Page 1

Ano XIX - Nยบ 206 - Outubro de 2018 - Revista Trimestral do Sรณcio Evangelizador

clube.cancaonova.com

ISSN 1806-1494


CARTA AO LEITOR

NOSSA MISSÃO

C

om alegria chegamos em sua casa neste mês tão importante: Missionário, do Rosário e, este ano, com a realização do Sínodo sobre os Jovens, em Roma, e a comemoração na Canção Nova dos 10 anos do Reconhecimento Pontifício. Padre Jonas lembra que foi no dia de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, que recebemos esta graça. Em seu artigo, a cofundadora da Comunidade Canção Nova, Luzia Santiago, testemunha sobre uma nova frente de missão, em Moçambique. Por enquanto, um padre e um seminarista estão com outros missionários Salesianos, nesse belo e exigente trabalho numa paróquia que tem uma rádio comunitária e comunidades distantes, algumas a mais de 100 quilômetros. Professor Felipe Aquino escreve sobre o padroeiro da nossa Fundação: São João Paulo II. O Papa que mais produziu na história da Igreja: 3000 homilias e discursos, publicou 14 encíclicas, 14 exortações apostólicas, 11 constituições e 42 cartas apostólicas. Outro destaque de outubro é o dia do professor.

Edivoneide Andrade partilha sobre a encantadora e árdua missão dos mestres: “exerce sua profissão com esforço, preparo, conhecimento, pesquisa, tempo e dedicação... (para) tirar de dentro do aluno o seu real potencial que as vezes está oculto”. Não deixe de ler também as importantes colunas do Diretor Executivo da Fundação João Paulo II, Wellington Silva Jardim (o Eto), direcionada aos idosos, e a + Vida, com a Gisele Savioli, sobre produtos como a couve, brócolis e couve-flor que podem ajudar no combate ao Câncer de Mama. Por fim, nesta edição, fazemos chegar a você, querido sócio, nossa Ação de Fim de Ano. A campanha que, como tudo que é realizado na Canção Nova, tem como objetivo salvar almas. Leia o depoimento de Márcio Mendes e saiba das inspirações que a envolve. Vamos colocar nossas famílias aos pés da cruz de Jesus, para que o “sangue de Cristo nos liberte e proteja de todo o mal”. Feliz outubro e boa leitura!

FUNDADOR DA COMUNIDADE CANÇÃO NOVA: Monsenhor Jonas Abib PRESIDENTE DA FJPII: Monsenhor Jonas Abib DIRETOR EXECUTIVO DA FJPII: Wellington Silva Jardim JORNALISTA RESPONSÁVEL: Osvaldo Luiz/MTB 23094 COORDENAÇÃO: Rosana Palandi ASSISTENTE DE COORDENAÇÃO: Ana Alice Lourenço e Joel Prado Netto PRODUÇÃO E ASSESSORIA: Lucas Mendes/MTB 0080902 REVISÃO ORTOGRÁFICA: José Expedito DIREÇÃO DE ARTE: Agência de Publicidade Canção Nova PROJETO GRÁFICO: Agência de Publicidade Canção Nova DIAGRAMAÇÃO: Felipe Marcondes Majela Alves DESIGNERS: Felipe Marcondes Majela Alves, Larissa de Carvalho e Maria Alice F. Campos CAPA: Felipe Marcondes Majela Alves

FALE CONOSCO: Cachoeira Paulista- SP - Brasil Caixa Postal 57 CEP 12630-900 Tel: 55 (12) 3186 2600 www.cancaonova.com revista@cancaonova.com clube.cancaonova.com

I mpressão : PLURAL INDÚSTRIA GRÁFICA S.A.

CONTAS

Expediente

OSVALDO LUIZ Jornalista Responsável www.twitter.com/osvaldoluiz_

“FAÇA A SUA DOAÇÃO E EVANGELIZE COM A CANÇÃO NOVA”

BANCO DO BRASIL Ag.: 3358-8 C/C.: 3689-7 BANESE Ag.: 028 C/C.: 101368-6

TIPO: 03

SICREDI Ag./Coop.: 0710 C/C.:63036-2 CAIXA Ag.: 2003 C/C.: 339-1 Tipo: 003

BRADESCO AG.: 3373-1 C/C.: 215-1

ITAÚ Ag.: 0247 C/C.: 31453-7

BRB BANCO DE BRASÍLIA C/C.: 204007584-9

SANTANDER Ag.: 0164 C/C.: 13-000147-3

“Para realizar um depósito identificado utilize esta conta: BANCO DO BRASIL AG 3358-8 C/C 2000-1 Informe seu código de sócio com dígito”

