Page 1

►POLÍTICA

Operação Capivara combate a fraude em licitações

■Pág. 4

ANO 1 | EDIÇÃO 45| DIÁRIO | quinta, sexta, sábado, domingo e segunda- feira, 28 de março a 1º de abril DE 2013 - R$ 1,00 Circulação nos municípios de Cachoeirinha, Gravataí, Alvorada, Canoas e Sapucaia do Sul ►Contra tuberculose

Stadtbus lança campanha para conscientizar as pessoas sobre a tuberculose

■Página 5 ►Páscoa

Feira do Peixe segue até sexta-feira

► esperança

Projeto aprovado pela Câmara dos Deputados pode desafogar Flores da Cunha

Lei pode isentar residentes e trabalhadores nas cidades com praça de pedágio, como Gravataí. Fluxo de cidades vizinhas corresponde a 30% do trânsito em Cachoeirinha ■Páginas centrais

Em Gravataí

■Página 8


Pág. 2 ■ Cachoeirinha, 28/03 a 1º/04/2013

Chocofest faz leilão de ovos customizados por personalidades do país em Gramado

Opinião correiodecachoeirinha@gmail.com 3497-1078

Os 21 ovos customizados produzidos por personalidades de todo o Brasil para o 18º Chocofest vão a leilão na noite desta quinta-feira, no Largo da Borges, em Gramado, na Serra. Parte da renda será revertida para a Brigada Militar da cidade. O evento se inicia às 19h30min, comandado pelo leiloeiro Ademir Corrêa. Os ovos estão expostos no largo desde o dia

16 e têm chamado a atenção dos visitantes do Chocofest. Os participantes usaram e abusaram, literalmente, da criatividade. Utilizaram pasta americana, biscoitos, confeitos, balas, castanha, amendoim, amêndoas, coco e até acessórios como óculos e flores secas para produzir os ovos de chocolate, que pesam 800 gramas.

LOTERIAS

Opinião Celebrar a Páscoa é celebrar a vitória de uma vida nova Falar de Páscoa é simples e muito gostoso, principalmente quando estamos com a família ou com os amigos, mas como posso vivenciá-la? Vejo que é uma pergunta que devemos fazer constantemente, não somente nesta época maravilhosa em que Cristo se manifesta entre nós como o ressuscitado, aquele que morreu por cada um de nós e ressuscitou para mostrar que a vida é ressurreição, que a vida é alegria em Deus. Páscoa é estar pronto para o outro, para aquele que precisa de mim, não só com palavras, mas com gestos, gestos este de ajuda ao mais necessitado (espiritual ou material), ajudar para que estas pessoas possam viver mais felizes, é mostrar a bondade de Deus, mostrar que Cristo vive em mim, vive em nós. Chocolates, festas... Qual o sentido de tudo se eu não consigo viver, não consigo ressuscitar para uma vida mais feliz, não podemos nos alienar pensando que este momento de Páscoa é apenas em um dia (domingo), não posso entregar “ovos de chocolate”, para alguém sem primeiramente dizer sobre o significado real de toda a celebração, não posso me enganar pensando que este momento de festividade começa hoje e termina hoje. Páscoa é uma dedicação plena, é uma satisfação de fazer tudo com amor em todos os momentos. Cristo ressuscitou não apenas em um momento, Ele ressuscitou para sempre. A comemoração deve ser para sempre também, viver Cristo ressuscitado todos os dias, não é fácil, mas sem um exercício de caridade, de penitência e de amor, se torna um fardo difícil de carregar. Meus irmãos e minhas irmãs em Cristo, viva plenamente a cada momento, lembrando que Jesus como homem, viveu, amou, sofreu e ressuscitou, nós podemos viver, sofrer e amar, para ressuscitar no outro a esperança, a paz, a alegria e acima de tudo o amor. Ame sem pedir ou esperar algo em troca, se doe sem medir as consequências. Cristo teve uma missão, nós temos uma missão, pois amar é um dom, amar é ressuscitar a boa nova em minha vida e na vida do outro. Feliz e abençoada Páscoa. Por Fábio Henrique Cardoso Leite - Filósofo – professor e coordenador da Pastoral Universitária da diocese e da Unigran

Uma empresa do Grupo 2M Ltda

CNPJ nº 03.851.285/0001-62

PREVISÃO DO TEMPO quinta-feira Mín.17°, máx. 23° Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora.

sexta-feira Mín.17°, máx. 26° Sol com algumas nuvens. Não chove.

sábado-feira Mín.17°, máx. 29° Sol com algumas nuvens. Não chove.

domingo-feira Mín.19°, máx. 30° Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

Artigo do dia

Sexta-feira Santa Ninguém falava alto na sexta-feira santa. Nem brigava, nem brincava, porque o ambiente era mesmo de velório. O menino que descumprisse essa regra não escrita podia contar que o que era seu ficava guardado até o sábado de aleluia, quando a peia cantaria com os necessários juros. Os católicos, como meu pai e minha mãe, cumpriam rigorosamente os preceitos, mais acentuados ainda na Manaus da minha infância, quando a igreja romana exercia domínio absoluto e incontestado. A refeição, já frugal no comum, trazia conotações de abstinência e era servida em mesa nua, vez que a toalha, por modesta que fosse, poderia gerar ideias profanas de banquete. O peixe era assim comido em silêncio de monastério, faltando apenas o tom monocórdio do canto gregoriano. Mas a música sacra não faltava na igrejinha de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, ali na esquina das ruas Leonardo Malcher e Luís Antony. Lá fui iniciado em todos os mistérios do catecismo, ouvindo, desde tenra idade, que “deus é um espírito perfeitíssimo criador do céu e da terra”. Estava no primeiro manual. E era crendo nisso que ajudava à missa, no livro ou no sino, ou, ainda, segurando a patena na hora em que se distribuía a comunhão. Na sexta sagrada, depois das três da tarde, a cerimônia da via sacra era imprescindível. Já então os acólitos estávamos proibidos de tocar o sino, substituído

