Page 1

Ano XII - Nº 156 - Dezembro de 2013 - Revista Mensal do Sócio Evangelizador

clube.cancaonova.com

ISSN 1806-1494

além. palavra do fundador: Deus Vindavêde Jesus é glória para nós Palavra

r e v i s t a


Carta ao leitor

NATAL FELIZ

FUNDADOR DA COMUNIDADE CANÇÃO NOVA: MONSENHOR JONAS ABIB PRESIDENTE DA FJPII: WELLINGTON SILVA JARDIM DIRETOR EXECUTIVO DA FJPII: FILIPE JARDIM JORNALISTA RESPONSÁVEL: OSVALDO LUIZ/MTB 23094 COORDENAÇÃO: THAÍS BRANT DA SILVA RAMOS ASSISTENTE DE COORDENAÇÃO: VANESSA GOTO E JOEL PRADO PRODUÇÃO E ASSESSORIA: PATRICIA SANCHES, VIVIAN DE PAULA E MARIANA NEPOMUCENO, ANA ALICE LOURENÇO REVISÃO ORTOGRÁFICA: DYRCE ARAÚJO DIREÇÃO DE ARTE: SETOR DESIGN PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO: MARIANA BUENO DESIGNERS: MARIANA BUENO, ARTUR SANTONI, TIAGO PALMEIRA, BIANCA MONTENEGRO E LEONARDO AUGUSTO CAPA: LARISSA CARVALHO FOTO: ANDRÉIA BRITTA

FALE CONOSCO: Cachoeira Paulista- SP - Brasil Caixa Postal 57 CEP 12630-900 Tel: 55 (12) 3186 2600 www.cancaonova.com revista@cancaonova.com clube.cancaonova.com

I MPRESSÃO : ESDEVA INDÚSTRIA GRÁFICA S.A.

Nossas Contas

Expediente

Chega dezembro com suas festas. Nossa matéria de capa reflete o Natal a partir da cultura onde Jesus nasceu e da Itália, onde costumes cristãos ainda são preservados, apesar do forte apelo comercial. Aqui no Brasil, de dias mais longos que noites, vale a pena reforçar a relação do nascimento de Jesus com a luz, proposto no artigo do professor Felipe Aquino: “Jesus, a luz do mundo”. Luz que dissipa as trevas, também nossos medos, como escreve Dom Benedito Beni dos Santos: “o homem não pode mais ter medo de Deus, pois, nesta criancinha nascida em Belém, se manifestam a bondade e o amor de Deus, nosso Salvador”. É preciso ter coragem de mudar - diz padre Fabrício no seu estudo bíblico: “Muitas vezes impedimos que a vontade de Deus se realize em nossas vidas porque não aceitamos que nossos projetos sejam alterados, que nossas decisões não sejam respeitadas e até brigamos com Deus...” Mudar para crescer, ou como propõe Adriano Gonçalves, para ser “livre para amar”. Mas mudança de hábito requer organização (Gisela Savioli). No mês de uma festa tão expressiva, uma edição à altura para abordá-la e prepará-la. Monsenhor Jonas Abib em “A vinda de Jesus é glória para nós”, ensina sobre este

tempo de advento: “a (segunda) vinda do Senhor por um lado será a glória d´Ele e, por outro, será também a glória de todos aqueles que pertencem a Ele... será a sua vitória, depois de tantas lutas, depois de tantos sofrimentos, depois de tantas dores”. Luzia Santiago, citando nosso fundador, trata de uma frase muito importante em nossa história: “Natal feliz é Natal com Cristo!”, antídoto para aqueles que enxergam com tristeza ou melancolia esta linda data. Indico também a leitura do testemunho de uma mulher que não conseguia engravidar, da matéria sobre a ordenação do novo bispo de Lorena e o artigo do Wellington Silva Jardim do qual extraímos nosso agradecimento por mais este ano: “Agradeço de coração todos os meses que passamos juntos - as lutas, as conquistas, as lágrimas e as vitórias que foram muitas; principalmente, agradeço a Deus por você ser família Canção Nova”. Feliz Natal! OSVALDO LUIZ Jornalista Responsável www.twitter.com/osvaldoluiz_

“FAÇA A SUA DOAÇÃO E AJUDE A CANÇÃO NOVA”

BANCO DO BRASIL

CAIXA

BANESE

HSBC

BRADESCO

ITAÚ

AG.: 3358-8 C/C.: 3689-7

AG.: 028 C/C.: 101368-6 TIPO: 03 AG.: 3373-1 C/C.: 215-1 Palavra do Fundador: Seja fiel ao

que Deus lhe pede BRB BANCO DE BRASÍLIA

C/C.: 204007584-9

AG.: 2003 C/C.: 339-1 TIPO: 003 AG.: 1378 C/C.: 0676370 AG.: 0247 C/C.: 31453-7 SANTANDER

AG.: 0164 C/C.: 13-000147-3

“Para realizar um depósito identificado utilize esta conta: BANCO DO BRASIL AG 3358-8 C/C 2000-1 Informe seu código de sócio com dígito”


