Page 1

2019 | 2020

GUIDE


CONNECTING AND BOOSTING BUSINESS IN THE INTERNATIONAL NATURAL STONE MARKET


INDEX

ÍNDICE

BGH CELEBRATES ONE YEAR PROMOTING THE NATURAL STONE MARKET BGH COMEMORA UM ANO FOMENTANDO O MERCADO DA PEDRA NATURAL ......................................................... 02

BGH MESSAGE MENSAGEM BGH ............................................................................................................................................................ 03

BGH: ADDING VALUE TO THE NATURAL STONE MARKET BGH: AGREGANDO VALOR AO MERCADO DA PEDRA NATURAL ................................................................................. 04

THE ADVANCE OF ASIA IN THE NATURAL STONE MARKET O AVANÇO DA ÁSIA NO MERCADO DA PEDRA NATURAL ............................................................................................ 05

XIAMEN STONE FAIR SHOWS MARKET FACING NEW PROCESSES XIAMEN STONE FAIR MOSTRA MERCADO VOLTADO PARA NOVOS PROCESSOS ...................................................... 06

PROSPECTS FOR RUSSIAN NATURAL STONE MARKET PERSPECTIVAS DO MERCADO RUSSO DE ROCHAS ORNAMENTAIS ............................................................................ 10

THE INDUSTRIAL REVOLUTION 4.0 A REVOLUÇÃO INDUSTRIAL 4.0 E A MINERAÇÃO ......................................................................................................... 14

BRAZIL STARTS 2019 WITH EXPECTATION OF GROWTH IN EXPORTS OF NATURAL STONES BRASIL COMEÇA 2019 COM EXPECTATIVA DE CRESCIMENTO NAS EXPORTAÇÕES DE PEDRAS NATURAIS ............ 16

BGH AND NATURAL STONE MARKET EVENTS BGH NOS EVENTOS DO MERCADO DA PEDRA NATURAL ............................................................................................. 17

INTERVIEW ENTREVISTA ..................................................................................................................................................................... 18

EXOTIC STONES GAIN SPACE IN ARCHITECTURE AND DECORATION PEDRAS EXÓTICAS GANHAM ESPAÇO NA ARQUITETURA E DECORAÇÃO ................................................................. 20

TRENDS IN THE USE OF NATURAL STONE IN MODERN ARCHITECTUR TENDÊNCIAS PARA O USO DA PEDRA NATURAL NA ARQUITETURA MODERNA ......................................................... 22

THE ADVANTAGES OF USING NATURAL STONES AS VANTAGENS DE USAR PEDRA NATURAL .................................................................................................................. 24

NEW TECHNOLOGIES PROVIDE MORE SECURITY AND PROFITABILITY NOVAS TECNOLOGIAS PROPORCIONAM MAIS SEGURANÇA E RENTABILIDADE ....................................................... 26

IMPORTANT FACTORS IN THE NATURAL STONE BUSINESS FATORES IMPORTANTES NO NEGÓCIO DA PEDRA NATURAL ...................................................................................... 28

BGH: MISSION, VISION AND VALUES BGH: MISSÃO, VISÃO E VALORES .................................................................................................................................. 30

BRAZILIAN GRANITE HUB MEMBERS .................................................................................................................... 31


BGH CELEBRATES ONE YEAR PROMOTING THE NATURAL STONE MARKET

I

t is with great satisfaction that we celebrate one year of the Brazilian Granite Hub (BGH) portal, the "Brazilian online portal of the natural stone market". Our portal groups companies producing natural stones, mainly granite, due to the recognized national capacity of production of this stone, as well as national and international companies of machinery, products and services for the Brazilian and world markets of natural stone. The BGH portal was created to promote and streamline international business related to natural stones, o ering connectivity options and Access to information, two key factors for starting and maintaining business contacts and / or doing business. The Portal represents a privileged search system and meeting point of natural stone market interests, connecting Brazilian stone producers and national and foreign suppliers to national and international businesses and professionals. The objective of the BGH portal is to enable and foster communication and business between companies and professionals in the natural stone market worldwide, contributing to the internationalization of Brazilian companies and to the insertion and increase of the participation of international companies operating in the Brazilian market. In order to do so, BGH o ers the easiest way to obtain information about natural stones, products and services, as well as the companies that are part of the Portal, facilitating contact among those involved and o ering assistance in communication. In addition, we provide relevant information from the Brazilian and worldwide natural stone markets to our members and visitors. We invite you to visit the BGH portal and discover the easiest way to get to know the hundreds of ornamental stones extracted in Brazil and marketed by the companies belonging to the Portal. In addition, we present suppliers of machinery, products and services from various countries that can add to your processes and trade. Through the BGH portal it is possible to contact suppliers directly or request the support of our specialized team. Welcome to the BGH community!

22

BGH COMEMORA UM ANO FOMENTANDO O MERCADO DA PEDRA NATURAL É com imensa satisfação que comemoramos um ano do portal BGH – Brazilian Granite Hub, o “Portal online brasileiro do mercado da pedra natural”. Nosso portal agrupa empresas produtoras de pedras naturais, principalmente granito, devido à reconhecida capacidade nacional de produção dessa pedra, além de empresas nacionais e internacionais de maquinário, produtos e serviços para o mercado brasileiro e mundial da pedra natural. O portal BGH foi criado para promover e agilizar os negócios internacionais relacionados à pedra natural, oferecendo opções de conectividade e acesso à informação, dois fatores fundamentais para iniciar e manter contatos comerciais e/ou fazer negócios. O Portal representa um privilegiado sistema de busca e ponto de encontro de interesses do mercado da pedra natural, conectando produtores brasileiros e fornecedores nacionais e estrangeiros a empresários e pro ssionais nacionais e internacionais. O objetivo do portal BGH é permitir e fomentar a comunicação e os negócios entre empresas e pro ssionais do mercado mundial da pedra natural, contribuindo para a internacionalização das empresas brasileiras e para a inserção e incremento da participação das empresas internacionais que atuam no mercado brasileiro. Para tanto, a BGH oferece a maneira mais fácil de obter informações tanto de pedras naturais, produtos e serviços, como das empresas que fazem parte do Portal, facilitando o contato entre os envolvidos e oferecendo assistência na comunicação. Além disso, fornecemos informação relevante do mercado brasileiro e mundial da pedra natural para os nossos visitantes. Convidamos você a visitar o portal BGH e descobrir a maneira mais fácil de conhecer as centenas de rochas ornamentais extraídas no Brasil e comercializadas pelas empresas pertencentes ao Portal. Além disso, apresentamos fornecedores de maquinário, produtos e serviços de diversos países que podem agregar aos seus processos e comércio. No portal BGH você pode contatar diretamente os fornecedores ou solicitar o apoio da nossa equipe especializada. Seja bem-vindo à comunidade BGH!


BGH Message Mensagem BGH

B

GH - Brazilian Granite Hub is the Brazilian portal of natural stone that allows and fosters communication and business between companies and professionals in the natural stone market worldwide. The BGH portal is born of the need and possibilities that the Brazilian natural stone market has to increase its participation in the international market, as well as to promote and foster international business related to natural stone, o ering connectivity options and access to information, two factors to initiate and maintain business contacts and / or do business. We wo r k t o b e p r o m o t e r s o f t h e companies that are part of our portal, among which are producers of ornamental stones, suppliers of machinery, tools, supplies and services for the world natural stone market. Our proposal has an agile and e cient format, aligned with the current global scenario where all kinds of products, services and information are searched on the web. In this way we allow easy location and contact with all our members permanently. The BGH team is always ready to help start and establish business relationships that last in time and that can translate into bene ts for all players as well as for the world natural s t o n e m a r ke t . We t hu s fo r m t h e B G H community, with all the companies that are part of the portal, businessmen, professionals and visitors from all over the world. The BGH Annual Guide 2019-2020 Guide was created with the aim of approaching this community, sharing our work and important information of what is happening in the national and international natural stone market. You are invited to join the BGH community, either by visiting and interacting on our portal or by reading this our Yearbook. On behalf of the BGH team, I o er the warmest welcome to our BGH community. Sincerely,

A BGH - Brazilian Granite Hub é o portal brasileiro da pedra natural que permite e fomenta a comunicação e os negócios entre empresas e pro ssionais do mercado da pedra natural mundial. O portal BGH nasce da necessidade e possibilidades que o mercado brasileiro da pedra natural possui para incrementar sua participação no mercado internacional, bem como, para promover e fomentar os negócios internacionais relacionados à pedra natural, oferecendo opções de conectividade e acesso à informação, dois fatores fundamentais para iniciar e manter contatos comerciais e/ou fazer negócios. Trabalhamos para ser promotores das empresas que formam parte do nosso portal, entre as quais estão produtores de rochas ornamentais, fornecedores de maquinário, ferramentas, insumos e serviços para o mercado da pedra natural mundial. Nossa proposta tem um formato ágil e e caz, alinhado ao cenário global atual onde todo tipo de produtos, serviços e informação são procurados na web. Dessa forma permitimos a fácil localização e contato com todos nossos membros de forma permanente. A equipe da BGH está sempre disposta a ajudar a iniciar e estabelecer relações comerciais que perdurem no tempo e que possam se traduzir em benefícios para todos os players, bem como, para o mercado da pedra natural mundial. Formamos assim a comunidade BGH, com todas as empresas que fazem parte do portal, empresários, pro ssionais e visitantes do mundo todo. O Guia Anual da BGH – Brazilian Granite Hub 2019-2020 Guide - foi criado com o objetivo de aproximar essa comunidade, compartilhando o nosso trabalho e informações importantes do que está acontecendo no mercado nacional e internacional da pedra natural. Você está convidado para fazer parte da comunidade BGH, seja visitando e interagindo no nosso portal ou lendo este nosso Anuário. Em nome da equipe BGH, ofereço as mais cordiais boas vindas à nossa comunidade BGH. Atenciosamente, Ramón Andrés Ortiz Rojo

Ramón Andrés Ortiz Rojo 3


BGH Brazilian Granite Hub

BGH: adding value to the natural stone market BGH: agregando valor ao mercado da pedra natural

B

razilian Granite Hub (BGH) works to promote and strengthen the natural stone market. Its innovative portal is a di erentiated proposal that opens new possibilities for companies that supply ornamental stones, machinery, products and services in the natural stone sector. BGH's strategy is to consolidate partnerships that solidify in a network of new business opportunities increasing the visibility of Brazilian production of ornamental stones and national and international suppliers of products and services for the natural stone market. BGH Portal consolidates as a search place and network of the natural stone market BGH portal has thousands of visitors looking for Brazilian ornamental stones, machinery, products and services of the companies that are part of its portal. This success is a result of the management and marketing actions carried out by BGH to achieve it s objective of becoming an internationalization agent, facilitating and promoting the natural stone business in Brazil and worldwide markets.

