Page 1

Boletim Informativo da Cooperativa Agropecuรกria de Resplendor Ltda.

ANO 10 - Nยบ 059 julho / agosto DE 2009


Palavra da Diretoria Caro cooperado, Informamos aos nossos associados que estamos reajustando novamente o preço do leite pago ao produtor em R$ 0,09, em função do bom momento que estamos atravessando. A Capel promoveu no dia 27 de maio nova visita ao Projeto Balde Cheio em Inhapim – MG. Vários produtores de Conselheiro Pena, Goiabeira, Cuparaque, Mantenópolis, Resplendor, Santa Rita do Ituêto, Ecoporanga e Barra de São Francisco participaram desta visita e voltaram entusiasmados com o projeto, que está melhorando a rentabilidade das propriedades envolvidas. A Capel promoveu no último dia 15/07/09 palestra com o engenheiro agrônomo Wiliam Tabchoury sobre melhoramento genético. Esta parceria com a Lagoa da Serra vem concretizar o trabalho de melhoramento genético do rebanho leiteiro de nossa região. No dia 07/08/09 será realizado Culto Ecumênico em comemoração aos 50 anos da Capel, no qual convidamos a todos para celebrar conosco esse momento de ação de graças. Na oportunidade, estaremos sorteando um tanque de resfriamento, cuja capacidade é de 600 litros, oferecido pela Ouro Fino para os produtores que adquirirem produtos desta empresa. Reproduzimos ao lado a correspondência emitida pelo DNIT (Departamento Nacional de Infra Estrutura de Transportes) ao deputado federal Mauro Lopes, referente a construção da nova ponte sobre o Rio Manhuaçu em Aimorés – MG. A diretoria em nome dos seus cooperados agradece ao deputado Mauro Lopes, a sua preocupação e as providências que estão sendo tomadas para a construção da nova ponte e reforma da antiga, já que a mesma é de extrema importância para o escoamento da nossa produção. Agradecemos a Deus pelos 50 anos da Capel, por todos os cooperados e funcionários, que por aqui estão e por aqui já passaram e rogamos suas bênçãos nos longos anos que ainda virão. Um cordial abraço,

César Romero e Silva Diretor Presidente

02 - Cooperando

Marcos Campos Dell’Orto Diretor Comercial

Carlos Antônio Ton Diretor de Produção

Cooperados visitam propriedades assistidas pelo projeto BALDE CHEIO Com intuito de divulgar a maior número de produtores o sucesso conseguido através da implantação do projeto Balde Cheio, a Capel promoveu nova visita as propriedades em Inhapim. A cidade foi escolhida devido ao tempo que está inserida no projeto. O grande número de participantes pôde ver e ouvir depoimentos de produtores que passaram a garantir maiores lucros, depois que aderiram ao projeto. A metodologia do projeto tem como objetivo, orientar o produtor em sua pecuária leiteira, através de acompanhamento técnico. Dentre as orientações, o produtor tem a obrigatoriedade de anotar todas as despesas e receitas que envolvem a atividade; com base nesses dados são calculados os custos de produção. Outras anotações importantes são: temperatura, chuva, parição,

pesagem de leite, manutenção de pastagem, entre outras; essas informações são passadas ao técnico, que orienta cada produtor individualmente, de acordo com sua realidade . A Capel visa com este projeto, auxiliar seus cooperados a ampliar sua produção em menor área, com menor custo possível e consequentemente maior rentabilidade. Nos dias 29 e 30 de junho a CAPEL representada pelo Sr. Marcos Campos (diretor comercial), João Batista Campos Dell Horto (médico veterinário responsável técnico do projeto) e Fernando Borges Gomes Carneiro (técnico em agropecuária em exercício no projeto) estiveram presentes em treinamento para atualização de planilhas utilizadas no projeto em Belo Horizonte.


CAPEL: 50 anos de pura energia No dia sete de agosto de 2009, a CAPEL completa 50 anos de história. Nossa cooperativa chega a esse marco com muita energia, pronta para continuar crescendo e conquistando novos mercados. Com mais de 2 mil cooperados de Minas Gerais e Espírito Santo, a CAPEL tem hoje, um importante papel no mercado de laticínios brasileiro. É uma das marcas mais lembradas pelos consumidores do estado vizinho capixaba. Atende ainda, os estados do Rio de Janeiro e Bahia, e está pronta para atravessar novas fronteiras. Uma estrutura forte, com números expressivos fazem da CAPEL uma grande marca que gera hoje cerca de 5.000 empregos diretos e indiretos processando cerca de 6 milhões de litros de leite/mês. Os cooperados contam com vários serviços e apoio como: assistência técnica agroindustrial, posto de combustível, supermercado, depósito agrícola e farmácia veterinária. Vários investimentos foram e estão sendo feitos para aprimorar ainda mais a capacidade de produção da CAPEL. A nova fábrica inaugurada há quase três anos, trouxe mais modernidade e tecnologia no processo de produção do leite longa vida. A cooperativa adquiriu recentemente 18 novos veículos através de crédito de ICMS e prepara novos investimentos. Visando ampliar sua linha de produtos, a CAPEL prepara para os próximos meses o lançamento de seu achocolatado e também do creme de leite. Esses produtos são desejos antigos da cooperativa e que em breve estarão na mesa dos consumidores. É com esse espírito de juventude e perseverança, que a CAPEL completa 50 anos e caminha a passos largos em direção ao futuro. Um futuro de novas conquistas, sempre com o objetivo de atender melhor cooperados e consumidores.

