Page 1

EM DESTAQUE NESTE NÚMERO

Novo regime de circulação Moçambique apresenta de bens adiado no Tâmega oportunidades para 1 de julho [Pág. 2] de negócio [Pág. 4]

Jornal do Empresário é uma publicação mensal do gabinete de comunicação e imagem da Associação Empresarial de Paços de Ferreira. Sugestões e Críticas podem ser enviadas para:

Parque de Exposições Capital do Móvel Rua da Associação Empresarial, nº 167 - Carvalhosa | Apartado 132 4591-909 PAÇOS DE FERREIRA Tel: 255 862 114/ 6 - Fax: 255 862 115 www.aepf.pt | imprensa@capitaldomovel.pt

NÚMERO 146 / MAI 2013

Estímulo 2013: conheça Rampa Capital do Móvel no top de espetadores formação da AEPF Está em vigor a medida Estímulo 2013, regulada pela Portaria nº 106/2013, de 14 de março. Esta medida consiste na concessão de um apoio financeiro mensal, correspondente a 50% (ou a 60%) da retribuição mensal do trabalhador, à entidade empregadora que celebre contrato de trabalho a tempo completo ou a tempo parcial, com desempregado inscrito em centro de emprego ou centro de emprego e formação profissional. O Estímulo 2013 prevê ainda, a atribuição de um prémio de conversão para os empregadores que procedam à conversão dos contratos de trabalho a termo certo em contratos de trabalho sem termo, quer relativamente aos trabalhadores apoiados nesta Medida, quer ao abrigo da Medida Estímulo 2012. A entidade empregadora obriga-se a proporcionar uma componente de formação profissional aos novos trabalhadores destinatários dos apoios. A AEPF possui uma vasta oferta formativa, financiada, da qual as empresas podem beneficiar.

A 4ª Rampa Capital do Móvel realiza-se nos dias 27 e 28 de julho, voltando a serra da Agrela a ser o palco de uma prova que, no ano transato, atraiu mais de 25 mil espetadores. Esta prova volta a integrar o Campeonato Nacional de Montanha, tendo a primeira etapa decorrido já no final do mês de abril, em Guimarães. No global, segundo a organização deste campeonato, mais de 300 mil espetadores acompanharam as provas do calendário A rampa de Paços de Ferreira, apesar de ser uma das mais recentes, já é a terceira com mais público.

CALENDÁRIO 2013 Rampa da Falperra (Braga), 10 e 11 de maio Rampa do CAMI (a designar), 1 e 2 de junho Rampa de Bragança (Bragança), 15 e 16 de junho Rampa Capital do Móvel (Paços de Ferreira), 27 e 28 de julho Rampa do Caramulo (Caramulo), 6-7 e 8 de setembro Rampa da Penha (Guimarães), 28 e 29 de setembro Rampa de Cerveira (Vila Nova de Cerveira), 7 de outubro


Hélio Loureiro ministra curso de culinária na Capital do Móvel

O reputado chef Hélio Loureiro realizou, no passado dia 23 de abril, no restaurante da AEPF, um curso de culinária no restaurante do Parque de

Exposições Capital do Móvel, em Paços de Ferreira, onde deu conselhos úteis para a preparação de um jantar.

Novo regime de bens em circulação adiado para 1 de julho

A entrada em vigor do novo sistema de comunicação por transmissão eletrónica de dados das guias de transporte foi adiada para 1 de julho de 2013. Esta alteração, aprovada hoje através da Portaria 161/2013, de 23 de abril, visa «permitir uma melhor adaptação dos agentes económicos às novas regras aplicáveis aos bens em circulação e por razões operacionais». Recorde-se que o Decreto-Lei n.º 198/2012, de 24 de agosto, introduz alterações ao regime

de bens em circulação aprovado pelo DecretoLei n.º 147/2003, de 11 de julho, determinando, designadamente, a obrigação de comunicação à Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) dos elementos dos documentos de transporte. Conforme se pode ler nesta portaria, o novo regime permite à AT um reforço do controlo efetivo das operações realizadas pelos agentes económicos. Por outro lado, o novo regime foi concebido para tornar mais simples e mais rá-

CALENDÁRIO DE FEIRAS DE MOBILIÁRIO

ReEmpreender A AEP realizou um seminário na AEPF subordinado ao tema ReEmpreender - Como Reorientar o seu Negócio, o qual tinha por objeto a partilha de casos de sucesso empresariais. O propósito destas sessões visa apoiar a transformação da crise em novas oportunidades. O seminário foi orientado pelo especialista Adriano Fidalgo.

