Issuu on Google+

1

_______________________________________________________________________Por Carlos ColĂŠct

Conhecendo o Messias da Casa de Israel Yeshua Homem_Ben David

Parte I


2 1. Introdução _____________________________________________________________________________________ Antes de iniciar este estudo, quero deixar claro que a intenção aqui não é agredir ou ofender a crença de alguém, porém , entendo que por se tratar de uma instrução, a qual eu creio e vivo, pode ser que alguém se sinta ofendido e agredido, e se isso ocorrer , creio que é algo natural pelo fato de se ouvir algo que não faz parte da maneira de pensar habitual. Pois bem, neste estudo, tratamos da pessoa do Messias , o qual para alguns Israelitas ainda não foi revelado, para outros já se revelou na história de Israel por meio de alguns homens, tais como Bar Kochba , e ainda para outros israelitas o Messias é o judeu Yeshua, e fora do contexto de Israel temos o cristianismo declarando Jesus como o sendo Messias, o qual veremos que muitos entendem ser o mesmo Yeshua judeu, porém notaremos que são pessoas distintas, com missão e propósitos diferentes, ou seja, se diferenciam em muitos aspectos. O Messias é uma promessa feita a Israel que alcança toda a humanidade , e não o contrário, ou seja, não é uma promessa feita pelo Eterno as nações que alcança Israel. O termo “Messias” vem da palavra Mashiach em hebraico que significa “Ungido”. É um Homem Ungido pelo Eterno, feito seu Filho para libertador de Israel assim como está escrito: Rom 11:26 E, assim, todo o Israel será salvo, como está escrito: Virá de Sião o Libertador e ele apartará de Jacó as impiedades. Desta forma , aqui nos ateremos a pessoa de Yeshua dentro do seu contexto hebraico, pois assim cremos que Ele é aquele que haveria de vir como o Messias, o Ungido do Pai, e portanto, não precisamos esperar outro. Mas creio que se faz importante o entendimento de que há várias ramificações do judaísmo em Israel, alguns mais místicos e outros nem tanto, alguns interpretam as profecias de um modo diferente do que outros, mas em geral procuraremos neste texto buscar ver em alguns pensamentos rabínicos como se observa o Messias, e assim sempre buscando trazer a Pessoa de Yeshua como o sendo. Tenho para mim que uma observação dessa natureza envolvendo a Lei, os Profetas e algumas fontes judaicas como o Talmude e o Zohar se faz interessante, porque muitos dizem crer no Messias, mas muitas vezes não sabem o por quê, ou o quê faz este ser o Messias. E além disse , creio ser importante o conhecimento do verdadeiro messias, pelo fato de que nos dias de hoje muitos têm descoberto a falsidade da figura colocada por Roma como sendo o Messias , ou seja, o Jesus dentro do contexto Romano, porém, alguns destes que estão vendo o FALSO, não estão vendo o VERDADEIRO.Precisamos ter muito claramente que além do Falso Messias há o Verdadeiro, o qual é Yeshua. Bom, para fins de informação, segue um breve comentário sobre o Talmude e o Zohar. Talmude - É uma compilação datada do início do IV séc com o talmude de Yerushalaim e por volta do ano 500 surge o Talmude compilado em Babilônia.Portanto são dois, contendo as Mishnás e as guemarás.As mishnás são as chamadas leis orais que remontam desde os tempos de Moisés, mas se tornam mais discutidas e estudas por volta do séc II a.C com a ascensão do farisaísmo e no período de Yeshua chega ao clímax com as várias escolas rabínicas.As guemarás são os comentários das mishnás e os rabinos das mishnás são os Tannaim e os da guemarás são os ammoraim, sendo as tannaim anteriores aos ammoraim. E muitas passagens e discussões descrevem realidades contemporâneas de Yeshua. Zohar – É um conjunto de livros sendo considerado uma das mais importantes obras da Cabalá , o misticismo judaico. São comentários místicos da Torah onde se encontram vários assuntos e temas, mas usaremos apenas como ferramenta para o nosso estudo sobre o pensamento a respeito do Messias.


