Page 1


LINHAS PROGRAMÁTICAS

O

Programa do PS que agora se apresenta sob o lema FAZER BEM, SERVIR MELHOR visa devolver a modernização que o Concelho de Rio Maior vinha conhecendo e de que nos últimos quatro anos se tem afastado. Não basta enunciar propostas, não chega desculparmo-nos com os outros. Fundamental mesmo, é partir da realidade para a análise global da situação, depois propor opções políticas consistentes e, finalmente, realizá-las em tempo útil. A lista à Câmara Municipal e às Juntas de Freguesia reúnem candidatos com larga experiência na gestão municipal e jovens candidatos com provas dadas noutras áreas, porventura prioritárias para o futuro próximo do concelho. Escolhemos os melhores, alguns são militantes, outros independentes, mas todos conhecedores profundos da sociedade riomaiorense que se disponibilizam para fazer bem e servir melhor. Reafirmamos, por outro lado, que o quadro de valores que nos orienta se firma na liberdade individual e na solidariedade coletiva, razão por que acreditamos que «as pessoas estão primeiro». O passado que construímos fala por nós. Somos confiáveis e queremos merecer, de novo, a vossa confiança. Os riomaiorenses esperam que o próximo executivo municipal se constitua, em primeiro lugar, como suporte de apoio ao trabalho, mas também aos jovens à procura de emprego e aos idosos em dificuldade; em segundo lugar, esperam que seja garante de progresso. Não deixando de considerar o momento difícil que o país atravessa, o nosso programa de ação vai desenvolver-se em torno de três grandes eixos: 1. Na área social, com programa de emergência social em articulação com as IPSS do concelho e/ou pela congregação de esforços com a Segurança Social e outras Instituições. 2. Na área económica, reduzindo as taxas municipais, apoiando a competividade e valorizando a iniciativa empresarial. Empreendedorismo com responsabilidade social na criação de riqueza e postos de trabalho. 3. Na área cultural, com programas educativos no quadro dos projetos dos agrupamentos escolares, bem como programação de atividades próprias e apoios a iniciativas privadas. Produzir cultura gerando atividade económica. Por outro lado, queremos dar particular atenção à estratégia do próximo quadro comunitário de apoio 2014-2020, muito em particular no que concerne às perspetivas dos apoios ao tecido empresarial, especialmente às pequenas e médias empresas do concelho Queremos FAZER BEM e SERVIR MELHOR recuperando Rio Maior da letargia em que caiu. Transformar a cidade e o concelho, valorizando a identidade riomaiorense no quadro regional e projetando-a no todo nacional, eis o nosso desígnio. Temos experiência e conhecimento, temos estratégia e responsabilidade, temos vontade e energia. Estamos ao vosso serviço. Carlos Alberto da Nazaré Almeida


PROGRAMA ELEITORAL 2013-2017 1.ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO – Qualidade de vida, Urbanismo, ambiente • Concretizar a revisão do Plano Diretor Municipal (PDM); • Intensificar a intervenção nos espaços verdes, no âmbito da sua manutenção; • Requalificar o meio rural; • Aumentar a eficiência energética nos edifícios municipais através de programas e equipamentos amigos do ambiente; • Recorrer às novas energias a fim de obter ganhos energéticos e ambientais no que concerne à iluminação pública; • Desenvolver o projeto “Devolver o Rio à Cidade”; • Promover o alargamento da área de intervenção do Plano de Pormenor das Salinas; • Reduzir progressivamente o IMI (Imposto Municipal sobre os Imóveis); • Erigir um monumento de Homenagem ao Combatente numa das rotundas da cidade; • Afirmar a intermunicipalidade como o palco privilegiado para o planeamento estratégico e para a concertação regional, dando mais eficácia às políticas em espaços subregionais.

2. DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO • Apostar num novo projeto âncora: Parque Temático “Desporto e Tecnologia” - «cluster» de entretenimento (natureza, desporto, tecnologia, ambiente); • Reposicionar a Câmara Municipal como entidade liderante no Centro de Negócios, tendo em vista a incubação de empresas; • Fomentar a captação de investimento e apoiar a internacionalização de empresas; • Reequacionar a política fiscal municipal dirigida às empresas, de forma a tornar o concelho atrativo e competitivo; • Realizar Feiras Temáticas, no pavilhão multiusos, através de parcerias com entidades privadas; • Estabelecer parcerias com agentes económicos no sentido de promover o concelho, as atividades e a venda de produtos.

