Page 1

31670

O melhor cafÊ ao preço mais baixo para a sua empresa

REMODELAÇÕES RESTAURAÇÕES E REABILITAÇÕES DE EDIFĂ?CIOS PREÇO 0,75\ | 2ÂŞ SÉRIE | ANO 13 | NÂş 663 | 28 FEVEREIRO DE 2013 SEMANĂ RIO Ă€ QUINTA-FEIRA | EDIĂ‡ĂƒO COIMBRA DIRECTORA LINA VINHAL | www.campeaoprovincias.com | telef. 239 497 750 | fax 239 497 759

Sindicalismo com IndependĂŞncia 32552

32666

Rua Central, 6 - 1.Âş, Esp. St.Âş Touregas 3040-144 Coimbra Telem.: 912 563 709 | Telef.: 239 981 800

YLYFXOWLÀRU#VDSRSWZZZYLYHLURVFXOWLÀRUSW Telef.Fax.: 233 959 785 - Telem.: 916 255 387 / 963 284 156 E.N. 109 Vieirinhos - 3105-069 Carriço

Ludibriaram centenas de pessoas acenando com arrendamentos impossĂ­veis

assistĂŞncia tĂŠcnica de caldeiras Ricardo Rosa 913 521 972 32384

6HJDGRPGDV‡K Urb. Quinta de S. Luís, Lt 82, Rc Drt. 3140-348 Pereira - Montemor-o-Velho

Alinhamento de direcção | Reparação de automóveis Mecânica geral | Pneus Telef./Fax: 239 110 259 - Telem.: 965 054 607 Rua da Escola - Ereira - Montemor-o-Velho R¿FLQD#DXWRFRHOKRFRP_ZZZDXWRFRHOKRFRP

32706

0mHHĂ€OKDVMXOJDGDV em Coimbra SRUFULPHVGHEXUOD

ASSISTĂŠNCIA E MANUTENĂ‡ĂƒO DE: Caldeiras a GĂĄs | Caldeiras a GasĂłleo Esquentadores

TrĂŞs mulheres (mĂŁe e filhas) e um homem irĂŁo ser julgados, em Coimbra, a partir de meados deste ano, sob a acusação de associação criminosa e de burla qualificada relacionadas com mistificação de arrendamento de casas, soube o “CampeĂŁoâ€?. PĂĄgina 16

8PPRQiUTXLFRSHOD5HS~EOLFD Foi presidente nacional do Partido Popular Monårquico e, agora, lidera o Senado do PPM, tendo sido deputado, durante quatro anos e meio, na Assembleia da República, no âmbito de um acordo com o PSD. Miguel Pignatelli Queiroz, aos 78 anos, vive em Coimbra, em Santo António dos Olivais, onde presidiu à Junta de Freguesia, e aqui terminou DVXDFDUUHLUDSURÀVVLRQDOQR0LQLVWpULRGD(GXFDomRHP 2004. Faz parte do Conselho Monårquico da Causa Real, mas isso nunca o impediu de ser pela República, mas com um rei. Defende, a propósito, que a monarquia tem por base DRUJDQL]DomRUHSXEOLFDQDIXQFLRQDQGRFRPR*RYHUQRH R3DUODPHQWRFRPVHSDUDomRGHSRGHUHV Pågina 05

OS MENT ORÇA IS GRà T

Tlf. 234 748 666 / 234 747 636 | Fax. 234 748 684 | Tlm. 966 191 287 / 917 591 692 OLIVEIRA DO BAIRRO | Z. I. Vila Verde

32707

3LJQDWHOOL4XHLUR]

POLIBANS RESGUARDOS DE BANHEIRA

)HVWLYDOGHGLFDGR DRDUUR]HjODPSUHLD DUUDQFDDPDQKm em Montemor

32385

Vidas (d)escritas

O Festival do Arroz e da Lampreia, um dos principais certames gastroQyPLFRV GD UHJLmR HVWiGH UHJUHVVR D Montemor-o-Velho. $PRVWUDGHFRUUHGHDPDQKmDWp DRGLDGH0DUoRQR&HQWURGH$OWR Rendimento do município montemorense, e promete atrair milhares de apreciadores de dois dos produtos mais emblemåticos GDEDFLDKLGURJUiÀFDGR0RQGHJRRDUUR]FDUROLQRHDODPSUHLD O festival conta com um cardåpio gastronómico variado, assim FRPRXPSURJUDPDGHDQLPDomRRQGHSRQWLÀFDDFXOWXUDSRSXODU Caderno de oito påginas

Tlm. 962 942 309 - Cegonheira - Antanhol - 3040-585 Coimbra

PUBLICIDADE

Os primeiros 20 clientes que comparecerem no dia 2 de Março, ganharão voucher de 100\ a descontar numa reserva. Os clientes seguintes ganharão voucher de 50 euros. Reservas vålidas atÊ Junho de 2013.

A à GUADOCENTRO Ê uma empresa especializada no Tratamento de à guas, Euentes Industriais e Economizadores de Energia. Com uma vasta gama de produtos e serviços, estudamos o seu caso e apresentaremos a melhor solução. Consulte-nos!

32668

32753

Rua Ferreira Borges, 34 - 3.Âş esq.Âş 3000-179 Coimbra Tlf./Fax: 239 834 491 | Tlm. 936 287 566 / 934 355 747 Rua Albano Alves Pereira - L. 2 - Fr. B 2425-617 Monte Redondo

POUPANÇA ECONOMIZADORES DE ENERGIA ATÉ 35% spe ensad nsadaa nos nos se Produto inovador que acumula a ENERGIA dispensada seuss contínuos picos, injectando corrente e estabilizando-a. AlÊm de reduzir o consumo, vai ainda proteger a sua rede elÊctrica de picos e quebras de tensão.

Såbado, 2 de Março - Abertos das 10h às 15h Rua Carlos Seixas, n.º 269

DAMOS GARANTIA DE SATISFAĂ‡ĂƒO DO CLIENTE Apartado 97 -EC Marrazes | 2400-995 Leiria Tel. 913 665 247 / 939 750 019 (PDLOJHUDO#DJXDGRFHQWURSW‡:HEZZZDJXDGRFHQWURSW

31316

$62)7:$5( )$&785$d­2(&217$%,/,'$'( 

32667

COMERCIALIZAĂ‡ĂƒO E ASSISTĂŠNCIA

7ZZZSDVVHSDUWRXWSW 31203


POLĂ?TICA

2

28

QUINTA-FEIRA

w w w . campea o p r o vin cia s.co m

DE FEVEREIRO DE 2013 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Alerta da vice-presidente da ComissĂŁo Europeia

CDU

Portugal nĂŁo deve parar reformas em curso

Francisco QueirĂłs recandidata-se Ă presidĂŞncia da CMC

A vice-presidente da Comissão Europeia (CE) defendeu, em Coimbra, que Portugal não deve parar as reformas em curso. Viviane Reding afastou o cenårio de falhanço do programa de ajustamento económico e financeiro do nosso país, afirmando que Ê preciso tempo para que as alteraçþes implementadas produzam efeitos. Reding participou, sextafeira, num debate com os cidadãos, sobre os direitos na União

Europeia, realizado na Sala dos Capelos da Universidade. Apesar das previsþes da CE apontarem para um contracção de 1,90 por cento da economia portuguesa, a comissåria para a Justiça optou por deixar uma mensagem de optimismo às pessoas que a interpelaram sobre diversos aspectos da construção europeia e, em particular, sobre a crise que afecta Portugal. Mesmo sem conseguir dar uma resposta sobre

quanto tempo demorarå o nosso país a ultrapassar a crise, a vice-presidente da CE DÀUPRXTXH´pXPDUHVSRQsabilidade política ouvir as pessoas�. Viviane Reding admitiu ter-se emocionado quando uma jovem lhe explicou os sacrifícios que os jovens e as famílias portugueses estão a fazer e a forma como vivem os estudantes carenciados do ensino superior. No caso de Portugal, Ir-

Condeixa-a-Nova

landa ou GrÊcia, países que SHGLUDPUHVJDWHÀQDQFHLURD vice-presidente da CE explicou TXHDŠWURLNDªDFWXDFRPR´XP organismo analista� mas que as decisþes políticas são da responsabilidade do Governo. O regresso de Portugal DRVPHUFDGRVÀQDQFHLURVpXP sinal de esperança que a comissåria europeia sublinhou, com o objectivo de evidenciar algum efeito positivo que o programa de ajustamento estå a ter na economia nacional.

A CDU apresentou, anteontem, na Casa Municipal da Cultura os principais candidatos aos órgãos måximos do poder concelhio. Francisco Queirós volta a ser o candidato à presidência da Câmara Municipal de Coimbra, enquanto Manuel Rocha Ê o nome proposto pela coligação para presidir à Assembleia Municipal de Coimbra. ´(P&RLPEUDD&'8p a alternativa. A CDU concorre para governar o concelho�, disse assertivo Francisco Queirós, acrescentando que a coligação ´GHIHQGHHOXWDSRUXPFRQdesenvolvimento, da igualdade celho onde seja possível viver melhor�. e da justiça social�. O candidato à presidência 1RUEHUWR3LUHVSHUÀODVH pelo PSD, à Câmara Municipal, da autarquia considerou que a actualmente liderada pelo so- ´DOWHUQDWLYDDDQRVGHURWDWLYLVcialista Jorge Bento, que exerce mo no governo dos destinos o último mandato. Por ora, de Coimbra não só Ê possível, só falta aos social-democratas como se impþe como necessådefinirem o candidato que ria e inevitåvel�, tendo apelado irão apresentar aos eleitores da SDUDTXH´RVFRQLPEULFHQVHV freguesia de Condeixa-a-Nova deixem de lado velhos preconceitos�. e Condeixa-a-Velha.

PSD avança com candidatos às juntas de freguesia A Comissão Política Concelhia (CPC) do PSD de Condeixa-a-Nova aprovou, na última semana, os candidatos às juntas de freguesia do concelho, nas próximas eleiçþes autårquicas. Para alÊm do apoio à candidatura independente à freguesia de Anobra, protagonizada por JosÊ Monteiro, a Concelhia social-democrata sufragou,

por unanimidade, os nomes de Carlos Emanuel Petim Nascimento para liderar a lista Ă freguesia de Sebal/Belide; LuĂ­s Carlos Roseiro LeitĂŁo Ă  de Ega; Joaquim JosĂŠ DonĂĄrio Mendes Ă  de Vila Seca/BendafĂŠ; LuĂ­s Pedro Ferreira Ă  de Zambujal; e AntĂłnio SimĂľes Rodrigues Ă  do Furadouro. AntĂłnio Cristo, lĂ­der da CPC de Condeixa-a-Nova,

UHYHORXTXH´HVWHVQRPHVVXUgem após um profícuo diålogo com as populaçþes, militantes e simpatizantes do partido, com o único objectivo de encontrar os melhores candidatos para a defesa do interesse das populaçþes, primando por aqueles que aliam a experiência ao trabalho desenvolvido e consubstanciando-se nos valores e princípios da promoção, do

´$SRSXODomRGH&RLPbra conhece-nos. Viu-nos em todas as lutas, nos pequenos lugares, nas 31 freguesias, nos bairros e ruas, na cidade, dando rosto às propostas para o desenvolvimento do concelho, lutando por uma vida melhor. Estå assim, pois, nas mãos dos cidadãos de Coimbra a possibilidade de mudar o destino da FLGDGHHGRFRQFHOKR¾DÀUPRX Francisco Queirós. Jå o director do Conservatório de Música de Coimbra, Manuel Rocha, destacou que ´DDFWXDOSURSRVWDSROtWLFDp construída a partir de vivências, mas tambÊm conta com contributos dos cidadãos. Este Ê um projecto construído colectivamente, desde a elaboração atÊ à intervenção�. Segundo o candidato, os quatro eleitos da CDU na Assembleia Municipal de Coimbra têm-se demarcado pela ´FRPEDWLYLGDGHLQWHOLJrQFLDH elegância�, mas tambÊm por ID]HUHPSROtWLFD´MXQWDPHQWH com as pessoas�.

32534

PUBLICIDADE


28

QUINTA-FEIRA

POLĂ?TICA

DE FEVEREIRO DE 2013 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

3

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

PSD/Coimbra

Coimbra

Reeleição de Marcelo Nuno (quase) garantida

PS imputa “deslealdade polĂ­ticaâ€? a Barbosa de Melo

do distrito lideradas por autarcas social-democratas. Ă€ luz de indicaçþes dadas pela ComissĂŁo PolĂ­tica Nacional do PSD, a eleição da futura CPD social-democrata conimbricense poderia VHU DGLDGD SDUD R Ă€QDO GH 2013 ou começo de 2014, mas Marcelo Nuno, em conversas com correlegionĂĄrios, expressou preferĂŞncia pela “clarificação assente no exercĂ­cio da democraciaâ€?. Presidente da empresa municipal Ă guas de Coim-

bra e ex-vereador, o gestor foi eleito lĂ­der distrital do PSD/Coimbra, em 2011, tendo sucedido, sem opositor(a), a Pedro Machado. Os principais coadjutores de Marcelo Nuno na liderança da CPD do PSD/Coimbra foram FĂĄtima Ramos, presidente da Câmara de Miranda do Corvo, e MaurĂ­cio Marques, anterior presidente do MunicĂ­pio de Penacova (hoje em dia, deputado Ă

Assembleia da RepĂşblica). A Ăşnica baixa confirmada entre os membros dos ĂłrgĂŁos sufragados em 2011 ĂŠ a do mĂŠdico e professor universitĂĄrio Fernando Guerra, eleito, hĂĄ dois anos, para presidir Ă Mesa da Assembleia Distrital socialdemocrata conimbricense. Guerra foi preterido para liderar o Centro Hospitalar UniversitĂĄrio de Coimbra numa fase em que jĂĄ se encontrava a constituir equipa para o efeito.

Miranda do Corvo

JosĂŠ Manuel Baptista desvincula-se do PS O presidente da Junta de Freguesia de Rio de Vide, JosĂŠ Manuel Baptista, que vai ser candidato a autarca pelo PSD, jĂĄ formalizou o pedido de desvinculação do PS, revelou a ComissĂŁo Concelhia socialista de Miranda do Corvo. O “CampeĂŁoâ€? noticiara, na semana passada, que Baptista irĂĄ concorrer, este ano, pelo PSD, ao ĂłrgĂŁo executivo da UniĂŁo de Freguesias de Semide e Rio de Vide. Trata-se de mais um aliciante inerente Ă s prĂłximas eleiçþes em Miranda

do Corvo, cuja presidente de Câmara, FĂĄtima Ramos (PSD), estĂĄ impedida de YROWDU D SHUĂ€ODUVH SDUD R cargo por se encontrar a cumprir terceiro mandato consecutivo. No anĂşncio acabado de fazer, a Concelhia do PS/Miranda atribui a JosĂŠ Manuel “a vontadeâ€? de nĂŁo integrar as listas socialistas. Recandidaturas

Em anterior comunicado, divulgado quarta-feira (20), aquela estrutura partidĂĄria assinalou quase ter triplicado, nos Ăşltimos seis

anos, o número de militantes socialistas mirandenses. Fernando Araújo, presidente da Junta de Freguesia de Miranda do Corvo, e o seu homólogo de Lamas, João Caetano, voltarão a ser candidatos do PS àqueles cargos. O PS venceu, em 2009, as eleiçþes para as assembleias das freguesias de Miranda do Corvo, Lamas, Vila Nova e Rio de Vide, mas esta irå ser agregada à de Semide (cuja Junta foi conquistada pelo PSD). O órgão executivo de Vila Nova – cujo presidente, JosÊ Godinho, tem

estado doente – acaba de ser dissolvido, mediante decisĂŁo do Tribunal Administrativo. “Fernando AraĂşjo ĂŠ um mirandense com muitas provas dadas na vida associativa local, tendo integrado os corpos dirigentes da maioria das colectividades da sede de concelhoâ€?, indica um comunicado da ComissĂŁo Concelhia do PS/Miranda, acrescentado ser JoĂŁo Caetano “um jovem autarca, dinâmico, determinado e com muita experiĂŞncia ao nĂ­vel da vida associativa, desportiva, cultural e de juventudeâ€?.

Transportes Urbanos

CMC quer gestores em funçþes atĂŠ ao Outono A Câmara de Coimbra pediu ao Governo que autorize a permanĂŞncia em funçþes, atĂŠ ao Outono, dos membros do Conselho de Administração (CA) dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos (SMTUC), apurou o “CampeĂŁoâ€?. $MXVWLĂ€FDomRDSUHVHQtada ĂŠ a de que serĂĄ pertinente o mandato dos gestores coincidir com o dos DXWDUFDV GH  DR Ă€QDO de 2013). Acresce estar a ser estudada, pela autarquia, a conversĂŁo dos Transportes Urbanos de Coimbra em empresa municipal. A Lei nÂş. 50/2012 estipula que haja passagens de testemunho, atĂŠ 28 de Fevereiro de 2013, o que,

a concretizar-se, implica a substituição dos membros do CA dos SMTUC por autarcas com assento no executivo camarårio. A gestão dos Serviços Municipalizados tem sido assegurada por Manuel Rebanda (presidente), Manuel Oliveira (administradordelegado) e Júlio Gaudêncio (vogal). O referido diploma estabelece que a nova Administração, sem remuneração, seja constituída por um presidente e dois vogais, nomeados pela Câmara de entre os seus membros (João Barbosa de Melo e vereadores). O presidente cessante dos SMTUC, o advogado Manuel Rebanda

(ex-vereador eleito pelo CDS/PP para o quadriĂŠnio 2002-05), nĂŁo aufere vencimento. Outrora vereador, Manuel Oliveira preside, desde 2008, Ă ComissĂŁo PolĂ­tica Concelhia de Coimbra do PSD. A Lei nÂş. 50/2012 estabelece que a gestĂŁo dos Serviços Municipalizados se paute pela “forma empresarialâ€?, visando a “satisfação de necessidades colectivas da populaçãoâ€? concelhia. O futuro Conselho poderĂĄ endossar ao(Ă ) director(a)-delegado(a), actualmente Regina Ferreira, “a orientação tĂŠcnica e a direcção administrativaâ€?, em tudo o que nĂŁo seja da

exclusiva competência da Administração. Os SMTUC possuem råcios que lhes permitem ser objecto de transformação em sociedade municipal e a decisão de proceder ao estudo foi incentivada pela entrada em vigor da LCPA - Lei dos Compromissos e Pagamentos em Atraso (nº.08/2012), aplicada em articulação com o DecretoLei nº. 127/2012. Com cerca de 30 milhþes de passageiros transportados anualmente, os Serviços Municipalizados estão hå perto de 25 anos sem usufruir de indemnizaçþes da Administração Central para compensação da vertente social por eles assegurada.

A ComissĂŁo Concelhia de Coimbra do PS imputou, na semana passada, ao presidente da Câmara local (CMC), JoĂŁo Barbosa de Melo (PSD), “deslealdade polĂ­ticaâ€? em relação a autarcas no contexto da fusĂŁo de freguesias. Ao abrigo da Reorganização Administrativa do TerritĂłrio desencadeada pelo actual Governo, as 31 freguesias do MunicĂ­pio conimbricense passam a 18. Para aquela estrutura SDUWLGiULDDĂ€UPDUTXH´GLVcutir o nĂşmero de freguesias [que] nĂŁo tem interesse nenhumâ€?,citando Barbosa de Melo, ĂŠ “bem revelador da ausĂŞncia de convicção polĂ­tica “ alegadamente manifestada pelo lĂ­der da edilidade.

“O desinteresse pela discussĂŁo da arquitectura do Poder local resumido pelo presidente da CMC ao nĂşmero de freguesias ĂŠ nĂŁo apenas demonstrativo de uma insĂłlita deslealdade polĂ­tica (‌) para com os autarcas das freguesias como traduz, em simultâneo, enorme desprezo por aqueles que, diariamente, dĂŁo o seu melhorâ€? ao serviço dos cidadĂŁos, assinala o PS/Coimbra. Neste contexto, a Concelhia socialista conimbricense exorta JoĂŁo Barbosa de Melo a rever as “palavras de circunstância por ele proferidas acerca da Reorganização Administrativa do TerritĂłrio e, em particular, do injusto impacto no mapa do concelho de Coimbraâ€?.

AutĂĄrquicas

Carlos Pinto pondera GHVĂ€OLDUVHGR36 O autarca Carlos Pinto, de Coimbra, estĂĄ a ponderar desvincular-se do PS, na sequĂŞncia de uma reuniĂŁo, realizada hĂĄ dias,com vista Ă escolha do candidato socialista Ă  presidĂŞncia da UniĂŁo de Freguesias de Almedina, S. Bartolomeu, SĂŠ Nova e Santa Cruz, disseram fontes partidĂĄrias ao “CampeĂŁoâ€?. Ex-ĂĄrbitro de futebol, o DXWDUFDDVSLUDYDDSHUĂ€ODU se para a liderança da referida UniĂŁo de Freguesias, mas foi desencorajado, pelo lĂ­der concelhio do PS/Coimbra, Carlos Cidade, durante uma ligeira altercação de que foram protagonistas.

Carlos Pinto, tesoureiro da Junta de Freguesia de Almedina (liderada por Carlos Lopes, PSD), tem o aval da respectiva Secção partidåria para se assumir como potencial candidato à presidência da nova autarquia. A referida reunião, efectuada a 19 de Fevereiro, congregou membros dos secretariados das secçþes socialistas de Almedina, SÊ Nova e Santa Cruz. A escolha do candidato do PS à liderança da sobredita União de Freguesias cabe a um plenårio de militantes das secçþes de Almedina, S. Bartolomeu, SÊ Nova e Santa Cruz.

