Page 1

MISSÃO EMPRESARIAL A MOÇAMBIQUE (9 a 16 de Junho de 2013) PROGRAMA (Grupo A + Grupo B) 9 Junho

Viagem Porto – Maputo TP 1951 PORTO - LISBOA 06h00 06h50 TP 281 LISBOA - MAPUTO 09h35 21h15 Alojamento no Hotel Afrin Prestige*****

10 Junho

Encontros Institucionais com Entidades Oficiais Alojamento no Hotel Afrin Prestige*****

11 Junho

Encontros Empresariais em Maputo Alojamento no Hotel Afrin Prestige*****

12 Junho

Encontros Empresariais em Maputo Alojamento no Hotel Afrin Prestige*****

13 Junho

Encontros Empresariais e visita a espaços comerciais em Maputo Voo Maputo-Beira TM 104 18h50 | Escala Técnica em Tete | 21h50 Alojamento no Hotel Tivoli Beira***

14 Junho

Encontros Empresariais na Beira Alojamento no Hotel Tivoli Beira***

15 Junho

Encontros Empresariais e visita a espaços comerciais na Beira Alojamento no Hotel Tivoli Beira***

16 Junho

Viagem Beira – Maputo TM 101 16 JUN 09h05 10h40 Viagem Maputo – Lisboa – Porto TP 282 09 JUN MAPUTO - LISBOA 22h45 08h50 (dia 10) TP 1956 10 JUN LISBOA - PORTO 10h50 11h45


MISSÃO EMPRESARIAL A MOÇAMBIQUE (9 a 16 de Junho de 2013) INVESTIMENTO E CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO:

Opção A Viagens + Alojamento

VALOR € 2.250

Consultoria de Agendamento dos Encontros Empresariais e Acompanhamento Total SEM INCENTIVO

€ 350 € 2.600

Opção A+B Viagens + Alojamento Consultoria de Agendamento dos Encontros Empresariais e Acompanhamento

Total SEM INCENTIVO

VALOR € 2.550 € 350

€ 2.900

Valor de Investimento Após Comparticipação QREN (*) Empresas elegíveis Grupo A Empresas elegíveis Grupo A+B

€ 1.430 € 1.595

Aos valores apresentados acresce IVA à taxa legal em vigor O preço inclui: Voos intercontinentais com a TAP e voos internos em Moçambique com as Linhas Aéreas de Moçambique, Alojamento em Maputo (*****) e Beira (***) em quarto duplo (com possibilidade de quarto single mediante pagamento do respetivo suplemento) e em regime de alojamento e pequeno-almoço; Transferes de entrada e saída em Moçambique e Beira, 5 noites de alojamento em Maputo e 3 noites na Beira.  

     

Notas: Suplemento Quarto Single: € 385 (Grupo A); € 560 (Grupo A+B) Os preços foram calculados de acordo com as tarifas em vigor à data de Abril de 2013. O preço apresentado inclui viagens de avião em classe económica, taxas de aeroporto, transferes do aeroporto aos hotéis e vice-versa, estadia em quarto duplo em hotéis de 4 ou 5 estrelas (sempre que disponíveis) no regime de APA, acompanhamento durante toda a missão, disponibilização textos informativos sobre o mercado, participação em todas as atividades previstas no programa da missão. O diferencial entre o “custo final após comparticipação” e o “custo total sem incentivos” é relativo à percentagem de cofinanciamento, e será reembolsado pela AEPF aquando do respetivo recebimento pelo QREN e para as empresas que a ele tenham direito. Para esclarecimentos sobre este assunto contacte o Departamento de Apoio às Empresas da AEPF. Poderá haver a necessidade de se proceder a ajustes financeiros dependendo dos custos finais que vierem a ser apurados (oscilações dos custos de transporte, alojamento, n.º de empresas participantes, etc.) VISTO de NEGÓCIOS Local de obtenção: Consulado de Moçambique no Porto, Rua Santos Pousada, 441, sala 4, Porto, T. 22 537 75 35 Horário de Funcionamento: Segunda a Sexta-Feira: 09h00 às 13h00. Documentos necessários: Passaporte com Validade mínima de 6 meses à data da viagem; Formulário Original, solicitado por e-mail; duas fotos tipo passe a cores e recentes; Cópia da reserva de voos (ida e volta); Carta convite da empresa anfitriã; cópia do Boletim Internacional de Vacinas com a vacina da febre-amarela para quem viajou recentemente a países com áreas infetadas.


