Issuu on Google+

www.correiodovaledoriogrande.com.br Passos, Correio do Vale do Rio Grande, edição 60, de 4 a 11 de abril de 2014

Casmil faz Assembleia Geral e elege novos conselheiros

O atual presidente Leonardo Medeiros continua à frente de Casmil por mais três anos. Ele terá como diretor

industrial Jurandir de Oliveira. Na AGO foram aprovadas as contas da cooperativa, bem como a venda do imóvel da

Paulista que a Casmil recebeu para pagamento de dívidas por determinação da justiça. O presidente da cooperativa

Anastasia decreta encampação da FESP para 3 de novembro

Uma luta que durou vinte anos pode ter seu fim em 3 de novembro deste ano. Acontece que o governador Antonio Anastasia assinou decreto determinado a estadualização

das três últimas fundações a serem absorvidas pela UEMG – Universidade do Estado de Minas Gerais.O ato aconteceu dia 3 de abril, em Belo Horizonte,no Palácio Tiradentes, às 10h.

Nele está firmado que a Fundação de Ituiutaba será encampada no dia 3 de junho, a de Divinopolis 3 de setembro e de Passos em 3 de novembro. Página 3

disse que a venda do imóvel resultará em recursos para pagar juros da instituição, hoje muito altos. Estiveram

presente na reuniao cerca de 60 cooperados aptos a votar. Página 6

Ataíde é mantido por liminar no cargo

O prefeito Ataíde Vilela, juntamente com seu vice, Ademir José da Silva, está mantido no cargo de prefeito, por decisão liminar no Tribunal Regional Eleitoral. Os dois tinham que obedecer a determinação do juiz de 1ª

instância que viu uso ilegal de recursos financeiros em campanha. Alegando que a prestação de contas de campanha eles conseguiram a liminar e vão esperar o julgamento do mérito. Página 5


De 4 a 11 de abril

Charge

Opinião A FESP para o povo Carlos Alberto Alves Durante quase 24 anos tenho participado de um debate intenso em nossa cidade e região: a FESP pública ou não. Sempre fui um defensor da Fundação como universidade pública e um fã incondicional da UEMG, como universidade descentralizada e sempre estive par a par com o professor Aluísio Pimenta, quem mais batalhou no princípio pela implantação da universidade do estado, à semelhança de outros estados que têm a sua, como é o caso de São Paulo. Nesta luta de mais de duas décadas, encontrei – estou falando na primeira pessoa para relatar uma experiência pessoal, mas sempre tive pessoas tão voluntariosas com eu na busca da concretização desse sonhomas retomando, encontrei os mais diversos obstáculos na trajetória que se conclui, com o governador Antonio Anastasia assinando o decreto de estadualização. Há falácias de todo o tipo, como aquela que ensino público superior é para ricos. Não é bem assim. Ensino público superior, gratuito, é para todos. Basta que tenham capacidade de assimilar que entrarão na faculdade, como já cansei de ver muitas pessoas conseguirem cursar faculdades públicas de primeira linha. Também pobre sofrer muito para pagar uma mensalidade numa instituição de ensino particular e ir em frente conseguindo o seu diploma de curso superior. É claro que este um lado da discussão, mas uma academia como se propõe em Minas terá importância para Minas por ser o canal de seu crescimento homogêneo e harmônico, promovendo o desenvolvimento nestas tantas Minas da qual falou o poeta. Parece que ainda está

distante. Afinal só em 3 de novembro a estadualização será definitiva para os passenses e esta região. Parece que há risco, porque vai acontecer depois das eleições, mas a certeza dada é que outras fundações serão incorporadas antes do pleito acontecer. E mais, se for preciso, ergamos a cabeça e retomemos a luta, afinal foi assim nestes 24 anos. Até chegamos a encontrar pessoas que juravam ser a favor da estadualização, mas agiam sempre no sentido contrário, como, por exemplo, tirando do estatuto a autoridade do governador em nomear o conselho curador. Talvez esses arautos dos mil disfarces, tanto que convencem alguns seguirem seus passos, sonhassem um dia ser donos do que a comunidade construiu, mas ainda bem que tiveram a resistência de muitos e assim, agora, nesse momento, podemos assistir a FESP voltar de verdade para o seio da comunidade que a criou com esse propósito servir ao povo que a mantém e não deixar que oportunistas se sirvam de um patrimônio que é de todos. É hora de ressaltar o trabalho de verdadeiros amigos da FESP, que sempre se colocaram na defesa de uma universidade pública e que sempre quiseram ver a nossa fundação como um pólo da Universidade do Estado de Minas Gerais, abrindo oportunidade para que jovens possam fazer um curso superior numa instituição de ensino grátis e de qualidade para que saiam em condições de ajudar construir um mundo melhor, mais justo e com menos hipocrisia do que hoje enfrentamos, as vezes até em boas instituições de ensino superior, não é mesmo?

Rolou na semana Desincompatibilizou O médico José Orlando Pereira Tuta pediu a exoneração do cargo de assessor da secretaria de Desenvolvimento Regional e Urbano. A razão disso é que ele tem desincompatibilizar para concorrer ao cargo de deputado estadual. Esta saída da SEDRU é mais uma sinalização de que ele está mesmo disposto a colocar seu nome para apreciação do eleitorado. Anterior Tuta já tinha sinalizado que iria colocar seu nome para apreciação do partido, quando em BH avaliou no PR a chance de ser eleito. Estudos do partido mostra que ele se situa entre os três com maiores possibilidades de se elegerem. PMDB lança Rodrigo O advogado Rodrigo Pacheco que está visitando diretórios do PMDB em toda Minas Gerais, acaba de ser lançado pelo PMDB de Passos como candidato a deputado federal. Rodrigo Pacheco é membro do diretório nacional do partido e está procurando viabilizar sua candidatura a deputado federal, através de visitas a diretórios do PMDB em todo estado.

