Page 5

31

QUINTA-FEIRA

DE DEZEMBRO DE 2013 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

OctĂĄvio Alexandrino

FIGURAS DO ANO Maria Filomena Gaspar

OctĂĄvio Alexandrino foi reeleito como presidente da Secção Regional do Centro da Ordem de Engenheiros. As eleiçþes para o triĂŠnio 2013/16 decorreram atĂŠ sĂĄbado passado. O engenheiro apresentou-se a um segundo mandato, liderando a Ăşnica lista candidata ao Conselho Directivo Regional do Centro. Sob o lema “Continuidade para uma Ordem em mudançaâ€?, OctĂĄvio Alexandrino era acompanhado por AntĂłnio Heleno Martins Canas (vice-presidente), AntĂłnio Ferreira Tavares (secretĂĄrio) e Maria da Graça Bontempo Vaz Rasteiro (tesoureira). A lista para a Assembleia Regional era constituĂ­da por Celestino FlĂłrido Quaresma (presidente), Maria Helena PĂŞgo TerĂŞncio e JoĂŁo Carlos Gonçalves Lanzinha (secretĂĄrios). O representante da Secção Regional do Centro da Ordem GRV(QJHQKHLURVMXVWLÂżFRXDUHFDQGLGDWXUDÂłQmRSRUTXDOTXHUDPELomRSHVVRD´PDVSRUTXHÂłDSyVWUrVDQRV WRGRVVDEHPTXHSRGHPFRQWDUFRPXPDHTXLSDFRHVDHPSHQKDGDLQĂ€XHQFLDGRUDHFRQVHTXHQWHQDVVXDV opçþes regionais e nacionaisâ€?. O actual BastonĂĄrio, Carlos Matias Ramos, tambĂŠm foi reconduzido no cargo.

Brincar dez minutos diĂĄrios com os filhos em idade prĂŠ-escolar, sem direito a fazer mais nada em simultâneo, e de forma cooperativa, contribui para reduzir os distĂşrbios de comportamento, como por exemplo hiperactividade, dĂŠfice de atenção, oposição (a criança opĂľe-se a TXDOTXHURUGHPGRDGXOWR HGHVDILRHDJUHVVLYLGDGH(VWDpXPDGDV principais conclusĂľes de um estudo da Faculdade de Psicologia e CiĂŞnFLDVGD(GXFDomRGD8QLYHUVLGDGHGH&RLPEUDTXHWHP0DULD)LORPHQD Gaspar como uma das coordenadoras. Financiado pela Fundação para a CiĂŞncia e Tecnologia (FCT) e pelo programa FEDER-COMPETE, o estudo teve como objetivo testar, em Portugal, o impacto e eficĂĄcia do programa americano “Anos IncrĂ­veisâ€? em figuras parentais de crianças dos trĂŞs aos seis anos de idade, com problemas de comportamento diagnosticados e envolveu 125 mĂŁes e pais e outros cuidadores (avĂłs), de Coimbra e do Porto, indicados por pediatras, psicĂłlogos e jardins-de-infância.

21 DE FEVEREIRO DE 2013

18 DE ABRIL DE 2013

Rui Vilar Rui Vilar, antigo ministro e ex-líder da Fundação de Calouste Gulbenkian, foi eleito, no início da semana, para presidir ao Conselho Geral (CG) da Universidade de Coimbra. Licenciado pela Faculdade de Direito de Coimbra, (PtOLR5XL9LODUIRLHVFROKLGRDRDEULJRGRV(VWDWXWRVGD8&RVTXDLVDWULEXHP DSUHVLGrQFLDGDTXHOHyUJmRDXPGRVVHXVGH]HOHPHQWRVFRRSWDGRV GH proveniência externa). O CG da Universidade de Coimbra Ê composto por 35 elementos, sendo 25 deles internos: 18 professores e investigadores, cinco estudantes e dois funcionårios (escolhidos pelos seus pares). O Conselho Ê responsåvel pela eleição do Reitor. Sob proposta deste, compete ao CG aprovar as linhas gerais de orientação da Universidade e o seu plano anual, GHVLJQDURSURYHGRUGRHVWXGDQWH¿[DURYDORUGDVSURSLQDVRXGHOLEHUDUVREUHDFULDomRWUDQVIRUPDomRIXVmR ou extinção de unidades orgânicas. Emílio Rui Vilar foi fundador e primeiro presidente da SEDES - Associação para o Desenvolvimento Económico e Social, ministro da Economia dos II e III Governos Provisórios (1974/75) e ministro dos Transportes e Comunicaçþes do I Governo Constitucional (1976/78). Foi ainda diretor-geral da Comissão das Comunidades Europeias, em Bruxelas (1986/89), comissårio-geral para a Europålia (1989/92) e presidente do Conselho de Administração da Fundação Calouste Gulbenkian, desde 2 de Maio de 2002 atÊ 2 de Maio de 2012. Desde 1996 Ê tambÊm presidente do Conselho de Auditoria do Banco de Portugal.

