Issuu on Google+

1

_______________________________________________________________________Por Carlos Coléct

“Sai Dela Povo Meu”

Retorno ao Eterno hwhy A Marca da Babilônia

Parte III


2 1 . A marca da Babilônia _____________________________________________________________________________________ Continuamos o capítulo 12 sobre o “sair do sistema de engano da Babilônia” falando sobre a Sua Marca, a qual está inserida na pessoa do falso messias, o antimessias. O Objetivo do escrever sobre o número 666 de apocalipse, é ampliar a visão sobre este assunto e expandir um entendimento de que o número descrito por João vai além de um número literal, mas está relacionado há um sistema de engano do falso messias, espírito deste que já está no mundo, ou seja, se pensarmos assim, este número ou como veremos, esta identificação do falso messias já está no mundo. 1 Jo 4.1-3 - Amados, não deis crédito a qualquer espírito; antes, provai os espíritos se procedem do Eterno de Israel, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora. 2 Nisto reconheceis o Espírito do Eterno de Israel: todo espírito que confessa que Yeshua o Messias veio em carne é do Eterno de Israel; 3 e todo espírito que não confessa a Yeshua não procede do Eterno de Israel; pelo contrário, este é o espírito do Falso Messias, a respeito do qual tendes ouvido que vem e, presentemente, já está no mundo No livro do Apocalipse ou Revelação, o qual simplesmente é um livro de visões e revelações, onde nada tem a ver com “fim do mundo”. Infelizmente com o passar dos anos “apocalipse” tornou-se sinônimo de “catástrofes e fim do mundo”, mas se prestarmos atenção não é disso que tratam as visões de Yohanan(João). Falam da vitória dos santos juntamente com o Messias Yeshua e seu Pai e dentro deste processo ocorrem julgamentos ou juízos sobre a Terra, mas isso não significa “fim do mundo”, mas talvez o fim de um sistema corrompido e de engano que age sobre a Terra. Mas enfim, não entrarei nesta questão. E como sabemos nem toda visão é literal, e particularmente creio que o número que João relata não seja um número literalmente colocado nas pessoas como uma marca visível(na pele).Mas simplesmente uma identificação do falso messias, ou seja, algo que identifica o falso messias. Sei que este assunto é muito discutido, e há várias versões, mas quando se entende um contexto firmado verdadeiramente nas escrituras e na Torah não desassociando de Israel, creio que as visões de João se tornam mais claras e concretas e menos ilógicas, e também acaba se percebendo que são visões que simplesmente estão de acordo com as demais “profecias” das Escrituras.Não há, digamos assim,” uma nova direção profética” dada por João, entendo que ele simplesmente alinha as profecias, discernindo os tempos. E por ser um assunto onde há muitas especulações, sinta-se a vontade para julgar e orar a respeito com o auxilio do Espírito do Eterno. 2. O nome do falso messias(besta) ou o número do seu nome _____________________________________________________________________________________ Em Apocalipse 13 , temos duas figuras chamadas bestas. Temos a primeira besta, que foi ferida de morte, mas reviveu, esta seria o anticristo, ou o falso Messias( se assemelha com alguém? Um falso messias que também ressuscitou), e a Segunda besta, seria o falso profeta que promove adoração ao falso messias, criando uma imagem deste falso messias, e todos os que não adorarem este falso messias são mortos, e também aquele que não tem a sua marca nas mãos e na fronte. Falso profeta(aquele que fala falsamente) Apoc 13:12

Exerce toda a autoridade da primeira besta na sua presença. Faz com que a terra e os seus habitantes adorem a primeira besta(falso messias), cuja ferida mortal fora curada.


3 Apoc 13:14

Seduz os que habitam sobre a terra por causa dos sinais que lhe foi dado executar diante da besta, dizendo aos que habitam sobre a terra que façam uma imagem à besta(falso messias), àquela que, ferida à espada, sobreviveu;

Apoc 13:15

e lhe foi dado comunicar fôlego à imagem da besta(falso messias), para que não só a imagem falasse, como ainda fizesse morrer quantos não adorassem a imagem da besta(falso messias).

Apoc 13:16

A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte,

Apoc 13:17

para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome.

Apoc 13:18

Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta(falso messias), pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis.