CONTRIBUA TAMBÉM PELO CARTÃO DE CRÉDITO OU BOLETO ONLINE NO SITE clube.cancaonova.com Revista Canção Nova Outubro 2018

3


PALAVRA DO FUNDADOR Fotografia: Arquivo Canção Nova

10 ANOS DE RECONHECIMENTO PONTIFÍCIO

E

m 12 de outubro de 2008, o decreto do nosso Reconhecimento Pontifício foi assinado, data muito significativa, pois é a festa de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, padroeira do Brasil. À mãe Aparecida confiei este tempo, que comporta também uma grande responsabilidade, isto é, testemunhar ao mundo a vida nova em Cristo Jesus, em comunhão com toda Igreja. Há 10 anos, a Canção Nova foi aprovada definitivamente pela Santa Sé e isso é um presente maravilhoso. É a Igreja dizendo: vocês são aquilo que Deus quer. O carisma de vocês é real, verdadeiro. O carisma de vocês é capaz de formar homens novos para um mundo novo. O carisma de vocês é capaz de evangelizar a muitos.

MONSENHOR JONAS ABIB Fundador da Comunidade Canção Nova padrejonas.cancaonova.com www.twitter.com/padrejonasabib

4

Revista Canção Nova Outubro 2018

Não é só a aprovação do nosso Estatuto em si, mas do nosso carisma. Louvado seja Deus por isso. Vivamos o carisma porque ele é querido pela Igreja. Nosso reconhecimento, que na verdade é uma aprovação da Santa Sé, da Igreja portanto, não é apenas da Comunidade Canção Nova, é de toda a família Canção Nova. Essa conquista, essa vitória, pertence a você, que é família Canção Nova, que nos acompanha, que vendo a Canção Nova no seu modo de ser e de viver, quer viver deste jeito, realizar este carisma e trabalhar nessa missão. Você conquistou esta vitória, também recebeu este reconhecimento, que é uma aprovação. Você sustenta essa obra que existe há 40 anos, especialmente com um trabalho forte nos meios de comunicação. Você sustenta toda essa família; foi você quem nos ajudou a chegarmos a este ponto. Eu dediquei a minha vida afunilando-a na Canção Nova. Eu não imaginava que seria assim. Esta é obra do Senhor, uma maravilha aos nossos

olhos. Neste momento celebrativo, eu agradeço ao Deus Uno e Trino, mistério de amor e comunhão, de quem nasceu o carisma Canção Nova. São 40 anos nos quais procuramos enfrentar os desafios da nova evangelização, em tudo buscamos sempre testemunhar a novidade cristã que brota do encontro com Cristo Jesus. Reconheço que a Canção Nova não foi obra minha, mas de Deus. Tudo isso porque queremos levar ao mundo uma Canção Nova, cantada por pessoas renovadas no Espírito Santo. Portanto, estou convidando você a agradecer por esta vitória, pois é sua também, e nos alegrarmos todos juntos. É alegria da Igreja, é alegria da família Canção Nova. Parabéns e obrigado porque você conquistou e alavancou a nossa conquista para que este tempo novo estivesse acontecendo. A Canção Nova é você! Somos uma família que a Igreja aprova.


PALAVRA EM DESTAQUE

Arquivo Pessoal – Padre Ademir, Comunidade Canção Nova, em Moçambique, África.

E

A VIDA É UMA MISSÃO

stamos no mês dedicado às missões e em sua mensagem para o Dia Mundial da Missões (21/10/2018) o Papa Francisco diz: “Todo o homem e mulher é uma missão, e esta é a razão pela qual se encontra a viver na terra... Ninguém, como os jovens, sente quanto irrompe a vida e atrai. Viver com alegria a própria responsabilidade pelo mundo é um grande desafio.” Sou testemunha dessa verdade, pois quando a Canção Nova nasceu, há quarenta anos, na diocese de Lorena (SP), por um apelo missionário de Monsenhor Jonas Abib, nós jovens saímos a evangelizar e esta força é a mesma que nos impele a irmos como discípulos e missionários pelo mundo afora. Trago um pouco da nossa experiência na Africa, onde alargamos nossas fronteiras em missão ‘ad gentes’. Monsenhor Jonas escolheu dois jovens e enviou-os em missão para Moçambique: o Padre Ademir da Silva e o seminarista Lucas Paulino, que se juntaram aos salesianos ao norte do país, na Província de Tete. Eles se instalaram na Vila de Moatize, onde tem uma pequena rádio comunitária e uma paróquia que conta com trinta comunidades rurais, algumas com distância de 100 quilômetros; enfrentam a realidade da adaptação em cultura tribal. Nesse país em processo de evangelização, há aldeias onde muitos nunca ouviram falar em Jesus Cristo. Urge evangelizar sem ferir a cultura e as raízes do povo. Algo que requer um processo muito lento, de amor e paciência. Os desafios da pobreza extrema e desigualdade social são fa-

