Issuu on Google+


O que é a Ecologia? É o estudo dos ecossistemas, isto é, compreender as interações entre os seres vivos e o ambiente e as suas consequências. Ecólogo Cientista que se dedica ao estudo de organismo individualmente, florestas ou lagos ou mesmo o sistema Terra.

Manual pág. 13


O que é o sistema Terra?

É composto por 4 subsistemas abertos e dinâmicos, que interagem entre si: a geosfera (ou litosfera), a hidrosfera, a atmosfera e a biosfera.

Estes subsistemas, intimamente relacionados uns com os outros, encontram-se em equilíbrio dinâmico.


A alteração do estado de equilíbrio de um dos subsistemas da Terra pode ter repercussões nos restantes subsistemas. Uma vez que a Terra é um sistema fechado, o desequilíbrio de qualquer um dos subsistemas é potencialmente perigoso.


O que é a Biosfera? É definida como a camada superficial terrestre capaz de suportar vida.

Assim, a Biosfera constitui um sistema global que inclui toda a vida na Terra, ambiente onde essa vida se desenrola e as relações que se estabelecem entre todos os seus elementos.


Como se organiza a Biosfera? Organismo Sistema de órgãos Órgão Tecido célula molécula Átomo

Organelo


Como se organiza a Biosfera? Biosfera

Ecossistema Comunidade População Espécie


Como se organiza a Biosfera? Biosfera Ecossistema

O conjunto da vida Biótica, do ambiente físico e químico e as relações que se estabelecem entre si.

Comunidade

Indivíduos de espécies diferentes que habitam uma mesma área e estabelecem relações entre si.

População

Indivíduos pertencentes à mesma espécie e que habitam uma determinada área, num determinado momento .

Espécie

Organismos idênticos capazes de se cruzarem entre si e originarem descendentes férteis.


Como se chama o local onde vive uma espĂŠcie? Habitat

Ex: O habitat natural da girafa ĂŠ a Savana Africana


O que é o Nicho Ecológico? É o modo de vida de cada espécie no seu habitat. . Representa o conjunto de actividades que a espécie desempenha: -relações alimentares – (como, onde e à custa de quem a espécie se alimenta) - obtenção de abrigos – (quando, como e onde busca abrigo) - locais de reprodução – (como e onde se reproduz).


Diferença entre Habitat e Nicho Ecológico

Ex: nas savanas africanas, capim, zebras, hienas e abutre ocupam o mesmo habitat, mas têm nichos ecológicos distintos. O capim produz a matéria orgânica por meio da fotossíntese e serve de alimento às zebras, as quais são comidas por hienas. Os restos são aproveitados por abutres.


Fatores do Ambiente Fatores abióticos - Características do ambiente físicoquímico que influenciam os seres vivos: - Temperatura - Luz - Humidade - Solo Fatores bióticos – Correspondem aos seres vivos e às relações que se estabelecem entre eles.


Fatores do Abióticos Temperatura

Nos animais Fator de grande importância para os seres vivos, influenciando, o: Período de atividade Características morfológicas Comportamento


Período de atividade De acordo com a resistência à temperatura: • Seres estenotérmicos Espécies que sobrevivem entre estreitos limites de temperatura (pequena amplitude térmica) Ex: Lagartixa • Seres euritérmicos Espécies que resistem a grandes variações de temperatura (grande amplitude térmica) Ex: Lobo, Homem


Período de atividade Temperatura óptima

I

Temperatura óptima

I

estenotérmica euritérmica

I -5

I

I

I

I

0

5

10

15

Temperatura

I


Atividade

1- Indica a espécie euritérmica. Resposta: Espécie B 2- Indica, justificando, a espécie mais estenotérmica. Resposta: Espécie A, porque é a que tolera menor amplitude térmica


Período de atividade De acordo com a temperatura corporal: • Poiquilotérmicos Temperatura corporal varia com a temperatura ambiente Ex: repteis, anfíbios

• Homeotérmicos Têm temperatura corporal constante Ex: aves e mamíferos


Comportamento dos Seres Vivos • Migram Muitos animais deslocam-se na procura de zonas mais favoråveis, com melhores temperaturas e mais alimento.

Ex: Os flamingo, cegonha negra, andorinhas


Comportamento dos Seres Vivos • Reduzem as suas atividades vitais para valores mínimos, ficando num estado de vida latente Hibernam – É um estado letárgico pelo quais muitos

animais passam durante o inverno, principalmente em regiões temperadas e árticas, de modo a ultrapassarem as adversidades do Inverno, principalmente, quando sentem dificuldades para encontrar alimento.

ex.: muscardino


Comportamento dos Seres Vivos • Reduzem as suas atividades vitais para valores mínimos, ficando num estado de vida latente Estivam – algumas espécies de animais dormem durante a estação quente e seca, devido às altas temperaturas e à escassez de água.

ex.: Caracóis


Características Morfológicas • Adaptações que permitem aos animais resistir às condições de temperatura: - Quantidade de gordura - Tamanho e densidade dos pelos - Tamanho das orelhas e focinho