3 1.1 A Pessoa do Messias dentro de Israel _____________________________________________________________________________________ Um dos objetivos aqui é mostrar Yeshua, o Messias da Casa de Israel, o desassociando com a imagem do messias criado por Roma, o qual se conhece como Jesus, e isto porque nos dias de hoje essa mistura atrapalha muito a visão de Israel a cerca do Seu Messias. Aos israelitas é apresentado um messias Jesus, o qual não se parece em nada com o Messias esperado por Israel e esta mistura dificulta a aceitação e o cumprimento das profecias.Na sua maioria o nosso povo Israel hoje vê um Jesus que embora seja colocado como um judeu, está vestido com roupas romanas, de fala grega e latina , que nasceu por meio de um ato milagroso sem relação sexual entre Yosef(José) e Miriam (Maria), celebrado no dia 25 de dezembro, desligado de Israel, incircunciso, que não fala hebraico, que tem uma coroa solar na cabeça, que persegue Israel, que não morreu pelas transgressões de Israel e nem pela restauração do Reino de Israel , cujo sangue não é o sangue que restaura a aliança feita no Sinai, que trouxe a graça e aboliu a Lei (torah) de seu Pai, que faz parte de uma trindade, com características ascéticas, um Jesus que leva para um " céu" e não para Jerusalém, que é cabeça de um corpo sem DNA hebraico e judaico, que não é descendente de DAVID segundo a carne, que não reina sobre o trono de David, afastado de Judá, um Jesus sincretizado com Hélio, Mitra, Tamuz, um Jesus que não andou como Homem, mas como um "semideus" segundo a tradição grega, desligado de Moisés e da LEI.Esse não corresponde ao Mashiach , o Messias, o Ungido da Casa de Israel. Mas o Messias da Casa de Israel é O Yeshua nascido de Judá, a semente de David , nascido de Yosef e Miriam segundo a carne e não por um ato milagroso, circuncidado ao oitavo dia, que fala hebraico, ungido Sacerdote para fazer expiação pelo seu Povo Israel , Rei sobre o trono de DAVID seu pai, Profeta para Israel , que restaura o Reino de Israel e a aliança feita no Sinai , Aquele que traz interpretação plena da Torah e restabelece a obediência a ela e isso para trazer todo homem que queira novamente ao Éden, restaura Jerusalém, restabelece a Casa de Efraim e Judá.Cabeça do Corpo ISRAEL, tem por Noiva Jerusalém.É Aquele que disse "não vim abolir a Torah e os Profetas”, Aquele que disse " se fores fiel a Moisés será fiel as minhas palavras, pois ele escreveu de mim", Aquele que disse " eu vim para as ovelhas perdidas da casa de Israel" , Aquele que disse " este é o sangue da aliança com a casa de Efraim e Judá", Aquele que disse " não se ausentem de JERUSALÉM", Aquele que celebrou a Pessach , Sucot, Chanuká , ensinava nas sinagogas, andou como um fariseu, homem instrutor da Torah, o Cordeiro da Pessach , o sacrifício de Yom kippur. Este Yeshua por muito tempo esteve ocultado para alguns, mas é chegado o tempo de novamente ser revelado. Um comentário de Maimônides1 diz: “ Os sábios e os profetas não ansiaram pelos dias do Ungido para se apoderarem do mundo, ou para governarem sobre os ateus, ou para serem aplaudidos pelos povos, ou para comerem, beberem e gozarem, mas sim para serem livres para a Torah e para a sabedoria que ela contém, livres de intrusão e provocação, para que pudessem ser dignos da vida do mundo que há de vir” .(Maimônides, Mishneh Torah, Hilkhot Melakhim, Cp. 11-12 ) Este é o pensamento de Israel a respeito do Messias, Aquele que nos faz livres para a Torah. Os rabinos da antiguidade sempre tiveram o entendimento de que o Messias seria um grande legislador, ou seja, um grande instrutor da Torah trazendo a sua legítima interpretação. No talmude Babilônico(bavli), tratado do shabat 116 b , declaram algo que O Messias diria quando viesse, e assim eles falaram: 1

Comentárista medieval da Torah e autor do Mishneh Torah.


