Page 169

-

95-

que este senado e o mesmo povo tcm feito; e porque me acho neste lagar onde vejo alfecto com os olhos, o faço saber a V. ;\Iagestade porque me parece mais serviço de Deos e de V. Magestade e bem c9mul1l que se conserve esta cidade, do que se extinga por amor das \ illas; o tempo mostrará que não é de nenhulU sel'viço de Deos nem de V. Magestade mas antes cm muito prejuizo dos povos,. e quem informa a V. i\ragestade contra esta verdade altende mais a seo particular que aos respeitos sobredictos. As villas se fizerão roi para haver tlue I'equerer e onde se fizessem correições, e o que d'aqui se seguirão. é uecessariu dizei-o; so sey que se ouve muitas queixas; havia ser passivei que a V. 1\1agestade lhe fosse presente este BrazU para ver com seos OUlOS quanto vay do verdadeiro ao pintado. Os moradores desta Capitania padecem hua SUlUlDa miseria e pobreza q(le muito fazem em sustentar igrejas e sacerdotes para lhe administrarem os saeramentos, e como poderão fabricar villas, cadeias, casas do concelho, sustentar justiças e pagar COITecções, que tudo carrega sobre as costas dos miseraveis'! Si esta cidade fabricada a tantos aunos', mantida de tona esta Capitania, nunca levantou cabcça e nella se vê 1~1ais maltas do que casas, que será agora, que lhe tirào todo o seo termo, c lhe deixào a limitação de uma só freguesia'! Tem começado a SLH1 ruina pelo culto divino, que já hoje se vê qllasi extinguido, e a experiencia mostrará o seo fim si V. Magestarle manual' conservar as Villas nos lagares onde estão, porque esté\ parecendo que nem Villa nem cidade haveI-à; os povos que necessiIão de \ illas, são, (a respeito da administração da Jnstiçal os do rio S. Francisco, os da outra parte do Rio Real da praya os do Ilapicurú do sertão, distante desta cidade 29 legoas, porque suposto que tambem sejão pobres, necessilào da ~tlminis­ lI'ação da Justiça, porque a nenhum destes logal'es chega a tia Bahia nem a deste Sergipe, cuja necessidade não tem nem ei'perimentão os Póvos das novas ViDas, que a todos admiuistrava justiça com um dia e meio, e quando muito, dous de jornada. Tenho informado a V. Magestade com as noticias mais verdadeiras e que a experiencia tem mostrado. V. ]\)cl geslade mandará o que fôr sel'vido. A Real Pessoa de V. Mag. Guarde Deos. Sergipe em 21{ de ~rayo de 1699. - Sebastião Nunes Cal/ares. - ;!.ndré Lopes de Lavre.

Profile for Canoa de Tolda Canoa

Estudo da Divisa Sergipe e Bahia  

Publicado em 1891, sob ordem do enão governador da Bahia José Gonçalves da Silva, o estudo teve como objetivo dar base às colocações da Bahi...

Estudo da Divisa Sergipe e Bahia  

Publicado em 1891, sob ordem do enão governador da Bahia José Gonçalves da Silva, o estudo teve como objetivo dar base às colocações da Bahi...

Advertisement