D OA Ç Ã O E M O U R O

Envie sua doação com o seu testemunho para nossas frentes de missão ou via SEDEX para o endereço: Fundação João Paulo II CX Postal 57 - CEP:12630-900 - Cachoeira Paulista-SP. D OA Ç Ã O C O N TA B A N C Á R I A

Caixa Econômica Federal Ag. 2003 – C/C 03-1068-1 em nome da Fundação João Paulo II


Palavra do fundador

Foto: Natalino Ueda

Vinda de Jesus é glória para nós

Nós iremos em breve reviver mais um Natal, a primeira vinda de Jesus. Mas quero convidá-lo também a celebrar e a desejar a segunda vinda do Senhor. Quando Jesus veio até nós, pela primeira vez, fazendo-se um de nós, tornou-se, na sua pessoa, a união do Céu e da Terra, porque Ele era totalmente humano, tinha corpo humano, uma alma humana, um espírito humano como nós, mas ao mesmo tempo, Ele era Deus e, em nenhum momento, deixou de ser Deus, embora assumindo a natureza humana, n’Ele foram unidas as duas naturezas, a divina e a humana. São João Batista veio preparar a primeira vinda de Jesus. Hoje nós somos convocados pelo Senhor, nós fomos agraciados com o derramamento do Espírito Santo, para prepararmos e apressarmos a segunda e definitiva vinda de Jesus. “Vigiai, portanto, pois não sabeis em que dia virá o vosso Senhor. Ficai certos: se o dono da casa soubesse a que horas da noite viria o ladrão, vigiaria e não deixaria que sua casa fosse arrombada. Por isso, também vós, ficai preparados! Pois na hora em que menos pensais, virá o Filho do Homem” (Mt 24,42-44). O Senhor quer que estejamos sempre preparados para que, quando Ele chegar, nós estejamos prontos na paz, na tranquilidade. Infelizmente, ficou uma coisa na

nossa mente, no nosso coração, que a vinda do Senhor é uma questão de desastre, catástrofe. Pelo contrário, a vinda do Senhor, por um lado, será a glória d´Ele e, por outro, será também a glória de todos aqueles que pertencem a Ele, daqueles que lutaram por Ele, para permanecer ao Seu lado, que lutaram contra o pecado, que lutaram para realizar o bem. Será o triunfo, será a vitória, eu digo, será a sua vitória, depois de tantas lutas, depois de tantos sofrimentos, depois de tantas dores. Assim como não existe um jogo, por exemplo, sem muito esforço, sem muita luta, também não existe uma guerra sem muita luta, sem muito risco, mas no final vem a vitória. A vitória já é certa, para Jesus e para todos aqueles que Lhe pertencem, e permanecem com Ele até o fim. Celebremos o Natal na expectativa do Senhor que vem! Deus o abençoe,

MONSENHOR JONAS ABIB Fundador da Comunidade Canção Nova www.twitter.com/padrejonasabib www.padrejonas.com

Revista Canção Nova DEZEMBRO 2013

05


Palavra da igreja

Não Tenhais

nal de relação de Deus com o mundo. Dos seres humanos com Deus. É ela também que dá credibilidade a qualquer ação humanizadora no nível da assistência, da promoção e da transformação da sociedade. Praticar a caridade é vivenciar a mensagem do Natal. A cada dia, em diversas partes de nosso país, por meio de projetos sociais, milhares de pessoas desenvolvem ações que visam restaurar a dignidade humana através da assistência, da promoção e da libertação. Estes projetos solidários levam a inúmeras pessoas um apoio concreto para sair do desânimo e do sofrimento. Assim, por meio da caridade, essas pessoas passam novamente a acreditar na bondade humana, a acreditar em si mesmas e a aumentar a sua confiança em Deus. Por meio da encarnação, O Filho de Deus se uniu a cada ser humano para revelar-lhe a sua dignidade e a sua vocação divina.

