Page 1

Boletim Informativo da Cooperativa Agropecuรกria de Resplendor Ltda.

ANO 8 - Nยบ 058 maio / junho DE 2009


Palavra da Diretoria do leite produzido pelos nossos associados, enquadrando o mesmo nos padrões exigidos pelo Ministério da Agricultura. A diretoria convida os produtores para participarem de uma nova viagem no dia 27 de maio em Inhapim, onde visitaremos o projeto Balde Cheio daquele município. Os interessados poderão procurar o departamento de assistência técnica da Capel. Convidamos também os associados, para participarem de uma confraternização no próximo dia 20, às 19 horas, no auditório da cooperativa, onde iremos sortear uma Moto 0 km, oferecida pela Virbac, para os produtores que adquiriram produtos deste laboratório. Agradecemos a Deus o bom momento que estamos atravessando e que Ele continue abençoando a vida de cada um. Um cordial abraço,

Caro cooperado, A diretoria informa que o pagamento de leite dos nossos cooperados estará sofrendo algumas modificações, dentre elas, podemos citar a bonificação de R$ 0,02 para o produtor que adquiriu tanque de resfriamento; de R$ 0,01 para quem produzir entre 250 a 349 litros e R$ 0,02 para produção acima de 350 litros de leite diários. É importante que o produtor fique atento na qualidade do seu leite, já que a bonificação poderá variar de R$ 0,01 a R$ 0,05, de acordo com os 05 itens da Normativa 51 (Proteína, Gordura, Extrato Seco, Contagem de Células Somáticas ‘CCS’ e Unidade Formadora de Colônia ‘UFC’). A diretoria colocará um veterinário da assistência técnica coordenando o programa de qualidade e mais técnicos para promoverem uma melhoria na qualidade

César Romero e Silva Diretor Presidente

Marcos Campos Dell’Orto Diretor Comercial

Carlos Antônio Ton Diretor de Produção

ORDENHA HIGIÊNICA • Não ordenhar as vacas no mesmo lugar onde é fornecida a alimentação de volumosos. • Definir um local, com piso cimentado, para realizar a ordenha. A área desse local seria equivalente, em metros, ao número de vacas que a propriedade consegue ordenhar de cada vez. • A pessoa que faz a ordenha deve manter as unhas sempre cortadas e limpas. • Se o ordenhador estiver doente ou com gripe, não deve realizar a ordenha. • Utilizar uma roupa própria, exclusiva para realizar a ordenha. • Lavar e desinfetar as baldes, latões e coadores que serão usados durante a ordenha. Fazer isso antes de iniciar a ordenha. • Lavar e desinfetar as tetas das vacas antes de realizar a ordenha. Usar a solução de 5 litros de água + 1 colher de sopa de água sanitária. • Fazer uma ordenha tranquila, contínua e ininterrupta. • Usar uma solução após a ordenha como proteção da teta para a entrada de germes que possam causar a mamite. Utilizar como solução pós-ordenha o iodo glicerinado (15g de iodeto de potássio + 15g de iodo metálico + 0,5l de glicerina + 4,5l de água destilada). • Após a ordenha recomendamos fornecer volumoso às vacas, 02 - Cooperando

para fazer com que elas fiquem de pé o máximo de tempo possível, evitando, assim, o contato das tetas com o solo. • Ao transportar o leite, utilizar uma cobertura para proteção do latão contra o sol. Fonte: Caderno Agropecuário do jornal Estado de Minas, dia 02/03/09

FIQUE ATENTO PARA O PAGAMENTO DO LEITE POR QUALIDADE


COOPERADOS PRESENTES

CAPEL EXPÕE SUA NOVA FROTA DE CAMINHÕES E CARRETAS

MESA COM DIRETORES, CONSELHEIROS ADMINISTRATIVOS E AUTORIDADES

Assembleia aprova contas e elege diretor e conselheiros Em clima de tranquilidade a Assembleia Geral Ordinária da Capel 2009 foi realizada no dia 20/03, no Patronato de Aprendizagem de Resplendor. Estiveram presentes 914 cooperados, que participaram da prestação de contras, assim como da aprovação do balanço social e das eleições. Após composição da mesa, por diretores, conselheiros de administração e autoridades, foram feitas orações pelo Pastor João Batista Landim e Padre Fábio Antônio dos Reis, rogando bênçãos a Deus pela vida de todos e agradecendo pelo cinquentenário da Capel. Logo em seguida, o presidente, Sr. César Romero, procedeu à leitura do edital de convocação, e apresentou relatório de gestão e plano de atividades para o ano de 2009. Pelo Sr. José Miguel, contador da CLR Consultores e Auditores Independentes, foram apresentados o balanço patrimonial, a demonstração de resultados e o parecer dos auditores. Logo após, o parecer do Conselho Fiscal foi apresentado pelo conselheiro Sr. Márcio Valverde, e aprovadas as contas por maioria absoluta. O presidente agradeceu ao deputado federal Mauro Lopes e deputado estadual José Henrique, por prestigiarem a

assembleia e ainda pelo apoio e empenho que têm dado à Capel, principalmente na recuperação do crédito de ICMS e no ressarcimento de PIS/COFINS. Em rápidas palavras, os deputados expuseram suas participações em prol da agricultura e do cooperativismo, deixando palavras de incentivo e encorajamento ao produtor rural. Passando para o processo eleitoral, foram apresentados os candidatos e os cargos correspondentes. Após apuração dos votos, foi vencedora a chapa que reelegeu Marcos Campos como diretor comercial, e Gilmar Augusto de Souza e Raimundo Dornelas Filho como conselheiros administrativos, com 587 votos. Para o conselho fiscal, com 548 votos, foram vitoriosos os candidatos efetivos e suplentes: Valdeci de Oliveira Barros, ‘Neném’, Elson Teixeira de Sá, Romildo Vello Cremasco Tavares, Adalto Geraldo de Aredes, ‘Daltinho’, Nelson Pittelkow e Ary Ferreira Quadra. A diretoria da Capel, na pessoa do presidente, agradeceu a presença de todos os cooperados e autoridades, dizendo que “a participação efetiva dos cooperados enaltece o trabalho sério e transparente da diretoria”, finalizou Sr. César Romero.

