Page 1

29774

JĂĄ Abriu

29074

PREÇO 0,75\ | 2ª SÉRIE | ANO 12 | Nº 594 | 20 OUTUBRO DE 2011 DIRECTOR LINA VINHAL | www.campeaoprovincias.com | telef. 239 497 750 | fax 239 497 759

Sindicalismo com IndependĂŞncia

Justiça

Faleceu Manuel Filipe

Vozes de Coimbra no Conselho dos juĂ­zes e no do MP

Ex-discĂ­pulo opina sobre pioneiro dos implantes cocleares

&

MARQUE

#6   >//  

&/6+;+*=';;*%+:<=<;@*+   BCD/ E%'(<*%'); FDB G



 ! ./6('::);<=:%>?6('::);):@ &/6+:(=<;('= "  # $ % &  %'()*%*'+ ,-

F##  #   R

TĂŠcnica superior dos HUC

HGNDG GKLQDJBC /

PĂĄgina 13

./T>?6('::('(@*% BFDU GD  NDV%'(<*%<)(WR #



NDG C C 

'*:'<

D  H 

29993

PUBLICIDADE

ANTIQUĂ RIOS DO OURO

PAGO A DINHEIRO OURO | PRATA | JĂ&#x201C;IAS | MOEDAS CAUTELAS | PINTURA | RELĂ&#x201C;GIOS (PULSO/BOLSO) | AVALIAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES

SIGILO | DOMICĂ?LIOS MELHOR PREĂ&#x2021;O DO MERCADO A Ă&#x161;NICA CASA COM AVALIADOR OFICIAL 28644

(CASA DA MOEDA)

Rua da Louça, n.º 77 - Coimbra (frente à loja do Cidadão) - Nº VERDE: 800 916 314 Telef.: 239 835 016 / Telem.: 916 993 927

'*((:

  #   G  ,#  &PH 

     

Tribunal nega providĂŞncia cautelar a farmacĂŞutica impedida de trabalhar

N 

 J<;%'***%'+' NG AAA/ $ / &/$ X $ / &/$ %./6('+@':;@<

URADO

ABEL SIMĂ&#x2022;ES MARQUES

Manuel Filipe Rodrigues tinha aquela centelha que a alguns a ProvidĂŞncia confere, diz LuĂ­s Filipe Silva. PĂĄgina 4

'*:)+

 C -R

&$R

$ D D#R

D$&

DGG B  HDJGKLMFB DNG ONB 

30784

PĂĄgina 3 PUBLICIDADE

GRELHADOS

Est. Nac. 111 | TentĂşgal | Telef.: 239 104 845

30785

Quase todos os pacientes da sub-regiĂŁo de Coimbra necessitados de internamento encontram resposta nos hospitais do distrito, revela um documento a que o â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;? teve acesso. A estatĂ­stica indica que sĂł 15 em cada 1 000 pessoas a precisar de hospital tĂŞm de procurĂĄ-lo fora da sub-regiĂŁo. Como o(a) leitor(a) pode ver no interior desta edição, a Administração Central PĂĄgina 5 do Sistema de SaĂşde alerta para a tendĂŞncia de envelhecimento da classe mĂŠdica.

AAA/ /$

30512

Hospitais de Coimbra dĂŁo resposta a 98,50 por cento das necessidades locais

29072

Internamento

Aleixo & Pereira

DGDH  C YB

 &# C,#  # #JB#

 ZD% [ \

&/6+;+@)*;<;T+;=)+)*:' +;=)+);;;%DCDFBDB ./T>?6('++;')*'%'*(*%+()GGDCDFBDB

Telef.: 239 432 394 239 087 979 &/6+'+')@@)@T+:<*':<)*T+;<<+=''@ 29098


SAĂ&#x161;DE

2

20

QUINTA-FEIRA

w w w . campe a o p r o vin cia s.co m

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

Acabe com as dores nas articulaçþes! Ă&#x2030; um facto que a cartilagem protectora das nossas articulaçþes começa a deteriorar-se ao longo do tempo, levando eventualmente a uma situação dolorosa e debilitante designada osteoartrose. A boa notĂ­cia ĂŠ que pode impedir o desenvolvimento desse desgaste â&#x20AC;&#x201C; e provavelmente ajudar a reparĂĄ-lo. Existe um momento na vida de todos em que as articulaçþes se tornam dolorosas e a perda de mobilidade parece inevitĂĄvel. A osteoartrose ĂŠ uma deterioração gradual da cartilagem articular que provoca sintomas como dor, inchaço, e fraca mobilidade. A boa notĂ­cia ĂŠ que investigadores   