Foto: Andréia Britta

Nas teofanias, registradas no Antigo Testamento, Deus jamais se manifesta com face humana. Frequentemente, os sinais de sua presença são relâmpagos, trovões, raios, vento impetuoso. Às vezes, a manifestação de sua presença apavora os seres humanos. Na revelação do Sinai, o povo diz a Moisés: “Fala tu conosco e nós te ouviremos; mas não fale Deus conosco para que não morramos” (Ex. 20,19). No Natal, porém, os sinais da presença de Deus não são mais relâmpagos, trovões, raios e vento impetuoso. O Anjo do Natal diz aos pastores: “E isto vos servirá de sinal: encontrareis um recém-nascido, envolvido em faixas e deitado numa manjedoura” (Lc 2,12). Por isso, o anjo diz aos pastores: “Não tenhais medo!” (Lc 2,10). Sim, de agora em diante, o homem não pode mais ter medo de Deus, pois, nesta criancinha, nascida em Belém, se manifestam, segundo as palavras de São Paulo, a bondade e o amor de Deus, nosso Salvador (cf.Tt 3, 4). Manifesta-se a caridade de nosso Deus. O Natal, porém, revela que a caridade não pode ser reduzida a boas intenções. Ela precisa encarnar-se. Tornar-se a virtude coordenadora da sociedade e da Igreja. Envolver todos num movimento de solidariedade em todas as dimensões, inclusive, a política. Mas, ao mesmo tempo, o Natal recorda que a caridade vem do alto, vem de Deus, pois Ele é a Caridade (cf. 1Jo 4, 16). Não é apenas o ser supremo. Ele é o Amor Supremo. A relação de caridade é, pois, a forma origi-

Medo!

DOM BENEDITO BENI DOS SANTOS Administrador Apostólico

06

Revista Canção Nova DEZEMBRO 2013


Palavra em destaque

Dezembro marca, para nós cristãos, a preparação para o Santo Natal. Bento XVI em uma das suas falas disse: “No Natal não se celebra o simples aniversário do nascimento de Jesus, mas um profundo mistério que continua a marcar a história humana hoje. A celebração do Natal recorda-nos que, naquele Menino nascido em Belém, Deus se aproximou de todos e cada um dos homens. Aquele acontecimento ultrapassa os confins do tempo e do espaço e torna-se presente no Natal, o seu efeito perdura no decorrer dos dias, dos anos, dos séculos”. O Natal, frisou ele, celebra a entrada de Deus na história, fazendo-se homem. “É verdade que a redenção do homem se deu num período concreto da história, ou seja, na vida de Jesus de Nazaré, mas Jesus é o Filho de Deus; o Eterno entrou no tempo e no espaço, para nos tornar possível o encontro com Ele hoje. O amor de Deus nos garante: ‘Hoje nasceu o nosso Salvador’. “Este termo ‘hoje’ não é uma palavra vazia, mas significa que Deus nos dá a possibilidade de O reconhecer e O acolher agora como fizeram outrora os pastores em Belém, para que nasça também na nossa vida e a transforme com a graça da sua presença”. Na Canção Nova sempre aprendemos que “Natal feliz, é Natal com Cristo!”.

Mas de onde surgiu esta expressão tão linda e tão profunda? Mons. Jonas Abib contou-me que: “Havia nos encontros da juventude, no Sagrado Coração de Jesus, uma jovem muito alegre e animada que trabalhava como locutora em uma emissora secular. Ao aproximar-se o Natal, ela criou uma frase para dizer no seu programa: “Natal feliz é Natal com Cristo”! Ela era o resultado de quem fez a experiência do encontro com Cristo. A força do seu testemunho contagiou os colegas de trabalho desta emissora na grande São Paulo. Continua o Monsenhor: “Quando eu a ouvia anunciar naquela rádio Natal Feliz é Natal com Cristo, percebia também a sua coerência na comunidade cristã e isto calou profundamente o meu coração neossacerdotal. Estou preparando-me para celebrar no próximo ano meus cinquenta anos de sacerdócio, e confesso que esta exclamação: Natal feliz é Natal com Cristo continua a ecoar ecoa no meu coração com a mesma intensidade que ecoou quando escutei pela primeira vez; a força do verdadeiro testemunho daquela jovem faz com que a Canção Nova transmita esta notícia para que o mundo inteiro tenha o seu encontro pessoal com Jesus, e diga: Natal feliz é Natal com Cristo”. Para todos, um santo Natal e um feliz Ano Novo, repleto das bênçãos do Deus Menino. LUZIA SANTIAGO Cofundadora da Comunidade Canção Nova www.twitter.com/luziasantiago www.luziasantiago.com

Revista Canção Nova DEZEMBRO 2013

07


Administração e vida

Canção Nova

Fotos: Andréia Britta

um empreendimento de Deus!