a caráter por matraca metálica a soar como o grasnar de uma rasga mortalha, ave agourenta que, no dizer de minha madrinha Antonica, era presença obrigatória no telhado das residências onde houvesse um candidato bem cotado a defunto. À noite, serravam-se as velhas. Que irreverência! Depois de entoar algo mais ou menos assim: “ai, dona Coló, vai entregar sua alma a deus e o corpo à cova fria”, o grupo de “irresponsáveis” atacava um pedaço de madeira com um serrote, produzindo um som que, no silêncio noturno, seria capaz de arrepiar uma estátua equestre. De vez em quando a briga era inevitável pela reação dos familiares da “serrada”. Tudo mudava no sábado com a malhação de judas. Pendurados nos postes, com os respectivos cartazes, os mamulengos eram de lá descidos e não havia curumim que permanecesse alheio à ingente tarefa de destruí-los à custa de muita pancada distribuída com paus ou canos de ferro. A culminância era a missa do domingo. Retirada a cobertura lutuosa das imagens dos santos, a igrejinha parecia rejuvenescer de júbilo, com padre Leão, em paramentos de gala, rezando a missa cantada. Ao celebrante, respondiam as vozes de um belíssimo coro, comandado pelas irmãs Feitosa, sempre gentis, sempre fervorosas. Não sei como é hoje. Mas a verdade, mesmo, é que mentiria se dissesse que não sinto saudade. Por Félix Valois

Os artigos publicados com a assinatura nesta página não traduzem necessariamente a opinião do jornal e são de inteira responsabilidade dos seus autores. As cartas para o Espaço do Leitor, com a assinatura´, endereço, númnero de Identidade e Telefone de contato para confirmação deverão ser enviadas para o e-mail da Redação do Correio de Cachoeirinha: correio de cachoeirinha@gmail.com Por razões de clareza ou espaço, as cartas poderão ser publicadas resumidamente.

Representante Comercial:

Jornal Diário Oficial dos Municípios Ltda | CNPJ nº 08070493/0001-48 | Tiragem – 8.000 exemplares | Avenida General Flores da Cunha, nº 1320 sala 802 - Cachoeirinha - RS | CEP: 949100-002

(51) 3272-9595

Fone: 51 - 34971078 | Acesse o site: www.correiodecachoeirinha.com

Diretor geral: Moacir Oliveira Menezes | Departamento comercial: Grupo de Diários | Redação: Carolina Candido, Caroline Weigel , Thiago Kittler | Diagramação: Carolina Candido| Colaboradores: Iara Maurente, Roberto Teixeira, Alexandre Marques


Cachoeirinha, 28/03 a 1º/04/2013 ■ Pág. 3

Município e Corsan tratam da implantação de rede de esgoto na RS 030

Comunidade correiodecachoeirinha@gmail.com 3497-1078

O prefeito Marco Alba esteve reunido com o diretor-presidente da Corsan, Arnaldo Dutra, nesta terça-feira (26), na sede da Companhia, para tratar da implantação de rede de coleta de

esgoto na RS 030, sobre as frequentes falta de água no município e investimentos do Programa de Aceleração do crescimento (PAC) em Gravataí.

Enquete

O que você quer ganhar do Coelhinho da Páscoa? Fotos divulgação/CC

“As trigêmeas querem ganhar ovos de chocolate das princesas!”

“Quer ganhar um ovo de chocolate da Barbie.”

“Nesta páscoa, espero ganhar cesta de páscoa, pois adoro chocolate!”

Manoela, Rafaela e Gabriela Antunes, 6 anos.

Maria Eduarda Antunes, 8 anos.

Eduardo Augusto Saldanha Dos Santos, 10 anos

“Mãe, pede umas panelinhas pra mim ai no jornal pra eu fazer bolinho de chuva de chocolate pras crianças da escolinha”.

“Quero ganhar um do Homem Aranha que vem com o boneco!”

“Quero um ovo do Ben 10, do Homem Aranha e um do Angry Birds.”

Manoela Valentim Fernandes

Nicolas Matheus Santos de Siqueira, 5 anos.

Cauã Candido da Silva, 5 anos.


Pág. 4 ■ Cachoeirinha, 28/03 a 1º/04/2013

Política correiodecachoeirinha@gmail.com 3497-1078

O

Marco Feliciano diz que audiência sem público “é democracia” O pastor e deputado Marco Feliciano (PSC-SP) definiu como exemplo de democracia a realização de uma sessão da Comissão de Direitos Humanos sem a presença de manifestantes. Após pedir a prisão de um dos jovens que protestava por sua saída do cargo e mudar o plenário da

comissão, permitindo a entrada apenas de parlamentares, assessores e jornalistas, o pastor acompanhou a reunião que durou cerca de duas horas para um debate sobre a contaminação de pessoas por chumbo na cidade de Santo Amaro da Purificação (BA).

Operação Capivara combate a fraude em licitações

Ministério Público, com apoio da Brigada Militar, deflagrou na manhã desta quarta-feira, 27, a Operação Capivara, para cumprir 20 mandados de busca em apreensão em sete cidades da Região Metropolitana, Vale dos Sinos e Litoral. O alvo é a organização criminosa formada por cerca de 30 empresas do ramo da construção civil que atua fraudando certames licitatórios em diversos municípios do Estado. O nome da operação é uma referência ao município de Tramandaí que é habitat natural da Capivara e onde a fraude começou a ser apurada. A operação é coordenada pelo Promotor de Justiça da Especializada Criminal Ricardo Herbstrith. Junto com o Procurador-Geral de Justiça, Eduardo de Lima Veiga, ele concedeu entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, na sede das Torres do MP na Capital, para esclarecer o trabalho realizado. A fraude Conforme as investigações, a quadrilha agiu em licitações para construção de praças, casas populares, reforma de ginásios e hospitais, entre

outras obras públicas, nos municípios de Tramandaí, Sapucaia do Sul, Campo Bom, Rolante e Novo Hamburgo. Segundo as informações do MP, a partir da publicação do edital, tendo como base o preço orçado pelo órgão público, os representantes das empresas começavam a articular a fraude. O representante da interessada em ganhar a licitação verificava nas visitas técnicas ou na relação de retirada do edital quais as empresas que participariam do certame. Ele oferecia, então, um cheque com quantias determinadas com base no preço orçado para que os demais participantes frustrassem o caráter competitivo da licitação, tanto pela ausência no dia da abertura dos envelopes como oferecendo propostas superiores apenas para preencher as formalidades exigidas. Algumas empresas retiravam o edital e compareciam na visita técnica apenas para solicitar das demais certa quantia em dinheiro para fraudar o certame. Em algumas situações, as empresas enviavam os envelopes 1 (habilitação) e 2 (proposta) já com a carta de renúncia ao prazo recursal anexa, para que o certame fosse resolvido o mais rápido possível.

