Issuu on Google+

Galeria de exposições temporárias Rua Gil Vicente 86-A | 3000-202 Coimbra Telef.: 239 703 259 / 917 766 093 http://galeriaalima.com

34480

Horário: Dias úteis da terça a sexta - das 16 às 20 horas - Sábados e Domingos - das 15 às 19 horas

33133

Albuquerque e Lima

PREÇO 0,75\ | 2ª SÉRIE | ANO 14 | Nº 728 | 12 JUNHO DE 2014 SEMANÁRIO À QUINTA-FEIRA | EDIÇÃO COIMBRA DIRECTOR LINO VINHAL | www.campeaoprovincias.pt | telef. 239 497 750 | fax 239 497 759 | e-mail: jornalcampeaodasprovincias@gmail.com

34650

Telem.: 919 539 983 CABAÇOS 3250 PUSSOS

BMW SÉRIE 5 520 D

AUDI A 4 AVANT QUATTRO S LINE 2.5 TDI

FORD FIESTA 1.4 TDCI TITANIUM

Sindicalismo com Independência

RENAULT MÉGANE SPORT TOURER 1.5 DCI

email: geral@brumotor.com web: www.brumotor.com Santa Luzia - Mealhada Telem.: 910 240 856 917 590 367 / 917 611 969

Padaria e Pastelaria

JOSÉ SIMÕES LOPES

Julgamento começa na próxima semana

Arguida do homicídio de Montes Claros (Celas) defende-se com a acusação Ana Saltão, inspectora da Polícia Judiciária que irá começar a ser julgada, segunda-feira (16), sob suspeita de matar uma avó do marido, aponta em sua defesa “todo o acervo probatório” indicado na acusação pelo Ministério Público (MP), apurou o “Campeão”. Na contestação enviada ao Tribunal, a advogada Mónica Quintela insiste na inocência da inspectora, residente na Maia (Porto), e sustenta que no dia do homicídio ela nem sequer esteve em Coimbra. Página 03 PUBLICIDADE

COFRAGENS CONSTRUÇÃO CIVIL

Telems.: 916 253 224/916 720 838 Rua Vale Ferreiro - RELVAS 3250-423 PUSSOS/S. PEDRO - Alvaiázere

34701

Telef.: 236 636 428 / Telem.: 919 732 674 | jsl_cof@hotmail.com Rua da Senhora da Orada, n.º 50 PORTELA DO BRÁS - 3250-420 REGO da Murta - AVZ

CONSTRUÇÕES ALCIDES de: Alcides dos Santos Silva

Telef.: 236 655 428 - Telem.: 914 507 071 BARQUEIRO - ALVAIÁZERE

Freguesia de Santo António dos Olivais em festa

34658

ita re Di

Avenida Fernão de Magalhães

Fabrico Próprio

Telefone 239 985 492

a Ru

Há 52 anos (desde 1962) que Coimbra ouve falar da consVIA CENTRAL trução de uma Via Ru a Central na “Baixa” Di re ita da cidade, a ligar a avenida de Fernão de Magalhães à rua Rua da Moeda Loja do Cidadão da Sofia, e já foram efectuadas várias demolições de prédios para ali passar o Metropolitano ligeiro de superfície. “Agora vai mesmo!” - garante Manuel Machado, o presidente da Câmara Municipal, ao “Campeão”, reiterando o anúncio que fez, segunda-feira, na reunião da edilidade. O autarca assegura o seu empenho pessoal no projecto, que estará pronto para ser aprovado no Verão, a que seguirá o respectivo concurso e a obra, em 2015. Página 09 Rua João Cabreira

Doces Tentações!

34648

D

D6R¿

5XDG

Via Central é para avançar mesmo

34221

Manuel Machado sobre projecto na “Baixa” de Coimbra por concretizar há 52 anos

a -de-seman m fi te s e s o Visite-n FESTA DE SANTO ANTÓNIO 13 de Junho 20h00 - Eucaristia Solene 21h00 - Procissão com a imagem de Sto. António

Alteração de trânsito

Dia 12 António Noite de Stº me hé Bo a Band

AD ELO Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego

34297

Marchas presentes: Stº Antº Olivais Arregaça Santa Clara Souselas Cegonheira Barqueira Meãs

Rua António Lima Fragoso, 22 . 3060-216 Cantanhede Tel.: 231 419 550 - Fax: 231 419 559 . E-mail: geral@adelo.pt website: http://www.adelo.pt

34256

Rua do Brasil, n.º 489, 1.º Dto - 3030-175 COIMBRA

Tel: 239 838 745 Fax: 239 838 745 coimbra@snqtb.pt


12

POLĂ?TICA

2

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

DE JUNHO DE 2014 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Justiça

Isabel Namora quer aproximar cidadĂŁo ao sistema

InquĂŠrito a decorrer

CĂ´rte-Real demite-se da Direcção Regional de Cultura Artur CĂ´rte-Real, director de serviços na Direcção Regional de Cultura do Centro (DRCC), desde 2012, demitiu-se, quinta-feira (05), do cargo, estando a decorrer um inquĂŠrito que poderĂĄ dar lugar a processo disciplinar. A titular da DRCC, Celeste Amaro, disse que ele optou pela apresentação da demissĂŁo devido a “questĂľes internas de serviçoâ€?. O inquĂŠrito, cujo desfecho poderĂĄ ditar a instauração de processo disciplinar, irĂĄ ser efectuado sob a alçada do Gabinete PUBLICIDADE

de EstratÊgia, Planeamento e Avaliação Culturais da Secretaria de Estado da tutela. Licenciado em História, variante de Arqueologia, e mestre em Arqueologia Clåssica, pela Universidade de Coimbra, Artur Côrte-Real foi responsåvel SHORSURMHFWRGHYDORUL]Dção do núcleo romano de ,GDQKDD9HOKD(P iniciou um trabalho de arqueologia no Mosteiro GH 6DQWD &ODUDD9HOKD que culminou com aquele museu a ser considerado uma referência nacional e internacional.

tiça prestado aos cidadĂŁosâ€?, acentuou a presidente da nova comarca de Coimbra. Ao aludir ao futuro maior distanciamento, do ponto de YLVWDItVLFRGHDOJXQVFLGDGmRV em relação ao sistema de -XVWLoD,VDEHO1DPRUDDGPLWH tratar-se de um problema, mas propĂľe-se agir para o atenuar. “Encontramo-nos disSRQtYHLV SDUD SRQGHUDU H VXJHULUPHGLGDVÂľFDSD]HVGH aproximar do Tribunal os PXQtFLSHV GRV FRQFHOKRV D que nĂŁo correspondem comarcas, sendo que em alguns vai haver apenas instâncias de SUR[LPLGDGHGLVVHDMXt]D Empossada pelo vice-presidente do Conselho Superior de Magistratura, An-

“A melhoria da resposta nĂŁo depende de qualquer fĂłrmula secreta ou mĂĄgicaâ€?, admitiu a presidente da futura comarca de Coimbra

WyQLR-RDTXLP3LoDUUD,VDEHO 1D JHVWmR GR 7ULEXQDO 1DPRUD GHFODURX VHQWLUVH da comarca de Coimbra, cuja honrada pela nomeação para iUHDJHRJUiÀFDFRUUHVSRQGHj RH[HUFtFLRGDQRYDIXQomR do distrito, intervêm tambÊm

a magistrada do MinistĂŠrio PĂşblio Maria JosĂŠ BandeiUD H R DGPLQLVWUDGRU 9tWRU Mendes.

PSD/Coimbra

Paulo JĂşlio candidata-se Ă  Mesa da Assembleia 3DXOR -~OLR H[OtGHU GD Câmara Municipal de Penela, vai candidatar-se Ă  presidĂŞncia da Mesa da Assembleia Distrital do PSD/ Coimbra, disseram fontes partidĂĄrias ao “CampeĂŁoâ€?. A candidatura, que poderĂĄ ser a Ăşnica ao cargo, ĂŠ apoiada por Fernando Guerra, presidente cessante da sobredita Mesa e que se SHUĂ€OD SDUD D OLGHUDQoD GD &RPLVVmR 3ROtWLFD 'LVWULWDO

(CPD) social-democrata. Guerra terĂĄ como opositor 0DXUtFLR0DUTXHV Paulo JĂşlio e Fernando Guerra sĂŁo apoiados pelos autarcas social-democratas eleitos para liderarem cinco PXQLFtSLRV GR GLVWULWR FRnimbricense (Ricardo Alves, Arganil; JoĂŁo Moura, Cantanhede; Raul Almeida, Mira; JosĂŠ Brito, Pampilhosa da 6HUUD/XtV0DWLDV3HQHOD  A disponibilidade de

Paulo JĂşlio para suceder a Fernando Guerra prende-se com o propĂłsito “dar um sinal forte de abertura do PSD a todos os militantes do distrito interessados em participar mais activamente na vida do partido, independentemente de querelas internasâ€?, aspirando, ainda, o ex-autarca jPRELOL]DomRGRVFLGDGmRV em geral. Gestor no sector priva-

do, hoje em dia, Paulo Júlio Ê membro da Comissão 3ROLWLFD 1DFLRQDO GR 36' e foi secretårio de Estado. Fernando Guerra conta como apoiantes, entre outros, Manuel Costa Andrade, Paulo Mota Pinto, Carlos Encarnação, António Maló de Abreu, JosÊ Belo, Francisco Andrade, Mårio Maduro, Gil Patrão, João 5HEHOR /XtV $OFRIRUDGR H /XtV3DLVGH6RXVD

34656

“A melhoria da resposta (‌) nĂŁo depende de qualquer fĂłrmula secreta ou mĂĄgica, mas, seguramente, de elementos simplesâ€?, advertiu. 1HVWHFRQWH[WRDSUHVLGHQWH da nova comarca de Coimbra alertou para a necessidade de ´HTXLOtEULRGDFDUJDSURFHVsualâ€? em função dos meios humanos. 6HJXQGR,VDEHO1DPRUD a reforma do sistema judiciĂĄULRFRQVWLWXLXPGHVDĂ€RSDUD quem acredita haver muito por onde o melhorar. â€œĂ€ gestĂŁo processual presidirĂĄ como objectivo Ăşltimo e Ăşnico a melhoria da qualidade do serviço de Jus-

34277

A aproximação do cidadĂŁo ao sistema de Justiça foi apontada, sexta-feira (6), pela presidente da futura comarca de Coimbra, como um dos objectivos do seu mandato. “Se conseguirmos aproximar o cidadĂŁo do sistema de Justiça teremos, certamente, FXPSULGRXPDSDUWHVLJQLĂ€FDtiva do que nos propusemosâ€?, DĂ€UPRXDMXt]D,VDEHO1DPRUD ao ser investida no cargo. Para a magistrada judicial, ´pSRVVtYHOTXHRVLVWHPDGH Justiça venha a alcançar um melhor desempenho, quando gerido numa relação de proximidade com quem nele exerce funçþesâ€?.


12

QUINTA-FEIRA

ACTUALIDADE

DE JUNHO DE 2014 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

3

www.campeaoprovincias.pt

Crime de Montes Claros

Arguida aponta em sua defesa o “acervo probatĂłrioâ€? da acusação A inspectora da PJ Ana SaltĂŁo – que irĂĄ começar a ser julgada, segunda-feira (16), sob suspeita de matar uma avĂł do marido – aponta em sua defesa “todo o acervo probatĂłrioâ€? indicado na acusação pelo MinistĂŠrio PĂşblico (MP), apurou o “CampeĂŁoâ€?. Desse acervo probatĂłrio farĂĄ parte o depoimento testemunhal do investigador que ĂŠ titular do inquĂŠrito no âmbito da PolĂ­cia JudiciĂĄria, JosĂŠ Cardoso. Posto isto, se, hipoteticamente, por qualquer razĂŁo, o MP viesse a prescindir de tal testemunho, o inspector teria de ser ouvido, a pedido da defesa da arguida. Na contestação enviada ao Tribunal, a advogada MĂłnica Quintela insiste na inocĂŞncia da inspectora, residente na Maia (Porto), e sustenta que no dia do

homicĂ­dio ela nem sequer esteve em Coimbra. A arguida, que esteve preventivamente presa durante perto de meio ano, estĂĄ acusada de assassinar, com mais de uma dĂşzia de tiros, a ex-empresĂĄria Filomena Gonçalves, 80 anos de idade. A falta de obtenção da arma do crime, por parte da PJ, leva a advogada a dizer que a arguida “nĂŁo retirou, nĂŁo subtraiu, nĂŁo se apoderou nem por qualquer meio se apropriouâ€? da pistola e/ou das muniçþes idenWLĂ€FDGDV QRV DXWRV FRPR estando distribuĂ­das a uma colega de Ana SaltĂŁo “ou de quaisquer outrasâ€?. Uma das testemunhas arroladas pela defesa ĂŠ uma sobrinha da vĂ­tima, Graça Gonçalves, em prisĂŁo preventiva sob acusação de WUiĂ€FRGHGURJD A apresentar-se hĂĄ 13 meses, a tĂ­tulo de medida de

Jovens arguidos por atear fogo

Chuva e a PolĂ­cia impediram o pior A queda de chuva, na terceira semana de Maio, e a PolĂ­cia JudiciĂĄria impediram que actos criminosos de um grupo de jovens, apanhado a atear chamas, em S. Martinho do Bispo, tivessem provocado incĂŞndios de proporçþes preocupantes. A tĂ­tulo de brincadeira (de mau gosto), vĂĄrios rapazes dedicaram-se a pĂ´r fogo, com isqueiros, no polĂ­gono da Escola Superior AgrĂĄria de Coimbra, e a frequĂŞncia com que agiram fazia temer o pior. De 07 a 17 de Maio, quatro arguidos e outro rapaz de idade inferior a 15 anos atearam cerca de 30 focos de ignição que vieram a desenvolver-se HPLQFrQGLRVĂ RUHVWDLVGH pequena dimensĂŁo. FICHA TÉCNICA EDIĂ‡ĂƒO COIMBRA www.campeaoprovincias.pt

Os quatro arguidos, com idades entre os 16 e 18 anos, foram interceptados, pela PolĂ­cia JudiciĂĄria, e, mediante decisĂŁo judicial, estĂŁo obrigados a apresentar-se trĂŞs vezes por semana Ă  PSP. Os cinco rapazes sĂŁo membros de um grupo maior, mas nem sempre agiam todos, e a maior parte deles sĂŁo estudantes pouco dados a cumprir as obrigaçþes escolares. Dois dos arguidos e o menor de 16 anos frequentavam um lar da Obra do Padre Serra, disse ao “CampeĂŁoâ€? fonte da instituição. Os rapazes “agiram num quadro de diversĂŁo e atracção pelo fogoâ€?, referiu a PJ, em comunicado, assinalando que os factos geraram “grande alarme socialâ€?.

coacção, Ana SaltĂŁo viu o MP requerer o agravamento da mesma, na sequĂŞncia da dedução de acusação de autoria de alegado homicĂ­GLRTXDOLĂ€FDGR A iniciativa da entidade titular da acção penal estĂĄ a ser analisada pelo Tribunal da Relação de Coimbra, depois de o juiz JoĂŁo Ferreira ter entendido que a acusação deduzida nĂŁo implica a passagem da arguida para regime de prisĂŁo domiciliĂĄria. Uma “senda populistaâ€?

Na resposta à promoção do agravamento da

medida de coacção, Mónica Quintela invoca o Código de Processo Penal para sustentar que a apresentação mensal da sua constituinte consiste numa medida de coacção irrecorrível. A advogada lembra que, a nove dias de se esgotar o prazo de prisão preventiva (sem haver, então, acusação deduzida), o MP requereu a aplicação de uma medida de coacção (apresentação mensal) bem menos severa. Neste contexto, a causídica alude ao afastamento da procuradora Maria João Barata da titularidade do inquÊrito do foro criminal,

dizendo que ele ocorreu “na sequĂŞncia de uma campanha difamatĂłria, manipuladora e claramente pressionante, levada a cabo pelo Correio da ManhĂŁ, citando, normalmente, fontes da PJâ€?. “O MinistĂŠrio PĂşblico alterou a respectiva postura processual no que concerne Ă s medidas de coacção a aplicar Ă  arguidaâ€?, faz notar a advogada. Sendo assim, acrescenta a jurista, a entidade titular da acção penal “carece de interesse em agirâ€?, porquanto o recurso para o Tribunal da Relação “pĂľe em causa uma decisĂŁo

judicial concordante com a anterior postura processualâ€? [do MP]. Ao imputar ao MinistĂŠrio PĂşblico uma “senda populistaâ€?, MĂłnica Quintela rotula de “pura demagogia e tentativa de manipulaçãoâ€? a motivação inerente ao pedido de passagem de Ana SaltĂŁo para regime de prisĂŁo domiciliĂĄria. Tal como â€œĂŠ inaceitĂĄvelâ€?, prossegue a advogada, “que o MP dĂŞ como certo que a arguida praticou o crimeâ€? de homicĂ­dio qualiĂ€FDGRSRUTXHHVWiDFXVDGD “esquecendo propositadamente o princĂ­pio da presunção de inocĂŞnciaâ€?.

Colectivo de juĂ­zes coadjuvado por trĂŞs mulheres e um homem TrĂŞs mulheres e um homem sĂŁo os cidadĂŁos seleccionados para coadjuvar trĂŞs juĂ­zes de carreira no julgamento de uma inspectora da PolĂ­cia JudiciĂĄria, Ana SaltĂŁo, acusada de ter matado uma avĂł do marido, apurou o “CampeĂŁoâ€?. O magistrado judicial que irĂĄ dirigir a audiĂŞncia de julgamento, JoĂŁo Ferreira, fez questĂŁo de haver, pelo menos, um homem entre os jurados. Num universo de 18 prĂŠ-jurados havia 12 mulheres e seis homens. O elenco de jurados efectivos ĂŠ constituĂ­do por uma empregada de balcĂŁo, licenciada,Tânia Xisto, 30 anos de idade; um electricista, Leonel Couceiro, 41 anos; uma secretĂĄria, Lurdes Correia, 51 anos; e Alexandra Salgado, 41 anos, trabalhadora de uma empresa de produtos alimentares. SĂŁo suplentes uma educadora de infância, uma empregada num bar, uma escriturĂĄria e uma licenciada em GestĂŁo. Ao aludir Ă  natureza da função de jurado, JoĂŁo Ferreira alertou para o grau de exigĂŞncia inerente Ă  busca da verdade, fazendo notar que cabe ao Tribunal concluir se foi, ou nĂŁo, a arguida a cometer o crime.

