Page 17

31

QUINTA-FEIRA

OPINIĂƒO

DE DEZEMBRO DE 2013 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

17

www.campeaoprovincias.pt

Paz em 2014 Mundo em guerra, ou melhor, mundo sempre em guerra. Então, Ê igualmente hora, no raiar de mais um ano, de falar na Paz e de lutar por ela, atÊ que seja alcançada, incluída a paz no trânsito, em que os desastres vitimam tanta genWH 8P GRV SHULJRV TXH D Humanidade atravessa Ê a vulgarização do sofrimento. De tanto assistir a ele pela necessåria mídia, parcela dos povos pode passar a tê-lo como coisa que não possa ser mudada. Eis o assassínio da tranquilidade entre pessoas e naçþes quando se deixam arrastar SHOR ³LUUHPHGLiYHO´ 2UD tudo Ê possível melhorar ou corrigir nesta vida, como no exemplo de Bogotå. Se, pelo massacre das notícias trågicas, as famílias se acostumarem ao

absurdo, este irå tomando conta de suas existências. Todos estão profundamente preocupados com a selvageria que campeia na Terra, à cata de uma solução para pelo menos diminuir a violência, que saiu dos lugares ocultos, das madrugadas sombrias, ganhou as ruas e os lares, pois invadiu as mentes. Contudo, hoje, cresce o entendimento de que, se hå violência, não Ê só problema dos governos, das organizaçþes policiais, marcantemente, porÊm, um desafio para todos nós, sociedade. Se ela saiu da noite escura e mostrou-se à luz do dia, Ê porque habita o íntimo das criaturas. Existindo nas Almas e nos coraçþes, se farå presente onde estiver o ser humano.

Sociedade solidĂĄria e altruĂ­stica

perspectiva nascida do Seu coração, que ĂŠ soliGiULD H DOWUXtVWLFD ÂżUPDda no Seu Mandamento Novo: “Amai-vos como (X YRV DPHL´ (YDQJHOKR VHJXQGR -RmR   a Lei da Solidariedade Espiritual e Humana, sem o que jamais este planeta conhecerĂĄ a justiça social verdadeira. Num futuro que nĂłs, civis e militares de bom senso, desejamos prĂłximo, QmRPDLVVHÂżUPDUiD3D] sob as esteiras rolantes de tanques ou ao troar de canhĂľes; sobre pilhas de cadĂĄveres ou multidĂľes GH YL~YDV H yUImRV QHP mesmo sobre grandiosas realizaçþes de progresso material sem Deus. Isto ĂŠ, sem o correspondente avanço ĂŠtico, moral e espiritual.

Debate-se em toda a parte a brutalidade inIUHQH H ÂżFDVH FDGD YH] mais perplexo por nĂŁo se achar uma eficiente saĂ­da, apesar de tantas teses brilhantes. É que a resposta nĂŁo estĂĄ longe, e sim perto de nĂłs: Deus, que nĂŁo ĂŠ uma ilusĂŁo. 3DXOR$SyVWRORGL]LDÂł9yV sois o Templo do Deus 9LYR´ 6HJXQGD (StVWROD DRV&RUtQWLRV 2UD JoĂŁo Evangelista, por sua vez, asseverou que “Deus p$PRU´ 3ULPHLUD(StVWROD GH-RmR(YDQJHOLVWD  Jesus, o Cristo EcumĂŠnico, o Divino Estadista, pelos milĂŠnios, vem pacientemente ensinando e HVSHUDQGR TXH SRU ÂżP aprendamos a viver em comunidade. Trata-se da

JOSÉ DE PAIVA NETTO*

Outro paradigma Deve haver um paraGLJPD SDUD D 3D] 4XDO" 2VJRYHUQDQWHVGRPXQGR" Todavia, na era contemporânea, enquanto se pþem a discuti-la, seus países progressivamente se armam. Tem sido assim a história da ³FLYLOL]DomR´³4XRXVTXH WDQGHP &DWLOLQD"´ $Wp TXDQGR &DWLOLQD"  $ 6Dbedoria Divina, no entanto, adverte que, se queremos a Paz, devemos preparar-nos para ela. E Jesus nos apre-

sentou um excelente caminho: “Minha Paz vos deixo, minha Paz vos dou. Eu nĂŁo vos dou a paz do mundo. Eu vos dou a Paz de Deus, que o mundo nĂŁo vos pode dar. NĂŁo se turbe o vosso coração nem se arreceie, porque Eu estarei convosFRWRGRVRVGLDVDWpRÂżP GRV WHPSRV´ (YDQJHOKR VHJXQGR-RmR 4XH WDOH[SHULPHQWiOR"  -RUQDOLVWD UDGLDOLVWD escritor e presidente da LegiĂŁo GD %RD 9RQWDGH Âą ZZZOEYSW >$SHGLGRGRDXWRUHVWHWH[WRp publicado segundo as regras do QRYRDFRUGRRUWRJUiÂżFR@

PASSATEMPOS PALAVRAS CRUZADAS – Problema n.º 361 Tema de hoje – ANO NOVO

PROBLEMA N.Âş 361/A

LEIA O PROVÉRBIO

Percorrendo todo o tabuleiro, sempre para o lado, $VSDODYUDVGDVROXomRGHVWHSUREOHPD>HKRUL]RQWDLV@ para cima ou para baixo – nunca em diagonal – e IRUPDPRYRWRTXHID]HPRVSDUDWRGRVQRTXHVHLQLFLD começando na casa /1 para terminar na /2, encontrar1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 se-à um provÊrbio popular português. /1