4

A Brazilian Granite Hub (BGH) trabalha para promover e fortalecer o mercado da pedra natural. O seu portal, de formato inovador, é uma proposta diferenciada que abre novas possibilidades para empresas que fornecem rochas ornamentais, maquinários, produtos e serviços no setor de pedras naturais. A estratégia da BGH é consolidar parcerias q ue se so l i d i ca m e m u m a re d e d e n ova s opor tunidades de negócios e aumentam a visibilidade da produção brasileira de rochas ornamentais e de fornecedores nacionais e internacionais de produtos e serviços para o mercado da pedra natural. Portal BGH se consolida como lugar de busca e networking do mercado da pedra natural O portal BGH tem milhares de visitantes buscando as rochas ornamentais brasileiras, maquinário, produtos e serviços das empresas que fazem parte do nosso portal. Esse sucesso é resultado das ações de gestão e marketing feitas pela BGH para concretizar seu objetivo de ser agente de internacionalização, facilitando e promovendo os negócios com pedras naturais no mercado brasileiro e mundial.


THE ADVANCE OF ASIA IN THE NATURAL STONE MARKET The world market for natural stone maintained its growth in 2018, leveraged mainly in the great demand of this material for nishes in the civil construction. In the speci c case of granite, the market led by countries such as India, China and Brazil was high in business, due to the great residential and commercial use of the product. In the last ve years, granite turnover has maintained an annual growth of 3.3%, with the expectation of reaching US $ 17.68 billion in 2021. This positive index is due to construction and renovation activities in developed countries, rapid industrialization and urbanization in developing countries and increasing the commercial value of granite products on the world market. Among the biggest consumers are Asian countries such as China, India, Thailand and Indonesia, where civil construction registered a great growth, mainly in the residential and urban infrastructure sectors. India has one of the largest granite reserves in the world, accounting for 20% of total world production. Another important market is the six countries known as GCC (Gulf Cooperation Countries): Bahrain, Kuwait, Oman, Qatar and Saudi Arabia. Together they represent annual business worth more than $ 5 billion and hold 20% of the world's natural stone market demand. According to a BNC Network report, the Middle East is one of the world's three largest consumers of natural stone, notably granite and marble. According to the report, there are approximately 21,000 major construction projects in the Gulf countries, especially in the United Arab Emirates and Saudi Arabia, which account for about 70% of all construction activity in the region. Qatar, for imported more than 25 million tons to be used in the buildings that will host the 2022 FIFA World Cup. Interestingly, most of the imports are used in oor coverings.

O AVANÇO DA ÁSIA NO MERCADO DA PEDRA NATURAL O mercado mundial de pedra natural manteve seu crescimento em 2018, alavancado principalmente na grande demanda deste material para acabamentos na construção civil. No caso especí co do granito, mercado liderado por países como a Índia, a China e o Brasil houve alta nos negócios, em função da grande utilização residencial e comercial do produto. Nos últimos cinco anos, o volume de negócios com granito vem mantendo um crescimento anual de 3.3%, com expectativa de alcançar US$ 17.68 bilhões em 2021. Esse índice positivo se deve às atividades de construção e renovação em países desenvolvidos, rápida industrialização e urbanização em países em desenvolvimento e ao aumento do valor comercial de produtos feitos de granito no mercado mundial. Entre os maiores consumidores estão países asiáticos como a China, Índia, Tailândia e Indonésia, onde a construção civil registrou um grande crescimento, principalmente nos setores residencial e de infraestrutura urbana. A Índia tem uma das maiores reservas de granito do mundo, sendo responsável por 20% do total da produção mundial. Outro mercado importante são os seis países conhecidos como GCC (Gulf Cooperation Countries): Bahrain, Kuwait, Oman, Qatar e Arábia Saudita. Juntos eles representam negócios anuais de mais de US$ 5 bilhões de dólares e detêm 20% da demanda mundial do mercado da pedra natural. De acordo com um relatório da BNC Network, o Oriente Médio é um dos três maiores consumidores de pedra natural do mundo, com destaque para o granito e o mármore. Segundo o relatório, existem aproximadamente 21 mil grandes projetos de construção nos países do Golfo, especialmente nos Emirados Árabes Unidos e na Arábia Saudita, os quais representam cerca de 70% de toda atividade de construção civil da região.O Qatar, por exemplo, já importou mais de 25 milhões de toneladas para serem usadas nas edi cações que vão sediar a Copa do Mundo de 2022 (FIFA).Curiosamente, grande parte das importações é utilizada em revestimentos de solo. Source: Global Granite Market Report 2017 Industry Reports / BNC Network(Building and Construction Network)

5


XIAMEN STONE FAIR SHOWS MARKET FACING NEW PROCESSES

T

the Xiamen Stone Fair in China is one of the world's largest natural stone market events. Learn in this interview for BGH with the organizers of the event what is the importance of Brazil in this market and what the perspectives pointed out by the Chinese for the next years.

BGH: Given the scope of the Portal and its innovative vision, what are the main bene ts related to your partnership with BGH to strengthen the natural stone market? XSF: The Brazilian natural stone market is signi cant for Xiamen Stone Fair. In 2018 we had 39 Brazilian companies and associations (9.31% of the total participants) exhibiting at the Fair and 2.26% of our visitors came from South America. The Xiamen Stone Fair is aimed at building a platform that connects partners in the productive chain of natural stone. By cooperating with BGH Portal, the main Brazilian portal that provides integrated resources not only for Brazilian companies but also from other countries, we believe the Xiamen Stone Fair will have greater visibility; and more producers in the natural stone industry may choose the Fair as the best alternative to enter the Chinese market. BGH: What is the importance of holding events for the growth of the natural stone market? 6

XSF: Established in 2001, Xiamen Stone Fair has been witnessing the development of the natural stone industry in China and around the world for the past 18 years. Today, the Fair has become one of the largest and most signi cant exhibitions of stone and industrial machinery in the world. Although the global business landscape has been quite unstable in recent years, Xiamen Stone Fair still plays a signi cant role in the industry by covering the entire production chain, including extraction, design, processing, manufacturing, construction, etc. BGH: In your opinion, how is Brazil advancing and showing its potential in this market? XSF: Brazil is still one of the leading exporters of granite in the world. According to the statistics of 2017, China imports almost only raw stones because it has a large processing capacity. Among the imported materials, the marble and granite blocks are the majority and Brazil ranked second in the list of our main suppliers of granite, followed by Norway, Saudi Arabia, Finland and South Africa. We believe that Brazil will continue to be a major competitor in this granite block market in the future. BGH: What's new in terms of events planned for the natural stone market in 2019/2020?


XSF: The 2019 edition of Xiamen Stone Fair has grown a lot. We have the presence of new suppliers, with an increase of 13.1% in relation to the number of participants of the previous year, as well as new buyers, for a total of 12.17% increase compared to 2018. With the success achieved in 2018, the "Launch Out @XSF" event continues this year to help visitors nd the products they seek from the numerous exhibitors at the fair. New products will be launched and exhibited in Hall C3b. In the period from March 6 to 8, we will have two conferences per day focusing on three main categories: Extraction & Natural Stone; Maintenance of Tools and Machinery for Natural Stone; and Natural Stone & Arti cial Stone Products. In 2019 the "Stone In nite" Product Design Show will be moved to Hall B2, an exclusive 2,000 square foot space that was used as a major BRICS Summit 2017 meeting center. With the participation of 23 companies from China, Brazil, Germany, Indonesia, Spain, the United States and other countries, "Stone In nite" will showcase incredible design works with stones and innovative masterpieces. In addition, four Stone Design Forums are scheduled in Hall B2 to present new insights to the latest industry trends. The World Stone Congress (WSC) will also host thematic events between March 6 and 8. We will have 56 speakers from 15 countries and regions, addressing four main themes: "Global Forum of Master Architects", "Stone Design Forum", "Industry Promotion Sessions" and "Educational Stone Sessions". BGH: What are the prospects for the national and international natural stone market in 2019-2020? XSF: The stone market has been maintaining steady growth in recent years. However, it is turning more and more to the processing of the stone instead of the rough stone. Meanwhile, more and more companies seek to modernize the operation and innovate products. The application of natural stone in artistic design, decoration and lifestyle will be a strong trend in the years to come. The biennium 2019-2020 should be a good time to face the challenges of industry and to initiate innovative experiences.

XIAMEN STONE FAIR MOSTRA MERCADO VOLTADO PARA NOVOS PROCESSOS A Feira Xiamen Stone Fair, na China, é um dos maiores eventos mundiais do mercado da pedra natural. Veja nessa entrevista para a BGH com os organizadores da Mostra qual é a importância do Brasil nesse mercado e quais as perspectivas apontadas pelos chineses para os próximos anos. BGH: Considerando a abrangência do Portal e sua visão inovadora, quais são os principais benefícios relacionados àsua parceria com a BGH para o fortalecimento do mercado da pedra natural? XSF: O mercado brasileiro da pedra natural é signi cativo para a Xiamen Stone Fair. Em 2018 tivemos 39 empresas e associações brasileiras (9,31% do total de participantes) expondo na Feira e 2,26% dos nossos visitantes vieram da América do Sul. A Xiamen Stone Fair é voltada para a construção de uma plataforma que conecte parceiros da cadeia produtiva da pedra natural. Ao cooperar com o Portal BGH, o principal portal brasileiro que proporciona recursos integrados não apenas para empresas brasileiras, mas também de outros países, acreditamos que a Xiamen Stone Fair terá maior visibilidade; e mais produtores da indústria da pedra natural poderão escolher a Feira como a melhor alternativa para entrarno mercado chinês. BGH: Qual é a importância da realização de eventos para o crescimento do mercado da pedra natural? XSF: Criada em 2001, a Xiamen Stone Fair vem testemunhando o desenvolvimento da indústria da pedra natural na China e ao redor do mundo durante os últimos 18 anos. Atualmente, a Feira tornou-se uma das maiores e mais signi cativas exposições de pedra e máquinas industriais do mundo. Embora o cenário global de negócios seja bastante instável nos últimos anos, a Xiamen Stone Fair ainda representa um papel signi cativo na indústria ao cobrir toda a cadeia de produção, incluindo a extração, o design, o processamento, a manufatura, a construção, etc. BGH: Na sua opinião, como o Brasil vem avançando e mostrando seu potencial nesse mercado?