A função de juĂ­zes e de jurados nĂŁo consiste em encontrar um(a) culpado(a), consiste em aferir se a prova a produzir em audiĂŞncia de julgamento dita a condenação da arguida, vincou o magistrado judicial. Ao abrigo das suas prerrogativas, a procuradora do MinistĂŠrio PĂşblico (MP) Ă‚ngela Bronze excluiu XPDJHQWHFRPHUFLDOTXHFRQIHVVRXWHUGLĂ€FXOGDGHGH impedir que os impulsos lhe tolham a capacidade de discernimento. Membro do elenco de juradas suplentes, uma escriturĂĄria considerou que “tudo apontaâ€? para a hipĂłtese de atribuição de culpa Ă  inspectora da PJ, mas assinalou que isso nĂŁo basta para a punir. A advogada MĂłnica Quintela, defensora de Ana SaltĂŁo, perguntou, por exemplo, aos prĂŠ-jurados se preferem que haja um(a) inocente na cadeia ou um(a) culpado(a) sem punição. A audiĂŞncia de julgamento terĂĄ inĂ­cio a 16 de Junho. O colectivo de juĂ­zes ĂŠ composto por JoĂŁo Ferreira, Fernanda Almeida e Alexandra Silva, cabendo aos procuradores Jorge LeitĂŁo e Ă‚ngela Bronze representar o MinistĂŠrio PĂşblico.

PUBLICIDADE

Limpa ChaminĂŠs Desentupimentos de Esgotos 7 dias da semana

917 179 115 - JosĂŠ Lopes

Telefone 239 497 750 | Fax 239 497 759 | E-mail jornalcp@mail.telepac.pt Editor/Propriedade REGIVOZ, Empresa de Comunicação, Lda. Rua Adriano Lucas, 216 Az. D - Eiras 3020-430 Coimbra | NIPC: 504 753 711 Director-Adjunto Rui Avelar (responsåvel executivo por esta edição) | Gerente da Redacção JosÊ Fidalgo 239 497 750 (ext. 38) | Redacção Luís Santos (C.P. 722), Rui Avelar (C.P. 613), Benedita Oliveira (C.P. 6622), Geraldo Barros (C.P. 6555) e Luís Carlos Melo (C.P. 2555), Telefone 239 497 750 (ext. 55, 56 e 57), Fax 239 497 759 | Sede/

34453

R.A.

Tempo Rådio do Clube da Comunicação Social de Coimbra

Esta semana no programa “A COR DO SOMâ€? do CLUBE DA COMUNICAĂ‡ĂƒO SOCIAL DE COIMBRA estamos Ă  conversa com o PROF. JOSĂˆ DIAS COIMBRA um homem de largo percurso de vida com destacada actividade na Ă rea polĂ­tica e social (ligação como presidente Ă  Câmara Municipal de Arganil, AIRC e Santa Casa da MisericĂłrdia de Arganil entre outras).

Redacção: Rua Adriano Lucas, 216 Az. D - Eiras 3020-430 Coimbra Director Comercial Carlos Gaspar Directora de Marketing e Publicidade Adelaide Pinto 239 497 750 (ext. 27), adelaide.pinto@mail.telepac.pt Paginação e Maquetagem Nuno Miguel Peres | Impressão FIG - Indústrias Gråficas, S.A.; Rua Adriano Lucas, 3020-265 Coimbra | Distribuição VASP - Sociedade de Transportes e Distribuição, Lda. R. da Tascoa, n.º 16 - 4.º Piso, 2745-003 Queluz, Telef. 214 398 500, Fax 214 302 499 Registo SRIP sob o n.º 222567; ISSN: 1645 - 2968; ICS: 122568 | Depósito Legal n.º 127443/98 Preço de cada número 0,75\ Assinatura anual 30,00\ | Tiragem mÊdia: 9.000 exemplares

Os pagamentos para o CampeĂŁo das ProvĂ­ncias em cheque devem ser emitidos em nome de “Regivoz, Empresa de Comunicação, Lda.â€?. TambĂŠm podem ser feitos por transferĂŞncia bancĂĄria atravĂŠs do NIB: 001000003179749000225


FIGURAS DA SEMANA

4

www.campeaoprovincias.pt

Ascensor

A

S U B I R

à lvaro Amaro – O economista, presidente da Câmara Municipal da Guarda e outrora autarca de Gouveia, foi uma das ilustres personalidades distinguidas pelo Presidente da República, nas cerimónias do 10 de Junho. à lvaro Amaro, ex-secretårio de Estado da Agricultura do Governo liderado por Cavaco Silva, recebeu o título GH*UDQGH2ÀFLDOGD2UGHPGR,QIDQWH'+HQULTXH

QUINTA-FEIRA

DE JUNHO DE 2014 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Rodrigo Maia 5RGULJR0DLDDQRVGHLGDGHTXDGURVXSHULRUGDHPSUHVDGH&RLPEUD&ULWLFDO 6RIWZDUHDFDEDGHVHUHOHLWRSUHVLGHQWHGRFXUVRGHGR*OREDO([HFXWLYH0%$ do IESE Business School (Barcelona). Com 14 anos de actividade, dividida entre o ensino superior e a indĂşstria tecnolĂłgica, o engenheiro electrotĂŠcnico e de computadores alcançou, com esta graduação, mais um importante marco na sua carreira. 'HSRLVGHWHUREWLGRRXWURVr[LWRVSURĂ€VVLRQDLVFRPDOLGHUDQoDGHSURMHFWRVFRPR R´6RIWZDUHGHERUGRGRVDWpOLWH6HQWLQHOÂľ FXMRODQoDPHQWRHVWiSUHYLVWRHP  ou o “Sistema de gestĂŁo de postos de carregamento de veĂ­culos elĂŠctricos - Mobi.Eâ€?, Rodrigo Maia dedicou-se, nos Ăşltimos tempos, Ă  gestĂŁo de engenharia e Ă  liderança tĂŠcnica do mercado de HQHUJLDHPRELOLGDGHQD&ULWLFDO6RIWZDUH2FXUVRDTXH0DLDSUHVLGHHVWiFODVVLĂ€FDGRQRUHVSHFWLYRVHJPHQWRSRU´7KH(FRQRPLVWÂľHSHOR´)LQDQWLDO7LPHVÂľFRPRXPGRVFLQFRPHOKRUHVGRPXQGRVHQGR UHFRQKHFLGRSHORHOHYDGRQtYHOGRVHXFRUSRGRFHQWH RULXQGRGHPDLVGHSDtVHV $SRVWDVFRPRHVWD da Critical Software sĂŁo uma pedrada no charco do tecido industrial portuguĂŞs, onde rotinas de gestĂŁo antiquadas, baseadas apenas na prĂĄtica adquirida, continuam a proliferar, disse Rodrigo Maia ao “CampeĂŁoâ€?.

Martins Nunes – O presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar e UniversitĂĄrio (CHUC) congratulou-se com a obtenção do PrĂŠmio SaĂşde SustentĂĄvel em Cuidados Hospitalares. O galardĂŁo foi entregue, sexta-feira (06), em Lisboa, levando Martins Nunes a considerar que se trata de um prĂŠmio ´JUDWLĂ€FDQWHDUDRVSURĂ€VVLRQDLVGRKRVSLWDOHSDUDDFLGDGHGH Coimbraâ€?. O administrador hospitalar sublinhou, em declaraçþes Ă  agĂŞncia noticiosa Lusa, que esta distinção “contribui para a marca &RLPEUDÂľHSDUDDDĂ€UPDUFRPRXPDUHIHUrQFLDQRTXHjVD~GH Fernando Lima – O advogado e gestor foi re- diz respeito. O PrĂŠmio SaĂşde SustentĂĄvel, promovido pelo Jornal conduzido, sĂĄbado (07), como grĂŁo-mestre do Grande de NegĂłcios e pela farmacĂŞutica multinacional SANOFI, com a Oriente Lusitano (Maçonaria). Fernando Lima de Valadas parceria da Accenture, vem juntar-se Ă  Medalha de Ouro atribuĂ­da )HUQDQGHVWLQKDVLGRHOHLWRSHODSULPHLUDYH]HP pelo MinistĂŠrio da SaĂşde, em Abril, e ao primeiro lugar alcançado ocasiĂŁo em que sucedeu a AntĂłnio Reis. Desta vez, tendo na lista dos hospitais do Serviço Nacional de SaĂ­de, em Fevereiro como opositores Daniel Madeira de Castro e Francisco deste ano. Para alĂŠm do PrĂŠmio SaĂşde SustentĂĄvel, o CHUC foi Carromeu, averbou 57 por cento dos votos. distinguido com uma menção honrosa na categoria de Sustentabilidade EconĂłmica e Financeira. O reconhecimento dos bons JĂŠssica Augusto – Portugal conquistou, na Ăşltima resultados ĂŠ, segundo Martins Nunes, “uma recompensa para os VHPDQDD7DoDGD(XURSDGHPHWURVQRVHFWRUIH- SURĂ€VVLRQDLVTXHDSHVDUGDVGLĂ€FXOGDGHVWrPGLVSRQLELOLGDGH minino. Para este resultado contribuĂ­ram as atletas JĂŠssica para ajudar o hospitalâ€? a liderar em diversas ĂĄreas. Augusto, que obteve a segunda posição, e Sara Moreira, que alcançou o terceiro posto. A equipa portuguesa, que JosĂŠ Sousa – Com natural facilidade, JosĂŠ Sousa, da Xistarca esteve presente na capital da MacedĂłnio, integrou, ainda, (Coimbra), foi o vencedor da 8.ÂŞ Meia Maratona da Figueira da &DWDULQD5LEHLURVpWLPDFODVVLĂ€FDGDQDSURYD1DFRP- Foz, com o tempo de 1h10m56s, prova que este ano apresentou petição masculina, Portugal foi apenas sexto, entre sete XPQRYRĂ€JXULQRIHLWRDXPDVyYROWDTXHFRQWHPSORXD]RQD selecçþes que formaram equipa. ribeirinha e deu outro colorido Ă  cidade. Depois de percorridos os primeiros seis quilĂłmetros, JosĂŠ Sousa jĂĄ levava quase um de Nuno de Figueiredo – O escritor conimbricense re- DYDQoRHPUHODomRDRVHJXQGRFODVVLĂ€FDGRTXHIRL'DQLHO3HL[RWR cebeu, terça-fera (10), em Vila Viçosa, o PrĂŠmio LiterĂĄrio GD$WOHWDQHWĂ€FDQGRQRžOXJDU1XQR7LQRFRGD$FDGpPLFD GH)ORUEHOD(VSDQFD²3RHVLD´/RQJRFDPLQKR Quanto Ă  prova feminina, a vencedora foi PatrĂ­cia Carreira (OFF para casaâ€?, editado pela MinervaCoimbra, ĂŠ o tĂ­tulo da Runners Leiria), logo seguida da sua irmĂŁ, ClĂĄudia Carreira (indiviobra distinguida. Engenheiro civil, Figueiredo conquis- dual). Esta prova incluĂ­a tambĂŠm uma mini maratona e caminhada, WRXHPR3UpPLRGH-RmR-RVp&RFKRIHO&DVDGD QXPSHUFXUVRGHVHLVTXLOyPHWURVWHQGRSDUWLFLSDGRFHUFDGH Escrita (instituĂ­do pela Câmara Municipal de Coimbra). pessoas, enquanto na prova principal o nĂşmero de inscritos andou eDXWRUHQWUHRXWUDVREUDVGH´5HQGLomRHWUHYDVÂľ UR- perto do meio milhar. PDQFHGLVWLQJXLGRFRPRSUpPLRGH$OYHV5HGRO  “O desencanto em cantoâ€? e “CrepĂşsculoâ€?. Natural de Paulo Barradas – A Bluepharma, cujo Conselho de AdmiCoimbra, onde reside e trabalha, o escritor ĂŠ engenheiro nistração ĂŠ liderado por Paulo Barradas, assume-se, cada vez mais, FLYLOHLQLFLRXDDFWLYLGDGHOLWHUiULDKiSHUWRGHDQRV como um referĂŞncia incontornĂĄvel na investigação farmacĂŞutica e produção de medicamentos, contribuindo para alavancar o desenvolvimento nacional nesta ĂĄrea e, ao mesmo tempo, increA D E S C E R mentar o Produto Interno Bruto (PIB). A sede da empresa, em SĂŁo Martinho dos Bispo (Coimbra), foi visitada, Ăşltima semana, HĂŠlder Ferreira – O antigo presidente do Sindicato pelos ministros da SaĂşde e da Economia, respectivamente, Paulo GRV7UDEDOKDGRUHVGRV,PSRVWRVHFKHIHGDSULPHLUD5H- 0DFHGRH$QWyQLR3LUHVGH/LPD2VJRYHUQDQWHVĂ€FDUDPDSDU partição de Finanças de Coimbra, constituĂ­do arguido sob das Ăşltimas inovaçþes da Bluepharma, nomeadamente, o Luzitin, VXVSHLWDGHKDYHUUHFHELGRFHUFDGHHXURVDWURFR fĂĄrmaco destinado Ă  ĂĄrea da oncologia, que irĂĄ entrar agora em fase de eventual favorecimento por contratação de apĂłlices GHHQVDLRVFOtQLFRV3DXOR0DFHGRH3LUHVGH/LPHVĂ€FDUDDLQGDD GHVHJXURVDEUDQJHQGRIXQFLRQiULRVĂ€OLDGRVQRVREUHGLWR conhecer o trabalho de investigação desenvolvido pela subsidiĂĄria VLQGLFDWRHVWiDFRQVHJXLUHVFDSDUjVQRWLĂ€FDo}HVGLVFL- GD%OXHSKDUPDD7UHDW8FXMRWUDEDOKROHYDGRDFDERFRQVLVWH SOLQDUHVGD$XWRULGDGH7ULEXWiULDH$GXDQHLUD,QFDSD] no desenvolvimento de tecnologias farmacĂŞuticas com aplicação GHQRWLĂ€FDURVHXIXQFLRQiULRTXHUHPFDVDTXHUQRVHX no tratamento e cura de diversos tipos de cancro. local de trabalho, a referida entidade recorreu ao DiĂĄrio da RepĂşblica para fazer avançar a instauração de dois Joana Amaral Dias – “O CĂŠrebro da PolĂ­tica – Como a processos disciplinares. SHUVRQDOLGDGHHPRo}HVHFRJQLo}HVLQĂ XHQFLDPDVHVFROKDV LuĂ­s de Matos – O ilusionista conimbricense, cuja carreira tem sido reconhecida alĂŠm fronteiras, entre os seus pares, acaba de ser distinguido com a comenda da Ordem do Infante D. Henrique. O mĂĄgico foi uma das SHVVRDVDJUDFLDGDVSHOR3UHVLGHQWHGD5HS~EOLFDQDV comemoraçþes do Dia de Portugal, ocorridas, terça-feira, na cidade da Guarda.

12

polĂ­ticasâ€? ĂŠ o tĂ­tulo do livro de Joana Amaral Dias, apresentado, ontem, na Quinta das LĂĄgrimas, em Coimbra. Publicada pelas Ediçþes 70, a nova obra da psicĂłloga foi apresentada pelo Provedor da Justiça, Faria Costa. Neste livro, Joana Amaral Dias propĂľe-se a compreender melhor porque os governantes agem de determinada maneira, como se tomam certas decisĂľes e o que FDXVDFRQĂ LWRVDWUDYpVGHXPDDQiOLVHGRKRPRSROLWLFXVIRFDGD na Psicologia individual e social. A ex-deputada do BE defende, ainda, que a Psicologia PolĂ­tica nĂŁo procura apenas compreender como se pensa ou sente mas tambĂŠm o porquĂŞ, transcendendo a anĂĄlise polĂ­tica tradicional. JoĂŁo Almeida – O Director Geral da AcadĂŠmica Futsal vai ser o novo seleccionador de futsal do Bahrein, revelou o sĂ­tio NotĂ­cias de Coimbra. JoĂŁo Almeida torna-se, assim, no mais novo seleccionador nacional no universo FIFA, depois de ter sido o mais MRYHPFDPSHmRGLVWULWDOHĂ€QDOLVWDGD7DoD1DFLRQDOGH-XYHQLVH de Juniores. Sob a sua liderança, a AcadĂŠmica Futsal revitalizou a formação e a equipa sĂŠnior, bem como o futsal universitĂĄrio, em que a AAC foi campeĂŁ nacional nas duas provas disputadas e garantiu a presença nos Europeus. MĂĄrio Silva – “(Des)Ordem Urbanaâ€? ĂŠ o tĂ­tulo de uma exposição de pintura do mestre MĂĄrio Silva, que serĂĄ inaugurada no prĂłximo sĂĄbado (14), pelas 18h00, no espaço da Associação Magenta, na Figueira da Foz. A mostra, que irĂĄ estar patente ao pĂşblico atĂŠ 11 de Julho, pretende dar a conhecer ao grande pĂşblico uma ampla selecção de obras reveladoras da criatividade heterogĂŠnea e contestatĂĄria do pintor. SerĂĄ, tambĂŠm, ocasiĂŁo em que serĂĄ lançado o primeiro cartaz da iniciativa criativa “ADN MĂĄrio Silvaâ€?. Jorge Seabra²$REUD´&LQHPD7HPSRPHPyULDDQiOLVHÂľ GDDXWRULDGH-RUJH6HDEUDpODQoDGDDPDQKm  SHODVK na sala de Francisco SĂĄ de Miranda (Casa Municipal da Cultura de Coimbra). A apresentação ĂŠ feita por AbĂ­lio Hernandez e JoĂŁo Paulo AvelĂŁs Nunes. Manual destinado a todos os investigadores e estudantes que pesquisam e estudam o fenĂłmeno FLQHPDWRJUiĂ€FRHVWHOLYURFRQVWLWXLXPDDERUGDJHPFRQFHSWXDO jVUHODo}HVHQWUHĂ€OPHHWHPSRQRTXDOVmRGLVFXWLGDVDVUD]}HV explicativas da secundarização existente em algumas ciĂŞncias VRFLDLVVREUHDXWLOL]DomRGRĂ€OPHFRPRREMHFWR-RUJH6HDEUD ĂŠ professor de HistĂłria e EstĂŠtica do Cinema na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Desde os inĂ­cios dos anos 90 [sĂŠc. XX] que investiga as relaçþes entre o cinema, a memĂłria e a identidade tendo, nesse âmbito, produzido uma tese de PHVWUDGR  GHGRXWRUDPHQWR  HIHFWXDGRGLYHUVDV publicaçþes, conferĂŞncias e orientado seminĂĄrios sobre o assunto. Recentemente, concluiu uma investigação sobre o discurso do poder republicano e “estadonovistaâ€? relativo ao cinema, no âmbito do qual produziu um dicionĂĄrio temĂĄtico, projecto que IRLDSRLDGRSHOD)XQGDomRSDUDD&LrQFLDH7HFQRORJLDeDLQGD investigador integrado do Centro de Estudos Interdisciplinares do SĂŠculo XX, pertencendo ao grupo “Correntes ArtĂ­sticas e Movimentos Intelectuaisâ€?, no qual coordena a ĂĄrea “O Cinema HR7HPSRÂľ