Cooperando

- 03


CAPEL DE OLHO NA NORMATIVA 51 Desde 2003 o MAPA (Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento), criou a IN 51, (Instrução Normativa 51), nesta estão dispostas normas que conduzem a uma produção de leite com qualidade e por consequência mais saudável. Em 2008 a normativa sofreu algumas modificações, dentre elas podemos destacar a diminuição da contagem de células somáticas e unidade formadora de colônia. Desde a criação da IN 51 são enviados mensalmente amostras de leite de todo o quadro social das empresas de laticínios, até 2008 ficava a cargo da empresa tomar providências mediante o resultado das mesmas. No entanto a partir de maio de 2008, o C- Quali (Programa Nacional de Controle de qualidade de leite) colocou em vigor o NIRF (Número de Inscrição na Receita Federal) dos produtores, uma vez cadastrados na receita federal, os resultados das análises de leite remetidas aos laboratórios credenciados pelo MAPA serão monitoradas, pelo C- Quali, ANVISA e por consequência o Ministério Público. Caso o resultado das análises estejam fora dos padrões requeridos pela IN 51, a ponto de gerar uma média geométrica inferior ao exigido pelo C- Quali, o NIRF do produtor é bloqueado e seu leite fica impedido de ser comercializado a qualquer empresa de laticínios, até que o mesmo adéque a sua produção as exigências da normativa. Pensando nisso a CAPEL em maio de 2009, criou o Departamento de Controle de Qualidade de Leite (DCQL), o mesmo tem como objetivo atuar nos pontos onde o leite se encontra fora dos padrões exigidos pela IN 51, para que seus cooperados não tenham NIRF bloqueado e sejam

04 - Cooperando

impedidos de comercializar seu produto. O DCQL consiste em uma extensão do DAT (Departamento de Assistência Técnica), no entanto o mesmo estará disposto nas dependências da USINA e terá como foco de seu trabalho, controlar a qualidade do leite recebido pela indústria. Este controle será conduzido da propriedade até a indústria, como é requerido pela IN 51. O mesmo irá atuar em nível de campo orientando os produtores que se encontram com seu produto fora das normas, também ficará a cargo do DCQL o desenvolvimento dos programas de ensino continuado aos novos cooperados, com objetivo de garantir a qualidade do leite remetido a CAPEL. A melhoria na qualidade do leite captado trás benefícios para todos, pois a indústria ganha na qualidade do produto final e o proprietário ganha pelo leite produzido dentro dos parâmetros exigidos pela IN 51, uma vez que a CAPEL, desde 2008 já inclui incentivo por qualidade em seus acréscimos no preço base do leite. Cooperado fique atento aos resultados das análises mensais de seu leite, diante de qualquer inconformidade acione o DCQL e agende uma visita. Estamos comprometidos em buscar a melhor solução para garantir a qualidade do leite remetido à empresa.

Equipe Virbac, com diretores e conselheiro da Capel

Palestra e sorteio Virbac Dia 20 de maio, no auditório da Capel a Virbac Saúde Animal, realizou palestra técnica ministrada por Samerson Batista Machado, com o tema Vermonose (Endectocida). Logo após a palestra os participantes se dirigiram ao restaurante Mania do Lago, onde foi realizado sorteio de Moto Honda 0 km, para os produtores que adquiriram produtos desse laboratório. O felizardo ganhador foi o cooperado Antônio Lopes Ferreira de Cuparaque, que imediatamente ao sorteio recebeu telefonema comunicando o resultado.

Diretores fazendo entrega da moto ao vencedor Toninho

Dr. Wilmer Monteiro Borba Médico Veterinário CRMV-MG 9828 “S” OBS.: entre o período de 22/06 a 11/07/09 foram realizadas 25 visitas aos cooperados, com objetivo de melhoria na qualidade do leite. Visitado também, 05 postos de resfriamento de leite para averiguação das condições de funcionamento.

Público presente


CAROÇO DE ALGODÃO, POLPA CÍTRICA, FARELO DE TRIGO E OUTROS ALTERNATIVAS PARA BAIXAR CUSTOS Estamos passando por um período complicado, pois a um aumento crescente da população e uma busca intensa por bicombustíveis, o que não acompanha nossas produções de alimentos, resultando dessa forma em preços altos de cereais como soja e milho. Na maior parte das fazendas a alimentação soma a maior despesa dentro do custo de produção, portando temos que buscar meios de manter a eficiência, visando sempre um lucro maior. Produtos como polpa cítrica, caroço de algodão, dentre outros chegam ao produtor com preços mais acessíveis, pois são resíduos de agroindústrias. Os estudos e pesquisas com esses subprodutos aumentaram nos últimos anos, vários já foram divulgados mostrando todos os pós e contras, como é o exemplo do caroço de algodão, um

alimento contém alto teor energético, além de aproximadamente 20% de proteína, porém impõem limites na dieta já se utilizado em altos teores pode afetar o crescimento microbiano e a fermentação ruminal. Outra opção é a polpa cítrica, um subproduto de bagaço de laranja e limão, que é rica em cálcio e pectina, podendo ser uma eventual substituta do milho. Dados mostram que uma substituição do milho (50%), por polpa cítrica não interfere na produção de vacas variando de 13 a 22kg. No momento de optar pela inclusão desses ingredientes na dieta, é importante analisar o preço, a disponibilidade do produto, o armazenamento e principalmente seu valor nutricional. É complicado mudar o mercado, mas podemos nos adequar a ele.