3. TURISMO • Elaborar o Plano Estratégico de Desenvolvimento Turístico para o concelho; • Promover o turismo de natureza articulando ações com o PNSAC e ADSAICA;

• Apoiar as iniciativas na área do GOLF a fim de termos um «cluster económico-turístico»; • Promover o enoturismo no concelho, no âmbito da rota do vinho do Ribatejo e Oeste; • Desenvolver rotas e percursos que potenciem os recursos turísticos endógenos; • Criar um novo evento gastronómico: “Gastronomia das Nações”; • Criar um Parque de Autocaravanismo; • Reformular a FRIMOR, quer na data da sua realização, quer no âmbito da sua temática, envolvendo os agentes económicos concelhios; • Promoção e valorização turística das Marinhas do Sal.

4. REDE VIÁRIA, TRÂNSITO E TRANSPORTES • Reabilitar a rede viária concelhia, na cidade e nas freguesias; • Disponibilizar um parque de estacionamento para veículos pesados; • Implementar programa de sinalética no concelho; • Retomar a negociação com as entidades competentes de forma a concretizar a urgente ligação da cidade ao nó da zona industrial, conforme acordo pré-estabelecido; • Adaptação dos horários e dos respetivos regulamentos dos parques de estacionamento de forma a servir o comércio local; • Abertura de concurso para implementação de uma rede de transportes urbana, com energias limpas, que sirva a comunidade escolar e o público em geral.

5. EDUCAÇÃO • Elaborar o Projeto Educativo Municipal de acordo com os agrupamentos escolares e considerando, em particular, os apoios a prestar aos alunos carenciados; • Promover a construção de um Parque de Aprendizagem Rodoviária; • Diligenciar o agendamento de Novos Cursos Superiores junto da tutela; • Dinamizar programas de educação ambiental em datas comemorativas, com incentivos à participação; • Estimular o desenvolvimento de programas que valorizem as componentes da criatividade e imaginação em ambiente escolar.

6. CULTURA • Apoiar o associativismo cultural e recreativo; • Implementar uma Bienal de Arte e Fotografia;


PROGRAMA ELEITORAL 2013-2017 • Realizar o inventário do património histórico-cultural do concelho; • Incrementar a programação das atividades do cineteatro, estimulando o ressurgimento do Cine Clube de Rio Maior; • Requalificar o mercado mensal de Colecionismo; • Retomar o concurso «Prémio Nacional Poeta Ruy Belo»; • Estudar a implementação de um programa integrado de atividade cultural de âmbito concelhio; • Apresentação de candidatura para recuperação do património geo-mineiro; • Apresentação de candidatura para a edificação do centro interpretativo da Villa Romana; • Procurar a reativação da Coral e Orquestra Típica António Gavino.

7. SAÚDE E AÇÃO SOCIAL • Garantir apoios económicos e financeiros às famílias em dificuldade, através de um Fundo de Emergência Social; • Apoiar as IPSS na prestação de cuidados continuados integrados aos idosos; • Apoiar o Serviço de Apoio Domiciliário já implantado no terreno; • Aprofundar os programas de ocupação de tempos livres nos Centros de Estar; • Apoiar o funcionamento da loja social; • Fomentar uma cultura de voluntariado e espírito de entreajuda; • Apoiar e dinamizar a Universidade Sénior; • Sensibilizar as diferentes entidades que compõem a rede social para a necessidade de uma gestão integrada nos objetivos e ações.

8. JUVENTUDE • Coordenação de programas educativos de inserção na vida ativa que visem combater o desemprego jovem; • Apoiar programas de intercâmbio cultural, de âmbito nacional e internacional; • Implementar um Programa Municipal de Estágios, dirigido aos jovens, com âmbito alargado (estágios: de verão, internacionais, profissionais); • Implementar o Conselho Municipal de Juventude. • Apoiar as iniciativas desenvolvidas pelas associações juvenis do concelho; • Instituir o Prémio Jovem Solidário; • Apoio a alunos com comprovadas dificuldades económicas, nas ações promovidas pelas escolas, que visem a sua formação cívica.