14 DE MARÇO DE 2013

Joana Marques Vidal Na visita ao Distrito Judicial de Coimbra, realizada no passado GLD  D 3URFXUDGRUD*HUDO GD 5HS~EOLFD 3*5  -RDQD 0DUTXHV Vidal, destacou “alguns bons exemplos de processos de corrupção TXHWLYHUDPr[LWRQmRVyQDDFXVDomRPDVWDPEpPQDFRQGHQDomRH TXHMiWUDQVLWDUDPHPMXOJDGRUHODWLYDPHQWHDWpDWLWXODUHVGHFDUJRV polĂ­ticosâ€?. A responsĂĄvel inteirou-se ainda dos projectos inovadores TXHHVWmRDVHUGHVHQYROYLGRVQRGLVWULWRHQWUHRVTXDLVVHFRQWDXP UHODWLYDPHQWHjJHVWmRGDTXDOLGDGHGDiJXDHTXHFRQJUHJDDDFWLYLGDGHGHLQWHUYHQomRGR MinistĂŠrio PĂşblico, na ĂĄrea do Direito Administrativo, em conjugação com a ĂĄrea cĂ­vel e futuramente, tambĂŠm com a ĂĄrea criminal. No encontro com os jornalistas, a Procuradora Geral GD5HS~EOLFDDGPLWLXDIDOWDGHIXQFLRQiULRVXPSUREOHPDTXHDWLQJHÂłWRGRRWHUULWyULR´HTXH serĂĄ tido em conta de acordo com as necessidades determinadas pelo novo mapa judiciĂĄrio. Ă€ margem da conferĂŞncia, o Procurador-Geral Distrital de Coimbra, Euclides Dâmaso, advertiu para o “risco de colapsoâ€? do Departamento de Investigação de Acção Penal (DIAP) devido Ă ÂłIDOWDGHIXQFLRQiULRV´XPDYH]TXHÂłKRXYHUHFHQWHPHQWHTXDWURDSRVHQWDo}HVHKiPDLVWUrV pedidos [de reforma]â€? Ă  espera da resposta da Caixa Geral de Aposentaçþes.

21 DE MARÇO DE 2013

Jaime Soares O líder cessante da Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares foi eleito, sábado, para presidir à Mesa da Assembleia Geral do Sporting. Para dirigir o FOXEHRVVyFLRVHVFROKHUDP%UXQRGH&DUYDOKRTXHHPDQWHULRUSURFHVVR HOHLWRUDOSHUGHUDSDUD/XtV*RGLQKR/RSHV-DLPH6RDUHVTXHWULXQIRXHP eleições consecutivas para a liderança do Município poiarense, sucede a Eduardo Barroso à frente do plenário de sócios do Sporting. Membro do Conselho Nacional do PSD, Soares também preside ao Conselho Executivo da Liga dos %RPEHLURV3RUWXJXHVHV>GH2XWXEUR@$VHOHLo}HVDXWiUTXLFDVGHGRPLQJR PDUFDPXP¿PGHFLFORQDYLGDGH-DLPH6RDUHVSUHVLGHQWHFHVVDQWHGD&kPDUD0XQLFLSDOGH9LOD1RYD de Poiares. Considerado um dos decanos dos autarcas portugueses, Jaime Soares dedicou os últimos 39 anos à causa poiarense, tendo sido um acérrimo defensor das populações deste concelho e dos seus DQVHLRV'HWHUPLQDGRFRQVHJXLXFRPRQLQJXpPDXPHQWDUDTXDOLGDGHGHYLGDGRFRQFHOKRHODQoDU PmRDXQVWDQWRVVtPERORVJDVWURQyPLFRVTXHSDVVDUDPD¿JXUDUQRVURWHLURVWXUtVWLFRV-DLPH6RDUHV dirige a Câmara de Poiares desde 1974, primeiro como membro da comissão administrativa provisória e GHSRLVYHQFHQGRHOHLomRVREUHHOHLomRGHVGH&KHJRXDKRUDGDGHVSHGLGDSRUTXHRGHFDQRj semelhança dos demais, estava impedido de se recandidatar. Actualização: Em 2013, o PS conseguiu vencer as eleições autárquicas em Vila Nova de Poiares, pela primeira vez, desde 1974.