4

“ não vim para tirar a lei de Moisés, mas pelo contrário, vim para acrescentar”. Essa frase nos lembra aquilo que Yeshua declarou a seu respeito: Mt 5.17 - Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para torná-la plena . É impressionante como Yeshua sabia o que estava dizendo, e após Ele falar isto, Ele começa então a trazer a”halachá “, ou seja, trazer interpretação sobre a Torah. Portanto este é o Messias esperado por nosso povo Israel, e não um Messias que disse que a Torah não vale mais. Bom, mas o fato é, que se queremos entrar na pessoa do Messias, se faz necessário entrar no contexto de Israel , fora de Israel não encontraremos o Messias.Seria como alguém que deseja tocar samba ou conhecer sobre o samba, tal pessoa encontrará um bom samba e saberá como o samba é tocado se assim estiver no contexto brasileiro, o qual é a origem do samba, caso contrário, se torna algo ilógico ela procurar tocar ou conhecer o samba por meio de um japonês que toca samba no Japão, não será a mesma coisa. Assim é com a Pessoa do Messias, pois assim é declarado: Rm 9.4,5 - São israelitas. Pertence-lhes a adoção e também a glória, as alianças, a legislação, o culto e as promessas; 5 deles são os patriarcas, e também deles descende o Messias, segundo a carne, o qual é sobre todos, Eterno bendito para todo o sempre. Amém! E o nosso povo Israel nunca esperou um messias que não fosse um homem segundo a semente de David.Israel nunca esperou um Messias divinizado, pois para Israel o Eterno é UM, é o Echad(um), não há dois ou três. Israel nunca esperou um Messias como sendo objeto de culto ou adoração como assim é com Jesus. Para Israel o Messias é sim digno de reverência e honra como sendo Filho de Elohim, porém não é colocado como sendo o próprio Elohim, o Pai, o Eterno, o Echad, o hwhy .Ele está no Pai, mas não é o Pai

. E assim não encontramos nas Escrituras, na Lei ou nos Profetas. É interessante ressaltarmos que nenhum outro povo na face da terra esperava um messias, um libertador como Israel esperava.Yeshua veio para o seus, para as ovelhas perdidas da Casa de Israel , lógico que na onisciência de D’us e em sua bondade os gentios sempre estiveram no Plano do Eterno.Mas assim está escrito a respeito de Yeshua: Mt 1.21 - “ E ela dará a luz a um filho, e lhe porás o nome de Yeshua, porque ele salvará o SEU POVO dos seu pecados” Observe que está escrito “ salvará o seu povo”. Qual era o seu povo? A resposta é clara e objetiva, ou seja , Israel era e é o seu povo. Outro verso importante que nos fala para quem o Messias foi enviado, é o verso 24 citado por Mateus no cap. 15 . Mt 15.24 - “ Mas Yeshua respondeu: Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel.”. Portanto vemos que o próprio Yeshua declara que veio para a casa de Israel. Vemos também durante a apresentação de Yeshua em Jerusalém um homem cujo nome era Simeão e este esperou pelo momento em que veria o Messias e após vê-lo disse:


5 “Pois já os meus olhos viram a tua salvação, a qual tu preparaste perante a face de todos os povos, luz para alumiar as nações e para a glória de teu povo ISRAEL”(Lc 2.30-32) Então além deste messias ser da casa de Israel, também alcançará as nações. Outro ponto é que o nome Simeão quer dizer “ aquele que ouve, ouvinte”. Então fica uma dica para nós, a qual é: aquele que ouve mas não simplesmente tem o ato de ouvir em si, mas o de obedecer segundo o pensamento hebraico de ouvir, assim como foi Simeão temente e homem justo, que assim façamos para que possamos ver e reconhecer o Messias da casa de Israel. Talvez você se pergunte: mas o que isto influência na minha vida? Bem, saber que a identidade terrena de Yeshua era judaica ou ainda mais além hebraica, nos dá uma amplitude da compreensão do Messias homem, sua maneira de viver, seus pensamentos, o seu ensinamento, enfim, e isso com toda certeza nos ajuda a nos relacionarmos melhor com Ele e com o seu Pai.Um outro fato é que se eu distancio Yeshua de sua raízes hebraicas e judaicas, eu acabo por distanciando os seus ensinamentos de sua originalidade e assim há uma distorção da veracidade de suas palavras e ações e desta forma criamos várias teologias e teorias infundadas. Mas além do âmbito pessoal, há todo um sentido profético, pois se Israel continuar vendo Yeshua como o Jesus, alguém que não era judeu e é adorado por gregos e romanos e que ainda é o centro da perseguição do povo de Israel , como é relatado na história( cruzadas, inquisição), isso dificultará ainda mais a sua aceitação como Messias. E para uma maior compreensão da importância da revelação da identidade do Messias, vejo ser propício o diálogo entre Yeshua e Simão Pedro a seguir: “Mas vós, continuou ele, quem dizeis quem EU SOU? 16 Respondendo Simão Pedrog, disse: Tu és o Messias, o Filho do vivo Eterno. 17 Então, Yeshua lhe afirmou: Bem-aventurado és, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que to revelaram, mas meu Pai, que está nos céus. 18 Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela19 Dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligaresh na terra terá sido ligado nos céus; e o que desligares na terra terá sido desligado nos céus. .” Mt 16.15-19

Este texto acima nos fala que Yeshua questionava seus discípulos sobre quem as pessoas diziam que era O Filho do Homem(Ben Adam), e assim eles disseram que alguns falavam que era Jeremias, outros diziam que era um dos profetas e assim por diante. Então Yeshua se vira para eles e lhes pergunta “ e vós quem dizeis que EU SOU?”.Simão Pedro tomando a palavra responde: “TU ÉS o Messias, o filho do D’us Vivo”.E dessa maneira se desenrola a conversa entre eles, com Yeshua bendizendo Simão Barjonas, pois ele tinha ouvido a revelação do Pai.Aqui podemos notar que Yeshua diz “Bem aventurado és tu Simão..”, ou seja “ bem aventurado és tu que ouve”, portando vemos a mesma situação de Simeão no templo(como observamos acima). Mas creio que Yeshua não o está bendizendo simplesmente por tê-lo reconhecido como Messias, mas sim ter reconhecido que o Pai estava na pessoa dele (Yeshua , o ungido).Por que ?Note que primeiro Yeshua pergunta sobre “filho do homem” e logo após faz outra pergunta, mas agora usando o termo “ EU g h

