Page 1


acomac59:Layout 1 15/06/2010 19:00 Page 3


acomac59:Layout 1 15/06/2010 19:00 Page 4


acomac59:Layout 1 15/06/2010 19:00 Page 5


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:13 Page 6


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:13 Page 7


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:13 Page 8

Sumário Canal 2 Comunicação e Eventos Ltda. Rua Rio de Janeiro, 365 - Pituba - Salvador-BA CEP - 41830-401 - Telefone 3344-1911 / 3344-1624 contato@canal2.com.br - www.canal2.com.br Diretor Executivo: Luciano Dórea Editora-chefe: Cris Montenegro - DRT/BA - 2521 editoracanal2@gmail.com

18 Feirão da CEF Mais de 20 mil imóveis novos e na planta

Economia Prorrogação do IPI reduzido 24

Textos: Aina Kaorner, Anaísa Freitas Projeto Gráfico: Alan Alves Editoração Eletrônica: Elaine Quirino Capa: Adrien Tournillon Dep. Financeiro: Carlos Dórea Circulação: Bahia e Sergipe Distribuição: Gratuita Tiragem: 8 mil exemplares

22 Capa Grande ano para economia e setor da construção civil

Artigo Metas, realizações e resultados 30

Presidente (licenciado): José Barbosa 1º Vice-Presidente (em exercício): Sílvio Luiz de Azambuja Corrêa 2° Vice-Presidente: Osmar Araújo 3° Vice- Presidente: José Manuel Garcia Martinez Diretor financeiro: Marcio Nascimento Diretor tesoureiro: Joelson Silva Diretor social: Álvaro Ventin 1° Diretor secretário: Diego Paz 2º Diretor secretário: Alonso Souza CONSELHO FISCAL: Titulares: Deusdedith Queiroz Filho, Julio Cezar e José Nilson Andrade. Suplentes: João Carlos Andrade, Carlos Eduardo da Silva e Manuel Porto Trancoso. DIRETORIA SETORIAL:

Web A nova era do consumo 38

Mudanças Mercado de cartões de crédito

Pisos e revestimentos: Gilberto Cerqueira Louças e metais: Sílvio Luiz de Azambuja Corrêa Tintas e derivados: José Nilton PVC e Elétrica: Osmar Araujo Madeiras: Alexandre Cohim Cimento: Pablo Tobler de Souza Ação social: Jamile Barbosa CONSELHO DELIBERATIVO: Presidente: Luciano Araújo Vice-Presidente: José Eloy CONSELHEIROS: Manuel Bernardino, Antônio Bittencourt, Deonildo Martinez, José Gargur, Manoel Duran, Edmundo Souza, Edivaldo Coelho e Carlos Alberto Pereira

48 8 ACOMAC BAHIA

Tel.: (71) 3113-2481 Telefax: 3113-2480 Av. Tancredo Neves Ed. Salvador Trade Center Torre Norte, sala 2215 - CEP 41820-020 - Salvador-BA acomac.ba@terra.com.br / www.acomac-ba.com.br


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:13 Page 9


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:13 Page 10

Palavra do Presidente Otimismo e desafios O setor de material de construção vive um ciclo positivo, dentro do contexto de crescimento econômico do Brasil. E o segundo semestre, quando se intensificam as vendas, poderá confirmar 2010 como um ano de bons resultados. Este é um cenário de otimismo, mas também de responsabilidade, pois é fundamental fortalecer e manter a boa gestão das empresas, em todos os aspectos. A atual realidade do mercado é bem mais complexa e incerta, e exige profissionalismo e criatividade. Nenhuma organização torna-se “pronta”, mas a todo o tempo há a necessidade de acompanhamento, ajustes e mudanças. Sob essa perspectiva, a Acomac-BA, dando prosseguimento à política de apoiar a qualificação e atualização das revendas associadas, realizou o primeiro curso da programação anual: "Atendimento com qualidade no varejo", ministrado pelo consultor Paulo Andion. Em julho haverá o segundo, o qual esperamos que tenha a mesma aceitação e aproveitamento. Os preparativos para o 19º Ecomac/7ª Convenção da Acomac-BA continuam em pleno andamento, com a adesão de convencionais e patrocinadores. Sempre um evento diferenciado, perfeito para negócios, deliberações e integração, em um mesmo período e ambiente. Por fim, vale destacar que junho e julho são meses de festas tradicionais e, este ano, da Copa do Mundo de Futebol, na África do Sul. Que todos aproveitem os bons momentos e venham as vitórias. E sempre o desejo de que a mesma motivação patriótica que mobiliza o Brasil, neste grande evento esportivo, seja uma chama permanente na consciência de todos os cidadãos. O país tem obtido avanços, nas últimas décadas, quando retomou a normalidade da vida política e, posteriormente, obteve avanços na economia, principalmente com o controle da inflação, fortalecimento e expansão do mercado interno e boas taxas de crescimento. Há, no entanto, muitos desafios. Além da redução dos desníveis sociais e regionais, urge, no aspecto de gestão, realizar reformas essenciais para aperfeiçoar a função do Estado, reduzir a carga tributária, melhorar a infra-estrutura e estimular o empreendedorismo, condições para que o processo de desenvolvimento se amplie, seja duradouro e sustentado.

Sílvio Luiz de Azambuja Corrêa PRESIDENTE EM EXERCÍCIO

10 ACOMAC BAHIA


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:13 Page 11


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:13 Page 12

Editorial Prezados (as) leitores (as), Finalizamos o semestre com o sorriso no rosto e a certeza de que meses ainda melhores virão. O setor de material de construção civil segue com otimismo, oriundo dos ótimos índices de avanços registrados nos seis primeiros meses de 2010. Em nossa matéria de capa dessa edição, você, leitor (a) poderá compreender um pouco mais acerca do assunto. Como acontece todos os anos, nossa equipe de jornalismo participou da 18ª edição da Feicon Batimat – Feira Internacional da Indústria da Construção e nos trouxe todos os lançamentos que foram mostrados. Não deixem de conferir. Em 2011, o evento acontece de 15 a 19 de março, e, com certeza, estaremos por lá, distribuindo nossa já consolidada publicação, assim como conhecendo as novidades de forma que você fique mais do que informado. Mais uma vez, grandes colaboradores participam da revista AcomacBa, trazendo artigos interessantes e enriquecendo esta edição. Agradeço, em nome da equipe da Canal 2 Comunicação e Eventos, a todos os nossos anunciantes que apostam na revista Acomac-Ba e contribuem para que esta seja um veículo de destaque no segmento. Boa leitura!

Luciano Dórea DIRETOR EXECUTIVO CANAL 2 COMUNICAÇÃO

SITE www.canal2.com.br/acomac

12 ACOMAC BAHIA

TWITTER twitter.com/editoracanal2

ORKUT Editora Canal 2


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:13 Page 13


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:13 Page 14

Informes

Por Cris Montenegro Colaboração Aina Kaorner

Votorantim abre novas fábricas A Votorantim Cimentos anuncia a implantação de oito novas fábricas de cimento em sete estados brasileiros. A previsão de investimento é de R$ 5 bilhões em 22 fábricas até o ano de 2013. Serão gerados aproximadamente sete mil novos empregos diretos e indiretos. As novas fábricas serão instaladas no Paraná, Bahia, Ceará, Maranhão, Goiás, Mato Grosso e Pará.

Site da Fischer Brasil ganha visual moderno e práticos links O novo www.fischerbrasil.com.br tornou-se mais simples, de fácil navegação e incremento de ferramentas e ícones que definem os itens de fixação indicados para atender às necessidades de consumidores finais, profissionais e obras especiais. As novas ferramentas e links permitem acesso rápido a inúmeras novidades, promoções e lançamentos da Fischer Brasil, transformando o site em um consultor técnico on line capaz de esclarecer dúvidas sobre fixação química, técnica, básica, leve ou doméstica.

Revestimento cerâmico tipo grés traz estilo próprio para projetos A Gail Arquitetura em Cerâmica disponibiliza ao mercado a linha industrial Kerafloor® Gail – revestimento feito de grês porcelânico extrudado que traz um estilo próprio para projetos industriais e comerciais. Considerada uma cerâmica de baixa absorção e alto desempenho, a Linha Kerafloor é indicada para cozinhas industriais, fabricas de alimentos, laticínios, bebidas, entre outras. As placas cerâmicas da linha industrial Kerafloor podem ser encontradas no formato 300 x 300 mm, porém em duas espessuras: 08 e 12 mm. Estas medidas atendem a correta especificação e utilização do produto para cada área industrial, além de reduzir o consumo e área de rejunte.

14 ACOMAC BAHIA

Emissão de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica prejudica arrecadação de empresas Já está em vigor, em Salvador, a obrigatoriedade da utilização da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) pelas empresas do setor de construção civil, fornecedores de mão-de-obra, empreiteiros, incorporadores imobiliários e prestadores de serviço. A medida visa documentar, para fins fiscais, operações de circulação de mercadorias ou prestação de serviços de alguns setores da economia. Para as empresas a emissão na NFS-e tem sido uma tarefa árdua, não pela dificuldade em operacionalizá-la, mas pela lentidão no processamento eletrônico do site da Prefeitura de Salvador, explica a consultora e sócia da Linne Consultoria, Verenna Mello. “O site tem recebido muitas solicitações para emissão da NFS-e e o grande tráfego de dados está ‘engarrafando’ o acesso on-line. O recebimento de fatura de muitos contribuintes poderá ser prejudicado por causa do envio tardio dos arquivos de NFS-e aos clientes”, completa. Por outro lado, a Nota Eletrônica traz grandes melhorias para o município, pois permite a geração automática da guia de recolhimento do ISS (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza). “Desta forma fica mais fácil o acompanhamento da arrecadação municipal, a verificação da autenticidade das notas e a consulta a créditos, dentre outras funcionalidades”, explica a consultora. Salvador agora faz parte de um rol de cidades que adotaram a NFS-e como forma de fiscalização. Além da capital baiana, quem presta serviço em Candeias, Juazeiro, Belo Horizonte, Manaus, Curitiba, Recife, São Paulo, Belém, Rio de Janeiro, Campinas e Teresina também deve emitir esse tipo de documentação por meio online.


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:13 Page 15

Novidades na linha LorenEasy Líder no segmento de duchas e chuveiros elétricos, a Lorenzetti acaba de ampliar a linha LorenEasy, com o lançamento de três novas opções de produtos modernos para lavatório: São duas torneiras com Mecanismo de Acionamento Prático (MAP), que permite mais praticidade na abertura e fechamento, gerando economia de água; e a nova ducha higiênica que permite a instalação junto à caixa acoplada, sem precisar de um ponto exclusivo de água.

Tapetes em prol da segurança Dentre todos os perigos que cercam as crianças brasileiras, as quedas são a principal causa de hospitalização por acidentes. Segundo dados do Ministério da Saúde, só no ano de 2005, 75.504 crianças e adolescentes de 1 a 14 anos foram hospitalizados vítimas de quedas. Mas grande parte dos acidentes podem ser evitados com atitudes preventivas. Pisos escorregadios, por exemplo, são um grande risco. Com superfície antiderrapante, os tapetes modulares InterfaceFLOR Residencial são a melhor alternativa para evitar escorregões e ainda funcionam como amortecedores em caso de queda.

Linha Piso Seco Expambox para acabamento de sistema hidráulico A Expambox desenvolveu uma linha completa de grelhas e ralos com design diferenciado, acompanhando as últimas tendências adotadas entre os acabamentos e projetos de decoração. Composta pelo sistema de escoamento tornado, grelhas decor e piso novo, os produtos estão inseridos no segmento de hidráulica, dando continuidade ao sistema de escoamento de água.

Josevando Andrade, Silvio Correa, Guilherme Meneses, Josélio Andrade e Josenilson Andrade

Comercial Ramos abre nova loja em Vitória da Conquista No dia 27 de maio foi inaugurada, em Vitória da Conquista, na avenida Bartolomeu de Gusmão, a mais nova loja da Comercial Ramos. As instalações do prédio prometem compor o maior espaço de materiais de construções do interior baiano, com 15 mil m², novos equipamentos, amplo estacionamento, atendimento diferenciado para arquitetos, construtoras e condomínios, além de maior conforto e comodidade aos funcionários e clientes. Uma das grandes novidades do lançamento é o serviço gratuito de arquitetura, onde o cliente poderá montar a sua casa com um arquiteto disponível na própria loja. Um dos bares mais populares de Vitória da Conquista também instalou uma nova sede no local: O Boca de Forno, que oferece um cardápio completo de aperitivos, petiscos, drinks e chopp gelado. A Comercial Ramos foi apontada pela 9ª vez consecutiva como a maior loja do ramo de materiais de construção da Bahia e 22ª do Brasil, em pesquisa realizada pela Revista Anamaco. São 50 mil itens à disposição do mercado consumidor distribuídos em dez lojas do mercado baiano. A empresa também venceu o Top of Mind 2009, com a participação de mais de 1.250 consumidores de todas as classes sociais. A nova loja de Vitória da Conquista vai funcionar de domingo a domingo, com promoções especiais e facilidade de preço e prazo, sempre respeitando o lema: “Mais barato a gente vende”. As instalações do prédio prometem compor o maior espaço de materiais de construções do interior baiano, com 15 mil m²

ACOMAC BAHIA 15


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:13 Page 16

Informes

Por Cris Montenegro Colaboração Aina Kaorner

“26 anos de conquistas e um padrão de excelência reconhecido pelo mercado”

A linha de Porcelanato Técnico da Tecnogrés leva brilho e efeito espelhado aos ambientes A Tecnogrés, uma empresa do Grupo Incefra, apresenta sua nova linha de porcelanato técnico “Polido & Retificado” - fabricada em parceria com um dos maiores especialistas mundiais nesta tecnologia. A inovação desta linha está no seu efeito espelhado que dá um toque de brilho natural e reflexo absoluto aos ambientes. Tudo isso, graças ao duplo polimento que a superfície do porcelanato recebe e a porosidade próxima de zero do produto.

Vedacit/Otto Baumgart firma parceria com a Fundação Orquestra Sinfônica Brasileira A Vedacit/Otto Baumgart assinou contrato de parceria com a Fundação Orquestra Sinfônica Brasileira, responsável pela administração das atividades da OSB. Com isso, a fabricante se torna uma apoiadora cultural da orquestra durante todo o ano de 2010. O diretor comercial e técnico da Vedacit/Otto Baumgart, Alexandre Baumgart acredita que, dentre os diversos segmentos das artes, a música tem se mostrado o elemento de maior inclusão e integração social dos jovens. “Estamos muito orgulhosos dessa parceria e com a oportunidade de darmos continuidade ao nosso compromisso social aproximando crianças e jovens do universo sinfônico”.

16 ACOMAC BAHIA

Ao completar 26 anos, a Elizabeth atingiu o ponto alto na busca pela qualidade, produtividade e satisfação dos clientes: recebeu o Prêmio Cerâmica do Ano de 2009, concedido pela revista Mundo Cerâmico. O Grupo sempre buscou ampliar o portfólio de produtos para atender todo tipo de demanda do mercado. Além da linha de cerâmicas e de louças sanitárias, tem como destaque sua linha de porcelanatos. Tendo iniciado com uma produção diária de 50m², em 1984, a empresa inaugurou em agosto de 2009 uma nova unidade em Criciúma- SC. Esta nova unidade veio somar sua produção às quatro unidades do Nordeste, que já disponibilizam ao mercado 2,2 milhões de m²/mês de cerâmica e porcelanato, utilizando insumos que na sua maioria são produzidos pela própria Elizabeth. Nessa unidade serão produzidas as linhas de porcelanato esmaltado, semi-grês e monoporosa, com previsão inicial de 520 mil m²/mês chegando a 1,1 milhão de m² em julho de 2010, o que confirma a aposta da empresa na tendência do uso destes tipos de revestimentos. Com essa estratégia, a empresa passa a atender com mais agilidade a demanda no Sul, Sudeste e CentroOeste do país, suprindo, além do mercado de consu midores finais, também as revendas e construtores com redução considerável no custo de distribuição. Sempre acompanhando as inovações e tendências do mercado, a Elizabeth é hoje um dos maiores produtores de revestimentos cerâmicos do Brasil, seus produtos seguem as normas NBR 13818/1997 para cerâmica e NBR 15463/2007 para porcelanato. Investimentos em tecnologia e capacitação profissional aliados a uma eficiente estrutura técnico-comercial consolidará a posição da Elizabeth como uma das empresas líderes do segmento cerâmico no Brasil.


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:13 Page 17


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:13 Page 18

Artigo

Por Rogério Caldas *

A Emoção Esmaga a Razão!

P

repare-se para um novo tempo. O mundo mudou ainda mais. Daqui pra frente a regra é vender emoções. Emoção, nos dias de hoje, é um bem precioso. Vale muito dinheiro. A nossa sociedade está emocionalmente doente. Há sinais de um crescente mal-estar emocional. Estamos vivendo uma verdadeira guerra espiritual. Explode o consumo de drogas no mundo inteiro. Aumenta a taxa de suicídio de forma alarmante. Partindo dessas graves constatações, é hora de vender alegria. É hora de vender emoções. As empresas devem, em regime de urgência, tomar consciência de que precisam causar emoção, impressionar, impactar e, se possível, comover seus clientes em cada atendimento. Estruture, com toda sua equipe, um “roteiro emocional de atendimento”. O atual modelo de atendimento da maioria das empresas está saturado. É rotineiro, é comum, é frio, em muitos casos chega a ser perverso. Por falar nisso, você tem orgulho do atendimento de sua empresa? Como anda o atendimento de sua telefonista? Você está consciente da importância dela no contexto da venda? Já fui vítima de muitas telefonistas, elas conseguiram estragar o meu dia. O mau atendimento aumenta os batimentos cardíacos. A propósito, por que as telefonistas não participam dos eventos motivacionais? Tente responder a essa pergunta. Precisamos “apequenar” a empresa e nos aproximarmos cada vez mais do cliente. Aquela empresa que fizer o seu cliente sentir-se único estará em vantagem na competição. As empresas devem massagear o “ego” dos seus clientes, oferecer-lhes o que muitas vezes eles não têm em suas casas. As soluções para os problemas dos nossos clientes devem estar fundamentadas nas emoções. EGOnomia e não ECOnomia.