CÉSAR ROMERO E CARLOS TON COM OS DEPUTADOS ZÉ HENRIQUE E MAURO LOPES

MESA DE ASSINATURAS

SALA DE VOTAÇÃO

DIRETOR COMERCIAL MARCOS CAMPOS, LADEADO PELOS DEPUTADOS MAUROS LOPES E ZÉ HENRIQUE ORAÇÃO DO PADRE FÁBIO

ORAÇÃO DO PASTOR JOÃO BATISTA

Cooperando

- 03


Vacas no pastejo irrigado na época da seca, no Sítio Malta

Produtor de Vila Paulista se destaca no Projeto Educampo O Sítio Malta, localizado em Paulista no município de Barra de São Francisco – ES já não é mais o mesmo depois de agosto de 2008 quando começou a participar do Projeto Educampo, dobrando sua produção além de adoção de novas tecnologias. O Projeto Educampo consiste em uma consultoria gerencial e tecnológica voltada para a gestão da propriedade leiteira tendo como seus principais pilares a busca pela capacitação dos produtores rurais para o desenvolvimento da gestão da propriedade. O projeto é do SEBRAE presente em mais de 1000 propriedades em todo o Brasil. O sítio é de propriedade de Eunice Malta e Adelson Alves, tendo como principal atividade a produção leiteira, tem aproximadamente 31 hectares (ha) onde 27 há são usados para pecuária, caracterizada por uso de mão de obra familiar onde os proprietários realizam as atividades da propriedade. No início da assistência, em agosto de 2008, possuía 26 vacas sendo destas 14 em lactação com uma produção de 70 litros por dia, usava touro nelore nas vacas e novilhas e não tinha divisão de categorias animais. Os esforços do Projeto Edu-

04 - Cooperando

campo foram feitos no sentido de melhorar a produção leiteira e capacitar o produtor na atividade. Foi implantado um sistema de pastejo rotacionado irrigado em 2 hectares (ha), com capacidade para manter 20 vacas em lactação. Foram selecionadas algumas vacas e novilhas para descarte e adquiridas 18 novilhas girolando prenhas, as quais já estão parindo. O produtor já esta usando inseminação em todo o rebanho, após fazer o curso de inseminação pelo SENAR em Ecoporanga, usando um botijão comunitário que fica no sítio do vizinho José Carlos, que também é acompanhado pelo Projeto Educampo. A produção atualmente está em torno de 190 litros diários com a realização de duas ordenhas diárias, que mesmo sendo manual realiza higiene na ordenha com uso de solução de iodo na desinfecção dos tetos e das mãos do produtor, melhorando assim a qualidade do leite. Saiba mais sobre o Educampo O Projeto Educampo é uma iniciativa do SEBRAE introduzida em 1997 em Minas Gerais, sendo um projeto de educação voltado ao homem do campo, dinâmico e permanente, que busca,

através da capacitação gerencial e tecnológica de grupos de Produtores Rurais, desenvolver todos os aspectos de gestão da propriedade, tornando-os mais eficientes e competitivos, e consequentemente, melhorando sua qualidade de vida. Consultoria gerencial e tecnológica O projeto possui como um de seus principais objetivos a busca pela capacitação gerencial e tecnológica dos produtores rurais para o desenvolvimento da gestão da propriedade. Para a cooperativa, o grande benefício do projeto é a fidelização do produtor, além do aumento da oferta e da regularidade da matéria-prima de qualidade, de acordo com as tendências do mercado. Passo a passo do projeto A partir de um diagnóstico da propriedade, quando é levada a situação atual tanto dos aspectos técnicos da produção como os de gerenciamento do negócio, é feito um planejamento individual para o período de um ano, e baseiam-se apenas nos recursos disponíveis na propriedade, ou seja, sem envolver necessariamente novos investimentos. Em seguida são estabelecidas as metas para cada propriedade, além das metas globais a serem atingidas pelo grupo de produtores. Essas metas se baseiam na realidade local e também pelo que está sendo desejado pela agroindústria e pelos produtores. Dentro do planejamento, está sendo inserido um cronograma mensal de visitas do consultor á propriedade. Em cada visita é deixado um relatório com as sugestões e soluções indicadas. Ao longo do ano, também são programadas atividades complementares à consultoria como dias de cam-

po, palestras, missões técnicas, etc... A efetividade do projeto é medida continuamente por meio de discussões entre o consultor e o grupo sobre os resultados alcançados. Para isso, o consultor utiliza um software gerencial que, por meio da Central de Processamento de Dados do Educampo (CPDE), os resultados de cada produtor são conferidos, analisados, corrigidos e comparados, gerando relatórios sobre a situação da propriedade. Para participar do projeto Educampo/ Ecoporanga o produtor precisa: • Fornecer leite para a CAPEL, mantendo fidelidade à empresa; • Conhecer os objetivos, finalidades, responsabilidades e direitos junto ao projeto EDUCAMPO, estando receptivos às mudanças de comportamento que o projeto exige; • Participar dos treinamentos oferecidos pelo EDUCAMPO (visitas, reuniões, palestras, dias de campo); • Atuar juntamente com o consultor, em ações de estímulo e apoio aos funcionários da propriedade, para que as atividades propostas pelo projeto sejam bem executadas; • Receber os técnicos do projeto nos dias previamente agendados; • Seguir as orientações técnicas; • Analisar juntamente com o técnico, a situação técnica e econômica da propriedade; • Coletar e fornecer os dados técnicos e econômicos solicitados pelos técnicos; • Arcar com parte dos custos mensais das visitas técnicas à propriedade. Fonte: André Freitas Motta, Médico Veterinário, Especialista em Pecuária Leiteira

André F. Motta- Medico Veterinário, Técnico do Educampo Ecoporanga; Christiano Nascif – Zootecnista, Consultor Técnico do Projeto Educampo; José Carlos de Almeida – Produtor participante do Educampo; Adelson Alves – Produtor do Educampo, proprietário do Sítio Malta.