substâncias no marisco que estão envolvidas na síntese de cartilagem,

substância extremamente elåstica, forte e flexível que une as extremidades dos ossos e previne a sua fricção directa.

na saúde da cartilagem articular. Uma substância activa designada sulfato de condroitina, um componente estrutural importante da cartilagem. Com a Travar a osteoartro- descoberta da glucosamise de forma natural na e da condroitina, duas A investigação cien- substâncias naturais com       - um papel fundamental mento capaz de travar a na síntese da cartilagem, deterioração das articula- parece ter sido encontrada      uma solução para travar a no extracto de marisco, deterioração da cartilagem chama-se glucosamina. relacionada com a No entanto, existem ou- idade, que de outro tros factores envolvidos modo limitaria a li-

Como funciona a glucosamina e a condroitina ?                

     

           

glucosamina e a condroitina previne estes acontecimentos fornecendo a matÊria prima necessåria ao seu organismo, para produzir cartilagem articular saudåvel, suave e elåstica. A combinação das duas substâncias (sulfato de glucosamina e condroitina) provou conseguir: - Reduzir a dor das articulaçþes; !  

      " - Estimular a reparação da cartilagem; - Inibir as enzimas que destroem as cartilagens; - Preservar o espaço de articulação; ! 

#  ! $ 

berdade de cada um. Alguns acreditam mesmo que a utilização regular destas duas substâncias pode reparar a cartilagem jĂĄ deteriorada, tornando possĂ­vel a melhoria da osteoartrose inicial. Sulfato de glucosamina â&#x20AC;&#x201C; eficĂĄcia assegurada A glucosamina encontra-se comercialmente

disponível sob 3 formas: cloridrato de glucosamina (HCl), sulfato de glucosamina e N-acetilglucosamina. A única forma que demonstrou ter efeitos fiåveis foi o sulfato de glucosamina. A explicação Ê a seguinte: a glucosamina necessita do grupo sulfato (que contÊm enxofre) para funcionar. Inês Veiga Farmaceutica

Como escolher um bom produto?

Existem vĂĄrios produtos no mercado que contĂŞm glu      %     &  '*

+   /  0 *  1 2  4 1$ 

contÊm as substâncias sob a forma de sulfato para uma melhor 2  4

        dos. Ao contrĂĄrio de outros produtos, este suplemento contĂŠm a dose mĂ­nima diĂĄria recomendada (1000mg de sulfato de glucosamina e 800mg de sulfato de condroitina que de acordo com os investigadores ĂŠ a dose necessĂĄria para obter bons

  7 9   *    '* +  

Duplo Ê não apresentar os efeitos secundårios dos AINEs < ! $    $des), habitualmente utilizados nos casos de problemas nas articulaçþes.

Fernandes Oculista celebra 48 anos GestĂŁo de Empresas, se licenciou tambĂŠm em Optometria na Universidade do Minho, a   

  

projecto familiar iniciado pelo sogro, Jaime Fernandes. Desde entĂŁo, e com abertura da nova loja na rua @

 '    

solidificou a sua posição, mantendo sempre presente  *       sionalismo e dedicação aos clientes, procurando sempre a melhor solução para a suas necessidades. O seu desenvolvimento,

*      

tĂŞm sido reconhecidos atravĂŠs da atribuição anual do diploma â&#x20AC;&#x153;Cliente Aplausoâ&#x20AC;? pelo B  'KQ   ção com prestigiadas universidades e outros organismos $   TVVW Ao celebrar 48 anos de actividade, Fernandes Oculista orgulha-se de ser uma das mais antigas e conceituadas $   K   X4     $tica oferece aos seus clientes as mais modernas colecçþes    $   

das mais conceituadas marcas e uma ampla gama de lentes de contacto, procurando solucionar todas as necessidades dos actuais e potenciais clientes. A Fernandes Oculista prima por um atendimento personalizado, apoiado no serviço de optometria e contactologia, disponível diariamente, sem custo, para os seus clientes. /  

# $

tem uma rede de protocolos com as mais relevantes entidades, entre as quais se conta a Advance Care, PT, EDP,

PUBLICIDADE

CLINESTO

Serviço Apoi Apoio TÊcnico em Ciências Farmacêuticas, Farm Unipessoal, LLda.

