando estou totalmente encaixado e apenas me sento por um segundo. Eu respiro fundo e voltar em um ritmo lento. Kayla tem outras idéias. Seus quadris vêm ao meu encontro e seu ritmo é rápido, fazendo-me apanhar. Em pouco tempo estamos tão ofegantes e acabamos gozando os dois juntos.


Eu acordei na manhã seguinte com um beijo de Kayla no meu rosto - Eu tenho que ir bebê - Ela diz ao beijar meus lábios em seguida. Minha mão voa para cima e agarra a parte de trás de sua cabeça, mantendo-a lá. - Não - Eu digo com a minha outra mão para puxá-la em cima de mim. Ela está completamente vestida e isso me irrita. - Eu tenho que ir. O pessoal vai acordar logo e ninguém sabe que eu não estou mais com Jaden. Podem estranhar se me verem aqui - Porra, ela tem razão. - Esta bem. Mas eu quero você aqui esta noite. Eu sou farto de passar minhas noites sem você - Eu digo a ela, segurando-a como refém até que ela concorde. Ela ri para mim antes de forçar meus braços em torno dela - Sim, eu estarei aqui - Ela me olha intensamente antes de dizer -Eu te amo tanto. Meu coração se sente vitorioso, mas eu não mostro nenhuma emoção. Cara eu pareço uma garota agora, agindo dessa maneira - Eu te amo - Eu digo para trás, beijando seus lábios com força. - Tenho que ir - Afirma saindo da cama e do meu quarto. Nem cinco minutos depois, Declan entra. - Ei mano o que está acontecendo? - Eu o comprimento. - Não foi nada - Ele parece um pouco chateado, antes que dele começar a falar novamente - Eu não sei por que eu fui o escolhido para entrar aqui, mas, infelizmente, aqui estou. Rule e Teagan gostariam de te pedir para que vocês fossem apenas amigos - Eu posso vê-lo tentando lutar contra um sorriso. Cerca de cinco semanas atrás eu não teria outra chance ou qualquer outra coisa. Eu poderia dizer o porque eles estavam juntos há anos e, em seguida, eles se separaram. Agora, ela vai ficar aqui, porque não a um psicopata atrás dela. Que passa a ser seu ex-namorado. A garota é legal, mas eu tento ficar fora disso. Isso é muito drama e um monte de merda para mim. Eu já tenho uma menina na minha vida na clandestinidade, eu não preciso de outra. - Bom, quando eles puderem ficar sem se meter, eu vou ficar de fora. Declan apenas balança a cabeça - Eu disse a eles que você diria isso.


Capítulo 17

Eu tenho que ir para a casa de Declan ver Caden, mas as coisas têm sido uma loucura lá. Chance seu companheiro de quarto tem uma relação de longa data com uma garota chamada Norma Jean. Pobre garota ela tem um nome confuso. De qualquer forma, aparentemente, ela tem um ex-namorado louco, que passa a ser o ex-melhor amigo de Chance. Bem, parece que este cara veio para a cidade e pra seqüestra a Norma, ou algo assim , é o que eles acham. Caden disse que ela fugiu de Chance antes. Isso foi culpa do ex-namorado, mas você conhece a historia. Chance e Norma acabaram voltando e Chance se recusa a perder-la novamente. Eu não tive muito contato com Chance. Ele se mudou depois que eu saí há dois anos. É uma amizade nova para Caden, então eu realmente não o escuto falar sobre Chance. Eu acho que eu posso ver como Jaden estava indo. Embora eu não tenha feito isso antes. Fui sua namorada e por um tempo fiquei do seu lado, mesmo achando que ele estava errado. Acho que o amor e a dor fazem com que algumas pessoas enlouqueçam. Eu só espero que ele possa seguir em frente. Caden e eu estamos deixando que Jaden nos procure primeiro. Para poder dizer a todos o que aconteceu entre nós. Então é a minha vez de jogar limpo com Caden. Eu não vou sair por aí dizendo a todos o meu segredo, mas eu não me importo de falar com seus pais. Todas as minhas roupas estão lá fora no meu carro. Eu estava hospedada em um hotel, mas desde que Caden decidiu que não podia dormir sem eu estar ao lado dele, eu fui dormir lá. Não como se fosse algo difícil para mim. Eu só espero que ninguém nos pegue antes de Jaden colocar tudo em pratos limpos. Tudo isso que ta acontecendo com Norma e Chance é estranho e me assustou. Eu realmente apenas não quero aparecer ali no meio de tudo isso. Não é da minha conta e não tem nada a ver com isso. Caden está chateado sobre isso, eu sei, mas, realmente, quem é essa garota de seu melhor amigo. Eu também não quero ir para lá e ficar no meio disso. Seria realmente estranho aparecer enquanto eles estão todos à procura de Norma. Eu realmente não posso sequer pensar em nada para dizer que iria fazê-lo parecer estar tudo bem porque eu estava lá. Se eu tiver que ficar me esquivando de tudo isso eu vou ter uma úlcera de tanto nervoso. E eu fico ouvindo aqueles choramingo. Meu telefone toca no painel do carro onde eu o coloquei. Eu sorrio quando vejo a mensagem.


Caden: Venha com essa sua bunda para cá.

Eu ri alto, balançando a cabeça. Imagens que ele gostaria de ter com certeza, enquanto todo mundo está em crise.

Kayla: Eu vou aí mais tarde. Depois que encontrarem a Norma.

Eu só tenho que esperar alguns segundos antes que ele responda a mensagem de volta.

Caden: Eu estou falando sério Kayla. TRAGA AGORA ESSA SUA BUNDA SEXY E GOSTOSA.

Eu rir de sua nova mensagem e ligo o meu carro. Eu sempre estive por aqui mas me mantive escondida. Eu não deixei que o meu pai soubesse que eu voltei porque eu ainda estou preocupada que alguém ainda possa estar vigiando ele. Caso contrário, eu iria ficar na casa dele. A caminho para a casa de Declan é curto, já que eu estava a apenas cinco quilômetros de distância. É engraçado como eu sempre digo a casa de Declan, quando outras pessoas vivem lá. Então eu acho que mesmo com todo mundo morando lá, assim que Declan e Teagan forem embora de lá, então ela realmente não será de ninguém. Quase todas as luzes estão acesas na casa e os carros de todos estão na garagem. Esta foi uma má idéia. Ficando assim eles vão ser pegos. Eu só não me sinto culpada por isso. O que é engraçado, porque eu me senti culpada por estar com Jaden ou então quando eu dormi com Caden estando com Jaden. Deus, eu sou uma pessoa assim completamente fodida. Eu bato na porta e entro logo em seguida. Todo mundo que mora aqui esta na sala de estar. Todos olham esperançosos até que vêem que sou eu. Eu odeio ser a causa de tanta decepção. Fazendo o meu coração doer em ver Chance tão derrotado e quebrado. Espero que ele encontre Norma logo. - Eu preciso falar com você - Eu digo a Caden. Ele balança a cabeça e sobe as escadas em direção ao seu quarto. Antes mesmo que eu possa até mesmo dizer um Oi ele esta em cima e mim. Seus lábios perfeitos devorando o meu e meus dedos enrolados com os seus - Eu senti saudades porra - Ele fala com sua voz grosa sugando minha língua em sua boca. E fazendo-me perder o fôlego. - Eu também senti sua falta - Eu digo a ele pega as minhas mãos e as coloca sob a camisa para que eu sinta sua pele quente. - Isso tem que acabar logo. É foda eu não posso ficar aqui sem ter você comigo a cada segundo de cada dia - Ele murmura, enquanto trilha beijos de cima e para baixo do meu pescoço. - Eu também - Eu lamento. Eu me tornei uma criatura repleta de sensações da forma como ele explora o meu corpo com os dedos e a língua. Antes que eu perceba estou na cama e sem as minhas roupas, e Caden sacudindo a língua sobre meu mamilo duro.