28 DE MARÇO E 03 DE OUTUBRO DE 2013

LĂ­dio Lopes A Associação HumanitĂĄria dos Bombeiros VoluntĂĄrios da Figueira da Foz aprovou, por unanimidade, em reuniĂŁo de direcção, a proposta para atribuição do CrachĂĄ de Ouro da Liga Portuguesa dos Bombeiros a LĂ­dio Lopes. O social-democrata preside desde 1997 jTXHOD FRUSRUDomR GH ERPEHLURV ILJXUDQGR Mi FRPR R SUHVLGHQWH com maior “longevidadeâ€? da histĂłria da associação. “Ao tomar posse QXPPRPHQWRSDUWLFXODUPHQWHGLItFLOTXHUGHDXWRHVWLPDTXHUGH patrimĂłnio, LĂ­dio Lopes entregou, com entusiasmo, tudo de si a uma causa e a uma casa tendo, com a sua vincada capacidade de liderança, encontrado, ao longo GHVWHVDQRVDVVROXo}HVSDUDDWUDQTXLOLGDGHQDJHVWmRGHWRGRVRVVHXVUHFXUVRVHSDUD o necessĂĄrio investimento atempado nas necessidades operacionais do corpo de bombeiros, VHMDHPIDUGDPHQWRRXHPHTXLSDPHQWRHHPYLDWXUDV´UHIHUHRGRFXPHQWR/tGLR/RSHVWHP ÂłSRVWRjSURYDTXDOLGDGHVGHFRPSHWrQFLDULJRUHHVStULWRKXPDQLVWDDVVXPLQGRXPDH[HPSODU conduta cĂ­vica, pautando o seu relacionamento por nĂ­veis elevados de cooperação, sentido de dever e alto sentido de responsabilidadeâ€?, acrescenta a proposta. Actualização: Recentemente, a 13 de Dezembro, a lista Ăşnica, liderada por LĂ­dio Lopes, candidata aos ĂłrgĂŁos sociais da Associação HumanitĂĄria dos Bombeiros VoluntĂĄrios da Figueira da Foz (AHBVFF), foi reeleita, por unanimidade.

Carlos Silva Presidente do Sindicato dos Bancårios do Centro, com sede em Coimbra, Carlos Silva foi eleito, no passado domingo, secretårio-geral da 8QLmR*HUDOGH7UDEDOKDGRUHV 8*7 QR;,,&RQJUHVVRTXHGHFRUUHXHP Lisboa. Natural de Figueiró dos Vinhos, Carlos Silva foi sufragado com perto de 89 por cento dos votos de congressistas, sucedendo no cargo a João Proença. Carlos Silva foi dirigente do Sindicato dos Bancårios do Sul e Ilhas entre 1997 e 2000 e depois integrou a direcção do Sindicato dos Bancårios do Centro, tendo assumido a presidência deste sindicato em 2007. É militante do Partido Socialista e integrou a Juventude Socialista aos 14 anos, tendo sido apoiante da candidatura do agora líder do PS, António JosÊ Seguro, à liderança da JS em 1990 e, depois, TXDQGR FRQFRUUHX SDUD VHFUHWiULRJHUDO GR SDUWLGR &DUORV 6LOYD  DQRV p OLFHQFLDGR HP 5HODo}HV,QWHUQDFLRQDLVHpTXDGURGR%DQFR(VStULWR6DQWRSDUDRQGHHQWURXHPDQR HPTXHIRLHOHLWRSUHVLGHQWHGDGLVWULWDOGH/LVERDGD-6

25 DE ABRIL DE 2013

Horácio Antunes +RUiFLR$QWXQHVYDLOLGHUDUGXUDQWHPDLVTXDWURDQRVD$VVRFLDomR de Futebol de Coimbra. A lista apresentada pelo dirigente para o TXDGULpQLR REWHYHYRWRVTXHFRUUHVSRQGHPDSRUFHQWRGRXQLYHUVR total de votos. A eleição decorreu na sexta-feira, tendo contado com a SDUWLFLSDomRGHFOXEHVGDTXHOHPRYLPHQWRDVVRFLDWLYR+RUiFLR$QWXQHV foi presidente da Câmara Municipal da Lousã (1982-1999), governador civil de Coimbra (1999-2002) e deputado do PS na Assembleia da República durante a X legislatura (2005-03-10 a 2009). O dirigente foi ainda presidente do Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de Coimbra.