CAMPOS COROA CLĂ?NICA OFTALMOLĂ&#x201C;GICA, LDA Dr. JosĂŠ Emilio Campos Coroa Dr.ÂŞ M.ÂŞ Helena Campos Coroa

Oferta da inscrição na apresentação do exemplar jornal

www.satef.pt Telem.: 914 960 126 satef.lda@gmail.com

30761

Av. FernĂŁo de MagalhĂŁes, 160 - 2.Âş - COIMBRA  239 852 450 - Fax 239 852 459 Telem.: 967 723 877 - 912 232 507 - 932 236 005

Tratamentos de corpo e bem estar.

Telef.: 231 102 508 Telem.: 919 085 333 www. becarecenter.com

30786

CIRURGIA ORAL E MAXILO-FACIAL PERIODONCIA MEDICINA ORAL ODONTOPEDIATRIA ORTODONCIA

30760

DENTISTERIA E ENDODONCIA PRĂ&#x201C;TESE REMOVĂ?VEL PRĂ&#x201C;TESE FIXA OCLUSĂ&#x192;O IMPLANTOLOGIA ORAL

Consultoria Farmacêutica em Produtos de Saúde Registos e Regulamentação Apoio TÊcnico Formação

ConsultĂłrios:COIMBRA - Largo da Portagem, 27 - 2.Âş - Telef.: 239 821 403 FIGUEIRA DA FOZ - Praceta D. Maria Madalena Azevedo PerdigĂŁo, n.Âş 30 Telef.: 233 423 541 | ARGANIL - Rua Dr. Veiga SimĂľes, Telem.: 935 106 927 TĂ BUA - Av. da Ribeira, Edf. Ă&#x201C;mega 1, 1.Âş C - Telem.: 934 224 930 COJA - Rua Dr. Albino Figueiredo, Telem.: 935 106 928 GĂ&#x201C;IS - Rua Comendador Augusto LuĂ­s Rodrigues Telem.: 934 225 140 PAMPILHOSA DA SERRA - Rua Rangel Lima Telem.: 935 106 935

dimento personalizado. Com consultas diårias de optometria e contactologia, a Fernandes Oculista tem instalaçþes nas ruas Visconde da Luz (números 41-45)  @

 '  <^  

48), funcionando de segunda a sexta-feira das 09h00 Ă s 19h00 e aos sĂĄbados das 09h00 as 13h00.

PeditĂłrio nacional

Liga Portuguesa Contra o Cancro apela ao contributo de todos O contributo que cada um possa dar vai servir para ajudar a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) a garantir a continuidade dos vĂĄrios projectos de apoio    $ 

Ă s suas famĂ­lias. _     T`  9tubro e 01 de Novembro, os vĂĄrios nĂşcleos regionais da LPCC efectuam um

$     

voluntĂĄrios que, colocados em vĂĄrios locais pĂşblicos, apelarĂŁo Ă solidariedade de todos os portugueses. Quem preferir entregar o seu donativo por via bancĂĄria, pode fazĂŞ-lo atravĂŠs  $   1 kcia para a conta bancĂĄria   wy' VV{{ VVVV VVV|

TV`}~~| WT

PUBLICIDADE

Radiofrequência tripolar e cavitação Consulta Gratuíta Na compra de 5, oferta de 1 sessão na compra 10, oferta de 2 sessþes 30316