(PREVISTAS PARA 2013) Feira Internacional Semana Verde da Galiza (Silleda, Espanha) 13 a 16 de Junho de 2013 41ª Capital do Móvel - Feira de Mobiliário e Decoração de Paços de Ferreira 3 a 11 de Agosto de 2013 Feira do Móvel da Galiza (Estrada, Espanha) 14 a 22 de Setembro de 2013 Feira de Mostras da Corunha (Espanha) 4 a 8 de Dezembro de 2013 Mais informações e reservas de espaço junto do Departamento de Feiras e Eventos da AEPF.

pido o cumprimento de obrigações de emissão dos documentos de transporte pelas empresas. A definição dos meios de emissão dos documentos de transporte e das formas de comunicação dos seus elementos encontra-se prevista no artigo 5.º do referido regime. O modo de cumprimento das obrigações de comunicação foi, porém, remetido para portaria do Ministro das Finanças. No âmbito desta portaria, estabelece-se ainda a exclusão das obrigações de comunicação dos documentos de transporte sempre que o destinatário ou adquirente seja consumidor final. Esta exclusão visa reforçar a proteção dos dados pessoais dos consumidores finais, em linha com o disposto no Decreto-Lei n.º 198/2012, de 24 de agosto. No sentido de esclarecer todos os empresários, a AEPF e a AT, através da Direção de Finanças do Porto, organizaram, no passado dia 22 de abril, uma sessão informativa sobre «Controlo dos Bens em Circulação - Novas Regras». Foram oradores nesta sessão, dirigida pelo vice-presidente Pedro Barbosa, Olinda Carmo e Paulo Conceição, ambos indicados pela Direção de Finanças do Porto.

Europe Direct Tâmega e Sousa promove «Emigração Segura» O Centro de Informação Europe Direct Tâmega e Sousa organizou, no passado dia 29 de abril, um seminário sobre «Emigração Segura», destinado a pessoas interessadas em conhecer os trâmites para uma emigração segura. A sessão, que decorreu em Marco de Canavezes, procurou esclarecer devidamente todas

as pessoas que procuram emigrar, para que o façam sem incorrer nos mais variados perigos. Para os responsáveis do Centro de Informação Europe Direct Tâmega e Sousa o objetivo fundamental é manter os cidadãos devidamente informados sobre as diversas temáticas da atualidade na União Europeia.


Projeto de Internacionalização da AEPF para 2013 Governo quer baixar o IRC e atirar dinheiro Missão Empresarial ao Brasil (São Paulo e Rio de Janeiro) – 22 a 30 de jupara a economia nho;

A Associação Empresarial de Paços de Ferreira (AEPF) promove, em 2013, mais um ambicioso projeto de internacionalização das empresas da região, envolvendo a participação coletiva em feiras de mobiliário na vizinha Galiza, bem como a organização de missões empresariais e de missões invertidas, de importadores e agentes de distribuição de mobiliário. Para o ano de 2013 estão previstas as seguintes missões empresariais, para as quais já se encontram abertas as respetivas inscrições: Missão Empresarial a Moçambique (Maputo e Beira) – 1 a 10 de junho;

Missão Empresarial à Polónia e Ucrânia (Varsóvia e Kiev) – 15 a 21 de setembro. Em estas missões empresariais poderão participar empresas de outros setores de atividade diferentes do de mobiliário, sujeitas a um limite predefinido. Informe-se junto do Departamento de Apoio às Empresas sobre as vantagens e benefícios deste programa de internacionalização. Do ponto de vista de participação em feiras de mobiliário, estão previstas as seguintes presenças: Feira Internacional Semana Verde da Galiza (Silleda, Espanha) – 13 a 16 de junho; Feira do Móvel da Galiza (Estrada, Espanha) – 14 a 22 de setembro; Feira de Mostras da Corunha (Espanha) – 4 a 8 de dezembro. Para aderir consulte, hoje mesmo, o Departamento de Feiras e Eventos da AEPF e dê os primeiros passos para conseguir novos negócios.