PUBLICIDADE

32080

Dentro de 15 dias, irĂĄ proceder-se-Ă Ă  eleição da futura ComissĂŁo Politica Distrital (CPD) do PSD/ Coimbra e a recondução do presidente do ĂłrgĂŁo, Marcelo Nuno, estĂĄ praticamente garantida, disseram fontes partidĂĄrias ao “CampeĂŁoâ€?. Sem ter tomado, ainda, posição pĂşblica no sentido da recandidatura, o economista jĂĄ deu sinal de que isso vai acontecer, ao almoçar com sete dos oito presidentes de câmaras municipais


ACTUALIDADE

4

28

QUINTA-FEIRA

w w w . campea o p r o vin cia s.co m

DE FEVEREIRO DE 2013 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Alegada violação de rapariga menor

Droga

Jovem de 20 anos de idade punido com oito de prisĂŁo

7UDĂ€FDQWHFRQGHQDGR a seis anos de cadeia

Um indivíduo, 20 anos de idade, acaba de ser condenado a oito de prisão, pela Vara Mista de Coimbra, que o considera autor de crimes de abuso sexual de uma rapariga menor, H[WRUVmRHSRUQRJUDÀD Trata-se de R. Pinto, que, segundo o presidente de um colectivo de juízes, nunca confessou o cometimento dos crimes nem denotou arrependimento. Outro arguido, Tiago G., da mesma idade, foi punido, por abuso sexual de criança, com quatro anos e meio de cadeia, tendo sido suspensa a execução da pena. R. Pinto e Tiago G. responderam por eventual autoria de crimes contra a autodeterminação sexual, tendo o acto sexual de relevo correspondido a cópula. Se a vítima tivesse completado 14 anos de idade, a conduta dos indivíduos

seria punĂ­vel com penas de cadeia atĂŠ trĂŞs anos ou multa. AtĂŠ Ă eventual condeQDomR GHĂ€QLWLYD 5 3LQWR permanece em liberdade, porquanto a medida de coacção a que tem estado sujeito nĂŁo passou a prisĂŁo preventiva, apurou o “CampeĂŁoâ€?. O julgamento dos jovens decorreu Ă  porta fechada. Segundo o Tribunal, a vĂ­tima de violação (com idade inferior a 14 anos, Ă  data dos factos) foi ofendida “como se se tratasse de um objecto descartĂĄvelâ€?, tendo sido encarada pelos arguidos como “mero instrumento das vontades delesâ€?. Houve “condutas vergonhosasâ€? dos rapazes, em especial da parte de R. Pinto, considerou o juizpresidente, vincando ser

inadmissível alguÊm praticar os actos por que foram condenados os arguidos. Com 16 anos de idade, R. Pinto decidia, ao abrigo dos seus caprichos, o que fazer com a namorada, sugerem os autos de um inquÊrito aberto pelo Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Coimbra, que delegou na Polícia Judiciåria a averiguação dos factos. De resto, por ocasião da primeira relação sexual entre ambos, Pinto comunicou à menina, então com 12 anos de idade, caber ao outro arguido, Tiago G., praticar cópula com ela. A avaliar por depoimentos testemunhais incluídos nos autos, eram frequentes as atitudes de exibicionismo de R. Pinto, havendo mençþes de alguns jovens a mensagens enviadas pelo rapaz à vítima em

Um indivĂ­duo, acusa- Coimbra, em Bencanta, e do de trĂĄfico de haxixe, 8 000 em casa). O MinistĂŠrio PĂşblico, que ele ordenava a satisfa- foi condenado, na semana ção dos seus instintos. passada, pela Vara Mista que acusou o arguido por Quanto a agressĂľes de Coimbra, a seis anos de WUiĂ€FR GH HVWXSHIDFLHQWHV a ponto de ele incorrer em DOHJDGDPHQWH LQĂ LJLGDV j prisĂŁo. vĂ­tima, o arguido negouUma viatura e 65 000 pena de quatro a 12 anos as, excepção feita a um euros apreendidos a J.M.S. de cadeia, foi alertado por episĂłdio em que apertou Fonseca revertem a favor uma carta anĂłnima e delegou na PolĂ­cia JudiciĂĄria as o pescoço da menina e a do Estado. Para fundamentar a actividades de investigação. projectou contra uma paA discrição com que rede. O rapaz alegou nĂŁo punição, o presidente de ter gostado que, durante um colectivo de juĂ­zes in- agia Fonseca, jardineiro na uma discussĂŁo, a namorada vocou, entre outros aspec- Escola Superior AgrĂĄria, tivesse feito menção de lhe tos, “elevada exigĂŞncia de foi realçada por inspectores prevenção geralâ€? devido ao da PJ ouvidos como testedar um estalo. Segundo a vĂ­tima, Pin- PDOFDXVDGRSHORWUiĂ€FRGH munhas. Segundo o inspector to, que se gabava de ter drogas. O arguido, 42 anos titular do inquĂŠrito na Pomuitas admiradoras, nĂŁo se coibiu de recolher imagens, de idade, solteiro, auferia, OtFLDRWUDĂ€FDQWHGHWHVWDYD deprimentes para a rapari- mensalmente, cerca de 700 receber chamadas telefĂłga, alusivas aos actos sexu- euros de salĂĄrio, mas foi nicas oriundas de nĂşmesurpreendido na posse de ros ocultos e chegava a ais praticados por ambos. A menina sustentou 65 000 euros (guardava deslocar-se Ă s residĂŞncias que quando R. Pinto re- 57 000 em instalaçþes do de consumidores para lhes clamava a comparĂŞncia Instituto PolitĂŠcnico de vender haxixe. dela para relaçþes sexuais Coimbra sentia-se coagida a satisfazer os caprichos do rapaz, que negou sentir por ela qualquer tipo de afecto.

Candidatura de cidadĂŁos jĂĄ estĂĄ no terreno

Corrupção

HĂĄ falta de “consciĂŞncia do riscoâ€?, diz magistrada A procuradora-geral adjunta Maria JosĂŠ Morgado DĂ€UPRXVH[WDIHLUD  HP Coimbra, a propĂłsito do combate Ă corrupção, que falta cimentar “a consciĂŞncia do risco para o infractorâ€?. Ao invocar a dimensĂŁo de simbolismo inerente Ă  administração da Justiça, a magistrada do MinistĂŠrio PĂşblico, caricaturando, comparou o combate Ă  corrupção Ă  limpeza do pĂł em casa de cada um de nĂłs.

A directora do Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa interveio numa conferĂŞncia, na Faculdade de Economia de Coimbra, no âmbito de um ciclo denominado “Cidadania e desenvolvimento: a governação e a organização do sistema de Justiçaâ€?, organizado pelo ObservatĂłrio Permanente da Justiça do Centro de Estudos Sociais da Universidade local. “A Justiça deve responder,

em tempo Ăştil, Ă s questĂľes da criminalidadeâ€?, advertiu a oradora, vincando, no entanto, que o sistema judicial nĂŁo foi concebido para fazer revoluçþes. Para a procuradora-geral adjunta, o MinistĂŠrio PĂşblico (MP), enquanto entidade titular da acção penal, carece de organização para dar respostas rĂĄpiGDVHHĂ€FLHQWHVjFULPLQDOLGDGH Instada a precisar em que consiste isso, preconizou que seja dado “mais poderâ€? ao 03DĂ€PGHHOHUHIRUoDURVHX

contributo para a resolução dos problemas das pessoas, recomendou alguma informalidade para se lidar com a pequena e mÊdia criminalidade e sugeriu o aperfeiçoamento da mediação penal. Neste contexto, fez a apologia do sistema da Holanda, onde o MP pode decidir da pena a aplicar à maior parte das infracçþes e em que um processo só vai para um juiz em caso de discordância do arguido.

Concurso de ideias

Coimbra quer inovar o tradicional A concepção de quiosques para irradiar criatividade e iniciativas para inovar o tradicional no centro histĂłrico de Coimbra sĂŁo dois concursos de ideias que irĂŁo decorrer, entre Março e Maio deste ano, e destinam-se a estudantes do ensino superior e a jovens licenciados. O “StarUp Quiosqueâ€? visa a criação de espaços inovadores e exequĂ­veis, a instalar em locais histĂłricos e movimenWDGRVGH&RLPEUDTXHĂ€FDUmR disponĂ­veis para os jovens empreendedores apresentarem publicamente e testarem os seus produtos.

O concurso “Coimbra Inovar o tradicional no centro histĂłricoâ€?, que abrange os espaços da “Altaâ€? e da “Baixaâ€? da cidade, tem como objectivo a apresentação de ideias de negĂłcio que tenham “inovação na tradiçãoâ€?, com o projecto vencedor a receber um prĂŠmio monetĂĄrio e auxĂ­lio na concretização. As duas iniciativas, apresentadas no dia 14, na “Casa da Escritaâ€?, realizam-se no âmbito do Programa Empreender Coimbra e sĂŁo dinamizadas pelo InovC (apoiado pelo programa comunitĂĄrio Mais

Centro), com as parcerias da Universidade, Instituto PolitĂŠcnico e Câmara Municipal. Para JoĂŁo Paulo Barbosa de Melo, presidente da autarquia, trata-se de “agarrar o potencial criativo da juventude para concretizar ideias novas em coisas Ăşteis e prĂĄticas, sabendo-se que inovar nĂŁo sigQLĂ€FDDSHQDVDOWDWHFQRORJLDÂľ Henrique Madeira, vicereitor da Universidade de Coimbra, destacou a “valorização do conhecimento e a dimensĂŁo da iniciativa, ao pretender chegar a inovação ao terrenoâ€?, enquanto que Rui

Jorge Antunes, presidente do Instituto PolitĂŠcnico, sublinhou o carĂĄcter positivo das parcerias entre as trĂŞs entidades e o “colocar-se os jovens a pensar sobre o centro histĂłrico. Os concursos de ideias, cujos regulamentos vĂŁo estar disponĂ­veis no sĂ­tio da Internet da Câmara Municipal de Coimbra, sĂŁo coordenados por Miguel Dias Gonçalves (StarUp Quiosque), da Universidade de Coimbra, e por Pedro Maranha (Inovar o tradicional no centro histĂłrico), do Instituto de Contabilidade e Administração de Coimbra - Business School.

Por estes dias estĂŁo a ser ultimados os detalhes tendente Ă apresentação de uma candidatura independente Ă  Câmara Municipal de Coimbra e aos vĂĄrios ĂłrgĂŁos do poder autĂĄrquico do concelho. A subscrição da carta de intençþes deste movimento cĂ­vico e de alternativa eleitoral conta jĂĄ com cerca de 300 assinaturas, recolhidas em poucos dias, soube o “CampeĂŁoâ€?. Ana Pires (geĂłgrafa, quadro da ComissĂŁo de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, JosĂŠ Dias (dirigente da AAC na dĂŠcada de 70 [sĂŠc. XX]), Miguel Cardina (investigador universitĂĄrio, conotado com o Bloco de Esquerda) e Olinda LousĂŁ (bancĂĄria e sindicalista) estĂŁo entre os promotores da iniciativa. Uma primeira apresen-

tação pĂşblica da prĂł-candidatura, que tem por lema “Coimbra ĂŠ a nossa causaâ€?, estĂĄ agendada para o dia 04 de Março, pelas 19h00, no CafĂŠ de Santa Cruz. Terça-feira, dia 05, haverĂĄ novo encontro, a partir das 21h30, na Galeria Bar GH 6DQWD &ODUD SDUD GHĂ€nir os grupos de trabalho atinentes Ă preparação dos assuntos relacionados com a sede, imagem, freguesias, legalização, programa e candidatos. “HĂĄ uma grande mobilização e disponibilidade, de pessoas com e sem militância partidĂĄria, que nĂŁo vi em outros movimentos de cidadĂŁos e processos eleitoraisâ€?, revela JosĂŠ Dias, assinalando que entre as assinaturas jĂĄ recolhidas hĂĄ pessoas sem qualquer associação partidĂĄria e outras ligadas ao PS, BE, CDU e movimentos sindicais.

Reestruturação

Coimbra acolhe debate sobre o sector da ĂĄgua “A reestruturação do sector da ĂĄgua em Portugal – O papel dos municĂ­piosâ€? ĂŠ o tema de um conferĂŞncia que se realiza, hoje, a partir das 09h30, no auditĂłrio da Reitoria da Universidade de Coimbra. A iniciativa ĂŠ organizada pela Ă guas de Coimbra, em parceria com a Associação

Portuguesa de Distribuição e Drenagem de à guas, estando prevista a intervenção de autarcas e responsåveis vårios ligados ao sector. O enquadramento legal e a perspectiva das entidades gestoras e dos municípios são os principais temas que estarão em debate.


28

QUINTA-FEIRA

VIDAS (D)ESCRITAS

DE FEVEREIRO DE 2013 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

5

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

Miguel Pignatelli Queiroz

Queremos a República com o rei LUÍS SANTOS

“Nasci no dia 21 de Julho de 1934, em Viseu, ao toque das Ave-Marias, e fui o 10.º ÀOKR WUrVQmRVREUHYLYHUDP  O meu avó paterno viveu HP 7UHL[HGR 6DQWD &RPED 'mRIRL0LJXHOLVWDHR~OWLPR FDSLWmRPRUGDOHJLmRGHLQIDQtaria no distrito de Vila Real. $PLQKDRULJHPPDWHUQDp de Idanha-a-Nova, distrito de Castelo Branco, onde o meu avó era proprietário e foi juiz de carreira, tendo pedido a GHPLVVmRTXDQGRPDWDUDPD família real. Fiz a escola primária em Viseu, mas fui sempre um FDODoD PXLWR PLPDGR QmR VDELDID]HUDVFRQWDVQHPQD FODVVHHSRULVVRpTXHQmR VHJXLFLrQFLDV'HSRLVFRQWLQXHL os estudos em Castelo Branco HÀ]RÀQDOGROLFHXHP9LVHX GHRQGHVDLXXPJUDQGHJUXSR GH DPLJRV TXH DLQGD KRMH VHUH~QHDQXDOPHQWH4XHULD ser tenente da Marinha, mas QmRSRGLDSRUTXHHUDSUHFLVR DSDUWHGHFLrQFLDVHHXQmR VDELDQDGDGHPDWHPiWLFD2 PHXSULPHLURHPSUHJRIRLHP /LVERDQXPHGLItFLRQRODUJR GR5DWRDRSpGHXPDFDVD FRUGHURVDPXLWRERQLWDTXH muitos anos depois viria a ser a sede do PS. )XL LQWHJUDGR QXP SHTXHQR JUXSR TXH ODQoRX D DVVLVWrQFLDQDWXEHUFXORVHDRV funcionários civis e que funFLRQRXQR&DLVGR6RGUpQXP instituto fundado por Dona $PpOLD 7LYH XPD TXHVWmR com um superior e, depois, GDOLPHWLPHQXPDFRPLVVmR GHVHUYLoRQRkPELWRGR0LQLVWpULRGDV&RUSRUDo}HVTXH tinha o Instituto Nacional do 7UDEDOKR H FXMRV GHOHJDGRV WLQKDPPXLWDLQÁXrQFLDMXQWR GRVJRYHUQDGRUHVFLYLV&RPHFHLWDPEpPXPDPLVVmRHP

“A relação de custos entre a Presidência da República portuguesa e a monarquia espanhola é de 80 para 20”

eYRUDMXQWRGDVIiEULFDVHGRV HVWDEHOHFLPHQWRVFRPHUFLDLV GHPDLRUGLPHQVmRSDUDRV WUDEDOKDGRUHVLQWHJUDUHPDSUHYLGrQFLDVRFLDO6HJXLSDUD9LOD Franca de Xira e depois para %UDJDQoDQRODQoDPHQWRGD EDUUDJHPGD%HPSRVWDRQGH as doenças vitimavam muitos WUDEDOKDGRUHV Após outro diferendo com RFKHIHIXLWUDEDOKDUSDUDRGHsenvolvimento sócio-cultural e PDQGDUDPPHSDUD3RUWDOHJUH no Alentejo, onde as Casas do 3RYRIXQFLRQDYDPPXLWREHP HWLQKDPERDFREHUWXUD'Dt YLPSDUD&RLPEUDTXHWLQKD apenas 18 Casas do Povo e era preciso existirem 56 no distrito, SDUDVHRUJDQL]DUDSUHYLGrQFLD DRVUXUDLVHRVHUYLoRGHVD~GH )XLWDPEpPFKDPDGRD RXWUDPLVVmRQXPDDOWXUDHP TXHKRXYHXPJUDQGHVXUWRGH cólera, em 1974, apoiando os GHOHJDGRVGHVD~GHHPVHVV}HV jVSRSXODo}HVSDUDHVFODUHFHU o que era a doença e as medidas preventivas. Entretanto, frequentei as universidades de /LVERDH&RLPEUDRQGHSUHVFUHYLHDFDEHLSRUWHUPLQRXR curso de História na do Porto, RQGH WLQKD FROHJDV TXH PH

DMXGDUDPWHQGRIHLWRRHVWiJLR de professor em 1972/73 no /LFHX''XDUWHHP&RLPEUD Em Março de 1975, quando DFDERXDPLVVmRLQJUHVVHLQD carreira como professor evenWXDOGHSRLVDJUHJDGRRTXH GXURXDWpTXDQGRSDVVHL SDUDDFDUUHLUDWpFQLFDVXSHULRU Por destacamento, fui deOHJDGRUHJLRQDOGR)$2-RUJDnismo com intensa actividade cultural, mas saí porque houve um quiproquó com coisas da política, na altura do Bloco &HQWUDOHRPHXOXJDUFRXEH ao PS, apesar de Mendes Silva, 6DQWDQD0DLDH-RmR)HUQDQGHV atestarem, na altura, que eu GHYLDFRQWLQXDUSRUTXHWUDEDOKDEHPFXPSULDHHUDLVHQWR politicamente. )RL HQWmR TXH FRPR era a meio do ano lectivo, inJUHVVHLQDFRPLVVmRUHJLRQDO SDUDR(QVLQR7pFQLFR3URÀVVLRQDOTXHWLQKDDFDEDGR em 1975 com o pretexto que KDYLDGLVFULPLQDomRQHJDWLYD HPUHODomRDRHQVLQROLFHDO )RL XPD JUDQGH DVQHLUD H IRUDPXQVDQRVQHJURVDWp TXH -RVp $XJXVWR 6HDEUD HP  UHDEULX R HQVLQR WpFQLFR

&RPRD'LUHFomR5HJLRQDOGH(GXFDomRGR&HQWURQmR estava preparada para o ensino WpFQLFRSURILVVLRQDOIXLSDUD DtGHVWDFDGRPDVDWUDEDOKDU VXERUGLQDGRDR'HSDUWDPHQWR do Ensino Secundário, com sede no Porto, de depois ao *DELQHWHSDUDR(QVLQR6HFXQGiULR7pFQLFR3URÀVVLRQDO 'HSRLVIXLGHOHJDGRUHJLRQDO GHVHJXUDQoDSDUDDVHVFRODV e vieram os projectos transYHUVDLVQDiUHDGRDPELHQWHR Parlamento Jovem, uma Escola XPD(PSUHVDHRSURJUDPD (VFROKDVDJRUDPXLWRQDYRJD Pela monarquia

$QWHVGRGH$EULOGH 1974 havia quatro movimentos monárquicos, anti-Estado Novo, mas que antes, em 1973, uniram-se e criaram a ConYHUJrQFLD0RQiUTXLFDRQGH entrei, em Janeiro de 1974, o que nos permitiu que no dia 26 de Maio desse ano fosse criado o Partido Popular Monárquico, HP/LVERDQD5XD$OH[DQGUH Herculano, num 4.º andar, com )HUUHLUDGR$PDUDO5LEHLUR 7HOHV/XtV&RLPEUD+HQULTXH Barrilaro Ruas. (P&RLPEUDHVWLYHSUDticamente, sempre à frente GD GHV RUJDQL]DomRGRSDUtido, fui conselheiro nacional e presidente do Directório, DWpTXHVHFDQGLGDWRX1XQR da Câmara Pereira, que já me WLQKDIHLWRDYLGDQHJUDFRPR YLFHSUHVLGHQWH(OHpSULPR de D. Duarte, mas defendia o 'XTXHGH/RXOpTXHFKHJRXD ser pretendente ao trono. 7DFKRVQmRWLYH)XLHOHLWR GHSXWDGR j $VVHPEOHLD GD 5HS~EOLFDQDOLVWDGR36'QR acordo do PPM com Pedro Santana Lopes, quando se candidatou à Câmara MuniciSDOGH/LVERDHGHSRLVSDUDDV HOHLo}HVOHJLVODWLYDV1mRIDOWDYD jVVHVV}HVGHSOHQiULRQHP

BI

Monárquico e deputado 0LJXHO-RUJH3LJQDWHOOLGH$WDtGH4XHLUR]FRPDQRVGHLGDGHHVWiDSRVHQWDGRGHVGHFRPRDVVHVVRUGR0LQLVWpULRGD (GXFDomRPDVGHSRLVGLVVRIRLGHSXWDGRGD$VVHPEOHLDGD5HS~EOLFDQD;/HJLVODWXUD GH0DUoRGHD2XWXEURGH  FRPRPHPEURGR3DUWLGR3RSXODU0RQiUTXLFR 330 HOHLWRQDOLVWDGR36'SHORFtUFXORGR3RUWR Licenciado em História, foi presidente nacional do PPM, de 1997 a 2005, e actualmente preside ao Senado do partido e faz parte do Conselho Monárquico da Causa Real. 5HVLGHHP&RLPEUDQDIUHJXHVLDGH6DQWR$QWyQLRGRV2OLYDLVRQGHIRLSUHVLGHQWHGD-XQWDHGD$VVHPEOHLDQRWHPSRGD $OLDQoD'HPRFUiWLFD $' XPGRVIXQGDGRUHVHSULPHLURVGLULJHQWHVGD$VVRFLDomR1DFLRQDOGH)UHJXHVLDV $1$)5( Hp PHPEURGD$VVHPEOHLD0XQLFLSDOSHODFROLJDomR´3RU&RLPEUDµ 36'&'633330  3LJQDWHOOL4XHLUR]TXHLQWHJURXRVFRUSRVVRFLDLVGD0LVHULFyUGLDGH&RLPEUDHGLULJLXR&ROpJLRGRVÐUImRVIRLGHOHJDGR UHJLRQDOGR)$2- )XQGRGH$SRLRDRV2UJDQLVPRV-XYHQLV &RPHoRXDYLGDSURÀVVLRQDOSHOR0LQLVWpULRGD6D~GHHVWHYHHP FRPLVVmRGHVHUYLoRQR0LQLVWpULRGR7UDEDOKRHWHUPLQRXQR0LQLVWpULRGD(GXFDomRFRPRSURIHVVRUJHVWRUGD(VFROD6HFXQGiULDGH7RQGHODPHPEURGDFRPLVVmRUHJLRQDOGR&HQWURSDUDR(QVLQR7pFQLFR3URÀVVLRQDOHGHOHJDGRUHJLRQDOGD6HJXUDQoD QDV(VFRODV7DPEpPHVWHYHGRRXWURODGRFRPRGLULJHQWHGD&RQIHGHUDomRGDV$VVRFLDo}HVGH3DLV

jVFRPLVV}HVHUDR3LJQDWHOOL 4XHLUR] VHPSUH SUHVHQWH H FKDPDUDPPHFiSDUDEDL[R do hemiciclo, para junto da Juventude Socialista, onde era RDYR]LQKR7LYHVHPSUHERDV UHODo}HVFRPRVGHSXWDGRVGH todos os partidos. $ 5HS~EOLFD QmR DFDED

com a Monarquia, porque HVWDQmRSRGHH[LVWLUVHPD 5HS~EOLFD$EDVHpDRUJDQL]DomRUHSXEOLFDQDHTXHUHPRV D5HS~EOLFDFRPRUHL8PD PRQDUTXLDQmRpXPDIRUPD GHJRYHUQRQHPXPUHJLPH HWDOFRPRHVWiD&RQVWLWXLomR impede um referendo”.

