Issuu on Google+

Vamos apresentar novos Projectos...

Caro Mun铆cipe Convido-o a ver e a ler as nossas ideias e propostas para retomarmos o desenvolvimento do nosso concelho nos pr贸ximos anos...


Motivos de uma candidatura: • Primeiro: uma vontade enorme de servir e a convicção de que servir é pôr à disposição da comunidade riomaiorense todo o nosso saber, a nossa competência e a disponibilidade para ouvir os Munícipes.


Motivos de uma candidatura: • Segundo: porque acreditamos na nossa competência, baseada no saber através da experiência adquirida no exercício de funções autárquicas, em mais de vinte anos, competência igualmente baseada na formação adquirida a nível universitário na área da Administração Local.


Motivos de uma candidatura: • Terceiro: porque temos o perfeito conhecimento do território, das populações e de toda a envolvente social e económica que caracteriza o nosso concelho.


Motivos de uma candidatura: • Quarto: a constatação pelos munícipes, instituições e empresas, de que Rio Maior não está a ser servida nos últimos anos da forma mais conveniente. O nosso concelho estagnou e perdeu a oportunidade de confirmar uma estratégia de futuro. Lacuna que vamos preencher...


Rio Maior tem que mudar...


Precisamos de uma C창mara mais din창mica...


Que seja o ÂŤMotorÂť da economia local...


Porquê o Dr. Carlos Nazaré? • Porque possui uma enorme experiência como autarca, adquirida em anteriores executivos camarários, ao longo de mais de duas décadas.


Porquê o Dr. Carlos Nazaré? • Porque a sua experiência autárquica em executivos anteriores contribuiu para a construção da matriz de desenvolvimento que hoje é visível no concelho de Rio Maior.


Porquê o Dr. Carlos Nazaré? • O Dr. Carlos Nazaré teve o privilégio de integrar e acompanhar executivos, liderados pelo Dr. Silvino Sequeira, que transformaram radicalmente o concelho de Rio Maior.


Porquê o Dr. Carlos Nazaré? • O Dr. Carlos Nazaré acompanhou e participou nas grandes decisões, como por exemplo a construção dos novos Paços do Concelho...


Porquê o Dr. Carlos Nazaré? • Esteve envolvido na construção da Biblioteca Municipal...


Porquê o Dr. Carlos Nazaré? • Esteve na construção do Cineteatro...


Porquê o Dr. Carlos Nazaré? • O Dr. Carlos Nazaré esteve, também, envolvido na construção dos Centros Escolares, dos Bairros Sociais, dos Centros de Dia e esteve na criação de uma estrutura associativa sustentada, para além da rede viária e de muitas outras obras.


Porquê o Dr. Carlos Nazaré? • O Dr. Carlos Nazaré esteve, também, envolvido em todas as infraestruturas desportivas que fundamentaram a opção estratégica do concelho como «Cidade do Desporto», consolidada com a construção da Escola Superior de Desporto de Rio Maior...


A «Cidade do Desporto» foi planificada e construída...


Pelos executivos do PS... Onde esteve o Dr. Carlos NazarĂŠ!


Mas o Dr. Carlos NazarĂŠ fez mais ainda...

Pelo concelho de Rio Maior...


Porquê o Dr. Carlos Nazaré? • Participou directamente na construção de obras e equipamentos ligados ao desenvolvimento económico como a Escola Profissional de Rio Maior e o Parque de Negócios.


Além do mais... • O Dr. Carlos Nazaré acompanhou e participou na projecção e consolidação de todos estes projectos, tendo um conhecimento completo da realidade da autarquia de Rio Maior.


Além do mais... • Conhece, por isso, os seus recursos financeiros, os seus compromissos, e o excelente quadro de pessoal que a serve, muito dele recrutado, valorizado e formado ao longo dos anos em que integrou o Executivo Municipal. Acompanhou, em muitos casos, o andamento de projectos e o lançamento de concursos.


