Page 103

29collotada :l no\'" P:lITochia na diLêI Cappclla, nilU beneficia. nem aproveyta a mais Purrochianos do que servia e ben~'­ fieiava o Cappellam da dita Cappella. Da no\a PalToehia CI'eada na Cappella de Nossa Senhora das }jrotas do G~ri­ muabo hé tal a pelluria dos Parrochiauos que não há Par· rocho, que se anime a assistir na dila Parrochia por niio ter rendimento algu', e se não poder sustentar com a congrua ordinaI'i:l de cincoenta mil réis, e assim hé desnceessaria, e inutil a crcação da nova Pal'roehia no dito logar morlllente estando nqnelles llloradores sul'ficientemente pro\'idos dos Sa Ttlmentos por 11150 do cappellam, (' :'I!issionarios Frnneiseanos que dantes assisli~1O na dila C:lppella. Estas verdades se callar~lo a \'. i\fageslade. porque se lhe foram preséntes Ilun a \'. i\1ageslade concederia a cre:l(:áo das novas Parrochias nas ditas Cappellas pois a plente de \'. ~Ingestadc foi concedeI' a crlWção de novas Parroc)lias IH'cessarias, c uteis aos morntlorcs dC'stc Arcebispado, e n:ío para lugares sém necessidade, nem utillidade algu'a. l\Iais deficil seria a concep~'ão de V. i\Ingeslade para l'J"ear nova Pàrrochia na CappeIla de Nossa Senhora dos Campos do Hio Real, se se expdl11ira, e não se encobrirn a.\'. ~fagesl:l­ de que o fundador da dita cappeIl~l, c instituiuor daquelle Morgado cncolllelIdarü efica;r,mcnte no seu lestamento, 'omo consla da verba deIle, (que ofT'ereçol sé n:ío consentisse passaI' a dila Cappella a Pnrrochin. De tal mane)"ra qué para o caso em 'que contra a vontade do fundador da dita cappella se verlesse em fregueda aplicava a outra cnppella os rendi mentos, que dc)"xava a esta, c nào hé pre;r,umivcl que \'. i\Iagestade sem urgente causa houvcsse de inf'ringir a disposição e ultima vontade cio instiluidor para criaI' IIn dila cappella hu'à Parrochia sem necessidade, nem ulillidnde algu'a. lnda na cO:lsideração de que fosse ulil, c necessaria a consli'luiç'ào de novas Palroehias nas C'lppelllls de que se trac~a sempre era precizo narrar, e fazer prezcnlc a V. Mage'stade todos 'Hlue\las cousas que pouiam dificultar tomaren1-se absolutamente a: ditas cappellas por Parrochias, como era o direyto. que el1 tinha adquirido nellas por mim e por meus antecessore~, e a posse em que eslava de tom autignissil)fO tempo. Por<j\le nenhu' Principe- Catholi 'o, e lIluito menos a slllnJl1a, e r:'ou\'avel Re\legião de V. l\1agestade costuma tomar absolutamente os bens aos seus vassallos, inda quando lhe sam nccessarios, senl condiga satis!'a ão pois inda qu' essa rcgàlia tem elles 'OJll justa oausa, não h" rcgalia tomallos

Profile for Canoa de Tolda Canoa

Estudo da Divisa Sergipe e Bahia  

Publicado em 1891, sob ordem do enão governador da Bahia José Gonçalves da Silva, o estudo teve como objetivo dar base às colocações da Bahi...

Estudo da Divisa Sergipe e Bahia  

Publicado em 1891, sob ordem do enão governador da Bahia José Gonçalves da Silva, o estudo teve como objetivo dar base às colocações da Bahi...

Advertisement