E AINDA

´2PHXQRPHFRPSOHWRp0LJXHO-RUJH3LJQDWHOOLGH $WDtGH4XHLUR]$RULJHPGH4XHLUR]pLQWHUHVVDQWtVVLPDpRQRPHGHXPDSODQWDFKDPDGDXU]HGRFDPSR TXHKiPXLWRQR*HUrVHQDV$VW~ULDV23LJQDWHOOLpGH RULJHPQDSROLWDQDHR$WDtGHpJHUPkQLFR0LJXHOHUDR HQYLDGRGRVHQKRUH-RUJHWDPEpPpJHUPkQLFRVLJQLÀFD RÀOKRGRODYUDGRUµ ´4XDQGR IXL j LQVSHFomR HP $EUDQWHV H R M~UL OLEHUWRXPHGDWURSDQmRTXHULDHIRLXPDIUXVWUDomR 2VPXLWRIUDTXLQKRVHRVPXLWRIRUWHVQmRHUDPDFHLWHV SRUTXHDLQGDQmRKDYLDJXHUUDVHKRXYHVVHHUDSUHFLVR FDUQHSDUDFDQKmR1ROLFHXFKDPDYDPPHRJRUGLQKR andava sempre à porrada e eram precisos quatro ou cinco SDUDLUDRFKmRµ ´4XDQGRWUDEDOKDYDQDOXWDFRQWUDDWXEHUFXORVHIXL HQFDUUHJDGRGHXPSURFHVVRGLVFLSOLQDUDXPGRHQWHTXH VHHPEHEHGDYD/iIRLR3LJQDWHOOLLQVWUXLURSURFHVVRH TXDQGRHQWURXQXPFDVDUmRGRFDQHFRTXHSDUHFLDXP SDOKHLURFRPWLSRVURWRVHHVIDUUDSDGRVYLXORJRjHQWUDGDGRODGRHVTXHUGRXPDJUDQGHWDVFDFKHLDGHYLQKR explorada pelo director, o mesmo que participou...”. ´1RVDQRV VpFXOR;; TXDQGRYLYLDHP/LVERD Mi WLQKD D REVHVVmR GH TXH LULD KDYHU XPD UHYROXomR 0RUDYDHP$OJpVTXDQGRRXYLXPDH[SORVmRPDVHUD RSDLROGHSyOYRUDGH&DUQD[LGHTXHUHEHQWRX$SHVDU GHWUDEDOKDUFRPIXQFLRQiULRGR(VWDGR1RYRFRQVHJXL QXQFD DGHULU j $FomR 1DFLRQDO 3RSXODU H DV IXQo}HV TXHWLYHDSDUHQWHPHQWHQmRWLYHUDPQDGDDKDYHUFRP política”. ´$PLQKDPyGHEDL[RIRLQD'LUHFomR5HJLRQDOGH (GXFDomRGR&HQWURQDJHVWmRGR36PDVPDQWLYHPH VHPSUHHPSpDSHVDUGHPHUHWLUHPIXQo}HVDWpPDWHrial, como a impressora, e colocarem-se uma pessoa ao ODGR0DVQXQFDWLYHQHQKXPDFKHÀDQHPJDQKDYDSRU LVVRHUDPUHVSRQVDELOLGDGHVDWULEXtGDVµ ´$ERUUHFHPHVHPSUHD LQ MXVWLoDSRUWXJXHVDTXH QmRIXQFLRQD$MXGDPXLWRXPFULPLQRVRWHUXPMXL] QDIDPtOLDHpPDLVSHULJRVRVHUGHQXQFLDQWHGRTXHVHU prevaricador. Fui contra determinados interesses, mas QmRPHPDWDUDPSRUTXHVR]LQKRQmRWLQKDIRUoDVy chateava”. ´1RUHJLFtGLRRTXHLPSHGLXDGHVFREHUWDGDYHUdade foi o desaparecimento dos processos da polícia e GRVMXt]HV$VUHPXQHUDo}HVGRVUHLTXHVHFKDPDYDP VXEYHQo}HV QmR HUDP DFWXDOL]DGDV GHVGH ' 3HGUR 9 Havia os adiantamento, mas em 1906 foram todos paJRVDR(VWDGRFRPDYHQGDGHFRUWLoDGH9LOD9LoRVD Toda a actividade diplomática era feita à custa da Casa GH%UDJDQoDURXEDGDSRU6DOD]DUHWUDQVIRUPDGDHP )XQGDomRµ ´1D$VVHPEOHLDGD5HS~EOLFDÀTXHLJUDQGHDPLJR de Fernando Rosas, historiador e deputado do Bloco de Esquerda, que me incentiva a escrever as minhas mePyULDV4XDQGRSDVVDYDQRKHPLFLFORGL]LDPVH9LYD RUHL-HUyQLPRGH6RXVDOtGHUGR3&3FRPSXQKDVHR HPEOHPDPRQiUTXLFRVHPSUHWRUWRQDODSHODµ


FIGURAS DA SEMANA

6

w w w . campea o p r o vin cia s.co m

Ascensor

A

S U B I R

Jorge Pelicano – ´0RPHQWR GH 0XGDQoD¾ IRL FRQVLGHUR SHOD 6RFLHGDGH 3RUWXJXHVD GH $XWRUHV FRPR R PHOKRU SURJUDPD GH LQIRUPDomR HP  7UDQVPLWLGRQD6,&pXPIRUPDWRDSUHVHQWDGRSHOD MRUQDOLVWD&kQGLGD3LQWRTXHFRQWDFRPRH[FHSFLRnal trabalho desenvolvido pelo repórter de imagem ILJXHLUHQVH-RUJH3HOLFDQRMXQWDPHQWHFRP-RmR1XQR $VVXQomRH0DUFR&DUUDVTXHLUD3HOLFDQRKDYLDMiVLGR distinguido, em outras ocasiþes, por documentårios e outros projectos da sua autoria, designadamente, ´3DUH(VFXWHH2OKH¾VREUHDVLWXDomRGHLVRODPHQWRFDXVDGDSHODGHVDFWLYDomRGDOLQKDIHUURYLiULDGR 7XD H ´$LQGD +i 3DVWRUHV"¾ TXH SURS}H D GHVFREHUWD H UHIOH[mR VREUH DV JHQWHV H D YLGD HP &DVDLV de Folgosinho, terra perdida na serrania da Estrela.

A

D E S C E R

Victor Gaspar – Reconhecidamente, Ê quem tem o trabalho mais difícil. Reiteradamente, os ministros das )LQDQoDV VmR GRV PDLV PDODPDGRV QmR LPSRUWD TXDO o Governo. Contudo, Victor Gaspar estå mais longe da simpatia dos portugueses a cada dia que passa. Muitos podem levar-lhe a mal pelos sacrifícios que impþe, pelo ÀPGDVUHJDOLDSHORDJUDYDPHQWRGDFDUJDÀVFDOPDVDWp aqui, havia objectivos claros e previsþes que davam algum aspecto de credibilidade ao caminho apontado. Na última VHPDQD*DVSDUSHUGHXRGHUUDGHLURYRWRGHFRQÀDQoD ao falhar, redondamente, todas as previsþes que contam para quem anda a contar os tostþes. E o pior Ê que, pelo TXHpGLWRSXEOLFDPHQWHQHPHPHQGDDPmRQHPPRVWUD VLQDLVGHDUUHSHQGLPHQWRRXPHOKRUVROXomR

QUINTA-FEIRA

DE FEVEREIRO DE 2013 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Octåvio Alexandrino 2FWiYLR$OH[DQGULQRIRLUHHOHLWRFRPRSUHVLGHQWHGD6HFomR5HJLRQDOGR&HQWURGD2UGHP GH(QJHQKHLURV$VHOHLo}HVSDUDRWULpQLRGHFRUUHUDPDWpViEDGRSDVVDGR2HQJHQKHLUR apresentou-se a um segundo mandato, liderando a única lista candidata ao Conselho Directivo 5HJLRQDOGR&HQWUR6REROHPD´&RQWLQXLGDGHSDUDXPD2UGHPHPPXGDQoD¾2FWiYLR Alexandrino era acompanhado por António Heleno Martins Canas (vice-presidente), António )HUUHLUD7DYDUHV VHFUHWiULR H0DULDGD*UDoD%RQWHPSR9D]5DVWHLUR WHVRXUHLUD $OLVWDSDUD D$VVHPEOHLD5HJLRQDOHUDFRQVWLWXtGDSRU&HOHVWLQR)OyULGR4XDUHVPD SUHVLGHQWH 0DULD+HOHQD3rJR7HUrQFLRH-RmR&DUORV*RQoDOYHV/DQ]LQKD VHFUHWiULRV 2UHSUHVHQWDQWHGD6HFomR 5HJLRQDOGR&HQWURGD2UGHPGRV(QJHQKHLURVMXVWLÀFRXDUHFDQGLGDWXUD´QmRSRUTXDOTXHU DPELomRSHVVRD¾PDVSRUTXH´DSyVWUrVDQRVWRGRVVDEHPTXHSRGHPFRQWDUFRPXPDHTXLSD FRHVDHPSHQKDGDLQà XHQFLDGRUDHFRQVHTXHQWHQDVVXDVRSo}HVUHJLRQDLVHQDFLRQDLV¾2DFWXDO %DVWRQiULR&DUORV0DWLDV5DPRVWDPEpPIRLUHFRQGX]LGRQRFDUJR

Joaquim Murta â&#x20AC;&#x201C; O oftalmologista Joaquim Murta transferiu a sua actividade clĂ­nica privada do Centro CirĂşrgico de Coimbra, que ajudou a fundar, para a Idealmed, em Coselhas. O especialista ĂŠ director do Serviço de Oftalmologia do Centro Hospitalar e UniversitĂĄrio de Coimbra, assim como director da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. Joaquim Murta chegou ao topo da carreira universitĂĄria, tomando posse como professor catedrĂĄtico em meados do Charles Symington â&#x20AC;&#x201C; A Revista de Vinhos distin- mĂŞs passado. O novo hospital privado congratula-se por guiu Charles Symington com o tĂ­tulo de â&#x20AC;&#x153;EnĂłlogo do acolher o consagrado especialista nas suas instalaçþes. No $QRÂľQDFDWHJRULDGHYLQKRVJHQHURVRV$ILUPDQGR seu sĂ­tio institucional, a Idealmed salienta que â&#x20AC;&#x153;a reconhecida VHHQWUHRVVHXVSDUHVQXPDDYDOLDomRTXHUHFRQKHFH TXDOLĂ&#x20AC;FDomRÂľGDHTXLSDFOtQLFDGRRIWDOPRORJLVWDVHDVVRFLD DH[FHOrQFLDQRVHFWRUYLQtFRODHP3RUWXJDO&KDUOHV ´jGLIHUHQFLDomRGHXPGRVPDLVVRĂ&#x20AC;VWLFDGRVHPRGHUQRV UHSHWH R IHLWR DOFDQoDGR HP  TXDQGR YHQFHX KRVSLWDLVGRSDtVÂľ H[DHTXR FRP R VHX SDL 3HWHU 6\PLQJWRQ DR TXDO sucedeu como enĂłlogo principal na Symington FaEdgard PanĂŁo â&#x20AC;&#x201C;$QRYDHGLomRGR&DQFLRQHLUR3RSXODUGH mily Estates. 0LUDQGDGR&RUYRRUJDQL]DGRSRU(GJDUG3DQmRIRLDSUHVHQtada, no sĂĄbado, no auditĂłrio municipal de Miranda do Corvo. LuĂ­s Rebelo de Andrade e Diogo Aguiar â&#x20AC;&#x201C; O (VWDQRYDHGLomRFRPDFKDQFHODGDVHGLo}HV0LQHUYD&RLPEUD SURMHFWRGR(FR5HVRUWGH3HGUDV6DOJDGDVDVVLQDGR IRLEDVHDGDQDSULPHLUDHGLomRGH%HOLViULR3LPHQWDGH2 por LuĂ­s Rebelo de Andrade e Diogo Aguiar, valeu evento contou com um momento musical protagonizado por DRVDUTXLWHFWRVRSUpPLRQRFRQFXUVR´%XLOGLQJRI  $QWyQLR/RSHV3LUHVTXHFRPHOHPHQWRVGRVHXJUXSRPXVLFDO WKH<HDUÂľ3RUWXJDOWLQKDQRYHSURMHFWRVHQWUHRV declamou algumas das quadras do Cancioneiro. ILQDOLVWDVGHVWHSUHVWLJLDGRJDODUGmRLQWHUQDFLRQDO O projecto dos dois arquitectos venceu na categoria Jorge Fragoso â&#x20AC;&#x201C; 2VXEGLUHFWRUGD5HYLVWD2Ă&#x20AC;FLQDGH GH ´+RWHLV H 5HVWDXUDQWHVÂľ )HLWR SDUD D 8QLFHU 3RHVLD-RUJH)UDJRVRDSUHVHQWRXQRGLDRVHXPDLVUHFHQWH FRPDFRODERUDomRGH0DGDOHQD5HEHORGH$QGUDGH OLYUR´5pSOLFDGR)RJR'HQWURÂľ-RUJH)UDJRVRpOLFHQFLDGRHP 5DTXHO-RUJHH-RmR-HVXVR(FR5HVRUWGH3HGUDV )LORVRĂ&#x20AC;DHWHPSXEOLFDGRVYiULDVREUDVFRPRVHMD´,QLPDÂľ Salgadas consiste num conjunto de sete pequenas SRHVLD ´&RLPEUD$0DU$UWHÂľH´27HPSRHR7pGLRÂľ casas, construĂ­das de forma modular e integradas no SURVDSRpWLFD 2HVFULWRUWHPSDUWLFLSDomRSRpWLFDHHQVDtVWLFD 3DUTXH3HGUDV6DOJDGDV GLVSHUVDHPUHYLVWDVHFROHFWkQHDVHP3RUWXJDO(VSDQKDH%UDVLO Elisabeth Borges â&#x20AC;&#x201C; A investigadora de Coimbra desenvolveu um dispositivo que permite detectar, precocemente, o nemĂĄtodo do pinheiro. O trabalho de (OLVDEHWK%RUJHVUHDOL]DGRQRkPELWRGRVHXGRXWRUDPHQWRHP(QJHQKDULD%LRPpGLFDSHOD8QLYHUVLGDGHGH &RLPEUDIRLUHFRQKHFLGRFRPRSUpPLR´%HVW6WXGHQW 3DSHU$ZDUGÂľ2JDODUGmRIRLHQWUHJXHHP%DUFHORQD RQGH GHFRUUHX D %LRGHYLFHV  XPD FRQIHUrQFLD internacional dedicada Ă vertente de biodispositivos. 3RURUDDLQYHVWLJDGRUDHVSHUDTXHVXUMDPSDUFHLURV privados interessados em investir neste produto e, GHVVDIRUPDSHUPLWLUDVXDFRORFDomRQRPHUFDGR

28

Feira de Velharias, um almoço no restaurante Cantinho do Reis, XPDSDOHVWUDVREUH´2FRUUHLRDPEXODQWHQDUHJLmRGH&RLPEUD ÂľSRU$FiFLR+RUWD/X]XPDWHUW~OLDHWURFDGHVHORV AntĂłnio Correia GĂłis â&#x20AC;&#x201C; O livro â&#x20AC;&#x153;O Convento do DesagraYRGR6DQWtVVLPR6DFUDPHQWRÂľGDDXWRULDGH$QWyQLR&RUUHLD *yLVYDLVHUDSUHVHQWDGRQRGLDGH0DUoRQD3RXVDGDGR &RQYHQWRGR'HVDJUDYRHP9LOD3RXFDGD%HLUD$DSUHVHQWDomRVHUiIHLWDSHORSDGUH$QWyQLR%RUJHVGH&DUYDOKR AcĂĄcio Grilo â&#x20AC;&#x201C;$RUJDQL]DomRLQWHUQDFLRQDO7RDVWPDVWHUV acaba de criar um nĂşcleo na Figueira da Foz. O governador da UHJLmR&HQWUR$FiFLR*ULORHVWDYDDWUDEDOKDUQDDEHUWXUDGR QRYRQ~FOHRGHVGHĂ&#x20AC;QDLVGHWHQGRMiUHDOL]DGRGLYHUVDVDFWLYLGDGHVQDFLGDGH$HVWUXWXUDORFDODUUDQFRXFRPPHPEURV 2PRYLPHQWR7RDVWPDVWHUVIRLFULDGRHPQD&DOLIyUQLD FRPRREMHFWLYRGHPHOKRUDUDVFDSDFLGDGHVGHFRPXQLFDomR em pĂşblico. O clube internacional ĂŠ procurado maioritariamente por pessoas ligadas Ă actividade comercial, professores e outros SURĂ&#x20AC;VVLRQDLVFXMDSURĂ&#x20AC;VVmRLPSOLFDIDODUHPS~EOLFR

Giuseppe Marcocci â&#x20AC;&#x201C; A obra â&#x20AC;&#x153;A ConsciĂŞncia de um ,PSpULR3RUWXJDOHRVHXPXQGR VpFV;9;9,, ÂľGDDXWRULD GH*LXVHSSH0DUFRFFLIRLODQoDGDRQWHPQXPDVHVVmRTXH IRLDSUHVHQWDGDSRU$QWyQLR0DQXHO+HVSDQKD%DVHDGRQXPD cuidadosa pesquisa em fontes da ĂŠpoca, o livro apresenta a SULPHLUDUHFRQVWUXomRGDVUHDo}HVMXUtGLFDVSROtWLFDVHFXOWXUDLV dos portugueses face Ă s dĂşvidas abertas por um poder inĂŠdito, VXEOLQKDQGRDLPSRUWkQFLDGDFLUFXODomRGHLGHLDVHSURSRVWDV entre o reino e o impĂŠrio. Giuseppe Marcocci ĂŠ doutorado HP+LVWyULDSHOD6FXROD1RUPDOH6XSHULRUHGH3LVD ,WiOLD H atualmente ĂŠ professor de HistĂłria Moderna na UniversitĂ  degli Eurico Gonçalves e Miguel Figueira â&#x20AC;&#x201C; 2FDPSHmR 6WXGLGHOOD7XVFLDHP9LWHUER ,WiOLD (QWUHRVVHXVkPELWRVGH nacional de longboard Eurico Gonçalves e o arquitecto Miguel LQYHVWLJDomRGHVWDFDPVHDKLVWyULDSROtWLFDFXOWXUDOHUHOLJLRVD Figueira foram convidados pela Global Surf Cities Conference GRPXQGR,EpULFRGD,GDGH0RGHUQDFRPHVSHFLDODWHQomR SDUDDSUHVHQWDURSURMHFWR&LGDGHVXUIDPDQKmGLDQD para o caso portuguĂŞs. *ROG&RDVW$XVWUiOLDQRDUUDQTXHGR:&74XLFNVLOYHU3UR Eurico Gonçalves e Miguel Figueira conduziram o movimento Manuel Veiga TomĂŠ â&#x20AC;&#x201C; O professor e autarca da CDU FtYLFR626&DEHGHORIXQGDGRHPSHUDQWHDDPHDoDGD 0DQXHO9HLJD7RPpIDOHFLGRKiXPDQRYDLSDVVDUDFRQVWDU RQGDFRQKHFLGDSRUWHUUHFHELGRRSULPHLUR:&7HP3RUWX- QDWRSRQtPLDGH3HQDFRYD$SUHVHQWDGDSHORUHSUHVHQWDQWHGD JDORQGH.HOO\6ODWHUWRUQRXVHFDPSHmRGRPXQGRSRUGXDV CDU, Gilberto Duarte, a proposta foi subscrita por representanvezes consecutivas, sendo hoje reconhecidos pelo contributo tes das outras bancadas e aprovada por unanimidade na Ăşltima QDGLVFXVVmRGRSDSHOGRPDUHGRVXUIQRGHVHQYROYLPHQWR $VVHPEOHLD0XQLFLSDO0DQXHO9HLJD7RPpIDOHFHXKiXPDQR ORFDO(PJDQKDPQRWRULHGDGHFRPRSUpPLR0RYL- YtWLPDGHDQHXULVPD2DXWDUFDHUDGLULJHQWHFRQFHOKLRGR3DUWLPHQWR0LOpQLRDWULEXtGRDRSURMHFWR&LGDGHVXUIXPDGLVWLQomR GR&RPXQLVWD3RUWXJXrVWHQGRGHGLFDGRDYLGDjFDXVDS~EOLFD nacional para contributos da cidadania na melhoria das cidades. $&kPDUD0XQLFLSDOGH3HQDFRYDĂ&#x20AC;FRXDVVLPPDQGDWDGDSDUD Este processo mostra como uma minoria, a comunidade de atribuir o seu nome a um ou mais espaços pĂşblicos, quer seja surf, pode promover uma importante mudança na forma de rua, praça ou avenida, que, segundo foi prometido na prĂłpria SHQVDUDFLGDGH(XULFR*RQoDOYHVIRLFDPSHmRQDFLRQDOGH Assembleia Municipal, acontecerĂĄ na primeira oportunidade. ORQJERDUGQDFLRQDOHPHHPLQWHJURXRSULPHLUR Urbano Soares â&#x20AC;&#x201C;2XWURUDFKHIHQD&RPSDQKLDGH%RPgrupo do curso avançado de surf pela Universidade de Lisboa. Miguel Figueira ĂŠ arquitecto, docente e coordenador da equipe EHLURV6DSDGRUHV &%6 GH&RLPEUDPRUUHXDQWHRQWHPYtWLPD tĂŠcnica do projecto Cidadesurf. Recentemente foi distinguido GHFDQFURDRVDQRVGHLGDGH2FRUWHMRI~QHEUHGH9DOHGH Açor para o cemitĂŠrio de Miranda do Corvo, realizou-se ontem. SHOD$VVRFLDomR,QWHUQDFLRQDOGH&UtWLFRVGH$UWH -RVp%HORYHUHDGRUGD&kPDUDGH&RLPEUDFRPRSHORXURGD AntĂłnio Bracons Carneiro e JosĂŠ Cura â&#x20AC;&#x201C; O livro â&#x20AC;&#x153;Ca- 3URWHFomR&LYLOGLVVHDR´&DPSHmRÂľTXHRDPELHQWHQD&%6 ULPERV&RPHPRUDWLYRVGH&RLPEUDÂľGH$QWyQLR%UDFRQV pGH´SURIXQGDFRQVWHUQDomRÂľGHYLGRDRIDOHFLPHQWRGH´XP Carneiro e JosĂŠ Cura, foi apresentado, no sĂĄbado, no âmbito do KRPHPERPÂľHGH´XPSURĂ&#x20AC;VVLRQDOGHPmRFKHLDSUHVWLJLDGR Â&#x17E;DQLYHUViULRGD6HVVmR)LODWpOLFDGD$VVRFLDomR$FDGpPLFDGH HUHVSHLWDGRÂľ8UEDQR6RDUHVDSRVHQWDUDVHKiXPPrVDGR&RLPEUD1RHYHQWRIRLDLQGDDSUHVHQWDGRQ~PHURGDUHYLVWD ença que lhe consumiu a vida tinha-se manifestado hĂĄ menos CĂĄbula FilatĂŠlica. O programa comemorativo incluiu uma visita Ă  de meio ano.

