Issuu on Google+

1.1

Entrada subtítulos na esquerda

Um abajour deixa de ser um abajour e se transforma em lustre. Uma banheira antiga, quando cortada ao meio, torna-se um belo sofá. Uma gaveta com simples modificações e uma alteração de sentido, vira um chaveiro. São inúmeros os exemplos de objetos que podem se transformar a partir da criatividade. É justamente essa habilidade em transformar e adaptar o ambiente que destaca o ser humano dos outros animais e que constituiu o marco inicial de nossa civilização. É o que nos mostra o filme Odisséia no Espaço (1968) de Stanley Kubrick, um dos mais influentes longas da história. O filme ilustra os primórdios da guerra, da utilização de objetos para a demarcação de território e revela também a origem do conceito do Desgin e os fundamentos da ressignificação, processo que atribui novos sentidos aos objetos. Há uns quatro milhões de anos atrás, uma tribo de hominídeos convive harmonicamente com os animais e a natureza. Nessa época, eles viviam em bando em locais com água em abundância. Até que a tribo passa a ser hostilizada por outro grupo que tentava tomar posse do local. Um hominídeo observa uma carcaça de ossos e aos poucos começa a bater no chão. Ele percebe que um é mais pesado e que, se bater um osso em outro, ele pode quebrar. Nesse momento, como nos mostra o filme, o grupo percebeu que poderia se defender. O osso torna-se ferramenta para matar, conseguir comida e se estabelecer num espaço, conquistando, assim, sua hegemonia. Os animais passaram a ser abatidos para alimentar a tribo e quando o grupo inimigo tenta invadir o território novamente, ele foge ao ver um de seus integrantes morrerem pelos golpes do osso. Essa é a primeira vez que uma ferramenta é usada por algum ser. O filme sugere que o hominídeo torna-se homem no momento em que descobre a ferramenta. A invenção da ferramenta dá origem a uma série de coisas como as conhecemos hoje: o computador, a inteligência artificial, a produção industrial, a possibilidade da criação de objetos/produtos. É nesse momento que o homem aprende a designar, ou seja, indicar por meio de designação. Desígnio (intenção, projeto, plano ou propósito); Design (criado, concebido segundo critérios.). O que era um osso eu designei

156 • 1.1 Parágrafo Atual


Um abajour deixa de ser um abajour e se transforma em lustre. Uma banheira antiga, quando cortada ao meio, torna-se um belo sofá. Uma gaveta com simples modificações e uma alteração de sentido, vira um chaveiro. São inúmeros os exemplos de objetos que podem se transformar a partir da criatividade. É justamente essa habilidade em transformar e adaptar o ambiente que destaca o ser humano dos outros animais e que constituiu o marco inicial de nossa. É o que nos mostra o filme Odisséia no Espaço (1968) de Stanley Kubrick, um dos mais influentes longas da história. O filme ilustra os primórdios da guerra, da utilização de objetos para a demarcação de território e revela também a origem do conceito do Desgin e os fundamentos da ressignificação, processo que atribui novos sentidos aos objetos. Há uns quatro milhões de anos atrás, uma tribo de hominídeos convive harmonicamente com os animais e a natureza. Nessa época, eles viviam em bando em locais com água em abundância. Até que a tribo passa a ser hostilizada por outro grupo que tentava tomar posse do local. Um hominídeo observa uma carcaça de ossos e aos poucos começa a bater no chão. Ele percebe que um é mais pesado e que, se bater um osso em outro, ele pode quebrar. Nesse momento, como nos mostra o filme, o grupo percebeu Um abajour deixa de ser um abajour e se transforma em lustre. Uma banheira antiga, quando cortada ao meio, torna-se um belo sofá. Uma gaveta com simples modificações e uma alteração de sentido, vira um chaveiro. São inúmeros os exemplos de objetos.