AEPF reforça dimensão europeia na Rep. Checa

A Associação Empresarial de Paços de Ferreira (AEPF) participou em mais um festival do projeto europeu «Common Stories of Europe», o qual se realizou na República Checa. Os três colaboradores da AEPF juntaram-se aos cerca de 40 oriundos de mais cinco países europeus: República Checa, Letónia, Polónia, Itália e Roménia, entre 17 e 21 de abril, em Praga, Valeč e Bečov nad Teplou. Os trabalhos envolveram dois workshops práticos em storytelling, sobre exploração e construção de diversos tipos de histórias, utilizando diferentes métodos; um seminário dedicado à história do Relicário de S. Mauro; e uma reunião de projeto. Os principais objetivos deste festival para a AEPF foram alcançados, nomeadamente a exploração de ferramentas de formação nãoformal, bem como a sua potencial integração

nos processos formativos do Departamento de Formação Profissional; o desenvolvimento de competências dos colaboradores da AEPF em áreas como o trabalho de equipa, a assertividade e a autonomia; o reforço do trabalho em língua inglesa, de forma oral e escrita; a preparação dos próximos seminários (regras, prazos, divisão de tarefas,…); a preparação dos produtos finais (página web contendo plataforma de recursos, filme sobre o projeto, relatórios intermédios e final, preenchimento do EST); o conhecimento da realidade da educação de adultos no contexto europeu mediante a partilha de experiências; e o reforço da cidadania europeia, mediante o contato com outros cidadãos europeus. O próximo festival realiza-se em Paços de Ferreira, em setembro.

O Governo definiu uma nova aposta para fazer crescer a economia portuguesa, à qual o primeiro-ministro chamou de «estratégia de crescimento e de fomento industrial» e que deverá ser aprovada em Conselho de Ministros. A nova estratégia, que fez capa no jornal Wall Street Journal de 24 de abril (na imagem), deverá incluir instrumentos para fazer fluir o crédito e os fundos comunitários às empresas. Álvaro Santos Pereira prepara um pacote centrado em quatro áreas fundamentais: o financiamento da economia, os incentivos de caráter fiscal, a desburocratização dos procedimentos de licenciamento e a formação de trabalhadores. No âmbito do crédito às empresas, o ministro da Economia anunciou ter dado instruções à Caixa Geral de Depósitos para libertar 500 milhões de euros em fundos para as PME, já em 2013. No próximo ano, a CGD deverá gerir entre 4 e 6 mil milhões de euros. Por outro lado, o Governo pretendia criar um banco de fomento, embora o formato final deva ser menos ambicioso. O ministro da Economia quer, também, baixar o IRC, conforme disse em entrevista ao semanário Expresso. Esta medida não é bem recebida pelo ministro das Finanças, pelo que teremos de esperar para ver como termina este braço de ferro. Acelerar os processos de licenciamento será outra das medidas propostas, ficando as necessárias fiscalizações para depois da entrada em funcionamento das empresas.

European Enterprise Promotion Awards As candidaturas nacionais à edição 2013 dos Prémios Europeus de Promoção Empresarial fecharam com um total de 56 projetos candidatos às diversas categorias a concurso. A avaliação das candidaturas será efetuada pelo júri nacional do concurso, que elegerá os melhores projetos em cada categoria, bem como os dois representantes de Portugal para a final europeia desta iniciativa, a decorrer em Novembro próximo na Lituânia.