PUBLICIDADE

30962


28

QUINTA-FEIRA

DE FEVEREIRO DE 2013 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

FACTOS DA SEMANA

Corte de energia em rua da Solum A energia elĂŠctrica vai ser interrompida, domingo (dia 03), entre as 08h00 e as 12h00, na ĂĄrea da rua de Feliciano Castilho, na Solum, em Coimbra, devido a trabalhos de remodelação e conservação das redes de distribuição. Segundo a Direcção de Rede e Clientes Mondego, da EDP Distribuição-Energia, os trabalhos poder-se-ĂŁo prolongar atĂŠ Ă s 15h00, devido a situaçþes imprevistas, e as instalaçþes elĂŠctricas deverĂŁo ser consideradas permanentemente em tensĂŁo, por motivos de segurança e dado poder haver necessidade de proceder a ensaios, ou ser feito o restabelecimento antecipado de energia. Borras de cafĂŠ aproveitam-se na LousĂŁ A entidade Baldios da LousĂŁ estĂĄ a promover uma acção de recolha de borras de cafĂŠ em parceria com a turma do 7.Âş D da Escola SecundĂĄria da vila, que decidiu cooperar no âmbito da disciplina de Educação CĂ­vica. O processo consiste em visitar alguns estabelecimentos com cafetaria, na LousĂŁ, e recolher as borras, iniciativa que permite sensibilizar as crianças para a prĂĄtica do reaproveitamento de materiais cuja composição pode ser uma mais valia. As borras de cafĂŠ serĂŁo usadas como fertilizante na plantação de algumas ĂĄrvores que a entidade Baldios da LousĂŁ vai executar brevemente, com a acção a decorrer DWpĂ&#x20AC;QDOGRDQROHFWLYR

7

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

PSP de Coimbra descobriu produtores de droga 2FDVDOGHWLGRSHOD363GH&RLPEUDHTXHWLQKDXPDHVWXIDVRĂ&#x20AC;VWLFDGDGHSURGXomRGHGURJDLQVWDODGDQR~OWLPRDQGDUGRSUpGLRRQGHUHVLGLDIRLVXMHLWRSHOR Tribunal de Instrução Criminal, a apresentaçþes diĂĄrias na corporação policial. O caso, descoberto pela Esquadra de Investigação Criminal da PSP, motivou inusitado interesse por ser cultivada cannabis, de forma intensiva, em plena cidade, numa quantidade apreendida que dava para 4 400 doses, a partir da qual se produz a liamba HRKD[L[H0DLVFXULRVRpTXHR~OWLPRDSDUWDPHQWRGHXPSUpGLRFRPXPDPSOR e luminoso sĂłtĂŁo, arrendado numa torre situada numa comprida avenida entre os Olivais e a Solum, foi o segundo local escolhido pelo casal, depois de ter saĂ­do Ă SUHVVDGHXPDDQWHULRUUHVLGrQFLDQREDLUURGH1RUWRQGH0DWRVDSyVHVWDWHUVLGR assaltada. Os detidos sĂŁo um homem, de 28 anos, anteriormente empresĂĄrio na zona da CovilhĂŁ, e a companheira, de 23 anos, estudante de relaçþes internacionais na Universidade de Coimbra. Curiosa foi, tambĂŠm, a forma como a PSP de Coimbra chegou a esta estufa domĂŠstica, conforme explicou o comissĂĄrio Nascimento e o chefe Craveiro (ambos na foto), respectivamente comandante da Esquadra de Investigação Criminal e responsĂĄvel pelas brigadas. Tudo começou com a detenção de XPDVVDOWDQWHGHXPDUHVLGrQFLDTXHGHVDEDIRX´$TXHODFDVDHUDRSDUDtVRHĂ&#x20AC;FDYDRULHQWDGR>FRPGURJD@SDUDXQVWHPSRVÂľ

sobre â&#x20AC;&#x153;Primeiros socorros pediĂĄtricosâ&#x20AC;?, com o enfermeiro Paulo Oliveira, tem uma segunda sessĂŁo marcada para 09 de Março, entre as 09h30 e as 12h30, mediante inscrição antecipada e respectivo pagamento. GNR com novo posto na Praia da Tocha A Câmara Municipal de Cantanhede foi uma das 17 autarquias do paĂ­s que formalizaram com o MinistĂŠrio da Administração Interna o protocolo para reabilitação de instalaçþes das forças de segurança. Neste âmbito, o

JROIpR~QLFRHQWUH9LVHXHD]RQD2HVWHSRVVXLQGRXP potencial de mais de 200 jogadores federados, o que pressupĂľe um exercĂ­cio contĂ­nuo da modalidade. Destacam, a propĂłsito, que â&#x20AC;&#x153;o turismo ĂŠ uma componente essencial na economia do Centro do paĂ­s, com o golfe a constituir uma actividade complementar aos destinos da regiĂŁoâ&#x20AC;?.

PJ desfaz grupo assaltante em AlvaiĂĄzere Os sete elementos de um grupo, acusados de um rouERDXPDDJrQFLDEDQFiULDGH$OYDLi]HUHHVWmRLJXDOPHQWH LQGLFLDGRVGHWHUHPVHTXHVWUDGRXPFDVDOHRĂ&#x20AC;OKR PHQRUQRLQWHULRUGDUHVLGrQFLDDTXHPUHWLUDUDP dinheiro, jĂłias e um veĂ­culo, segundo anunciou a Directoria do Centro da PolĂ­cia JudiciĂĄria (PJ). O grupo, constituĂ­do por cinco homens e duas mulheres, com idades entre os 31 e os 54 anos, inclui XPDIXQFLRQiULDGDGHSHQGrQFLDGH$OYDLi]HUHGR Millennium/BCP, que foi detida sob suspeita de FRDXWRULDGRFULPHQDDJrQFLDEDQFiULDHP de Outubro de 2012. No decurso deste roubo foi HPSUHJXHJUDQGHYLROrQFLDWHQGRĂ&#x20AC;FDGRIHULGDV quatro funcionĂĄrias, que careceram de tratamento clĂ­nico, sendo que uma foi atingida num pĂŠ por disparo de uma arma de fogo, com a investigação CEARTE com moda e solidariedade a supor que consistiu num artifĂ­cio para afastar a Se tens entre 13 e 17 anos, nĂŁo percas esta oportunidade: Datas do curso: 09 a 23 de Julho *15 horas de aulas de inglĂŞs por semana Preço: \1.700 O curso EFA de TĂŠcnico de Design de * Alojamento com pensĂŁo completa na capital verde de Inglaterra suspeição que pudesse recair sobre ela. Para a PJ, Data limite de inscrição: 10 de Maio * Um programa de atividades recheado de desporto e cultura Marca jĂĄ o teu lugar, so temos 15 vagas Moda do CEARTE terminou com as apresen- * Transfers e seguro de viagem existem, tambĂŠm, fortes indĂ­cios de que o mesmo *Acompanhamento de um monitor, para garantir que te divertes WDo}HV Ă&#x20AC;QDLV SRU SDUWH GRV  IRUPDQGRV H D grupo seja responsĂĄvel por um outro roubo, com International House doação de peças de vestuĂĄrio (calças e coletes), Rua Antero de Quental 135 - 3000-032 Coimbra VHTXHVWURGHTXHIRLYtWLPDXPFDVDOHRĂ&#x20AC;OKR Telem.: 937 902 886 - Tel: 239 822 971 confeccionadas com o apoio de Joaquim Meira E-mail: info@ihcoimbra.com PHQRUQRLQWHULRUGDVXDUHVLGrQFLDLJXDOPHQWH www.ihcoimbra.com (com alfaiataria aberta na Cruz de Celas, em na vila de AlvaiĂĄzere, sobre quem exerceram coCoimbra), a seis jovens da Comunidade de S. ação fĂ­sica e psicolĂłgica, durante vĂĄrias horas, e Francisco de Assis. Para as seis formandas que tiveram a presidente da edilidade assinou o acordo que estabelece as a quem retiraram dinheiro, jĂłias e um veĂ­culo, que depois iniciativa, esta, para alĂŠm de lhes permitir pĂ´r em prĂĄtica os FRQGLo}HVHPTXHVHUmRĂ&#x20AC;QDQFLDGDVDVREUDVGHUHFXSH- incendiaram. seus conhecimentos de modo solidĂĄrio, os jovens acabaram ração e valorização do posto da GNR da Praia da Tocha. por ser os â&#x20AC;&#x153;primeiros clientesâ&#x20AC;?, jĂĄ que a maioria quer avançar 6HJXQGR-RmR0RXUD´DUHTXDOLĂ&#x20AC;FDomRGRSRVWRGD*15 Câmara renova apoio Ă OCC e ao CAPC com projectos de auto-emprego. De acordo com LuĂ­s Rocha, ĂŠ uma intervenção premente para resolver um problema A Orquestra ClĂĄssica do Centro (OCC) vai receber 175 director do CEARTE, esta iniciativa â&#x20AC;&#x153;integra-se na cultura da que se arrasta hĂĄ muitos anos e para o qual a Câmara jĂĄ 000 euros de apoio da Câmara Municipal de Coimbra, de instituição, que pauta a sua actividade por princĂ­pios ĂŠticos DYDQoRXFRPXPSURMHFWRGHUHTXDOLĂ&#x20AC;FDomRHYDORUL]D- IRUPDIDVHDGDDWpĂ&#x20AC;QDOGRDQRĂ&#x20AC;FDQGRDTXHODHQWLGDGH de respeito pelos indivĂ­duos e contextos, fazendo parte da ção do imĂłvel, que contempla a criação de instalaçþes obrigada a realizar sete concertos, quatro dos quais ofecondignas e outros espaços de apoioâ&#x20AC;?. Nos termos do recidos Ă  cidade. Em relação ao CĂ­rculo de Artes PlĂĄsticas cultura organizacional ser socialmente responsĂĄvelâ&#x20AC;?. DFRUGRRĂ&#x20AC;QDQFLDPHQWRGDVREUDVVHUiDVVHJXUDGRSHOR de Coimbra (CAPC), o MunicĂ­pio atribui um apoio de 25 QREN, numa taxa de comparticipação de 85 por cento 000 euros, com aquele a comprometer-se a divulgar a arte Educação BĂĄsica da ESEC fez seminĂĄrio â&#x20AC;&#x153;Educação e Desenvolvimento Harmoniosoâ&#x20AC;? foi o do investimento, sendo a contrapartida nacional de 15 por FRQWHPSRUkQHDQDVP~OWLSODVYHUWHQWHVSURPRYHUDFo}HV tema de um seminĂĄrio que se realizou, durante a tarde cento repartida entre o MunicĂ­pio de Cantanhede (cinco pedagĂłgicas e ceder peças para exposiçþes. de ontem, na Escola Superior de Educação de Coimbra por cento) e o MinistĂŠrio da Administração Interna (10 Integrar leva voleibol Ă s escolas (ESEC), uma iniciativa organizada pelo curso de Educação por cento). A associação Integrar, entidade executora das actividaBĂĄsica, que tem Lola Geraldes Xavier como directora. A des de enriquecimento curricular nos estabelecimento de SOS pelo campo de golfe da Curia primeira palestra, subordinada ao tĂ­tulo â&#x20AC;&#x153;A escola deve O Quinta das LĂĄgrimas Clube de Golfe promoveu, ensino bĂĄsico de Antanhol, Assafarge, Palheira e Valongo, fechar para balanço!â&#x20AC;?, esteve a cargo de Eduardo SĂĄ, seguindo-se uma intervenção de Filomena Gaspar, com sĂĄbado, um torneio que visou alertar para a necessidade volta a desenvolver o projecto â&#x20AC;&#x153;Desporto na Escolaâ&#x20AC;?, com o tĂ­tulo â&#x20AC;&#x153;Educação de infância e promoção do desen- de se encontrar uma solução para o campo de golfe da o objectivo de promover a divulgação de modalidades volvimento harmonioso: o que nos ensinam os estudos Curia, em vias de encerramento. O torneio de pares (Texas pouco conhecidas pelos alunos, levando Ă  escola atletas e/ ORQJLWXGLQDLV"Âľ2VHPLQiULRĂ&#x20AC;QDOL]RXFRP-RVp$]FXH Scramble) teve como vencedores Ă lvaro Quatorze e JosĂŠ ou treinadores. Desta vez, os alunos vĂŁo ter um contacto que falou sobre â&#x20AC;&#x153;A escola onde se aprendeâ&#x20AC;?, o tĂ­tulo do Martins (1.Âş Net) e Arnaldo Paredes e Ricardo Paredes (1.Âş mais prĂłximo com o voleibol, actividade dinamizada pela livro que esteve Ă  vendido no local, por 10 euros, e cuja Gross), mas o essencial do encontro foi juntar os clubes professora Ana Vicente, da Associação de Voleibol de UHFHLWDUHYHUWHDIDYRUGR&ROpJLR0XVRIĂ&#x20AC;QD5HS~EOLFD da regiĂŁo (Quinta das LĂĄgrimas Clube de Golfe, Clube Coimbra, com a colaboração de pequenos atletas repre'HPRFUiWLFDGR&RQJR5HĂ&#x20AC;UDVHTXHRFXUVRGH(GX- de Golfe de Cantanhede, Clube de Golfe da Figueira da sentantes de clubes, nomeadamente do CAIC - ColĂŠgio cação BĂĄsica estĂĄ a promover â&#x20AC;&#x153;workshopsâ&#x20AC;?, na ESEC, Foz e Clube de Golfe do Centro). Os responsĂĄveis pelos Imaculada Conceição. No dia 20, a actividade teve lugar na LQGRDRHQFRQWURGHDOJXPDVQHFHVVLGDGHVGHXPS~EOLFR diversos clubes (JoĂŁo de Serpa Oliva, LuĂ­s BrandĂŁo, JoĂŁo EB de Assafarge, prosseguindo, a 06 de Março, na EB de generalista, que nem sempre encontra respostas nos locais AthaĂ­de e Manuel Alberto Marques) referem, a propĂłsito, Antanhol, a 03 de Abril na EB da Palheira, para terminar, mais formais como as salas de aulas. A iniciativa de estreia, que o campo de golfe da Curia, propriedade da Promo- a 17 de Abril, na EB de Valongo. APCC com 25 medalhas em natação Os atletas da Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra (APCC) conquistaram um total de 25 medalhas nos Campeonatos Individuais de Natação de Inverno, organizados pela Associação Nacional GR'HVSRUWRSDUDD'HĂ&#x20AC;FLrQFLD,QWHOHFWXDOH que se realizaram em Estarreja. Nas provas, onde participaram 19 clubes, a APCC participou com Ruben Santos, Joel Pereira, ArmĂŠnio Graça, Ricardo Fonseca, Rui CĂŠsar Boaventura, BĂĄrbara Gomes, Ana Carolina Sousa e LuĂ­sa Vaz. Das 25 medalhas obtidas pelos nadadores da APCC, 10 foram de ouro, seis de prata e nove de bronze, com Ricardo Fonseca e BĂĄrbara Gomes a serem os mais medalhados, com seis cada.


ACTUALIDADE

8

28

QUINTA-FEIRA

w w w . campea o p r o vin cia s.co m

Na â&#x20AC;&#x153;Baixaâ&#x20AC;? de Coimbra

Dois meses de programação

Ă gua dĂĄ vida Ă proposta cultural da Universidade VictĂłria, no Jardim Botânico, com um espelho de ĂĄgua a A ĂĄgua, enquanto elemen- servir de â&#x20AC;&#x153;mesa redondaâ&#x20AC;?, foi o to essencial e metĂĄfora criativa, local escolhido para apresentar ĂŠ o mote para a XV Semana a programação da XV Semana Cultural da Universidade de Cultural da UC. Coimbra. â&#x20AC;&#x153;Ser de Ă guaâ&#x20AC;? serve A concretização do amGHWHPDHĂ&#x20AC;RFRQGXWRUDXP bicioso cartaz proposto sĂł ĂŠ extenso programa de iniciati- possĂ­vel graças ao apoio e genevas, com mais de 80 eventos, rosidade de vĂĄrias instituiçþes que decorre a partir de amanhĂŁ e parceiros, que aceitaram o e se prolonga atĂŠ ao dia 01 de GHVDĂ&#x20AC;RVXEOLQKDDRUJDQL]DomR Maio. â&#x20AC;&#x153;Sem a generosidade de MĂşsica, cinema, teatro, quem tenta fazer, apesar da literatura e dança sĂŁo algumas escassez dos meios, nĂŁo haveria das vertentes artĂ­sticas que vĂŁo forma de matar a sede de culser exploradas, havendo lugar, tura; essa outra ĂĄgua que tanta tambĂŠm, para conferĂŞncias e falta faz e que a Universidade de RXWURVPRPHQWRVGHUHĂ H[mR Coimbra reputa de essencialâ&#x20AC;?, sobre a cultura e as artes. escreve Clara Almeida Santos. â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; a ĂĄgua que nos move e Para alĂŠm do Teatro esta semana cultural foca o re- AcadĂŠmico de Gil Vicente gresso ao essencialâ&#x20AC;?, disse Clara (TAGV), a programação esAlmeida Santos, vice-reitora tende-se ao ConservatĂłrio de da Universidade de Coimbra MĂşsica de Coimbra, ao Teatro (UC), ao apresentar a iniciativa da Cerca de SĂŁo Bernardo, ao que, em bom rigor, tendo uma Museu da CiĂŞncia, Ă  Casa das semana por nome, decorre ao Artes da Fundação de Bissaya longo de dois meses. Barreto, ao ColĂŠgio das Artes, Ă  2ODJRDUWLĂ&#x20AC;FLDOGD(VWXID Biblioteca Geral da UC, Ă  Casa G. B.

da Escrita, ao ExploratĂłrio de Infante D. Henrique, Ă Casa das Caldeiras, ao Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, ao CafĂŠ de Santa Cruz, ao Centro Cultural de D. Dinis e vĂĄrios outros locais da cidade, nomeadamente, igrejas e espaço nobres. â&#x20AC;&#x153;NĂŁo ĂŠ uma programação de contingĂŞncia; ĂŠ de qualidade e diferenciadoraâ&#x20AC;?, defendeu Fernando Matos de Oliveira, director do TAGV, sala que acolherĂĄ parte considerĂĄvel dos espectĂĄculos. Entre os cerca de 80 eventos previstos â&#x20AC;&#x201C; 15 dos quais destinados Ă s crianças â&#x20AC;&#x201C; houve a preocupação de destacar a comemoração de algumas efemĂŠrides, designadamente, os dias dedicados Ă  mulher, ao teatro, Ă  poesia, Ă  dança ou ao jazz. Com vĂĄrios espectĂĄculos gratuitos e outros em que a entrada tem um custo aceitĂĄvel, Clara Almeida Santos apelou Ă  comunidade estudantil para que assista e participe no even-

to. â&#x20AC;&#x153;TĂŁo essencial como a ĂĄgua, ĂŠ a fruição culturalâ&#x20AC;?, sublinhou a vice-reitora. A XV Semana Cultural da UC tem inĂ­cio amanhĂŁ, com uma sessĂŁo comemorativa dos 723 anos da Universidade, no auditĂłrio da Reitoria, a partir das 09h15, estando prevista a intervenção do reitor, JoĂŁo Gabriel Silva. Nesta cerimĂłnia serĂĄ apresentado o nĂşmero 10 da revista Via Latina, uma publicação da Secção de Jornalismo da AAC; e entregue o PrĂŠmio da Universidade de Coimbra ao diplomata JoĂŁo de Deus Ramos, que profere uma conferĂŞncia. O culminar ocorrerĂĄ a 01 de Maio, Dia do Trabalhador, com um jantar de ĂŠpoca no PalĂĄcio de SĂŁo, preparado por ChefRø (RogĂŠrio Nuno Costa) e inspirado na peça de teatro â&#x20AC;&#x153;A Tempestadeâ&#x20AC;?, de William Shakespeare. A programação, detalhada, pode ser consultada na Internet, em http://agenda7.uc.pt.