tos muito desafiantes. Diante de muitas pessoas que morrem de malária e AIDS, nos sentimos pequenos, insuficientes e incapazes, mas com Deus estamos colocando nossa “gota d’água” nesse oceano de necessidades. A missão se faz na Rádio Dom Bosco, único canal de comunicação da Vila de Moatize. Celebramos com o povo: batizados, exéquias, matrimônio, escuta aos jovens e ainda ajudamos no cuidado das crianças na escola paroquial. O povo de Moçambique é pobre, porém alegre, acolhedor e generoso, um povo que em tudo encontra motivo para alegrar-se: “O canto e a dança vêm da alma e contagia. Eles ensinam como realmente devemos viver e celebrar cada momento da vida. É assim que vivenciamos com muita alegria os desafios da missão, que nos faz crescer de forma humana e espiritual. Pela força do Espírito Santo, continuaremos a cantar uma Canção Nova em continente africano”. Com o testemunho desses nossos dois missionários, eu quero agradecer a você, querido sócio e sócia da Canção Nova, que tem feito de sua vida uma missão, ajudando-nos a levar o Evangelho a todos.

LUZIA SANTIAGO Cofundadora da Comunidade Canção Nova twitter.com/luziasantiago luziasantiago.cancaonova.com Revista Canção Nova Outubro 2018

5


ADMINISTRAÇÃO E VIDA Fotografia: Daniel Mafra

A VIDA NÃO PARA SE VOCÊ TEM O DESEJO DE LUTAR

E

stive refletindo sobre a terceira idade. Em uma das reuniões que participei foi falado que a maioria dos nossos sócios da Canção Nova são da terceira idade, então fiquei pensando em escrever para esse público, primeiramente, encorajando essas pessoas a bem viver esta fase. E segundo, agradecendo-as por nos ajudar a tanto tempo. Queridos irmãos, já tem um tempo que tenho refletido sobre a minha vida, sobre como estou vivendo, o caminho que estou tomando, como está o meu relacionamento com Deus. Já caminho para os meus 70 anos de idade, e fico pensando sobre tudo que Deus me deu a oportunidade de fazer e ainda percebo o quanto eu ainda preciso fazer. Quero me dirigir hoje a todas as pessoas que chegam à terceira idade e acham que o tempo passou, que não tem mais como fazer nada, que a vida parou. Não meu irmão! Com fé em Deus, mesmo na terceira idade conseguimos fazer muita coisa. Eu sempre pedi a Deus força para realizar o que Ele me pedia e, mesmo com o peso da idade, vejo que Deus me dá forças para seguir em frente! Então, não desanime. A força de Deus é maior que a sua limitação física. Vejo tanta gente se formando, estudando, aprendendo uma nova língua e fazendo tanta coisa nova depois da terceira idade, que percebo que a vida não parou para quem tem o desejo de lutar. Hoje me dedico mais a Deus, à minha família, aos meus netos, à minha missão na Canção Nova, WELLINGTON SILVA JARDIM Cofundador da Comunidade Canção Nova www.twitter.com/etocn eto.cancaonova.com

6

Revista Canção Nova Outubro 2018

mas faço tudo com muito equilíbrio. Eu sempre falo: queria ter a maturidade que tenho hoje e ser uns 40 anos mais novo. Esta fase que vivo hoje é a melhor, pois já vi e vivi muita coisa, sei até onde posso ir, e o melhor, posso ensinar a quem quer aprender. Não podemos ter medo de viver essa fase, a vida não acaba com a terceira idade, temos é que valorizá-la. É um tempo em que o corpo reclama se dormimos tarde, se andamos muito, se comemos demais, porém, é a fase madura, quando sabemos exatamente o que queremos e aprendemos que brigar não resolve nada, que não adianta guardar rancor nem mágoas, pois isso só torna a vida mais pesada. Então irmãos da terceira idade, vamos viver a vida com mais leveza. Levanta dessa cadeira, dessa cama, da cadeira de balanço e dá uma volta na sua rua, converse com os vizinhos, netos, filhos e família. É hora de aproveitar a vida, não fique triste com a terceira idade parado no que não pode fazer, e sim, aproveite o que pode ser feito. Por fim, quero agradecer a todos vocês que estão conosco a tanto tempo. Fiquei feliz em saber que temos senhoras e senhores que, há muito tempo, nos ajudam nesta obra de Deus. Quero agradecer a sua fidelidade e a sua confiança a Canção Nova. Que Deus os abençoe sempre mais. Neste mês de Nossa Senhora Aparecida, peço que ela abençoe a todos vocês e que cuide das suas necessidades particulares. Com confiança em Deus. Seu irmão, Eto