PUBLICIDADE

34114


12

QUINTA-FEIRA

DE JUNHO DE 2014 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

FACTOS DA SEMANA www.campeaoprovincias.pt

5

Obras “urgentesâ€? no Convento Antiga fĂĄbrica Triunfo vai ser uma farmacĂŞutica S. Francisco custam 526 000 euros A antiga fĂĄbrica de bolachas da Triunfo, na Pedrulha, em Coimbra, datada de 1953 e que se encontra devoluta e degradada desde hĂĄ vĂĄrias A correcção das “anomalias gravesâ€? no Centro de CondĂŠcadas, vai ser recuperada para a instalação de uma empresa de comĂŠrvençþes e Espaço Cultural do Convento de S. Francisco, cio por grosso de produtos farmacĂŞuticos, actividade complementar de em Santa Clara, estĂĄ avaliada em 526 000 euros (sem IVA) LQG~VWULD2SHGLGRGHYLDELOLGDGHVROLFLWDGRSHODHPSUHVD2IĂ€FH3DUTXH e as obras vĂŁo ser feitas por ajuste directo, conforme foi DSURYDGRVHJXQGDIHLUDQDUHXQLmRGD&kPDUDGH&RLPEUD Triunfo – Investimentos ImobiliĂĄrios, foi aprovado favoravelmente, por XQDQLPLGDGHQDUHXQLmRGHVHJXQGDIHLUDGD&kPDUD0XQLFLSDOGHVGH Nestes trabalhos incluem-se a drenagem e impermeabilizaque o requerente efectue todas as obras de urbanização, nomeadamente ção do piso -4 (fosso de orquestra), assim como das paredes XPQyGHDFHVVRQDDQWLJD(1FRPURWXQGDD6XOHUHFWLĂ€FDomRGRDUde contenção do auditĂłrio, dos poços dos elevadores, da FREHUWXUDDMDUGLQDGDHUHFWLĂ€FDomRGDUHGHGHGUHQDJHP ruamento em frente do terreno. Para adaptar a Triunfo Ă s novas funçþes, os promotores pretendem manter as caracterĂ­sticas e o carĂĄcter arquitecpluvial, como tambĂŠm a impermeabilização do pavimentĂłnico do edifĂ­cio original, construir um outro edifĂ­cio, demolir, ampliar e alterar outros, e vir a utilizar o espaço do to da praça que cobre o estacionamento. Existem, ainda, antigo infantĂĄrio para actividades lĂşdico-cultural. O projecto inclui 165 lugares de estacionamento (131 privados e 34 outras obras a realizar, que, segundo a vice-presidente do S~EOLFRV FRPDiUHDEUXWDGHFRQVWUXomRDVHUGHPHWURVTXDGUDGRV3DUDRSUHVLGHQWHGD&kPDUD0XQLFLSDO MunicĂ­pio, Rosa Reis Marques, estĂŁo a ser avaliadas pelo de Coimbra, “esta ĂŠ uma intervenção importante, por recuperar uma zona degradada e criar postos de trabalhoâ€?. gabinete do arquitecto Carrilho da Graça, responsĂĄvel pelo SURMHFWRDĂ€PGHVHUODQoDGRFRQFXUVRS~EOLFRLQWHUQDFLRQDOHR&HQWURSRVDFRPHoDUDIXQFLRQDUHPĂ€QDLVGH Segundo a autarca, a programação, gestĂŁo e manutenção Eduardo Catroga defende revisĂŁo do Convento de S. Francisco, como Centro de Convençþes com o seu contributo enquanto associados, quer como da Constituição H(VSDoR&XOWXUDOFXVWDUij&kPDUDFHUFDGHPLOK}HV voluntĂĄriosâ€?. “Esta foi uma decisĂŁo estratĂŠgica, que em de euros por ano. muito contribuiu para o reconhecimento da excelĂŞncia no O ex-ministro das Finanças e conselheiro de Pedro serviço Ă  comunidade, sendo os Bombeiros de Penela pio- Passos Coelho defendeu, em Coimbra, que a Constituição QHLURVQRSDQRUDPDQDFLRQDOQDTXHVWmRGDFHUWLĂ€FDomRGD tem de ser mudada. Eduardo Catroga interveio, quintaCupcakes ajudam a estudar Milhares de cupcakes estiveram Ă  venda, sĂĄbado, na qualidadeâ€?, conforme sublinha a Direcção da corporação. -feira (06), na conferĂŞncia-jantar “Quintas na Quintaâ€?. Coordenador do programa eleitoral do PSD, nas eleiçþes praça de 08 de Maio, em Coimbra, revertendo a favor do legislativas de 2011, Eduardo Catroga partilhou a opiniĂŁo projecto “Sementes do Saberâ€?, da CĂĄritas, que adquire lide que ĂŠ importante uma revisĂŁo constitucional que insvros e material escolar para crianças e jovens com carĂŞncia FUHYDOLPLWHVDRGpĂ€FHQD/HL)XQGDPHQWDO&RQWXGRR econĂłmica. A iniciativa contou com um extenso programa ex-governante nĂŁo partilha das crĂ­ticas do Governo aos de animação, bem como de uma venda solidĂĄria realizada juĂ­zes do Tribunal Constitucional que, recentemente, por diversas empresas e particulares que doaram uma “chumbaramâ€? trĂŞs artigos do Orçamento do Estado percentagem das receitas ao projecto. O ponto alto foi a para 2014. Eduardo Catroga defendeu que o princĂ­pio venda de milhares de cupcakes, confeccionados pelo cafĂŠ GDVXVWHQWDELOLGDGHĂ€QDQFHLUDGR(VWDGRGHYHHVWDULQVe pastelaria A Brasileira, tendo sido decorados no local crito na Constituição e que, nesse aspecto, “os partidos por algumas das crianças e jovens jĂĄ apoiadas pela CĂĄride Esquerda deviam dar um contributo de humildade tas. O projecto “Sementes do Saberâ€? surgiu em 2011 no democrĂĄtica para rever a Constituiçãoâ€?. Centro ComunitĂĄrio S. JosĂŠ (CCSJ), da CĂĄritas Diocesana de Coimbra, e pretende tambĂŠm encontrar padrinhos que ajudem crianças e jovens dos Bairros da Rosa e Ingote a Tocha e Olhos da Fervença adquirir os livros e material escolar de que necessitam para com “Qualidade de Ouroâ€? cada ano lectivo. Na apresentação da iniciativa “Sementes A Quercus - Associação Nacional de Conservação da do Saberâ€? estiveram presentes o padre LuĂ­s Costa, presi1DWXUH]DDWULEXLXDFODVVLĂ€FDomRGH´4XDOLGDGHGH2XUR dente da CĂĄritas Diocesana de Coimbra, a tĂŠcnica Graça ÂľjSUDLDGD7RFKDHjSUDLDĂ XYLDOGH2OKRVGD)HUFerreira, o sĂłcio-gerente de A Brasileira, LĂşcio Borges e o YHQoD &DGLPD  VHJXQGR DQXQFLRX D &kPDUD 0XQLFLSDO presidente da AgĂŞncia de Promoção da Baixa de Coimbra, de Cantanhede. Segundo a autarquia, a Tocha integra, pelo VĂ­tor Marques, tambĂŠm sĂłcio-gerente do cafĂŠ Santa Cruz, quarto ano consecutivo, a lista das praias com ĂĄgua consideque apoiaram o evento. rada excelente nas Ăşltimas ĂŠpocas balnearesâ€? e a atribuição do estatuto de “Qualidade de Ouroâ€? vem reforçar a garantia JULHO - 40 HORAS de qualidade de uma praia que ostenta, desde hĂĄ 24 anos Feira assinalou 950 anos de D. Sesnando FRQVHFXWLYRVD%DQGHLUD$]XO3DUDD&kPDUDDGLVWLQomRGH 1RViEDGRD&kPDUD0XQLFLSDOGH&RLPEUDRUJDQL]RX INSCRIÇÕES ABERTAS ´4XDOLGDGHGH2XURjSUDLDĂ XYLDOGRV2OKRVGD)HUYHQoD mais uma edição da Feira Medieval, no largo da SĂŠ Velha, mais informaçþes, contata-nos: na respectiva categoria, constitui mais um reconhecimento FRPJUDQGHDĂ XrQFLDGHS~EOLFRQHVWDLQLFLDWLYDTXHIRL Para Rua Antero de Quental 135 - 3000-032 Coimbra Telem.: 937 902 886 - Tel: 239 822 971 dos atributos desta zona situada na envolvente Ă s conhepioneira em Portugal, tambĂŠm por iniciativa de JoĂŁo FerE-mail: info@ihcoimbra.com cidas nascentes da freguesia de Cadima e que atrai todos nandes, do INATEL. Este ano, o evento comemorou os www.ihcoimbra.com RVDQRVXPDJUDQGHDĂ XrQFLDGHYLVLWDQWHVQmRVySHODV 950 anos da chegada de D. Sesnando Davides a Coimbra e, suas particularidades invulgares e Ăşnicas, mas tambĂŠm por HPVLPXOWkQHRUHFULRXRDPELHQWHGDVIHLUDVPHGLHYDLV$ estarem integradas numa zona natural de eleiçãoâ€?. “Este Feira contou com a participação de inĂşmeras personagens Portugal dos Pequenitos fez 74 anos trajadas Ă  ĂŠpoca (almocreves, comediantes, personagens O Portugal dos Pequenitos comemorou, domingo, galardĂŁo serĂĄ hasteado durante o mĂŞs de Junho, em data da corte, bobos e vendedores ambulantes), que reviveram o 74.Âş aniversĂĄrio, com a data a ser assinalada com muita a anunciar, atestando assim o integral cumprimento das os tempos medievais, nĂŁo faltando o tradicional mendigo diversĂŁo para os mais novos, como brincadeiras radicais, exigĂŞncias que estĂŁo na base da sua atribuição, dos quais (BasĂ­lius). Destacou-se, tambĂŠm, a venda e a degustação de momentos de teatro, nĂŁo esquecendo a tradição de cantar se destacam, para alĂŠm da qualidade da ĂĄgua do mar e da produtos gastronĂłmicos, como sĂŁo os petiscos assados na os parabĂŠns e soprar as velas, que foi partilhada com todos irrepreensĂ­vel limpeza dos areais, as boas condiçþes de brasa, o pĂŁo, os enchidos, o mel, os frutos verdes e secos, os visitantes. O Portugal dos Pequenitos, inaugurado no acesso, o bom nĂ­vel dos serviços prestados aos utentes e a os queijos e o vinho bebido em malgas de barro. Na noite dia 08 de Junho de 1940, assume-se desde o inĂ­cio como RIHUWDGHXPGLYHUVLĂ€FDGROHTXHGHDFWLYLGDGHVGHDQLPDomR de sexta-feira realizou-se uma Ceia Medieval, nos claustros um parque lĂşdico-pedagĂłgico destinado essencialmente Ă  HRFXSDomRGRVWHPSRVOLYUHVÂľUHIHUHD&kPDUD da SĂŠ Velha. criança. Nascido pela mĂŁo do Professor Bissaya Barreto e projectado pelo arquitecto Cassiano Branco, integra desde Caminhada ajuda BV da Figueira da Foz 1959 o patrimĂłnio da Fundação Bissaya Barreto. O parque Bombeiros de Penela com dia aberto O popular e conhecido apresentador e artista, Fernando Sob o mote “Juntos somos maisâ€?, os Bombeiros ĂŠ, ainda hoje, um referencial histĂłrico e pedagĂłgico de mui- Mendes, volta a ser este ano o “padrinhoâ€? da Caminhada VoluntĂĄrios de Penela promoveram, no domingo, um dia WDVJHUDo}HVRQGHRVSDLVWUD]HPRVĂ€OKRVHUHFRUGDPDV SolidĂĄria, que se vai realizar no prĂłximo domingo, dia 15, aberto Ă  população, com o objectivo de transmitirem uma YLVLWDVTXHRVSUySULRVĂ€]HUDPQDVXDLQIkQFLD23RUWXJDO na Figueira da Foz, e cuja receita reverta para os BomLPDJHPPDLV´FRPSOHWDHSURĂ€VVLRQDOÂľGRVHXWUDEDOKRH dos Pequenitos orgulha-se destes 74 anos de histĂłria, mas beiros VoluntĂĄrios, que estĂŁo a necessitar comprar uma das diferentes ĂĄreas de actuação. Durante o dia, os Bom- estĂĄ de olhos postos no futuro. Segundo a directora do QRYDDPEXOkQFLD7UDWDVHGHXPDLQLFLDWLYDGD$VVRFLDomR beiros VoluntĂĄrios mudaram o seu quartel para o parque SDUTXH/~FLD0RQWHLURDSULRULGDGHp´GLYHUVLĂ€FDUDRIHUWD Figueira com Sabor a Mar em parceria com a Associação do Penela Center, onde foi possĂ­vel ver em exposição de animação, de modo a tornar as visitas mais aliciantes, Coração-Delta do Grupo Nabeiro, atravĂŠs do projecto viaturas e equipamentos, aprender gestos que salvam vidas no aspecto lĂşdico e pedagĂłgicoâ€?, dando como exemplos “Tempo para Darâ€?, um evento que tem o apoio de diversas (regras bĂĄsicas do Suporte BĂĄsico de Vida) com as equipas as reconstituiçþes histĂłricas, que tĂŞm entusiasmado os mais entidades. Os interessados em participar podem adquirir GHVRFRUULVPRDYDOLDUSDUkPHWURVYLWDLVFRPRDJOLFHPLD novosâ€?. “Esta diversidade pretende criar condiçþes para as a sua senha (trĂŞs euros), disponĂ­veis em diversos locais da e a tensĂŁo arterial. Com esta iniciativa os Bombeiros de pessoas visitarem o parque vĂĄrias vezes ao longo do ano, cidade, nomeadamente restaurantes. A concentração serĂĄ Penela pretenderam “reforçar laços de proximidade com porque hĂĄ sempre novos motivos para regressaremâ€?, refere na Esplanada Silva GuimarĂŁes e os participantes vĂŁo atĂŠ DFRPXQLGDGHUHOHPEUDQGRDLPSRUWkQFLDGDFRRSHUDomR a directora, acentuando que o Portugal dos Pequenitos tem Ă  rotunda do Pescador, em Buarcos, regressando ao local de partida. e interacção para o sucesso da prĂłpria associação, quer uma mĂŠdia anual de cerca de 250 000 visitantes.

CURSOS INTENSIVOS DE ALEMĂƒO


12

ALVAIĂ ZERE

6

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

DE JUNHO DE 2014 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Iniciativa decorre de hoje atĂŠ domingo

“Capital do ChĂ­charoâ€? anima-se com gastronomia e a FAFIPA AlvaiĂĄzere, a “Capital do ChĂ­charoâ€?, estĂĄ a postos para receber, de hoje (dia 12) a domingo (dia 15), a 12.ÂŞ edição do Festival GastronĂłmico dedicado Ă quela leguminosa e, ainda, a 34.ÂŞ FAFIPA, uma mostra de produtos regionais, de actividade econĂłmica, artesanato e pecuĂĄria.

Tendo como exemplo as ediçþes anteriores, esta vila do interior do distrito de Leiria prepara-se para receber entre 30 000 a 40 000 visitantes, um número que demonstra o sucesso que a organização tem registado na arte de bem receber. O iniciativa Alvaiåzere

- “Capital do ChĂ­charoâ€? pretende ir muito para alĂŠm da promoção da leguminosa, assumindo-se como um dos importantes meios de divulgação de todo um vasto e rico patrimĂłnio cultural, gastronĂłmico e empresarial. A promoção e valorização deste produto endĂłgeno

implica, na perspectiva do MunicĂ­pio de AlvaiĂĄzere, o envolvimento de todos os agentes econĂłmicos locais, artesĂŁos, associaçþes e entidades. A edição deste ano de AlvaiĂĄzere - “Capital do ChĂ­charoâ€? tem patente ao pĂşblico 55 stands destinados ao tecido empresarial da regiĂŁo, onde se

Considera o presidente da Câmara

Aposta no desenvolvimento local O certame “AlvaiĂĄzere - Capital do ChĂ­charoâ€? representa “a celebração do territĂłrio, com caracterĂ­sticas Ă­mpares e diferenciadoras, potenciado pela sua cultura, pelas suas tradiçþes e pelo carĂĄcter das suas gentesâ€?, refere o presidente da Câmara Municipal. Segundo Paulo Tito Morgado, apĂłs em 2012 ter sido adoptado um novo modelo, que juntou as duas principais festividades do concelho, na edição transacta voltou-se a inovar, com um novo conceito ao nĂ­vel da organização e do funcionamento dos vĂĄrios espaços que compĂľem o certame. “NĂŁo hĂĄ dĂşvida que o chĂ­charo ĂŠ jĂĄ uma marca do concelho de AlvaiĂĄzere, representando uma mais-valia em termos de desenvolvimento localâ€?, refere o autarca, sublinhando que a iniciativa “nĂŁo pretende ser simplesmente apenas mais uma ‘festa’ ,mas tem como objectivo ‘vender’ o territĂłrio e

potenciar oportunidades de negĂłcio para os agentes locaisâ€?. Para Paulo Tito Morgado “ainda hĂĄ um caminho a percorrer, mas denota-se, por exemplo, que alguma restauração do concelho tem passado, nos Ăşltimos anos, por um processo de assimilação das vantagens que a adesĂŁo Ă  marca ‘chĂ­charo’ lhes proporciona, tendo-se conseguido estimular uma procura crescente, nĂŁo sĂł pelo consumo deste produto, mas tambĂŠm de muitos outros produtos de qualidade produzidos na regiĂŁoâ€?. “A marca ‘AlvaiĂĄzere - Capital do ChĂ­charo’ ĂŠ, por isso, sinĂłnimo de criação de valor: de valor para o agricultura, de mais valor para o comĂŠrcio local, de valor para os estabelecimentos do sector da restauração, de valor para as nossas unidades de alojamento local, em suma, de valorização do nosso territĂłrio, da nossa cultura, dos nossos usos e costumesâ€?, realça o autarca.

pretende dar a conhecer o que de melhor se faz a esse nĂ­vel. EstĂŁo tambĂŠm disponĂ­veis no certame 50 bancas dedicadas exclusivamente aos produtores cuja actividade seja a produção de mel, queijo, vinho, licores, azeite, pĂŁo, doçaria regional, chĂ­charo, frutos secos, grĂŁo, feijĂŁo, enchidos, ervas aromĂĄticas, entre outros. SĂŁo ainda disponibilizados cerca de 30 stands destinados ao artesanato para promoção da trapologia, cestaria, entre outros artigos. Sendo o concelho de AlvaiĂĄzere marcadamente rural e desempenhando a agropecuĂĄria uma actividade econĂłmica relevante e com grande potencial, nesta edição de AlvaiĂĄzere “Capital do ChĂ­charoâ€? vai estar novamente patente uma mostra, constituĂ­da por animais dos principais produtores pecuĂĄrios do concelho. Durante o certame vĂŁo decorrer vĂĄrios momentos que pretendem evocar os 500 anos da atribuição de Forais Manuelinos a AlvaiĂĄzere, cuja outorga foi efectuada a 15 de Maio de 1514, a Pussos a 15



PUBLICIDADE

Profissionais de Seguros e Assurfinance

34604

(VWUXWXUDVPHWiOLFDV 7DPEpPSUHSDUDGDVSDUDUHFHEHUWHOKDGHEDUUR &REHUWXUDVHSDUHGHVHPSDLQHOVDQGZLFK 3DYLOK}HVLVRWpUPLFRV 7UDEDOKRVGLYHUVRVHP$oR,QR[ 7RGRRWLSRGHSRUW}HV *UDGHDPHQWRV 'HFDSDJHPH0HWDOL]DomR



Furtados & Rodrigues, Lda.