■A operação foi coordenada pelo Promotor de Justiça da Especializada Criminal Ricardo Herbstrith

Nos casos em que não ocorreu a fraude, a empresa vencedora ganhou a licitação com valores de 10% a 20% abaixo do valor do preço orçado. Quando a fraude se concretizou, a proposta ficou entre 1% e 5% abaixo do valor estimado. Essa variação dos valores da proposta quando a organização criminosa atua é o prejuízo que o órgão público tem em decorrência da fraude.

Semelhante à fraude dos banheiros químicos Esta não é a primeira vez que a Promotoria de Justiça Especializada Criminal da Capital atua na investigação de fraudes semelhantes às que estão na mira da Operação Capivara. Em 19 de março do ano passado, uma ação também coordenada pelo promotor Ricardo Herbstrith – a “Operação Fabuloso” – em parceria com o Ministério Público de Santa Catarina e os Ministérios Públicos de Contas dos dois Estados, foi deflagrada para combater fraude de mais de R$ 15 milhões aos cofres públicos. O objetivo da ação, realizada em Caxias do Sul, Canoas e Porto Alegre (RS), Palhoça e Criciúma (SC) foi reprimir irregularidades na contratação pelo poder público de serviços de locação de banheiros químicos. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão nos dois Estados e o Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul, atendendo representação do MPC, instaurou inspeções extraordinárias em 11 prefeituras. Em Santa Catarina, o Ministério Público de Contas realizou auditorias em diversos órgãos públicos.

Competição montada A fraude consistia na apresentação de propostas como sendo de diferentes empresas, montando uma competição, quando, na verdade, todas as concorrentes ou pertenciam ao mesmo grupo familiar, ou estavam, acordadas entre si para determinarem os vencedores. – Eles fingiam uma competição que não existia, além de montarem acordos de cartelização do mercado e dividirem o Estado em regiões, onde as empresas não entravam no território das outras – explicou na ocasião Herbstrith. Segundo ele, nas cidades onde ocorria a fraude, a locação de cada banheiro químico custava cerca de R$ 55 por dia. Já nos municípios onde não havia atuação do cartel, a diária não passava de R$ 25. Em Caxias do Sul, agentes do MP apreenderam computadores e documentos na sede de uma das empresas envolvidas. O promotor ressaltou que também foi investigada a participação de funcionários públicos no esquema fraudulento, que estaria ocorrendo desde 2008.


Cachoeirinha, 28/03 a 1º/04/2013 ■ Pág. 5

100% da Saúde da Família em programa nacional de qualidade Geral correiodecachoeirinha@gmail.com 3497-1078

Gravataí inscreveu as 22 equipes de saúde da família, nove de saúde bucal e o Centro de Especialidades Odontológicas – o CEO – no Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade

da Atenção Básica, o PMAQ. Com isso, o repasse de recursos do Ministério da Saúde para melhoria no acesso aos serviços de saúde no município poderá ser ampliado.

Contra a Tuberculose

Stadtbus lança campanha para conscientizar as pessoas sobre a tuberculose

N

a manhã de ontem, 27, a empresa de transporte público Stadtbus, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Cachoeirinha, realizou o lançamento de mais uma campanha de conscientização, ligada à semana de combate à tuberculose, que ocorre desde o dia 24 até o dia 28. No lançamento da campanha, o ônibus temático ficou exposto em frente à Secretaria, onde os colaboradores da Stadtbus e do Serviço de Controle da Tuberculose da SMS distribuíram folhetos e esclarecem as dúvidas da população sobre o assunto. A partir de hoje, o ônibus entra em operação normal na linha, mantendo em seu interior o material de divulgação de informações da Tuberculose.

Sobre a tuberculose Embora tenha cura, a tuberculose pode matar quando não é tratada de maneira correta. É uma doença contagiosa, transmitida por um micro-organismo conhecido como bacilo de Koch, que atinge principalmente os pulmões.

Transmissão A tuberculose é transmitida de pessoa a pessoa através do ar. O risco de contágio é maior para quem convive com o doente em lugares fechados, com pouca ventilação.

Sintomas - Tosse com ou sem catarro por mais de três semanas - Dor no peito - Cansaço fácil - Febre baixa, geralmente à tarde - Emagrecimento - Falta de apetite - Suores noturnos

Tratamento O tratamento dura, no mínimo, seis meses. É muito importante que o doente não interrompa o tratamento antes do fim. Se isso acontecer, o paciente volta a transmitir a doença, os micróbios ficam mais fortes e a cura é bem mais difícil.

Para não esquecer - A tuberculose tem cura, desde que o tratamento seja feito regularmente até o fim. - O principal sintoma é a tosse com ou sem catarro por mais de três semanas. - O tratamento e os remédios são gratuitos. - Quem convive com o doente também deve ser examinado. - Procure a equipe de saúde do seu município.


Pág. 6 ■ Cachoeirinha, 28/03 a 1º/04/2013

Projeto aprovado Deputados pode desaf

F

oi aprovado no final da tarde de terça-feira, 26, no plenário da Câmara dos Deputados, um projeto que, mesmo não legislando diretamente sobre a cidade, pode influenciar significativamente no dia a dia de Cachoeirinha – lembrando que a lei, após aprovação da Câmara, precisa passar, ainda, pelo Senado Federal. O Projeto de Lei (PL) 1.023/11, de autoria do deputado federal e ex-governador de Santa Catarina Esperidião Amin (PP), estabelece a isenção do pagamento de pedágio a moradores que comprovarem residência ou exercem atividade profissional permanente no município em que esteja instalada praça de cobrança de pedágio. A isenção deverá ser concedida nas rodovias federais, delegadas pela União aos estados, Distrito Federal ou aos municípios, que sejam exploradas pela iniciativa privada, mediante concessão. Emenda do deputado carioca Eduardo Cunha (PMDB) estabelece a forma de cálculo para o reequilíbrio econômico-financeiro devido às isenções. A discussão do PL 1.023 segue, agora, no Senado Federal e, caso aprovado, ainda deve passar pelo crivo da presidente da República, Dilma Rousseff. Segundo o parlamentar catarinense, “um dos problemas mais comuns diz respeito ao ônus desproporcional que pesa sobre a população dos municípios onde se instalam as praças de cobrança de pedágio. Essa população é penalizada economicamente em seus deslocamentos diários, para trabalhar, estudar ou fazer compras, muitas vezes no âmbito do território do próprio município”. Em sua justificativa ao PL, Amin destacou que “a simples decisão de localizar uma praça de cobrança de pedágio em um determinado município pode comprometer seriamente a competitividade das atividades econômicas nele localizadas e, por conseguinte, a competitividade do próprio município”.