01 DE MAIO DE 2013

Cleonice Berardinelli A Universidade de Coimbra atribui, no prĂłximo sĂĄbado, pelas 11h00, o doutoramente honoris causa a Cleonice Berardinelli, considerada a maior especialista em literatura portuguesa no Brasil. Professora emĂŠrita da Universidade Federal do Rio de Janeiro e da PontifĂ­cia Universidade CatĂłlica do Rio de Janeiro, Cleonice Berardinelli ĂŠ especialista em CamĂľes e Fernando Pessoa. Licenciada em Letras Neolatinas pela Faculdade de Filosofia, CiĂŞncias e Letras da Universidade de SĂŁo Paulo (1938) e doutorada em Letras ClĂĄssicas e VernĂĄculas pela Faculdade Nacional de Filosofia da Universidade do Brasil (1959), a especialista recebeu ao longo da sua carreira LQ~PHURVSUpPLRVGLVWLQo}HVHKRPHQDJHQVHQWUHDVTXDLVVHFRQWDD&RPHQGDGD2UGHPGR ,QIDQWH'+HQULTXHFRQFHGLGDSHOR*RYHUQRSRUWXJXrVHPRJUDXGH$FDGpPLFR&RUUHVSRQGHQWHGD$FDGHPLDGDV&LrQFLDVGH/LVERDD&RPHQGDGD2UGHPGH6DQWLDJRGD(VSDGD FRQFHGLGDSHOR*RYHUQRSRUWXJXrVHP3UpPLR*ROILQKRGH2XURFDWHJRULD(GXFDomR FRQFHGLGRSHOR*RYHUQRGR(VWDGRGR5LRGH-DQHLURHP*Um&UX]GD2UGHPGH6DQWLDJR GD(VSDGDFRQFHGLGDSHOR*RYHUQRSRUWXJXrVHPPHGDOKDGD2UGHPGR'HVDVVRVVHJR concedida pela Casa de Fernando Pessoa em 2010.

16 DE MAIO DE 2013

Carlos Fonseca O investigador do Departamento de Biologia da Universidade de $YHLURTXHWHPGHGLFDGRJUDQGHSDUWHGRVHXWUDEDOKRjPRQLWRUL]DomR da população de veados da Serra da LousĂŁ, Carlos Fonseca foi distinJXLGRFRP3UpPLRÂł,QYHVWLJDomRHP&DoD´(VWDIRLDSULPHLUDYH]TXHD Federação Portuguesa de Caça entregou o galardĂŁo a um investigador SRUWXJXrV 2 SUpPLR TXH GLVWLQJXLX WDPEpP D VXD HVSHFLDOLVWD IRL entregue no passado dia 12, em SantarĂŠm, durante o XXI Encontro VenatĂłrio da 25.ÂŞ Feira Internacional da Caça e das Armas. Na ocasiĂŁo, RSUHVLGHQWHGD)(1&$d$-DFLQWR$PDURGHVWDFRXTXHHVWDpXPDGLVWLQomRGRVÂłFDoDGRUHV portugueses pela grande relevância dos seus trabalhos de investigação em espĂŠcies de caça, de caça menor mas, especialmente, de caça maior (javali, veado, corço, gamo e muflĂŁo), nas ĂĄreas da ecologia, monitorização, gestĂŁo, genĂŠtica e sanidade, por todo o paĂ­sâ€?. [26 de Setembro] Docente e investigador no Departamento de Biologia/CESAM da Universidade de Aveiro, Carlos Fonseca foi galardoado, em Badajoz, com o “PrĂŠmio IbĂŠrico FECIEX 2013â€?. O prĂŠmio, DQXDOGLVWLQJXHSHUVRQDOLGDGHVLQVWLWXLo}HVRXRUJDQL]Do}HVTXHVHWHQKDPGHVWDFDGRSHOR trabalho desenvolvido em prol da potenciação dos valores ibĂŠricos da caça, da pesca e da FRQVHUYDomRGDQDWXUH]DHTXHWHQKDIRPHQWDGRRHQFRQWURHQWUH(VSDQKDH3RUWXJDOQHVWDV ĂĄreas. Carlos Fonseca coordena a Unidade de Vida Selvagem do Departamento de Biologia da 8QLYHUVLGDGHGH$YHLURTXHGHVHQYROYHLQYHVWLJDomRHPRQLWRUL]DDIDXQDVHOYDJHPQD6HUUD da LousĂŁ, entre outras localizaçþes. O biĂłlogo jĂĄ tinha sido galardoado em Maio passado com o prĂŠmio “Investigação em Caçaâ€?.