7HOHI)D[(PDLOJHUDO#JRPHOSW 5XD3ULQFLSDO6DQGRHLUD5LRGH&RXURV2XUpP

3RURSomRUHSUHVHQWDPRV H[FOXVLYDPHQWH HPSUHVDVQDFLRQDLV $16,­2 Telef.  | Tlm.  | BES  Email: SDWULFLDIXUWDGR#VDSRSW | 5XD3ROtELR*6DQWRVOM $QVLmR$/9$,Ăˆ=(5(Telef. 236 655 680 | Tlm.  | BES  Email: IXUWDGRVURGULJXHV#VDSRSW | 5XDGR0HUFDGRQžUF'Wž$OYDLi]HUH

7HOHP 3(/0Ăˆ$/9$,Ăˆ=(5( (PDLOSRQWHVFODXGLR#OLYHFRPSW

de Junho e a Maçãs de Dona Maria (a que chamavam “Pereyroâ€?) a 12 de Novembro desse ano. Sexta-feira (dia 13), durante as cerimĂłnias do Dia do Concelho, irĂĄ decorrer uma recriação da “Chegada do EmissĂĄrio do Reiâ€?, que anunciarĂĄ a “Leitura do Foralâ€?, cuja recriação vai ter lugar no dia seguinte (sĂĄbado, dia 14), pelas 18h00, no recinto do certame. Hoje, para alĂŠm do inĂ­cio da “Capital do ChĂ­charoâ€?, AlvaiĂĄzere tambĂŠm se vai engalanar de cor e alegria para o TXHVHUiRž*UDQGH'HVĂ€OH de Marchas Populares. Percorridas as ruas da vila, a partir da capela de Santo AntĂłnio, os vĂĄrios agrupamentos de marchas populares sobem ao palco no EstĂĄdio Municipal onde, a fazer honras Ă  tradição, a comunidade alvaiazerense aguardarĂĄ ansiosamente por este momento alto do evento, que culmina com o tradicional arraial de Santo AntĂłnio, com muita festa, alegria, broa, sardinha e vinho da regiĂŁo. AmanhĂŁ (sexta-feira) ĂŠ Dia do Concelho, com AlvaiĂĄzere a celebrar e a evocar as suas gentes, cultura, costumes e tradiçþes. Pelas 14h30 irĂĄ ter lugar, na Casa Municipal da Cultura, uma cerimĂłnia solene onde se vai, tambĂŠm, homenagear o ilustre alvaiazerense padre Celestino Ferreira BrĂĄs. PUBLICIDADE

7HOHI)D[(PDLOJHUDO#OXFDXWRSW5XD/XVLWkQLD1ž9HQGDVGH0DULD$OYDLi]HUH

34584

$XWRPyYHLV0XOWLPDUFDV‡0DQXWHQomR$XWRPyYHO

5XD$QWyQLR*XLD*DPHLUR1ž0DomVGH'0DULD7HOHI(PDLOSSSQHXV#KRWPDLOFRP

5XD&ROpJLR9HUD&UX]5& $OYDLi]HUH -XQWRDR0HUFDGR0XQLFLSDO

de: Fernanda Maria Gonçalves Martins e Virgílio de Jesus Leitão

3mRGR'LD %RORV %ROR5HL7UDGLFLRQDO 3HTXHQRV$OPRoRV /DQFKHV 6DOJDGRV %RORV&DVDPHQWR %RORV$QLYHUViULRV

25d$0(1726*5Ăˆ7,6

 7HOHPyYHO &DVDO1RYR$OPRVWHU $OYDLi]HUH

7(&726)$/6263/$'8539&)/878$17(6 ‡‡‡LQIR#YLWRUURVDFRP 3DUGLQKHLUD0DomV'0DULD‡$OYDLi]HUH

)DEULFR3UySULRGH3DGDULDH3DVWHODULD

ORSHVPHGHLURVHÂżOKRV#JPDLOFRP4XLQWDGD5RVD$OYDLi]HUH7HOHI)D[7HOHP

34560

É só fazer as contas!

+RUiULR 7HUoDD'RPLQJRGDVKK

34558

7HOHI)D[ 2ÂżFLQD

34580

7HOHI&$0$5,1+$3(1(/$

7HOHI 7HOHP 34563

RemodelĂĄmos elhor! para o servir m



$/02d26-$17$5(6%$148(7(66(59,026%$37,=$'26 (VSHFLDOLGDGHV&KDQIDQD$UUR]j 9DOHQFLDQD&DEULWR$VVDGRQR)RUQR %DFDOKDX$VVDGRQR)RUQR/RPELQKRV GH9LWHODQR(VSHWR/RPELQKRVGH 3RUFRQR(VSHWR



Temos em Stock grande variedade de pneus usados e vĂĄrias medidas


12

QUINTA-FEIRA

ALVAIĂ ZERE

DE JUNHO DE 2014 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

www.campeaoprovincias.pt

Degustaçþes nos restaurantes e nas tasquinhas

nhecido mĂŠrito em Portugal, Albano Lourenço, do restaurante Arcadas da Capela, do Hotel Quinta das LĂĄgrimas, que visa a promoção dos degustação de iguarias ca- em Coimbra. produtos endĂłgenos, nomea- racterĂ­sticas deste territĂłrio, Nas Tasquinhas, no redamente do chĂ­charo, legumi- o MunicĂ­pio de AlvaiĂĄzere cinto da feira, estĂŁo presennosa cultivada desde ĂŠpocas volta, em articulação estreita WHV D $6&5$  $VVRFLDomR ancestrais e cuja produção foi com a loja de produtos en- 6RFLDO&XOWXUDOH5HFUHDWLYD reavivada com a criação do dĂłgenos “Doce Tradiçãoâ€? de Almoster, a Associação e com os alunos do Curso Casa do Povo de Maçãs de festival gastronĂłmico. A gastronomia de Alvai- 3URĂ€VVLRQDO GH 5HVWDXUDomR Dona Maria, o Centro de i]HUH ´EHEHÂľ DV LQĂ XrQFLDV (variante de cozinha e pastela- Apoio ao Trabalhador da de outras regiĂľes serranas e ria) da ETP SicĂł, a promover Câmara Municipal de Alfunde-se numa gastronomia degustaçþes que despertarĂŁo vaiĂĄzere, a Associação Casa de âmbito nacional, mas, no os sentidos do pĂşblico. do Povo de AlvaiĂĄzere, a TerĂĄ lugar, ainda, um $&5('(0  $VVRFLDomR entanto, os sabores primam showcooking, que ĂŠ assegu- 6RFLDO &XOWXUDO 5HFUHDWLYD pela sua tipicidade. Por forma a permitir a rado por um chefe de reco- e Desportiva de Maçãs de

O chĂ­charo serve-Ă  Ă  mesa Com o objectivo de promover a gastronomia do concelho de AlvaiĂĄzere foram desafiados os restaurantes locais a aderir ao evento, com ementas Ă  base da leguminosa, para alĂŠm de que, no recinto, funcionarĂŁo oito tasquinhas asseguradas pelo tecido associativo alvaiazerense O evento “AlvaiĂĄzere Capital do ChĂ­charoâ€? assenta, naturalmente, numa forte componente gastronĂłmica

Hoje (quinta-feira) 19h00 – Abertura da mostra de produtos regionais, econĂłmica, artesanato e pecuĂĄria (Parque Multiusos). K²1RLWHGH6DQWR$QWyQLRQR(VWiGLR0XQLFLSDOFRPGHVĂ€OHGHDJUXpamentos de marchas a partir da Capela de Santo AntĂłnio, marchas populares e arraial (sardinha, pĂŁo e vinho). K²%DLOHFRP´6y5LWPRÂľ 3DUTXH0XOWLXVRV  01h00 – Encerramento da mostra de produtos regionais, econĂłmica, artesanato e pecuĂĄria(Parque Multiusos). Dia 13 (sexta-feira) DIA DO CONCELHO 10h00 – Abertura da mostra de produtos regionais, econĂłmica, artesanato e pecuĂĄria (Parque Multiusos). 12h00 Ă s 21h00 – Animação de rua, com Cantigas na Eira (Parque Multiusos). 14h30 – CerimĂłnias do Dia do Concelho, com homenagem a alvaiazerense ilustre, comemoração dos 500 anos do foral com recriação “Chegada do (PLVViULRGR5HLÂľ &DVD0XQLFLSDOGD&XOWXUD  K²9LVLWDRĂ€FLDODRFHUWDPH 3DUTXH0XOWLXVRV  17h30 – Degustação de sabores tradicionais: “De AlvaiĂĄzere a TentĂşgalâ€? Parceria entre a Confraria do ChĂ­charo e a Confraria da Doçaria Conventual de TentĂşgal (Tenda das Tasquinhas). 19h00 – Missa de Santo. AntĂłnio (Capela de Sto AntĂłnio). 21h30 – Banda “SIGMAâ€?. 22h30 – “Kumpania Algazarraâ€?. 00h00 – Baile com o grupo musical “PA 3â€?.

Programa

01h00 – Encerramento da mostra de produtos regionais, econĂłmica, artesanato e pecuĂĄria. Dia 14 (sĂĄbado) 10h00 – Abertura da mostra de produtos regionais, econĂłmica, artesanato e pecuĂĄria (Parque Multiusos). 10h00 – Final do Torneio “Inter-Empresas/Associaçþesâ€? (PavilhĂŁo Desportivo). 12h00 Ă s 21h00 – Animação de rua, com Bandinha Amigos da MĂşsica (Parque Multiusos). 15h00 Ă s 20h30 – Passeio de charretes e de burros. 15h30 Challenger do ChĂ­charo (Parque Multiusos). 16h00 – Degustação de iguarias Ă  base de chĂ­charo (ETP SicĂł de AlvaiĂĄzere), na Tenda das Tasquinhas. 16h30 – Garraiada (Junto Ă  mostra pecuĂĄria). K²5HFULDomRKLVWyULFDGDHQWUHJDGR)RUDOFRPUHSUHVHQWDomRTXLQKHQWLVWD e leitura do foral (Parque Multiusos). 18h30 – Degustação de sabores tradicionais (Loja Doce Tradição), no Parque Multiusos. 21h00 – EspectĂĄculo de dança, com “Deaidance Projectâ€? (Casa Municipal da Cultura). 22h00 – Concerto com “Fura Furaâ€?. 23h00 – Concerto com “Virgem Sutaâ€?. 00h00 – Baile com “Banda Ă  Partâ€?. 01h00 – Encerramento da mostra de produtos regionais, econĂłmica, artesanato e pecuĂĄria (Parque Multiuosos).

D. Maria, e o Centro CulWXUDO5HFUHDWLYRH6RFLDOGD Freguesia de Pussos, Tuna e Cantares da Misericórdia de Alvaiåzere, Associação de Apoio Social, Desportivo, &XOWXUDO H 5HFUHDWLYD GH 6 3HGUR5HJRGD0XUWD Eis alguns exemplos do que vai ser servido: Bacalhau ensalsado com chícharo, sopa de bacalhau com chícharo, sopa porqueira com chícharo, carne de alguidar com migas de chícharo, leitão com batata frita e migas de chícharo, grelhada mista com migas de chícharo, crepe com gelado de chícharo e

7 pudim de chĂ­charo. Os restaurantes que aderem Ă  iniciativa sĂŁo os seguintes: O BrĂĄs, “As Piscinasâ€?, “O Mercadoâ€?, “O Marquesâ€?, Casa Lagoa, “O Bombeiroâ€?, “Os Grelhadosâ€?, SokiokaffĂŠ. Na ementa consta, entre muitas propostas, sopa de legumes com chĂ­charo, bacalhau assado na brasa com chĂ­charo, petingas com arroz de chĂ­charo, cabrito com batata assada e migas de chĂ­charo, chicharada de chocos, arroz de coelho com chĂ­charo, tarte de chĂ­charo, pudim de chĂ­charo.

Dia 15 (domingo) 09h00 – Passeio de clĂĄssicos (concentração junto aos Paços do MunicĂ­pio). 09h00 – Passeio de tractores (concentração junto ao arruamento a sul do EstĂĄdio Municipal). 09h30 – Passeio equestre (concentração junto ao ArmazĂŠm Municipal). 10h00 – Abertura da mostra de produtos regionais, econĂłmica, artesanato e pecuĂĄria (ParqueMultiusos). 11h30 – Missa por intenção de todos os Alvaiazerenses (Igreja Matriz). 12h00 Ă s 21h00 –Animação de rua com Bandinha da Amizade (Parque Multiusos). 15h00 Ă s 20h30 – Passeios de charretes e de burros (Parque Multiusos). 15h00 – Showcooking com o chefe Albano Lourenço do restaurante “Arcadas da Capelaâ€?, do Hotel Quinta das LĂĄgrimas, de Coimbra (Tenda das Tasquinhas). 15h30 –Actuação do grupo â€œĂšs Sai de Gatasâ€? (Parque Multiusos). 15h30 – Challenger do ChĂ­charo (Parque Multiusos). K²5RPDULDDFDYDORHPKRQUDGH1RVVD6HQKRUDGD$SUHVHQWDomRTXH se venera na Capela de Nossa Senhora dos CovĂľes (ruas da vila e Paços do MunicĂ­pio). K²5HFHSomRj1RVVD6HQKRUDGD$SUHVHQWDomRSHOD%DQGD)LODUPyQLFD Alvaiazerense de Santa CecĂ­lia, bĂŞnção e entrega de lembranças aos cavaleiros (Paços do MunicĂ­pio). 21h00 – EspectĂĄculo musical com “MĂĄrciaâ€? (Casa Municipal da Cultura). 22h00 – Concerto com “Lorenzoâ€? (Parque Multiusos). 23h00 – Encerramento da mostra de produtos regionais, econĂłmica, artesanato e pecuĂĄria (Parque Multiusos).

PUBLICIDADE

34564

Alvarå de Construção N.º 2381 Cont. N.º 501 517 227 Capital Social 150.000,00e Mat. na CRC de Alvaiåzere sob o n.º 00014 Telef.: 236 650 130 - Fax: 236 650 139 Email: odraude@odraude.pt Rua Conselheiro Furtado dos Santos, 64 Apartado 37 - 3250-103 Alvaiåzere

ACTUALIDADE Colocação de Prótese com sucesso

Centro Cirúrgico solidårio com jovem moçambicano O jovem moçambicano Laurindo Paulo Manhique foi operado, com sucesso, a uma coxartrose esquerda, no Centro Cirúrgico de Coimbra, por três cirurgiþes de ortopedia, os mÊdicos António Figueiredo, Carlos Cerca e Pedro Marques, a que se juntou o anestesista Vítor Coelho e o enfermeiro instrumentista João Pereira. Na passada sexta-feira foi-lhe colocada uma prótese cerâmica, numa oferta da Skymedical, dado que aquele doente, com apenas 18 anos, sofria de artrose da anca, o que lhe vinha provocando fortes dores e alguma

GLĂ€FXOGDGHGHORFRPRomR A vinda a Portugal do Laurindo P. Manhique Ă€FD D GHYHUVH D XP JHVto solidĂĄrio da empresa luso-moçambicana “New Sigma Holding - Assessoria e Consultoria de Investimentos, Lda.â€?, com sede em Maputo, a qual, atravĂŠs dos seus dois sĂłcios portugueses, conseguiram sensibilizar a equipa mĂŠdica. Os clĂ­nicos disponibilizaram-se para, de forma gratuita, realizar a intervenção cirĂşrgica mediante a colaboração, tambĂŠm graciosa, para efeitos dos actos mĂŠdicos que uma operação do tipo envolve, da gerĂŞn-

cia do Centro Cirúrgico de Coimbra, na pessoa do seu administrador principal, o oftalmologista António Travassos. O jovem moçambicano, que vai permanecer em Portugal atÊ 14 de Julho, vai aproveitar a estada para visitar alguns locais de interesse, nomeadamente as cidades de Coimbra, Porto e Lisboa, bem como um ou outro ponto do país de referência turística, como as praias da Figueira da Foz e de Espinho, Fåtima e a região de Trås-os-Montes. Alguns dos elementos da equipa mÊdica estão dispostos, em breve, e em

O anestesista VĂ­tor Coelho, os mĂŠdicos AntĂłnio Figueiredo, Carlos Cerca e Pedro Marques, e o enfermeiro instrumentista JoĂŁo Pereira

sintonia com entidades moçambicanas, a realizar uma ou outra deslocação

a Maputo para, e junto de colegas da mesma especialidade, divulgarem

tÊcnicas ligadas à pråtica da ortopedia, especialmente à colocação de próteses.


12

SAÚDE

8

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

Projecto sobre o impacto ambiental

Alunos da ESTeSC conquistam prémio internacional Três alunos da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTeSC) conquistaram, recentemente, o primeiro prémio da Litter Less Campaign, um projecto internacional que visa a sensibilização para as boas práticas e problemática dos resíduos. Os estudantes, que frequentam a licenciatura em Saúde Ambiental, apresentaram um vídeo de investigação centrado num caso concreto e observável sobre a produção de resíduos por um estabelecimento noctur-

no, na cidade de Coimbra. Sob o título “Wastes of nightlife” [Resíduos da vida nocturna), o filme produzido mereceu a distinção maior do júri internacional, podendo ser visto na Internet, em http://youtu. be/7gkuF91WpXY. Coordenado pela Foundation for Environmental Education (FEE), o projecto “Litter Less Campaign” SUHWHQGHGHVDÀDURVMRYHQV a observar, interpretar, reportar e encontrar soluções mais sustentáveis para a problemática dos resíduos.