7


XSF: O Brasil ainda é um dos pr inc ipais exportadores de granito do mundo. De acordo com as estatísticas de 2017, a China importa quase que só pedras brutas, pois tem uma grande capacidade de processamento. Entre os materiais importados, os blocos de mármore e granito são a maioria e o Brasil cou em segundo lugar na relação dos nossos principais fornecedores de granito, seguido pela Noruega, Arábia Saudita, Finlândia e África do Sul. Nós acreditamos que o Brasil continuará sendo um grande competidor nesse mercado de blocos de granito no futuro. BGH: Quais as novidades em termos de eventos previstos para o mercado da pedra natural em 2019/2020? XSF: A edição de 2019 da Xiamen Stone Fair cresceu bastante. Temos a presença de novos fornecedores, com um aumento de 13,1% em relação ao número de participantes do ano anterior, e também novos compradores, num total de 12,17% de acréscimo em relação a 2018. Com o sucesso alcançado em 2018, o evento “Launch Out @XSF” continua este ano tendo como objetivo ajudar os visitantes a encontrar os produtos que eles procuram entre os numerosos exibidores da Feira. Novos produtos estarão sendo lançados e expostos no Hall C3b. No período de 6 a 8 de março, teremos duas conferências por dia com foco em três categorias principais: Extração & Pedra Natural; Manutenção de Ferramentas e Maquinário para Pedra Natural; e Produtos de Pedra Natural & Pedra Arti cial. Em 2019 o Show “Stone In nite” de Design de Produtos será transferido para o Hall B2, um espaço exclusivo de 2 mil metros quadrados que foi utilizado como um importante centro de reuniões do BRICS Summit 2017. Com a participação de 23 empresas da China, Brasil, Alemanha, Indonésia, Espanha, Estados Unidos e outros países, “Stone In nite” irá mostrar trabalhos incríveis de design com pedras e obras-primas inovadoras. Além disso, quatro Fóruns de D esign em Pedra estão agendados no Hall B2 para apresentar novas perspectivas às últimas tendências da indústria. O Congresso Mundial da Pedra (WSC) também irá realizar eventos temáticos entre os dias 6 e 8 de março. Teremos 56 palestrantes de 15 países e regiões, abordando quatro temas principais: “Forum Global de Mestres Arquitetos”, “Forum do Design da Pedra”, “Sessões para a Promoção da Indústria”, e “Sessões Educacionais sobre a Pedra”. 8

BGH: Quais são as perspectivas para o mercado nacional e internacional de pedras naturais em 2019-2020? XSF: O mercado da pedra vem mantendo um crescimento estável nos últimos anos. No entanto, ele está se voltando cada vez mais para o processamento da pedra, em vez da pedra bruta. Enquanto isso, um número cada vez maior de empresas busca modernizar a operação e inovar produtos. A aplicação da pedra natural no design artístico, na decoração e no estilo de vida será uma tendência forte nos anos vindouros. O biênio 20192020 deverá ser um bom momento para encarar os desa os da indústria e iniciar experiências inovadoras.


PROSPECTS FOR RUSSIAN NATURAL STONE MARKET The STONE INDUSTRY will celebrate its 20th anniversary during its 2019 edition. The exhibition was launched under the name EXPOSTONE in 1999 and since then it has become the biggest international event for the natural stone industry in Russia and Eastern Europe. With 40 participants from Russia and CIS countries in 1999, today the Exhibition gathers over 300 exhibitors from around 20 countries. As one of BGH's partners, STONE INDUSTRY emphasizes the importance of mutual cooperation: “Our countries are situated in different parts of the world which p s yc h o l o g i c a l l y l e a d t o r a t h e r w e a k information exchange. The par tnership between BGH Portal and our Exhibition helps Russian stone companies get acquainted with the Brazilian stone industry allowing its stone producers to get information about STONE INDUSTRY - the leading exhibition in Russia for natural stone quarrying, processing and application that can help them to enter our market”, explains Maria Tretyakova, Exhibition Director for EXPOSTONE. After the long economic crisis aroused by a sharp decline in energy prices, today the Russian market for natural stone seems to have stabilized. In the new economic environment where the local currency, the ruble, is much weaker than before, the local stone industry has received a significant boost, according to Tretyakova: “Though local stone is much cheaper now, it cannot substitute imported stone in many applications. So the import of blocks, semi-processed and processed stone is currently increasing. Generally, the application of natural stone shows a considerable growth, specially concerning kerbstones and marble tiles (due to the large-scale State urban improvement programs that include street paving and metro construction). The demand for natural stone by the constructors of commercial and residential buildings is also going up”. The forecast of the Russian stone market development is optimistic. In 2018 the application of stone in the country increased 12%, and the expected growth for 2019 is 10

around 6%. In the period of 2020-2025 the application shall grow by 3% annually and so by 2025 it may reach 47.500.000 tons which is 40% higher than in 2017. Positive dynamics of the market in the medium-term perspective will be mainly due to the development of construction industry and the implementation of many important construction projects, as well as to the recovery of the national economy and growth of consumer purchasing power in general. In spite of the drastic development of Internet and other means of communication, holding events for the natural stone market is very important for its growth. As Tretyakova states, exhibitions play a crucial role as they allow professionals to get acquainted with all the achievements of the industry in one go, familiarizing themselves with new products and technologies, finding reliable partners and suppliers and closing profitable deals. “All this stimulates the development of national and international cooperation and favors the growth of the market”, says Tretyakova. STONE INDUSTRY 2019 will showcase natural stones from main quarries in Russia and CIS - marble from Ural and Dagestan (Caucasus), granite and gabbro-diabase from Karelia (North of Russia), granite from Ukraine, Kazakhstan and Uzbekistan, limestone from Kyrgyzstan, travertine from Armenia as well as different kinds of natural stones from China, India, Iran, Italy,Portugal, Spain, Turkey, among other countries. The exposition will include goods for exterior, interior and landscape design, tiles for facades, stone for pavement, stone artworks & decorative products, mosaics, grave monuments, as well as quarrying and stone processing machinery & equipment, engraving machines, hoisting devices, diamond, abrasive and carbide tools, chemicals for care & preservation of natural stone etc. Tretyakova points out that Brazilian Stones are not well known in Russia: “Itis a pity since Brazil has a big variety of stones and some kinds and colors of Brazilian marble are absolutely unique. I am sure that the Brazilian marble will find a big market here”, she guarantees.


PERSPECTIVAS DO MERCADO RUSSO DE ROCHAS ORNAMENTAIS O evento parceiro da BGH Stone Industry, celebrará seu 20º aniversário em sua edição de 2019. A exposição foi lançada sob o nome EXPOSTONE em 1999 e desde então se tornou o maior evento internacional para a indústria de pedras naturais na Rússia e Europa Oriental. Com 40 participantes dos países da Rússia e da CEI em 1999, hoje a Exposição reúne mais de 300 expositores de cerca de 20 países. Como um dos parceiros da BGH, a STONE INDUSTRY enfatiza a importância da cooperação mútua: “Nossos países estão situados em diferentes partes do mundo, o que psicologicamente leva a uma troca de informações bastante limitada. A parceria entre o Portal BGH e nossa exposição ajuda as empresas russas de rochas a se familiarizarem com a indústria de rochas brasileira permitindo que seus produtores obtenham informações sobre a STONE INDUSTRY - a principal exposição na Rússia para pedreiras, processamento e aplicação de pedras naturais que podem ajudá-los a entrar mercado ”, explica Maria Tretyakova, Diretora de Exposições da EXPOSTONE. Após a longa crise econômica provocada por um declínio acentuado nos preços da energia, hoje o mercado russo de pedras naturais parece ter se estabilizado. No novo ambiente econômico em que a moeda local, o rublo, é muito mais fraca do que antes, a indústria local de pedras recebeu um impulso signi cativo, segundo Tretyakova: “Embo-

ra a pedra local seja muito mais barata agora, não pode substituir a pedra importada em muitas aplicações. Assim, a importação de blocos semiprocessados e processados está aumentando atualmente. Geralmente, a aplicação de pedras naturais mostra um crescimento considerável, especialmente no que diz respeito aos ladrilhos e ao mármore (devido aos programas de melhoria urbana em grande escala do Estado que incluem pavimentação de ruas e construção de metrô). A demanda por pedra natural pelos construtores de edifícios comerciais e residenciais também está subindo”. A previsão do desenvolvimento do mercado de rochas russas é otimista. Em 2018 a aplicação de pedra no país aumentou 12%, e o crescimento esperado para 2019 é de cerca de 6%. No período de 2020-2025 a aplicação deverá crescer 3% ao ano e assim até 2025 poderá chegar a 47.500.000 toneladas, o que é 40% maior que em 2017. A dinâmica positiva do mercado na perspectiva de médio prazo será principalmente devido ao desenvolvimento da indústria da construção civil e à implementação de muitos projetos de construção importantes, bem como pela recuperação da economia nacional e crescimento do poder de compra do consumidor em geral. Apesar do desenvolvimento drástico da Internet e outros meios de comunicação, a realização de eventos para o mercado de pedras naturais é muito importante para o seu crescimento. Como a rma Tretyakova, as exposições desempenham um papel crucial, pois permitem que os pro ssionais conheçam todas as realizações do setor de uma só vez, familiarizando-se com novos produtos

11


e tecnologias, encontrando parceiros e fornecedores con áveis e fechando negócios lucrativos. “Tudo isso estimula o desenvolvimento da cooperação nacional e internacional e favorece o crescimento do mercado”, diz Tretyakova. STONE INDUSTRY 2019 mostrará pedras naturais das principais pedreiras da Rússia e da CEI - mármore do Ural e do Daguestão (Cáucaso), granito e gabro-diabásio da Carélia (norte da Rússia), granito da Ucrânia, Cazaquistão e Uzbequistão, calcário do Quirguistão, travertino da Armênia, bem como diferentes tipos de pedras naturais da China, Índia, Irã, Itália, Portugal, Espanha, Turquia, entre outros países. A exposição incluirá produtos para exterior, interior e paisagismo, azulejos para fachadas, pedra para pavimento, obras de arte em pedra e produtos decorativos, mosaicos, monumentos, bem como pedreiras e máquinas e equipamento para processamento de pedra, máquinas de gravação, dispositivos de elevação, diamante, ferramentas abrasivas e de carboneto, produtos químicos para cuidados e preservação de pedras naturais etc. Tretyakova ressalta que as pedras brasileiras não são bem conhecidas na Rússia: “É uma pena que o Brasil tenha uma grande variedade de pedras e alguns tipos e cores de mármore brasileiro sejam absolutamente únicos. Tenho certeza que o mármore brasileiro vai encontrar um grande mercado aqui”, garante.