Na maioria das vezes, emocionar um cliente é uma coisa simples, depende muito mais de atitude. Em qualquer empresa servir um café expresso no momento do atendimento fará a diferença, emocionará o cliente. Fico absolutamente desapontado, quando ao final de um almoço ou jantar, solicito o famoso cafezinho expresso para coroar esse momento especial de nossas vidas, e aí o garçom me diz: O café NÃO É EXPRESO! Como é possível um restaurante não servir café expresso? Isso me deixa profundamente irritado. Esse restaurante acaba de me proporcionar uma emoção nociva no encerramento da minha refeição. É preciso entender dois aspectos fundamentais no comportamento do ser humano que afetam dramaticamente o mundo dos negócios: 1- As pessoas não compram por razões lógicas, compram por razões emocionais. 2- A lógica faz as pessoas pensarem, a emoção faz as pessoas comprarem. O executivo de vendas que ignora o poder das emoções é lamentavelmente, míope. Líderes com deficiência em enviar e receber emoções costumam enfrentar dificuldades em seus relacionamentos. Falta diferenciação, falta surpresa memorável, falta dramatização na venda. Falta criatividade, faltam novas idéias. Os EUA são a primeira potência do mundo. Não só porque detêm a maior força militar do planeta, mas por serem os mais criativos. Os EUA geram, todos os anos, mais patentes industriais e direitos autorais do que o Japão e a Europa juntos. O choque das mudanças traz uma série de efeitos colaterais ao ser humano. O primeiro e mais notável é que o ser humano está perdendo a capacidade de provocar emoções em seus semelhantes. É a morte emocional de uma parcela expressiva de nossa sociedade. Morte Emocional? Reflita: muitos seres humanos sofrem morte emocional e espiritual antes de deixarem os seus corpos físicos. Para finalizar, devo lembrar que a emoção é um subproduto do entusiasmo. É impossível você emocionar alguém se não estiver entusiasmado. Estou certo de que o cliente compra o entusiasmo do ser humano antes do produto. Entusiasmo é um valor gerador de dinheiro. Não podemos esquecer que somos todos comerciantes de palavras. As palavras são simples sons se não estiverem recheadas de emoção. Vamos competir cada vez mais pelas emoções dos nossos clientes. Não forneça simplesmente produtos ou serviços, forneça emoções. *Rogério Caldas é conferencista e consultor de marketing motivacional.

18 ACOMAC BAHIA


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:13 Page 19


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:13 Page 20

Evento

Por Aina Kaorner Fotos Rogério Godim

A construção civil e o mercado imobiliário foram dinamizados a partir do programa Minha Casa Minha Vida, gerando 30.500 empregos

Mais um Feirão da CAIXA entusiasma público baiano A CAIXA DISPONIBILIZOU 20 MIL IMÓVEIS NOVOS E NA PLANTA “O Brasil vive um momento muito feliz, o que nos deixa muito orgulhosos. Estamos cumprindo o papel social da Caixa de possibilitar habitação para o nosso povo” Jorge Hereda, Vice-presidente da CEF “É um orgulho ouvir que batemos todos os recordes [referindo-se aos 23 bilhões de reais de crédito imobiliário, oferecidos em maio desse ano, cinco vezes mais que em 2003]. O mérito não é só da Caixa, mas também das empreendedoras e dos empresários. Nós tentamos sempre disponibilizar mais terrenos públicos e a demanda é muito grande” Jacques Wagner, Governador da Bahia

20 ACOMAC BAHIA

D

ia 14 de maio, às 9h, houve a abertura oficial do 6º Feirão Caixa da Casa Própria, no Centro de Convenções da Bahia. O evento contou com a presença de empresários, dirigentes públicos e autoridades como o governador do Estado, Jacques Wagner; os deputados federais, Nelson Pelegrino e Maurício Trindade; o secretário de desenvolvimento urbano do Estado, Cícero Monteiro; o vice- prefeito de Lauro de Freitas, João Oliveira; o vice-presidente da Caixa, Jorge Hereda; o superintendente nacional de atendimento da Caixa, Nelson Sousa; o superintendente regional da Caixa em Salvador, Aristóteles Menezes; o gerente nacional de comunicação interna da Caixa, Sergio Serra; o presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (Conder), Milton Vilas Boas; o presidente da Associação do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi-Ba), Nilson

Sarti; o presidente do Sindicato das Indústrias da Construção Civil da Bahia (Sinduscon-Ba), Carlos Vieira Lima; o presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis da Bahia (Creci/Ba), Samuel Prado e o diretor executivo da Acomac-Ba, Antonio Carlos Martinez. Na solenidade de abertura, o Hino Nacional foi cantado pela soprano Elenice de Jesus, policial militar, com a participação de 500 colaboradores da Caixa e 70 construtoras de imóveis. Foram três dias de evento, apresentando 20 mil imóveis novos e na planta, com preços entre R$ 60 mil a R$ 600 mil, e financiamentos de até 100%, num prazo máximo de 30 anos. Setenta por cento dos imóveis foram ofertados através do programa Minha Casa Minha Vida, para famílias com renda mensal entre R$ 1.020 e R$ 4.900, disponibilizando, no total, 2.016 unidades, com investimentos de R$ 114,7 milhões.


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:29 Page 21

“O Minha Casa Minha Vida aquece a construção civil, gera emprego e mantém a cadeia produtiva movimentada. O programa permite comprar com volume e vender com volume. Vamos discutir mais medidas para favorecer mais ainda o mercado local” Nelson Pelegrino, deputado federal “Esse evento é um estímulo na venda de materiais de construção, pois todos os empreendimentos estão na planta. A iniciativa tem um impacto muito forte, estimula e aquece a economia, colocando as pessoas trabalhando e gerando renda” Dimas Ribeiro, gerente de plataforma da construção civil da CEF “O evento tem tudo para ser um sucesso, pois além das construções dos empreendimentos, num segundo momento é necessária uma reforma que ativa mais ainda o mercado local” Luis Augusto Amoedo, vice-presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e diretor da Brito & Amoedo “O Setor Imobiliário na Bahia tem uma taxa de crescimento maior do que em todo território nacional. Esse boom imobiliário gera novos empreendimentos, o que possibilita ampliar, reformar, melhorar pisos, instalações e acabamentos. Isso movimenta a cadeia produtiva da construção civil, com uma excelente perspectiva de futuro, ampliando a área imobiliária e o PIB nacional” Maria Del Carmem, consultora da presidência da CEF

Foram três dias de evento, apresentando 20 mil imóveis novos e na planta, com preços entre R$ 60 mil a R$ 600 mil

Cinco contratos habitacionais foram assinados no palco, além da entrega das chaves do primeiro imóvel da policial militar Rosana Silva, facilitado pelo Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), em convênio com a CEF. “A expectativa é de bater a meta do programa federal de habitação na faixa salarial de três a dez salários mínimos, até o segundo semestre deste ano”, destacou o superintendente regional da Caixa, Aristóteles Menezes. “A construção civil e o mercado imobiliário foram dinamizados a partir do programa Minha Casa Minha Vida, gerando 30.500 empregos”, afirmou o governador Jaques Wagner.

“Mesmo com as unidades já prontas, sempre há reforma, uma ampliação, que movimenta a aquisição de materiais nas lojas. O Minha Casa Minha Vida também movimenta as construtoras, que adquirem alguns materiais no mercado local” José Raimundo Cordeiro Júnior, superintendente da CEF na região Norte Bahia “A depender do volume utilizamos mais ou menos o mercado local. Isso depende do preço e prazo dos representantes e fabricantes. O “Bosque das Mangueiras” possui 80 unidades, onde buscamos sempre cadastrar fornecedores locais e negociar para cobrir ofertas de outros mercados. Aqui temos também a vantagem da logística, do transporte e armazenamento. Mas ainda é preciso desenvolver programas de benefícios em cima do imposto sobre produtos industrializados (IPI)”

“Este evento realiza o sonho da casa própria e possibilita ganhos para quem empresta, quem constrói e quem vende. Quem compra um imóvel novo, sempre faz uma reforma, possibilitando aumento de negócios, geração de emprego e renda”

Jorge Lordello, coordenador de infraestrutura e logística da Caraiva Brasil Construtora

José Ronaldo Maia, gerente regional de Canais da CEF

Cristiano Freitas, diretor da Factor Construções e Empreendimentos

“Tentamos buscar sempre revendedores baianos, facilitando o custo do frete e oferecendo um produto mais barato”

ACOMAC BAHIA 21


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:29 Page 22

Comunicação

Por Bette Romero Burlamaqui

Reclamação do Cliente? Um Grande Presente!

N

inguém gosta de ouvir reclamações. Reclamação não é elogio. Ao contrário: é a indicação que um erro foi cometido e admitir um erro é sempre complexo, quando não doloroso. Mas, se entre pessoas conhecidas, sejam elas familiares ou colegas de trabalho, receber uma reclamação é sempre um desconforto, imagine quando a queixa acontece entre desconhecidos, em uma relação comercial? Em um primeiro momento há a mágoa. Afinal, trabalhar tanto para produzir um produto ou serviço e o cliente, este ingrato, vem dizer que não ficou bom? Depois a raiva: “Vá reclamar com o bispo!” E o cliente, insatisfeito e ignorado, muda de empresa, de produto ou de fornecedor. Quem perde com isso? O cliente ou a empresa? Nem precisa responder...

“Clientes podem demitir todos de uma empresa, do presidente ao funcionário da fábrica. Basta gastar seu dinheiro em outro lugar” Sam Walton – Wal-Mart

Na verdade, a reclamação é um grande presente, quase um favor, que o cliente dá à empresa. As seções de cartas de leitores ou reclamações de consumidores veiculados nas mídias funcionam como verdadeiros raios-X da opinião pública. Isto porque, quando um cliente decide paralisar suas atividades para escrever uma reclamação a um veículo de comunicação é porque, além de extremamente irritado, ele viu esgotadas as possibilidades de resolver o problema diretamente com a empresa responsável. Daí ser este um espaço que pede atenção especial. O acompanhamento das queixas permite, em primeiro: a análise e diagnóstico da imagem da empresa junto ao consumidor. Em um mundo onde a

95% dos clientes insatisfeitos não reclamam, apenas mudam de fornecedor

concorrência se acirra cada vez mais, a imagem institucional é um dos ativos mais importantes de uma empresa ou instituição. Em segundo, as reclamações funcionam como uma consultoria gratuita que o cliente presta à organização. A queixa dá a chance de identificar os descontentes e as razões do desagrado. Assim, torna-se mais fácil para a empresa corrigir as falhas. Com isso, vai recuperar a confiança, fidelizar o cliente e recuperar os insatisfeitos. É importante lembrar que aqueles que se dão ao trabalho de apresentar uma queixa ainda têm alguma confiança na empresa. Calcula-se que 95% dos clientes insatisfeitos não reclamam, apenas mudam de fornecedor. Ou seja, se o consumidor reclama é porque quer continuar cliente. Além disso, um cliente satisfeito relata a boa experiência para três a cinco pessoas. Já o consumidor insatisfeito relata para dez a 15 pessoas.

“Manter um cliente custa cinco vezes menos que conquistar um novo” Philip Kotler

As queixas também podem proteger o ponto fraco de todos: o bolso. Dar atenção às reclamações vai reduzir o número de

queixas no Procon e órgãos de defesa do consumidor. Assim, reduz os gastos com ações judiciais, o impacto negativo sobre a imagem empresarial e também a perda de clientes. As informações obtidas através das reclamações compõem uma ferramenta de marketing pouco utilizada no Brasil, mas que é fundamental para programas de qualidade de produtos ou serviços. O cliente que reclama deve ser visto como parceiro para a melhoria, pois permite que se capte rapidamente as mudanças de interesse do consumidor. Mais ainda: as reclamações de clientes também podem ser lucrativas. Estas manifestações podem indicar desejos de consumo e revelar novos nichos de mercado, além de soluções criativas para os problemas existentes, a partir das sugestões dos próprios clientes. É o caso da 3M, uma das empresas mais inovadoras do mundo. A empresa calcula que sete em cada dez novos produtos, são criados a partir de sugestões e de reclamações dos seus clientes. Como dizia o falecido comandante Rolim Amaro, fundador da TAM: Eu tenho medo de cliente que não reclama! Ou seja: fique atento às reclamações de seus clientes. Para ser competitivo, manter a clientela e lucrar!

*Jornalista com mais de 30 anos de experiência, Bette Romero Burlamaqui é diretora da Background Maxx Comunicação, empresa especializada no diagnóstico da imagem pública das empresas e instituições, desenvolve trabalho no planejamento de ações de comunicação, análise de oportunidades, avaliação de esforços com visibilidade da mídia e Análise da Concorrência. better@background.com.br

22 ACOMAC BAHIA


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:29 Page 23

Por Divulgação

Crédito

Desenbahia lança nova linha de financiamento

E

m 04 de maio deste ano, o mercado publicitário experimentou um momento bastante significativo com o lançamento do CrediFácil Anunciante, mais um produto das linhas de crédito oferecidas pela Desenbahia, agência de fomento do Estado da Bahia que objetiva estimular atividades produtivas neste Estado. Em razão da importância da iniciativa, a solenidade no auditório da Desenbahia foi presidida pelo governador Jaques Wagner, com a presença dos secretários de Estado da fazenda, da área de comunicação, Robinson Almeida, da cultura, Marcio Meirelles, e do presidente daquela agência, Luiz Alberto Petitinga.Pelo mercado publicitário estiveram presentes os presidentes da Associação Baiana do Mercado Publicitário, que assinou o convênio de Cooperação Técnica firmado naquela ocasião, da Abap-Ba, do Sinapro-Ba, da Central de Outdoor, do Sepex-Ba e da ADBA, representando as agências digitais. Trata-se de uma linha de financiamento especial destinada a investimentos em publicidade pelas micros, pequenas e médias empresas do Estado da Bahia. É uma iniciativa sem precedentes em todo território nacional, com amplas possibilidades de geração de novos negócios no mercado local, sobretudo em segmentos do setor terciário da economia baiana que se encontra fora da mídia.

Entendendo que a oferta de crédito por si só não pode ser suficiente para atrair novos anunciantes, serão oferecidas também condições diferenciadas por toda cadeia produtiva da propaganda. Integrada por agências de publicidade, veículos de comunicação e fornecedores de serviços especializados, de modo que alcance os resultados desejados. Assinaram, ainda, o convênio, na qualidade de anuentes,as principais entidades representativas de segmentos produtivos da economia baiana, cujo empresas associadas constituem o público alvo da iniciativa. São elas: Abase, ABAV-BA, ABIH-BA, Abrasel, ACB, Acomac-Ba, Ademi-Ba, CDL, Faeb, Fecomércio, FIEB, Sindlojas e Sinduscon. São oferecidas tres modalidades de empréstimo, todas elas com prazo de até 12 meses de pagamento, sendo três meses de carência: até R$ 100.000,com taxa de juros de 8% ao ano,até R$ 150.000 com 9% ao ano e até R$ 200.000 com 10 % ao ano. Estão aptas a contratar o financiamento empresas com pelo menos dois anos de funcionamento. Informações gerais sobre o CrediFácil Anunciante estão disponíveis no site da Desenbahia www.desenbahia.ba.gov.br e no folheto promocional que está sendo distribuido para as entidades anuentes dos diversos segmentos produtivos, a exemplo da Acomac-Ba.

ACOMAC BAHIA 23


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:29 Page 24

Evento

Por Anaísa Freitas Fotos Rogério Gondim

A CDL- Salvador, em parceria com a Cielo Visa e RedeCard, promoveram o seminário no Salão Ondina do Othon Palace

Mercado de cartões de crédito: o que muda?

A

adoção dos cartões de crédito como forma de pagamento cresce anualmente a uma taxa média de 24% só no Brasil. O novo cenário socioeconômico e os investimentos em tecnologia para praticidade e segurança das transações estimulam novos setores a aderirem à era do “plástico”. Até as indústrias de construção civil já recebem cartões de crédito como parte do valor na compra de imóveis. Hoje, para uso desse sistema, os estabelecimentos comerciais contam com a autorização das empresas credenciadoras (Cielo, RedeCard, Amex, Hipercard, entre outras) que, por sua vez, aceitam um número limitado de bandeiras de cartões. O aluguel dos equipamentos, chamados de máquinas de POS (Point Of Sale, ponto de venda) e o processamento das vendas feitas com cartão são cobrados por essas credenciadoras através de contratos. O lojista paga, em média, R$ 60 só para manuten24 ACOMAC BAHIA

“Com a nova regulamentação do mercado, desaparecerá o oligopólio de duas grandes empresas e teremos uma maior concorrência entre as administradoras” Felipe Sica - Presidente da CDL-SSA Jovem ção mensal de cada aparelho das empresas que autorizam as transações. O diretor da loja Fazendão, Gilberto Santos, afirma ter um custo mensal de R$ 200 só com o aluguel de todas as máquinas. “Tem também a taxa que varia para cada bandeira e é cobrada de acordo com o valor da compra e com o número de parcelas que o cliente escolhe”, enfatiza. Outro custo apontado por ele é o espaço que todas as máquinas ocupam no


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:29 Page 25

“A mudança mais evidente para o lojista é a de que poderemos optar por ter apenas uma máquina, diminuindo o custo com o aluguel e manutenção destes equipamentos” Osmar Araújo diretor executivo do grupo Dismel

caixa, com o visual nada agradável dos vários fios telefônicos, além do risco de se efetuar a passagem do cartão na máquina errada. Para reequilibrar esse mercado e reduzir os transtornos, a partir do dia 1º de Julho os contratos de exclusividade entre bandeiras e credenciadoras terão fim. Não se trata de uma nova legislação, mas, na prática, a partir dessa data, cada uma vai poder processar em seu sistema qualquer compra efetuada com qualquer bandeira de cartão de crédito, sem restrições. Essa nova prática deve alterar o modo como se relacionam lojistas, credenciadoras e bandeiras, criando, inclusive, a possibilidade de ampliação das vendas. “Com isso, a mudança mais evidente para o lojista é a de que poderemos optar por ter apenas uma máquina, diminuindo o custo com o aluguel e manutenção destes equipamentos. Em segundo plano, vejo que poderemos negociar melhores condições, dando exclusividade para trabalhar apenas com uma operadora, tornando o mercado mais competitivo”, avalia Osmar Araújo, diretor executivo do grupo Dismel. Felipe Sica, Presidente da CDLSSA Jovem, também aposta na concorrência entre as credenciadoras como maior efeito da medida. Só no Brasil, Cielo e RedeCard controlam cerca de 90% do mercado de cartões de crédito. “Com a nova regulamentação do mercado, desaparecerá o oligopólio de duas grandes empresas e teremos uma maior concorrência entre as administradoras”, conclui. Tudo indica que o primordial corolário desse novo cenário estabelecido pós dia 1º de julho será uma redução nas taxas administrativas cobradas pelas operadoras aos lojistas. Outra mudança aponta para o prazo que os empresários

esperam até receber o dinheiro pelas vendas efetuadas em cartão de crédito. Atualmente, mesmo que a compra seja feita à vista, o lojista leva, em média, 30 dias para receber.

