Page 1

29774

30963

Feliz Dia da MĂŁe

Sindicalismo com IndependĂŞncia

31216

30967

PREÇO 0,75\ | 2ª SÉRIE | ANO 13 | Nº 622 | 03 MAIO DE 2012 DIRECTOR LINA VINHAL | www.campeaoprovincias.com | telef. 239 497 750 | fax 239 497 759

Anterior presidente da Câmara Municipal de Coimbra convidado para liderar grupo de trabalho

Carlos Encarnação, anterior presidente da Câmara Municipal de Coimbra, acaba de ser convidado para liderar um grupo de trabalho de Vidas (d)escritas que se espera um contributo decisivo para o avanço D. VirgĂ­lio Antunes do projecto do Sistema de Mobilidade do Mondego HĂĄ uma grande expectativa (SMM), concebido como alternativa ao Ramal em relação ao que possa fazer ferroviĂĄrio da LousĂŁ, soube o “CampeĂŁoâ€?. PĂĄginas 3 e 20

PĂĄgina 5

Eleiçþes para a Câmara de Coimbra postas de lado

Cabeleireiro e Instituto de Beleza, Saúde e Bem Estar Aproveite as Nossas Promoçþes: - Radiofrequência Tripolar Sessão com oferta (pressoterapia) 30\

Helena Freitas só avançaria com movimento de apoio                  !"          #  $ "    "           % &    % '$     ( )       *     $'+ ,- * ,%  ,$    ./0&1!2  3      4   &

PĂĄgina 4

- Tratamento de Rosto 22,50\ - SessĂŁo

Qta das Relvas | Lote 7 Loja B | S. Martinho do Bispo Telef.: 239 444 389 | Telem.: 966 594 392

Produzido e embalado: Jorge Vieira ARNEIRO SĂƒO JOĂƒO - MAIORCA FIGUEIRA DA FOZ Telems.: 965 772 838 / 914 580 430

31294

   

3  5&6$#            %      "   5 &     (     4         $    % (  5      4 (  (   4&5&6$#        7 %  !%  %     )       

  %   8 7  !%  +9  :6; 7 %     %$  (       "     &

DESDE 1923 A FESTEJAR O DIA DA MĂƒE

30725

Carlos Encarnação chamado a dar empurrão ao Metro

31316

30965

30936

31274

PUBLICIDADE

29098


SAĂšDE

2

03

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.com PUBLICIDADE

DE MAIO DE 2012 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

ViolĂŞncia domĂŠstica

Exemplo de Coimbra deve ser replicado a nĂ­vel nacional

www.couto.pt

O director do Programa Nacional para a Saúde Mental, à lvaro Carvalho, considera que a for ma como diversas instituiçþes e organismos de Coimbra têm abordado o problema da violência familiar deve ser divulgada e aplicada a nível nacional. As iniciativas desenvolvidas atravÊs do Programa de Intervenção em Rede (PIR), que envolve a CoPUBLICIDADE

Dia 6 de Maio Dia da Mãe. Faça a sua reserva. Consigo nos momentos especiais

missĂŁo para a Cidadania e Igualdade, a Administração Regional de SaĂşde do Centro e o Serviço de ViolĂŞncia Familiar do Centro Hospitalar e UniversitĂĄrio de Coimbra, foram apresentadas na Ăşltima semana, em Coimbra. No âmbito de um encontro sobre o tema “ViolĂŞncia DomĂŠstica: Um Problema de SaĂşde PĂşblicaâ€?, Ă lvaro Carvalho admitiu que ĂŠ urgente divulgar o trabalho que estĂĄ a ser feito em Coimbra, no âmbito do PIR.

Na opinião do director do Programa Nacional para a Saúde Mental, a criação de uma rede de colaboração entre vårias instituiçþes e organismos Ê uma forma exemplar de abordar a problemåtica da violência família e deve ser posta em pråtica nas restantes regiþes do país. Iniciado em Coimbra, hå três anos, o PIR desenvolveu-se a partir das vertentes de investigação, formação e intervenção, contando com a articula(       

das unidades de SaĂşde e os serviços competentes da Justiça e da Segurança Social. Reconhecendo nos serviços hospitalares a principal “porta de entradaâ€? de vĂ­timas de violĂŞncia domĂŠstica, este projecto teve como objectivo dar  (     mĂŠdicos e enfermeiros, por forma a permitir-lhes iden #% encaminhar os casos para os demais serviços competentes, atravĂŠs de uma rede de colaboração.

Iniciativa da Fundação Portuguesa de Cardiologia

Inscriçþes abertas para programa de actividade física

RESTAURANTE

GERĂŠNCIA COM 21 ANOS

“Mexa-se mais, vĂĄ dar uma volta, porque parar ĂŠ morrerâ€? ĂŠ o lema do Programa de Iniciação Ă Actividade FĂ­sica (PIAF), criado pela Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia. Desde que foi lançada, esta actividade tem proporcionado a prĂĄtica desportiva informal a centenas de pessoas, permitindo alcan $   do estado geral de saĂşde.

O PIAF destina-se, sobretudo, a homens e mulheres com idades entre os 16 e os 75 anos, que sofram de obesidade ou excesso de peso. As inscriçþes podem ser formalizadas atÊ ao dia 04 de Maio, junto da Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia, atravÊs dos contactos 239 838 598 e 962 038 875 ou, atravÊs de correio electrónico, para programapiaf@ gmail.com.

As sessþes de educação para a Saúde e de actividade física do programa PIAF decorrem nas instalaçþes do Comando da Brigada de Intervenção, no Aquartelamento de Sant’Ana, em Coimbra, quatro vezes por semana. O único requisito para frequentar o PIAF Ê a inscrição na Liga de Amigos da Fundação Portuguesa de Cardiologia, que um valor simbólico de 25 euros por ano.

Conferência na livraria Almedina COZINHA REGIONAL COZINHA TRADICIONAL PORTUGUESA COZINHA INTERNACIONAL MARISQUEIRA 1 Restaurante (2 ambientes diferentes) | Salas climatizadas, Serviço de esplanada (Êpoca de Verão)

Rua de Moçambique, 34, r/c 3030-062 Coimbra Telef./Fax: 239 701 461

Nomeado como um dos melhores restaurantes no Guia Garfo de Ouro

SNS visto da perspectiva polĂ­tica e jurĂ­dica “O Serviço Nacional de SaĂşde: diĂĄlogos entre o polĂ­tico e o jurĂ­dicoâ€? ĂŠ o tema de uma conferĂŞncia que irĂĄ decorrer hoje, a partir das 21h00, na livraria Almedina (EstĂĄdio Cidade de Coimbra). Para falar sobre este assunto, estarĂĄ presente o advogado e ex-ministro dos Assuntos Sociais do II Governo Constitucional,

António Arnaut, responsåvel político pela criação do Serviço Nacional de Saúde (SNS), a que se juntarå Luís Meneses do Vale, mestre e professor assistente da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, que se tem dedicado ao estudo do acesso à Saúde, do

ponto de vista jurídicoconstitucional. Esta conferência Ê organizada pelo Conselho Distrital de Coimbra da Ordem dos Advogados, em parceria com a livraria Almedina, no âmbito de uma iniciativa dedicada à discussão de temas ligados à årea do Direito.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Dr. JosĂŠ Emilio Campos Coroa Dr.ÂŞ M.ÂŞ Helena Campos Coroa

Doenças dos Olhos | Operaçþes aos Olhos Lentes de Contacto

Acordos: CGD - ADSE

z SAÚDE z SHST - Saúde, Higiene e Segurança no Trabalho z HACCP - Higiene e Segurança Alimentar SEDE: Amieiro | 3140-021 Arazede | Telef. 239 607 393 | Fax: 239 607 470 | Tlm. 969 816 150 | e-mail: geral@peroneo.pt FILIAL: Vilarinho do Bairro | 3780-599 Anadia | Telef. 231 950 847 | Fax: 231 950 539 | Tlm. 961 444 679 | e-mail: vilarinho@peroneo.pt

5XDGD6R¿D¾'WR&RLPEUD7HOHI

z FORMAĂ‡ĂƒO z PRODUTOS

30936

CLĂ?NICA OFTALMOLĂ“GICA, LDA

ClĂ­nica OftalmolĂłgica

31036

CAMPOS COROA

ConsultĂłrios:COIMBRA - Largo da Portagem, 27 - 2.Âş - Telef.: 239 821 403 FIGUEIRA DA FOZ - Praceta D. Maria Madalena Azevedo PerdigĂŁo, n.Âş 30 Telef.: 233 423 541 | ARGANIL - Rua Dr. Veiga SimĂľes, Telem.: 935 106 927 TĂ BUA - Av. da Ribeira, Edf. Ă“mega 1, 1.Âş C - Telem.: 934 224 930 COJA - Rua Dr. Albino Figueiredo, Telem.: 935 106 928 GĂ“IS - Rua Comendador Augusto LuĂ­s Rodrigues Telem.: 934 225 140 PAMPILHOSA DA SERRA - Rua Rangel Lima Telem.: 935 106 935


03

QUINTA-FEIRA

POLĂ?TICA

DE MAIO DE 2012 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

3

www.campeaoprovincias.com

Federação do PS

MĂĄrio Ruivo diz que o mĂŠtodo dele dĂĄ vitĂłria nas autĂĄrquicas Ao prometer continuar a conduzir o PS/Coimbra Sem invocar o nome “sem concessĂľes e sem pado seu opositor no duelo trocinadoresâ€?, o jurista disse eleitoral para a presidĂŞncia que a sua recandidatura ĂŠ o da Federação de Coimbra do corolĂĄrio do cumprimento PS, MĂĄrio Ruivo considera de promessas feitas e de o seu mĂŠtodo de trabalho compromissos honrados. melhor do que o de Pedro '! $     Coimbra para garantir uma que em mim depositaramâ€?, vitĂłria autĂĄrquica socialista alegou o lĂ­der socialista de no distrito.    )- Candidato Ă recondução las consistem em “verdade, como lĂ­der distrital do PS, o compromisso e coerĂŞnciaâ€?. jurista acena com trabalho “Tenho virtudes e defeitos, da Federação em articulação mas sou uma pessoa sĂŠcom as estruturas partidĂĄrias ria nos comportamentosâ€?, locais. acentuou. “Quem pensar que tem Ao rejeitar discussĂľes uma solução no bolso do fĂşteis e estĂŠreis, o deputado casaco ou que o melhor ĂŠ Ă  Assembleia da RepĂşblica andar a lançar candidatos preconizou que o Partido €     Socialista faça alarde da “cafunção dos apoios Ă s eleiçþes pacidade de ser portador internas, nĂŁo estĂĄ a contribuir de esperança para os porpara a unidade partidĂĄria tuguesesâ€?, imputando ao nem a criar condiçþes para Executivo de Pedro Passos que as opçþes sejam partici- Coelho o rĂłtulo de Governo padas e agregadoras; estĂĄ a de “liquidação nacionalâ€?.

     " O XIX Governo “lias condiçþes de sucesso quidou a esperança e estĂĄ das nossas candidaturas au- a fazer tudo para liquidar a % *   ,      $ domingo, no lançamento da no regime democrĂĄticoâ€?, sua recandidatura. disse o jurista, que exortou R.A.

os povos a fazerem da globalização “uma virtude e nĂŁo um problemaâ€?. AntĂłnio Campos, cofundador do PS, felicitou Ruivo pelo espĂ­rito de tole

   $  “sindicatos de voto no interior do partidoâ€?. Campos acentuou ter desafiado, hĂĄ anos, Pedro Coimbra a candidatar-se Ă presidĂŞncia da Federação socialista conimbricense e garantiu que o engenheiro lhe assinalou estar refĂŠm de determinado sindicato de voto. LuĂ­s Antunes, presidente       LousĂŁ, expressou apoio a MĂĄrio Ruivo devido â€œĂ  honestidade e Ă  humildade por que pauta a sua condutaâ€?. “Trata-se de um polĂ­tico de princĂ­pios e valores e hon  *  o autarca e lĂ­der concelhio socialista lousanense. Apoios

Oito dos presidentes das 17 comissĂľes concelhias socialistas do distrito de Coimbra

expressaram apoio Ă recandidatura de MĂĄrio Ruivo. Tratase dos lĂ­deres das estruturas de Arganil (Abel Fernandes), Figueira da Foz (JoĂŁo Portugal), LousĂŁ (LuĂ­s Antunes), Mira (LicĂ­nio PalhavĂŁ), Miranda do Corvo (Miguel Baptista), Montemor-o-Velho (EmĂ­lio TorrĂŁo), Oliveira do Hospital (Francisco Rolo) e TĂĄbua (Rui Brito). Pedro Coimbra, opositor de Ruivo, ĂŠ apoiado pelos presidentes das comissĂľes concelhias de Cantanhede, Condeixa-a-Nova, GĂłis, Penacova, Penela, Soure e

Vila Nova de Poiares. Carlos Cidade, lĂ­der concelhio socialista conimbricense, privilegia a neutralidade, presumindo-se que tambĂŠm o seu congĂŠnere de Pampilhosa da Serra tenha optado pela  

& Por sua vez, Pedro Coimbra tem o apoio da maioria       socialistas do distrito (Condeixa-a-Nova, GĂłis, Mira e Soure, quatro num universo de cinco militantes partidĂĄrios, porquanto os lĂ­deres dos municĂ­pios de Figueira da Foz, Penacova, Oliveira do Hospital

e Tábua são independentes). Além de metade dos lí   %     concelhio, o presidente da Federação tem com ele António Campos, o deputado à Assembleia da República João Portugal, o antigo parlamentar e ex-secretário de Estado João Rui Almeida, Paulo Valério, Susana Pereira e Paulo Campos. Apoiante, em 2003, de Teresa Alegre, que perdeu para Victor Baptista, João Portugal, outrora líder distrital da JS, tinha estado ao lado de Baptista em 2006, 2008 e 2010.

Sem esquecer quem estĂĄ “sob pressĂŁoâ€? “Nuca esquecerei quem estĂĄ sob pres( * % ,   $  lĂ­der distrital da JS/Coimbra, MĂĄrio Paiva. O jovem expressou, a tĂ­tulo pessoal, apoio Ă recandidatura de Ruivo. Fontes partidĂĄrias disseram ao “CampeĂŁoâ€? que Pedro Coimbra esperou contar com o apoio de Paiva, a ponto de ele ter sido retirado, Ă  Ăşltima hora, do guiĂŁo inerente aos nomes dos intervenientes no acto de lançamento da candidatura do opositor de Ruivo. “NĂŁo encontro, agora, razĂľes para

(  % , * %  Paiva, em cujo ponto de vista o PS/Coimbra, a nĂ­vel distrital, “começa a ter harmonia interna e credibilidade externaâ€?. O presidente da Federação conimbricense da JS disse, ainda, que “ninguĂŠm tem o direito de limitar a liberdade democrĂĄtica nem de coagir camaradasâ€?. JoĂŁo Portugal manifestou desagrado em relação a pressĂľes alegadamente exercidas sobre militantes socialistas, tendo  '  ( rece ser lĂ­derâ€? [distrital do PS/Coimbra].

Ministro questionado

Deputados querem saber se o QREN ĂŠ locomotiva do Metro cujo teor o “CampeĂŁoâ€? teve acesso. w   %rio Ruivo, JoĂŁo Portugal e Rui Duarte querem saber atravĂŠs de que programa da UE o MinistĂŠrio da Economia farĂĄ face aos encargos da construção do SMM; em caso negativo, interrogam em que irĂĄ consistir a alter   

  & Os parlamentares, que remetem para palavras do presidente do Programa “Mais Centroâ€? (um segmento do QREN), tambĂŠm perguntam se tais declaraçþes do lĂ­der da ComissĂŁo de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) merecem “o aco-

lhimentoâ€? do ministro ou se correspondem a “uma divergĂŞnciaâ€? de Norberto Pires “nos objectivos a concretizar relativamente ao SMMâ€?. Neste contexto, Ruivo, Portugal e Duarte fazem notar que as declaraçþes de Norberto Pires contrariam consideraçþes pĂşblicas de Santos Pereira e do chefe do Governo, Pedro Passos Coelho. Os deputados invocam uma entrevista concedida pelo lĂ­der da CCDRC em que este alude Ă inelegibili     

    Sistema de Mobilidade do Mondego atravĂŠs do “Mais Centroâ€?. Fonte da sociedade

MetroMondego disse ao “CampeĂŁoâ€? que tambĂŠm o secretĂĄrio de Estado AntĂłnio Almeida Henriques jĂĄ pĂ´s de parte a candidatura do SMM a verbas do QREN. Segundo os parlamentares socialistas, o gabinete do ministro da Economia, em Setembro de 2011, tinha deixado em aberto a hipĂłtese de o projecto de Metro de superfĂ­cie concebido para ligar Coimbra e LousĂŁ, atravĂŠs de Miranda do Corvo, poder  

  $   Programa Operacional de Valorização do Território (POVT). Os três deputados tambÊm querem saber se às populaçþes daqueles três

Concelhia do PS/Coimbra

Hugo Duarte acena com um “projecto socialistaâ€? Hugo Duarte, que aspira a apear Carlos Cidade da liderança concelhia do PS/Coimbra, afir mou,     cargo com o propĂłsito de “dignificar o processoâ€? de escolha do candidato socialista Ă presidĂŞncia da  & 7 

se para a principal cadeira da praça de 08 de Maio, o geĂłgrafo disse nĂŁo ter favores para pagar nem acordos para respeitar. Apologista de um “projecto claramente socialistaâ€? para reconquista da liderança do MunicĂ­pio conimbricense por parte do seu partido, Duarte pre-

coniza “uma cidade cosmopolita, capaz de ser um motor de desenvolvimento regional e nacionalâ€?. SĂł uma urbe mais culta, mais solidĂĄria e cosmopolita pode ser mais criativa e empreendedora, atraindo indĂşstria, criando emprego e riqueza, considerou.

“Ao empobrecimento colectivo, Ă acentuação das desigualdades, Ă  caridade, Ă  ÂŤcunhaÂť e ao provincianismo proposto pela Direita, de Pedro Passos Coelho e JoĂŁo Paulo Barbosa de Melo, temos de saber contrapor propostas clarasâ€?, concluiu Hugo Duarte.

municĂ­pios irĂĄ continuar a ser assegurado “transporte alternativo atĂŠ Ă conclusĂŁo do projectoâ€? [do SMM] ou se o Governo permanece sem dar resposta a esta questĂŁo. “Seria estupidezâ€?

“Seria demasiada estupidezâ€? abandonar a construção de uma alternativa ao Ramal ferroviĂĄrio da LousĂŁ,      mara de Coimbra, JoĂŁo Paulo Barbosa de Melo (PSD), hĂĄ dias, ao inaugurar uma  (   $%  lada “Metro - Mondego: da realidade Ă miragemâ€??

O lĂ­der do MunicĂ­pio lousanense, LuĂ­s Antunes (PS), alegou que o facto de jĂĄ terem sido investidos 130 milhĂľes de euros ĂŠ “razĂŁo    * o Governo prosseguir com a obra, sob pena de desperdĂ­cio daquele dinheiro. “Seria uma total irracionalidadeâ€? se prevalecesse o cenĂĄrio de abandono, insistiu        Miranda do Corvo, FĂĄtima Ramos (PSD). “Temos de dizer a Lisboa que existimos e aos governantes que tĂŞm de cumprir a promessa feitaâ€?, concluiu a autarca.

PUBLICIDADE

COIMBRA 239 98 13 13 CONDEIXA 239 94 15 15 915 910 040 915 910 016 funeraria.jbarroca@hotmail.com www.agenciafunerariajbarroca.com

30701

Os deputados do PS Ă Assembleia da RepĂşblica eleitos por Coimbra perguntaram, na semana passada, ao ministro Ă lvaro Santos Pereira, se os fundos do Quadro de ReferĂŞncia EstratĂŠgico Nacional (QREN) irĂŁo funcionar como locomotiva em relação ao projecto do Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM). 'w% $   nanciamento comunitĂĄrioâ€? (via UniĂŁo Europeia), encarado como “factor de solução do problema de investimentoâ€? do projecto alternativo ao Ramal ferroviĂĄrio da LousĂŁ?, questiona um pedido de esclarecimento dirigido ao governante, a


ACTUALIDADE

4

03

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.com

DE MAIO DE 2012 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Vice-reitora e AntĂłnio Campos no “Praça da RepĂşblicaâ€?