Renato Andrade sai Renato Andrade sai do cargo de deputado federal, como suplente. Ele dá lugar ao titular. Durante todo tempo em que esteve à frente do mandato o trabalho de Renato procurou priorizar, na região, o término da BR-146, mas também tentou ampliar seu leque de relações, visando aumentar seu potencial de votos. Cássio na Alemg Cássio Soares deixa a secretaria que ocupava e volta a exercer o mandato de deputado estadual, cargo para o qual pretende concorrer novamente. Certamente a disputa será bem mais acirrada do que da outra vez, porque agora, além dos votos, terá que se defender de ataques dos inimigos que arrumou no desempenho da função. Expandiu Cássio Soares conta com o trabalho que fez como secretário de Desenvolvimento Social, quando distribuiu verbas e benefícios por toda Minas Gerais para ampliar a votação que teve e manter a expectativa de ser eleito. Carnê de IPTU A prefeitura distribui os carnês do IPTU, com os

valores já atualizados da planta genérica de valores, em sua primeira etapa. As ações contra começam a pipocar. Duas delas têm nomes envolvidos na política. A primeira que se tornou conhecida foi a intenção de Jefinho em promover ação contra a cobrança; a segunda é do DEM, que ajustou advogados para outra ação no mesmo sentido, entre eles consta o nome do advogado Rodrigo Pacheco Sob Júdice O prefeito Ataíde Vilela e seu vice, Ademr José da Silva, foram afastados pela justiça eleitoral em 1ª instância, recorreram ao TRE e permanecem no cargo. Essa decisão colocou a cidade sob judíce e uma disputa política entre os grupos de Atáide e Cássio Soares pode prejudicar e muito os cidadãos que correm o risco de ficarem sem as obras e benefícios que o prefeito tem a obrigação de implementar, se os tribunais seguirem a rotina de tirar e por no poder um outro em curto espaço de tempo. O que de concreto existe é que muita água ainda vai correr por baixo desse imbróglio eleitoral.

Expediente Correio do Vale do Rio Grande

(www.correiodovaledoriogrande.com.br) É uma publicação da Agência de Publicidade Silva & Mota. - CNPJ:15.170.527/0001-31 - Endereço: Rua João Pinheiro 505 – Centro 3522-4138 - E-mail: correiodovaledoriogrande@gmail.com - Diretora: Lilian Shorreyla -

Telefone: 035


De 4 a 11 de abril

FESP será incorporada à UEMG em 3 de novembro, diz decreto

Em solenidade nesta quintafeira, 03/04, o governador Antonio Anastasia, um dia antes de deixar o governo para provável disputa ao senado nas eleições de outubro deste ano, assinou decreto definindo a estadualização de três fundações: Ituiutaba, Divinópolis e Passos. A FESP – Fundação de Ensino Superior de Passos. A de Ituiutaba será incorporada em 03 de junho, Divinopolis tem data marcada para o dia 03 de setembro e Passos será no dia 03 de novembro. O decreto assinado pelo governador, segundo os que acompanharam de perto o evento no Palácio Tiradentes, a partir das 10h, é simples e apenas confirma a estadualização. Há um anexo que discrimina como será feita a absorção completa, definindo, por exemplo, quando se dará a gratuidade dos alunos de todas as fundações. Mas Antonio Anastasia garantiu que o processo não tem volta, mencionando Passos. "Em se tratando da estadualização da universidade de Passos o assunto está resolvido", garantiu em sua fala o governador. Com a assinatura do decreto o governo de

Minas dá mais um passo na concretização de uma das mais importantes ações para a expansão do ensino superior público e gratuito no Estado. Serão estadualizadas as fundações de Ensino Superior de Passos, Fesp; Educacional Funedi, de Divinópolis; e a Educacional FEIT, de Ituiutaba. A primeira fase desta iniciativa foi realizada em 30 de novembro do ano passado, em Ibirité. A principal consequência deste ato será a gratuidade do ensino para os alunos de todas estas fundações. Concluído todo o processo, a Uemg se transformará na terceira maior universidade do Estado, beneficiando cerca de 18 mil alunos em todas as suas unidades. Coordenada pela Secretaria de Ciências Tecnologia e Ensino Superior -SECTES , está sendo criada toda infraestrutura para assegurar comodidade e condições adequadas de aprendizagem para os novos alunos que estão chegando à Uemg. Já foram estadualizadas a Fundação Helena Antipoff, de Ibirité; a Fundação Educacional Campanha da Princesa, de Campanha; a

Fundação Fafile, de Carangola, e a Fundação Educacional do Vale do Jequitinhonha (Fevale), de Diamantina. Concluído todo o processo, a Uemg se transformará na terceira maior universidade do Estado, beneficiando cerca de 18 mil alunos em todas as suas unidades.

Para o Secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino superior de Minas Gerais, deputado federal Narcio Rodrigues, o governador cumpriu sua promessa de estadualizar as três últimas associadas à UEMG em 2014. Este não é um ato do governador, é um ato de governo, é lei aprovada pelos deputados da assembleia legislativa de Minas Gerais. Já o Secretário de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social, deputado estadual Cássio Soares, "hoje é um dia pra ficar na história de Passos. Após 49 anos de espera podemos anunciar com segurança que a partir de novembro deste ano, teremos uma universidade pública e gratuita para nossos estudantes de Passos e toda a região. foi um trabalho sério, árduo do governo que contou com a mobilização

Secretário Nárcio Rodrigues de milhares de estudantes que passaram pelas cadeiras da FESP e que hoje se torna realidade", disse Cássio Soares, que nesta quintafeira (3), juntamente com o governador Antonio Anastasia e todo o secretariado deixam o governo. Cássio Soares assume sua cadeira na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, como deputado estadual após 2 anos e 2 meses como Secretário de Estado a convite do governador. Mais cursos A UEMG possuía 32 cursos de graduação antes do

processo de estadualização, onde alguns são oferecidos exclusivamente em algumas unidades e outros são comuns a duas ou mais unidades, tanto na capital quanto no interior. A primeira etapa de estadualização, que conta com a absorção dos cursos superiores da Fundação Helena Antipoff, propiciou um aumento de 20 novos cursos para a UEMG, totalizando 52 cursos superiores. Concluído o processo de estadualização, depois da efetivação da segunda etapa, serão absorvidos mais 60 novos cursos, atingindo o número de 112 cursos.