9. DESPORTO • Apoiar o associativismo desportivo; • Continuar o desenvolvimento do projeto “Mais Desporto, Mais Saúde”; • Revitalizar o «Grande Prémio Internacional de Marcha Atlética»; • Comemorar o «Dia da Cidade do Desporto» com a realização de eventos descentralizados, culminando com gala desportiva; • Apresentação de candidatura para ampliação do plano de água da piscina ao ar livre, de forma a potenciar a sua utilização no verão; • Continuar a apoiar o Torneio das Freguesias em atletismo; • Criar o «Torneio Internacional da Páscoa de Futebol Juvenil»; • Cooperação com a Escola Superior de Desporto no âmbito dos seus objetivos; • Definição rigorosa de objetivos para a empresa municipal DESMOR de forma que esta cumpra uma gestão sustentada dos recursos que lhe estão confiados.

10. SERVIÇOS DA AUTARQUIA • Criação de uma cultura de valorização dos recursos humanos existentes, de forma a potenciar o seu desempenho no apoio ao munícipe; • Reorganização do serviço de águas e saneamento, quer pela negociação com as Águas do Oeste, quer pela utilização dos nossos recursos; • Elaboração de projetos e apresentação de candidaturas aos fundos comunitários para completar o saneamento e renovar a rede de água do concelho; • Criação de uma cultura de inovação no que concerne à utilização de novas tecnologias no relacionamento com o munícipe, as empresas e as instituições; • Reerguer a figura do Provedor do Munícipe; • Implementar o Orçamento Municipal Participativo, com base num plafond previamente definido e de regulamento próprio.


CANDIDATOS À CÂMARA MUNICIPAL

CARLOS Alberto da NAZARÉ Almeida

DANIEL Alexandre Pulquério PINTO

• Nasceu em Bairradas, Caldas da Rainha, a 20 de Abril de 1954; • É Licenciado em Administração Regional e Autárquica; • É Técnico de Ação Social Escolar na E. Sec. “Dr. Augusto C. S. Ferreira”, Rio Maior; • É agricultor, proprietário e gerente de exploração agro-florestal; • Pertenceu ao Movimento Cristão de Juventude Rural, de 1971 a 1974; • Foi membro fundador da Rádio Cidade de RM e Presidente da Assembleia Geral; • É Irmão da Santa Casa da Misericórdia de Rio Maior; • Foi Secretário da Presidência da CMRM, de 1988 a 1993; • Foi Vereador da CMRM, no mandato de 1994-97; • Foi Chefe de Gabinete do Presidente da CMRM, de 1998 a 2004; • Foi Vice-Presidente da CMRM, no mandato de 2005-09; • Foi Presidente da CMRM, de Out/2007 a Junho/2008, por suspensão de mandato do titular do cargo Dr. Silvino Sequeira; • É Vereador sem pelouro da CMRM, no atual mandato (2009/2013); • É sócio Honorário, nº42 da IPSS “Malaqueijo Solidário”; • É sócio efetivo, nº1279, da Associação dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior; • É sócio efetivo do Clube de Natação de Rio Maior; • É sócio efetivo do Núcleo Sportinguista de Rio Maior; • É sócio efetivo, nº1242, da Cooperativa Agrícola de Rio Maior ; • É Presidente da Assembleia Geral da Cooperativa Agrícola de Rio Maior deste 2009; • Foi Presidente do Conselho de Gerência da EPRM, desde a sua fundação em 1992 até 2009; • É membro do Partido Socialista, concelhia de Rio Maior.

• Nasceu em Lisboa, a 7 Dezembro 1974; • É Licenciado em Marketing e frequentou a licenciatura em Gestão de Empresas (3.º ano); • Tem Pós-Graduação em Direito do Consumo e Pós-Graduação em Gestão e Desenvolvimento em Turismo, bem como Pós-Graduação em Marketing e Comércio Internacional; • Foi docente na Escola Profissional de Rio Maior, de 1998 a 2007; • Foi Coordenador do Gabinete de Apoio ao Investidor na Região de Turismo do Oeste, de 1999 a 2010; • Foi docente no Instituto Politécnico de Leiria - Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar de Peniche, de 2007 a 2012; • É Diretor da Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste, desde setembro de 2010; • Foi Membro da Assembleia Municipal de Rio Maior, de 2005 a 2009; • É Vereador sem pelouro da CMRM, no atual mandato (2009/2013) • É sócio efetivo, n.º 1282, da Associação de Bombeiros Voluntários de Rio Maior; • É sócio efectivo, nº 21, e Vogal da Direção do Clube Natação de Rio Maior, desde 2013; • É Grão-Chanceler da Colegiada de Nossa Senhora da Anunciação da Lourinhã, desde 2013.