08 Revista Canção Nova DEZEMBRO 2013

Meu querido e minha querida, encerramos o ano e posso dizer que atingimos todas as metas sonhadas para a Canção Nova. E, ainda se me permite, quero lhe dizer “admirável” aos meus olhos o milagre de cada dia nesta obra de Deus. Vamos continuar dando o nosso 100% junto dos meus irmãos missionários e colaboradores, pois só alcançamos o proposto porque formamos uma equipe inovadora, cheia de ideias e soluções para os problemas e disposição para somar. Quando inovamos e criamos, conseguimos conquistar e dar passos à frente e não ficamos presos no sucesso e/ou fracasso do passado. É preciso ressaltar os ‘recursos humanos’ da nossa instituição, isto é, as pessoas. Elas são o bem mais valioso utilizado por Deus. Quando uma organização despreza o potencial humano, ela não passa de um cartaz com um organograma cheio de mapas e gráficos. É inacreditável como uma boa palavra expressa, na hora certa e da forma certa, tem um enorme poder de transformação para uma pessoa. Nesse tempo do Natal, é muito oportuno darmos uma boa palavra a alguém. Estamos preparando as festas natalinas e também o sagrado período de descanso que todos nós temos direito! Mas são apenas férias e, portanto, não pode ser uma ‘escapatória’ dos problemas, mesmo porque isto anularia a energia que conseguimos acumular nos dias que passamos fora do trabalho. O verdadeiro descanso não consiste em descansar das obrigações e nem se esquecer das obrigações com Deus. O descanso que supomos alcançar é apenas uma solução superficial. O que precisamos mesmo é aprender a produzir períodos de relaxamento durante as horas de trabalho. Podem ser apenas por alguns minutos! O sorriso é outro meio ótimo de relaxar, mas tem que ser franco, alegre e despreocupado. Feliz da pessoa cujo sorriso se manifesta facilmente. Desejo a você um Santo Natal e que 2014 seja muito melhor que 2013! Agradeço de coração todos os meses que passamos juntos - as lutas, as conquistas, as lágrimas e as vitórias que foram muitas; principalmente, agradeço a Deus por você ser família Canção Nova. Seu irmão que os ama,

WELLINGTON SILVA JARDIM Cofundador da Comunidade Canção Nova e administrador www.twitter.com/etocn blog.cancaonova.com/eto


Matéria especial

Fotos: Fotos:Andréia AndréiaBritta Britta

Os judeus são festivos por tradição. Dançam com entusiasmo nas festas litúrgicas, ceiam em família, fazem piquenique nos parques em Jerusalém. Suas celebrações não fazem feio aos brasileiros, adeptos de uma boa festa nos finais de semana. Jesus não fugiu à regra. Amava uma boa convivência. Em um casamento, não deixou faltar vinho ao povo, recebeu os discípulos com um churrasquinho à beira-mar (cf. Jo 21). O encontro mais marcante que teve com seus amigos foi durante um jantar, a Santa Ceia das obras de arte. Um Jesus feliz, alegre. É possível imaginá-lo assim no período de sua vida pública na Galileia. E se judeu é feliz, independente das atrocidades que já sofreu ao longo da história, cristão também precisa ser,

10

Revista Canção Nova DEZEMBRO 2013

porque conhece o seu Messias e pode saber tudo de Sua vida, até porque Ele foi um de nós. Cristão de verdade precisa mesmo fazer festa, reunir a família e vibrar, tanto com as grandes, como com as pequenas conquistas do dia a dia. Aqui no Brasil, por exemplo, vai chegando o final do ano e já começam os preparativos para os festejos. “Natal se passa com a família e Ano Novo com os amigos”. É uma tradição entre os jovens. Natal é tempo de festa caseira, ao redor da mesa, tempo de fazer sala sim para os amigos, mas também para Jesus: ir à missa, tirar a fé da gaveta. Uma tradição bonita na Itália é que não se serve a ceia antes da missa do galo. A família vai em peso. Padre An-


derson Marçal (Comunidade Canção Nova), que morou em Roma 4 anos, conta que lá, na casa de cada católico, não se vê a figura da árvore de Natal ou do Papai Noel, mas do presépio, que é montado no primeiro domingo do Advento, tempo litúrgico significativo para a Igreja. A família romana, reunida então, prepara a casa para receber o aniversariante que chega na noite de Natal. O grande momento em família continua também no almoço do dia 25, quando a família comemora o aniversário de Jesus com um típico almoço italiano e logo depois tem a distribuição dos presentes, acompanhada por uma espécie de bingo, que eles chamam de tombola. Na verdade, é um belo pretexto para estar junto. E como é um momento oportuno para o amor caridoso, alguns italianos saem de suas casas no dia frio do Natal, pois lá é pleno inverno, e vão ao encontro daqueles que estão pelas ruas com frio e com fome para partilhar um pouco da alegria do nascimento Daquele que é conosco, o Deus Emanuel. Muitos falam que a Europa está mais fria na fé, secularizada, mas nesse quesito Natal está muito à frente de nós, pelo menos na Itália cristã. Aqui em terras verdeamarelas o consumismo natalino tem seduzido nosso povo mais cristão. Fala-se mais em compras que no sentido verdadeiro do Natal. Quem dera se no dia 25 não se falasse só de presente, peru e ceia, mas do aconchego da Sagrada Família, da gratidão de José em poder cuidar do menino indefeso, do espetáculo que mudou o rumo da história naquela noite em Belém. A Sagrada Família pode e muito inspirar nossas famílias a serem mais amorosas, mais festivas como os judeus, mas também, mais religiosa, assim como nossos irmãos mais velhos na fé.