De 4 a 11 de abril

P r e f e i t u r a d e Pa s s o s r e c e b e pagamento do Programa Travessia Já está disponível na conta da Prefeitura Municipal de Passos os recursos referentes à primeira parcela do Programa Travessia Bairro, da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (SEDESE). O depósito foi realizado na quarta-feira, 26 de março. Segundo o secretário da SEDESE, deputado estadual Cássio Soares, o repasse foi dividido em duas fases, sendo essa primeira no valor de R$ 1,57 milhão para obras de calçamento de ruas e construção de banheiros em residências localizadas nos bairros abrangidos pelo programa, além de reforma completa na quadra do Bairro Casarão. Outros R$ 424 mil serão repassados para reforma de banheiros e casas. O investimento total do programa é de R$ 2 milhões. Este primeiro repasse será investido nas três principais intervenções do Programa no município. Do total, R$ 1.150.600,00 serão utilizados para a pavimentação de ruas (lista abaixo), R$ 216.400,00 para reforma completa da quadra no bairro Casarão e R$ 209.000,00 para a construção de 38 módulos sanitários em residências que não possuem banheiros. A segunda parte do repasse prevê R$ 275.500,00 para a reforma de 29 casas (melhoria habitacional) e mais R$ 148.500,00 para reforma de 99 sanitários. Segundo Cássio Soares,

esse é um dos principais programas do Governo de Minas e cumpre bem o papel de “levar dignidade às famílias residentes em área de vulnerabilidade social”. O Programa realiza intervenções no Bairro Novo Horizonte, Rua Imaculada Conceição (Valinho), a localidade conhecida como Rocinha (bairro São Francisco), uma parte do Bairro Casarão e Comunidade do T-Maia. “Eu não poderia passar pela Secretaria sem garantir ao povo da minha cidade condições dignas de sobrevivência, principalmente conhecendo de perto a realidade de cada um dos bairros abrangidos”, afirma o secretário, que defendeu a inclusão de Passos no Comitê que decide os municípios que receberão os recursos do programa. A maior parte dos investimento será empregada para o calçamento de ruas, uma das necessidades mais urgentes apontadas pela pesquisa feita com os moradores. O recurso será aplicado pela Prefeitura municipal que deve abrir o processo licitatório nos próximos dias. “Todos os projetos foram feitos pela Prefeitura que agora tem a missão de executar a obra”, explica Cássio Soares que também destaca o aceite do prefeito Ataíde Vilela e dos vereadores em executar em parceria com a SEDESE os projetos de melhoria para a população.

Calçamento de Ruas No Plano de Trabalho estipulado pela SEDESE em parceria com a Prefeitura de Passos, assinado em novembro do ano passado, está previsto o calçamento de 16 ruas nos bairros abrangidos pelo Travessia. Ao todo, serão 2,1 km de extensão e 13 mil metros quadrados de asfalto. Entre as ruas beneficiadas está a Imaculada Conceição, a antiga Rua do Valinho, no bairro Cohab 5, que também terá asfaltada a rua Vereador Osvaldo Lisboa Negrão. No Bairro Casarão, serão calçadas as ruas Alegre, Curitiba, Florianópolis, Vitória, Mato Grosso, Quilombo, dos Pedestres, do Moinho, Candeias, Porto, Travessa do Moinho e Corredor São Domingos. Já no Bairro São Francisco, a Quinca Lúcio e Travessa dos Boiadeiros. No Bairro Novo Horizonte, a Avenida Doutor Breno Soares Maia (entre a Travessa Canoas e Rua Canoas). Programa promove a inclusão social Criado pelo Governo de Minas, por intermédio da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (SEDESE), o Programa Travessia busca promover a inclusão social e produtiva da população em situação de pobreza e vulnerabilidade social em Minas Gerais. O presidente do comitê

Cássio Soares em visita à Rua Imaculada Conceição(Valinho)

do Programa Travessia e secretário de Desenvolvimento Social, deputado Cássio Soares, afirmou que “a proposta do programa é fomentar a emancipação social e econômica das camadas mais vulneráveis do Estado tendo como visão a melhoria da qualidade de vida, redução da pobreza e melhoria do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal – IDH-M, por meio de políticas integradas nas áreas de saúde, educação, moradia, saneamento, organização social e renda, que visam melhorar as condições de vida da população de forma integral”. Uma pesquisa social, chamada de Porta a Porta já foi realizada em Passos no final do ano passado, que ofereceu um diagnóstico relativo às privações em educação, saúde e padrão de vida para direcionar as ações do Programa

Travessia. No total foram 1.609 residências visitadas pela pesquisa em Passos. Delas, foi constatado que 52 não possuem água potável e 10 estão sem energia elétrica. Outras, não possuem sequer banheiro ou bens domésticos básicos necessários, como geladeiras, fogões, entre outros. “Esse é um programa que tem o objetivo claro de melhorar as condições de vida da população, promovendo a dignidade, principalmente àquelas comunidades com privações sociais”, ressalta Cássio. Após as intervenções de obras, outros “braços” do Travessia serão implantados em Passos, como a criação de curso profissionalizante para os adultos que querem estudar, além de incentivos para as famílias que têm crianças com idade escolar, e que não estão na escola, retorne aos estudos.