12

Photos by: Stone Industry 2018


THE INDUSTRIAL REVOLUTION 4.0

W

hen we talk about the evolutionof industry and the fourth industrial revolution, a new term emerges that is Industry 4.0, a concept that defines the most modern development processes in the management of the industrial production chain, encompassing technologies for automation, data analysis, cost reduction, control and operational customization. This concept already exists and has been applied in Brazil. An example is the autonomous trucks that since 2019 operate in the Brucutu mine, of Vale, in Minas Gerais. With a capacity of 240 tons, they circulate on the roads of a large mining area without an operator in the cabin. Controlled only by computer systems, GPS, radars and artificial intelligence, vehicles move efficiently between the front of the farm and the unloading area. To define what Industry 4.0 is, you have to look at four factors that are revolutionizing and transforming the world of work. They are: the Cyber-Physical Systems, the Internet of Things, the Internet of Services and the Smart Factory. Each presents a series of skills / capabilities that should be characteristic of a company / industry 4.0. Cyber-Physical Systems consist of the integration of computing and physical processes into an industry. This means that computers and networks are able to monitor, qualify and optimize the physical work process. The Internet of Things has the ability to extract information and reuse it in various types of applications, realizing changes in the environment. A good example of this is fire alarms. Nowadays, electronic devices, such as cell phones, tablets, TVs, are all connected with other similar devices, or with the Internet. The more devices come up, the more complex

14

it is to use them. The Internet Services aims to create a package that simplifies all connected devices to optimize their use by simplifying the process. Intelligent Factories are the key to Industry 4.0. They adopt a system capable of dealing with both the physical world and the virtual world. Such systems, known as background systems, operate behind the scenes. They are able to recognize the environment and objects, and can be fed with information related to the production object, such as designs and models. BENEFITS AND CHALLENGES Technology and modernization offer numerous advantages that can make Industry 4.0 more competitive. Among them, the optimization of production stands out. Equipment and devices capable of optimizing production reduce the waste of time and material to almost zero. Customization is the ability to create a flexible market where production is driven by consumer need. This is directly linked to the well-established communication between the manufacturer and its consumer, speeding up production and the delivery process, increasing customer satisfaction and loyalty. However, there are challenges to be overcome. Among them we can mention the security issue related to information technology; the need for large investments in technology; the qualification of labor; and the issue of customer privacy, as their data is continuously accessed and evaluated for the sake of production. The Industry 4.0 concept is definitely a revolutionary approach that provides new levels of optimization and productivity, but for


this it is essential that governments, entrepreneurs and corporations encourage experiences in these areas. Sindirochas, one of the unions representing the national mining sector, has been in contact with Sesi / Senai's Innovation, Technology and Productivity sector and with the research sector of CETEM's Mineral Technology Center to discuss Industry 4.0 projects that may be implemented in the ornamental stone sector, with the aim of increasing productivity and making companies more competitive.

A REVOLUÇÃO INDUSTRIAL 4.0 E A MINERAÇÃO Quando se fala na evolução da indústria e na quarta revolução industrial, surge um termo novo que é a Indústria 4.0, um conceito que define os mais modernos processos de desenvolvimento na gestão da cadeia de produção industrial, englobando tecnologias para automação, análise de dados, redução de custos, controle e customização operacional. Esse conceito já existe e vem sendo aplicado no Brasil. Um exemplo são os caminhões autônomos que desde 2019 operam na mina Brucutu, da Vale, em Minas Gerais. Com capacidade para 240 toneladas, circulam nas vias de uma grande área de mineração sem um operador na cabine. Controlados apenas por sistemas de computador, GPS, radares e inteligência artificial, os veículos se movimentam de forma eficiente entre a frente de lavra e a área de descarga. Para definir o que é a Indústria 4.0 é preciso observar quatro fatores que estão revolucionando e transformando o mundo do trabalho. São eles: os Sistemas Ciber-Físicos, a internet das Coisas, a Internet dos Serviços e a Fábrica Inteligente (SmartFactory). Cada um apresenta uma série de habilidades/capacidades que devem ser características de uma empresa/indústria 4.0. Os Sistemas Ciber-Físicos consistem na integração da computação e dos processos físicos numa indústria. Isso significa que computadores e redes são capazes de monitorar, qualificar e otimizar o processo físico de trabalho. A Internet das Coisas tem a capacidade de extrair informações e reutilizá-las em vários tipos de aplicações, percebendo mudanças no meio ambiente. Um bom exemplo disso são os alarmes contra incêndio. Atualmente, os aparelhos eletroeletrônicos, como celulares, tablets, TVs, estão todos conectados com outros aparelhos similares, ou com a inter-

net. Quanto mais aparelhos surgem, mais complexo é utilizá-los. A Internet dos Serviços tem como objetivo criar uma embalagem que simplifique todos os aparelhos conectados para otimizar sua utilização por meio da simplificação do processo. Já as Fábricas Inteligentes são a chave da Indústria 4.0. Elas adotam um sistema capaz de lidar tanto com o mundo físico, quanto com o mundo virtual. Tais sistemas, conhecidos como “background systems”, operam nos bastidores. Eles são capazes de reconhecer o meio ambiente e os objetos, e podem ser alimentados com informações relacionadas ao objeto de produção, como por exemplo, desenhos e modelos. BENEFÍCIOS E DESAFIOS A tecnologia e a modernização oferecem inúmeras vantagens que podem tornar a Indústria 4.0 mais competitiva. Entre elas destaca-se aotimização da produção. Equipamentos e aparelhos capazes de otimizar a produção reduzem para quase zero o desperdício de tempo e material. A customização é a capacidade de criar um mercado flexível onde a produção é orientada pela necessidade do consumidor. Isso está diretamente ligado à comunicação bem-feita entre o fabricante e seu consumidor, acelerando a produção e o processo de entrega, aumentando a satisfação e fidelização do cliente. No entanto, há desafios a serem vencidos. Entre eles podemos citar a questão da segurança relacionada à tecnologia da informação; a necessidade de grandes investimentos em tecnologia; a qualificação de mão de obra; e a questão da privacidade do cliente, já que seus dados são continuamente acessados e avaliados em prol da produção. O conceito de Indústria 4.0 é definitivamente uma abordagem revolucionária que proporciona novos níveis de otimização e produtividade, mas para isso é essencial que governos, empresários e corporações incentivem experiências nessas áreas. O Sindirochas, um dos sindicatos representativos do setor de mineração nacional, vem mantendo contato com o setor de Inovação, Tecnologia e Produtividade do Sesi/Senai e com o setor de pesquisa do Centro de Tecnologia Mineral CETEM para discutir projetos da Indústria 4.0 que possam ser implementados no setor de rochas ornamentais, com o objetivo de aumentar a produtividade e tornar as empresas mais competitivas. SOURCES: https://www.cleverism.com/industry-4-0/ www.vale.com www.cetem.gov.br

15


BRAZIL STARTS 2019 WITH EXPECTATION OF GROWTH IN EXPORTS OF NATURAL STONES

W

the Brazilian natural stone market started 2019 with a timid growth in exports. The firstquarter (January-March) result was $ 223,232,779, little more than the same period in 2018, which totaled $ 206,145,041. In addition to the exports of blocks and slabs of granite and marble, as well as other types of stones such as slate, Brazilian exports reached US $ 992,548,146 last year. Although the amount was lower than the Brazilian market exported in the previous year, registering a fall of 10.38%, Brazil managed to remain in 4th place in the world ranking of countries producing natural stones. The drop in exports was mainly seen in the number of granite and marble slabs. On the other hand, there was a significant increase in exports of marble blocks. It is worth mentioning that the Brazilian market depends substantially on imports from the United States. The Americans are the main buyer of Brazil and the product that they most import is granite slab. Other major buyers of Brazilian stones are China and Italy, but on a smaller scale.

BRASIL COMEÇA 2019 COM EXPECTATIVA DE CRESCIMENTO NAS EXPORTAÇÕES DE PEDRAS NATURAIS O mercado brasileiro de pedras naturais começou 2019 com um crescimento tímido nas exportações. O resultado do primeiro trimestre (janeiro a março) foi de US$ 223.232.779, pouca coisa superior ao mesmo período de 2018, que registrou um total de US$ 206.145.041. Somando as exportações de blocos e chapas de granito e mármore, bem como outros tipos de rochas como a ardósia, as exportações brasileiras alcançaram a cifra de US$ 992.548.146 no ano passado. Embora o montante tenha sido menor do que o mercado brasileiro exportou no ano anterior, registrando uma queda de 10,38%, o Brasil conseguiu se manter na 4ª posição no ranking mundial de países produtores de pedras naturais. A queda nas exportações foi percebida principalmente no número de chapas de granito e mármore. Por outro lado, houve um incremento significativo nas exportações de blocos de mármore. Vale destacar que o mercado brasileiro depende substancialmente das importações dos Estados Unidos. Os norte-americanos são os principais compradores do Brasil e o produto que eles mais importam são justamente chapas de granito. Outros dos principais países compradores das rochas brasileiras continuam sendo China e Itália, porém em menor escala. Fonte: Sindirochas

16


BGH AND NATURAL STONE MARKET EVENTS BGH NOS EVENTOS DO MERCADO DA PEDRA NATURAL

0

ne of the actions to promote and increase BGH's network is to participate in national and international natural stone market events. One of the highlights of 2018 was the visit to the renowned international event Marmomac fair in Verona, Italy, considered one of the world's largest exhibitions of stones, design and technologies, bringing together more than 1,600 exhibitors from 56 countries. BGH has cooperation agreements with some of the most relevant fairs in the natural stone market worldwide. Among BGH main partners are Xiamen Stone Fair (China), Middle East Stone (United Arab Emirates), Stone Industry (Russia), and Stone & Surface Saudi (Saudi Arabia). Participation in natural stone market events guarantees BGH up-to-date information on the latest developments as well as a continuous increase in its cooperation network, meaning new business opportunities for companies belonging to the BGH Portal.

Uma das ações de promoção e incremento do networking da BGH é a participação em eventos nacionais e internacionais do mercado da pedra natural. Um dos destaques do ano de 2018 foi a visita realizada à reconhecida feira Marmomac em Verona, Itália, considerada uma das maiores exposições mundiais de pedras, design e tecnologias, reunindo mais de 1.600 exibidores de 56 países. A BGH possui acordos de cooperação com alguns dos mais relevantes eventos do mercado da pedra natural mundial. Entre os nossos principais parceiros estão Xiamen Stone Fair (China), MiddleEast Stone (Emirados Árabes Unidos), Stone Industry (Rússia), e Stone & Surface Saudi (Arábia Saudita). A participação em eventos assim garante à BGH informação atualizada sobre as últimas novidades do mercado da pedra natural, além de contínuo incremento na sua rede de cooperação, signi cando novas oportunidades de negócios para as empresas que pertencem ao Portal BGH.