Características Morfológicas • Adaptações que permitem aos animais resistir às condições de temperatura: Regiões frias -Pelos mais densos e compridos


Características Morfológicas • Adaptações que permitem aos animais resistir às condições de temperatura: Regiões frias - Grande teor de gordura


Características Morfológicas • Adaptações que permitem aos animais resistir às condições de temperatura: Regiões frias - Extremidades mais curtas (focinho, orelhas)


Características Morfológicas • Adaptações que permitem aos animais resistir às condições de temperatura: Regiões quentes - Pelos menos densos e mais curtos


Características Morfológicas • Adaptações que permitem aos animais resistir às condições de temperatura: Regiões quentes - Menos gordura


Características Morfológicas • Adaptações que permitem aos animais resistir às condições de temperatura: Regiões quentes -Maior superfície corporal em contacto com o exterior


Fatores do Abióticos Temperatura

Nas Plantas

As plantas têm um ciclo de vida organizado de modo a resistir a condições adversas de temperatura.

Ao longo do ano, certas plantas sofrem alterações no seu aspeto, o que lhes permite enfrentar melhor a estação mais desfavorável.


Adaptações das plantas às variações de temperatura

As plantas adaptam a sua própria morfologia às elevadas ou às baixas temperaturas:

Plantas bienais

Plantas anuais

Plantas vivazes ou perenes


Plantas anuais NĂŁo conseguem suportar o frio deixando as sementes para germinar no ano seguinte, pois ĂŠ a estrutura mais resistente.

Ex.: Papoila


Plantas bienais Perdem a sua parte aérea mas mantêm a parte subterrânea (bulbos e rizomas).

Ex.: Lírio


Plantas Vivazes ou Perenes Mantêm a sua estrutura todo o ano, apesar de algumas serem de folha caduca.

• Árvores de folha persistente - Árvores com copa em Δ, folhas pequenas cobertas por uma cutícula. Ex: Pinheiro


Plantas Vivazes ou Perenes Mantêm a sua estrutura todo o ano, apesar de algumas serem de folha caduca.

• Árvores de folha caduca - Árvores que deixam cair as folhas e ficam em estado latente. Ex: Castanheiro


Fatores do Abióticos Luz O que é a luz? Diz respeito aos níveis de luminosidade de um ecossistema.

O que é o fotoperíodo? É a duração do período de luz (em horas) durante o dia, que vai variando ao longo do ano e que influencia o funcionamento/comportamento das plantas e animais.


Fatores do Abióticos Luz

Nos animais Os animais reagem ao fotoperíodo e alguns também reagem à intensidade luminosa, influenciando : Período de atividade Reprodução Características Morfológicas Comportamento


PerĂ­odo de atividade Diurnos Se a sua actividade ocorre mais durante o dia.

Ex.: Foca


PerĂ­odo de atividade Nocturnos Se estĂŁo mais activos durante a noite.

Ex.: Coruja


Período de atividade Crepusculares Se estão mais ativos na altura do pôr-do-Sol.

Ex.: Javali (crepuscular e nocturno)


Reprodução Os ciclos reprodutivos de vários animais também são influenciados pelo fotoperíodo. As épocas do acasalamento ou do nascimento das crias são sazonais. •A luz atua diretamente sobre o desenvolvimento dos ovos dos peixes. •A falta de luz retarda o desenvolvimento de larvas de certos insetos. • Alguns animais apenas se reproduzem quando o fotoperíodo ultrapassa um determinado valor, outros apenas se reproduzem quando os dias são curtos.


Reprodução

Ex: As trutas desovam no mês de Novembro, altura do ano em que os dias são curtos e as noites são longas


Características Morfológicas Mudança de pelagem A pelagem de Inverno é mais clara que a pelagem de Verão.

Ex.: Lebre-do-ártico tem pelagem castanha no Verão e branca no Inverno.


Comportamento Fototaxia • Animais que se movimentam em direção à luz – fototaxia positiva.

Mosquito

• Animais que fogem da luz – fototaxia negativa.

Barata


Fatores do Abióticos Luz

Nas plantas

As plantas e as algas dependem da energia luminosa para realizarem fotossíntese. A luz influencia: Fotossíntese Movimento das plantas – Fototropismo Habitat - Crescimento Germinação da sementes Floração


Fotossíntese As plantas são as mais afetadas pela variação da luminosidade, pois na ausência de luz não se desenvolvem.

A luz é indispensável para a realização da fotossíntese.


Movimento das plantas - Fototropismo Movimento das plantas em resposta a estĂ­mulo luminoso

Ex.: Girassol


Habitat - Crescimento As plantas terrestres não necessitam de igual quantidade de luz para se desenvolverem. • Heliófilas ou “plantas de sol” - desenvolvem-se em locais bem iluminados.