Lei pode isentar residentes e trabalhadores nas cidades com praça de pedágio, como

30% do tráfego na Flores da Cunha é “estrangeiro” Cachoeirinha não tem praça de pedágio em seu território, mas pode ser uma das cidades mais beneficiadas na Região Metropolitana caso o projeto de lei seja aprovado, uma vez que o trânsito de veículos vindos de Gravataí pode diminuir consideravelmente. Conforme o secretário de Mobilidade Urbana e Transportes de Cachoeirinha, Jorge Antonio da Silva, 30% do fluxo na avenida Flores da Cunha, a principal via da cidade, é composta por veículos de outras cidades – em deslocamento, principalmente, em direção a Porto Alegre, “fugindo” da praça de pedágio da Free Way em Gravataí. “Torço por isso, pois vai aliviar a nossa avenida”, co-

menta. Jorge lembra que, também no sentido de otimizar o tráfego de veículos e minimizar os transtornos

na avenida, foi elaborada lei que limita o trânsito de veículos pesado a determinados horários.

Acesse nosso site:

www.correiodecachoeirinha.com Acesse nosso facebook/correiodecachoeirinha e leia - nossa versão on line correiodecachoeirnha@gmail.com


Cachoeirinha, 28/03 a 1º/04/2013 ■ Pág. 7

pela Câmara dos fogar Flores da Cunha

o Gravataí. Fluxo de cidades vizinhas corresponde a 30% do trânsito em Cachoeirinha

Medida também é bem vista em Gravataí O secretário Municipal de Mobilidade Urbana de Gravataí, Adão de Castro Júnior, lembra que já houve em outros momentos, como no ano de 2010, iniciativas quanto a ampliação do uso da BR-290 pelos cidadãos de Gravataí e da região, seja pelo movimento pela construção de nova alça de acesso à rodovia, ou mesmo por tentativas anteriores de isenção a moradores da cidade. “É uma grande oportunidade para diminuir o fluxo intenso”, considera, de pessoas que trafegam diariamente a trabalho como aqueles que estão de passagem pela região – no caso, veículos que desviam do pedágio circulando pelas vias urbanas da região. “Com a possibilidade de isenção da tarifa, grande parte dos motoristas de Gravataí deverão circular até a ERS-118 para acessar a Freeway.” Não existe uma estimativa de quantos veículos circulam nos ho-

Custo com acidentes chega a R$ 13 milhões por ano Maior número de veículos em uma rodovia, maior percentual de “acidentalidade”, isto é, probabilidade de ocorrerem acidentes, desde os graves até os mais leves. Conforme Castro Júnior, isto implica em maior custo social para as insti-

tuições públicas, como a Prefeitura. Esse valor chega a cerca de R$ 13 milhões por ano em Gravataí, sendo o custo de todos os serviços prestados em decorrência de acidentes, seja na área de Saúde como na de Transportes, por exemplo.

Isenção é paga pelos outros usuários

rários de pico – início da manhã e final da tarde – mas, somente em Gravataí, são mais de 110 mil veículos rodando atualmente. Com a possível aprovação do PL 1.023, todos eles podem ser diretamente beneficiados pela isenção de tarifa, trafegando livremente pela Free Way – “caminho livre”, em tradução livre do inglês.

A Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) representa as concessionárias de rodovias. Formada atualmente por 55 empresas privadas que atuam em nove estados, tem uma diretoria regional no Rio Grande do Sul, liderada por Egon Schunck Júnior. O representante é cauteloso quanto às consequências do PL. “Temos que aguardar que se converta em lei”, afirma. Contudo, Egon lembra que, segundo a Lei de Concessões, qualquer benefício tarifário a determinado grupo deve apresentar fonte de custeio. Ainda traz à discussão a Constituição Federal que, em seu artigo 5º, diz que “a lei não prejudicará o direito adquirido, o ato jurídico perfeito (...)”, o que, em tese, faz com que o projeto não

se aplique aos contratos vigentes. O diretor da regional gaúcha da ABCR tece um paralelo entre as atuais discussões sobre o valor da passagem do transporte coletivo municipal em Porto Alegre – e o principal argumento exposto pela Prefeitura e empresas de ônibus para o reajuste: o alto número de isenções – e o possível efeito do projeto. Segundo ele, a isenção inevitavelmente acaba onerando a tarifa do restante dos usuários pagantes em qualquer tipo de serviço. *A reportagem buscou junto a Concepa, concessionária da Free Way, dados sobre o número de veículos que passam mensalmente pela praça de pedágio de Gravataí, sem obter resposta até o final desta edição.


Pág. 8 ■ Cachoeirinha, 28/03 a 1º/04/2013

Unilever não comunicou problemas na fabricação dos sucos AdeS, diz Anvisa

Geral correiodecachoeirinha@gmail.com 3497-1078

A Unilever Brasil não comunicou oficialmente às autoridades sanitárias quando identificou que um lote do suco de maçã da marca Ades de 1,5 litro foi envazado com produto de limpeza da máquina.A informação foi dada nesta quarta-feira pelo diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, José Agenor Álvares da Silva, durante uma audiência pública para discutir o problema na Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados.