Entendo que a figura do falso profeta seria este sistema ligado a Roma, sobre influencia da Babilônia. Este sistema cria a imagem do Falso Messias, um Jesus que não é Yeshua. E lembremos da história das inquisições. Quantos morreram por não adorarem esta imagem, por não se converterem ao cristianismo católico? Quantos morreram por não receberem a sua marca nas mãos e na fronte? Não entrarei no assunto do falso messias ou da besta, sobre isso já falamos no estudo “ Sai dela povo meu / parte 1”. Portanto, trarei somente um entendimento sobre o numero deste falso messias. Pois bem, está escrito que aqueles que não recebem a marca da Besta(falso messias) não podem comprar ou vender, e isto indica um sistema de comercialização.Um sistema que domina o capital ou um capitalismo mundial. Enfim, e esta marca é: o nome da besta ou o número do nome. Marca - Primeiro, vejamos que significa “marca”. “Marca” é simplesmente um “selo”, ou seja, Pessoas seladas com o nome do falso messias ou número deste nome. Nome - E em segundo, já sabemos que “nome” se refere a identidade. Portanto , estamos falando da identidade do falso messias. Número - E “número”, o que pode significar?”Número” pode nos trazer a idéia de identificação, isto é, um número de identificação do falso messias, em outras palavras, seria algo que o identifica como sendo o falso messias. Bom, então temos pessoas seladas com a identidade ou algo que identifica o falso messias. 3. O Selo do Eterno (verdadeiro messias) _____________________________________________________________________________________ O que pode significar o Selo ou a marca? O Eterno de Israel também sela ou marca os seus, e o Adversário deseja ser semelhante a Ele, imitando-o, fazendo coisas semelhantes ao Eterno e tendo também o seu selo. Bom, o selo do Eterno sobre os seus, é o seu Espírito de acordo com o que Paulo fala aos Efésios. Ef 4:30 E não entristeçais o Espírito do Eterno de Israel, no qual fostes selados para o dia da redenção E o que o Espírito do Eterno tem como uma de suas principais funções ? A resposta se encontra em Ezequiel.


4 Ez 36:26 Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne. Ez 36:27 Porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis. Portanto, o Eterno dá o seu Espírito para que se possa observar os seus estatutos e juízos, ou seja, para guardar os seus mandamentos, a sua Torah. E onde deve estar a Torah ou a Lei do Senhor? Vejamos em Deuteronômio(Devarin) Dt 6.6-8 - Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração; 7 tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te. 8 Também as atarás como sinal na tua mão, e te serão por frontal entre os olhos. Essas palavras que o Senhor fala é a sua Torah, sua Lei, pois nos versos anteriores o Senhor repete as dez palavras dadas no Sinai. Sendo assim, a Lei do Senhor deve fazer parte de um caminhar diário, e isso inclui estar nas mãos e como frontal entre os olhos. E tudo indica que o Senhor não está falando de algo literal, mas sim de ações, ou seja, de uma forma resumida, “mãos” falam de ações e “frontal entre os olhos” fala de entendimento, pensamento, mentalidade, ou ainda a maneira que se vê o mundo. Então, temos o selo do Senhor como sendo seu Espírito, o qual capacita a viver Sua Lei concretamente nas ações, na visão, na mentalidade, no pensamento. SELO DO ETERNO -Espírito do Eterno de Israel (verdadeiro messias Yeshua)

- conduz a uma vida de Torah nas mãos(obras) e na fronte(mente)

4. O Selo do Iníquo( falso messias) _____________________________________________________________________________________ Como vimos, o adversário busca agir de forma semelhante ao Altíssimo, porém de forma contrária.E este agir do adversário não é diferente quanto ao que diz respeito a sua marca, ou seu selo.Ele sela também com um espírito, porém este espírito leva a NÃO VIVER a Lei do Eterno nas obras(mãos) e na mente(fronte) Apoc 13:16

A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte,

Relembremos do que Paulo fala em 2 Ts 2 a respeito do homem da iniqüidade , isto é, o homem que se opõe a Lei do Eterno ou o transgressor da Torah. 2 Ts 2.3-10 - Ninguém, de nenhum modo, vos engane, porque isto não acontecerá sem que primeiro venha a apostasia e seja revelado o homem da iniqüidade, o filho da perdição, 4 o qual se opõe e se levanta contra tudo que se chama Eterno de Israel ou é objeto de culto, a ponto de assentar-se no santuário do Eterno de Israel, ostentando-se como se fosse o próprio Eterno de Israel. 5 Não vos recordais de que, ainda convosco, eu costumava dizer-vos estas coisas? 6 E, agora, sabeis o que o detém, para que ele seja revelado somente em ocasião própria.


