Page 1

01

NEWSLETTER

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

SIGA-NOS E SAIBA TUDO SOBRE NÓS AEROPORTOS DA MADEIRA, S.A.

“Através de uma candidatura bem-sucedida, pela ANAM, ao fundo comunitário Intervir+, do programa FEDER, foi possível executar o projeto denominado SITI- Sistema Integrado de Telecomunicações e Informação, o qual permitiu estabelecer e evoluir diversas infraestruturas tecnológicas dos Aeroportos da Madeira e Porto Santo.” Pág. 14 (Ponto de Encontro)

“Em maio de 2014, o Aeroporto da Madeira será a entidade anfitriã do evento europeu do ACI dedicado às problemáticas relacionadas com os Aeroportos Regionais.” Pág. 18 (Linha Aérea)


03

Modernizando os Aeroportos da Madeira As infraestruturas aeroportuárias são cada vez mais espaços que vão para além da experiência da própria viagem em si. O passageiro, o nosso principal cliente, procura nas horas que passa dentro dos aeroportos eficácia no serviço, conforto, rapidez, entretenimento. É nesse sentido que temos evoluído dentro daquelas que são as possibilidades financeiras da empresa. Não terá passado certamente despercebido aos olhos de qualquer um a evolução que tivemos no Aeroporto da Madeira e no Aeroporto do Porto Santo ao nível da implementação de informação ao passageiro através das mais modernas tecnologias de hardware e software. Os nossos famosos quadros de palhetas (que demonstravam já claras ineficiências) foram substituídos por painéis vídeo wall que permitem para além de uma visualização mais fácil dos voos a introdução de inúmeras informações importantes para o passageiro, as quais são geridas de forma muito rápida e direta pelas nossas próprias equipas. Implementámos também um número elevado de mesas de tecnologia touch com todas as informações necessárias para quem está nos nossos aeroportos, écrans com informação turística para quem vem de férias à Ilha da Madeira ou Porto Santo e, como não podia deixar de ser, écrans igualmente de tecnologia touch para as nossas áreas internas e que constituem mais um elemento na importante comunicação interna da empresa. Todo este investimento teve apoio de fundos comunitários a fundo perdido de 80%. Mas, a gestão dos aeroportos não pode parar e temos de todos os dias trabalhar e investir para melhorar o nosso serviço e os nossos resultados. Ainda falando de conforto não podemos deixar de referir a reabilitação de todas as máquinas de vending da aerogare, por exemplo, a colocação de um novo “open lounge” na sala de embarque não Schengen e reabilitação dos restantes já existentes. São espaços cada vez mais valorizados pelos nossos passageiros e clientes. Inaugurámos muito recentemente o novo layout do espaço comercial do piso 2. Como cara nova, novas lojas, outra modernidade, novo leque de oferta. Foi um investimento da empresa mas também dos concessionários e do qual estamos certos que teremos os seus frutos a curto/médio prazo.

Duarte Ferreira Administrador da ANAM, SA Diretor dos Aeroportos da Madeira

EDITORIAL

Ainda para 2013, e falando sobre a modernização das nossas infraestruturas, teremos dois grandes projetos. A substituição de todo o equipamento de apoio à gestão dos parques de estacionamento e até a implementação de novas tecnologias que resultarão não só em melhor eficiência, conforto para os utilizadores mas também na capacidade de agirmos sobre os parques de estacionamento como uma verdadeira área de negócio da empresa. Por outro lado, e fruto da atribuição da licença de exploração de publicidade dos Aeroportos da Madeira à empresa JCDecaux, ainda durante o ano de 2013, todos os equipamentos do interior da aerogare do Aeroporto da Madeira serão substituídos por estruturas mais modernas e acima de tudo com níveis de visibilidade bastante maiores. E, porque esse é o centro do nosso negócio, não podia deixar de faltar uma referência ao previsível crescimento do tráfego nos Aeroportos da Madeira em 2013. Novas rotas, novas companhias aéreas e maior número de frequências, traduziram-se já no crescimento significativo do tráfego no primeiro trimestre do ano com uma aumento de 6.8% de passageiros no Aeroporto da Madeira (+ 29.547) e de 23.1% no APS (+2.000). O consolidado dos dois aeroportos representa a março um crescimento, ao nível do número de passageiros processados, na ordem dos 7.1%, face ao período homólogo. As perspetivas para o Verão IATA também se apresentam positivas, com maior número de frequências semanais pelo que ficamos na esperança de termos um bom ano. Agradecemos o empenho de todos! A Direção dos Aeroportos da Madeira

Roberto Santa Clara Diretor Adjunto dos Aeroportos da Madeira

www.aeroportosdamadeira.com


04

INDICADORES DE ACTIVIDADE COCKPIT

“… crescimento de 350 Mil Euros dos Proveitos Operacionais no seu total”

ANAM - AEROPORTOS DA MADEIRA, S.A RESULTADOS A MARÇO DE 2013 - ANAM REAL ACUMULADO

ANO ANTERIOR

PROVEITOS OPERACIONAIS

8.139

CUSTOS OPERACIONAIS

REAL VS ANO ANT. VALOR

%

7.789

350

4.5%

7.061

7.394

-333

-4.5%

RES. OPERACIONAL

1.077

395

682

172.6%

RES. FINANCEIRO

-778

-943

166

17.6%

IMPOSTO S/ RENDIMENTO

-47

524

-571

-108.9%

RESULTADO LÍQUIDO

253

-24

277

1151.5%

A ANAM obteve até março deste ano um crescimento do Resultado Operacional de 682 Mil Euros em relação ao acumulado ao mês homólogo de 2012, que se deveu ao crescimento dos Proveitos em 4.5%, derivado da subida ‘de Passageiros de 7.1%, descida de Movimentos em apenas 0.4% em termos acumulados, e à descida dos Custos Operacionais em 4.5%, ou seja, 333 Mil. Assim, os resultados melhoraram quer nos Proveitos quer nos Custos na mesma proporção de 4.5%. A nível dos Proveitos verifica-se uma evolução muito positiva dos Passageiros mas com um nível praticamente idêntico do número de voos em relação ao ano passado (- 0.4%) tendo o load-factor aumentado de 68.4% para 72.4%. Esta situação permitiu o crescimento de 350 Mil Euros dos Proveitos Operacionais no seu total. A nivel dos Custos é de assinalar um crescimento ligeiro de algumas rúbricas de custos como os Fornecimentos e Serviços Externos e dos Custos com Pessoal, mas contra-balançado com a redução de Outros Gastos em montante superior a estes.