Fernando Borges - Técnico em Agropecuária

DIVISÃO DE PASTOS: Como fazer

É realidade na nossa região, propriedades acima de 50 há que possuem o número de divisões de pasto variando de 5 a 10 há, acarretando dessa forma em um sistema de exploração extensiva, o que chamamos de pastejo contínuo, onde os animais têm acesso ao pasto durante toda a estação de crescimento. Dessa forma a qualidade da forrageira é afetada já que na maioria das vezes o teor de fibra está alto e o valor nutricional (proteína e NDT) está baixo. Além de não proporcionar uma alimentação de qualidade, esse sistema na maioria das vezes se submetido a altas lotações, levam ao empobrecimento do solo, seguido por erosões e degradações do pasto. A divisão dos pastos de forma correta, além de melhorar a qualidade da forragem, aumenta a lotação e permite que se faça uma boa adubação. O número de divisões não é em relação ao tamanho da área, mas em função do capim que nela se encontra, pois temos que respeitar o ciclo vegetativo de cada forragem. A intensidade do pastejo, ou seja, quantas vacas cabem na área é quantificada por meio de uma avaliação do resíduo pós- pastejo, que corresponde a altura do capim na saída dos animais. Espécie Capim-colonião (P.maximum) Capim-mombaça (P.maximum) Capim-braquiária(B.decumbens) Capim-braquiarão (B.brizantha) Grama estrela, grama tifton

N° de piquetes

Resíduo

30 a 35 26 a 28 20 a 25 30 18 a 20

30 a 35cm 30 a 35cm 15cm 25cm 5cm

Fernando Borges - Técnico em Agropecuária

Momento de Lazer

Notas de Falecimentos

A família Capel se solidariza com os familiares e amigos pelos falecimentos dos senhores SEBASTIÃO FERREIRA SOARES, ocorrido no dia 15/05/09, RALPH WALDO KAUN, ocorrido no dia 04/06/09, CRISTOLINO COLETA DE ALMEIDA, ocorrido no dia 05/06/09.

Vende-se: Cana-de-açúcar de boa qualidade para muda ou alimentação de gado. Os interessados deverão procurar por Charlinho de Paula em Calixto – MG, ou pelo telefone (33) 3263-6089.

FUNCIONÁRIOS DA CAPEL E AMIGOS EM JOGO DE FUTEBOL EM PENHA DO CAPIM

Cooperando

- 05


OS “DALITS” DO BRASIL O conceito existente na sociedade brasileira sobre os produtores rurais do País pode ser comparado ao dos “dalits” na Índia. São os sem-casta, os intocáveis, os párias da sociedade. Até quem pisar na sombra deles será amaldiçoado. No Brasil, o mais revoltante dessa discriminação abominável é que são eles, nossos “dalits” brasileiros, que geram quase a metade das riquezas produzidas no País. Abastecem a população com arroz, feijão, carnes, verduras, legumes, frutas, leite, ovos, café e tantos outros alimentos, que ainda são exportados gerando divisas e empregos no Brasil. Vestem as pessoas com algodão e seda. Curam-nas com muitos remédios cuja origem esta no meio rural. Possibilitam que se desloquem em seus veículos, de um lado para outro, com o álcool produzido no campo. As mantêm bem informadas com o papel que imprime jornais e revistas e que também é usado para escrever leis e normas que irão contra o interesse dos nossos “dalits”. Se você acha que é exagero, então veja alguns exemplos: - O caso das terras da Reserva Raposa Serra do Sol, em Roraima, onde produtores de arroz foram expulsos do lugar onde há tanto tempo estavam produzindo. Não vou nem discutir o mérito da questão e, sim, o tempo que foi dado aos produtores para que desocupassem a área. Que custava esperar para que finalizassem a colheita? Para se desalojar um inquilino de uma casa alugada no

meio urbano, às vezes, demora um tempão, e olha que o sujeito sofreu a ação de despejo por não ter pago o aluguel. Aos “dalits” brasileiros, restou apenas cumprir a lei. - Numa propriedade rural no Vale do Paraíba, região entre as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, estabeleceram um local de shows que todo final de semana recebe as “castas superiores” da cidade numa quantidade de gente que, por vezes, supera cinco mil pessoas. A barulheira infernal vai até as seis, sete horas da manhã. Se fosse no meio urbano, a lei do silêncio seria cumprida, mas como é no meio rural, que se danem os “dalits”. - No Parque Nacional das Emas, em Goiás, foi proibida a comercialização da soja transgênica produzida num raio de 500m de seus limites. Não tenho a menor idéia do por que dessa proibição, que entrou em vigor em dezembro de 2008. Um “dalit” que havia plantado esse tipo de soja não pode colhê-la e ainda foi multado em R$ 68.000,00. O detalhe é que ele havia plantado essa soja em outubro/novembro de 2008. Punição retroativa ao “dalit”, que não vislumbrou a nova norma que iria ser estabelecida. Quem quiser conferir, acesse o site www.globo.com/globorural e assista à reportagem que foi ao ar na edição de 16 de março de 2009. - A legislação ambiental exige que se restabeleça a mata ciliar em no mínimo 30m de cada lado dos menores cursos