Prática antiga, as novenas fazem parte do patrimônio da religiosidade popular. Um costume realizado pelas comunidades na preparação de importantes momentos celebrativos. E como o Advento é um convite da Igreja à espera do Senhor que vem, uma forma de se viver bem a espiritualidade desse tempo é rezando a Novena de Natal. A edição deste ano tem como tema: Reunidos em família, preparando a vinda do Senhor. Para o assessor do setor Música e Canto Pastoral da CNBB, padre José Carlos Sala, a novena também pode ajudar as comunidades a compreenderem a riqueza da espiritualidade própria do Advento. “Os cânticos deste tempo refletem essa espiritualidade própria. Textos que não dizem, que não cantam aquele que já chegou, mas aquele que está por vir. É o povo que celebra alegremente essa espera, para explodir de alegria durante o período do Natal”. Informações: www.edicoescnbb.com.br Fonte: CNBB

THAYSI SANTOS Jornalista Membro da Com. Canção Nova MTB 53019/SP

Revista Canção Nova DEZEMBRO 2013

11


+ Vida

Todo final de ano é a mesma coisa. Promessas e mais promessas de iniciar o ano novo cheio de boas intenções: começar academia, parar de fumar, iniciar um programa de alimentação saudável, mas bastam as primeiras semanas de janeiro para voltarmos aos velhos hábitos. Por que será que temos tanta dificuldade em mudar? Os estudos mostram que precisamos fazer por 2 anos uma mesma atividade para considerá-la um hábito incorporado no nosso dia-a-dia. A forma que encontrei de incentivar meus pacientes a manterem bons hábitos, foi criando essa tabela (você pode criar a sua). Listei para você as 10 maiores dificuldades que costumo encontrar nas pessoas que me procuram para uma mudança de padrão alimentar. Coloque essa lista ao lado da sua mesa de cabeceira e faça como que um “exame de consciência” todas as noites, colocando um “x” naquilo que não conseguiu fazer. Você vai ver como isso irá ajudar a se programar melhor e ir em busca de uma nova qualidade de vida em 2014.

Mastiga bem os alimentos (ideal 30 x) ?

Leva um lanche para o intervalo da tarde ?

Bebe pelo menos 1 litro de água pura diariamente ?

Come pelo menos 3 frutas diferentes diariamente?

Toma café da manhã todos os dias?

Costuma jantar comida ao invés de lanche?

Come salada, legumes e verduras nas refeições principais?

Faz uma caminhada de 30 minutos diariamente?

Evita ficar mais de 3 horas sem comer ? Leva um lanche para os intervalo da manhã ?

Foto: Arquivo CN

MUDANÇA DE HÁBITOS requer organização

DRA GISELA SAVIOLI Nutricionista clínica, escritora blog.cancaonova.com/maissaude twitter.com/giselasavioli www.giselasavioli.com.br

Revista Canção Nova DEZEMBRO 2013

13


Educando

Ordenação do novo bispo de Lorena

No dia 15 de dezembro, às 17h, o monsenhor franciscano João Inácio Müller será ordenado Bispo na Paróquia São Francisco Xavier, Santa Clara do Sul (RS), em cerimônia solene presidida por Dom Cláudio Hummes, cardeal arcebispo emérito de São Paulo. Já a posse está marcada para 11 de janeiro de 2014, às 16h, na Catedral Nossa Senhora da Piedade, em Lorena (SP). O franciscano gaúcho foi nomeado em 25 de setembro pelo Papa Francisco, que aceitou a renúncia solicitada por Dom Benedito Beni dos Santos por atingir 75 anos de idade, em conformidade com o Código de Direito Canônico. Sobre o pastoreio, Frei João Inácio afirmou que “é interessante recordarmos os últimos pronunciamentos do Papa Francisco. Acredito que ele tem muitas iluminações para nossas atividades pastorais e missionárias”. Ainda em setembro, ao participar Programa Sorrindo pra Vida, pela TV Canção Nova, o nomeado bispo revelou sua surpresa e falou de seu desejo de entregar-se a esse serviço, à Igreja: “Quero que meu espírito esteja nas mãos de Deus e nas mãos dessa nova missão”, destacou. À frente da diocese de Lorena desde 26 de abril de 2006, Dom Beni comemorou o Jubileu de Ouro de sua Ordenação Sacerdotal em 2012, quando apresentou sua carta, em janeiro de 2012, ao então Papa Bento XVI, aceita pelo atual Pontífice este ano. O fundador da Comunidade Canção Nova, monsenhor Jonas Abib, manifestou sua gratidão a Dom Beni, que dirigiu a diocese por mais de sete anos. “Ele foi um bispo maravilhoso, fez um trabalho lindo na nossa diocese, foi um promotor vocacional maravilhoso. Foi amigo da Canção Nova.” Monsenhor Jonas também expressou sua alegria com a nomeação de Frei João Inácio: “Nossa diocese está em festa!”, afirmou, e “acolhe o novo bispo de braços abertos para que chegue e nos dê a sua benção. Venha reger a Diocese de Lorena”, concluiu. Frei Müller recebeu manifestações de carinho por parte da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil que acolhe o novo membro da entidade e deseja “que seu trabalho seja coroado de muitas bênçãos”. 14