05 01

RECURSOS HUMANOS CHECK OUT (Aposentação, Rescisão e Caducidade de Contrato de Trabalho) Aos colaboradores que saíram da empresa, desejamos as maiores felicidades nesta nova etapa da sua vida: • José António Coelho – AMGCC • José Luís Coelho – AMGIAG • Maria da Luz Pereira – AMOPS • Alberto Araújo – AMSLCI • João Martinho Fernandes – AMSLCI • Maria José Vasconcelos – APSGEX • Natália Gonçalves – APSGEX • Isidro Mendonça – APSSLCI • João Firmino Drumond – APSSLCI • José Evangelista das Neves – APSSLCI • José Manuel Melim – APSSLCI • Manuel de Deus Escórcio – APSSLCI • Fátima Jervis Fernandes – AMREH • Carlos Manuel Ferreira Pinto – Assessoria Técnica

• Maria José Pereira – AMGFA • Manuel Eduardo Mendonça – AMSLCI • José Carlos Escórcio Brito – APSSLCI • José Ricardo Rodrigues Ferreira – APSSLCI

CHECK IN/OUT

EM TRÂNSITO

DE MALAS E BAGAGENS

(Mobilidade Interna) Aos colaboradores que aceitaram um novo desafio, desejamos o maior sucesso profissional: • Renato Neves – AMOPS • Roberto Araújo – AMOPS • Cristina Alves – AMOPS • Duarte Rodrigues – APSOPS • Pedro Brito – APSOPS • Ismael Melim – APSOPS • Cristina Silva – AMGCC (Compras) • Lourdes Coelho – APSGEX (Admnistrativos) • Rosa Marques Brito – APSGEX (Admnistrativos) • Gregório Carvalho – GSA (CECA)

(Licença sem vencimento) Aos colaboradores que se encontram em outros “voos” esperamos que aterrem em segurança: • Fábio Freitas – AMGCC • Roberto Dantas – AMGTSI

Gostaríamos ainda de relembrar o nosso ex-colega, José Manuel Nunes de Sousa, do Depósito de Bagagem, que já não se encontra entre nós, mas que muito contribuiu para a ANAM,S.A..

LOST & FOUND FORMAÇÃO 2012 2012 foi um ano em formação… foram 257 os colaboradores que participaram em 91 ações, num total de mais de 12 mil horas. Mais uma vez, a ANAM,S.A. investiu fortemente nos conhecimentos técnicos e comportamentais dos seus colaboradores, o que representou um custo de cerca de € 154 000,00. O Plano de 2012 incidiu maioritariamente em formação técnica nas áreas de Engenharia e Manutenção; Higiene e Segurança no Trabalho, Socorros e Operações. Mas a merecer grande destaque está a formação de caráter comportamental dada no âmbito do Programa Rumos, um Programa de Formação co-financiado por um Fundo Social Europeu, resultante da candidatura efetuada pela ANAM no ano de 2011 e que representou um financiamento de cerca de 20 900,00 Euros. Aproveitamos para partilhar algumas opiniões deixadas por colegas que frequentaram ações de formação em 2012: “Gostei imenso. Muita Qualidade.” Atendimento de Excelência Nível II – Programa Rumos “Esta formação deveria ser alargada a todos os colaboradores da empresa” Atendimento de Excelência Nível III – Programa Rumos “É sempre bom enriquecer o nosso saber.” Ruído Laboral – CSP/ANA


06

2012 ANAM GYM

STAFF ONLY

RECURSOS HUMANOS 2013 CARNAVAL A ANAM tem tentado incluir os familiares dos seus colaboradores nas atividades lúdicas da empresa e como, neste ano, não houve tolerância de ponto para festejar o Carnaval, tentou-se compensar com um convívio familiar. Neste âmbito, no dia 11 de fevereiro de 2013, os aeroportos da Madeira tiveram uma dinamização de um Carnaval diferente, com a presença dos filhos dos nossos colaboradores mascarados. As crianças puderam conviver e contagiar todos com o seu espírito carnavalesco, proporcionando momentos de diversão, alegria e interação, onde não faltaram os jogos de tabuleiro, nem as tradicionais malassadas e sonhos com mel.

Cada vez mais é uma preocupação das empresas promover o exercício físico e bem-estar, pois infelizmente os problemas de saúde causados pelo sedentarismo e pela falta de exercício continuam a aumentar. A prática do desporto ou mesmo alguma atividade física implica deslocação, esforço financeiro e limitação de tempo, ficando muitas vezes para segundo plano ou mesmo esquecido. Neste sentido, e de modo a fomentarmos prática de exercício, desde de 10 de setembro de 2012, foi disponibilizado gratuitamente o Ginásio do serviço AMSLCI a todos os colaboradores. Ainda continuamos a receber inscrições, não perca esta oportunidade de ficar em forma e de zelar pela sua saúde!


07

PÁSCOA

INFORMAÇÃO ATEX

No passado dia 27 de março, realizou-se mais uma ação de satisfação para os colaboradores, associada à época da Páscoa.