AÇÃO JOVEM Fotografia: Andréia Britta

EVANGELIZADA PARA EVANGELIZAR

F

ormar homens novos para um mundo novo. Essa é a missão da Canção Nova. E eu sou fruto dessa evangelização. Hoje, sou filha de missionários do 2º Elo (uma das formas de consagração missionária da Comunidade Canção Nova), porém, fui educada na igreja quando meus pais ainda não eram consagrados. Estudei no Instituto Canção Nova, desde meus 8 anos, e hoje estou terminando o curso de Jornalismo na FCN (Faculdade Canção Nova). Durante esses anos, venho sendo formada para poder formar e evangelizada para evangelizar! Como foi importante para o meu amadurecimento ser criada na harmonia entre família, escola e religião! Lógico que nem todos têm a oportunidade de estudar numa escola confessional, mas a catequese e atividades paroquiais voltadas para crianças são esse suporte. Parando para observar minha

educação, percebi que a dedicação e atenção dos pais, professores e catequistas para com as crianças são como uma chave que abre portas. Olhar a criança individualmente, entender suas necessidades, educar pacientemente, são os ingredientes para construir um ser humano. Não estou dizendo que eu tive a educação perfeita, e muito menos que eu seja perfeita, mas reconheço as graças que recebi. Atualmente, sou estagiária do Departamento Infantil da CN, escrevo para a Revista Canção Nova Kids e cuido das Redes Sociais. Trabalhamos para ser um braço na formação das crianças, e por isso, levamos a evangelização de forma pedagógica e lúdica. Graças a Deus, o Espaço Canção Nova Kids está sendo construído, e logo teremos um lugar para receber os pequenos que vêm com seus pais para a CN. Ah… como é gratificante ver os frutos que nossa missão está nos

dando. Como filha, eu te proponho a uma maior dedicação ao que realmente importa na vida de seus filhos, e, como evangelizadora infantil, te incentivo a constantemente voltar os olhos de seus filhos para Deus, para Ele que é caminho, amor, verdade, humildade e compaixão. Não tenho mais muitas linhas para escrever aqui, então espero que o pouco que escrevi seja suficiente para um começo ou um recomeço na sua família. “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão” (Mt 24,35). Tudo o que temos um dia findará, mas na memória ficarão as palavras que ouvimos. Que possamos sempre escolher as palavras que levem aos nossos ouvintes a santidade, e que procuremos escutar as que nos levarão ao céu! SARAH SABARÁ Colaboradora do Cantinho da Criança Estudante de Jornalismo - FCN

Revista Canção Nova Outubro 2018

7


8

Revista Canção Nova Outubro 2018


MATÉRIA ESPECIAL

T

odos os dias sofremos ataques espirituais: ficamos nervosos, tristes, desanimados e com um peso que não sabemos explicar. Pensamos que são apenas sentimentos negativos. O problema é que existe uma opressão que ultrapassa as dificuldades normais. Esses ataques do mal provocam inclusive doenças, caso a pessoa não saiba se defender. Atualmente, as famílias têm sido afetadas pela ação do Maligno, que sorrateiramente vai promovendo discórdia, frieza nos relacionamentos e traições. Rezei por uma moça que reclamava de nada dar certo em sua vida: perdia amizades sem motivo, não conseguia um namorado, fracassava nos concursos, estava morrendo aos poucos e tentara até suicídio. Durante a oração, o Espírito Santo revelou que havia opressão demoníaca em sua vida, pois ela e o pai viviam como inimigos e ele a amaldiçoava. O mal entrou pela porta do ódio. Mas Deus a libertou de modo tão formidável que, em um ano, já não parecia mais com aquela jovem destruída que pediu oração. Estava alegre, namorando, a vida profissional deslanchou e a ideia de suicídio foi arrancada de sua alma. Pela oração de libertação, Jesus derrota as forças de morte que querem nos destruir. Foi o que Deus fez com um homem que participava

