Page 1

Fidelidade de Cristo e nossa fidelidade

r e v i s t a

Ano IX - N潞 114 - Junho de 2010 - Revista Mensal do S贸cio Evangelizador

clube.cancaonova.com

ISSN 1806-1494

palavra do fundador

O Ano Sacerdotal Creio na Igreja Cat贸lica


T IRAGEM : 535.000 unidades I MPRESSÃO : ESDEVA INDÚSTRIA GRÁFICA S.A. Distribuição gratuita aos sócios evangelizadores

FIDELIDADE DE CRISTO E NOSSA FIDELIDADE

5

palavra da Igreja

igreja pai das miser icórdias

4

A EUCARISTIA E A UNIDADE DA IGREJA

6 DEIXAR-SE CONHECER!

7 Palavra em destaque

Cachoeira Paulista- SP - Brasil Caixa Postal 57 CEP 12630-000 Tel: 55 (12) 3186 2600 www.cancaonova.com revista@cancaonova.com clube.cancaonova.com

CONSTRUA ESSE SONHO COM A GENTE!

palavra do fundador

FALE CONOSCO:

Indice

Expediente

PRESIDENTE: MONSENHOR JONAS ABIB DIRETOR EXECUTIVO: WELLINGTON SILVA JARDIM JORNALISTA RESPONSÁVEL: OSVALDO LUIZ/MTB 23094 COORDENAÇÃO: SIMONE LARANJEIRA PRODUÇÃO E ASSESSORIA: MAURICIO MOURA E VÂNIA REGINA REVISÃO ORTOGRÁFICA: CLUBE DA EVANGELIZAÇÃO DIREÇÃO DE ARTE: AGÊNCIA DE PUBLICIDADE CANÇÃO NOVA PROJETO GRÁFICO: NELI SESTARI DIAGRAMAÇÃO: NELI SESTARI, ANDRÉ PORTE, ISAAC ARLEY E RÔMULO RODRIGUES FOTOS: AGÊNCIA DE PUBLICIDADE CANÇÃO NOVA CAPA: NELI SESTARI


editorial

Jesus, manso e humilde de coração...

COMO ENCONTRAR A PESSOA CERTA?

15

16 A MEDIAÇÃO DE MARIA

17

sistema de comunicação

santo do mês

educando

14

CENTRAL DE PRODUÇÃO DIGITAL E T.I.

18 ACAMPAMENTO PARA NAMORADOS

19 agenda

SABIA QUE LEITE DE VACA É PARA BEZERRO? PARTE 2

13

DIA 29 SÃO PEDRO E SÃO PAULO

formação

10

O DIREITO DE BRINCAR

ação jovem

ANIMADOS PELA FORÇA DE DEUS

9

O ANO SACERDOTAL E A BATALHA

+ vida

8

matér ia especial

UNIDOS PARA GANHAR!

administração e vida

atualidade

“Jesus, manso e humilde de coração, fazei o nosso coração semelhante ao Vosso!” Repita essa jaculatória tão profunda que é também um projeto de vida, especialmente para os padres, tema central desta edição da nossa revista. Monsenhor Jonas Abib nos revela que ninguém é sacerdote para si mesmo. Está impresso na identidade sacerdotal para o ser para o outro. Ele mesmo lapidou em seu lema sacerdotal: “feito tudo para todos”. Sob as luzes do Congresso Eucarístico, percorreremos nossas ruas em Corpus Christi. Dom Benedito Beni, bispo de Lorena-SP, nos lembra que a eucaristia é uma realização concreta e plena das palavras de Jesus: “Eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos”. Eto nos ajuda a compreender nossa longa caminhada com duas comparações: de uma colheita e de um rio. Chegaremos aos “frutos” esperados “animados pela força de Deus”, mas também com metas, força, ordem, ânimo. É assim na Copa do Mundo. Igualmente na vida a dois, dos namorados aos casados, como veremos com Luzia Santiago. Vale a pena conferir ainda a segunda parte do artigo “Sabia que leite de vaca é para bezerro?” e Gabriel Chalita escrevendo sobre o direito de brincar: “há muitos pais que se preocupam tanto com o futuro dos filhos que trazem o mundo dos adultos, inadequadamente, ao mundo das crianças. As obrigações são antecipadas. A agenda cheia de cursos e atividades”. Com o professor Felipe Aquino, pedimos a Maria por você sócio: “Debaixo da vossa proteção nos refugiamos, ó Santa Mãe de Deus. Não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, virgem gloriosa e bendita”. Boa leitura!


Entrevista com Luzia Santiago sobre a Igreja do Pai das Misericórdias 1) Quando surgiu a ideia de arrecadar ouro para as construções da Canção Nova? Desde o início da obra Canção Nova, o Senhor nos deu essa inspiração, para que arrecadássemos ouro e objetos afins para a construção da Obra do Senhor. Aliás, foi por meio da Sagrada Escritura. Estávamos em oração nos perguntando como íamos fazer com que a rádio pudesse ser levantada na década de 1980, e veio essa passagem da Sagrada Escritura do livro de Esdras, 1,4. 2) Como foi o retorno das pessoas? Muitas pessoas trouxeram o seu ouro, e isso contribuiu para nós levantarmos a rádio, o centro de evangelização e, hoje, a Igreja do Pai das Misericórdias. Em grandes momentos, quando temos que dar um impulso pela ação do Espírito, um passo pela fé, Deus nos inspira nessa iniciativa de pedir, de buscar o ouro com o povo. 3) As pessoas enviam geralmente peças de ouro já usadas? Exatamente. Está aí algo interessante: não é aquele ouro que as pessoas não querem mais. É aquela peça quebrada ou nova, muitas alianças com um valor afetivo, significativo para as pessoas. Não é simplesmente uma coisa que elas doam e não tem efeito nelas, mas é algo que fazem como um gesto de generosidade, às vezes de desapego ou abandono. Elas entregam para a construção da casa do Senhor sim, porque a Canção Nova é uma casa do Senhor e estará sempre em construção, porque a obra de Deus não para, tem que avançar. A Igreja do Pai das Misericórdias está sendo toda levantada com esse ouro. São histórias de vida. É vida que levanta essa igreja, e as pessoas, quando fazem essa doação.

nossas contas

Construa este sonho com a gente! Envie sua doação em ouro e seu testemunho de vida para uma de nossas Casas de Missão ou via SEDEX para o endereço: Fundação João Paulo II - Caixa Postal 57 CEP: 12630-000 - Cachoeira Paulista - SP.

SÓCIO EVANGELIZADOR DA CANÇÃO NOVA você está há 30 anos, fielmente evagenlizando conosco!