Helena Freitas para a Câmara só com movimento de cidadania A vice-reitora Helena Freitas reconhece que tem    de presidente da Câmara Municipal de Coimbra, mas uma eventual candidatura só acontecerå se tiver um apoio político generalizado, o que pode ser traduzido num movimento de cidadania supra-partidårio. Na sua estreia no pro$'+ ,- * realizado no Hotel D. Luís e emitido såbado, pelas 10h00,

,%  ,$    ./0&1!2    % "       António Campos, unidos pela amizade e por um projecto comum desenvolvido a partir de Oliveira do Hospital .9„…†+   5     ,$( 

Interior Centro). AntĂłnio Campos secundou as palavras de Helena !    

  '4"  )*   '       $  ( %  *& ,         '     *     '      * pois a cidade “encontra-se em grande crise e necessita de uma pessoa com capaci  $  *& ,   didata Ă Câmara de Coimbra ' 

"   %   *  !tas - destacada cientista na ĂĄrea da biologia que se tem       -  )% #    

3   

  3 #         # *&   (    tónio Campos vai para Outubro, quando Portugal terå   Š   de Estado e regonegociar os emprÊstimos com a Troika,   (  (  %     %    #&+   ‰3 % +   ,-  % "   busca de se conseguir alargar o consenso político, vendo jå

 (   7 sinais nesse sentido, nomea     (    4         +7 '*  7  8   7- $(            geado em Penela.

do PS na Assembleia Municipal - diz “temer sentir-se    % *'    (  "        *& 5  '"  " *   #  Universidade, no campo

 #  %       ! '$     ( )        *  maior utopia â€œĂŠ ver Portugal Helena Freitas e AntĂłnio Campos

 # ‡&ˆ (  com pessoas a sentirem-se “O paĂ­s tem uma capabem e a participarem na + $' ) to nacional para aproveitar o     $ (    ( - *&     3       ( " *  Atenção a Outubro (  )  - 4        $‰

* e antigo governante soPara AntĂłnio Campos,  '   3$             ' desenvolvimento do interior “a esquerda tem de se re € # * #*& organizar, porque o im-

PUBLICIDADE

ReuniĂŁo com bispo de Coimbra

Deputados do PSD ouvem preocupaçþes sociais Os deputados do PSD à  ,- tos por Coimbra anunciaram, €#   (    bispo da Diocese, D. Virgílio   (   

 #     (  alargada com todas as institui    & Segundo JosĂŠ Manuel Canavarro, o primeiro deputado do PSD por Coimbra, o pre    (  (  -

mou que “a Igreja encontra-se

       *    atravÊs da Cåritas, entre outros movimentos. 'Š (  # * reconhece o deputado, que   €  (  +   7$  7  e Trabalho, assumindo as      " chegar junto do Governo as    distrito.

8 (       (  sensibilizar o bispo para uma   (     )dar a evitar o encerramento do ColĂŠgio S. JosĂŠ, em Coimbra,

    $$(  ;(5    &4 o encontro com os parlamenta5&6$#    (  com representantes de pais de alunos do estabelecimento de     $$( giosa titular do colĂŠgio.

Urbanismo

Edil arguido estĂĄ empenhado “em ajudarâ€? a esclarecer caso + „(    Câmara de Coimbra, constituĂ­do arguido devido a um caso ocorrido no âmbito do urba    '( *   ') * a deslindar os contornos da ÂŤquedaÂť, hĂĄ sete meses, de dois

  ( & 'Π   apuramento da verdade, esperando que o assunto seja esclare      #* declarou o autarca, interpelado pelo nosso Jornal acerca da sua (  &

A Polícia Judiciåria abriu, %‰ 3           a esclarecer os contornos da � ‘      ( „ 7 „# Godinho. Desde 20 de Janeiro [de 2012] que a PJ tem procedido €     (   edilidade e inquirido pessoal, tendo sido constituído arguido,        ’“ de Maio. Engenheiro, vice-presi-

   ( 

  do PSD/Coimbra, o vereador responde pelo pelouro da Ad ( ”( • #tica desde Dezembro de 2010, (    – (  +  Barbosa de Melo substituiu  w

 (     da autarquia. Š$     (    ‰

 poderĂĄ vir a ser acusado, pelo  3 +-         (    %    Jornal.

PUBLICIDADE

Ouça na Internet em: www.radioregionalcentro.com

SĂĄbados Ă s 10 horas

“Praça icaâ€? l b Ăş p e R a d

A actualidade em debate Apoio:

HOTEL D. LUIS Coimbra

PatrocĂ­nios:

Comentadores:

JosÊ Relvão e Manuel Rebanda SINDICATO NACIONAL DOS QUADROS E TÉCNICOS BANCà RIOS


03

QUINTA-FEIRA

VIDAS (D)ESCRITAS

DE MAIO DE 2012 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

5

www.campeaoprovincias.com

VirgĂ­lio Antunes

Hå uma grande expectativa em relação ao que possa fazer BENEDITA OLIVEIRA

“Sou natural da freguesia de S. Mamede, concelho da Batalha, distrito de Leiria. Comecei os estudos na escola primĂĄria da minha pequena   ( &5   classe fui para Leiria, onde frequentei o chamado Ciclo PreparatĂłrio e o Liceu, atĂŠ ao sĂŠtimo ano. Ao mesmo tempo durante esse perĂ­odo fui aluno interno do SeminĂĄrio de Leiria, sendo que as aulas eram fora do SeminĂĄrio. Tinha uma ideia vaga, prĂłpria de criança, mas nĂŁo posso dizer que fosse a descoberta da vocação com consciĂŞncia. A descoberta da vocação foi pelos 16-18 anos, que foi o perĂ­odo em que foi necessĂĄrio uma decisĂŁo, jĂĄ com uma convicção maior, embora nĂŁo possa dizer que nessa altura seja uma decisĂŁo irrevogĂĄvel. Isso aconteceu   1Â’11 & havia ali jĂĄ uma determinação no sentido de ser padre. A minha famĂ­lia ĂŠ religiosa e tambĂŠm foi por isso que fui para o SeminĂĄrio. Se tivesse nascido noutra famĂ­lia provavelmente nĂŁo teria ido. NĂŁo sei explicar a razĂŁo de ser de tudo. SĂŁo aqueles factos que fazem parte da nossa vida e que nem sempre tĂŞm uma explicação racional causa-efeito. Os meus pais eram agricultores. Os meus pais tambĂŠm gostavam e gostam de ter um padre na famĂ­lia, mas nĂŁo foi uma questĂŁo determinante. Na altura os mi-   3$  para FĂĄtima, mas no meu caso, houve um conjugar de esforços e perspectivas e eu acabei por ir para Leiria, naturalmente com o acordo explĂ­cito e gosto da minha parte. 5  3    &5‡/›“‡/“œ "    ÂŒ  $& Naturalmente ĂŠ um perĂ­odo em que se consolidam convicçþes e as decisĂľes da vida. E foi    &5  de terminar Teologia volvei „5  

D. VirgĂ­lio Antunes foi ordenado bispo de Coimbra hĂĄ menos de um ano

que fazia parte. Fiquei um ano a colaborar no trabalho nas paróquias na zona de Leiria, inicialmente nos Milagres e depois na Marinha Grande. TambÊm dava aulas de educação moral $   &5     (   no Seminårio de Leiria. Nessa altura, o Seminårio de Leiria tinha muitos alunos e as aulas eram internas. Ocupeime com a orientação de uma parte da casa e dava tambÊm $&  mana colaborava ainda com as 4&    fui fazer uma especialização na årea das Ciências Bíblicas em ,      quatro anos. Ao mesmo tempo "3 "(  em JerusalÊm, na mesma årea. 5     para o Seminårio de Leiria, mas para um projecto novo, para o chamado Ano Propedêutico. Como jå não havia seminårios menores atÊ ao 12.º ano, só se recebia candidatos ao sacerdócio depois do 12.º ano. Então, fundåmos em Leiria este Ano Propedêutico que reunia alunos de Leiria, Coimbra, Aveiro, Portalegre e Castelo Branco. Era um ano de preparação para o estudo da Teologia e de introdução espiritual.      para o Santuårio de Fåtima. Nos dois anos e meio iniciais  "   

Peregrinos e de Alojamentos e trabalhava ainda na vida pastoral e espiritual do Santuårio. 5 ,   Santuårio de Fåtima, quando o anterior Reitor cessou funçþes por ter atingido o limite de idade. Fiquei tambÊm como Reitor dois anos e meio, num contacto muito grande com toda aquela realidade que se passa em Santuårio de Fåtima, 3  &5pois fui chamado para bispo de Coimbra. Falta de vocaçþes

É um facto que tem havido cada vez menos vocaçþes à vida sacerdotal. É um fe 4   "    ›’ correspondeu a uma mudança da sociedade e tambÊm a alguma mudança da própria Igreja. É evidente que a Igreja precisa de vocaçþes, porque a própria estrutura da Igreja assenta no exercício do sacerdócio, para a celebração dos sacramentos,  5 catequese, para presidir às comunidades... portanto, faz parte essencial da vida da Igreja, o $    (         à vida da Igreja. Ela tem, de algum modo, remediado, com os centros de culto são mais  .3 % -  mais reduzido de pessoas a

praticar a fÊ cristã). O facto de haver menos vocaçþes levou tambÊm a Igreja a dar um papel mais activo aos leigos, que estavam numa atitude muito mais passiva. A Igreja hoje Ê constituída por sacerdotes, religiosos e leigos, onde hå um reconhecimento do lugar e da missão de cada um destes gru &  ( $   não tenhamos muita necessidade de vocaçþes e que não tenhamos de trabalhar por isso. É necessårio oração e trabalho na catequese, na formação das pessoas, na formação espiritual das pessoas, ajudå-las a fazer o 

  5que interiormente, porque a fÊ Ê o grande motor da vida cristã e da vocação. E hå o trabalho que se tem de fazer nas famílias, para que façam a educação

(  &+    hå um trabalho muito basto a fazer e que nós reconhecemos que nas circunstâncias em que se vive na sociedade actual Ê difícil. Nada indica na Igreja católica romana que [a ordenação de mulheres] venha a acontecer. Não estå em discussão. Não adianta sermos contra nem a favor. Estou de alma e coração nesta Igreja e com tudo aquilo que tem de bom e tambÊm com os seus problemas e defeitos. As pessoas têm, do meu ponto de vista, uma expectativa atÊ demasiado elevada relativamente ao tipo de trabalho que possa fazer. Às vezes, isso atÊ me deixa preocupado, porque sei que nunca se consegue corresponder a tudo que esperam de nós.     5 se, tem muitas possibilidades a todos os níveis. Tem gente culta, bem-formada, com fÊ, convicçþes, portanto hå aqui um potencial muitíssimo grande. Jå tive algumas reuniþes com o clero todo; criåmos um grupo de trabalho que estå a tentar delinear algumas perspectivas para algumas åreas em que havemos de investir,

BI

Vocação sacerdotal 5&6$#            %       $ 5&  &8 7(   9     š’              3$ €5  „!%& 5&6$#        7 %    „     ! 4 ÂŒ 4$  no Instituto Superior de Estudos TeolĂłgicos de Coimbra. Mais tarde especializou-se em ciĂŞncias bĂ­blicas, no Instituto BĂ­blico

de Roma e na Escola BĂ­blica de JerusalĂŠm, tendo obtido o   

  4  &8 $ €5   „!%    $    7 % 5 sano de Leiria. –%    7 %  !%5&6$#    foi responsåvel por diversos projectos, entre os quais se contam as celebraçþes do centenårio das apariçþes de Nossa Senhora de Fåtima e a visita do Papa Bento XVI ao Santuårio.

assim como aquilo que tem a ver com a reestruturação da 45 &!"  fez-se jå um grande trabalho de reestruturação dos chamados arciprestados, de união de gru  4  

a direcção de um padre. Como os padres são poucos, são-lhes atribuídas mais paróquias. Mas não pensamos fazer fusão, nem supressão de paróquias, embora alguns serviços tendam a ser mais centralizados�.

E AINDA

“Acho que nĂŁo devo comentar aquilo que ĂŠ uma decisĂŁo de outra entidade da Igreja [que decidiu encerrar o ColĂŠgio de S. JosĂŠ]. Naturalmente um colĂŠgio catĂłlico ĂŠ sempre, do meu ponto de vista, uma riqueza, que a sociedade portuguesa nĂŁo tem reconhecido. SĂł quando acontece uma coisa destas ĂŠ que toda a gente se levanta. Quando houve medidas duras do Estado portuguĂŞs que afectaram muitĂ­ssimo o ensino nos colĂŠgios catĂłlicos, em particular, ninguĂŠm se pronunciou... Estas coisas sĂŁo consequĂŞncia de um caminho que vem detrĂĄs. Vai haver mais colĂŠgios a fechar em Portugal. É a consequĂŞncia normal de um    # $+ $&— #    instituiçþes que nĂŁo tĂŞm capacidade para subsistir. Temos outros

3$       4 

  porque deixaram de receber as verbas que recebiam e agora tĂŞm de manter a mesma estrutura. .â€? “A criminalidade preocupa-nos a todos. NĂłs pensĂĄvamos que em Portugal Ă­amos viver sempre tranquilos e estamos a ver que Portugal nĂŁo escapa a esta onda de criminalidade. É uma questĂŁo de condiçþes sociais, mas tambĂŠm de condiçþes morais. .â€? “O desemprego ĂŠ uma das chagas maiores actualmente da sociedade portuguesa! NĂłs quase nĂŁo somos capazes de perce  3   #    possibilidade de satisfação das necessidades bĂĄsicas e nem para os encargos. Isto transtorna totalmente a vida de uma pessoa ou famĂ­lia. É uma desorientação que ĂŠ fruto desta situação. É ™$    3 #"$ coisa e esperamos que sim.â€? “Acho que o que a Igreja faz ĂŠ muito, mas nĂŁo resolve a totalidade do problema. O Igreja faz um apoio social, ajudando as pessoas em algumas das suas necessidades bĂĄsicas, de alimentação, de vestuĂĄrio e num ou outro caso com a despesa da ĂĄgua, electricidade, medicamentos ou escola, mas nĂŁo resolve a situação do ponto de vista estrutural. Tenta minimizar alguns efeitos que sĂŁo muito gravosos para a vida das pessoas. Agora na parte das polĂ­ticas e economia Ă pequena e grande escala a Igreja sente-se impotente. Mas neste regime de proximidade, considero que a Igreja e muitas outras instituiçþes estĂŁo a fazer um trabalho exemplar, de atenção Ă  pessoa humana, dentro daquilo que ĂŠ possĂ­vel neste regime de solidariedade e caridade.â€? “A gente sabe que a situação foi difĂ­cil para o governo anterior e que ĂŠ difĂ­cil para este governo. Esperamos que os sucessivos governos estejam de boa fĂŠ, que façam um estudo exaustivo das questĂľes e que procurem as formas de resolver as       #&—   %didas que sĂŁo duras e que sĂŁo impopulares e que inclusivamente $    $    € #& NĂłs sabemos que na situação presente tem de haver alguns incĂłmodos e algum mal-estar, mas gostarĂ­amos que nĂŁo fossem os mais pobres a ter de aguentar com a maior parte. Quem tem mais Ă  partida tem mais possibilidade de ajudar a resolver a crise e os problemas do que aqueles que jĂĄ estĂŁo na misĂŠria.â€? '”%      % š’   perĂ­odo em que a Igreja tinha necessidade de ter uma empresa $%       5  # para a impressĂŁo dos seus livros e perĂ­odos. Foi crescendo e hoje tornou-se uma empresa com uma importância relevante para a ;$)+ $ 3$%  (  ticamente todos os livros que se usam na Liturgia em Portugal. Imprime ainda grande parte daquilo que sĂŁo os catecismos e os manuais de educação religiosa e catĂłlica que se usam nas escolas. Š;$)+ $ 3$%    laborar e que seja capaz de continuar a prestar este bom serviço. Š ) $% 3 -    #& Esta nova gerĂŞncia vai dar continuidade a um trabalho que vinha a ser feito ao longo destas dĂŠcadas todas pela gerĂŞncia anterior.â€?


FIGURAS DA SEMANA

6

www.campeaoprovincias.com

Ascensor

A

S U B I R

AndrĂŠ Figueiredo – Porta-voz do PS para as questĂľes      ÂŒ     .ÂŒ2     de membro da Assembleia Municipal, proferiu uma intervenção pertinente, na Ăşltima reuniĂŁo do ĂłrgĂŁo de  "(    3   da bancada da coligação de Centro-Direita. “A TC apenas     € ‰

 

     /0     #  €  ( .¢2  ”    

*   &7$    a “aparentes saĂ­da de uma situação de falĂŞncia tĂŠcnicaâ€?, hĂĄ duas explicaçþes: “ou a anterior Administração (que

        1’‡‡2   $(  completamente desastrosa ou o resultado do exercício de exploração no ano transacto Ê fruto de determinada  $  

*&'  (  $  ÂŒ  de fornecimentos e serviços externos em cerca de 740 000 euros, a actual Administração tem algum desconhecido que paga as contas...â€?, ironizou o economista.

03

QUINTA-FEIRA

DE MAIO DE 2012 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Jorge Tavares e Francisco Baptista Ferreira Uma equipa de investigação do Centro de Informåtica e Sistemas da Universidade de Coimbra, liderada por Jorge Tavares e Francisco Baptista Ferreira, acaba de ver o seu trabalho reconhecido com o prÊmio para o melhor artigo

 #      w    rence on Genetic Programming, simpĂłsio de 

    %  + $(  GenĂŠtica. Os investigadores de Coimbra pegaram nas tĂŠcnicas de optimização baseadas em colĂłnias de formigas, criadas pelo investigador italiano Marco Dorigo, apostando no desenvolvimento de uma solução informĂĄtica capaz de recriar e adaptar, automaticamente, estes mĂŠtodos de optimização para dar resposta a problemas como a distribuição de trĂĄfego na Internet. Jorge Alves – A Associação Integrar elegeu, em Assembleiageral realizada no passado dia 24 de Abril, os novos corpos gerentes para o triĂŠnio 2012-2014. A lista “Inovar para Intervirâ€? tem Jorge Alves como presidente da direcção e conta com Pedro Vaz Serra, como lĂ­der da Mesa da Assembleia-geral, e Joaquim Costa enquanto presidente do Conselho Fiscal. De referir que foi ainda constituĂ­do o Conselho Consultivo, composto por elementos ligados a diferentes ĂĄreas do saber que darĂŁo apoio aos ĂłrgĂŁos sociais ao nĂ­vel do acompanhamento dos projectos e da implementação de novas iniciativas e actividades. Gonçalo Ă“rfĂŁo – O jovem Gonçalo Ă“rfĂŁo ĂŠ o novo presidente da direcção da Secção de Judo da Associação AcadĂŠmica de Coimbra, sucedendo a Rui Fonseca, que passou a assumir o cargo de presidente da Mesa do PlenĂĄrio. Gonçalo Ă“rfĂŁo tomou posse na semana passada, numa cerimĂłnia que decorreu no restaurante Still Is. O jovem, que integrou os anteriores corpos sociais, pretende dar continuidade ao trabalho do judo academista e conseguir mais conquistas. O novo dirigente assume que o objectivo da secção ĂŠ ter “dois ou trĂŞs atletas nas olimpĂ­adas de 2016â€?, que decorrem no Rio de Janeiro.