Além do mais... • É um profundo conhecedor do tecido empresarial do concelho, das instituições sociais e outros agentes, sendo a garantia de um continuado desenvolvimento para o Município e dará uma nova esperança a todos os seus habitantes.


Além do mais... • O Dr. Carlos Nazaré participou na definição do envelope financeiro para as grandes obras que se fizeram em Rio Maior nos últimos anos, nomeadamente no âmbito do QREN e nas negociações com o governo nas chamadas compensações da OTA, conseguindo os meios financeiros que as vieram a viabilizar, de que é exemplo a Escola Superior de Desporto.


A acção social será prioritária

O Dr. Carlos Nazaré vai intervir nesta área


Vamos ajudar os Munícipes • O Dr. Carlos Nazaré e a sua equipa pretendem envolver a participação das pessoas, isto é, das instituições, das empresas e de todos os agentes sociais e económicos, porque os autarcas de hoje têm que ser agentes activos na promoção de parcerias e entendimentos na resolução dos problemas.


Vamos ajudar os Munícipes • O Dr. Carlos Nazaré não se acomodará a decisões da administração central que prejudiquem o nosso concelho, e adoptará as acções reivindicativas apropriadas, colocando os interesses do Município acima de tudo.


Vamos ajudar os Munícipes • Na área social, assumirá o compromisso de combater o flagelo do desemprego, que afecta hoje gravemente o concelho, e pretende implementar um programa de “Emergência Social”, com acções de intervenção por forma a dar respostas sociais no concelho, porque as pessoas estão sempre em primeiro!


Vamos ajudar os Munícipes • O actual quadro de emergência social é pois prioritário, porque todos os Munícipes têm o direito a usufruir de condições de sobrevivência com um mínimo de dignidade!


O Dr. Carlos Nazaré...

É um homem de princípios e valores...


Rio Maior acima de tudo • O Dr. Carlos Nazaré tem com os riomaiorenses uma boa relação, que se baseia no respeito mútuo e na verificação de uma série de princípios que pautam a sua acção, nomeadamente a lealdade e a coerência, bem como o facto de nunca se ter servido do exercício de funções públicas para outros fins.


Rio Maior acima de tudo • Foi com o Dr. Carlos Nazaré que foi negociado o QREN que consignou as verbas que financiaram quase todas as obras que o actual executivo, com pompa e circunstância, inaugurou, assim como as chamadas contrapartidas de OTA, que alavancaram e financiaram projectos tão importantes para o concelho como a construção do novo edifício da Escola Superior de Desporto.


Rio Maior acima de tudo • Ao longo do tempo em que foi Presidente da Câmara interinamente, passaram pelas mãos do Dr. Carlos Nazaré dossiers importantíssimos para Rio Maior. Para ele foi um desafio e uma honra ter lutado pelos interesses do desenvolvimento do nosso concelho, num momento tão importante para o nosso futuro colectivo.


O Dr. Carlos Nazaré não vive da política...

É um Quadro Técnico de elevadas qualificações


A voz da experiência... • O Dr. Carlos Nazaré tem efectuado um importante trabalho no sector da Acção Social da Escola Secundária de Rio Maior. É funcionário público desde 1975, desempenhando as funções de Técnico de Acção Social Escolar, um trabalho que tem como principal objectivo dar a todos os alunos a igualdade de oportunidades, independentemente da origem social de cada um.


A voz da experiência... • O contacto com os alunos e com as famílias têm permitido ao Dr. Carlos Nazaré perceber melhor a realidade social que se vive no concelho e que fundamentam a necessidade da Câmara ter que intervir, de forma consistente, no apoio às questões de natureza social.