17


INTERVIEW

Thales Rocha, presidente do Sindirochas

ENTREVISTA

D

o you believe that innovative initiatives that seek to add value and help the Brazilian natural stone market are positive? The brazilian ornamental stone sector is characterized by pioneering pioneering, boldness, innovation and rapid adaptation. Always sought to meet the world's demands and had to seek the alternatives for this, be it importing technology, or creating its own technological solutions for constant innovation. The new challenge is to increase the export of nished pieces of ornamental stones. For this, companies need to go through a new technological leap that involves the development of equipment, training of labor and improvement of processes. This demands a coherent and integrated set of practices that guarantee a good interface of its management with the productive chain. When they do not adopt these practices on their own, the versatility of the market charges this. Another important point is the need for evolution in business management and knowledge of the speci cs of its clients and foreign markets. In the sector of ornamental stones, among exporting companies, knowledge of rules of sending materials to di erent countries, for example, are essential information. In addition, the diversi cation of markets is fundamental to reduce the economic dependence of the main market. What is Brazil's position in the international natural stone market? Who are our main competitors and business partners? The strength of the Brazilian ornamental stone sector continues to rise in the international market. Data from the Brazilian Association of Ornamental Rocks (Abirochas) indicate that Brazil occupies the 4th position of countries that produced the most natural rocks, being responsible for 7% of the world production of the rock sector. Commercial transactions in the year 2018 ended with an amount of US $ 992.5 million in exports. The United States, China and Italy stood out and took the top positions. What are the main stones produced and exported in Brazil? Brazil is the holder of the greatest diversity of ornamental stones in the world. It is di cult to de ne which are the main rocks produced and exported by Brazil. The markets have di erent preferences and there is a huge variety of rocks. Exotic and superexotic stones are currently up, but

18

the classics also have a large part of the market, such as blacks and yellows, for example. What are the advantages and potential of Brazil in this market? Brazil is privileged in its geology, since in the Brazilian soil more than 1,200 varieties of ornamental stones are found. Currently, about 10,000 companies are part of the productive arrangement of ornamental stones in the country. What are the main challenges facing the country in this market? The Brazilian ornamental rocks have as main destinations the USA, China and Italy. The sector comes year after year looking for space in new markets, that are in phase of growth, to diminish this dependence. Another challenge is to explore the sale of third cycle materials, which is what we call the nished materials. At this stage the product gains more value and, consequently, increases the turnover of companies. In your point of view, what are the prospects for the natural stone market in 2019-2020? Considering the good performance in the last four months of 2018, the expectation is for growth to resume, closing above what was veri ed in 2018. Brazil has been experiencing a new wave of evolution in exported products. The export of nished products tends to increase signi cantly in 2019 by the perception of the opportunity of adding value to the stone, increasing the companies' revenues. In the international arena, even the di culties in China-US trade relations can be bene cial to Brazil. Brazilian stones may nd more market in the US if American barriers intensify against the Asian country. Another interesting factor is that companies have sought new markets and diversi ed the supply of materials. This strategy helps maximize opportunities. Anyway, the expectation is really very good and we are optimistic about the direction of ornamental stones. In the domestic market, we believe that 2019 should close with good numbers as well. Already at the end of last year, we felt an increase in the demands after the announcement of the change of the economic team of the country. Optimistic forecasts from the construction industry in Brazil also raise expectations for a better year than what has gone by.


Você acredita que iniciativas inovadoras que buscam agregar valor e ajudar ao mercado brasileiro de pedras naturais são positivas? O setor de rochas ornamentais brasileiro tem como marcas o pioneirismo, arrojo, inovação e adaptação muito rápidas. Sempre procurou atender as demandas mundiais e teve que buscar as alternativas para isso, seja importando tecnologia, seja criando suas próprias soluções tecnológicas pela inovação constante. O novo desa o é o aumento da exportação de peças acabadas de rochas ornamentais. Para isso, as empresas precisam passar por um novo salto tecnológico que envolve o desenvolvimento de equipamentos, capacitação de mão-de-obra e melhoria dos processos. Isso demanda um conjunto coerente e integrado de práticas que garantam uma boa interface de sua gestão com a cadeia produtiva. Quando elas não adotam essas práticas por si só, a versatilidade do mercado cobra isso. Outro ponto importante é a necessidade de evolução em gestão empresarial e conhecimento das especi cidades de seus clientes e mercados estrangeiros. No setor de rochas ornamentais, entre as empresas exportadoras, conhecimento de regras de envio de materiais para os diferentes países, por exemplo, são informações essenciais. Além disso, a diversi cação dos mercados é fundamental para diminuir a dependência econômica do mercado principal. Qual é a posição do Brasil no mercado internacional de pedras naturais? Quais são nossos principais concorrentes e parceiros de negócios? A força do setor de rochas ornamentais brasileiras segue em alta no mercado internacional. Dados da Associação Brasileira de Rochas Ornamentais (Abirochas) apontam que o Brasil ocupa a 4º posição de países que mais produziram rochas naturais, sendo responsável por 7% da produção mundial do setor de rochas. As transações comerciais no ano de 2018 encerraram com um montante de US$ 992,5 milhões em exportações. Estados Unidos, China e Itália se destacaram e ocuparam as primeiras posições. Quais são as principais pedras produzidas e exportadas no Brasil? O Brasil é o detentor da maior diversidade de rochas ornamentais do mundo. É difícil de nir quais são as principais rochas produzidas e exportadas pelo Brasil. Os mercados possuem preferências diferentes e existe uma enorme variedade de rochas. Atualmente, as rochas exóticas e superexóticas estão em alta, mas os clássicos também possuem grande parte do mercado, como os pretos e amarelos, por exemplo.

Quais são as vantagens e o potencial do Brasil nesse mercado? O Brasil é privilegiado em sua geologia, uma vez que no solo brasileiro são encontradas mais de 1.200 variedades de rochas ornamentais. Atualmente, cerca de 10.000 empresas fazem parte do arranjo produtivo das rochas ornamentais no país. Quais os principais desa os que o país enfrenta nesse mercado? As rochas ornamentais brasileiras têm como principais destinos os EUA, a China e a Itália. O setor vem ano após ano buscando espaço em novos mercados, que estão em fase de crescimento, para diminuir esta dependência. Outro desa o é explorar a venda dos materiais de terceiro ciclo, que é como chamamos os materiais acabados. Neste estágio o produto ganha mais valor e, consequentemente, aumenta o faturamento das empresas. No seu ponto de vista, quais são as perspectivas para o mercado de pedras naturais em 2019-2020? Considerando o bom desempenho nos últimos quatro meses de 2018, a expectativa é de retomada do crescimento, com fechamento acima do que foi veri cado em 2018. O Brasil vem passando por uma nova onda de evolução nos produtos exportados. A exportação de produtos acabados tende a aumentar signi cativamente em 2019 pela percepção da oportunidade de agregação de valor à rocha, aumentando o faturamento das empresas. No cenário internacional, até as di culdades veri cadas nas relações comerciais entre China e EUA podem ser bené cas para o Brasil. As rochas brasileiras podem encontrar mais mercado nos EUA se as barreiras americanas se intensi carem contra o país asiático. Outro fator interessante é que as empresas têm buscado novos mercados e diversi cado a oferta de materiais. Essa estratégia contribui para maximizar as oportunidades. En m, a expectativa é realmente muito boa e estamos otimistas quanto aos rumos das rochas ornamentais. No mercado interno, acreditamos que 2019 deva fechar com bons números também. Já no nal do ano passado, sentimos aumento nas demandas após o anúncio da mudança da equipe econômica do país. As previsões otimistas do setor de construção civil no Brasil também aumentam a expectativa para um ano melhor do que o que passou. Tales Machado, presidente do Sindirochas (Sindicato das Indústrias de Rochas Ornamentais, Cal e Calcário do Estado do Espírito Santo) Crédito da imagem: Wallace Hull 19


EXOTIC STONES GAIN SPACE IN ARCHITECTURE AND DECORATION

I

n the scenery of construction and decoration, exotic materials have been increasingly valued and used in the design and high standard architecture. As one of the world's largest geodiversity, with quartzites, marbles, slates, exotic granites and translucent stones, Brazil has more than a thousand types of ornamental stones. When speaking of natural stones, the characterization of the exotic is de ned by composition. Each stone is formed by certain minerals, always in the same quantities. Marble, for example, is formed by limestone whereas granites are formed by feldspar and quartz. Thus, what characterizes an exotic stone is its formation: it can be a change in composition, climatic conditions or natural geological conditions, such as earthquakes and volcanic activity. All these factors interfere in the process of stone formation and produce a material with di erent colors, veins and visual pattern. Exotic marbles have di erent amounts of limestone in their composition. This changes the appearance, but also the strength of the stone, because the more limestone, the more resilient they become. Brazilian marbles stand out by the veins in rhythmic and apparent patterns. Exotic granites are widely known and used. With di erent levels of quartz, limestone and feldspar in their composition, they have

20

rare and highly prized colors. An example is the Ace of Clubs Granite, a variation of the polar white with a di erent pattern of pigmentation. Other exotic granites are Centaurus and Sagittarius, which bring more or less orange and black in color. Another exotic stone highly valued and produced in Brazil is the Quartzite. Sometimes iis confused with granite, however it has more quartz in its composition and so it is more resistant. It does not scratch and its brilliance lasts for decades. They are colorful and with very varied tones, with veins and pigmentations. One of the most exotic natural stones in the world is the quartzite with alexandrite composition. It is very coveted internationally, because although it existed in Russia in the past, it is currently only found in Brazil. Other examples of exotic stones produced in Brazil are Muscovite, enveloped with quartz, discovered 20 years ago in Bahia and classi ed as super exotic material. Each square meter is worth R $ 2,500. And the blue Sodalite, rare and with di erentiated tonality, is so expensive that it is used only for details. Each square meter is worth R$ 1.5 thousand.

PEDRAS EXÓTICAS GANHAM ESPAÇO NA ARQUITETURA E DECORAÇÃO No cenário da construção e decoração, os materiais exóticos têm sido cada vez mais valorizados e utilizados no design e arquitetura de alto padrão.