23 DE MAIO E 26 DE SETEMBRO DE 2013

Manuela Grazina

Aluno da Universidade de Coimbra, JoĂŁo Rito, venceu o desafio SURPRYLGRSHOD6RFLHGDGH0XQGLDOGH$TXDFXOWXUDHPSDUFHULDFRP a norte-americana NOVUS, uma das maiores empresas mundiais de SURGXomR H LQYHVWLJDomR HP DTXDFXOWXUD (8$  H YDL HVWDJLDU QXP centro de investigação no Vietname. O desafio lançado a alunos de mestrado e doutoramento de todo o mundo passava por criar um projeto FLHQWtILFRTXHYLVDVVHVLPXOWDQHDPHQWHDUHGXomRGHFXVWRVHDXPHQWR GHSURGXomRPLWLJDQGRRLPSDFWRDPELHQWDOHPDTXDFXOWXUDGHPRGR D TXH HVWD VH WRUQH PDLV VXVWHQWiYHO -RmR 5LWR DOXQR GH GRXWRUDPHQWR HP %LRFLrQFLDV QD UC, concorreu com o projecto intitulado “Glycerol as a novel feedstock supplement for sparing RIGLHWDU\SURWHLQFDWDEROLVPDQGWKXVUHGXFLQJIHHGFRVW´TXHÂłYLVDWHVWDUDLQFOXVmRGHXP subproduto da produção de biodiesel, o glicerol, nas dietas para peixesâ€?.

Investigadores, liderados por Manuela Grazina, coordenadora GR /DERUDWyULR GH %LRTXtPLFD *HQpWLFD GR &HQWUR GH 1HXURFLrQFLDV H Biologia Celular (CNC) e docente da Faculdade de Medicina da Universidade Coimbra (FMUC), identificam, pela primeira vez, os perfis de metabolização da população portuguesa com implicaçþes nas doenças QHXURSVLTXLiWULFDVLQFOXLQGRDVWR[LFRGHSHQGrQFLDV$HTXLSDLGHQWLILFRX DVDOWHUDo}HVGRJHQH&<3'TXHFRGLILFDXPDGDVSULQFLSDLVHQ]LPDV HQYROYLGDV QR PHWDEROLVPR GRV IiUPDFRV XWLOL]DGRV SDUD WUDWDU GRHQoDV QHXURSVLTXLiWULFDV como por exemplo a depressĂŁo e as toxicodependĂŞncias. O estudo estĂĄ em fase de publicação QDWHYLVWDÂł3HUVRQDOL]HG0HGLFLQH´6HJXQGRRVLQYHVWLJDGRUHVGD8&HGH%DGDMR]KiTXDWUR principais perfis de metabolização â&#x20AC;&#x201C; ultrarrĂĄpidos, muitos lentos, extensivos e intermĂŠdios â&#x20AC;&#x201C; VHQGR RV GRLV SULPHLURV VmR DOWDPHQWH SUREOHPiWLFRV XPD YH] TXH ÂłD HILFiFLD GR IiUPDFR administrado depende da forma como o organismo o processaâ&#x20AC;?. â&#x20AC;&#x153;Se a reacção ĂŠ muito lenta, o medicamento acumula-se no organismo e pode gerar efeitos indesejĂĄveis. Se a reação ĂŠ muito rĂĄpida, o fĂĄrmaco ĂŠ degradado, influenciando igualmente a resposta terapĂŞutica. Ou seja, as caracterĂ­sticas genĂŠticas de cada individuo decidem a eficĂĄcia dos fĂĄrmacos consumidos e o aparecimento de efeitos tĂłxicosâ&#x20AC;?, refere a coordenadora do estudo. Estes resultados, acrescenta Manuela Grazina, â&#x20AC;&#x153;alĂŠm de muito importantes para melhorar a segurança dos medicamentos, VmR XPD IHUUDPHQWD HVVHQFLDO SDUD D SUiWLFD FOtQLFD SRUTXH SHUPLWH DR PpGLFR SUHVFUHYHU D PHGLFDomRHDGRVHPDLVDGHTXDGDVTXHSRGHPHYLWDURVXUJLPHQWRHIHLWRVSDWROyJLFRV0DLV de um milhĂŁo de portugueses poderia beneficiar deste conhecimentoâ&#x20AC;?.

