Page 1

Marketing Digital

Carlos Cardoso


Agenda Marketing Digital Portais / sites / motores de busca / centro comerciais virtuais / lojas virtuais

• • • • • •

O Papel do Website no Marketing Digital Desenvolvimento e manutenção de páginas Web Arquitectura da Informação Usabilidade Planeamento de um website E-commerce


Evolução da Comunicação


Comunicar nos meios digitais


Marketing Digital


Marketing Digital •

Podemos dizer que é a aplicação das técnicas de Marketing através dos novos canais online, ou seja, o conjunto de estratégias desenvolvidas por uma organização através da Internet, das redes móveis ou de outros canais interactivos, com o objectivo de comunicar, promover e vender os seus produtos ou serviços.

Também conhecido como emarketing, Marketing na internet, marketing online, marketing de busca ou webmarketing.


Marketing Digital As iniciativas de Marketing digital devem ser definidas com objectivos claros e podem recorrer a várias técnicas. Entre elas, as mais vulgares são: • a divulgação de produtos, serviços, marca ou website da organização através de campanhas com recurso a banners, passatempos interactivos, acções de email marketing, etc. •

a divulgação ou o reforço da notoriedade da marca através de acções de marketing viral baseadas em passatempos, vídeos, jogos, etc.

a participação activa nas redes sociais, blogs e fóruns da especialidade com recurso a mecanismos de partilha.

a comunicação de novidades, promoções e outras iniciativas e as acções de fidelização através de campanhas de email-marketing ou mobile-marketing.


Para que toda a informação circule na rede e em qualquer parte do mundo e possam ser compreendidas existem os chamados protocolos.

IP (Internet protocol) é que garante que os pacotes de informações sejam enviados ao destino certo.


Cada página tem um número ou (Internet Protocol Number) no entanto isso seria muito difícil para os utilizadores memorizarem. Foi criado então o DNS (domain name system) que é um grande armazém de nomes de endereços na Internet que traduz o nome para o número. Estes nomes de endereços são chamados de domínios e devem ser registados e facilitam para identificar o tipo de empresa. Os domínios também são acompanhados por um identificador do país. Por exemplo no domínio www.sapo.pt está identificado o nome da empresa e país de origem .pt


Para que consiga visualizar no computador estes sinais é necessário um software chamado de Browser, os mais conhecidos são:


Registo do endereço / domínio É muito importante, registar o domínio adequado para a empresa ou negócio, pois influencia bastante no sucesso das campanhas de Marketing Digital.


Registo do endereço / domínio No site www.dominios.pt poderá verificar se o nome da sua empresa não foi registado anteriormente por outra instituição.

A maioria das empresas opta pela categoria .com que identifica um estabelecimento comercial.

As outras categorias mais utilizadas são: .pt (Portugal) .net (Network) .org (entidades não governamentais sem fins lucrativos), .edu (instituições de ensino) .gov (entidades governamentais).


Ao escolher a hospedagem para o site leve em consideração as seguintes questões: • Capacidade de transmissão de dados, ou largura de banda, um site muito lento afasta potenciais clientes. • Estabilidade e suporte técnico. • Experiência em hospedagem. • Capacidade de expansão para novas tecnologias. • Quantidade de e-mails que disponibilizará com o seu domínio exemplo@suaempresa.pt • Espaço de armazenamento do seu site • Serviço de webmail que permite aceder seus e-mails de qualquer computador com acesso a Internet. • Disponibilização de Painel de controlo e acesso a estatísticas do site


Mais de metade da população portuguesa acede à Internet de forma regular. Mais de

5,6 Milhões de Utilizadores

Os consumidores portugueses dispendem cerca de 40% do seu tempo de consumo de media na Internet.

64% dos portugueses consideram a Internet imprescindível Fonte: Barómetro ACEPI/Netsonda


O comércio electrónico em Portugal continua em tendência crescente. – Crescimento do número de sites na Internet com volumes de vendas superiores a um milhão de euros. – Crescimento na ordem de 20% do número de clientes que faz compras online.