- Eu poderia olhar para você durante todo o dia. Você é malditamente bonita - Ele sussurra contra o meu estômago em seu caminho para baixo. Sua língua contra o meu clitóris fazendo meus quadris animar-se contra a sua boca. Ele me faz gozar com a boca, antes mesmo dele vir a estar dentro de mim. Nosso sexo é irracional e descontrolado. É a primeira vez eu acho que ele não mandou em mim e foi tão bom. É bom saber que o sexo vai sempre assim, não importa como nós o fazemos. Esta é uma enorme vantagem para mim porque eu sou uma viciada em sexo. Eu adoro sexo e sair. E isso não me faz uma puta porque eu não vou fazer sexo com qualquer um. Caden pode ter começado como um caso de uma noite, mas ele virou o amor da minha vida. - Eu te amo tanto - Eu digo a ele beijando seu peito enquanto dormimos. Nosso pequenino mundo pode ser perfeito, mas há pessoas lá fora que sofrem. Eu não fui muito de fazer ma oração, mas hoje eu digo uma oração silenciosa para Chance e Norma Jean. Eu só espero que ajude.

Caden me acorda no meio da noite para a segunda rodada. Ele está em cima de mim de novo, empurrando entre as minhas pernas. Minhas unhas marcam as suas costas e ele se sente incrível. É sempre uma sensação incrível. Eu continuo a pensar que talvez o tesão vai acabar e não vamos sentir esse desejo mais. Mas da maneira como as coisas estão indo Eu não acho que isso vá acontecer. Eu sei que em meus ossos, eu vou sempre querer Caden Harper. Se eu estou a um milhão de quilômetros de distância ou sentada ao lado dele. Eu quero ficar com ele. Estou tão perdida no que estamos fazendo, eu nem sequer percebo a luz do corredor até o momento que a porta do quarto de Caden fecha. Eu congelo e deixo cair minhas mãos das costas de Caden. Caden pára de se mover quando ele percebe que fiquei tensa - O que há de errado, Anjo? Eu machuquei você? - Diz ele ofegante. Eu balancei minha cabeça, todo o sangue drenado para fora do meu rosto - Alguém nos viu - Eu sussurro. Caden pula e se move em direção a porta do quarto completamente nu. Abrindo lentamente a porta e espiando lá fora. Ele se vira para mim seu rosto confuso - Não há ninguém acordado agora. Eu juro. O que te fez pensar isso? - Eu não estava prestando atenção, mas eu juro que alguém abriu e fechou a porta - Eu mordo meu lábio e puxo o lençol do meu corpo. Caden faz uma careta para mim antes de ir para a cama e se sentar - Você tem certeza? Isso poderia estragar tudo se alguém realmente nos ver. Eu aceno com a cabeça sem dizer nada. Meu corpo inteiro está tremendo. Caden e eu sabemos que nós não estamos fazendo nada de errado, mas as outras pessoas não sabem disso. Que merda. - Eu acho que você está apenas cansada. Eu não deveria ter te acordado - Ele esfrega a mão pelo rosto antes de subir na cama e entrar debaixo das cobertas comigo - Volte a


dormir. Tudo vai ficar bem amanhã de manhã - Ele beija minha testa antes de se deitar do meu lado de conchinha na minha bunda. Eu não vou conseguir dormir. Não, eu fiquei preocupada. E não estou preocupada comigo. Caden já está por um fio com a sua família e se alguém realmente nos viu ... as coisas vão ficar ruins. Eu não posso contar com Jaden para vir limpar a sua barra para sua família. Ele deixou as pessoas pensarem isso antes e eu não iria deixa-lo passar por cima dele para fazê-lo agora. Caden fuça no meu cabelo e eu suspiro - Pare de pensar nisso. As coisas vão ficar bem. Você tem que ter mais fé em Jaden - Ele diz-me beijando o lado do meu pescoço. Eu não respondo a ele, porque eu não tenho fé nele. Jaden faz o que lhe convém . Ele não vai consertar isso, se algo sair do controle. Que por sua vez quebraria o coração de Caden Eu acho que você tem muita fé em Jaden - Eu finalmente digo. Caden fica atrás de mim, com seu braço sobre minha cintura, tornando-se como uma marca registrada - Meu irmão pode ser um monte de coisa, mas ele nunca iria me deixar de fora para que eu me ferrasse. Jaden fez um monte de merda, mas ele nunca fez nada para me machucar desse jeito. Quando chegar a hora você vai ver. Ele nunca desceu até esse ponto. Por que é tão difícil para ele ver? Tudo o que eu já vi Jaden fazer é ficar de fora por causa dele mesmo. Ele não se importa com o que os outros querem ou precisam. Esse direito não é suficiente para que eu fique louca de preocupação. Jaden nunca vai nos salvar.

Eu acordei esta manhã com Declan batendo na minha porta. Kayla já tinha ido embora. Eu perdi o seu calor em meus lençóis, mas seu doce perfume permanecia. Norma foi levada para o hospital no início desta manhã. Ela estava ferida com um tiro na coxa, mas ela vai sobreviver. Estou muito feliz e aliviado. Eu realmente não suportava ver os meus manos sofrendo. Especialmente por causa de uma mulher. Eu estaciono meu Mustang na vaga de visitante no hospital. Uma vez que é perto da entrada de emergência, que é para onde eu vou. Uma pequena morena olha para cima o número do quarto de Norma e me orienta na direção certa. Estou prestes a entrar na sala quando Chance sai - Oh, eu estava prestes a entrar e ver como a nossa menina estava passando - Ele olha para mim petrificado e me enfrentou me deixando confuso - O quê? - Norma esta segura e ela vai se recuperar completamente - Ele me diz, nenhum sinal de emoção em sua voz. O cara está chateado com alguma coisa. Ele se afasta da porta e de costas para mim é quando ele diz - Eu não sei quanto a vocês, porque quando Jaden descobrir que na verdade você está fodendo a namorada dele. Eu sei que você está apaixonado por ela, mas realmente agir pelas costas do seu irmão, como você pode ser completamente um filha da puta. Coloco minhas mãos na minha cintura e eu realmente quero enfiar elas em alguma coisa.