04 Revista Canção Nova Junho 2010

“Por que este é meu corpo”


palavra do fundador

Fidelidade de Cristo e nossa fidelidade NESTE MÊS, EM COMUNHÃO COM TODA A IGREJA, ESTAMOS CELEBRANDO O ENCERRAMENTO DO ANO SACERDOTAL; UM TEMPO ESPECIAL DE ORAÇÕES E INICIATIVAS NA VALORIZAÇÃO DA PESSOA DO SACERDOTE. Um grande encontro com o santo padre, o Papa Bento XVI, será o ponto mais alto dessa celebração de encerramento que acontecerá em Roma, reunindo sacerdotes de todo o mundo. Será um grande momento de visibilidade da unidade universal da nossa Igreja. Estamos concluindo um tempo de reflexão sobre o ministério sacerdotal e a pessoa do sacerdote. “Fidelidade de Cristo, fidelidade do sacerdote”, a figura de Jesus, Bom Pastor, é a referência para todos os sacerdotes que, uma vez padres, se esforçam sempre para serem fiéis a essa identidade e a sua missão. Graça que não anula a humanidade, mas ajuda a levá-la à plena configuração com o Bom Pastor. Agradeço de forma especial a Deus, pelo meu ministério sacerdotal, vivido com responsabilidade e grande esforço de fazer o melhor em meio as minhas limitações e fraquezas. Uno-me a todos os irmãos sacerdotes e a todo o Povo de Deus, num grande louvor à bondade do Senhor, que nos con-

fiou à graça do sacerdócio. Ninguém é sacerdote para si mesmo. Está na identidade sacerdotal, o ser para o outro. Isso fez com que eu assumisse como meu lema de ordenação sacerdotal: “feito tudo, para todos”. Hoje constato com alegria e humildade que não somente eu, mas toda a Canção Nova vive uma realidade de ser “tudo para todos”, e isso nós aprendemos do modelo que sempre nos inspira: Jesus Cristo. Que a fidelidade de Cristo seja o nosso espelho, ensinando-nos a ser também homens e mulheres de fidelidade. Já sabemos quem somos, tudo agora só depende da nossa fidelidade. A palavra é fidelidade, como fiel foi o Cristo, Bom

Jesus, Bom Pastor, é a referência para todos os sacerdotes que, uma vez padres, se esforçam sempre para serem fiéis a essa identidade e a sua missão. Pastor, dando a vida por Suas ovelhas. Agora é a nossa vez de sermos fiéis. Deus conta comigo e com você. Deus abençoe você! Monsenhor Jonas Abib Fundador da Comunidade Canção Nova www.padrejonas.com Revista Canção Nova Junho 2010

05


palavra da Igreja

A Eucaristia e a unidade da Igreja No dia 17 de abril de 2005, João Paulo II assinou sua encíclica Ecclesia de Eucharistia: a Igreja que vive da Eucaristia. Encíclica é uma carta de caráter solene e oficial, dirigida pelo sucessor de Pedro a toda a Igreja. Nesta encíclica, o Papa apresenta a doutrina recebida dos apóstolos sobre o mistério eucarístico, conservada e desenvolvida com fidelidade pelo magistério da Igreja. Por isso mesmo, o capítulo terceiro trata da apostolicidade da Eucaristia e da Igreja. A Eucaristia que a Igreja celebra e da qual se alimenta foi confiada por Jesus aos apóstolos. De acordo com a fé dos apóstolos, a Igreja a celebra. É presidida pelos sucessores dos apóstolos, os bispos, e por aqueles que,

A Eucaristia alimenta a vida e a unidade da Igreja. pelo sacramento da ordem, foram constituídos seus colaboradores. A apostolicidade, pois, é componente essencial da natureza da Eucaristia. A Eucaristia expressa a unidade da Igreja. “Já que há um só pão, nós, embora muitos, somos um só corpo, visto que todos participamos desse único pão” (1 Cor 10,17). Este corpo, de que fala Paulo, é a Igreja. A Eucaristia não pode ser concelebrada por aqueles que não comungam a mesma fé no mistério eucarístico professado pela Igreja. Neste caso, a celebração não seria uma linguagem autêntica. Daria margem a ambiguidades sobre a própria natureza da Eucaristia e, em vez de ajudar, acabaria prejudicando a construção da unidade, a qual não pode prescindir da verdade (cf. n. 44). A Eucaristia alimenta a vida e a unidade da Igreja. Por isso, a encíclica insiste sobre a celebração dominical da Eucaristia. Ela não pode

06 Revista Canção Nova Junho 2010

ser substituída por celebrações ecumênicas da Palavra. Creio que, sem a celebração dominical da Eucaristia, nos esqueceríamos de que existe a Igreja ou, pelo menos, que somos os seus membros. Finalmente, a Eucaristia tem um aspecto pedagógico: educa para a unidade. “A Eucaristia, como suprema manifestação sacramental da comunhão da Igreja, exige para ser celebrada um contexto de integridade dos laços, inclusive externos, de comunhão” (n. 38). Comunhão na mesma fé, na celebração dos mesmos sacramentos, na obediência aos legítimos pastores, sucessores dos apóstolos. A encíclica recorda ainda a admoestação de Agostinho: “quem recebe o sacramento da unidade sem conservar o vínculo da paz não recebe um sacramento para seu benefício, mas antes uma condenação” (n. 40). A Eucaristia condensa e expressa o amor de Cristo levado ao extremo. Participar, pois, da Eucaristia implica o compromisso de gastar a própria vida no serviço e na dedicação aos irmãos. Quem participa da Eucaristia deve assumir a responsabilidade para com a vida humana desde sua origem, no ventre materno, até o seu fim natural. Seja a vida que nasce plena e forte, seja a vida que nasce frágil e pobre. São muitos os significados e maravilhosas as riquezas que a Eucaristia nos oferece. Como recorda a encíclica, a Eucaristia é uma realização concreta e plena de sua palavras: “Eu estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos” (Mt 28,20). Dom Benedito Beni dos Santos