O Dr. Carlos Nazaré estará atento

Às dificuldades económicas das pessoas


Política económica • O Dr. Carlos Nazaré tem plena consciência das dificuldades por que passa o País, para além da continuada desvalorização do Poder Local pelo actual governo. Tendo em conta esse conhecimento especializado, desenvolverá uma acção reivindicando perante a administração central a reposição das competências e atribuições das autarquias constitucionalmente concedidas e os meios financeiros adequados.


Política económica • O Dr. Carlos Nazaré acredita que uma gestão eficiente da autarquia possibilitará equacionar a possibilidade de reduzir algumas taxas e contribuições cobradas aos Munícipes e às empresas, por forma a permitir que o concelho ganhe competitividade no que respeita à instalação de empresas e fixação de pessoas.


Política económica • O Dr. Carlos Nazaré recusa-se terminantemente a ser um delegado do Poder Central, independentemente do partido que o tutelar.


Política económica • Para ele, uma gestão eficiente da Câmara Municipal terá que assumir a manutenção das infra-estruturas municipais, quer sejam estradas ou edifícios em boas condições de utilização pelos utentes, assim como a construção de algumas obras estruturantes que ainda nos faltam.


O Dr. Carlos Nazaré tudo fará para que seja construída a ligação da A 15 à EN 114, ligando a cidade com grande rapidez e facilidade de acesso à moderna autoestrada que a serve.


Este ĂŠ um compromisso assumido pelo Dr. Carlos NazarĂŠ!


O Dr. Carlos NazarĂŠ quer o desenvolvimento

Quer Rio Maior a andar para a frente!


Política económica • As questões relacionadas com o desenvolvimento económico do concelho têm de merecer da parte da autarquia mais e melhor atenção. Estaremos profundamente empenhados em envolver e apoiar os empresários na dinamização de estruturas e de projectos inovadores capazes de fomentar a internacionalização das empresas, e de iniciativas que valorizem as nossas potencialidades e recursos naturais, sociais e económicos.


Tudo faremos para potenciar a vocação produtiva do concelho!


Política económica • O Parque de Negócios foi pensado tendo em conta o desenvolvimento e a fixação da actividade económica, mas sofreu as agruras da burocracia do país. A sua regularização e viabilidade, ao nível dos instrumentos de planeamento, foi demasiado prolongada pela administração central e o quadro de exigências imposto na altura aos promotores veio dificultar a fixação de muitos investimentos. Vamos mudar este estado de coisas.


Política económica • A actual conjuntura do país, aliada à pouca preocupação do actual executivo, acabaram no nosso entender por comprometer o futuro imediato do Parque de Negócios. É, por isso, nossa intenção, logo que tenhamos legitimidade, reunir os promotores e estudar com eles a forma de viabilizar a questão do investimento, no intuito de que o Parque de Negócios se torne mais atractivo e competitivo em relação a outros, entretanto desenvolvidos no distrito.


Política económica • A zona industrial, será objecto de uma proposta de intervenção que visará não só os aspectos paisagísticos de ordenamento, mas também uma reflexão profunda com os empresários no sentido da sua promoção e valorização.


Pretendemos uma Zona Industrial dinâmica e empreendedora...

Bem estruturada e respeitando o ambiente...

Iremos auscultar os empresĂĄrios


Com o Dr. Carlos NazarĂŠ

Rio Maior vai ter mais visibilidade!


Feiras e Certames • As Tasquinhas vão voltar ao figurino original, isto é, as colectividades, os sabores e os saberes das gentes do nosso concelho, devolvendo-lhe a originalidade e a genuinidade na defesa das nossas tradições, da nossa gastronomia, dos produtos de Rio Maior e no que representa de cartaz turístico diferenciado.


Feiras e Certames • As fileiras do pão, do vinho, do azeite, a ligação ao sector agroalimentar industrial e uma afirmação perfeita da ligação e complementaridade do meio rural com a cidade, devem aí ser bem patentes.


Feiras e Certames • A FRIMOR é um certame todo a rever e para essa revisão devemos considerar diferentes intervenientes, desde os ceboleiros a outros agentes económicos, incluindo as respectivas associações.