- Por que em primeiro lugar você não sabe nada sobre a Grace e eu. Em segundo lugar, se o meu irmão se incomodaria de cuidar de sua própria namorada, talvez ela não tivesse que vir atrás de mim. Terceiro fique fora da maldita da minha vida. Eu não sei como você descobriu, mas você ficaria bem melhor se ficasse fora disso com esse seu maldito ego. Meu corpo inteiro está vibrando com raiva. Eu deveria ter escutado Kayla na noite passada, quando ela disse que viu alguma coisa. Eu pensei que ela estivesse apenas cansada. Eu não quero que ninguém pense mal de mim. Eu não posso me culpar por ter me apaixonado por Kayla para mim é como um homem faminto ter sido atropelado por um caminhão McDonald. Ela é algo que eu realmente quero e preciso, mas pode ser demais para ela lidar com isso, embora eu esteja pronto para isso. Gostaria de seguir essa garota até os confins da terra. Ela é tudo para mim. O rosto de Chance se contorce em um sorriso de sarcasmo e ele está empurrando um dedo no meu peito - Se você não estivesse transando com ela no meio da noite, eu não teria me metido em sua vida. Eu estava indo lhe dizer onde Norma estava e que eu estava saindo - Ele respira fundo e dá um passo para trás - Eu também não contaria a ninguém, porque eu sou seu amigo e eu não iria traí-lo assim. No meio do seu discurso Teagan passa por nós pelo canto, Declan vem direito em nossa direção. Sinto como se eu perdesse por completo toda a cor do meu rosto. Este era um momento que eu nunca quis estar vivo para ver. A mágoa e a raiva nos olhos da minha irmãzinha é mais do que posso suportar. Aqueles olhos que sempre me viam com amor e confiança. Perdi isso agora. Eu quero cair de joelhos e gritar. - Eu realmente não acho que este é o lugar para essa conversa. Ou talvez eu devesse dizer que não há o porque termos essa conversa - Declan afirma com sua voz vazia de qualquer emoção. - Teagan... - Eu balbucio andando em sua direção. Ela sai do meu caminho, com lágrimas nos olhos. Eu não posso fazer nada, mas me encolho - Sinto muito. Eu não queria que isso acontecesse - Mal sabe ela que eu não estou falando sobre a coisa com Kayla. Eu não quis dizer para ela antes de descobrir como estava. Teagan me dá um tapa no rosto. BOOM. Eu sinto por todo o meu corpo. Não era nem mesmo um grande tapa, mas ainda foi o significado por trás dele. Eu machuquei minha irmã foi muito pior do que eu já a tivesse machucado antes - Você não tem que dizer isso para mim. Eu sempre me perguntei se vocês dois estavam agindo pelas costas de Jaden, mas eu nunca esperava que fosse capaz. Você cavou sua própria sepultura e agora você vai ficar enterrado nela. Eu não tenho nada para lhe dizer. Estou apoiado em um canto. Estou protegendo os segredos de outras duas pessoas aqui. Um monte de merda está em jogo se eu explicar a qualquer um deles o que realmente está acontecendo. É por isso que Kayla tem de passar? Mesmo que for por uma boa razão ? Ela tem que se esconder atrás Grace e mentir por conta disso. Estou mentindo agora para algumas das pessoas mais importantes da minha vida. Foda-se eu não sei como ela pode viver com isso todos os dias. - Eu acho que você deveria sair, Caden - Declan me diz com sua voz severa. Parece que eu o decepcionar completamente. Eu apenas aceno com a cabeça e saio do prédio. Este é o fim dessa porcaria. Vamos falar com os meus pais primeiro e depois iremos falar a Teagan. Eu não posso deixar que ela pense desse jeito, mesmo para um minuto, mas eu também tenho que aceitar por enquanto.


Eu bato na porta do seu quarto no hotel. Ela olha para fora depois que eu fiz a promessa que iria ficar na minha casa. Depois da noite passada, porém, ela se assustou e disse que eu tinha que dormir com ela aqui. Estou mais do que chateado e pronto para que essa merda acabe. Eu sou farto de deixar todo mundo achar que eu roubei Kayla de Jaden. O cara nem queria ela em primeiro lugar. Ela não é Ava. Que é uma coisa muito boa porque ela é minha, fim da história. - O que há de errado, querido? - Diz Kayla depois de abrir a porta e me olhar nos olhos. - Temos que encontrar Jaden? Temos de ir falar com os meus pais. Temos que dizer a eles - Eu coloco minhas mãos em torno de seu rosto. Meu lindo anjo. Olhando para ela agora faz tudo valer a pena. Como eu venho dizendo, eu faria qualquer coisa por ela. Agora é a sua vez de fazer alguma coisa por mim - Você estava certa. Chance nos viu ontem à noite. Temos que colocar tudo em pratos limpos. Você devia ter visto o rosto de Teagan. Eu nunca mais quero vê-la olhar para mim desse jeito de novo. - Ele disse para a Teagan? Sério? - Diz ela indignada. - Não, ela ouviu quando eles me surpreenderam - Eu escovo o cabelo do rosto e me curvo para beijar seus lábios - Nós precisamos ir - Eu digo a ela novamente mais suave desta vez. Ela se afastou de mim e foi até a cozinha. Ela volta com sua bolsa e abri a porta, me esperando para sair - Ele já está lá. Em um jantar importante com seu pai - Ela encolhe os ombros como uma explicação. - Como você sabe disso? - Eu tento manter o ciúme da minha voz. Ela revira os olhos em mim antes de caminhar para fora da porta - Ele atualizou seu Facebook. Oh. Sentindo-me envergonhado eu calmamente a sigo até o meu Mustang. Entramos, mas antes de eu ligar o carro eu digo - Eu estou tão nervoso - Minhas mãos batem ao longo do volante. Sua mão agarra a minha. Ela enlaça seus dedos com os meus e define-los em sua coxa. Minha tensão alivia um pouco, mas ela ainda está lá. Eu quero estar lá já dizendo aos meus pais que eu a amo e ninguém pode me fazer desistir dela. Minha Mãe iria morrer com o escândalo, mas eu realmente não me importo - Estou muito nervosa - Ela sussurra olhando para fora da janela. Eu aperto-lhe a mão - Está tudo bem. Eles não podem fazer nada pra você. Eu, por outro lado, podem cortar em mil pedaços ou gritarem comigo. Este vai ser um inferno de uma conversa. - Não é brincadeira - Ela deixa a minha mão e começa a remexer em sua bolsa. Ela pega um tubo de vidro. Ela olha para mim, então o tubo e, em seguida, volta para mim. Sua sobrancelha se levanta como se pedisse permissão - Você se importa? - Você ainda faz isso? - Eu ri dando-lhe um polegar para cima. - Foda. Sim. Nada vai me fazer desistir de maconha - Ela puxa o saquinho de sua bolsa ao lado. Ela pega uma revista ao lado e define-o no colo. Ela retira uma pequena quantidade de maconha do saquinho e coloca na revista. Ela quebra a planta compacta e coloca em seu cachimbo de vidro.


Depois de se deixar ficar mais leve e um enorme sucesso, ela passa para mim. Eu gosto da maneira como ela me faz sentir e tudo, mas eu não sou um drogado. Momentos como agora eu definitivamente preciso. É calmante e limpa minha mente. Exatamente o que eu preciso. Passamos o tubo um pro outro até que acabamos fumando tudo. Meu cérebro está em uma penumbra boa e muito feliz. É como ser simplesmente ser apedrejado em praça publica. Você só pode se concentrar em uma coisa de cada vez. Também é fácil se distrair. E com tesão. A mão de Kayla encontra seu caminho para minha coxa e começa a se mover mais. Quando ela alisa meu pau, meus olhos se fecham por vontade própria. É tão bom quando ela me acaricia através do meu jeans. Antes que eu perceba estamos correndo para fora da estrada e em linha reta em uma árvore. Kayla bate a cabeça no painel. Pergunto-me brevemente por que o air bag não acionou. O air bag do meu volante aciona e eu sinto meu nariz quebra com o impacto no meu rosto. Minha cabeça, em seguida, bate na janela e eu não sei mais nada.