GESTÃO EFICIENTE AUMENTA PRODUÇÃO E QUALIDADE DO LEITE O manejo eficiente de fêmeas em propriedades leiteiras e de extrema importância, pois a fase de recria, pós-desmama até primeira prenhez, e a que apresenta os maiores custos numa fazenda. Se o produtor conseguir diminuir esse período, adotando um sistema de gestão eficiente dos animais, a atividade se torna mais rentável. Além do mais, a produção de leite pode aumentar em quantidade e qualidade. Com o objetivo de parição e de produção de leite, é esperado que a cobertura das novilhas aconteça entre 16 e 18 meses de idade, em média, ou quando atingirem o peso de 300 a 350 kg para animais de grande porte, como o holandês, e entre 200 e 250 kg para os de pequeno porte, como jersey. Para que isso ocorra, são necessárias algumas medidas desde o nascimento até a prenhez do animal. Cuidados básicos durante a fase de aleitamen-

to, tais como a ingestão de colostro, assepsia do animal ao nascer, fornecimento de água de boa qualidade e de concentrado (ração) para o desenvolvimento ruminal são imprescindíveis para a qualidade das vacas adultas. Após o aleitamento, a fase de recria é menos complexa, porém de igual importância para o rebanho. Esse período tem relação direta da alimentação com o início da puberdade, ou seja, com a idade fisiológica e não cronológica do animal, visando a prenhez e posteriormente a produção de leite. A dieta das novilhas, nesse período, deve contar com volumoso (fonte de fibras) e concentrado (fonte energética e protéica) de boa qualidade. A quantidade de concentrado fornecida por animal deve ser de aproximadamente dois quilos por dia. Essa quantia pode ser aumentada, mas ocasiona encarecimento na produção.

Para um melhor acompanhamento do rebanho, produtores podem realizar pesagens e medições das alturas do animal, importante ferramenta para verificar o ganho de peso e o desenvolvimento estrutural das vacas. O ideal seria registrar ganho de peso diário entre 0,6 e 0,8 quilos por dia. Ganhos de pesos diários elevados, acima de 0,9 quilos, podem ocasionar problemas na formação da glândula mamaria, caso haja acúmulo de gordura em detrimento da produção de tecido secretor, que produz o leite. “Se o produtor conseguir diminuir o período entre o nascimento e o parto das fêmeas, adotando um sistema de manejo adequado, a atividade se torna mais rentável. A produção de leite pode aumentar em quantidade e qualidade.” O manejo sanitário também deve ser realizado periodicamente. As vacinações, por exemplo, devem ser feitas de acordo com o calendário específico de cada região. A aplicação da vacina contra a aftosa, doença altamente contagiosa que pode eliminar rebanhos inteiros, deve ser feita duas vezes no ano. A da brucelose, que pode causar abortos, deve ser aplicada

uma única vez, entre o terceiro e o oitavo mês de idade. A vacina contra a clostridioses, que engloba um complexo de doenças como carbúnculo, enterotoxemias e botulismo, precisam ser aplicados anualmente, a partir dos quatro meses de idade. A vacina da leptospirose, causadora de abortos e repetição de cio, deve ser aplicada semestralmente, enquanto a da raiva é anual. As vermifugações devem ser realizadas em animais com menos de 30 meses, principalmente da desmama até os 12 meses de vida, pois esses animais são mais suscetíveis devido à baixa imunidade. O controle de infestações de carrapatos e de bernes, bem como o fornecimento de água de boa qualidade, entre outros itens, garantirá o crescimento sadio do animal. Outro ponto importante para facilitar o manejo é a separação dos animais em lotes homogêneos. Essa separação evita a dominância de animais maiores em relação aos menores na disputa por água e alimento, o que poderia levar à redução do ganho de peso. Além do mais, separar animais por grupos homogêneos facilita a detecção da época em que as novilhas atingem a puberdade. Fonte: Ativos da Pecuária de Leite (CNA e CEPEA/ESALQ)

Cooperando

- 05


O Sindicato dos Produtores Rurais de Resplendor informa que no dia 22 de maio de 2009 é o último prazo para pagamento da Contribuição Sindical Rural, conforme edital. Quem não recebeu sua guia procurar o Sindicato para emissão da 2ª via. Informou o Presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Resplendor