11 DE ABRIL DE 2013

30 DE MAIO DE 2013

04 DE ABRIL DE 2013

JoĂŁo Rito

5

www.campeaoprovincias.pt

Rui Antunes Professor adjunto da Escola Superior de Educação de Coimbra, Rui Antunes foi reeleito, na passada sexta-feira, presidente do Instituto Politécnico de Coimbra (IPC). Rui Antunes, natural de Lubango (Angola), 53 anos de idade, é licenciado em Psicologia, mestre em Psicologia Pedagógica e doutorado em Psicologia Social pela Universidade de Coimbra e irá continuar DGLULJLUDLQVWLWXLomRSRUPDLVTXDWURDQRV³'HVHQYROYLPHQWRGDLQYHVWLJDomR aplicada e a promoção de projectos de transferência de conhecimento e WHFQRORJLDFULDomRGHUHGHVHGHSDUFHULDVFRPLQVWLWXLo}HVGDFRPXQLGDGH QRPHDGDPHQWHHPSUHVDVHRXWUDVLQVWLWXLo}HVGHHQVLQRVXSHULRUUHFUXWDPHQWRGHHVWXGDQWHVLQWHUQDFLRnais e a captação de novos públicos, e sustentabilidade e modernização da gestão e da governação do ,3&´VmRDVTXDWURSULRULGDGHVHVWDEHOHFLGDVQDVEDVHVSURJUDPiWLFDVGDFDQGLGDWXUDGH5XL$QWXQHVD 3UHVLGHQWHGR,3&SDUDRWULpQLRHPWRUQRGDVTXDLVFRQVLGHUDTXHHVWDLQVWLWXLomRGHHQVLQR VXSHULRUGHYHGH¿QLUDVVXDVRSo}HVHVWUDWpJLFDV5XL$QWXQHVIRLR~QLFRFDQGLGDWRjSUHVLGrQFLDGR IPC, tendo obtido no acto eleitoral 26 votos a favor. O escrutínio registou ainda dois votos brancos. Além de ter exercido o cargo de presidente do IPC de 2009 a 2013, Rui Antunes, em termos institucionais foi já YLFHSUHVLGHQWHHPHPEURGD$VVHPEOHLD(VWDWXWiULDGR&RQVHOKRGH*HVWmRHGR&RQVHOKR*HUDOGR,3& presidente da Assembleia de Aprovação dos Estatutos, presidente do Conselho Directivo e membro da Assembleia de Representantes e da Assembleia Estatutária da Escola Superior de Educação de Coimbra, e ainda membro do Conselho Directivo da ARIPESE (Associação das Escolas Superiores de Educação).

06 DE JUNHO DE 2013

Mary Fisher Mary Fisher profere, no prĂłximo dia 19, pelas 19h30, no Centro de Congressos dos HUC-CHUC, uma conferĂŞncia sobre o VIH/Sida. Utilizando-se como um exemplo vivo, uma mulher branca, de 65 anos, proveniente de uma famĂ­lia rica e mĂŁe de dois ÂżOKRV0DU\)LVKHUGiDFDUDSHOR9,+VHQVLELOL]DQGRDRSLQLmRS~EOLFDSDUDHVWD doença crĂłnica. ApĂłs a conferĂŞncia, Mary visita as instalaçþes da CĂĄritas Diocesana de Coimbra (CAT Farol). Autora, artista e activista, Mary passou os Ăşltimos 20 anos FRPSDUWLOKDQGRDVPHQVDJHQVFKDYHR9,+VLGDQmRGLVFULPLQDHTXDOTXHUSHVVRDSRGHFRQWUDLUDGRHQoDRV afectados sĂŁo humanos e merecem compaixĂŁo. A palestrante tem viajado o mundo como ex-embaixadora do Programa Conjunto da ONU para o VIH/Sida e irĂĄ partilhar a histĂłria da sua vida e da sua jornada, em Portugal, entre os dias 15 e 20 de junho. Mary jĂĄ levou as suas mensagens de coragem e compaixĂŁo a centenas de milhĂľes de pessoas, tendo começado a sua intervenção, em 1992, na Convenção Nacional Republicana â&#x20AC;&#x201C; um GLVFXUVRVREUHRTXDO1RUPDQ0DLOHUHVFUHYHXÂłTXDQGR0DU\)LVKHUIDORXFRPRXPDQMRQDTXHODQRLWHRSLVR HVWDYDHPOiJULPDVHSRVVLYHOPHQWHDQDomRWDPEpP´0DLVGHXPDGpFDGDGHSRLVTXDQGRRVDQDOLVWDV SROtWLFRVDPHULFDQRVIRUDPFRQYLGDGRVDFODVVLÂżFDURVGLVFXUVRVPDLVLPSRUWDQWHVGD$PpULFDGRVpFXOR XX, a intervenção de Mary Fisher, em Houston, foi consensualmente seleccionado.