Girassol

Azálea


Habitat - Crescimento As plantas terrestres não necessitam de igual quantidade de luz para se desenvolverem • Umbrófilas ou “plantas de sombra” – preferem locais com menor luminosidade

”Flor Colmeia-peixinho”

Fetos


Germinação das sementes Algumas sementes apenas germinam na ausência de luz, outras, necessitam de uma quantidade mínima de luz para germinar.

Ex.: Alface – necessita de uma quantidade mínima de luz para germinar.


Floração De acordo com a época de floração temos: Plantas de noite curta centeio, ervilheira, milho Plantas de noite longa macieira, crisântemos, morangueiro Plantas indiferentes cravo, sardinheira, malmequeres


Floração De acordo com a época de floração temos: Plantas de dia longo

-Florescem quando os dias são mais longos do que as noites. ex.: Ervilheira


Floração De acordo com a época de floração temos: Plantas de dia curto

-Florescem quando os dias são mais curtos do que as noites. ex.: Dália


Floração De acordo com a época de floração temos: Plantas indiferentes

-Florescem independentemente do número de horas de luz por dia. ex.: cravo


Factores do Abióticos Humidade O fator humidade ou água diz respeito à abundância de água no meio. Importância da água para os seres vivos: É o principal constituintes dos seres vivos. É o meio onde ocorrem reações químicas celulares, sendo indispensável à realização de funções vitais. É o habitat de muitos seres vivos.


Humidade Os seres vivos distribuem-se pelos diferentes habitats terrestres consoante a quantidade de água necessária à sua sobrevivência. Quanto à necessidade de água, os seres vivos classificam-se em: -hidrófilos- habitam permanentemente na água -higrófilos- habitam locais muito húmidos -mesófilos- tem necessidade de água moderada -xerófilos- habitam em locais com pouca água e baixa humidade


Exemplos:

-Hidrófilos

Peixe - palhaço

Nenúfar


Exemplos:

-Higr贸filos

R茫

Musgo


Exemplos:

-Mes贸filos

Coelho

Hera


Exemplos:

-Xer贸filos

Camelo

Cacto


Animais Adaptações dos animais à falta de água: Hábitos nocturnos .

Ex.: Feneco


Animais Adaptações dos animais à falta de água: Revestimento do corpo impermeável .

Ex.: Lagarto do deserto


Animais Adaptações dos animais à falta de água: Ausência de glândulas sudoríparas .

Ex.: Rato canguru


Animais Adaptações dos animais à falta de água: Diminuição da quantidade de urina – urina concentrada .

Ex.: Gazela


Animais Adaptações dos animais à falta de água: Armazenamento de água sob a forma de gordura .

Ex.: Dromedário


Plantas Adaptações das plantas à falta de água: Folhas reduzidas a espinhos .

Ex.: Cacto


Plantas Adaptações das plantas à falta de água: Caules carnudos que reservam água.

Ex.: Cacto


Plantas Adaptações das plantas à falta de água: Raízes longas.

Ao invés de ter uma grande raiz principal que não poderia sobreviver nas areias do deserto, ele possui longas raízes perto da superfície. Essas raízes se espalham por todas as direções de seu tronco principal. Quando chove as raízes não perdem tempo. Ex.: cacto saguaro.


Plantas Adaptações das plantas à falta de água: Cutícula de revestimento impermeável.

Rheum palaestinum

As folhas desta espécie podem chegar a um metro, com isso ela pode recolher a água das chuvas escassas. Uma cutícula de cera impermeável tem papel primordial nesse mecanismo de auto irrigação, e é o que faz a água fluir até a raiz principal.


Fatores do Abióticos Solo O que é o Solo? • Suporte físico de grande parte da vida terrestre e aquática. • Local de decomposição matéria orgânica morta.

Um dos níveis ao qual retornam os nutrientes no decorrer dos ciclos biogeoquímicos.

de


Como é formado o Solo? O solo é uma camada superficial da crusta terrestre, formada a partir de: - detritos - alteração das rochas - decomposição dos seres vivos


As características de um solo, como a porosidade e a composição química, influenciam a vida dos seres que nele vivem. Relação porosidade/permeabilidade

Porosidade - é o volume de todos os espaços abertos (poros) entre os grãos sólidos do solo.


Relação porosidade/permeabilidade Permeabilidade - é a propriedade do sistema poroso do solo que permite o fluxo de líquidos.

O tamanho dos poros determina se o solo possui alta ou baixa permeabilidade. Quanto maior a porosidade maior a permeabilidade e vice versa.


A porosidade do solo influencia a distribuição dos seres vivos. - Os animais encontram-se em solos muito diferentes: • Povoam solos arenosos e porosos

Lingueirão


A porosidade do solo influencia a distribuição dos seres vivos. - Os animais encontram-se em solos muito diferentes: • Povoam solos compactos

Taralhão


A porosidade do solo influencia a distribuição dos seres vivos. - A maioria das plantas desenvolve-se com dificuldade em solos muito coesos e pouco permeåveis.


Interações seres vivos e ambiente