JOÃO António Henriques da PIEDADE • Nasceu em Santarém, a 23 Maio 1956; • Possui o Curso Geral de Comércio e Ensino Secundário, realizado em Rio Maior; • Iniciou a vida activa em Rio Maior, nas Carnes Nobre, como Operador e Programador de Computadores, de 1972 a 1981; • Ingressou na Caixa Geral de Depósitos, como administrativo, em 1981; • Foi Gerente da C.G.D., em Rio Maior, de 1993 e 2001; • Foi Gerente da C.G.D., em Caldas da Rainha, de 2001 a 2006; • Foi Gerente da C.G.D., do Bombarral, em 2006-7; • Foi Gerente da C.G.D., em Rio Maior, de 2007 a 2012 (aposentação); • É «Irmão» da Santa Casa da Misericórdia de Rio Maior, nº 1148, tendo sido Membro da Mesa Administrativa, de 1998 a 2003; • É dirigente do Agrupamento de Escuteiros de Rio Maior, de 1991 a 2001; • É Membro do Conselho Económico da Igreja Paroquial de Rio Maior, desde 1993; • É sócio efectivo, nº 410, da Associação dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior; • É sócio do Centro Especial O Ninho, pertencendo ao Conselho Fiscal (suplente).

CÉLIA Maria Bento do Rosário FLORES • Nasceu em Leiria, 12 de Maio de 1966; • É Licenciada em Direito, desde 1991; • Exerceu Advocacia, com escritório próprio em Lisboa, de 1993 a 1997; • É Secretária da Direção da Associação de Pais do Agrupamento Vertical Fernando Casimiro Pereira da Silva, Rio Maior, desde 2006; • É Membro da Conferência de Sto. António de Rio Maior, cartão nº 885 da Sociedade de S. Vicente de Paulo, desde 2006; • É Membro do Conselho Geral do Agrupamento Vertical Fernando Casimiro Pereira da Silva, Rio Maior, desde 2008; • É sócia da EICEL, nº 107 – Associação para a Defesa do Património Mineiro, Industrial e Arquitetónico, Rio Maior; • É Vice-Presidente da Associação de Pais da Escola Secundária Dr. Augusto César da Silva Ferreira, Rio Maior, desde 2012.


CANDIDATOS À CÂMARA MUNICIPAL

AUGUSTO Manuel Tomaz LOPES

LEONOR Bento FIALHO

• Nasceu em Lisboa, a 13 Julho 1953; • É Licenciado em História, pela FL da Universidade Clássica de Lisboa; • É Professor do Ensino Básico e Secundário; • Foi Secretário da Presidência da CMRM, de 2001 a 2005; • É autor do livro Trinta Anos de Poder Local Democrático em Rio Maior (1974-2004), edição da Câmara Municipal de Rio Maior, 2005; • Foi Gerente da Escola Profissional de Rio Maior, de 2003 a 2009; • Foi Coordenador Educativo da Lezíria, em 2005-06; • Foi Chefe de Divisão de Educação e Cultura da CMRM, de 2006 a 2009; • É Presidente da Assembleia-Geral do Clube de Natação de Rio Maior, desde 2007; • Foi Presidente da Delegação de Santarém da Associação de Comandos, de 2008 a 2010; • É Presidente da Comissão Política Concelhia do Partido Socialista, Rio Maior; • É sócio efectivo, nº 2032, da Associação de Comandos; • É sócio efectivo, nº 393, da União Desportiva de Rio Maior; • É sócio efectivo, nº 1165, da Associação dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior; • É sócio efectivo, nº 159.622, da Liga dos Combatentes, Núcleo de Rio Maior; • É sócio efectivo, nº 54090, do Sindicato dos Professores da Grande Lisboa (SPGL); • É membro nº 32, do Centro de Investigação Professor Doutor Joaquim Veríssimo Serrão (CIJVS).