Feira do Peixe segue até sexta-feira niciou, na última terça-feira, 26, a 12ª edição da tradicional Feira do Peixe de Cachoeirinha. O evento, que vai até o dia 29 de março, acontece na semana santa e oportuniza às pessoas comprarem pescado de qualidade por preços competitivos. Na abertura do evento, o pároco da Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem, Alexsandro Mello, esteve presente abençoando os estandes. Além de estandes vendendo peixes e outros produtos, na feira é possível encontrar desde bijuterias a doces e agências de viagem. Durante o dia, uem se diverte mesmo são as crianças: estão instalados brinquedos infláveis, camas elásticas e o carrosauro. Além disso, os voluntários da Associação Amigos Voluntários e do projeto Tribos fazem pinturas faciais nos pequenos, apresentações e brincadeiras. Ontem, no início da tarde, a criançada do 4º ano da Escola Assunção e da Antônio Carlos Wilkens se divertiram muito nas

■Nara Pinto, expositora revela que espera mais do movimento da feira

Fotos caroline weigel/CC

I

Evento promovido pela prefeitura proporciona peixes mais baratos e garante diversão para crianças

■Feira prossegue até seta-feira. A qualidade e os bons preços são os grandes atratrivo da grande feira montada no parcão

brincadeiras. À noite, a feira conta sempre com eventos culturais, e as famílias podem se reunir para comer uma tainha na brasa ou uma ala minuta de peixe, e aproveitar os bons preços dos peixes para a semana santa. Para Nara Pinto, uma das expositoras de peixe, o movimento ainda é fraco. “Esperamos que fique melhor hoje. Ainda estamos na expectativa, porque as vendas estão muito baixas, apesar de os preços estarem muito bons, muito abaixo do comércio em geral”. A feira disponibilizará cerca de 15 toneladas de peixe para comercialização. O evento é uma realização da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo. Confira abaixo a programação para os próximos dias.

■Brinquedos infláveis fazem a alegria da criançada que visita a Feira do Peixe


Cachoeirinha, 28/03 a 1º/04/2013 ■ Pág. 9

Programa Escola Aberta reúne 128 oficineiros

Geral correiodecachoeirinha@gmail.com 3497-1078

O IV Encontro de Oficinas do Programa Escola Aberta contou com a participação de 128 oficineiros. A atividade, que tem como finalidade divulgar os trabalhos que são reali-

zados nas 30 escolas cadastradas no projeto, ocorreu no sábado, das 9h às 17h, na Praça Leonel de Moura Brizola, mais conhecida como Praça do Quiosque.

Doações para quem precisa Secretaria de Cidadania e Assistência Social (SMCAS) cadastra entidades que queiram receber doações de roupas e calçados para distribuição

A

Secretaria de Cidadania e Assistência Social (SMCAS) informa que está recebendo inscrições das associações de bairro, clubes de mães e entidades religiosas que queiram receber doações de roupas e calçados para distribuição junto à comunidade carente. “Estamos solicitando o apoio dessas instituições, pois essas doações estão na secretaria e queremos que cheguem o mais breve possível às famílias necessitadas”, explica o titular da SMCAS, Alcides Gattini. Já a diretora operacional da SMCAS, Maria Inês Cassol, destaca que esse é um aquecimento para a Campanha do Agasalho 2013,

realizada anualmente pela administração municipal. “Queremos iniciar esse trabalho de parceria, pois o inverno se aproxima e como temos esse material disponível, queremos iniciar essa distribuição o mais breve possível”, esclarece. O diácono Aldorino Benhck de Souza da igreja Encontros de Fé foi a primeira entidade a receber agasalhos e sapatos. As associações dos Moradores da Vila Anair e do Jardim Conquista também receberam materiais que serão distribuídos na comunidade. Mais informações sobre a ação, acione a diretora operacional da SMCAS pelo fone 3471.5939, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

■A Secretaria de Cidadania e Assistência Social (SMCAS) informa que está recebendo inscrições das associações de bairro, clubes de mães e entidades religiosas que queiram receber doações de roupas e calçados para distribuição junto à comunidade carent

Biblioteca sustentável

Na segunda-feira, 25, estiveram reunidos na Biblioteca Pública Municipal Monteiro Lobato a primeira-dama de Cachoeirinha, Sueli Pires, o deputado federal José Stédile (Presidente da Frente Parlamentar em Defesa das Bibliotecas Públicas), a secretária municipal de Captação de Recursos, Márcia Saraiva, a diretora de Cultura, Sônia Zanchetta, as arquitetas da Triple Arquitetura, Anelise Cacelli e Bianca Russo, entre outros, para discutir e detalhar o projeto da biblioteca sustentável do município.

Na ocasião, foi explicado como serão aplicados critérios de sustentabilidade na biblioteca. Por exemplo, haverá a captação da água da chuva para a manutenção hídrica dos vasos sanitários da biblioteca, além de descargas com dois botões, que despejam mais ou menos água. Visando a economia de energia, a luz natural será aproveitada ao máximo, por isso o ambiente será, em boa parte, envidraçado. E no futuro, a ideia é que haja captação de energia solar. A biblioteca será construída com mate-

riais ecologicamente corretos, como a madeira certificada, na qual há comprovação da procedência, garantindo que ela não vem do desmatamento. Por fim, será evitado o corte das árvores que cercam o local em que a biblioteca será erguida – ao lado da Casa do Leite. O projeto está em fase de orçamentação, para a posterior captação de recursos. Para o deputado Stédile, engajado em participar na captação de recursos, Cachoeirinha está passando por um momento histórico, pois pela primeira vez no Brasil se apresenta um projeto tão complexo e inovador na área da leitura. “O projeto é ambicioso, porém é um investimento para o futuro da cidade. É um grande acréscimo na cultura de Cachoeirinha e do Brasil”, opinou o deputado, que pretende divulgar o projeto em todo o país. Stédile também está em negociação com o Ministério da Cultura para que este ofereça o projeto a outras prefeituras do Brasil. A primeira-dama mostrou-se bastante interessada no projeto, especialmente no que diz respeito à acessibilidade e à visibilidade. “Toda Cachoeiri-

www.correiodecachoeirinha.com Acesse nosso facebook/correiodecachoeirinha e leia nossa versão on line

nha vai ganhar muito em termos de cultura, educação e lazer. Nossa biblioteca será um exemplo para o Rio Grande do Sul e até para o Brasil”, acredita Sueli. A primeira-dama também pontuou que a biblioteca irá contemplar diferentes idades e públicos, pois terá áreas destinadas a adultos e crianças, além de espaços para leitura, reuniões e debates. Por fim, a diretora de cultura, Sônia Zanchetta, enfatizou que uma das maneiras de captar recursos para a biblioteca será através da Associação Amigos da Biblioteca, ainda em fase de gestação. “Através da Associação será possível apresentar projetos e captar recursos dedutíveis do imposto de renda de pessoas físicas e jurídicas. “Estamos confiantes que a Associação Amigos da Biblioteca será o braço direito da biblioteca sustentável”, declarou Sônia.