JoĂŁo Pardal – Investido, recentemente, em regime de (    5(   7-  +-           4 $  tem visto o seu desempenho aplaudido por presidentes de juntas de freguesias, quer correlegionĂĄrios (social-de 2 &  +    da Junta de Souselas e dirigente da Associação Nacional !$.8!,w23     pontos de vista acerca da reforma da Administração Local Eduardo Jorge Fernandes Silva – Aluno da ETP-SicĂłapesar de eles colidirem com os do secretĂĄrio de Estado Penela, Eduardo Jorge Fernandes Silva, foi apurado, na categoria Paulo JĂşlio. 3           ŠpĂ­adas do Ambiente, que vai decorrer em Lisboa entre os dias 4 A D E S C E R e 6 de Maio. Ao todo, as OlimpĂ­adas serĂŁo disputadas por cerca Paulo LeitĂŁo – Desfruta, como qualquer arguido, de 80 participantes de todo o paĂ­s. O estudante de Penela obteve da presunção de inocĂŞncia, mas estĂĄ em risco de vir a ser a nota de 36, com o critĂŠrio n.Âş 2 (representatividade distrital – acusado, pelo MinistĂŠrio PĂşblico, de abuso de poder ou    ( 2  )    '  prevaricação devido a actos ocorridos na ĂĄrea do urbanis- Ă prova ĂŠ ĂĄguaâ€?.       &+ # –  % JoĂŁo LuĂ­s Janela – Aluno da Escola SecundĂĄria Infanta abriu, hĂĄ trĂŞs meses, um inquĂŠrito do foro criminal destinado a esclarecer os contornos da ÂŤquedaÂť dos outrora D. Maria, JoĂŁo LuĂ­s Janela integrou um de duas equipas de estudantes portugueses que conquistaram uma medalha de prata chefes de divisĂŁo Lilibeth Salinas e LuĂ­s Godinho. nas OlĂ­mpiadas da CiĂŞncia da UniĂŁo Europeia que terminou no Assunção Cristas – No afĂŁ de cobrar receita ÂŤa torto     „ &7$      e a direitoÂť, a ministra da Agricultura e do Ambiente quer da comitiva, trata-se do melhor resultado de sempre obtido aplicar uma taxa a quem faça caminhadas em ĂĄreas naturais pelos portugueses. Em disputa estava um total de seis medalhas protegidas e Ă s grandes superfĂ­cies comerciais. Enquanto de ouro, 17 de prata e 21 de bronze, num concurso em que  4  $  ( (  Portugal participou pela quarta vez e que foi disputado por 40 votadas determinadas zonas de Portugal, o segundo ĂŠ equipas de 22 paĂ­ses.      ( ™      Catarina Costa e Joana Fernandes – Portugal esteve repreconsumidores. sentado na Taça da Europa de Cadetes da RepĂşblica Checa, que Alberto JoĂŁo Jardim – Depois da censura moral decorreu nos dias 21 e 22, em Teplice, com a comitiva nacional a relacionada com a ocultação da dĂ­vida pĂşblica da RegiĂŁo  $)      .  3 2 da Madeira, eis que as investigaçþes Ă s contas do Governo –  !  .–   2&wœœž$,$     '  *    – (  rina Costa terminou na terceira posição entre 27 competidoras. Jardim jĂĄ conheceu melhores dias. Na Ăşltima semana, um 8 $   

   ,

 edifĂ­cio do Executivo madeirense, no Funchal, foi alvo de ,      &8 $  š1ž$ Âœ0 buscas, tendo sido encontrada “correspondĂŞncia compro- competidoras, Joana Fernandes ganhou os dois combates iniciais metedoraâ€?, escreve o semanĂĄrio Expresso. As despesas . €  ÂŒ  9 €# 5 ” $2       %    $          $#  Â&#x;ž  (7  Ano Novo e as obras das cheias, de 2010, sĂŁo algumas Gruenewald. ApĂłs a prova, as judocas permaneceram, durante trĂŞs dias, em estĂĄgio em Teplice. das situaçþes sob investigação.

Joana Ramos – A judoca conimbricense Joana Ramos participou no Campeonato da Europa de Seniores, que se realizou

   ,-&  (  – $  OlĂ­mpicos jĂĄ garantida, a atleta do Sporting, que representou, du    ( (    .2  estar mais “focada nos Jogos OlĂ­mpicos de Londresâ€?, agendados para este ano, em Londres. JosĂŠ BasĂ­lio SimĂľes – A ISA, liderada por JosĂŠ BasĂ­lio SimĂľes, foi distinguida por uma consultora dos Estados Unidos como “uma das empresas mais promissoras na ĂĄrea das tecnologias da informaçãoâ€? a nĂ­vel mundial. A tecnolĂłgica, sediada em  3-   $ $ ž $ restrito, na categoria de aplicaçþes para cidades inteligentesâ€?, segundo um relatĂłrio anual da Gartner. Filipa Paiva e Duarte Rodrigues – Dois jovens ginastas do Acrogym Clube de Coimbra, Filipa Paiva e Duarte Rodrigues, conquistaram o sĂŠtimo lugar, no escalĂŁo 11-16, no Campeo    ” %   %   „ž Buena Vista, Orlando, Estados Unidos. O feito foi ainda alcançado por outro par tambĂŠm de Coimbra, InĂŞs Germano e JoĂŁo Martins, da Secção de GinĂĄstica da Associação AcadĂŠmica de     (   ( ‡1‡/& Jorge Costa – O presidente da Secção de Natação da As (   3   – $ Âœ/     faleceu, sĂĄbado, devido a uma paragem cardio-respiratĂłria. FuncionĂĄrio da empresa Gelcentro, Jorge Manuel dos Santos SimĂľes da Costa, pai de Gonçalo Nuno e Ana Beatriz, era casado com Maria de FĂĄtima Carvalho Oliveira Costa. Armando dos Reis – O dono da antiga “Taberna do Pratasâ€?, que funcionou na ÂŤAltaÂť de Coimbra, foi sepultado, sexta-feira, no cemitĂŠrio de Santa Clara. Armando Prata, 77 anos de idade, era casado com Ana Maria Castanheira Prata dos Reis. Elisa Villares – A fundadora do Externato do Me   –      $      panorama educativo de Coimbra, faleceu, na semana passada, devido a doença. Maria Elisa Villares Morgado de Carvalho Oliveira fundou aquela instituição de ensi   ‡/š“ $ )  admiração de milhares de pessoas pertencentes a vĂĄrias geraçþes. “Deu liçþes fascinantes, que prendiam a atenção dos alunos mais distraĂ­dos e desinteressadosâ€?, assinalou Susana Madrugo da Cunha. ElĂ­sio PatrĂŁo – O antigo empresĂĄrio ElĂ­sio PatrĂŁo, falecido em Coimbra, foi sepultado, ontem, no cemitĂŠrio Oriental da Figueira da Foz. Casado com Eduarda Cerveira, o ex-proprietĂĄrio da Ourivesaria PatrĂŁo, natural de Febres, tinha 88 anos de idade. AfĂĄvel e conversador, w# +( $

  %  3   da ÂŤBaixaÂť, onde teve sucesso atĂŠ a saĂşde lhe permitir o empenho que dedicou Ă sua actividade.

PUBLICIDADE

30962


03

QUINTA-FEIRA

DE MAIO DE 2012 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

FACTOS DA SEMANA

7

www.campeaoprovincias.com

Isabel Jonet alerta para reflexo APPACDM realiza VI Gala no dia 9 de Maio   (  + $  +  $     (  5   da pobreza na desigualdade A presidente da Federação Portuguesa dos Bancos Alimenta .++52  " 4 / res Contra a Fome, Isabel Jonet, disse, hĂĄ dias, em Coimbra, que, €1‡ Â’Â’ ÂŒ   3 ”6  6;”  (           $   tem como tema “Toca a encantarâ€?. -O espectĂĄculo de dança, arte, mĂşsica e de oportunidades devido a doenças detectadas tardiamente. A magia ĂŠ baseado no conta “Toca que toca, Dança que dançaâ€?, de AntĂłnio economista foi a oradora da segunda conferĂŞncia de um ciclo Torrado. Este ano serĂŁo cobrados bilhetes, pelo preço simbĂłlico de dois subordinado ao lema “HĂĄ luz ao fundo do tĂşnelâ€?? O ciclo de  "  $  ÂŒ”6&Š ( €  palestras ĂŠ organizado por Miguel Fonseca e pelo Clube MBA da em todos os centros da instituição atĂŠ hoje, sendo que nos restantes dias Faculdade da Economia da Universidade de Coimbra. Ao alertar estĂŁo acessĂ­veis na bilheteira do TAGV. De referir ainda que a direcção da para a questĂŁo da falta de igualdade de oportunidades,Isabel Jonet  (       €     %              %$ ( € 3 1“  &ÂŒ       sentido da resolução dos problemas dos cidadĂŁos mais desfavoreangariação de fundos para a APPACDM. cidos. “AlĂŠm de escassos, em geral,os bens estĂŁo mal distribuĂ­dosâ€?, vincou a oradora. Ă€ pergunta que indaga acerca da (in)existĂŞncia de “luz ao fundo do tĂşnelâ€?, a economista respondeu: “Diria que ser substituĂ­do por David Wyn Lloyd. “Espero que tenha sido PSP de Viseu, haverĂĄ por trĂĄs dos crimes desavenças relacionadas ouvido o Conselho Geral, como caixa de ressonância das forças com compra e venda de droga.       $ €‰

*& vivas de Coimbraâ€?, declarou AntĂłnio Vilhena, instado pelo Cabrito em destaque EuroGym celebrou protocolos com 18 escolas “CampeĂŁoâ€? sobre o assunto, na sequĂŞncia de uma intervenção '—   $    €w ”Â&#x;* este fim-de-semana em Condeixa da vereadora Maria JosĂŠ Azevedo Santos (PSD) na Ăşltima O concelho de Condeixa tem mais um motivo para ser sessĂŁo camarĂĄria. A autarca terĂĄ aludido a receio de alguma  + 7   ;   „  ( €$     &5š0      turbulĂŞncia, facto que levou outro vereador socialista, Carlos assinatura dos protocolos de colaboração com a comissĂŁo organia iniciativa 1.Âş Fim-de-Semana do Cabrito que conta com seis Cidade, a intervir em defesa da presidente da OCC, EmĂ­lia zadora do evento, realçando que “faz parte da dinâmica das instirestaurantes aderentes. Casa do Cabrito, .Come Restaurante, Luz Martins. Para Cidade, as mudanças de maestro na Orquestra tuiçþes colaborar naquilo que ĂŠ o interesse de Coimbra. Segundo o e Vida, O Cabritino, O Regional do Cabrito e Pousada de Santa sĂŁo assunto do foro interno daquela entidade. SensĂ­vel ao responsĂĄvel, alguns alunos e professores daquele estabelecimento de Cristina sĂŁo os estabelecimentos que disponibilizam a apreciada argumento da eventual turbulĂŞncia, Vilhena lembra haver um ensino vĂŁo ser voluntĂĄrios, “contribuindo assim para que Coimbra iguaria a dez euros por pessoa, sendo que a refeição inclui bebida protocolo para cumprir por parte da Câmara Municipal e da e a regiĂŁo Centro se tornem mais positivas e valorizadasâ€?. Coimbra e escarpiada, um dos ex-libris da gastronomia local. Ainda pouco OCC, mas assinala caber a EmĂ­lia Martins e demais directores     (  w ”Â&#x; ‡œ1Â’ –   

  (  š&’’’$    1š# conhecidas fora do concelho, as escarpiadas são um doce tradicio- a gestão quotidiana da instituição. europeus. Na sexta-feira passada foi concluída a fase de assinatura nal que a autarquia estå a integrar no seu roteiro gastronómico, dos protocolos de cooperação entre a comissão organizadora         ‰

 

 & do EuroGym e as escolas do concelho. JoĂŁo Paulo Barbosa de Ribeiro e Castro lança livro Melo, presidente da Câmara Municipal de Coimbra, lembrou que “Coimbra ĂŠ uma cidade de gente jovemâ€? e este evento terça-feira em Coimbra “contribui e reforça o espĂ­rito que a cidade jĂĄ temâ€?. Š  € ,- – 3,  Castro, antigo lĂ­der do CDS/PP, irĂĄ lançar, terça-feira (08), peJantar vĂ­nico na Escola de Hotelaria las 18h00, em Coimbra, o seu mais recente livro, intitulado “1 e Turismo de Coimbra de Dezembro, Dia de Portugalâ€?. A apresentação, na Livraria Š  5( (  3 ( Âœ Minerva (rua de Macau, bairro de Norton de Matos), estarĂĄ na Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra. Dirigida aos a cargo de Manuel Alegre. A partir das 20h30, decorrerĂĄ um alunos da Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra e aos jantar-debate, no hotel de D. InĂŞs, podendo as inscriçþes ser         (  3€3.3  1Â…/›’‡‡‡›1Â…/ a Semana de Vinhos do DĂŁo concretiza-se atravĂŠs de um “šš“’’/‡/‡š“œ›‡/01›’…“…œ       conjunto de actividades, como sejam mostras de vinhos e electrĂłnico reservas.ass@gmail.com). Ribeiro Castro age ¤ ž    ( €    5( &–% ) em defesa da salvaguarda do feriado de 01 de Dezembro realiza-se um jantar vĂ­nico, onde que vai ainda ser apresentada (comemorativo da restauração da independĂŞncia de Portugal a RegiĂŁo VitivinĂ­cola do DĂŁo. ‡0œ’2    '      alto dos feriados patriĂłticos e o mais nacional de todos os “Democracia e Corrupçãoâ€? nossos feriadosâ€?. Telef.: 239 822 971 em debate no ISCAC Reforma da polĂ­tica autĂĄrquica em debate No âmbito do ciclo de conferĂŞncia “Isto jĂĄ nĂŁo ĂŠ um info@ihcoimbra.com Estado de Direitoâ€?, LuĂ­s de Sousa, doutor em CiĂŞncias Sociais “Reformar a polĂ­tica autĂĄrquica: inovação e territĂłrioâ€? ĂŠ e PolĂ­ticas pelo Instituto UniversitĂĄrio Europeu de Florença   4 %   ’š Burlas qualificadas interceptadas pela PJ e investigador do Instituto de CiĂŞncias Sociais da Universidade  .% 2‡œ Â…Â’   5&„#& A PolĂ­cia JudiciĂĄria de Coimbra, com a colaboração da de Lisboa falarĂĄ no auditĂłrio do Instituto Superior de Contabiliniente convidada ĂŠ a ex-secretĂĄria de Estado Maria Manuel LeitĂŁo Marques, professora catedrĂĄtica da Faculdade de Economia da GNR de Castelo Branco, acaba de deter trĂŞs supostos autores dade e Administração de Coimbra (ISCAC), a 08 de Maio, pelas Universidade de Coimbra, cabendo a Nuno Filipe a intervenção       $   ‡“ œš  '5   ( *&!   a cargo do “Clube Manifestoâ€?, entidade promotora do evento. O praticadas atravĂŠs da Internet. Indiciados ainda por autoria de coordenador responsĂĄvel do ANCORAGE-NET, a primeira moderador do colĂłquio serĂĄ Romero de MagalhĂŁes, catedrĂĄtico  (      $  )    rede de investigação sobre agĂŞncias anti-corrupção, LuĂ­s de Sousa jubilado da FEUC, ex-secretĂĄrio de Estado e antigo presidente da de coacção distintas, encontrando-se um deles em regime de pri- ĂŠ, ainda, presidente da TransparĂŞncia e Integridade – Associação Assembleia Municipal de Coimbra. Para aquele clube de polĂ­tica, sĂŁo preventiva. Segundo a Directoria do Centro da PJ, foi atravĂŠs CĂ­vica, ponto de contacto nacional da Transparency International.    +7 %     ' (   de sĂ­tios na Internet que os suspeitos encomendaram diversos A conferĂŞncia serĂĄ moderada por Benjamim Rodrigues, mestre dos territĂłriosâ€?, encarados como pontos de partida e referĂŞncias produtos (de vestuĂĄrio e calçado a medicamentos, passando por em CiĂŞncias JurĂ­dico-Criminais pela Faculdade de Direito da jogos e brinquedos); a entrega terĂĄ ocorrido em locais a que os Universidade de Coimbra e professor do ISCAC. Este ciclo de bĂĄsicas para o desenvolvimento local. arguidos eram alheios. Para liquidação dos encargos contraĂ­dos, conferĂŞncia ĂŠ organizado pela Escola de NegĂłcios de Coimbra. Mealhada: OctogenĂĄria cega violada em casa os indivĂ­duos usaram cheques falsos, por eles contrafeitos, razĂŁo Uma mulher, invisual, foi violada, na semana passada, em           $  €& Presidente da RepĂşblica visitou Penela O Presidente da RepĂşblica, AnĂ­bal Cavaco Silva deslocoucasa, onde se encontrava sozinha, no concelho da Mealhada, Sobre os arguidos recai a suspeita de lesarem cerca de 20 emsoube-se de fontes policiais. A vĂ­tima, que tambĂŠm sofreu agres- presas, mediante entrega de 30 cheques falsos, que, por isso, nĂŁo se a Penela, na Ăşltima semana, onde visitou visitou o Centro de sĂľes corporais, tem 83 anos de idade e o esclarecimento do caso representavam o montante envolvido, superior a 30 000 euros. Estudos de HistĂłria Local e Regional Professor Salvador Dias    €+ # –  %  &( ‰  DiligĂŞncias probatĂłrias levadas a cabo pela PolĂ­cia permitiram Arnaut e a Casa das IndĂşstrias Criativas (SmArtes). Ao inteirar-se raramente a visitam, a mulher frequenta um centro de dia, mas apreender equipamento informĂĄtico, usado na contrafacção de dos projectos que estĂŁo a ser desenvolvidos no concelho e tendo a sua visita o objectivo de promover o empreendedorismo de base pernoita sozinha. cheques, e artigos adquiridos fraudulentamente. local, o Presidente da RepĂşblica lembrou a importância do papel Orquestra ClĂĄssica do Centro: PresumĂ­veis homicidas terĂŁo profanado cadĂĄver das autarquias no desenvolvimento e recuperação econĂłmica do Dois indivĂ­duos foram detidos, pela PolĂ­cia JudiciĂĄria, na paĂ­s. No curto discurso que fez, no salĂŁo nobre do MunicĂ­pio de Vereador faz votos de bonança AntĂłnio Vilhena, vereador socialista da Câmara de Coimbra, zona de Viseu, sob suspeita de assassĂ­nio de outro, cujo cadĂĄver Penela, Cavaco Silva destacou o contributo do poder local e dos faz votos para que a nova mudança de regente artĂ­stico na Orques- (     %  &   #   - municĂ­pio para alavancar projectos, sendo esta participação, no tra ClĂĄssica do Centro (OCC) tenha sido feita mediante sintonia do, ocorrido na ĂĄrea da comarca de Mangualde, seguiu-se uma seu entender, decisiva para a coesĂŁo nacional e o relançamento de todos os ĂłrgĂŁos sociais da instituição. Depois da renĂşncia do tentativa de fazer desaparecer o cadĂĄver, lançando-lhe fogo. Os da economia. Neste pĂŠriplo pela regiĂŁo Centro, o Presidente maestro VirgĂ­lio Caseiro a titular da direcção artĂ­stica, ocorrida arguidos, de 20 e 32 anos de idade, terĂŁo usado um revĂłlver, que da RepĂşblica visitou, ainda, os concelhos de Vagos, Ă gueda e noVerĂŁo de 2010, o seu sucessor, Artur Pinho Maria, acaba de foi apreendido. Segundo a PJ, que contou com a colaboração da Albergaria-a-Velha.

As lĂ­nguas sĂŁo o nosso futuro!