De certeza que já ouviu falar que não deve utilizar telemóveis nos postos de abastecimento de combustíveis… também já se deve ter apercebido que não deve fumar, nem foguear perto de garrafas de gás. Pois, tratam-se de áreas com possibilidade de formação de atmosferas explosivas. Segundo o decreto-lei n.º 236/2003 de 30 de setembro, “Atmosfera explosiva é uma mistura com o ar, em condições atmosféricas, de substâncias inflamáveis, sob a forma de gases, vapores, névoas ou poeiras, na qual, após a ignição, a combustão se propague a toda a mistura não queimada”; Nos Aeroportos também existem atmosferas explosivas, nomeadamente onde são praticadas atividades de manutenção, transporte ou armazenagem de produtos/substâncias perigosas e inflamáveis. No âmbito da Saúde e Segurança no Trabalho (SST) foi feita uma classificação de áreas perigosas, ou seja, áreas com probabilidade de ocorrência de atmosferas explosivas. Assim e para que seja prevenida a formação destas atmosferas nos Aeroportos da Madeira estão já a ser implementadas várias medidas de proteção adequadas a cada área classificada de explosiva, tais como a afixação de sinalética de segurança: “ATEX”; “Proibido uso do telemóvel”, “Proibido fumar e foguear”.

Desta vez, a Direção optou por presentear cada colaborador com um saquinho de amêndoas. A entrega feita no Aeroporto da Madeira foi registada em fotografia e vídeo e está disponível no MyAnam para consulta de todos. Se ainda não teve oportunidade de visualizá-las, faça-o assim que possível, pois vale a pena! Esta foi uma forma simples e personalizada de desejarmos a todos uma doce Páscoa!

PROTOCOLOS A nível de protocolos, a Gestão de Recursos Humanos tem vindo a aumentar a Bolsa de Acordos com outras empresa, sempre numa política de favorecer o leque de escolhas e a qualidade de vida dos nossos colaboradores. Estes acordos, para além de oferecerem vários benefícios e regalias aos colaboradores da ANAM e, em muitos dos casos, aos seus familiares diretos, dão acesso a serviços de qualidade a preços acessíveis. Deste modo, para além dos protocolos que já existiam no âmbito da saúde e bem estar, banca, estética, formação e lazer, celebram-se acordos noutras áreas de interesse, das quais se destacam as telecomunicações, o mobiliário e decoração, apoio escolar, livraria e papelaria e combustíveis. Para consultar os protocolos, por favor aceda ao MyAnam ou dirija-se ao departamento de Recursos Humanos.

Para além disso, apelamos a todos para que: - Respeitem a sinalética e os procedimento existentes nos locais classificados de ATEX; - Participem nas ações de formação/ sensibilizações, caso tenham oportunidade; - Consultem o manual ATEX (disponível no MyAnam); - Se possível, consultem as Fichas Resumo de Segurança dos produtos/ substâncias perigosas armazenados nos diversos locais; - e não deixem de visualizar o vídeo do Napo, disponível no MyAnam. Relembramos que a ocorrência de qualquer acidente de trabalho como consequência de uma explosão

CHECK LIST

RECURSOS HUMANOS pode causar danos irreversíveis para os colaboradores, até mesmo implicar a perda de vidas.

LEMBRE-SE A SEGURANÇA DEPENDE DE TODOS NÓS!

CONSULTA AO TRABALHADOR Além de ser uma obrigação legal no âmbito da Saúde e Segurança no Trabalho, a consulta ao trabalhador, duas vezes ao ano, a ANAM,S.A. reconhece nesta obrigatoriedade uma importante ferramenta de sondagem sobre as condições laborais. Apesar de ser dada esta oportunidade a todos os colaboradores, para expressarem a sua mais sincera opinião sobre o seu local de trabalho, até porque o inquérito distribuído é confidêncial, a adesão ao mesmo continua a verificar-se abaixo dos 50%, concluindo que existe um certo constrangimento no seu preenchimento. A sua opinião é muito importante para melhorar a prevenção dos riscos profissionais nos diversos locais de trabalho, não ignore nem hesite em responder ao questionário.

A SUA OPINIÃO CONTA !


08 01

AUTO FOCO

GABINETE DE SEGURANÇA DOS AEROPORTOS DA MADEIRA (GSA) Depende diretamente do Gabinete de Inovação, Segurança, Qualidade e Ambiente (GISQA) e tem à sua responsabilidade as áreas funcionais Safety e Security dos Aeroportos da Madeira e Porto Santo. Garante também o processo de Gestão de Emergências e a coordenação da atividade do Centro de Emissão de Cartões dos Aeroportos (CECA). Atualmente, assegura todas as atividades com uma equipa constituída por 5 colaboradores, distribuídos pelas diferentes áreas, nomeadamente: • Gestor de Segurança das Áreas Safety e Security e Gestão de Emergências • Área Funcional Safety e Gestão de Emergências • Área Funcional Security • CECA