d’água existentes. Se é lei, temos que cumprí-la. Então, porque não começar pelas margens do lago Paranoá, em Brasília; da lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, ou do rio Tietê no trecho da capital paulista. Não, a lei vai para cima dos “dalits”, que, solitários em suas propriedades, são presa fácil para as mãos poderosas da lei. O exemplo dado pelos “dalits” catarinenses, ao se insurgirem contra a legislação ambiental draconiana (severa demais), é animador. - O Estatuto da Criança e do Adolescente não permite que crianças com menos de quatorze anos trabalhem. Lei é para ser cumprida, correto? Correto! Então, porque todas as noites, assistimos na televisão brasileira a crianças dessa faixa etária trabalhando em novelas e na publicidade? Provavelmente, porque o ambiente de trabalho nesses lugares seja melhor do que o da família dos “dalits”. À sociedade brasileira, ficam os recados de passar a tratar o meio rural não como a fonte de todos os males e, sim, como setor gerador de riquezas e farturas, além de se começar a entender que a agricultura é uma questão de segurança nacional, como em todos os países civilizados. Aos “dalits” brasileiros, fica a mensagem de que se não nos unirmos para que nossos direitos sejam iguais aos dos outros cidadãos brasileiros, sofreremos cada dia mais. “Dalits” brasileiros: a união ou submissão!

Matéria de Arthur Chinelato de Camargo, engenheiro agrônomo da Embrapa Pecuária Sudeste, extraída da revista Balde Branco, edição de junho/09.

06 - Cooperando


Milson Curty Viana Na edição de nosso Informativo de março-abril/2001 homenageamos como cooperado destaque o Sr. Milson Curty Viana. Hoje depois de 8 anos voltamos a homenageá-lo, pois é um produtor entusiasmado e sempre buscando aprimorar técnicas em sua propriedade, como a participação no projeto Balde Cheio. Aproveitamos também para homenagear e parabenizar nosso cooperado Sr. Milson e sua esposa Sra. Maria da Glória, pelas Bodas de Ouro que completaram neste mês, com alegria e gratidão junto com seus filhos Manoel Honório e Tânia Maria, os netos Alex, Thomas, Nágila e Jamili, e demais parentes e amigos agradecem a Deus por esta união firmada na rocha viva que é Jesus Cristo. A Fazenda Oriente é localizada no Córrego do Eme, município de Resplendor. Com extensão de 409 hectares, divididos em pastagens de braquiária decumbes e MG5 e plantação de cana. A cana é cultivada em uma área de 3,8 hectares, até o final do ano deseja aumentar o plantio em mais 0,2 hectares, objetivando adiantar o trato dos animais com a finalidade de aumentar a eficiência produtiva e reprodutiva do rebanho. A fazenda Oriente é privilegiada com 05 nascentes e banhada pelo Rio Eme. As nascentes abastecem, por gravidade, a sede da fazenda, em até 30.000 litros de água. O plantel é formado por 100 vacas, sendo 50 em lactação, 70 novilhas e 80 bezerras, perfazendo um total de 250 reses. O gado fica em regime de pasto e recebe suplementação alimentar nos cochos, durante a ordenha de acordo com sua produção. Além da suplementação mineral disponível nos pastos, a ingestão mineral forçada no momento da ordenha é realidade. As vacas de melhor produção, ficam nos piquetes rotacionados no período da seca e recebem suplementação de cana, ração, farelo de trigo adicionado ao sal mineral. Sempre buscando melhorar sua produção leiteira, Sr. Milson, quis conhecer de perto juntamente com sua esposa, o projeto “Balde Cheio”. Visitaram propriedade Cocheira

em Inhapim, onde o projeto já vem sendo desenvolvido há mais tempo, junto com diversos cooperados e autoridades em excursão organizada pela Capel. O entusiasmo e a possibilidade de melhorar, o fizeram se inscrever logo, logo no projeto. Seguindo orientações técnicas do projeto, hoje sua propriedade possui 32 piquetes, com capacidade de lotação para 20 vacas. Os piquetes são formados de braquiária e grama estrela. Outros 20 novos piquetes já foram preparados para receber outras reses. A genética utilizada na fazenda há mais de 20 anos é de inseminação artificial, somente com sêmens de touros aprovados pelo teste de progênie da EMBRAPA, no caso dos zebuínos e touros canadenses aprovados pelo programa Horald Genetics (Programa de Melhoramento do gado Holandês) para os taurinos da raça holandesa. As principais matrizes do rebanho são de ¾ de Holandês e há 3 anos vem inseminando com a raça Gir para produção de Girolando. Direcionado na produção de Girolando 5/8, o produtor obedece ao programa de acasamento anual realizado pelo PMG (programa de melhoramento genético) Capel. A produção diária gira em torno de 300 litros de leite, que são ordenhados na parte da manhã e a tarde. Depois da ordenha o leite é resfriado em tanque de expansão com capacidade de 1500 litros. Para ajudálo nos serviços, nosso cooperado conta com Gilson e Jésus. Sr. Milson pretende aumentar sua produção para 500 litros, com o auxílio e orientação do projeto Balde Cheio. Sr. Milson e Sra. Glória, nós nos sentimos honrados, pela feliz coincidência em estarmos comemorando os 50 anos da Capel, junto com os 50 anos de casados dos senhores. “Um homem pode seguir seu caminho sozinho, mas é muito mais gratificante e prazeroso, segui-lo com alguém para compartilhá-lo e acompanhá-lo.” Que Deus continue abençoando a vida de vocês, que são exemplos que a instituição família ainda dá certo. Parabéns ao casal e sua família.