DE JUNHO DE 2014 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

Implante de micro-dispositivo cardíaco

Idealmed inova no diagnóstico das arritmias O Serviço de Cardiologia da Idealmed, em Coimbra, acaba de realizar o primeiro implante de um micro-dispositivo de monitorização cardíaca, dando assim início a uma nova era no diagnóstico cardíaco, revelou, na última semana, a unidade hospitalar privada. “O novo monitor cardíaco tem uma dimensão 80 por cento menor que os dispositivos actual-

mente disponíveis e é implantado através de um processo mais rápido que o habitual, demorando apenas uns breves 10 minutos”, refere a Idealmed. De acordo com Miguel Ventura, médico cardiologista, para além do seu tamanho muito reduzido, outras das características inovadoras do novo dispositivo é a possibilidade de uma monitorização contínua durante três anos

e o seu sistema de monitorização remota (wireless), com o doente a poder ser avaliado à distância, uma vez que o médico recebe notificações perante a presença de determinadas arritmias cardíacas sem que para isso o doente tenha que se deslocar à unidade de saúde. Este micro-dispositivo cardíaco está indicado para doentes que apresentem sintomas como

síncope (sensação de desmaio), tonturas, palpitações e dores no peito ou pacientes com um risco aumentado de arritmias cardíacas. O dispositivo permite, ainda, um diagnóstico mais preciso de eventuais problemas relacionados com o ritmo do coração e, consequentemente, um tratamento mais rápido e adequado a cada um dos doentes.

PUBLICIDADE

Dispositivo tem tamanho reduzido e permite monitorização contínua, durante três anos

A 08 e 09 de Julho

Médicos em greve durante dois dias A Federação Nacional de Médicos (FNAM) convocou uma greve da classe para 08 e 09 de Julho. O Ministério da Saúde lamenta a anunciada paralisação e entende que ela viola um acordo assinado, em 2012, por sindicatos. A justificação da greve está relacionada com a situação do Ser viço Nacional de Saúde (SNS), concretamente nas condições de trabalho dos médicos e a qualidade dos

cuidados prestados aos cidadãos. A FNAM reclama a revogação de uma portaria atinente à classificação dos hospitais, alegando que ela destrói muito do SNS, e insurge-se contra o projecto de “Código de Ética para a Saúde” (comparado a uma «lei da rolha»). O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) não apoia a paralisação convocada pela Federação.

ONDINA JARDIM 34465

MÉDICA ESPECIALISTA

GINECOLOGIA OBSTETRÍCIA R. FERREIRA BORGES, 185, 1.º - TELEF.: 239 823 739 - COIMBRA

33976

PUBLICIDADE


12

QUINTA-FEIRA

ACTUALIDADE

DE JUNHO DE 2014 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Obra que Coimbra ouve falar desde 1962 (sĂŠculo XX)

Coimbra

Mesmo sem Metro... avança a Via Central LU�S SANTOS

O presidente da Câmara de Coimbra reiterou ao “CampeĂŁoâ€? que os tĂŠcnicos PXQLFLSDLVMiHVWmRDHODERUDU RSURMHFWRGHH[HFXomRGD9LD &HQWUDOTXHOLJDUiDDYHQLGD de FernĂŁo de MagalhĂŁes Ă  rua GD6RĂ€DSRURQGHHVWiSUHYLVta a passem do Metropolitano ligeiro de superfĂ­cie. ´$JRUDDYDQoDPHVPRÂľ garante Manuel Machado, assegurando que vai colocar todo o seu empenho pessoal QHVWHLQYHVWLPHQWRFDPDUiULR ultrapassar os “entravesâ€? que podem surgir com a sociedade Metro Mondego, para que o projecto possa ser aprovado durante este VerĂŁo pela edilidade, efectuado o concurso DWp Ă€QDO GR DQR H DV REUDV

FRPHoDUHPHP Segunda-feira, na reuniĂŁo do executivo da Câmara Municipal, o autarca disse ser “preocupante o bloqueioâ€? ao Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM) por parte do Estado, pelo que o 0XQLFtSLRLUiDYDQoDUFRPD FRQFUHWL]DomRGDYLDFHQWUDO VDOYDJXDUGDQGRHVSDoRSDUDR elĂŠctrico ligeiro, se o projecto se concretizar. $FRQVWUXomRGDYLDFHQWUDO HTXDFLRQDGD HP  nos meados do sĂŠculo passado, apesar de nunca haver passado do papel implicou D UHDOL]DomR GH GHPROLo}HV QR HVSDoR RQGH YHLR D VHU implantada a Loja do CidadĂŁo. Para o metropolitano atravessar a “Baixaâ€? da ciGDGHMiIRLJDVWRDWp

XPPRQWDQWHVXSHULRUD PLOK}HVGHHXURV O autarca opina que o ´*RYHUQRQmRHVWiDHQFDUDU o SMM de uma forma susWHQWDGDYiOLGDHVpULD¾FRQsiderando preocupante que o DFFLRQLVWD(VWDGR PDLRULWiULR na sociedade Metro Mondego) tenha suspendido a reunião da Assembleia Geral GDHPSUHVDDGH0DLRH inviabilizado a discussão e voWDomRGRSODQRGHDFWLYLGDGHV SDUD ´&RPHoD D VHU SUHRFXpante o bloqueio ao funcionamento da empresa Metro Mondego e isto tambÊm denota que o Governo não quer prosseguir a obra, pelo que temos de equacionar VROXo}HVDOWHUQDWLYDV¾GHFODUD Manuel Machado.

Santos populares ajudam a dinamizar o comĂŠrcio

Marchas populares na “Baixaâ€? abrem Coimbra Ă  regiĂŁo G. B.

Os santos populares sĂŁo o pretexto para abrir a “Baixaâ€? de Coimbra Ă  regiĂŁo, convidando as marchas poSXODUHVDGHVĂ€ODUQHVWHHVSDoR nobre da cidade, amanhĂŁ Ă  noite. Este ano, uma vez mais, o comĂŠrcio tradicional abre as suas portas atĂŠ mais WDUGHHFRQYLGDDSRSXODomR a apreciar a sardinha assada e a ver as montras, decoradas a preceito. $LQLFLDWLYDODQoDGDSHOD $JrQFLD GH 3URPRomR GD “Baixaâ€? de Coimbra (APBC), foi pautada pelo sucesso em DQWHULRUHVHGLo}HV$DSRVWD foi renovada e, amanhĂŁ, desĂ€ODUmRJUXSRVHQYROYHQGR milhares de pessoas. Nos santos populares, este ano, participam as marchas de An-

tanhol, Artes de Palco (Vila 1RYDGH$QoRV $UUHJDoD Barqueira (Taveiro), Brasfemes, Coutada de MeĂŁs, Eiras, Espite, Santa Clara, Santo AntĂłnio dos Olivais, Semide, Ribeira de Frades, Vila de TaYHLUR9DOHGH$oRUH9LODPDU Ao todo, sĂŁo seis concelhos que estarĂŁo representados, designadamente, Coimbra, Cantanhede, Miranda do Corvo, Leiria, Montemor-o-Velho e Soure. 7HPD FRUHRJUDĂ€D P~sica, arcos e trajes sĂŁo os FULWpULRVTXHRM~ULLUiWHUHP FRQWD QD DYDOLDomR GH FDGD uma das marchas. Para alĂŠm GDUHVWDXUDomR²TXHLUiVHUYLU VDUGLQKD DVVDGD ² FHUFD GH 200 estabelecimento de coPpUFLRSURORQJDPRKRUiULR de funcionamento e as ruas da “Baixaâ€? tĂŞm uma decora-

omRDOXVLYDDRVVDQWRVSRSXODUHVFRQFRUUHQGRQRGHVDĂ€R “A minha rua ĂŠ linda!â€?. Este ano, a APBC alargou as festas populares aos SHWL]HVUHDOL]DQGRQRViEDGR XP GHVĂ€OH LQIDQWLO HQWUH R ODUJRGD3RUWDJHPHDSUDoD de 08 de Maio, a partir das K Ao apresentar este evento, VĂ­tor Marques, presidente GD'LUHFomRGD$3%&UHFRnheceu que se trata de uma das iniciativas que mais gente atrai Ă  “Baixaâ€? de Coimbra. 2UHVSRQViYHOHVSHUDDLQGD que uma maior abertura Ă  periferia da cidade e Ă  regiĂŁo Centro possa contribuir para revitalizar e dar maior dinâmica ao comĂŠrcio tradicional e a uma zona que todos estimam e gostam de ver com pessoas a caminhar nas suas ruas.

No dia do visitante 120 000

Parque Biológico celebrou cinco anos O Parque Biológico da Serra da Lousã celebrou o TXLQWRDQLYHUViULRVRERVLJQRGDiJXDHQWUHHGH Junho, tendo tambÊm nessa ocasião recebido o visitante $QD6HGHPD\LUGH Serpins, que vinha acompaQKDGD GH WUrV FULDQoDV  R Timo (sete anos), o David TXDWUR R1D\ODK XPDQR  ²SUHVHQWHDGDFRPGLSORPD e livre-trânsito de três meses.

9

www.campeaoprovincias.pt

PĂłlo catalisador do turismo no concelho de Miranda do Corvo, o Parque contou FRPDSUHVHQoDGH/LVHWH2OLYHLUDUHVSRQViYHOSHODFRPXQLFDomRHHGXFDomRDPELHQWDO da Ă guas do Mondego, que IDORXVREUHRFLFORGDiJXD A empresa Ă guas do Mondego promoveu um concurso de desenho no concelho da LousĂŁ, intitulado “Pinta o teu Rioâ€?, para

alunos de jardins de infância HHVFRODVEiVLFDVGRžFLFOR cuja entrega de prÊmios decorreu naquela vila, com o Parque Biológico a oferecer DGLVWLQomRGRSULPHLUROXJDU bilhetes para o aluno, o pai, ou a mãe. 2 3DUTXH DEULX DR S~EOLFRDGH-XQKRGH data que foi comemorada FRPXPDOPRoRQRUHVWDXrante Museu da Chanfana.

As câmaras de Coimbra, LousĂŁ e Miranda - conceOKRV VHUYLGRV DWp  SHOD ferrovia da LousĂŁ, que foi GHVDFWLYDGDSDUDDLQVWDODomR do Metropolitano ligeiro de VXSHUItFLH²VmRDFFLRQLVWDV da empresa Metro Mondego, GHWHQGRSRUFHQWRGRFDSLWDOVRFLDO SRUFHQWRFDGD XP $OpPGR(VWDGR SRU cento), tambĂŠm sĂŁo accionisWDVD5HIHU 5HGH)HUURYLiULD Nacional) e a CP (Comboios de Portugal), com cinco por FHQWR GR FDSLWDO VRFLDO  por cento cada). O projecto inserido no Sistema de Mobilidade do Mondego contempla a insWDODomRGHXPPHWUROLJHLUR de superfĂ­cie do tipo ‘tram-train’ - com capacidade para FLUFXODUQRVHL[RVIHUURYLiULRV urbanos, suburbanos e regionais - na cidade de Coimbra e no ramal da LousĂŁ, onde as obras foram iniciadas, mas entretanto interrompidas, e RQGHMiIRUDPLQYHVWLGRVPDLV GHPLOK}HVGHHXURV PUBLICIDADE

Reabilitação Urbana e iParque entravam acção da Câmara A Câmara de Coimbra HQFRQWUDVHDEUDoRVFRP GLILFXOGDGHV HP UHODomR a duas sociedades - a GH 5HDELOLWDomR 8UEDQD e a do iParque -, com o presidente do MunicĂ­pio, Manuel Machado, a conIHVVDUTXHD´VLWXDomRQmR HVWiIiFLOÂľ Na Sociedade de ReDELOLWDomR 8UEDQD 658  onde o Estado ĂŠ maioriWiULR DWUDYpV GR ,QVWLWXWR GD +DELWDomR H GH 5HDELOLWDomR 8UEDQD ,+58  FDEHQGR  SRU FHQWR j CMC, a Assembleia Geral foi interrompida apĂłs o primeiro ponto da ordem de trabalhos. Segundo Manuel MaFKDGRR,+58TXHULDTXH a Câmara de Coimbra contraĂ­sse um emprĂŠstimo junto do Banco Central Europeu (BCE), o que no seu entender “sĂł contribuĂ­a SDUDDGLPLQXLomRGHFDSDcidade de endividamento

do Município�, ou assumisse a totalidade do capital. ´$658HVWiGHVFDSLWDOL]DGD HR,+58QmRTXHUDFRPpanhar o aumento de capital proposto pela CMC�, refere o autarca. Quanto ao Coimbra iParque, parque empresarial situado em Antanhol e gerido por uma sociedade HP TXH D &kPDUD WHP  SRU FHQWR GD SDUWLFLSDomR accionista, a Assembleia Geral (AG) tambÊm foi interrompida, dado exisWLUHPYiULDV SURFHVVRVHP Tribunal. Manuel Machado diz ter pedido que apresentasVHP R SRQWR GH VLWXDomR FRPSOHWR GDV YiULDV GHmandas, para que se possa prosseguir a AG, com a Câmara a equacionar a possibilidade de o iParque deixar de existir como empresa autónoma, para passar a ser uma estrutura do município.


12

MUNDIAL 2014

10

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

DE JUNHO DE 2014 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Antigo capitĂŁo Hong Myung-Bo dirige sul-coreanos

Um ídolo a transportar a esperança

Telef.: 239 10 49 49 - Urb. do Lagar, Lt. 4, Lj. 1 | Santa Clara - 3040-002 COIMBRA tecniartecabeleireiro@gmail.com | tecniarte.weebly.com

Padaria

|

Pastelaria

Rua das Alagoas, 27 - FigueirĂł do Campo 239 644 180 (Fabrico) 239 644 180 (EscritĂłrio) padariarolim@sapo.pt Paulo: 91 843 92 59 TĂł: 91 843 92 35 Nuno: 91 844 32 09

| 34305

|

34028

SISTEMAS EM ALUM�NIO | SERVIÇOS EM INOX SERRALHARIA CIVIL | ESTRUTURAS E COBERTURAS

34210

Tlf. 239 431 875 | Fax: 239 436 126 | Tlms. 966 828 900 / 966 828 901 Rua da Pontinha, n.Âş 18 | Alcarraques | 3025-013 Coimbra | jcgomes.alu@gmail.com

CONSTRUĂ‡ĂƒO, RENOVAĂ‡ĂƒO EdifĂ­cios, Apartamentos, Moradias

Especialistas em todo o tipo de cobertura, Renovaçþes e Construção Civil

Rua Dr. Francisco Martins - ChĂŁo de Lamas Telm. 919 296 098 - 3220-015 Miranda do Corvo

239 820 560 Rua Dr. António JosÊ de Almeida, 185 3000-044 Coimbra seu seleccionador na caminhada para o histórico quarto lugar em 2002 e do qual foi adjunto nos russos do Anzhi, Hong, de 45 anos, encetou um inevitåvel processo de renovação da equipa cujos

aos novos, o treinador tem em Lee Chung Young (Bolton) e Park Chu Young (Arsenal) dois dos maiores talentos da actual geração asiåtica. Os sul coreanos estrearam-se no Mundial de 1954,

Agora ĂŠ a sĂŠrio

A selecção portuguesa estreia-se no Mundial na prĂłxima segunda-feira, dia 16, Ă s 17h00, defrontando a Alemanha, em Salvador da BaĂ­a, na primeira jornada do grupo G. O Ăşltimo jogo de preparação, frente Ă  RepĂşblica da Irlanda (goleada 5-1), na madrugada de ontem (11), permitiu ver que o seleccionador Paulo Bento tem todos os jogadores Ă  disposição, com os regressos de Ronaldo e Raul Meireles a contribuĂ­rem para um aumento qualitativo da produção da equipa das “quinasâ€?, e Pepe a mostrar que estĂĄ em condiçþes de comandar o sector defensivo no encontro diante dos germânicos. De resto, apesar das vĂĄrias experiĂŞncias feitas pelo tĂŠcnico SRUWXJXrVQRVGHVDĂ€RVGHSUHSDUDomRRRQ]HTXHYDLLQLFLDUR jogo de segunda-feira nĂŁo deverĂĄ fugir muito do que disputou os encontros do “play-off â€? diante da SĂŠrvia. As dĂşvidas estĂŁo Ricardo Rosa

34096

913 521 972

Rua da Escola, n.Âş 13 - Campizes 3150-253 Ega - Condeixa-a-Nova Tlf. 239 942 409 - www.espiga.com.pt

Atendimento Permanente

Acabaram as experiĂŞncias, vem aĂ­ o Portugal-Alemanha

34037 34308

Tlfs. 912 004 668 / 963 541 046 | Fax - 239 928 103 E-mail - imprilar@gmail.com

FUNERĂ RIA BORRALHO

assistĂŞncia tĂŠcnica de caldeiras

num dos mÊdios (Miguel Veloso ou William Carvalho? Ou os dois?) e no ponta-de-lança. Postiga terå aparente vantagem, mas os desempenhos recentes de Hugo Almeida e Éder dão direito à dúvida. 2TXH3DXOR%HQWRÀFRXDVDEHU VHMiQmRVDELD SHODV últimas semanas Ê que tem 23 jogadores comprometidos com a equipa, motivados e empenhados, e tem a possibilidade de no decorrer das partidas proceder a mudanças tÊcnico-tåcticas e alteraçþes de posicionamento sem que isso cause estranheza entre os atletas. Bem diferente, portanto, de outros tempos... A Alemanha, segunda do ranking FIFA, mesmo sem o lesionado de última hora Reus, apresentar-se-å como uma das maior fortes da prova e constituirå um duro teste às reais capacidades lusas.

ASSISTĂŠNCIA E MANUTENĂ‡ĂƒO DE: Caldeiras a GĂĄs | Caldeiras a GasĂłleo Esquentadores

Encerra Ă  3.ÂŞ Feira

6HJDGRPGDV‡K Urb. Quinta de S. Luís, Lt 82, Rc Drt. - 3140-348 Pereira - Montemor-o-Velho

Telef.: 239 701 460 | Telem.: 966 942 659 Estrada da Beira, 389 r/c 3030-426 COIMBRA

Loja 1: Rua GregĂłrio, n.Âş 4 - Pelariga 3105-291 Pelariga - Pombal Telef.: 236 216 031 Loja 2: Mercado Municipal de Pombal

34086

34068

&DEHOHLUHLUR‡ Instituto de Beleza

mas enfrentaram depois um longo perĂ­odo de ausĂŞncia que findou em 1986. DaĂ­ para a frente nĂŁo falharam um, e quando organizaram a prova, a par do JapĂŁo, em 2002, foi a poderosa AlemaQKDDWLUDUOKHVDĂ€QDODSyV terem despachado ItĂĄlia e Espanha, e ganho a Portugal ainda na fase de grupos. HĂĄ quatro anos, na Ă frica do Sul, conseguiram pela segunda vez ultrapassar a primeira fase, tendo sido eliminados nos oitavosGHĂ€QDOSHOR8UXJXDL O objectivo para o torneio brasileiro ĂŠ chegar Ă  segunda fase e Hong acredita, pois para ele, “o futebol coreano tem demonstrado nos Ăşltimos anos que pode alcançar grandes conquistas e que nĂŁo hĂĄ nada a temerâ€?. RĂşssia a 17 de Junho, ArgĂŠlia dia 22 e BĂŠlgica no dia 26 de Junho sĂŁo os confrontos agendados. NĂŁo serĂĄ fĂĄcil, mas impossĂ­vel tambĂŠm nĂŁo. Com os sul-coreanos terminamos a apresentação que iniciamos em Janeiro passado das 32 selecçþes presentes no Brasil. Chegou a hora da bola rolar. É hoje!