Quando abro meus olhos o rosto de minha mãe é a primeira coisa que vejo. Há novas linhas se formando em seu rosto. Ela parece dez anos mais velha, dês da última vez que a vi - Mãe? - Eu falo através de um gemido. Sua cabeça aparece diretamente em cima de mim quando ela segura o meu rosto - Oh Caden. Estou tão feliz que você está acordado - Ela beija minha testa e corre para a porta. - Ele está acordado! - Ela grita no corredor. Menos de dez segundos depois eu ouço os sons de vinte conjuntos diferentes de pés. Meu pai vem em primeiro lugar, seguido por Teagan, Declan, Marcus, Jessica, Florest, e por último mas não menos importante é Jaden. Eu esqueço todos os outros quando eu dou a minha mão para Jaden. Ele caminha até mim com um sorriso forçado. Eu posso dizer que o meu sorriso não é forçado, porque eu estendi a mão para ele, mas porque alguma coisa está acontecendo. - O que foi mano? - Diz ele tirando a mão vaga deixada por ele. - O que está acontecendo? - Eu sei que eu posso perguntar a ele porque todo mundo vai se recusar a me dizer. Ele pode consegue esconder nada sobre si mesmo também, mas aqui e agora que ele iria me dizer à verdade. - Caden, você acabou de acordar. Agora não é o momento - Meu pai diz do outro lado da minha cama. - Ninguém te perguntou nada - Eu digo a ele. Ele não se preocupou em me dizer que eu tinha uma irmã mais nova durante 10 anos da minha vida. Ele pode ir para o inferno. - Caden Gabriel Harper! Você não fala com seu pai desse jeito! - Minha mãe exclama. Mesmo em uma cama de hospital, ela me repreende. Deus, eu estou enlouquecendo com 21 anos de idade.


- Procure alguém para me dizer o que diabos está acontecendo! - Eu grito. Acho que acabei preso um vaso sanguíneo em meu braço. Meu nariz esta fraturado e me matando, assim como a berinjela ao lado da minha cabeça. - Grace não é quem ela disse que era - Teagan diz baixinho. Lágrimas escorrem o lado de seu rosto, e é tudo o que posso fazer antes de chegar perto dela. Declan está por trás dela, protegendo-a de tudo. Bem, quase tudo. - Eu sei - Eu digo a ela. Seu rosto aparece e seus olhos me encaram - Ah, eu esqueci que você estava dormindo com ela! Aposto que você sabia de tudo! Mais do que serem melhores amigos, sim? O silêncio coletivo na sala diz tudo. Estou tão fodido agora - Ela me largou há dois anos Jaden deixa escapar. Todos, incluindo eu, viram a cabeça em sua direção. Eu sei, claro, mas eu não estava esperando que ele fosse jogar limpo assim. - O QUÊ? - Minha mãe grita. - Ela não estava em Dallas para ser uma líder de torcida. Ela estava no Arizona com seu irmão mais velho. Ela nem sequer disse a ninguém que ela estava indo embora, então ao invés de dizer que levei um fora, eu só joguei como ela e que estávamos namorando a distância. Mas o tempo todo quem queria ela era Caden de qualquer maneira. Não eu Jaden encontra meus olhos no final e eu dou-lhe um aceno de agradecimento. - Então, você sabia que ela não era Grace, o tempo todo? - Teagan pergunta a Jaden. Ele apenas balança a cabeça e nossa irmã fica ainda com mais lágrimas nos olhos - Ela não podia dizer-lhe, Teagan. Ela estava com medo e não tinha escolha. Ela só disse a Caden porque ela o ama. E eu só sabia porque eu forcei o seu irmão a me contar. - Então isso significa que ela não me ama? - Teagan fala em meio a soluços. Declan a abraça fazendo ela o encará-lo - Não. Significa apenas que a situação estava fora de seu controle - É por isso que eu amo Dec. Ele sabe como resolver qualquer situação. - Eu, pelo menos não me importo com quem ela é ou se eu sabia. Ela não está vindo ficar em torno desta família mais - Minha Mãe, claro tinha que jogar seus dois centavos dentro.


Capítulo 18

Lesões na cabeça são coisas engraçadas. Veja, eu bati minha cabeça no painel do carro, porque o meu air bag não inflou. Eu saí com um ovo na minha testa e uma dor de cabeça horrível. Caden bate ao lado de sua cabeça na janela do lado do motorista e fica nocauteado. Por horas. Ele também quebrou o nariz. E eu só sei disso porque eu vi isso acontecer. Eu estive trancada em uma sala de interrogatório, nas últimas 16 horas. Liguei para o 911 depois do acidente. Quando a polícia apareceu, eles descobriram minha maconha e o meu cachimbo. Eu lhes disse que era meu e Caden nem sabia que eu tinha. Os idiotas acreditaram em mim. Eu é claro fui detida e tiraram as minhas impressões digitais. E tenho certeza que agora eles sabem que eu não sou quem eu digo que eu sou. Eu não dou se quer a porra de um centavo se eles já não sabem. Eu só preciso de alguém para entrar nesta sala para me dizer se o amor da minha vida está vivo. Que ele está acordado e se perguntou onde diabos eu estou. Juro por meu irmão, se alguém não me disser o que diabos está acontecendo em breve eu vou enlouquecer. De verdade mesmo. Quero dizer porque eu não tenho a porra de um advogado? E o meu telefonema? Eu percebo que eu estava fazendo algo ilegal. Mas ainda tenho alguns direitos. Eu vou processar essa delegacia e a Ford. Alguém deve ter que pagar por este maldito ovo na minha cabeça. Porra, eles não vão mesmo me dar qualquer analgésico para isso. Estou prestes a ficar fora de controle. Eu tenho a minha cabeça em cima da mesa de metal, enquanto um de meus pulsos é algemado para debaixo da perna. Quem diabos eu estou brincando? Eles descobriram quem eu sou, eles chamaram Daniel. Eu sei que a qualquer momento aquele bastardo maldito vai entrar por aquela porta. Minha vida acabou. Ele vai me levar de volta para Nova York e provavelmente me matar. Ele não pode aceitar a ser desobedecido. Meu barato me deixou dês de ontem e aqui estou eu sentada em pânico e chateada por ter me fodido. Acho que a primeira pessoa que vier aqui vai levar um chute no meio da cara. Esta tão quieto aqui. Apenas o som da minha respiração. Se eles querem me enlouquecer, então eles estão conseguindo. Estou à beira de um ataque enquanto falamos. E eu estou a divagar na minha cabeça. Há uma batida na porta e eu rolo meus olhos. Cara eu vou enlouquecer nesta sala, algemada a uma mesa. O que eu devo fazer? Levantar e atender a porta? Eu não respondo a batida. Este quarto tem um espelho dupla face. Eles sabem que eu estou aqui e acordada. A porta se abre lentamente e eu espero sem respirar por Daniel para vir ao redor do outro lado. Minha boca fica aberta e os olhos pulam da minha cabeça quando minha pequena


