Page 16

-

15-

o qne se \'e !lOS nwppas \,(Lse nos es riptores desd Pompeo, Lacerda, Macedo, Candldo i\ICIHil-S, .\yrcs do Cazal, MillicL de SainL1\dolplle F. Diniz l' em lodos que hüo se o('cupado da Chorographia. de Sergipe e d~l B'lllia. Não ha escriplor ou geogrnpllO <jlll' Lenlw delimita'l, Seq~i!,e pelo rio PonLal e pelo plnllallo di"is:>r d<lS a"uas dos rios Vasa Barris Ilapicurú e /teal, na ullim3 obra que se e 'Ltl ediLando cm Pariz-La grande cllcyclopedie-no al'tigo Le Brcsil, de E. Le"assem, com a collaboraç'; o de Srs. de Hio Braneo, Eduardo Prado, d>Ol1r~m, Henri Gorceix, Paul Maury, E. TrouessarL co Zaboro\\"ski, em que "em Ulll mappa do 13raúl dão-se a Sel'gipe esle limiles do Hio S. Fnmcisco ao i .;-0 oceano a le -te - ; o rio real ao sulj-e a na cenle c['eslc rio, lirando uma linha ale o rio Xingó e por este rio ,1lé desagnar tiO mesmo S. Francisco ao o<'sle.-O que lambelll se "e no gr<lI1de map!," de Le"3sseur sohre o Bruúl (' no mappu em c'hl'ol1lo-liLhographi<l tI ue a 'om p<lnha a ohra de Sanl'Anna l Tery ,. Le I:lt'esil el11 181m." No rel'el'Ído projecto, dispõe-se que ao norte respeilem-se as posses e direiLos dos Eslado: de .\Iagu<ls e Pernambuco; pon[ue quanlo ao sul e no oe:'lc nüo se dl'lerminou lamhem que fossem re peitadas as posses:) Eslarú a Bahia nas condi~'ões cio leiio d,] Fabula. e que ele\' aLé l'esigmllla consenLir que se lhe c:onquist cerca til' duas mil !c"uas qLHHlnldas'! Sergipe nunca te"e posse sobre a .'.Ol1a rel'erida, islo c!: enLre o rio Pontal e [1 exLrema occidenLal de seu actual lerrilorio, e tanto assim, que na sua reforma judici.aria. no no\'o regimel , divicliu o Estado em trinLa lermos, dez comarcas, um ll'ihunal de appellações c não cOI11Jlrehende o lerrilorio a que nos rel'edlllos; Lerrilorio que C ll1uilo maior cIo c[ue aproprio Sel'gipe, que tCI11 de extensào 1,:300 leguas quaelnlClas e pl'elende por esLe projeclo cerca de dnas millegu3 . quadrada, dú EsLado da Hallla. . .Ta Lendo nos oecupado das dua' ordens d consirlel'aç'ões, em que pretendeu basear-se o illustrt' audor do projecto, ",unos IIOS I'er rir á lerceira, que c! o rac~o de Sergipe ser UI11 Estado de pequena exL nsào. Em absoluto, nào é yerdadeir<l e"'ia lamenta 'ão, pois muiLos paizes ela Europa süo lTIenore' que Sergipe, CJue lendo, segUIl(10 Lacerd,l, 39.090 kilom 'Lros quadrados, <I Dinamarca telll 38.30C'l kilomelros quadrados a !Iollancla lem de superlicir :1:1.000 kilollH'l ros qU<ldr;:do I' a Ill'lgicn lrl11 2~). llio kiloIII C'lros quadrado.... paize~ (',1l' qlle. l'llcJ,i de Olruos '. tcn ;lo

Profile for Canoa de Tolda Canoa

Estudo da Divisa Sergipe e Bahia  

Publicado em 1891, sob ordem do enão governador da Bahia José Gonçalves da Silva, o estudo teve como objetivo dar base às colocações da Bahi...

Estudo da Divisa Sergipe e Bahia  

Publicado em 1891, sob ordem do enão governador da Bahia José Gonçalves da Silva, o estudo teve como objetivo dar base às colocações da Bahi...

Advertisement