Canavial

Sr. Milson e Sra. Glória com o neto Alex

Gilson fazendo higienização antes da ordenha

Piquetes

Cooperando

- 07


RELAÇÃO DOS

50 MAIORES Produtores de Leite - Junho | 2009

01 - Altamiro Dias de Moura......................................................49.813 02 - César Romero e Silva........................................................23.877 03 - Geraldino Pinheiro dos Santos...........................................20.979 04 - Regina Paiva Bandeira de Melo..........................................19.130 05 - Geraldo Elias Brum/Esmael R. de Barros............................18.638 06 - Mário Dal Col e Outros.......................................................18.602 07 - Adir Lopes Diniz Adami......................................................17.859 08 - Gilmar Augusto de Souza...................................................17.084 09 - Dalvair Barbosa dos Santos...............................................16.596 10 - Cláudio Fernandes Leal......................................................16.459 11 - Maria Lúcia Conde Frizzera................................................15.560 12 - Sebastião Guimarães.........................................................14.469 13 - Antônio Rodrigues Lima.....................................................13.970 14 - Nilo Coelho de Barros........................................................13.379 15 - Jorge Lima Peres de Miranda.............................................12.778 16 - Ermínio do Prado Leal........................................................12.632 17 - Aparecida das Graças Bonicenha Nicoli..............................12.464 18 - Welington Maffioletti..........................................................12.411 19 - Amaro Alves de Freitas......................................................12.049 20 - Renato Lutero Pieper.........................................................11.806 21 - Sildomar Tavares de Arruda...............................................11.665 22 - Roselene Leal de Paula e Filhos..........................................11.654 23 - Délio César da Silva...........................................................11.643 24 - Mário Dal Col.....................................................................11.636 25 - Elzi Rufino de Jesus...........................................................11.603 26 - Alfranio Francisco da Costa................................................11.192 27 - Hezekias Coutinho de Lima................................................11.144 28 - Aloizio Teubner Ferreira......................................................10.833 29 - Lademar Gonzaga da Cunha..............................................10.731 30 - João Luiz Mozzer...............................................................10.730 31 - Weverson Francisco de Magalhães....................................10.571 32 - Mauro Fernando Gonçalves Matos.....................................10.200 33 - Maria Efigênia de Barros....................................................10.083 34 - Ignácio de Loyola Erthal Monnerat.....................................10.054 35 - Sebastião Vieira de Siqueira...............................................10.028 36 - Renato Paraguassu de Oliveira.............................................9.980 37 - Elias Dal Col........................................................................9.871 38 - Lourival de Souza Franco.....................................................9.830 39 - Genadir Cândido de Souza...................................................9.698 40 - Orlando Trevizani.................................................................9.664 41 - Laila Aparecida Ronceti Andrade..........................................9.631 42 - Dativo Gonçalves de Souza..................................................9.624 43 - Orlando José Sampaio.........................................................9.522 44 - Vânia Márcia Scherr Martins e outro ...................................9.484 45 - João Vieira de Souza e Irmão...............................................9.352 46 - Edimar Caetano de Souza....................................................9.275 47 - Luis Eustáquio de Souza Franco...........................................9.219 48 - Sebastião Malta de Rezende.................................................9.085 49 - Altair Nunes Dornelas..........................................................8.949 50 - Lindair Rodrigues de Almeida...............................................8.714 Total de leite recebido dos 50 maiores produtores:...............656.220 Total geral de leite recebido no mês:..................................4.238.167 Média de leite recebida por dia:............................................141.272

08 - Cooperando

Novos Cooperados AIMORÉS Pedro Antônio de Souza

ECOPORANGA Benício Antônio dos Reis

RESPLENDOR Ailton Agostinho de Abreu Carlos Antônio de Laia Custódio Martimiano da Silva Edvaldo Antônio de Oliveira Gilmar Lopes Fraga Márcio Lino de Sousa Perly Dornelas de Oliveira Sidney Correa de Sousa Sidney Pereira

NOVA VENÊCIA José Fernandes Pelluzio Mirthes Dalva Thomazini

SEJAM BEM-VINDOS!