34301

Coloraçþes e Madeixas - Alisamento tÊrmico sem formol Madeixas Californianas - Cargas de Queratina &RORUDomRVHPDPRQtDFR'HSLODomRDOLQKD3DUD¿QD Verniz gel - Unhas de gel - Massagem shiatsu com almofada

resultados serão verificåveis nas próximas semanas. Pela primeira vez num Mundial sem o craque Park Ji-Sung, auto-retirado da selecção para dar oportunidade

34340 4340 4 340

Tecn i Arte

Catarina Carvalho T. 964 821 944

Um apuramento aos solavancos e três treinadores depois, aí estå a Coreia do Sul no Brasil para participar no seu nono Mundial. A selecção asiåtica com maior número GHSUHVHQoDVQDIDVHÀQDOGD grande competição teve por PDLVGRTXHXPDYH]DTXDOLÀcação em risco para a prova de 2014. Os treinadores Cho Kwangrae e Choi Kang-Hee testaram a paciência dos responsåveis da federação local e deram-se mal. Ambos foram dispensados depois de muitas críticas e de terem deixado os adeptos sul-coreanos à beira de um ataque de nervos. O passaporte foi garantido com aperto e quando chegou a hora de escolher quem colocar aos comandos da nave em continente americano não houve dúvidas: Hong Myung-Bo, o ídolo. Antigo capitão e recordista de internacionalizaçþes pela selecção da Coreia do Sul, um dos melhores jogadores asiåticos de todos os tempos, como jovem tÊcnico dirigiu as

formaçþes de sub-20 e sub-23 do país, onde obteve com esta última o bronze olímpico em 2012. Tendo como referência o holandês Guus Hiddink,

34163

34251

LUĂ?S CARLOS MELO


MUNDIAL 2014

Marco Distrito AutomĂłveis, Lda

LQIR#SDGDULDGLRQLVLRFRP ZZZSDGDULDGLRQLVLRFRP

A

6HGHRua da Padaria, n°. 1/3 - 3105-057 CARRIÇO Tel.: 236 959 330 - Fax: 236 959 331 Loja I: Largo Caras Direitas, Buarcos 3080-254 FIGUEIRA DA FOZ Gsm.: 968 010 196 Loja II: R. Dr. Luís Carriço, n°. 9 - 3080-189 FIGUEIRA DA FOZ Tel.: 233 411 809 Loja III: R. V. Gama ao Lg. Mato, n°. 8 - 3080 FIGUEIRA DA FOZ Tel.: 233 422 495 | Gsm.: 965 802 766

sexto(!) tĂ­tulo mundial. A jogar em casa, com a experiĂŞncia do treinador (campeĂŁo em 2002) e a

começar pela campeã mundial e europeia, Espanha, que se vai apresentar na defesa do título conquis-

Os jogos da 1ÂŞ fase dia a dia 12/06, quinta-feira Brasil - CroĂĄcia (21h00) *

13/06, sexta-feira MÊxico – Camarþes (17h00) Espanha – Holanda (20h00) * Chile – Austrålia (23h00) * 14/06, såbado Colômbia – GrÊcia (17h00) Uruguai – Costa Rica (20h00) * Inglaterra – Itålia (23h00) * 15/06, domingo &RVWDGR0DU¿P¹-DSmR K

Suíça – Equador (17h00) * França – Honduras (20h00) Argentina – Bósnia (23h00) * 16/06, segunda-feira ALEMANHA – PORTUGAL (17h00) * Irão – NigÊria (20h00) Gana – Estados Unidos (23h00) 17/06, terça-feira BÊlgica – ArgÊlia (17h00)

Brasil – MÊxico (20h00) * Rússia – Coreia do Sul (23h00)

18/06, quarta-feira AustrĂĄlia – Holanda (17h00) Espanha – Chile (20h00) * CamarĂľes – CroĂĄcia (23h00) 19/06, quinta-feira &RO{PELDÂą&RVWDGR0DUÂżP K  Uruguai – Inglaterra (20h00) -DSmRÂą*UpFLD K  20/06, sexta-feira ItĂĄlia – Costa Rica (17h00) * Suíça – França (20h00) Honduras – Equador (23h00) * 21/06, sĂĄbado Argentina – IrĂŁo (17h00) Alemanha – Gana (20h00) * NigĂŠria – BĂłsnia (23h00) 22/06, domingo BĂŠlgica – RĂşssia (17h00) Coreia do Sul – ArgĂŠlia (20h00)

34082 

7DFRV3DUTXHWV/DPSDUTXHWV 3DUTXHWRQLV6RDOKRV)OXWXDQWHV )RUQHFLPHQWRHDSOLFDomR$IDJDPHQWRV(QYHUQL]DPHQWRV Rua Dolmen das Carniçosas, 53 - Serra das Alhadas - 3090-427 Alhadas Telem.: 916 685 167 - marcomarianadomingues@gmail.com

 &2/2&$d­2'(72'227,32'(5(9(67,0(1726&(5Æ0,&26(3('5$6

ZZZSOLJKWLQJSW

3/,*+7,1*/'$,/80,1$d­2

ESTADOS UN. – PORTUGAL (23h00) *

23/06, segunda-feira Holanda – Chile (17h00) Austrålia – Espanha (17h00) Camarþes – Brasil (21h00) Croåcia – MÊxico (21h00) 24/06, terça-feira Itålia – Uruguai (17h00) Costa Rica – Inglaterra (17h00) -DSmR¹&RO{PELD K

*UpFLDÂą&RVWDGR0DUÂżP K

25/06, quarta-feira NigÊria – Argentina (17h00) Bósnia – Irão (17h00) Honduras – Suíça (21h00) Equador – França (21h00) 26/06, quinta-feira PORTUGAL – GANA (17h00) Estados Unidos – Alemanha (17h00) Coreia – BÊlgica (21h00) Argentina – Rússia (21h00).

Adega e Lagares do Freixial Produção Vinhos e Azeite

9HQGDGLUHFWDDRS~EOLFR Linha de extracção

Telef.: 249 391 018 - Fax: 249 392 090 Telem.: 918 628 963 )5(,;,$/$5(,$6)HUUHLUDGR=r]HUH

&$9(6'(&2,0%5$ JĂ ABRIU com diversos Materiais de OcasiĂŁo, proveniente de leilĂľes 7HOHPyYHO (MĂłveis, Ferramentas, electrodomĂŠsticos, Etc) InformĂĄtica ConsumĂ­veis 6RIWZDUH $VVLVWrQFLD7pFQLFD Cristiano Oliveira 

^

5XDGRV5HJHGRUHV&DGLPD fjmclda@hotmail.com __

$Y1RYDUFGW¾60DUWLQKRGR%LVSR 7HOHPIDUWXUDVGDWDQLD#KRWPDLOFRP

5XDGR&DUPRQž*DIDQKDGD(QFDUQDomRĂ‹OKDYR 5 G & 7HOHP(PDLOFDUORVFRQGH#VDSRSW

3,1725'(&216758d­2&,9,/

‡2¿FLQD(VSHFLDOL]DGDHP3LQWXUD$XWR ‡&RPSUDH9HQGDGH$XWRPyYHLV

/,03(=$'(&$/(,5$6($/*(52=(6 /$9$*(0'(7(/+$'26(3527(d­2&20+,'52)8*$17()81*,&,'$

34100

721,*$63$5

Fernando Alves Rodrigues 34302

2XWHLURGD5DQKD7OP(PDLOERQVFRWWWJ#JPDLOFRP

IDFHERRNFRPWRQLJDVSDU

Joana Alves 

5HQRYDomR,QIRUPiWLFD'rXPDQRYDYLGDDRVHXFRPSXWDGRU/GD $YGH$EULO/RMD$$QDGLD JHUDO#UHQRYDFDRLQIRUPDWLFDSW_7HOHI

DA

Pintor Construção Civil Tratamento de Madeiras Lavagem de Telhados

contĂ­nua

- ELECTRICIDADE &$1$/,=$dÂŽ(6 - ITED &216758dÂŽ(6 5(67$852 6,67(0$,62/$0(172 7e50,&2(;7(5,25(7,&6

34042

PUBLICIDADE

IDUDXWRPRYHLV#OLYHFRPSW_7OI7OP 0RLWD&KmRGH&RXFH

5XD-RVp*RPHV'XDUWH5LEHLUR_&HUFDO6RXUH 7HOHI)D[_(PDLOKLJLFDVWDQKHLUD#JPDLOFRP

(VWUDGDGH(LUDV/RWH$UPD]pP$SDUWDGR&RLPEUD 7HOHI)D[7HOHPLQIR#SOLJKWLQJSW

* Jogos na RTP. A partir do dia 23, a televisĂŁo pĂşblica transmite dois encontros por dia, respeitantes Ă  3ÂŞ jornada, DLQGDDGHĂ€QLU$6SRUWWYWUDQVPLWLUiWRGRVRVHQFRQWURV

Carlos Alberto Conde C

Soluçþes de Higiene e Limpeza ProďŹ ssionais MĂĄquinas de Limpeza ProďŹ ssionais Artigos para IncontinĂŞncia e Acamados

34044

'LRQtVLR0DUTXHV$JRVWLQKR/GD

IC2 - Redinha - Pombal Telef.: 236 912 400 - 962 610 316

34046

3$'$5,$ 3$67(/$5,$

tado hĂĄ quatro anos na Ă frica do Sul. No rol dos legĂ­timos aspirantes a erguer o trofĂŠu na noite de 13 de Julho estĂŁo aind ainda, como sempre, Alemanha, Alemanh Argentina e ItĂĄlia. A correr por fora, os co KRODQGHVHV Ă€QDOLVWDV KRODQ em 2010) e os portugueses, confiantug tes te que o melhor Cristiano Ronaldo C os possa levar a “tocar o cĂŠuâ€?. A presenoDQDĂ€QDOGR MaracanĂŁ serĂĄ uma mirag em, mas ainda assim ĂŠ de seguir com atenção os desempenhos de BĂŠlgica desempe e JapĂŁo qque podem vir a constituir-se constituir como as sensaçþes da prova. De cada ca um dos oito grupos da d primeira fase, que hoje arranca, sĂŁo apurados para pa os “oitavosâ€? os dois primeiros. É para aĂ­ que estarĂŁo por ora centradas as atençþes. O famoso “mata-mataâ€? chegarĂĄ apenas dentro de duas semanas.

‡0LWVXELVKL/[/XJDUHVDQR ‡5HQDXOW.DQJRR'/XJDUHVDQR ‡6HDW,EL]D7',&RPHUFLDO&'DQR ‡3HXJHRW'LHVHOSRUWDV ‡7R\RWD+LOX[FRPFRQWHQWRUGHIULR ‡/DQG5RYHU[HTXLSDGR77 ‡3HXJHRW7',FRPHUFLDO

33268

Aguardamos a sua visita!

34346

Brasil e Croåcia dão hoje (dia 12), às 21 horas, em São Paulo, o pontapÊ de saída no Campeonato mpeonato do Mundo 2014. 4. A terra do samba e do o futebol preparou-se ao o longo dos últimos anoss para acolher a competipetição. Construiu novos estådios, reemodelou outros,, transfor mou aeroportos e outras infra-estr uturas, deixou atrasar muitas obras, e viu na rua forte contestação ao dinheiro eiro gasto com o evento quando uando hå por lå outras necessidaecessidades. O que foi feito ou ÀFRX SRU ID]HU GHL[D GH WHUVLJQLÀFDGRUHOHYDQWHD HOHYDQWHD partir desta noite, e, porque agora o que os amantes mantes da bola querem Ê vê-la dentro GD EDOL]D H TXDQWDV PDLV YH]HVPHOKRU A carreira da equipa da casa, liderada pelo nosso EHP FRQKHFLGR /XL] )H-

qualidade patenteada pelos jogadores, o Brasil assume-se como o grande favorito Ă  vitĂłria no torneio. A concorrĂŞncia, porĂŠm, ĂŠ forte.

ComĂŠrcio de AutomĂłveis, Forgons e Caixas Abertas CrĂŠdito Imediato atĂŠ 120 meses



Viva a festa do futebol! lipe Scolari, pode ser o analgĂŠsico perfeito para atenuar as “doresâ€? sentidas pelos brasileiros, que sonham com a conquista d o

34043

PontapĂŠ de saĂ­da ĂŠ esta quinta-feira Ă  noite

L.C.M.

11

www.campeaoprovincias.pt



QUINTA-FEIRA



DE JUNHO DE 2014 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Fernando FerrĂŁo, Lda &DL[LOKDULDGH$OXPtQLR_$QRGL]DGRH7HUPRODFDGR Portas - Janelas - Marquises Resguardos de Banho - Sistemas de Corte TĂŠrmico Decorados Tipo Madeira - Todo o tipo de Estores TĂŠrmicos =RQD,QGXVWULDOGD3DOKDoD/RWH3$/+$d$7HOI 7HOI)D[IIHUUDRDOXPLQLRV#KRWPDLOFRPZZZIIHUUDRFRP

34244

12


EMPRESAS & NEGĂ“CIOS

12

www.campeaoprovincias.pt

(VSDoRDEULXKiFHUFDGHWUrVPHVHVHMiID]VXFHVVRHQWUHRVPDLVSHTXHQRV

-HW.LGVpVDOmRGHFDEHOHLUHLUR DSHQVDUQDVFULDQoDV ABERTURA Março de 2014 GERĂŠNCIA Marta Caboz MORADA Urbanização Quinta da VĂĄrzea, Lt. 14, Lj. 3, 3040-320 Coimbra TELEFONE 239 441 900 / 916 303 570 ENDEREÇO ELECTRĂ“NICO simplesexigencias@gmail.com

Cortar o cabelo dos mais novos deixou de ser um momento de ansiedade tanto para eles, como para os seus pais. Abriu hå cerca de três PHVHVQD8UEDQL]DomR4XLQWD GD 9iU]HD HP &RLPEUD um cabeleireiro dedicado exclusivamente a crianças, o Jet7 Kids. Decorado a preceito e equipado com livros, jogos e todo o tipo de brincadeiras (existe mesmo um jogo da macaca desenhado no chão),

o estabelecimento Ê o primeiro do gÊnero a surgir na região Centro. A iniciativa Ê GH 0DUWD &DER] SULQFLSDO responsåvel pelo salão Jet7, que jå hå algum tempo alimentava o desejo de abrir um espaço dedicado aos mais novos, à semelhança do que MiH[LVWHQD]RQDGH/LVERD R primeiro cabeleireiro especiaOL]DGRHPFULDQoDVVXUJLXHP Cascais). ´7HQKRGRLVÀOKRVHVHLR quanto o acto de cortar o cabelo pode assustar as crianças

Estabelecimento estĂĄ equipado com livros, jogos e muitas brincadeiras

e tambĂŠm causar receio nos seus paisâ€?, explica. Aproveitando a disponibilidade da loja contĂ­nua ao Jet7, a cabeleireira abriu o Jet7 Kids. O novo espaço raSLGDPHQWHIH]VXFHVVRHQWUH os mais pequenos. AlĂŠm da decoração ser muito apelativa, as crianças podem ler um livro, brincar ou atĂŠ fantasiar-se enquanto aguardam a sua YH]4XDQGRHODFKHJDWrPD oportunidade de “guiarâ€? uma reprodução de um Fiat 500, descapotĂĄvel. A perspectiva ĂŠ a de que em Setembro, ao lado da cadeira em forma de carro, seja instalada outra, um cavalo ou um coche de carrossel de circo. Cadeira em forma de Fiat 500 ĂŠ muito “O nosso objectivo ĂŠ ir apreciada pelas crianças melhorando o espaço, para melhorar a qualidade e a sa- especĂ­fica, com aroma de HĂĄ ainda o bolo de anitisfação dos nossos clientesâ€?, chocolate e adequada para versĂĄrio que, de tĂŁo apreciado, VXEOLQKD0DUWD&DER] costuma desaparecer em peles sensĂ­veis. Paralelamente, a Jet7 poucos minutos. “Os nossos bolos sĂŁo Festas de aniversĂĄrio Kids estĂĄ tambĂŠm preparada SDUDDUHDOL]DomRGHIHVWDVGH feitos de gomas. Temos uma diferentes versĂŁo normal e outra sem aniversĂĄrio. “SĂŁo festas diferentes. glĂşten, para que possa ser De salientar que todos produtos usados foram es- )D]HPRV SLQWXUDV IDFLDLV apreciada tambĂŠm por crianpecialmente concebidos para penteados, maquilhagem, ças portadoras de doença tratamento de unhas, e mui- celĂ­aca. as crianças. O Jet7 Kids estĂĄ aberPara alĂŠm dos cuidados tos jogos e brincadeiras, tanto com os cabelos, os mais no interior da loja, como no to todos os dias entre as novos podem encontrar no exterior, aproveitando o jar- 09H00 e as 20H00, de seJet7 Kids manicure, pedicu- GLP7DPEpPID]HPRVYLVLWDV gunda a sĂĄbado para atendire, hidratação, massagem, guiadas Ă  loja de animais ao mento de cabeleireiro e, aos maquilhagem e depilação, lado, que as crianças apreciam domingos, para as festas de HVWDUHDOL]DGDFRPXPDFHUD PXLWRÂľH[SOLFD0DUWD&DER] aniversĂĄrio.

(Ă€FiFLDQDJHVWmRGHHPHUJrQFLDV

('3'LVWULEXLomRJDQKDSUpPLRLQWHUQDFLRQDO A EDP Distribuição ganhou o prĂŠmio “Most Effective Recovery of the Yearâ€?, atribuĂ­do pelo Business Continuity Institute (BCI), como reconhecimento da forma HĂ€FD]FRPRDHPSUHVDWUDEDlhou na recuperação da rede e na reposição de serviço aos FOLHQWHVTXHĂ€FDUDPSULYDGRV do abastecimento de energia elĂŠctrica em consequĂŞncia da tempestade Gong, que afectou o territĂłrio de Portugal continental entre 19 e 23 de Janeiro de 2013. O galardĂŁo visa premiar RV SURĂ€VVLRQDLV H RUJDQL]Dçþes sedeadas na Europa que se destacam no âmbito das respectivas ĂĄreas de actividade, que se tenham evidenciado na continuidade do negĂłcio, conferindo entrada automĂĄtica no BCI Global Awards, o qual terĂĄ lugar no

próximo mês de Novembro, em Londres. 2M~ULUHFRQKHFHXDHÀcåcia da recuperação em todo o espectro de gestão de emergências e incidentes, incluindo planeamento estratÊgico, tåctico e operacional. Era igualmente exigido provas sobre FRPR IRL XWLOL]DGR R 3ODQR Operacional de Actuação em Crise, POAC, na gestão do incidente e dos operacionais que trabalharam para a recuperação da rede, que liçþes foram aprendidas durante o processo e como estas liçþes ajudaram a melhorar a resilirQFLDGDRUJDQL]DomR A tempestade Gong foi a mais devastadora das tempestades dos últimos anos em Portugal, marcada por uma ciclogÊnese explosiva que se manteve activa durante 36 horas.