Fonte: Barómetro ACEPI/Netsonda


• O utilizador não é passivo, ele deseja interagir constantemente e sempre procura a iniciativa.

• Todo internauta é mimado e ansioso, sempre ter tudo à mão com facilidade e comodidade e no menor tempo possível!


O seu site e estratĂŠgia online deve ser essencialmente pensado para os seus futuros clientes.


Estar na Internet pode gerar diversas vantagens para os seus negócios. •

Atingir um público alvo que tem poder aquisitivo e é refinado.

Poder selecionar seu cliente com maior precisão

Capacidade de interagir com maior facilidade com seu cliente.

Baixo custo e rapidez na relação com o cliente.

Redução dos canais de distribuição tradicionais reduzindo custos e aumentando a rapidez de acesso.

Alteração de propostas a clientes, preços ou especificação de produtos com maior facilidade e rapidez.

Facilidade para administrar o relacionamento com o consumidor.

Acompanhamento da concorrência em tempo real.

Partilha de informações com clientes, fornecedores e funcionários em menor tempo.


A Internet não deve ser a única ferramenta de marketing a ser utilizada e ela deve estar integrada a toda uma estratégia da organização.

• Cada vez mais as empresas procuram a personalização do atendimento e a Internet é uma excelente ferramenta para isso. • Como o cliente exige uma personalização o relacionamento deve ser feito um de cada vez.


Não pense no resultado da interação com o cliente a curto prazo, mas no valor criado para o cliente a longo prazo. • A publicidade não pode ser encarada como nos meios tradicionais, segmentada e voltada para milhões, procure a interação e personalização de forma bidirecional. As técnicas estão muito mais para o Marketing Digital que para a publicidade tradicional. • O cliente está muito mais disposto a decidir por conta própria, sem a pressão do marketing tradicional ou de um vendedor.


O cliente não quer ser persuadido, ou seja, ele comprará e não deseja que ninguém lhe venda.


• A interatividade é essencial para este novo meio e está a formar verdadeiras comunidades em torno de empresas e temas. Contribua com estas comunidades pois são elas que reforçam seu posicionamento de mercado neste novo meio.

• Apesar da possibilidade de interação on-line ou seja de forma síncrona, muitas coisas acontecem de forma assíncrona, ou seja as duas pessoas não interagem ao mesmo tempo.


Transforme sua presença online em uma vantagem competitiva para sua empresa/carreira profissional, ela Ê uma grande ferramenta para relacionar-se com o cliente.


Ser grande ou pequeno na Internet não importa, o importante é o serviço que prestará ao cliente.


A Internet nĂŁo liga duas ou mais mĂĄquinas ou empresas, ela liga pessoas e relacionamentos.


Ter um website? As empresas que melhor tiram proveito da Internet hoje são as que utilizam estratégias de Marketing Digital para atender seus clientes de forma personalizada, que vendem algum produto na Internet ou que a Internet facilite a vida de seu cliente. Sua empresa vai tirar melhor proveito de um site se:

• oferecer informação essencial para o seu cliente • permitir comodidade para adquirir o produto • a Internet for um meio para agregar valor ao seu negócio


Utilização de diferentes tipos de websites para pesquisa antes de uma compra online, em Portugal. Motores de pesquisa

86

Sites de revendedores

75

Sites de fabricantes

67

Sites de comparação de preços

53

Sites de leilões on-line

34

Sites de mapas

31

Sites de análise de consumidores

23

Nenhum dos acima mencionados

3

Não sei

1 0

20

40

60

80

100


86 % dos utilizadores de internet acedem à informação através de motores de pesquisa.


92% dos portugueses utiliza a internet para pesquisa de produtos e tomada de decisĂŁo.

Fonte: TNS Infratest


Qual ĂŠ o motor de busca utilizado pelos nossos clientes, Sherlock?