conosco do acampamento de oração: salvou-o da morte. Pois, quando garoto, havia feito um “voto secreto” de que não viveria mais que 50 anos. O tempo passou e, aos 49 anos, teve uma sensação de que a morte se aproximava. Lembrou-se do pacto espiritual com a morte e, arrependido, pediu perdão a Deus. Três anos depois, numa missa em que o sacerdote orava por libertação, voltou a sentir como se estivesse à beira da morte e pediu a Jesus que o socorresse... Deus tocou o padre que proclamou: “Há aqui uma pessoa que não passaria deste ano. Você iria falecer, mas Jesus ouviu sua oração e o está livrando dessa morte prematura”. Confiante, ele agradeceu a Deus e voltou para casa. No dia seguinte, foi internado às pressas com um quadro grave. Durante a cirurgia da vesícula, os médicos se depararam com outra enfermidade que, silenciosa, o conduziria à morte. Mais tarde, os médicos lhe disseram que a cirurgia foi muito agressiva pois a enfermidade havia se enraizado. Há uma batalha espiritual que enfrentamos mesmo sem saber. Ainda que apenas uma pessoa da família seja o alvo desses ataques do Maligno, não é raro que as outras sejam afetadas. Por isso, precisamos aprender a proteger pela fé e oração as pessoas que amamos. Com a graça

de Deus, podemos nos proteger emocional e espiritualmente. Orando, conseguimos nos libertar de todo o mal. Se as pessoas soubessem da força dos sacramentos; se entendessem que o maligno foge ao sinal da Cruz; se marido e mulher estivessem convencidos de que podem recorrer à oração de libertação um sobre o outro e sobre os filhos, com a autoridade e eficácia do matrimônio, derrotariam o mal que atenta contra a família. Por isso, busque na Palavra de Deus essa especial proteção para você e sua casa! Se aquele que se rebelou contra Deus deseja levar sua família à perdição; se o Diabo vem tentando matar em seu lar a confiança de amar e ser amado, saiba que a Palavra de Deus é o remédio espiritual que os curará e libertará de toda e qualquer opressão. Por essa razão, você receberá algo precioso a cada mês que participar da nossa ação em família. Estou convencido de que Deus vai preencher o vazio de muitos corações com uma força que nem os ventos mais furiosos poderão derrubar. Que o sangue de Cristo nos liberte e proteja de todo o mal!

Márcio Mendes Comunidade Canção Nova

Revista Canção Nova Outubro 2018

9


HOMENS NOVOS PARA UM MUNDO NOVO Fotografia: Wesley Almeida

EDUCAÇÃO,PROCESSO DE HUMANIZAÇÃO E INTEGRALIZAÇÃO DO SER!

A

educação é um processo privile- pois não exige apenas seu desengiado de formação de pessoas e volvimento cognitivo, mas prinnão se reduz apenas à transmissão de cipalmente o desenvolvimento de conhecimentos ou tão pouco repas- habilidades sócio-emocionais que se de instruções descontextualizadas, propiciarão uma prática pedagógica que condicionam a pessoa como de- mais efetiva. positária de saberes. A via educativa A filósofa e teóloga alemã, Edideve ocorrer por meio do processo th Stein, afirma: “Educar signifide humanização e integralização do ca guiar outros seres humanos de ser, nesta ordem encontra-se a figura modo que eles se tornem aqueles do professor que deve ser entendido que devem ser…” Nos escritos dela, como mediador de conhecimento e é possível identificar o desenvolvinão apenas como detentor do mesmo. mento das competências humanas O professor exerce sua profissão potencializadas a partir do que já com esforço, preparo, conhecimen- está na interioridade enquanto gerto, pesquisa, tempo e dedicação, no me. E nesse processo está o eduentanto, a educação precisa ser mais cador, que precisa se esmerar para consolidada e compreendida por “tirar de dentro” do aluno o seu real diversos segmentos da sociedade. potencial que às vezes está oculto. Ele tem ciência de que seu objetiPara viver essa extração de aptivo central é ensinar e entende que o dões dos seus alunos, os professores caminho para isso é mais complexo, enfrentam alguns desafios: administrar níveis de aprendizagem distintos, escassez de recursos didáticos, EDIVONEIDE ANDRADE alunos desmotivados e indiscipliComunidade Canção Nova nados, estruturas educacionais enriPsicopedagoga jecidas, gestão inflexível, cobrança

10

Revista Canção Nova Outubro 2018

excessiva dos pais, dentre outros pontos que acabam minando a beleza desta missão. Neste contexto, é importante uma parceria efetiva entre escola e família, que atualmente encontra-se fraca precisando ser fortalecida, para evitar a inversão de papéis tão presente nos nossos dias. Apesar das dificuldades enfrentadas, ser professor é manter-se apaixonado por sua profissão, tendo convicção do seu esforço e da sua real dedicação, que compartilha conhecimentos, propaga informações e faz o outro crescer, sendo presença concreta que caminha junto, criando assim vínculos de comprometimento com sua missão. É um trabalho que constantemente ultrapassa o transmitir conhecimento, pois cria possibilidades para sua produção ou sua construção! Este é o legado que cada educador deixa para a sociedade: formar cidadãos para que possam estar aptos a viver este processo de integração social e não meros receptores de conhecimentos sociais.