CLĂ?NICA ESTOMATOLĂ&#x201C;GICA, LDA. ESTOMATOLOGIA E MEDICINA DENTĂ RIA

CMC, HUC, CGD, ADMG, ADM, SAMSQ, Medis, Multicare, STFP e SMZC. Com quase meio sÊculo de actividade, a Fernandes Oculista continua empenhada em crescer e a encontrar procurar as melhores soluçþes para os seus clientes, aliando sempre a inovação,        -

Telef.: 239 444 389 / Telem.: 966 594 392 SĂŁo Martinho do Bispo - Quinta das Relvas, Lote 7

30281

A Fernandes Oculista comemora este ano o seu 48.Âş aniversĂĄrio. Fundada em 1963, esta casa procurou sempre evoluir nas vertentes &  $    

objectivo de prestar o melhor serviço de saúde ocular aos clientes. Sempre na vanguarda das novas tecnologias, a Fernandes Oculista apostou em 1998 num serviço personalizado de optometria. As consultas diårias são realizadas pelo dr. Hermínio Carvalho que, sendo licenciado em Economia e


20

QUINTA-FEIRA

POLĂ?TICA

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

3

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

FusĂŁo de freguesias

Justiça

Do oito (em Cantanhede) ao 80 (em Montemor-o-Velho)

Vozes de Coimbra no Conselho dos juĂ­zes e no do MP

Com a aplicação dos critĂŠrios do â&#x20AC;&#x153;Livro verdeâ&#x20AC;? sobre a reforma da Administração Local, sĂł quatro das 14 freguesias de Montemor-o-Velho podem permanecer Ă margem de um processo de fusĂŁo, enquanto em Cantanhede 16 das 19  

$   A conclusĂŁo consta de um estudo, a que o â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;? teve acesso, da autoria do geĂłgrafo e professor universitĂĄrio AntĂłnio Rochette (antigo vereador do PS na Câmara de Coimbra). Subjacente Ă aparente dualidade de critĂŠrios (tratando-se de municĂ­pios vizinhos e com bastantes semelhanças), estĂĄ a circunstância de o â&#x20AC;&#x153;Livro verdeâ&#x20AC;? designar Montemor concelho de nĂ­vel 2 e Cantanhede de nĂ­vel 3. Podem ficar incĂłlumes, em Montemor-o-Velho, as freguesias de Arazede, Liceia, Santo VarĂŁo e TentĂşgal, de-

vendo ser sujeitas a processo de agregação a da sede do Município e as de Abrunheira, Carapinheira, Ereira, Gatþes, Meãs do Campo, Pereira, Seixo de Gatþes, Verride e Vila Nova da Barca. Quanto a Cantanhede, só deverão ser objecto de fusão as freguesias de Bolho, Corticeiro de Cima e Vilamar; podem permanecer à margem desse processo, alÊm da urbana, as de Ançã, Cadima, Camarneira, Cordinhã, Covþes, Febres, Murtede, Ourentã, Outil, Pocariça, Portunhos, Sanguinheira, São Caetano, Sepins e Tocha. Em função da densidade populacional de cada um, os 308 municípios portugueses estão repartidos por nível 1 (mais de 500 pessoas por quilómetro quadrado), 2 (100 a 500) e 3 (menos de 100). Sessenta por cento dos concelhos (abrangendo mais de metade das 4 259 freguesias

actualmente existentes) correspondem ao terceiro nĂ­vel, 88 deles (1 336 freguesias) ao segundo e 37 (643 freguesias) ao primeiro. Cantanhede, com uma superfĂ­cie (391 quilĂłmetros quadrados) bastante superior Ă de Montemor-o-Velho (229), compreende 36 754 munĂ­cipes; em Montemor residem 26 214 pessoas. Nestes termos, a densidade populacional (115 habitantes por quilĂłmetro quadrado) do menor dos dois concelhos ĂŠ superior Ă  do de Cantanhede (94).