que poderia se defender. O osso torna-se ferramenta para matar, conseguir comida e se estabelecer num espaço, conquistando, assim, sua hegemonia. Os animais passaram a ser abatidos para alimentar a tribo e quando o grupo inimigo tenta invadir o território novamente, ele foge ao ver um de seus integrantes morrerem pelos golpes do osso. Essa é a primeira vez que uma ferramenta é usada por algum ser. O filme sugere que o hominídeo torna-se homem no momento em que descobre a ferramenta. A invenção da ferramenta dá origem a uma série de coisas como as conhecemos hoje: o computador, a inteligência artificial, a produção industrial, a possibilidade da criação de objetos/produtos. É nesse momento que o homem aprende a designar, ou seja, indicar por meio

Um abajour deixa de ser um abajour

de designação. Desígnio (intenção, projeto, plano ou propósito); Design (criado,

e se transforma em lustre. Uma

concebido segundo critérios.). O que era um osso eu designei como faca, eis

banheira antiga, quando cortada ao

o princípio do Design. Uma cena do filme revela, em uma breve transição, que

meio, torna-se um belo sofá. Uma

o osso se transforma num satélite que orbita a terra. O espectador é lançado

gaveta com simples modificações e uma alteração de sentido, vira um chaveiro. São inúmeros os exemplos de objetos.

para uma missão especial chamada de Júpiter onde nos deparamos com a inteligência artificial (HAL 9000) que comanda a nave com diversos outros computadores com vontade própria. Mas a HAL acaba por se tornar mais sensível e

1.1 Parágrafo Atual • 157


Um abajour deixa de ser um abajour e se transforma em lustre. Uma banheira antiga, quando cortada ao meio, torna-se um belo sofá. Uma gaveta com simples modificações e uma alteração de sentido, vira um chaveiro. São inúmeros os exemplos de objetos que podem se transformar a partir da criatividade. É justamente essa habilidade em transformar e adaptar o ambiente que destaca o ser humano dos outros animais e que constituiu o marco inicial de nossa. É o que nos mostra o filme Odisséia no Espaço (1968) de Stanley Kubrick, um dos mais influentes longas da história. O filme ilustra os primórdios da guerra, da utilização de objetos para a demarcação de território e revela também a origem do conceito do Desgin e os fundamentos da ressignificação, processo que atribui novos sentidos aos objetos. Há uns quatro milhões de anos atrás, uma tribo de hominídeos convive harmonicamente com os animais e a natureza. Nessa época, eles viviam em bando em locais com água em abundância. Até que a tribo passa a ser hostilizada por outro grupo que tentava tomar posse do local. Um hominídeo observa uma carcaça de ossos e aos poucos começa a bater no chão. Ele percebe que um é mais pesado e que, se bater um osso em outro, ele pode quebrar. Nesse momento, como nos mostra o filme, o grupo percebeu que poderia se defender. O osso torna-se ferramenta para matar, conseguir comida e se estabelecer num espaço, conquistando, assim, sua hegemonia. Os animais passaram a ser abatidos para alimentar a tribo e quando o grupo inimigo tenta invadir o território novamente, ele foge ao ver um de seus integrantes morrerem pelos golpes do osso. Essa é a primeira vez que uma ferramenta é usada por algum ser. O filme sugere que o hominídeo torna-se homem no momento em que descobre a ferramenta. A invenção da ferramenta dá origem a uma série de coisas como as conhecemos hoje: o computador, a inteligência artificial, a produção industrial, a possibilidade da criação de objetos/produtos.

Um abajour deixa de ser um abajour e se transforma em lustre. Uma banheira antiga, quando cortada ao meio, torna-se um belo sofá. Uma gaveta com simples modificações e uma alteração de sentido, vira um chaveiro. São inúmeros os exemplos de objetos.

É nesse momento que o homem aprende a designar, ou seja, indicar por meio de designação. Desígnio (intenção, projeto, plano ou propósito); Design (criado,

Um abajour deixa de ser um abajour

concebido segundo critérios.). O que era um osso eu designei como faca, eis

e se transforma em lustre. Uma

o princípio do Design. Uma cena do filme revela, em uma breve transição, que

banheira antiga, quando cortada ao

o osso se transforma num satélite que orbita a terra. O espectador é lançado

meio, torna-se um belo sofá. Uma

para uma missão especial chamada de Júpiter onde nos deparamos com a inteligência artificial (HAL 9000) que comanda a nave com diversos outros computadores com vontade própria. Mas a HAL acaba por se tornar mais sensível e

156 • 1.1 Parágrafo Atual

gaveta com simples modificações e uma alteração de sentido, vira um chaveiro. São inúmeros os exemplos de objetos.