5 7

Com efeito, o mistério da iniqüidade já opera e aguarda somente que seja afastado aquele que agora o detém; 8 então, será, de fato, revelado o iníquo, a quem o Senhor Yeshua matará com o sopro de sua boca e o destruirá pela manifestação de sua vinda. 9 Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, e prodígios da mentira, 10 e com todo engano de injustiça aos que perecem, porque não acolheram o amor da verdade para serem salvos Agora veremos as palavras de João, o qual fala do espírito do falso messias. 1 Jo 4.1-3 - Amados, não deis crédito a qualquer espírito; antes, provai os espíritos se procedem do Eterno de Israel, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora. 2 Nisto reconheceis o Espírito do Eterno de Israel: todo espírito que confessa que Yeshua o Messias veio em carne é do Eterno de Israel; 3 e todo espírito que não confessa a Yeshua não procede do Eterno de Israel; pelo contrário, este é o espírito do Falso Messias(anticristo – age de forma contrária ao verdadeiro messias), a respeito do qual tendes ouvido que vem e, presentemente, já está no mundo 1 Jo 2.22 - Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Yeshua é o Messias? Este é o anticristo(falso messias), o que nega o Pai e o Filho. * anticristo – aquele que age de forma contrária ao verdadeiro messias, portanto, um falso messias. Nestes textos, podemos observar o espírito do falso messias , o qual está operando no mundo, e este espírito não confessa Yeshua, ou seja, nega a identidade de Yeshua como o Mashiach da tribo de Judá, filho do Eterno de Israel. E este espírito também conduz a iniqüidade, enquanto o Espírito do Eterno conduz a vida na Torah (Lei do Eterno de Israel), o espírito do Iníquo (falso messias) conduz à uma vida sem Torah(Lei do Eterno de Israel). E ele usa de artimanhas bem convincentes, pois como lemos, ele faz sinais, prodígios e maravilhas, isto é, ele cura e tem poder. Só uma observação antes de continuarmos a respeito da ação de Satan , a qual busca distorcer a identidade de Yeshua. Bem, podemos notar esta ação quando Yeshua foi levado ao deserto para ser tentado por Satan. Mt 4.5 - Então, o diabo o levou à Cidade Santa, colocou-o sobre o pináculo do templo 6 e lhe disse: Se és Filho do Eterno de Israel, atira-te abaixo, porque está escrito:Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem ;e:Eles te susterão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra . Preste atenção em duas frases de Satan: “ se és filho do Eterno de Israel” e “ porque está escrito”. Nisto percebemos que o Enganador também usa a verdade das Escrituras, porém esta verdade está fora do propósito do Eterno e também busca distorcer a identidade de Yeshua. Portanto, nem tudo o que tem bíblia está dentro do propósito do Eterno. No espiritismo tem bíblia, no Alcorão tem verdades das Escrituras, no catolicismo, enfim, em muitas religiões, porém, o que deve se observar é se esta verdade das Escrituras está dentro do Propósito do Eterno e se não distorce a verdadeira identidade de Yeshua.O que pra isso precisa-se saber quem é Yeshua, o que infelizmente muitos ainda acham que é Jesus. Eu creio , que o adversário continua usando as Escrituras fora do propósito do Eterno para distorcer a identidade de Yeshua, fazendo com que muitos não consigam ver quem é o verdadeiro Filho do Eterno de Israel. Pois bem, continuando, durante a história vimos o que? Aqueles que não deixassem a Torah, a lei do Eterno, ou seja , adquirissem a marca do falso messias, estes eram mortos, e não podiam comprar e nem vender.


6 Em episódios de mortes e prisões, de negligência e oposição a Torah(mandamentos do Eterno), isso em inquisições, cruzadas, conversões forçadas de judeus ao cristianismo, vimos cruzes levantadas em nome de um Cristo Jesus de Roma. Talvez o adversário já esteja marcando pessoas e eu creio que está desde o Éden marcando o homem com a marca da desobediência ao mandamento do Eterno.Não creio que o adversário seja tão tolo ou ingênuo ao ponto de chamar alguém e falar claramente: “ Ei, agora vou te marcar com meu selo, e este é o 666”.Sinceramente , creio que isto é subestimar o inimigo. SELO DO ÍNIQUO Espírito do Iníquo (falso messias)

- conduz a uma vida SEM Torah nas mãos(obras) e na fronte(mente)