ÁREAS FUNCIONAIS: A Segurança Operacional – Safety é um dos principais pilares da atividade que suporta o transporte aéreo, a qual deve ser incessantemente observada e exercida por todos os Stakeholders, constituindo um garante da sustentabilidade do negócio. Esta garantia é assegurada através da operacionalização do Sistema de Gestão de Segurança Ope-

racional (SGSO), implementado nos Aeroportos da Madeira e do Porto Santo desde 2006, que além de sustentar e influenciar os processos operacionais da atividade aeroportuária, assegura uma permanente plataforma de discussão de todas as matérias relacionadas com a Segurança Operacional através dos Comités de Segurança e do grupo de trabalho constituído pelos Gestores Safety das diversas entidades envolvidas na operação. Acresce referir que, ao abrigo da regulamentação em vigor, todo o processo de Certificação de Aeródromos está sustentado pelo processo Gestão do Safety e o seu ponto de partida teve lugar no dia 31 de maio de 2012, com a entrega ao INAC do requerimento previsto e a entrega dos respetivos Manuais de Aeródromos. Diretamente relacionado com a Área Funcional Safety, o processo Gestão de Emergências é assumido pelo Gestor de Segurança e visa, essencialmente, a revisão e atualização constante dos Planos de Emergência dos Aeroportos da Madeira e do Porto Santo e na coordenação, planeamento e execução dos exercícios de emergência (Parcial, de Secretária e à Escala Total) previstos pela ICAO. A Segurança da Aviação Civil contra atos de interferência ilícita – Security, é uma das bases do desenvolvimento do transporte aéreo, na medida em que os eventos que lhe estão associados apresentem um forte impacto quer na operação diária, quer na atividade dos Aeroportos da Madeira e do Porto Santo, mas também ao nível do país e da União Europeia. Considerando a entrada em vigor de um conjunto significativo de regulamentos e das exigências impostas pela União Europeia, a atuação do GSA abarca duas vertentes que, embora distintas, estão interligadas: • Solidificação dos conhecimentos e cumprimento dos requisitos;

• Pesquisa e desenvolvimento de novas soluções, quer tecnológicas quer operacionais, que permitam de uma forma pró-ativa melhorar os processos de Facilitação e de Segurança. O CECA, centro de emissão de cartões e dísticos de acesso, inserido na área funcional Security, tem à sua responsabilidade a preparação do processo e emissão de todos os cartões de identificação e/ou cartões de acesso, bem como dos dísticos de todas as viaturas que circulam no Lado Ar dos Aeroportos da Madeira e do Porto Santo. Só no ano de 2012 foram emitidos 874 cartões permanentes, 176 cartões temporários, 169 cartões pontuais e 220 dísticos de viaturas.

Além da emissão de cartões e dísticos, este centro também é responsável por atualizar e divulgar a informação constante das listagens de cartões extraviados dentro de validade, de cartões extraviados fora de validade, de cartões não devolvidos dentro de validade e de cartões não devolvidos fora de validade.


09

QUEM É VOCÊ? ANAM LOUNGE

Eu sou o Roberto Araújo, casado, e tenho um filho. Sou natural de Santa Cruz e resido atualmente no Garajau. Adoro Viajar.

Andreia Correia, tenho 30 anos.

Iniciei a minha atividade na ANAM, S.A., no dia 1 de junho de 2008, através de um estágio profissional na Assessoria Jurídica.

De onde veio e para onde vai? Venho da Ribeira de Machico, mas o destino é incerto. O mais importante não é o destino, mas o caminho até lá se chegar. O que a move? A vontade de querer viver o dia a dia em harmonia com os que me rodeiam. A ANAM para si é…. É uma aprendizagem diária, é trabalhar em conjunto tendo em vista um fim comum.

De onde veio e para onde vai? O meu percurso profissional iniciou-se como Barmam entre 99/02, depois passei pela TAP como ORT(operador de rampa) entre 02/04, ingressando em 2005 na ANAM como OPS, no SSLCI onde desempenhei funções até 2012, ano em que mudei para o Serviço de Operações Aeroportuárias (SOA) e actualmente desempenho funções como OPA. Durante todo este período 1999/2013 trabalho como Motorista de Táxi com o meu Pai numa pequena Empresa Familiar na qual somos Sócio-Gerente. O que o move? A vontade de ser Feliz e fazer com que a minha Família e Amigos também o sejam, aproveitar os pequenos sabores da vida, como um bom Vinho, uma bela esplanada a beira mar,..... e que possa ter tudo isto com muita Saúde. A ANAM para si é…. Uma das melhores empresas da RAM, é a empresa que me deu oportunidade de evoluir não só profissionalmente, mas também como Ser Humano, posto isto é também uma empresa que nos dá alguma estabilidade quer financeira como emocional, em comparação com o mercado de trabalho atual.

Eu sou a Maria

José Pereira

De onde veio e para onde vai? Venho de uma família humilde e quero ir para uma sociedade (+) estável e harmoniosa. O que a move? Um futuro Próspero. A ANAM para si é…. A ANAM para mim foi um posto de trabalho, um meio de subsistência e aprendizagem.


10

TERMINAL

ANIMAÇÃO A animação é considerada um fator cada vez mais importante, não só pela dinamização dos espaços mas porque na aerogare circulam anualmente milhares de pessoas, que não apenas passageiros e é necessária a promoção não só do destino mas também do que a nossa Ilha tem para oferecer! Sabemos que a animação não é um fator decisivo de escolha de um destino, mas estamos convictos que torna o destino diferente e a receção que fazemos aos nossos passageiros transforma-se num momento aprazível e diferenciador. Realmente não é um fator decisivo de escolha, mas pode ser um fator decisivo para o regresso, tendo em conta que a Madeira apresenta um aumento significativo dos níveis de turistas repetentes, sendo a fidelização um dos aspetos que caracteriza o destino Madeira e que o distingue de outros destinos. Temos assim que considerar estes turistas um importante canal de promoção, pois são eles que melhor passam a mensagem viva e vivida daquilo que viram, sentiram e experienciaram a amigos e familiares.

A implementação de atividades passa por promover o destino e as épocas festivas mais importantes na Região, e à chegada os turistas ficam com uma noção do que se está a festejar e qual o programa de animação dessa época. Temos consciência que as constantes transformações das sociedades obrigam a mudanças e são estes os momentos de agir mas de uma forma diferente e inovadora, daí querermos fazer mais e melhor.