Evento discute a mudança no cenário No último dia 1º de junho, a CDL- Salvador, em parceria com a Cielo Visa e RedeCard, promoveram o seminário “Novo Cenário da Indústria de Cartões de Crédito” no salão Ondina do Othon Palace. O encontro discutiu, em essência, a nova regulamentação do setor e cartões. No evento, o diretor executivo da RedeCard, Marcelo Motta, e o diretor regional da Cielo Visa, Fábio Camarotti apresentaram informações sobre as mudanças e afirmaram que os respectivos sistemas já estão preparados para multibandeiras. Com a mudança, o presidente da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas), Roque Pelizzaro Júnior, enfatizou a atenção que os lojistas devem ter sobre a escolha de uma das credenciadoras. “Eu aconselho que se opte pelo contrato [chamado de aluguel das máquinas] mais barato e que ofereça o melhor serviço”, pontua. Apesar de avaliar como positiva a medida, Roque enfatiza a importância de um regulamentador dessa nova prática. “Nós vemos o Banco Central como uma ferramenta ideal para balizar esse processo”, frisa.

“O espaço que todas as máquinas ocupam no caixa proporciona um visual nada agradável dos vários fios telefônicos” Gilberto Santos - O Fazendão ACOMAC BAHIA 25


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:29 Page 26

Economia

Por Anaísa Freitas

Prorrogação do IPI reduzido MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL RECEBEM INCENTIVOS ATÉ 31 DE DEZEMBRO DE 2010

P

ara estimular a construção civil no período que antecede a Copa de 2014 e a Olimpíada de 2016, o governo federal manteve o IPI reduzido até o final do ano. Com a desoneração do imposto sobre os produtos da construção civil, o setor ganha mais um impulso no crescimento. Embora esse incentivo fiscal não seja suficiente para atender todas as necessidades do setor, o consultor jurídico da Anamaco (Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção), Roberto Mateus Ordine, estima um ganho aproximado de 10% no custo dos produtos. “Não há dúvida de que o IPI reduzido permitirá um incremento geral de vendas do varejo e, consequentemente, isto exigirá maior número de empregados”, avalia. Com o objetivo de suprir essa necessidade imediata

O setor ganhou um impulso no crescimento. Mas esse incentivo fiscal não é suficiente para atender todas as necessidades do setor

26 ACOMAC BAHIA

de novos trabalhadores, com qualificação adequada à demanda do mercado, o varejo de construção civil deve investir nos cursos de formação e capacitação de pessoal. Com a prorrogação do IPI reduzido, o presidente em exercício da Acomac-BA (Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção da Bahia), Silvio Corrêa, avalia a reação positiva dos consumidores, dinamizando as vendas do setor. No entanto, ele espera que a medida seja permanente e que haja uma ampliação dos percentuais de redução do IPI. “A propósito, a carga tributária no Brasil é um assunto que deve estar em pauta permanente”, reitera. Com a manutenção do IPI prorrogado, o diretor executivo do grupo Dismel, Osmar Araújo, explica que o consumidor continuará comercializando com preços baixos. Mesmo com a esperada expansão no número de vendas, ele avalia que não pretende ampliar o quadro de funcionários, por conta do processo de ampliação da rede já feito no ano passado. “Fizemos a expansão em 2009, quando construímos duas lojas novas no interior e trocamos nosso sistema ERP para o SAP. Para a Dismel, 2010 é um ano de recuperação de alguns investimentos”, ressalta. Na loja Irmãos Queiroz, a prorrogação do IPI reduzido para maior parte dos produtos deve manter os descontos que a loja já está praticando, como explica um dos diretores, David Queiroz. “Infelizmente não vamos reduzir ainda mais os valores, porque a redução existiu em julho de 2009 para os produtos que estávamos com estoque zerado, à medida que renovávamos o estoque”, esclarece. Embora o efeito da redução não se reflita diretamente nas prateleiras, a Irmãos Queiroz prevê a possibilidade de ampliar o quadro de funcionários nesse segundo semestre, por conta do crescimento do mercado e da ampliação da loja. De acordo com David, esse ano já foram contratados sete novos trabalhadores, entre estoquista, motorista, auxiliar de depósito, crediarista e caixa. Essa medida, aliada ao planejamento de marketing e estratégias empresariais, deve intensificar o número de vendas na loja a partir do segundo semestre.


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:29 Page 27


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:29 Page 28

Iluminação

Por Divulgação

Quando usar LED ou PAR na iluminação

Q

uando o assunto é iluminação decorativa, o consumidor tem à sua disposição as já conhecidas lâmpadas halógenas e, mais recentemente, os LEDs. Sem uma regra para diferenciar a aplicabilidade destes produtos, os profissionais da área recomendam conciliar a necessidade de aplicação à expectativa sobre o efeito proposto. Produto 100% eficiente, o LED tem conquistado o mercado pela sua longa durabilidade e elevada redução no consumo de energia, que pode chegar a 90%. Diferentemente das halógenas e incandescentes, o LED se trata de diodo emissor de luz que não emite calor radiante, o que permite aplicações específicas do produto na linha arquitetônica, como em vitrines de jóias, relógios, bolsas, roupas, galerias de arte, etc. Mas se a eficiência é um ponto que pende favoravelmente ao LED, são necessários mais avanços tecnológicos para fazer dele uma fonte luminosa opcional em aplicações

28 ACOMAC BAHIA

que tradicionalmente são iluminadas com halógenas. Neste aspecto, estas últimas apresentam mais vantagens pelo seu brilho e intensidade de luz cujo Índice de Reprodução de Cor (IRC) de 100, enquanto no LED tal índice pode chegar a 80 em alguns modelos. A empresa de iluminação Golden, por exemplo, possui um linha Ultra LED. Na opinião do especialista em iluminação, Rafael Serradura, “diferentemente da dicróica, o LED não é uma referência como fonte luminosa, o que demanda cuidado na sua aplicabilidade para não estragar o contexto de um projeto”. Devido a sua maior luminosidade, as halógenas dicróicas dão um aspecto mais funcional ao ambiente, ideal para uma sala de estar, por exemplo. Já a substituição das dicróicas pelos LED, conferirá ao ambiente um ar mais cenográfico e ideal para relaxamento. Considerado um produto egoísta em sua aplicação, o LED não pode ter outra fonte luminosa que concorra diretamente com sua luminosidade, orienta Serradura.


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:29 Page 29


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:29 Page 30

Carreira

Por Tom Coelho

Da Garagem ao Sucesso

O

ano é 1975. A cidade é Cambridge. Dois jovens estudantes egressos de Harvard desenvolvem um sistema operacional para microcomputadores. Seus nomes são Paul Allen e William Gates, mais conhecido como Bill Gates. Anos depois fundariam uma empresa chamada Microsoft que viria, em 1981, a ser contratada pela IBM como fornecedora de software para seus computadores pessoais. O ano agora é 1978. A cidade é Brasília. O país vive o início da abertura política com a revogação do AI-5. Ao som de Sex Pistols, Ramones e The Clash, dois jovens se conhecem e descobrem de imediato suas afinidades. Um é baterista e atende pelo nome de Felipe Lemos, ou simplesmente, Fê Lemos. O outro é baixista e guitarrista, e mais ainda, um grande compositor e vocalista. Trata-se de Renato Russo e a banda que tempos depois viria a ser formada se consagraria pelo nome de “Aborto Elétrico”. A Microsoft tornou-se uma das empresas mais valorizadas e lucrativas. Numa época em que todos apostavam suas fichas no hardware, Gates vislumbrou a hegemonia futura do software. O serviço em lugar do produto. A inteligência acima da máquina. O Aborto Elétrico foi extinto em 1982, mas aquela banda de punk rock viria a influenciar toda uma gera30 ACOMAC BAHIA

“Existem três fases: impossível, difícil e feito” (Frank Crane) ção de músicos brasileiros. Fê Lemos e o Capital Inicial, Renato Russo e a Legião Urbana. Da garagem para o mundo. Do mundo, para a história. Visto sob este prisma parece que tudo aconteceu de maneira linear, harmoniosa e previsível. Da simplicidade da garagem –onde aconteciam os ensaios da banda e onde, madrugadas adentro, códigos binários eram combinados– ao sucesso há certamente uma instigante ocorrência de eventos revestidos por angústias e frustrações, alegrias e conquistas. Escrever composições difíceis de serem ritmadas. Constituir uma banda que não será agenciada por qualquer empresário. Fazer uma fita demo que não será ouvida por qualquer gravadora. Tocar para plateias apáticas, talvez desinteressadas, talvez hostis, talvez simplesmente ausentes. Empreender em um negócio incerto, intangível, talvez apenas um sonho que pode se transmutar em pesadelo. Enfrentar a falta de crédito e a descrença alheia. Errar, insistir, persistir, apostar. Saborear as pequenas vitórias. A estrada para o sucesso é uma via

não pavimentada. Carece também de sinalização e iluminação. Botinas nos pés, uma bússola, uma lanterna e um guarda-chuva nas mãos, são poucos aqueles dotados da capacidade de se embrenhar por um terreno árido, pisar as pedras, queimar a face no calor do sol e permanecer na mesma trilha com determinação. Pasteur dizia que a diferença entre o possível e o impossível está na vontade humana. Que esta vontade se manifeste em você pela iniciativa, pela perseverança, pelo comprometimento e pela autoconfiança. Que seus desejos ganhem asas; seus olhos, brilho; seu rosto, sorriso. E que seus projetos se ampliem de poucos metros quadrados de uma garagem para as dimensões que o sucesso almejado demandar. * Tom Coelho é educador, conferencista e escritor com artigos publicados em 15 países. É autor de “Sete Vidas – Lições para construir seu equilíbrio pessoal e profissional”, pela Editora Saraiva, e coautor de outros quatro livros. Contatos através do email tomcoelho@tomcoelho.com.br. Visite: www.tomcoelho.com.br e www.setevidas.com.br.


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:29 Page 31


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:30 Page 32

RH

Por Tom Coelho*

Metas, Realizações e Resultados

U

ma meta, qualquer que seja ela, só pode ser assim conceituada quando traçada segundo cinco variáveis: especificidade, mensurabilidade, exequibilidade, relevância e temporalidade. No mundo empresarial as coisas nem sempre funcionam assim. Observamos o reinado do “autoengano”. Metas são estabelecidas para justificar investimentos, agradar acionistas. Objetivos são fixados com base em expectativas irreais, prevendo crescimento da ordem de dois dígitos independentemente de incertezas políticas e econômicas. Poderiam até ser alcançáveis dentro de um espaço de tempo adequado. Contudo, como não se pretende mexer nas variáveis tempo e exequibilidade, alteram-se as variáveis mensurabilidade (daí os balanços maquiados, ou melhor, a “contabilidade criativa”) e relevância (daí qualquer meio ser justificável, inclusive rasgar a Carta de Valores, praticar downsizing a qualquer custo, desviar o foco do negócio, promover fusões e joint ventures desprovidas de fundamentação). As pessoas buscam realização. Mais do que um ato, um estado de espírito. Mais importante do que o fato concretizado, a satisfação de tê-lo feito. As empresas, por sua vez, perseguem resultados. Mais do que a conclusão, o fim de algo em si mesmo. Estes resultados podem ser representados por mais lucro, mais espaço no mercado, mais clientes. Ou seja, invariavelmente deve significar “mais”, embora não raro acabe por tornar-se “menos”. A consequência é um grande teatro onde planejamentos são criados, estratégias inventadas, profissionais desmotivados, valores corrompidos. A verdade é mascarada, a integridade é volatilizada. Há, infelizmente, uma distância quase incompatível entre metas corporativas e metas pessoais. Salvo exceções, 32 ACOMAC BAHIA

“Os talentosos atingem metas que ninguém mais pode atingir. Os gênios atingem metas que ninguém mais consegue ver” (Arthur Schopenhauer) conciliá-las pode ser apenas retórica barata. O executivo pretende vigiar sua saúde, assistir à sua família e obter realizações concretas em seu ambiente de trabalho. A empresa diz que o apoia, mas exige-lhe pesada carga de trabalho, impõe-lhe a necessidade de resultados expressivos, cultiva-lhe o estresse e a insegurança. Particularmente, não compactuo desta ditadura. Resultados não são tudo, assim como não é o cliente quem manda na empresa. Resultados devem ser buscados com persistência, assim como clientes devem sem atendidos com maestria. Mas o fim de tudo deve ser o sentimento de realização, a satisfação de dever cumprido. Ainda que a contabilidade diga que você trocou seis por meia dúzia.

Por isso, estabeleça e mantenha o foco. Várias flechas não garantem o acerto do alvo, e vários alvos confundem o arqueiro. Esteja preparado para os tombos –um obstáculo é só uma das etapas do seu plano. Use a vaidade e o dinheiro como bons estímulos, mas jamais como objetivos. Redija suas metas de forma nítida, cuidando para que elas sejam específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e temporais. Dêlhes todo seu esforço e imaginação. Finalmente, lembrando Richard Carlson, “Pense no que você tem, em vez do que gostaria de ter. A felicidade não pode ser atingida quando estamos o tempo todo desejando novas metas. Quando você focaliza não o que se deseja, mas o que tem, termina obtendo mais do que gostaria”.


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:30 Page 33


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:30 Page 34

Etiqueta

Por Anaísa Freitas

Bom senso e bom gosto sempre?

A

s regras de etiqueta tratam do convívio entre pessoas e são préestabelecidas de acordo com os costumes de cada lugar. Regras para apertar as mãos, atender ao telefone, vestir-se, comportar-se em reuniões, sentar-se à mesa, expressar idéias e tantas outras ocasiões. Criadas para distinguir os nobres dos rudes, os primeiros escritos sobre essas regras datam do ano 1550 d.C e, no período pós anos 60, elas chegaram a ser postas de lado. “Hoje, percebe-se uma grande valorização delas novamente. As pessoas perceberam que é muito mais fácil conviver com quem é educado, gentil e conhece algumas das regras mais básicas de convivência”, explica Lígia Marques. Consultora de marketing pessoal e etiqueta há mais de 15 anos, a antropóloga por formação (USP) conta que iniciou a atividade de consultoria ministrando cursos para crianças de 9 a 15 anos e

hoje, seu público alvo é composto por adultos e empresas. Dentre as regras que Lígia costuma abordar nas consultorias, ela cita a maior de todas: "tudo que é exagerado incomoda". Seja para mais ou menos, os excessos costumam ser nocivos em qualquer ocasião. Outro problema que ela aponta nesse ramo de profissionais que lidam com a etiqueta é a atuação de “paraquedistas”. “Essas pessoas acabam se perdendo e dizendo bobagens devido à falta de vivência nessa área, coisa fundamental para ser um consultor”, pontua. Ao contrário do que se prega, ter refino em etiqueta não tem relação direta com posses, garante Lígia. De acordo com a consultora, “elegante mesmo é a pessoa que sabe se portar dignamente em qualquer local ou situação e isso não envolve dinheiro necessariamente”.

Regras básicas da consultora Lígia Marques para convivência sadia. 1- Sempre cumprimente as pessoas, independentemente de quem sejam; 2- Saiba se colocar no lugar dos outros para poder avaliar melhor se está agindo corretamente; 3- Respeite os mais velhos, dando-lhes prioridade; 4- Não julgue precipitadamente; 5- Não discuta por bobagens. Saiba mais em: www.ligiamarques.com.br


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:30 Page 35

Por Divulgação

Mercado

Substituição de paredes de alvenaria por gesso acartonado é cada vez mais frequente ENTRE AS VANTAGENS DO USO DE DRYWALL DESTACAM-SE MELHOR RELAÇÃO CUSTO-BENEFÍCIO, MAIS RAPIDEZ E MENOR DESPERDÍCIO NA OBRA

G

raças à correção dos métodos de instalação, à profissionalização da mão-de-obra e à otimização das empresas que instalam o gesso acartonado (sistema drywall), as vantagens da substituição da parede de alvenaria vieram à tona para enterrar de vez, em Salvador, a primeira impressão negativa da mudança. O resultado é que hoje cada vez mais empreendimentos residenciais e comerciais (clínicas, hospitais, hotéis, teatros, etc.) preferem o gesso acartonado. Até mesmo os complexos de cinemas da capital baiana e região metropolitana, com até 15 salas juntas, seguindo a tendência mundial, são todos construídos em drywall. “Mas os primeiros empreendimentos que optaram por utilizá-lo não se preocuparam em desenvolver projetos específicos para cada caso, o que gerou conseqüências negativas para moradores e construtoras”, conta o engenheiro Olavo Fonseca Filho, diretor da Sonar Engenharia. Segundo o especialista, que tem a certificação GYPSUMPRO, relacionada à qualidade na montagem dos sistemas drywall da marca Lafarge, um projeto de gesso acartonado deve ser feito com a mesma especificidade dos projetos estruturais, elétricos e hidráulicos de cada empreendimento. Ele explica ser necessário prever o grau de isolamento em cada área, o quantitativo exato de material (com perdas praticamente nulas), a mecanização da instalação, a previsão de suportes específicos para fixação de cargas, entre outros itens. “Precisamos elaborar projetos bem estruturados para não gerar os mesmos problemas dos primeiros empreendimentos com drywall: falta de isolamento acústico e ineficiência na fixação de

instalar o sistema com uma técnica que proporciona o menor custo de montagem com o melhor resultado acústico”, garante.