Turismo

Coimbra mostra-se ao mundo na BTL A candidatura da ÂŤAltaÂť de Coimbra a PatrimĂłnio da Humanidade da UNESCO e os 500 anos da Biblioteca Geral da Universidade sĂŁo dois dos aspectos em destaque na presença da cidade na edição deste ano da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL). O evento abriu ontem e decorrerĂĄ atĂŠ domingo. Coimbra estarĂĄ, assim, representada em dois espaços distintos, uma vez que a Turismo Centro de Portugal tambĂŠm marca presença naquele que ĂŠ considerado o maior certame do sector a nĂ­vel nacional. Este ano, a regiĂŁo Centro ĂŠ, aliĂĄs, o destino nacional convidado. â&#x20AC;&#x153;Entendo que Coimbra deve estar sempre presente nas feiras e salĂľes de turismo, VHPSUHTXHVHMXVWLĂ&#x20AC;FDTXHU

dimensĂŁo quer pelo pĂşblico alvo a atingir, em Portugal e Espanhaâ&#x20AC;?, considerou o vereador e presidente da TC - Turismo de Coimbra (empresa municipal), notando que a cidade â&#x20AC;&#x153;nĂŁo pode deixar a promoção turĂ­stica apenas nas mĂŁos de terceirosâ&#x20AC;?. â&#x20AC;&#x153;Mesmo que outros assegurem a representação de Coimbra parece-me que ĂŠ sempre preferĂ­vel multiplicar a presença da cidade, nomeadamente na BTLâ&#x20AC;?, corroborou LuĂ­s ProvidĂŞncia, adiantando que outros municĂ­pios tĂŞm o mesmo entendimento, sendo disso exemplo o da Figueira da Foz. Apesar de a empresa municipal estar em vias de dissolução, o autarca referiu que a polĂ­tica turĂ­stica camarĂĄria nĂŁo sofrerĂĄ alteraçþes. â&#x20AC;&#x153;Vamos

deixar de dispor deste instrumento, mas nĂŁo vamos mudar a orientação estratĂŠgica para o sectorâ&#x20AC;?, acrescentou LuĂ­s ProvidĂŞncia. O vereador defende uma maior aproximação aos operadores e agĂŞncias turĂ­sticas, de forma a aumentar a mĂŠdia de dormidas na cidade. â&#x20AC;&#x153;Hoje com excepção dos participantes em congressos e estĂĄgios desportivos, de facto, a mĂŠdia de dormidas em Coimbra ĂŠ muito baixaâ&#x20AC;?, reconheceu o vereador. â&#x20AC;&#x153;Coimbra e a Universidadeâ&#x20AC;? ĂŠ a denominação dada a uma campanha promocional de 11 dias, com arranque no Aeroporto de Lisboa, amanhĂŁ, e acçþes previstas para os congĂŠneres do Porto, Faro e Funchal. Hoje Ă noite, estĂĄ prevista

a apresentação do portal da TC em mandarim, no Casino do Estoril. Na programação avultam, ainda, uma prova de doçaria regional e de espumantes da Bairrada, amanhĂŁ Ă tarde, e um jogo de futebol a disputar por velhas glĂłrias da AcadĂŠmica e GR%HQĂ&#x20AC;FDjQRLWHQRSDYLOKmR do EstĂĄdio da Luz. Actuaçþes do Grupo Dixie Gringos e sessĂľes de autĂłgrafos do piloto Filipe Albuquerque marcam as actividades previstas para sĂĄbado. No âmbito da participação da cidade na Rede de Castelos e Muralhas do Mondego, haverĂĄ ainda no espaço da TC na BTL dois manequins com trajes alusivos Ă  Idade MĂŠdia e serĂĄ feita a evocação do estudante de Coimbra.

Na ĂĄrea da RegiĂŁo Centro

ISCAC fez parceria com os engenheiros O Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra (ISCAC) - Business School formalizou um protocolo de colaboração com a secção regional do Centro da Ordem dos Engenheiros, que visa â&#x20AC;&#x153;contribuir activamente para a

valorização das comunidades de alunos e profissionaisâ&#x20AC;? que ambas as entidades representam. No âmbito do estreitar de relaçþes, o ISCAC dinamizou, juntamente com o ISACA Lisbon Chapter, uma sessĂŁo de trabalho

sobre â&#x20AC;&#x153;TendĂŞncias e boas prĂĄticas na Auditoria, Risco e Controlo de Sistemas de Informaçãoâ&#x20AC;?. Esta iniciativa aconteceu no contexto do lançamento da primeira edição da PĂłsgraduação em Auditoria, Risco e Controlo de Sistemas

DE FEVEREIRO DE 2013 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

de Informação, que estå a ser promovida pelas duas organizaçþes. A Auditoria Ê uma årea em que o ISCAC - Coimbra Business Scholl tem uma oferta formativa, que inclui licenciatura, mestrado e, agora, a nova pós-graduação.

Confrarias unem-se em gesto de solidariedade

Mercado solidårio contou com a presença de 12 confrarias

Dia de sol, boa disposição, animação musical e produtos de excelĂŞncia, eis os ingredientes que Ă&#x20AC;]HUDP GD WHUFHLUD HGLomR do mercado solidĂĄrio das confrarias um sucesso. A iniciativa, realizada no sĂĄbado, trouxe Ă praça de 08 de Maio, em Coimbra, os saberes e sabores da regiĂŁo, com o objectivo de angariar receitas para a Associação das Cozinhas EconĂłmicas da Rainha Santa Isabel. Enquanto as vendas decorriam a bom ritmo, Olga Cavaleiro, presidente da Federação Portuguesa das Confrarias GastronĂłmicas e da Confraria da Doçaria Conventual de TentĂşgal â&#x20AC;&#x201C; entidade organizadora em parceria com o MunicĂ­pio de Coimbra â&#x20AC;&#x201C; revelou ao nosso Jornal que esta ĂŠ uma iniciativa a repetir em outras cidades do paĂ­s, tal ĂŠ a sua aceitação junto das pessoas e dos que nela participam. â&#x20AC;&#x153;Ao mesmo tempo que permite mostrar a activi-

dade das confrarias e os seus produtos, contribui para ajudarmos aqueles que mais precisam. Ă&#x2030; daqueles casos em que todos saem a ganharâ&#x20AC;?, sublinhou Olga Cavaleiro. Liga dos Amigos dos Hospitais da Universidade de Coimbra, Obra do Padre Serra e Comunidade de SĂŁo Francisco de Assis foram algumas das instituiçþes que, em ediçþes anteriores, EHQHĂ&#x20AC;FLDUDP GR JHVWR VRlidĂĄrio proporcionado por esta iniciativa. Este ano, o mercado solidĂĄrio contou com a presença das confrarias da Doçaria Conventual de TentĂşgal, das AbĂłboras, do Arroz e do Mar, do Bolo de Ançã, do Bucho de Arganil, das Couves de Castelo Viegas, GastronĂłmica da Gândara, da Lampreia de Penacova, dos Sabores do Botareu, dos Sabores de Coimbra, das SaĂ­nhas, do Vinho de Lamas e, ainda, da Casa do Sal da Figueira da Foz e da Liga dos Amigos dos Campos do Mondego.

Março Ê mês da francofonia

Alliance Française propĂľe fruição cultural As viagens e a paisagem construĂ­da sĂŁo o tema do trabalho artĂ­stico desenvolvido por Jorge SimĂľes, membro fundador da associação IC Zero. O resultado de dois anos de vivĂŞncias e experiĂŞncias, em percurso por vĂĄrios paĂ­ses estrangeiros, dĂĄ substância a uma exposição que, sob o tĂ­tulo â&#x20AC;&#x153;We Are Familyâ&#x20AC;?, estĂĄ patente ao pĂşblico na Alliance Française (AF), em Coimbra. A mostra pode ser visitada atĂŠ ao dia 16 de Março e surge de uma parceria que levou a AF a ceder a utilização de um espaço prĂłprio a duas associaçþes conimbricenses de cariz cultural, respectivamente, a IC Zero e a Videolab, que aĂ­ desenvolvem a sua actividade.

Marion Mistichelli, directora da AF de Coimbra, revelou ao nosso Jornal o empenho em apoiar a criação artística e, simultaneamente, abrir a instituição à cidade, para que possa ser espaço de encontro e partilha de experiências. Concertos de música jazz com artistas franceses, noites dedicadas ao cinema e uma exposição que tem como mote as 10 palavras da língua francesa (iniciativa com a participação das escolas de Coimbra) são algumas das actividades previstas para o mês de Março, no âmbito da Festa da Francofonia, que decorre, em simultâneo, nas 10 representaçþes da AF em Portugal.


28

QUINTA-FEIRA

S. MARTINHO DO BISPO

DE FEVEREIRO DE 2013 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

9

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

A 10 de Março

Prova de BTT espera 350 participantes As inscriçþes estão abertas atÊ ao dia 4 de Março, no sítio do Clube organizador, acessível em www.ccbtt.net. A prova tem um percurso total de 40 quilómetros e começa às 09h00, junto à Escola Inês de Castro, que Ê tambÊm o local da meta. Segundo Clåudio Campino, presidente da direcção do Clube Cães de Caça BTT, o itinerårio Ê feito essencialmente em zona de

pinhal, estando previstas passagens pelo iParque e Aeródromo de Cernache. A participação com almoço custa 9,99 euros e sem almoço 7,99 euros. Os acompanhantes pagam 4,99 euros. Os preços incluem, para os participantes, lembrança, dorsal, pequenoalmoço, abastecimentos, seguro, lavagem de bicicletas, banho, diversão e segurança.

Este ano hĂĄ tambĂŠm dos atletas que levantarem classificaçþes e prĂŠmios o dorsal). A competição para os trĂŞs primeiros visa assinalar o aniversĂĄrio dos seguintes escalĂľes: masculino elite (atĂŠ 29 anos), masculino veterano A (30 a 39 anos), masculino veterano B (mais de 39 anos) e femininos. HaverĂĄ ainda lembranças especiais para o mais jovem e para o mais experiente a terminar a prova, e ainda para a equipa mais QXPHURVD GHĂ&#x20AC;QLGDDSDUWLU

do Clube Cães de Caça BTT e realiza-se com periodicamente anual.

PUBLICIDADE

Rua 5 de Outubro, n.Âş 116 r/c 3045-043 S. Martinho do Bispo

32383

O IV Raid BTT Sobe e Desce S. Martinho do Bispo realiza-se no próximo dia 10 de Março. A prova Ê organizada pelo Clube Cães de Caça BTT, que espera a adesão de 350 atletas. Legalizada pela Federação Portuguesa de Ciclismo e pela Associação de Ciclismo de Aveiro, a prova Ê aberta a atletas federados e não federados, não contando para efeitos de campeonato.

TĂ BUA XXIV Feira do Queijo, PĂŁo, Enchidos e Mel - IV Mostra de Gastronomia e Artesanato

Programa

Certame recheado de sabores tradicionais

SĂĄbado (dia 02)

15h00 â&#x20AC;&#x201C; Abertura e inauguração da XXIV Feira do Queijo, PĂŁo, Enchidos e Mel e da IV Mostra Gastronomia e Artesanato. 17h00 â&#x20AC;&#x201C; Actuação da Escola de MĂşsica de TĂĄbua, no âmbito das comemoraçþes do 10.Âş aniversĂĄrio. 18h00 â&#x20AC;&#x201C; Exibição da Academia de Dança PasiĂłn. 19H00 â&#x20AC;&#x201C; Actuação da Escola de MĂşsica de Mouronho. 21h00 â&#x20AC;&#x201C; Actuação da Tuna Mouronhense. 22h00 â&#x20AC;&#x201C; EspectĂĄculo com Vira Milho. Domingo (dia 03)

A vereadora Ana Paula Neves e o presidente Mårio Loureiro reforçam a aposta nos produtos locais

primeira vez, a oriundos da região, mas continua a constituir a grande montra do que se produz no concelho, que inclui o pão tradicional, os enchidos, o mel e, mais recentemente, os cogumelos. Esta parte do certame funcionarå, såbado, das 15h00 às 19h00, e, no domingo, das 12h00 às 18h00. Em simultâneo, realizar-se-à a jå bem sucedida

L.S.

Uma grande panóplia de produtos e sabores tradicionais pode ser apreciada, no såbado e no domingo (dias 02 e 03), no Pavilhão Multiusos de Tåbua, onde irå decorrer a 24.ª Feira do Queijo, Pão, Enchidos e Mel e a 4.ª Mostra de Gastronomia e Artesanato, com a participação das freguesias do concelho. C o m mais de 60 produtores inscritos, a edição deste ano da Feira de Queichurrascaria jo de Tåbua estå tambÊm Tåbua aberta, pela

Mostra de Gastronomia e Artesanato, que vai para a quarta edição, com a participação das vårias associaçþes e colectividades das freguesias do concelho, mas, este ano, com o convite a estender-se a vårias confrarias gastronómicas, que, assim, irão ali divulgar os produtos que defendem e representam. Este certame poderå ser visitado,

sĂĄbado, das 15h00 Ă 01h00, e, no domingo, das 12h00 Ă s 23h00. As duas iniciativas, conforme refere a vereadora Ana Paula Neves, da Câmara Municipal de TĂĄbua, â&#x20AC;&#x153;tĂŞm uma forte componenWH FXOWXUDO H HWQRJUiĂ&#x20AC;FDÂľ assinalando â&#x20AC;&#x153;pretender-se divulgar o que o concelho tem de bom e atrair visiWDQWHVÂľ

12h00 â&#x20AC;&#x201C; Abertura da Feira e da Mostra, com animação pelo Grupo de Concertinas â&#x20AC;&#x2DC;â&#x20AC;&#x2DC;Medijovem 15h00 â&#x20AC;&#x201C; Actuação do Grupo de Concertinas â&#x20AC;&#x2DC;â&#x20AC;&#x2DC;Medijovemâ&#x20AC;&#x2122;â&#x20AC;&#x2122;. 16h00 â&#x20AC;&#x201C; Actuação do grupo RaĂ­zes da Beira, da Escola de MĂşsica da Freguesia de Covas. 17h00 â&#x20AC;&#x201C; Actuação da Escola de MĂşsica da Carapinha. 18h00 â&#x20AC;&#x201C; Actuação da Tuna de Cantares de AvĂ´. 19h00 â&#x20AC;&#x201C; Actuação do Grupo de Concertinas â&#x20AC;&#x2DC;â&#x20AC;&#x2DC;Flor de Oliveirinhaâ&#x20AC;&#x2122;â&#x20AC;&#x2122;. 20h00 â&#x20AC;&#x201C; Actuação da Tuna Popular de Arganil. â&#x20AC;&#x153;Temos, cada vez mais, de apostar na promoção do nosso territĂłrio, atravĂŠs dos produtos endĂłgenos de qualidade, mas tambĂŠm das SDLVDJHQVQDWXUDLVÂľDFHQWXD o presidente da Câmara, MĂĄrio Loureiro. â&#x20AC;&#x153;Somos uma regiĂŁo pequena, mas grande em termos de oferta a quem QRVYLVLWDÂľUHIHUHVXVWHQWDQdo a necessidade de se ser â&#x20AC;&#x153;mais agressivos em termos

de promoção, para atrair e PRWLYDUPDLVSHVVRDV¾ A Câmara Municipal de Tåbua estå presente na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), que se iniciou ontem e decorrerå atÊ domingo, integrando o stand da ADIBER, mas tambÊm o pavilhão da entidade regional Turismo Centro Portugal, juntamente com os concelhos do Pinhal Interior Norte.

PUBLICIDADE

Telef./Fax: 235 713 786 - Estrada Nacional n.Âş 337, n.Âş 1532 3420-105 Espariz - Email: freguesiadeespariz@sapo.pt

www.freguesiadecandosa.com freguesiacandosa@hotmail.com

32588

Aguardamos a sua visita!

Aguardamos a sua visita! 32583

32595

tĂłino moleiro

Freguesia de Candosa

Junta de Freguesia de ESPARIZ


COMÉRCIO E SERVIÇOS

10

28

QUINTA-FEIRA

Agente:

32238

Mercedes-Benz - Smart MANUTENÇÃO - REPARAÇÃO - PROGRAMAÇÃO

Instalação: - Aquecimento Central - Painéis Solares - Climatização - Aspiração Central - Alarmes de Incêndio e Intrusão - Reparação de telemóveis

7pFQLFRFHUWL¿FDGR

Motorgil, Lda.

32233

Venda: - Aspiração Central - Antenas e Satélite (Canais franceses)

32454

w w w . campea o p r o vin cia s.co m

32232

Telef.: 231 402 145 Telems.: 966 898 889 / 932 644 111 Rua Henrique Barreto, r/c Lj 3 nunopessoaunipessoallda@gmail.com Edifício Rossio geralunipessoallda@gmail.com 3060-176 CANTANHEDE

DE FEVEREIRO DE 2013 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

Centro Máquinas de Venda Automática - Fontes de água POU Máquinas de café expresso italianas

ESP - ABS - AIRBAG - Auto Rádios - Chaves - GPS - Painéis de Controlo Quadrantes - Unidades - Centralinas - Revisão Entremédia (1 Chave) - 138,00\ Revisão Principal (2 Chaves) - 165,14\|Smart Revisão - 87,77\

Urbanização Quinta D. João Lt 1 R/C Dt - Coimbra Telem.: 919 390 242 - dvcentro@gmail.com

Estrada Nacional N.º 234/1 - 3060-025 Ançã - Telef.: 239 964 036 Telem.: 914 095 059 - www.motorgil.com - mail@motorgil.com

Catarina Carvalho T. 964 821 944

Durante o Mês de Fevereiro

CENTRALCAMPAS Campas a partir de 800\

Comércio de Automóveis, Forgons e Caixas Abertas * * * * *

RENAULT MÉGANE Carrinha - Ano 2004 - GPL PEUGEOT 306 - 2000 GTI - ANO 1994 MAZDA 4X4 XCAD - 2005 - 57.000KM - Com AC LAND ROVER 4X4 - 7 lugares Ano 1994 VW CADDY - 2004 - Isotérmica

Fabricamos todos os artigos de arte funerária. Assentamos em todo o país: Campas, Jazigos, Foto-porcelana, Lápides, Esculturas, etc eurocampas@gmail.com - www.centralcampas.com

SISTEMAS EM ALUMÍNIO

Expo: Pero Pinheiro - 219 671 051 - 966 279 372 Expo: Alenquer, Altas Marés - 263 799 147 - 966 279 342 Expo: Oliveira do Hospital - 966 279 403 Fábrica: ZI de Mira - 231 452 037 - 965 385 645

Crédito Imediato até 120 meses

IC2 - Redinha - Pombal - Telef.: 236 912 400 - 962 610 316

32194

Telef.: 239 701 460 - Telem.: 966 942 659 Estrada da Beira, 389 r/c 3030-426 COIMBRA

32440

Marco Distrito Automóveis, Lda

32196

Telef.: 239 10 49 49 - Urb. do Lagar, Lt. 4, Lj. 1 Santa Clara - 3040-002 COIMBRA tecniartecabeleireiro@gmail.com

32195

Colorações Tratamento de rosto Unhas de gel

Encerra à 3.ª Feira

Alisamento Térmico sem formol com 30% desconto Madeixas com 10% desconto

SERVIÇOS EM INOX

32453

0HGLDomR3UR¿VVLRQDOGH6HJXURV

SERRALHARIA CIVIL ESTRUTURAS E COBERTURAS 919 296 098

Rua Dr. António José Almeida, 329 - Loja 10 3000-045 Santo António dos Olivais Telef.: 239 482 571 - Fax: 239 484 722 - Telem.: 917 364 834 E-mail: sergio@sergiomaldonado-seguros.pt 32360

Rua Dr. Francisco Martins - Chão de Lamas 3220-015 Miranda do Corvo

32200

Mediação Seguros, Lda.

Tlf. 239 431 875 | Fax: 239 436 126 Tlms. 966 828 900 / 966 828 901 Rua da Pontinha, n.º 18 | Alcarraques 3025-013 Coimbra jcgomes.alu@gmail.com

Estrada da Beira, n.º 85, r/c esq. 3030-173 Coimbra Telef./Fax: 239 718 307 - dotspeed@sapo.pt www.dotspeed.pt

32246

ABERTO AOS SÁBADOS

32364

Sede: Feira Nova - Angeja - 3850 ALBERGARIA-A-VELHA Esc.: Rua Soja do Viso - Sarrazola - CACIA - 3800 AVEIRO Telef./Fax: 234 913 557 - Telem.: 962 890 200/50

COMÉRCIO DE PNEUS NOVOS E USADOS

Carlos Gonçalves

32448

Rua António Augusto Gonçalves Est. das Lágrimas, 145. Lj. 143 SANTA CLARA COIMBRA (Junto ao Hotel Quinta das Lágrimas) Telef.: 239 440 100

Seguros 32199

Apartado 65, 3534-909 Mangualde Telef.: 232 611 931 - Fax: 232 611 388 - geral@verdugo.pt

32456

FERRAMENTAS PARA AGRICULTURA FERRAMENTAS PARA CONSTRUÇÃO CIVIL CABOS PRODUTOS DIVERSOS FERRAMENTAS DE MONTAGEMS DE LINHAS AÉREAS FERRAMENTAS DE JARDINAGEM

Rua da Liberdade, n.º 11 - ADÉMIA DE CIMA - Trouxemil - COIMBRA Telef.: 239 431 184

Sede: Avenida João das Regras, 139 R/C - Santa Clara 3040-256 Coimbra - Telef.: 239 825 390 - 239 440 663 - Fax: 239 440 664 predialrainhasanta@sapo.pt | geral@ predialrainhasanta.pt www. predialrainhasanta.pt

Ru Carlos Alberto Pinto Abreu, Loja 11A Rua St Sta Clara (Junto ao Portugal dos Pequenitos) Telef.: 239 814 357 / 918 284 481

32363

Rua Padre Basílio, n.º 43 - 3060-752 Corticeiro de Cima Telem.: 967 464 696 - E-mail: carlosgoncs@hotmail.com

32460

Escavações - Terraplanagens - Demolições


28

QUINTA-FEIRA

DE FEVEREIRO DE 2013 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

EMPRESAS & NEGĂ&#x201C;CIOS

11

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

MĂŠtodo de tratamento inovador

B R E V E S

Tickle Spa aposta em esfoliação da pele com peixes garra rufa Abertura 4 de Fevereiro de 2013 Gerente Anaisa Faria Morada Calçada de S. Sebastião, loja 5, Santo António dos Olivais Contacto 917 854 381 BENEDITA OLIVEIRA

O Tickle Spa Fish Wellness trouxe para Coimbra o conceito da ictioterapia, ou seja, processo de esfoliação natural e selectiva realizada pelos peixes garra rufa ou peixes-mĂŠdico. Este tratamento ĂŠ especialmente indicado para quem tem problemas de pele, como psorĂ­ase, eczemas, calos ou durezas. ´$SHOHĂ&#x20AC;FDH[WUHPDPHQte macia, sem precisar de cremes, portanto este ĂŠ um tratamento recomendĂĄvel atĂŠ para pessoas sem problemas de peleâ&#x20AC;?, referiu a sĂłcia-gerente Anaisa Faria, sublinhando que a renovação celular que os peixes garra rufa fazem ĂŠ â&#x20AC;&#x153;espectacularâ&#x20AC;?. Os peixinhos de ĂĄgua doce, originĂĄrios da Turquia â&#x20AC;&#x201C; paĂ­s onde as propriedades curativa dos garra rufa ĂŠ, hĂĄ muito, conhecida â&#x20AC;&#x201C; eliminam as cĂŠlulas

mortas da epiderme ao mesmo tempo que a cobrem com uma substância regenerativa com propriedades curativas. Para jĂĄ, o espaço disponibiliza apenas tratamentos para as PmRVHSpVPDVDWpDRĂ&#x20AC;QDOGR ano Anaisa Faria conta alargar o tratamento ao corpo inteiro. â&#x20AC;&#x153;Este ĂŠ um tratamento natural e econĂłmico, uma vez que as pessoas nĂŁo precisam de comprar hidratantesâ&#x20AC;?, comentou a responsĂĄvel, adiantando que basta frequentar uma vez por semana o espaço para manter a pele sempre macia. A ĂĄgua dos aquĂĄrios estĂĄ a 25.Âş graus e ĂŠ analisada todos os dias. A empresĂĄria tem ainda o cuidado de intervalar cada utilização, com um mĂ­nimo de dez minutos, de forma a que a â&#x20AC;&#x153;totalidade da ĂĄgua circule entre RVĂ&#x20AC;OWURVGHOX]XOWUDYLROHWDÂľ â&#x20AC;&#x153;Acho que o conceito de ictioterapia ĂŠ um bom investimento, nĂŁo sĂł porque ĂŠ uma

Segundo Anaisa Faria, este tipo de esfoliação Ê mais económico, dado que evita o uso de cremes

novidade, mas tambĂŠm porque ĂŠ Ăştilâ&#x20AC;?, disse Anaisa Faria, notando que optou por um espaço bastante luminoso, agradĂĄvel e relaxante.