13 DE JUNHO DE 2013

MĂłnica Zuzarte e Elisa Figueiredo A QualityPlant - Investigação e Produção em Biotecnologia Vegetal ĂŠ a mais recente empresa â&#x20AC;&#x153;spin-offâ&#x20AC;? da Universidade de Coimbra, incubada no Instituto Pedro 1XQHVHTXHYLVDDXPHQWDUDSURGXomRHPHOKRUDUD TXDOLGDGHGRYLQKRHGRD]HLWHQDFLRQDLVDVVLPFRPR preservar as castas em vias de extinção e variedades nacionais relevantes (Galega). As fundadoras da empresa sĂŁo MĂłnica Zuzarte, biĂłloga, com mestrado em Biotecnologia Vegetal e pĂłs-graduação em medicamentos e produtos de VD~GHjEDVHGHSODQWDVH(OLVD)LJXHLUHGROLFHQFLDGDHPELRWHFQRORJLDHTXHMiHVWiDID]HURGRXWRUDPHQWR Apostando em mĂŠtodos de cultura in vitro (tĂŠcnicas de clonagem) para preservação e propagação de plantas, DWHFQRORJLDGD4XDOLW\3ODQWSHUPLWHQmRVyJDUDQWLUDSURGXomRGHSODQWDVGHHOHYDGDTXDOLGDGHÂżWRVVDQLWiULD mas, essencialmente, assegurar a redução dos custos de produção para os viveiristas/agricultores, associados Ă eliminação de pragas ou doenças, e melhorar a sua produtividade. Outra grande aposta ĂŠ a criação de um banco de germoplasma (conservação do patrimĂłnio genĂŠtico das plantas), um â&#x20AC;&#x153;seguro de vidaâ&#x20AC;? das plantas onde os produtores podem â&#x20AC;&#x153;guardarâ&#x20AC;? o germoplasma das suas variedades mais promissoras, garantindo a sua preservação e futura utilização, por exemplo em casos de perdas naturais (cheias, secas, pragas).

20 DE JUNHO DE 2013

Manuel Gameiro da Silva O docente e investigador da Universidade de Coimbra (UC) Manuel Gameiro da Silva foi eleito membro do Direction Board da Rehva (www.rehva.eu), GXUDQWHD$VVHPEOHLD*HUDOGHVWDLQVWLWXLomRTXHGHFRUUHXUHP3UDJD 5HS~EOLFD Checa). Fundada em 1963, a Rehva, Federação Europeia das Associaçþes de $9$& $TXHFLPHQWR9HQWLODomRH$U&RQGLFLRQDGR UHSUHVHQWDXPDUHGHGHPDLV de 100 000 engenheiros, de 26 países europeus. O Conselho Directivo da Rehva pFRPSRVWRSHORSUHVLGHQWHTXDWURYLFHSUHVLGHQWHVHRVHFUHWiULRJHUDOFRP0Dnuel Gameiro da Silva a ter uma vice-presidência com o pelouro da coordenação do High Education Committee, sendo tambÊm membro do External Relations Committe, onde tem a missão de desenvolver as relaçþes com a AmÊrica Latina. O docente da UC faz, tambÊm, parte da estrutura de FRRUGHQDomRGD,QLFLDWLYDGD8&(QHUJLDSDUDD6XVWHQWDELOLGDGH (I6 XPSURMHFWRHVWUDWpJLFRTXH SUHWHQGHD¿UPDUDLQWHUYHQomRGD8QLYHUVLGDGHGH&RLPEUDQDHFRQRPLDQDFLRQDOHLQWHUQDFLRQDOHTXH reúne docentes e investigadores de diferentes faculdades, departamentos e centros de investigação da UC.