Berço da maior geodiversidade do mundo, com quartzitos, mármores, ardósias, granitos exóticos e pedras translúcidas, o Brasil possui mais de mil tipos de rochas ornamentais. Quando se fala em pedras naturais, a caracterização do exótico se de ne pela composição. Cada pedra é formada por determinados minerais, sempre nas mesmas quantidades. O mármore, por exemplo, é formado por calcário e os granitos, por feldspato e quartzo. Assim, o que caracteriza uma pedra exótica é a sua formação: pode ser uma mudança na composição, condições climáticas ou condições naturais geológicas, como terremotos e atividade vulcânica. Todos esses fatores interferem no processo de formação da pedra e produzem um material com cores, veios e padrão visual diferenciados. Os mármores exóticos têm em sua composição diferentes quantidades de calcário. Isso muda a aparência, mas também a resistência da pedra, pois quanto mais calcário, mais resistentes eles se tornam. Os mármores brasileiros se destacam pelos veios em padrões ritmados e aparentes. Os granitos exóticos são bastante conhecidos e utilizados. Com diferentes níveis de quartzo, calcário e feldspato em sua composição, eles têm cores raras e bastante valorizadas. Um exemplo é o Granito Ás de Paus, uma variação do branco polar

com uma padronagem de pigmentação diferente. Outros granitos exóticos são o Centauro e o Sagitário, que trazem mais ou menos laranja e preto nas cores. Outra pedra exótica bastante valorizada e produzida no Brasil é o Quartzito. Às vezes ele é confundido com o granito, porém tem mais quartzo em sua composição e por isso é mais resistente. Ele não risca nem arranha e seu brilho dura décadas. São coloridos e com tons bem variados, com veios e pigmentações. Uma das pedras naturais mais exóticas do mundo é o quartzito com composição de alexandrita. Ela é muito cobiçada no exterior, pois embora existisse antigamente também na Rússia, atualmente só vem sendo encontrada no Brasil. Outros exemplos de pedras exóticas produzidas no Brasil são a Muscovita, envelopada com quartzo, descoberta há 20 anos na Bahia e classi cada como material super exótico. Cada metro quadrado chega a valer R$ 2,5 mil. E a Sodalita azul, rara e com tonalidade diferenciada, tão cara que é utilizada apenas para detalhes. Cada metro quadrado chega a valer R$ 1,5 mil. Source: Agência de Notícias CNI – Portal da Indústria, Vitória Stone Fair, Sindirochas e Top Mármore 21


TRENDS IN THE USE OF NATURAL STONE IN MODERN ARCHITECTURE

N

atural stones have always been used as a material in architecture not only in finishes but also in constructions. According to architect Lorena Irmer Murata, stones appear in almost every phase of the architecture and construction work: "In civil construction all natural stones can be used in several stages, since each one has purposes and advantages for a certain utility. We can use them for a range of functions that go from foundation, structure to finishing. At the foundation, natural stones provide adequate infrastructure and resistance against weather whereasin finishing stones provide easy cleaning and aesthetics, "she explains. Stones like granite, marble or slate are at the forefront of modern proposals, in virtually every type of environment, from contemporary bathrooms to kitchen work stations. The versatility of the stones allows combinations with other materials and the possibility of creating rustic, exotic or modern settings of classic or contemporary styles. "Today, this variety of options gives us more freedom to apply them in a variety of situations and environments. And because it is a material that has natural benefits that only tend to aggregate in a project, the possibilities to be creative are limitless. The most common places are in benches, bollards, sieves and sills ... which are places that demand extreme resistance. But we can apply them in several other places like details in the ground, near the fireplaces and swimming pool ", adds the architect. One example is marble or quartzite slabs in exterior areas, widely used in modern designs, bringing together functionality and visual appeal in the same place. 22

Design-oriented architects are using Brazilian stones such as agate and sodalite in detail in benches in bathrooms, in niches, stairs or fireplaces, obtaining an exotic touch that values the environments. For Lorena, it is difficult to define boldness in the use of natural stone: "After all, it is a material like any other, so in that angle, I see that what counts is the context / concept of each project. In my opinion, in the case of natural stones, it is possible to consider daring the amount of stones used in the projects, since natural stones still have a high cost and the budget of each cliente must be respected. However, I am sure that every architect's intention is to apply natural stone as much as they can. It brings beauty, warmth, ease cleaning and, at the same time, resistance. " Another trend of the current architecture is the concern with quality of life and sustainability. Therefore, the projects have to guarantee economy, care for the environment and health, using more and more quality materials that guarantee thermal and acoustic insulation. Natural stone meets these two requirements well. An example is the Portuguese stone: economic, practical and sophisticated, it has been used a lot, mainly for floors and walls. Limestone is another trend in architectural designs. Similar to marble, limestone is a limestone composed of mineral calcite, clay, sand and iron oxide, elements that determine different degrees of porosity, texture and shade. With low shine, it appears in many colors, ranging from beige to gray, enabling rich combinations with other types of building material and finish. It can be used in outdoor and indoor environments, as well as in walls, floors and finishes. It is also widely used in countertops, as it does not need any seams ensuring good finish. Lorena believes that stonematerials are much more than a trend as they will continue to be used in construction and decoration for a long time: "The use of natural stones in civil construction began thousands of years ago, when Egypt explored the first quarries in order to use monumental limestone and syenite constructions. Even among so many innovative alternatives and differentiated solutions, natural stones continue to be one of the most used and resistant materials available, " she concludes.


TENDÊNCIAS PARA O USO DA PEDRA NATURAL NA ARQUITETURA MODERNA A pedra natural sempre foi um material bastante explorado na arquitetura, não só nos acabamentos, mas também nas construções. De acordo com a arquiteta Lorena Irmer Murata, as pedras aparecem em praticamente todas as fases da obra: “Na construção civil todas as pedras naturais podem ser usadas em diversas etapas, pois cada uma possui propósitos e vantagens para determinada utilidade. Podemos utilizá-las desde a fundação, estrutura e até no acabamento. Na fundação elas proporcionam infraestrutura adequada e resistência a intempéries; já no acabamento, proporcionam facilidade de limpeza e estética”, explica. Pedras como o granito, mármore ou ardósia estão na linha de frente das propostas modernas, em praticamente todo tipo de ambiente, desde banheiros contemporâneos, até estações de trabalho de cozinhas. A versatilidade das pedras permite combinações com outros materiais e a possibilidade de criar cenários rústicos, exóticos ou modernos; clássicos ou contemporâneos. “Atualmente, essa variedade de opções nos dá mais liberdade para aplicá-las em diversas situações e ambientes. E por ser um material que possui benefícios naturais que só tendem a agregar em um projeto, confesso que nossa criatividade vai além. Os locais mais comuns são em bancadas, rodabancas, sóculos e soleiras... que são locais que demandam extrema resistência. Mas podemos aplicá-las em diversos outros locais como detalhes no chão, próximo a lareiras e piscina”, indica a arquiteta. Um exemplo são as lajes de mármore ou de quartzito em áreas externas, bastante utilizadas em projetos modernos, reunindo funcionalidade e apelo visual no mesmo lugar. Arquitetos com um olhar voltado para o design estão usando pedras brasileiras como a ágata e a sodalita em detalhes nas bancadas de banheiros, em nichos, escadas ou lareiras, obtendo um toque exótico que valoriza os ambientes. Para Lorena, é difícil definir ousadia na utilização de pedra natural: “Afinal, ela é um material como qualquer outro, então, nesse ângulo, vejo que o que vale é o contexto/conceito de cada projeto. A meu ver, no caso das pedras naturais pode-se considerar ousadia a quantidade de pedras utilizadas nos projetos, já que as pedras naturais ainda possuem um custo alto e devemos respeitar o orçamento de cada cliente. No entanto, tenho certeza de que a vontade de todo arquiteto é aplicar pedra natural em tudo o que puder. Ela traz beleza, aconchego, facilidade na limpeza e, ao mesmo tempo, resistência”.

Outra tendência da arquitetura atual é a preocupação com a qualidade de vida e a sustentabilidade. Por isso, os projetos têm que garantir economia, cuidado com a meio ambiente e com a saúde, utilizando cada vez mais materiais de qualidade que garantam isolamento térmico e acústico. A pedra natural atende bem a essas duas exigências. Um exemplo é a pedra portuguesa: econômica, prática e sofisticada, ela vem sendo muito usada, principalmente para revestimento de pisos e paredes. O limestone é outra tendência nos projetos arquitetônicos. Parecido com o mármore, o limestone é uma pedra calcária composta de calcite mineral, argila, areia e óxido de ferro, elementos que determinam diferentes graus de porosidade, textura e tonalidade. Com pouco brilho, ele aparece em muitas cores, que vão do bege até o cinza, possibilitando ricas combinações com outros tipos de material de construção e acabamento. Ele pode ser usado em ambientes externos e internos, assim como em muros paredes, pisos e acabamentos. Também é bastante utilizado em bancadas, pois não precisa de emendas e garante um bom acabamento. Lorena acredita que a pedra material é muito mais do que uma tendência; é um material que vai continuar a ser utilizado na construção e decoração ainda por muito tempo: “A utilização das pedras naturais na construção civil começou há milênios, quando o Egito explorou as primeiras pedreiras afim de utilizar em suas construções monumentais calcários e sienitos. Mesmo em meio a tantas alternativas inovadores e soluções diferenciadas, as pedras naturais continuam sendo um dos materiais mais utilizados e resistentes de que dispomos”, conclui.

23


THE ADVANTAGES OF USING NATURAL STONES

T

he relationship between stone and man is one of the oldest in the history of human civili-zation. First used as a tool, it soon became one of the main materials used in construction and although over time man has discovered and created many important alternatives for engineering and architecture, stones have remained a prominent object used uptonow in all types of buildings. One of the most incredible things about natural stones is that there are no two equals; each stone is unique, created from hundreds of thousands of years of evolution. The types and varieties are virtually unlimited in their di erent colors, textures, treatments and nishes. While other building materials degrade gradually over time, natural stones have an extraordinarily long durability. Stones have the ability to grow old without losing their beauty and can be easily cleaned and restored. Research on the cost-bene t ratio of the most commonly used building materials in the world has shown that natural stones are signicantly more economical since the investment they require is largely o set by the lower 24

cost of energy, maintenance, besides their greater strength and durability. Stones have good conductivity and thermal capacity. As wall cladding material, they absorb solar radiation and prevent over heating of environments. Granite ooring, for example, retains its original look and usability for centuries with minimal wear. Another advantage of natural stones is its great potential for use in virtually any environment and for multiple purposes. Natural stones do not contain any kind of harmful substance for health. They can be used safely in kitchens or food areas since, unlike other minerals, their extraction process does not require the use of chemicals. This is one of the reasons why the natural stone industry is considered sustainable because it does not degrade the environment. Besides being quite pro table, the natural stone business generates socio economic wealth. Studies show that for each job created in the extraction process there is a multiplier e ect that boosts another 18 direct jobs in the transportation and installation of natural stone, not to mention other 60 indirect jobs related to industry and trade in this product.