Revista Canção Nova DEZEMBRO 2013

SOBRE O NOVO BISPO

REINALDO CÉSAR Jornalista - MTB - 34785 Apresentador do telejornal Canção Nova Notícias


Ação jovem

A liberdade é algo que todos nós buscamos, há em todo ser humano um profundo desejo de ser livre de verdade. Não queremos prisões, não fomos feitos para ficarmos enjaulados. Mas como ser livre? Será que liberdade é fazer o que eu quero, a hora que quero e do jeito que quero? Será a liberdade algo a se conquistar ou algo a se viver? Onde ela começa? Como começa? Ela termina? Nesta hora não tem como não me lembrar de minha casa em Minas Gerais, não tem como não me recordar do aviso explícito a cada saída: “23 h em casa”. Recordar-me de minha mãe dizendo: “Você não vai a tal lugar” e por ai vai... E lembrar estes “nãos”, me faz lembrar meus “sims”. “Sim, meus pais não me entendem”, “sim meus pais não querem que eu seja feliz,” “sim meus pais são muito quadrados”. E nesta busca de minha liberdade, não entendia que tudo era amor, e que ali eles estavam me treinando para ser livre para amar. Que o verdadeiro amor precisa ser treinado, que a cada não explícito da parte deles, tinha velado um sim implícito para minha felicidade. Que o fato de ter que estar 23h em casa não significava, de forma alguma, que eles queriam me ver triste ou me fazer sofrer. Na verdade, eles sabiam que após as 23h fora de casa eu poderia encontrar pelo caminho pessoas que não me amariam, não estariam comprometidas com minha liberdade e sim em me tirá-la. Que ir a certos lugares poderia me tirar do lugar que devo estar, lugar de alegria e paz.

Se me perguntarem se valeu a pena os “nãos”, digo sem medo “e como valeu”. Acredito que culpava meus pais por tudo, que eles não sabiam ser pais de verdade... Afinal não sabiam mesmo e nem eu sabia ser filho. Tudo foi e era aprendizado, não existe faculdade para se tornar pai ou mãe. O que existe é vontade de acertar e fazer o melhor. Estamos aprendendo. Cada um em seu papel e cada um em seu lugar. Você que agora lê este artigo eu lhe faço algumas perguntas: como está sua família? Será que não podemos abrir um pouco as rédeas de nossas convicções e permitir que o amor nos liberte? Será que ser livre para amar não exige de nós menos exigências? Será que o perdão não pode ser dado? Será que não podemos acreditar novamente? Será que não está faltando olho no olho, cheiro de presença? É em casa que os primeiros laços começam, é no soltar as mãos da criança em seus primeiros passos que o pai diz sem nada dizer: “Conquiste o mundo”. Família para mim não tem valor, pois é o próprio valor de uma sociedade. Não percamos tempo em curtir ao máximo nossa família, pois, às vezes, só valorizamos quando perdemos! Então não perca o tempo de valorizá-la. Aproveitando este momento de parada e reflexão, já encerro este artigo convidando você para o Acampamento Revolução Jesus de 8-12 de janeiro, pois o tema será justamente este “Livre para Amar”. Falaremos do amor e suas exigências e, ao mesmo tempo, de todas suas potencialidades em nos fazer livres de verdade. Venha e faça sua experiência em amar livremente e livremente amar!