16.16 Jo 6.68-69 16.19 Mt 18.18; Jo 20.23


6 SOU”, e para qualquer judeu ali isso iria trazer a memória do Adonay, o Eu Sou, ou Eu serei, mas enfim, a imagem do hwhy..E isto devido ao que o Adonay fala a Moisés em Ex 3.14.Seria como se Yeshua perguntasse “ e vós quem dizeis ser Adonay(Eu sou/serei)?”Então Simão teve a revelação e diz “ TU ÉS”,ou seja , a pessoa de Adonay está em você: “ TU ÉS”.E quem revela é o Pai e não procede do próprio homem.Mas entenda que isto não quer dizer que Yeshua é o Pai, mas sim que a identidade do Pai(hwhy))) está em Yeshua.O Nome do Pai está no Filho. Dando continuidade , Yeshua também diz que a Igreja seria impulsionada (oikodomeo) por esta “pedra”, mas qual “pedra” o senhor Yeshua se refere? Nos escritos originais esta “pedra” é “ petra” a qual se refere a uma “ grande rocha”. Podemos então assim dizer que esta grande rocha seria a revelação a qual Pedro (“petrus”, uma pequena pedra) recebeu do Pai, isto é , a identidade de Yeshua (ligada ao Pai )como o Messias(A PEDRA angular colocada em Sião- Ef 2.20/ I Pe 2.6 / Is 28.16) , e Messias (mashiach) nos fala do ungido , do untado com óleo para exercer três funções de acordo com as escrituras: o Reinado, o oficio de profeta e o de sacerdote e estes três diz respeito a casa de Israel como assim observamos nas Escrituras(Ver– Unção).Vejamos: 1) Rei sobre o trono de Davi – segue alguns versos que nos confirmam esta verdade. Lc 1.32,33 - “ Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; Elohim, o Senhor, lhe dará o trono de Davi, seu pai;33 ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim “ Is 9.6-7 – “6 Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, EL Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz; 7 para que se aumente o seu governo, e venha paz sem fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reino, para o estabelecer e o firmar mediante o juízo e a justiça, desde agora e para sempre. O zelo do SENHOR dos Exércitos fará isto. Portanto estes dois versos nos mostram o Messias esperado como um Rei para sempre sobre casa de Jacó, reinando posicionado sobre Israel ele julgará as nações. Precisamos entronizar novamente Yeshua sobre o trono de David. 2) Profeta da casa de Israel – Lc 4.24 - “E prosseguiu: De fato, vos afirmo que nenhum profeta é bem recebido na sua própria terra.” Lc 24.19 - “Ele lhes perguntou: Quais? E explicaram: O que aconteceu a Yeshua, o Nazareno, que era varão profeta, poderoso em obras e palavras, diante de Elohim e de todo o povo” Mt 21.11 – “E as multidões clamavam: Este é o profeta Yeshua, de Nazaré da Galiléia!” Está claro nestes versículos a testificarão de Yeshua na posição de profeta por si mesmo e pelas pessoas a sua volta, como assim foi dito ao Povo de Israel por meio de Moisés. Deut 18:15 O Senhor, teu Elohim , te suscitará um profeta do meio de ti, de teus irmãos, semelhante a mim; a ele ouvirás,

3) Sacerdote da tribo de Judá-


7 Hb 9.11,12 - 11 Quando, porém, veio Cristo como sumo sacerdote dos bens já realizados, mediante o maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, quer dizer, não desta criação, 12 não por meio de sangue de bodes e de bezerros, mas pelo seu próprio sangue, entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, tendo obtido eterna redenção. Hb 7.13-15 - “Porque aquele de quem são ditas estas coisas pertence a outra tribo, da qual ninguém prestou serviço ao altar; 14 pois é evidente que nosso Senhor procedeu de Judá, tribo à qual Moisés nunca atribuiu sacerdotes. 15 E isto é ainda muito mais evidente, quando, à semelhança de Melquisedeque, se levanta outro sacerdote, “ Bem, de acordo com essas passagens citadas pelo autor de Hebreus, Yeshua exerce o ofício de sacerdote originário da tribo de Judá segundo a ordem de Melquisedeque confirmando as palavras do Eterno por meio do salmista. Sal 110:4 O Senhor jurou e não se arrependerá: Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque. Pois bem, após lermos sobre estes ofícios os quais Yeshua exerceu e exerce, podemos notar com mais profundidade o que foi revelado a Pedro quando ele disse que Yeshua era o Messias, filho do D’us Vivo. Ser o Mashiach (messias) está extremamente ligado com a casa de Israel, significa ter uma identidade hebraica e judaica, pois o REI é sobre o trono de Davi, o PROFETA é para o povo de Israel, o SACERDOTE provém da tribo de Judá. Portanto não há Messias fora de Israel.

Messias > Mashiach UNTADO COM ÓLEO

Rei sobre o trono de Davi Lc 1.32,33 Is 9.6,7

Profeta da casa de Israel Lc 4.24 Lc 24.19 Mt 21.11

Sacerdote da Tribo de Judá Hb 9.11,12 Hb 7.13-15

Veremos mais a frente que no nascimento de Yeshua essa identidade de messias é representado pelos presentes levados a ele. Agora respondamos esta pergunta: Quando foi a última vez que nós ouvimos em nossas congregações sobre os aspectos judaicos da vida de do Jesus que se apresenta como sendo Yeshua. É , creio que raramente isso tem sido falado. Em certa ocasião, assisti um documentário sobre a vida de Jesus Cristo (figura criada por Roma), mas não havia nenhum judeu entre os comentaristas, por que? Ele não era judeu, não nasceu em Belém, não habitou em Nazaré?