FAÇA PARTE DA FAMÍLIA CANÇÃO NOVA E NOS AJUDE NA MISSÃO DE EVANGELIZAR! Preencha a ficha abaixo e torne-se um Sócio Evangelizador.

v

( ) R$15,00

( ) R$20,00

v

( ) R$30,00

( ) R$50,00

( ) R$100,00

( ) Outro valor:_________________________________________

Dia para o débito ocorrer:_____________ Valor da contribuição em moeda por extenso. Mínimo de R$ 15,00.

( ) O mesmo

( ) Terceiro

Autorizo o débito mensal em minha conta corrente ou poupança em favor da Fundação João Paulo II CNPJ 50.0.16.039/0001-75 no valor e na data especificada, por prazo indeterminado, podendo ser alterada ou cancelada a qualquer momento.

12

Revista Canção Nova Outubro 2018


+ VIDA Fotografia: 470617396/Serg_Velusceac/iStock by Getty Images

PREVENÇÃO DO CÂNCER DE MAMA ATRAVÉS DA SUA MICROBIOTA INTESTINAL

P

ode até parecer estranho num primeiro momento, ler o título de uma matéria que aborda a prevenção de câncer (aqui o de mama) e tomar conhecimento que as bactérias que habitam nosso intestino poderiam agir a nosso favor. Não é de hoje que aqueles que acompanham meu trabalho sabem que abordo esse tema incansavelmente, há mais de 10 anos, e que os meus livros, quase sempre, ganham um capítulo de destaque para esse órgão tão importante cuja maioria das pessoas encara apenas como uma parte do organismo responsável pela excreção. No livro “Tudo posso, mas nem tudo me convém”, eu chamei de “Intestino, nosso segundo cérebro”. No livro “Alimente bem suas emoções”, o título ficou assim: “Intestino, o cérebro desconhecido” e no livro “Desafio do Bem - 30 dias”, ficou: “Intestino: onde tudo começa e não onde tudo termina”. As bactérias que habitam nosso intesti-

no eram conhecidas antigamente como flora intestinal e hoje recebem o nome de microbiota. Elas dependem do que comemos para sobreviver. Dependendo da nossa ingestão diária de fibras vindas de legumes, verdura e frutas conseguimos mantê-las saudáveis e felizes. Consequentemente elas nos devolvem metabólitos que são substâncias boas e importantíssimas para nosso organismo, a partir dessas fibras que são fermentadas. Uma dessas substâncias chama-se ácido butírico que simplesmente é anti-tumoral! Simples assim: quando comemos alimentos vivos, frescos, minimamente processados, como estão disponíveis na natureza, assim como Deus fez, estamos contribuindo para nosso corpo adquirir defesas inclusive contra células tumorais. Os doutores Richard Béliveau e Denis Gingras, autores do livro Lesalimentscontrelecâncer afirmam que

uma alimentação diversificada, rica em legumes, verduras e frutas e portanto, abundante em fibras e compostos bioativos (fitoquímicos), associada ao controle calórico de modo a evitar o excesso de peso, constitui um meio simples e eficaz de reduzir significativamente a incidência de vários tipos de câncer. Segundo os autores, existem alimentos que fazem uma quimioterapia preventiva e o grupo que eles mais destacam é o da família das brássicas (lembra do livro “Nutrição, Saúde e Fertilidade” onde falo dessa família?), onde encontramos a couve, o brócolis, a couve-flor e a couve de Bruxelas entre outros, que possuem fontes excepcionais de molécula anticancerígenas e que deveriam ser consumidos diariamente. DRA. GISELA SAVIOLI Nutricionista clínica, escritora blog.cancaonova/maissaude twitter.com/giselasavioli www.giselasavioli.com.br Revista Canção Nova Outubro 2018

