Page 1

Carolina Goyer Teixeira Pudor de risos Foi cerca de quinze anos depois da explosão da internet no Brasil que um gênero muito familiar dos brasileiros começou a dar seus primeiros passos na rede cibernética. O humor vem, ao longo dos anos, revitalizando seu perfil e criando novos meios de expandir a intimidade com seus consumidores. A internet é uma das vias mais largas para que esse contato seja, de fato, estabelecido. Com o crescimento do número de canais de vídeos humorísticos no YouTube e o perceptível cansaço dos telespectadores em relação a programas como o Zorra Total, da Rede Globo, o debate que se tornou comum entre públicos e produtores levanta a questão: “O humor produzido hoje, para a internet, teria espaço na televisão aberta?” Em texto publicado no seu blog, Zeca Camargo, apresentador do Fantástico, também da Rede Globo, comentou o famoso canal satírico Porta dos Fundos. Zeca, ao desenrolar de seu post, discorre sobre as mudanças que alguns vídeos teriam que sofrer para que então fossem liberados para um canal aberto de televisão. Ao contrário do apresentador, porém, vejo na grade de televisão brasileira e no público que a consome, um pudor demasiadamente exaltado. A negação de veicular, por exemplo, beijos entre homossexuais, dá-se pelo “pudor” do público, que seria afrontado. “Pudor” este que é esquecido durante as incontáveis cenas picantes de novelas do horário nobre. No humor, o falso pudor também impacta. Os programas televisivos que têm como gênero o humor, são podados, caricatos e parecidos, repetem-se as piadas e, algumas vezes, os personagens. O papel da internet na produção humorística brasileira é, sem dúvidas, importantíssimo, pois é na web que escritores como Fábio Porchat, que assina textos de programas Globais igualmente humorísticos, conseguem publicar suas produções na íntegra. O número de acessos à internet, hoje, no Brasil, é assustador, logo, aqueles que buscam pelo humor sem cortes e


pudores, seja com pessoas ou com marcas, têm a possibilidade de encontrar programas de alta qualidade facilmente disponíveis na rede. Deixemos então o humor televisivo decair, que, pelo menos, saia são e salvo o humor livre, escrachado e, de fato, engraçado. Além de que o renovado elenco brasileiro de humoristas está repleto de gênios como o próprio Fábio Porchat, Gregório Duvivier e Clarice Falcão. Aqueles que têm interesse o buscam e o consomem com o deleite de uma boa escrita, produção, finalização e edição.

Pudor de risos  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you