Pág. 10 ■ Cachoeirinha, 28/03 a 1º/04/2013

Polícia espera resultado de perícias sobre a causa da morte de secretária

Polícia correiodecachoeirinha@gmail.com 3497-1078

A Polícia Civil espera para a próxima semana os resultados de perícias sobre a causa da morte da secretária estadual de Políticas para as Mulheres, Márcia Santana. Como um resultado preliminar indicou

não haver no coração lesões típicas de infarto, a polícia direcionou a apuração para outra possibilidade, a fim de verificar se o tratamento para emagrecer que Márcia estava fazendo pode ter contribuído para a morte.

Operação “Àguas de Março”

A

Polícia Civil cumpre mandados de busca e apreensão em Gravataí, Viamão, Alvorada e Porto Alegre

Polícia Civil deflagrou na manhã da última quarta-feira a operação “Àguas de Março”, na Região Metropolitana, que visa combater Homicídios e Tráfico de Drogas na Região. Na ação participaram 120 policiais da 1ª Delegacia Regional de Polícia Metropolitana (DRPM) e Capital. Foram cumpridos 30 Mandados de Busca e Apreensão e 10 de Prisão nos municípios de Viamão, Alvorada e Gravataí. Além destas cidades, foram cumpridos mandados na cidade de Porto Alegre. Foram presas oito pessoas e dois adolescentes foram apreendidos. Em uma das residências foi encontrada uma espingarda calibre .12, suspeita de ser usada em um dos crimes na cidade de Viamão. De acordo com o Delegado Carlos Wendt, titular da 2ª Delegacia de Polícia de Viamão, os mandados cumpridos no município, estão ligados a

duas quadrilhas uma que atua na divisa de Alvorada/Vimão e está envolvido em pelo menos três homicídios e a outra, pertencente a quadrilha “balas na cara”, teria vitimado cerca de quatro pessoas. Alguns destes crimes estão ligados a desentendimentos do tráfico de drogas. Os integrantes, além do tráfico, agem também em crimes de roubo e furto de veículos. Segundo o delegado Wendt, a maioria dos envolvidos está presa, apenas um dos envolvidos ainda está agindo em liberdade e que foi preso na operação. Os policiais chegaram na quadrilha a partir de um homicídio e uma tripla tentativa de homicídio ocorrido no bairro São Lucas, no município de Viamão. No dia do crime os executores, que agem sob o comando do “Lico” que está preso na Penitenciária Estadual do Jacuí (PEJ), chegaram na residência onde vivia a ex-companheira do detento

■CXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

e com pistolas e uma espingarda calibre .12 fizeram inúmeros disparos em direção a casa. Neste dia foram atingidos a ex-cunhada do apenado que morreu no local, sua filha atingida com um disparo no olho e uma outra criança ferida com um tiro de raspão. Sua ex-companheira recebeu 15 disparos e está internada. Segundo as investigações no momento dos disparos havia cerca de sete crianças na residência. As investigações apontam que os integrantes da facção “balas na cara” estavam ten-

tando localizar a residência da ex-mulher de um detento na PEJ, na busca do paradeiro, conversavam com pessoas conhecidas da mulher, caso não fosse informado o endereço, matavam as vítimas. Em Gravataí ação foi desencadeada no bairro São Vicente e entre as paras 68 e 70 e está ligada a homicídios ocorridos por disputa de pontos de tráfico de drogas. Segundo o delegado Anderson Spier, um dos autores que seria preso na operação, morreu no final de semana passado, um outro envolvido foi preso.

Dois meses da tragédia Ontem, o Brasil e o mundo lembraram dois meses da tragédia que atingiu a Boate Kiss em janeiro desse ano e vitimou 241 pessoas. Ainda assim, sete jovens permanecem internados em dois hospitais de Porto Alegre, se recuperando dos ferimentos. Apenas uma das pacientes está no CTI. No Hospital de Clínicas, estão internados os seguintes pacientes: Cristina Peiter, 23 anos, de Três de Maio, estudante de Engenharia Florestal da UFSM Kelen Geovana Leite Ferreira, 19 anos, de Alegrete, estudante de Terapia Ocupacional na UFSM

Marcos Belinazzo Tomazeti, 21 anos, de Dom Pedrito, estudante de Agronomia da UFSM Mariane Wallau Vielmo, 24 anos, de Santiago, estudante de Sistemas de Informação da Unifra Renata Pase Ravanello, 25 anos, de Cruz Alta, funcionária da prefeitura de Júlio de Castilhos e pós-graduada em Direito do Trabalho Hospital Mãe de Deus Ritchiele Pedroso Lucas, 19 anos, de Santa Maria, estudante de Ciências Biológicas Juciane Bonella, 21 anos, de São Marcos, estudante de Medicina Veterinária da UFSM


Cachoeirinha, 28/03 a 1º/04/2013 ■ Pág. 11

Cássio Reis confirma namoro com Fernanda Vasconcellos

Entretenimento

Cássio Reis decidiu quebrar o silêncio e assumiu que está namorando uma atriz global. A felizarda é Fernanda Vasconcellos, com quem o apresentador já foi clicado algumas vezes. A última delas, inclusive, foi durante a festa de aniversário de Carol

correiodecachoeirinha@gmail.com 3497-1078

Sampaio, quando foram flagrados aos beijos. A confirmação foi feita por Cássio à revista “Glamour”. “Estamos juntos e felizes”, declarou ele, que é pai do pequeno Noah, fruto de seu relacionamento com Danielle Winits.