13


FORMAÇÃO

O LEGADO DE SÃO JOÃO PAULO II

O

legado do Papa São João Paulo II é incalculável; tudo que se disser é pouco. Antes de tudo, Deus sempre foi o centro de sua vida; viveu para o serviço aos homens. Ele nos chamou a cuidar de toda a vida concebida e indefesa; incentivou o cuidado pastoral dos jovens e das famílias, o cuidado dos doentes, dos deficientes e dos idosos. São João Paulo II amou profundamente a Igreja e gastou toda a sua vida por ela. Guiou a Igreja ao terceiro milênio da fé cristã e nos incentivou a olhar para o rosto de Jesus Cristo, o único Salvador do mundo. Ele se preocupou pelo destino do mundo, vendo o bem e o mal nele. Foi um peregrino da Paz, levando-a ao mundo todo. Disse o Cardeal Dziwisz, seu exsecretário por 40 anos, que “não PROF. FELIPE AQUINO Escritor e apresentador da TV Canção Nova blog.cancaonova.com/felipeaquino

14

Revista Canção Nova Outubro 2018

há dúvida de que ele contribuiu decisivamente para libertar as nações do leste e do centro da Europa do jugo de um sistema totalitário”. Com as bênçãos de Nossa Senhora de Fátima, ele derrubou o Muro de Berlim, o Muro da Vergonha, e fez desabar o comunismo, tendo sido baleado no dia 13 de maio de 1981. Seu amor à Virgem Maria foi a base do seu pontificado, consagrado que era a Ela pelo método de São Luis Maria de Montfort. Num extenso pontificado de mais de 26 anos, São João Paulo II fez mais de 102 viagens por todo o mundo e mais de 140 em toda a Itália. Pronunciou mais de 3000 homilias e discursos, publicou 14 encíclicas, 14 exortações apostólicas, 11 constituições e 42 cartas apostólicas. O maior legado de doutrina e ensinamentos que um papa deixou até hoje. Suas encíclicas denunciaram os grandes erros da humanidade. Na “Evangelium vitae” (1995), ele fez uma defesa da vida em todos os seus aspectos: “Uma

grave derrocada moral: opções, outrora consideradas unanimemente criminosas e rejeitadas pelo senso moral comum, tornam-se pouco a pouco socialmente respeitáveis”. Na “Carta às Famílias” (1994), mostrou toda a importância da família como “Santuário da Vida”. Na “Fides et Ratio” ensinou que a fé e a razão não podem ser separadas, pois “são as duas asas com as quais o espírito humano alça voo para contemplar a verdade” (n.1). Na encíclica “Esplendor da Verdade” jogou por terra a insana “Ditadura do relativismo”, que nega a verdade objetiva: “Pode-se definir o homem como aquele que procura a verdade. A sede da verdade está tão radicada no coração do homem que, se tivesse de prescindir dela, a sua existência ficaria comprometida” (n. 28). Isto e muito mais é o grande legado que esse gigante nos deixou.


TESTEMUNHO

EVANGELIZAR É PRECISO, DESDE CEDO!