Não sei.

Vê no Google!


Fonte: COMSCORE

Outros 9%

Responsรกvel por 18 em cada 20 pesquisas

91%


O verdadeiro empreendedor na Internet deve descobrir vazios econĂłmicos.

Mais que uma ideia a Internet exige que se descubra uma oportunidade, ou seja, uma necessidade ainda nĂŁo atendida e usar uma estratĂŠgia online bem definida.

Ou seja, conhecer as vantagens do Marketing Digital


Marketing Digital & Motores de Busca É fundamental a divulgação de sites nos mecanismos de busca, dado que cerca de 20% a 25% de tudo que existe na WEB é publicada em tais mecanismos, e estes são responsáveis pela maioria de acessos aos sites.


Marketing Digital • As acções de web marketing podem ser classificadas entre 'activas' e 'receptivas', • Activas: trata dos projectos e actividades feitas no sentido de despertar a atenção dos utilizadores (consumidores) para uma comunicação específica. • Receptivas: tratam do ambiente digital para onde o utilizador é direcionado.


Marketing Digital Algumas tarefas do Marketing Digital:

• • • • •

Identificar objetivo da presença online da marca; Necessidades imediatas em função da situação de mercado; Identificação dos principais concorrentes com uma boa presença online; Definição dos canais e meios a serem utilizados nas campanhas online; Definição de sistemas, métricas e KPIs a serem monitorizados


Marketing Digital


Marketing Digital Algumas ferramentas podem ser citadas: • • • • • • • • • •

Websites institucionais Lojas Online Portais Landing Pages/Microsites promocionais e/ou temporários SEO – Search Engine Optimization SEA – Search Engine Advertsing Acções de links patrocinados E-mail marketing Redes Sociais Ações de Web 2.0 e colaborativas, como Blogs, Videologs, conteúdos colaborativos, fóruns, entre outros.


Marketing Digital • Todas as ferramentas citadas acima são válidas também para o ambiente corporativo, destacando o uso bastante actual de blogs corporativos, onde as empresas procuram uma aproximação com seus clientes e/ou potenciais clientes.

• O Marketing Digital dentro do ambiente corporativo trata do conceito do marketing dentro da web, auxiliando as empresas a captarem leads (clientes potenciais) qualificados. • Ou seja, pessoas que pesquisam informações sobre seus produtos e ou serviços na web e se interessaram pelas suas soluções.


Marketing Digital São todas as acções feitas através da Internet que visam: • Ampliar os negócios das empresa (obtendo mais informações dos clientes actuais e obtendo novos clientes) • Desenvolver campanhas de relacionamento digital com seu público-alvo. • Fortalecer sua marca no mercado.

Gerar negócios... online e/ou offline


Distribuição do Investimento em Marketing Digital 19%

27%

Search Engine Marketing Website Email Marketing

6%

Social Media Marketing

6%

11%

Online Display Advertising Outros

31% Fonte: Marketing Sherpa


Vantagens Como exemplo de vantagens do Marketing Digital e presença online optimizada em relação ao tradicional podemos citar: • • • •

Alcance; Agilidade; Custo; Interactividade

Mas para uma empresa obter sucesso na sua Estratégia de Marketing Digital é preciso planear de forma eficiente suas acções!


Marketing Digital – 4 Ações Consideramos quatro ações básicas para que esta Estratégia alcance o resultado desejado: 1º) Posicionar o site de forma eficiente nos mecanismos de busca.

2º) Oferecer conteúdo qualificado. (referencial e actualizado) 3º) Segmentar seu público-alvo pelo perfil de comportamento e/ou áreas de interesse. 4º) Desenvolver uma frequência activa no relacionamento digital com o mercado.