8 Aqui é que percebo, que se queremos falar sobre Yeshua e nos relacionarmos com ele, então se faz necessário a compreensão do Yeshua judeu, até mesmo para abrir a nosso entendimento quanto aos princípios por ele vividos, e para que assim possamos também caminhar sobre eles. Seguiremos no decorrer deste estudo relatando outros aspectos da identidade do nosso noivo judeu nesta terra desde o seu nascimento. Que o Pai nos revele esta verdade assim como revelou a Simão Barjonas, pois é sobre esta revelação que a Igreja avançará e não sobre a revelação do Cristo grego. 1.2 Muitos creram no Messias Yeshua _____________________________________________________________________________________ Ao contrário do que possa parecer e do daquilo que se diz por aí, muitos na época do próprio Yeshua e posteriormente com os seus discípulos , creram Nele , mas lógico que nem todos o seguiram, porém creram que Ele era o Messias. Mas esta facilidade em crer em Yeshua no 1º séc se deu porque o povo viu nele o cumprimento da Lei e dos Profetas, e ainda não tinha toda a mistura romana. Jo 8.30-31 - Ditas estas coisas, muitos CRERAM NELE. 31 Disse, pois, Yeshua aos judeus que haviam crido nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos; At 2.41 - Então, os que lhe aceitaram a palavra foram batizados, havendo um acréscimo naquele dia de quase três mil pessoas. Na sua maioria, os que não creram, ou melhor, que até creram , mas tiveram medo de perderem a glória dos homens, em sua maioria eram os da classe sacerdotal,os principais do povo e justamente pelo fato do povo estar aceitando-o como o Messias tiveram medo de perderam a posição diante do povo e caírem o descrédito. Porém precisamos ter em mente que assim era necessário que acontecesse, pois assim foi declarado pelos profetas. Jo 12.42,43 - Contudo, muitos dentre as próprias autoridades CRERAM NELE, mas, por causa dos fariseus, não o confessavam, para não serem expulsos da sinagoga; 43 porque amaram mais a glória dos homens do que a glória de Elohim. Mas agora temos que entender algo, CRER não é a mesma coisa que SER FIEL, muitos creram somente e por medo não foram fiéis, e outros de fato foram fiéis. No Verso de João acima, por exemplo, podemos ver que muitos creram, mas tiveram medo de serem fiéis, tiveram medo que confessar Yeshua. Da mesma maneira, hoje também tem aqueles que creem , mas tem medo de serem expulsos da sinagoga e por isso não confessam Yeshua. Porém, o que temos que retirar da mente é a idéia de que Israel ,como um todo, rejeitou Yeshua e não o reconheceu, pois percebemos que os principais do povo , a classe sacerdotal corrompida e misturada a Roma é que não o reconheceu, mas assim aconteceu para que se cumprisse as Escrituras , vejamos: Sl 118.22,23 - A pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a principal pedra, angular; 23 isto procede do SENHOR e é maravilhoso aos nossos olhos. David está profetizando a cerca do Messias, e notemos que ele diz que os construtores é que rejeitam a pedra. E quem são os construtores, os edificadores? Saõ aqueles que estão em uma posição acima do povo. Yeshua cita essas palavras, falando de si mesmo como sendo a pedra.E para quem ele está se dirigindo como sendo os construtores?