“Num cenĂĄrio com condiçþes atmosfĂŠricas fortemente adversas, as equipas da EDP Distribuição tiveram GHOXWDUFRQWUDDVGLĂ€FXOGDGHV provocadas por chuva forte e rajadas de vento de mais de 200 quilĂłmetros/hora, acessos obstruĂ­dos, grande nĂşmero de ĂĄrvores derrubadas e postes partidos, bem como a perda de comunicaçþesâ€?, refere a empresa. “Sem mĂŁos a medir, os mais de 2 000 operacionais trabalharam com grande dedicação, dia e noite, na recuperação da rede e alimentação aos clientes, recorrendo ao auxilio de elevado nĂşmero de geradores e centrais mĂłveis, em estreita ligação com as autoridades municipais, protecção civil, bombeiros e exĂŠrcitoâ€?, acrescenta a EDP Distribuição.

João Torres, presidente da EDP Distribuição

12

QUINTA-FEIRA

DE JUNHO DE 2014 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

B R E V E S

3ULRU/XFDV/GD FRPHPRUDDQRV

A empresa Prior Lucas, Lda, empresa sediada em Souselas, comemorou 30 anos de actividade na última semana, com um torneio de futebol e um almoço de convívio em que participaram os cerca de 50 colaboradores. Fundada, em 1984, por JosÊ Prior Lucas, esta sociedade tem vindo a desenvolver actividade ligada à construção civil e manutenção de estruturas fabris, sendo uma das de maior relevo na região e trabalhando, de perto, com importantes marcas. Actualmente, a gestão da Prior /XFDV/GDHVWiFRQÀDGDD5XL /XFDVÀOKRGRIXQGDGRUGDHPpresa. Rui Soares, presidente da União de Freguesias de Souselas e Botão, sublinhou a importância da Prior Lucas, Lda enquanto um dos maiores empregadores locais, que muito contribui para ajudar ao desenvolvimento da freguesia.

)yUXP&RLPEUD WHPGXDVQRYDVORMDV

Abriram recentemente duas novas lojas no Fórum Coimbra. A Tous (Piso 1, loja 1.14) Ê uma prestigiada marca internacional de acessórios de moda e ourivesaria presente em 45 países com mais de 400 lojas em cidades como Nova Iorque, Cidade do MÊxico ou Tóquio. Com uma imagem moderna e luxuosa este espaço procura proporcionar aos seus clientes um ambiente de conforto, elegância e sobriedade. A Góis (Piso 1, loja 1.57) Ê uma marca com peças exclusivas e de alta relojoaria e jóias destinado a um segmento exclusivo que procura autenticidade, experiência e excelência superiores.

(VWXGDQWHYHQFHX FRQFXUVRGHLGHLDV

Hugo Santos, aluno do PĂłlo de Oliveira do Hospital da Eptoliva, foi o vencedor do Concurso Intermunicipal de Ideias de NegĂłcio, que terminou no Ăşltimo domingo, no Centro de Artes e EspectĂĄculos (CAE) da Figueira GD)R]+XJR6DQWRVDSUHVHQWRX o projecto MotoPlanta, para o qual contou com a orientação dos professores Tiago Coelho e Fernando Brito. No segundo luJDUGRFRQFXUVRĂ€FRXRSURMHFWR $4,TXHLMR GDV DOXQDV 7kQLD Mendes, Raquel Costa e JoĂŁo Abrantes, da EPTOliva, PĂłlo de TĂĄbua. O terceiro lugar coube ao projecto Salty Spoon, dos alunos JoĂŁo Gouveia e Carolina Silva, do Agrupamento de Escolas de MortĂĄgua. O Concurso Intermunicipal de Ideias de NegĂłcio decorreu no âmbito do Programa de Empreendedorismo nas Escolas – “Conquista a RegiĂŁo de Coimbra com a tua Ideiaâ€?, GLQDPL]DGRSHOD&RPXQLGDGH Intermunicipal da RegiĂŁo de Coimbra, relativo ao ano lectivo 2013/2014.


12

QUINTA-FEIRA

ACTUALIDADE

DE JUNHO DE 2014 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

13

www.campeaoprovincias.pt

MunicĂ­pio de Condeixa

Autarcas unânimes pela deslocalização da Indoliva G. B.

A Câmara Municipal de Condeixa aprovou, por unanimidade, uma proposta do PSD para a deslocalização da empresa Indoliva para um local remoto, com o objectivo de minorar os efeitos nocivos que a actividade desta indĂşstria causa “no ambiente e na qualidade de vida dos condeixensesâ€?, revelou o vereador social-democrata, Norberto Pires. Ao sublinharem que nada os move contra a referida empresa, que se dedica Ă  produção de Ăłleos vegetais, os autarcas do PSD defendem que, em virtude dos efeitos negativos que a Indoliva tem no bem-estar da população e na actividade econĂłmica e turĂ­stica do concelho, “o interesse privado nĂŁo pode, nunca, sobrepor-se ao interesse pĂşblicoâ€?.

A proposta, apresentada pelos vereadores do PSD, Norberto Pires e Carlos Nascimento, na Ăşltima semana, foi aprovada por toda a vereação, liderada pelo presidente da Câmara, Nuno Moita (PS), prevĂŞ, “manifestando, sem subterfĂşgios, que ĂŠ de interesse municipal e pĂşblico, que a Indoliva seja deslocalizada para local remoto e que essa ĂŠ a vontade unânime de todos os eleitos do executivo camarĂĄrioâ€?. É sugerido, ainda, que esta deliberação tenha idĂŞntico acolhimento pela Assembleia Municipal de Condeixa. A proposta visa accionar os mecanismos de inspecção Ă  referida unidade fabril – no sentido de terminar com a sua operação –, possibilitando, assim, que os organismos autĂĄrquicos responsĂĄveis iniciem conversaçþes com a empresa e

entidades responsĂĄveis pelo licenciamento da actividade econĂłmica, pelo ambiente e saĂşde pĂşblica, no sentido de a deslocalizar para uma zona remota do concelho. “Este serĂĄ sĂł o primeiro passo e a formulação Ă€UPHHIURQWDOGHXPDUHsoluçãoâ€?, refere Norberto Pires. 3RURUDQmRHVWiGHĂ€nido um local para onde a Indoliva possa ser mudada. Contudo, o vereador do PSD lembra que a zona industrial de Condeixa-a-Nova (entre Sebal e Anobra), nĂŁo ĂŠ solução porque hĂĄ aglomerados residenciais Ă  volta. “Mudar o problema de sĂ­tio nĂŁo ĂŠ resolvĂŞ-loâ€?, disse Norberto Pires ao nosso Jornal. A decisĂŁo do MunicĂ­pio prevĂŞ, ainda, a criação de uma comissĂŁo que tenha como missĂŁo acompanhar as questĂľes ambientais do

concelho e recomendar ao executivo camarårio acçþes correctivas e tomadas de posição que tenham como objectivo o bem-estar ambiental das populaçþes e a defesa dos recursos naturais de Condeixa. A ser liderado pelo presidente da Câmara, este grupo de trabalho funcionarå como um órgão consultivo de composição alargada, integrando dois elementos indicados por cada partido político representado na Assembleia Municipal e um elemento de uma organização ambiental, por exemplo, a QUERCUS. Populares recolhem assinaturas

Apresentadas à edilidade em primeira mão, as recomendaçþes da comissão do ambiente deverão ser tornadas públicas depois

de debatidas em reuniĂŁo da Câmara Municipal de Condeixa. Um grupo de cidadĂŁos mobilizou-se, sĂĄbado, atravĂŠs de uma acção pĂşblica de recolha de assinaturas com o objectivo de “exigir RĂ€PGRFKHLURQDXVHDEXQdo a azeite que se respiraâ€? em Condeixa-a-Nova. A iniciativa visa dar suporte a uma reclamação Ă s entidades oficiais competente e, possivelmente, â€œĂ  propositura de uma providĂŞncia cautelar e de uma acção popular MXGLFLDOH[LJLQGRRĂ€PGRV transtornos, incĂłmodos e prejuĂ­zos para a saĂşde e o bem-estar dos condeixenses resultantes dos odores, cheiros e fumosâ€? provenientes da Indoliva, revelou o advogado SĂŠrgio Passos, porta-voz do grupo de cidadĂŁos. De acordo com o movimento “Por uma Con-

deixa-a-Nova limpa�, a fåbrica Indoliva liberta gases para a atmosfera de forte odor åcido, semelhantes aos vapores de gorduras ou óleos fritos. A empresa jå veio a público reconhecer o cheiro incomodativo. Contudo, em declaraçþes à agência noticiosa Lusa, o administrador daquela sociedade sublinha que se trata de vapor de ågua, resultante do processo de seca do bagaço de azeitona, sem perigo para a saúde pública. Este ano, a Indoliva recebeu cerca de 22 000 toneladas de bagaço de azeitona para transformar em óleo. Trata-se do dobro da proGXomRYHULÀFDGDHP o que obrigou a unidade a laborar durante maior período de tempo e, devido à fermentação do produto, originou uma cheiro mais prolongado e incómodo para as populaçþes.

ANOBRA Casal de São João honra santo popular É dedicada a São João a festa de quatro dias que se UHDOL]DGHDGH-XQKRHP Casal de São João, freguesia de Anobra (Condeixa). Trata-se de uma romaria com grande tradição que, todos os anos, junta a população em convívio e atrai milhares de forasteiros das redondezas. Nuno Monteiro, membro da comissão de festas, destaca o envolvimento de toda a população nestas que são as festas com maior impacto na comunidade. A romaria, dedicada ao santo popular, tem o seu ponto alto no domingo (dia  jWDUGHFRPDFHOHEUDomR de missa solene e procissão pelas ruas da freguesia. De igual forma, na vertenWHSRSXODUViEDGR  jQRLWH Ê de destacar o VIII Festival

Missa solene e procissĂŁo ĂŠ no domingo

de Folclore organizado pelo Grupo Etnogråfico da Freguesia de Anobra. O encontro, dedicado à música, dança e cultura popular, conta este ano com a participação do Grupo Folclórico de Ganfei (Valença), Rancho Folclórico Fazendeiros da Barra Cheia e Arredores (Moita do Ribatejo) e Rancho Folclórico ACDR Arco do CÊu (Moimenta da Beira). Ao longo de quatro dias,

Monteiro ĂŠ um dos seis elementos que compĂľem a comissĂŁo das festas em honra de SĂŁo JoĂŁo, em Anobra. O responsĂĄvel destaca a vertente religiosa e, tambĂŠm, as tradicionais cavalhadas, que envolvem jogos a cavalo e atraem, sempre, grande nĂşmero de pĂşblico e participantes. â€œĂ‰ uma festa de grande tradição, que envolve todas as pessoas da freguesia e atrai gente dos arredoresâ€?, refere Nuno Monteiro.

o recinto das festas Ê animado por música e actuação de vårios grupos, destacando-se, no programa, Ruizinho de Penacova   7UDS=DS   Mar & SamED   H R Rua Bandas do AlÊm Senhora das Dores grupo Vikin3150-229 Condeixa-a-Velha JV   Telem.: 917 458 153 - 919 917 771 Nuno Telef.: 239 948 234 PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Jorge Manuel Ribeiro Marques

34634

Sexta-feira (dia 13) 09h00 – Abertura das festas K²$EHUWXUDGDTXHUPHVVH 20h00 – Sardinhada K²(OLPLQDWyULDGRFRQFXUVR´$9R]GH&RQGHL[DÂľ K²%DLOHFRP5XL]LQKRGH3HQDFRYDHGM+pOLR7 SĂĄbado (dia 14) 08h00 – Alvorada K²&KHJDGDGRVJDLWHLURV´2V$OHJUHVÂľ 20h00 – InĂ­cio do VIII Festival de Folclore do Grupo (WQRJUiĂ€FRGD)UHJXHVLDGH$QREUD K²%DLOHFRP7UDS=DS Domingo (dia 15) K²6DtGDGDEDQGHLUDSHODVUXDVGDIUHJXHVLD K²0LVVDVHJXLGDGHSURFLVVmR K²$FWXDomRGD%DQGD)LODUPyQLFDGR&HUFDO K²$FWXDomRGRJUXSR&DQWDUHVGH$QREUD K²$FWXDomRGD(VFRODGH'DQoDV)DPH K²7UDGLFLRQDLV´FDYDOKDGDVÂľ K²%DLOHFRPRFRQMXQWR0DUH6DPED K²)RJRGHDUWLItFLR Segunda-feira (dia 16) K²$EHUWXUDGDVIHVWDV K²7UDQVPLVVmRGRMRJR$OHPDQKD3RUWXJDO K²(QWUHJDGDEDQGHLUDDRVPRUGRPRVGH 22h00 – Baile com o grupo Vikings 02h00 – Encerramento dos festejos

Festa dura quatro dias

ElectricistaCanalizador Paineis Solares / Instalação de TDT Aquecimento e Aspiração Central Convida a visitar as Festas da de 13 a 16 de Junho

Rua da Inculca, n.Âş 1 - 3150-020 Anobra - Telem.: 918 283 636 - www.jorge-marques.pt

Anobra OP

Programa


CULTURA

14

Tendo por base o universo criativo de Frederico García Lorca, com encenação de Ricardo Correia, os

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

Coimbra recebe mostra de teatro universitĂĄrio A III Mostra de Teatro UniversitĂĄrio estĂĄ a decorrer em vĂĄrios locais da cidade de Coimbra, atĂŠ sexta-feira. CĂ­rculo de Iniciação Teatral da AcadePLDGH&RLPEUD &,7$& *UXSR(WQRJUiĂ€FRHGH)ROFORUH da Academia de Coimbra (GEFAC), Teatro dos Estudantes da Universidade de Coimbra (TEUC) e ThĂ­asos sĂŁo parceiras do Teatro AcadĂŠmico de Gil Vicente (TAGV) na organização do evento que, este ano, conta com a participação do Teatro UniversitĂĄrio do Minho, Grupo de Teatro de Letras da Universidade de Lisboa, Skaenika Teatro da Universidad de Granada e o Grupo de Teatro AcadĂŠmico de Leiria. “SuicĂ­dio de Amorâ€? ĂŠ a peça que ĂŠ exibida, hoje Ă  noite, pelas 19h00, no Teatro de Paulo Quintela. No TAGV, a partir das 21h30, o CITAC apresenta “Lupus – Homo Homini Lupusâ€?. A Mostra de Teatro UniversitĂĄrio prossegue, sexta-feira, com a peça “AndrĂłmacaâ€?, pelo grupo de teatro ThĂ­asos, no TAGV (21h30). GarcĂ­a Lorca inspira projecto formativo

12

Trata-de de um projecto cÊnico e formativo que envolveu os estudantes durante três anos e que, com a co-produção d'O Teatrão, Ê agora apresentado ao público, de 26 de Junho a 05 de Julho. Os espectåculos têm lugar de segunda-feira a såbado (21h30) e ao domingo (17h00). O preço dos bilhetes Ê de quatro euros. Mais informaçþes e reservas podem ser obtidas atravÊs do endereço info@ oteatrao.com.

alunos do curso de Teatro e Educação da Escola Superior de Educação (ESEC) OHYDPDRSDOFRGD2Ă€FLQD Noite transfigurada Municipal de Teatro de no cafĂŠ de Santa Cruz Coimbra a peça “Lorcaâ€?. No âmbito das co-

memoraçþes dos 55 anos do CĂ­rculo de Artes PlĂĄsticas de Coimbra, estĂĄ patente ao pĂşblic o, n o c a f ĂŠ d e S a n t a Cruz, uma exposição de Miguel Leal, intitulada “Verklärte Nachtâ€? [Noite Transfigurada]. A mostra, inaugurada hĂĄ cerca e duas semanas, faz parte do ciclo artĂ­stico “Santa Cruzâ€? e pode ser visitada atĂŠ 28 de Agosto. Susana Paiva expĂľe no restaurante Nacional

A exposição de fotografia “Ceci n'est pas...â€?,

LQDXJXUDGDQR~OWLPRĂ€P-de-semana, pode ser visitada no restaurante Nacional, em Coimbra, atĂŠ 28 de Junho. Resultante de uma parceria com a Mercearia de Arte, iniciada em Dezembro de 2013, esta ĂŠ uma mostra que revela o trabalho da fotĂłgrafa conimbricense Susana Paiva. “Ceci n’est pas... Parisâ€? ĂŠ a sua mais recente sĂŠrie foWRJUiĂ€FDRQGHUHYLVLWDQGR diversos locais da capital francesa, a artista tenta criar XPDQRYDLFRQRJUDĂ€DSDUD a cidade-luz. Mais informaçþes estĂŁo disponĂ­veis online, em www.susanapaiva.com.

DE JUNHO DE 2014 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

a Orquestra Clåssica do Centro (OCC) protagoniza um concerto naquele espaço, hoje à noite, pelas 21h30. O espectåculo terå como intervenientes os solistas vencedores do FRQFXUVR GH DOXQRV ÀQDlistas do Conservatório, sob direcção do maestro David Wyn Lloyd. A 28 de Junho (21h00), a OCC apresenta-se na Casa da Música, num concerto solidårio com a Fundação Joãozinho, comentado por Laborinho Lúcio, com João Bettencourt da Câmara ao piano.

Orquestra Clåssica do Centro em concerto Em colaboração com o Conservatório de Música,

PASSATEMPOS PALAVRAS CRUZADAS – Problema n.º 384 Tema de hoje – CAVALOS 1

2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15

CINCO PALAVRAS RELACIONADAS COM CAVALOS

PROBLEMA N.Âş 384/A 1

CA

CI

ES

GA

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10 11

1 2 3

2

HI

3

LE

LO

MO

4 5 6

4

NAN

5

PE

PI

PIS

6

7 8 9

7

PO

RA

RO

TE

8 9

Utilizando todas as sĂ­labas constantes do quadro, formar cinco palavras relacionadas com cavalos.