Entrada subtítulos na direita

1.1

Um abajour deixa de ser um abajour e se transforma em lustre. Uma banheira antiga, quando cortada ao meio, torna-se um belo sofá. Uma gaveta com simples modificações e uma alteração de sentido, vira um chaveiro. São inúmeros os exemplos de objetos que podem se transformar a partir da criatividade. É justamente essa habilidade em transformar e adaptar o ambiente que destaca o ser humano dos outros animais e que constituiu o marco inicial de nossa civilização. É o que nos mostra o filme Odisséia no Espaço (1968) de Stanley Kubrick, um dos mais influentes longas da história. O filme ilustra os primórdios da guerra, da utilização de objetos para a demarcação de território e revela também a origem do conceito do Desgin e os fundamentos da ressignificação, processo que atribui novos sentidos aos objetos. Há uns quatro milhões de anos atrás, uma tribo de hominídeos convive harmonicamente com os animais e a natureza. Nessa época, eles viviam em bando em locais com água em abundância. Até que a tribo passa a ser hostilizada por outro grupo que tentava tomar posse do local. Um hominídeo observa uma carcaça de ossos e aos poucos começa a bater no chão. Ele percebe que um é mais pesado e que, se bater um osso em outro, ele pode quebrar. Nesse momento, como nos mostra o filme, o grupo percebeu que poderia se defender. O osso torna-se ferramenta para matar, conseguir comida e se estabelecer num espaço, conquistando, assim, sua hegemonia. Os animais passaram a ser abatidos para alimentar a tribo e quando o grupo inimigo tenta invadir o território novamente, ele foge ao ver um de seus integrantes morrerem pelos golpes do osso. Essa é a primeira vez que uma ferramenta é usada por algum ser. O filme sugere que o hominídeo torna-se homem no momento em que descobre a ferramenta. A invenção da ferramenta dá origem a uma série de coisas como as conhecemos hoje: o computador, a inteligência artificial, a produção industrial, a possibilidade da criação de objetos/produtos. É nesse momento que o homem aprende a designar, ou seja, indicar por meio de designação. Desígnio (intenção, projeto, plano ou propósito); Design (criado, concebido segundo critérios.). O que era um osso eu designei

1.1 Parágrafo Atual • 157


Um abajour deixa de ser um abajour e se transforma em lustre. Uma banheira antiga, quando cortada ao meio, torna-se um belo sofá. Uma gaveta com simples modificações e uma alteração de sentido, vira um chaveiro. São inúmeros os exemplos de objetos que podem se transformar a partir da criatividade. É justamente essa habilidade em transformar e adaptar o ambiente que destaca o ser humano dos outros animais e que constituiu o marco inicial de nossa. É o que nos mostra o filme Odisséia no Espaço (1968) de Stanley Kubrick, um dos mais influentes longas da história. O filme ilustra os primórdios da guerra, da utilização de objetos para a demarcação de território e revela também a origem do conceito do Desgin e os fundamentos da ressignificação, processo que atribui novos sentidos aos objetos. Há uns quatro milhões de anos atrás, uma tribo de hominídeos convive harmonicamente com os animais e a natureza. Nessa época, eles viviam em bando em locais com água em abundância. Até que a tribo passa a ser hostilizada por outro grupo que tentava tomar posse do local. Um hominídeo observa uma carcaça de ossos e aos poucos começa a bater no chão. Ele percebe que um é mais pesado e que, se bater um osso em outro, ele pode quebrar. Nesse momento, como nos mostra o filme, o grupo percebeu que poderia se defender. O osso torna-se ferramenta para matar, conseguir comida e se estabelecer num espaço, conquistando, assim, sua hegemonia. Os animais passaram a ser abatidos para alimentar a tribo e quando o grupo inimigo tenta invadir o território novamente, ele foge ao ver um de seus integrantes morrerem pelos golpes do osso. Essa é a primeira vez que uma ferramenta é usada por algum ser. O filme sugere que o hominídeo torna-se homem no momento em que descobre a ferramenta. A invenção da ferramenta dá origem a uma série de coisas como as conhecemos hoje: o computador, a inteligência artificial, a produção industrial, a possibilidade da criação de objetos/produtos. É nesse momento que o homem aprende a designar, ou seja, indicar por meio de designação. Desígnio (intenção, projeto, plano ou propósito); Design (criado, concebido segundo critérios.). O que era um osso eu designei como faca, eis o princípio do Design. Uma cena do filme revela, em uma breve transição, que o osso se transforma num satélite que orbita a terra. O espectador é lançado para uma missão especial chamada de Júpiter onde nos deparamos com a inteligência artificial (HAL 9000) que comanda a nave com diversos outros computadores com vontade própria. Mas a HAL acaba por se tornar mais sensível e