morena mãe entra na sala. Em seu terninho caro é livre de rugas se encaixam a ela perfeitamente. Bem, eu espero que sim, porque ela os aceita muito bem - Mãe? - Eu esbravejo para fora. Ela foi à última pessoa que eu esperava que fosse entrar nesta sala. Eu olho em volta dela para fora da porta para Daniel, mas eu não vejo nada - Ele não está aqui - Ela afirma em sua voz fria. A mulher ainda não sabe o que são emoções. Ela se move para o outro lado da mesa e se senta na minha frente. - Onde ele está? - Eu realmente gostaria de saber. O bastardo não nos deixaria ir tão facilmente. Nós éramos os seus bens. Seus brinquedos. Como todos os homens e seus brinquedos, eles ficam mal-intencionados e com raiva quando um de seus brinquedos desaparece. - Daniel faleceu de um ataque cardíaco a três meses - Diz ela com sua voz morta. Meus olhos piscam três vezes antes de afundar dentro da mesa - Que porra é essa? - Eu gaguejo fora. Não eu falo sério que porra é essa? Como é que eu não sei disso?! - Aparentemente, ele não estava ouvindo o seu preparador físico. Seu colesterol estava alto por meses, mas ele era teimoso e não comia direito. Ele finalmente foi apanhado com ele. Foi muito repentino - Ela diz que tudo isso sem imposição de qualquer emoção em sua voz. Eu juro que a mulher poderia ser aquele cara que faz a queda dos comerciais com o olho. - Isso é realmente uma vergonha - Digo a ela de volta. Eu estou pouco me fodendo. Mamãe provavelmente só quer voltar para a sua vida em Nova York e se esquecer de que Aiden e eu existíamos. - Bem, sim, era - Ela pára e me olha de cima a baixo - Por que você esta loira? Você odeia loira. Vamos ter que corrigir isso o mais rápido que pudermos - Ela se levanta da cadeira e volta-se para a porta - A polícia ainda não conseguiu encontrar Aiden. Tenho certeza de que quando o acharem estaremos fora daqui em apenas um minuto, você pode dar o seu telefone? - Ummm ... sim? - Saiu como a uma pergunta. Se eu não estou completamente louca. Eu acho que ela realmente se importa. Estranho. - Bom. Este bom policial vai tirar as algemas de você e, em seguida, vamos sair juntas daqui - Ela sorri para mim e é a primeira vez que me lembro em um bom tempo que atinge os olhos. - Sim, senhora - Eu digo enquanto um homem gordo e baixo de uniforme entra e usa suas chaves para me tirar às algemas. Eu me levanto e esfregar meu pulso com a outra mão. Malditas essas coisas eram muito apertadas. Minha mãe estende a mão para mim e eu as pego. Ela me puxa junto até que estamos fora e ela pára em frente de um agradável carro alugado - Você dirige. Todos nós precisamos conversar.

Eu estaciono o carro alugado fora de um Wal-Mart para minha mãe e eu possa conversar. Eu realmente não tenho muito que dizer a ela, a não ser, o fato de que ela é uma mãe


horrível e eu gostaria que ela me deixasse em paz - Eu pensei que você estava me levando para ver seu irmão? Eu dou de ombros - Teríamos de ter que dirigir para outro estado para isso. Além disso, eu realmente não acho que ele quer ser encontrado - Murmuro olhando para longe dela. - Sim, eu pude perceber desde que ambos desapareceram no meio da noite - Ela se desloca em torno de seu assento, trazendo a minha atenção para seu dedo anelar. O enorme anel de diamante que conseguiu de Daniel não está mais lá. Estou surpresa que ela tirou. - O que você teria feito? - Porque eu fiz uma pergunta estúpida - Não importa. Você não teria tido a chance de nos alcançar - Eu viro para ela e cruzar os braços sobre o peito - Mãe Olha, eu entendo que você está chateada. Somos seus filhos e saímos no meio da noite, sem deixar rasto. Mas eu acho que com Daniel morto, você pode viver a sua vida da maneira que você quiser. Você é uma viúva rica. Sem filhos para sustentar. - Sim, eu sou todas essas coisas. Deus me perdoe eu deveria querer ver meus filhos novamente - Ela imita os meus movimentos e cruza os braços sobre o peito. - Bem, desde que você não queira nada com a gente pode deixar tudo como esta, eu não entendo por que você está aqui agora - E eu realmente não sei. Ela poderia ter ignorado o fato de que eu apareci de volta em seu radar. Ela não tem que vir aqui e me resgatar. Eu certamente não preciso. Eu não tinha tanta maconha comigo. Eu provavelmente teria conseguido liberdade condicional. - Você veio do meu corpo, eu tenho o direito de saber onde você está e o que você está fazendo - Por quê? Ela nunca se importou antes. - Isso é besteira mãe e você sabe disso. Você nunca se importou com o que estava acontecendo antes - Eu digo a ela enquanto ela parece longe de mim e para fora da janela do lado do passageiro. - Não é que eu não me importava. Eu simplesmente não tinha tempo para cuidar de vocês. Seu pai era o único que queria que ficasse com vocês dois. Daniel queria uma família pronta para que ele e me fez levá-los junto comigo. Se eu soubesse que ele era um filho da puta, eu não teria me casado com ele, para começar - Ela se vira para olhar para mim e eu vejo um toque de tristeza em seus olhos. Estou começando a ficar cansada do jogo. Tudo é um jogo para a minha mãe, independentemente de quem ela machuque durante o processo - Podemos chegar a ponto de por que você está aqui? Ela bufa e tira um pedaço de papel de sua bolsa - Daniel deixou para você e seu irmão algum dinheiro - Ela praticamente joga o papel para mim. Eu o pego de onde ele caiu. Eu abro lentamente e quando vejo a quantidade de dinheiro no papel eu acho que eu poderia desmaiar. Aiden recebeu tanto. Não é como se nós realmente precisássemos embora. Meus avôs por parte de mãe nos deixaram com fundos fiduciários antes de nascermos. Pegamos o máximo de dinheiro que podíamos antes de sair esses fundos fiduciários e é isso que tem vindo a pagar por nossa estadia lá no sul. - Por que ele deixou isso para nós? - Peço lançando-lhe um olhar perplexo. - Porque ele seria visto como um padrasto ruim se ele não o fizesse. Não que isso importe para mim. Você e seu irmão são livres agora. Não tem que se preocupar onde você está ou o que está fazendo - Eu acho que o seu coração está no lugar certo. Ou talvez não. Eu dirijo o carro alugado para o hotel que estou hospedada. Minha Mãe recusou-se a ficar no Arkansas por mais um minuto e em um segundo eu estou fora do carro. Boa viagem.


Eu ligo para Aiden antes mesmo de eu entrar no hotel - Oi irmãzinha. Ainda não resolveu os seus problemas com os meninos? - Ele pergunta. Eu ri antes de balançar a cabeça - Sim, eu tenho que me endireitar. Eu também tenho algumas outras coisas para resolver. - Como o quê? - Eu posso ouvi-lo se movendo em sua extremidade e eu presumo que ele está indo para um lugar tranqüilo para que ele possa falar. - Bem, para começar, Daniel está morto - Eu digo a ele como Caden e eu nos envolvemos em um acidente de carro. Eu digo a ele que chamaram a mamãe quando descobriram que eu não era quem eu disse que era. Então eu lhe digo como ela jogou o dinheiro de Daniel em cima de mim. - É a mãe típica. Enquanto temos dinheiro, ela acha que estamos seguros. Ela é a razão pela qual as pessoas precisam ter uma espécie de licença para ter filhos - Nós dois rimos com isso. Conversamos mais um pouco, mas logo percebo que tenho um lugar onde eu preciso estar. Nos braços de Caden Harper.

Os médicos me mandaram para casa horas depois. Eu tenho uma coisa no meu rosto mantendo o meu nariz em linha reta. E uma berinjela ao lado da minha cabeça. Eu olho pra essa porra sexy. Eu também tenho uma garrafa inteira de pílulas de dor e elas me fazem me sentir incrível. Eu estou deitado na minha cama na casa do meu pai e tudo o que posso pensar é em Kayla. Minha Mãe recusou-se a me deixar vê-la. Você pode adivinhar onde eu disse a ela para enfiar isso. Eu não posso dirigir desde que eu estou tomando os analgésicos. Ah, e eu acabei com o meu maldito Mustang. Mamãe passou um discurso sobre isso. Tudo o que eu posso pagar e com outra das minhas pinturas. A garota que é proprietária da galeria ficou de enviar meu material para outros lugares e eu tenho começado a fazer uma matança. Eu não sei nada sobre pessoas e a necessidade de ter pessoas nuas em suas paredes. Eu não vendo o que eu tenho de Kayla, a menos que eles apresentem suas costas ou o seu pescoço. Enquanto seus peitos ou bunda não estão aparecendo, eu os vendo. Ninguém consegue ver que é ela , mas eu sim. Ouço alguém subindo as escadas antes de Teagan invadir meu quarto - Ai meu Deus! Grace esta aqui! Sarah não vai deixá-la entrar em casa. Jaden está tentando convencer a mãe a sair para que ele possa abrir a porta, mas ela está sendo teimosa. O pai está sentado lá com um sorriso no rosto. Você tem que vir - ela diz tudo isso em um só fôlego, então ela corre de volta para fora da porta. Os medicamentos estão fazendo meu cérebro ficar confuso, mas eu ainda consegui entender o que ela estava me dizendo. Estou lento para levantar da cama. Por alguma razão, eu não sinto a necessidade de se apressar. Kayla vai estar lá quando eu chegar até a porta.