Feiras e Certames • Não é sustentável a continuidade de um certame que se realiza, fundamentalmente, pela força da tradição e que não traz, no nosso entender, as diferentes mais-valias que deveria trazer, nomeadamente a afirmação do concelho e das suas potencialidades socio-económicas.


Feiras e Certames • Outros eventos a promover no Pavilhão Multiusos são a criação de uma Feira Internacional do Desporto, mas também outras feiras temáticas que possibilitem a afirmação do tecido empresarial riomaiorense ou o desenvolvimento de novos projectos.


Vamos potenciar o Multiusos...

Um pavilh達o desta dimens達o n達o pode ter apenas duas feiras por ano!


Com o Dr. Carlos Nazaré

O combate ao desemprego será prioritário


Política social • Atendendo ao momento difícil que o país vive e de que o concelho de Rio Maior não é excepção, terá que se responder prioritariamente às pessoas. • VAMOS COMBATER O DESEMPREGO!


Política social • A nível social a primeira preocupação é a situação dramática por que passam algumas famílias do concelho de Rio Maior. Assim, a criação de um Fundo de Emergência Municipal será a primeira prioridade, coerentemente com o que apresentámos ao actual executivo que o recusou.


Política social • O Fundo de Emergência Municipal tem por objecto resolver questões ligadas, por exemplo, ao pagamento das contas da água, luz e despesas de farmácia de agregados familiares em grandes dificuldades económicas.


Política social • Com a equipa do Dr. Carlos Nazaré, a Câmara vai reorientar os projectos e as acções de carácter social, procurando uma proximidade maior, mais activa e continuada dos serviços com as famílias necessitadas.


Política social • Responder às pessoas é também conseguir dar respostas às questões do desemprego, envolvendo as pessoas na procura de soluções e conseguindo atrair empresas e motivar os agentes económicos para a criação de actividade económica geradora de emprego.


Política social • Os técnicos municipais, os agentes económicos e sociais serão chamados a dar o seu contributo. Não nos acomodaremos unicamente a solicitar respostas aos outros; envolver-nos-emos com todos na procura de soluções, apoiando activamente as IPSS do concelho que tão relevante trabalho têm desenvolvido.


Política social • É fundamental aprofundar a capacidade e a vocação de Rio Maior e dos riomaiorenses na criação de riqueza nos diferentes sectores da actividade económica.


Vamos intervir na cidade e no concelho

A zona antiga da cidade tem que mudar...


Preservar o património • Vamos olhar para a requalificação da zona antiga da cidade com olhos de ver, pois não faz sentido gastar dinheiro na requalificação das ruas sem que haja um plano de pormenor que trate, em conjunto, as vias e o edificado e tenha subjacente todo um projecto sustentado que defina a vocação desta zona da cidade.


N達o queremos continuar a ver lojas a fecharem em Rio Maior...


Preservar o património • Defendemos a realização de um estudo que sustente a vocação comercial da zona antiga da nossa cidade, apoiado por outros projectos, nomeadamente a recuperação do património edificado e outras complementaridades que justifiquem a deslocação dos compradores.


Dinamizar o comércio • Com o Dr. Carlos Nazaré na presidência, a Câmara Municipal vai estudar todas as hipóteses de reduzir o IMI, pois será um contributo para que o abaixamento de rendas se torne mais viável, facilitando a abertura de novas lojas.


Dinamizar o comércio • Iremos valorizar, igualmente, o desenvolvimento de uma cultura de compras locais, o «Comprar em Rio Maior», que contribua para o nosso desenvolvimento global.


Queremos uma cidade e um concelho a crescerem e a mexerem economicamente!


Pretendemos que Rio Maior seja uma terra onde vale a pena viver, trabalhar e investir.