9

Mt 21.42 - Perguntou-lhes Yeshua: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a principal pedra, angular; isto procede do Senhor e é maravilhoso aos nossos olhos ? Mt 21.46 - Os principais sacerdotes e os fariseus, ouvindo estas parábolas, entenderam que era a respeito deles que Yeshua falava; 46 e, conquanto buscassem prendê-lo, temeram as multidões, porque estas o consideravam como profeta. Vemos, portanto, que os principais sacerdotes e fariseus entenderam que eles eram esses construtores que estavam rejeitando a pedra Yeshua. Vejamos ainda outro texto que se repete esta profecia da rejeição feita pelos construtores, e notaremos que se refere aos principais sacerdotes. At 4.5,6 - No dia seguinte, reuniram-se em Jerusalém as autoridades, os anciãos e os escribas 6 com o sumo sacerdote Anás, Caifás, João, Alexandre e todos os que eram da linhagem do sumo sacerdote; At 4.11 - Este Yeshua é pedra rejeitada por vós, os construtores, a qual se tornou a pedra angular. Nestes versos, vemos claramente Pedro (Kefas) e João(Yohanan) perante as autoridades em Jerusalém , no sinédrio, declarando que eles eram os construtores que rejeitaram Yeshua.Mas compreendamos que isto foi necessário acontecer. Mas enfim,sempre houve judeus e israelitas que creram e foram fiéis a Yeshua, o verdadeiro Messias, porém a diferença ,como já vimos, é que embora houvesse misturas a cerca de Yeshua não havia tanto quanto houve com a entrada do cristianismo com a pessoa de Jesus. 1.3 A cegueira veio em parte a Israel para que os gentios tivessem acesso Ao Messias Yeshua. _____________________________________________________________________________________ Mas agora que sabemos que não é todo Israel que não crê ou é fiel a Yeshua,podemos ver outra situação que nos mostra que a cegueira veio em parte para Israel, e isto pelo próprio plano do Eterno.Por que? Para que os gentios pudessem ter acesso a mensagem das Boas Novas , é como Paulo (Shaul) diz em Rm 11. citando o Profeta Isaías e David Rm 1.5-11 - Assim, pois, também agora, no tempo de hoje, sobrevive um remanescente segundo a eleição da graça. 6 E, se é pela graça, já não é pelas obras; do contrário, a graça já não é graça. 7 Que diremos, pois? O que Israel busca, isso não conseguiu; mas a eleição o alcançou; e os mais foram endurecidos, 8 como está escrito:Elohim lhes deu espírito de entorpecimento, olhos para não ver e ouvidos para não ouvir, até ao dia de hoje. 9 E diz Davi: Torne-se-lhes a mesa em laço e armadilha, em tropeço e punição , 10 escureçam-se-lhes os olhos, para que não vejam, e fiquem para sempre encurvadas as suas costas.11 Pergunto, pois: porventura, tropeçaram para que caíssem? De modo nenhum! Mas, pela sua transgressão, veio a salvação aos gentios, para pô-los em ciúmes Gostaria de colocar um ponto de vista particular a cerca do judeu e do porque o endurecimento de parte dos judeus, principalmente a classe sacerdotal e farisaica.Só uma observação, o farisaísmo deu origem ao judaísmo ortodoxo, bom o judeu em si, mas principalmente o fariseu e sacerdote(não a população) da época de Yeshua , era muito fechado , não compartilhava uma vida com os gentios, para se ter uma idéia, no templo havia literalmente uma parede de separação que impedia os gentios de participarem das liturgias no templo.