AS VANTAGENS DE USAR PEDRA NATURAL A relação entre a pedra e o homem é uma das mais antigas da história da civilização humana. A princípio utilizada como ferramenta, logo ela passou a ser um dos principais materiais empregados na construção e embora ao longo do tempo o homem tenha descoberto e criado muitas alternativas importantes para a engenharia e arquitetura, o fato é que a pedra manteve lugar de destaque e continua sendo usada até hoje em todo tipo de edi cação. Uma das coisas mais incríveis sobre a pedra natural é que não existem duas iguais; cada pedra é única, criada a partir de centenas de milhares de anos de evolução. Os tipos e variedades são praticamente ilimitados em suas diferentes cores, texturas, tratamentos e acabamentos. Enquanto outros materiais para construção se degradam paulatinamente com o tempo, a pedra natural possui uma durabilidade extraordinariamente longa. Ela tem a capacidade de envelhecer sem perder a beleza e pode ser facilmente limpa e restaurada. Pesquisas sobre a relação custo x benefício dos materiais de construção mais utilizados no mundo têm demonstrado que a pedra natural é signi cativamente mais econômica já que o investimento que ela exige é amplamente compensado pelo custo menor de energia, manutenção e por sua maior resistência e durabilidade. A

pedra tem boa condutividade e capacidade térmica. Como material de revestimento para paredes, ela absorve radiação solar e evita o aquecimento excessivo dos ambientes. Pisos de granito, por exemplo, mantém seu aspecto original e usabilidade durante séculos, com um desgaste mínimo. Outra vantagem da pedra natural é seu grande potencial de utilização, em praticamente qualquer ambiente e para múltiplas nalidades. As pedras naturais não contêm nenhum tipo de substância nociva para a saúde. Elas podem ser usadas com segurança em cozinhas ou áreas de alimentação já que, ao contrário de outros minerais, seu processo de extração não exige o uso de produtos químicos. Esse é um dos motivos pelos quais a indústria da pedra natural é considerada sustentável, já que ela não degrada o meio ambiente. Além de ser bastante rentável, o negócio da pedra natural gera riqueza socioeconômica. Estudos mostram que para cada emprego criado no processode extração existe um efeito multiplicador que potencializa outros 18 empregos diretos no transporte e instalação da pedra natural, sem contar outros 60 empregos indiretos ligados à indústria e ao comércio desse produto.

Source: World Natural Stone Associaton (wonasa.com)

25


NEW TECHNOLOGIES PROVIDE MORE SECURITY AND PROFITABILITY

T

echnology is one of the keys to success in the natural stone market. Until the end of the 1990s, most Brazilian companies used the explosion as the main method of obtaining the blocks. This practice increases the level of waste generated in the process, in addition to maximizing losses, reducing the life of the quarry. This method is still used by some companies, but implies low competitiveness and serious consequences for the environment. In the Brazilian market of ornamental rocks the technological referent are Espirito Santo companies. They have machines and use modern and clean techniques, among which the most common is the diamond wire technology. In a simpli ed manner, it can be described by a yarn containing rings or diamond beads arranged along its length. These wires are driven by a sheave motor at a cutting speed ranging from 3 to 5 m² / hour. The cutting apparatus is wrapped in the rock block and, as the wire passes, the block is cut. This process minimizes the loss and production of dust, which impairs the health of workers. Another type of technology present in Brazil is helicoidal cutting, similar to diamond cutting. This cut is made by three helicoidal wires, with a velocity of 1 to 2 m² / hour, but the production of dust and debris is higher than in diamond wire technology. 26

INNOVATIONS Among the new technologies used in the natural stone market, the highlight is the diamond wire loom. It allows the splitting of blocks of rocks into sheets, which increases sawdust productivity, eliminates blasting and the use of lime in the process, reducing waste. The loom has low maintenance cost and provides a high quality nish, increasing the nal pro tability of the product. The operation is extremely simple, practical and ecological, reducing the environmental impact. According to Sindirochas, it is estimated that there are already more than 300 multi os looms operating in Espírito Santo. Another innovation is the lter press, an equipment used to separate the water from the waste of the rock processing, enabling its reuse and reducing the moisture of the waste by up to 70%, which facilitates its transportation and even use as raw material in other activities. Besides them, the expansive mortar is also being used more and more. This is expansive lime for cutting rocks. The technology works by means of a chemical reaction obtained in the mixture of the lime with the water in calculated proportions. It increases the volume of the mortar by up to four times, releasing large amounts of energy gradually and gradually. This allows the use of modern techniques and greater productivity. The technology does not produce noise, vibration, toxic gases, residue or release of fragments, being considered quite safe and sustainable.


INOVAÇÕES

NOVAS TECNOLOGIAS PROPORCIONAM MAIS SEGURANÇA E RENTABILIDADE A tecnologia é uma das chaves para o sucesso no mercado da pedra natural. Até o nal dos anos 1990, a maioria das empresas brasileiras utilizava a explosão como principal método de obtenção dos blocos. Essa prática aumenta o nível de resíduos gerados no processo, além de maximizar as perdas, reduzindo a vida útil da pedreira. Esse método ainda é utilizado por algumas empresas, mas implica em baixa competitividade e sérias consequências para o meio ambiente. No mercado brasileiro de rochas ornamentais o referencial tecnológico são as empresas do Espirito Santo. Elas possuem máquinas e utilizam técnicas modernas e limpas, entre as quais a mais comum é a tecnologia de o diamantado. De mane-

Entre as novas tecnologias utilizadas no mercado da pedra natural, o destaque é o tear de os diamantados. Ela permite o desdobramento de blocos de rochas em chapas, o que aumenta a produtividade da serragem, elimina a granalha e o uso da cal no processo, reduzindo o rejeito. O tear tem baixo custo de manutenção e proporciona um acabamento de alta qualidade, aumentando a rentabilidade nal do produto. A operação é extremamente simples, prática e ecológica, reduzindo o impacto ambiental. Segundo o Sindirochas, estima-se que já existam mais de 300 teares multi os em funcionamento no Espírito Santo. Outra inovação é o ltro prensa, um equipamento utilizado para separar a água do resíduo do bene ciamento da rocha, possibilitando sua reutilização e a redução da umidade do resíduo em até 70%, o que facilita seu transporte e até utilização como matéria prima em outras atividades. Além deles, a argamassa expansiva também vem sendo cada vez mais utilizada. Trata-se de cal expansivo para corte de rochas. A tecnologia funciona por meio de uma reação química obtida na mistura da cal com a água em proporções calculadas. Ela aumenta o volume da argamassa em até quatro vezes, liberando grande quantidade de energia de modo progressivo e gradual. Isso permite o emprego de técnicas modernas e maior produtividade. A tecnologia não produz ruído, vibração, gases tóxicos, resíduo ou lançamento de fragmentos, sendo considerada bastante segura e sustentável. Source: SEBRAE e Sindirochas

ira simpli cada, ela pode ser descrita por um o que contém anéis ou pérolas com diamante dispostos no seu comprimento. Esses os são tracionados por um motor com roldanas a uma velocidade de corte que varia de 3 a 5 m² / hora. O aparelho de corte é envolto ao bloco rochoso e, à medida que o o vai passando, o bloco vai sendo cortado. Esse processo minimiza a perda e a produção de pó, que prejudica a saúde dos trabalhadores. Outro tipo de tecnologia presente no brasil é com o de corte helicoidal, similar ao corte diamantado. Esse corte é feito por três os em forma de helicoide, com velocidade de 1 a 2 m² / hora, mas a produção de pó e resíduos é maior do que na tecnologia de o diamantado.

27


IMPORTANT FACTORS IN THE NATURAL STONE BUSINESS

A

ny economic activity needs analysis, diagnosis, and planning to succeed. The exploration and the industry of natural stone are not di erent. A study prepared by SEBRAE on the natural stone market in Rio de Janeiro brings important information and tips about the business. According to Sebrae, the three determinants for the success of the activity are: price formation, business management and management behavior. 28

According to SEBRAE, many companies do not know how to set prices for their products. They form their prices simply from the market price. It turns out that a rm's xed costs do not follow a standard; each company has its size, costs and management policy; so if a company forms its price by default the price of another company that is at a di erent economic level, the amount charged will not match its reality. This company will soon be unable to pay its costs, replenish inventory or maintain cash ow. Faced with this scenario, many seek bank loans to continue producing, compromising the nancial health of the enterprise. Corporate management also plays a key role so that all areas and employees of the company can function with excellence. It de nes the controls and practices that determine where the when to carry out some investment or change in the organization. The lack of management tools contributes to the low competitiveness of companies. Among the most important instruments are cash ow, inventory control and production control. These


indicators are valuable tools when it comes to pricing the product, analyzing the environment, and managing the business. Finally, the behavior of entrepreneurs can turn a healthy competition into cannibalism or propitiate the strengthening of the sector through the union of the category; it is a matter of perspective, to see a partner or a competitor. In a highly contested market, the most popular formula for attracting customers and closing deals is to lower the price. However, this practice can be dangerous if it is not based on well-built calculations. Often the price falls to such a low level that entrepreneurs begin to borrow to maintain their market share as the cost of production increases. According to the SEBRAE study, the ideal is that each entrepreneur knows his business deeply, identifying the level of production, method of sale, distribution, buyers, generated jobs, di culties and the reality of his market. With this data and technical support, it is possible to develop a strategic plan that guarantees the health and success of the company.

FATORES IMPORTANTES NO NEGÓCIO DA PEDRA NATURAL Qualquer atividade econômica precisa de análise, diagnóstico e planejamento para ser bemsucedida. A exploração e a indústria da pedra natural não são diferentes. Um estudo elaborado pelo SEBRAE sobre o mercado da pedra natural no Rio de Janeiro traz informações e dicas importantes sobre o negócio. De acordo com o Sebrae, os três fatores determinantes para o êxito da atividade são: formação de preço, gestão empresarial e comportamento dos gestores. De acordo com o SEBRAE, muitas empresas não sabem como de nir os preços de seus produtos. Elas formam seus preços simplesmente a partir do preço praticado pelo mercado. Acontece que os custos xos de uma empresa não seguem um padrão; cada empresa tem seu porte, encargos e política de gestão; portanto, se uma empresa forma seu preço utilizando como padrão o preço de uma outra empresa que está num patamar econômico

diferente, o valor cobrado não irá condizer com a sua realidade. Essa empresa logo não terá como bancar seus custos, repor estoque ou manter o uxo de caixa. Diante desse cenário, muitas buscam empréstimos bancários para continuar produzindo, comprometendo a saúde nanceira do empreendimento. A gestão empresarial também tem papel fundamental para que todas as áreas e colaboradores da empresa possam funcionar com excelência. Ela de ne os controles e práticas que determinam onde o quando deve-se realizar algum investimento ou alteração na organização. A falta de instrumentos de gestão contribui para a baixa competitividade das empresas. Entre os instrumentos mais importantes pode-se citar uxo de caixa, controle de estoque e controle da produção. Esses indicadores são ferramentas valiosas na hora de formar o preço do produto, analisar o ambiente e gerir o negócio. Fi n a l m e n te, o co m p o r t a m e n to d o s empresários pode transformar uma competição s a u d á ve l e m c a n i b a l i s m o o u p r o p i c i a r o fortalecimento do setor por meio da união da categoria; é uma questão de perspectiva, enxergar um parceiro ou um concorrente. Num mercado bastante disputado, a fórmula mais praticada para atrair clientes e fechar negócios é baixar o preço. No entanto, essa prática pode ser perigosa se não for feita baseada em cálculos bem embasados. Muitas vezes o preço cai num nível tão baixo que os empresários começam a se endividar para manter sua fatia de mercado, enquanto o custo de produção aumenta. Segundo o estudo do SEBRAE, o ideal é que cada empresário conheça profundamente o seu negócio, identi cando o nível de produção, método de venda, de distribuição, os compradores, empregos gerados, di culdades e a realidade do seu mercado. Com esses dados e apoio técnico, é possível elaborar um planejamento estratégico que garanta a saúde e o sucesso da empresa. Source: SEBRAE / Diagnóstico do Setor de Pedras Ornamentais https://m.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae /UFs/RJ/Menu%20Institucional/Relatorio%20Seto rial%20de%20Pedras%20Ornamentais.pdf