Curso intensivo de espanhol em Junho e Julho

30968

Inscriçþes Abertas


CASAL DE ERMIO

8

03

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.com

DE MAIO DE 2012 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

       

      “O objectivo ĂŠ dinamizar a aldeia e fazer com que Artesanato, produtos as pessoas participem neste endĂłgenos, uma feira de   &ÂŒ  $  velharias e animação quan- fazer isso atrair gente de to baste sĂŁo algumas das fora que aproveita esta proposta da “feira na al- ocasiĂŁo para vir atĂŠ Casal deiaâ€?, uma evento que vai de Ermioâ€?, explica JosĂŠ decorrer em Casal de Er- Humberto, presidente da mio (LousĂŁ), no prĂłximo –  !$&   & O certame num espaço Esta iniciativa, lançada emblemĂĄtico da freguesia, hĂĄ trĂŞs anos, aquando da lugar central onde se junapresentação do brasĂŁo tarĂŁo artesĂŁo, produtores, da freguesia, conseguiu   &+ uma adesĂŁo significativa que nĂŁo falte animação da população e o nĂşmero aos visitantes, foi instalado de artesĂŁo e produtores, um palco que permitirĂĄ a interessados em participar, actuação do grupo musical   & “Cheirinhos do Sulâ€? (sĂĄbaEste ano, no largo do do, 22h00) e do cantor e 5&+    mĂşsico lousanense Ramiro o certame se realizarĂĄ, vĂŁo 7.  $ ‡š Â…Â’2& estar presentes mais de Em 2011, surgiu a ideia duas dezenas de exposi- de promover uma acção de tores, oriundos de Casal solidariedade com o Instide Ermio e, tambĂŠm, de  + $‰ Š

 alguns concelhos da regiĂŁo $  &w    & idĂŞntica iniciativa irĂĄ permiG. B.

tir a recolha de fundos para ajudar a Associação para a Recuperação de CidadĂŁos Inadaptados da LousĂŁ (AR;„2&5 (  ser vendidas rifas e a receita que for obtida reverte para  ( & Ciente das dificuldades que a ARCIL estĂĄ a atravessar, JosĂŠ Humberto sublinha que se trata de “uma instituição que apoia quem precisa e cujo traba 4 3  *& +  '  $3      3  ) *& A cumprir o segundo mandato como presidente da Junta de Freguesia de Casal de Ermio, o autarca admite que este nĂŁo ĂŠ um trabalho fĂĄcil, sobretudo, “quando hĂĄ muito para fazer, quer-se o melhor para a freguesia e o  

  3  *& Apesar do sacrifĂ­cio pessoal que implica o de-

sempenho das funçþes de presidente da Junta, JosĂŠ  ' sido uma caminhada motivadora e, ao mesmo tempo,   *& +  $  tarca, ainda ĂŠ cedo para pensar numa eventual recandidatura, sobretudo, “porque o futuro ĂŠ incerto e pode estar em causa a continuidade da freguesiaâ€?, no âmbito da Reforma da   ( „ & “Gostava que a fregue   & w  completamente em desacordo com aquilo que  "&w $ freguesias como Casal de Ermio e juntĂĄ-las com outras vai fazer com que se percam tradiçþes, hĂĄbitos, as raĂ­zes e parte da identi     ( & NĂŁo me parece que o que se ganha seja superior ao que se perdeâ€?, argumenta    – & Crescimento pode estar em risco

Dados do último Censos, realizado em 2011, revelam que a população residente em Casal de Ermio cresceu cerca de três     & JosÊ Humberto, outrora emigrante, sabe bem que muitos da sua geração foram obrigados a procurar melhor vida longe da sua & )   ‰

      & Contudo, segundo o autarca, as alteraçþes que o Governo quer implementar podem levar a que as pessoas, sobretudo os mais jovens, comecem a abando $& “Se a freguesia for exCertame vai realizar-se no largo do Dr. Pires de Carvalho tinta, hĂĄ o risco de se deitar a perder todo o traMarcos Reis SĂłcio - Gerente balho que conseguimos fazer nos Ăşltimos  &8 Alimentos Naturais | Raçþes - Adubos pequena SEDE: Casal da Senhora Cereais - Sementes | Alimentos para Aves 3220-406 Semide VIVEIROS: Casal de Ermio freguesia Miranda Corvo 3200-010 LousĂŁ Polo Empresarial, Lote 3 como Casal E-mail: Telef.: 239 549 360 - Fax: 239 549 147 3200-010 CASAL DE ERMIO de Er mio, manuelcouceiro@portugalmail.pt Telem.: 964 327 035/36 Telef.: 239 995 152 - Telem.: 937 112 528 31381

31382

PUBLICIDADE

hå uma grande proximi       & % tradiçþes e costumes que

 $ &7 (  ver nada que segure a gente na sua terra e que atraia os jovens, ĂŠ natural que eles procurem outros destinosâ€?,    & Nos dias que correm, com a reduzida capacidade financeira de que dispĂľe, ĂŠ tempo de continuar com algumas pequenas obras de manutenção e deixar grandes projectos para melhores &ÂŒ    responsabilidade e boa gestĂŁo, um esforço partilhado por todos os elementos do executivo da Junta de Fre$  w & Entre a pavimentação do adro da igreja e o arranjo de algumas valetas que precisam de intervenção, JosĂŠ Humberto espera con-

seguir ainda fazer alguns melhoramentos na praia fluvial da Bogueira, um local aprazível que, aproveitando as calmas åguas e as margens do rio Ceira, Ê procurado por centenas de forasteiros nos meses de   & Nos últimos anos, com o objectivo de criar condiçþes excepcionais de lazer, este espaço tem sido alvo  %     ( & w   –  de Freguesia de Casal de Ermio pretende aumentar a årea relvada, tirando partido dos 11 000 metros quadrados de terreno que foram adquiridos pela autarquia e para os quais estå prevista a criação de um parque de lazer e manutenção física, capaz de atrair as pessoas, tambÊm,

;  &

PUBLICIDADE

Alvarå para Construção Civil e Obras Públicas N.º 28994

Pedro Costa 919 445 289 Casal Ermio - 3200-010 LOUSĂƒ Telef.: 239 995 608 - Telem.: 919 739 046 trans.ermienses@iol.pt

Rua da TĂĄbua - Casal Ermio - 3200 LOUSĂƒ Telem.: 917 206 495 (Paulo Vinagre) Telem.: 917 573 672 (Armando)

31399

TRANSPORTES | MOVIMENTAĂ‡ĂƒO DE TERRAS MATERIAIS DE CONSTRUĂ‡ĂƒO | SURRIBAS PLANTAÇÕES E MADEIRAS

31384

Transportes Ermienses, Lda.

31387

                    

JosĂŠ Humberto fala, com entusiasmo, das melhorias que a Junta de Freguesia pretende fazer na praia fluvial da Bogueira


03

QUINTA-FEIRA

CARRIÇO

DE MAIO DE 2012 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

9

www.campeaoprovincias.com

Associação Cultural, Recreativa e Desportiva comemora 35 anos

FĂ´lego renovado para a festa de aniversĂĄrio Ainda a “tomar o pulsoâ€? Ă associação, o res %     Jornal a vontade de “impor mais dinamismo e criar condiçþes para promover iniciativas ligadas Ă  componente recreativa e culturalâ€?. As comemoraçþes do 35.Âş aniversĂĄrio estĂŁo ainda a ser preparadas mas devem ter dois momentos $   & Por um lado, a tradicional prova de rali, que deverĂĄ realizar-se no primeiro fim-de-semana de Julho e, posteriormente, em Setembro ou Outubro, uma festa pensada, sobretudo, para os associados da colectividade. A tradicional prova automĂłvel ĂŠ uma das acti-

  $   levada a cabo, anualmente, Fundada em Março de pela colectividade. Ricardo 1974, a Associação CultuPinto explica que a associaral, Recreativa e Desportição gostava de conseguir va da Freguesia do Carriço  "     (ACRDFC) comemora 35 lendĂĄrio de automobilismo       nacional, contudo, “as mente constituĂ­da, atravĂŠs exigĂŞncias sĂŁo muitas e o de escritura pĂşblica, em investimento avultadoâ€?, 1977. explica o responsĂĄvel. Ao longo de mais de DionĂ­sio Marques trĂŞs dĂŠcadas de existĂŞnAgostinho, membro funcia, a colectividade desta dador da ACRDFC, ĂŠ oufreguesia do concelho de tro dos rostos da associaPombal tem procurado ção do Carriço. nortear a sua participação A ele juntaram-se, hĂĄ 38 na comunidade pela dianos, um grupo homens, namização de acçþes nas respectivamente, CĂŠsar Pevertentes da cultura, do reira, Fausto de Oliveira A nova Direcção pretende apostar mais nas vertentes recreativas lazer e do desporto. Carvalho, Ernesto AndrĂŠ, e culturais Ricardo Pinto ĂŠ o preSĂŠrgio de Jesus Alves, Diosidente da nova Direcção nisio das Neves, Manuel A construção de um da ACRDFC, eleita hĂĄ Marques, JosĂŠ Moleiro, co SimĂľes, Artur Gomes, freguesia. Com o apoio de cerca de uma semana. Victor Fortunato, Francis- Manuel Fernandes, Ma- todos, uns contribuindo pavilhĂŁo multiusos, decinuel Duarte Silva, AntĂłnio para o peditĂłrio outros dida em 2003 e iniciada JordĂŁo, ArmĂŠnio Cadete, com a força do seu traba- no ano seguinte, nĂŁo estĂĄ, Joaquim JosĂŠ, JosĂŠ Augusto lho, o edifĂ­cio construiu-se ainda, absolutamente conNeves, SĂ­lvio Fernandes e, em 1977, viria a ser a cluĂ­da. Trata-se de um equipaSilva, Victor Neves e Lino casa da ACRDFC, constiPedro JĂşnior, com o objec- tuĂ­da por escritura pĂşblica mento destinado a servir a freguesia e proporcionar tivo de criar uma comissĂŁo nesse mesmo ano. Empenhada em servir condiçþes para que posdestinada a promover as festas populares em mol- a comunidade, a colecti- sam ser dinamizadas um des diferentes das que se vidade proporcionou ins- conjunto alargado de actirealizavam jĂĄ na localidade. talaçþes Ă Casa do Povo, vidades, sobretudo, ligadas A ComissĂŁo Adminis- cedeu espaço para o posto ao desporto. A vontade de apostar trativa de Festas do Carriço, clĂ­nico e para a Junta de entĂŁo presidida por CĂŠsar Freguesia, acolheu o Clube em iniciativas de carĂĄcter Fernandes Pereira, viria a de Caçadores e Pescadores cultural e recreativo, de cumprir o seu desĂ­gnio e, da Freguesia do Carriço e o dar condiçþes Ă  prĂĄtica tambĂŠm, a lançar a semente Agrupamento de Escutei- de novas modalidades do que se tornaria, mais ros 891, que aĂ­ desenvol- desportivas e, de uma veram a sua actividade em forma geral, de promotarde, na ACRDFC. ver uma aproximação dos Outras missĂľes, sem- determinada altura. Devido Ă s contingĂŞn- associados Ă  colectividapre em prol da comunidade, foram desenvolvidas cias financeiras, um dos de ĂŠ um objectivo assupor este grupo de homens, projectos mais importantes mido pela nova Direcção tal como a construção de para a actividade da colec- e que honra os mais de O rali, realizado hĂĄ vĂĄrios anos, ĂŠ um dos eventos mais importantes um edifĂ­cio destinado a tividade do Carriço arrasta- 30 anos de histĂłria da dinamizados pela associação colectividade. albergar vĂĄrios serviços da se hĂĄ quase uma dĂŠcada. G. B.

31279

PUBLICIDADE

Telef.: 965 524 879 - E-mail: doctorcar@gmail.com FONTINHA - 3105-060 CARRIÇO

PADARIA & PASTELARIA

DionĂ­sio Marques Agostinho, Lda.

Felicita a ACRD da Freguesia do Carriço prelo seu Aniversårio

|

www.padariadionisio.com

bĂŠm Tam ens auto g eis lava com ombustĂ­v ec

31289

info@padariadionisio.com

31285

Sede Rua da padaria, n.º 1/3, 3105-057 CARRIÇO, T 236 959 330 | F 236 959 331 Loja I Largo Caras Direitas. Buarcos, 3080-254 FIGUEIRA DA FOZ, Gsm 968 010 196 Loja II Rua Dr. Luís Carriço, n.º 9, 3080-189 FIGUEIRA DA FOZ, T 233 411 809 Loja III R. V. Gama ao Lg. Mato, n.º 8, 3080 FIGUEIRA DA FOZ, T 233 422 495 | Gsm 965 802 766


10

SANTO ANTÓNIO DOS OLIVAIS www.campeaoprovincias.com

03

QUINTA-FEIRA

DE MAIO DE 2012 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

De 05 de Maio a 03 de Junho

Romaria antiga anima largo e a freguesia

PUBLICIDADE

em Miranda do Corvo, junta-se o artesanato produzido por cidadãos de Mar rocos e de outros países do Norte de África. Um restaurante a funcionar no local, os vendedores de farturas e um carrossel para os mais novos ajudam a manter o interesse da romaria e a atrair visitantes, ao longo de quase um mês de festa, onde não falta um programa de animação que integra a actuação de diversos grupos etnográficos, um coro e um espectáculo dedicado ao fado de Coimbra. Francisco Andrade lembra a importância de adaptar a romaria, como muita gente a conheceu no passado, aos tempos De tempos idos, permanece o registo fotográfico, actuais. de vendedores de louça e peças de barro que “Temos de ser realistas. A festa perdeu parte da sua enchiam o largo dos Olivais identidade e importância anos, ainda chegou a fazer- das gentes locais, outrora porque o espaço onde ela se junto à calçado do Gato afamada festa que atraía se realiza deixou de ser o e na praça do Ultramar, romeiros de toda a região. mesmo. Já não há carros junto ao liceu de D. Maria, “Com o passar dos anos, de bois carregados nem o contudo, a romaria viria perdeu-se um pouco da arvoredo, onde as pessoas a regressar ao seu sítio de tradição mas não quere- se sentavam e partilhavam  )%     3- mos deixar que se acabe o farnel. Tudo mudou, mas com esta romaria”, sus- procuramos manter a tracada de 90 [séc. XX]. tenta Francisco Andrade. dição através da presença Tradição ajustada ¥  7- dos ranchos folclóricos, bastião da Eira e Faustino que nos permitem trazer A Junta de Freguesia Fernandes, que trazem o registo do passado, dos de Santo António dos Oli- das suas terras, respec- costumes e do legado culvais tem assumido, com tivamente, a louça típica tural”, sustenta o autarca. entusiasmo, manter vivo de Barcelos e as peças de Prolong ando-se ao este registo da identidade barro preto produzidas longo de quase um mês, a romaria do Espírito ESPECIAL FRANCESINHA SIMPLES Santo culminará com 3,50\ o Cor tejo do Imperador de Eiras – que chegará nesse dia ao Mosteiro Av. Dias da Silva, 112 - 3000-135 COIMBRA de Celas –, Telef.: 239 406 651 um registo final adequado, pois, indicam os historiadoAnibal Almeida Nave, Herdeiros res, as festas das duas freguesias têm uma ligação Rua António Jardim 68/70 - Coimbra secular.

Mini Mercado

Mercearia | Vinhos | Gás Telef.: 239 711 278

PUBLICIDADE

Mini-Mercado “Pacheco” de Fernando A. M. Pereira Rua Dr. Daniel de Matos, n.º 120 3030-049 Coimbra - Telef.: 239 714 677

31323

A actuação de grupos etnográficos ajuda a animar a romaria e a preservar as tradições

As tabernas improvisadas e os vendedores de louça em barro faziam desta uma romaria particularmente concorrida. Não se sabe, exactamente, quando terá surgido, contudo, alguns registos de época comprovam que se trata de uma festa popular antiga. Do jornal “Notícias de Coimbra”, de 1907, Francisco Andrade lembra um episódio pitoresco, protagonizado por um magala que levou uma bofetada de uma sopeira por lhe ter mandado um piropo. Na notícia podia ler-se, em jeito de conclusão, que naquele ano, a feira não tinha tido “grandes atracções nem grandes casos”, porquanto, concluía-se, “o vinho era mais fraco”. Anos mais tarde, a importância desta romaria continua patente no jornal “Eco dos Olivais”, de 1938, que abria com o título “Salvé, romeiros!”. Os tempos de tamanho entusiasmo já lá vão, fruto de uma sociedade que mudou e de uma freguesia, também, que cresceu e se modificou, fazendo desta uma festa estimada mas, inevitavelmente, com moldes diferentes do antigamente. Tradicionalmente, é no largo dos Olivais que a romaria do Espírito Santo se realiza. Durante alguns

31325

Uns pagam promessas. Outros vêm comprar peças em barro. Há, também, os que aparecem no largo para comer uma fartura ou, simplesmente, assistir aos espectáculos. A romaria do Espírito Santo, em Santo António dos Olivais (Coimbra), é uma daquelas festas em que a vertente popular e o culto religioso se misturaram e, ao longo dos tempos, com mais ou menos força, continuam a ser um registo da identidade e das tradições das gentes locais. Pelo calendário religioso, as festas em honra do Divino Espírito Santo realizam-se sete semanas depois da Páscoa. Na fre-

guesia de Santo António dos Olivais, a ancestral romaria vai decorrer de 05 de Maio a 03 de Junho, no largo do Padre Estrela Ferraz, combinado o registo possível da tradição com os tempos actuais. Francisco Andrade, presidente da Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais, recorda os tempos em que as pessoas vinham para o local da romaria, em grande número, montadas em carros de bois, em família, trazendo o farnel para a merenda partilhada que haveria de se fazer por entre o arvoredo. “Cada um trazia um petisco e depois juntavam-se todos, por aí. Assim se criaram grandes amizades”, lembra o autarca.

31249

G. B.


03

QUINTA-FEIRA

DIA DA MÃE 06 de Maio

DE MAIO DE 2012 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

www.campeaoprovincias.com

11

tapas cervejaria Para um momento delicioso...

Rodízio de Marisco e Bivaldes

31292

Preços Especiais para grupos

31340

R. Alexandre Herculano, 8 - 3000-019 Coimbra Telef.: 239 820 168

Horário: Manhã: 2.ª e 3.ª - Encerrado 4.ª a 5.ª 12H às 14H 6.ª, Sáb. e Dom. - 12H às 14:30H Tarde: 2.ª a Dom. - 19H às 22H Urbanização do Mercado, N.º 9 - Loja 2 3150-131 Condeixa-a-Nova

239 948 800 | 915 451 244 ENTREGAS GRÁTIS AO DOMICÍLIO

APOIO DOMICILIÁRIO 24 HORAS

7 DIAS POR SEMANA 365 DIAS POR ANO

O Manequim

Acompanhamento - Higiene e Conforto Apoio na alimentação - Limpezas domésticas Babysitting NO CONFORTO DA SUA CASA

31245

Tecidos Exclusivos

31341

Telm.: 965 428 381 | 932 013 490 | 915 391 740 Email: ventosdasaudade@gmail.com - www.ventosdasaudade.com

Celebre connosco este dia tão especial!

Tecidos de Alta Costura as!!! para Mães Perfeit Agora em Coimbra Av. Calouste Gulbenkian, Lote 7 Loja 23 - Celas - C.C. Primavera Telef.: 239 482 799 o-manequim@hotmail.com www.facebook.com/omanequim

31246

VENTOS DA...

Serviços de Almoços e Jantares Aberto das 08H00 às 23H00

239 780 666 Vale das Flores e Olivais Ofereça à sua Mãe um dia especial no Restaurante Grazina!