Bispo da diocese de Lorena-SP


palavra em destaque

Deixar-se conhecer! Lembrando o dia dos namorados temos uma maravilhosa oportunidade para expressar o amor não só entre os que namoram, mas também entre os enamorados em todas as idades. Namoro é fase de conhecimento, portanto, isto se encaixa perfeitamente para os casados. Vamos aprendendo a conhecer um ao outro até o final de nossas vidas. Tenho na memória algo que o Eto escreveu em seu último livro Animados pela força de Deus: “Temos que tirar proveito até nos nossos sofrimentos. Eles fazem parte da nossa vida. Por isso, feliz daquele que tem condição de chorar. A humilhação que nos faz chorar, cada gota de lágrima que rola dos nossos olhos, é um colírio para os olhos de Deus. O Senhor nos olha no profundo do nosso ser. E é lindo tirar proveito do nosso sofrimento”. Ao ler essa mensagem, pensei: “Esse é o homem com quem partilho a minha vida, e que se revela muito mais do que no falar, mas especialmente na maneira de sofrer”. Nas palavras do Eto eu me pus a recordar das vezes em que o presenciei chorando e também dos seus olhos não romperam lágrimas, mas o seu coração chorou. Das vezes que no seu silêncio ele experimentou a angústia e a dor interior de quem é provado pelo sofrimento. Como o salmista, sua alma com certeza se expressa: “Confio em vós, Senhor! Em vossas mãos está a minha sorte” (Sl 31,20). Este homem conhecido por tantas pessoas como sendo alguém de coragem e fé tão provadas, é, sobretudo, testemunho de superação, não somente pelo esforço pessoal, mas especialmente na sua caminhada cristã. Ele assimilou e compreendeu que qualquer acontecimento, embora triste e doloroso, é guiado pela amorosa Providência Divina. Convivendo com o Eto, encontro no seu perfil as palavras do livro do Eclesiástico: “Todas as disposições serão executadas em seu tempo!

Não se pode dizer: Que é isto? Para quê aquilo? Pois todas as coisas serão compreendidas a seu tempo... porque tudo tende regularmente para sua finalidade. A Deus compete dar feliz fim às coisas, tudo foi disposto conforme a sua palavra” (Eclo 39). Justamente porque nada escapa ao sábio e paterno governo de Deus, não há o que temer. Até as mais difíceis e obscuras situações que destroem os projetos, impedem os melhores planos, e aos olhos humanos não apresentam nenhuma solução, serão por Deus infalivelmente conduzidas ao bom termo.

Todas as coisas serão compreendidas a seu tempo... porque tudo tende regularmente para sua finalidade. Para você, Eto, ofereço as palavras de Santo Agostinho quando ele comenta: “Não deixará o onipotente Deus penetrar o mal nas suas obras, se não fosse tão poderoso e bom, que até do mal tira o bem”. Eis a chave para transpormos juntos a dor e não nos escandalizarmos diante dela. Podemos até duvidar de nós e dos outros, mas nunca da fidelidade de Deus, pois Sua bondade ultrapassa o céu e a Sua providência paterna guia todas as coisas. Obrigada, Eto, por se deixar conhecer! Luzia Santiago

Cofundadora da Comunidade Canção Nova www.luziasantiago.com Revista Canção Nova Junho 2010

07


atualidade

Daqui uns dias o mundo vai acompanhar a bola. Jogadores correndo, driblando, atacando e defendendo para ganhar a Copa, mas só uma Seleção ganhará. Os atletas e a comissão técnica unem-se para conquistar o prêmio de melhores do mundo. Desde que foram convocados, os jogadores passam por um período rigoroso de preparação (treinos e jogos eliminatórios), pois sabem da responsabilidade que é representar o país. Todos eles têm o olhar fixo na meta: ganhar a Copa do Mundo. Fui jogador profissional de futsal, ganhei dinheiro e medalha de campeão brasileiro, portanto não sou contrário a esse maravilhoso evento que é a Copa, mas fiquemos atentos: o cristão é cha-

Está na hora de a família assumir sua responsabilidade e pensar: estamos jogando contra ou a favor?

08 Revista Canção Nova Junho 2010

mado a refletir que a passagem pela terra é um constante treinamento no amor; essa é nossa preparação. Não desviemos nosso olhar da meta: a Copa Celeste. A exemplo de Paulo apóstolo (1 Cor 9, 2427), devemos buscar a premiação perene, e também a exemplo dos jogadores e torcedores, ser uma nação de evangelizadores unidos com um só coração, uma só alma, para juntos levarmos as pessoas a ter consciência de que a premiação passageira X premiação perene, a “perene”, é a que nos fará realmente felizes. A evangelização tem um lindo desafio: abrir os olhos das famílias “para uma visão espiritual dos fatos”. A família em muitos momentos tem se tornado campo de conflito entre pais e filhos, esposos e esposas. E estes não devem se olhar como adversários, deflagrando uma guerra dentro do próprio lar. Este é o desafio para a sua família: levantar a “Taça da Unidade”. Colabore para que corra verdadeiramente nas veias de cada membro a união. É a sua vida e a vida dos seus, pelos que estão em jogo! Temos que ganhar o Céu em família e não sozinhos. Em vez de separados, unidos para ganhar! Para o Brasil conquistar a taça de campeão do mundo nos estádios da África do Sul, ele terá de vencer os adversários. Nós, de todas as nações, precisamos saber o que a Palavra de Deus nos afirma: a nossa luta é contra o mal e não contra as pessoas (Ef 6, 10-12).

Cleto Coelho

Comunidade Canção Nova cleto@cancaonova.com


administração e vida

Animados pela força de Deus Ao escrever o livro Animados pela força de Deus fui inspirado pelo Espírito Santo a falar da necessidade de sempre nos despojarmos do homem velho. Nossas atitudes e pensamentos devem mudar, devem ser transformados para surgir em nós um “eu” novo. Não adianta semearmos as melhores sementes se não fazemos o essencial. Primeiramente, devemos limpar o campo, matar a erva daninha, para depois ararmos a terra, colocarmos adubo, aguarmos e, finalmente, plantarmos. Mas, não devemos parar aí. Caímos na tentação de deixar que a natureza cuide, por si só, do que plantamos. Puro engano! Aí é que vem o trabalho mais árduo. Temos de rezar, esperar seu brotamento e cultivar. Mesmo assim, primeiro irão nascer as ervas daninhas. Com paciência, retiramos uma por uma, para que não atrapalhe o processo do cultivo de nossas sementes. Mas, qual o segredo da produtividade? Ânimo, dedicação, fé, esperança, determinação e muito serviço. Tudo isso regado com extremo amor. O trabalho final, tenhamos certeza, será uma bela colheita! Nasce então, a semente nova, o homem “novo”. Animados pela força de Deus na busca de um ideal, comprometidos com a verdadeira justiça que vem do Criador, fujamos do que rouba nosso ânimo. Pois, toda regra criada pelo homem, que não estiver de acordo com a vontade de Deus, nos impede de ser felizes e despojados do homem “velho”. Não há formação humana sem normas, como não há rio sem leito. Todo rio precisa de ribanceiras e matas ciliares para a proteção do seu curso. Apesar de “constranger” sua liberdade, elas garantem a força das águas para o rio alcançar sua meta: o mar. Somos iguaizinhos,

precisamos ter metas, força, ordem, ânimo para alcançar o Céu. Como seres sociáveis, nos adaptamos facilmente às regras da sociedade, mas devemos estar em sintonia com as normas de Deus que nos

Nossas atitudes e pensamentos devem mudar, devem ser transformados para surgir um “eu” novo. guiam para o destino eterno. Com Jesus, tudo é possível! Ele nos faz ir além, e sempre há algo diferente e novo a descobrir todos os dias. Deus seja sua força, não desanime! Pois, juntos, formaremos uma grande corrente do bem.  Em Cristo Jesus e, amando você de coração. Seu irmão, Eto.