Com o Dr. Carlos NazarĂŠ

A Câmara vai apostar na Qualidade de Vida


Qualidade de vida • Viver hoje numa cidade com qualidade de vida exige, da parte da autarquia, uma responsabilidade acrescida quer a nível das infra-estruturas, quer do respeito pelo ambiente. A autarquia vai potenciar a fixação de pessoas, criando condições para a redução de taxas municipais que sejam mais vantajosas do que nos concelhos vizinhos.


Qualidade de vida • Tudo faremos para tornar o concelho de Rio Maior atractivo do ponto de vista da instalação de novas empresas. Para ser atractivo, Rio Maior terá de ter espaços disponíveis, a custos reduzidos e bem infra-estruturados.


Por isso, vamos rever com a DEPOMOR todo o quadro de funcionamento do Parque de Neg贸cios de Rio Maior, por forma a potenciar os investimentos.


Uma nova centralidade • Com o Dr. Carlos Nazaré, a Câmara vai valorizar a localização privilegiada de Rio Maior, entre Santarém e Caldas da Rainha, a proximidade da área metropolitana de Lisboa e o facto de poder beneficiar de uma rede de acessos excepcionais aos grandes centros urbanos.


Com o Dr. Carlos Nazaré

A «Cidade do Desporto» vai ter um novo impulso


O Dr. Carlos Nazaré foi parte activa na viabilização da «Cidade do Desporto» enquanto membro dos anteriores executivos do PS...


Política desportiva • Como não poderia deixar de ser, e tendo em conta que foram os executivos anteriores do PS que conceberam e construíram a «Cidade do Desporto», o Dr. Carlos Nazaré e a sua equipa vão potenciar o seu enquadramento na estratégia de desenvolvimento para o concelho de Rio Maior.


Com o Dr. Carlos Nazaré na presidência da Câmara Municipal, em conjunto com a Direcção da Escola Superior de Desporto e do Instituto Politécnico de Santarém, serão aproveitados na íntegra os amplos e excelentes espaços de que a escola passou a dispor.


Política desportiva • A Câmara Municipal estimulará a criação de novos cursos e o aprofundamento da ligação com o Centro de Alto Rendimento de Rio Maior. Queremos ver a Escola Superior de Desporto a desenvolver-se e a afirmar-se a nível nacional e internacional.


Política desportiva • A Câmara Municipal estimulará a criação de novos cursos e o aprofundamento da ligação com o Centro de Alto Rendimento de Rio Maior. Queremos ver a Escola Superior de Desporto a desenvolver-se e a afirmar-se a nível nacional e internacional.


Política desportiva • Juntamente com outras instituições e/ou empresas, a Câmara Municipal dirigida pela equipa do Dr. Carlos Nazaré, irá estudar a viabilidade da instalação em Rio Maior de investimentos ligados às áreas da saúde e do desporto.


Política desportiva • A marca «Cidade do Desporto» não tem sido devidamente valorizada, mas vai sê-lo com o Dr. Carlos Nazaré, potenciando muitas iniciativas e investimentos na área industrial em segmentos que vão do lazer à saúde, passando pelo ambiente.


Política desportiva • Uma feira (internacional) do desporto em Rio Maior poderá ser a alavanca necessária à afirmação da marca «Cidade do Desporto», até porque Rio Maior e a Escola Superior de Desporto detêm hoje o conhecimento necessário para empreenderem um certame do género. É uma ideia a agarrar pela nova Câmara!


Política desportiva • O Dr. Carlos Nazaré e a sua equipa apoiarão todas as iniciativas da Escola Superior de Desporto que reforcem o desporto como identidade e potenciem o desenvolvimento, quer através do conhecimento científico, quer através do desenvolvimento empresarial, quer ainda como elemento com capacidade de atracção para pessoas e empresas.


Queremos afirmar Rio Maior...