â&#x20AC;&#x153;Toda a gente que jĂĄ experimentou realmente acha que o tratamento ĂŠ extremamente benĂŠfico. AlĂŠm disso tem a vantagem de ser biolĂłgico,

Em Bristol

natural e sem contra-indicação ou efeitos secundĂĄriosâ&#x20AC;?, sublinhou a empresĂĄria, que durante largos anos trabalhou como farmacĂŞutica na ĂĄrea industrial. â&#x20AC;&#x153;Os garra rufa eliminam apenas e sĂł a pele morta. Nem sequer tĂŞm dentes. Eles alimentam-se por um efeito de uma sucção delicadaâ&#x20AC;?, observou Anaisa Faria. Os peixes garra rufa medem cerca entre trĂŞs e quatro centĂ­metros e podem viver atĂŠ cinco anos fora de seu habitat natural, se forem respeitados os cuidados requeridos de higiene, tratamento da ĂĄgua e relativos Ă sua alimentação. O Tickle Spa Fish Wellness tem a particularidade de disponibilizar livros, revistas e Internet, para maior comodidade dos clientes. Para usufruir do espaço ĂŠ recomendĂĄvel fazer marcação prĂŠvia. Dez minutos relaxantes no Tickle Spa custam 10 euros, HQTXDQWRPHLDKRUDĂ&#x20AC;FDSRU 25 euros. O Tickle Spa encontrar-se aberto de segunda a sextafeira, das 10h00 Ă s 13h00 e das 15h00 Ă s 19h00 e aos sĂĄbados de manhĂŁ.

Passepartout oferece descontos no sĂĄbado A agĂŞncia de viagens Passepartout vai presentear com descontos todos os clientes que, este sĂĄbado, façam reservas nas suas instalaçþes, na rua Carlos Seixas. A campanha, realizada no âmbito do seu 20.Âş aniversĂĄrio, prevĂŞ que os primeiros 20 clientes recebam um voucher de 100 euros, enquanto os seguintes ganharĂŁo um voucher no valor de 50 euros. As reservas sĂŁo vĂĄlidas atĂŠ ao prĂłximo mĂŞs de Junho. Cimpor fecha fĂĄbrica da Figueira A fĂĄbrica de cal hidrĂĄulica da Cimpor, no Cabo Mondego, vai encerrar a 15 de Março. A revelação foi feita recentemente pelo presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz. Segundo JoĂŁo AtaĂ­de, a situação dos trabalhadores â&#x20AC;&#x153;estĂĄ acauteladaâ&#x20AC;?. O encerramento pressupĂľe o desmantelamento e recuperação do &DER0RQGHJRFODVVLĂ&#x20AC;FDGR como Monumento Natural, com acompanhamento pela AgĂŞncia Portuguesa do Ambiente.

Hotel D. LuĂ­s assinala Dia da Mulher O Best Western Hotel D. LuĂ­s preparou uma campanha para assinalar o Dia da Mulher. A unidade hoteleira propĂľe alojamento por noiSendo o Ăşnico centro acre- te para duas pessoas, com ditado pela Universidade de oferta de ĂĄgua e cocktail de Cambridge para ministrar os frutas no quarto, perfume de cursos CELTA e DELTA em Ă RUHVJDUUDIDGHHVSXPDQWH Portugal, a International House e pequeno almoço buffet orgulha-se de formar, todos os incluĂ­do por 52,60 euros. DQRVXPQ~PHURVLJQLĂ&#x20AC;FDWLYR No restaurante, quando estĂĄ GHSURĂ&#x20AC;VVLRQDLVTXHTXHUMi presente pelo menos uma sejam experientes no ensino mulher, as refeiçþes compleda lĂ­ngua inglesa ou estejam WDVĂ&#x20AC;FDPDHXURV1R apenas agora a lançar-se na bar, os consumos feitos ou SURĂ&#x20AC;VVmRSDVVDPDGLVSRUGH pagos por mulheres tĂŞm um metodologias que estĂŁo na desconto de 20 por cento. A vanguarda do ensino de inglĂŞs. promoção ĂŠ vĂĄlida de 7 a 10 de Março.

International House reedita curso de Verão A International House tem abertas as inscriçþes para a o curso de Verão, a realizar em Bristol, de 9 a 23 de Julho. As inscriçþes são limitadas a 15 jovens, entre os 13 e os 17 anos, e decorrem atÊ dia 10 de Maio. O custo total do curso Ê de 1 700 euros e o voo 240 euros. Os alunos são acompanhados por uma professora da International House de Coimbra. O curso realiza-se no Co-

lÊgio de Clifton, em Bristol, e inclui 15 horas de aulas de inglês por semana, alojamento com pensão completa naquela que Ê considerada a capital verde de Inglaterra, um programa de actividades recheado de desporto e cultura e transfers e seguro de viagem. Para mais informaçþes visite o sítio institucional da escola de línguas, em www. ihbristol.com, ou contacte a International House de Coim-

bra, na rua Antero de Quental, número 135, ou atravÊs do endereço electrónico director@ ihcoimbra.com. A International House de Coimbra abriu em 1967, três anos após a de Lisboa, sendo a segunda escola a abrir em Portugal. A escola ministra inglês, alemão, espanhol e português (língua estrangeira) e estå equipada com 12 salas de aula, uma sala de multimÊdia, recepção,

sala de estar, 3 gabinetes da direcção, sala de professores e um pequeno bar. A International House de Coimbra faz parte da International House World Organisation, uma rede de escolas de línguas, dedicada à implementação de elevados padrþes de qualidade e inovação nos contextos da formação e educação. Esta rede Ê constituída por mais de 150 escolas em 54 países.

Empresa tecnolĂłgica pertencente ao Grupo ISA ClĂ­nicas Leite e Idealmed estabelecem parceria As ClĂ­nicas Leite, lideOs Ăşltimos anos marcaram tural das Barragens de Alqueva rada por EugĂŠnio Leite, a aposta em mercados exter- e Cahora Bassa (Moçambique) estabeleceram uma parceria nos, em particular nos paĂ­ses e a monitorização meteorolĂłgi- com a Idealmed, para a relusĂłfonos, bem como em pro- ca e de marĂŠs nos portos de Se- alização de actos cirĂşrgicos jetos de investigação, desenvol- tĂşbal e Sesimbra, sĂŁo exemplos naquele que ĂŠ considerado vimento e inovação junto de a destacar dentro das principais o mais bem equipado e melhor bloco operatĂłrio em HQWLGDGHVGRVLVWHPDFLHQWtĂ&#x20AC;FR ĂĄreas de atuação. e tecnolĂłgico nacional. $4XDQWLĂ&#x20AC;FID]SDUWHGR oftalmologia. As ClĂ­nicas O fornecimento de redes Grupo ISA, Ăşnica empresa Leite associam assim as mede monitorização meteorolĂł- portuguesa cotada ao NYSE lhores unidades de consulta gica para o Instituto PortuguĂŞs Alternext, especialista em tele- e exames complementares do Mar e da Atmosfera (antigo metria e gestĂŁo remota aplicada com a mais moderna tecnoInstituto de Meteorologia), a jViUHDVGDHĂ&#x20AC;FLrQFLDHQHUJpWLFD logia da unidade cirĂşrgica da monitorização sĂ­smica e estru- HĂ&#x20AC;FLrQFLDKtGULFDHJiVHRXWURV Idealmed.

4XDQWLĂ&#x20AC;FGLVWLQJXLGDFRPR30(([FHOrQFLD $4XDQWLĂ&#x20AC;FHPSUHVDTXH pertence ao Grupo ISA, foi uma das 53 empresas distinguidas com o galardĂŁo de PME ExcelĂŞncia do distrito de Coimbra. Esta ĂŠ uma distinção atribuĂ­da anualmente a empresas nacionais que evidenciem as melhores performances ecoQyPLFRĂ&#x20AC;QDQFHLUDVHGHJHVWmR Na sexta-feira, este grupo de empresas foi homenageado, em Coimbra, numa cerimĂłnia

que contou com a presença do secretĂĄrio de Estado Adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional, AntĂłnio Almeida Henriques. $4XDQWLĂ&#x20AC;FIRUQHFHVROXçþes de aquisição de dados para aplicaçþes de monitorização ambiental para cerca de uma dezena paĂ­ses, com particular destaque nas ĂĄreas de meteorologia, hidrometria, sismologia e monitorização estrutural (pontes, barragens, edifĂ­cios).

A empresa tem consolidado a sua atividade nestas åreas desde a sua fundação em 1998 e hoje Ê um fornecedor de referência de mais de 200 entidades, entre laboratórios, institutos, universidades públicas (como o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, o LNEC e a maioria das universidades nacionais) e de grandes empresas como a EDP, Refer, EFACEC, Mota Engil, Somague e Teixeira Duarte.


12

CLASSIFICADOS / ACTUALIDADE 28

QUINTA-FEIRA

w w w . campea o p r o vin cia s.co m

ImobiliĂĄrias ABC

Daniel TibĂŠrio

ProprietĂĄrio do CafĂŠ Trianon faleceu Daniel TibĂŠrio, proprietĂĄrio do CafĂŠ Trianon, em Celas, foi encontrado, no domingo, sem vida, dentro do seu carro. O funeral realizou-se, anteontem, do Centro FunerĂĄrio Nossa Senhora de Lourdes para o complexo funerĂĄrio da Figueira da Foz. JĂĄ foi descartada a hipĂłtese de se tratar de crime. Natural de Tarouca, Daniel TibĂŠrio tinha 60 anos e estava Ă frente do CafĂŠ Trianon desde 1981.

2^\_aPeT]SPTca^RPST_a|SX^b \^aPSXPbP]SPaTbTbRaXcÂ&#x2026;aX^b[^YPbTcTaaT]^b - MORADIA NOVA, pronta a habitar tipologia T4 com cozinha equipada, acabamentos contemporâneos, ar condicionado, recuperador de calor, terraço, no Bairro da Liberdade. Para agendar uma visita contactar 239854730/917225640/964311517. - ARRENDA LOJA COM 43 M2 no Centro Comercial AtriumSolum na Av. Dr ElĂ­sio de Moura em Coimbra. Para mais informaçþes contactar 239854730/917225640/964311517.

- T4 c/ garagem Rua Arlindo Vicente - T1 na Rua Miguel Torga â&#x20AC;&#x201C; Solum T2, EdifĂ­cio do Centro Comercial Atrium, Solum, na Av Dr ElĂ­sio de Moura com estacionamento. Acabamentos de Luxo, cozinha italiana completamente equipada, aquecimento central, prĂŠ-instalação de ar condicionado. EdifĂ­cio com Parque Infantil. - Terreno para construção sito na LousĂŁ. Ă rea de Construção 765 m2

Marque a sua visita todos os dias da semana Telef.: 239 854 730 - Telem.: 917 225 640

AdPSPB^UXP &$2CT[TU!"('$#&"2>8<1A0

0DC><Ă&#x2021;E48B=>E>B4DB03>B

2a|SXc^Pc|(%\TbTb ADĂ&#x2030;MIA - COIMBRA

Telef.: 239 432 173 - 3020 COIMBRA www.ademiauto.pt

ComÊrcio de de Sucata Sucata ComÊrcio 1mRDFXPXOHRVVHXVYHOKRV HOHFWURGRPpVWLFRVVHHOHV QmRIXQFLRQDP/,*8(. Faço remoção dos mesmos e de outro tipo de sucata (ferro, cobre, alumínio, etc)

32620

SEM ENCARGOS 7DPEpPIDoRRDEDWHGHFDUURV NĂŁo hesite, ligue, FRPGRFXPHQWROHJDO contribua para um mundo melhor! Coimbra - Cernache - cristi.nog@live.com.pt Telem.: 912 708 570 / 965 438 954 / 937 460 648

ATENĂ&#x2021;Ă&#x192;O: AJUDO 6HPÂżQVOXFUDWLYRVFRPRVPHXV'RQV(VSLULWXDLV GH9LGrQFLD3UREOHPDVGH$PRU1HJyFLRV ,QYHMDV3UDJDV%UX[DULDV'HVYLRV$PDUUDo}HV HWF ([SRQKD R VHX SUREOHPD FRP FODUH]D H VLQFHULGDGHWHUiGR3URI&DUORVXPDUHVSRVWD FODUDHVLQFHUD8PVLPSOHVWHOHIRQHPDSRGHUi PXGDUDVXDYLGD

5HWRUQRKRMHDXPDV VXQWR TXH PHUHFH DWHQ omR $SURYHLWHL R SHUtRGR GH FDUQDYDO SDUD UHIOHWLU VREUH HOH $RV SRXFRV D FULDWXUD KXPDQD YDL DX PHQWDQGRDFRQVFLrQFLDGH TXHDFRQWLQXLGDGHGDYLGD DSyV D ³PRUWH´ QmR p XP FRQFHLWR TXH GL] UHVSHLWR DSHQDVDRVTXHSURIHVVDP DOJXPDFUHQoDUHOLJLRVDRX ¿ORVy¿FDPDVpREMHWRGH HVWXGR VpULR SDUD WRGRV $ FRPSUHHQVmR FRUUHWD GH TXH VRPRV DFLPD GH WXGR (VStULWR LQWHQVLILFD D IRUoD GH YRQWDGH QR HQ IUHQWDPHQWRGHWXGRRTXH QmR VHMD UHFRPHQGiYHO j QRVVD H[LVWrQFLD FROHWLYD RXLQGLYLGXDO 3DUDLOXVWUDUFRQYHQLHQ WHPHQWH HVVH SRGHU GH TXH GLVSRPRV REVHUYHP HVWH HQVLQDPHQWR GR GU $QGUp /XL] QD REUD ³(YR OXomR HP GRLV PXQGRV´ SRU LQWHUPpGLR GRV FRQKH FLGRVPpGLXQV&KLFR;DYLHU  H:DOGR9LHLUD ³2 (VStULWR HQFRQWUD QR FpUHEUR R JDELQHWH GH FR PDQGRGDVHQHUJLDVTXHR VHUYHPFRPRDSDUHOKRGH H[SUHVVmR GRV VHXV VHQ WLPHQWRV H SHQVDPHQWRV FRP RV TXDLV QR UHJLPH GH UHVSRQVDELOLGDGH H GH DXWRHVFROKD SODVPDUi QR

FICHA TĂ&#x2030;CNICA

Manuel QueirĂł, recĂŠmnomeado presidente do Conselho de Administração da CP e cliente habitual do Trianon. â&#x20AC;&#x153;Daniel TibĂŠrio era uma referĂŞncia obrigatĂłria de todos os que frequentavam o cafĂŠ e da minha tertĂşlia de amigos. Ele sentia-se integrado no nosso grupo de clientes habituais. Era como um companheiro para nĂłs. Ia inclusivamente ao nosso jantar de Natalâ&#x20AC;?, contou Manuel QueirĂł, salientando que o Trianon ĂŠ â&#x20AC;&#x153;um ponto de

reuniĂŁoâ&#x20AC;? entre os moradores. Cliente e amigo da famĂ­lia, Marco Moreira da Silva, recorda que o empresĂĄrio era um homem que â&#x20AC;&#x153;cativava facilmente os clientesâ&#x20AC;? e que tinha a particularidade de â&#x20AC;&#x153;tratar toda a gente da mesma formaâ&#x20AC;?. â&#x20AC;&#x153;NĂŁo havia nenhuma clivagem no tratamento, mesmo que o cliente fosse doutor ou deputadoâ&#x20AC;?, notou. Daniel TibĂŠrio era uma pessoa extremamente correcta e de trato fĂĄcil, rematou.

HVSDoRHQRWHPSRRVHX SUySULRFDPLQKRGHDVFHQ VmRSDUD'HXV´

A mente do espírito 1DSXEOLFDomR³&LrQFLD H)pQDWULOKDGRHTXLOtEULR´  TXHHVFUHYLSDUDR ,)yUXP0XQGLDO(VStULWRH &LrQFLD GD /%9 H[SRQKR TXH D LQWHOLJrQFLD VLWXDVH DOpP GD HVWUXWXUD ItVLFD FRPRVHKRXYHVVHXPFp UHEUR SVtTXLFR IRUD GR VR PiWLFR 3RU FRQVHJXLQWH FRQFOXLVH TXH D HVVrQFLD HVSLULWXDO QmR p XPD SUR MHomR GD PHQWH KXPDQD HTXHRKRPHPQmRpXP FRUSRTXHWHPXP(VStULWR &RQWXGRXP(VStULWRHWHU QR TXH SRVVXL XP FRUSR SDVVDJHLUR ¹ ³$K PDV D &LrQ FLD DLQGD QmR FRPSURYRX QDGD´ 3RUpP FRPR DV VHYHURXRDVWURItVLFRQRUWH DPHULFDQRDWHX&DUO6DJDQ   ³$ DXVrQFLD GD HYLGrQFLD QmR VLJQL¿FD HYLGrQFLDGDDXVrQFLD´ (P³e8UJHQWH5HHGX FDU´FRPHQWHLTXHQmRQRV podemos ancorar apenas HP QRVVRV OLPLWDGtVVLPRV FLQFRVHQWLGRVItVLFRV(OHV QmR VmR EDVWDQWHV SDUD QRV ID]HU GHYLGDPHQWH DYDQoDGRV SRLV D &XOWXUD

Tempo Rådio do Clube da Comunicação Social de Coimbra

NĂ&#x192;O HESITE. Contacte o n.Âş 967 250 933 / 256 674 134

EDIĂ&#x2021;Ă&#x192;O COIMBRA www.campeaoprovincias.com

O CafĂŠ Trianon ĂŠ um dos cafĂŠs mais emblemĂĄticos de Coimbra, sendo conhecido como espaço de tertĂşlias. Pessoas de todos os partidos sĂŁo frequentadores habituais do estabelecimento. Apesar de se encontrar doente, a morte do empresĂĄrio surpreendeu clientes e vizinhos. ´7RGRVĂ&#x20AC;FiPRVLPSUHVsionados com a notĂ­cia e soliGiULRVFRPDIDPtOLDÂľDĂ&#x20AC;UPRX ao nosso Jornal

OPINIĂ&#x192;O EspĂ­rito, cĂŠrebro e comando

- ARRENDA LOJA com 2 pisos com årea total de 450 m2 na Rua Correia Teles (junto à Av. D. Afonso Henriques). Para mais informaçþes contactar 239854730/917225640/964311517.

AUTOMĂ&#x201C;VEIS

DE FEVEREIRO DE 2013 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

Telefone 239 497 750 | Fax 239 497 759 | E-mailMRUQDOFS#PDLOWHOHSDFSW Editor/Propriedade 5(*,92=(PSUHVDGH&RPXQLFDomR/GD Rua$GULDQR/XFDV$]'(LUDV&RLPEUD_NIPC:  Director-Adjunto5XL$YHODU UHVSRQViYHOH[HFXWLYRSRUHVWDHGLomR  | Gerente da Redacção -RVp )LGDOJR    H[W   _ Redacção /XtV6DQWRV &3 5XL$YHODU &3 %HQHGLWD2OLYHLUD &3 *HUDOGR%DUURV &3 H/XtV&DUORV0HOR &3  7HOHIRQH H[WH )D[_Sede/

JOSĂ&#x2030; DE PAIVA NETTO*

WHP RULJHP YHUGDGHLUD QR 0XQGR (VSLULWXDO 4XDQGR VRXEHUPRV HVWDEHOHFHU D SHUIHLWD VLQWRQLD7HUUD&pX SDUD PHUHFHU D OLJDomR SHUPDQHQWH&pX7HUUDUH FHEHUHPRV GH Oi FRQKHFL PHQWRFUHVFHQWH$QWHVGH WXGRVRPRV(VStULWR

Michel Temer 1DFDSLWDOSDXOLVWDHP GHMDQHLURRFRUUHXPR YLPHQWDGDVHVVmRGHDXWy JUDIRV SDUD R ODQoDPHQWR GH ³$QyQLPD ,QWLPLGDGH´ SULPHLUR WtWXOR GH SRHPDV GR YLFHSUHVLGHQWH GD 5H S~EOLFDGR%UDVLOGU0LFKHO 7HPHU6HJXQGRHOHPHVPR FRQWD VHXV YHUVRV IRUDP HVFULWRV HP JXDUGDQDSRV GH SDSHO GXUDQWH YLDJHQV HQWUH %UDVtOLD') H 6mR 3DXOR63 &RPSUD]HUWHQKRHP PmRV XP H[HPSODU FRP HVWDV SDODYUDV ³$R OtGHU -RVpGH3DLYD1HWWRFRP D DPL]DGH GR 0LFKHO 7H PHU´

Irineu Marinho ,JXDOPHQWH UHFHEL R OLYUR Âł,ULQHX 0DULQKR Âą ,P SUHQVDHFLGDGH´GDKLVWR ULDGRUD H VRFLyORJD 0DULD $OLFH5H]HQGHGH&DUYDOKR 5HVXOWDGRGHGRLVDQRVGH SHVTXLVDV D REUD FRQ IRUPH VXD VLQRSVH ÂłQmR VH WUDWD GH XPD ELRJUDÂżD PDVVLPGHXPDYLJRURVD DQiOLVHGRFLGDGmRTXHDR ORQJRGHVHXVDQRVGH YLGDH[SUHVVRXVXDSDL[mR SRU FRPXQLFDomR H SHOR HQWUHWHQLPHQWR GH PDQHL UD JHUDO´ ,ULQHX 0DULQKR HPSUHHQGHGRU SLRQHLUR IXQGRXRVMRUQDLVEUDVLOHLURV Âł$1RLWH´HÂł2*ORER´ *UDWR j DXWRUD SHOD GHGLFDWyULDTXHPHHQGHUH oRXÂł$R3DLYD1HWWRFRPR DEUDoRGD0DULD$OLFH´ (*) Jornalista, radialista, escritor e presidente da LegiĂŁo da Boa Vontade â&#x20AC;&#x201C; www.lbv.pt [A pedido do autor, este texto ĂŠ publicado seguindo as regras GRQRYRDFRUGRRUWRJUiÂżFR@

Esta semana vamos ter no TEMPO/RĂ DIO do CLUBE DA COMUNICAĂ&#x2021;Ă&#x192;O SOCIAL DE COIMBRA o Dr. ANTONINO SILVESTRE, presidente da APCC que nos dĂĄ conta da intensa actividade desenvolvida em toda a zona centro do PaĂ­s.