156 • 1.1 Parágrafo Atual


Um abajour deixa de ser um abajour e se transforma em lustre. Uma banheira antiga, quando cortada ao meio, torna-se um belo sofá. Uma gaveta com simples modificações e uma alteração de sentido, vira um chaveiro. São inúmeros os exemplos de objetos que podem se transformar a partir da criatividade. É justamente essa habilidade em transformar e adaptar o ambiente que destaca o ser humano dos outros animais e que constituiu o marco inicial de nossa. É o que nos mostra o filme Odisséia no Espaço (1968) de Stanley Kubrick, um dos mais influentes longas da história. O filme ilustra os primórdios da guerra, da utilização de objetos para a demarcação de território e revela também a origem do conceito do Desgin e os fundamentos da ressignificação, processo que atribui novos sentidos aos objetos. Há uns quatro milhões de anos atrás, uma tribo de hominídeos convive harmonicamente com os animais e a natureza. Nessa época, eles viviam em bando em locais com água em abundância. Até que a tribo passa a ser hostilizada por outro grupo que tentava tomar posse do local. Um hominídeo observa uma carcaça de ossos e aos poucos começa a bater no chão. Ele percebe que um é mais pesado e que, se bater um osso em outro, ele pode quebrar. Nesse momento, como nos mostra o filme, o grupo percebeu Um abajour deixa de ser um abajour e se transforma em lustre. Uma banheira antiga, quando cortada ao meio, torna-se um belo sofá. Uma gaveta com simples modificações e uma alteração de sentido, vira um chaveiro. São inúmeros os exemplos de objetos.

que poderia se defender. O osso torna-se ferramenta para matar, conseguir comida e se estabelecer num espaço, conquistando, assim, sua hegemonia. Os animais passaram a ser abatidos para alimentar a tribo e quando o grupo inimigo tenta invadir o território novamente, ele foge ao ver um de seus integrantes morrerem pelos golpes do osso. Essa é a primeira vez que uma ferramenta é usada por algum ser. O filme sugere que o hominídeo torna-se homem no momento em que descobre a ferramenta. A invenção da ferramenta dá origem a uma série de coisas como as conhecemos hoje: o computador, a inteligência artificial, a produção industrial, a possibilidade da criação de objetos/produtos. É nesse momento que o homem aprende a designar, ou seja, indicar por meio

Um abajour deixa de ser um abajour

de designação. Desígnio (intenção, projeto, plano ou propósito); Design (criado,

e se transforma em lustre. Uma

concebido segundo critérios.). O que era um osso eu designei como faca, eis

banheira antiga, quando cortada ao

o princípio do Design. Uma cena do filme revela, em uma breve transição, que

meio, torna-se um belo sofá. Uma

o osso se transforma num satélite que orbita a terra. O espectador é lançado

gaveta com simples modificações e uma alteração de sentido, vira um chaveiro. São inúmeros os exemplos de objetos.

para uma missão especial chamada de Júpiter onde nos deparamos com a inteligência artificial (HAL 9000) que comanda a nave com diversos outros computadores com vontade própria. Mas a HAL acaba por se tornar mais sensível e

1.1 Parágrafo Atual • 157


10 | 10


Um abajour deixa de ser um abajour e se transforma em lustre. Uma banheira antiga, quando cortada ao meio, torna-se um belo sofá. Uma gaveta com simples modificações e uma alteração de sentido, vira um chaveiro. São inúmeros os exemplos de objetos.