Paredes e Acústica

cargas nas paredes (peças hidráulicas, pias, bancadas, entre outras) e, para as construtoras, perda de material e outros prejuízos, causados principalmente pela má qualificação técnica das equipes de montagem e da ausência de logística no suprimento de materiais para a obra”, observa Olavo. Entre as vantagens do drywall destacam-se a boa relação custo-benefício; melhores resistências acústicas, mecânica, contra a umidade e o fogo; mais rapidez e menos desperdício na obra. “Uma parede de 12 metros quadrados, feita em alvenaria, leva aproximadamente 48 horas para ficar pronta para a pintura. Em drywall, quatro horas. Além disso, obras feitas com chapa de gesso têm até 5% de perda. Na construção tradicional, a taxa chega a 30%”, explica Olavo. O gesso acartonado também é menos pesado, o que gera uma obra com menor custo de vigas, pilares e fundações, além de facilitar as mudanças de layout em reformas e reparos no interior da parede. “Com os estudos necessários e um bom planejamento, conseguimos

Quando o drywall começou a ser utilizado em Salvador, houve muitas reclamações sobre vazamento de som de um cômodo para outro. Mas os especialistas de hoje garantem que isso não tem porque acontecer já que uma parede com uma chapa de drywall de cada lado do perfil metálico tem isolamento de 38 decibéis (igual ao de uma de tijolo). Já nas paredes entre imóveis, nas quais se usa chapa dupla, o isolamento é de 45 decibéis (na de alvenaria essa variação é de 41 a 42 decibéis). “Com os estudos necessários e um bom planejamento, conseguimos instalar o sistema com uma técnica que proporciona o menor custo de montagem com o melhor resultado acústico”, garante o diretor da Sonar Engenharia. As paredes de um imóvel com drywall são diferentes entre si, a depender do tipo – podem ser internas, entre cômodos independentes ou entre unidade e circulação externa. “Em alvenaria convencional, construímos a mesma parede em todo o empreendimento. Com drywall distinguimos os tipos de paredes em função da necessidade acústica de cada um, levando em consideração o isolamento mínimo propiciado pela alvenaria. As internas (quarto/sala, entre quartos, etc.) podem ser mais finas, mas com no mínimo 95 milímetros de espessura. Já as de banheiro com tubulação hidráulica interna precisam de uma espessura com maior quantidade de placas de gesso e/ou utilização de lã de vidro”, explica o engenheiro. ACOMAC BAHIA 35


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:30 Page 36

Casa

Por Divulgação

“Ao fazer a limpeza você elimina de sua vida todo e qualquer obstáculo, abrindo caminho para uma nova harmonia” Luciane Gerodetti Terapeuta floral

Transforme sua casa num espaço sagrado

M

uitas vezes, quando as pessoas precisam de ajuda ou de uma injeção de ânimo, elas buscam um lugar onde possam se sentir seguras e serem reconfortadas. Para algumas, esse local pode ser uma igreja, para outras um consultório terapêutico ou a casa de um amigo. Mas, e se esse espaço fosse a própria casa, como um lugar sagrado de conforto e revitalização energética? Para isso, entretanto, é preciso, primeiramente, apaixonar-se por essa idéia, o que dará motivação, persistência, despertará a criatividade e manterá a intenção. Segundo Luciane Gerodetti, terapeuta floral, formada em Psicologia e criadora do sistema Essências Florais Brasil – Chapada Diamantina, o primeiro passo é realizar uma boa limpeza na casa. Tirar tudo aquilo que não 36 ACOMAC BAHIA

usamos, que não gostamos, que trazem lembranças negativas e fazer um bela faxina geral. “Como a proposta é transformar a casa num local sagrado, aconselhamos que essas atividades sejam feitas com consciência. A pessoa deve proclamar que ao fazer a limpeza estará eliminando de sua vida todo e qualquer obstáculo entre ela mesma e o que deseja, abrindo caminho para uma nova harmonia”, esclarece Luciane.

Limpeza energética Depois dessa fase, a etapa seguinte inclui uma limpeza energética. “Nossa casa guarda registros de tudo que vivemos e pensamos, de nossas emoções e experiências, e de todas as sensações das pessoas que passaram por ali ou que frequentam este espaço”, completa a terapeuta.

Para limpar o ambiente dessas memórias, a sugestão é a de jogar sal grosso por toda a casa, por todo o chão, pelos móveis, pela cama – importante para “limpar” um móvel vital na casa. “Deixe o sal ‘descansar’ por duas horas e retire-o com vassoura e aspirador de pó. Quem quiser, pode passar um pano úmido com chá de lavanda para acalmar, estabilizar e harmonizar a energia. Depois de limpa, isso dá à casa uma nova informação. Pode também usar chá de alecrim para dar alegria e uma revigorada de ânimo”, enfatiza Luciane. A nova energia será fortalecida se o indivíduo se sentir grato por cada pedacinho de sua casa, mesmo que ainda não seja sua residência ideal. A gratidão é a porta para todos os milagres e a mãe da alegria. “Encontre um espaço, pode ser bem pequenino, pois o que vale é a intenção. Faça nele um altar e coloque ali símbolos de coisas que tragam força, felicidade, bem-estar. Não precisa ser um altar religioso. Ele tem que ser um local especial em sua casa, que fale ao coração e inspire”, finaliza.

Dicas complementares: - Se tiver quadros tristes e solitários, avalie a possibilidade de trocá-los, faça um recorte de palavras positivas e espalhe-as pelo seu espaço; - Use e abuse de vasos de flores. Elas encantam os olhos e o coração; - Só é possível fazer de sua casa um espaço sagrado, se o coração for tratado como um espaço sagrado, livre de mágoas, raivas e ressentimentos.


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:30 Page 37


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:30 Page 38

Vida

Por Divulgação

A vitória de aprender a lidar com as perdas NA VISÃO DE TERAPEUTA TRANSPESSOAL, CAMPEONATO MUNDIAL DE FUTEBOL É OPORTUNIDADE DE REFLEXÃO SOBRE PERDAS E GANHOS.

38 ACOMAC BAHIA

O

clima de euforia já contagia milhões de brasileiros que se preparam para acompanhar cada passo dos jogadores que representam o país na Copa do Mundo. A torcida e o grande desejo é pela conquista do hexa mas, no íntimo, uma pergunta não quer calar: e se o Brasil não ganhar?!! Há os que não gostam sequer de cogitar esta possibilidade e já consideram a hipótese um mal agoro. “O fato é que as pessoas só se preparam para as coisas boas, mas, como em um jogo, a vida é feita de perdas e ganhos”, destaca o terapeuta transpessoal, Carlos Leandro. A copa é momento oportuno de reflexão sobre a importância de vivenciar, elaborar e superar perdas. “Por despertar tanta paixão, o futebol tem um efeito mobilizador de grande proporção que pode beirar o fanatismo. Para muitos torcedores, a derrota de uma partida decisiva pode representar sério risco de desestruturação emocional e psicológica, com

efeitos danosos fatais, como um ataque cardíaco ou atos de insanidade, a exemplo de violência entre torcidas adversárias”, alerta o especialista. Na ótica do terapeuta transpessoal, há também muitos ensinamentos positivos que se pode tirar do esporte de maior preferência entre os brasileiros além do campo. No Brasil e no mundo, o futebol é uma arte que une todas as gerações. O entrosamento, a disciplina e dedicação dos atletas e o espírito de equipe, fundamentais para a conquista de cada partida, transformam a vitória em uma celebração maior. A vibração do campo irradia na comemoração da torcida e na casa dos milhões de telespectadores que acompanham cada passo, cada movimento da bola. “Muitas vezes, em um estádio de futebol, as pessoas não se conhecem, mas se relacionam de forma muito especial. A paixão pelo futebol minimiza diferenças de classe social, de raça, de credo religioso. Há uma identificação, um amor maior ao time que une as pessoas”. Outro grande ensinamento do futebol é a importância do foco no alcance das metas e objetivos. “Cada partida é importante e precisa ser encarada como decisiva para a conquista da vitória ao fim do campeonato”. No caso da derrota, o primeiro passo é reconhecer a perda e se dispor a entender, lidar com dor trabalhando seus conteúdos e buscando formas de superá-la. “O importante é aprender a lidar com as perdas e transformá-las em oportunidade de analisar crescer, amadurecer, analisar as falhas e perceber a forma de corrigi-las, de fazer diferente, se aperfeiçoando sempre”. E isso vale para as todas as situações da vida. As pequenas grandes perdas do cotidiano, como rompimento de namoro, separação de casal, demissão de um emprego, a reprovação em um concurso... É preciso ter coragem para viver o luto e disposição para superá-lo. “Não é fácil, mas as pessoas que conseguem transformar estas questões saem do processo, com certeza, mais humanas e fortalecidas”, conclui o terapeuta transpessoal Carlos Leandro.


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:30 Page 39


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:30 Page 40

Web

Por Paulo Aziz*

A nova era do consumo

A

pesar de vivermos num mundo cada vez mais virtual, poucos sabem como a Internet nasceu. Poucos imaginam que ela surgiu quase sem querer! Na verdade, o que estava sendo desenvolvido na Agência de Pesquisa de Projetos Avançados, uma subdivisão do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, era um projeto para atender os interesses militares nos tempos remotos da Guerra Fria. O seu nome era ArphaNet. Com o fim da Guerra Fria, a ArphaNet tornou-se inútil para os militares. Foi quando eles permitiram o acesso aos cientistas das universidades. E esses a universidades de outros países. Foi assim que tudo começou! Até a ArphaNet, o que se tinha era uma rede de computadores ligados entre si. Porém, com o surgimento da World Wide Web nossa Internet, de fato, nasceu. Com ela, o conteúdo da rede ficou democratizado e atraente. Entretanto, no Brasil essa história começou bem mais tarde, pois só em 1994, no dia 20 de dezembro, a Embratel lançou o serviço experimental a fim de conhecer melhor a Internet. Em 1995, uma iniciativa do Ministério das Telecomunicações e do Ministério da Ciência e Tecnologia permitiu a abertura ao setor privado da Internet para exploração comercial. De lá pra cá, muitas mudanças ocorreram e continuam chegando, principalmente no que diz respeito ao consumidor final da Rede e dos produtos e serviços que ela oferece. Vejamos: o primeiro tipo de consumidor, o 1.0, surgiu na Idade Média, com o advento das trocas nos feudos. Entretanto, o comércio local cresceu a tal ponto que se tornou regional e, depois, evoluiu para um comércio a grandes distâncias. Neste momento todo o seu processo de compra e venda ocorria em forma de vendas diretas em feiras e pelos vendedores viajan40 ACOMAC BAHIA

tes. Este era o consumidor típico da época, mas em dias atuais ainda há consumidores que mantêm absoluta dependência do comerciante. Ele necessita saber de quem está comprando, assim como freqüentar o ponto de venda. O Consumidor 2.0, por sua vez, surgiu na década de 90 e pode ser caracterizado como multicanal. Suas opções envolvem principalmente lojas de diversos tamanhos e formatos, assim como outras opções, tais como: ambulantes, catálogos, vendedores domiciliares e televendas. Este consumidor é mais consciente de seu valor e tem suas preferências e fidelidade disputada de forma mais intensa. O neoconsumidor ou consumidor 3.0, além de ser multicanal também é digital e sabe aproveitar as facilidades da Internet. Ele faz comparações, análises e se aprofunda em informações. Para este consumidor o que prevalece no seu processo decisório é a racionalidade. Há, ainda, o consumidor 4.0, que é o neoconsumidor de segunda geração, aquele que incorporou o celular como canal de relacionamento, vendas, promoções e pagamentos. Os primeiros serviços adquiridos pelo celular são os

que envolvem entretenimento e individualização, como downloads de ringtones e wallpapers para o telefone. Este tipo de consumidor entende os negócios por meio do celular como um processo conveniente e tende a aceitar receber propagandas e promoções por meio mobile. Este "mundo" virtual, que está em plena fase efervescente, com filosofias de consumo mutáveis, ainda não claramente estabelecidas e compreendidas devido ao avanço acelerado das novas tecnologias, tem impactado diretamente o comportamento de compra dos consumidores e, por isso, deverá ser mais bem avaliado por varejistas e “empresas do futuro”. Para quem quiser ser competitivo e criar estratégias voltadas para nichos de consumo, não há outra opção senão atender bem a todos os tipos de consumidores, inclusive o 5.0, que está para surgir. Vamos evoluir! *Paulo Aziz aziz@vpmtreinamentos.com.br VPM Projetos e Treinamentos Comerciais Ltda - Mestre em Administração Estratégica Professor de Marketing e Vendas em Cursos de Graduação e Pós Graduação - Palestrante


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:08 Page 41

Massacom MASSACOM TECNOLOGIA PRODUTOS E SERVIÇOS QUE ACELERAM SUA OBRA – PRESENÇA NA CONSTRUIR BAHIA 2010 Sempre buscando apresentar soluções que viabilizem a redução de custos com qualidade, beleza e segurança, a MASSACOM® / TEXTURAR® apresenta alguns de seus produtos ao mercado: REBOCO PRONTO FINO MASSAPLUS (RPFM): Disponível nas cores branco ou cinza, o RPFM é especialmente indicado para regularização de paredes internas e externas tipo bloco cerâmico, bloco de cimento ou sílico calcário. Possui resistência compatível com uma argamassa interna / externa, sua composição e granulometria permitem um lixamento facilitado, bom deslizamento e fácil retoque. REMOV-MASS - Um removedor e lustrador biodegradável e não tóxico, ideal para limpeza de pisos diversos e polimento de cromados e inox em geral; MASSÚNICA – Da linha de argamassas, apresenta o diferencial de ser colorida e polimerizada, para revestimentos externos e internos, impermeável e que permite desenhos diferenciados na sua aplicação, eliminando outras etapas de acabamento e apresentando efeito final rústico e atraente além de uma espetacular economia de tempo e custo final; MIXTURE – “Composto de aglomerantes que, após adicionar areia e água, permite a obtenção da melhor e mais duradoura argamassa multiuso do mercado e de uso comum na construção civil”, afirma o diretor da MASSACOM® / TEXTURAR®.

A MASSACOM® / TEXTURAR® estará mais uma vez presente na Construir Bahia 2010, que se realizará no Centro de Convenção de Salvador/BA, de 18 a 21 de agosto deste ano e convida a todos para visitarem nosso stand e conhecer de perto as novidades da MASSACOM que irão acelerar sua obra!! Esperamos a visita de todo nosso público consumidor, construtoras e lojistas ao nosso stand, venham conhecer nossos produtos e entender porque a MASSACOM é a marca que acelera sua obra - uma completa linha de produtos aguarda você: Argamassas, rejuntes, tintas, texturas, aditivos, impermeabilizantes e muito mais!! Merece destaque também a ampliação das atividades de produção de argamassa e concreto em canteiros de obra. Diversos empreendimentos em Salvador, Eunápolis, Candeias e Camaçari dentre novos projetos trazem ótimas perspectivas para este biênio. Lembra ainda, seu diretor, que a empresa continua produzindo todo tipo de argamassas e concreto em canteiros de obra, com qualidade e custo finais altamente competitivos. Acreditamos na qualidade e preço de nossos produtos e colocamos nossa equipe técnica à disposição dos clientes e colaboradores através de nosso e-mail: sac@massacom.com.br e nos telefones: Salvador/BA: (71) 3381-8924 / 3244-1265 e filiais: Fortaleza/CE: (85) 32955088 e Maceió/AL: (82) 3359-1040 / 3355-7277.


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:08 Page 42

Capa

Por Anaísa Freitas Fotos Divulgação

Grande ano para economia e setor da construção civil NÚMEROS REVELAM EXPANSÃO ALÉM DA ESPERADA NO PRIMEIRO TRIMESTRE E CONTINUIDADE DE CRESCIMENTO PARA O SEGUNDO SEMESTRE 42 ACOMAC BAHIA


ALEXANDRE CAMPBELL

acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:08 Page 43

A economia brasileira se expandiu no primeiro semestre desse ano, em um fenômeno considerado por especialistas como “excepcional”. Ricardo Amorim, economista e apresentador do "Manhattan Connection" (Canal GNT), explica que houve um crescimento de 10% no PIB, no primeiro trimestre de 2010, em relação ao ano anterior. Dentre os fatores responsáveis por essa expansão positiva está o poder propulsor do setor da construção civil. Como o maior gerador de empregos com mãode-obra menos qualificada, algo próximo de 2,5 milhões de postos diretos (contabilizando apenas os com carteira assinada), ele responde também pelo menor índice de desemprego já registrado desde 2002, na análise de Ricardo. Dados da Abramat (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção) revelam que o número de trabalhadores da indústria de materiais de construção cresceu 9,49% em abril, em relação ao mesmo mês do ano passado. Na comparação com março, o índice representa uma elevação de 0,53%. “Esse setor vem tendo um desempenho especialmente forte devido a uma grande expansão do crédito. E, salvo um colapso da economia da Europa ainda neste ano, o PIB da construção civil brasileira crescerá mais de 10%”, estima o especialista. A prorrogação do IPI reduzido até o final de dezembro atua como outro forte elemento impulsionador da dinâmica do varejo da construção civil. Segundo estudo recente da FGV – Abramat, estima-se que, se houvesse redução total do IPI sobre materiais de construção, seria elevado de 1,34% o PIB brasileiro e expandido em 1,27% o nível de emprego durante o período de 24 meses. Isso representaria uma iniciativa capaz de retirar 211 mil famílias por ano do déficit habitacional brasileiro. Embora indique a importância dessa medida, ajudando a aumentar a rentabilidade das operações, Ricardo acredita que, ainda que o Imposto não seja reduzido até 2011, o ritmo do setor civil

“Esse setor vem tendo um desempenho especialmente forte devido a uma grande expansão do crédito” Ricardo Amorim

“Esse é o melhor ano da história do setor, com crescimento de 10% sobre o ano de 2009” Cláudio Conz

possibilita que ele sustente um crescimento em ritmo superior ao do resto da economia. Os dados da Anamaco (Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção) revelam que o comércio varejista do setor civil obteve um crescimento de 5,1% em março sobre fevereiro de 2010. Já em março desse ano, em relação ao mesmo mês de 2009, o desempenho foi de 11%. No primeiro trimestre do ano, o setor alcançou expressivos 12,5% de elevação sobre o mesmo período do ano passado. Para o presidente da Associação, Cláudio Conz, os índices indicam a tendência de que 2010 seja “o melhor ano da história do setor, com crescimento de 10% sobre o ano de 2009”, afirma. Duas são as medidas responsáveis pela dinâmica: desoneração do IPI e o projeto “Minha Casa Minha Vida 2”. Esse último, orçado em 2 milhões de novas moradias até 2014. “Já temos até agora 400 mil unidades contratadas na fase 1 do programa e as entidades que apóiam o projeto estipulam que, até o final deste ano, esse número chegue a 1 milhão de moradias”, indica Cláudio. Na Bahia, os resultados do mercado de construção civil, no primeiro semestre, também se apresentaram dentro do esperado. De acordo com o presidente em exercício da Acomac-BA (Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção da Bahia), Silvio Corrêa, as expectativas de êxito foram confirmadas.