Assim, este ano demos início ao programa de animação com o carnaval. A aerogare esteve bem animada pelo grupo “Amigas da pequenada” que para além de interagirem com os passageiros e utentes deram a conhecer um pouco do carnaval madeirense considerado um dos cartazes turísticos mais importantes e animados da nossa Região. A exposição “Rituais Profanos – o carnaval” esteve patente no piso 0, e contou com uma coleção de postais e

máscaras de carnaval de outras épocas, espólio do Museu Etnográfico da Madeira. Numa parceria levada a cabo com a Fábrica de Mel-de-Cana do Ribeiro Seco, realizaram-se ações de degustação, onde foram oferecidos os famosos “sonhos de carnaval”. A trupe “Sorrisos de Fantasia” não quis ficar à parte desta animação, e vieram surpreender os passageiros que chegaram à nossa ilha, com muita cor, alegria e música.


11

No início de março inaugurou-se a exposição de chapéus militares, no piso 0 e patente por um mês. Esta exposição, promovida pela Casa do Povo do Caniço, contou com cerca de 60 exemplares de vários países do mundo, e que integram a coleção de Romão Neves, polícia de profissão.

A animação da época Pascal foi realizada em parceria com o IVBAM, Instituto de Vinho, bordado e artesanato da Madeira. Desde a decoração com flores, bordado e artesanato da Madeira que embelezou as chegadas, desenvolvemos provas de Vinho Madeira combinado com chocolate, onde os passageiros foram surpreendidos com a história, a qualidade e a tradição deste vinho. Neste espaço contámos com a presença de uma bordadeira e duas promotoras vestidas com bordado Madeira que deram as boas vindas a todos os passageiros.


12

RAIO X

MIRADOURO DO CABO GIRÃO

Situado a Oeste da cidade do Funchal, e a 2 Km de Câmara de Lobos, o Cabo Girão ergue-se 580 metros acima do nível do mar. É o promontório mais alto da Europa e o segundo mais alto do mundo. Deste Miradouro é possível ter uma vista fabulosa sobre o vasto oceano Atlântico e toda a envolvente encantadora da Ilha da Madeira, com destaque para Câmara de Lobos e Funchal. Aqui encontrará a Capela de Nossa Senhora de Fátima, que foi construída em 1931 e é um dos principais locais de peregrinação da ilha. Este é um local muito procurado para os amantes do parapente e base-jumping. Recentemente, o paraquedista Mário Pardo fez daqui um espetacular salto de mota. O miradouro foi recentemente alvo de obras de melhoramento, revalorizando o espaço do Miradouro do Cabo Girão e de toda a

zona circundante, permitindo conferir uma nova dignidade ao local e valorizando as suas características. A obra compreendeu novas acessibilidades a automóveis e a pé, o tratamento paisagístico de todo o espaço e a construção de um conjunto edificado que engloba seis espaços comerciais. Esta obra custou dois milhões de euros. A inauguração foi no dia 31 de outubro de 2012. No sopé da falésia, vê-se uma pequena área de terras cultivadas que antigamente só eram acessíveis por barco mas desde agosto de 2003 que os agricultores e visitantes têm como alternativa de acesso o elevador panorâmico da Fajã dos Padres, sendo este um dos mais altos da Europa com 250 metros, que permite aceder às Fajãs do Cabo Girão. A viagem de elevador, se bem que assustadora para quem tem medo de alturas, vale a pena, nem que seja só para mergulhar nas águas límpidas da isolada praia da Fajã.


13

AMBIENTE GESTÃO DOS RESÍDUOS DEVERÁ SER FEITA COM CONTRIBUIÇÃO DE TODOS NÓS.

PRIMEIRA CLASSE

A abordagem à gestão de resíduos deverá ser sempre realizada de forma a garantir o cumprimento dos 3 princípios: 1. Verificar se não é possível evitar a produção do resíduo, através do prolongamento do tempo de vida útil do produto ou efetuando as suas tarefas de forma diferente. 2. Verificar se não se não é possível encontrar uma nova utilização para o subproduto. 3. Quando não é possível reduzir ou reutilizar devemos reciclar.

O que devemos reduzir: - Consumo de todos os recursos. À parte da redução da produção de resíduos vai poupar dinheiro. O que devemos reutilizar: - Todos os materiais que sejam passíveis de ter um novo uso. A Reutilização é a reintrodução em utilização análoga sem alterações, de substâncias, objetos ou produtos nos circuitos de produção ou de consumo, de forma a evitar a produção de resíduos. Reutilize os materiais. Isto poupa ainda mais dinheiro! O que devemos reciclar: - Todos os materiais que possam ser valorizados. Esta medida poupa dinheiro e preserva recursos que são cada vez mais escassos.

A Reciclagem traduz-se fundamentalmente na valorização de determinados componentes dos resíduos sólidos, na qual se recuperam e/ou regenerem diferentes matérias constituintes de forma a dar origem a novos produtos.

A ELIMINAÇÃO DEVE SER APENAS A ÚLTIMA OPÇÃO E DEPOIS DE TENTAR AS PRIMEIRAS TRÊS OPÇÕES. A recolha seletiva é a recolha de forma separada dos diferentes constituintes dos resíduos com vista a uma futura valorização. Esta recolha é efetuada através da utilização de contentores individuais que podem conter (papel, plástico, pilhas, lixo comum, desperdícios contaminados, entre outros).

O QUE DEVE DEPOSITAR SELETIVAMENTE: - Garrafas, garrafões e frascos de plástico - Pacotes de sumo e leite - Sacos de plástico - Latas de bebida e conserva - Aerossóis vazios - Embalagens de plásticos variados - Embalagens de vidro - Garrafas - Garrafões - Frascos - Boiões - Embalagens de Cartão - Sacos de Papel - Papel de embrulho - Jornais e revistas - Papel de Escrita - Os restantes resíduos não passíveis de recolha seletiva.