De 4 a 11 de abril

TRE mantém Ataíde e Ademir na Prefeitura

grupo político adversário de Ataíde e Ademir, argumento que também foi utilizado pela defesa. Em sua decisão o relator Alberto Júnior, aceitou a tese de que “não é razoável o imediato afastamento dos requerentes dos cargos, diante das questões que estão sendo discutidas no processo principal e de uma análise mais profunda das provas do processo”.

Uma decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) mantém o prefeito Ataíde Vilela e seu vice, Ademir José da Silva, nos cargos de chefia do Poder Executivo do Município de Passos, depois que uma sentença de primeira instância da Justiça Eleitoral determinou a cassação do mandato de ambos. Com a decisão, TREMG permite a continuidade da administração municipal 2013-2016 e dos projetos que estão em andamento, além de outras medidas que fazem parte do plano de governo. O relator do processo, juiz Alberto Diniz Júnior, aceitou os argumentos da defesa do prefeito e do viceprefeito contra a ação da Coligação Passos pra Frente, que alegara irregularidades na captação de recursos para a campanha eleitoral de 2012 pela Coligação Unidos por Passos, pela qual Ataíde e Ademir foram eleitos.

para a campanha eleitoral foi “devidamente registrada e contabilizada na prestação de contas do doador e destinação dos recursos”.

A defesa da coligação aliada ao prefeito sustentou não ter havido captação ilícita de recursos e que a doação

Para falar sobre essa vitória judicial, o prefeito reuniu a imprensa em seu gabinete na prefeitura, onde também

Prefeito de Passos Ataíde Vilela em entrevista coletiva anunciou novos projetos de obras que estão sendo elaborados por sua equipe. “Estamos aqui para tranquilizar os eleitores e dizer que essa decisão do TRE de Minas Gerais nos dá tranqüilidade e mais legitimidade ainda para trabalhar, trabalhar, trabalhar...

fazer de Passos um canteiro de obras, que é do que o povo quer saber. O povo não quer saber de briga”, comentou o prefeito. As alegações da Coligação Passos pra Frente já haviam sido recusadas pelo TRE-MG em outras ações do mesmo

Com seu mandato garantido enquanto tramita o recurso contra o processo dos adversários, Ataíde Vilela relacionou todas as obras e projetos que estão sendo executados e também os que estão em fase de elaboração pela administração municipal. “O que a gente quer é demonstrar para todo mundo é que o que nós queremos é sossego para fazer as obras e projetos para Passos”, disse, anunciando, em seguida, a liberação de mais 1.000 cirurgias eletivas e um mutirão da aposentadoria, em parceria com a Justiça Federal, para idosos que aguardam há anos a decisão de processos contra a Previdência Social.


De 4 a 11 de abril

Casmil faz AGO e renova conselhos Na presença de cerca de 80 associados a Cooperativa Agropecuária do Sudoeste Mineiro Ltda realizou sua Assembleia Geral Ordinária(AGO), quando a diretoria prestou contas do exercício de 2013 e também elegeu os novos conselhos administrativo e fiscal, o primeiro para o triênio de 2014/1017 e o segundo para o ano de 2014. O atual presidente, Leonardo Medeiros conduziu os trabalhos. Ele continua como presidente e terá como diretor industrial Jurandir Gonçalves Oliveira. Leonardo Medeiros disse que “há cinco anos, quando viemos para uma assembleia como essa, apresentamos um relatório extremamente preocupante”. Ele lembra que a cooperativa estava desacreditada pelo consumidor final e “por isso teve até que criar uma nova marca”, que é a Milklar. “Cinco anos depois trazemos ao cooperado um relatório completamente diferente”, afirmou. “Reconquistamos os fornecedores e o espaço perdido na

área comercial, honramos todos os títulos, saneamos a cooperativa”, disse. O presidente informou que de 2007 para cá atendeu o ministério público, quanto a iniciativa de proteção ambiental; ao ministério de agricultura ao fazer adequações na fábrica de ração, bem como realizou a reestruturação do Departamento Comercial, criando a CDC- Centro de Distribuição da Casmil, responsável pela aquisição de produtos agroveterinários para suprir todas as lojas da cooperativa. Houve também a aquisição de uma frota de caminhões, além da renovação e ampliação da frota de veículos, esclarece Leonardo. Ele destaca também a recuperação da captação de leite. Em2008 o volume de leite captado era de cerca de 24 milhões de litros, hoje é três vezes isso, ou seja chega a 72 milhões de litros. De 379 fornecedores hoje já são 660. Medeiros conta como vitórias jurídicas importantes, uma delas relativa a Leite Nilza, ainda que em 1ª instância, “que trouxe alívio

a 630 cooperados ativos e inativos”, que assinaram nota promissória referente ao empréstimo pela leite Nilza no RECOOP, a outra, “como todos sabem, foi em relação ao resultado final de uma ação que durou 12 anos da Casmil contra a Central Leite Paulista, como restituição de seu capital social que à época era da ordem de R$9,6 milhões” e que resultou em um imóvel em favo da Casmil, que segundo os avaliadores vale em torno de R$45 milhões. Leonardo Medeiros destaca o papel da cooperativa como moderadora de preços no mercado, além de permitir que pequenos produtores continuem produzindo. Dos 660 fornecedores, 41% produzem cada, 100 litros/dia. Metade fornecem 500 litros cada e 7,3% ficam aqueles acima de 500 e ainda existem 1,6 acima de mil litros. “Este é um princípio que deve ser entendido por todos os cooperados, sem a cooperativa a situação se torna insustentável.