Tâmega e Sousa cria polo em Moçambique

O Conselho Empresarial do Tâmega e Sousa (CETS) e o Centro de Promoção de Investimentos em Moçambique (CPI) assinaram um protocolo de cooperação com vista, entre outros assuntos, à instalação de um Centro de Promoção Empresarial, Formação e Transferência de Tecnologia naquele país africano. Esta estrutura servirá de apoio para empresários portugueses, moçambicanos e outros à implementação e consolidação de projetos de investimento. Dará, também, apoio à rea-

lização de formação profissional em ambos os países. A assinatura deste documento poderá, assim, resultar numa parceria público-privada entre o Governo de Moçambique e o CETS, servindo de apoio estrutural aos empresários do Tâmega e Sousa, em particular, que pretendam investir naquele território. Este ato solene culmina uma visita de três dias do diretor-geral do CPI, Lourenço Sambo, à região do Tâmega e Sousa, a convite do CETS.

«Há dinheiro disponível» para investir em Moçambique Moçambique está aberto ao investimento externo em quase todas as áreas económicas. E «há dinheiro disponível», afirmou Lourenço Sambo (na foto). O alto representante moçambicano, que dirige o organismo de atração de investimento semelhante à AICEP portuguesa, referia-se ao InvestimoZ, Fundo Português de Apoio ao Investimento em Moçambique, que foi criado em Abril de 2010 com o objetivo de promover o apoio ao investimento em Moçambique por parte de empresas portuguesas ou lusomoçambicanas. Este fundo, gerido pela SOFID, destina-se ao financiamento de projetos de investimento ou de parcerias estratégicas nas áreas da energia, em especial energias renováveis, do ambiente e das infraestruturas, respeitando critérios de sustentabilidade económica, financeira e ambiental. A taxa de juro praticada está em linha com o financiamento comercial, podendo beneficiar de uma redução face ao custo médio ponderado, e destina-se a prazos entre os 3 e os 7 anos, e para investimentos até 2,5 milhões de euros. Lourenço Sambo declarou que o ainda incipiente sistema bancário moçambicano está mais vocacionado para financiar projetos comerciais locais, devendo os empresários trazer dinheiro para Moçambique quando se fala em projetos de maior dimensão, nomeadamente na área industrial. O país, através do CPI, concede ainda incentivos aos investidores.

A deslocação implicou visitas a empresas da região, dos mais variados sectores de atividade e uma conferência sobre Oportunidades de Negócio em Moçambique. União foi a palavra mais repetida ao longo desta visita. Lourenço Sambo deu o mote ao mencionar o provérbio africano «Se queres andar rápido, vais sozinho; se queres ir longe, vamos juntos». A comitiva moçambicana visitou, entre segunda e quarta-feira, 13 empresas em sete concelhos, e participou numa muito concorrida conferência sobre oportunidades de negócios em Moçambique, no final da qual contactou com inúmeros empresários interessados em investir naquele país africano. No final desta deslocação ao Tâmega e Sousa, Lourenço Sambo afirmou ter sido uma visita cheia de «surpresas e de resultados», apesar de considerar que a missão de Moçambique e do CETS «começa agora», após terem sido definidos quais os «pilares» sobre os quais deverá assentar esta parceria. Por outro lado, Lourenço Sambo disse ter Portugal «a responsabilidade cultural, política e económica de voltar [a Moçambique] e mostrar uma face diferente». O convite ao responsável máximo pela dinamização da economia de Moçambique faz parte do trabalho do CETS em prol das cerca de 6000 empresas dos 12 municípios que integram a região do Tâmega e Sousa, afirmou o presidente desta entidade. Para Luís Miguel Ribeiro, «o mercado é global mas não chega falar, é preciso agir», até porque as empresas «precisam de realizar dinheiro e de fazer negócios».

X Jornadas médico-desportivas José Neto organizou mais umas jornadas médico-desportivas, no Parque de Exposições Capital do Móvel. Este reputado docente universitário, especialista em metodologia de treino, realizou estas jornadas pela décima vez. O evento reuniu vários especialistas de dimensão humana e competência técnica e científica acima da média. Fernando Póvoas, Espregueira Mendes, Domingos Gomes, Vítor Baía e Eduardo Merino foram alguns dos oradores.

jornaldoempresario_maio_2013  

http://www.aepf.pt/images/jornaldoempresario_maio_2013.pdf

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you