10 Uma inscrição de um dos pilares na parede do templo de Jerusalém dos dias de Paulo foi descoberto em 1871. Lê-se: “nenhum homem de outra nação pode entrar no interior dos portões e aos arredores do Templo, se for pego será culpado de sua morte” (http://vinyl2.sentex.net/~tcc/VH/GLP-index.php?page=WDD_glp.html) E creio que se eles, (judeus fariseus e classe sacerdotal), tivesse aceitado Yeshua, creio que haveria dificuldade de compartilhar isso com os gentios, ou seja, os gentios teriam dificuldade para ter acesso as Boas Novas do Messias. Mas de acordo com Rm 11, quando os gentios, os quais também são as 10 tribos perdidas de Israel, entrarem na Oliveira, então todo Israel será salvo. (Os gentios aqui em Rm 11, se referem também as 10 tribos de Israel que se perderam entre as nações e por isso são consideradas gentios, em outro estudo abordamos este assunto – “o Reino do Eterno e a Restauração de Israel ) Rm 11. 25- 30 - Porque não quero, irmãos, que ignoreis este mistério (para que não sejais presumidos em vós mesmos): que veio endurecimento em parte a Israel, até que haja entrado a plenitude dos gentios. 26 E, assim, todo o Israel será salvo, como está escrito: Virá de Sião o Libertador e ele apartará de Jacó as impiedades.27 Esta é a minha aliança com eles, quando eu tirar os seus pecados.28 Quanto ao evangelho, são eles inimigos por vossa causa; quanto, porém, à eleição, amados por causa dos patriarcas; 29 porque os dons e a vocação de Elohim são irrevogáveis. 1. 4 O Messias na Lei e nos Profetas _____________________________________________________________________________________ Para muitos,ainda há pouca compreensão sobre a pessoa do Mashiach (messias) Yeshua dentro da Lei e dos Profetas.No entanto, vemos que os discípulos de Yeshua no primeiro século e até mesmo o próprio Yeshua mostravam a pessoa do Messias(Mashiach) dentro da Lei e dos Profetas, ninguém mostrava o Messias por meio de suas próprias cartas .Shaul (Paulo) não buscava apresentar o Messias relatando uma de suas próprias cartas, até porque não havia um compendio das cartas de Paulo, Tiago, ou Pedro no 1° séc . As Escrituras que comumente lemos nos relatos de Paulo(Shaul) ou dos discípulos de Yeshua, se referem a Lei e o Profetas. Por exemplo, quando lemos em Atos que a comunidade de Beréia era mais nobre porque examinava as Escrituras para ver se de fato as coisas eram assim mesmo, essas Escrituras que eles examinavam são a Lei e os Profetas e não as cartas dos discípulos. At 17:11 Ora, estes de Beréia eram mais nobres que os de Tessalônica; pois receberam a palavra com toda a avidez, examinando as Escrituras todos os dias para ver se as coisas eram, de fato, assim Vejamos que Paulo (Shaul) quando estava em cárcere privado em Roma, pediu que chamasse alguns dos principais dos judeus, e em sua própria casa começou a falar sobre o Reino do Eterno e Yeshua, e isto por meio da Lei e dos Profetas, e com isso alguns creram, porém não permaneceram incrédulos. At 28.23,24 - Havendo-lhe eles marcado um dia, vieram em grande número ao encontro de Paulo na sua própria residência.Então, desde a manhã até à tarde, lhes fez uma exposição em testemunho do reino de


11 Elohim, procurando persuadi-los a respeito de Yeshua, tanto pela lei de Moisés como pelos profetas. 24 Houve alguns que ficaram persuadidos pelo que ele dizia; outros, porém, continuaram incrédulos. Yeshua após a sua ressurreição ao encontrar alguns discípulos a caminho de Emaús, também lhes expos a cerca da sua pessoa como Messias dentro da Lei e dos Profetas. Lc 24 .25-27 - Então, lhes disse Yeshua : Ó néscios e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! 26 Porventura, não convinha que o Messias padecesse e entrasse na sua glória? 27 E, começando por Moisés, discorrendo por todos os Profetas, expunha-lhes o que a seu respeito constava em todas as Escrituras. Ainda podemos ver que em cerca ocasião Filipe diz a Natanael que encontrou o Messias de quem Moisés escreveu, ou seja, que correspondia aquilo que estava descrito na Torah. Jo 1.45 - Filipe encontrou a Natanael e disse-lhe: Achamos aquele de quem Moisés escreveu na lei, e a quem se referiram os profetas: Yeshua, o Nazareno, filho de José. Portanto, neste estudo ou exposição, temos por intenção ver a Pessoa do Messias Yeshua dentro da Lei e dos Profetas.Abordaremos algumas profecias, talvez não todas, porém não buscaremos nos ater muito nas questões do Reino vindouro, ou do Olam Habá(mundo vindouro). (continua parte II ...)

Shalom Carlos Coléct www.centroteshuva.blogspot.com


CONHECENDO O MESSIAS DA CASA DE ISRAEL _PARTE I