ADRIANO GONÇALVES Comunidade Canção Nova twitter.com/adriano_rvj

/produtoscn - Informações: (12) 3186-2600

24h

loja.cancaonova.com

Revista Canção Nova DEZEMBRO 2013

15


Jesus,

Formação

A luz foi a primeira criação de Deus. “Fiat lux” (Faça-se a luz), e a luz foi feita diz o Gênesis (1,3). Sem luz não há vida, não há fotossíntese, não há animais e nem seria possível a vida humana. A luz é símbolo da vida, da alegria e da felicidade, assim como as trevas e a escuridão são símbolos da morte, do sofrimento e das lágrimas. Quando Jesus diz “Eu sou a Luz do mundo” (João 8,12), Ele quer nos dizer que sem Ele não há vida, felicidade, paz e alegria. No prólogo de seu Evangelho, São João diz de Jesus: “Nele havia a vida, e a vida era a luz dos homens. A luz resplandece nas trevas e as trevas não a compreenderam” (João 1,4-5). E o Batista diz com todas as letras: “O Verbo era a verdadeira luz que, vindo ao mundo, ilumina todo homem” (João 1,9). Comentando isso, o Papa João Paulo II disse na Encíclica “Redemptor Hominis”, a primeira que escreveu: “Sem Jesus Cristo, o homem permanece para si mesmo um desconhecido, um mistério insondável, um enigma indecifrável”. Quer dizer, sem Jesus o homem não sabe a sua “identidade” divina; não sabe que é filho amado de Deus, destinado a viver para sempre com Deus, desde essa vida. Infelizmente o homem moderno rejeita cada vez mais a Deus e a seu amado Filho. “Estava no mundo e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o reconheceu. Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam” (João 1,10-11). Mas os que acolhem Jesus pela fé e pela luz da Igreja, se tornam filhos amados de Deus, a partir do Batismo que Nele nos incorpora: “Mas a todos aqueles que o receberam, aos que creem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus, os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas sim de Deus” (João 1,12-13). Isaías fala da vinda do Salvador dizendo: “O povo que andava nas trevas viu uma grande luz” (Is 9.1). Dois reinos se digladiam, o da luz e o das trevas. “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” (João 1, 29). Jesus não veio ao mundo para outra finalidade, a não ser para “arrancar o pecado do mundo”, através do qual Satanás domina o homem, o acorrenta e destrói. São Paulo disse que “o salário do pecado é a morte” (Rom 6, 23). Um dia, as trevas terão de dar lugar à luz de Cristo. “Pois as trevas passam e já brilha a luz verdadeira” (1 João 2,8). “As nações caminharão a tua luz, e os reis da terra trarão a ela sua glória; suas portas nunca se fecharão de dia – pois ali não haverá mais noite - e lhe trarão a glória e o tesouro das nações” (Ap 21,24). Feliz Natal!

Foto: Andréia Britta

a luz do mundo

PROF. FELIPE AQUINO Escritor e apresentador na TV Canção Nova blog.cancaonova.com/felipeaquino

Revista Canção Nova DEZEMBRO 2013

17


A Bíblia foi escrita para você

A coragem de mudar

Dezembro 2013

LITURGIA

Chegamos ao final de mais um ano. Dentro de poucos dias, estaremos celebrando o Natal do Senhor. Tempo forte de reflexão e mudança de vida. Como você viveu sua fé durante todo esse ano? Foi um ano muito exigente pra você? Os meses passaram muito rápido que você nem viu o ano passar? Também pode ser que você esteja dando graças por estar acabando esse ano, na esperança de que 2014 seja muito melhor do que esse ano que chega ao fim. Pegue a sua bíblia no evangelho de Mateus 1,18-24, leia mais de uma vez, faça um momento de silêncio, deixando que essa palavra possa cair em seu coração, esse momento é importantísso, você está meditando a Palavra de Deus! O evangelho mostra como a novidade do nascimento de Jesus pegou José de surpresa! Sem conseguir entender o que se passava, ele toma logo sua decisão, deixa que a sua humanidade reaja na defensiva e nos seus pensamentos já havia decidido como tudo deveria ser resolvido, porém, “apareceulhe em sonho um anjo do Senhor, que lhe disse: José, Filho de Davi, não tenha receio de receber Maria, tua esposa; o que nela foi gerado vem do Espírito Santo”, e quando José acordou deixou de lado todas as decisões que já havia tomado, para obedecer ao anúncio do anjo. José teve a coragem de mudar! Muitas vezes impedimos que a vontade de Deus se realize em nossas vidas porque não aceitamos que nossos projetos sejam alterados, que nossas decisões não sejam respeitadas e até brigamos com Deus, quando Ele não nos obedece! Como se até Deus tivesse que nos consultar para saber se pode ou não mudar os projetos que tínhamos feito para a nossa vida ou para esse ano que vai chegando ao fim. José foi dócil, aceitou livremente que os rumos de sua vida fossem conduzidos por Deus.

18

Dia 01 - DOMINGO

Dia 08 - DOMINGO

Is 2,1-5 . Rm13,11-14a

Gn 3,9-15.20 . Ef 1,3-6.11-12

Sl 121(122) Mt 24, 37-44

Sl 97(98) Lc 1,26-38

Pode ser que na sua avaliação de vida, nesse ano de 2013, você tenha brigado com Deus e com todo mundo para que a sua opinião e as suas decisões fossem soberanas. Entretanto, os acontecimentos e fatos da sua história o conduziram por outros caminhos. Contra aquilo que não podemos mudar resta-nos acolher! Veja que não estou convidando-o a um conformismo passivo. Porém, existem muitas situações que são maiores do que nós! São José não poderia ser obstáculo para o nascimento de Cristo, então acolheu aquela realidade e foi feliz. A maturidade humana e cristã não reside no fato de atingirmos certo nível de crescimento onde jamais precisaremos reavaliar a vida e abraçar as novidades que nos visitam (algumas muito boas, outras, não tão agradáveis). São José está no evangelho nos ensinando que ser capaz de ponderar, de pensar duas vezes antes de agir é virtude e não fraqueza. Agir no calor dos problemas sempre gera mais problema. Pensar, meditar e ouvir Deus cria o espaço necessário para gerar uma resposta nova para os desafios que a vida nos traz. Ajudados pela intercessão de São José, façamos nesses dias do último mês de 2013 uma reavaliação da nossa vida e das decisões que planejamos tomar e deixemos que a luz do Cristo que nasce revele os melhores caminhos, você não está sozinho (a), Ele está com você: Emanuel – Deus conosco! Feliz Natal! PE. FABRÍCIO ANDRADE Comunidade Canção Nova Twitter: pefabriciocn Facebook: Fabricio Andrade blog.cancaonova.com/padrefabricio

Dia 15 - DOMINGO .