Wellington Silva Jardim Cofundador da Comunidade Canção Nova e administrador blog.cancaonova.com/eto Revista Canção Nova Junho 2010

09


matéria especial

O Ano Sacerdotal e a batalha Creio na Igreja Católica...

Quando em 2009 o Papa Bento XVI proclamou o Ano Sacerdotal, exortando a todos os fiéis que orassem pela santificação dos sacerdotes, estava declarando uma verdadeira guerra ao Inferno. Afinal, foi o próprio Senhor Jesus quem recordou ao primeiro Papa que as forças do inferno não poderão vencer a Igreja (cf. Mt 16, 18). Se esta certeza da vitória final da Igreja nos enche o coração de esperança, também nos serve de alerta. Enquanto estivermos neste mundo haverá combate. E neste combate é importante compreendermos a estratégia do inimigo. Digo isto porque, o Inimigo não é estúpido. Muito pelo contrário, é inteligente e utiliza a sua inteligência e todas as suas forças para seu objetivo principal que é destruir a Igreja. E isto já estava previsto na profecia: “porei inimizade entre ti e a mulher” (Gn 3, 15). Mas é bom lembrar que, quando se trata de uma luta de vida e morte, todo lutador procura atingir o adversário em um de seus pontos vitais. Se existe a possibilidade de se atingir o inimigo com um tiro na cabeça ou no coração, porque desperdiçar munição atirando em seus pés? Ora, Satanás sabe perfeitamente qual é o ponto vital da Igreja: a Eucaristia. A Igreja vive da Eucaristia – Ecclesia de Eucharistia. Se é assim, compreende-se imediatamente a importância vital do sacerdócio. Tentando destruir o sacerdócio católico e declarando guerra aberta aos nossos padres, o demônio está tentando destruir a Igreja, atingindo-lhe o coração. Sem sacerdotes não há Eucaristia, sem Eucaristia não há Igreja. Não nos deixemos enganar. A guerra midiática travada contra a Igreja ao redor dos escândalos sexuais de alguns sacerdotes não é uma batalha pela moralidade, nem uma preocupação com a castidade dos menores envolvidos.

10

Revista Canção Nova Junho 2010

Em toda esta crise é o Santo Padre que tem manifestado enfaticamente a sua solidariedade às vítimas de abusos sexuais e tem dado orientações claras de que não devemos encobrir estes pecados vergonhosos. É extremamente significativo que as mesmas pessoas que rasgam as vestes diante dos escândalos sexuais de padres, não façam nada para tutelar a pureza dos menores. Mas, ao contrário, apoiam a distribuição gratuita de camisinhas e lubrificantes sexuais aos nossos filhos, nas escolas públicas e em postos de saúde. Trata-se da mesma corja que patrocina programas de deseducação sexual em tvs abertas e alardeia como “direitos sexuais” as depravações da moda. Não posso crer que estes lobos ferozes, que em sua maioria leva uma vida muito distante da castidade cristã, tenham se transformado milagrosa e repentinamente em uma legião de anjos da guarda, que zelam pela pureza de nossos filhos. Diria que mais se parecem com aqueles abutres que rodeiam um animal ferido e que fazem o possível para lhe abreviar a agonia para tirar proveito, o quanto antes, de sua carcaça. E a vítima, quem é? Um punhado de padres pedófilos? Não, mas sim o sacerdócio católico. Não nos iludamos. Esta reação em massa não se explica apenas como um empreendimento humano. São Paulo nos lembra que não é contra a carne e contra o sangue que lutamos, mas contra espíritos malignos espalhados pelo espaço (cf. Ef 6, 12). A raiz do problema é portanto espiritual. E, se é assim, qual deve ser a nossa reação espiritual? Precisamos crer mais fortemente no sacerdócio católico; rezar e oferecer sacrifícios pela conversão e santificação dos sacerdotes, não somente neste ano sacerdotal, mas sempre. Precisamos nos dar conta da grandeza do sacerdócio e da fragilidade de nossos sacerdotes. A grandeza do sacerdócio nos leva a considerar humildemente o quanto dependemos destes ministros do Senhor. Sem eles não temos as duas coisas mais importantes que podemos fazer em nossa vida espiritual: receber o perdão dos pecados e a eucaristia.


Esta grandeza do sacerdócio me leva a ser ousado e a professar minha fé neste grande dom de Deus. Já disse várias vezes, e algumas pessoas se escandalizaram com isto, que se na hora de minha morte eu tivesse de escolher entre ter ao meu lado a Virgem Imaculada e um sacerdote imundo e criminoso, eu preferiria ter o sacerdote. E a razão é muito simples. Nossa Senhora é maior e mais santa do que aquele padre miserável, mas não sendo sacerdote, ela não pode me dar os últimos sacramentos e o perdão de meus pecados. O sacerdote pode.

A Igreja não vive de reuniões, marketing e estratégias. A Igreja vive da Eucaristia. Por felicidade nossa, porém, nós católicos não precisamos fazer esta escolha. Podemos ter em nosso leito de morte, ao mesmo tempo, nossa Mãe santíssima e um sacerdote que, esperemos, esteja trilhando o caminho da santidade e da virtude. Como uma arma neste combate, Deus nos presenteou com o Papa certo, na hora certa. Ele não é apenas um grande teólogo, mas também um homem espiritual que sabe com que armas a Igreja pode lutar. A Igreja não vive de reuniões, marketing e estratégias. A Igreja vive da Eucaristia. E os sacerdotes são os instrumentos de Deus que nos fazem entrar nesta vida. Ao convocar um ano sacerdotal para a santificação dos sacerdotes, o Santo Padre o Papa se colocou na linha de frente de uma grande batalha espiritual. Por isto, recordemo-nos também de rezar e oferecer sacrifícios por este grande homem de Deus, o Papa Bento XVI. Que o Senhor o conforte nesta grande batalha espiritual e lhe dê a certeza de que não está sozinho, mas cercado de uma multidão de irmãos (cf. Rm 8,29).

