Page 118

Sua idade é um mistério: não terá mais de 40 anos. Quem será aquele homem? Haverá paz no túmulo? Existirá vida inteligente noutros planetas? Quando puder, comprarei um sítio. Se você estudar com afinco, sem dúvida aprenderá. Não param aí os usos desse tempo verbal. Como em português não dispomos de formas próprias para o imperativo futuro (em latim existem), emprega-se com esse valor, especialmente na linguagem bíblica: Não furtarás. Amarás a teu próximo como a ti mesmo. Embora o futuro simples do indicativo seja “do presente” (ou seja, relativo ao tempo que virá depois do atual), usa-se também para exprimir uma ação posterior a outra no passado: “Nomeado Embaixador do Brasil à Conferência de Haia, Rui Barbosa aí defenderá intransigentemente a igualdade entre as pequenas e as grandes nações.” Como você vê, na língua muitas vezes se confundem o ontem, o hoje e o amanhã... A AGONIA DO FUTURO SIMPLES Se você atentar para a sua própria fala e a dos seus parentes, colegas e amigos, sem dúvida vai verificar que só muito raramente se usam as formas do futuro simples do indicativo, substituídas ou pelo presente — quando se tem firme intenção de tornar real o fato futuro — ou por várias locuções com verbos auxiliares (como ir [o mais comum], haver de, dever, querer, poder, ter de, ter que) no presente do indicativo seguidos do verbo principal no infinitivo: Hoje à noite vou [em vez de irei] ao teatro. O Ministro da Fazenda declarou que a inflação vai baixar [em vez

Profile for Carlos Duarte

Adriano da Gama Kury - Para falar e escrever melhor o português  

oi.

Adriano da Gama Kury - Para falar e escrever melhor o português  

oi.

Advertisement