Linhas de crédito e indicadores do segundo semestre Para a segunda metade do ano, há uma aposta em crescimento do PIB brasileiro próximo de 7%, por conta da possível desaceleração resultante do processo de elevação das taxas de juros, já iniciado pelo Banco Central. Ainda assim, esse número deve representar o maior crescimento em 25 anos. A partir de agosto, o diretor da Comampac, Geraldo Cordeiro, estima ACOMAC BAHIA 43


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:08 Page 44

Capa um incremento de 5% a 8% nas vendas. “O índice é menor do que o registrado no primeiro trimestre desse ano, quando foi alcançado 17% de elevação no faturamento em relação a 2009”, pontua Geraldo. Os números satisfatórios do primeiro semestre obrigaram a loja Irmãos Queiroz a se adaptar a uma nova realidade. Com o crescimento de vendas, o ciclo “vendas, estoque, logística, compras, fiscal, pessoal e administrativo” sofreu aceleração e “tivemos que nos reinventar e trabalhar todo o sistema da empresa: máquinas, equipamentos e pessoas”, como explica um dos diretores, David Queiroz. E é nesse ritmo que a loja espera a segunda metade do ano, ampliando o espaço físico, inovando no mix de produtos e capacitando os funcionários. Para Silvio Corrêa, o grande desafio do segundo semestre estará no fornecimento de produtos, já que, em muitos casos, a demanda tem superado a oferta. “Essa é uma questão de logística que as revendas devem ter bem administrada em seu processo de gestão. Por isso, a Acomac-BA continuará pautada em proporcionar aos associados cursos e palestras que fortaleçam a gestão profissional de suas empresas”, enfatiza.

Mercado imobiliário Desde 2004, o Brasil passa por uma crescente expansão de crédito imobiliário, refletido diretamente sobre o setor de construção civil. Mesmo com os índices sendo elevados a cada ano, Ricardo Amorim explica que esse crédito bancário para tal finalidade representa apenas 3% do PIB no Brasil. “Nos EUA, ele chega a 79% do PIB, no Reino Unido, 83%, na Dinamarca 98% do PIB e na Suíça 132% do PIB”, baliza Ricardo. Para o dinamismo desse mercado, o Feirão da Caixa e as vendas já efetuadas no primeiro trimestre de 2010 sinalizam para 7 mil unidades a serem comercializadas até o final do semestre, de acordo com o presidente da Ademi-BA 44 ACOMAC BAHIA

“A Acomac-BA continuará pautada em proporcionar aos associados cursos e palestras que fortaleçam a gestão profissional de suas empresas” Silvio Corrêa

(Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia, Nilson Sarti. E, ainda, o programa “Minha Casa Minha Vida”, possibilitando às classes C e D o acesso à casa própria, merece destaque no fluxo de vendas do setor. Para o novo semestre, Nilson prevê a venda de 8 mil unidades, com destaque para o Salão Imobiliário da Ademi-BA, evento considerado o melhor do Brasil e um grande estimulador de lançamentos e vendas para as empresas do mercado imobiliário baiano. No campo dos desafios do mercado de imóveis, a expansão para o interior da Bahia é um dos destaques. “Conhecer nossas cidades, suas potencialidades e as peculiaridades de nosso mercado em cada uma delas é um grande desafio. Atuamos em parceria com empreendedores locais e com as prefeituras, contando com o apoio do Governo do Estado, através da Secretaria da Indústria e do Comércio na identificação dos vetores de crescimento de nosso Estado”, avalia Nilson.

“Conhecer nossas cidades, suas potencialidades e as peculiaridades de nosso mercado em cada uma delas é um grande desafio” Nilson Sarti

% do crédito País

bancário imobiliário sobre o PIB

Suíça

132

Dinamarca

98

Reino Unido

83

EUA

79

Brasil

03


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:08 Page 45

Por Cláudio Elias Conz * Foto Divulgação

Espaço Anamaco

Fator Acidental Previdenciário (FAP) tem mudanças PARALELAMENTE ANAMACO TENTA DIÁLOGO COM O GOVERNO SOBRE A RECLASSIFICAÇÃO DO SETOR, O QUE AUMENTOU A TAXAÇÃO EM 500% PARA AS LOJAS DO SETOR O ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, anunciou no dia 01 de junho mudanças no polêmico Fator Acidentário de Prevenção (FAP), mecanismo adotado neste ano para aumentar ou reduzir as alíquotas da contribuição ao Seguro de Acidente do Trabalho (SAT), com base nos índices de cada empresa. A nova metodologia de cálculo do tributo é alvo de inúmeras ações na Justiça, além de 7,2 mil recursos administrativos. Também tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) uma ação direta de inconstitucionalidade (Adin), ajuizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A Anamaco entregou, em outubro do ano passado, uma carta ao ministro Guido Mantega na qual solicitava medidas sobre a recente elevação do Fator Acidentário de Prevenção para o setor. Segundo o documento, entregue por mim durante reunião do Grupo de Avanço da Competitividad (GAC), o FAP reclassificou o comércio de material de construção que, desde janeiro deste ano, passou a recolher 5% sobre a folha de pagamentos contra os 1% que recolhia anteriormente. Aproveitamos a oportunidade para questionar o motivo dessa reclassificação, que pode ocasionar a diminuição de mais de 130 mil postos de trabalho no nosso setor em função de termos um custo 500% maior sobre a nossa folha de pagamentos. Temos buscado o diálogo com o governo na tentativa de readequar o FAP a um patamar mais próximos da nossa realidade. Enquanto se negociava mudanças na regras, várias empresas e demais entidades de classe foram à Justiça derrubar a aplicação do FAP – que varia de 0,5 a dois pontos percentuais, o que significa que a alíquota pode ser reduzida à metade ou dobrar, chegando a 6% sobre a folha desalários. Já há sentenças e dezenas de liminares que livram milhares de empresas da aplicação do mecanismo. Só a liminar obtida pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) favorece cerca de 150 mil contribuintes. Além da criação do FAP, o governo reenquadrou as 1.301 atividades econômicas previstas na legislação nas alíquotas do SAT – que variam entre 1% e 3% e levam em consideração estatísticas de acidentes de trabalho, gravidade dos acidentes e custos para a Previdência Social. Paralelamente, na esfera administrativa, milhares de empresas tentam melhorar o percentual do FAP. Mas pouquíssimas estão obtendo sucesso. A Previdência Social tem derrubado os argumentos dos contribuintes com decisões padronizadas, que não modificam os cálculos da contribuição, segundo o advogado Leonardo Mazzillo, do WFaria Advocacia, que járecebeu 20 respostas negativas. A empresa só consegue alterar o

fatorquando prova que foi computado erroneamente determinado acidente de trabalho. As mudanças aprovadas Empresas brasileiras dos mais diversos setores que não registrarem nenhum tipo de acidente terão alíquotas do Seguro Acidente (de 1%, 2% ou 3%) reduzidas pela metade a partir de 1º de setembro deste ano. A medida, que beneficiará - pelos números atuais - cerca de 350 mil empresas, é uma das principais alterações na metodologia do FAP. Outra modificação faz dobrar a alíquota do Seguro Acidente da empresa que não apresentar notificação de acidente ou doença de trabalho, comprovado a partir de fiscalização. Essa mudança tem o objetivo de combater a subnotificação de acidentes ou doenças do trabalho. Outras duas modificações importantes foram aprovadas para entrar em vigor em 2011. A primeira aumenta a bonificação das empresas que registram acidentalidade menor. A segunda possibilita uma melhor distribuição do FAP entre as empresas com o mesmo número de acidentes. O Conselho também determinou que as empresas que não declararem corretamente as informações necessárias para o cálculo do FAP terão, em 2011, a alíquota arbitrada em 1,0. Caso persista a insuficiência de informações no processamento anual seguinte para o cálculo, será atribuído o FAP de 1,5. Persistindo ainda o problema, o FAP do ano subseqüente será igual a 2,0. Esse é um mecanismo para coibir práticas irregulares no preenchimento eletrônico da GFIP por algumas empresas. As novas regras do FAP para 2011 manterão o desconto de 25% para as empresas com aumento na alíquota de contribuição (malus), como incentivo para investirem em sistemas e equipamentos que previnam acidentes e protejam os trabalhadores. Entretanto, empresas que apresentarem registros de óbito ou invalidez permanente – excetuando acidentes de trajeto – não farão jus ao desconto.

*Cláudio Elias Conz é presidente da Anamaco (Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção), do Sincomaco (Sindicato do Comércio Atacadista de Materiais de Construção do Estado de São Paulo), do IBSTH (Instituto Brasileiro de Serviços e Tecnologia na Habitação) e do CTECH (Comitê Nacional de Desenvolvimento Tecnológico da Habitação ligado ao Ministério das Cidades). É também membro do Conselho Curador do FGTS, representando a Confederação Nacional do Comércio (CNC) e recentemente assumiu a presidência da Câmara da Construção da Fecomércio de São Paulo.

Sobre o FAP O FAP, criado em 2003, foi reformulado em 2009 pelo Conselho Nacional de Previdência Social, para começar a ser aplicado em 2010. Com essa nova metodologia, agora aperfeiçoada, o governo quer estimular cada empresa a investir no trabalho decente e na cultura da prevenção acidentária. A adoção dessa medida ajudaria a diminuir o custo Brasil, que consome anualmente cerca de 1,8% do PIB (R$ 56 bilhões) em despesas diretas e indiretas em decorrência da acidentalidade e das condições insalubres, penosas e perigosas no ambiente de trabalho.

ACOMAC BAHIA 45


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:08 Page 46

Comportamento

Atitude

U

m novo emprego, um novo empreendimento, um novo relacionamento. Qualquer seja seu novo projeto, apenas mediante atitudes renovadas será possível cultivar resultados diferenciados. Afinal, se você trilhar o mesmo caminho, chegará somente aos mesmos lugares. Atitudes são constatações, favoráveis ou desfavoráveis, em relação a objetos, pessoas ou eventos. Uma atitude é formada por três componentes: cognição, afeto e comportamento. O plano cognitivo está relacionado ao conhecimento consciente de determinado fato. O componente afetivo corresponde ao segmento emocional ou sentimental de uma atitude. Por fim, a vertente comportamental está relacionada à intenção de permitir-se de determinada maneira com relação a alguém, alguma coisa ou situação. Para melhor compreensão, tomemos o seguinte exemplo. Algumas pessoas têm o hábito de fumar. E a pergunta que sempre se faz aos fumantes é o motivo pelo qual não declinam desta prática mesmo estando cientes de todos os malefícios à saúde cientificamente comprovados. Analisando este fato à luz dos três componentes de uma atitude podemos atinar o que acontece. O fumante, em regra, tem plena consciência de que seu hábito é prejudicial à saúde. Ou seja, o componente cognitivo está presente. Porém, como ele não sente que esta prática esteja minando seu organismo, continua a fumar. Contudo, se um dia uma pessoa próxima morrer vitimada por um enfisema, ou ainda, o próprio fumante for internado com indícios de problemas cardíacos decorrentes do fumo, então a

46 ACOMAC BAHIA

Por Tom Coelho

“A maior descoberta da minha geração é que qualquer ser humano pode mudar de vida, mudando de atitude” (William James) porta para acessar o aspecto emocional será aberta: ao sentir o mal ao qual está se sujeitando, o indivíduo decidirá agir, mudando seu comportamento, deixando de fumar. As pessoas acham que atitude é ação. Todavia, atitude é racionalizar, sentir e externar. E não se trata de um processo exógeno. É algo interno, que deve ocorrer de dentro para fora. E entre a conscientização e a ação, é necessário estar presente o sentimento como elo. Ou você sente, ou não muda. Atitudes, como valores, são adquiridas a partir de algumas predisposições genéticas e muita carga fenotípica, oriunda do meio em que vivemos, moldadas a partir daqueles com quem convivemos, admiramos, respeitamos e até tememos. Assim, reproduzimos muitas das atitudes de nossos pais, amigos, pessoas de nossos círculos de relacionamentos. E as atitudes são bastante voláteis, motivo pelo qual a mídia costuma influenciar as pessoas, ainda que sublimi-

narmente, no que tange aos hábitos de consumo. Das calças boca de sino dos anos 1970 aos óculos do filme Matrix na virada do século, modas são criadas a todo instante. Atitudes devem estar alinhadas com a coerência, ou acabam gerando novos comportamentos. Tendemos a buscar racionalidade em tudo o que fazemos. É por isso que muitas vezes mudamos o que dizemos ou buscamos argumentar até o limite para justificar uma determinada postura. É um processo intrínseco. Sem coerência, não haverá paz em nossa consciência e buscaremos um estado de equilíbrio que poderá passar pelo autoengano ou pela dissonância cognitiva. Se você está em fase de transição –e normalmente estamos, sem nos aperceber disso –aceite o convite para refletir sobre suas atitudes. E corra o risco de ter ideias criativas e inovadoras, além de livrar-se das antigas.


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:09 Page 47

Evento Por Aina Kaorner Fotos Divulgação

Continuam as inscrições para o 19º Ecomac/7ª Convenção da Acomac-Ba MAIS DE 70% DAS VAGAS JÁ FORAM PREENCHIDAS

E

ntre 14 e 17 outubro acontecerá o maior evento do setor de materiais de construção do Brasil, O 19º Ecomac/7ª Convenção da Acomac-Ba, cujo tema será “O novo Brasil: Desafio do mercado de material de construção”. Este ano o encontro será no recém-inaugurado hotel cinco estrelas do Litoral Norte, o Grand Palladium Imbassaí Resort & SPA, localizado dentro de uma reserva natural, banhado pelo rio Imbassaí e mar da Costa dos Coqueiros. As instalações são modernas e luxuosas, envoltas por extensas praias virgens, dunas, coqueiros e rios, situadas a 65 km de Salvador e 10 km da Praia do Forte. O hotel possui 654 suítes junior, distribuídas em vilas ao redor da piscina principal. Todas com duas camas dobles ou uma cama king size, banheiro com ducha e hidromassagem, ar condicionado, ventilador de teto, sofá cama, mini bar, TV LCD 32’, telefone, cofre eletrônico e conexão Wifi para internet. O centro de convenções é novinho em folha, com amplo salão de conferências e climatizado. Além deste espaço, o Grand Palladium dispõe de lobby, teatro coberto, serviço de transporte interno para hóspedes, serviço médico, minimarket, centro de internet, spa e espaço fitness, com centro equestre e campo de golf profissional de 1° classe a 10 minutos do hotel. Diversão é o que não vai faltar, para quem deseja relaxar e curtir um momento especial com a família. São quatro piscinas de água doce; uma grande com quatro jacuzzis integradas; uma para crianças; uma para adultos, aberta até ás 23h; e a do Spa, com rio de corrente e jacuzzis integradas. A passarela sobre o rio é a conexão direta entre o hotel e a praia, após 10 minutos de caminhada observa-se o belíssimo encontro do rio Imbassaí com o mar. Dentre as atividades desportivas oferecidas pelo espaço, estão a ginástica aquática, aeróbica, spinning, tênis de mesa, basquete, vôlei de praia, futebol, tênis, water-polo, dardos, jogos de participação e paddle, caiaque, body board, surfe, windsurfe, pesca de altura, arvorismo, excursões no jeep e a cavalo, além de cursos de mergulho. As crianças e adolescentes também podem se divertir nos shows do teatro, mini disco infantil, Kids Club, Baby Club e Teen Club, sempre supervisionado por um monitor.

O encontro será no recém-inaugurado hotel cinco estrelas do Litoral Norte, o Grand Palladium Imbassaí Resort & SPA

As massagens e tratamentos faciais e corporais ficam por conta do SPA, onde também são oferecidos serviços de esfoliações, depilação, manicure, pedicure e cabeleireiro unissex. No quesito gastronomia, os hóspedes poderão desfrutar as delícias culinárias em dois restaurantes buffet e três a la carte, além de mais onze bares. O restaurante Agdá possui rincão italiano e baiano, show cooking e ar condicionado; o Oxum tem vista para a piscina principal. Além destes, tem também o indiano “Bhogali”; o japonês “Sumptuori”; e o rodízio “Bahia & Brasa”. “A procura está sendo grande, tanto por lojistas, quanto por industrias”, conta o diretor executivo da Acomac-Ba, Antônio Carlos Martinez: “Mais de 70% dos apartamentos já estão preenchidos e o número de participantes vai superar o dos anos anteriores”, completa. O evento terá como patrocínio Master: Amanco, Astra, Coral, Deca, Elizabeth, Eternit, Gerdau, Iquine, Pado, Prysmian, Sherwin-Williams, Sil, Suvinil, Tigre, Vedacit e Votorantim. Patrocínio: Condor, Ebel, Meber, Papaiz, Radial, Sika e Viqua. Apoio Institucional: Bradesco, Canal 2, Grau10, Losango e Rede Bahia. Ainda dá tempo de fazer sua reserva. Mais informações pelo telefone (71) 3113-2480. ACOMAC BAHIA 47


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:09 Page 48

Reforma

Por (*) Eng. Flávio de Camargo Martins

Diante das constantes chuvas, a impermeabilização mostra sua força

C

om as frequentes chuvas, tão constantes no período de verão, a incidência de infiltrações é maior. Isso se atribui aos volumes de água, presentes em áreas que exigem impermeabilização e que promovem um teste real, portanto falhas e defeitos pré-existentes até então latentes que não geravam infiltração, tornam-se evidentes e permitem o surgimento de manchas, formação de fungos e bolores, goteiras e infiltrações em áreas que aparentemente estão sãs. Nem sempre a infiltração surge em função das chuvas. O solo constitui uma fonte natural de umidade, além da água presente nas paredes e cortinas de pavimentos enterrados advinda do lençol freático. Há áreas internas numa edificação que tam-

48 ACOMAC BAHIA

bém devem ser estanques, denominadas como áreas molháveis ou frias, são consideradas as lajes de banheiros, áreas de serviço e cozinhas, ou seja, onde a chuva não alcança, mas a atuação da água é constante e promovida pela finalidade de utilização do ambiente. A melhor forma de se obter esta estanqueidade é por intermédio da impermeabilização. Para ser efetiva e ter a durabilidade desejada, a impermeabilização deve ser objeto de um projeto específico, desenvolvido por profissional qualificado de comprovada experiência na área. A partir da publicação da NBR 9575 – Impermeabilização – Seleção e Projeto, essa é uma exigência contemplada por norma. Também é sempre recomendável contar com mão-de-obra especializada para a execução dos trabalhos, pois um simples arremate mal feito poderá comprometer a estanqueidade da área. A contratação de uma empresa especializada também possui a vantagem de contar com garantia de no mínimo 5 anos. Parece um processo complicado, mas não é. Na verdade, um bom projeto deve contemplar todos os tipos de solicitação, inclusive aquelas que envolvem chuvas fortes ou frequentes, porém muitas vezes o escopo do projeto não contempla todas as áreas que teoricamente deveriam ser impermeabilizadas, o que

muitas vezes é objeto de cortes promovidos pelo contratante ou cliente final, que visando redução de custos dispensa a impermeabilização de algumas áreas.