31291

31342

Av. Fernão de Magalães, 619 Ed. Mondego, Loja 13 3000-178 Coimbra Telefone: 239 823 053 Telemóvel: 913 543 659 (PDLORJDU¿QKRDSRUWXJXHVD#JPDLOFRP

Telef.: 239 701 460 - Telem.: 966 942 659 Estrada da Beira, 389 r/c - 3030-426 COIMBRA

233 946 423

Caldeirada de enguias com ensopado Enguias fritas Vinhos de marca

31231 30952

Encerra à 3.ª Feira

31402

Especialidades da Casa


12

FERNANDO OLIVEIRA RODRIGUES SILVA

03

QUINTA-FEIRA

DE MAIO DE 2012 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

www.campeaoprovincias.com

Cantanhede

Empresa comemora o 38.º aniversário

A equipa da empresa Fernando Oliveira Rodrigues Silva é liderada por Cristina e Maria do Céu Silva (à direita)

as promessas não se concretizaram e a minha ambição era andar para a frente e não para trás”, acrescenta, reconhecendo que “na altura foi um risco tremendo”. O que

PUBLICIDADE

Felicitamos a Ferragsil pelos seus 38 anos e desejamos votos de sucessos futuros

VHPHQWHV

f lora LXVLWDQD

Já a armazenista Ferragsil tem instalações na Zona Industrial de Cantanhede (lote 62)

é muito importante, nota, é ter gosto e conhecimento da actividade, “depois o sucesso empresarial vem por arrasto”. Outra regra de ouro do empresário é “servir a empresa e não o próprio investidor”, pois, só assim, defende, “se pode formar uma grande empresa, sólida e com lucro”. “Até 2010 temos vindo sempre a crescer e nos últimos anos a manter os resultados, o que já é bom, tendo em conta a conjuntura”, observa Fernando Silva,       relação ao futuro. O sucesso deve-se “ao muito esforço e dedicação dos empregados e de nós próprios”, considera o sóciogerente, dando como exemplo o facto de “ser sempre o primeiro a entrar e o último a sair”. Ao contrário do que se pode julgar, esta é uma área “muito complexa” já que tem muitas variantes. “A formação de um empregado custa muito, porque em média uma pessoa demora três anos a aprender o ofício. E este tem de ter gosto e muitos conhecimentos matemáticos”, defende Fernando

Silva, observando que só para o sector da construção civil há pregos com 14 medidas distintas, para além de haver pregos de muitos outros tipos. “É preciso conhecer os produtos para se servir bem o cliente, porque cada um tem uma forma diferente de se referir às peças”, acrescenta o empresário. Ferragsil aposta na importação e exportação

Importadora e exportadora de ferragens, ferramentas e máquinas, a Ferragsil vende produtos para todo o país, através da sua loja on line (acessível em www.ferragsil.pt), embora o grosso dos seus clientes se centrem na região Centro. Além de se abastecer junto de fábricas nacionais, sobretudo do Norte do país, que é onde se localiza a indústria deste sector de actividade, a Ferragsil importa directamente alguns artigos da China, que tem preços bastante competitivos. “Temos sempre cerca de meia dúzia de produtos em promoção. Quem quiser fazer bons negócios pode ir

ao nosso site, onde temos todos os nossos artigos e as promoções semanais”, conta o empresário. A exportação para mercados como a Guiné, S. Tomé, Cabo Verde e Angola foi outra das apostas da empresa, que já “chegou a vender um contentor por mês” para África. Há praticamente meio século no ramo, Fernando Silva orgulha-se de ter uma “excelente relação com fornecedores e clientes”, que considera como “amigos de longa data”. Fernando Silva, que foi o primeiro empresário a investir na Zona Industrial de Cantanhede (posteriormente vendeu o lote para construir noutro), defende que Cantanhede devia ter “uma zona só para a indústria e outra para o comércio”. “Se se tem arranjado uma zona para concentrar o comércio fora do centro, com boas acessibilidade e áreas de estacionamento, julgo que o sector estaria melhor”, relata. A introdução de sinalética relativa às empresas da Zona Industrial é outra das reivindicações do empresário.

PUBLICIDADE

Sede/Armazém Rua Santo António - apartado 5 3060-156 Cantanhede tel. 231 419 570 fax 231 419 579 HPDLOÀRUD#ÀRUDOXVLWDQDSW ZZZÀRUDOXVLWDQDSW

FERRAMENTAS PARA AGRICULTURA FERRAMENTAS PARA CONSTRUÇÃO CIVIL CABOS PRODUTOS DIVERSOS FERRAMENTAS DE MONTAGEMS DE LINHAS AÉREAS FERRAMENTAS DE JARDINAGEM

os

elos seus 38 an

ragsil p Parabéns à Fer

Apartado 65, 3534-909 Mangualde Telef.: 232 611 931 - Fax: 232 611 388 - geral@verdugo.pt

31379

A empresa Fernando Oliveira Rodrigues Silva, localizada no centro de Cantanhede, completa em Junho o seu 38.º aniversário. Dedicada ao comércio de ferragens, ferramentas e máquinas, a empresa é liderada por Fernando Silva. O empresário tem ainda a Ferragsil, com instalações na Zona Industrial de Cantanhede, que está vocacionada o comércio a retalho. “Estamos entre as melhores 500 empresas do distrito de Coimbra, mas se tirarmos aquelas que acima de nós dão prejuízo estamos entre as 100 maiores”, comenta o sócio-gerente. As empresas de Fernando Silva comercializam todo o tipo de máquinas manuais

e eléctricas usadas em carpintarias, serralharias e bricolage, assim como ferramentas e ferragens de “todo o tipo e feitio”. “Este é um sector de actividade que tem uma in    $ *  empresário, adiantando que as referências são na ordem dos vários milhares. Fernando Silva lançouse por conta própria, aos 22 anos, após a revolução de 25 de Abril, em 1974, “com um Fiat e 30 contos no bolso”. '8(  % *  

 mas a seu favor tinha “a grande credibilidade” que granjeava junto de fornecedores, já que trabalhava no ramo desde os 11 anos de idade. “Depois de vir do exército, fui para o mesmo sítio onde estava empregado, mas

BOMBOS | PENEIRAS | CABOS | RATOEIRAS | CRIVOS | ARCOS

Parabéns à Ferragsil pelos seus

38 anos

Rua Professora Bernardina Dias Paiva, n.º 40 - 4505-571 Pigeiros VFR Telef.: 256 911 286 | Fax: 256 918 247 - Telem.: 966 028 836 e 965 737 530 - E-mail: geral@crival.com.pt

31374

BENEDITA OLIVEIRA


03

QUINTA-FEIRA

“BAIXA� DE COIMBRA

DE MAIO DE 2012 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

13

www.campeaoprovincias.com

Novo Clientes do comĂŠrcio tradicional com desconto no teatro espaço A Escola da Noite        em qualquer um dos esta- ĂŠ, no entanto, acumu- Entre 1996 e 2002 esteve cultural mantĂŠm ao longo des- 20 por cento na aquisição belecimentos participan- lĂĄvel com os descontos instalada numa antiga gate ano, em parceria com de bilhetes para o Teatro tes, os clientes recebem normalmente praticados ragem no PĂĄtio da Inquida Canção cerca de quarenta lojas da Cerca de SĂŁo Bernardo. um vale de desconto de (estudantes, maiores de sição, sendo que desde da “Baixaâ€? da cidade de Com esta campanha, 20 por cento, que pode- 65 anos, entre outros). 2008 estĂĄ instalada no de Coimbra Coimbra, a campanha a companhia pretende rĂŁo utilizar quando se A Escola da Noite assi- novo Teatro da Cerca No Teatro da Cerca de SĂŁo Bernardo

“TEATRO em NA BAI:*&Š  "rem compras nos estabelecimentos aderentes bene-

reforçar o seu contributo para a dinamização da zona. Ao fazerem compras superiores a 20 euros

deslocarem ao Teatro da Cerca de SĂŁo Bernardo. A campanha limitada a um vale por bilhete

nala em 2012 vinte anos de actividade. Metade deste perĂ­odo passou-o na “Baixaâ€? de Coimbra.

de SĂŁo Ber nardo, do qual ĂŠ a entidade gestora e programadora.

Aberto todos os dias Das 9h30 Ă s 00h00

Promoção da Saúde oral

Legião da Boa Vontade com acção para os idosos primeira terça-feira de cada mês. Sendo de participação gratuita, requer, apenas, uma inscrição prÊvia, atravÊs do telefone 239 821 260. Excepcionalmente, em Maio, o primeiro encontro realiza-se no dia 08.

Rua Adelino Veiga n.º 33 r/c - Coimbra Telef.: 239 053 651 – 239 054 929 Telem.: 926 280 296

       

     ! " #$% 



Mercado de D. Pedro V engalanado para a festa dos estudantes

e as 13h00, hĂĄ um RESTAURANTE momento musical pela Tuna de Enfermagem de Coimbra, enCozinhaa tre outras Regional all “Mais de surpreA O 40 anos R R G sas. CE MIN ao seu

007

EN DO AO

No cafĂŠ de Santa Cruz

&HQWUR&RPHUFLDO6RÂżD Loja 10 Coimbra

Funerais | Cremaçþes | Flores Serviço Permanente Autofúnebres Modernos

Aurea & Paulo, Lda.

3DVWHODULDVH5HVWDXUDQWH Feliz Dia da MĂŁe BAIXA DE COIMBRA (atrĂĄs da loja do cidadĂŁo)

Ă“SWLPDV FRQGLo}HV SDUDEDQTXHWHV HUHXQL}HV

Sede: Rua dos LeitĂľes, n.Âş 45 - Qta. FĂŠtal Santa Clara - 3040-030 Coimbra Telef.: 239 438 651 - Fax: 239 437 174 Loja 1: Rua da Gala, n.Âş 45 - Baixa de Coimbra 3000-197 Coimbra - Telef.: 239 821 001

5XDGD6R¿D5XD-RmRGH5XmR Coimbra – Telef.: 239 823 655

OURIVESARIA COSTA

$8*8672 *21d$/9(6

FUNERĂ RIA BORRALHO

/RMD5XD-~OLR0DUTXHV7HOHI60%LVSR /RMD/DUJRGDV2ODULDV7HOHI&RLPEUD /RMD5XD'U0DQXHO5RGULJXHV$UQDGR

6(*8526

OURO - PRATAS JĂ“IAS - RELĂ“GIOS

De: Agência Funerária Agostinho, Lda. Telm.: Telef./Fax: 239 820 560 Telef.: 239 991 469 - Couraça dos Apóstolos, 54 &2,0%5$

COIMBRA

3UDoDGR&RPpUFLRQž¹&RLPEUD

31320

Especialidades em Grelhados no Carvão: Bacalhau à Lagareiro Polvo à Lagareiro - Cachaço de Porco Preto na Brasa Rua Mårio Pais, N.º 18 - 3000 Coimbra Telef.: 239 823 046 - Telem.: 936 252 599

R. Combatentes da Gr. Guerra, 70 - 3130-221 Soure Fax.: 239 507 440 - Tel: 239 507 438 Av. FernĂŁo MagalhĂŁes, 438 - 3000-173 Coimbra Tel./Fax.: 239 832 002 - geral@augustoseguros.com



No cafĂŠ de Santa Cruz, emblemĂĄtico espaço localizado na praça de 08 de Maio, em plena “Baixaâ€? xaa conimbricence, prosseguem ass noites dedicadas ao fado de Coimbra. Durante o mĂŞs de Maio, com espectĂĄculos de entrada gratuita, o cartaz musical tem agendados concertos para os dias 03, 04 e 05, sempre Ă s 22h00.

5XD6DUJHQWR0RU&2,0%5$ Tel. 239 822 936 - $WUiVGR%DQFRGH3RUWXJDO

31286

Noite dedicadas ao fado de Coimbra

serviço�

31313

conjunto de iniciativas, promovidas pelos Amigos do Mercado, com o objectivo de animar àquele espaço comercial. No próximo såbado, entre as 11h00

Camisaria Lingerie TĂŞxteis-Lar &RQIHFo}HVGH6HQKRUD +RPHPH&ULDQoD $UWLJRVGH%HEp

PARDAL

Consertos em calçado, carteiras, cintos, etc.

Aproveite as novas coleçþes. Orçamentos gratuitos. Colocaçþes gratuitas em cortinados e estores. Novidades em calhas e varþes.

31230

Desde o inĂ­cio da semana que o Mercado deD.PedroV,emCoimbra,seencontraenfeitado com motivos alusivos Ă Queima das Fitas. “Fitas no Mercadoâ€? ĂŠ mote para um

Super RĂĄpido

Aberto aos SĂĄbados Ă tarde

31313

Queima das Fitas de Coimbra

5XD$GHOLQR9HLJDž'WR 3000-003 Coimbra Telef.: 239 829 268

31410

dade de Évora, onde desenvolveu o gosto pela aguarela, assumindo, desde então, uma percepção ão o muito própria do mundo e da natureza, atravÊs do desenho e da pintura.

31312

ser visitada de segunda a sextafeira, das 10h00 Ă s 12h30 e das 14h00 Ă s 17h30, fazem parte 12 telas, criadas pelas artistas atravĂŠs da tĂŠcnica de aguarela. Natural de Coimbra (1970), Helena A. Duarte concluiu o curso de Arquitectura PaisagĂ­stica na Universi-

31322

Inaugurada, ontem, na Galeria de Arte e Centro de Mutualismo d’A Previdência Portuguesa, em Coimbra, a exposição de pintura de Helena A. Duarte vai estar patente ao público atÊ ao dia 30 de Maio. Desta mostra, que pode

31328

$YDOLDGRU2ÂżFLDO GH,1&0RHGD

31240

tendo como pĂşblico-alvo a população sĂŠnior, os familiares, cuidadores formais e informais, auxiliares de lares e funcionĂĄrios de centros de dia. A palestra sobre “SaĂşde Oral na Terceira Idadeâ€? ĂŠ dinamizada pela LBV na

31318

a sensibilização sobre o tema “SaĂşde Oral na Terceira Idadeâ€?. Orientada por uma mĂŠdica dentista, esta acção vai realizar-se nas instalaçþes da LBV, localizadas na “Baixaâ€? conimbricense (rua de SimĂľes de Castro, n.Âş 147),

5XDGD6R¿DQ¾&RLPEUD 7HOHI7HOHP Ribeira de Frades - Fax: 239 982 390

5XD)HUUHLUD%RUJHV¾ &2,0%5$ Telef.: 239 822 638

31326

Entre os meses de Maio e Outubro, no âmbito do Ano Europeu do Envelhecimento Activo e da Solidariedade entre Geraçþes, a Legião da Boa Vontade (LBV) vai promover, em Coimbra, um conjunto de iniciativas vocacionadas para


14

EMPRESAS & NEGĂ“CIOS www.campeaoprovincias.com

Casa de SaĂşde Rainha Santa Isabel

BENEDITA OLIVEIRA

A Casa de SaĂşde Rainha Santa Isabel, pertencente ao Instituto das IrmĂŁs Hospitaleiras, criou recentemente um novo projecto de apoio na ĂĄrea mental. O projecto “Samaritanoâ€? visa prestar apoio em regime de ambulatĂłrio, no domicĂ­lio e junto da comunidade da regiĂŁo das Terras de SicĂł, a pessoas portadoras de doença mental e respectivas famĂ­lias. Executado por uma equi    zados nas ĂĄreas da psiquiatria, enfermagem, serviço social e terapia ocupacional, o projecto jĂĄ apoia 30 famĂ­lias. “O nosso apoio nĂŁo ĂŠ ao nĂ­vel das actividades da vida diĂĄria, mas ao nĂ­vel da patologia familiarâ€?, referiu a enfermeirachefe Dilma Aleixo, explicando que a problemĂĄtica da saĂşde mental tem de ser trabalhada com toda a famĂ­lia. A psicoeducação ĂŠ essencial nesta ĂĄrea para que a famĂ­lia e em especial o cuidador do doente saibam como lidar com a doença que, continuou a especialista, nem

sempre exige internamento. O projecto “Samaritanoâ€? abrange a regiĂŁo de SicĂł, sendo uma resposta Ă comunidade exterior promovida em articulação com as câmaras municipais. Com 380 utentes, a Casa de SaĂşde Rainha Santa Isabel destaca-se na ĂĄrea da saĂşde mental, por privilegiar a reabilitação. Exemplo paradigmĂĄtico   (  vendas da Quinta das RomĂŁnzeiras, inseridas numa quinta pedagĂłgica, que apostam na reabilitação das utentes. Esta instituição, defendeu o directorgerente, Miguel QueirĂłs, “procura aumentar a qualidade de vida das pessoas com doença mental e dar-lhes a possibilidade de terem outro tipo de vidaâ€?. Actualmente, a Quinta das RomĂŁnzeiras acolhe 20 mulheres que ao longo do dia desenvolvem diversas actividades, entre as quais as lides domĂŠsticas e alguns trabalhos agrĂ­colas na quinta pedagĂłgica que conta com o patrocĂ­nio da Fundação EDP. “Elas sĂŁo independentes

ao cafĂŠ ou fazer um passeio se quiserem, sendo que todos os dias tĂŞm de cĂĄ virâ€? para realizar diversas actividades ocupacionais, precisou Miguel QueirĂłs. A Casa de SaĂşde Rainha Santa Isabel pertence Ă Congregação das IrmĂŁs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus, que foi fundada, em Ciempozuelos, Madrid, em 1881, por S. Bento Menni e pelas irmĂŁs Maria Josefa Recio e Maria Angustias Gimenez. A Miguel QueirĂłs e Duarte FalcĂŁo, respectivamente Congregação estĂĄ actualmente director-gerente e director clĂ­nico espalhada pelo mundo inteiro, atĂŠ certo ponto, porque tĂŞm perspectiva ecolĂłgica e biolĂł- num trabalho desenvolvido sempre monitores a trabalhar $ $    sempre com o objectivo de com elas e a orientĂĄ-las. No vasto, jĂĄ que funciona como ajudar o prĂłximo. A primeira casa em Porfundo, ĂŠ uma espĂŠcie de escola ponte para a comunidadeâ€?, tugal surgiu 1894 em Idanha, para elas voltarem a adquirir acrescentou o mĂŠdico. alguns hĂĄbitos do quotidianoâ€?, Aberta a visitas de estudo, Belas, concelho de Sintra, sencontinuou Miguel QueirĂłs, re- a Quinta PedagĂłgica permite do que actualmente existem 12 alçando que este projecto “estĂĄ que os alunos tenham contacto centros hospitaleiros em todo a funcionar com muitos bons com a agricultura biolĂłgica e o paĂ­s, incluindo o arquipĂŠlaresultadosâ€?. com as utentes da instituição, go da Madeira e dos Açores. A instituição tem ainda contribuindo desta forma para Em Condeixa, a congregação “unidades de ganhos de auto-   (  4 estĂĄ desde 1959, fazendo um trabalho meritĂłrio na ĂĄrea da nomia que permitem que as doença mental. utentes façam a aprendizagem Numa Ăşltima fase do pro- saĂşde mental e entre as quais das tarefas diĂĄrias e da me- cesso da reabilitação, as utentes se contam patologias como dicaçãoâ€?, referiu por sua vez podem ainda transitar para um a esquizofrenia, doenças biDuarte FalcĂŁo, director clĂ­nico, dos trĂŞs apartamentos que a polares e demĂŞncias como o adiantando que as utentes Casa de SaĂşde tem no exterior alzheimer. A Casa de SaĂşde da Rainha “transitam depois para a Quin- – nas quais estĂŁo neste mota PedagĂłgicaâ€?. mento 15 doentes – e que lhes Santa Isabel estĂĄ instalada numa “A Quinta PedagĂłgica, permite “ter uma vida quase ĂĄrea com 8,9 hectares e conta alĂŠm de tratar a terra numa normalâ€?. “Elas vĂŁo Ă s compras, com 250 colaboradores.

   " '  (  & " % %    

Grupo CH distinguido na categoria de formação O Grupo CH venceu a eleição dos “Melhores Fornecedores RH 2012â€?, promovido recentemente pela Associação Portuguesa dos Gestores e TĂŠcnicos dos Recursos Humanos, na categoria Formação, Coaching e Desenvolvimento +  & O galardĂŁo Melhores Fornecedores de RH 2012 ĂŠ uma iniciativa da associação, em parceria com as empresas Qmetrics e MĂ­nimos Quadrados, com base num estudo de opiniĂŁo efectuado junto de organizaçþes clientes de produtos e serviços para recursos humanos. A coordenação cien#    $  por Manuel Vilares (professor catedrĂĄtico do Instituto Supe-

rior de EstatĂ­stica e GestĂŁo de Informação da Universidade Nova de Lisboa). Os resultados foram apurados a partir de um conjunto de inquĂŠritos de avaliação respondidos pelas empresas clientes dos candidatos nas oito categorias a concurso. “O reconhecimento dos clientes ĂŠ sempre um prĂŠ    (  a principal razĂŁo de existirmos. O objectivo do Grupo CH ĂŠ a consolidação da nossa visĂŁo de negĂłcio, de sermos reconhecidos pelo mercado como lĂ­deres de excelĂŞncia, em tudo  " * Eva Matos, Coordenadora Operacional da CH Academy do Grupo CH. Desde 2010 que a CH

tem seguido uma trajectória de     sionalização de todo o modelo de negócio. Fundado em 2005, o Grupo CH Ê constituído por cinco empresas que trabalham no sentido de oferecer aos clientes soluçþes integradas. Dele fazem parte a CH Business Consulting, especialista em consultoria de gestão de pessoas e organizaçþes; CH Academy que aposta na formação e desenvolvimento de pessoas; KWL, empresa direccionada para a implementação de sistemas de gestão; Monstros & Companhia, centrada na comunicação e Burocratik especializada em design e branding. Em

O prĂŠmio foi recebido por Eva Matos, coordenadora Operacional da CH Academy do Grupo CH

2011 o Grupo CH centrou a estratÊgia de comunicação no reconhecimento do mercado, tendo sido distinguido com vårios prÊmios em diferentes åreas como qualidade, satisfa-

ção das pessoas, pråticas de gestão, gestão de talento, liderança, envolvimento organizacional, comunicação interna, resultados, satisfação de clientes e excelência.

