Issuu on Google+

1

_______________________________________________________________________Por Carlos Coléct

O Amor é a Torah


2 1. O Amor é a Torá _____________________________________________________________________________________ Muito se fala sobre amar o Senhor e amar o próximo, mas será que amar somente é abraçar alguém, ajudar, fazer uma doação para uma instituição de caridade ou dizer “eu te amo” para uma pessoa ou ainda ter boas ações?Dentro destas questões gostaria de comunicar um entendimento. Infelizmente, na sociedade contemporânea, o amor se tornou apenas algo sentimental e emocional, e quando se lê algo do tipo " ama o teu próximo como a ti mesmo", geralmente se adapta esta palavra a realidade e ao pensamento atual. De uma forma geral quando se pensa em amar , se pensa em abraçar, beijar, sentir uma sensação de bem estar, ter afeto ou carinho por alguém, fazer algo que sempre agrada o outro e coisas semelhantes a esta , tudo isso podem ser expressões do amar, mas não é sinônimo de amar, não é o fim do amar,pois amar também pode ser não abraçar, não beijar, se afastar de alguém, é fazer algo que não agrada o outro dependendo da situação em que se encontra. Viver no Eterno, o que é também viver no Amor, pois o Eterno é o Amor, não tem nada a ver com ser "bonzinho", no sentido de sentir-se na obrigação de agradar a todos , mas tem a ver com viver a Justiça dos seus mandamentos.Assim foi dito por Yeshua: " quem me ama guarda os meus mandamentos" A expressão do amor e perdão(liberação da dívida) é como um processo jurídico onde exige um julgamento de cada caso em específico, assim a expressão do amor e do perdão são aplicados de acordo com a analise da situação vivida.Não é algo que se aplica a todos e em todas as situações de forma igual.Assim a Torah nos ensina a respeito de viver o amor e o perdão ligado a justiça, são inseparáveis.Vemos na Torah que em cada situação específica se aplica uma sentença específica, para certos casos há o perdão total, para outros é necessário a restituição em dinheiro, e para outros a restituição do bem material, para outros há a indenização.E tudo isto expressa o caráter do Eterno em relação ao expressar o amor e o perdão dentro da Sua Justiça. Precisamos compreender que o amar é expressão do Amor, e que nunca saberemos o que é amar se não soubermos QUEM é o Amor.O Amor é personificado, ou seja, é uma Pessoa que precisa ser conhecida.Quando o Eterno diz “EU SOU” a Moisés, Ele quer dizer que tudo subsiste Nele, Ele foi, é e sempre será, e nada há fora Dele.E isto inclui que Ele é o Amor, e que fora Dele não há a expressão do amar. Êx 3:14

Disse o Eterno a Moisés: EU SOU O QUE SOU(Serei o que serei). Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós outros.

Bom, e como conhecemos o Eterno, ou seja, a Pessoa Amor? Nas Escrituras podemos encontrar esta resposta facilmente e de uma forma bem clara.Vejamos o que está escrito: 1João 2:3

Ora, sabemos que o temos conhecido por isto: se guardamos os seus mandamentos.

1João 2:4

Aquele que diz: Eu o conheço e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a Verdade.

Portanto, podemos ver que conhecemos o Eterno(Amor), quando guardamos os seus mandamentos.O Eterno se dá a conhecer pelos seus mandamentos, pois em seus mandamentos está o seu caráter.A Lei expressa o caráter daquele que as criou, como as leis de um reino que expressam a identidade do Rei. Sendo assim, conhecemos o Amor quando assim fazemos. E como está escrito Ele se manifesta, se revela aqueles que guardam os seus mandamentos. João 14:21

Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me manifestarei a ele.


3 E dentro disto fica inviável conhecer o Eterno(Amor) se não guardo os seus mandamentos, como está escrito, nisto me faço mentiroso, ou seja, estou fora da Verdade. Mas para se guardar os mandamentos é preciso ter conhecimento deles, pois se eu não conheço a Lei do Senhor,a Sua Torah, , logo não sei o que devo guardar, e se não guardo, não conheço o Eterno, e se não conheço o Eterno não conheço o Amor, e se não conheço o Amor, não posso expressar o amar.Desta forma eu acho que estou amando, mas é na verdade uma falsa expressão do amar. E se entendemos que o Amor é o Eterno, e que há condições para conhecê-lo e se relacionar com Ele.Então, entendemos melhor a questão de amar incondicionalmente e condicionalmente. Amar incondicionalmente é o início, é amor expresso sem uma condição imposta.Amor sem condição é amor sem compromisso, ou seja " vc não precisa fazer nada para que eu tenha compromisso(te ame) com vc, e da mesma forma eu não preciso fazer nada para que vc tenha compromisso(me ame) comigo", mas compromisso está dentro de um contexto de duas partes, não pode haver compromisso samente de uma parte, assim como não pode haver aliança sem deveres mútuos.Se uma parte quebra a aliança a outra está livre. Bom, Amor sem compromisso é amor sem fidelidade, pois se não há compromisso há assim liberdade para se fazer o que quer.Amor sem fidelidade é relacionamento infiel. Amar condicionalmente é mais profundo, é amor com condição.Amor com condição é amor com compromisso.Amor com compromisso é amor baseado em fidelidade,pois estou "atado" aquele a quem estou comprometido.Compromisso é uma promessa a ser cumprida para com o outro, é como o Sim mútuo dito no altar onde se proclama a promessa, firmando o pacto e compromisso público, selando a promessa de fidelidade.Não pode haver um SIM e um NÃO,é preciso haver dois SIM para que haja compromisso , aliança e fidelidade. AMOR

ETERNO DE ISRAEL

Conheço-o vivendo os seus mandamentos, a Sua Lei, a qual expressa a sua Identidade.