5. O Número 666 _____________________________________________________________________________________ Hoje sabemos que há várias doutrinas em cima deste número.Há muito misticismo e satanismo criado em torno deste numeração, mas veremos que é algo muito simples o que João quis transmitir. Bom, Yohanan(João), estava falando do falso messias e de um sistema de engano influenciado pela Babilônia. João estava preso pelo império Romano. O império Romano havia acabo de destruir Jerusalém , o templo e o povo de Israel. E naquela época não se usava números, mas sim letras do alfabeto como números.Ou seja, as letras do alfabeto possuíam uma numeração e isso pode-se chamar também de Guematria, que significa em grego “ ordem do alfabeto”.E para alguns isso tem um sentido esotérico e também é usado pela cabalá, porém nada mais é do que usar as letras como números.Que fique claro que a guematria não é cabalá, é usada por ela, mas não é.Veja o quadro abaixo com as numerações no alfabeto grego e hebraico. Bom, João orienta a calcular o número do nome do Falso Messias, pois é número de homem e o resultado deste cálculo é seiscentos e sessenta e seis (666). Apoc 13:18

Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta(falso messias), pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis.


7 Lembremos que João estava no contexto do império Romano, e quem estava agindo sobre a influência da Babilônia e continua agindo era Roma. Então, com base nessas dicas de João, vamos calcular a palavra em hebraico “tyymwr Romiit”, que significa “Romano”. Dentro desta forma de calcular da guematria, usando as letras com numeração, há várias opções de palavras relacionadas a roma e que resultarão no número 666, e é de consenso de muitos que o falso messias(anticristo) está ligado com Roma de alguma forma, e só pensarmos no contexto no qual se encontrava Yohanan(João).E particularmente creio que por João ser um judeu , faça mais sentido ele estar relacionando o número 666 com Romano em hebraico.

E nisto percebemos que é algo muito simples e lógico o que João estava transmitindo quando disse para calcular o nome.Isso era comum na época. Portanto,se seguirmos a lógica dos escritos de João, temos João declarando que a identificação ou a identidade do FALSO MESSIAS É ROMANO. Mas torno a dizer que você é livre para julgar este entendimento. 6. Número relacionado ao Sol _____________________________________________________________________________________ Ainda há algo interessante nesta questão do número do nome.Pode ser que também esteja relacionada a pessoa do falso messias.E para compreendermos este entendimento, precisamos lembrar que, como vimos no estudo parte 1, o falso messias está ligado com a imagem do Sol, ou seja, aquele que foi oficializado em Roma, o Jesus romano, está ligado com Tamuz, Hélios, Soli invictus, Mitra, e tudo isto relacionado a adoração ao Sol. E aqui fica uma questão: “Estaria João relacionando também o número do nome do falso messias com o elemento Sol?” Por que esta pergunta?


8 7. A cabalá _____________________________________________________________________________________ Bom, na época de João já existia um misticismo judaico, o que mais tarde, alguns séculos depois ficou conhecido como Cabalá, ciência mística dentro do judaísmo que segundo seus praticantes provêm de tempos antigos sendo passada de geração e geração pelos patriarcas, e segundo eles já era praticada por Adão.E este conjunto de tradições místicas propõem um prática de natureza espiritual e supostamente um estudo mais profundo das Escrituras. E dentro da Cabalá existem algumas obras de apoio que surgiram pelos séculos e a maioria na idade média.Algumas destas obras são: “Os santuários elevados”, “Dizeres dos santuários”, “Livro da formação”, “Livro do Brilho”, dentre outros. E algo que precisa ficar claro , é que estudar mistérios das Escrituras ou usar a guematria, ou seja, a numeração aplicada nas letras, isso não quer dizer praticar Cabalá. E segundo historiadores, é muito provável que esta pratica da Cabalá tenha surgido dos tempos babilônicos, pois encontrou-se algumas semelhanças, por exemplo , a chamada pelos acadêmicos “ árvore da vida Assíria”. Árvore esta que é muito semelhante com a “Árvore da vida” usada pela Cabalá. A imagem da “Árvore da vida Assíria” mais antiga encontrada , data de 1.600 a.C, o que não poderia ter a influência judaica, pois o cativeiro foi posterior no séc VI a.C. A árvore Assíria – possuiu 10 atributos de Ashur , e esses atributos estão relacionados a outros deuses A árvore da Cabalá – Possui 10 “sefirot” , atributos ou emanações do Eterno, emanações que possuem números e estão relacionados aos planetas e luminares. Vamos fazer uma comparação das imagens.