Levo cerca de 10 minutos inteiros para poder descer as escadas, mas uma vez que eu faço vejo Jaden em primeiro lugar - Minha mãe não vai ceder. Acabei de dar de ombros antes de atravessar a sala para a porta da frente. Eu me curvo diante de minha mãe e a seguro por cima do meu ombro. Ela não esperava que eu fosse fazer isso por isso foi preciso um segundo antes que ela começasse a bater nas minhas costas para coloca-la no chão . Jaden abre a porta rapidamente e permite que Kayla entre - não deixe que essa vadia entre na minha casa! - Ouço os gritos de mamãe. Eu a deixo por conta do meu pai e viro para enfrentar Kayla. Ela corre para os meus braços antes mesmo de eu ter a chance de abri-los - Estou feliz que você está bem - Ela respira contra o meu pescoço. - Eu não estava até você aparecer - Eu digo a ela olhando para Jaden sobre sua cabeça. Ele parece triste, mas acho que ele vai aceitar tudo isso. Bem, é o que podemos esperar de qualquer maneira. - Eu disse para não deixá-la entrar aqui! Tirem ela da minha casa! - Mamãe grita mais uma vez. Isso está realmente começando a me dar nos nervos. - Mãe, tome um calmante. Ela não está machucando ninguém - Jaden diz embora todos nós sabemos que é uma mentira. - Mentira! Ela está te machucando! Eu não vou deixá-la ficar aqui, se ela não vai ficar com você! - E é por isso que a minha mãe é única. Ela tem seis filhos mas ela só é protetora pela uma de suas vidas amorosas. - Então o quê, mãe? Isso se chama vida. Ela não me quer. Ela ama seu outro filho. Queira você ou não. Como o tipo de amor verdadeiro. Sim, ele agiu errado uma vez, mas agora? Não, não esta fazendo nada de errado. Sim, ela me machucou, mas eu machuquei Caden mais por estar com ela. Então, o que você prefere? Me machucar um pouco ou deixar Caden ferindo para o resto de sua vida? - o rosto de Jaden é liberado e sua respiração e fica ofegante. Eu nem sequer penso nisso quando eu tropeço e o abraço. - Ele está bêbado? - Kayla pergunta a alguém atrás de mim. Eu suponho que era Teagan. - Não. São os analgésicos para seu nariz e sua cabeça - Responde Teagan. - O que foi isso? - Jaden me pergunta depois que eu me afastei. - Em algum momento você foi um irmão horrível, mas agora você é o melhor irmão que eu já tive - Sim, eu não estou tomando mais nenhum analgésico. - Bem, eu não vou apoiar o seu relacionamento com ela, Caden. Ela usa droga como também ela é uma prostituta e uma vadia. Ela só quer o seu dinheiro. Provavelmente por isso que ela foi atrás de Jaden, para começar - minha mãe cruza os braços sobre o peito e olha para Kayla. - Ela está enlouquecendo você mãe. Todo mundo fuma maconha. E deixe-me te dizer, ninguém matou ninguém, enquanto eles estavam usando. Ele realmente faz as pessoas felizes. Então, sim, se ela estivesse usando metanfetaminas ou algo que teria um problema, mas ela não faz uso. Então cale a boca - Jaden suspira quando ele para de falar e esfrega a mão sobre o rosto. - Além disso, tenho dois fundos diferentes. Eu posso cuidar de mim mesmo. Eu cresci no Upper East Side de Nova York - Kayla joga em sua cara. Os olhos de mamãe alargam por um segundo antes de ela correr para fora da sala - Seja bem vinda Grace a esta família, ou Kayla. Eu não tenho certeza qual é o seu nome verdadeiro. E não se preocupe com ela, ela vai voltar daqui a pouco - Meu pai pisca antes de seguir a mãe para fora da sala.


Vou em direção a Kayla para segura-la em meus braços mas ela está abraçando Teagan. - Eu queria te dizer. Eu só não sabia como e pelo que estava passando muito antes de eu sair. Eu não queria te machucar - Ela se afastou e olha nos olhos de Teagan - Melhores amigas? Teagan ri antes de abraçá-la um pouco mais - Eu ainda estou chateada, mas Jaden me explicou tudo. Eu vou superar isso. Kayla se move para Jaden em seguida - Você não tem que ficar em cima de mim agora caso você não saiba - Ela diz a ele olhando para seus pés. - Sim, bem, Caden está muito fodido para poder ficar com você agora. Além disso, eu tenho um sentimento por você como se fosse minha irmã, um dia eu acho, e eu fico em cima das minhas irmãs - E quando eles se abraçam, eu não fico com ciúmes. Acabei ficando foi com um sorriso idiota na cara. Então meu anjo caminha até mim - Vamos lá meu garanhão - E nós vamos para o meu quarto.

Infelizmente nada acontece. O monstro na minha calça não está feliz com isso também. Os analgésicos são muito pouco e meus olhos estão fechados antes que minha cabeça cair no travesseiro. Fez com que tudo valesse a pena, porém, porque quando eu acordei na manhã seguinte, ela estava lá. Enrolada em volta do meu peito, com o braço jogado sobre meu estômago. Uma das pernas fica no meio das minhas pernas e meus braços estão enrolados de forma protetora ao seu redor. - Bom dia - Diz ela em um bocejo. - Bom dia, Anjo - Eu respondo esfregando o nariz em seu pescoço. - Você dormiu como uma pedra - Ela me diz se sentando e esfregando seus olhos. - Analgésicos faz isso com você. Eu tenho que dizer, porém, acordar com você em meus braços é incrível. Nós devemos fazer isso todos os dias - Meus braços relutantemente a deixam ir. - Nós podemos fazer isso... Quando eu voltar do Arizona - Ela murmura para fora, olhando para as próprias mãos. Eu pisco várias vezes esperando que eu não a tivesse escutado direito - O que você quer dizer quando você voltar do Arizona? Ela suspira e se levanta da cama - Eu tenho que ir ver Aiden. Ele queria que eu voltasse. Eu tenho que lhe explicar que eu quero ficar aqui. Com você - Ela faz uma pausa olhando profundamente em meus olhos - Eu só vou ficar fora por um tempo. Eu bufo e me aconchego de volta debaixo das cobertas. Eu fecho meus olhos e tento voltar a dormir - O que você está fazendo? - Ela pergunta com uma risada. - Umm - Eu vou voltar a dormir, então quando eu acordar, eu vou fingir que ela nunca disse que tinha que sair. Eu quero lembrar a parte de quando ela estava comigo.


Sinto a cama afundar, enquanto ela sobe de volta para ficar comigo - Sinto muito. Isso é algo que tenho que fazer. Ele é meu irmão, eu pensei que você ia entender. Ele tem razão, eu te conheci, em primeiro lugar. Eu solto um gemido e puxo minha cabeça debaixo das cobertas. Eu a tenho de volta, eu não quero perdê-la mais uma vez - Eu só vou ficar fora por alguns dias. Eu juro. Eu suspiro e atirar o travesseiro no chão - Você promete? - E, em seguida, uma idéia se forma em minha cabeça - Posso ir com você? - Eu cuspo para fora antes que ela possa dizer qualquer coisa. Ela sorri e balança a cabeça - Sim, você pode vir comigo. Sento-me na cama e a puxo em meu colo. Eu lanço meus braços ao redor da cintura dela e coloco a minha testa na dela - Bom, porque eu quero ficar onde você estiver. Sempre.