2. Amar é guardar os mandamentos _____________________________________________________________________________________ Pois bem, agora que sabemos que o Amor é o próprio Eterno, e que o conhecemos a partir de sua Lei, ou seja, observando e vivendo seus mandamentos, damos continuidade compreendendo que o amar(expressão do Amor) é guardar o mandamentos do Senhor , assim como Yeshua diz : João 14:15

Se me amais, guardareis os meus mandamentos.

João 14:21

Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me manifestarei a ele.

João 15:10

Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; assim como também eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai e no seu amor permaneço.

Então, o que temos aqui? Temos uma ligação entre amar e guardar os mandamentos, isto é, são inseparáveis , desassociáveis, ou seja, se eu amo, vivo os mandamentos e se eu vivo ou mandamentos , eu amo.E esta verdade diz respeito a um relacionamento com o Senhor quanto com o próximo, como que se eu digo para alguém “eu te amo”, na verdade estou falando dentro do contexto das Escrituras “ eu vivo os mandamentos do Senhor no nosso relacionamento”. E como veremos a seguir, o amor em nós é aperfeiçoado ao guardarmos a Palavra do Eterno. 1João 2:5

Aquele, entretanto, que guarda a sua palavra, nele, verdadeiramente, tem sido aperfeiçoado o amor de


4 Elohim. Nisto sabemos que estamos nele:

AMAR -expressão do Amor

-viver os mandamentos -guardar a Sua Palavra

E aqui compreendemos melhor o que Yeshua disse aos seus discípulos : Mat 24:12

E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos.

É algo lógico o que Yeshua disse, pois lembremos que iniqüidade é “anomia “ em grego, que literalmente é “sem lei”, é transgressão ou oposição a Lei.Sendo assim, por se multiplicar a transgressão a Lei do Senhor , o amor se esfria, pois amar é viver os mandamentos da Lei do Senhor.Se não há obediência aos mandamentos , não há amor e não há o amar, pois o Senhor(Amor) é expresso na Sua Lei e o amar é viver a Lei do Eterno(Torah).

3. Fluxo do amar _____________________________________________________________________________________ Algo que comumente ouvimos é aquilo que Yeshua cita da Torá em um episódio onde Ele é questionado por um fariseu qual o grande mandamento da Torá. Mt 22.36-40 - Mestre, qual é o grande mandamento na Lei? 37 Respondeu-lhe Yeshua :Amarás o Senhor, teu Elohim, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimentoe .38 Este é o grande e primeiro mandamento. 39 O segundo, semelhante a este, é:Amarás o teu próximo como a ti mesmof .40 Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas.g Entendo que nestas palavras estão contidos três mandamentos: Primeiro: Amar o Eterno de todo coração, alma e entendimento, ou seja, amar o Eterno no todo, com as emoções, intelecto, vontade, desejos, bens materiais. Segundo: Amar a si mesmo, pois devo amar o outro como a mim mesmo, então, isto denota que devo amar a mim mesmo, perdoando a mim mesmo, tendo compaixão de mim mesmo. Terceiro : Amar o outro. Antes de continuarmos, precisamos lembrar que amar é viver os mandamentos do Eterno, e dentro deste contexto podemos entender as palavras acima da seguinte forma: Primeiro: Viver os mandamentos do Eterno com todo coração, alma e entendimento, ou seja, viver a Lei do Eterno no todo, nas emoções, no intelecto, na vontade, nos desejos, nos bens materiais. Segundo: Viver os mandamentos do Eterno dentro de um relacionamento comigo mesmo, no meu modo de caminhar individual e pessoal. Terceiro : Viver os mandamentos do Eterno nos relacionamentos com os outro. Agora observemos o fluxo que há, ou seja, nunca chegaremos no terceiro mandamento de viver os mandamentos do Eterno nos relacionamentos com os outros, se primeiro não amarmos o Eterno vivendo e

22.37 Dt 6.5 22.39 Lv 19.18 g 22.34-40 Lc 10.25-28 f


5 seus mandamentos no coração, vontades, intelecto e no todo.Assim como nunca amaremos a nós mesmo vivendo os mandamento do Senhor em uma perspectiva pessoal e individual se não amarmos primeiro o Senhor. Creio que por isso o Senhor diz: 1João 4:20

Se alguém disser Amo a Elohim, e odiar a seu irmão, é mentiroso; pois aquele que não ama a seu irmão, a quem vê, não pode amar a Elohim, a quem não vê.

Acima, notamos o fluxo, ou seja, se eu não vivo a Lei do Senhor no relacionamento com o outro, é porque não amo o Senhor vivendo seus mandamentos com todo coração , alma e entendimento.Por isso, não tem como eu dizer ao contrário dizendo que amo o Senhor e não amando o outro. Fluxo

1º - Amar/viver os mandamentos – ETERNO 2º - Amar/viver os mandamentos – SI MESMO 3º - Amar/viver os mandamentos – O OUTRO

Shalom Carlos Coléct www.centroteshuva.blogspot.com


O AMOR E A TORAH