Estratégia Marketing Digital •

Website – Criar website – Otimizar usabilidade a melhorar velocidade – Definir e acompanhar estatísticas

Imagem e vídeo – Crie imagens únicas ou use Photoshop – Produza vídeos e publique no youtube – Download imagens livres e gratuitas

Social Media – Linkedin, Pinterest, Instagram, Google+, Youtube, Scribd, Slideshare – Página Facebook – Personalização e boas práticas nas redes sociais


Estratégia Marketing Digital •

Newsletter – Escolha uma plataforma de e-mail marketing – Formulário de inscrição no website, cumprir legislação e boas práticas – Envie newsletter semanal e acompanhe estatísticas

Google e SEO – Coloque o seu negócio local no Google maps – Google Webmaster Tools – Implemente boas práticas de SEO e verifique indicadores

Google Adwords – Faça a sua primeira campanha Google Adwords com voucher de oferta – Consultar a campanha e otimizar keywords e outros aspetos – Medir resultados e ajustar orçamento


Estratégia Marketing Digital •

Mobile – Site mobile e landing pages – Anúncios mobile – App

Vendas online – Escolha plataforma para loja online – Métodos pagamento adequados – Teste A/B (teste variações e melhore continuamente conteúdos)

Analítica e ROI – Google & Youtube Analytics – Facebok Insights (estatísticas) – Pagerank e Alexa (notoriedade e ranking de visitas)


Presença Online – Website


Print vs Web (semelhanças) Criação de conteúdos Personalização de conteúdos para diferentes utilizadores Conciso e relevante Simples e de fácil assimilação Design • Boa Tipografia • Espaço em branco, óptimo contraste e destaque • Layout harmonioso e agradável visualmente


Print vs Web (diferenças)

Caracteristicas

Print

Web Pages

Conteúdo

Idêntico para todos

Pode ser personalizado

Links e etiquetas

Não disponível

Sim

Ferramentas de navegação

Não disponível

Sim

Distribuição

Limitada

Global

Som e Animação

Não disponível

Sim e em vários formatos

Performance

Não varia

Pode variar de acordo com a velocidade da Internet

Interactividade

Limitada

Resposta instântanea (e-mail, chat)


Print vs Web (diferenças)

Caracteristicas

Print

Web Pages

Resolução

300dpi

72dpi

Unidade de Medida

Mm

Píxeis

Ficheiros (tamanho, cores, etc.)

Sem limitação

Maior optimização possível (menor tamanho, menor peso do ficheiro, cores seguras para a internet.)

Dimensões

Por Projeto

>960px

Efeitos visuais

Sem limitação

Alguns cuidados a ter (gradientes, texturas, sombras, animação)

Fontes

Rasterizadas ou embebidas

Seguras para a web (Sistema, Google Fonts)


Elementos Web - Cores • Ajudam a destacar elementos na página e ajuda na legibilidade • As cores e sua psicologia tem um impacto elevado na mente dos utilizadores e na influência de escolhas (consciente e inconscientemente) • Permite criar um conceito e ajudar na associação à marca, dando assim valor acrescentado.


Elementos Web - Cores Algumas dicas:

• Entender a gama de cores e esquemas de cor permite criar ambientes e layouts mais harmoniosos • Tenha atenção na mistura de cores complementares (ex: verde e vermelho) • Preto e Branco é sempre uma solução


Elementos Web - Imagens •

Use sempre o formato mais adequado para a imagem

GIF para imagens não fotográficas (até 256 cores)

JPEG para fotografias e imagens com cores ricas e complexas

Menus, botões e caixas tradicionalmente no topo da página

Icones intuitivos para reconhecimento de conceitos como por exemplo de email, home page, carrinho compras, etc.

As imagens têm muita importância para o SEO


Elementos Web - Imagens • Coloque descrições correctas das imagens para ligações de internet mais lentas • Tenha atenção às cores e faça testes de compatibilidade nas imagens e em fundos que possa usar. (Only Web Colors) • Os gifs animados estão novamente na moda mas não distraia os seus utilizadores • Evite usar animações em Flash (.swf)


Elementos Web - Navegação •

A Navegação refere-se à estrutura como a página está organizada e é consultada.