14

MUDANÇA E INOVAÇÃO PONTO DE ENCONTRO

1

Dotar os Aeroportos da Madeira e do Porto Santo de um canal de comunicação digital (digital signage), para divulgação de variadas informações, sejam serviços, eventos, notícias, Meteorologia, produtos. Dispõe para já de 4 (quatro) quiosques de visualização, estando previsto a adição de outros 3 (três) até ao final do mês de março, nas seguintes localizações: • AM Piso 0 – Recolha de Bagagem • AM Piso 0 – Pagamento de Parques • AM Piso 1 – Corredor ANAM • AM Piso 3 – Lounge ANAM • APS Piso 0 – Átrio Público • AM Entrada Este do parque de estacionamento nº1 • AM Entrada Oeste do parque de estacionamento nº1 • AM Entrada parque de estacionamento nº7

2

Dotar os Aeroportos da Madeira e do Porto Santo de um sistema de Diretório interativo. Dispõe de 4 (quatro) quiosques de visualização. • AM Piso 0 – Átrio público. • AM Piso 1 – Átrio público. • AM Piso 2 – Salas de embarque Schengen. • APS Piso 1 – Átrio público.

Através de uma candidatura bem-sucedida, pela ANAM, ao fundo comunitário Intervir+, (Programa Operacional de Valorização do Potencial Económico e Coesão Territorial da RAM) do programa FEDER, foi possível executar o projeto denominado SITI - Sistema Integrado de Telecomunicações e Informação, o qual permitiu estabelecer e evoluir diversas infraestruturas tecnológicas dos Aeroportos da Madeira e Porto Santo. Nesta newsletter pretende-se destacar um dos subprojectos, designado de informação interativa, o qual permitiu:


15

3

Dotar os Aeroportos da Madeira e do Porto Santo de um sistema de recolha de dados on-line para a realização de questionários e pesquisas de opinião. Dispõe de 3 (três) quiosques para recolha. • AM Piso 2 – Salas de embarque Schengen. • AM Piso 2 – Salas de embarque Não-Schengen. • APS Piso 1 – Salas de embarque Schengen.

4

Dotar o Aeroporto da Madeira de postos de atendimento (Help-point). Dispõe de 3 (três) quiosques para visualização. • AM Piso 1 – Junto ao Balcão de Informações. • AM Piso 1 – Entrada ANAM. • AM Piso 3 – Átrio

5

Dotar os Aeroportos da Madeira e Porto Santo de 3 (três) quiosques de acesso ao MyAnam. • AM Piso 1 – Recursos Humanos. • AM Piso 3 – Lounge ANAM. • APS Piso 2 – Espaço colaboradores

6

Incrementar o número e dimensão dos painéis de informação visual de voo nos Aeroportos da Madeira e Porto Santo


16

COMANDANTE TIMÓTEO COSTA Qual foi o seu percurso profissional?

SALA DE EMBARQUE “Marcante na minha vida profissional foi sem dúvida a ida à Boeing na cidade de Seatle, nos Estados Unidos da América para, por duas vezes, trazer aviões B737 saídos da fábrica.”

Iniciei em 1966 a formação de piloto no Aeroclube de Moçambique na então cidade de Lourenço Marques (hoje Maputo), tendo obtido a licença de piloto particular com 18 anos e no ano seguinte obtive a licença de piloto comercial e instrutor de voo. Em 1972, após o serviço militar obrigatório, sou admitido como piloto na DETA, companhia de bandeira de Moçambique (hoje LAM). Nesta companhia voei o Fokker F27, o Boeing B737-200 e o Boeing B707. Deixo Moçambique em 1977. Em 1979 junto-me à TAAG, companhia de bandeira de Angola onde voei até 1988 a maior parte do tempo como comandante de B707. Em 1988 regresso à Madeira para voar com a LAR (Linhas Aéreas Regionais) o avião Avro HS748 entre a Madeira e Porto Santo. A minha ligação à LAR termina um ano depois com o aparecimento da Air Columbus. De 1989 a 1995 voo na Air Columbus como comandante de Boeing B727, B737300/400 e B757. Com a falência desta companhia, sou convidado a pertencer ao grupo de pilotos que começaram a voar na atual SATA Internacional. Na SATA Internacional voei como comandante de Boeing B737-300 e Airbus A320 tendo exercido as funções de instrutor de voo, verificador e examinador nestes tipos de avião.

A 23 de janeiro 2013 fiz o último voo aos comandos do A320 CS-TKJ por atingir a idade de 65 anos, idade limite para o voo comercial. Termino a carreira de piloto profissional com um total de 25.500 horas de voo e cerca de 19000 aterragens das quais 8000 no aeroporto da Madeira. Paralelamente à atividade profissional, estive ligado ao início da escola de pilotagem do Aeroclube da Madeira tendo sido o instrutor do primeiro curso de pilotagem em 1997 com 10 alunos (incluída a minha filha Cláudia). Todos estes alunos obtiveram a sua licença de piloto particular. Fale-nos um pouco da sua vasta experiência. Ao voar na DETA para além de voar para várias cidades de Moçambique voava para a África do Sul, Rodésia, Suazilândia, Tanzânia, etc.. Ao voar na TAAG tive como destinos no interior de Angola as principais cidades e para o exterior voei regularmente para França (Paris), Itália (Roma), Rússia (Moscovo), Portugal (Lisboa), Alemanha (Berlim), Cabo Verde (Sal), Cuba (Havana) e Brasil (Rio de Janeiro). Na operação cargueiro voei para muitas cidades da Europa (Ostende, Bruxelas, Viena, Pisa, Zagreb, Basileia, etc..). Na Air Columbus o voo estendeu-se a muitas cidades do Reino Unido, Alemanha, França, Itália, Suécia, Noruega, Finlândia, etc. com partidas do Funchal e Faro. No B727 fazia a ligação da Madeira ao Canadá (Montereal e Toronto). Na SATA Internacional, essencialmente com partidas da Madeira, voei para muitas cidades na França, Alemanha, Áustria, Espanha, Reino Unido (muitos voos para Jersey), Polonia, Suécia, Noruega, etc. Como destino de eleição poderia focar no inverno: Moscovo e pela dimensão: Londres, Paris e Frankfurt. Marcante na minha vida profissional foi sem dúvida a ida à Boeing na cidade de Seatle, nos Estados Unidos da América para, por duas vezes, trazer aviões B737 saídos da fábrica.