aprovou, por unanimidade, uma moção acerca da proposta de reforma da Administração Local, vertida pelo XIX Governo num â&#x20AC;&#x153;Livro verdeâ&#x20AC;? sobre o assunto. â&#x20AC;&#x153;Totalmente desfasada da realidadeâ&#x20AC;?, segundo o lĂ­der concelhio socialista montemorense, EmĂ­lio TorrĂŁo, a proposta governamental ĂŠ geradora de â&#x20AC;&#x153;brutais injustiçasâ&#x20AC;? e violadora de â&#x20AC;&#x153;elementares direitos das populaçþesâ&#x20AC;?, afrontando, ainda, valores histĂłricos e culturais. â&#x20AC;&#x153;Trata-de de uma proposta conceptualmente erradaâ&#x20AC;?, alega o dirigente partidĂĄrio (jurista e vereador). â&#x20AC;&#x153;Um escândaloâ&#x20AC;?, Segundo o PS/Montemor, diz o PS as pessoas e aquele MunicĂ­pio A ComissĂŁo Concelhia merecem respeito e a anunciade Montemor-o-Velho do PS da reforma, concebida pelos       partidos de Centro-Direita, agregação de freguesias naquele visa â&#x20AC;&#x153;tĂŁo-sĂł desviar recursos MunicĂ­pio como â&#x20AC;&#x153;um escânda-       ção Central e perpetuar o voraz lo polĂ­ticoâ&#x20AC;?. Aquela estrutura partidĂĄria apetite de um ÂŤEstado gordoÂťâ&#x20AC;?.

Câmara de Coimbra

Preterição de JoĂŁo Pardal â&#x20AC;&#x153;incendiouâ&#x20AC;? o PSD A circunstância de JoĂŁo Pardal, presidente da Junta de Freguesia de Souselas, ter      Â&#x201E; 

DivisĂŁo de Ambiente e SaĂşde PĂşblica da Câmara de Coimbra, em regime de substituição, gerou no PSD uma vaga de indignação, soube o â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;?. Outrora coordenador, informalmente, dos Serviços de Higiene Urbana (SHU), o biĂłlogo foi ultrapassado por JosĂŠ Paulo Amado, mediante proposta do vereador LuĂ­s ProvidĂŞncia (CDS/PP) ao lĂ­der camarĂĄrio, JoĂŁo Paulo Barbosa de Melo (PSD). Interpelado pelo nosso Jornal, JoĂŁo Pardal declinou tecer quaisquer consideraçþes sobre o assunto. AtravĂŠs das redes sociais, o militante social-democrata VĂ­tor Costa, presidente da Junta de AlmalaguĂŞs, fez questĂŁo de prestar uma â&#x20AC;&#x153;singela home-

nagemâ&#x20AC;? ao ex-coordenador dos SHU. Â&#x2026;w   4 ção para a recente nomeação de alguĂŠm [JosĂŠ Paulo Amado] que veio ocupar o lugar de JoĂŁo Pardal, depois do excelente trabalho por ele desenvolvido nos Ăşltimos dois anos, com competĂŞncia, conhecimentos tĂŠcnicos, verticalidade, integridade e dedicaçãoâ&#x20AC;?, opinou Costa. Para o autarca de AlmalaguĂŞs, JoĂŁo Barbosa de Melo e LuĂ­s ProvidĂŞncia (vereador com o pelouro do Ambiente) cometeram â&#x20AC;&#x153;um erro de enormĂ­ssima dimensĂŁoâ&#x20AC;?. â&#x20AC;&#x153;Parece que ser presidente de Junta ĂŠ uma peste (â&#x20AC;Ś.) e que, sendo-se autarca de freguesia, nem sequer se ĂŠ salvo pela elevada competĂŞncia pro Â&#x2030;  Â&#x160;

K 

que se declarou â&#x20AC;&#x153;profundamente chocado e indignadoâ&#x20AC;?.