MISSÃO EMPRESARIAL A MOÇAMBIQUE (9 a 16 de Junho de 2013) TERMOS E CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO 1. Serviços incluídos nesta acção A participação na missão empresarial inclui os seguintes serviços:  Acompanhamento durante toda a missão por um responsável da AEPF;  Disponibilização textos informativos sobre o mercado;  Agendamento de reuniões bilaterais personalizadas;  Participação em todas as actividades previstas no programa da missão;  Viagem de avião em classe económica e alojamento em quarto duplo (regime de alojamento e pequenoalmoço);  Transferes entre Aeroporto - Hotel e vice-versa, bem como deslocações coletivas em minibus de acordo com o programa. Notas importantes: (a) Para efeitos de um eventual co-financiamento no âmbito do QREN, apenas são elegíveis os custos relativos a um participante por empresa. (b) Caso o participante pretenda ficar num regime de alojamento diferente do acima indicado deve avisar previamente a AEPF e suportar os custos adicionais que daí decorrerão. (c) Todos os serviços além dos expressamente assinalados não estão incluídos nesta acção, pelo que as respectivas despesas terão um carácter pessoal e serão pagas directamente pelo próprio. 2. Condições para a Realização da Missão A viabilidade da missão empresarial e os valores de investimento acima indicados pressupõem a participação de um mínimo de 8 empresas. Caso esta condição não se verifique poderá a AEPF cancelar a missão, sendo que, neste caso, procederá à devolução integral de todas as verbas entretanto já recebidas. 3. Comparticipação sobre os valores de investimento Considerando que esta missão se integra numa acção co-financiada ao abrigo do QREN, os valores de investimento poderão ser comparticipados numa taxa de 45% para as empresas elegíveis. Quando a AEPF for reembolsada dessas verbas pela entidade pagadora do incentivo, procederá à sua devolução integral a cada participante, na proporção directa do valor de incentivo que lhe foi atribuído. Porém, para poder beneficiar do respectivo apoio, as empresas terão de preencher os seguintes requisitos:  Encontrar-se legalmente constituída;  Cumprir as condições legais necessárias ao exercício da respectiva actividade;  Possuir a situação regularizada face à Administração Fiscal, à Segurança Social e às entidades pagadoras dos incentivos;  Possuir ou assegurar os recursos humanos e físicos necessários ao desenvolvimento do projecto;  Dispor de contabilidade organizada nos termos da legislação aplicável;  Apresentar uma situação económico-financeira equilibrada (autonomia financeira não inferior a 15%);  Cumprir os critérios de PME - para efeitos de comprovação do estatuto de PME as empresas deverão registarse no site do IAPMEI para obtenção da Certificação Electrónica prevista no Decreto-Lei nº 372/2007, de 6 de Novembro.  Assumir as obrigações solidárias e individuais decorrentes do desenvolvimento da acção, incluindo a apresentação dos dados necessários à avaliação dos resultados do projecto. Assim caso a empresa não cumpra estes requisitos ou não entregue atempadamente à AEPF os documentos comprovativos da situação regularizada perante a Segurança Social, Fisco e IAPMEI; o IES do último exercício económico; e o comprovativo de Certificação Electrónica de PME (em www.iapmei.pt), o investimento não será comparticipado e a empresa não terá direito ao respetivo incentivo. NOTA: para mais esclarecimentos sobre estes apoios e a condições de elegibilidade da sua empresa contacte a AEPF e consulte a legislação aplicável em vigor

20130522_PROGRAMA_Missao_Mo%C3%A7ambique_2013_FINAL  

http://www.aepf.pt/images/20130522_PROGRAMA_Missao_Mo%C3%A7ambique_2013_FINAL.pdf

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you