LITURGIA DATA Dia 01 Segunda-feira

Jó 1, 6-22

Sl 16

Lc 9, 46-50

Dia 02 Terça-feira

Êx 23, 20-23

Sl 90

Mt 18, 1-5.10

Dia 03 Quarta-feira

Jó 9, 1-12.1416

Sl 87

Lc 9, 57-62

Dia 04 Quinta-feira

Jó 19, 21-27

Sl 26

Lc 10, 1-12

Dia 05 Sexta-feira

Jó 38, 1.1221;40,3-5

Sl 138

Lc 10, 13-16

Jó 42, 1-3.56.12-16

Sl 118

Lc 10, 17-24

Gn 2, 18-24

Sl 127

Festas em memória da Bem - Aventurada Virgem Maria e Santos Anjos

Dia 06 Sábado Dia 07 Domingo Dia 08 Segunda-feira

Mártires da Igreja Ofícios e Missas do Tempo Comum

Mc 10, 2-16

Gl 1, 6-12

Sl 110

Lc 10, 25-37

Dia 09 Terça-feira

Gl 1, 13-24

Sl 138

Lc 10, 38-42

Dia 10 Quarta-feira

Gl 2, 1-2.7-14

Sl 116

Lc 11, 1-4

Dia 11 Quinta-feira

Gl 3, 1-5

Lc 1, 69-75

Lc 11, 5-13

Dia 12 Sexta-feira

Est 5, 1b-2;7, 2b-3

Sl 44

Gl 3, 22-29

Sl 104

Sb 7, 7-11

Sl 89

Gl 4, 22-24.2627.31-5, 1

Sl 112

Lc 11, 29-32

Dia 16 Terça-feira

Gl 5, 1-6

Sl 118

Lc 11, 37-41

Dia 17 Quarta-feira

Gl 5, 18-25

Sl 1

Lc 11, 42-46

Dia 18 Quinta-feira

2Tm 4, 10-17b

Sl 144

Lc 10, 1-9

Dia 19 Sexta-feira

Ef 1, 11-14

Sl 32

Lc 12, 1-7

Dia 20 Sábado

Ef 1, 15-23

Sl 8, 2-3a.4-7

Lc 12, 8-12

Dia 21 Domingo

Is 53, 10-11

Sl 32

Dia 22 Segunda-feira

Ef 2, 1-10

Sl 99

Lc 12, 13-21

Dia 23 Terça-feira

Ef 2, 12-22

Sl 84

Lc 12, 35-38

Dia 24 Quarta-feira

Ef 3, 2-12

Is 12, 2-6

Lc 12, 39-48

Dia 25 Quinta-feira

Ef 3, 14-21

Sl 32

Lc 12, 49-53

Dia 26 Sexta-feira

Ef 4, 1-6

Sl 23

Lc 12, 54-59

Dia 27 Sábado

Ef 4, 7-16

Sl 121

Lc 13, 1-9

Dia 28 Domingo

Dia 13 Sábado Dia 14 Domingo

Quaresma e Advento

Hb 2, 9-11

Dia 15 Segunda-feira

Ap 12, 1.5.13a.15-16a

Jo 2, 1-11 Lc 11, 27-28

Hb 4, 12-13

Hb 4, 14-16

Mc 10, 35-45

Jr 31, 7-9

Sl 125

Dia 29 Segunda-feira

Ef 4, 32-5, 8

Sl 1

Lc 13, 10-17

Dia 30 Terça-feira

Ef 5, 21-33

Sl 127

Lc 13, 18-21

Dia 31 Quarta-feira

Ef 6, 1-9

Sl 144

Lc 13, 22-30

1ª leitura

2ª leitura

Hb 5, 1-6

Mc 10, 17-30

Salmo

DATAS ESPECIAIS

01/10 – Santa Teresinha do Menino Jesus 02/10 – Dia do Anjo da Guarda 04/10 – São Francisco de Assis

Mc 10, 46-52

M

eu nome é Patrícia Martins Ligabo, colaboradora da Fundação João Paulo II, atualmente na função de gerente administrativa do Clube da Evangelização, o coração da obra Canção Nova. Mas, o que venho partilhar hoje não é algo ligado ao trabalho que desempenho dentro da Canção Nova, mas sim o trabalho que a própria Canção Nova desempenha dentro da minha casa, sendo um auxílio na formação dos meus filhos. Deus me deu dois presentes maravilhosos, a Maria Julia, de 11 anos e o João Pedro, de 9 anos, que é um sócio kids da Canção Nova. Em um primeiro momento, fiz o cadastro dos meus filhos pensando em ter dentro da minha casa uma avaliação daquele conteúdo que estávamos enviando. Porém, comecei a perceber que aquele conteúdo começava a ganhar mais e mais importância no dia a dia deles, principalmente no do João. É interessante perceber que além dos jogos e das atividades que envolvem desenhar e colorir, as histórias da turminha sempre trazem situações e atitudes que auxiliam na formação, e ele sempre partilha comigo e com meu marido algo que ele viu na revista que se assemelha com a situação vivenciada naquele momento. Além disso, é importante entendermos que formar e evangelizar uma criança é um processo muito árduo, que conta com a participação da família, principalmente na figura dos pais, mas conta também com professores, catequistas e claro, hoje enxergo a Revista Canção Nova Kids como mais uma peça que ajuda em todo esse processo. Por fim, me dirijo a você, papai e mamãe, para lembrá-los que o mundo hoje fornece muitas informações para os nossos filhos, mas muitas vezes, informações erradas ou não coerentes para sua idade. Por isso, é sempre importante levarmos ao acesso dos nossos filhos, um conteúdo que além de divertir, favoreça a formação e a evangelização deles. Se quiser conhecer mais um pouco sobre esse projeto, acesse kids.cancanova.com

Evangelho

15/10 – Santa Teresa D’avila 12/10 – Nossa Senhora Aparecida 25/10 – Frei Galvão 28/10 – São Judas Tadeu

PATRÍCIA MARTINS LIGABO Gerente Administrativa do Clube da Evangelização

Revista Canção Nova Outubro 2018

15


12 de Outubro dia da Padroeira do Brasil.

Revista Canção Nova - 3ª edição 2018  

A Revista Canção Nova é, acima de tudo, um instrumento de evangelização. Ela é um canal eficaz de comunicação da Canção Nova com os seus sóc...

Revista Canção Nova - 3ª edição 2018  

A Revista Canção Nova é, acima de tudo, um instrumento de evangelização. Ela é um canal eficaz de comunicação da Canção Nova com os seus sóc...