EDITAL CONTRIBUIÇÃO SINDICAL RURAL - PESSOA FÍSICA - EXERCÍCIO DE 2009 A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA, em conjunto com as Federações Estaduais de Agricultura e os Sindicatos Rurais e/ou de Produtores Rurais com base no Decreto-lei nº 1.166, de 15 de abril de 1.971, que dispõe sobre a Contribuição Sindical Rural, em atendimento ao princípio da publicidade e ao espírito do que contém o art. 605 da CLT, vêm NOTIFICAR e CONVOCAR os produtores rurais, pessoas físicas, que possuem imóvel rural ou empreendem, a qualquer título, atividade econômica rural, enquadrados como “Empresários” ou “Empregadores Rurais”, nos termos do artigo 1º, inciso II, alíneas a, b e c do citado Decreto-lei, para realizarem o pagamento das Guias de Recolhimento da Contribuição Sindical Rural do exercício de 2009, devida por força do que estabelecem o Decreto-lei 1.166/71 e os artigos 578 e seguintes da CLT, aplicáveis à espécie. O seu recolhimento deverá ser efetuado impreterivelmente até o dia 22 de maio de 2009, em qualquer estabelecimento integrante do sistema nacional de compensação bancária. A falta de recolhimento da Contribuição Sindical Rural até a data de vencimento acima indicada, constituirá o produtor rural em mora e o sujeitará ao pagamento de juros, multa e atualização monetária previstos no artigo 600 da CLT. As guias foram emitidas com base nas informações prestadas pelos contribuintes nas Declarações do Imposto Sobre a Propriedade Territorial Rural, repassadas à CNA pela Secretaria da Receita Federal com amparo no que estabelece o artigo 17 da Lei nº 9.393, de 19 de dezembro de 1.996, e estão sendo remetidas por via postal para os endereços indicados nas respectivas declarações. Em caso de perda, de extravio ou de não recebimento das Guias de Recolhimento pela via postal, os contribuintes deverão solicitar a emissão da segunda via diretamente à Federação da Agricultura do Estado onde têm domicílio, até 5 (cinco) dias úteis antes da data do vencimento. Eventuais impugnações administrativas contra o lançamento e cobrança da contribuição deverão ser feitas, no prazo de 30 (trinta) dias, contados do recebimento da guia, por escrito, perante a CNA, situada no SGAN Quadra 601, Módulo K, Edifício Antonio Ernesto de Salvo, Brasília - Distrito Federal, Cep: 70.830-903. O protocolo das impugnações poderá ser realizado pelo contribuinte, via correio ou entregue na sede da CNA ou da Federação da Agricultura do Estado. O sistema sindical rural é composto pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil–CNA, pelas Federações Estaduais de Agricultura e/ou Pecuária e pelos Sindicatos Rurais e/ou de Produtores Rurais. Brasília, 13 de abril de 2009. Kátia Regina de Abreu – Presidente. Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais e Sindicatos Rurais e/ou de Produtores Rurais dos Municípios de: Abadia dos Dourados, Abaeté, Abre Campo, Açucena, Água Boa, Águas Formosas, Aimorés, Além Paraíba, Alfenas, Almenara, Alpinópolis, Alterosa, Alto Jequitibá, Alvinópolis, Andradas, Andrelândia, Antônio Dias, Antônio Prado de Minas, Araçuaí, Araguari, Arapuã, Araújos, Araxá, Arcos, Areado, Argirita, Arinos, Ataléia, Baependi, Bambuí, Barão do Monte Alto, Barbacena, Belmiro Braga, Belo Vale, Betim, Bicas, Boa Esperança, Bocaiúva, Bom Despacho, Bom Jardim de Minas, Bom Jesus da Penha, Bom Jesus do Galho, Bom Sucesso, Bonfinópolis de Minas, Borda da Mata, Botelhos, Brasília de Minas, Brasópolis, Brumadinho, Bueno Brandão, Buenópolis, Buritis, Cabeceira Grande, Cabo Verde, Cachoeira de Minas, Caldas, Cambuí, Cambuquira, Campanha, Campestre, Campina Verde, Campo Belo, Campo Florido, Campos Altos, Campos Gerais, Canápolis, Candeias, Caparaó, Capelinha, Capetinga, Capinópolis, Capitólio, Caputira, Carandaí, Carangola, Caratinga, Careaçu, Carlos Chagas, Carmo da Cachoeira, Carmo da Mata, Carmo de Minas, Carmo do Cajuru, Carmo do Paranaíba, Carmo do Rio Claro, Carneirinho, Carrancas, Cássia, Cataguases, Caxambu, Centralina, Chalé, Cláudio, Coimbra, Comendador Gomes, Conceição

06 - Cooperando

da Aparecida, Conceição das Alagoas, Conceição do Mato Dentro, Conceição do Rio Verde, Conquista, Conselheiro Lafaiete, Conselheiro Pena, Coqueiral, Coração de Jesus, Cordisburgo, Corinto, Coroaci, Coromandel, Coronel Murta, Córrego Danta, Cristais, Cristina, Cruzília, Curvelo, Delfinópolis, Descoberto, Desterro de Entre Rios, Diamantina, Divino, Divinópolis, Dom Cavati, Dom Silvério, Dores do Indaiá, Elói Mendes, Entre Rios de Minas, Esmeraldas, Espera Feliz, Espinosa, Estrela do Indaiá, Estrela do Sul, Eugenópolis, Extrema, Felisburgo, Felixlândia, Ferros, Formiga, Formoso, Fortaleza de Minas, Francisco Sá, Fronteira, Frutal, Galiléia, Gouveia, Governador Valadares, Guanhães, Guapé, Guaranésia, Guarani, Guarda-Mor, Guaxupé, Guiricema, Gurinhatã, Heliodora, Ibertioga, Ibiá, Ibiraci, Igarapé, Igaratinga, Iguatama, Ilicínea, Indianópolis, Ipanema, Ipatinga, Ipiaçu, Iraí de Minas, Itabira, Itabirinha de Mantena, Itabirito, Itaguara, Itajubá, Itamarandiba, Itambacuri, Itamogi, Itamonte, Itanhandu, Itapagipe, Itapecerica, Itaúna, Itueta, Ituiutaba, Iturama, Jabuticatubas, Jacinto, Jacuí, Jacutinga, Janaúba, Januária, Jequitaí, Jequitibá, Jequitinhonha, Joaíma, João Pinheiro, Juiz de Fora, Lagamar, Lagoa da Prata, Lagoa Formosa, Lagoa Grande, Lagoa Santa, Lajinha, Lambari, Laranjal, Lavras, Leopoldina, Lima Duarte, Limeira do Oeste, Luz, Machacalis, Machado, Madre de Deus de Minas, Malacacheta, Manga, Manhuaçu, Manhumirim, Mantena, Mar de Espanha, Maria da Fé, Mariana, Marliéria, Martinho Campos, Matipó, Matutina, Medeiros, Medina, Minas Novas, Minduri, Miradouro, Miraí, Moema, Monsenhor Paulo, Monte Alegre de Minas, Monte Azul, Monte Belo, Monte Carmelo, Monte Santo de Minas, Monte Sião, Montes Claros, Morada Nova de Minas, Muriaé, Mutum, Muzambinho, Nanuque, Natércia, Nazareno, Nepomuceno, Nova Ponte, Nova Resende, Nova Serrana, Novo Cruzeiro, Oliveira, Ouro Fino, Padre Paraíso, Pains, Palma, Palmópolis, Pará de Minas, Paracatu, Paraguaçu, Paraisópolis, Paraopeba, Passa Quatro, Passa Tempo, Passos, Patos de Minas, Patrocínio, Patrocínio de Muriaé, Paula Cândido, Pavão, Peçanha, Pedra Azul, Pedralva, Pedrinópolis, Pedro Leopoldo, Perdizes, Perdões, Piedade do Rio Grande, Pimenta, Piracema, Pirajuba, Pirapetinga, Pirapora, Piraúba, Pitangui, Piumhi, Poço Fundo, Poços de Caldas, Pocrane, Pompéu, Ponte Nova, Pouso Alegre, Pouso Alto, Prata, Pratápolis, Pratinha, Presidente Olegário, Raul Soares, Recreio, Resplendor, Ressaquinha, Rio Casca, Rio do Prado, Rio Novo, Rio Paranaíba, Rio Pomba, Rio Preto, Rio Vermelho, Rubim, Sabinópolis, Sacramento, Salinas, Santa Bárbara, Santa Juliana, Santa Luzia, Santa Margarida, Santa Maria de Itabira , Santa Maria do Suaçuí, Santa Rita de Jacutinga, Santa Rita do Ibitipoca, Santa Rita do Sapucaí, Santa Vitória, Santana da Vargem, Santana de Pirapama, Santana do Deserto, Santo Antônio do Amparo, Santo Antônio do Aventureiro, Santo Antônio do Grama, Santo Antônio do Monte, Santos Dumont, São Domingos do Prata, São Francisco, São Francisco de Sales, São Geraldo, São Gonçalo do Abaeté, São Gonçalo do Pará, São Gonçalo do Sapucaí, São Gotardo, São João Batista do Glória, São João da Ponte, São João Del Rei, São João do Manhuaçu, São João Nepomuceno, São Pedro dos Ferros, São Roque de Minas, São Sebastião do Maranhão, São Sebastião do Paraíso, São Tiago, São Vicente de Minas, Sericita, Serra do Salitre, Serrania, Serro, Sete Lagoas, Silvianópolis, Simonésia, Sobrália, Tabuleiro, Tapira, Taquaraçu de Minas, Tarumirim, Teófilo Otoni, Tiros, Tocantins, Tombos, Três Corações, Três Marias, Três Pontas, Tupaciguara, Turvolândia, Ubá, Ubaí, Uberaba, Uberlândia, Unaí, União de Minas, Urucuia, Varginha, Varjão de Minas, Várzea da Palma, Vazante, Veríssimo, Viçosa, Virgínia, Virginópolis, Visconde do Rio Branco, Volta Grande. Resplendor, 20 de Abril de 2009 - Sindicato dos Produtores Rurais de Resplendor – MG - Presidente.