17

Um acontecimento marcante numa das suas viagens. Pela negativa: o encontro com um bando de gaivotas em junho de 2011 à descolagem no aeroporto da Madeira que afetaram os dois reatores e que me fez pensar, e declarar à torre de controlo, numa amaragem. Pela positiva: a alegria de ser o comandante dum voo em que os passageiros eram apenas a família e os amigos.

Tem algum projeto para a sua reforma? Viver uma vida mais perto da família que muitas vezes me viu partir por longos períodos e “vingar-me” nos netos do carinho que o tempo de voo roubou aos filhos. Na parte técnica estarei sempre disponível para transmitir conhecimentos junto dos mais novos num apoio possível ao Aeroclube da Madeira. Um defeito e uma virtude.

O que achou da homenagem que os seus familiares e o Aeroporto da Madeira lhe fizeram? A melhor palavra para o definir é: um sonho. Foi um dos melhores dias da minha vida, verdadeiramente maravilhoso. Não o merecia e tive aquilo que deviam ter todos os que se dedicam de alma e coração à profissão que escolheram. Foi uma autêntica surpresa (não o sabia e não desconfiava!) mas não deixa de ser uma demonstração do tipo de família que tenho (adorável) e por parte do aeroporto da Madeira um reconhecimento e dedicação a todos os pilotos que nasceram nesta ilha. O que é que mais lhe vai deixar saudade? O sentimento não é o de saudade mas do dever cumprido numa profissão a que me dediquei e atingi tudo o que um piloto pode sonhar. Lembrarei sempre os dias de voo com tudo o que isso implica (de bom e menos bom … houve dias de sol, trovoadas e avarias ...) mas fica a felicidade do último voo com a família e amigos num ambiente que só o aeroporto da Madeira soube preparar (ANAM, Bombeiros, Ground Force, etc..). Não esquecerei certamente os colegas que muito me ensinaram de aviões, da convivência e amizade.

Teimoso: Sempre achei que o avião teria de fazer o que eu queria e não o que ele queria. Não sou invejoso: Quem quiser ir à minha frente para o outro mundo … por favor!

Está satisfeito com a qualidade/serviços prestados?

Uma palavra que o caracterize

Satisfeito como tripulante e como passageiro. Nada inferior ao tratamento recebido pelos vários aeroportos por onde circulei. Muitas confirmações tive, ao longo destes anos, por parte de colegas e passageiros da boa qualidade e bons serviços do Aeroporto da Madeira.

Um ser dentro da média: como elemento na família e como técnico na profissão.

Costuma fazer compras nas lojas dos Aeroportos da Madeira?

Como foi trabalhar todos estes anos com a área Operacional dos Aeroportos da Madeira?

Costumo e principalmente artigos que estão diretamente relacionados com a Madeira.

Só posso elogiar o trabalho realizado e a dedicação profissional da massa humana que “mexe” com o aeroporto da Madeira apesar das limitações próprias do Aeroporto da Madeira. Foram 24 anos num contato direto onde nunca faltou a colaboração, a compreensão e a ajuda.

O que acha da área Comercial dos Aeroportos da Madeira? Francamente acho que está bem servida. O suficiente para um bom acolhimento a todos os que utilizam os aeroportos. E mais do que isso, é de registar ao longo do tempo as melhorias que foram implementadas.


18

LINHA AÉREA

Em maio de 2014, o Aeroporto da Madeira será a entidade anfitriã do evento europeu do ACI dedicado às problemáticas relacionadas com os Aeroportos Regionais.

Aeroporto da Madeira recebe em 2014 o REGIONAL AIRPORTS CONFERENCE & EXHIBITION (RACE) O evento, a ter lugar na Madeira, será a 7 ª Conferência ACI EUROPE. O objetivo principal deste tipo de eventos centra-se no aumento da visibilidade da importante contribuição dos aeroportos regionais para a conectividade das regiões da Europa, a mobilidade dos seus cidadãos e o desempenho económico das suas comunidades. Neste fórum são abordadas as necessidades específicas dos membros regionais do ACI Europe, proporcionando-lhes uma plataforma mais visível para a troca de práticas de conhecimento e a discussão de questões de interesse comum.

Cada evento tem um tema específico, estando presentes individualidades com vasto knowhow sobre as matérias a abordar. Contamos com a presença de 250 delegados, durante 3 a 4 dias, com o seguinte programa:

Dia 1 Welcome reception e networking

Dia 2 Conferência e Gala Dinner

Dia 3 Conferência e partida dos delegados

Este tipo de eventos proporciona, regra geral, uma estadia mais alargada e potencia ainda a presença de acompanhantes dos delegados, devendo a organização apresentar várias alternativas de programas para os mesmos. Desta forma, é igualmente um evento de grande relevância em termos de turismo pelo número de pessoas que traz à região e pela forma como dá a conhecer o destino. O ACI EUROPE é uma organização que congrega mais de 400 aeroportos em 46 países europeus, que representam 90% do tráfego aéreo comercial na Europa, acolhendo cerca de 1,5 mil milhões de passageiros, mais de 17 milhões de toneladas de carga e mais de 20 milhões de movimentos de aeronaves a cada ano. Com sede em Bruxelas, O ACI Europe serve a indústria da aviação europeia e mantêm fortes ligações com outras regiões da ACI em todo o mundo. A organização é composta por operadores aeroportuários de várias dimensões, bem como associações de aeroportos nacionais, estabelecimentos de ensino e diversos Parceiros de Negócios. Todas estas entidades trabalham em conjunto para garantir uma comunicação eficaz e assegurar uma eficaz negociação legislativa, comercial, técnica, de passageiros, ambiental e outros interesses. Através de um contato regular com mais de 300 especialistas na área de aviação, o ACI EUROPE promove o intercâmbio de know-how da indústria, através de da sua estrutura interna e extensa programação de conferências e exposições. O ACI trabalha ainda no seu dia a dia com as instituições da União Europeia, e estando envolvidos num trabalho muito importante sobre o meio ambiente, a capacidade aeroportuária, os direitos dos passageiros aéreos, taxas de aeroporto, ground handling, atribuição de slots e concorrência.


19

LONDRES é a capital, da Inglaterra e do Reino Unido.

VOO DIRETO

Com séculos de história, um ambiente em constante desenvolvimento e uma grande variedade de eventos culturais. Decidir o que visitar em Londres pode ser uma tarefa complicada… O que visitar: …então, realizamos algumas pesquisas mais aprofundadas para lhes trazer informações sobre interessantes atrações turísticas e passeios alternativos na cidade, além das visitas ao Museu Britânico (British Museum) e à National Gallery (lugares incríveis, que merecem um dia inteiro de visita). Para as melhores paisagens: The Gherkin e Hampstead Heath Existe um restaurante no topo do The Gherkin (nome dado ao prédio 30 St Mary Axe). A vista é deslumbrante, sendo possível observar toda a cidade e o rio de Tamisa. Suba ao restaurante ao pôr-do-sol, o momento mais bonito para apreciar a paisagem. Outra ótima opção é uma caminhada pelo Hampstead Heath, o maior e mais antigo parque de Londres e um dos pontos mais altos da cidade; é bem possível que encontre celebridades a fazer exercício por lá, mas o melhor de tudo é a vista sul que dá para o London Eye e para os prédios da região central West End. Para grandes espaços ao ar livre: Kew Gardens, Brockwell Park e Lido Localizado a sudoeste de Londres, o Kew Gardens é um belo lugar para sair da agitação da cidade. São Jardins Botânicos Reais, que dão um tom da realeza londrina num ambiente relaxante; pode fazer um passeio pelas copas das árvores no Treetop Walkway ou provar o tradicional chá inglês. Outra experiência clássica ao ar livre em Londres é a visita à Lido – uma longa piscina aberta de 50 metros. Em dias quentes, o Brockwell Park e a piscina ao ar livre estão sempre cheios de pessoas, além de estarem localizados próximos a ótimos pubs e bares.

British Museum

Para compras e outros passeios: Hackney e Shoreditch Para melhores e mais interessantes experiências de compras em Londres, visite a Brick Lane, em Shoreditch, ou explore o bairro Bethanl Green, um pouco mais ao leste. Nestas duas regiões, você encontrará as melhores lojas, cafés (como os famosos Prufrock e Allpress Espresso) e o Regent’s Canal – uma caminhada maravilhosa que vai da Limehouse, no leste, até Ladbroke Grove, no oeste – passando pelo Regent’s Park, Camden (maior mercado ao ar livre de Londres), e o bairro Dalston. Outros pontos turísticos compreendem as grandes lojas de Oxford Street, lojas de luxo em Knightsbridge e Bond Street (onde se encontra a famosa loja Harrods, e lojas das grandes marcas), teatros e locais como o Soho, Covent Garden, Mayfair, Piccadilly Circus e Leicester Square. Claro que quando falamos de Londres não podemos esquecer os “clássicos”: Westminster Abbey, Big Ben, St. James Park, Buckingam Palace, St. James Cathedral ou Tate Modern, entre tantos outros. Informações úteis: Não esquecer que o Reino Unido não adotou o Euro, pelo que em terras de Sua Majestade, a moeda utilizada continua a ser a Libra Esterlina. Para se deslocar em Londres o melhor meio de transporte é, definitivamente, o Metro (Underground/ Tube). Existem 48 estacões em 6 zonas de metro distintas e espalhadas por 12 linhas de metro.

Como chegar: Pode viajar para Londres em voo direto a partir do Aeroporto da Madeira: • Segunda, quarta, sexta-feiras e sábados com a EasyJet: www.easyjet.com • Segundas-feiras com a ThomsonFly: www.thomson.co.uk • Segunda, quarta, sexta-feiras com a Monarc Airlines: www.monarch.co.uk • De segundas-feiras a domingo com TAP: www.tap.pt

The Gherkin


20

BAGAGEM DE MÃO

MARCAS TOPO EM LOJAS NOVAS OU COMPLETAMENTE REMODELADAS! O Aeroporto da Madeira tornou-se realmente o melhor destino para fazer compras! A profunda remodelação transformou o piso de embarque num local acolhedor, muito atrativo, com lojas novas ou remodeladas, capazes de oferecer desde o produto mais tradicional, ao mais fashion e contemporâneo. A Fashion Gate, por exemplo, é uma nova oferta na área da moda, já a Segurelha, totalmente remodelada, oferece produtos tradicionais da ilha, numa nova localização. Football Gate é a loja que vai atrair a atenção dos mais desportistas e a Relay aumentou de 40 m2 para o dobro de área disponível. Antes de partir, os visitantes podem passar pela Travel & Business Gate, descobrir os vinhos que a Madeira Wine tem para oferecer e levar da Creative Souvenirs uma lembrança realmente original.

AIRSHOPPING

MAKING OF PISO 2

Newsletter nº 13  

Newsletter nº 13

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you