Redacção: 5XD$GULDQR/XFDV$]'(LUDV&RLPEUDDirector Comercial&DUORV*DVSDU Directora de Marketing e Publicidade $GHODLGH3LQWR H[W DGHODLGHSLQWR#PDLOWHOHSDFSW Paginação e Maquetagem1XQR0LJXHO3HUHV_ ImpressĂŁo),*,QG~VWULDV*UiILFDV6$Rua$GULDQR /XFDV&RLPEUD_Distribuição 9$636RFLHGDGHGH7UDQVSRUWHVH'LVWULEXLomR/GD5GD 7DVFRDQÂ&#x17E;Â&#x17E;3LVR4XHOX]7HOHI)D[ Registo 65,3VRERQÂ&#x17E;,661,&6_DepĂłsito Legal QÂ&#x17E; Preço de cada nĂşmero \ Assinatura anual \ | Tiragem mĂŠdia: H[HPSODUHV

2VSDJDPHQWRVSDUDR&DPSHmRGDV3URYtQFLDVHPFKHTXHGHYHPVHUHPLWLGRVHPQRPHGH³5HJLYR](PSUHVDGH&RPXQLFDomR/GD´7DPEpPSRGHPVHUIHLWRVSRUWUDQVIHUrQFLDEDQFiULDDWUDYpVGR1,%


28

QUINTA-FEIRA

PASSATEMPOS

DE FEVEREIRO DE 2013 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

13

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

PALAVRAS CRUZADAS â&#x20AC;&#x201C; Problema n.Âş 317

PROBLEMA N.Âş 316/A

SEIS ORNATOS

Tema de hoje â&#x20AC;&#x201C; ORNATOS

Utilizando todas as sĂ­labas constantes do quadro, formar o nome de seis ornatos. HORIZONTAIS 1 â&#x20AC;&#x201C; Ornato (pl). Ornato. 2 â&#x20AC;&#x201C; LĂŁ. Ornato. ObservatĂłrio AstrolĂłgico de Lisboa (abr). 3 â&#x20AC;&#x201C; Elemento formativo que exprime a ideia de vida. Ornato. Nascente. 4 â&#x20AC;&#x201C; Calosidade. Homem desumano. 5 â&#x20AC;&#x201C; Lugares elevados. Cidade de Portugal. 6 â&#x20AC;&#x201C; FĂŠcula de arroz. Enfeitar. 7 â&#x20AC;&#x201C; Ornato. 8 â&#x20AC;&#x201C; Nome de letra grega. Campo. Ornato. O resto. 9 â&#x20AC;&#x201C; Ornato (pl). Transpiro. Ornato. VERTICAIS 1 â&#x20AC;&#x201C; Ornato (pl). Rapaz. 2 â&#x20AC;&#x201C; SĂ­mbolo de rĂĄdio. Estime. 3UHÂż[RGHQHJDomRÂą2UQDWRÂą%ULQTXHGRFRQVWLWXtGR por dois discos... Rasga-se. 5 â&#x20AC;&#x201C; Vazio. Nome prĂłprio feminino (pl). 6 â&#x20AC;&#x201C; ViĂşvo. Empregais. 7 â&#x20AC;&#x201C; MinistĂŠrio das Finanças (abr). Ă?VÂą)LJXUDSULQFLSDOÂą/HDOGDGH6XÂż[RGLPLQXWLYR â&#x20AC;&#x201C; SĂ­mbolo de candela. Agâmico. 11 â&#x20AC;&#x201C; ArrĂĄs. Montes entre a Europa e a Ă sia. 10 â&#x20AC;&#x201C; Escavar. Nesse momento. 13 â&#x20AC;&#x201C; Ornato (pl). 14 â&#x20AC;&#x201C; Existe. Partida. Avenida (abr). 15 â&#x20AC;&#x201C; Ornato. Nota musical.

PRĂ&#x2030;MIOS â&#x20AC;&#x201C; Obra literĂĄria, oferta da PORTO EDITORA; 3UpPLRVXUSUHVDRIHUWDGHĂ&#x2C6;*8,$HQRÂżQDOGRPrVPDLV um prĂŠmio especial: um exemplar do Ăştil e valioso DicionĂĄrio de SinĂłnimos e AntĂłnimos da LĂ­ngua Portuguesa â&#x20AC;&#x201C; Colecção DicionĂĄrios Modernos, que inclui um CD-ROM, edição e oferta da PORTO EDITORA. PRAZO PARA REMESSA DE SOLUĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES â&#x20AC;&#x201C; AtĂŠ ao dia GRSUy[LPRPrV ENVIO DE SOLUĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES â&#x20AC;&#x201C; Ernesto Lopes Nunes, Beco dos Unidos, n.Âş 3, Espadaneira, 3045 â&#x20AC;&#x201C; 162 Coimbra. PREMIADOS Passatempos n.Âş 309: AlcĂ­nio Dias Matos Serras, de Mouriscas, com livro da PORTO EDITORA; Fernando Ferreira Batista, de Coimbra, com prĂŠmio surpresa, oferta de MED-VET.

ENIGMA FIGURADO

Interpretando correctamente todos os símbolos e operaçþes apresentadas, encontrar-se-à uma conhecida expressão popular.

HORIZONTAIS 1 â&#x20AC;&#x201C; Pretextos. 2 â&#x20AC;&#x201C; Progredir. Encontrar. Nome de letra. 3 â&#x20AC;&#x201C; Possuir. Rente. Portanto. 4 â&#x20AC;&#x201C; Aqueles. Argamassa feita de pĂł de tijolo, cal e azeite. Tampouco. 5 â&#x20AC;&#x201C; Catedral. Gemido. 6 â&#x20AC;&#x201C; Oração. Rio de Portugal. 7 â&#x20AC;&#x201C; Governador de provĂ­ncia ĂĄrabe. Abismo. Ovaciona. 8 â&#x20AC;&#x201C; SĂ­mbolo de ouro. ObstĂĄculos. Ele. 9 â&#x20AC;&#x201C; Cicatrizaras. 10 â&#x20AC;&#x201C; Terceiro. Pessoa cruel. 11 â&#x20AC;&#x201C; Serra de Portugal. IrmĂŁ. VERTICAIS 1 â&#x20AC;&#x201C; Nome prĂłprio masculino. Barra de vestido. 2 â&#x20AC;&#x201C;Ataques. Culpado. Sorri. 3 â&#x20AC;&#x201C; Começo. Vida. 4 â&#x20AC;&#x201C; Existe. CĂştis. Lado inferior. 5 â&#x20AC;&#x201C; Mordaz. PaixĂŁo. 6 â&#x20AC;&#x201C; Pouco dinheiro. Ligas. 7 â&#x20AC;&#x201C; OĂĄsis. Lavrar. 8 â&#x20AC;&#x201C; Avançar. 'RHQoD/LYUHGHSHULJRÂą1RPHSUySULRPDVFXOLQR([LVWrQFLDÂą Oca. Rio de Portugal. Nome de letra grega. 11 â&#x20AC;&#x201C; Agremiação. ReligiĂŁo.

SOLUĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES Palavras Cruzadas â&#x20AC;&#x201C; Problema n.Âş 309: Horizontais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; Cibele, i, Hermes. 2 â&#x20AC;&#x201C; emas, Marte, Febo. 3 â&#x20AC;&#x201C; roc, aproara, tal. 4 â&#x20AC;&#x201C; elogia, ardina. 5 â&#x20AC;&#x201C; sa, er, PĂŁ, os. 6 â&#x20AC;&#x201C; r, lei, sĂŁo, s. 7 â&#x20AC;&#x201C; e, a, Saturno, n, d. 8 â&#x20AC;&#x201C; Reia, aid, Juno. 9 â&#x20AC;&#x201C; ArtĂŠmis, Demeter. Verticais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; Ceres, era. 2 â&#x20AC;&#x201C; imolar, er. 3 â&#x20AC;&#x201C; Baco, ait. 4 â&#x20AC;&#x201C; es, gel, ae. 5 â&#x20AC;&#x201C; l, aires, m. 6 â&#x20AC;&#x201C; empa, ia, i. 7 â&#x20AC;&#x201C; ar, tas. 8 â&#x20AC;&#x201C; irĂł, ui. 9 â&#x20AC;&#x201C; Hera, sn, e. 11 â&#x20AC;&#x201C; e, arpĂŁo, m. 12 â&#x20AC;&#x201C; rf, dĂŁo, je. 13 â&#x20AC;&#x201C; meti, nut. 14 â&#x20AC;&#x201C; ĂŠbanos, ne. 15 â&#x20AC;&#x201C; solas, dor. 3UREOHPDQÂ&#x17E;$+RUL]RQWDLV¹¹PLWRJUDÂżDVÂąDGVLDUDSy â&#x20AC;&#x201C; ter, lia, cal. 4 â&#x20AC;&#x201C; i, em, z, lĂĄ. o. 5 â&#x20AC;&#x201C; zagas, mimas. 6 â&#x20AC;&#x201C; generosas. 7 â&#x20AC;&#x201C; menti, raras. 8 â&#x20AC;&#x201C; u, to, c, sa, o. 9 â&#x20AC;&#x201C; ice, sal, som. 10 â&#x20AC;&#x201C; ta, rival, va. 11 â&#x20AC;&#x201C; arrematador. Verticais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; matiz, muita. 2 â&#x20AC;&#x201C; ide, age, car. 3 â&#x20AC;&#x201C; t, regente, r. 4 â&#x20AC;&#x201C; os, manto, rĂŠ. 5 â&#x20AC;&#x201C; Gil, sei, sim. 6 â&#x20AC;&#x201C; raiz, r, ava. 7 â&#x20AC;&#x201C; ara, mor, lat. 8 â&#x20AC;&#x201C; fĂĄ, lisas, la. 9 â&#x20AC;&#x201C; i, câmaras, d. 10 â&#x20AC;&#x201C; apa, asa, ovo. 11 â&#x20AC;&#x201C; solos, somar. Seis palavras relacionadas com Mitologia: Diana, Vulcano, Orfeu, VĂŠnus, JĂşpiter, Minerva. (QLJPDÂżJXUDGR0DUWHpR'HXVGD*XHUUD

PALPITANDO AcadĂŠmica faz segundo debate apĂłs trĂŞs derrotas antecedido de uma conferĂŞncia de Olavo e Cunha. A iniciativa, destinada apenas a sĂłcios, decorrerĂĄ amanhĂŁ, dia 01, pelas 21h30, no EstĂĄdio Cidade de Coimbra, local onde a equipa jogou, na passada segunda-feira Ă noite e perdeu (2-3) com

o MarĂ­timo. A â&#x20AC;&#x153;Briosaâ&#x20AC;? somou a terceira derrota consecutiva, de novo Ă merFr GDV DĂ Lo}HV GRV IXQGRV da tabela, num 12.Âş lugar, com 20 pontos, mais cinco do que Moreirense e BeiraMar, ambos em risco de despromoção Ă  II Liga. A

equipa de Coimbra volta a jogar a uma segunda-feira, do dia 04, em GuimarĂŁes, para na semana seguinte receber o Sporting. Em relação Ă passada jornada, no â&#x20AC;&#x153;Palpitandoâ&#x20AC;? ninguĂŠm conseguiu prever a derrota da AcadĂŠmica, o que revela

que era uma partida para a equipa pontuar. O calendĂĄrio da 21.ÂŞ jornada do escalĂŁo principal da Liga de Futebol ĂŠ o seguinte: sĂĄbado (dia 02) â&#x20AC;&#x201C; Paços de Ferreira-SetĂşbal, Ă s 17h00 (SportTv), Sporting-Porto, Ă s 29h45 (SportTv); domin-

go (dia 03) â&#x20AC;&#x201C; Gil VicenteNacional, Rio Ave-Estoril e MarĂ­timo-Moreirense, todos jVK%HLUD0DU%HQĂ&#x20AC;FD Ă s 19h30 (SportTv); segunda-feira (dia 04) â&#x20AC;&#x201C; GuimarĂŁes-AcadĂŠmica, Ă s 18h15 (SportTv), Olhanense-Braga, Ă s 20h30 (SportTv).

HELENA FREITAS

JOSĂ&#x2030; ALBERTO COELHO

MĂ RIO NOGUEIRA

JOSĂ&#x2030; M. CANAVARRO

JOĂ&#x192;O P. BARBOSA MELO

V. GUIMARĂ&#x192;ES X ACADĂ&#x2030;MICA

1-0

1-1

1-1

1-0

1-1

0-1

0-1

1-1

1-1

1-0

2-0

1-1

SPORTING X FC PORTO

1-2

1-2

0-2

0-1

0-2

1-0

1-1

0-2

1-1

0-1

0-1

1-1

BEIRA MAR X BENFICA

0-2

0-2

0-2

0-2

0-2

0-2

0-2

0-2

0-2

0-2

0-1

0-2

138

152

155

157

159

160

163

163

164

166

168

174

PALPITES

PONTOS

Ă LVARO AMARO

FRANCISCO ANDRADE

JOSĂ&#x2030; M. PUREZA

FUTEBOL

MARTA BRINCA

MIGUEL CORREIA

FĂ TIMA RAMOS

MĂ RIO CAMPOS

Jogada a jogada, golo a golo, a Briosa joga nesta rĂĄdio...

V. GUIMARĂ&#x192;ES X ACADĂ&#x2030;MICA SEGUNDA-FEIRA, DIA 4, Ă&#x20AC;S 18H15 Relato: LuĂ­s Carlos Melo

Ouça na Internet em www.radioregionalcentro.com

ABC

â&#x20AC;&#x153;Sociedade AnĂłnima Desportiva, ou Sociedade Unipessoal: PrĂłs e contrasâ&#x20AC;? ĂŠ o tema do segundo debate, sobre este assunto, que se vai realizar no seio da AcadĂŠmica/OAF, desta vez sob a organização do Conselho Fiscal, sendo


14

CULTURA / VINAGRETAS

28

QUINTA-FEIRA

w w w . campea o p r o vin cia s.co m

Victor Costa expĂľe na galeria dâ&#x20AC;&#x2122;A PrevidĂŞncia â&#x20AC;&#x153;Outono Revisitadoâ&#x20AC;? ĂŠ tema de uma exposição de pintura, da autoria de Victor Costa, que irĂĄ estar patente ao pĂşblico na Galeria de Arte e Centro de Mutualismo dâ&#x20AC;&#x2122;A PrevidĂŞncia Portuguesa, em Coimbra, atĂŠ ao dia 28 de Março. Desta mostra, cuja inauguração estĂĄ agendada para amanhĂŁ, pelas 18h00, fazem parte vĂĄrias obras e trabalhos deste artista de Coimbra, natural da freguesia de AlmalaguĂŞs, da qual ĂŠ presidente de junta. Feira de Antiguidades no Atrium Solum Uma feira de antiguidades vai realizar-se, no sĂĄbado e no domingo (dias 02 e 03), das 10h00 Ă s 22h00, no centro comercial Atrium Solum, em Coimbra, com a participação das empresas â&#x20AC;&#x153;Velhos Temposâ&#x20AC;?, â&#x20AC;&#x153;Antiques OcasiĂŁoâ&#x20AC;?, â&#x20AC;&#x153;Casa da LuĂ­saâ&#x20AC;? e â&#x20AC;&#x153;AV 36â&#x20AC;?. Este ĂŠ mais um atractivo deste espaço comercial, com lojas, supermercado, restaurantes e cafĂŠs, situado na avenida de ElĂ­sio de Moura, e que amanhĂŁ (sexta-feira), pelas 20h30, irĂĄ ter mais uma noite de fado. Esta iniciativa, concretizada pelo grupo â&#x20AC;&#x153;Fado ao Centroâ&#x20AC;?, terĂĄ novas sessĂľes a 15 e 29 de Março. Orquestra convida crianças a improvisar Com o objectivo de estimular o interesse dos mais novos pela mĂşsica, a Orquestra de Pequenos Improvisadores (OPI!) vai arrancar na primeira quinzena de Março, com sessĂľes Ă  segunda-feira (18h00 Ă s 19h00) e ao sĂĄbado (10h30 Ă s 12h30. Dirigido a crianças entre os seis e os 10 anos de idade, este ĂŠ um projecto do Jazz ao Centro Clube/SalĂŁo Brazil que integra, numa primeira fase, oficinas de construção de instrumentos e de expressĂŁo corporal. Março com ciclo de requiem em Coimbra O Grupo Vocal Olisipo abre o I Ciclo de Requiem com um concerto, sĂĄbado, pelas 21h00, na SĂŠ Velha de Coimbra. Promovido pelo Coro SinfĂłnico de InĂŞs de Castro, com o apoio do MunicĂ­pio, este programa musical vai decorrer ao lon-

go do mĂŞs de Março com espectĂĄculos vĂĄrios pelo Coro Capela Gregoriana Psalterium, Coro Troubar Clair (ItĂĄlia), Coro de InĂŞs de Castro e Orquestra do Norte. Este ciclo musical realiza-se na igreja da SĂŠ Velha e no ConservatĂłrio de MĂşsica, contando, ainda, com declamação de excertos dâ&#x20AC;&#x2122;Os LusĂ­adas, por Alberto Medina de Seiça, Alberto Sismondini, padre Pedro Miranda e Vasco Graça Moura. Tudo a postos para o Ceira Rock Fest New Kind of Mambo, The Glockenwise e The Parkinsons sĂŁo as trĂŞs bandas que compĂľem o cartaz musical da oitava edição do Ceira Rock Fest. Agendado para o dia 09 de Março, pelas 22h00, este festival vai decorrer na Associação Recreativa e Musical de Ceira (ARMC), em Coimbra. Lançada em 2006, esta iniciativa tem procurado dinamizar o panorama cultural da regiĂŁo e promover a mĂşsica moderna portuguesa, dando oportunidade a novas bandas. Mostra fotogrĂĄfica com contributo de alunos Na galeria de Pinho Dinis (Casa Municipal da Cultura), em Coimbra, pode ser visitada, a partir de amanhĂŁ, uma exposição de IRWRJUDĂ&#x20AC;DV SURGX]LGD SRU alunos da escola EB 2/3 de Maria Alice Gouveia. Sob o tĂ­tulo â&#x20AC;&#x153;Para AlĂŠm da Leituraâ&#x20AC;?, a mostra integra 35 imagens, captadas pelos jovens para um concurso no âmbito da disciplina de Educação Visual e TecnolĂłgica.

