Page 123

-

49-

publico, e real serviço de V. i\Iageslade, ocullando ao mE:smo Senhor a verdnde, elo q ue foi servido mandar lomar conhecimenlo' e assim damos esla Conla a Y. Ex., ainda que com reeeyo que em o sabendo o dilo Ouvidor, ficamos expostos aos rigores que comnoseo quizcr uzar nas correiçoens, corno cosLumào fazer' e não vay subscriLa, pelo escrivão deste Senado, porque ludo quanLo 11e1le se passa, dá parLe ao dilo Ouvidor, pelo que pedimos a Y. Ex. licença, para o expulsarmos delle, sendo assim \'. Ex. servido. Deus Guarde a \. Ex. por muilos annos. Sercgipe de EI-Rey em Camara, lres ele .Julho de mil selecenlos e vinLe e qualro. E eu, Thomaz da CosLa Cabral, "ereador o subscrevy e assigney.-Anlonio Dini::. Ribeiro.-Gonçlllo Pinheiro da Cosia. -Nicolau de SOllsa Furlado.-Thoma::. da Cosia Cabral.

Cópia da carla do Coronel Jlfallllel de BrUlo Cazado Exm Senhor.-No principio desLe mez de Novembro, escrevy a V. Ex. dando-lhe parle do que hia obrando o Onvidor Geral da Capilania de Sergipe d'EI-Rey, Anlonio Soares Pinlo, e suponho que foi a minllU carLa, junta com hUJll despacho qlLe a Camera da Villa de Cachoeyra alcançou do Senhor Marquez de Angeja anlecessor de V. Ex. conlra outro Ouvidor de Seregipe de El-Rey, que quiz fazer o mesmo que este agora faz, em romper o lermo da dita villa da Cachoeyra, a que o dito Senhor Marquez ataUl0u, e o mesmo despacho havia de pertender agora de V. Ex., a dila Camara da Cachoeira, para alalhar a esle dilo Ouvirlor do que esLes dias passados começava a fazer, e depois disso rez o caso seguinte, de que a dila Camara ainda não tem noticia, para novamente se queixar a V. Ex. Em dez desle dilo mez de Novembro, de mil selecentos e vinLe e qualro, chegou o dilo Ouvidor Geral de Seregipe de El-Rey ao Cilio da Igreja Malriz deste llapicurú de sima, que fiea Si11CO leguas dislanLe de exlremidade da Comarca de Seregipe d EI-Rey dentro da comarca da Bahya, e termo da villa da Cachoeira, e enlrou eom tençào de fazer com o Povo que assignasse hum lermo cm como lhe pecliào fizesse hua \ illa no diLo cilio da Igreja 1\falriz e lrouxe comsigo um escrivào dos Lombos, para logo a lançar no tombo de Seregípe d'El-Rey, e ficar'em estes mOl'adores sendo da sua juri dição, cousa que Lallhes não convem pelas lllU ilas inconveniencias que lem que alegar, como eu já aYise.' a V. E.'. na sobrc(líl~ carta.

,

Profile for Canoa de Tolda Canoa

Estudo da Divisa Sergipe e Bahia  

Publicado em 1891, sob ordem do enão governador da Bahia José Gonçalves da Silva, o estudo teve como objetivo dar base às colocações da Bahi...

Estudo da Divisa Sergipe e Bahia  

Publicado em 1891, sob ordem do enão governador da Bahia José Gonçalves da Silva, o estudo teve como objetivo dar base às colocações da Bahi...

Advertisement