MARIA DE SOUZA FRANCA Neste mês das Mães vamos prestar nossa homenagem a mãe de quatro filhos, D. Maria de Souza Franca, mãe de Gerson, Oscar, Vanderley e Cláudia Cristina, de seu casamento com o saudoso Wanderley Lopes Barroso. E para completar a homenagem nossa cooperada está completando 70 anos este mês. A Fazenda Quatro Irmãos é localizada em Areia Branca, município de Resplendor – MG. Sua área total é compreendida de 102 hectares. O plantel é formado por 116 reses da raça Girolando, com predominância da raça Gir na formação genética das vacas, sendo 28 vacas em lactação, 88 novilhas e bezerras. A genética utilizada é de monta natural com 02 touros da raça Gir, os 02 registrados. A ordenha é realizada na parte da manhã pelo Sr. Célio “Pelote”, que utiliza 02 conjuntos de ordenhadeiras de balde ao pé. A média diária de produção gira em torno de 160 litros, que são resfriados em tanque de expansão, que possui capacidade de 1500 litros. A pastagem é formada por braquiária. O gado fica em regime de pasto e sua alimentação é complementada com ração e cana no período da entressafra. Para auxiliar nos serviços da fazenda D. Maria conta com Jean e sua esposa Mirlene para cuidar e preservar a antiga casa. Como os filhos foram criados na propriedade demonstram por ela muito amor, tendo reformado a casa construída em 1933 mantendo seu estilo rústico e original. A Capel parabeniza sua cooperada pela bonita e bem cuidada fazenda e pelo seu aniversário.

Cooperando

- 07


RELAÇÃO DOS

50 MAIORES Produtores de Leite - Abril | 2009

01 - Altamiro Dias de Moura 02 - Ana Laignier Lacerda Milagres e Filhas 03 - César Romero e Silva 04 - Geraldino Pinheiro dos Santos 05 - Cláudio Fernandes Leal 06 - Regina Paiva Bandeira de Melo 07 - Adir Lopes Diniz Adami 08 - Nilo Coelho de Barros 09 - Maria Lúcia Conde Frizzera 10 - Dalvair Barbosa dos Santos 11 - Antônio Rodrigues Lima 12 - Gilmar Augusto de Souza 13 - Mário Dal Col e Outros 14 - João Luiz Mozzer 15 - Amaro Alves de Freitas 16 - Ignácio de Loyola Erthal Monnerat 17 - Renato Lutero Pieper 18 - Maria Efigênia de Barros 19 - Délio César da Silva 20 - Hezekias Coutinho de Lima 21 - Sebastião Guimarães 22 - Orlando José Sampaio 23 - Mário Dal Col 24 - Ermínio do Prado Leal 25 - Geraldo Elias Brum/Esmael R. de Barros 26 - Aloizio Teubner Ferreira 27 - Aparecida das Graças Bonicenha Nicoli 28 - Roselene Leal de Paula e Filhos 29 - Sebastião Vieira de Siqueira 30 - Iracy Cordeiro 31 - Laila Aparecida Ronceti Andrade 32 - Lademar Gonzaga da Cunha 33 - Mauro Fernando Gonçalves Matos 34 - Vânia Márcia Scherr Martins e Outro 35 - Lindair Rodrigues de Almeida 36 - Sebastião Malta de Rezende 37 - Jorge Vinícius Nico 38 - Renato Silva Oliveira 39 - Welington Maffioletti 40 - Orlando Trevizani 41 - Irany Pereira Figueiredo 42 - Jorge Lima Peres de Miranda 43 - Oscar Gonçalves de Souza 44 - Celso José Rosa 45 - Dativo Gonçalves de Souza 46 - Hubert Wilhlem Schumacher 47 - Elzi Rufino de Jesus 48 - Lygia de Araújo Tavares de Souza 49 - Antônio Alves 50 - Lourival de Souza Franco Total de leite recebido dos 50 maiores produtores: Total geral de leite recebido no mês: Média de leite recebida por dia:

08 - Cooperando

40.253 37.739 32.139 25.129 22.383 20.726 20.202 19.374 18.584 18.390 17.698 17.651 17.554 15.119 14.785 14.760 14.705 14.435 14.353 14.294 14.077 14.037 13.981 13.641 13.593 13.352 13.317 13.216 13.040 12.901 12.822 12.792 12.713 12.390 12.229 11.733 11.599 11.532 11.523 11.302 11.224 11.117 11.102 10.860 10.852 10.667 10.614 10.502 10.476 10.353 773.830 5.644.109 188.137

Novos Cooperados AIMORÉS Adelson Rodrigues de Oliveira Antônio da Silva Filho Edno José Tissianel Francinette Laignier Milagres João Marques Filho José Maria Lopes Juarez Lopes de Oliveira Maria Luiza Boher Ronaldo José Alves COLATINA Júlio César L. Marino e Outros CUPARAQUE Almiro Herculano de Melo Marcelo Furtado Nilson de Oliveira Barros DIVINO DAS LARANJEIRAS Pedro Alves Maciel ECOPORANGA Maria Florentina Alves Soares Norvina Florentina Vicente Raimunda Florentino Lima Sebastião Galdino Pereira GOIABEIRA Joaquim Rodrigues Pimenta

ITUÊTA Edgar dos Santos NOVA VENÊCIA Edivaldo João Lopes Mizael Louback Octacílio Barroco Viana PANCAS Antônio Ferreira Mendonça POCRANE Jonas Sebastião F. do Nascimento Valdemar Garcia da Silva RESPLENDOR Ademar Veitas Fernandes César Luiz Galina João Joaquim de Oliveira Marcelo Dornelas Ribeiro Marizete Fabris Magri e Irmãos Nilson Mauro Daros SANTA RITA DO ITUÊTO Antônio Marcos Hespanhol Everaldo Aredes Sebastião Patrício da Silva Neto


Prezados Funcionários e Cooperados, nesta edição, abrimos este espaço para uma Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional – ESPII, a prevenção é a MELHOR VACINA RECOMENDADA

Influenza A (Gripe Suína) Quais os Sintomas e Como Prevenir? A gripe suína, que matou dezenas de pessoas no México, registra casos em mais 10 países, sendo os Estados Unidos, Espanha, Canadá além do México os mais afetados. No Brasil, até 10/05, foram confirmação 06 casos por laboratório, sendo: 01 em Minas Gerais, 02 no Rio de Janeiro, 01 em Santa Catarina, 02 em São Paulo. Não há qualquer relação dessa gripe com a ingestão de carne de porco. Em 30 de abril de 2009 a Organização Mundial da Saúde adotou como à denominação oficial influenza A (H1N1) em substituição a denominação anterior de gripe suína.

casos de influenza A (H1N1), pelos laboratórios da FIOCRUZ/RJ e Instituto Adolfo Lutz/SP. Medidas de Prevenção Com base nas informações oficiais da OMS e dos Governos das áreas afetadas, o Ministério da Saúde recomenda: a) Aos viajantes que se destinam às áreas afetadas: • Usar máscaras cirúrgicas descartáveis, durante toda a permanência nas áreas afetadas. Substituir sempre que necessário. • Ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com um lenço, preferencialmente descartável. • Evitar locais com aglomeração de pessoas. • Evitar o contato direto com pessoas doentes. • Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal. Evitar tocar olhos, nariz ou boca. • Lavar as mãos freqüentemente com sabão e água, especialmente depois de tossir ou espirrar. • Em caso de adoecimento, procurar assistência médica e informar história de contato com doentes e roteiro de viagens recentes a esses países. • Não usar medicamentos sem orientação médica. Atenção! Todos os viajantes devem ficar atentos também às medidas preventivas recomendadas pelas autoridades nacionais das áreas afetadas.

b) Aos viajantes que procedam das áreas afetadas: Sintomas Viajantes procedentes das áreas afetadas pela InOs sintomas manifestados na gripe causada pela influenza A (H1N1) são semelhantes aos de uma gripe comum. O indivíduo fluenza A (H1N1) que apresentarem, até 10 dias após tem dor de cabeça, dores musculares e nas juntas, ardor nos olhos, sair dessas áreas, febre alta de maneira repentina (> febre acima de 39 ºC e início abrupto. Parte das pessoas que foram 38ºC) e tosse podendo estar acompanhadas de algum contaminadas com o vírus no México tiveram diarréia, o que não é dos seguintes sintomas: dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, dificuldade respiratória, muito comum na gripe, mas pode acontecer. Como o contágio do vírus influenza A ocorre por meio de gotícu- devem: • Procurar assistência médica na unidade de saúde las de saliva, a prevenção segue a mesma regra geral indicada para evitar o contágio da gripe comum: evitar o contato muito próximo de mais próxima. • Informar ao profissional de saúde o seu roteiro pessoas doentes. Se for possível, evite aglomerações de pessoas. No Brasil, até 09 de maio de 2009, foram confirmados, seis de viagem.

Funcionário Nota 10 Celso de Oliveira Ramos, iniciou suas atividades em 04/10/1999, na função de Auxiliar de Laticínio. Trabalhador de inúmeras qualidades, sempre em prontidão, neste ano de 2009, completa 10 anos de bons serviços prestados a esta empresa. Homenageamos nesta edição com o título de funcionário NOTA 10. Nossos Parabéns!!!.