DE FEVEREIRO DE 2013 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

V I N A G R E T A S

DĂłi, dĂłi â&#x20AC;&#x201C; O mĂŠdico Diogo Cabrita comentou, atravĂŠs das redes sociais, uma notĂ­cia divulgada, domingo (24), pela edição electrĂłnica do â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;?, alusiva Ă morte de um doente afectado pela gripe e por outras patologias. Sob o tĂ­tulo â&#x20AC;&#x153;Desculpem, mas isto dĂłiâ&#x20AC;?, o clĂ­nico declara-se preocupado com o facto de haver â&#x20AC;&#x153;um conjunto de miliWDQWHVGR36HH[EHQHĂ&#x20AC;FLiULRV de escolhas do partido (â&#x20AC;Ś) a RFXSDUOXJDUHVGHFKHĂ&#x20AC;DHD manter uma relação estreita de acompanhamento da reforma dos hospitais de Coimbraâ&#x20AC;?. â&#x20AC;&#x153;O que se passa ĂŠ que aceitaram direcçþes e, portanto, co-responsabilidade com tudo o que se estĂĄ a passarâ&#x20AC;?, assinala o articulista. â&#x20AC;&#x153;VĂĄrios membros da equipa de Pedro Coimbra [lĂ­der distrital do PS/Coimbra] tĂŞm, hoje, lugares de destaque no Centro Hospitalar UniversitĂĄrio (CHUC)â&#x20AC;?, escreve Diogo Cabrita, desafiando Carlos Cidade e MĂĄrio Ruivo a pronunciarem-se. PS a vĂĄrias vozes â&#x20AC;&#x201C; Por ocasiĂŁo da mais recente reuniĂŁo da Câmara Municipal de Coimbra, o director-adjunto do â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;? aludiu, na edição electrĂłnica do Jornal, a um

ÂŤdueloÂť PS/PCP, na praça de 08 de Maio, acerca do futuro da Ortopedia pediĂĄtrica no âmbito do CHUC. Isto apesar de o Conselho de Administração (CA) do Centro Hospitalar ter prometido a manutenção dela, em reacção a tomadas de posição do PCP, do Bloco de Esquerda e do deputado Ă Assembleia da RepĂşblica JoĂŁo Serpa Oliva (CDS/PP). Na Ăşltima sessĂŁo camarĂĄria, o vereador Francisco QueirĂłs (CDU) voltou ao assunto, fazendo eco de posiçþes nutridas pelo mĂŠdico Jorge Seabra. O PS â&#x20AC;&#x201C; cujo lĂ­der concelhio e vereador, Carlos Cidade, jĂĄ dera XPDŠDOĂ&#x20AC;QHWDGDÂŞDRSUHVLGHQWH do MunicĂ­pio, JoĂŁo Barbosa de Melo (PSD) â&#x20AC;&#x201C; quase assumiu o papel de porta-voz do CA do CHUC. Outro vereador socialista, AntĂłnio Vilhena, deixou implĂ­cito que haverĂĄ notas de rodapĂŠ capazes de ajudar a entender o alcance da tomada de posição do seu partido, mas essas, pelos vistos, nĂŁo estĂŁo ao alcance dos jornalistas. Fala-se, por exemplo, que hĂĄ quem se tenha furtado, no Hospital PediĂĄtrico, a fazer cirurgias em jovens com idades compreendidas entre 14 e 18 anos, sendo que tais pacientes terĂŁo sido operados no Hos-

F _____ R _____ A

ExpressĂŁo em liberdade â&#x20AC;&#x201C; Um agente da PolĂ­cia Municipal de Coimbra apresentou queixa-crime contra o directoradjunto do â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;?, Rui Avelar, alegando que o jornalista o difamou em artigos alusivos Ă vida da corporação na fase de comando de Euclides Santos e de comando interino de Jacinto Santos. O MinistĂŠrio PĂşblico arquivou os autos. Diz um despacho de uma magistrada do Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Coimbra que â&#x20AC;&#x153;as palavrasâ&#x20AC;? do redactor â&#x20AC;&#x153;nĂŁo tĂŞm, objectivamente e face aos protagonistas concretos, conteĂşdo e capacidade difamatĂłria, inserindo-se num direito de crĂ­tica perfeitamente admissĂ­velâ&#x20AC;?. A procuradora-adjunta lembra nĂŁo dever encarar-se como ofensivo da honra e consideração tudo aquilo que outrem entenda que o atinge. Rui Avelar indicou TXHHQWUHRVVHXVGHYHUHVSURĂ&#x20AC;VVLRQDLVFRQWDVHRGHSXJQDUQR sentido de ser assegurado o devido comando da PM de Coimbra.

pital dos CovĂľes. â&#x20AC;&#x153;Gostava que o presidente do CHUC viesse a pĂşblico prestar esclaUHFLPHQWRVÂľDĂ&#x20AC;UPRX9LOKHQD fazendo notar que JosĂŠ Martins Nunes estava ausente de Portugal quando â&#x20AC;&#x153;a polĂŠmicaâ&#x20AC;? despontou. Trata-se de uma â&#x20AC;&#x153;coincidĂŞncia que faz pensarâ&#x20AC;?, vincou o vereador. Machado nada providencial â&#x20AC;&#x201C; Com o PS/Coimbra a desafinar em matĂŠria de polĂ­tica de SaĂşde, o lĂ­der concelhio socialista, Carlos Cidade, tem-se voltado para a polĂ­tica de Turismo. O vereador e dirigente partidĂĄrio declarou ter sido surpreendido pela â&#x20AC;&#x153;participação individual e isoladaâ&#x20AC;? do MunicĂ­pio na Feira de Turismo de Madrid, fazendo a apologia da adesĂŁo de Coimbra Ă entidade regional Turismo do Centro de Portugal. Segundo o autarca, a Câmara conimbricense e o respectivo presidente S E A R A

â&#x20AC;&#x153;governam o MunicĂ­pio ao sabor da legislação que vai saindo, nĂŁo tendo um projecto global para a cidade nem para o desenvolvimento turĂ­stico em particularâ&#x20AC;?. â&#x20AC;&#x153;HĂĄ um vazio de ideias sobre estratĂŠgia de Turismo para Coimbraâ&#x20AC;?, opina Carlos Cidade. Vereador e dirigente do CDS/PP, LuĂ­s ProvidĂŞncia, presidente da cessante sociedade municipal Turismo de Coimbra (TC), nĂŁo deixou Cidade sem resposta e prometeu tambĂŠm nĂŁo deixar a cidade. A adesĂŁo de Coimbra a uma nova RegiĂŁo de Turismo estĂĄ para breve e, segundo ProvidĂŞncia, no âmbito de um panorama diferente do legado pelos governos de JosĂŠ SĂłcrates. Uma coisa ĂŠ certa: a inclusĂŁo de Coimbra em tal â&#x20AC;&#x153;RegiĂŁoâ&#x20AC;? far-se-ĂĄ depois de terminar o consulado de Pedro Machado na entidade regional Turismo do Centro de Portugal. A L H E I A

â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; preciso uma racionalização das prestaçþes sociais. Quando se reduz o nĂşmero de funcionĂĄrios pĂşblicos, aumentam-se as prestaçþes sociais. NĂŁo hĂĄ subsĂ­dio de desemprego, mas hĂĄ passagem Ă reforma. A carga salarial ĂŠ o resultado da quantidade de funcionĂĄrios pĂşblicos vezes salĂĄrio mĂŠdio, as prestaçþes sociais tambĂŠm. Em relação Ă s prestaçþes sociais temos de aumentar a idade da reforma e reduzir a velocidade de incremento da quantidade de reformadosâ&#x20AC;? Eduardo Catroga, em entrevista ao DiĂĄrio EconĂłmico de 25/02/2013 â&#x20AC;&#x153;Quando a ÂŤtroikaÂť se for embora o mais provĂĄvel ĂŠ que voltemos Ă  lengalenga: nĂŁo conseguimos porque erramos na nossa receita ou porque a nossa receita foi alterada pelo comportamento da UniĂŁo? (...) E, assim, voltaremos a perder de vista a nua a crua realidade que nos aproximou por estes dias: sem a Europa solidĂĄria nĂŁo seremos capazesâ&#x20AC;?. Manuel Tavares, no Jornal de NotĂ­cias de 23/02/2013 â&#x20AC;&#x153;Tradicionalmente os portugueses atribuem aos ministros das Finanças poderes quase xamânicos. O sucesso de Salazar ou de Cavaco ĂŠ tributĂĄrio deste misticismo em volta do homem que sabe das contas. O atual inquilino do MinistĂŠrio, com um poder LQFRPHQVXUiYHOQXPJRYHUQRVXEPHWLGRjGLWDGXUDĂ&#x20AC;QDQFHLUD desgasta esse prestĂ­gio com sucessivos errosâ&#x20AC;?. Armando Esteves Pereira, no Correio da ManhĂŁ de 21/02/2013 â&#x20AC;&#x153;Os novos cantadeiros do ÂŤGrândola Vila MorenaÂť dizem que sĂŁo anti-fascistas. Bom, sobre isso nada sei, mas sei que sĂŁo bons aprendizes de fascistas. â&#x20AC;? Henrique Raposo, no Expresso de 21/02/2013

Serviços Centrais: Baixa - Avenida Fernão Magalhães nº.92, 3000-607 Coimbra tel: 239855855 fax: 239855851 | Celas - 239854080 | Vale das Flores - 239793930 Solum - 239792079 | Quinta da Vårzea - 239440666 | Lousã - 239994033 Fig. da Foz - 233403060 | Aveiro - 234425999 | Condeixa - 239944666 | Portela - 239793939

29077

PUBLICIDADE


28

QUINTA-FEIRA

SAĂ&#x161;DE

DE FEVEREIRO DE 2013 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

15

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

Segurança alimentar e nutrição

'HĂ&#x20AC;FLrQFLDHGRHQoDPHQWDO

SaĂşde em PortuguĂŞs coopera com Cabo Verde

Exemplo de boas prĂĄticas que pode ser replicado

veis da SaĂşde em PortuguĂŞs, o MunicĂ­pio de Santa Cruz â&#x20AC;&#x153;demonstrou um profundo empenhamento na coordenação local e execução do projectoâ&#x20AC;?, estando jĂĄ agendadas algumas reuniĂľes com outros parceiros, nomeadamente, a Fundação Caboverdiana de Acção Social, principal responsĂĄvel pelo programa de alimentação escolar para aquele paĂ­s. AtravĂŠs do Departamento de Cooperação, a Embaixada de Portugal terĂĄ jĂĄ revelado disponibilidade para vir a apoiar o projecto. Nesta missĂŁo recente, concluĂ­da em meados de Fevereiro, a associação SaĂşde em PortuguĂŞs fez deslocar um mĂŠdico e um tĂŠcnico a Cabo Verde, prosseguindo, desta forma, com a actividade internacional de ajuda ao desenvolvimento, cooperando para a saĂşde e a qualidade de vida da população lusĂłfona.

PsorĂ­ase

Associação comemora oito anos de existĂŞncia Criada em 2005, a Associação Portuguesa da PsorĂ­ase (PSO Portugal) tem vindo a pugnar pelo reconhecimento da psorĂ­ase como uma doença crĂłnica e pelos direitos daqueles que sĂŁo afectados por esta patologia. Alertar, despertar e sensibilizar a sociedade portuguesa para a discriminação VRFLDOHSURĂ&#x20AC;VVLRQDOGHTXH

são alvo os cerca de 250 000 portugueses que sofrem de psoríase Ê o objectivo da associação. Outra das vertentes de acção da PSO Portugal, que completarå oito anos no dia 28 de Fevereiro, Ê a cooperação com as entidades tÊcnicas de saúde no desenvolvimento e na investigação da doença.

O trabalho que a Fundação de AssistĂŞncia, DesenvolYLPHQWRH)RUPDomR3URĂ&#x20AC;Vsional (ADFP) desenvolve FRP FLGDGmRV GHĂ&#x20AC;FLHQWHV H doentes mentais, em Miranda do Corvo, ĂŠ susceptĂ­vel de ser replicado em outros pontos do paĂ­s. O ministro da SaĂşde, Paulo Macedo, visitou, sĂĄbado, as vĂĄrias valĂŞncias da instituição, respondendo a um convite para â&#x20AC;&#x153;conhecer uma boa experiĂŞncia que tem conteĂşdo e que pode ser aplicada em outros locais, como forma muito humana de lidar com as pessoas que tĂŞm doença mental graveâ&#x20AC;?, DĂ&#x20AC;UPRX-DLPH5DPRV O mĂŠdico, presidente do Conselho de Administração

Cancro da prĂłstata em guia prĂĄtico

Ministro da Saúde visitou as oficinas do parque biológico da Serra da Lousã, onde observou o trabalho desenvolvido pelos utentes da Fundação ADFP

da Fundação ADFP, acompanhou o governante na visita ao parque biolĂłgico da 6HUUDGD/RXVmHjVRĂ&#x20AC;FLQDV de artesanato aĂ­ localizadas, onde boa parte do trabalho ĂŠ levado a cabo por pessoas com doença mental. â&#x20AC;&#x153;Queremos que o ministro da SaĂşde veja que estes os

doentes nĂŁo precisam de estar enclausurados e que podem ter um papel social e estar inseridos na comunidadeâ&#x20AC;?, defendeu Ramos. A visita de Paulo Macedo Ă Fundação ADFP surge depois de o secretĂĄrio de Estado Adjunto do ministro da SaĂşde, Fernando Leal da

Costa, se ter deslocado Ă instituição, tendo relevado como exemplar o trabalho ali desenvolvido e a possibilidade de implementar aquele modelo de funcionamento em outros pontos do paĂ­s. Ă&#x20AC; noite, em Coimbra, o ministro da SaĂşde participou numa conferĂŞncia promovida pelo PSD, sobre o tema â&#x20AC;&#x153;Consolidação, Crescimento e CoesĂŁoâ&#x20AC;?. Nestas jornadas, Paulo 0DFHGRDĂ&#x20AC;UPRXTXH´DVD~de ĂŠ a ĂĄrea que tem maior equidade para os cidadĂŁosâ&#x20AC;? e deu como exemplo do resultado das boas polĂ­ticas o acesso aos medicamentos, com redução de custos para a população por via dos genĂŠricos, o aumento do nĂşmero transplantes e a crescente aposta na investigação.

1RWLĂ&#x20AC;FDomRSRVWDO

Tutela vai contactar utentes ausentes do centro de saúde Os utentes que estão hå mais de três anos sem frequentar o centro de saúde da sua årea de residência vão ser notificados por carta para informar caso pretendam manter a sua inscrição activa, revelou a Administração Regional

de Saúde (ARS) do Centro. Esta medida insere-se no processo de reorganização e actualização das listas dos utentes dos mÊdicos de Medicina Geral e Familiar. A partir do momento em que recebe a carta dos serviços de saúde, caso

Campanha de solidariedade

MÊdicos do Mundo lança pedido de ajuda

A associação de MĂŠdicos do Mundo acaba de lançar uma campanha de angariação de verbas destinada a atenuar a frĂĄgil condição Ă&#x20AC;QDQFHLUD TXH D RUJDQL]D$Ă&#x20AC;VLRORJLDGDSUyVWDWD ção atravessa, colocando os sintomas e factores de ris- em risco o acesso gratuito a co, o diagnĂłstico e os trata- cuidados de saĂşde por cerca mentos deste tipo de doença de 13 500 pessoas. sĂŁo temas abordados neste â&#x20AC;&#x153;Ligue-nos Mais!â&#x20AC;? ĂŠ o guia acabado de lançar, com lema da iniciativa, atravĂŠs DSRLRGD6DQRĂ&#x20AC;2QFRORJ\ da qual cada um pode fazer Em Portugal, o cancro a diferença, seja com um da prĂłstata ocupa o ter- telefonema para o nĂşmero ceiro lugar da incidĂŞncia 760 50 10 50 (chamada de oncolĂłgica e o segundo em valor acrescentado) ou com taxa de mortalidade, sendo um donativo para a conta responsĂĄvel por cerca de 1 bancĂĄria com o NIB 0035 800 Ăłbitos por ano. 0551 00009108930 59.

DisponĂ­vel na Internet

â&#x20AC;&#x153;Cancro da PrĂłstata â&#x20AC;&#x201C; Tudo o que precisa de saberâ&#x20AC;? ĂŠ o tĂ­tulo de um livro que, atravĂŠs de uma linguagem simples, explica em que consiste esta patologia e dĂĄ conselhos prĂĄticos sobre a doença. A obra estĂĄ disponĂ­vel atravĂŠs da Internet, nos sĂ­tios da Sociedade Portuguesa de Oncologia (SPO) e da Associação Portuguesa de Urologia (APU).

G. B.

deseje manter a inscrição, o utente deve comunicar a sua decisĂŁo, presencialmente, por telefone ou atravĂŠs de outro meio, tendo o cuidado de indicar o cĂłdigo que lhe for atribuĂ­do por via postal. â&#x20AC;&#x153;Os utentes que nĂŁo efectuem qualquer contacWRDRĂ&#x20AC;PGHGLDVDSyV o envio da carta, deixarĂŁo de ter mĂŠdico de famĂ­lia,

passando o seu lugar a ser ocupado no ficheiro do clĂ­nico por novo utenteâ&#x20AC;?, explica a ARS. Contudo, posteriormente, caso deseja regressar ao seu centro de saĂşde, o utente pode requerer a reactivação da respectiva inscrição e, se existir vaga, ser-lhe atribuĂ­do o mĂŠdico de famĂ­lia que tinha anteriormente.

PUBLICIDADE

31109

A associação Saúde em Português concluiu, com êxito, a instalação de um projecto de promoção para a segurança alimentar e nutricional, em Cabo Verde. O trabalho foi desenvolvido no âmbito de uma relação de colaboração entre a Saúde em Português e o governo da República de Cabo Verde, que pretende contribuir para criar melhores condiçþes de vida nas comunidade rurais do município de Santa Cruz (Ilha de Santiago). Apoiado pela Fundação de Calouste Gulbenkian, o projecto levado a cabo pela associação conimbricense visa promover as condiçþes de escoamento da produção agrícola local e, ao mesmo tempo, a valorização nutricional do programa de alimentação escolar, atravÊs da celebração de protocolos de colaboração e cooperação. Segundo os responså-

Apesar do maior nĂşmero de pedidos de apoio, tem havido uma diminuiomRGRVDSRLRVĂ&#x20AC;QDQFHLURV que garantam as condiçþes necessĂĄrias Ă prestação gratuita de cuidados pela associação de MĂŠdicos do Mundo. Idosos, crianças e pessoas sem-abrigo estĂŁo entre RV SULQFLSDLV EHQHĂ&#x20AC;FLiULRV dos projectos levados a cabo por esta organização nĂŁo governamental. Mais informaçþes estĂŁo disponĂ­veis no sĂ­tio da campanha na Internet, em www. campanhasos.medicosdomundo.pt.

www.couto.pt

CLĂ?NICA OFTALMOLĂ&#x201C;GICA, LDA Dr. JosĂŠ Emilio Campos Coroa Dr.ÂŞ M.ÂŞ Helena Campos Coroa

ONDINA JARDIM MĂ&#x2030;DICA ESPECIALISTA

31872

CAMPOS COROA

ConsultĂłrios:COIMBRA - Largo da Portagem, 27 - 2.Âş - Telef.: 239 821 403 FIGUEIRA DA FOZ - Praceta D. Maria Madalena Azevedo PerdigĂŁo, n.Âş 30 Telef.: 233 423 541 | ARGANIL - Rua Dr. Veiga SimĂľes, Telem.: 935 106 927 TĂ BUA - Av. da Ribeira, Edf. Ă&#x201C;mega 1, 1.Âş C - Telem.: 934 224 930 COJA - Rua Dr. Albino Figueiredo, Telem.: 935 106 928 GĂ&#x201C;IS - Rua Comendador Augusto LuĂ­s Rodrigues Telem.: 934 225 140 PAMPILHOSA DA SERRA - Rua Rangel Lima Telem.: 935 106 935

32458

PUBLICIDADE

GINECOLOGIA OBSTETRĂ?CIA R. FERREIRA BORGES, 185, 1.Âş - TELEF.: 239 823 739 - COIMBRA


28

Ă&#x161;LTIMA

16

QUINTA-FEIRA

DE FEVEREIRO DE 2013 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

Ludibriaram centenas de pessoas acenando com arrendamentos impossĂ­veis

0mHHĂ&#x20AC;OKDVUHVSRQGHPSRUEXUODHDVVRFLDomRFULPLQRVD

PUBLICIDADE

moradias para curtos perĂ­odos de fĂŠrias. Para prometerem reserva de casa, as arguidas exigiam pagamento de sinal. Segundo a peça acusatĂłria, houve lugar Ă divulgação de â&#x20AC;&#x153;anĂşncios extremamente apelativosâ&#x20AC;?, feita, por exemplo, atravĂŠs dos portais â&#x20AC;&#x153;Olxâ&#x20AC;? e â&#x20AC;&#x153;Custo justoâ&#x20AC;?e do Jornal OcasiĂŁo. A acusação deduzida compreende dezenas de processos, accionados em vĂĄrios

pontos de Portugal e apensados a um aberto pelo DIAP de Coimbra. F. Gouveia, mĂŁe de Carla 6RĂ&#x20AC;DH$QD5LWD DPEDVFRP menos de 30 anos de idade), jĂĄ foi punida por prĂĄtica de burla simples. As trĂŞs, alegadamente portadoras de telemĂłveis com diversos nĂşmeros para camuĂ DUHPDVLGHQWLGDGHVDEULUDP vĂĄrias contas bancĂĄrias para agilizarem a consumação das burlas.

Segundo o MP, quando elas atendiam as vĂ­timas faziam uso de nomes falsos. TrĂŞs das contas, pelo me-

nos, eram tituladas por Jorge G., que mantinha relacionamento amoroso com Carla 6RĂ&#x20AC;D

Caso terĂĄ ocorrido em Coimbra

6HUYLoRV3ULVLRQDLV DYHULJXDPDOHJDGD DJUHVVmRDXPUHFOXVR

$'LUHFomR*HUDOGH5HLQserção e Serviços Prisionais '*563 LQGLFRXDR´&DPpeĂŁoâ&#x20AC;? ter adoptado â&#x20AC;&#x153;todos os procedimentosâ&#x20AC;? previstos na Lei nÂş. 115/2009, de 12 de Outubro, e no Decreto-Lei nÂş. 51/2011, de 11 de Abril, acerca de um caso de presumĂ­vel DJUHVVmRLQĂ LJLGDDXPUHFOXVR do Estabelecimento Prisional de Coimbra (EPC). A informação foi prestada, anteontem, a pedido do nosso Jornal, na sequĂŞncia de outra, facultada a 18 deste mĂŞs. O Decreto-Lei nÂş. LQVWLWXLXR5HJLPH Geral dos Estabelecimentos Prisionais e a Lei nÂş. 115/2009 aprovou o CĂłdigo da Execução das Penas e Medidas Privativas da Liberdade. Um recluso do EPC terĂĄ sofrido uma agressĂŁo, a 15 de Fevereiro [de 2013], e houve necessidade de ser submetido a assistĂŞncia no Centro Hospitalar UniversitĂĄrio de Coimbra (CHUC), disse uma fonte ao â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;? sob condição de anonimato. Trata-se de um homem de apelido NĂłbrega.

A fonte nĂŁo soube precisar VHDDOHJDGDDJUHVVmRIRLLQĂ Lgida ao recluso no Estabelecimento Prisional de Coimbra ou em instalaçþes deste situadas na PolĂ­cia JudiciĂĄria, mas precisou que os maus tratos ocorreram em contexto de colheita de zaragatoa para determinação de $'1+iGLDVD'*563 informou que NĂłbrega foi â&#x20AC;&#x153;objecto de assistĂŞncia hospitalar a alguns ferimentos ligeiros registados fora do contexto prisionalâ&#x20AC;?. As averiguaçþes levadas a FDERSHOD5HGDFomRGR´&DPpeĂŁoâ&#x20AC;? permitem concluir que a PolĂ­cia JudiciĂĄria nĂŁo foi interveniente no caso. Segundo o magistrado do 0LQLVWpULR3~EOLFR5XL$OPHLda, director da PJ de Coimbra, nĂŁo houve entrada de qualquer pessoa com apelido NĂłbrega, a 15 de Fevereiro, na Directoria do Centro nem na zona prisional anexa Ă s instalaçþes da corporação. $'*563QmRLQGLFRX por que saiu do EPC o sobredito recluso e em que contexto foi vĂ­tima de presumĂ­vel agressĂŁo.

PUBLICIDADE

32542

ao arguido ĂŠ imputada a participação em 160 actos ilĂ­citos. 7UrVPXOKHUHV PmHHĂ&#x20AC;O crime de burla ĂŠ punĂ­vel lhas) e um homem irĂŁo ser com pena de dois a oito anos julgados, em Coimbra, a partir GH SULVmR R GH DVVRFLDomR de meados deste ano, sob a criminosa com pena de um a acusação de associação cri- cinco anos. PLQRVDHGHEXUODTXDOLĂ&#x20AC;FDGD O Departamento Central UHODFLRQDGDVFRPPLVWLĂ&#x20AC;FDomR de Investigação e Acção Penal de arrendamento de casas, (MinistĂŠrio PĂşblico) acusou as soube o â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;?. arguidas de terem delineado Preventivamente presas, um plano para, em grupo, as arguidas estĂŁo acusadas, em se apoderarem de quantias co-autoria, de cometimento de monetĂĄrias a pretexto de arrenFULPHVGHEXUODTXDOLĂ&#x20AC;FDGD damentos de apartamentos e R.A.

jornal663_28_02_2013  

Edição em PDF do semanário Campeão das Províncias n.º 663 de 28/02/2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you