Pardal esteve, recentemente, em vias de ascender a vogal do Conselho de Administração (CA) da sociedade à guas de Coimbra (AC), sendo a passagem a gestor preconizada por autarcas e dirigentes partidårios, mas essa hipótese gorou-se, porquanto o presidente daquela empresa municipal, Marcelo Nuno (líder distrital do PSD), 1  !&    

Pedro Rodrigues. A opção pelo biólogo era inscrita, por autarcas e dirigentes social-democratas, numa linha de apoio à reeleição de Manuel Oliveira (administrador-delegado dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos) como líder concelhio do PSD/Coimbra. A divisão no seio da maioria camaråria reflectiu-se no sufrågio sobre a indigitação do sucessor de Olinto Vieira (exgestor da AC) e levou a que um

edil, pelo menos, da coligação de Centro-Direita nĂŁo tenha votado em Pedro Rodrigues. Fontes partidĂĄrias indicam, por outro lado, que Ă preterição de JoĂŁo Pardal para chefe de divisĂŁo nĂŁo serĂŁo alheias as boas relaçþes entre ProvidĂŞncia, presidente da empresa municipal Turismo de Coimbra, e um vogal do CA da mesma sociedade, Francisco Veiga, conterrâneo do biĂłlogo e que se tem demarcado do presidente da Junta de Souselas no plano partidĂĄrio. ProvidĂŞncia e Veiga sĂŁo amigos do lĂ­der da bancada da coligação â&#x20AC;&#x153;Por Coimbraâ&#x20AC;? na Assembleia Municipal, AntĂłnio MalĂł de Abreu, desconhecendo-se, por ora, que tipo de protagonismo estarĂĄ este disponĂ­vel a assumir no contexto da eleição da prĂłxima ComissĂŁo Concelhia do PSD.

O advogado de Coimbra Alfredo Castanheira Neves foi eleito, hå dias, pela Assembleia da República (AR), como um dos cinco representantes do Parlamento no Conselho Superior do MinistÊrio Público (CSMP). JosÊ de Faria Costa, catedråtico de Direito da Universidade conimbricense, acaba de ser reconduzido como representante da AR no Conselho Superior de Magistratura (CSM, órgão disciplinar e de administração dos juízes). Ex-director da sua Faculdade, especialista em Direito Penal e membro do Conselho Geral da UC, Faria Costa Ê

um dos sete membros do referido Conselho eleitos pelo Parlamento. No CSM tem assento, por escolha do Presidente da República, outro docente universitårio conimbricense, JosÊ Cardoso da Costa, antigo presidente do Tribunal Constitucional. Castanheira Neves foi presidente do Conselho Superior da Ordem dos Advogados. Outro jurista de Coimbra com assento no CSMP Ê o procurador-geral adjunto Euclides Dâmaso, principal representante do procurador-geral da República na região Centro.

Segurança Social

Rumores sobre sucessĂŁo de Ruivo balançam entre PSD e CDS/PP Volvidos quatro meses sobre a saĂ­da do anterior director do Centro Distrital de Coimbra da Segurança Social (CDCSS), os rumores em curso sobre o preenchimento do cargo abrangem quatro nomes, constata o â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;?. Depois de se ter falado de Ramiro Miranda, funcionĂĄrio da instituição (conotado com o PSD), passaram a ser referidos como potenciais sucessores de MĂĄrio Ruivo o advogado Paulo Almeida (lĂ­der distrital do

CDS/Coimbra), Tiago Mariz (antigo director-adjunto do referido Centro, conotado com os centristas) e Marisa Pedrosa Gonçalves (chefe da DivisĂŁo de Desenvolvimento Social e FamĂ­lia da Câmara Municipal conimbricense). Com a eleição de Ruivo (PS) para deputado Ă Assembleia da RepĂşblica, a liderança  K/KÂ&#x2039;Â&#x2039;   

Susana Pereira, que coadjuvava o jurista enquanto director daquele organismo.

Austeridade

Colapso de subsĂ­dios de fĂŠrias e de Natal Os funcionĂĄrios pĂşblicos e os trabalhadores das empresas pĂşblicas com salĂĄrios acima de 1 000 euros mensais nĂŁo irĂŁo receber os subsĂ­dios de fĂŠrias e de Natal em 2012, anunciou o primeiro-ministro. IdĂŞntica medida irĂĄ abranger os reformados com pensĂľes superiores a 1 000 euros / mĂŞs. Numa situação e noutra, as pessoas cujos rendimentos oscilem entre o montante do salĂĄrio mĂ­nimo nacional e o milhar de euros sofrerĂŁo um corte correspondente Ă eliminação de um dos subsĂ­dios. Ao assinalar nunca ter pensado anunciar â&#x20AC;&#x153;medidas tĂŁo se-