Pe. Paulo Ricardo de Azevedo Jr

Vigário Judicial da Arquidiocese de Cuiabá – MT e membro do COINCAT – Conselho Internacional para a Catequese, do Vaticano.

Revista Canção Nova Junho 2010

11


VENH acom

A PER

panha

Saíd

as

18 ju

EGRI

los dir NAR... etore s espir itu

do pe

ais d

a Can Diac ção N . ova TERR Nelsinh o Co 20 ju A SA rrea lho NTA Pe. H , Má rcia 20 ju amil e Ma lho ton Pe. B rcio TERR Tod r A u SAN esch ROTEIR no, M TA a ini 01 ag OE z i nho SPEC osto IAL P e Ce ARA Dun liane FAMÍL ga e IAS IT TERR D ÁLIA 14 se A SA DD PH ESPE temb NTA N CO CIAL MC ro P AMIN 21 se e. Ed HAD temb AE i mils LUAU ro P o n TE e. R RRA o SAN SANTU ger Lui 19 o TA s utub ÁRIO NOSSA e Prof. ro D Felip unga SENH ORA e Aq e TUR DE G N uino UAD QUIA eia – C ALUP AMIN , GR EM H ÉXIC OS D ÉCIA E O SÃ E RO MA O PAULO

EL, ACESSÍV CILITADO PREÇO A F O ENT PAGAM RAMAR, S VOCÊ SE PROG QUANTO ANTE AR TERÁ DE VIAJ MAIS CHANCE

ROT E TER IRO ES RA P Saíd SANTA ECIAL Curs a: o Bíb Serã 22 de n lico o 10 dias ovembr em p o ereg rinaç ão

PRE Ç PAG O ACE SS AME NTO ÍVEL, FAC ILIT A

DO

lho

Informações: Tel: (12) 3186-2055 Site: blog.cancaonova.com/peregrinacoes


Sabia que leite de vaca é para bezerro? PARTE II

O CONSUMO DE LATICÍNIOS PODE AFETAR A SAÚDE HUMANA NAS DIFERENTES FASES DA VIDA.

maturação de células do sistema imune, crescimento e aparecimento de acne, aterosclerose, diabetes, obesidade, câncer e doenças neurodegenerativas. Isso nos sugere que o consumo de laticínios pode afetar a saúde humana nas diferentes fases da vida, promovendo o desenvolvimento de doenças crônicas. Vários estudos mostram a relação entre o consumo do leite de vaca e o câncer, principalmente de ovários (45-47), testículos (48) e próstata (49-50), além de outras patologias, como doença de Parkinson (51-53), doenças cardiovasculares (54-56), artrite reumatoide (57), esclerose múltipla (74-78) e até mesmo (pasme!) osteoporose (79-81). Portanto, o consumo de leite de vaca deve ser avaliado com muito critério, considerando seus efeitos no organismo que dependerá da individualidade bioquímica de cada pessoa. Devemos, cada vez mais, observar o alimento como um todo e não apenas sob o ponto de vista de um aspecto isolado da sua qualidade nutricional, mesmo porque existem outras boas fontes de proteína e cálcio na nossa alimentação. Tão importante quanto consumir cálcio é colocá-lo e fixá-lo nos ossos e, para isso, precisamos de magnésio e mais 24 nutrientes! Você já leu Hb 5, 11-14?

No artigo passado comecei com uma pergunta que tenho certeza: fez você pensar bastante sobre continuar, ou não, tomando leite, iogurte e comendo queijo. Qual o único mamífero que continua mamando após ter dentes, e ainda mama leite de outra espécie? Nós! Disponibilizei também, no blog do Programa Mais Saúde, 82 artigos científicos, para quem desejasse ampliar seus conhecimentos nesse tema ou até comprovar as afirmações aqui colocadas. Deixei para explicar neste mês a relação do consumo de leite de vaca e alguns tipos de câncer, além de outras doenças. O consumo da proteína do leite provoca aumento nos níveis de insulina (maior que o da glicose, por mais incrível que possa parecer), fazendo com que a relação entre o hormônio de crescimento/fator de crescimento semelhante à insulina (IGF1) aumente consideravelmente no sangue. Esse hormônio (IGF-1) está envolvido com a regulação do crescimento fetal,

MOUSSE DE MANGA você vai precisar de... 7 mangas palmer e 50 gramas de linhaça.

faça assim... Colocar a linhaça de molho na água à noite. No dia seguinte, picar todas as mangas e separar metade para levar ao liquidificador com a linhaça e a água. Bater bem e depois misturar com o restante da manga picada. Servir gelada.

Dra. Gisela Savioli foto ilustrativa

+ saúde

TERRA SANTA/EUROPA

+ vida

Nutricionista clínica, escritora e apresentadora do Programa Mais Saúde www.giselasavioli.com.br Revista Canção Nova Junho 2010

13


educando

O direito de brincar

BRINCAR É UM DIREITO. É UMA NECESSIDADE.

14

Revista Canção Nova Junho 2010

Brincar é um direito. É uma necessidade. É um instrumento indispensável para o desenvolvimento das inteligências. Brincar é uma elevação e, ao mesmo tempo, uma aproximação com a nossa linda essência. Aristóteles, filósofo grego, pai da Psicologia e inspirador da teoria de São Tomás de Aquino, nos ensinou que “o homem é um animal social”. Isso significa que, nos desígnios da criação, não seria possível que um homem ou uma mulher conseguisse desenvolver as inteligências vivendo longe do grupo. Significa mais ainda, que precisamos uns dos outros. Que somos diferentes e nos ajudamos. Que somos imperfeitos e que, ao mesmo tempo, nos aproximamos da Perfeição pela centelha de amor. Centelha essa que nos impulsiona a amar. No cristianismo, o conceito de comunhão, de partilha, é real desde as primeiras comunidades. “Perseveravam eles na doutrina dos apóstolos, nas reuniões em comum, na fração do pão e nas orações” (At 2, 42). Viviam na decisão de servir à causa do Amor. O Mestre veio para ensinar e ensinou. O Mestre veio para salvar e salvou. Então, basta agir! Moravam juntos os primeiros cristãos. “Todos os fiéis viviam unidos e tinham tudo em comum” (At 2, 44). Choravam juntos e, juntos, partilhavam a alegria. Brincavam. E ensinavam aos seus filhos também a arte de brincar. São José, certamente, permitiu e incentivou o menino Jesus a brincar na marcenaria. Sempre com segurança e ternura. Maria, mãe zelosa, contou histórias ao seu Filho. E conviveram. Na oração, na partilha do pão, nos cuidados e na essencial arte de brincar! Há muitos pais que se preocupam tanto com o futuro dos filhos que trazem o mundo dos adul-