Contas e Conselhos

Os 2.980 cooperados e os 275 funcionários tiveram como resultado de ativo e passivo R$113.826.163,00, com um lucro, que foi revertido para o fundo de reserva da cooperativa de R$578.387,00 no exercício de 2013. O Conselho Fiscal, depois de avaliar, os pareceres da auditoria, realizado pela Moore Stephens Prisma Assessoria Contábil, recomendou a aprovação

das contas, o que acatado pela AGO.

foi

Em seguida foi apresentada a única chapa que se inscreveu para concorrer a eleição: Adauto Pereira Machado, Antonio Jair da Silva, Cleiton Carvalho Silveira, José Eustáquio do Nascimento, José Egidio Pereira Filho, Jurandir Gonçalves de Oliveira, Leonardo dos Reis Medeiros, Paulo Lima, formam o

Conselho Administrativo. O conselho administrativo reelegeu Leonardo Medeiros presidente e Jurandir de Oliveira, diretor industrial. O conselho fiscal ficou com a seguinte composição: Titulares: José Geraldo Pereira, Marinho Augusto Brasileiro Neto, Gilmar de Oliveira Reis. Suplentes: Adriano de Souza, José Calixto Mattar Sobrinho e Paulo José de Carvalho.

Leonardo Medeiros conduziu a assembleia

Novos conselheiros da Casmil

Cooperados presente na assembléia da Casmil

Imóvel à venda Durante a assembleia, tendo como presidente e secretário ad doc, respectivamente Gilberto Cardoso e Alan Parreira, foram aprovadas as contas da cooperativa. Depois, o próprio Leonardo colocou em votação a venda do imóvel da Paulista, em São Paulo, que também foi aprovado pela assembleia. Diante de um questionamento apresentado por Gilberto da Machinho sobre

a necessidade ou não da venda do imóvel que, na avaliação dele, deveria ser mais estudado, Medeiros lembrou que o custo financeiro da cooperativa é muito alto, pagando no ano passado R$10 milhões de juros. “A venda do imóvel pode significar o fim desse pagamento e permitir que esse recurso seja reaplicado em benefício do cooperado”, afirmou.


De 4 a 11 de abril

Prefeito mantém reivindicação pela transferência da Fesp para a Uemg O decreto do governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, que estabelece o dia 3 de novembro para a transferência da Fundação de Ensino Superior de Passos (Fesp) para a Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), foi recebido com certa decepção pelo prefeito de Passos, Ataíde Vilela. Embora dizendo-se contente com o ato do governador, Ataíde diz que esperava a estadualização imediatamente à assinatura do decreto e que, por isso, vai continuar reivindicando a conclusão do processo para o mais breve possível. “Nós gostaríamos que fosse agora. É uma coisa que o governador decidiu, mas vamos buscar discutir

isso com o governo porque queríamos tratamento igual para a Fesp. É decepcionante termos ficado como última unidade a ser absorvida”, disse o prefeito. Conforme os decretos assinados por Anastasia nesta quinta-feira no Palácio Tiradentes, em Belo Horizonte, a primeira unidade a ser transferida automaticamente para a Uemg é a Fundação Educacional de Ituiutaba (Feit), em 3 de junho. Em seguida, será a vez da Fundação Educacional de Divinópolis (3 de setembro). A transferência da Fesp está marcada para 3 de novembro. Entretanto, o prefeito ressalta que o decreto é positivo, apesar do tempo que a comunidade universitária

e a própria cidade ainda terão que aguardar para a transferência da fundação. Sobre os benefícios da estadualização, Ataíde lembra que a encampação é importante não apenas para os estudantes, que vão ganhar qualidade em ensino superior, mas também para o município, que terá sua economia enriquecida e irá se firmar como um centro de educação. “O Ministério da Educação já aprovou a criação de uma faculdade particular de medicina em Passos e o Colégio Objetivo nos informou que planeja investir R$ 8 milhões na construção de sua nova sede na cidade”, observa o prefeito. De acordo com o governo,

Prefeito de Passos Ataíde Vilela as absorções transformam a Uemg na maior universidade de Minas Gerais, passando de 32 para 112 cursos de graduação e pós-graduação, com aumento dos números

de estudantes de 5.600 para 18 mil e de professores, de 853 para 1.800, e presença em 14 cidades mineiras. A Uemg foi criada em 1989 pela Constituição Mineira.

Encontro emocionante marca último dia de Anastasiano cargo de governador

O último dia de Antonio Anastasia no cargo de governador de Minas Gerais foi marcado por muita emoção. Para agradecer ao governador pelo esforço, nesta quinta-feira (03/04), no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, diversas pessoas de vários setores da sociedade, servidores públicos, políticos e profissionais liberais estiveram sede do Governo de Minas para cumprimentar Antonio Anastasia, que emocionado, agradeceu a todos a colaboração nas realizações

feitas no Estado. “Não podia deixar de fazer o agradecimento. É natural, porque, no meu caso, não é só um mandato, agora de governador. São quase 12 anos de trabalho no Estado, começados com o governador Aécio, primeiro como secretário e, depois, vice-governador e, agora, como governador, de um trabalho imenso realizado por tantos e tantos que estão aqui e outros tantos que não estão. Sempre fui recebido dessa maneira, com carinho e estima. Fico com poucas palavras

nesse momento. Eu, que sempre falo muito, fico, de fato, um pouco lacônico, porque a emoção não deixa falar muito. Portanto, quero agradecer a todos e dizer que é um trabalho muito bonito. Minas Gerais hoje tem um grande reconhecimento, tenho viajado muito pelo país e, felizmente, a imagem de Minas é a melhor possível. Tenho certeza que ao deixar o governo, vou continuar estando com vocês em outras circunstâncias, momentos e missões”, afirmou Antonio Anastasia.