Conscientização é necessária Entre elas uma das mais comuns de serem retiradas do escopo dos projetos são as cortinas de subsolos e paredes de encosta, as quais justamente nessas épocas de chuvas fortes e frequentes são as mais solicitadas, pois regiões que normalmente não tem contato com água passam a ser solicitadas pela ascensão do nível d’água do lençol freático. Por isso é importante conscientizar o usuário sobre a importância de contemplar em seus projetos a impermeabilização, evitando eventuais transtornos e custos elevados de manutenção corretiva. A variação térmica é um dos fatores de solicitação do sistema impermeabilizante, pois com a alta temperatura pela manhã e a brusca queda, tanto à noite quanto no momento de chuva, as áreas expostas como lajes de cobertura, sacadas e demais panos impermeabilizados, passam de uma situação de dilatação para contração. Esta movimentação solicita o sistema de impermeabilização e requer as propriedades de alongamento, deformação e elasticidade do impermeabilizante, o qual, se não for adequado, contiver falhas executivas ou estiver necessitando de manutenção pode não resistir às solicitações impostas e vir a romper em fissuras que permitam a passagem de água e consequentes infiltrações. Por isso a correta impermeabilização desse tipo de estrutura deve ser feita


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:09 Page 49

com sistemas flexíveis. Tais sistemas podem ser as mantas asfálticas, emulsões ou soluções asfálticas, membranas acrílicas, e até mesmo as membranas de asfaltos moldados “in loco” a quente, dentre outros contemplados na norma técnica NBR 9575 de Seleção e Projeto de Impermeabilização. Os sistemas pré-fabricados, como as mantas asfálticas, se destacam por possuir espessura constante, boa velocidade de execução em grandes panos de laje e alta resistência à tração,e possibilitam a rápida liberação da área. Os sistemas moldados “in loco” possuem a vantagem de não apresentar emendas, e ter boa velocidade de execução em áreas com muitos recortes, como em banheiros.

Como identificar o problema As primeiras manifestações, como manchas de umidade nos rodapés, infiltrações nos tetos, umidade e mofo nos armários e mobiliário próximo das paredes, geralmente indicam a ausência ou falha do sistema de impermeabilização, podendo evoluir para quadros mais críticos como bolhas na pintura, desplacamentos de revestimentos, goteiras e corrosão da ferragem interna do concreto. Primeiramente, devem ser identificadas todas as áreas sujeitas ao contato com a água. Isso geralmente é indicado pelo projeto de impermeabilização, sendo as mais presentes em uma construção:

• Lajes de áreas descobertas ou sem fechamento lateral; • Floreiras, jardineiras e jardins; • Cortinas do subsolo, paredes de contenção e baldrames; • Elementos da fachada, tais como juntas, platibandas, cornijas, brises, peitoris e vedação das caixilharias; • Nos apartamentos, as áreas molháveis que geralmente são: banheiros, cozinhas, áreas de serviço e sacadas; • Nas áreas comuns do edifício: banheiros, cozinha do salão de festas, saunas, vestiários, etc. Em todas as áreas ressaltadas, cabe comentar que a impermeabilização não se restringe aos planos horizontais, mas também deve ser feita na região dos rodapés ou na área de molhamento. Em um box de banheiro, por exemplo, deve ser considerada a parede até pelo menos 1,8m acima do piso. O uso da argamassa polimérica para a impermeabilização de áreas sujeitas à umidade de solo, água de percolação e água sob pressão é bastante conhecida também é adequado como sistema protetor de fachadas. Existem vários produtos para impermeabilização de alicerces/baldrames para evitar que a umidade por capilaridade chegue à alvenaria. Entre eles, podemos destacar: • Membranas asfálticas;

• Caixas e reservatórios de água;

• Argamassa polimérica;

• Piscinas;

• Mantas asfálticas.

Todos os sistemas descritos acima podem ser utilizados na fase da construção, ou seja, quando ainda não se iniciou a alvenaria. A diferença básica, entre eles, se encontra na flexibilidade e forma de aplicação. Os flexíveis, como membranas e mantas asfálticas possuem a vantagem de absorver possíveis deformações no alicerce sem o aparecimento de fissuras. Dentre eles, os sistemas moldados “in loco”, como membranas asfálticas e argamassa polimérica, têm a vantagem de não possuir emendas e geralmente serem aplicados a frio. Os pré-moldados, como mantas asfálticas, possuem a vantagem da uniformidade de espessura, velocidade de aplicação e maior capacidade de absorver esforços. Entretanto, no caso de já existir a patologia, o tratamento se restringe a alguns sistemas impermeabilizantes, que suportem a pressão que atua atrás do sistema (pressões negativas).

(*) Engenheiro Flávio de Camargo Martins é coordenador do Departamento Técnico da Denver Impermeabilizantes, e membro da ABNT-Associação Brasileira de Normas Técnicas, participante do Comitê Brasileiro de Normas Técnicas de Impermeabilização CB-22, atuando como coordenador da comissão de estudos de sistema acrílicos para impermeabilização e secretário da revisão de norma de projetos de impermeabilização.


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:09 Page 50

Organização

Por Prof. Gretz

Algo que nenhum seguro cobre

À

s vezes conto em minhas palestras uma cena inesquecível do filme "Perfume de Mulher", em que um personagem cego, vivido por Al Pacino, tira uma moça para dançar e ela responde: "Não posso, porque meu noivo vai chegar em poucos minutos..." "Mas em um momento se vive uma vida", responde ele, conduzindoa num passo de tango. E esta pequena cena é o momento mais bonito do filme. Para alguns, o tempo voa; esses vivem correndo atrás do tempo e parece que nunca o alcançam (ou melhor, só o alcançam quando morrem enfartados, ou algo assim). Para outros, o tempo demora a passar; esses ficam ansiosos esperando por alguma coisa no futuro e se esquecem de viver o

50 ACOMAC BAHIA

presente. Uns têm pressa, outros não têm tempo para nada, outros fazem qualquer coisa para passar o tempo, mas poucos se ligam no presente, que é o único tempo que existe. Penso nisso às vezes quando estou caminhando. Ando no mínimo uma hora todos os dias, chova ou faça sol. Como viajo quase todos os dias para fazer palestras em todo o País, esteja onde estiver escolho um bom trajeto e faço minhas caminhadas. "Se eu tivesse tempo, faria o mesmo", pensarão alguns ao ler este trecho. Tempo todo mundo tem igual. Ninguém tem mais nem menos do que 24 horas por dia. A diferença é o que cada um escolhe fazer do seu tempo. Valorizar o nosso tempo e respeitar o tempo do outro são fatores importantes para a qualidade de vida.

A vida não pára "Precisamos nos encontrar com mais tempo..." – diz um amigo que encontra o outro na esquina. "Mas eu estou com tempo agora!", responde o outro. "Só que agora estou correndo", diz o primeiro, apressado, e completa: "Aparece lá em casa qualquer dia..." Se o outro for, vai até pegar mal, porque essa frase, que parece um convite, é geralmente uma forma de encerrar a conversa. Muitas vezes a pressa é uma desculpa que a pessoa dá para si mesmo. "Se tivesse tempo, faria ginástica", ou aprenderia outro idioma, ou tocaria um instrumento, ou leria um bom livro, ou visitaria mais os amigos, e assim por diante. O Prof. Marins, meu colega de palestras, tem uma metáfora muito interessante sobre o tempo: Quando é que um pêndulo está indo e quando está voltando?", pergunta ele, explicando então que o pêndulo nunca volta; assim como o tempo, ele só vai. A vida é só ida. Não tem volta. E por que temos tido tão pouco tempo ultimamente? Um motivo óbvio é a quantidade excessiva de coisas que arranjamos para fazer e que consideramos prioritárias e inadiáveis. Não estou me referindo apenas aos compromissos de trabalho: atualmente são tantas as opções de informação e de lazer, que é impossível ver ou fazer tudo o que o mundo nos oferece. Centenas de canais de TV, jornais, revistas, livros, internet, CDs, CD-ROM, DVD, shows, cinema, palestras, coquetéis, eventos em geral... para início de conversa, temos que nos convencer de que não é possível ver tudo e saber tudo. Nem a metade. Nem um milésimo das informações disponíveis. No trabalho, também, as possibilidades e as demandas são tantas que é preciso ser muito mais seletivo do que éramos antes, sob pena de ficarmos


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:09 Page 51

perdidos num matagal de informações. "A vida é aquilo que acontece enquanto fazemos planos para o futuro", disse John Lennon. Enquanto nos esfalfamos em nome de um futuro melhor para nós e para nossa família, a vida está passando, seguindo sem retorno.

Seja o dono do seu tempo Há algum tempo fiz uma palestra em Foz do Iguaçu, para um grupo numeroso de empresários, todos bastante prósperos. Durante a palestra, eu lhes disse: "Quem aqui, entre os senhores que vieram a esta convenção, tirou uma manhã para visitar as cataratas do Iguaçu? Quem não tiver feito isso é um pobre." Percebi que alguns olhavam para o colega ao lado, meio desconcertados, e continuei: "Eu sei que muitos devem estar pensando que precisam vir com mais tempo, trazer a esposa e os filhos, não é isso?" A platéia reagiu concordando. Então completei: "Mas tomo a liberdade de lhes dizer que, pela maneira com que vocês vivem correndo e administrando o seu tempo, só vão se lembrar de Foz do Iguaçu daqui a alguns anos, quando a sua convenção voltar a ser sediada nesta mesma cidade. E aí sim, talvez alguns de vocês tragam esposa e filhos. Mas quem vai passear serão eles, enquanto vocês ficam assistindo a palestras como esta..." Rindo meio sem graça, a platéia concordou. É possível redimensionar o tempo nos cronogramas da empresa ou em alguns planos que traçamos. Mas há coisas que estão muito acima das limitações humanas e nelas o tempo é inflexível: principalmente o transcurso de nossas vidas, o crescimento dos nossos filhos, o convívio com nossos familiares e amigos, a nossa saúde física, mental e espiritual. Tive um professor que dizia: "Quem não prepara uma agenda adequada para programar o seu dia, age como quem entra em um pantanal e

sai matando cada jacaré que aparecer." Vai usando todo o seu tempo e suas forças para resolver tudo o que surge à sua frente, e acaba deixando em segundo plano os assuntos mais relevantes. Portanto, saber planejar o seu tempo é necessário não só para a vida pessoal, mas também para o sucesso profissional.

Algumas dicas para o dia-a-dia No início de cada dia, priorize suas atividades conforme a importância de cada uma. Mas programe somente uma quantidade de atividades que realmente possa ser feita em um dia. No último horário de cada semana, avalie como foi o período e anote suas metas para a semana seguinte. Faça o mesmo a cada final de mês. Dê prazos realistas para seus trabalhos, com alguma folga. É melhor sobrar tempo do que faltar. Agenda é meio, não fim. Programar o tempo é importante, mas não perca sua flexibilidade.

Reserve um tempo específico para tratar de seus assuntos particulares (telefonemas para familiares e amigos, pagamentos, médicos, etc.). Não se deixe escravizar pelo telefone. Reserve horários para telefonar e filtre os atendimentos. Deixe sua mesa livre, somente com os assuntos que você está tratando naquele dia. Mesa cheia de papéis rouba energia e aumenta o estresse. Faça pequenos intervalos no trabalho, de cerca de dez minutos pela manhã e à tarde, para mexer com o corpo e conversar amenidades. Reserve 60 minutos seguidos, todos os dias, para exercícios físicos, além de algum tempo para o lazer. Isso não rouba tempo de ninguém. Pelo contrário, esse hábito vai lhe dar mais energia para todas as outras atividades. E também vai lhe dar mais tempo de vida! Vamos cuidar bem do nosso tempo e aproveitá-lo bem. Em nossa vida, o tempo perdido é uma das poucas coisas que não têm seguro. ACOMAC BAHIA 51


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:09 Page 52

Espaço e Bem-estar

Por Cris Montenegro

Droog chega a Salvador com exclusividade para a Básica Uma das boas novidades que o showroom da Básica reservou para a sua inauguração, no último dia 16, foi a apresentação da Droog, marca holandesa que propõe peças de design aliando a funcionalidade ao bom humor. Trazida para o Brasil com exclusividade pela Decameron Design —que tem à frente o premiado designer paulista Marcus Ferreira—, em Salvador a grife será exclusiva da Básica, loja que tem móveis e objetos de design como carro-chefe. Desde 1993 a Droog vem se consolidando como um dos ícones mundiais do seu segmento. O que a marca propõe é a volta ao básico e ao simples, discutindo a cultura e o meio ambiente, além de criar conceitos inovadores que visam a mudar as perspectivas com foco no design humano e mental. Por trás disso, está um time de jovens designers de diferentes partes do mundo, sempre buscando o inusitado.

Air Wick Aqua Mist é o mais novo integrante da linha Bom Ar Air Wick O produto, diferentemente dos aerossóis tradicionais, não contém gás propelente em sua composição, por isso sua fragrância, inspirada em plantas cultivadas na água, é liberada de forma leve a natural, trazendo todo o frescor da natureza para a casa das consumidoras. Está disponível nos aromas: Lavanda & Brisa da Montanha, Magnólia & Flor de Cerejeira, Frésia & Jasmin e Fresh Waters. Com spray ultrafino e garrafa transparente 100% reciclável, Aqua Mist apresenta ainda outra vantagem exclusiva: pode ser usado em todos os ambientes da casa, inclusive em tecidos como sofás, camas e cortinas.

A cidade mais verde do mundo é do Brasil! Curitiba foi eleita a cidade mais verde do MUNDO! Ela foi a vencedora do Globe Award Sustainable City 2010, um prêmio internacional, que destaca anualmente as cidades empenhadas no desenvolvimento urbano sustentável. A capital paranaense foi escolhida por suas ações efetivas e sua abordagem holística das questões sócio ambientais. O primeiro lugar no pódio foi disputado também por Sydney (Austrália), Malmo (Suécia), Múrcia (Espanha), Songpa (Coréia do Sul) e Stargard Szczecinski (Polônia).

Design com identidade popular O arquiteto Mauricio Arruda criou a linha de móveis José. As peças são inspiradas nas feiras livres. A estrutura de chapa de teca certificada carrega caixas de plástico reciclado, que podem ser empilhadas. Já os pés de ferro possuem o mesmo desenho dos carrinhos dos carregadores de papel. Vale lembrar que a produção é calculada para minimizar o impacto ambiental, desperdiçando o mínimo possível de energia e material. www.mauricioarruda.wordpress.com 52 ACOMAC BAHIA


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:09 Page 53

Produto do bem Essa luminária de chão com base de madeira certificada é fabricada pela marca de móveis e objetos Raízes Design, que prima por matérias-primas ecológicas e dá ênfase à madeira de reflorestamento com selo FSC em sua mais nova coleção. Ferro envelhecido, couro e camurça também compõem a peça. www.raizesdesign.com.br

Xô, inércia! Limpeza e praticidade Com sistema Bag Free, o aspirador Brastemp Clean não utiliza saco de pó e possui como diferencial o Filtro HEPA, que filtra mais de 99% do ar, devolvendo-o limpo e tratado ao ambiente.

A fotógrafa Erin Hanson criou o projeto recovering Lazyholic, algo tipo “recuperando viciados em preguiça”. Ela usa lembretes recortados em papel –cartão colorido e colados por toda parte de sua casa (e pela vizinhança) para sacudir a inércia e nos lembrar de viver com intensidade o momento presente. O projeto inclui 12 dicas práticas para o combate à preguiça e gráficos bem-humorados que traduzem seu estado de espírito. Os kits podem ser comprados pelo site e distribuídos àqueles seus amigos preguiçosos que você deseja resgatar. http://recoveringlazyholic.com.

Relógio vinil www.imaginarium.com.br

Conforto e beleza Com design único, simples e requintado, essa mesa se encaixa confortavelmente no colo, com a almofada recheada com pérolas de isopor. O tampo é feito de madeira certificada e o tecido é de linho cru. www.rosadomundo.com.br

Mimo pra lá de útil Com design clássico e qualidade incomparável, esta mini geladeira portátil possui tecnologia exclusiva, resfria à 20ºC abaixo da temperatura ambiente ou aquece à 65ºC, com espaço suficiente para armazenar até quinze latas de 350 ml e acomoda também garrafas de 500 ml. A mini geladeira portátil ideal para armazenar bebidas e alimentos no escritório, dormitório, sala, varanda, bar e até no carro. www.multienergy.com.br

ACOMAC BAHIA 53


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:09 Page 54

Livros

Por Felipe Vergili

De Olho no Cliente David Freemantle Editora Sextante – Preço Médio – R$15,00 Livro que busca explicar e revelar que os pequenos gestos e os detalhes são a estratégia mais eficiente para conquistar o coração e a alma do cliente. David Freemantle não tem dúvida de que é preciso aproveitar cada oportunidade para agradar o cliente, de preferência sem se tornar repetitivo, monótono ou inconveniente. Por isso, as 50 dicas que o autor apresenta neste livro mostram como estabelecer um relacionamento agradável e produtivo, baseado em pequenas gentilezas, bom humor e competência.

VOCÊ – Marca Pessoal Roberto Alvarez Del Blanco Editora Saraiva, Preço Médio: R$ 39,90 As pessoas mais realizadas ou destacadas são as que constroem valor em suas marcas pessoais e depois o difundem, não só no seu trabalho, mas em seus relacionamentos e na sociedade. Isso é exatamente o que personagens tão diferentes como Napoleão, Bill Clinton, Madonna e Mahatma Ganghi têm em comum. Eles determinaram metas pessoais, desenvolveram ao máximo suas capacidades, foram disciplinados e trabalharam. Assim contruíram sua marca pessoal. É esta idéia que o professor Roberto Álvarez del Blanco propõe em seu livro: administrar a própria vida pode ser tão difícil como administrar uma grande empresa.

Marketing de Mídia Social: uma hora por dia Dave Evans Editora Alta Books – Preço Médio: R$50,00 Em tempos de Orkut, Facebook e Twitter, as empresas que sabem como lidar com o marketing em redes sociais podem fazer com que estes sites façam um trabalho de divulgação rápido e eficiente. Este guia, abrangente e concatenado, ensina como tornar a mídia social uma parte ativa do seu plano de marketing, para que você possa transformar as conversas que os consumidores estão tendo sobre sua marca, produto, serviço e empresa em uma vantagem competitiva sustentável. 54 ACOMAC BAHIA

A Hora da Verdade Jan Carlzon Editora Sextante – Preço Médio: R$20,00 O livro é um clássico da administração e um dos mais importantes livros de negócios, desde que foi lançado, nos anos 80. Ele apresenta o relato da extraordinária experiência de Jan Carlzon que criou um modelo inédito de administração, mudando os rumos da gestão empresarial e revolucionando o conceito de liderança. Carlzon inverteu a tradicional pirâmide hierárquica e delegou poder a todas as pessoas na linha de frente do atendimento. Assim, conseguiu superar uma das maiores crises da história da SAS, conquistando o prêmio "Empresa Aérea do Ano" em 1983. O que o autor chamou de "a hora da verdade" é o momento em que o cliente entra em contato com o pessoal da linha de frente: é nessas ocasiões que ele forma sua imagem da empresa e é essa experiência que o faz voltar ou não a procurar os seus serviços.