HORIZONTAIS – 1 – Cavalos. Cavalos. 2 – Governo. Cavalos. Cavalos. 3 – Símbolo de terabyte. Cavalos. Duzentos romanos. 4 – Moeda única, adotada pela maioria dos estados-membros da União Europeia (pl). Cavalos. 5 – Barbatana. Nociva. 6 – Electricidade de Portugal (abr). Ação. 7 – Relativo a vento. Cavalos. 8 – Orça. Afabilidade. 9 – Nota musical. Cavalos. Nome de letra grega. VERTICAIS – 1 – Cavalos. Oceano. 2 – Gebo. Deduz. 3 – Como, Cavalos. 4 – Maganão. Cavalos. 5 – Ala. Ali. 6 – Unidade monetåria da Bulgåria. Lugar plantado de amieiros. 7 – Nome de letra. 8 – Universidade de Lisboa (abr). Cada. 9 – Centro de à rea Educativa (abr). 10 – Agarrei. Cavalos. 11 – Rede Portuguesa de Aerobiologia (abr). Prosseguia. 12 – Clareio. Cavalos. 13 – AlÊm. Observai. 14 – Associação dos Industriais de Construção de Edifícios (abr). Símbolo de Êrbio. 15 – Cavalos. Ocasião.

PRÉMIOS – Obra literĂĄria, oferta da PORTO EDI725$3UpPLRVXUSUHVDRIHUWDGHĂˆ*8,$HQRÂżQDO do mĂŞs, mais um prĂŠmio especial: um exemplar do valioso (e “saborosoâ€?) livro de culinĂĄria, encadernado e profusamente ilustrado, “O Pequeno Tesouro das Cozinheirasâ€?, edição e oferta da PORTO EDITORA. PRAZO PARA REMESSA DE SOLUÇÕES – AtĂŠ ao dia 15 do prĂłximo mĂŞs. ENVIO DE SOLUÇÕES – Ernesto Lopes Nunes, Beco dos Unidos, n.Âş 3, Espadaneira, 3045 – 162 Coimbra. PREMIADOS Passatempos n.Âş 376 – MĂĄrio Martins MĂłnica Bernardo, de Lisboa, com livro da PORTO EDITORA; Fernando JosĂŠ Batista, de Coimbra, com prĂŠmio surpresa, oferta de Ă GUIA.

ENIGMA FIGURADO

Interpretando correctamente todos os símbolos e operaçþes apresentados, encontrar-se-à uma conhecida expressão popular.

10 11

HORIZONTAIS – 1 – Criação de touros de lide. 2 – Faces. Fim. 3 – Cavalgo. 4 – O facto de apanhar, no jogo, o sete de trunfo com o ås. Må. 5 – Beberete. Evoluída. Vento. 6 – Amante. Engana-se. 7 – Aplanada. 8 – Pai. Correnteza. 9 – Observo. Nome próprio feminino (pl). 10 – Abismo. Czar. Oferecer. 11 – Irritara. Sorte. VERTICAIS – 1 – Vaca que serve de guia aos touros bravos. Nota musical. 2 – Cachaços. Humedecer. 3 – Navegai. Obra jocosa. 4 – Planura. Cheiro. 5 – Pega. Furiosa. 6 – Canseiras. 7 – Adore. Guarnecera de asas. 8 – Ruim. Paraíso. 9 – Apre! Diminuída. 10 – Tornar tolo. Nome próprio feminino (pl). 11 – Dinheiro. Nome de letra grega.

SOLUÇÕES Palavras Cruzadas – Problema n.º 376: Horizontais – 1 – grogue, p, biltre. 2 – a, dr, roído, eo, b. 3 – meros, noÊ, virar. 4 – blesos, cartai. 5 – a, ss, a, a, ao, o. 6 – b, OAC, nas, a. 7 – ara, patifes, ipo. 8 – pingado, icarias. 9 – amarras, mordido. Verticais – 1 – gamba, apa. 2 – r, el, brim. 3 – odres, ana. 4 – grosso, gr. 5 – u, só, apar. 6 – er, sacada. 7 – on, tos. 8 – pio, i. 9 – de, ¿P¹ERFDQHFR¹LYDDVDU¹OHLUDVUG 13 – torto, III. 14 – r, aa, APAD. 15 – Êbrio, oso. Problema n.º 376/A - Horizontais – 1 – opada, amada. 2 – repatriadas. 3 – aros, u, rima. 4 – lar, mil, ras. 5 – temor. 6 – sinal, aulas. 7 – anel, v, auna. 8 – vem, com, ais. 9 – as, cozer, ss. 10 – n, vil, tom, a. 11 – arado, almas. Verticais – 1 – oral, savana. 2 – pera, inês, r. 3 – apor, nem, va. 4 – dås, tal, cid. 5 – at, mel, colo. 6 – ruim, voz. 7 – ai, loa, meta. 8 – mar, rua, rol. 9 – adir, lua, mm. 10 – dama, anis, a. 11 – asas, sassas. Leia o provÊrbio: Com melão vinho bom, com melancia ågua fria. (QLJPD ¿JXUDGR Vinho novo não quer odres velhos.


12

QUINTA-FEIRA

VINAGRETAS

DE JUNHO DE 2014 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

www.campeaoprovincias.pt

15

V I N A G R E T A S

EscrutĂ­nio total - Com visĂ­vel azia, o primeiro-ministro e presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, defendeu, hĂĄ dias, em Coimbra, que os juĂ­zes do Tribunal Constitucional "que determinam a inconstitucionalidade de diplomas em circunstâncias tĂŁo especiais" deveriam estar sujeitos a "um escrutĂ­nio muito maior do que o que ĂŠ feito" atĂŠ hoje. Temendo que a sua visĂŁo da coisa nĂŁo fosse clara, o lĂ­der social-democrata explicou que nĂŁo ĂŠ necessĂĄrio acabar com aquele ĂłrgĂŁo de soberania, mas sim escolher melhor os seus juĂ­zes. As Vinagretas tambĂŠm tĂŞm ideia semelhante: nĂŁo ĂŠ preciso acabar com o paĂ­s, aconselhĂĄvel seria, eventualmente, escolher melhor os ministros. A começar pelo primeiro, pelo segundo, e por aĂ­ adiante... Jardins do Mondego II? - Catarina Martins, do Bloco de Esquerda, eleita deputada municipal nas listas do Movimento CidadĂŁos por Coimbra, olhou para a desmatação feita recentemente no terreno contĂ­guo ao Parque Verde do Mondego, para sul, e nĂŁo gostou do desbaste completo. No programa “Sem Amarrasâ€?, da RĂĄdio Regional do Centro, disse temer um negĂłcio de permuta de terrenos com o proprietĂĄrio “semelhante ao que aconteceu no inĂ­cio do projecto Jardins do Mondegoâ€?. “Talvez venha a haver um Jardins do Mondego IIâ€?, alertou a professora universitĂĄria. Para jĂĄ tudo nĂŁo passa de um bom trabalho das roçadoras para dar outra imagem ao espaço, mas tendo em conta o papel que o Bloco de Esquerda teve no despoletar da polĂŠmica em torno do empreendimento ali prĂłximo, serĂĄ bom que “a opiniĂŁo pĂşblica esteja de olhos abertosâ€?, como preconiza Catarina.

Rede no ribeiro - NĂŁo hĂĄ como um dia de sol para as HVSDQDGDVHQFKHUHPDVFRQYHUVDVĂ XtUHPHDPDOWDĂ€FDU cheia de... dĂşvidas. Por entre mil conversas cruzadas hĂĄ sempre algumas que apanhamos nos vizinhos de ocasiĂŁo e Ă€FDPQRRXYLGR “EntĂŁo, ouvi dizer que o teu presidente tratou de se secretariar lĂĄ para os lestes? NĂŁo me digas que por cĂĄ nĂŁo havia quem pudesse fazer o serviço?â€? “Haver, havia, mas pelos vistos a pressĂŁo foi maior que a desta imperialâ€? “NĂŁo acredito, ele nĂŁo ĂŠ dessas coisas!â€? “Pois nĂŁo serĂĄ, mas a ideia que tenho ĂŠ que ĂĄgua no ribeiro era muito forte e levou rede levou tudoâ€?. “Ah!, entendi-te!â€? NĂłs ĂŠ que nĂŁo entendemos nada. De que raio falariam eles?!

PDV QmR TXHUR Ă€FDU LQGLIHUHQWH RX ID]HU GH FRQWD TXH nĂŁo vejo. Faço questĂŁo de deixar claro que percebo; que assisto e percebo muito bem qual ĂŠ o plano em curso e os seus protagonistas. Se as movimentaçþes implicarem uma remodelação qualitativa, ĂŠ bem vinda; se implicarem apenas uma mudança, ou pior, se implicarem apenas a ambição do jogo hierĂĄrquico e a ilusĂŁo de um lugar no parlamento, entĂŁo continuaremos a afundar as organizaçþes partidĂĄrias e a adiar o paĂ­s. É imperioso que se posicionem os melhores. E rapidamente, porque as peças jĂĄ mexem e da pior maneira. Escrevo assim, de forma “quase encriptadaâ€?, mas entendĂ­vel por quem tem que entender. NĂŁo me adapto ao espartilho clĂĄssico dos partidos, mas tenho a liberdade e o dever de acompanhar de forma crĂ­tica a vida dos partidos que podem governar o meu paĂ­sâ€?. Helena Freitas, in Facebook.

Helena Freitas e as movimentaçþes no PS – Com a devida vĂŠnia: “Os aviĂľes inspiram-me sempre a reflexĂŁo e a escrita. Hoje nĂŁo foi excepção. É sem surpresa que assisto aos novos posicionamentos HjUHFRQĂ€JXUDomRHVWUDWpJLFDTXHVHGHVHQKDGHIRUPD Ăłbvia nas estruturas partidĂĄrias locais, com destaque para os partidos em convulsĂŁo interna. É fantĂĄstico perceber a rĂĄpida transição de escolhas em função dos interesses e do momento polĂ­tico. A polĂ­tica terĂĄ sido sempre assim e nunca deixarĂĄ de ser assim. A minha anĂĄlise nem sequer visa contribuir para desmontar o que estĂĄ visivelmente em curso - hĂĄ movimentos impossĂ­veis - e serĂĄ mesmo inĂştil,

De ir às lågrimas – Numa sala, duas dezenas de pessoas escutaram o orador convidado durante quase hora e meia. Pelo meio, jå depois de ter sido servida a sopa, o conduto e a sobremesa, meia dúzia de jornalistas desesperavam pelo PRPHQWRHPTXHDLOXVWUHÀJXUDGLVVHVVHDOJRGLJQRGHQRtícia. Se não fosse manchete, pelo menos uma breve notícia. Mas do tal orador, que nos levou às lågrimas, pouco mais se ouviu do que anålises económicas – de relevo, Ê certo –, um longo tecer de consideraçþes políticas e sociais e, lå para RÀPXPDFUtWLFDGLVIDUoDGDDRVMXt]HVGR3DOiFLR5DWWRQ Assim, efectivamente, não vamos lå. É penoso para quem ouve; Ê penoso para quem fala.

F _____ R _____ A

da Administração e Gestão, Sara Mendes e o secretårio do GAP, António Gonçalves.

Tudo estå bem‌ – Coube a António Joaquim Piçarra, vice-presidente do Conselho Superior de Magistratura (CSM), empossar, sexta-feira (06), a magistrada judicial Isabel Namora na presidência do Tribunal da futura comarca de Coimbra. A presença daquele membro do Supremo Tribunal de Justiça não pode deixar de ser entendida como um bålsamo, na sequência da polÊmica suscitada por uma intervenção dele numa reunião do CSM e da necessidade de proceder por duas vezes à nomeação de Isabel Namora. Por outras palavras, dir-se-å que tudo estå bem quando acaba bem. CM de Góis consagra as 35 horas – A Câmara Municipal de Góis assinou com o Sindicato Nacional

Ju d o C l u b e d e Coimbra venceu Liga Luso-Galega – O JCC alcançou mais um êxito internacional, desta feita com a conquista, por pardos Trabalhadores da Administração Local e Regional, te da equipa masculina, da (PSUHVDV 3~EOLFDV &RQFHVVLRQiULRV H $ÀQV 67$/  R Liga Internacional de Clucontrato do Acordo Colectivo de Entidade Empregadora bes Luso-Galega 2014. A Pública (ACEEP). A Câmara de Góis foi a primeira das formação, orientada pelo 17 do distrito de Coimbra a assinar o acordo que visa a mestre Jorge Fernandes e consagração do horårio de trabalho das sete horas diå- constituída pelos judocas rias e 35 semanais, impedindo o aumento do horårio de Alexis Fontes, Jorge Fertrabalho para as 40 horas semanais conforme previsto na nandes, Mårio Camþes, Lei n.º 68/2013 de 29 de Agosto. Com esta iniciativa, o Nelson Santos e Ricardo Município de Góis proporciona a todos os funcionårios/ Azenha esteve em grande na prova realizada no Pavilhão as um maior equilíbrio na gestão pessoal do tempo repar- Municipal de Barcelos. Quem tambÊm subiu ao tapete foi a WLGRHQWUHDIDPtOLDHRWUDEDOKR1DIRWRJUDÀDHVWmRGRLV equipa feminina do JCC, com as judocas Ana Santos, Bruna representantes do STAL (à esquerda), o vice-presidente Borges, Clåudia Rodrigues, Filipa Oliveira, Joana Diogo, da Câmara, Mårio Garcia (ao centro), o chefe da Divisão Joana Fernandes e Joana Nunes, que obtiveram o 2.º lugar.

29077

PUBLICIDADE

Telef.: 239 855 855


QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

(PSUHVDYHQFHSUpPLRSHORWHUFHLURDQRFRQVHFXWLYR

ÉJXDVGH&RLPEUD´VRPDHVHJXH¾ HPtQGLFHGHVDWLVIDomRGRFOLHQWH de medida da qualidade de bens e serviços disponíveis A empresa municipal no mercado nacional. Este à guas de Coimbra (AdC) estudo proporciona às empreconquistou, pelo terceiro ano sas e organizaçþes aderentes consecutivo, o PrÊmio ECSI informação estratÊgica relePortugal – �ndice de Satisfação vante, integrando a satisfação do Cliente 2013, referente ao do cliente como objectivo sector das åguas, em Portugal. central da respectiva gestão Pedro Coimbra, presidente e, por outro lado, facultando do Conselho de Administração importantes instrumentos de da AdC, sublinha que se trata actuação para a melhoria do de um resultado que revela a seu desempenho e competiFRQÀDQoDGRVFRQVXPLGRUHVH tividade. Num universo total de eleva a fasquia de desempenho da empresa, por forma a conti- 1 502 entrevistas realizadas, nuar a garantir o fornecimento referentes ao sector das åguas, de ågua de qualidade ao menor foram contactados 250 clientes particulares da AdC. preço possível. A concorrer com a AdC Ao revelar a atribuição do PrÊmio ECSI Portugal, estiveram, em 2013, a Emo administrador partilhou o presa Portuguesa das à guas mÊrito do galardão com todos Livres (EPAL) e os serviços os funcionårios, colaborado- municipalizados de ågua e sares e administradores que, de neamento de Almada, Oeiras, alguma forma, no presente ou Amadora e Sintra. A anålise levada a cabo no passado, contribuíram para pelo ECSI Portugal permitiu alcançar tal distinção. O ECSI Portugal, a que concluir que mais de 86,90 a AdC aderiu, pela primeira por cento dos clientes da vez, em 2009, Ê um sistema AdC entrevistados para este G. B.

PUBLICIDADE

12

ĂšLTIMA

16

DE JUNHO DE 2014 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Imagens e vĂ­deo em telemĂłvel

Condenado a quatro anos SRUSRUQRJUDĂ€DLQIDQWLO

Um homem, de 45 anos, foi condenado, sexta-feira, pelo Tribunal de Coimbra, a uma pena Ăşnica de quatro anos de prisĂŁo efectiva, por RLWR FULPHV GH SRUQRJUDĂ€D infantil, estando jĂĄ o arguido preso por abuso sexual de menores. A juĂ­za Fernanda Almeida sentenciou 3,5 anos de prisĂŁo por um crime envolvendo uma menina de 12 anos e nove meses pelos crimes de solicitação e posse de imagens fotogrĂĄficas e de vĂ­deo de outros menores (entre os 14 e os 18 anos de idade). Pedro Coimbra dedicou o prĂŠmio a todos os O condenado, solteicolaboradores da empresa e aos clientes ro, reparador de mĂĄquinas estudo referiu utilizar a ĂĄgua que aproveitou a ocasiĂŁo para industriais e residente na da torneira para beber. Trata- anunciar investimentos su- zona de Montemor-o-Velho, -se, sobretudo, de uma prova periores a trĂŞs milhĂľes de teve Artur Cordeiro como GHFRQĂ€DQoDHVDWLVIDomRGRV HXURVGHVWLQDGRDUHTXDOLĂ€FDU advogado de defesa, o qual consumidores de Coimbra, a rede de ĂĄgua, cuja cobertura declarou aguardar por ler o sendo esta percentagem bem na população ĂŠ de 100 por acĂłrdĂŁo para decidir sobre superior Ă  estimada para o cento. Adicionalmente, um um possĂ­vel recurso. conjunto do sector das ĂĄguas montante de dois milhĂľes No decorrer do julgaserĂĄ aplicado no alargamento mento, uma inspectora da (60,40 por cento). “Temos pela frente a obri- e melhoria da rede de ĂĄguas PJ declarou que o arguido gação de manter os Ă­ndices residuais que, actualmente, possuĂ­a “noção da idade da de satisfação e qualidadeâ€?, tem uma cobertura de 96 por meninaâ€? (12 anos), tendo, sublinhou Pedro Coimbra, cento. inclusive, pedido “nomes e

nĂşmeros de colegas dela da mesma idade ou de idade inferiorâ€?. Segundo a testemunha, o homem começou a enviar mensagens em Setembro de 2012 a uma menina de 12 anos, a quem oferecia dinheiro e ameaçava que iria instalar-lhe um vĂ­rus no telemĂłvel com o objectivo de ter IRWRJUDĂ€DVGDFULDQoDQXD A inspectora da PJ contou que o telemĂłvel do indivĂ­duo foi apreendido, tendo sido feito um exame ao mesmo, em que, “para alĂŠm de imagens de criançasâ€?, havia Ă€OPHVHQYROYHQGRPHQRUHV Durante as alegaçþes Ă€QDLV R 0LQLVWpULR 3~EOLFR FRQVLGHURX WHU Ă€FDGR SURvado que o arguido estava ciente de que estava perante uma menor. O indivĂ­duo foi acusado de oito crimes de pornografia de menores agravada, sendo seis por solicitação e obtenção de fotos, um por solicitação e obtenção de um filme e outro por FHGrQFLD GH IRWRV H Ă€OPHV a terceiros.


Campeão das Províncias (12/06/2014)