Governador Anastasia se despedindo


De 4 a 11 de abril

PREFEITURA SORTEIA APARTAMENTOS DO MINHA CASA MINHA VIDA Os 528 apartamentos do Programa Minha Casa Minha Vida que estão sendo construídos na região da Cohab IV, em Passos, foram sorteados para as famílias cadastradas. O sorteio foi realizado no final da tarde de terça-feira (25), no Ginásio Poliesportivo Municipal Elzo Calixto Mattar (Ginásio da Barrinha). Os beneficiados foram as pessoas que se enquadravam nos critérios nacionais e municipais estipulados pelo Ministério das Cidades e pelo Conselho Municipal de Habitação. O prefeito Ataíde Vilela, o gerente-geral da Caixa Econômica Federal (CEF), Márcio Oliveira Lemos, membros do Conselho de Habitação e vereadores participaram do evento, que foi conduzido pela secretária de Assistência Social, Aline Gomes Macedo. Cerca de duas mil pessoas lotaram as arquibancadas

do Ginásio da Barrinha a espera de terem seus nomes anunciados como contemplados para receber um dos 528 apartamentos. Esses imóveis foram divididos em três conjuntos residenciais – “Adoniro Batista”, “Vereador Amado Evangelista Machado”, com 168 unidades cada, e “Astério de Assis Lemos” (192). Cada apartamento tem 49 metros quadrados, divididos em dois quartos, sala, cozinha e banheiro. Cada bloco residencial terá uma cerca de alambrado, um parque infantil, salão de festa e, na entrada, guarita com interfone para cada moradia. São aparatos sociais, avaliados em mais de R$ 3 milhões, destinados pelo Ministério das Cidades, a partir de demanda do prefeito Ataíde Vilela no ano passado, o que beneficiou também os outros dois conjuntos do Minha Casa Minha Vida –

residenciais Santo Antônio e Nova Califórnia. O prefeito Ataíde Vilela foi aplaudido pelo público quando anunciou as negociões com empresas para a construção de mais 1.500 casas, na mesma região. “Quem não for contemplado hoje, aqui no sorteio, não precisa ficar triste, pois terá nova oportunidade com mais moradias do Minha Casa Minha Vida em Passos”, disse. Comovendo o público por sua emoção ao falar sobre o trabalho realizado no cadastramento e visitas das famílias, e na definição dos critérios junto com o Conselho Municipal da Habitação, a secretária de Assistência Social explicou como foi realizada a seleção dos inscritos de acordo com os critérios em que cada um se enquadrava. Dos 528 apartamentos, 3% foram reservados

Aline Gomes Macedo sorteando os apartamentos para famílias que tivessem portador de deficiência física, o mesmo percentual foi destinado para idosos e nove famílias da Rua Imaculada Conceição (antiga Rua do Valinho) aceitaram trocar suas atuais residências por um apartamento, conforme permite o Ministério das Cidades, responsável pelo Programa Minha Casa Minha Vida. O restante das unidades

foi dividido em 75% para os inscritos classificados entre três e quatro critérios e em 25% para grupos de um a quatro critérios. No fim do sorteio, 160 famílias foram para o cadastro de reserva, tendo ainda chance de conseguir o imóvel caso a documentação de algum contemplado não seja aceita pela Caixa, em virtude de eventual divergência de dados.


De 4 a 11 de abril

Nutrição Taís Horta Vilela, especial para o Correio do Vale do Rio Grande

Corrida e alimentação na gestação A mulher que tem por hábito praticar a corrida como atividade física, pode ver a gestação como um período de grande impacto sobre a sua “carreira” de atleta. Em gestações não patológicas, nas quais não hajam contra-indicações para a continuidade da prática dos exercícios, a gestante poderá manter a corrida, em um ritmo mais leve, sem a necessidade de se afastar, o que tornaria o retorno à atividade após o nascimento do bebê muito mais difícil e o período da gestação mais estressante. A mulher corredora deve informar seu obstetra sobre o ritmo de sua atividade física antes da gestação, para que juntos possam programar o melhor ritmo a ser mantido. Cada gestante tem de ter a sua atividade avaliada de forma personalizada, pois cada gestação tem suas particularidades. É provável que o obstetra prefira não interferir muito com as orientações a respeito da sua prática esportiva, porém vai querer certificar-se de que você não se esforce demasiadamente. Esse é a mais válida recomendação, porém, frequentemente deixada de lado, pois o esforço excessivo geralmente só é percebido após a instalação da fadiga. Portanto, a gestante corredoraé o mais sábio conselho, mas freqüentemente difícil de seguir porque o esforço demasiado geralmente só é percebido depois do fato, quando a fadiga já se instalou. A gestante corredora deve encarar a corrida

cuidadosamente. Muitas vezes a gestação não é diagnosticada logo no início, fato muito freqüente entre atletas, uma vez que elas têm ciclos menstruais mais irregulares. Ao primeiro sinal de gestação, devese obter uma confirmação, consultar um médico, fazer os exames necessários e iniciar o acompanhamento pré-natal. Deve-se ressaltar que o organismo não pode fazer muito mais coisas do que já faz normalmente ao mesmo tempo, ou seja, o corpo da mulher concentrará suas energias para o desenvolvimento e crescimento do feto, o que, indubitavelmente levará a uma diminuição da performance da corredora nas corridas, portanto, se a participação em provas for muito importante para a atleta, o foco no resultado não deverá ser. As mamas além de terem seu volume aumentado, tornam-se mais doloridas durante a gestação, portanto a utilização de tops com sustentação extra são indispensáveis. Muitas vezes as náuseas e a indisposição matinais afastam a corredora de suas atividades, o que não é nenhum grande problema, pois geralmente são sintomas passageiros. Se as orientações do obstetra ou mesmo as medicações que possam ser prescritas não forem suficientes, talvez a opção seja uma caminhada. Ah, e não se esqueça de sempre treinar em lugares nos quais haja um banheiro acessível, pois a freqüência urinária