Is 35,1-6a.10 Tg 5,7-10

Dia 22 - DOMINGO

Sl 145(146) Mt 11,2-11

.

Is 7,10-14 Rm 1,1-7

Sl 23(24) Mt 1,18-24

Dia 29 - DOMINGO Eclo 3,3-7.14-17a Sl 127(128) . Cl 3,12-21 Mt 2,13-15.19-23

Dia 02 - SEGUNDA-FEIRA Is 4,2-6 Sl 121(122) . Mt 8,5-11

Dia 09 - SEGUNDA-FEIRA Is 35,1-10 Sl 84(85) . Lc 5,17-26

Dia 16 - SEGUNDA-FEIRA Nm 24,2-7.15-17a Sl 24(25) . Mt 21,23-27

Dia 23 - SEGUNDA-FEIRA Ml 3,1-4.23-24 Sl 24(25) . Lc 1,57-66

Dia 30 - SEGUNDA-FEIRA . 1Jo 2,12-17 Sl 95(96) . Lc 2,36-40

Dia 03 - TERÇA-FEIRA

Dia 10 - TERÇA-FEIRA

Dia 17 - TERÇA-FEIRA

Dia 24 - TERÇA-FEIRA

Is 11,1-10 . Lc 10,21-24

Is 40,1-11 . Mt 18,12-14

Dia 31 - TERÇA-FEIRA . 1Jo 2,18-21 Sl 95(96) . Jo 1,1-8

Sl 71(72)

Sl 95(96)

Gn 49,2.8-10 . Mt 1,1-17

Sl 71(72)

2Sm 7,1-5.8b-12.14-16 . Sl 88(89) Lc 1,67-79

Dia 04 - QUARTA-FEIRA

Dia 11 - QUARTA-FEIRA

Dia 18 - QUARTA-FEIRA

Dia 25 - QUARTA-FEIRA

Is 25,6-10a . Mt 15,29-37

Is 40,25-31 . Mt 11,28-30

Jr 23,5-8 . Mt 1,18-24

Is 52,7-10 Sl 97(98) . Hb 1,1-6; Jô 1,1-18

Sl 22(23)

Sl 102(103)

Sl 71(72)

Dia 05 - QUINTA-FEIRA

Dia 12 - QUINTA-FEIRA

Dia 19 - QUINTA-FEIRA

Dia 26 - QUINTA-FEIRA

Is 26,1-6 . Mt 7,21.24-27

Gl 4,4-7 1. Lc1,39-47

Jz 13,2-7.24-25a . Lc 1,5-25

At 6,8-10;7,54-59 . Mt 10,17-22

Sl 117(118)

Sl 95(96)

Dia 06 - SEXTA-FEIRA

Dia 13 - SEXTA-FEIRA

Dia 20 - SEXTA-FEIRA

Is 29,17-24 . Mt 9,27-31

Is 48,17-19 . Mt 11,16-19

Is 7,10-14 . Lc 1,26-38

Sl 26(27)

Dia 14 - SÁBADO

Dia 07 - SÁBADO Is 30,19-21.23-26

Sl 1,1-2.3.4.6

Sl 146(147A)

. Mt 9,35-10.1.6-8 Revista Canção Nova DEZEMBRO 2013

Eclo 48,1-4.9-11 . Mt 17,10-13

Sl 70(71),

Dia 27 - SEXTA-FEIRA Sl 23(24)

Dia 21 - SÁBADO Sl 78(80)

Ct 2,8-14 . Lc 1,39-45

Sl 30(31)

.

1Jo 1,1-4 Jo 20,2-8

Sl 96(97)

1Jo 1,5-2,2 . Mt 2,13-18

03 - Dia Internacional do Portador de Deficiência 08 - Dia da Família 13 - Dia de Santa Luzia

Dia 28 - SÁBADO Sl 32(33)

DATAS ESPECIAIS

Sl 123(124)

25 - Natal

1ª leitura

2ª leitura

Salmo

Evangelho


Acompanhe-nos:

Mais informações: (12) 3186 - 2055

Cachoeira Paulista/SP Informações: (12) 3186 2600


Foto: AndrĂŠia Britta

Revista Canção Nova de Dezembro de 2013  

A Revista Canção Nova é, acima de tudo, um instrumento de evangelização. Ela é um canal eficaz de comunicação da Canção Nova com os seus sóc...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you