• Nasceu em Arrouquelas, Rio Maior, a 23 Dezembro de 1970; • É Licenciada em Psicologia Clínica e de Aconselhamento (1994/1999), formada e pós-certificada em Terapia Transpessoal e Regressiva (2009/2011); • Foi psicóloga estagiária no Instituto de Apoio à Criança, Lisboa, em 1998/1999; • Exerceu clínica privada e integrou a equipa fundadora da linha de apoio SOS Deixar de Fumar do Instituto Nacional de Cardiologia Preventiva Prof. Fernando Pádua, de 2000 a 2007; • Foi formadora no Instituto do Emprego e Formação Profissional e na Universidade Católica Portuguesa, pólos Sintra e Caldas da Rainha, de 2000 a 2008; • Exerceu funções de Técnica de Diagnóstico e Encaminhamento no Centro Novas Oportunidades em Rio Maior, de 2008 a 2011; • Foi Psicóloga Clínica e de Aconselhamento em consultório privado de 2007 a 2011; • É vogal de direcção da PAIS PELA ESCOLA, Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas Marinhas do Sal (2011/2013); • Desde Fevereiro de 2012 é sócia-gerente do LUGAR DE CURA, Leonor Bento Fialho – Psicologia Clínica e Terapias Complementares, Unipessoal Lda., acumulando com as funções de psicóloga clínica e terapeuta transpessoal e regressiva; • É Membro efectivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses com Cédula Profissional nº 2766.

MANDATÁRIO MÁRIO Filipe Gerardo TOMÉ • Nasceu em Caldas da Rainha, a 18 de Março de 1985; • Licenciado em Saúde Ambiental e finalista de Engenharia de Segurança no Trabalho; • Foi Técnico Superior de Higiene e Segurança no Trabalho na Sociedade de Construções Soares da Costa, S.A., de 2007 a 2010; • Foi Gestor do Sistema de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho na Sociedade de Construções Soares da Costa, S.A., de 2010 a 2012; • É Auditor para as áreas de Higiene e Segurança no Trabalho e Gestão Ambiental; • É Formador de Higiene e Segurança no Trabalho e Gestão Ambiental e Socorrista; • É sócio efectivo, nº 051, da Comissão de Melhoramentos e Progresso de Abuxanas (Rio Maior); • É Presidente da Comissão de Melhoramentos e Progresso de Abuxanas (Rio Maior).

ARLINO Ferreira dos SANTOS • Nasceu em Cabrela, Vendas Novas, a 22 Abril 1936; • Tem o Curso Comercial, feito em Rio Maior para onde veio residir em 1944; • Foi Escriturário/Guarda Livros, de 1953 a 2004, altura em que se reformou; • É militante do Partido Socialista, desde Junho 1974; • Foi Membro da Comissão Administrativa da CMRM, de 1974 a 1976; • Foi Presidente da Assembleia Municipal de Rio Maior, de 1994 a 2005; • É sócio efectivo, nº 62, do Clube de Natação de Rio Maior; • É sócio efectivo, nº 2, da União Desportiva de Rio Maior, e Presidente da Mesa da Assembleia Geral; • É sócio efetivo da Associação de Bombeiros Voluntários de Rio Maior; • É sócio efectivo da Associação de Educação Especial o Ninho.


CANDIDATOS À ASSEMBLEIA MUNICIPAL

Rui Miguel e Silva

João Sequeira

Fátima Carvalho

António Moreira

Ivan Costa

Vera Simões

Jacinto Correia

Filipe Vicente

Ana Catarina Pinto

Mário Machado

Joaquim azenha

Susana Franco

Tiago Machado

Vitor Félix

Maria Inês Sequeira

Bruno Romão

Alexandre Ribeiro

Liliana Machado

Susana Tomé

Gonçalo Fialho

Arlino Santos

Carlos Lourenço

Luís Filipe Marques José Luís Pereira António José Marcelino Fernando Piedade Sílvia Félix Costa

Ana Cristina Silva

Sofia Cordeiro


Programa Eleitoral do PS - AUTÁRQUICAS 2013  

Conheça as propostas do PS para os próximos quatro anos, divididas em 10 grandes áreas de acção.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you