aumenta significativamente durante esse período. Quando a fadiga e a sonolência do início da gestação e as náuseas matinaisn ão são problemas, a futura mamãe deve se manter ativa. O que se recomenda é uma diminuição gradual na quilometragem e se evitar os treinos anaeróbios (intervalados/tiros), pois há acúmulo de ácido lático e elevação acentuada da freqüência cardíaca. Com o passar do tempo, os sintomas de indisposição, náuseas e sonolência, muito comuns no primeiro trimestre, tendem a diminuir. O volume uterino vai aumentando e é justamente no segundo trimestre a fase em que a mulher sente-se melhor e mais disposta, porém, com mais susceptibilidade à fadiga. Aí vai uma dica, mantenha um volume menor de treinamento, que só deverá ser drasticamente reduzido caso a gestante não se sinta bem. Lembre sempre, dar uma parada na corrida não causará nenhum dano permanente para a carreira da corredora, portanto, sempre se deve estar atenta aos sinais do corpo, mantendo o ritmo se tudo estiver indo bem, diminuindo ou mesmo se sentir que essa é a necessidade. Moderação é a palavra-chave. Relaxamento é um aspecto importante da corrida - e ainda mais durante a gravidez. O alongamento tem seus benefícios amplamente reconhecidos, portanto deve ser realizado com extrema cautela na gestação. As gestantes apresentam

uma frouxidão ligamentar fisiológica, pois o organismo torna-se mais “elástico” para facilitar a passagem do bebê pelo canal do parto. Essa maior elasticidade dos ligamentos torna a gestante mais propensa a lesões articulares e ligamentares. Outro ponto importante é que o centro de equilíbrio da mulher muda durante a gestação, com isso há uma maior tendência da mulher a se desequilibrar, o que pode resultar em quedas, o que pode causar danos à gestante e ao seu bebê. Todas as mulheres quando engravidam devem incrementar a sua dieta em algumas calorias, e esse incremento deve ser ainda maior para a gestante corredora. Deve-se procurar manter uma dieta balanceada e nutritiva. Em relação ao sono, a regra é a mesma que para qualquer pessoa: quantidade adequada aliada à qualidade. O que a grávida tem de vantagem, é que a sonolência faz parte do início da gestação, então, se o sono bater, tire os tênis e dê uma boa cochilada...

No terceiro trimestre, quase no término da gestação, tudo vai ficando mais difícil para a gestante, inclusive a corrida. A vontade de correr diminui proporcionalmente e fica mais e mais difícil... O volume de treinamento se reduz a praticamente um quarto do inicial, o fôlego fica muito curto (com o grande volume do útero, o diafragma não tem mais espaço suficiente para movimentarse amplamente), as idas ao banheiro tornam-se mais freqüentes (o útero pesa sobre a bexiga), a lombalgia em função da lordose fisiológica da gestação, as noites de sono cada vez mais mal dormidas (não há mais uma boa posição, muitas idas ao banheiro, falta de ar), ou seja, está chegando o grande dia... Vários são os sinais de alerta, indicando PARE: sangramento, perda de líquido, aumento da pressão arterial, ganho de peso excessivo ou muito abaixo do esperado, retenção de líquidos (edema). O obstetra será o melhor juiz das contra-indicações, e deve ser consultado freqüentemente.


De 4 a 11 de abril

Variedades Passatempo

Receitas

PROBLEMAS DE LÓGICA

www.coquetel.com.br

© Revistas COQUETEL

Gelado de morangos

Resolva o passatempo, preenchendo o quadro. Coloque S (sim) em todas as afirmações e complete com N (não) os quadrinhos restantes (veja o exemplo). Para isso, use sempre a lógica, a partir das dicas. Ilustração: acErVo EdIouro

Plantas ornamentais

2. A mulher

que mora em Jacarepaguá cultiva lágrima-decristo em seu jardim.

Vista Alegre

Ilha do Governador

Rabo-de-gato

Onze-horas

Lágrima-de-cristo

Bairro

N N S N N

Cláudia Mariana Vânia

Bairro

ornamenta seu jardim com onze-horas.

Nome

1. Mariana

Planta ornamental

Jacarepaguá

Três mulheres, todas moradoras de diferentes bairros da cidade do Rio de Janeiro, adoram jardinagem e têm um especial interesse por plantas ornamentais. A partir das dicas abaixo, identifique cada mulher, o nome popular de sua planta ornamental preferida e o bairro em que mora.

Ilha do Governador Jacarepaguá Vista Alegre Nome

Planta ornamental

INGREDIENTES 1 xícara (chá) de morangos picados (170 g) ½ xícara (chá bem cheia) de açúcar 1 clara ½ colher (sopa) de suco de limão 1 pote de iogurte natural (170 g) Calda de Morangos 2 xícaras (chá) de morangos picados ½ xícara (chá) de açúcar 2 colheres (chá) de amido de milho MODO DE PREPARO

Bairro

3. Vânia mora em Vista Alegre.

7

Solução

Em uma batedeira coloque 1 xícara (chá) de morangos picados, ½ xícara (chá bem cheia) de açúcar, 1 clara, ½ colher (sopa) de suco de limão e bata por 10 minutos. Desligue a batedeira, adicione 1 pote de iogurte natural e misture delicadamente. Coloque a mistura numa fôrma de bolo inglês (27 cm X 11 cm) forrada com plástico filme e leve ao freezer por 6 horas. Retire do freezer e sirva em seguida.