Epílogo

Caden e eu ficamos apenas dois dias no Arizona. Aiden decidiu que queria ficar lá. Eu queria ficar com Caden, então voltamos para o Arkansas. Foi muito difícil deixar o meu irmão, mas eu acho que depois de tudo que aconteceu, talvez seja a hora de sermos nós mesmos. Não vamos mais se esconder e nem fugir. Além disso, eu nunca tive uma vida no Arizona. Eu nunca fiz amigos e eu nunca pensei em namorar alguém por lá. Havia um homem em algum lugar no Arkansas, que conquistou o meu coração. Levei muito tempo para perceber isso, mas eu finalmente consegui. Estou feliz por não ser tarde demais. Então, o que está acontecendo agora? Muita coisa na verdade. Recusei-me a abandonar a faculdade, então eu voltei. Desta vez eu fiz algo simples e algo que eu amava. Eu vou me formar no próximo outono e eu vou começar a trabalhar com os designers de jogos. Eu vou ser uma daquelas pessoas que testam o jogo antes de serem lançados, relatar bugs e ajudar a aperfeiçoar o jogo para melhor. É o trabalho com que eu sempre sonhei e eu não poderia estar mais feliz. Algumas semanas depois que cheguei do Arizona, Caden e eu fomos morar juntos no nosso próprio apartamento. Ele tem apenas um quarto, por isso não temos companheiros de quarto. Eu acho que nós dois estamos muito cansados de companheiros de quarto. Nós ainda estamos morando lá, mas acho que em breve poderemos mudar para algo maior. Afinal, você não pode criar uma família em um apartamento. Não tenha muitas esperanças, mas de qualquer maneira. Eu não estou grávida e eu não pretendo ficar pelo menos por enquanto. Embora com aquela bunda enorme que Caden tem ele me deu um anel que parece mais com uma rocha de tão grande que era a pedra onde eu coloquei no meu dedo meses atrás, pode ser mais cedo ou mais tarde. Sim, o grande idiota me pediu para casar com ele. Eu não sei o que deu nele para fazer isso. Ele disse que teve a sorte de me ter em sua vida e que queria ficar comigo para sempre. Eu acho que ele está errado, principalmente pelo fato de que eu tenho sorte de tê-lo em minha vida. Tenho a sorte de tê-lo encontrado. Apesar de tudo isso, porém, eu me tornei uma pessoa melhor. Eu aprendi a parar de fugir dos meus problemas. Das grandes coisas que eu estava fugindo, também me fez querer correr dos meus pequenos problemas. Eu não posso apagar a dor que eu causei aos gêmeos Harper, mas talvez eu possa compensar isso. Caden diz que eu fiz isso com ele mil vezes, simplesmente pelo fato de que eu o amo e que eu estou com ele. Jaden, por outro lado, eu me sinto como se o tivesse magoado mais apesar de tudo. Eu causei ao Caden muita dor e sofrimento, mas Jaden tem um monte mesmo. Nunca tive a intenção de fazê-lo se apaixonar por mim. E, verdade seja dita, eu


acho que ele se apaixonou pela Grace e não pela Kayla. Eu sei que se a Grace fosse uma pessoa real, ela seria perfeita para Jaden. Ele precisa de alguém que seja do bem por dentro para não passar para a banda do mal. É por isso que eu convidei uma certa Ava para o casamento. Ninguém sabe, mas eu a convidei. Ela acha que foi convidada, porque ela foi para a escola com os gêmeos mas não foi pro isso. Ela foi convidada para que eu possa bancar a casamenteira. Se ela realmente é o amor da vida de Jaden, então eles merecem ficar juntos. Ele só precisa tentar. Isso é tudo que eu peço. A mãe de Caden não está muito feliz com o nosso casamento, mas Caden diz que não importa o que ela pensa. Ele passou tanto tempo se preocupando em ter de fazer sua família feliz, enquanto eles nunca se preocuparam em gastar o tempo deles para fazê-lo feliz. Ele diz que todos eles podem beijar sua bunda. Teagan e Declan me deixam doente. Eles têm esse amor que permanece amor doentio. Ela sempre tem estrelas em seus olhos e ele sempre olha para ela como se ela tivesse pendurado as estrelas. É realmente revoltante, embora eu esteja feliz por eles. Eu acho que eles poderiam se casar em breve. Marcus está ira embora em algumas semanas para ir para a faculdade. Eles vão finalmente ter a casa só para eles. - Você está pronta, menina? - Aiden me pergunta parado junto às portas da igreja. - Sim - Eu sussurro nervosa como o inferno. Este é aquele dia. O dia em que eu estava esperando, por tanto tempo. Eu vou me casar com Caden Gabriel Harper. Ele disse que se recusa a me chamar de sua esposa. O casamento é só para mim e a partir de então eu vou ser conhecida como a sua musa. Eu vejo um monte de pinturas de nós dois nus pagando nossas contas no futuro. - Realmente, essa música? - Aiden faz carrancas quando escuta "Everytime We Touch" por Casacada tocando no alto falante da igreja. - Ei, isso poderia ter sido pior. Caden queria "Puta louca". Eu disse que ele não iria se casar comigo se essa for a nossa música - Eu coloco a minha mão na parte interna do braço de Aiden, quando nos preparamos para sair. - Bem, você é uma puta louca.

Não há nada como voltar para casa depois de ficar longe por uma semana. Há uma galeria em Nova York, que quer comprar várias das minhas telas. Negociações e visões têm sido a minha vida desde a semana passada. Estou feliz por estar em casa. Também acontece que é o meu aniversário de casamento de cinco anos com Kayla. Estou louco para chegar em casa. Eu não a vejo já faz tanto tempo, eu sinto que isso está me matando. Eu pulei na onda com meus irmãos e irmãs, exceto Teagan, mas sempre soubemos que ela era diferente. Eu comprei uma casa na rua dos meus pais. Eu acho que nós todos