CONSELHEIRO PENA Adebral Santana Fausto Vargas Glória Júnior Maysa Caldas Gonçalves


Prezados, Os processos de Segurança no Trabalho, Segurança Alimentar e Meio Ambiente são atividades que se complementam e fazem com que as empresas e trabalhadores estejam se adequando constantemente. Diante desta realidade, iniciamos neste mês de Julho/2009 a troca do piso de toda a Fábrica de Queijo; ampliação das instalações do Laboratório da ETEETA, construção de depósito de lixo, abrigo para os motoristas próximo a guarita e ampliação dos vestiários. Os investimentos acima mencionados irão proporcionar maior segurança aos trabalhadores, maior segurança na fabricação dos produtos CAPEL.

Funcionário Nota 50 Nesta edição, não teremos o funcionário NOTA 10 e sim um NOTA 50. É com muito carinho, que nós Diretores e Funcionários da CAPEL, lhe prestamos esta simples e merecida homenagem. Senhor João Baptista Silva, “Senhor João”, pelo cinquentenário de profissão, de dedicação, de honestidade, de comprometimento e dignidade, o faz um exemplo de vida para todos. Parabéns, pois de fato é um NOTA 50.

CURIOSIDADE FERRAMENTA – Em todo trabalho há o uso de alguma ferramenta, desde o martelo ou o machado até uma simples caneta, pois ela se define como “instrumento indispensável à prática profissional”. Essa palavra vem do Latim ferramenta (não mudou nada), “conjunto de utensílios de ferro”, de ferrum, “ferro”. Elas devem ser manejadas com atenção, pois podem causar danos à saúde. Mesmo uma folha de papel pode resultar num doloroso corte na pele. Para não falar na cabeça do martelo atingindo um polegar descuidado.

Ser Pai é: sorrir, chorar, sofrer, gargalhar. Ser filho é: agradecer todos os dias a oportunidade de ter um Pai.

Decálogo da Segurança A Lei número dez é a seguinte: X– Dirigir veículos de forma preventiva. - Estando sempre atento em praticar a metodologia ensinada nos Curso de Direção Preventiva. Observar e fazer observar, as regras de trânsito, nos pouparão de “engordar” as tristes estatísticas da violência que hoje impera no trânsito de nossas cidades e rodovias.

Feliz Dia dos Pais! Cooperando

- 09


Julho e Agosto COOPERADOS julho 01/07 03/07 04/07 05/07 06/07 07/07 08/07 09/07 10/07 11/07 13/07 14/07 15/07 16/07 17/07

Alair Valverde Ananias Kippert José Idelfonso Ribeiro Sebastião Medeiros Sobrinho Alírio da Silveira Carlos Lopes de Paiva Adeni Nunes Dornelas Ageu Sangiorgio Lorem Pevidor da Silva Welington Viana da Silva Edimar Ângelo da Silva Geraldo Teodoro Xavier Laerson José Inácio Mateus Ton Hespanhol Ottomar Carlos Preisigk Antônio Borges Cláudio Fernandes Leal Emília Maria do Espírito Santo Jaires Antônio de Paula Mário Rigo Pedro Cremasco Antônio Rodrigues de Souza Fernando dos Santos Pedroso João Francisco Rosa Gilnirson Amário de Oliveira Virgílio Stefanon Wagner Arruda Teixeira Wanderlei Percílios Gustavo Henrique Spindula Assis Laila Aparecida Ronceti Andrade Leotério Grobério Maurício Antônio de Castro Paulo Roberto Rosa Sebastião Morais de Melo Josias Alves Mozzer Juarez de Souza Lima Edimar Pereira Ferreira Julmar de Souza Xavier Pedro Hythason César Eduardo Ribeiro Aloncio Theodorico de Carvalho Leonardo Serrano Martins Djalma Justino da Silva Edvaldo Botelho da Fonseca Manoel Rodrigues Neto Paulo Silva Lopes Aguimar Damaso da Silva Alciony Célia Sarnáglia Josias Sipleste Miguel Francisco Pereira Neujani Domingos do Amorim

10 - Cooperando

18/07 19/07 20/07 21/07 22/07 23/07 24/07 25/07 26/07 27/07 28/07 30/07 31/07

Romeu Cremasco Ton Romilda Rocha Pinto Soares Valdeci Gabrecht Davi Prata da Silva Frederico Tomaz de Oliveira Gilmar Carlos Dietrich José de Azevedo Pereira Júlio Diniz Valdeir Freitas Baeta Jorge Quadras Ataides Alarico Patrício Arruda Delvano Preisigch José Ferreira Ribeiro Silvério Ribeiro de Oliveira Ataides G.C. Neves Domingo de Souza Serpa Antônio Xavier de Souza Maria Dalva Souza de Almeida Nivaldo Cândido Bettero Heraldo Friederich José Lino Nicoli Athayde Barcelo Filho Débora Cardozo de Paula Edimar Soares Lenk Francisco José Pereira Arnaldo César Curtinhas Carlos Magno Patez Oliveira Milson Curty Viana Airton Bonisson Eudes Pires Alves João Vieira de Souza Juvenil Mota Sérgio Paulo de Oliveira Wilmer Costa Borba Ana Laignier Lacerda Milagres Diomar Carlos Tinelli Geraldo Lucindo Leal Fortunato Campo Dall’Orto Marcos Campos Dell’Orto Alberto Gumz Antônio Alair Baldon José Venâncio Pereira Ofrazílio Baldon Walter Antônio Laurindo Adair Gleide de Souza Balduino Borchardt Lindomar Reckel Notier Lellis de Menezes AGOSTO