tos, inadequadamente, ao mundo das crianças. As obrigações são antecipadas. A agenda cheia de cursos e atividades. O medo dos pais de que os filhos não tenham sucesso profissional impede que a nascente da água siga calmamente o seu curso, até chegar a ser um grande rio. A criança tem de brincar. E brincar com os pais, também. Pais que contam histórias, que montam quebra-cabeças, que se escondem para ser encontrados, que pulam corda, que aprendem com os jogos educativos. Pais que participam. Que ensinam a andar de bicicleta e jogam bola. E que estudam com os filhos, também. As inteligências, e são muitas, vão se desenvolvendo assim. A mente humana não é um receptáculo para guardar informações, é um mundo gigante, amplo, lindamente projetado e construído pelo Criador. E, nessa complexidade, as emoções e a razão conversam. E aprendem. E ensinam. E brincam... Quem não se lembra das brincadeiras de criança? O ideal seria que a criança que mora em nós não ficasse trancada, mas brincasse com as crianças que estão por aí, tão necessitadas de ternura, atenção e ensino. “Deixai vir a mim estas criancinhas e não as impeçais, porque o Reino dos Céus e para aqueles que se lhe assemelham” (Mt 19,14).

Gabriel Chalita

professor, escritor e apresentador da TV Canção Nova twitter.com/gabriel_chalita


ação jovem

Como encontrar

a o s s e p a certa?

dicas

Ao ler o título deste artigo você pensou que aqui estariam os “10 passos para encontrar o amor da sua vida”, ou a mágica para “o amor aparecer em 3 dias”, ou ainda uma fórmula do amor (A+B= amor) atenção: o amor não é macarrão instantâneo que em 3 minutos está pronto para ser devorado. Não há fórmula! Mas há desafio! Amor é aventura, é desafio para corajosos! No mundo existem aproximadamente 7 bilhões de pessoas; uma delas é a pessoa que Deus pensou para você. Essa pessoa está dentro de uma área de 510,3 milhões de Km², em algum dos cinco continentes, trabalhando, estudando ou até dormindo em algum dos 195 países. E você tem a simples tarefa de: “encontrá-la”. Sim, estamos sempre à procura, mas “Não se perca na busca!” Antes de encontrar a pessoa certa é preciso se tornar a pessoa certa. Torne-se o homem ou a

FILME O LIVRO DE ELI (The Book of Eli) Denzel Washington estrela esse filme dirigido pelos irmãos Allen e Albert Hughes. Eli (Denzel) tem uma missão: proteger um livro sagrado que pode conter a resposta para a salvação da humanidade e levá-lo para o seu destino final. Ele o guarda com sua vida, porque sabe que o livro é a única esperança que a humanidade tem para o seu futuro.

LIVRO AS CINCO LINGUAGENS DO AMOR Gary Chapman (Ed. Mundo Cristão) Contrariando a idéia de que o amor tem linguagem única e universal, este livro vem demonstrar que as pessoas, sejam adultos ou crianças, tem diferentes maneiras de amar e serem amadas. Cada um a seu modo, fala uma linguagem diferente para expressar o que sente pelas outras pessoas.

mulher que Deus o (a) chama a ser. Descubrase como alguém que sabe que preenchimento e plenitude só se encontram em Deus. Não espere que outra pessoa o (a) complete. Deixe que Deus faça isso. O que quer dizer ser a “pessoa certa”? “Certa” não é perfeita. “Certa” no sentido de ser gente, ser pessoa humana que ama, acredita e, melhor ainda, se percebe amada pelo Amor – com letra maiúscula mesmo. Será que estou com a pessoa certa? Antes respondamos: sou a pessoa certa? Uma vez respondida essa pergunta, vamos à segunda: Esta pessoa é a certa para mim? Pedirei ajuda a São Paulo! “(O amor) Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” (1 Cor 13,7). Se é amor, tudo des - culpa. Reconhecer a culpa quando ela é real, mas perdoá-la. Se é amor, tudo crê. Não dá para levar um namoro quando há desconfiança. É só desgaste. Se é amor, tudo espera. Nem preciso falar que o verdadeiro amor espera. Então, castidade, é o parâmetro para um namoro bacana. Se é amor, tudo suporta. Namorar é fazer bem. Lugar de viver e também de morrer. Nunca de matar! Se ao submeter seu amor à prova dessas condições ele aguentar, você tem ao seu lado um grande amor. Não tenha medo de fazer isso, porque “somente quando o amor é colocado à prova é que se pode ver seu verdadeiro valor” (João Paulo II). E se a dúvida ainda bater à porta, saiba que “quanto maior o sentimento de responsabilidade pela pessoa amada, mais verdadeiro é o amor”. Como eu disse no começo, para amar não existe receita, mas um caminho a trilhar. Tá a fim? Tamu junto!

Adriano Gonçalves Comunidade Canção Nova

blog.cancaonova.com/revolucaojesus/

Revista Canção Nova Junho 2010

15


santo do mês

São Pedro e São Paulo 29 de Junho

São Pedro e São Paulo apóstolos se deram inteiramente ao Senhor. Pela experiência com Cristo ressuscitado eles foram inundados pelo Espírito Santo, que os conduziu a viver testemunhando o Evangelho com coragem e ardor missionário. Eles são homens que devemos imitar, pela firmeza e coerência diante de todas as circunstâncias, e pelo grande zelo a doutrina que nos leva à fé em Cristo e à esperança no Reino de Deus. São Pedro é a pedra escolhida pelo Senhor para edificar a Sua Igreja e o inferno não prevalecerá sobre ela. Foi o primeiro Papa e nos ensinou que não devemos jamais deixar o Senhor, porque somente Ele tem palavras de vida eterna e é o Santo de Deus (Cf. Jo 6,68-69). São Paulo é o apóstolo que levou a Palavra de Deus aos pagãos, transmitindo a verdade a todos e mostrando que a salvação é para os que temem e vivem a justiça de Deus no amor e na caridade. Ele nos indica que somos escolhidos para ser luz e sal neste mundo, a fim de levar a unidade em Cristo às ovelhas dispersas. Os dois pilares da Igreja Católica Apostólica Romana, por meio de seus atos e palavras, nos revelam a Pessoa de Jesus Cristo ressuscitado, visto que o Senhor manifestava prodígios e milagres por meio deles no meio do povo, levando muitos a se converter ao Deus vivo. A pregação deles é uma demonstração da ação e do poder do Espírito Santo. A fé e o amor que esses santos tiveram por Jesus Cristo e pela Igreja eram tão vivos que deram a vida pelo Evangelho. São Pedro e São Paulo são exemplos a ser seguidos e, ao fazê-lo, caminharemos na comunhão com Jesus Cristo, seremos testemunhas cheias do Espírito Santo e teremos com profunda intimidade com o Mestre, herdando o Reino dos Céus.