9

8. Cálculo do número 666 ligado ao Sol _____________________________________________________________________________________ Vemos, que há muitas semelhanças, porém não entrarei neste assunto. O foco não é propriamente a Cabalá, mas o numero do falso messias, o qual pode ter um sentido dentro da numerologia da Cabalá relacionada a Serifá Tiferet número 6 da árvore da Vida, cujo elemento é o Sol. Então, aqui eu volto a pergunta : “ Poderia João , conhecendo o misticismo judaico da época, relacionar o número 666 também com a figura Sol, revelando assim mais um segredo sobre o Falso messias? Não quero dizer com isso que João fosse adepto dessa prática mística, mas era provável que ele conhecesse este método de cálculos que talvez existisse antes de ser conhecido como Cabalá. Vamos ao cálculo da Sefira Tiferet. E para isso é bom entendermos como funciona esse caçulo. Existe o chamado Kamea , que é um quadrado mágico que contêm a multiplicação dos nomes e números, e o número está associado com os planetas da árvore, por exemplo, Júpiter é 4, então ficaria 4 x 4. O Kamea de Marte é 5 x 5 , do Sol é 6 x 6 e assim por diante. Este quadrado ou Kamea possui os números de 1 até o número do Kamea, por exemplo: Júpiter é 4 x 4 que é igual a 16, portanto , o Kamea(quadrado) de Júpiter vai de 1 à 16 e a soma dos números de cada coluna são sempre iguais.


10 Agora vejamos o Kamea do Sol. O número do Sol é 6, sendo assim , temos 6 x 6 = 36. O seu Kamea possui números de 1 à 36, e cada coluna tem a somatória de 111, desta forma, temos 6 colunas multiplicadas por 111, resultando em 666 Kamea do sol

Portanto,o Número 666 na mística judaica está relacionado ao Sol

Seria romano(Jesus Seriacoincidência coincidência toda toda aa ligação ligação do messias romano(Jesus nascido Mitra, nascidoem emRoma) Roma)com comos os ídolos ídolos solares solares como como Tamuz, Hélios, Mitra, Soli invictus? Soli invictus? Com o seu dia sendo o dia do Sol, e outros sincretismos como vimos na parte 1 do estudo?

9. Consideração final _____________________________________________________________________________________ Talvez para alguns esse estudo pareceu meio estranho, para outras fez bastante sentido. Mas o que fica deste texto, como foi falado no início, é o objetivo de ampliar a visão a respeito do número do falso messias(anticristo), e desmistificar este emaranhado de doutrinas em torno deste assunto. Creio que o adversário é bem astuto ao ponto de não ser explicito em suas artimanhas fazendo uma marca literal na testa ou na mão de alguém, por isso ele é enganador e por isso João fala da Babilônia que engana as nações. Entendo que João simplesmente trouxe com este número 666, uma identificação Romana do falso messias, do anticristo, daquele que se opõe a Lei (Torah) do Eterno.E Que este espírito do falso messias já está operando por meio de Roma, sob influência Babilônica.E se entendermos o contexto no qual João estava, a identidade do falso messias parece ser meio óbvia. Vigiemos , pois o espírito do falso messias, o homem da iniqüidade já opera. A sua marca, o seu selo já existe desde o Éden. A marca da desobediência ao mandamento do Eterno “ não comerás da árvore do conhecimento do bem e do mal”. O adversário desde o princípio busca selar o homem com a desobediência a mistvá(mandamento) do Eterno. O que João fala não é nada novo se pararmos pra pensar, essa marca sempre existiu, mas ele traz esta marca do falso messias para outro contexto, o contexto romano. Bom , pelo o que pudemos observar, há duas opções de marcas desde o princípio: 1- Estar marcado pelo Espírito do Eterno, e isto é evidenciado pela observância de suas Palavras nas mãos e como frontal entre os olhos.Em outras palavras, as obras realizadas e a mente estão de acordo com a Torah, a Sua Lei, a Sua Instrução.Caminhar dentro da Torah em Yeshua. 2- Estar marcado pelo espírito do iníquo, e isto é evidenciado pela não observância das Palavras do Eterno nas mãos e na fronte, ou seja, as obras realizadas e a mente não estão de acordo com a Torah, a Instrução, a Lei do Eterno de Israel.Caminhar fora da Torah do Eterno,for a de Yeshua. No mais,cada um tenha a liberdade para julgar este entendimento a luz das Escrituras e da Torah no messias Yeshua, o Fiel e Verdadeiro.

Shalom Carlos Coléct www.centroteshuva.blogspot.com


SAI DELA POVO MEU_A MARCA DA BABILÔNIA_PARTE III