Edição 13 do “BBB” tem final previsível e desgaste é sinal de alerta O BB de número 13 confirmou o que já era previsto: a vitória da mineira Fernanda, que é formada em Direito (agora já quer ser apresentadora) e levou R$ 1,5 milhão ao receber 62,79% dos votos. A edição termina, mas um sinal de alerta se acende. O desgaste é certo, o programa não consegue se reinventar e é preciso repensar os rumos a seguir. É hora do balanço, de começar a traçar planos e trabalhar. O diretor Boninho viu terminar frustrada a expectativa de repetir o fenômeno Marcelo Dourado (o ex-participante problemático e rejeitado que voltou e saiu consagrado da edição 10). Colocou um bando de ex-BBBs (tudo bem que a seleção não ajudou) na casa e nenhum veterano chegou à grande final. Onde errou? Talvez no fato de trazer de volta, de uma só vez, dois campeões (Bambam e Dhomini). Mas

Cruzadas

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

Contradição; incongruência Enrolado

© Revistas COQUETEL 2011

Engloba as atividades de comércio e serviços O do tato Incapacidaé a pele de do cego

Período em que surgiram os mamíferos

Pai do cônjuge Resposta da rejeição O problema que ainda não foi resolvido

Camas de lona Nota musical

Raça canina Objetos de costura

Somar, em inglês Decorei; enfeitei Plantação de roseiras Passado Imposto Territorial Rural (sigla)

Decifra o escrito Canal da TV a cabo

I

Cobrir uma superfície com pasta

D Letra que identifica a dama no baralho Número de presos na solitária Referente aos ventos Liga; junta

Berço do caratê Real, peso e dólar

Possui (?) de frente: encarar

Coordena eleições no Brasil (sigla)

Macaco de pesquisas científicas (latim)

Libra: Dia tenso com uma Lua Cheia pressionada em seu signo promete mudanças repentinas e situações inusitadas, especialmente em seus relacionamentos. Procure manter a calma e o equilíbrio interior e em seu entorno.

Escorpião: O dia segue tenso e carregado de excessos. Você estará mais fechado e voltado para as emoções, especialmente as relativas ao seu passado. Se puder, retire-se do burburinho social e fique isolado. Problemas no trabalho.

Virgem: O dia segue tenso com uma Lua Cheia pressionada em Libra, que vai movimentar suas finanças podendo gerar alguns problemas em seus investimentos. Mantenha-se o mais equilibrado que puder. Controle seus gastos.

Capricórnio: O dia

segue tenso com uma difícil Lua Cheia em Libra que vai mexer com seus planos de negócios e projetos profissionais. Mantenha a calma diante de situações inusitadas e evite brigas e discussões. Fique no controle das situações.

Aquário: Dia tenso com uma difícil Lua Cheia em Libra pede cuidado com novos projetos. Procure não assinar nada no dia de hoje. Uma viagem longa pode ser adiada e tenha certeza que será bem melhor. Momento de finalizações.

Peixes: O dia segue tenso com uma difícil Lua Cheia em Libra no céu. Emoções à flor da pele, necessidade de mudanças, especialmente as que dizem respeito a um relacionamento específico. Necessidades emocionais acentuadas.

3/add — tnt. 6/poodle — rhesus. 7/oriente. 8/assorear — cretáceo. V U P S A

I N C O N S E Q U E N C I A

S O V E L R E T A G R O ÃO R O I T R N D E N O R IE M C O L I O E A L D R H A R I A S S O R

M A D C E A D S A L T E N T T E S T O S U R E A

E

E M A S S A R P O O D L E

Salas em Cachoeirinha |

Leão: Um dia difícil com uma tensa Lua Cheia pressionada em Libra vai mexer com a comunicação e você deve tomar cuidado com as palavras. Uma viagem pode ser adiada ou uma importante reunião de negócios.

www.correiodecachoeirinha.com

Solução

Filme

Câncer:O dia segue tenso, com uma difícil Lua Cheia no céu. Questões domésticas e relacionamentos em família seguem na mesma direção. Emoções à flor da pele, relacionadas ao passado, podem voltar a incomodar.

Acesse nosso site

Obstruir (o fundo de um rio)

BANCO

Gêmeos: Dia tenso, Lua Cheia pressionada em Libra vai mexer com seu coração. Um romance que não tem dado muito certo pode chegar ao fim de maneira rude e radical. Mantenha sua paciência e tolerância em dia.

so com uma difícil Lua Cheia em Libra vai mexer com seu coração. Um romance que vem se arrastando há algum tempo pode sofrer uma reviravolta. Dia de “vai ou racha”. O mesmo pode acontecer no relacionamento com filhos.

O DeusSol, na Mitologia egípcia

54

Touro: Dia de tensa Lua Cheia em Libra pode trazer alguns pequenos aborrecimentos em seu trabalho, especialmente nas relações com colegas e superiores. O momento pede paciência redobrada. Cuide de seu computador.

Sagitário:Dia ten-

Grandes; elevados A estrutura de estradas do país

Áries: Dia de Lua Cheia bastante tensa no signo de Libra vai movimentar seus relacionamentos e pedir definições em questões que têm tirado seu sono. A semana promete. Mantenha sua racionalidade o máximo que conseguir.

O Símbolo do carbono 50, em romanos

sinal, caem a cada edição (a 13ª estreou com a pior média de todas - 25 pontos -, terminou com prévia de 28 e a média geral deve ficar aquém das expectativas). Mas o programa tem prestígio com anunciantes e o prêmio de R$ 1,5 milhão com certeza já foi multiplicado pela Globo não sei quantas vezes devido a cotas de publicidade. Também se mantém com popularidade em alta por conta da Internet, das redes sociais. Atualmente, não se chega mais aos 47 pontos de média da quinta edição (que consagrou Jean Wyllys e teve Grazi Massafera), pois a audiência está pulverizada. Tem outra: está tudo muito roteirizado e previsível. A moça do interior que vai arranjar um namorado. O casal que tenta se fortalecer. O pitboy que vai posar de pegador. Toda edição tem que ter um gay assumido e muitas vezes efeminado.