01/08

Ady Lourenço Antônio Alves Antônio Polito Branca Alcântara Romeiro

02/08 03/08 04/08 05/08 06/08 07/08 08/08 09/08 10/08 11/08 12/08 13/08 14/08 15/08

Clemente Oliveira Filho Genilson Pinto Coelho Otacílio Félix dos Santos Sebastião Ferreira de Almeida Anderson Lagares Silva Antônio Richardelle Costa Carlos Alberto Bienow Ilson Cremasco Elias Vazzoler Heber Coutinho de Castro José Alencar Duarte Maria da Penha Teófilo Silva Sebastião Vieira de Siqueira Afonso Celso Borba Jailson Rufino Pereira Marcos César F. dos Santos Walter Joaquim Teixeira de Moura Antônio Sangiorgio Erasmo Carlos Trindade Jair Neves de Oliveira Sebastião Laignier de Souza Alfredo Seyfarth Edson Louback Genadir Cândido de Souza Nadir de Souza Valverde Sidney Cássio Soares Sildomar Tavares de Arruda Francisco Ticianel Manoel Fraga Filho Cecília Veloso Furtado Fromhol Ciro Furtado Torres Ernandes Dutra Lúcia Helena de Souza Ronaldo José Alves Edmar José Binda Abílio Estorck Adailton Nunes Dornelas Douglas Antônio de Souza Matos Francisco Furtado João Carlos Teixeira de Moura João Neto José Lourenço Prata Marcos Tavares Duarte Marlúcia Gonçalves Abreu Peres Celso Teixeira Freitas Jaime da Silva Neto Joanas Tavares de Souza Sinval Firmino Correa Edimar Caetano de Souza Waldemiro Damasceno Amaury Hottis Ramos Manoel Fock Neto Otto Borkadt Renato Silva Oliveira Adeir Hipolito Maipira


Julho e Agosto 16/08 17/08 18/08 19/08 20/08 21/08 22/08 23/08 24/08 25/08 26/08

Ivan Carlos Gonçalves Fialho Sidney Correa de Sousa Adejute Antônio de Faria Jaime Fernandes Moreira Paulo Cordeiro Pereira Romário Macedo de Carvalho Beneir Justiniano Vieira Geraldo Luiz da Silva Manoel Joaquim Ton Renato Mutz Júlio Matias do Amaral Manoel Gonçalves de Sales Marcelo Calvão Moura Alcino Gomes Sobrinho Ilson Souza da Silva José Raimundo da Silva Geraldino Rossow Lúcia Dariva Milagre Manoel Oliveira Tavares Moacyr Bossaneli Nilson Monteiro da Veiga Crisolino Ramalho de Almeida Enetison Gervásio de Freitas Eustáquio José Neto Maria da Penha Moulin e Silva Adegard Rodrigues de Medeiros José Ferreira Pinto Juraci Correa Lemos Rogério Puppim Carlinhos Ribeiro Arruda Elias Campos Dellorto Filho Nelson de Souza Castro Orcerides Jacinto Muniz Avelino Bento de Souza Dejanira Martins Rodrigues Juvercy Patrício de Araújo Neide Medeiros Nicoline Rosalina Visintim Pereira Adair de Souza Bento Márcio Júnior Valverde Ribeiro

27/08 28/08 29/08 30/08 31/08

Marcos de Jesus Geraldo do Nascimento Costa Gilberto Paulo Souza José Rodrigues Neto Jorge Pinheiro de Barros Orestes Baldon Ary Ferreira Quadra Geraldo José Monteiro João Francisco Garcia Devair Macedo de Azevedo Osmar Rodrigues Soares Agenor Nicole FUNCIONÁRIOS

16/07 18/07 22/07 24/07 26/07 27/07 28/07 30/07 31/07

Danielle Paula Carrijo O. Silva Gilmar Carlos Dietrich Dina Márcia Torrezani Fábio Júnior Ferreira Eliomar Mesquita Júlio de Oliveira Silva Silvana Correa Vinícius Cotta da Silva Antônio Feliciano Franco Aguinaldo Rocha Furtado Diones Teixeira de Oliveira Joel da Silveira Mozer Joel Mota de Oliveira Marco Antônio Souza da Costa Carlos Lincoln Rocha Júnior

JULHO AGOSTO 01/07 02/07 03/07 04/07 05/07 07/07 08/07 09/07 10/07 11/07 13/07 15/07

João Dantas de Rezende Ricardo Kefler Valmir Pereira da Silva Danilo Novaes de Rezende Wallace de Oliveira Nogueira Emerson Mendes Moreira Luiz Fernando Ferreira Mota Sebastiana Coelho de Souza Silva Wilson Vanes Borges Cleidimar Fernandes de Souza Fernando Marcos Vaz Costa Nelson Pitelkow Jaime Dias Lopes Vagner Paulo Detoni Wanderson Antunes Dias Armando Mutz Schneider Robson Ferreira da Silva Sebastião da Silva Felipe Alexsandro Cotta da Silva Wesley Bittencourt Neves Wilian da Silva Rosalino Marcos Carvalho de Aguiar Jane de Fátima S. Alves Viturino

01/08 04/08 06/08 07/08 10/08 13/08 16/08 17/08 18/08 19/08 20/08 22/08 24/08 26/08 27/08 29/08 31/08

José Antônio da Silva Gelson da Silva Jacinto Welington Francisco de Oliveira Rogério Lugão Veltem Jadilson Carlos Fernandes Boa Calivaldo Costa Valverde José Carlos R. Conceição Juarez Pereira Pinto José Malta de Resende Jackson Sander Cunha Willians Gonçalves Teodoro Ezequiel Valverde de Lima Marcelo de Azevedo Dias Edson Ferreira Maciel Ésio Freitas Leal Eliésio Cardoso de Paula Eber de Matos Júnior Renato Gularte da Silveira Jairo Carvalho de Aguiar

Parabéns a todos!