Decálogo da Segurança A Lei número nove é a seguinte: IX– Zelar pela Imagem e pelo Patrimônio da Empresa Comportando perante a sociedade como um representante da empresa e cuidando de seu patrimônio com todo carinho. Devemos estar sempre atentos, sabendo que cada um de nós, somos identificados como representantes da CAPEL nas comunidades em que convivemos. É nosso dever cuidar bem do Patrimônio e da Imagem (que também é um valioso patrimônio) da Empresa Cooperando

- 09


Maio e Junho COOPERADOS maio 01/05 02/05 03/05 04/05 05/05 06/05 07/05 08/05 09/05 10/05 11/05 12/05 13/05

Alauyr de Souza Lima Amarildo da Cruz Escanferla Eli Teodoro dos Santos João Ferreira Dias Wanderley Mota Velasco João Bastos Filho Júlio Cândido de Paula Marinalva Caetano de Andrade Osvaldo Soave Neimerque Delmira Gomes da Silva João José Alves Leal Élio Marques Elza Mozzer da Silva Sebastião Moreira Arantes Adaias Rocha Pires Amantino Hotts Clébio Laurentino Franz Albert Newman Manoel Nunes Correa Samuel Alves Macedo Valdecy Neitzel William Josiberth Mozer Teixeira Amaro Alves de Freitas José Carlos da Silva José Faustino Barcelos Mário Bossaneli Filho Edson Lugão Valim Walteir José Rocha Daniel Ribeiro Arruda Nivaldo Sperber Alfredo Gaede Aristides Barros Valverde Eli Goularte Jaci Ribeiro Rosa Manoel Hespanhol Maria Cândida T. Gonçalves Maria de Souza Franca Reginel Morais da Silva Edislau Pieper Mauri Barcelos Pereira Samuel Ferreira Dutra Waldemiro Beares dos Santos Maria Efigênia de Barros Nalzira de Souza Sudre Arlindo Binda Joaquim da Silva Araújo Ailton Camilo da Silva Anibal Caronce Antônio Abreu E. Silva Sobrinho Camila Morais Fernandes Dorvalina Rosa Sobrinho Pedro Francisco Neto

10 - Cooperando

14/05 15/05 16/05 17/05 18/05 19/05 20/05 21/05 22/05 23/05 24/05 25/05 26/05 27/05 28/05 29/05

Joaquim Albino Medeiros Filho Luiz Ton Maria José M. Silva dos Santos Alcides Castro de Almeida Enis da Silva José Gonçalves Filho Romy Schnaider Barbosa Pereira Rubens de Souza Cunha Sebastião Izildo Boeno Hidalga Henrique Scherr Marcos Arlen Gonçalves Júnior José Francisco Sobrinho Alice Lima de Jesus Dias Cleide Pereira de M. Thomazine Diener Andrade Dornelas José Luiz Mozzer Marlene Klemz Rocha Venâncio Jacob Edvaldo Alves de Medeiros João Miguel José Alcino Gonçalves Mattos Armindo Gumz Carlos Wagner Gervázio João Batista Dias da Conceição José Rafael Storck Marta Emerique da Silva Gelminio Menezes Ilson Cordeiro dos Santos Alcino Augusto da Silva Azemar da Silva Dornelas Adir da Silva Araújo Bruno Ulhig Dilvair Correa Dornelas Francisco Rodrigues Costa Geneci Alves Mozzer Geneci Gomes da Silva Gilmar Cobi Jorge Raimundo da Silva Jurandir Tavares da Rocha Miqueias Valverde de Souza Irani Francisca da Silva Élcio Inácio de Souza Adilson Rodrigues de Oliveira Nerli José da Silva Antônio Augusto Santos Barbosa Antonio F. Sobrinho José Teodoro da Silva Paulo Vitorino de Oliveira Rubens Pôncio Vinícius Venâncio Bacelar Jurani Patrício de Araújo Marcionília Gonçalves de Aguiar Sebastião Monteiro da Veiga Hélio Wilson Araújo Isaias Nicoli Jazi Oliveira Cunha

30/05 31/05

José Bossaneli João Lucas José Almir Medeiros José Jaime Gianetti Júlio Cézar Pinto Coelho Lair Seiberth Milton Leitão Reis Rubens Silveira Vilete Sebastião Paulino Bastos junho

01/06 02/06 03/06 04/06 05/06 06/06 07/06 08/06 09/06 10/06 11/06 12/06

Arnon Spagnol Sansão José Soares Ademir José Ton Daniel Pereira de Souza Edimar Costa dos Santos Eliane Laignier Rodrigues Soares Florêncio Preisigch Newmann Ilson Ferreira Pedro Ely Miurim Edésio Lopes Pires Edson Soares Benfica Marino Cremasco Zorzal Antônio Firmino Santana Florisvaldo Ratzke Darcy Salomão Izael Rodrigues Ferreira Julião Coelho Pinto Dalton Bourguignon Braz Izolina Vieira Soares Carvalho Paulo Klemz Paulo Teixeira de Oliveira Sebastião Silva Batista Francisco José Filho José de Souza Lima José Salomão Luiz Antônio Bastos Rodrigo Pereira Lopes Silvestre Dias Assunção Alcides Ferreira Gerson Andrade da Silva José Antônio da Silva Juracy Ribeiro P. Cavalcante Antônio Vieira Filho Francisco Tomaz de Aquino George Adriano de Freitas Haroldo Marques do Nascimento Israel Leite Filho Adelson Rodrigues de Oliveira Antônio José Cândido Caxias Mário Gonçalves de Oliveira Aderbal Anastázio Repossi Jurandir Gonçalves Manoel Antônio Maforte Osmani Antônio Silote


Maio e Junho 13/06 14/06 15/06 16/06 17/06 18/06 19/06 20/06 21/06 23/06 24/06 25/06

João Vieira Albino Veitas Filho Décio Filisberto Manso Florisvaldo Araújo Ferreira João Raposa Barbosa José Carlos Pinto Coelho Ailton Costa Lídio Augusto de Mello Sebastião Justino de Souza Daniel Klug Geraldo da Rocha Henri Kaun João Beraldo Neto Joel de Araújo Leonir Vicente de Souza Luiz Aguilar Stork José Arnaldo Costa Raimundo Marques Henrique Pinto Ribeiro Joel Gonçalves Pinheiro Paulo Maria Teixeira José Maria Silveira Mara Salomão Walter Magri Adauto Barreto Neto Altivo José Alves Antônio Carlos Ferreira Waldemiro Antônio da Silva João Silvério da Rocha José Elias Caús Luiz Gonzaga Ferreira Altair Nunes Dornelas Edésio João Demarqui Florêncio Borchardt Jovem Gilberto Soave Pereira Lorewal Tetzner João Alves dos Santos João Custódio Teixeira Martins Polack Braz Antônio Benicá Carlos Aprígio Ferreira