Como Capital Nacional do Desporto


Com o Dr. Carlos Nazaré

Os Recursos Humanos da Câmara serão valorizados


Recursos Humanos • Rio Maior tem o privilégio de ser servida por excelentes funcionários, muitos deles jovens, com muita experiência e de excelente formação humana. O quadro de pessoal da Câmara Municipal foi criado numa altura em que os investimentos municipais eram avultados e justificavam a sua contratação.


Recursos Humanos • Os tempos difíceis que vivemos obrigam as autarquias a dar outras respostas não menos importantes, a nível económico e social que deverão levar à criação de estruturas internas, como sejam o Gabinete de Apoio ao Empresário, o Gabinete de Apoio às Associações e o Gabinete Coordenador de Acção Social, tudo estruturas que terão nos funcionários municipais as pessoas mais adequadas para as respostas a dar. Não os dispensamos. Todos, sem excepção serão necessários.


Com o Dr. Carlos NazarĂŠ

As Freguesias serĂŁo uma prioridade


Todas as Freguesias ser達o tratadas por igual


Prioridade às Freguesias • Temos um profundo respeito pelo Poder Local. As freguesias são para nós, que as ajudámos a fundar, parte integrante do edifício do poder local e do todo municipal.


Prioridade às Freguesias • Connosco, haverá lugar a verdadeiros compromissos com as Juntas de Freguesia de forma a que, na elaboração dos planos anuais, cada uma saiba o que vai ser feito em cada freguesia, de quem é a responsabilidade da sua concretização e, no caso de ser delegado na Junta essa realização, o compromisso da entrega, em tempo oportuno dos respectivos meios financeiros que as viabilizam.


Prioridade às Freguesias • O Presidente de Junta é para nós um parceiro, e como tal, será respeitado na diferença, como legítimo representante das populações que os elegeram. Trataremos de igual modo, com completa transparência, todos os projectos das freguesias, na certeza de irmos ao encontro das melhores soluções que as freguesias proponham, com equidade e equilíbrio harmonioso para o concelho.


Prioridade às Freguesias • O Gabinete de Apoio às Freguesias, estrutura iniciada no tempo em que estivemos na Câmara, terá uma coordenação rotativa por onde passarão todos os Presidentes de Junta. Em suma, aquilo que pretendemos é garantir uma relação de proximidade e de franca cooperação com todos os presidentes de junta na defesa dos interesses das populações.


Para nรณs, as Freguesias sรฃo o mosaico que dรก sentido ao concelho...


O Dr. Carlos NazarĂŠ

Quer fixar os jovens em Rio Maior


Apoio à Juventude • Olhamos para os jovens como esperança futura, pois é para eles que trabalhamos. Baseados em evidências quotidianas, não nos conformamos com o fatalismo que nos impõem. Acreditamos que é possível um futuro melhor para os jovens e convocamo-los a prepararem connosco o desbravar desse caminho.


Apoio à Juventude • Sabemos das dificuldades do presente em matéria de emprego jovem, bem como das dificuldades em constituir família. Alguns projectos serão desenvolvidos especialmente para os jovens, sobretudo no apoio à promoção do empreendedorismo jovem, mas também no apoio à internacionalização de percursos de formação académica.


Apoio à Juventude • O Gabinete de Apoio à Juventude será a estrutura de apoio aos jovens, em aspectos tão diferentes como a sua interligação ao mundo do trabalho, na ajuda à elaboração de currículos e marcação de entrevistas, na procura activa de emprego e de habitação.


O Dr. Carlos Nazaré

Quer dar condições dignas aos idosos


Apoio aos Idosos • Quanto aos idosos, damos-lhes a garantia do nosso respeito pelo contributo que deram no desenvolvimento do concelho e de que tudo faremos para garantir um envelhecimento com qualidade e dignidade.


Apoio aos Idosos • Ao Gabinete Coordenador de Acção Social caberá o acompanhamento de situações ligadas à saúde e bem-estar dos idosos nas situações de falência dos apoios e respostas ou da desvinculação de obrigações de outras entidades.