CrÊdito Agrícola lança campanha CA Clube A

CrĂŠdito AgrĂ­cola dĂĄ mais vantagens aos Associados O CrĂŠdito AgrĂ­cola acaba de lançar a campanha “CA Clube Aâ€? e de alargar o leque de parceiros que concedem descontos que podem chegar aos 70 por cento. O CartĂŁo Clube A funciona como        

Clube e pode ser usado na vertente de crÊdito ou dÊbito,         isenção de anuidade vitalícia. Os associados do Clube A usufruem ainda de dez por cento de desconto em comissþes do preçårio de produtos

e serviços, de descontos nos seguros das companhias do Grupo e num vasto leque de parceiros, cada vez mais abrangente. Para ser associado do CrÊdito Agrícola basta subscrever um mínimo de 100 títulos de

capital social no valor unitĂĄrio de cinco euros. A campanha estĂĄ disponĂ­vel nos balcĂľes do CrĂŠdito AgrĂ­cola atĂŠ 29 de Junho. O “CA Clube Aâ€? oferece descontos em viagens, em serviços auto, em saĂşde e bem estar e em hotĂŠis.

QUINTA-FEIRA

DE MAIO DE 2012 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

B R E V E S

Projecto leva apoio na ĂĄrea mental ao domicĂ­lio ABERTURA 1959 DIRECTOR-GERENTE Miguel QueirĂłs MORADA Rua Padre Bento Menni, 3150-146 Condeixa SĂ?TIO www.irmashospitaleiras.pt/csrsi

03

O CrĂŠdito AgrĂ­cola de Coimbra, devido Ă s suas raĂ­zes e caracterĂ­sticas muito prĂłprias, ĂŠ desde sempre um “Banco de Proximidadeâ€?, sendo este facto um aspecto que positivamente o diferencia.

Atena celebra aniversårio com campanha Para assinalar o 23.º aniversårio, a Atena Joalharia oferece aos clientes um desconto especial de 25 por cento em peças de prata e joalharia, numa campanha que se prolonga atÊ 12 de Maio. A Atena distingue-se pela garantia de um serviço personalizado de atendimento que aposta na diferenciação, selecção, qualidade e criatividade, e por uma constante actualização das suas colecçþes, acompanhando sempre as últimas tendências. Todas as peças da Atena são sujeitas a um critÊrio rigoroso de qualidade e estão disponíveis na loja de Coimbra, situada na Alameda Calouste Gulbenkian.

ACIB realiza seminĂĄrio sobre RelatĂłrio Ăšnico A Associação Comercial e Industrial da Bairrada (ACIB) vai promover na prĂłxima terça-feira, dia 8 de Maio, pelas 15h00, no Espaço Inovação, na Zona Industrial de Vila Verde, em Oliveira do Bairro, um seminĂĄrio subordinado ao tema “RelatĂłrio Ăšnico Enquadramento legal e todos os seus anexosâ€?. Este ano o relatĂłrio Ăşnico deverĂĄ ser entregue por meio informĂĄtico de 2 de Maio a 15 de Junho. A acção ĂŠ destinada aos responsĂĄveis pela organização dos serviços de segurança e saĂşde nas empresas, responsĂĄveis de recursos humanos, empresĂĄrios, gestores, contabilistas e outros que possam eventualmente achar o tema  3  (  profissional. O modelo entrou em vigor em 2010 e reĂşne informaçþes atĂŠ antes dispersas. A sessĂŁo conta com intervençþes de Francisco JosĂŠ Silva, coordenador da Autoridade para as Condiçþes do Trabalho na Loja do CidadĂŁo de Aveiro e Alexandre Sales, da EuroPGS.

Worten com

  &  

 energÊtica A Worten promove atÊ terça-feira, dia 8 de Maio,     ‰

 energĂŠtica que oferece descontos em talĂŁo na compra de grandes domĂŠsticos de classes energĂŠticas A. Os descontos, em talĂŁo, podem ir dos 50 aos 200 euros. No perĂ­odo desta campanha, as lojas Worten oferecem ainda um desconto adicional de 20%, em talĂŁo, em todos os artigos de encastre.


03

QUINTA-FEIRA

COMÉRCIO E SERVIÇOS

DE MAIO DE 2012 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

15

www.campeaoprovincias.com

Especialistas

CRECHE | ED. PRÉ-ESCOLAR ATL | APOIO DOMICILIà RIO

Empresa Licenciada para abate de veĂ­culos HPÂżPGHYLGD

em todo o tipo

Fazemos recolha porta-a-porta gratuitamente! Vendemos todo o tipo de peças usadas

de cobertura, e Construção Civil

31070

CONSTRUĂ‡ĂƒO, RENOVAĂ‡ĂƒO EdifĂ­cios, Apartamentos, Moradias

Tlfs. 912 004 668 / 963 541 046 Fax - 239 928 103 E-mail - imprilar@gmail.com

TRANSPORTE DE CRIANÇAS DE/ PARA O CENTRO

COMPRAMOS, TRANSPORTAMOS E RECOLHEMOS 9HtFXORVXVDGRVVLQLVWUDGRVRXHP¿PGHYLGD - Todo o tipo de metais ferrosos e não ferrosos www.recipremio.com | geral@recipremio.com | 919 464 817 Sede: Zona Industrial de Vidais, Lt1 - Quinta da Mata - 2500-740 Vidais - Caldas da Rainha - Telef./Fax: 262 949 180 - Telem.: 919 464 817 - Peças: 918 594 962 Filial: Zona Industrial de Algoz - Sítio de Vales - Algoz - Concelho de Silves Telef./Fax: 282 574 271 - Telem.: 919 464 817 - Peças: 916 114 056

31003

Renovaçþes

28534

INSTALAÇÕES NOVAS EXCELENTE QUALIDADE

COM GRANDE STOCK DE MĂ QUINAS INDUSTRIAIS USADAS

NOVA GERĂŠNCIA

Crianças dos 3 meses aos 10 anos (se optar pela EB local)

Avenida Dias da Silva, 180 – 3000-135 Coimbra – Telef. 239 405 770 Rua das Padeiras, 75 – Tlf. 239 098 249 IntermarchÊ – Condeixa – Tlf. 239 095 184

VIDRARIA JOAQUIM GONÇALVES

Catraia de S. Paio, EN 17, Ap. 65 | 3404-909 Ol. do Hospital | Telef.: 238 609 920 Fax: 238 609 942 | Telem.: 967 004 479 | centromaq@iol.pt

Rua Santo AntĂłnio NÂş 18 - 3330 - 324 GĂłis - Tel.: 235 770 120 Fax: 235 770 129 Contribuinte Fiscal PT 503 265 330; Cap. Social \30.000,00 ConservatĂłria do Registo Comercial de GĂłis NÂş 377/940921

AGĂŠNCIA FUNERĂ RIA JOĂƒO JOSÉ CAETANO

31072

31039

SERVIÇO PERSONALIZADO ORÇAMENTOS GRà TIS!

Rua da Fonte S/N 3040-713 Castelo Viegas Telef./Fax: 239 438 919 E-mail: centrocasteloviegas@sapo.pt

31030

HorĂĄrio - 7h30 Ă s 19h00

Vidros | AcrĂ­licos | Espelhos | Portas AutomĂĄticas | Portas para Polivans | Portas para Banheiras | Resguardos para Varandas Roupeiros e Molduras por medida

Telef./Fax: 239 496 361 - Telem.: 962 629 315 Email: quim03@hotmail.com Estrada de Eiras, n.Âş 55 ArmazĂŠm 3 R/C

‡0iTXLQDVQRYDVHXVDGDV ‡(PSUHVDHVSHFLDOL]DGDHP0iTXLQDVGH&RVWXUD SDUDD,QG~VWULD7r[WLO ‡$VVLVWrQFLD7pFQLFDHVSHFLDOL]DGD

31037

28536

Tlf. 239 431 875 | Fax: 239 436 126 | Tlms. 966 828 900 / 966 828 901 Rua da Pontinha, n.Âş 18 | Alcarraques | 3025-013 Coimbra jcgomes.alu@gmail.com

31043

SISTEMAS EM ALUM�NIO SERVIÇOS EM INOX | SERRALHARIA CIVIL ESTRUTURAS E COBERTURAS

31028

Centro Social de Castelo Viegas

FUNERAIS - CREMAÇÕES - TRASLADAÇÕES EXUMAÇÕES - FLORES - ARTIGOS RELIGIOSOS

31032

Serviços para todo o País e Estrangeiro Tratamos de toda a documentação pós-funeral

30894

GABINETE DE CONTABILIDADE E AUDITORIA FISCAL

sociescapes@net.sapo.pt | www.sociescapes.pt Zona Industrial da Pedrulha (junto ao Centro Formação Profissional) Telef.: 239 492 015 / 239 495 212 / 3020-317 COIMBRA

ARTE DO NATURAL MĂĄrmores e Granitos

AUDITORIA CONTABILIDADE E GESTĂƒO, LDA. 31035

Sede: Rua Ferreira Borges, 34 - 3.Âş Esq. - 3000-179 Coimbra - Telef.: 239 834 491 Fax: 239 834 491 - Telem.: 936 287 566 - Rua Albano Alves Pereira Lote 2 - Fr. B - 2425-617 Monte Redondo

“Cuidamos da Sua casa e do Seu bem estarâ€? LIMPEZAS DOMÉSTICAS Rua Cidade de Halle Lote 3 r/c | 3000 – 107 Coimbra | Telf: 239 493 095 Fax: 239 493 096 | Telem: 968 983 914 | geral@checkup-casa.pt

28538

31025

Quinta da Cavada - Cegonheira - 3040-585 Antanhol Telef./Fax: 302 008 388 - Telem.: 91 820 70 86 - jmgirao@gmail.com

CV costa & vilao

ARTE FUNERĂ RIA E SACRA: Campas - Jazigos - Altares

30723

J. M. GirĂŁo Consultoria, Lda.

Escapes e AcessĂłrios | Catalizadores Engates de Reboque

Mà RMORES E OUTRAS ROCHAS PARA: Construção Civil | Cantarias | Revestimentos e Pavimentos Casas de Banho | Lareiras Zona Industrial de Condeixa, Lote 8 - 3150-194 Condeixa-a-Nova Telef./Fax: 239 948 484 - e-mail: artedonatural@sapo.pt

LOJA: 239 992 779 - JOĂƒO CAETANO: 917 142 889 - PARENTE: 919 691 759

28535

30722

RUA DR. HENRIQUE FIGUEIREDO, MERCADO MUNICIPAL - LOJA 4 * 3200-235 LOUSĂƒ REGISTADA NA DGAE COM O N.Âş 2469 - EMPRESA RECOMENDADA PELA ASSOCIAĂ‡ĂƒO NACIONAL DE EMPRESAS LUTUOSAS (ANEL) E PELA ASSOCIAĂ‡ĂƒO DOS AGENTES FUNERĂ RIAS DO CENTRO (AAFC)


OPINIĂƒO

16

03

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.com

O Euromilhþes para Portugal Numa altura em que a crise económica domina a agenda europeia e mundial, são poucos os sectores que demonstram capacidade HPYHQFHUDVGL¿FXOGDGHVH que não se deixam dominar pelo poder da austeridade. O Turismo, encarado por muitos como a indústria do ócio, Ê curiosamente um dos poucos sectores que não demonstra preguiça e aparece a querer crescer contracorrente em Portugal. Um bom exemplo de crescimento em ano de crise são os aeroportos da ANA que, no primeiro trimestre de 2012, processaram mais 2,9% de passageiros (5,06 milhþes) do que em igual período de 2011. Lisboa foi o aeroporto que mais cresceu (5,1%), enquanto que os Açores foi o único aeroporto com XPGHFUpVFLPRVLJQL¿FDWLYR (perdeu 4,4% de passageiros). As lowcost impulsionaram este bom resultado, representando jå 25% do total de processamento de passageiros nos aeroportos portugueses (easyJet com 13% e Ryanair com 12,4%). E a TAP tambÊm resiste, continuando a ser a companhia aÊrea com mais movimentos (44,9% do total da ANA) e com um aumento homólogo de 7,4% de passageiros. Em Março passado, soubemos atravÊs da Associação de Hotelaria de

RICARDO LOPES* (R.LOPES@TURISFORMA.PT)

Portugal (AHP) que, durante o ano de 2012, estĂŁo previstas aberturas de 20 novos hotĂŠis e remodelaçþes em 13 unidades hoteleiras no nosso paĂ­s. Ă&#x2030; a demonstração da existĂŞncia de empresĂĄrios com ambição e sem medo de derrotar a crise. AlĂŠm dos nĂşmeros positivos, sĂŁo vĂĄrias as opiniĂľes (como o estudo da (UQVW  <RXQJ QR ÂżQDO GH 2011) que apontam a indĂşstria do Turismo e Lazer como aquela que tem mais potencial de desenvolvimento no nosso paĂ­s. E eu acrescentaria que poderĂĄ ser o EuromilhĂľes para Portugal. Infelizmente, hĂĄ quem continue a tentar acertar nos nĂşmeros de â&#x20AC;&#x153;olhos fechadosâ&#x20AC;?: o â&#x20AC;&#x153;tiro ao ladoâ&#x20AC;? do aumento do IVA na Restauração e no Golfe; o caricato caso das portagens nas SCUTs; a inĂştil tentativa de Portugal entrar no grupo de destinos de praia (ou dos 3S: Sea, Sand and Sun â&#x20AC;&#x201C; Mar, Sol e Praia), quando sabemos que sĂł 2 meses por ano temos condiçþes para estender a toalha e a nossa ĂĄgua do mar uns

graus acima de gelada; a tentativa de transformar o Algarve na terra de todos - o ALLgarve - quando temos Portugal que todos podem comprar â&#x20AC;&#x201C; hoje somos POORtugal; a existĂŞncia de inĂşmeros recursos subaproveitados, como o caso do â&#x20AC;&#x153;nossoâ&#x20AC;? Rio Mondego que, hĂĄ anos, espera pelo desassoreamento; ou o exemplo da Turismo de Coimbra â&#x20AC;&#x201C; E.M. que, em vez de promover a cidade com estudantes e capas nas feiras de Turismo em que participa, prefere promover restaurantes e pessoas (nĂŁo desmerecendo a qualidade ou o respeito de todos). Salientem-se as decisĂľes de â&#x20AC;&#x153;olhos abertosâ&#x20AC;?: o Governo decidiu manter o estatuto especial do Turismo de Portugal, um recuo face Ă intenção inicial de passar o instituto pĂşblico para o regime geral, como chegou a ser publicado na Lei-Quadro dos institutos pĂşblicos, em Janeiro Ăşltimo. Mas jĂĄ era altura de, no nosso paĂ­s, se parar de tentar acertar no EuromilhĂľes ao mesmo tempo que se procura roubar o prĂŠmioâ&#x20AC;Ś (*) Gestor

Lugar sagrado e santo! Jesus, o Profeta Divino, veio Ă Terra para salvar as criaturas. Por isso, a nossa constante preocupação em defender a Vida. Uma das profecias bĂ­blicas â&#x20AC;&#x201D; que tanto despertam a atenção dos que delas tomam conhecimento â&#x20AC;&#x201D; refere-se ao vaticĂ­nio de Jesus, em Seu SermĂŁo ProfĂŠtico. Ao valer-se do forte aviso de Daniel (11:31, 12:11), no Antigo Testamento, o Divino Mestre anuncia derradeiros fatos do ciclo apocalĂ­ptico que se encerra: â&#x20AC;&#x153;15 Quando, pois, virdes a abominação da desolação de que falou o Profeta Daniel, no lugar santo (quem lĂŞ entenda â&#x20AC;&#x201D;qui legit, intelligat), â&#x20AC;&#x153;16 entĂŁo, os que estiverem na Judeia fujam para os montes (...)â&#x20AC;? (Evangelho de Jesus segundo Mateus, 24:15 e 16). Na anĂĄlise que faço dessa passagem no meu livro: â&#x20AC;&#x153;Somos todos Profetasâ&#x20AC;?, pergunto: que lugar mais santo no mundo pode existir alĂŠm da intimidade das criaturas de Deus, o coração, o cĂŠrebro, a Alma das pessoas? 'HL[RjUHĂ&#x20AC;H[mRSULQFLSDOmente daquelas que sĂŁo mĂŁes e tiveram a oportunidade Ă­mpar do emblemĂĄtico contributo na geração da Vida: imaginem o Ăştero materno!... Lugar sagrado e santo! Ele abriga a Vida, cuja existĂŞncia preexiste Ă  fecundação do Ăłvulo pelo espermatozoide. Nossa existĂŞncia começa no Mundo Espiritual! Ă&#x2030; algo simples de ser compreendido por elas, porquanto nada hĂĄ

JOSĂ&#x2030; DE PAIVA NETTO*

de mais potente e perscrutador que o coração materno. A famosa poetisa goiana Cora Coralina (1889-1985), doFHLUDGHSURÂżVVmRVyUHFHEHX ensino primĂĄrio e publicou o seu primeiro livro aos 75 anos. Trouxe Ă luz quatro filhos e pĂ´de belamente salientar: â&#x20AC;&#x153;Tens o dom divino de ser mĂŁe. Em ti estĂĄ presente a Humanidadeâ&#x20AC;?. E do Mundo Espiritual, o IrmĂŁo Flexa Dourada, pela psicofonia do sensitivo LegionĂĄrio Chico Periotto, endereça a todas as mĂŁes esta belĂ­ssima mensagem: â&#x20AC;&#x153;Cada criança que nasce na Humanidade ĂŠ uma luz que se acende por Deus, por Jesus e pelo EspĂ­rito Santo. A mĂŁe mostra a beleza que ĂŠ o convĂ­vio da famĂ­lia com a crianoDQRODU2SHTXHQLQRpDĂ&#x20AC;RU com que Jesus a presenteouâ&#x20AC;?.