1

Q

A

N

T

O

A

T

U

M

O

I

F

R

O

4

E

U

N

U

E

A

D

5

S

A

O

M

L

P

E

J

V

O

I

Z

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10 11

1 2 3 4

2

5 6

3

7 8

6 7 8 9 HORIZONTAIS – Âą4XHU(UD,QIXQGD+DUPRQLD Âą3DL[mR5REXVWH]0DLV(VSHUDQoDÂą2SRUWXQLGDGH-XVWLoDÂą2FRUUHUÂą0XODWRÂą3HG~QFXOR 2ULJHP0HWDOÂą5LO,QYHQWiULRÂą(PSDWDU([FHOsos. 9 – Peça da armadura que desce da cintura atĂŠ aos joelhos. Alguns. Madrasta. PatrĂŁo. VERTICAIS – 1 – Graça. Sedutores. 2 – Para. NĂłs. BabĂĄ. 3 – Indigente. Nota musical. 4 – Prova. 6 – Corifeu. SĂ­mbolo de rutĂŠnio. 7 – SĂ­mbolo de sĂłdio. Âą2XYLQWHVÂą3UHVHQWHDU/DEUXVFRÂą'pFLPR 7URQFRÂą$QGHÂą2PLWLUDÂą8PDÂą3DUHQWH SRUDÂżQLGDGH9DPRVÂą3REUHGLDER9L~YR

O

9 10

/2 S.

PRÉMIOS – Obra literĂĄria, oferta da PORTO EDI725$ 3UpPLR VXUSUHVD RIHUWD GH Ăˆ*8,$ H QR ÂżQDO do mĂŞs, mais um prĂŠmio especial: um exemplar do Ăştil e valioso DicionĂĄrio de SinĂłnimos e AntĂłnimos da LĂ­ngua Portuguesa – Colecção DicionĂĄrios Modernos, que inclui um CD-ROM, edição e oferta da PORTO EDITORA. PRAZO PARA REMESSA DE SOLUÇÕES – AtĂŠ ao dia 15 do prĂłximo mĂŞs. ENVIO DE SOLUÇÕES – Ernesto Lopes Nunes, Beco dos Unidos, n.Âş 3, Espadaneira, 3045 – 162 Coimbra. PREMIADOS Passatempos n.Âş 353 – HorĂĄcio Eduardo Abreu Gomes, do Funchal, com livro da PORTO EDITORA; AntĂłnio Leite Monteiro, de Braga, com prĂŠmio surpresa, oferta de Ă GUIA.

ENIGMA FIGURADO

Interpretando correctamente todos os símbolos e operaçþes apresentadas, encontrar-se-à uma conhecida expressão popular.

11 HORIZONTAIS – 1 – Traseiro. Imposto. 2 – Pequeno pão de farinha ordinåria. Alvitar. 3 – Lota. Esqueça. 4 – Corrige. Fedor. 5 – Pedagogo. Leque. 6 – Cevado. Partícula. Símbolo de åstato. 7 – Muda. Barrigudinho. 8 – Fruto da ateira. Pregador. 9 – Perspectiva. Aviva. 10 – Bofetada. Lavrar. 11 – Carinhoso. Pega. VERTICAIS – ¹0DJQL¿FrQFLD2SD¹)OXrQFLD HIDFLOLGDGHGHH[SUHVVmR/LJDP¹3HU¿OKR(QFRQtro. 4 – Exame. Agredir. 5 – Respeito. Tempo. 6 – Nome de letra grega. Louvor. Epiglote. 7 – Instituto Português GH2QFRORJLD DEU 9HQHUDUi¹4XHWHPGXDVPmRV Nome próprio feminino. 9 – Exclusivo. Somara. 10 – Papå. Perfumes. 11 – AlÊm disso. Sofrera.

SOLUÇÕES Palavras Cruzadas – Problema n.º 353: Horizontais – 1 – tem, simples, bos. 2 – sÊtimo, tempos. 3 – agora, r, h, estas. 4 – moro, n, w, dado. 5 – atÊ, só, em, nas. 6 – escas, falas. 7 – c, um, que, te, a. ¹PXLWDVVPHDGDV¹ULFDSURVDOXVD9HUWLFDLV¹¹WDPDFPU 2 – esgote, ui. 3 – meores, IC. 4 – tro, cuta. 5 – siå, sama. 6 – im, nós, sp. 7 – mor, q, r. 8 – p, uso. 9 – LTH, e, s. 10 – ee, WEF, må. 11 – SME, mate. 12 – PSD, leal. 13 – botana, du. 14 – osadas, as. 15 – s, sós, asa. Problema n.º 353/A - Horizontais – 1 – alexandrino. 2 – rosa, u, emes. 3 – patri, acesa. 4 – o, ras, sim, r. 5 – a, of, r, to, i. 6 – refocilaria. 7 – teso, alÊm. 8 – pÊ, lar, os. 9 – årido, irosa. 10 – t, dor, cor, d. 11 – DIDPDDUDGR9HUWLFDLV¹¹DUSRDUSDWDORDWHUIHVWURIH ida. 4 – xarafos, dom. 5 – a, is, colora. 6 – nu, ri, a. 7 – d, as, larica. 8 – recital, ror. 9 – imemore, ora. 10 – nes, imos, d. 11 – osaria, Sado. Cinco sinónimos de surpresa: Assombro, pasmo, espanto, alucinação, engano. (QLJPD¿JXUDGR2TXHQmRVHHVSHUD

Campeão das Províncias (31/12/2013)  
Campeão das Províncias (31/12/2013)  

Edição em PDF do semanário Campeão das Províncias n.º 705, publicado a 31/12/2013

Advertisement