Com o Dr. Carlos Nazaré

Rio Maior terá uma verdadeira política cultural


Política para a Cultura • São conhecidas as nossas ideias no que diz respeito ao espaço envolvente da antiga Mina do Espadanal. Apesar do enorme esforço financeiro, necessário para a sua recuperação, continuamos a defender a sua reabilitação e o seu aproveitamento como museu e arquivo municipal.


Com o Dr. Carlos Nazaré as antigas Minas do Espadanal serão devidamente valorizadas e preservadas, pois elas são parte da História do nosso concelho!


Política para a Cultura • Se a Câmara não conseguir, a curto prazo, financiamento comunitário que viabilize essa velha aspiração, providenciará uma intervenção que acautele a degradação constante daquele património.


As Salinas Naturais de Rio Maior são a «Jóia da Coroa» do nosso concelho. Por isso mesmo, vão ser tratadas com todo o respeito que merecem.


Política para a Cultura • Não nos conformamos com o plano de pormenor envolvendo apenas o espaço das salinas propriamente dito. Queremos estender o plano de pormenor às áreas envolventes, de forma a dinamizar a actividade económica que sustente o turismo e lazer que lhe estão associados.


Política para a Cultura • Tudo faremos para potenciar o desenvolvimento das salinas como pólo de atracção, dinamizando ainda a relação das Marinhas do Sal com as serras de Aire e Candeeiros, potenciando assim uma maior captação de públicos.


O estabelecimento de parcerias para o desenvolvimento da oferta e da marca Marinhas do Sal ĂŠ um velho projecto que nĂŁo deixaremos de implementar...


O rio que nos identifica terá de voltar a fazer parte do nosso viver colectivo. Faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para o devolver aos cidadãos e torná-lo aprazível.


Política para a Cultura • Vamos valorizar o rio Maior através de uma série de acções que foram aprovadas com a administração central, no âmbito das chamadas compensações de OTA, as quais urge pôr em prática. No âmbito dessas acções tentaremos restabelecer uma ligação entre a cidade e o rio, a qual foi sendo comprometida ao longo dos anos por intervenções públicas e de privados.


Política para a Cultura • Vamos Vamos potenciar a Villa Romana de Rio Maior, que necessita a curto prazo da criação de áreas de apoio às visitas e do desenvolvimento de um projecto de Musealização. Tentaremos encontrar viabilidade financeira para fazer estas obras, pois assim obter-se-ia mais um pólo de atracção turística e cultural para o nosso concelho.


Política para a Cultura • Não tendo a pretensão de fazermos tudo sozinhos, apoiaremos o desenvolvimento do associativismo cultural e recreativo, tão maltratado neste mandato, concretizaremos uma grande feira anual do livro, assim como uma bienal de arte e fotografia, bem como estimularemos o ressurgimento do cineclube de Rio Maior. Para todos estes projetos procuraremos ter como parceiros activos os diferentes estabelecimentos de ensino.


Com o Dr. Carlos Nazaré

Rio Maior estará no mapa das rotas turísticas


Política para o Turismo • No que respeita ao turismo continua a fazer-se sentir a falta de um plano estratégico de desenvolvimento turístico para o concelho, integrado no plano estratégico de Rio Maior, assim como acções de promoção do turismo de natureza em articulação com o PNSAC e a ADSAICA.


Política para o Turismo • O enoturismo é outra vertente a desenvolver, tanto mais que os produtores riomaiorenses vêm sendo reconhecidos nacional e internacionalmente pela qualidade dos vinhos que produzem.


Com o Dr. Carlos NazarĂŠ

Faremos tudo isto e muito mais ainda!


Ele conta com o seu apoio!

Juntos vamos retomar o Desenvolvimento!


Contamos consigo...

Por um Concelho melhor!


Linhas Programáticas PS - Autárquicas 2013