Encaminha os utilizadores para o destino certo através de pistas visuais.

Mantém o foco do utilizador

Torna todos os websites acessíveis

Dependendo do conteúdo podem ser usadas várias estratégias de navegação.


Elementos Web - Navegação Algumas dicas: •

Coloque os menus de navegação sempre no mesmo local

Confirme o correcto alinhamento do menu (vertical ou horizontal)

Forneça sempre que possível caracteristicas visuais (botões, barras, Links de texto) para facilitar e potenciar o clique.

Mantenha coerência na terminologia

Tenha ‘bread crumbs’ ajuda visual da localização actual da página

Todos os links mais importantes acessíveis.

Quebre a “Regra dos 3 cliques”

Tenha um sitemap (importante para SEO) ou um índice.


Elementos Web – Layout Equilibrado • Layout equilibrado significa ter um equilibrio perfeito entre elementos visuais (texto, imagens, linhas, formas, cores). • Um excelente layout possui elementos bem distribuidos nas várias páginas do website.

Algumas dicas: • Coloque os elementos de acordo com o olhar. (em F).

• Alinhamento, repetição, e proximidade de elementos. • Utilize formas, links, dedos apontadores, pessoas a olhar para uma direção para influenciar/ajudar o utilizador.


Elementos Web – Para onde olham?


Elementos Web - Relevância • Identifique a sua audiência e público-alvo para ir de encontro às suas necessidades. • Coloque a informação mais pertinente no topo acima da dobra da página. (apesar que hoje em dia já não é tão relevante). • Mantenha a informação actualizada e relevante.

• Forneça opções de idioma para abranger maior audiência.


7 Tendências Web 1. O toque é o novo clique

-

Menos Links de Texto Mais botões Maior área clicável Páginas mais longas 1º scroll 2º clique Scroll “Infinito”


7 Tendências Web 2. A dobra superior da página já não é tão relevante

-

Muitos dispositivos Scroll rápido Scroll intuitivo Áreas de ecrã maiores


7 Tendências Web 3. Utilizadores mais rápidos, experientes e objetivos

-

Utilizadores especialistas Utilizador comum está evoluido Necessidade de rapidez Objetividade na informação Interface funcional e intuitivo


7 Tendências Web 4. Vectores são o novo “píxel” na Web

-

Diversas resoluções Diversos dispositivos Websites responsivos Imagens escaláveis Formato .SVG

-

https://design.google.com/ http://www.google.com/design/spec/material-design


7 Tendências Web 5. Minimalismo & Flat Design

- Flat Design funcional - “Não me faça pensar” - “Menos é mais”


7 Tendências Web 6. Saturação Social promove o Email Marketing

- Redes Sociais saturadas de informação - Perda de conteúdos direcionados (excepto anúncios) - E-mail direcionado - Maior percentagem de leitura


7 Tendências Web 7. Animações estão de volta

- Gif´s animados - Animação como suporte informativo - Animações CSS (sem plugins e mais rápidas)


Plataformas Webdesign gratuitas http://www.jimdo.com/ http://www.weebly.com/ http://www.webnode.com https://webflow.com/ http://builderengine.com/ http://www.imcreator.com/ https://www.squarespace.com/ http://www.wordpress.com http://www.webs.com/ http://dunked.com/ https://sites.google.com/ http://www.wix.com/


Ferramentas Web Profissionais Software: • Dreamweaver (Html, Html5, CSS, PHP, ASP, Javascript, etc.) • CoffeeCup HTML • Sublime • Brackets • Adobe Muse (pensado para designers, não precisa programar nada) • Notepad ++ Plataformas: • Wordpress • Joomla • Drupal Ecommerce • Woocommerce • Prestashop • Opencart • Magento • Shopify Centros comerciais virtuais:

http://www.a3d.pt/centro-comercial-virtual/

http://pt.brandsbreeze.com/index.php www.SecondLife.com


Planear um Website Conjunto de etapas: Estabelecer os objectivos; Reflectir sobre a audiĂŞncia; Listar as caracterĂ­sticas pretendidas para o site; Organizar a estrutura do site; Definir a estrutura das pĂĄginas;