Pe. André Luiz Gregório Comunidade Canção Nova

maio 2010

liturgia

andregrego@cancaonova.com

16

Dia 1 - Terça •2 Pd 3,12-15a .17-18 •Sl 89 •Mc 12,13-17 Dia 2 - Quarta • 2 Tm 1,1-3.6-12 • Sl 122 • Mc 12,18-27 Dia 3 - Quinta • Gn 14,18-20 • Sl 109 •1 Cor 11,23-26 • Lc 9,11b-17 Dia 4- Sexta • 2 Tm 3,10-17 •Sl 118 •Mc 12,35-37 Dia 5- Sábado •2 Tm 4,1-8 •Sl 70 • Mc 12,38-44 Dia 6- Domingo • 1 Rs 17,17-24 • Sl 29 •Gl 1,11-19 • Lc 7,11-17 Dia 7- Segunda • 1 Rs 17,1-6 • Sl 120 8 • Mt 5,1-12 Revista Canção Nova Junho 2010

Dia 8 - Terça •1 Rs 17,7-16 •Sl 4 • Mt 5,13-16 Dia 9 - Quarta •1 Cor 9,16-19.22-23 •Sl 97 •Jo 17,11b.17-23 Dia 10 - Quinta •1 Rs 18,41-46 •Sl 64 •Mt 5,20-26 Dia 11- Sexta •Ez 34,11-16 •Sl 22 •Rm 5,5b-11 •Lc 15,3-7 Dia 12- Sábado •Is 61,9-11 •1 Sm 2 •Lc 2,41-51 Dia 13- Domingo •2 Sm 12,7-10.13 •Sl 31 •Gl 2,16.19-21 •Lc 7,36-8,3 Dia 14- Segunda •1 Rs 21,1-16 •Sl 5 •Mt 5,38-42

Dia 15 - Terça •1 Rs 21,17-29 •Sl 50 •Mt 5,43-48 Dia 16 - Quarta •2 Rs 2,1.6-14 •Sl 30 •Mt 6,1.16-18 Dia 17 - Quinta •Eclo 48,1-15 •Sl96 •Mt 6,7-15 Dia 18 - Sexta •2 Rs 11,1-4.9-18.20 •Sl 131 •Mt 6,19-23 Dia 19 - Sábado •2 Cr 24,17-25 •Sl 88 •Mt 6,24-34 Dia 20- Domingo •Zc 12,10-11 -13,1 •Sl 62 •Gl 3,26-29 •Lc 9,18-24 Dia 21- Segunda •2 Rs 17,5-8.13-15a.18 •Sl 59 •Mt 7,1-5

Dia 22 - Terça •2 Rs 19,9b-11.14-21.31-36 •Sl 47 •Mt 7,6.12-14 Dia 23 - Quarta •2 Rs 22,8-13.23,1-3 •Sl 118 •Mt 7,15-20 Dia 24 - Quinta •Is 49,1-6 •Sl 138 •At 13,22-26 •Lc 1,57-66.80 Dia 25 - Sexta •2 Rs 25,1-12 •Sl 136 •Mt 8,1-4 Dia 26 - Sábado •Lm 2,2.10-14.18-19 •Sl 73 •Mt 8,5-17 Dia 27- Domingo •1 Rs 19,16b.19-21 •Sl 15 •Gl 5,1.13-18 •Lc 9,51-62 Dia 28- Segunda •Am 2,6-10.13-16 •Sl 49 •Mt 8,18-22

Dia 29 - Terça •Am 3,1 - 4,11-12 •Sl 5 •Mt 8,23-27 Dia 30 - Quarta •Am 5,14-15.21-24 •Sl 49 •Mt 8,28-34

DATAS ESPECIAIS 05 - Dia Mundial do Meio Ambiente 12 - Dia dos Namorados 21 - Dia da Mídia 26 - Dia Internacional de Combate às Drogas 27- Nossa Senhora do Perpétuo Socorro


formação

Série Mariologia

A mediação de Maria A mediação e intercessão de Nossa Senhora por nós, diante de Deus, não é uma mediação “substitutiva” ou “paralela” à de Jesus, mas, ao contrário, acontece com base na única mediação de Cristo, homem e Deus, Sumo Pontífice (ponte) entre Deus e os homens. Sem esta, todas as outras mediações não teriam eficácia. É uma mediação cooperadora, subordinada. Jesus não quis salvar o mundo sozinho; Ele quis e quer a nossa ajuda e cooperação, tanto em termos de trabalho como de oração; especialmente de Sua Mãe. O Concílio Vaticano II, na Lúmen Gentium, explica-nos bem como é a mediação de Nossa Senhora diante de Deus. “A maternidade de Maria na dispensação da graça perdura ininterruptamente a partir do consentimento que ela fielmente prestou na Anunciação, que sob a Cruz ela resolutamente manteve, e manterá até a perpétua consumação de todos os eleitos. Assumida aos céus, não abandonou esta salvífica função, mas por sua multíplice intercessão continua a granjear-nos os dons da salvação eterna. Por seu maternal amor cuida dos irmãos do seu Filho que ainda peregrinam rodeados de perigos e dificuldades, até que sejam conduzidos à feliz pátria”. “Por isto a bem-aventurada Virgem Maria é invocada na Igreja sob os títulos de Advogada, Auxiliadora, Protetora, Medianeira. Isto, porém, se entende de tal modo que nada derrogue, nada acrescente à dignidade e eficácia de Cristo, o único Mediador”. “Com efeito; nenhuma criatura jamais pode ser colocada no mesmo plano com o Verbo Encarnado e Redentor. Mas, como o sacerdócio de Cristo é participado de vários modos, seja pelos ministros, seja pelo povo fiel, e como a indivisa bondade de

Deus é realmente difundida nas criaturas de maneiras diversas, assim também a única mediação do Redentor não exclui, mas suscita nas criaturas cooperações diversas, que participam de uma única fonte”. E continua: “A Igreja não hesita em proclamar essa função subordinada de Maria. Pois sempre de novo experimenta e recomenda-se ao coração dos fiéis para que, encorajados por esta maternal proteção, mais intimamente deem sua adesão ao Mediador e Salvador” (LG, nº 62). O Papa Paulo VI, em sua Exortação Apostólica Signum Magnum nº 1, escreveu: “A Virgem continua agora no céu a exercer a sua função materna, cooperando para o nascimento e o desenvolvimento da vida divina em cada uma das almas dos homens redimidos. É esta uma verdade muito reconfortante, que, por livre disposição de Deus sapientíssimo, faz parte do mistério da salvação dos homens; por conseguinte, deve ser objeto da fé de todos os cristãos”. Desde os primeiros séculos os cristãos que enfrentavam o martírio já se recomendavam a Nossa Senhora, rezando: “Debaixo da vossa proteção nos refugiamos, ó Santa Mãe de Deus. Não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, virgem gloriosa e bendita”.