27 DE JUNHO DE 2013

Ricardo Pocinho Ricardo Pocinho sucedeu a Carlos Silva na liderança da UGT/Coimbra. â&#x20AC;&#x153;Trabalho com direitos - dignidade socialâ&#x20AC;? foi o lema do congresso extraordinĂĄrio GD8*7&RLPEUDUHDOL]DGRQRViEDGRSDVVDGRTXHIRUPDOL]RXDSDVVDJHP de testemunho da presidĂŞncia da estrutura conimbricense da UniĂŁo Geral de Trabalhadores. O conclave reuniu-se no auditĂłrio do Instituto Superior de Contabilidade e Administração (ISCA) de Coimbra e elegeu por unanimidade o novo lĂ­der. Investigador do Instituto de Psicologia Cognitiva, Desenvolvimento Vocacional e Social da Universidade de Coimbra (IPCDVS/UC), Ricardo Pocinho era o secretĂĄrio executivo do Secretariado cessante da UGT/Coimbra. Ricardo Pocinho vai continuar e UHIRUoDURWUDEDOKRGHVHQYROYLGRSRU&DUORV6LOYDVHQGRTXHXPDGDVSULRULGDGHVpGDUj8*7ÂłXPSDSHOPDLV DFWLYR´QDVRFLHGDGH(QWUHRVSURMHFWRVTXH3RFLQKRFRQWDGHVHQYROYHUQRVSUy[LPRVTXDWURDQRVFRQWDVH 2SHUDomR'HVHPSUHJDGRVTXHYLVDDSRLDUTXHPQmRWHPHPSUHJR2QRYRSUHVLGHQWHGD8*7&RLPEUDTXHU YHUDHVWUXWXUDTXHOLGHUDQRVyUJmRVFRQVXOWLYRVGD8QLYHUVLGDGHHGR3ROLWpFQLFRGH&RLPEUDHVHUDXVFXOWDGR HPWHPiWLFDVFRPRDXPHQWRGHSURSLQDVHGLUHLWRVGRVWUDEDOKDGRUHVHVWXGDQWHV'HUHIHULUTXH&DUORV6LOYD DVFHQGHXUHFHQWHPHQWHjOLGHUDQoDQDFLRQDOGDTXHODFHQWUDOVLQGLFDO

04 DE JULHO DE 2013

Martins de Oliveira O secretĂĄrio da direcção de A PrevidĂŞncia Portuguesa, Martins de Oliveira, ascendeu Ă liderança da instituição mutualista de Coimbra. A Assembleia Geral TXHFRQÂżUPRXRVXFHVVRUGH0iULR1XQHVH[YHUHDGRUGD&kPDUDGH&RLPEUD falecido no passado dia 29 de Junho, aos 75 anos de idade, realizou-se na Ăşltima segunda-feira. Segundo Martins de Oliveira, a direcção vai dar continuidade ao trabalho desenvolvido por MĂĄrio Nunes e apostar na projecção da instituição a nĂ­vel nacional. â&#x20AC;&#x153;Vamos alargar as parcerias e a base de associados em todo o SDtVVHQGRTXHDFWXDOPHQWHHVWmRFRQFHQWUDGRVHP&RLPEUD6DQWD0DULDGD Feira e Gondomarâ&#x20AC;?, adiantou o dirigente, sublinhando a vocação nacional de A 3UHYLGrQFLDÂłeOyJLFRTXHQXPDSULPHLUDIDVHDLQFLGrQFLDVHFHQWUDVVHQRGLVWULWRGH&RLPEUDDJRUDYDPRV alargar a rede de protocolosâ&#x20AC;?, assegurou. A preservação e o registo do patrimĂłnio (A PrevidĂŞncia tem mais de XPDFHQWHQDGHLQTXLOLQRV VmRRXWUDVGDSULRULGDGHVGDDFWXDOGLUHFomR0DUWLQVGH2OLYHLUDDQWLJRUHVSRQViYHO SHOD'LYLVmR3DWULPyQLRH$SURYLVLRQDPHQWRGD&kPDUD0XQLFLSDOGH&RLPEUDDÂżUPDVHHPSHQKDGRQDFDXVD mutualista e crente no seu progresso. Tem 58 anos e ĂŠ empresĂĄrio hĂĄ longa data.

11 DE JULHO DE 2013

Campeão das Províncias (31/12/2013)  

Edição em PDF do semanário Campeão das Províncias n.º 705, publicado a 31/12/2013

Campeão das Províncias (31/12/2013)  

Edição em PDF do semanário Campeão das Províncias n.º 705, publicado a 31/12/2013

Advertisement