Estabelecer os seus objectivos •

O estabelecimento dos objectivos do website na fase de planeamento permite estruturar todo o seu desenvolvimento;

Antes é necessário efectuar um estudo prévio, em que a equipa de desenvolvimento procura conhecer todos os aspectos relacionados com a intenção de criar o website;

É necessário identificar, de forma clara, uma resposta a questões como a sua finalidade, os objectivos principais a atingir, a quem se destina e quais as informações a divulgar;

É necessário descriminá-los por ordem da sua importância, devendo ser divulgados a todos os elementos envolvidos.


Objetivos Fase 1 – Definir os objectivos do Web Site Para quê? Qual o propósito ou finalidade do Web Site? Uma definição sucinta dos objectivos é necessária e útil para fundamentar as decisões que se tomam quanto à sua estrutura, conteúdo e manutenção.


Reflectir sobre a audiência A reflexão sobre a audiência do website a desenvolver deve permitir conhecer melhor os potenciais futuros utilizadores; Deve ser feito em conjunto com os “clientes” e procurar respostas para questões como quem são os potenciais utilizadores, que idades têm, qual o seu nível económico, que nível de instrução possuem, quais os seus interesses, quais as suas competências técnicas, quais as actividades desempenhadas e quais os novos utilizadores que podem ser fidelizados.


Público-alvo Fase 2 – Caracterizar o público-alvo Para quem? A quem se dirige? Para qualquer pessoa em geral, ou para um determinado tipo de utilizador?


Conteúdos Fase 3 – Identificar os conteúdos a publicar Deve ser efectuada tendo por base os dados das duas etapas anteriores, identificando a marca principal e outras propriedades que caracterizam o site e permitem diferenciá-lo dos demais;

• • • •

O quê? Que informação deve conter? Devem ter em conta os objectivos definidos, o públicoalvo. Trabalhos pessoais, imagens, conteúdos multimédia, etc.


Organizar a estrutura do site • Passa pela definição das ligações entre as páginas que o compõem; • Deve ser intuitiva e fácil de compreender pelo utilizador; • De acordo com as ligações que são estabelecidas entre as páginas de um site, podem existir diferentes tipos de estruturas: • Hierárquico; • Rede; • Combinação dos dois, com maior ou menor complexidade.


Organizar a estrutura do site A situação ideal é encontrar um ponto de equilíbrio, para evitar que, por um lado, o utilizador efectue muitos cliques para atingir a informação pretendida e, por outro lado, tenha de escolher uma opção de entre muitas opções possíveis.


Estrutura Fase 4 – Estruturar o site • Trata-se de pensar o site em termos globais ou de estrutura (não ainda em relação aos detalhes). • Executar um esboço ou esquema das páginas que vão integrar o site; • Organizar o site por secções; • Definir relações ou ligações entre as páginas - estrutura hierárquica. • Wireframing • Mapas Mentais


Desenhar o esquema de navegação Existem vários esquemas de navegação: Global – as hiperligações encontram-se, normalmente, em todas as páginas do site e no topo destas; permitem o acesso às principiais áreas do website.

Local – as hiperligações encontram-se, habitualmente, no lado esquerdo do site; permitem o acesso a locais mais específicos dentro da área em que o utilizador se encontra. Contextual – as hiperligações permitem o acesso a locais não abrangidos pelos esquemas de navegação global e local. As navegações externas permitem navegar para outras páginas; as navegações internas permitem navegar dentro da mesma página ou mesmo website.