26/06 27/06 28/06 29/06 30/06

01/05 04/05 05/05 07/05 08/05 12/05 14/05 17/05 19/05 20/05 21/05 23/05 25/05

Matias Piske Alexandre Pereira Filho Carlos Roberto Serrano José Elias Hespanhol Maria Almeida Brandão Sândalo Tavares Souza Wilson Gonçalves de Siqueira Balbino Barreto Neto Elias Batista Teodoro Sebastião Luiz de Paula Artivo Gonçalves da Rocha Elzi Rufino de Jesus José Kleber Duarte Lygia de Araújo T. de Souza Maria Célia Bastos de Azevedo Carlyle Pedro Fialho Ferreira Pedro Camilo do Carmo Antônio Rodrigues Mozzer Cláudio Nunes Coelho João Cardoso

26/05 27/05 31/05

Wilmer Monteiro Borba Francismar Vicente O. Júnior Antônio Carlos da Silva Jean Carlos do Nascimento junho

01/06

Paulo Martins Xavier

03/06

Renato Cordeiro Pevidor

07/06

Carlos Batista Rodrigues

10/06

Fabiano Rodrigues dos Santos

Fabrício da Silva

João Batista de Souza

Josias Ramos da Cruz

11/06

Andréia Ferreira Dornelas

12/06

João Silva Medeiros

13/06

Marcos Antônio Martins

14/06

Ronaldo Dias Lopes

15/06

Adenilton José de Brito

FUNCIONÁRIOS

16/06

Aguimar Penedo de Oliveira

Sérgio Rosa Borel

MAIO

18/06

Lindomar dos Santos Oliveira

19/06

Gilmar Alvernaz

Gregório Venturim de Souza

Mário de Arruda Lima

22/06

Otacílio Moreira Lima

23/06

João Baptista Silva

26/06

Andrécio Tetzner

Osvaldino José Lucas

29/06

Júlio César Oliveira Vaz

Lédio Marcos Pieper

Vera Lúcia Rodrigues da Silva

Wilson Pedro de Moura

30/06

José Lugão de Oliveira

Robson Costa Vieira

Alexandre Boçardes Alves Adilson Vieira Babilon Josimar dos Santos Oliveira Cleberson Antônio Franca Adriano da Silva Rogério Inácio da Silva Reginaldo Garbrecht Kliper Hamilton Félix Cordeiro Júnior Paulo Boarato Silva Getúlio Freire Firbúcio Edgar José Furtado Leandro Carvalho Correia Daniel Rodrigues Mozer Vilson Cândido Neves José Ribeiro do Carmo Antônio Domingos Rocha Júnior

Parabéns a todos!

Aniversariantes do Escritório

MARÇO - Lucimar, Jeane e Vanuza

ABRIL - Edna, Júnior e Lourdinha

Cooperando

- 11


H MOZER TEIXEIRA e sua Este é WILLIAM JOSIBERT a Dias, William é filho dos Ros namorada Raylla Rany de Sá e Erli Silva Mozer cooperados Élson Teixeira período do Curso de 1º do te Teixeira, é estudan Colatina – ES. Parabéns Veterinária da UNESC em dia 05/05 e muito ário vers Ani seu William pelo votos de seus pais os São sucesso na sua vida. Raylla. da ora nam sua de e Erli Élson e

a expressar a alegria Não existem palavras par de S. Valverde e ir Nad s sentida pelos avó s do córrego do Marly Valverde, cooperado sua neta RAFAELLA de vida pela , nco Barro Bra seu 5º aninho ar plet VITÓRIA, que irá com

nizam FLÁVIO Sr. Delmo e família parabe um ano de vida! s mai por , PESSOTI SILVA Parabéns! 13/04.

GUILHERME No dia 22/05, o cavaleiro sobrar sua vai DIAS SILVA MOULIN E Marcus Gil e primeira velinha, seus pais esta data. por m niza abe par lhe Patrícia ! Feliz Aniversário

Otto Borkadt, O carreteiro e cooperado filhos Edilaudio, s sua esposa Luzia, e seu abenizar EDNA, par vem ênio Eug e Edilânia ados no dia plet com s, pelos seus 20 ano !! des cida Feli ns abé Par 05. 16/

ará 06 anos no dia ANA JÚLIA WITT, complet Witt Júnior e sua mar Ade 30/06, seus pais agradecem a Deus e m niza abe par lhe osa esp . por sua vida

ÓRGÃO DE COMUNICAÇÃO E DIVULGAÇÃO DA COOPERATIVA AGROPECUÁRIA DE RESPLENDOR LTDA. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO - César Romero e Silva; Marcos Campos Dell’Orto; Carlos Antônio Ton; Geraldo Elias Brum; Ermínio do Prado Leal; Leonardo Serrano Martins; Renato Lutero Pieper; Gilmar Augusto de Souza; Raimundo Dornelas Filho - DIRETORIA EXECUTIVA - Diretor Presidente: César Romero e Silva; Diretor Comercial: Marcos Campos Dell’Orto; Diretor de Produção: Carlos Antônio Ton; Conselho Fiscal 2009/2010: Efetivos: Valdeci de Oliveira Barros; Elson Teixeira de Sá; Romildo Vello Cremasco Tavares; Suplentes: Adalto Geraldo de Aredes; Nelson Pittelkow; Ary Ferreira Quadra - Conselho Editorial: Adriano Garcia Mendes; Adriano Rodrigues de Almeida; Fernando Borges Gomes Carneiro; Giovanna de Carvalho Simões; João Baptista Silva; Marcos Campos Dell’Orto; Wilmer Monteiro Borba; Jornalista Responsável: Tarciso Alves - MTb 8422 - Tiragem: 2.000 exemplares - Distribuição Gratuita - Endereço para correspondência: CAPEL – Cooperativa Agropecuária de Resplendor Ltda. Av. Getúlio Vargas, 217-A - Centro - Cep: 35230-000 - Resplendor – MG - PABX: (33)3263-1133 - email: assessoria@capel.ind.br - Designer e Diagramação: Genidar Riani - Telefones: (33) 8437-5000 | 8862-8943 - E-mail: rianigv@gmail.com - Impressão: Gráfica GSA.

12 - Cooperando

Cooperando 58  

Maio / Junho de 2009

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you