Horóscopo

www.coquetel.com.br

www.coquetel.com.br

creio que muito mais pela falta de opção nas escolhas, com perfis manjados (Fani, Anamara, Eliéser, Fani, Yuri e Natália). Natália, aliás, foi a que chegou mais longe se fazendo passar por amiga de toda a casa – aquela que transitava com naturalidade entre veteranos e novatos. Só foi ficando, na verdade, porque – além de não ser uma ameaça – a falta de expressão da moça era nítida até entre os demais moradores. Acho que a esqueceram lá dentro! Ficou claro que todos os “ex” que fossem para o paredão seriam eliminados pelo público mais cedo ou mais tarde – com Natália só demorou um pouco mais. A estratégia foi rejeitada pelos telespectadores, que enxergaram que essas pessoas já tiveram suas chances. Será que viram ainda um certo oportunismo nesse retorno, só para movimentar a audiência? O público não é bobo. Os índices do Ibope, por

Arcoplex Shopping do Vale Endereço: Av. Tutor Flores da Cunha, 4.001 - Centro - Cidade: Cachoeirinha, RS. Telefone: (51) 3469-1106

Sala

As Aventuras de Tadeo – 3D/Dub. | Sala 3 – 14:00, 15:50, 17:40 O Resgate – Leg. | Sala 2 – 19:00, 21:00 O Impossível – Dub.| Sala 2 – 14:40, 16:50 Inatividade Paranormal | Sala 1 - 14:00, 15:50, 17:40, 19:30, 21:20 João e Maria: Caçadores de Bruxas – 3D/Dub. | Sala 3 – 19:30, 21:20


Quinta, sexta, sábado, domingo e segunda-feira, de 28 de março a 1º de abril de 2013

www.correiodecachoeirinha.com

Roberto teixeira

Nosso erudito colunista social contemporâneo

U

ma vez por semana ele comanda as palavras na página social aqui do nosso Correio de Cachoeirinha, onde nos mantém atualizados com as últimas informações da nossa ainda tão pequena e restrita high society. Mas é só quando paramos para analisar Roberto Teixeira que percebemos que ele é muito mais do que um mero colunista social. Com amplo domínio nessa arte de comunicar através da rápida escrita, suas matérias nos conduzem pelos eventos, notícias e destaques de nossa cidade. Utiliza-se de uma maneira tão elegantemente erudita de escrever que, de sobremodo, já se tornou uma marca peculiar de seus pontos de vista e nos projeta uma reflexão pertinente ao tema por ele abordado. No ápice de seus 57 anos, esse homem determinado, dotado de uma percepção muito sutil, cheio de opinião e graça tem uma história de vida rica em superação e conquistas. Roberto é aquele tipo de homem que se joga em seus projetos e, ao conversar com ele, me transpareceu que nas áreas em que atuou a comunicação foi sempre o mais importante. Natural de São Jerônimo, veio para Cachoeirinha no final dos anos 70, quando ainda era um menino, a

procura de mais oportunidade profissional. Foi metalúrgico e atuou na construção civil. Ainda nesse período envolve-se com movimentos litúrgicos da Igreja Nossa Senhora de Fátima, vindo mais tarde prestar vestibular em filosofia com a ideia de um dia ser ordenado padre. Prestou faculdade na Nossa Senhora da Imaculada Conceição, em Viamão e por um período de três anos foi seminarista. Em sua trajetória desempenhou ofícios de Ministro da Eucaristia a alfabetizador, mas foi na política que encontrou sua maior paixão como Secretário Geral de Governo. Os longos anos de militância intensa o tornaram no primoroso comunicador que até hoje interfere politicamente através do que escreve. “Mesmo naquela época, eu nunca consegui ver os fatos e simplesmente fingir que não é comigo” E fingimento é uma palavra que Roberto Teixeira parece desconhecer. Ainda que em sua essência talvez possamos encontrar resquícios fragmentados de uma antiga diplomacia, é no seu olhar apurado, no seu tom sagaz e sob o jugo de seus questiona-

mentos astuciosos que ficamos diante do homem que se faz comunicar, da pessoa que sabe que o político e o social, seja dentro de um jornal ou de um blog, ainda é extremamente vital para a sociedade. Roberto Teixeira além de apresentar os principais acontecimentos sociais, também nos mostra o prestígio e o glamour das pessoas que fazem acontecer em nossa cidade, tudo escritos de uma forma autêntica, com suas devidas críticas e elogios, pois aprendeu que seus leitores gostam da informação, gostam de ler notas rápidas, que agrega algo à suas vidas. Em toda sua trajetória ele busca sobre a cidade, sobre a cultura e sobre as pessoas. Principalmente, as pessoas. “Vivo o meu melhor momento porque vejo a vida no tempo presente. Faço o que gosto e faço com muita paixão. Não tenho nada material a que me apegar, meu maior patrimônio são as pessoas.” E enquanto essas pessoas caminham freneticamente em busca de uma identidade que as conduza para o eterno e cada vez mais distante reino da felicidade, Roberto com suas frases ricas em sapiência, profundas em ensinamentos, nos alfabetiza que verdade, humildade, caráter e honestidade podem ser construídas e mantidas através dos tempos. Basta querer.

“Mesmo naquela época, eu nunca consegui ver os fatos e simplesmente fingir que não é comigo”

Ping Pong! Fim de Semana gosto de: Estar em casa, lendo ou curtindo os amigos. Filme para recordar: La Dolce Vita - Frederico Fellini. Atriz: Fernanda Montenegro. Cantora: Edith Piaf. Música: Gracias a La Vida, na voz de Elis Regina. Hobby: Ouvir música. Livro que marcou: Don Quixote de La Mancha - Miguel de Cervantes e Saberes e Utopias, de Mário Vargas Llosa. Presente que gosta de dar: Flores. Presente que gosta de receber: Chocolates. Viagem inesquecível: Praia do Siriú/SC. Projeto de Viagem: Argentina. Comida preferida: Paella. Na geladeira nunca falta: Água e Moscatel. Imprescindível no guarda-roupa: Camiseta básica. Uma crítica: A falta de urbanidade e o mau atendimento. Um elogio: Quem atende bem, que é simplesmente uma obrigação. Nossa política está...: Abaixo da critica! Nossos políticos estão...: Muito abaixo da critica! Um exemplo a seguir: Chico Xavier. Queixa de consumidor: O despreparo no atendimento. Sonho de consumo: Conseguir ficar trinta dias em férias! Símbolo de bom gosto é: Simplicidade. Sinônimo de beleza é: Por do sol. Uma mulher pública: Eva Sopher, presidente do Teatro São Pedro. Um homem público: Fernando Henrique Cardoso. Um mestre: Sócrates - o filósofo! Mania: Roer as unhas. Defeito: Perfeccionismo. Qualidade: Amizade O que gostaria de ter descoberto aos 20: Que o tempo passa muito rápido. Receita para o sucesso: trabalho, trabalho e trabalho! Uma frase: “Navegar é preciso” - Fernando Pessoa.

Edição de Páscoa  

ANO 1 | EDIÇÃO 45| DIÁRIO | quinta, sexta, sábado, domingo e segunda- feira, 28 de março a 1º de abril DE 2013 - R$ 1,00