Rabo-de-gato

Vânia

Onze-horas

Mariana

Lágrima-de-cristo

Cláudia Nome Jacarepaguá

Ilha do Governador Vânia Mariana Cláudia

Vista Alegre Ilha do Governador Jacarepaguá

Planta ornamental

Vista Alegre Nome

Bairro

S N N N N N N S N N N S S N N N N N N S

N N S N S N N N

N S N N N N S N Lágrima-de-cristo

Bairro

Onze-horas

Rabo-de-gato

Planta ornamental

Ilha do Governador

Jacarepaguá

Vista Alegre

Calda de Morangos Em uma panela coloque 2 xícaras (chá) de morangos picados, ½ xícara (chá) de açúcar e 2 colheres (chá) de amido de milho e leve ao fogo médio, mexendo sempre, até engrossar. Retire do fogo e deixe esfriar. Utilize em seguida. RENDIMENTO 6 porções

Bairro


De 4 a 11 de abril

Correio Literário

2 poemas de Márcio-André sair de casa sem o idioma e voltar ao mundo pelo caminho mais curto sair da cidade e sair do nome à espera que da ausência de antônimos surja uma qualquer semântica de afetos selvagens toda fronteira é mais verbal que física: no perímetro da língua todo um contorno de corpo e os pensamentos só existem enquanto pensados na erosão do limite da expectativa do som pelo mínimo dialeto das máquinas: serão as máquinas nossa única herança as únicas que nos rangerão versos de amor até o fim com sua devoção aos mantras tentarão compor obra maior que a vida sem entender que a única tarefa razoável do poeta é noticiar o fim do mundo

*biblioteca – prisão de livros por tornar o próprio livro presídio museu – prisão de coisas por nos aprisionar fora delas: que livros e coisas estejam ao ar livre que sejam roubados destruídos queimados – nada que não possa ser queimado vale durar: a revolução não existe as coisas já são revoltas em si mesmas basta acioná-las em sua revolta tanger o coração-coisa ali onde repousa no próprio azeite: não a revolução dos acadêmicos com facebook seus poetas franceses e seus likes revoltados acomodados no pensamento dos que pensaram antes: é preciso intervir em toda forma de tempo é preciso outra taxonomia para o destino dos homens não submetida ao medo dos homens no que a vida cumpre dos búzios cumpramos da fúria: é preciso sim esse aparato da ira para afastar-se perante uma ida que será antes um retorno buscar em novas frases a explicação do óbvio: o livro é somente uma coisa que guarda a chance de ser aberto

Márcio-André é escritor, artista sonoro e visual. Traduzido para dez idiomas, é autor de 4 livros de poesia e ensaios. Deu aula de escrita criativa e poesia sonora na Universidade de Coimbra e na UFRJ. Recebeu a Bolsa Fundação Biblioteca Nacional pelo livro de ensaios Poética das Casas, e foi poeta residente em Monsanto, Portugal. Atuando na área da poesia performática e em meio eletrônico, apresentou-se em numerosos festivais internacionais, e realizou performances nas ruínas da cidade-fantasma de Chernobyl, Rússia.


De 4 a 11 de abril

Esporte

CCE PREPARA A IV EDIÇÃO DA COPA PRIMAVERA DE FUTSAL A CCE Marketing e Eventos convida as equipes de Passos e região para participar da IV COPA PRIMAVERA DE FUTSAL, que será realizada a partir do dia 17 de abril próximo, com jogos na quadra poliesportiva “João Clímaco Stockler”, no Jardim Primavera II. Nesta edição da Copa Primavera, além da disputa na categoria adulto, teremos a disputa também nas categorias “Quarentão” e Infantil (Sub-11, Sub-13 e Sub-15). As equipes interessadas terão até o dia 15 de abril (terça-feira), às 19 horas, para a confirmar presença, comparecendo à uma reunião que será realizada na Residência do “Major”; na rua Dona Cândida Borsari, esquina com a Rua Guaxupé, no Jardim Primavera. Quando na oportunidade serão discutidos os assuntos referentes à competição, como regulamento, premiação e formulada a tabela de jogos.

A equipe da Mercearia do Deninho, na Cohab V, foi a primeira a retirar a ficha de inscrição, na tarde desta quinta-feira. A expectativa é de que se supere o número de equipes participantes do ano passado, quando 16 equipes disputaram a terceira edição da Copa Primavera, vencida pelo Real Primavera na final disputada contra o time do Caveiras. Estas duas equipes, inclusive já fizeram contato, garantindo a participação na competição deste ano. As inscrições das equipes

interessadas poderão ser feitas pelo email: claudinhocce@ gmail.com; ou pelos telefones: (035) 3021-2370 (Fixo), 9823-3017 (Vivo); ou mesmo pessoalmente, no Escritório da CCE que fica na Praça de Matriz número 80, sala 208 (Anexo à Contabilidade JS). As fichas de inscrição também já estão disponíveis com o Major, na Mercearia Primavera com o Chupeta e também no Bar do Baiano. CLÁUDIO CANDIDO CCE MARKETING E EVENTOS

Botafogo quer avançar na Libertadores O Botafogo tinha a vantagem de jogar em casa, com o apoio de sua torcida e conquistar a vaga antecipada para as oitavas de final da Copa Libertadores. Mas todo o planejamento foi por água abaixo quando um pênalti, muito contestado pelos jogadores alvinegros, selou a história da partida. Com a vitória do Unión Española por 1 a 0, o alvinegro carioca precisa de uma vitória contra o San Lorenzo, na Argentina, na próxima semana, para não depender de nenhum resultado em sua chave.Após a derrota, o técnico Eduardo Hungaro disse que é preciso estar de cabeça erguida e mentalmente forte. Além da derrota, o grupo alvinegro enfrenta uma crise financeira, que vem causando protestos antes dos treinos: a última vez que os salários dos jogadores foram depositados foi no dia 20 de fevereiro, referente ao vencimento de

janeiro. “Agora é momento de estar de cabeça em pé e mentalmente fortes. Somos o segundo colocados. Até com um empate na última rodada, contra o San Lorenzo, na Argentina, podemos nos classificar", enfatizou Hungaro, que reconheceu que o resultado não era o esperado. O Botafogo só consegue passar às oitavas de final com um empate se o Independiente Del Valle (EQU) não vencer o Unión Española (CHI) por dois gols de diferença. Uma vitória simples, garante a vaga do time brasileiro sem depender de nenhum adversário. Já uma derrota para o San Lorenzo, na próxima quartafeira, elimina o Botafogo da competição. O Botafogo entra em campo na próxima quartafeira, às 22h (Brasília), contra o San Lorenzo, no Estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires, Argentina.


60ª edição