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:09 Page 55

Análise Técnica Clássica Flavio Lemos e Celso Cardoso Editora Saraiva, Preço Médio: R$ 44,00

Bem-vindo a Bolsa de Valores Marcelo Piazza Editora Saraiva Preço Médio: R$ 34,90 O livro é um guia didático que explica como ingressar no mundo dos investimentos, exclusivo para iniciantes, que ajuda a compreender o mecanismo dos investimentos com facilidade e rapidez para que o novo investidor consiga comprar e vender ações pela internet. Cresce o número de pessoas que se interessam em investir em ações, porém desistem ao imaginar a agitação e o universo, aparentemente incompreensível, da Bolsa de Valores. Antes de iniciar o primeiro contato com este mercado surgem algumas dúvidas, entre elas se é preciso ter muito dinheiro para começar, mas para investir em ações é um processo simples e independente, sendo que qualquer pessoa pode tornar-se um pequeno investidor.

Escrito pelo engenheiro civil Flávio Lemos e pelo analista de sistemas Celso Cardoso, ambos com MBA voltados a economia, o livro Análise Técnica Clássica orienta aqueles que trabalham no mercado financeiro a aprender a desenvover estratégias de médio, curto e também curtíssimo prazo. O livro busca mostrar que a análise fundamentalista estuda os ingredientes da “receita do bolo”, e faz com que o analista técnico, por meio do estudo da tendência das cotações, pode já ter uma boa idéia “do que está cozinhando”. Com apêndice de John Murphy e prefácio de Greg Morris, o livro da Editora Saraiva pode ser utilizada como fonte de consulta para analistas que queiram desenvolver e aprimorar seus métodos no estudo da análise gráfica no Brasil.

DesCasos Descasos - Uma Advogada Às Voltas com o Direito dos Excluídos Alexandra Szafir Editora Saraiva – Preço Médio: R$20,00 O livro reúne casos reais em que a advogada Alexandra Zsafir atuou em defesa de pessoas pobres e sem proteção social, estivessem eles em liberdade ou em instituições prisionais. A obra é um apanhado de histórias presenciadas pela autora em mais de dez anos de prática nos fóruns criminais. Nesse período, Alexandra conciliou seu trabalho como sócia de um importante escritório em São Paulo com a atividade gratuita prestada em penitenciárias, delegacias e associações. Irmã do ator Luciano Szafir, mãe de um casal de filhos (10 e 12 anos), Alexandra ganhou reconhecimento, recebeu do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) o Prêmio Advocacia Solidária e livrou da cadeia pessoas que passariam anos a fio sem ter direito a um defensor.

ACOMAC BAHIA 55


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:09 Page 56

Novidades

Por Cris Montenegro e Matheus Dunham

18ª Feicon Batimat A equipe da revista Acomac-Ba participou da 18ª edição da Feicon Batimat, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, e selecionou alguns dos lançamentos apresentados durante o evento. Confira!

Tomadas antichoque, SIMON 30

Eterplac Color, ETERNIT A linha Eterplac Color traz a mesma composição da tradicional. A diferença é encontrada no novo padrão de cores: marrom, branco neve, bege, verde, vermelho, azul e grafite. O produto recebeu tratamento na sua superfície e pintura, o que confere um perfeito acabamento e um visual inovador. É durável, flexível e resistente a umidade.

Simon 30 são tomadas antichoque que possuem uma trava interna, impedindo adultos e crianças de atingirem as partes energizadas com dedos ou objetos, ou seja, proteção em primeiro lugar. A tomada é fabricada em policarbonato e suporta impactos. O produto não fica amarelado, e tem durabilidade e elegância. Disponíveis em diversas cores: branco, marfim, verde (erva doce), azul, alumínio, champagne, grafite metalizado e grafite fosco.

Votomassa Premium Rápida Branca, VOTORANTIM Produto de última geração, a Votomassa Premium Rápida Branca excede as normas norte americanas, por ser rápida e possuir alto desempenho para assentar revestimentos. Pode ser usada para quase todas as superfícies e aplicações. O grande poder de adesividade e flexibilidade fazem com que ela seja considerada o mais avançado adesivo para grandes formatos e também peças de baixa espessura, porcelanatos, cerâmicas, pastilhas de vidro e pedras naturais claras. Contem secagem rápida com liberação em até quatro horas.

56 ACOMAC BAHIA

Monopol, VIAPOL A Viapol lançou um selante poliuretânico com nova fórmula e embalagem renovada. Possui secagem rápida ao toque (cerca de 1h30 à 2h). Por possuir excelente aderência, não exige aplicação do primer (fundo) e traz a grande vantagem de não manchar, mesmo exposto ao sol. O Monopol é indicado para selamento de aberturas. Um grande diferencial do novo produto é sua embalagem com praticidade no lacre do fundo da bisnaga, a fim de não permitir a entrada de ar e a precoce deterioração do produto. O Monopol está disponível em cartucho de 310 ml e saches de 600 ml, na cor cinza.


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:09 Page 57

Janela acústica, ATENUA SOM Conforto, qualidade e praticidade foram os objetivos alcançados pela Atenua Som no seu mais novo lançamento, a janela acústica de correr, modelo Plus. Uma janela com excelente redução sonora, de até 35dB. A janela acústica é um modelo de correr que pode ser instalado sobreposto pelo lado interno, mas também no vão - se necessário - pois possui exclusivo sistema de drenagem. A janela é versátil, com design clean e feita sob medida com grande variedade de cores. Sendo as mais comuns: branco, fosco, bronze e prata.

HiGlass, KOMECO A Komeco, tradicional marca de aquecedores e condicionadores de ar, lança na cor preta o HiGlass. Um condicionador de ar que garante a qualidade do ambiente, como ionizador e purifica e descontamina o ar; possui um filtro de carbono ativo que serve para eliminar odores e gases nocivos à saúde; e o auto clean, que serve para limpar automaticamente a evaporadora eliminando bactérias. O HiGlass contem a função sleep e o siga-me, que servem para programar a temperatura antes de dormir e controlar a temperatura do ar. Assim como o auto-reinício, função usada durante quedas de energia.

Cabo Flexível HEPR, SIL

Misturador LorenLoop, LORENZETTI

A SIL inova com o lançamento do cabo flexível HEPR multipolar. O produto traz mais segurança à instalação, pois o isolamento das veias é extrudada e feita de borracha etilenopropileno (EPR). Na parte externa é usado o PVC, por possuir característica antichama, que não propaga e auto-extingue o fogo. É recomendável para instalações elétricas fixas com tensão de 1kV, e atende empreendimentos estruturais, comerciais e residenciais.

A Lorenzetti traz para o mercado o misturador LorenLoop. A novidade atende o segmento de metais de luxo, com design único, formato moderno e assimétrico. O produto utiliza mecanismo monomix, possibilitando mistura gradual de água quente e fria em apenas um quarto de volta.

Corona Flex, CORONA A Corona Flex complementa e substitui os sistemas de acumulação, possuindo sistema eletrônico para o controle de temperatura, resistência blindada, jato obediente e inclinado.

LuminiKids, VERSAX Pensando na economia de energia, facilidade de instalação, aumento da vida útil da lâmpada e segurança para os filhos, a Versax lançou o seu mais novo produto: a Lumini Kids. Uma luminária três em um, com efeito de luz noturna, decoração infantil e ainda o dimer, ou seja, simples de instalar e fácil de usar.

ACOMAC BAHIA 57


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:09 Page 58

Novidades

Por Cris Montenegro e Matheus Dunham

Knauf Safe Board, KNAUF Chegou o mais novo produto de blindagem radiológica, que apresenta também alta dureza aos impactos com excelente isolamento acústico e acabamento desenvolvido pela Knauf. Uma chapa de gesso com aditivos especiais – Knauf Safeboard. Indicado para áreas de diagnóstico por raios–x e terapia de radiação de baixa intensidade, como salas de radiologia em hospitais e consultórios médicos e odontológicos.

Nereya, PIAL LEGRAND A linha Nereya, da marca Pial Legrand, traz tudo em um só produto: difusão sonora, dimmer, entre outras, e não apenas o acender e apagar de luzes. Destaque para o designer inovador.

Espelheira com gaveta acoplada, VIQUA

Rejuntamento Resinado Quartzolit, WEBER QUARTZOLIT O “Rejuntamento Resinado Quartzolit” é mais liso do que os outros produtos da marca devido a sua nova composição. Possui desempenho superior para rejuntar cerâmicas, principalmente em contato com a água. Disponíveis em embalagens de 1, 3 e 5 kg.

Módulo Anti-Blackout, SMS Chegou ao fim à escuridão nos momentos de apagão e falta de energia para a SMS e seus consumidores, com o lançamento do Módulo AntiBlackout, que possui uma bateria acoplada garantindo até seis horas de autonomia para circuitos de lâmpadas fluorescentes ou leds. Um dos grandes diferenciais do produto é que pode ser acionado por controle remoto ou interruptores convencionais e também o usuário tem a opção de deixar luzes acesas ou apagadas durante a queda de luz.

58 ACOMAC BAHIA

Inovação, exclusividade e custobenefício foram à aposta da Viqua no lançamento do seu novo produto a “espelheira com gaveta acoplada”. Com design personalizado e diferenciado, praticidade, durabilidade, beleza e ainda cinco anos de garantia, o item vem para ficar e ser o diferencial do mercado para a empresa.

Toldos enroláveis de lona, ZETAFLEX Inspirado em design italiano, os toldos enroláveis de lona modelo Zetalon® Verona e Zetalon® Bologna protege os ambientes da chuva e calor e ainda oferecem requinte ao local. O produto pode ser acionado por controle remoto ou interruptor, tornando o abrir e fechar facilitado, rápido e confortável. Produzidos em lona sintética e em diversas cores, não possui costura. O Zetalon® Verona é indicado para janelas e Zetalon® Bologna é um toldo-cortina que funciona com fechamento vertical.

Linha Icores, IQUINE A linha Icores, da Iquine, oferece nove variações em mais de 1.000 cores que foram desenvolvidas para diferentes tipos de ambiente e aplicações, buscando valorizar características, com produtos de alta qualidade e desempenho.


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:09 Page 59

Refletor de Led, FLC

Vivace e Crystal, SAMSUNG

Um refletor com baixo consumo de energia e emissão de calor, mas ao mesmo tempo com iluminação de alto brilho e grande vida útil (50 mil horas), assim é o refletor de Led da FLC. Indicado para iluminar jardins, fachadas, monumentos em praças públicas, estacionamentos, fábricas, entre outras, onde se pretende o estímulo de produtividade ou o consumo.

Os condicionadores de ar Vivace e Crystal garantem o conforto e o bem estar do consumidor, além de apresentar o equipamento “Vírus Doctor”, o qual elimina em até 99% bactérias e vírus (incluindo H1N1). A linha vem com design diferenciado e em tamanho menor do que produtos disponíveis no mercado.

FT15, FORTTI Um refletor com baixo consumo de energia e emissão de calor, mas ao mesmo tempo com iluminação de alto brilho e grande vida útil (50 mil horas), assim é o refletor de Led da FLC. Indicado para iluminar jardins, fachadas, monumentos em praças públicas, estacionamentos, fábricas, entre outras, onde se pretende o estímulo de produtividade ou o consumo.

Selante para cantos, AFIX Aliando custo-benefício, precisão, desempenho e qualidade, a Afix lança o selante para cantos, produto adequado e ideal para banheiros e cozinhas. Possui alta resistência à água, antimofo e resiste também aos danos causados por produtos abrasivos.

Viva Oggi, VIVA VENTO O Viva Oggi, criado pelo artista plástico Claudio Callia e produzido pela Viva Vento, traz ventilação de teto e iluminação em um só produto. Com design diferenciado, valoriza a decoração de diversos ambientes, com seu sistema de ventilação embutida, conferindo segurança no dia a dia para seus clientes.

Bloco asfáltico, CIPLAK O bloco asfáltico da Ciplak é ideal para áreas com recortes e forma uma proteção sem emendas. E acima de tudo, facilita na hora de colar mantas, calafetar e selar juntas, com ótimos resultados e mais economia.

ACOMAC BAHIA 59


acomac59:Layout 1 15/06/2010 17:09 Page 60

Novidades

Por Cris Montenegro e Matheus Dunham

Linha Elegance Fênix, ALIANÇA METALÚRGICA

Cabox flexíveis Eluma, ELUMA Os cabos flexíveis Eluma são indicados para instalações de luz e força, fiações internas de painéis, quadros e cubículos. São encontrados nas cores preta, branca, vermelha, verde e azulclaro. Espessuras de 10,0 mm² e 16,0 mm².

Chegou ao mercado a Linha Elegance Fênix, produto com design diferenciado, que complementa outra linha da mesma marca. Traz maçaneta mais robusta e possui como grande diferencial a ausência de parafusos aparentes nos espelhos e nas rosetas. Disponível em três modelos.

Polyplac sem toluol, PULVITEC

Telha Flameada, TOPTELHA

A linha Polyplac Sem toluol, da Pulvitec, é usada para colagem de madeira, compensados, MDF, borracha, entre outros. Não causa dependência química devido à sua composição.

A telha Flameada é um produto de três cores: vermelho (fundo) com mesclas de preto e marfim, e provoca sensações diferenciadas de acordo com a iluminação do local.

Porta elevável, ZELOART

Cascola Flextec FT-101, HENKEL A multinacional alemã Henkel traz para o Brasil o adesivo e selante Cascola Flextec FT-101, na cor cinza. O produto com exclusiva tecnologia Flextec Inside possui característica de selante e adesivo, sendo indicado para aplicações que exijam alto desempenho, inclusive em áreas úmidas ou com infiltrações. A empresa optou pela cor cinza para atender a necessidade de aplicações em fachadas externas. Até então, Cascola Flextec FT-101 era comercializado apenas na cor branca. 60 ACOMAC BAHIA

A Zeloart lançou a porta elevável que possui sistema de abertura inovador, composto por duas folhas móveis. Ao girar a maçaneta, a folha móvel sobe para correr ou desce para travar e vedar o piso. E graças a sua capacidade de vedação, a porta elevável tem ótima qualidade de isolamento térmico e sonoro.

Printpoint II, DIMEP O Printpoint II é o mais novo relógio de ponto da Dimep e visa atender a necessidade dos clientes com ótimo custo-benefício, facilidade operacional e menor mão de obra de operação. Além disso, traz um sistema patenteado de impressão em papel térmico.


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:56 Page 61

Estilo, MIDEA Condicionador de ar residencial moderno e funcional, com um visual único, o Estilo, da Midea, torna qualquer ambiente agradável.

Impermanta Pint, DENVER A Impermanta Pint, da Denver, é uma manta com acabamento para receber pintura. Pode ser aplicada em construção auto-protegida e coberturas brancas. Mantém o apelo ecológico em estruturas expostas, protegidas com impermeabilizantes que oferece redução do gradiente térmico.

Verniz Power Plus, LUCKSCOLOR Verniz poliuretano de excepcional durabilidade, isola a madeira de agentes agressores externos. A sua elevada flexibilidade permite acompanhar a dilatação da madeira evitando rachaduras. Disponível nas cores canela, cedro, imbuia, ipê e mogno.

Clipper TR230 GL, NORTON A Norton lançou um produto de corte para porcelanatos com grandes dimensões em perfeito estado, o Clipper TR230 GL. Máquina com excelente acabamento, com regulagem de corte reto ou em ângulo (0° até 45°), esta já vem acompanhada de disco diamantado, proporcionando cortes retos com excelência sem lascas e alto rendimento.

Arena Vision, PHILIPS

Novos sifões, ESTEVES Com design moderno europeu e com característica decorativa, a Esteves lançou três novos modelos de sifões. Opções de formas retas e quadras, conceito minimalista e linha escultural são marcas das novidades que possuem acabamento cromado.

Aproveitando a época da Copa do Mundo e também tendo em vista que o Brasil vai sediar o evento esportivo em 2014, a Philips lançou uma ótima opção para a iluminação de estádio: o ArenaVision. O produto viabiliza as melhores condições visuais e iluminação eficaz para fotografias e transmissão televisiva.