Desenhar o esquema de navegação Navegação Externa

Esquema de navegação global

Esquema de navegação contextual Esquema de navegação local


Definir a estrutura das páginas •

É a última etapa do planeamento de um website antes da sua implementação, publicação e manutenção;

Pode ser feito em papel, um esquema da estrutura de páginas com a disposição dos seus componentes e avaliando as várias hipóteses;

São definidas as resoluções das páginas para impressão e visualização por diferentes equipamentos;

A definição da estrutura das páginas não pode perder de vista o objectivo de obter um equilíbrio entre o aspecto estético, a funcionalidade e o conteúdo informativo das mesmas.


Estrutura Fase 5 – Estrutura das páginas Manter uma identidade visual própria que se deve manter ao longo de todas as páginas para que o utilizador encontre a informação que procura utilizando sempre os mesmos procedimentos.


Layout Deste modo, antes de elaborar o site deve ser definido o aspecto visual das pรกginas (Layout).


A Fazer • Dirija-se a uma audiência específica • Personalize páginas se necessário para cada género de utilizador • Comunique com elementos visuais (espaços em branco, contraste, layout equilibrado, etc.) • Regra KISS (Keep it Simple Stupid) • Mantenha a simplicidade (User Friendly) • Faça testes de usabilidade do interface • Crie navegação no website consistente • Coloque BreadCrumbs • Forneça links para outros locais de interesse • Confirmar direitos de autor • Peça Feedback e opiniões de utilização • Actualize frequentemente e divulgue • Testar, Testar Testar


A Evitar • Evite fazer com que os utilizadores pensem (permita ter uma experiência simples e intuitiva) • Evite desgastar a “paciência” do utilizador (disponha rapidamente a informação) • Evite criar dificuldades de navegação (não esquecer mobile) Evite usar imagens pesadas e não optimizadas (isso fará com que o site se torne mais lento) • Evite usar o Flash (.swf) no seu website • Não abuse de elementos gráficos ou animados • Evite ter páginas com demasiada informação • Evite usar tipos de letra incompatíveis • Evite usar cores sem contraste • Evite links quebrados (Google Search Console)


Website Funcional - Checklist • • • • • • • • • • • • •

O site transmite uma clara ideia do seu objetivo? O site utiliza uma linguagema acessível para os seus leitores? O tom da mensagem é adequado? O site está a abrir rapidamente? O site possui formulário ou formas de contacto? O site tem um layout consistente? Os elementos do site repetem-se de forma organizada? O site permite uma fácil e rápida navegação? É facil navegar para outros conteúdos dentro do site? A altura da página é apropriada ao conteúdo? A escolha das cores é equilibrada? Correcta visualização em todos os dispositivos e resoluções? É verdadeiramente “responsivo” / ajustável?


Imagens, Sons e Vídeo As imagens devem ser gravadas em formatos adequados às suas características:

• GIF: imagens com poucas cores. • JPG ou JPEG – fotografias, imagens com muitas tonalidades. • PNG – Boa qualidade sem perda de informação Os sons: • WAVE: ocupa muito espaço e torna a página lenta. • Mp3: ficheiros mais leves Os vídeos • MPEG: relativamente pouco pesado e com qualidade. • AVI: ocupa muito espaço. • Mp4: O ideal


Exercício Utilizando um processador de texto (ou outra ferramenta complementar), elabore o plano de um site com o máximo de seis páginas. Nesse documento deve definir:

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

O tema O público-alvo A informação a integrar em cada página As imagens/sons/vídeos a incluir O layout da página mais adequado (pode esboçar) O esquema hierárquico das páginas Procurar a sua concorrência online (apontar 3 concorrentes) Escolher um URL para o site (real disponível)


www.facebook.com/carloscardosoformador www.facebook.com/carloscardosopt www.twitter.com/carloscardosopt www.youtube.com/carloscardosopt www.linkedin.com/in/carloscardosopt www.carloscardoso.pt E-mail: geral@carloscardoso.pt

Profile for Carlos Cardoso

teste  

teste

teste  

teste

Advertisement