Ultrassom salvador de vidas Vamos ao assunto porque ĂŠ sempre atual. O jornal brasileiro â&#x20AC;&#x153;Folha de S.Pauloâ&#x20AC;? publicou â&#x20AC;&#x201D; em abril de 2007 â&#x20AC;&#x201D; uma pesquisa nacional do Instituto Datafolha, feita em 211 municĂ­pios, sobre um novo perfildafamĂ­liabrasileira.Umadas reportagens, assinada por LuĂ­s Fernando Viana, informa que de 1998 atĂŠ a data da apresentação

Banco português de nepotismo Uma investigação jornalística do Diårio de Notícias, publicada esta semana, acerca do buraco do Banco Português de Negócios, que foi do Estado durante três anos, sugere que R%31WHUiVLGRD¿QDOREDQFR português de nepotismo. Houve gente com ar lindo, GLDVHGLDVDFKDPDUXP¿JRD dinheiro, traduzido em dívidas por que os portugueses acabaram chamados a responder e, como seria expectåvel, tanta

irresponsabilidade veio a ÂŤdar bandeiraÂť. O ÂŤburacoÂť jĂĄ custou ao Estado 3,50 mil milhĂľes de euros, mas, segundo o DN, poderĂĄ chegar a 8,30 mil milhĂľes. Um cidadĂŁo, AnĂ­bal CaYDFR6LOYDHDÂżOKD3DWUtFLD casada com o empresĂĄrio LuĂ­s 0RQWH]Âż]HUDPXPQHJyFLR com a outrora entidade proprietĂĄria do BPN e, em dois anos e meio (2001- 03), auferiram mais-valias estimadas em 11

500 euros por mĂŞs. Acresce que Cavaco Silva, trĂŞs anos depois de ter deixado de ser primeiro-ministro (sete anos antes de ingressar no PalĂĄcio de BelĂŠm), fez uma permuta de vivendas, de cujos contornos se tem escusado a falar. Foi um amigo de AnĂ­bal de longa data, Fernando Fantasia, a conquistĂĄ-lo para a adesĂŁo Ă permuta. Acontece que Fantasia se

DE MAIO DE 2012 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

do levantamento, a rejeição ao aborto cresceu dez pontos percentuais. Alegam os estudiosos que a popularização da ultrassonografia contribuiu para o quadro atual. Graças a Deus! De acordo com a antropĂłloga Maria Luiza Heilborn, coordenadora do Centro LatinoAmericano em Sexualidade e Direitos Humanos e professora do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, â&#x20AC;&#x153;â&#x20AC;&#x201D; ao mostrarem uma imagem assemelhada Ă imagem humana, as recentes tecnologias de visualização do feto fizeram uma mudança muito grande no imaginĂĄrio social. Uma coisa que era oculta passou a ser visĂ­vel. (...) Quando pensam em abortar, ĂŠ porque muitas mulheres nĂŁo deram ao feto o status de pessoa. ApĂłs o exame, nĂŁo estĂŁo esperando mais uma criança, mas a â&#x20AC;&#x2DC;VerĂ´nicaâ&#x20AC;&#x2122;, o â&#x20AC;&#x2DC;Franciscoâ&#x20AC;&#x2122;â&#x20AC;?. Nota-se que nem ĂŠ mais preciso excessiva verbalização em torno de uma postura ĂŠtica para defender a sobrevivĂŞncia de seres indefesos. Ironicamente, a tecnologia, vista como sem alma, alcança os coraçþes. (*) Jornalista, radialista, escritor e presidente da LegiĂŁo da Boa Vontade â&#x20AC;&#x201C; www.lbv.pt [A pedido do autor, este texto ĂŠ publicado segundo as regras GRQRYRDFRUGRRUWRJUiÂżFR@

RUI AVELAR

tornou, posteriormente, parceiro de JosĂŠ Oliveira Costa, cujo nome ĂŠ badalado, hoje em dia, por causa do escândalo do BPN, e que Costa foi secretĂĄrio de Estado de Cavaco. Dois outros ex-governantes, Manuel Dias Loureiro e Arlindo de Carvalho, tambĂŠm foram ministros no consulado cavaquista e terĂŁo algo a esclarecer a respeito de ligaçþes a Oliveira Costa. Mas nem sĂł de psdâ&#x20AC;&#x2122;s se faz a negra histĂłria do banco portu-

guês de nepotismo. Francisco Bandeira, um economista de Coimbra, socialista, que presiGLXDR%31HQWUHR¿QDOGH e meados de 2011, juntou 4 500 euros mensais aos 15 350 por ele auferidos enquanto gestor da Caixa Geral de Depósitos. De resto, Bandeira, amigo do anterior ministro das Finanças, Fernando Teixeira dos Santos, fez-se acompanhar naAdministração do BPN de dois gestores

de Coimbra, Jorge Pessoa e Mårio Gaspar, que recebiam cerca de 15 000 euros / mês de um banco falido. Ex-ministro das Finanças, Miguel Cadilhe, com uma curta passagem pela liderança do BPN, diz que tinha uma solução para o banco mediante um custo de 600 milhþes de euros para os contribuintes (perto de uma sexta parte do montante jå gasto pelo Estado).

PUBLICIDADE

INCENTRO - Espaço de Entrevista

SĂ BADO, das 11 Ă s 12 h.

Com Norberto Pires SNQTB

Parceria:

Coimbra IParque

Ouça na FM 96.2 ou em www.radioregionalcentro.com FICHA TĂ&#x2030;CNICA EDIĂ&#x2021;Ă&#x192;O COIMBRA www.campeaoprovincias.com

Telefone 239 497 750 | Fax 239 497 759 | E-mail jornalcp@mail.telepac.pt Editor/Propriedade REGIVOZ, Empresa de Comunicação, Lda. Rua Adriano Lucas, 216 Az. D - Eiras 3020-430 Coimbra | NIPC: 504 753 711 Director-Adjunto Rui Avelar (responsåvel executivo por esta edição) | Gerente da Redacção JosÊ Fidalgo 239 497 750 (ext. 38) | Redacção Luís Santos (C.P. 722), Rui Avelar (C.P. 613), Benedita Oliveira (C.P. 6622), Geraldo Barros (C.P. 6555) e Luís Carlos Melo (C.P. 2555), Telefone 239 497 750 (ext. 55, 56 e 57), Fax 239 497 759 | Sede/

ABC

PatrocĂ­nio:

Redacção: Rua Adriano Lucas, 216 Az. D - Eiras 3020-430 Coimbra Director Comercial Carlos Gaspar Directora de Marketing e Publicidade Adelaide Pinto 239 497 750 (ext. 27), adelaide.pinto@mail.telepac.pt Paginação e Maquetagem Nuno Miguel Peres | Impressão FIG - Indústrias Gråficas, S.A.; Rua Adriano Lucas, 3020-265 Coimbra | Distribuição VASP - Sociedade de Transportes e Distribuição, Lda. R. da Tascoa, n.º 16 - 4.º Piso, 2745-003 Queluz, Telef. 214 398 500, Fax 214 302 499 Registo SRIP sob o n.º 222567; ISSN: 1645 - 2968; ICS: 122568 | Depósito Legal n.º 127443/98 Preço de cada número 0,75\ Assinatura anual 30,00\ | Tiragem mÊdia: 9.000 exemplares

Os pagamentos para o CampeĂŁo das ProvĂ­ncias em cheque devem ser emitidos em nome de â&#x20AC;&#x153;Regivoz, Empresa de Comunicação, Lda.â&#x20AC;?. TambĂŠm podem ser feitos por transferĂŞncia bancĂĄria atravĂŠs do NIB: 001000003179749000225


03

QUINTA-FEIRA

PASSATEMPOS

DE MAIO DE 2012 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

17

www.campeaoprovincias.com

PALAVRAS CRUZADAS â&#x20AC;&#x201C; Problema n.Âş 274

PROBLEMA N.Âş 273/A

CINCO DANĂ&#x2021;AS

Tema de hoje â&#x20AC;&#x201C; DANĂ&#x2021;AS

HORIZONTAIS 1 â&#x20AC;&#x201C; Dança. Dança. 2 â&#x20AC;&#x201C; Aragem. Bilhete de Identidade (abr). Descanse em Paz (sigla). Qualquer palavra que, no dialecto provençal, VLJQLÂżFDYDVLP'LYLGLU'DQoD9LHODÂą'DQoD'DQoDÂą$TXHOHV MalĂ­cia. Prego. Brisa. 6 â&#x20AC;&#x201C; Las. Dente queixal. Nota musical. Vossa Senhoria (abr). 7 â&#x20AC;&#x201C; Canção. Rio de Portugal. TĂŠ. 8 â&#x20AC;&#x201C; Mais mal. Dança. Mulheres. 9 â&#x20AC;&#x201C; Dança. Dança (pl). VERTICAIS 1 â&#x20AC;&#x201C; Dança. Empresa PĂşblica (abr). 2 â&#x20AC;&#x201C; Arenosa. Andais. 3 â&#x20AC;&#x201C; Outra pessoa. Dança. 4 â&#x20AC;&#x201C; Tetas. Nome prĂłprio masculino. 5 â&#x20AC;&#x201C; Graceja. Ranu-branco. 6 â&#x20AC;&#x201C; Crivo do funil. PĂĄgina (abr). 7 â&#x20AC;&#x201C; Peixinho. Cevado. Âą3UHÂż[RGHQHJDomR6XÂż[RGLPLQXWLYRÂą0~VLFDSRSXODUEUDVLleira (abr). SĂ­mbolo de actĂ­nio. 10 â&#x20AC;&#x201C; PaixĂŁo. Avenida (abr). 11 â&#x20AC;&#x201C; Sem efeites. Zona. 12 â&#x20AC;&#x201C; CĂŁo empregado na caça aos veados. Sentir. 13 â&#x20AC;&#x201C; Comunidade Europeia (abr). Nau. 14 â&#x20AC;&#x201C; BrandĂŁo (pl). Corifeu. 15 â&#x20AC;&#x201C; Repetir-se. Epiglote.

Utilizando todas as sĂ­labas constantes do quadro, formar o nome de cinco danças. PRĂ&#x2030;MIOS â&#x20AC;&#x201C; Obra literĂĄria, oferta da PORTO EDITORA; 3UpPLRVXUSUHVDRIHUWDGHĂ&#x2C6;*8,$HQRÂżQDOGRPrVPDLV um prĂŠmio especial, um exemplar do Ăştil e valioso DicionĂĄrio da LĂ­ngua Portuguesa â&#x20AC;&#x201C; Colecção DicionĂĄrios Modernos, que inclui um CD-ROM, oferta da PORTO EDITORA. PRAZO PARA REMESSA DE SOLUĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES â&#x20AC;&#x201C; AtĂŠ ao dia GRSUy[LPRPrV ENVIO DE SOLUĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES â&#x20AC;&#x201C; Ernesto Lopes Nunes, Beco dos Unidos, n.Âş 3, Espadaneira, 3045 â&#x20AC;&#x201C; 162 Coimbra. PREMIADOS Passatempos n.Âş 266: Maria Isabel NegrĂŁo, de Coimbra, com livro da PORTO EDITORA; AntĂłnio Leite Monteiro, de Braga, com prĂŠmio surpresa, oferta de Ă GUIA.

HORIZONTAIS 1 â&#x20AC;&#x201C; MĂŠdico. 2 â&#x20AC;&#x201C; Falecimento. Aceitou. 3 â&#x20AC;&#x201C; Corroa. Comer Ă ceia. 4 â&#x20AC;&#x201C; Desviar. 5 â&#x20AC;&#x201C; Eira de piso tĂŠrreo. Cadeiras. 6 â&#x20AC;&#x201C; RuĂ­na. 7 â&#x20AC;&#x201C; Mensalidade. Desaparecida. Conjunto dos ovos dos peixes. 8 â&#x20AC;&#x201C; Sobre. Coisa excessivamente pequena. O. 9 â&#x20AC;&#x201C; Estimara. 10 â&#x20AC;&#x201C; Canavial. Senhoras. 11 â&#x20AC;&#x201C; Camareiro. Fulana. VERTICAIS 1 â&#x20AC;&#x201C; De peso. Compra. 2 â&#x20AC;&#x201C; Parte inferior do chapĂŠu. A mesma coisa. Preguiça. 3 â&#x20AC;&#x201C; Provocares o touro. Era. 4 â&#x20AC;&#x201C; Ventres. 1RPHSUySULRIHPLQLQRÂą7HFLGRÂżQRHVSpFLHGHHVFXPLOKD ,QWHOLJrQFLDÂą3HQLWHQWHÂą6tPERORGHiVWDWR/DWDGD â&#x20AC;&#x201C; Atingira. AlĂŠm disso. 9 â&#x20AC;&#x201C; NĂŁo merecido. Senhor. 10 â&#x20AC;&#x201C; Passa rapidamente. Nono. Fisionomia. 11 â&#x20AC;&#x201C; Oiros. Desenrugo.

SOLUĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES

O CHARADISTA

ENIGMA FIGURADO

Sob a direcção do confrade MAGNO, coadjuvado por ALEME, OLIDINO, ANTOMOR e outros amigos, acaba de sair o n.Âş 517 da mais antiga e importante publicação de passatempos, cruzadas e charadas que se publica em Portugal. Tem excelentes colaboração e os interessados devem dirigir-se a AntĂłnio Leite Monteiro, Rua Dr. JoĂŁo Antunes GuimarĂŁes, 25, 2-Âş, S. VĂ­tor â&#x20AC;&#x201C; 4710 - 381 Braga. Agradecemos o exemplar UHFHELGR H D UHIHUrQFLD D Âł3DVVDWHPSRV´ GR Âł&DPSHmRGDV3URYtQFLDV´GHVHMDQGRDWRGRV Interpretando correctamente todos os sĂ­mbolos e operaçþes apresentadas, os maiores sucessos.

encontrar-se-Ă uma conhecida expressĂŁo popular.

Palavras Cruzadas â&#x20AC;&#x201C; Problema n.Âş 266: Horizontais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; cupido, l, amores. 2 â&#x20AC;&#x201C; apego, bem, aboli. 3 â&#x20AC;&#x201C; ra, o, aviam, o am. 4 â&#x20AC;&#x201C; iso, fr, IC, rip. 5 â&#x20AC;&#x201C; n, APAD, mura, a. 6 â&#x20AC;&#x201C; he, avo, ole, st. 7 â&#x20AC;&#x201C; oro, ora, DST, lei. 8 â&#x20AC;&#x201C; socar, teu, olada. 9 â&#x20AC;&#x201C; sal, zelos, are. Verticais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; carinhos. 2 â&#x20AC;&#x201C; upas, eros. 3 â&#x20AC;&#x201C; pĂŠ, oa, oca. 4 â&#x20AC;&#x201C; igo, pĂĄ, al. 5 â&#x20AC;&#x201C; dĂł, favor. 6 â&#x20AC;&#x201C; o, ardor, z. 7 â&#x20AC;&#x201C; BV, atĂŠ. 8 â&#x20AC;&#x201C; lei, el. 9 â&#x20AC;&#x201C; mĂĄ, duo. 10 â&#x20AC;&#x201C; a, mimos, s. 12 â&#x20AC;&#x201C; obo, rĂŠ, lĂĄ. 13 â&#x20AC;&#x201C; ro, ra, lar. 14 â&#x20AC;&#x201C; elai, sede. 15 â&#x20AC;&#x201C; simpatia. Problema n.Âş 266/A: Horizontais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; conta-gotas. 2 â&#x20AC;&#x201C; areal, ĂŠdito. 3 â&#x20AC;&#x201C; mi, lebre, im. 4 â&#x20AC;&#x201C; agĂĄ, mua, ona. 5 â&#x20AC;&#x201C; rega, r, apar. 6 â&#x20AC;&#x201C; amadurecera. 7 â&#x20AC;&#x201C; s, pesador, s, alom. Verticais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; câmaras, ida. 2 â&#x20AC;&#x201C; origem, prĂłs. 3 â&#x20AC;&#x201C; ne, ĂĄgape, mĂĄ. 4 â&#x20AC;&#x201C; tal, adega, s. 5 â&#x20AC;&#x201C; alĂŠm, usara. 6 â&#x20AC;&#x201C; burra, ais. 7 â&#x20AC;&#x201C; gera, educo. 8 â&#x20AC;&#x201C; ode, acolĂĄ, a. 9 â&#x20AC;&#x201C; ti, opero, al. 10 â&#x20AC;&#x201C; atinar, solo. 11 â&#x20AC;&#x201C; somaras, sim. Cinco sinĂłnimos de amor: PaixĂŁo, adoração, amizade, ternura, namoro. (QLJPDÂżJXUDGR Amor com amor se paga.

PALPITANDO

AcadÊmica em lugar de despromoção A AcadÊmica/OAF baixou para um lugar de despromoção ao segundo escalão do futebol p o r t u g u ê s a o p e r d e r, em Lisboa, frente ao Spor ting (2-1), tendo sido ultrapassada na tabela classificativa pelo Feirense que venceu (0-

PALPITES

4) uma União de Leiria forçada a fazer alinhar apenas oito jogadores. A equipa de Coimbra deixou de depender de si própria para garantir a manutenção e as últimas duas jornadas do campeonato vão ser dramåticas: recebe o Vitória

de SetĂşbal e desloca-se a GuimarĂŁes, enquanto a equipa da Feira recebe os vimaranenses e vai atĂŠ Barcelos. No final do jogo com o Sporting, JosĂŠ Eduardo SimĂľes, presidente da AcadĂŠmica/OAF, insurgiu-se c o n t r a o f a c t o d a U.

Ă LVARO AMARO

JOSĂ&#x2030; ALBERTO COELHO

Leiria ter jog ado com apenas oito jog adores frente ao Feirense, classificando a actual edição da Liga como â&#x20AC;&#x153;o campeonato da verg onhaâ&#x20AC;? e da â&#x20AC;&#x153;mentira desportivaâ&#x20AC;?. Aqui, nesta painel de prognĂłsticos, tudo continua calmo e sere-

JOSĂ&#x2030; M. PUREZA

JOSĂ&#x2030; M. CANAVARRO

MĂ RIO CAMPOS

FRANCISCO ANDRADE

ACADĂ&#x2030;MICA X SETĂ&#x161;BAL

1-0

1-0

1-0

1-0

2-1

0-0

PORTO X SPORTING

1-1

1-1

2-1

1-1

1-1

BENFICA X LEIRIA

4-0 206

6-0 206

6-0 208

4-0 212

3-0 214

PONTOS

FĂ TIMA RAMOS

no, sem despromoçþes, com uma um despique pelo primeiro lugar entre JosÊ Manuel Canavarro e Mårio Campos, com Francisco Andrade a poder ainda surpreender. O calendårio da 29.ª jornada do escalão principal da Liga de futebol

ĂŠ o seguinte: SĂĄbado, dia 5, Ă s 20h30 â&#x20AC;&#x201C; BragaBeira-Mar (SportTv 2), O l h a n e n s e - M a r Ă­ t i m o, Porto-Sporting (SportTv 1), Paços de Ferreira-Rio Ave, AcadĂŠmica-SetĂşbal, Benfica-Leiria (TVI), Nacional-Gil Vicente, Feirense-GuimarĂŁes.

MARTA BRINCA

HELENA FREITAS

MIGUEL CORREIA

2-1

2-0

2-1

1-0

2-1

0-1

2-0

2-1

1-2

2-0 226

4-0 233

3-0 245

3-0 255

2-0 259

JOĂ&#x192;O P. BARBOSA MELO

MĂ RIO NOGUEIRA

2-0

2-1

1-1

2-1

3-0 216

4-0 217

PUBLICIDADE

FUTEBOL

Jogada a jogada, golo a golo, a Briosa joga nesta rĂĄdio...