A Virgem continua agora no céu a exercer a sua função materna

Prof. Felipe Aquino Escritor e apresentador na TV Canção Nova

blog.cancaonova.com/felipeaquino Revista Canção Nova Junho 2010

17


sistema de comunicação

Central de Produção Digital Canção Nova O maior centro de produção TVD católica do Brasil.

A principal produtora e geradora da TV Canção Nova, primeira emissora católica do país, inaugura dia 18 de junho, sua primeira Central de Produção Digital. Com sede em Cachoeira Paulista (SP), a TV Canção Nova completou 20 anos em novembro. Contudo, o projeto de digitalização iniciou em 2007. Um grande desafio que foi abraçado pelos sócios do Clube da Evangelização. Neste ano, a Canção Nova lançou uma campanha para conquistar 50 mil novos sócios. A ação tinha um único objetivo: angariar recursos financeiros necessários para o processo de digitalização que será concluída até 2016. A ação obteve uma forte adesão dos sócios comprometidos e dos novos sócios e os investimentos iniciaram-se em 2008 com o equipamento digital para o Centro Exibidor (Controle Mestre). No ano passado, outros equipamentos digitais foram adquiridos. Nesta fase, ocorreram também modificações em torres de transmissão e outras reformas no controle mestre. Para tantas mudanças, estima-se que o investimento inicial chegue a 20 milhões de reais.

Há ainda a meta de substituir os transmissores analógicos das 350 retransmissoras por digitais. Em novembro passado, a TV Canção Nova, representada pela emissora de Aracaju (SE), uma das geradoras, recebeu do ministro das Comunicações, Hélio Costa, a consignação do canal no padrão do Sistema Brasileiro de Televisão Digital (SBTVD). No dia 29 de abril, começaram os primeiros testes de transmissão digital. Imagem e áudio com qualidade de DVD são as primeiras mudanças que o telespectador sentirá a partir da inauguração da Central de Produção Digital. Em médio prazo serão produzidos conteúdos exclusivos para a TV Digital em Alta Definição, além de recursos de interatividade. A TV Canção Nova vibra por mais esta vitória e agradece à Deus e ao sócio evangelizador fiel que investe sua vida e o fruto de seu trabalho para que a evangelização não pare, ao contrario, avance cada vez mais e chegue aos confins da terra pelos meios de comunicação. Obrigado sócio evangelizador, você promove este bem!

Tecnologia a serviço da evangelização

m.cancaonova.com

Trazemos para você mais uma novidade: o site mobile da Canção Nova - m.cancaonova.com - um espaço virtual mais leve, com conteúdos relevantes, desenvolvidos especialmente para que possam ser acessados a qualquer momento e em qualquer lugar via celular, conectado à internet, ou de outro dispositivo móvel.

Além da Bíblia On-line você também poderá enviar pedidos de oração, obter informações sobre os eventos da Canção Nova, ficar por dentro das notícias da Igreja e do mundo e muito mais.

Ao entrar no m.cancaonova.com você terá acesso a todo o conteúdo da Bíblia On-line, com opção de navegar nos livros, acompanhar as leituras diárias e os Evangelhos e/ou fazer buscas por uma palavra ou expressão. mais informações acesse: saibamais.cancaonova.com


agenda

ACAMPAMENTO PARA NAMORADOS Tema: Namorar certo dá certo!

DE 11 A 13 DE JUNHO Local: Cachoeira Paulista-SP

ino, elipe Aqu AS: F Ç r N o s E s S fe E o PR Nova. , Pr é Augusto de música Canção s Jo e r d a P rio á. á e ministé Ricardo S Ricardo S c w Sho om

O namoro é este belo tempo de saudável relacionamento entre os jovens, onde, conhecendo-se mutuamente, eles vão se descobrindo e fazendo “a grande escolha”. Como dizia Saint Exupéry: “O importante é invisível aos olhos”. “Só se vê bem com o coração”. São Paulo nos lembra que o que é material é terreno e passageiro, mas o que é espiritual é eterno. Tudo o que você vê e toca pode ser destruído pelo tempo, mas o que é invisível aos olhos está apegado ao ser da pessoa e nada pode destruir. Esse é o seu verdadeiro valor. Namoro Santo é a proposta de Deus para seus filhos num tempo onde os valores humanos tem sido cada vez mais desprezados. Este mês a Canção Nova preparou um evento especial onde será abordado tudo sobre namoro desde a paquera ao casamento, namoro virtual, respeito e companheirismo, o psíquico e o emocional para que o casal possa viver a santidade segundo a vontade do Pai.

Programe-se Encontro com a Comunidade Obra de Maria “Uma caminhada de fé” Dias 19 e 20 de junho Cachoeira Paulista/SP.

Acampamento de Férias De 01 a 04 de julho Retiro de Férias De 12 a 22 de julho Acampamento PHN De 23 a 25 de julho

Acesse: blog.cancaonova.com e clique em Casas de Missão Informações: Tel: (12) 3186-2600 blog.cancaonova.com/eventos wiki.cancaonova.com


ORAÇÃO Deus, nosso Pai, nós Vos agradecemos porque nos destes Maria como nossa Mãe e refúgio nas aflições. Socorrei-nos, dia e noite, ó Mãe do Perpétuo Socorro. Ajudai os doentes, e os aflitos vinde consolar! Vosso olhar a nós volvei e vossos filhos protegei. Ó Maria, dai saúde ao corpo enfermo, dai coragem na aflição, sede a nossa estrela-guia na escuridão. Socorrei-nos, amparai-nos e dai-nos hoje a graça que vos pedimos.

Revista Canção Nova de Junho 2010  

A revista Canção Nova é, acima de tudo, um instrumento de evangelização. Ela é um canal eficaz de comunicação da Canção Nova com os seus sóc...

Revista Canção Nova de Junho 2010  

A revista Canção Nova é, acima de tudo, um instrumento de evangelização. Ela é um canal eficaz de comunicação da Canção Nova com os seus sóc...