1.1 Parágrafo Atual • 157


Um abajour deixa de ser um abajour e se transforma em lustre. Uma banheira antiga, quando cortada ao meio, torna-se um belo sofá. Uma gaveta com simples modificações e uma alteração de sentido, vira um chaveiro. São inúmeros os exemplos de objetos que podem se transformar a partir da criatividade. É justamente essa habilidade em transformar e adaptar o ambiente que destaca o ser humano dos outros animais e que constituiu o marco inicial de nossa.

É o que nos mostra o filme Odisséia no Espaço (1968) de Stanley Kubrick, um dos mais influentes longas da história. O filme ilustra os primórdios da guerra, da utilização de objetos para a demarcação de território e revela também a origem do conceito do Desgin e os fundamentos da ressignificação, processo que atribui novos sentidos aos objetos. Há uns quatro milhões de anos atrás, uma tribo de hominídeos convive harmonicamente com os animais e a natureza. Nessa época, eles viviam em bando em locais com

Um abajour deixa de ser um abajour e se transforma em lustre. Uma banheira antiga,

156 • 1.1 Parágrafo Atual


Um abajour deixa de ser um abajour e se transforma em lustre. Uma banheira antiga, quando cortada ao meio, torna-se um belo sofá. Uma gaveta com simples modificações e uma alteração de sentido, vira um chaveiro. São inúmeros os exemplos de objetos que podem se transformar a partir da criatividade. É justamente essa habilidade em transformar e adaptar o ambiente que destaca o ser humano dos outros animais e que constituiu o marco inicial de nossa. É o que nos mostra o filme Odisséia no Espaço (1968) de Stanley Kubrick, um dos mais influentes longas da história. O filme ilustra os primórdios da guerra, da utilização de objetos para a demarcação de território e revela também a origem do conceito do Desgin e os fundamentos da ressignificação, processo que atribui novos sentidos aos objetos. Há uns quatro milhões de anos atrás, uma tribo de hominídeos convive harmonicamente com os animais e a natureza. Nessa época, eles viviam em bando em locais com água em abundância. Até que a tribo passa a ser hostilizada por outro grupo que tentava tomar posse do local. Um hominídeo observa uma carcaça de ossos e aos poucos começa a bater no chão. Ele percebe que um é mais pesado e que, se bater um osso em outro, ele pode quebrar. Nesse momento, como nos mostra o filme, o grupo percebeu que poderia se defender. O osso torna-se ferramenta para matar, conseguir comida e se estabelecer num espaço, conquistando, assim, sua hegemonia. Os animais passaram a ser abatidos para alimentar a tribo e quando o grupo inimigo tenta invadir o território novamente, ele foge ao ver um de seus integrantes morrerem pelos golpes do osso. Essa é a primeira vez que uma ferramenta é usada por algum ser. O filme sugere que o hominídeo torna-se homem no momento em que descobre a ferramenta. A invenção da ferramenta dá origem a uma série de coisas como as conhecemos hoje: o computador, a inteligência artificial, a produção industrial, a possibilidade da criação de objetos/produtos. É nesse momento que o homem aprende a designar, ou seja, indicar por meio de designação. Desígnio (intenção, projeto, plano ou propósito); Design (criado, concebido segundo critérios.). O que era um osso eu designei como faca, eis o princípio do Design. Uma cena do filme revela, em uma breve transição, que o osso se transforma num satélite que orbita a terra. O espectador é lançado para uma missão especial chamada de Júpiter onde nos deparamos com a inteligência artificial (HAL 9000) que comanda a nave com diversos outros computadores com vontade própria. Mas a HAL acaba por se tornar mais sensível e

1.1 Parágrafo Atual • 157


Reciclando Sentidos: Navegação do livro