ACADĂ&#x2030;MICA X SETĂ&#x161;BAL SĂ BADO, DIA 05, Ă&#x20AC;S 20H30 Ouça na Internet em www.radioregionalcentro.com

ABC

Relato: LuĂ­s Carlos Melo


CULTURA / VINAGRETAS

18

03

www.campeaoprovincias.com

ABC

ImobiliĂĄrias

 !" #$%"&!"' ( " ( $"( (&" %)" ( *(%""$( - T4 c/ garagem Rua Arlindo Vicente - - T1 na Rua Miguel Torga â&#x20AC;&#x201C; Solum - T2, EdifĂ­cio do Centro Comercial Atrium Solum, na Av Dr ElĂ­sio de Moura com estacionamento. Acabamentos de Luxo, cozinha italiana completamente equipada, aquecimento central, prĂŠ-instalação de ar condicionado. EdifĂ­cio com Parque Infantil. - Terreno para construção sito na LousĂŁ. Ă rea de Construção 765 m2 Marque a sua visita todos os dias da semana Telef.: 239 854 730 - Telem.: 917 225 640

     

AUTOMĂ&#x201C;VEIS

+,-./-.+0

"' %%'1 ((

ABC

ADĂ&#x2030;MIA - COIMBRA Telef.: 239 432 173 - 3020 COIMBRA www.ademiauto.pt

condomínios e serviços

Gerência de Amândio Santos

* Consigo desde 1993 * Garantias: Responsabilidade Civil www.propostacomum.pt.vu | proposta.comum@sapo.pt Telef.: 239 495 451 - Fax: 239 491 244 - Telem.: 967 070 666 / 917 086 526 Rua Cidade Santos, 35 - r/c A - MONTE FORMOSO - 3000-122 COIMBRA

CĂ&#x192;ES S. BERNARDO Puros

31423

D I V E R S O S

Maria Bethânia em concerto na Figueira da Foz A cantora brasileira, Maria Bethânia, subirĂĄ ao palco do Centro de Artes e EspectĂĄculos (CAE) da Figueira da Foz, a 10 de Maio, pelas 21h30, para o espectĂĄculo â&#x20AC;&#x153;Bethânia e as Palavrasâ&#x20AC;?. Apaixonada pela palavra e uma extraordinĂĄria divulgadora da poesia em lĂ­ngua portuguesa, Bethânia tem vindo a dedicar-se, desde 2009, a compilar textos de poetas portugueses e brasileiros. Este concerto resulta desse trabalho, num encadeado de canto e leitura, em que a cantora surge acompanhada ao violĂŁo pelo seu maestro Jaime AlĂŠm e por um percussionista. Os bilhetes custam entre 30 e 45 euros e podem ser adquiridos no CAE ou online, atravĂŠs da Internet, em www.cae.pt. Quinteto de mĂşsica jazz no ConservatĂłrio Qualidade artĂ­stica e invulgar maturidade dos seus mĂşsicos sĂŁo dois elogios que a crĂ­tica tem apontado ao Gonçalo Moreira Quinteto, grupo que tem um espectĂĄculo agendado para hoje Ă noite, pelas 21h30, no auditĂłrio do ConservatĂłrio de MĂşsica de Coimbra. Deste promissor quinteto da mĂşsica jazz nacional faz parte Gonçalo Moreira (piano), JoĂŁo MortĂĄgua (saxofone), ManĂŠ Fernandes (guitarra), Demian Cabaud (contrabaixo) e Marcos Cavaleiro (bateria). Os bilhetes para o concerto custam cinco euros e podem ser adquiridos no local, a partir das 16h00. A actuação do Gonçalo Moreira Quinteto no ConservatĂłrio de Coimbra insere-se no programa musical â&#x20AC;&#x153;Quintas do ConservatĂłrioâ&#x20AC;?.

Seabra Pereira, professor da Universidade de Coimbra. Nesta sessĂŁo, um momento musical serĂĄ protagonizado pelo grupo â&#x20AC;&#x153;Fado ao Centroâ&#x20AC;?. FuncionĂĄrio da Casa da Escrita, JoĂŁo Rasteiro possui poemas publicados em vĂĄrias revistas e antologias em Portugal, Brasil, ItĂĄlia, Finlândia, ColĂ´mbia, Chile e Espanha. Ă&#x2030;, ainda, autor de uma dezena de livros publicados, o Ăşltimo, em Portugal, com o tĂ­tulo â&#x20AC;&#x153;A Divina PestilĂŞnciaâ&#x20AC;? (AssĂ­rio & Alvim). Em 2010, foi distinguido com o PrĂŠmio LiterĂĄrio Manuel AntĂłnio Pina 2010.

Casa da Esquina com feira dedicada ao papel e ilustração AtĂŠ ao dia 12 de Maio, pode ser visitada na Casa da Esquina (rua de Aires de Campos), em Coimbra, uma feira â&#x20AC;&#x153;TrĂ­ptico de SĂşplicaâ&#x20AC;? ĂŠ de papel e ilustração que tem apresentado como objectivo a divulgação em Coimbra e exposição de novos ilustraw     1Â&#x2019;Â&#x2021;Â&#x2021; dores e artistas que se dedicam em SĂŁo Paulo (Brasil), o livro Â&#x20AC;$% &+3  â&#x20AC;&#x153;TrĂ­ptico da SĂşplicaâ&#x20AC;?, da au- $$   toria de JoĂŁo Rasteiro, ĂŠ apre- originais criados com as mais sentado hoje, pelas 18h00, na variadas tĂŠcnicas, ĂŠ possĂ­vel Casa da Escrita, em Coimbra. encontrar fanzines, pequenas Apoiada pela Direcção-Geral publicaçþes independentes, do Livro e das Bibliotecas de livros de colorir e outras obras. Portugal, a obra tem a chancela Nesta feira, hĂĄ ainda lugar para da Escritoras Editora e faz bancos de papelĂŁo, postais, parte da colecção â&#x20AC;&#x153;Ponte Velha, impressĂľes e outras criaçþes dedicada a autores portugueses. #  $%   Sobre o livro, falarĂĄ JosĂŠ Carlos das com a ilustração em papel.

QUINTA-FEIRA

DE MAIO DE 2012 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

V I N A G R E T A S

Marinho versus JĂşdice â&#x20AC;&#x201C; A propĂłsito das referĂŞncias muito criticas que Marinho Pinto, BastonĂĄrio dos Advogados, fez Ă ministra da SaĂşde nas â&#x20AC;&#x153;Conversas ImprovĂĄveisâ&#x20AC;? que decorreram hĂĄ dias na Figueira da Foz, o advogado JosĂŠ Miguel JĂşdice chamou â&#x20AC;&#x153;mal educadoâ&#x20AC;? a Marinho Pinto. AdversĂĄrios ferozes, um (Marinho) representa o advogado de provĂ­ncia que trabalha sozinho no seu escritĂłrio e outro (JĂşdice) representa os grandes escritĂłrios de advocacia lisboeta. NĂŁo ĂŠ provĂĄvel que a formiga vença o elefante.

Mas pode incomodĂĄ-lo se se passear pelas zonas mais sensĂ­veis. TĂŁo inimigos que eles eram â&#x20AC;&#x201C; Houve quem tivesse ido hĂĄ dias Ă Figueira da Foz para assistir Ă s â&#x20AC;&#x153;Conversas ImprovĂĄveisâ&#x20AC;? na expectativa de um debate incendiĂĄrio, como incendiĂĄveis sĂŁo os perfis dos entĂŁo convidados. Mas essa perspectiva saiu gorada, jĂĄ que o debate seguiu a rota da elegância, fazendo esquecer aqueles tempos em que Marinho Pinto, entĂŁo correspondente da ANOP na Madeira, foi convidado

F _____ R _____ A

Mila g r es diĂĄrios â&#x20AC;&#x201C; Na â&#x20AC;&#x153;Baixaâ&#x20AC;? de Coimbra hĂĄ quem faça diariamente um â&#x20AC;&#x153;milagreâ&#x20AC;?, multiplicado por inĂşmeras pessoas carenciadas que necessitam de alimentos para (sobre) viver. A instituição religiosa que no ano passado serviu 86 000 refeiçþes, das Criaditas dos Pobres, apoia, igualmente, 20 idosos com serviço domiciliĂĄrio e outros 65 em centro de dia. Na foto, a directora da Cozinha EconĂłmica, Arminda Lemos, que agradeceu os bens oferecidos pela Junta de Freguesia de S. Bartolomeu, presidida por Carlos Clemente, a qual recordou que ali se cumpre o legado da Rainha Santa Isabel. A lenda diz que a padroeira de Coimbra transformou o pĂŁo em rosas, quando foi surpreendida pelo rei D. Dinis )   Â&#x2122; $    dia-a-dia em pĂŁo para a boca dos mais necessitados, no recolhimento de quem faz o bem sem olhar a quem e sem buscar qualquer holofote mediĂĄtico.

PUBLICIDADE

Tempo Rådio do Clube da Comunicação Social de Coimbra Ninhada a sair em meados de Abril

Aceitam-se reservas Telem.: 919 902 028 Serviços Centrais: Baixa - Avenida Fernão Magalhães nº.92, 3000-607 Coimbra tel: 239855855 fax: 239855851 | Celas - 239854080 | Vale das Flores - 239793930 Solum - 239792079 | Quinta da Vårzea - 239440666 | Lousã - 239994033 Fig. da Foz - 233403060 | Aveiro - 234425999 | Condeixa - 239944666 | Portela - 239793939

Esta semana no TEMPO/RADIO DO CLUBE DA COMUNICAĂ&#x2021;Ă&#x192;O SOCIAL DE COIMBRA vamos estar Ă conversa com ANTĂ&#x201C;NIO ALBUQUERQUE, presidente do LIONS CLUBE DE COIMBRA. Em anĂĄlise a actividade desenvolvida por este clube de serviço e o enquadramento LionĂ­stico na sociedade.

29077

Vendem-se


03

QUINTA-FEIRA

VINAGRETAS

DE MAIO DE 2012 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

19

www.campeaoprovincias.com V I N A G R E T A S

a sair da ilha como personna non grata. Claro que o convidante terĂĄ sido Alberto Jardim, mas o debate nĂŁo se deteve nesse pormenor. Hoje sĂŁo outras as guerras de cada um. A polĂ­tica com elegância ĂŠ outra coisa â&#x20AC;&#x201C; AntĂłnio Arnaut foi recentemente homenageado em Penela, seu concelho de origem e coração. Por essa altura e a propĂłsito do Serviço Nacional de SaĂşde, o Presidente da RepĂşblica terĂĄ feito consideraçþes %    meadamente ser sua opiniĂŁo que tal Serviço poderĂĄ muito bem ser, em sua opiniĂŁo, auto-sustentĂĄvel, se bem dirigido e bem exercido. Arnaut gostou e quando dias depois AnĂ­bal Cavaco Silva visitou Penela, o conhecido advogado de Coimbra declinou outros afazeres e fez questĂŁo de estar na sua terra a receber o Presidente, pagando com elegância a elegância recebida. Convenhamos que a polĂ­tica, quando exercida com elevação, atĂŠ ĂŠ bonita.

as imagens versavam apenas a årea da região Turismo do Centro, com muitos presidentes de Câmara presentes a pertencerem a outras entidades turísticas, nomeadamente à Serra da Estrela (inclusivamente o presidente do Conselho Regional, que lidera o Município de Gouveia) e Leiria-Fåtima. E, curiosamente, Coimbra, o concelho onde estå sediada a CCDRC, não integra a Turismo do Centro!

RevĂŠs de Norberto Pires â&#x20AC;&#x201C; O presidente da ComissĂŁo de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) viu encurtada a agenda da reuniĂŁo do Ăşltimo Conselho Regional, ĂłrgĂŁo de natureza consultiva que reĂşne presidentes de Câmara de todos os municĂ­pios e outras entidades. Um dos pontos da ordem de trabalhos, proposto por Norberto Pires, versava o projecto â&#x20AC;&#x153;Invest at Centroâ&#x20AC;?, que pretende '   * um investidor estrangeiro, atravĂŠs de uma plataforma informĂĄtica. SĂł que, o presidente da CCDRC      foi instado pelo secretĂĄrio â&#x20AC;&#x201C; No Ăşltimo Conselho da de Estado da Economia e RegiĂŁo Centro, ĂłrgĂŁo que do Desenvolvimento RereĂşne autarcas e entidades gional a retirar o assunto, no âmbito da ComissĂŁo de com Almeida Henriques Coordenação e Desenvol-  )      vimento Regional (CCDR), desenquadrado das actuais         orientaçþes do Governo. as potencialidades turĂ­sticas, Norberto Pires teve de recertamente para desanuviar cuar e, se desejar levar avano ambiente, jĂĄ que os parti- te o projecto, tem de voltar cipantes habitam nesta zona a convencer a tutela de que do paĂ­s e lidam diariamente as informaçþes a colocar na com a realidade. Mas um do- Internet podem ter efeitos cumentĂĄrio tĂŁo calmo quase bem prĂĄticos, sem afectar fez aquecer os ânimos! Ă&#x2030; que    

 & S E A R A

A L H E I A

â&#x20AC;&#x153;HĂĄ muitas maneiras de faltar Ă s cerimĂłnias do 25 de Abril. Pode-se fazer como Soares, ignorando as obrigaçþes de um ex-PR. Ou fazer como Cavaco, suavizando adjectivos e esquecendo o substantivoâ&#x20AC;?. Ricardo Costa, no Expresso de 28/04/2012 â&#x20AC;&#x153;Dez meses passados, começo a pensar que VĂ­tor Gaspar nĂŁo ĂŠ um calmante, mas sim um indutor de sono. Anestesiou-nos, adormeceu-nos, fez connosco o velho truque dos economistas, que ĂŠ o retirar o adjectivo ÂŤpolĂ­ticaÂť ao nome da suposta ciĂŞncia conhecida como Economia PolĂ­ticaâ&#x20AC;?. Miguel Sousa Tavares, no Expresso de 28/04/2012 â&#x20AC;&#x153;Os tempos duros que atravessamos e as incertezas quanto ao futuro constituem o ambiente propĂ­cio a pĂ´r tudo em causa. Por exemplo, terĂĄ valido a pena o 25 de Abril? (...). Sim, valeu a pena! As dificuldades sĂł podem constituir um estĂ­mulo para aprofundar a Democraciaâ&#x20AC;?. Rui Pereira, ex-ministro da Administração Interna, no Correio da ManhĂŁ de 26/04/2012

Estudantes Ă beira-mar Â&#x2020; 8     semana foi notada a presença, na Figueira da Foz, de     (   3    (AAC), o que levou alguns a pensar de poderia tratar-se de uma incursĂŁo para preparar a tradicional garraiada da Queima das Fitas. Colocando de parte a hipĂłtese de um passeio Ă  beira-mar, dado que o tempo a isso nĂŁo estava propĂ­cio, a explicação poderĂĄ ser bem mais simples. Ă&#x2030; que, nessa noite, realizava-se um jantar no Casino com sabores da Serra da Estrela, mais propriamente de divulgação do concelho de Gouveia, de onde ĂŠ natural o presidente da Direcção-Geral da AAC. Certamente que Ricardo Morgado quis matar saudades da sua terra e cumprimentar familiares e amigos. PUBLICIDADE


20

03

PUBLICIDADE

QUINTA-FEIRA

DE MAIO DE 2012 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

Anterior presidente da CMC convidado para liderar grupo de trabalho

Encarnação chamado a dar empurrĂŁo ao Metro balho, cuja composição estĂĄ Ă mercĂŞ de uma decisĂŁo do Carlos Encarnação, an- MinistĂŠrio das Finanças, avesterior presidente da Câmara so a abrir os cordĂľes Ă  bolsa, Municipal de Coimbra, acaba possuirĂĄ a missĂŁo de dar ao de ser convidado para liderar projecto um formato que o um grupo de trabalho de que habilite a ter continuidade (vide se espera um contributo deci- pĂĄgina 3). sivo para o avanço do projecto Fonte ligada ao processo, do Sistema de Mobilidade do ao declarar ao nosso Jornal Mondego (SMM), concebido que quer crer nĂŁo se tratar de como alternativa ao Ramal â&#x20AC;&#x153;mais uma comissĂŁoâ&#x20AC;?, admitiu ferroviĂĄrio da LousĂŁ, soube o a possibilidade de o SMM vir a â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;?. desfrutar de verbas do Quadro Â&#x160;      $  de ReferĂŞncia EstratĂŠgico Naautarca, que vai trabalhar sem cional (QREN). remuneração, consiste na Ăşnica Apesar de o chefe do Goboa notĂ­cia do passado recente verno, Pedro Passos Coelho, acerca do Metro de superfĂ­cie. e de o ministro da Economia, O referido grupo de tra- Ă lvaro Santos Pereira, terem R.A.

empenhado as respectivas palavras no sentido do avanço       promessa de o secretårio de Estado dos Transportes se reunir, em Abril, com os presidentes dos municípios de Coimbra, Miranda do Corvo e Lousã para lhes comunicar a nova calendarização do projecto. Neste contexto, foi adiada a reunião, prevista para hoje, da Assembleia Geral da sociedade MetroMondego, cuja futura Administração deverå ser constituída por três gestores, menos quatro (número correspondente ao dos não executivos) do que os que tinham assento nos anteriores conselhos.

Com candidaturas ao PRODER no valor de 600.000 euros

BLC 3 apoia jovens agricultores A BLC 3 â&#x20AC;&#x201C; Plataforma para o Desenvolvimento da RegiĂŁo Interior Centro jĂĄ submeteu, atravĂŠs do Gabinete de Apoio a Ideias e Projectos Inovadores, quatro candidaturas ao Programa de Desenvolvimento Rural (PRODER), para a instalação de jovens agricultores na regiĂŁo interior centro. Em causa estĂĄ um investimento elegĂ­vel de mais de 600.000 euros na ĂĄrea da fruticultura, que correspondente Ă plantação de 22,72 hectares de pomar de macieira â&#x20AC;&#x201C; a regiĂŁo possui um dos melhores ecossistemas do paĂ­s para a plantação de vĂĄrias variedades (  (  onde Portugal continua a ser  %      importaçþes. No espaço de meio ano, a BLC 3 jĂĄ foi procurada por

vårias dezenas de jovens com vontade de investirem no sector, mas a grande maioria não avança com o projecto por razþes que se prendem com dificuldades encontradas ao nível da aquisição de terrenos. As ajudas ao investimento     

  pelo PRODER, sĂŁo de 60 por cento, sendo que os jovens agri      da de um prĂŠmio de instalação no valor de 40 por cento sobre o valor global do investimento â&#x20AC;&#x201C; e que nĂŁo pode ultrapassar os 30.000 euros no caso de a empresa ser unipessoal ou os 40.000 euros no caso de esta ser uma sociedade comercial. Podem concorrer ao PRODER os jovens agricultores, com menos de 40 anos, que disponham de terra prĂłpria ou arrendada, com ĂĄgua.

  

   vado estĂĄ um projecto de valorização da PĂŞra Passa, que a BLC 3 submeteu aos fundos comunitĂĄrios, em 2011, ao Compete â&#x20AC;&#x201C; Programa Operacional Factores de Competitividade. Com um incentivo de 401.000 euros, o projecto contempla a criação de uma unidade piloto que descasca, desidrata, espalma e embala a PĂŞra de S. Bartolomeu â&#x20AC;&#x201C; tambĂŠm conhecida por PĂŞra Passa â&#x20AC;&#x201C;, bem como outras frutas, automatizando todo o circuito que vai desde a produção atĂŠ Ă entrada na cadeia comercial. Os testes feitos na unidade piloto permitirĂŁo, mais tarde, a industrialização da produção desta iguaria e a sua colocação no mercado nacional e internacional.

Ă&#x201A;ngulo inverso

Saudade e futuro

31248

RUI AVELAR

A Câmara de Coimbra condicionou, sexta-feira, o trânsito, em duas artÊrias adjacentes ao rio Mondego, em nome de uma iniciativa tendente a fazer despontar nas criancinhas o gosto pelo cortejo da Queima das Fitas. Das 14h30 às 17h30, na rua de João das Regras e na avenida de Conímbriga, a circulação automóvel fez-se a passo de caracol, como se, hoje em dia, fossem aceitåveis o desperdício de gasolina e de gasóleo e a perda de tempo. Fosse o evento realizado junto às instalaçþes de um complexo em fase de construção em Antanhol, a cargo da sociedade iParque, e ter-se-ia juntado o útil ao aceitåvel. A circulação far-se-ia sem sobressaltos, junto ao Mondego, as

crianças enchiam os pulmĂľes de ar puro e a oportunidade poderia ser aproveitada com o intuito de familiarizar os futuros adolescentes com aspectos importantes para a sua formação. Recomendo, neste contexto, a leitura de um livro acabado de lançar por um vice-reitor da Universidade do Minho, JosĂŠ Mendes, intitulado â&#x20AC;&#x153;O futuro das cidadesâ&#x20AC;?. Aquele catedrĂĄtico de Sistemas Regionais e Urbanos da Universidade minhota adverte que â&#x20AC;&#x153;Ă s cidades acantonadas no seu imobilismo estĂĄ reservada a extinção, mais ou menos rĂĄpidaâ&#x20AC;?. Vai sendo tempo, em Coimbra, de a saudade dar espaço Ă s perspectivas de futuro, pois sĂł nesse registo faz sentido o peso conferido Ă  tradição. Se ĂŠ de pequenino que se ÂŤtorce o pepinoÂť, vamos a isso; antes que seja tarde!

rnal622_03_05_2011  

Edição em PDF do semanário Campeão das Províncias n.º 622 de 03/0452012

Advertisement