Aniversariantes do Escritório

MAIO - Wilmer Júnior

JUNHO - Gregório, Andréia e Júlio

Cooperando

- 11


Social Patrick Berçan Monecchi e seus pais parabenizam os gêmeos Ricardo e Eduardo pelo aniversário de 03 aninhos no dia 04/08/09. Que Deus os abençoe!

Gabrielli Karlla filha do diretor de produção Carlos Ton e Reginalva em apresentação na Escola Municipal Conselheiro Lafaiete A primogênita de Carlos Ton e Reginalva, Camilla Rhúbia, em cavalgada de São João Batista em Ituêta

O cooperado Antônio Marcos e sua esposa Magna desejam a seu filho Mike Silva Hespanhol, muitos anos de vida e felicidades neste seu 3º aniversário em 21/07/09

Chiquinho Storck e seu filho Nicholas, parabenizam sua esposa Glória pelo seu aniversário dia 02/05 e seu filho Vinícius, pelos seus 15 anos dia 12/05, sua família parabeniza aos dois pelos aniversários e a Vinícius um parabéns a mais, pois pelo segundo ano consecutivo foi o aluno com maior média no Colégio Integral de Resplendor

Esta é Maria Fernanda, filha do cooperado Pedro Paulo Pinheiro Colho e Patrícia Ferreira Barros Coelho, de Aldeia, Cuparaque – MG. “Seja bem vinda Princesa! Parabéns aos avós vereador Amantino Ferreira Dias e Joana Barros Ferreira.”

No dia 30/04/09 os funcionários Sebastião Júnior e Edney Medeiros comemoraram o 1º aninho de sua filha Isabella. Parabéns e que Deus continue abençoando esta linda família! Gianna Paula, neta de um dos fundadores da Capel, Leovegildo Izidoro Pereira, “Vivi”, em visita as instalações da Capel, com seus filhos João Vitor e Maria Eduarda

O lourinho Higor é filho dos cooperados Romildo e Magda e vem parabenizar seu priminho Eduardo pelo seu aniversário de 2 anos completados no mês de maio.

A sorridente Eduarda é a alegria de toda sua família, dos avós os cooperados Antônio e Ilma, dos pais Marlon e Libia, que aproveitam para agradecerem a Deus por sua vida

Armando Mutz Schineider “Maninho” e sua esposa Karla agradecem a Deus pelo 1º ano da bela Ana Luísa. Parabéns!

No último dia 15/07, a pequena Clarissa completou seu 1º aninho. Seus pais Karina e Paulo Júnior, rogam a Deus copiosas bênçãos. “Papai e mamãe te amam!”

ÓRGÃO DE COMUNICAÇÃO E DIVULGAÇÃO DA COOPERATIVA AGROPECUÁRIA DE RESPLENDOR LTDA. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO - César Romero e Silva; Marcos Campos Dell’Orto; Carlos Antônio Ton; Geraldo Elias Brum; Ermínio do Prado Leal; Leonardo Serrano Martins; Renato Lutero Pieper; Gilmar Augusto de Souza; Raimundo Dornelas Filho - DIRETORIA EXECUTIVA - Diretor Presidente: César Romero e Silva; Diretor Comercial: Marcos Campos Dell’Orto; Diretor de Produção: Carlos Antônio Ton; Conselho Fiscal 2009/2010: Efetivos: Valdeci de Oliveira Barros; Elson Teixeira de Sá; Romildo Vello Cremasco Tavares; Suplentes: Adalto Geraldo de Aredes; Nelson Pittelkow; Ary Ferreira Quadra - Conselho Editorial: Adriano Garcia Mendes; Adriano Rodrigues de Almeida; Fernando Borges Gomes Carneiro; Giovanna de Carvalho Simões; João Campos Dell Horto; João Baptista Silva; Marcos Campos Dell’Orto; Wilmer Monteiro Borba; Jornalista Responsável: Tarciso Alves - MTb 8422 - Tiragem: 2.000 exemplares - Distribuição Gratuita - Endereço para correspondência: CAPEL – Cooperativa Agropecuária de Resplendor Ltda. Av. Getúlio Vargas, 217-A - Centro - Cep: 35230-000 - Resplendor – MG - PABX: (33)3263-1133 - e-mail: assessoria@capel. ind.br - Designer e Diagramação: Genidar Riani - Telefones: (33) 8437-5000 | 8862-8943 - E-mail: rianigv@gmail.com - Impressão: Gráfica GSA.

12 - Cooperando

Cooperando 59  

Julho / Agosto de 2009