Issuu on Google+

LED, LCD OU

Plasma?

››Com o lançamento das TVs de LED ficou ainda mais difícil decidir em qual tecnologia investir seu rico dinheirinho... Nem é preciso dizer o quanto vale ter uma TV de ponta em casa: é pura diversão, ainda mais em tempos de Copa do Mundo. Digamos que a grande diferença existe mesmo entre as TVs de plasma e as de LCD – mas isto já foi abordado nesta coluna. A LED aparece como a mais “nova geração” da LCD. Já que há muitas explicações técnicas sobre esses produtos, ficamos ainda mais confusos. Portanto, tentarei explicar como funcionam e que benefícios oferecem da forma mais clara possível – e para quem é apenas um consumidor potencial, não um especialista no assunto.

“Nem é preciso dizer o quanto vale ter uma TV de ponta em casa. Mas na hora de gastar seu rico dinheirinho, que tecnologia escolher?” LCD A tecnologia LCD funciona com uma tela de cristal líquido que transmite uma imagem mais translúcida ou opaca, dependendo da corrente elétrica aplicada sobre a mesma. Cada ponto da tela é formado por três células cheias deste material. E cada célula corresponde a uma das cores primárias de luz (verde, vermelho e azul). Uma lâmpada que gera luz branca é instalada atrás da tela (backlight) e ilumina as células, tornando a imagem visível. As cores são formadas assim e combinam várias intensidades de cada uma das cores primárias. Benefícios: as TVs de LCD são mais indicadas para salas iluminadas ou claras. O que significa que você pode assistir ao seu programa com uma janela atrás da TV (ou uma luz acesa) sem divisar qualquer reflexo na imagem, diferentemente dos modelos de plasma. Também são indicadas pra quem pretende ligar o PC ao aparelho ou jogar games mais “parados”, como os de antigamente (pois imagens estáticas costumavam “manchar” as TVs de plasma mais antigas). Também é possível encontrar LCDs em tamanhos menores, característica pouco usual em modelos de plasma.

Multi-Room - Por Fernando Ramos

LED

multi-room.indd 24

O processo de transmissão das TVs de LED funciona mais ou menos como o de uma TV de LCD. Mas a tecnologia é um pouco diferente: ao invés daquela luz branca no backlight, nestes aparelhos existem conjuntos de LEDs com as cores primárias (vermelho, azul e verde) que fazem com que o trabalho de filtragem da luz do cristal líquido seja melhor realizado. Consequentemente, temos cores mais puras. A tecnologia também faz com que a luz seja exatamente igual durante todo o tempo de uso e que não ocorra perda de brilho ou alteração de cor, independentemente de haver uma luz acesa ou não. O painel também permite melhor regulagem na intensidade da luz.

24>25 26/07/2010 13:55:28


Benefícios: as telas dessas TVs são bem mais brilhantes, com o contraste melhor e as cores mais vivas em comparação aos modelos de LCD. A imagem é bem melhor, pois se produz a partir de diodos em emissores de luz (os tais LEDs). Essas TVs também podem ser muito mais finas (algumas têm apenas 3cm de espessura). E são ecologicamente corretas, pois não necessitam de lâmpadas CCFL e são completamente livres de mercúrio ou chumbo. O descarte e reciclagem dos aparelhos podem ser feitos de forma menos agressiva para o meio ambiente. Sem mencionar a economia de energia, já que possuem um nível baixíssimo de consumo (até 40% a menos em comparação às TVs de LCD do mesmo tamanho). Assim, a diferença de custo total de produto para produto acaba sendo compensadora.

PLASMA Nas TVs de plasma, a tela opera com células cheias de gás nobre, como o neônio ou xenônio, que sofrem uma descarga elétrica e se transformam em plasma. O processo todo libera fóton (luz) e colide com uma camada de fósforo na frente destas células, que as faz brilhar. Cada ponto de imagem é composto por três células – cada uma, coberta com fósforo de cor diferente (verde, vermelho e azul). A combinação destas cores em intensidades variadas gera os tons necessários para produzir as imagens. E pelo simples fato de cada célula produzir sua própria luz, não há a necessidade de qualquer luz para iluminar a tela. Benefícios: as TVs de plasma são mais indicadas para ambientes escuros, devido à fidelidade de cores e ao maior contraste, o que é bom para quem gosta de cinema (oferecem cores mais vivas e não dependem de luz para que isto ocorra). Também são boas para quem gosta de assistir a esportes e games modernos, oferecendo o que chamamos de “resolução dinâmica”, que proporciona melhor qualidade às cenas em movimento. Além disso, as TVs do gênero casam com ambientes amplos, pois são muito mais fáceis e baratas de se produzir em tamanhos maiores. Não é à toa que vemos, por aí, tantas TVs de plasma gigantes nas vitrines das lojas especializadas (e a preços bem convidativos!). Vale ressaltar que alguns componentes, como aparelhos de Blu-ray e cabos HDMI, contribuem muito para a qualidade de imagem, independentemente da TV que você escolher. Da mesma forma, um home theater potencializa bastante o som de um bom show (normalmente, o áudio é falho em todas estas TVs). São várias as opções para contentá-lo em suas escolhas. O importante é que você realmente saiba o que é necessário e importante para obter esta satisfação. Boas compras!•

Fernando Ramos

é consultor de áudio e vídeo, sócio-proprietário da FJ Áudio, Vídeo e Representações, Diretor Comercial da Hauten Acoustics e colaborador da Áudio & Vídeo -Design e Automação. Canal direto: fernando@fjaudioevideo.com.br

multi-room.indd 25

26/07/2010 13:55:32


LED, LCD OU Plasma?