ACOMAC BAHIA 61


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:56 Page 62

Associados CAPITAL A & B TINTAS 3213-5773 3212-0612 aeb.tintas@yahoo.com.br A LUMINÁRIA 3312-5447 3312-1352 aluminaria@aluminaria.com.br BAHIACABOS 3277-6222 3277-6220 bahiacabos@bahiacabos.com.br BARREIRAS MAT CONST 3257-6250/5458 3306-8786 barreiras10@bol.com.br BOM DE PREÇO 3461-8566 3230-1459 jorgelj@pop.com.br BRIMAFE 3395-1430 3395-4020 brimafe@hotmail.com CASA AMÉRICA 3356-7055 3356-7665 casamerica@ig.com.br CASA ELOY 3186-7780/7777 3186-7799 D casaeloy@casaeloy.com.br CASA POPULAR 3306-0253 3405-3000 contato@casapopularbahia.com.br CASA PRONTA 3388-1002 3388-1002 bernardinocasapronta@gmail.com CASA SÃO JOÃO 3248-1033 3248-1027 CASARÃO DO PISO 3381-5927/5810 3244-2919 casaraodopiso@bol.com.br COMAMPAC 2109-3900 2109-3901 cordeiro@comampac.com.br COMERCIAL NOVOLAR 3398-2743 3218-5129 serafim@novolaronline.com COMERCIAL PARAGUAÇÚ 71-3326-9478 71-3326-9478 comercialp@ig.com.br COMERCIAL RAMOS 2102-7199 3113-4500 silvioacorrea@comercialramos.com.br CONSTRUMIX 3462-8484 / 3534-8007 financeiro@construmix-ba.com.br CONSTRUPISO 3253-8033/34/35 3255-8034 marcio@construpiso.com CONSTRUSOUZA 3393-3055 3393-0626 fac_costrusouza@terra.com.br CSA COM. FERRO 3385-6399 3385-6013 csaferro@yahoo.com.br DCB DISTR. CIMENTO 3301-7999 3301-7999 dcbdistribuidora@ig.com.br

EDG COMÉRCIO MAT. DE CONST. 7133935110/32135831 71-3393-5110 edgconstrucao@hotmail.com

PISOS E CIA 71-3389-6706 71-3244-9172 pisosecia@ibest.com.br

CASA AMORIM L. de Freitas 3378-8009 3378-8014 financeiro_adm@casaamorim.com.br

FARMAC 3381-6788 3244-5289 farmac@ig.com.br

PORTINARI 3246-8244 3246-7298 portifer@terra.com.br

CASA AVENIDA Jequié 73 3525-2062 - 3525-6983 casaavenida@terra.com.br

FERRAGENS BOM PREÇO 3322-7756 3322-7756

SETÚBAL MATERIAIS 3521-1229 3521-1824 setubal2001@ig.com.br

CASA BAHIANA Camp Formoso 74 3641-1455 - 74 3645-2404

GARGUR 3281-7600 - 3281-7608 gargur.mat.const@hotmail.com

SHOW DE PISOS 3257-2992 3385-6314

CASA CAMPOS Barreiras 77 3612-9900 diretoria@casacampos.com

SJT MADEIREIRA 3244-1825 3244-1825 stjmateriais@hotmail.com

CASA GARRIDO Sr do Bonfim 74 3541-4110 - 74-3541-4119

SUPER LOJA JB 3371-4523 o mesmo

CASA J. BARROS Entre Rios 75 3420-2207 - 75-3420-2012 casajbarros@ig.com.br

GOYA MAT CONSTR 3241-0903 3302-6501 lojagoya@hotmail.com IRMÃOS QUEIROZ 71- 3503-8080 3503-8086 david@irmaosqueiroz.com.br LEO MADEIRAS 71-3255-3000 3255-3030/3032 alexandre_moreira@leomadeiras.com.br LOJA DO TOTY 3521-2168 3521-1596 fertimac2@hotmail.com MADEIREIRA CRISTO REY 3255-5353 3244-2845 madcristorey@ig.com.br MADEIREIRA BROTAS 3418-9999 contato@madeireirabrotas.com.br MAT. DE CONSTRUÇÃO SALES 3371-7054 3461-0691 salesadm@hotmail.com MADEIREIRA ITAPON 3286-8800 3286-8825 comprasitapoan@terra.com.br MADEIREIRA SÃO FELIPE 3256-2114 - michellyburgues@gmail.com MADEIREIRAS E TELHAS 71-3362-2922 3371-7639 madeirasetelhas@gmail.com MASTER MATERIAIS 3356-3982 3232-6609

CASA NOVA MATERIAIS P/CONST. Ibicarai 73-32422020 73-32422020 alessandrobarberino@hotmail.com

TEND TUDO 2108-5000 3210-8500 gmachado@tendtudo.com.br

CASA O FERRAGEIRO Paulo Afonso 75 3281-3030 - 75-3281-3030 francisco@ferrageiro.com.br

TERWAL MÁQUINAS 3326-8801 3326-8899 ahiltiner@terwal.com.br

CASA PAULINO MAT. Jequié 73-3525-9814 - 73-3525-2823 casapaulinos@yahoo.com.br

VAREJÃO DAS CORES 3555-9619/9602 3312-0062 varejaodascores@yahoo.com.br VIVENDA 3244-3399

CDC ACABAMENTOS Tx. de Freitas 73-3311-2000 - 73-3311-2001 sabrina@cdcacabamentos.com.br CHALÉ BELA VISTA Mucuri 73-3206-1187 - 73-3206-1187 aloysio_souza@yahoo.com.br

3244-3454

CORINGA MATERIAIS 71 3301-0235 manuela_sl@hotmail.com

71 3301-8363 CIMETAL MAT. CONST. Canavieiras 73 3284-3652 3284-2886 cimetalmat@gmail.com

ESCALA MAT DE CONST. 71-3304-4725 71-3304-4725 escalamat@yahoo.com.br

CKL L. de Freitas 3379-0980

ESCALA MAT DE CONST. 71-3213-6688 71-3393-1376

NERI COML DE TINTAS 3521-0098 edivalneri@gmail.com NOGUEIRÃO 3395-0722 nogueirao@terra.com.br NORDESTÃO 3255-2150 3389-8364 onordestao@gmail.com NOVOLAR 3521-1573 3521-1614 novolarltda@terra.com.br O BAIANÃO 3381-1605 3244-9935 obainotintas@ig.com.br O BRASILEIRO 3388-1001 3388-7100 obras@obrasileiro.com.br O FAZENDÃO 3616-3586 3616-3586 adm@ofazendao.com.br

DISMEL 3340-0401 3340-0477 luciano@dismel.com.br

O REI DA CONSTRUÇÃO 3377-2645/6019 oreidaconstrucao@ig.com.br

DR MAT DE CONST. 3376-3322 3376-7910 drmateriais@ig.com.br

O TIJOLINHO 3359-1479 3353-1769 paricron@hotmail.com

ELEMATEC 3356-7588 3357-7580 elematec@atarde.com.br

OGUNJÁ 3371-8840 alfredo@ogunja.com.br

ESCALA MAT DE CONST. 71-3304-2965 71-3304-2965 escalaconstrucao@hotmail.com

PARFEL * 3316-8700 3312-9722 parfel@parfel.com.br

3379-0336

COFET Vit. Conquista 77 3424-0000 77-3424-0000 cofet.ltda@gmail.com

SILFERMA 71-3305-0728 3305-0728 silfermareimatec@terra.com.br

COMAPEL Sto Ant. Jesus75 3631-8000 comapel@mma.com.br

TORRES MAT. DE CONST. 71-3395-1384 71-3395-3439 torresadm@hotmail.com

COMTEBRA COML L. de Freitas 71 3377-6944 atelhabranca@bol.com.br

N. P TEXEIRA MAT COST 32857132 3286-0866

DEP. SÃO JERONIMO 3215-2180 3215-2179 afranioezelia@ig.com.br

62 ACOMAC BAHIA

TEA TINTAS 3234-0355 3381-3678 teatintas@ig.com.br

INTERIOR

CONLAR Itabuna

A CASA DO CONSTRUTOR Conc. do Jacuipe 75 3243-2412/3243-1413 ANDAIME Barreiras 77-3614-7000 / 77-3614-7022 andaime@andaimeloja.com.br

73 3214-8300 - 73 3214-8311

CONSTR. COSTA E SILVA Medeiros Neto 73 3296-1748 construcostaesilva@uol.com.br CONSTROLUX Ipirá - 75-3254-1515 - 75-3254-2171 constrolux@ipiranet.com.br

APOIO DA CONST Amargosa - 75 3634-2009 apoiodaconstrucao@gmail.com ATAKE MAT CONST Itabuna 73 3617-3322 / 73 3215-0576 kenzomateriais@hotmail.com B. RODRIGUES Simões Filho 3396-9515 3396-9515 anibalbr@veloxmail.com.br

CONSTRUA MAT CONSTR Camaçari 3624-2949 3624-2218 asn_ja@hotmail.com CONSTRUFÁCIL Itabuna 73-3612-2651 3612-2651 construfacilms@hotmail.com CONSTRUFORT Valença 75 3641-4810 - 73 3641-0012

BELLO FERRAGENS L. de Freitas 3379-3446 belloferragens@pop.com.br

CONSTRULAJE MAT Ipira 75-3254-2222 - 75-3254-1473

BELLOLAR Simões Filho 71 3396-3174 3396-6204 bello_lar@hotmail.com

CONSTRUMAD Camaçari 71 3621-7144 3621-1560 vendas@construmad.com.br

BRITOFER COM FERRO Ilheus 73 3231-5725 / 73-3221-5703 britofer.ferro@gmail.com

CONSTRUSHOP Euc. da Cunha 75-3271-1932 - 3271-1932 osvaldo@construshop.com.br

CAÇULINHA Itabuna 73 3617-6543 / 73-3617-6543 escritoriocaculinha@okbahia.com

CORTES E RAMOS Boquira 77 3645-2590 ramos_reginaldo@hotmail.com

CAJAZEIRA Camacan 73-3283-1665/1212 3283-1665 gmfbahia@hotmail.com

DIMACOL MAT CONSTR Cacule 77 3455-1320 - 77 3463-1826 diretoria@dimacol.com.br

73-

CANTEIRO DE OBRAS Petrolina 87-3983-3000 - 87- 3864-4424 financeiro@canteirodeobras.net

DISMACON Alagoinhas 75 3422-1903 3422-3770 dismacon@uol.com.br


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:56 Page 63

DOMINGUINHOS Itabuna 73 32371503 73 32371503

MADEIREIRA MARAVILHA Bom J. da Lapa 77-3481-2032 - 3481-2032 madmaravilha@pollynet.com.br

ELDA MAT CONSTRUÇÃO Sta M. da Vitoria 77 3483-1450 - 77-3483-1450 netodaelda@hotmail.com

MADEIREIRA MIRENNA Jaguarari 74-3532-1836 74-3532-1836 madeireiramirenna@bol.com.br

EXTRA CONSTRUÇÃO Itabatã 73 3605-3030 - 73-3603-3030 extraconstrucao@bol.com.br

MADEIREIRA SERAFIM Juazeiro 4-3612-4301 - 3612-4301 madeireiraserafim@ig.com.br

FERMACON MAT. CONSTR. Barreiras 77-3614-4000 - 77-3614-4020 fermacom@uol.com.br

MADEIROL Esplanada 75 3427-1413 - 3427-1414 madeirol@bol.com.br

GUILHERME MATERIAL Poções 77-3431-1645 - 3631-1105 guilhermeconstrucoes@hotmail.com

MADEMIL Guanambi 77 3451-1129 mademil@micks.com.br

NACIONAL MADEIRA Juazeiro - 74-3611-7091 - 74-3611-8623 nacionalmadeira@bol.com.br

POPULAR MAT CONSTR. Porto Seguro - 73 3288-9554 depositopopular@yahoo.com.br

NOG Sto Ant. Jesus75 -3311-2977 75-3311-2970 nogplaca@hotmail.com

PORTAL DA ILHA MAT. Vera Cruz 3682-1006 3682-1009 portaldailha2002@yahoo.com.br

O BARATÃO DA CONSTRUÇÃO Ipiau - 73 3531-4129 - 73 3531-4180 obarataodaconstrucaoipiau@hotmail.com

R.E BAZAR MAT CONST E TRANSP Eunapolis 73 3261-5827 73 3261-5827 rejane_110@hotmail.com

O CASARÃO Eunápolis - 73 3262-3000 3262-3015 ocasarao.eu@inforloc.com.br

RURAL QUIMICA AGROPECUÁRIA Itabuna 73-2102-4000 73-2102-4006 /4008 ruralquimica@hotmail.com SAMOM Barreiras 77-3611-5222 - 3611-4066 samomba@yahoo.com.br

HIDRALUZ Canavieiras 73 3284-3868 73-3284-3868 hidraluzcanavieiras@yahoo.com.br

MAGOL Cansanção 75 3274-1224 ranulfogomes@uol.com.br

ORGANIZAÇÃO MACEDO Irecê 74 3641-3914 - 74-3641-3914 macedomc@holistica.com.br

HIPERLAJE Camaçari 71 3678-1145 713678-2021 hiperlaje@hotmail.com

MANSÃO DA CONSTR. Simões Filho 3396-1179 palaciopalacio@ig.com.br

PAI MENDONÇA Itabuna 73-3215-8490 - 73- 3215-8490 paimendonca@paimendonca.com.br

IMPACTO CIMENTOS L de Freitas 3379-9329 ocoelho@csv.com.br

MATECOL S. Mig. das Matas 75-3676-2106 matecolsm@hotmail.co

PAMAC Almadina - 73 3247-1406 pablorochak1@hotmail.com

MATIZ CORES E TINTAS F. de Santana 75-2102-9090 75- 2102-9051 cita@matiztintas.com.br

PASSOS CONSTRUÇÕES Ribeira Pombal - 75 3276-1858 assosconstrucoes@hotmail.com

3379-9328

INTER PISOS Jequie 73 3526-5317 - 73-3526-5317 interpisos@oi.com.br LOBO RURAL Camaçari - 3674-0011 - 3674-0138 loborural@ig.com.br

PISART Simões Filho 3298-2087 3298-2087 pisart@ibest.com.br

MERCANTE Feira de Santana 75-3604-9000 - 75-3604-9022 benilda@mercante.com.br

LOJAS BURITI Itabuna 73 3613-5777 lojasburiti@hotmail.com

PREMAPÁ MAT CONST. Camaçari 71 3623-1122 3623-1122 - premapa@premapa.com.br

NOSSA SRA APARECIDA Luis Eduardo Mag. - 77 3628-1792 girottosecco@uol.com.br

SCHRAMM MATERIAIS L. de Freitas 3377-1155 3377-1828 construmax.schramm@gmail.com TELEBLOCOS MATERIAIS Candeias 3605-3601 3601-1303 teleblocos@terra.com.br TOTAL MAT CONSTR. L. de Freitas 3369-2550 gerson@totalmc.com.br

3369-2550

VAPT BLUE L. de Freitas 3378-2025 33782025/2247 vaptblue@hotmail.com VILAS BOAS Jacobina 74-3312-0062 74-3312-0062 - vbmc@newnet.com.br

LYDER DA CONSTRUÇÃO Vera Cruz 71-3633-1703 3681-8166 xlconstrucao@uol.com.br

MONIC HIPER S Sebast do Passé - 3655-4193 3655-3190 ipermonic@hotmail.com

PJ CONSTRUÇÕES Itabuna 73 3612-7600 3617-5793 pjconstrucoes@globo.com

VIVA BEM MAT. CONSTRUÇÃO COTEGIPE Cotegipe - 77-3621-2245 - 77-3621-2123 cristiana_ac@hotmail.com

MAD. SIMONICA L de Freitas - 3617-3870 3617-3852 simonica_vendas@hotmail.com

MP CONSTRUÇÕES Candeias - 3601-2680 3601-2680 mpconstrucao@hotmail.com

POPULAGE C. E MAT DE CONST. Camaçari - 3616-2271 - 3616-2270 populage@populage.com.br

WEBER MAT CONSTR Canavieiras 73 3284-1672 - 3284-3384 weberjrmat@yahoo.com.br

Guia do Representante WALTER MELO REPRESENTAÇÕES Rua João B. Cerqueira, 251 - 1002 - Bl. C - Pituba Cep.: 41.830-580 - Salvador - BA Telefax.: (71)3353-8404 Cel.: 8778-8404 e-mail: walterlight@yahoo.com.br ALTENA BRASIL, ALTENA PLUS, VENTILADORES SPIRIT - Contato: WALTER MELO

IN BAHIA REPRESENTAÇÕES LTDA. R. Waldemar Falcão, 227 - Shopping Horto Center - Sala 210 Brotas - Cep.: 40.296-710 Salvador - BATelefax.: (71) 3276-0234 Tel.: 3492-8804 - Cel.: 9168-1221 email: inbahia@uol.com.br STAM

UNIÃO MUNDIAL

(Fechaduras / Cadeados) (Dobradiças / Ferragens)

MANTAC (mangueiras / tubos)

VENTISOL (Ventiladores / Exaustores)

MACX/COLA (Argamassa / rejuntes)

Contato: ITAMAR MARQUES / LUCIA

ROBERT REPRESENTAÇÕES LTDA Rua Arthur de Azevedo Machado, 317 - Sala 101 Telefax: 71 3342-7293 / 7284 - 71 8133-2699 email.: robert@atarde.com.br EUCATEX / FORMICA / BASE COMPONENTES

Contato: ROBERT

LEANDRO DO OESTE REPRESENTAÇÕES

Telefone: 75 3223-1780 / 7280 / 77 9115-9788 email.: jorgecorreia@terra.com.br EXPAMBOX (Armários de Banheiro) UNOCANN (Tubos e Conexões) / ARGALIT

Contato: JORGE LEANDRO

DÍNAMO REPRESENTAÇÕES LTDA. Loteamento Marissol II, Q. 12 Rua Itagi Cep.: 42.700-000 Lauro de Freitas - BA Telefax (71) 3378-7330 Cel.: (71) 9967-6721 e-mail: dinamorep@gmail.com CERÂMICA INCESA - BASSANI MADEIRAS Contato: CELSO SOARES

PUMA REPRESENTAÇÕES LTDA Av. Paulo Filadelfor, nº 30 - Vitória da Conquista-BA CEP: 45050-020 - Telefax: 77 3421-2063 / 77 9135-4860 email.: pumarepresentacoes@yahoo.com.br

D MARTINS REPR. LTDA R. Priscila B. Dutra, 263 - Vilas do Atlântico - Quadra A Lote 24 - CEP - 42700-000 Fone / Fax:(71) 3369-0104 - Cel:9982-1510/8127-2277 e-mail: dmartinsltda@terra.com.br

DECA METAIS / SICMOL S.A. / COTTO BAHIA (Cerâmica Fenix) / VISTA BELLA (Cerâmicas)

VEDACIT (Impermeabilizantes), VIQUA (Torneiras e Plasticos de engenharia), MAGNET (Haste de aterramento), INTRAL (Reatores e Luminárias), PRYSMIAN

Contato: JÚNIOR ALMEIDA

CARLOS CALDAS REPRESENTAÇÕES LTDA Rua Bombeiro Eliezer de Alexandrino, 144 - Bloco C Ap. 202 - Boca do Rio - Salvador-BA Telefax: 71 3231-3797 / 71 9987-2220 / 8771-2220 email.: carlos_caldas@terra.com.br COBRECOM - AMANCO - STOC METAIS SANITÁRIOS - RED DIAMOND (Discos e Brocas)- Contato: CARLOS CALDAS

Contato: MARTINS

AGRESSIVA REPRESENTAÇÕES Rua Djalma Dutra - nº 350 - loja 113 - Cep.: 40255-000 Shopping Sete Portas - Telefax: (71) 3312-6836 Cel: (71) 9195-0271 - Email: agressiva.acm@oi.com.br Paraboni - ( Ferramentas ), Herc - ( torneiras, armários, filtros, assentos ), MomFort - (ferramentas p/ pintores e pedreiros), Alumasa- (caixa de descarga e escadas de alumínio), Forusi - ( fios e cabos), F.C.- (extensões e mat. elétricos, telefonia), Hidropal - (metais), D'Tools - (ferramentas), Contato: Antonio Carlos (ACM) e D. Yolanda

ACOMAC BAHIA 63


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:56 Page 64

Guia do Representante

64 ACOMAC BAHIA


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:56 Page 65

ACOMAC BAHIA 65


acomac59:Layout 1 15/06/2010 15:56 Page 66

Guia do Representante

PARA ANUNCIAR: (71) 3344-1911 / 1624 CEL: (71) 9207-4337

CONTATO: MARA MACHADO


Acomac 59  

Revista Acomac-Ba

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you