aprendemos com tudo o que aconteceu, crescemos e seguimos em frente. Mamãe e Kayla até mesmo se falam como duas adultas normais uma com a outra agora. Eu fechei a porta do meu Mustang. Meus novos Mustang’s por falar nisso. Nossa casa é um sobrado de dois andares, com janelas brancas e um lindo jardim em torno de varanda. Kayla quando deu uma olhada para ela gritou - SIM! Abro a porta da frente e caminho lentamente pelo rol da entrada. Escuto uma música a partir de algum lugar no fundo da casa. Eu sorrio baixinho para mim mesmo e saio para a sala. Eu faço o meu caminho para a sala de onde a música está fluindo e dou um sorriso quando eu abro a porta. Não há nada como voltar para casa e ver sua esposa e sua filha dançando ao redor do quarto de sua filha. Kayla joga seus braços no ar e mexe a bunda. A canção é um garoto novo pop ruim, Kresley, nossa filha ama. A pobrezinha só tem apenas três anos, ela não sabe de nada. A Jasmine, filha de Teagan e Declan tem dois anos, está tentando dançar junto com elas também. Kresley se junta a Jasmine e tenta ajudar a jovem menina a dançar. Provavelmente não vai conseguir. A pobrezinha parece sua mãe, mas tem a personalidade de seu pai. E Declan não sabe dançar para poder salvar sua vida. - Papai! - Kresley grita quando ela me vê na porta do seu quarto. Seus pequenos olhos castanho-claros e seu cabelo loiro voam atrás dela quando ela corre para os meus braços. - Oi meu pequeno Anjo - Eu a puxo para perto do meu corpo e lhe dou um abraço bem forte. É sempre difícil sair quando eu tenho essas belas garotas esperando por mim aqui. - Cawen - Jasmine diz correndo até mim e pulando nas minhas costas. - Jasmine, sem saltar em seu tio. Isso não é muito agradável - A voz de Teagan vem atrás de mim. Eu me viro para ver minha irmã com sua enorme barriga balançando vindo me dar um abraço - Desculpe, Caden - Ela faz uma cara de envergonhada quando vejo o chocolate por todo o meu terno. Eu rio e dou de ombros. Eu pego Kresley e Jasmine, colocando elas em meus ombros Não tem nenhum problema. Eu tenho uma centena de outros ternos. Depois de girar ao redor com as meninas por um minuto, eu as coloco em pé depois de deixa-las tontas. Eles sentam suavemente no chão e começam a rir. Eu olho para trás para Kayla e encontro seus olhos castanhos. Eu caí de amores por aquela loira, mas a morena natural, eu amo ainda mais. Eu nunca quis que ela fosse qualquer outra pessoa , mas que ela é a isso é - Você está voltou para casa mais cedo - Ela me diz depois que eu a pego em meus braços. - Eu não conseguia mais ficar tanto tempo longe. Eu tinha que ver todas as minhas meninas favoritas - Eu piscar para as crianças e elas riem um pouco mais. - Vamos Jasmine, Kresley, eu tenho um lanche pra vocês na cozinha - Teagan diz às meninas, levando-as junto com ela. Ambas as meninas pulam à medida que saem do quarto. Acho que eu nunca vou me acostumar a ter todo esse amor em volta de mim. - Eu já te disse ultimamente que eu amo a sua irmã? - Kayla pergunta me dando um sorriso de parar coração. - Todos os dias. Estou feliz por vocês terem alguém como Dec para lhe ajudar enquanto eu estou fora da cidade - Declan tem de viajar às vezes por conta do seu trabalho. É difícil para Teagan quando ele sai, mas ela sempre acaba vindo para a nossa casa. Jasmine tem sua própria cama no quarto de Kresley e Teagan tem seu próprio quarto. Essas duas meninas serão grandes amigas. E eu vou passar maus bocados com os meninos.


- E quanto a mim? Eu ganho um eu te amo hoje? - Eu questiono aglomerando-la de volta até acabar em nosso próprio quarto. - Não, eu não penso assim. Eu não sei se eu te amo hoje - Ela responde com um sorriso atrevido. Eu finjo um estremecimento e recuou. Eu ando para trás até eu caio na cama - Oh, você só me deu um tiro no coração, meu anjo. Kayla aparece em cima de mim com aquele mesmo sorriso atrevido. Em seguida, o rosto fica muito sério e ela sobe em cima de mim. Seu rosto esta muito perto quando ela se inclina para mim - Eu te amo todos os dias, o dia todo. Eu vou te amar todos os dias, durante todo o dia para o resto da eternidade. - Bem, nesse caso, eu te amo mais. Não importa o quão mal que foi no início, nada é mais certo do que temos agora.


Agradecimentos Jessica Johnson de Bookend 2 Bookend merece ser sufocada em abraços e os meus agradecimentos. Este livro não estaria em suas mãos agora sem ela. Quando eu senti vontade de desistir, ela me ligou de centenas de quilômetros de distância e fez piada com o meu sotaque do sul. Ela também me disse que acredita em mim. Eu não tive muitas pessoas me dizendo isso na minha vida, por isso partindo de um estranho virtual é o suficiente para me fazer chorar. E eu não choro. Ela também olhou através deste livro e se incomodou com a minha gramática imprópria. Então, se você encontrou erros nesta história, eles estão em mim, não nela. Obrigado Jessica e um dia talvez eu vou aí te dar um abraço pessoalmente. Dawn Martens é uma daquelas pessoas que quebram suas costas para fazer algo para alguém que precisa. Eu sempre olho para ela para ver se minhas histórias prendem porque ela irá dizer-lhe a verdade honestamente. Então, se você gosta do final deste livro, agradeça a ela, porque era completamente diferente. Como sempre estou pensando em um dia mudar para o Canadá e se casar com ela, então passar Colin! Shanora Williams é como eu disse antes incrível. Ela deixa-me ler os seus manuscritos antes da maioria das pessoas começarem a colocar suas mãos sobre eles. Ela tem um talento verdadeiro e um coração enorme. Ela é uma grande autora para se ter do seu lado. Eu nem sequer pedir-lhe para compartilhar minhas coisas, mas ela faz de qualquer maneira. Ela também me escuta quando eu tive o suficiente da porcaria e me fala até de matar alguém. Todo mundo precisa de amigos como estes. Minha mãe que gosta de me chamar de cadela por causa de algo que meus personagens fizeram. Digo a ela que não tenho nenhum controle, que eles têm vontade própria. Ela também é a minha maior torcida. Ela não conta a ninguém que é minha mãe que eu escrevo para que eles comprem meu livro. Embora seja constrangedor, me impressiona o modo de como ela acredita em mim. Meu marido e minha filha, que não me vêem muito enquanto eu escrevia este livro. Definitivamente o meu marido, porque embora ele limpou a nossa casa e alimentou o Spawn quando eu não conseguia me afastar do laptop. Ele é incrível e minha maior realização. Apesar de toda a confusão que passamos, é bom saber que o amor pode superar qualquer coisa. Gostaria de agradecer a semente um pouco mais, mas desde que ela sentouse debaixo da minha cadeira e gritou o tempo todo, eu vou esperar até que ela fique mais velha. Para os meus rebeldes, porque vocês são apenas isso incrível! E sempre obrigado a você. Você leu esta história e se você gostou ou não, você chegou ao fim e isso significa mais do que você pode imaginar. Obrigado do fundo do meu coração.


Norma Jean Por Amanda Heath

À noite em que Chance Duncan bêbado me beijou em seu sofá, jurei a minha vingança. Eu finalmente tinha algo sobre a cabeça, algo que lhe traria de joelhos. Ele só lhe fez um favor. Ele me intimidou por anos e me transformou nessa pessoa desarrumada que eu sou agora. Embora eu não sabia na época que ele não era mais um menino. Ele era quase um homem e facilmente roubou meu fôlego. Eu só queria fazer ele se apaixonar por mim, em seguida, quebrar o seu coração em milhões de pedaços. Do jeito que ele fez comigo. Em vez disso, juntei todos os pedaços novamente e eu comecei a me sentir inteira de novo. As coisas boas nunca duram. Ele fez o que eu deveria fazer. Quebrou meu coração já frágil tudo de novo. Traída e sozinha eu fugi para a minha cidade natal e comecei uma nova vida em que eu não estava na sombra do que eu fiz. Agora ele está de volta e tentou me conquistar o meu coração , mais uma vez. Embora ele nunca vai saber que ele sempre o teve. Ele me machucou e eu não quero nada com ele. A vida tem outros planos. Não faz isso sempre? Ele não sabe embora. Não sei o porque eu estou me escondendo ou porque eu estou escondendo. Eu nunca pensei que veria Chance de novo e eu estou com medo de que ele vai se machucar se misturam na minha bagunça. Embora ele está bem no meio dela, mesmo sem conhecê-lo. Eu tenho que encontrar uma maneira de sair, antes que alguém morra.

Meu nome é Norma Jean e este não é um conto de fadas.


Wrong kind of love