29


BGH: Mission, Vision and Values BGH: Missão, Visão e Valores

D

espite the satisfaction with the goals that BGH has achieved so far, we are aware of the potential of Brazilian Granite Hub to grow even more, besides the opportunities which the natural stone market o ers. Therefore, we remain focused on our MISSION, which is to promote and add value to the Brazilian natural stone market and the members of the Portal, increasing its international visibility, facilitating the business relationship in the world market. BGH'S VISION is to be recognized for the promotion of the Brazilian natural stone market, acting as facilitator of the internationalization of this market, fostering the Exchange and increasing business between companies and professionals worldwide. Based on its VALUES, BGH will continue to INNOVATE and work to expand and maintain its community connected with the natural stone market worldwide, INFORMING and PROVIDING assistance and support to enable business and market STRENGTHENING. Mission: to promote and add value to the Brazilian natural stone market and the members of the BGH Portal Vision: to be recognized for the promotion of the Brazilian natural stone market, acting as facilitator of the internationalization of this market, fostering exchange, increasing business. Values: Respect and appreciation of people, transparency, credibility, innovation, e ectiveness.

30

Embora satisfeitos com os objetivos alcançados até agora, sabemos do potencial que a Brazilian Granite Hub possui para crescer ainda mais, e das oportunidades que o mercado da pedra natural oferece. Por isso, mantemos o foco na nossa MISSÃO, que é promover e agregar valor ao mercado brasileiro de pedras naturais e aos membros do nosso Portal, aumentando sua visibilidade internacional e facilitando a relação de negócios no mercado mundial. A VISÃO da BGH é ser reconhecida pela divulgação e promoção do mercado brasileiro de pedras naturais, atuando como facilitadora da internacionalização desse mercado, fomentando o intercâmbio e incrementando os negócios entre empresas e pro ssionais. Apoiada em seus VALORES, a BGH continuará INOVANDO e trabalhando para ampliar e manter sua comunidade conectada com o mercado da pedra natural mundial, INFORMANDO e DISPONIBILIZANDO assistência e consultoria para possibilitar a realização de negócios e o FORTALECIMENTO do mercado. Missão: promover e agregar valor ao mercado brasileiro de pedras naturais e aos membros do Portal BGH Visão: ser reconhecida pela divulgação e promoção do mercado brasileiro de pedras naturais, atuando como facilitadora da internacionalização desse mercado, fomentando o intercâmbio e incrementando os negócios. Valores: Respeito e valorização das pessoas, transparência, credibilidade, inovação, e cácia.


Brazilian Granite Hub Members Natural Stone Suppliers

Company name: ABV Slate Email address: export@abvslate.com.br Website: www.abvslate.com/br/

Company name: Angramar Email address: angramar@angramar.com.br Website: http: www.angramar.com.br

Company name: Antolini Email address: vendas@antolinidobrasil.com.br Website: www.antolinidobrasil.com.br

Company name: Art Real Email address: vendas@artreal.com.br Website: http://artreal.com.br/

Company name: Brasigran Greanitos Email address: Website: http://brasigran.com.br/

Company name: Cajugram Granitos e Mรกrmores Email address: cajugram@cajugram.com.br Website: http://brasigran.com.br/

Company name: Cattegran Granitos do Brasil Email address: cattegran@cattegran.com.br Website: http://www.cattegran.com.br/pt/inicio/

Company name: Corcovado Granitos Email address: corcovado@mcorcovado.com.br Website: http://www.mcorcovado.com.br/pt/

Company name: CS3 Mรกrmores e Granitos do Brasil Email address: cs3@cs3granitos.com.br Website: http://www.cs3granitos.com.br/index.php

Company name: Dalvi Stones Email address: dsg@dsg.com.br Website: http://www.dalvistones.com.br/index.html

31


Natural Stone Suppliers

32

Company name: Corcovado Granitos Email address: corcovado@mcorcovado.com.br Website: http://www.mcorcovado.com.br/pt/

Company name: Gramarcal Email address: gramarcal@gramarcal.com.br Website: https://gramarcal.com.br/

Company name: Granduvale Mineração Email address: contato@grupofelix.com.br Website: https://grupofelix.com.br/site/

Company name: Granex do Brasil Email address: sales@granexdobrasil.com.br Website: http://www.granexdobrasil.com.br/

Company name: Granitos Litoral Email address: g.litoral@granitoslitoral.com.br Website: http://www.granitoslitoral.com.br/2017/?lan

Company name: Granitos Rio Doce Email address: contato@grdgranitos.com.br Website: http://grdgranitos.com.br/

Company name: Imetame Natural Stones Email address: sales@imetamenaturalstones.com.br Website: http://www.imetamegranitos.com.br/

Company name: Itapoama Mineração Email address: export@itapoama.com.br Website: http://www.itapoama.com.br

Company name: Magban Email address: export@magban.com.br Website: http://www.magban.com

Company name: Marbrasa Mármores e Granitos do Brasil Email address: marbrasa@marbrasa.com.br Website: http://www.marbrasa.com.br/


Natural Stone Suppliers

Company name: MGA Mármores e Granitos Altoé Email address: mga@mgagranitos.com.br Website: http://www.mgagranitos.com.br/

Company name: Nova Stone Email address: novastone@novastone.com.br Website: http://www.novastone.com.br/

Company name: Pemagran Group Email address: pemagran@pemagran.com.br Website: http://www.pemagran.com.br

Company name: Santa Clara Ornamental Stones Email address: msclara@msclara.com.br Website: http://www.msclara.com.br

Company name: Santo Antonio Granitos Email address: santonio@santonio.com.br Website: http://santonio.com.br/

Company name: Sulcamar Sul Capixaba de Mármores Email address: sulcamar@sulcamar.com.br Website: http://sulcamar.com.br/pt/

Company name: Super Clássico Email address: super@superclassico.com.br Website: http://www.superclassico.com.br

Company name: Toledo Granitos do Brasil Email address: vendas@toledogranitos.com.br Website: http://www.toledogranitos.com.br/

Company name: Yellow Stone Email address: adm@yellowstone.com.br Website: http://yellowstone.com.br/en/

33


Machinery Suppliers

34

Company Name: Abra Activity: Production and cutting machinery Email address: abra@abra.pl Website: http://abra.pl/

Company Name: Aรงo Art Activity: Cutting machinery Email address: vendas@acoart.com.br Website: http://acoart.com.br/

Company Name: Breton Activity: Production and cutting machinery Email address: info@breton.it Website: https://www.breton.it/en

Company Name: Flow Activity: Cutting machinery Email address: owlatino@ owcorp.com Website: https://www. owwaterjet.com.br/

Company Name: Garrone Activity: Production machinery Email address: garrone@garrone.com Website: http://www.garrone.com/

Company Name: Hedel Activity: Cutting machinery Email address: contato@hedel.ind.br Website: http://www.hedel.ind.br

Company Name: Inova Mรกquinas Activity: Machinery Email address: inova@inovamaquinas.com.br Website: http://www.inovamaquinas.com.br/

Company Name: Omax Activity: Cutting machinery Email address: omax@omax.com Website: https://www.omax.com/


Machinery Suppliers

Company Name: Pedrini Activity: Cutting machinery Email address: info@pedrini.it Website: http://www.pedrini-italia.it

Company Name: Prussiani Activity: Cutting machinery Email address: salesdept@prussiani.com Website: http://www.prussiani.com

Company Name: Simec Activity: Production and cutting machinery Email address: info@simec.it Website: http://www.simec.it

Company Name: Veegoo Technology Activity: Production machinery Email address: sales@fsveegoo.com Website: http://www.fsveegoo.com/

Products and Services Suppliers

Company Name: AArdwolf Industries Activity: Products and equipments Email address: sales@aardwolf.com.au Website: https://www.aardwolf.com.au/index.php

Company Name: Adria Activity: Abrasives Email address: nfe@adriabrasil.com Website: http://adriabrasil.com/

Company Name: Fair Logistic Activity: Logistic Email address: amit.singh@fairlogistic.com Website: http://www.fairlogistic.com/

Company Name: General Noli Activity: Logistic Email address: gnolicampinas@generalnoli.com Website: http://www.generalnoli.com/en/contacts/brazil

35


Brazilian Granite Hub Members Products and Services Suppliers

Company Name: GTW Mรกquinas e Ferramentas Activity: Cutting products Email address: gtwire@gtwire.com.br Website: http://www.gtwire.com.br/

Company Name: Hartek Activity: Cutting products Email address: info@hartek.com.tr Website: http://www.hartek.com.tr/

Company Name: Isep Activity: Resines Email address: info@isep.it Website: http://www.isep.it

Company Name: Marmo Elettromeccanica Activity: Cutting products Email address: info@marmoelettro.it Website: http://www.marmoelettro.it/

Company Name: Metal Boart Activity: Cutting products Email address: josy@metalboart.com.br Website: http://www.metalboart.com.br/

Company Name: Metisa Activity: Cutting products Email address: vendas@metisa.com.br Website: http://www.metisa.com.br

Company Name: Savino Del Bene Activity: Logistic Email address: brazilhq@savinodelbene.com Website: http://www.savinodelbene.com

Company Name: Wind Logistics Activity: Logistic Email address: linda@windlog.com.br Website: http://www.windlog.com.br

Company Name: Z-Lion Brasil Activity: Abrasives Email address: supervisao@zlionbrasil.com.br Website: http://www.zlionbrasil.com.br

36


ABOUT US Director: Ramón Andrés Ortiz Rojo | Texts and edition: Phoenix Finardi Martins | Graphic Project: Marcel da Silva Print: The BGH Guide is a anual institutional publication of Brazilian Granite HUB – BGH. www.braziliangranite hub.com | info@braiziliangranitehub.com

EXPEDIENTE Direção: Ramón Andrés Ortiz Rojo Redação e Edição: Phoenix Finardi Martins – MTB 21.393 Projeto Grá co: Marcel Silva Impressão: O Anuário BGH é uma publicação institucional anual da Brazilian Granite HUB – BGH. www.braziliangranite hub.com | info@braiziliangranitehub.com


38

Profile for carcasa8

Guia BHG - 2019  

Guia BHG - 2019

Guia BHG - 2019  

Guia BHG - 2019

Profile for carcasa8
Advertisement