Page 18

especial

O CAMINHO PARA A

CULTURA DA PAZ

AUTORES DO LIVRO “O INFERNO SOMOS NÓS”, LEANDRO KARNAL E MONJA COEN DEBATEM O PODER DAS ATITUDES INDIVIDUAIS PARA COMBATER O ÓDIO NA SOCIEDADE Por Karina Fusco

18 CAMPINAS CAFE

incessante de aprendizado. “Devemos acordar o eu, desprendido do ego, dos apegos e das aversões”, alertou. Em entrevista exclusiva para a Campinas Cafe, Leandro Karnal e Monja Coen compartilham seus conhecimentos inspiradores para buscarmos uma sociedade menos agressiva e mais acolhedora. Quais são os principais acontecimentos históricos que evidenciam essa mudança do bem para o mal e vice-versa? Leandro Karnal: A história é uma sequência quase que contínua de movimentos de ódio, de guerra e de intolerância. Os momentos de paz e de boa convivência são excepcionais. Um exemplo é a Revolução Francesa que, apesar de tanta violência, falava do direito de cada um seguir a sua religião. No Brasil, a eliminação de grupos, como em Canudos, e a Guerra do Contestado, são exemplos de movimentos marcados por extrema violência. Temos uma das piores taxas de homicídios do mun-

“O TÍTULO DO LIVRO FOI INSPIRADO NO FILÓSOFO FRANCÊS JEAN-PAUL SARTRE, QUE DISSE QUE ‘O INFERNO SÃO OS OUTROS’, MAS, NA VERDADE, ESTÁ EM NÓS, PARTE DE NÓS”

Foto: Divulgação.

m encontro no dia 17 de setembro de 2017, em São Paulo, entre um renomado historiador e professor e uma jornalista que se tornou uma conceituada monja, resultou no livro “O inferno somos nós: Do ódio à cultura de paz”, lançado pela Papirus Editora. Nas 112 páginas da obra, Leandro Karnal e Moja Coen discorrem sobre temas que despertam a reflexão sobre nossas atitudes individuais e fatos históricos. Os autores estiveram no Teatro Iguatemi Campinas no dia 18 de abril para um debate sobre cultura de paz, tolerância, respeito às opiniões divergentes e mudanças que devem partir de cada um de nós. Aplaudidos em pé por mais de 500 pessoas logo que surgiram no palco e também ao final do evento, eles esbanjaram carisma. “O título do livro foi inspirado no filósofo francês Jean-Paul Sartre, que disse que ‘O inferno são os outros’, mas, na verdade, está em nós, parte de nós”, explicou Karnal. Para Claudia Dias Batista de Souza, a Monja Coen, a vida é um processo

Campinas Cafe | edição 282 | abril 2018  
Campinas Cafe | edição 282 | abril 2018  
Advertisement