veras e tĂŁo difĂ­ceis de aceitarâ&#x20AC;?, o primeiro-ministro indicou que elas terĂŁo carĂĄcter temporĂĄrio. Por outro lado, o Governo quer que haja permissĂŁo para o pessoal das empresas do sector privado ser chamado a trabalhar mais meia hora por dia, em 2012 e 2013, e propĂľe-se â&#x20AC;&#x153;ajustar o calendĂĄrio dos feriadosâ&#x20AC;?. As medidas serĂŁo adoptadas ao abrigo da Lei do Orçamento do Estado para o prĂłximo ano. Segundo o primeiro-ministro, o aumento do horĂĄrio de laboração destina-se Ă substituição da anunciada redução da taxa social Ăşnica (medida de que desistiu o Executivo).

PUBLICIDADE

ABC

ENTREVISTA

SĂ BADO, Ă&#x20AC;S 11H

INCENTRO PatrocĂ­nio:

SNQTB

Realização: Norberto Pires Coimbra IParque

Parceria:

Ouça na Internet em www.radioregionalcentro.com


ACTUALIDADE

4

20

QUINTA-FEIRA

w w w . campe a o p r o vin cia s.co m

Cobertura de saneamento reforçada

O b i t u ĂĄ r i o

Inaugurada nova ETAR em Cantanhede celebridade com que esta entidade tratou as pretensĂľes O concelho de Cantanhe- do municĂ­pio, adiantando que de deverĂĄ atingir uma taxa de apĂłs a ETAR de Outil jĂĄ foram cobertura do saneamento de aprovadas mais trĂŞs candida95 por cento no prĂłximo ano, turas. Ana Silva, vogal execureferiu, com orgulho, o presidente do Conselho de Admi- tiva da ComissĂŁo Directiva nistração da INOVA-EM, na  Q9Â&#x160;Â?   #

cerimĂłnia de inauguração da INOVA-EM e o POVT tĂŞm ETAR de Outil, que decorreu tido uma â&#x20AC;&#x153;articulação muito na segunda-feira. Quando a profĂ­cuaâ&#x20AC;?, atribuindo, no enINOVA-EM foi criada, em tanto, o mĂŠrito Ă empresa mu2002, lembrou PatrocĂ­nio Al- nicipal que, sublinhou, â&#x20AC;&#x153;sempre ves, o concelho tinha uma taxa compreendeu e respondeu de cobertura de apenas 30 por de forma cĂŠlere Ă s exigĂŞncias comunitĂĄriasâ&#x20AC;?. cento. â&#x20AC;&#x153;Inferimos Ă  obra imporOrçada em 906.000 euros â&#x20AC;&#x201C; com 60 por cento de tância nĂŁo pela dimensĂŁoâ&#x20AC;?, mas comparticipação por parte de por â&#x20AC;&#x153;conferir melhor qualidade fundos comunitĂĄrios â&#x20AC;&#x201C;, a nova ao ambienteâ&#x20AC;?, comentou a ETAR serve mais de 1.600 responsĂĄvel, destacando que habitantes da freguesia de Outil a ETAR tem a particularidade e das localidades de Zambujal e de reaproveitar, atravĂŠs de um tratamento ultravioleta, 40 por Fornos (Cadima). Com mais esta infra-es- cento da ĂĄgua para a agricultura. Trata-se de uma â&#x20AC;&#x153;solução trutura, Cantanhede passa a ter uma taxa de cobertura na inovadoraâ&#x20AC;?, considerou o presiordem dos 77 por cento, sendo dente da Câmara Municipal, que # &     * 2 se manifestou bastante agradaaumentar para os 87 por cento do por o municĂ­pio conseguir com a inauguração de mais â&#x20AC;&#x153;fechar o ciclo da ĂĄgua e do duas ETAR (em CovĂľes e saneamento neste mandatoâ&#x20AC;? â&#x20AC;&#x201C; e cujo investimento ascende aos Sepins/Bolhos). Manifestando-se satisfeito 13,5 milhĂľes de euros. â&#x20AC;&#x153;Sabemos que estamos no com â&#x20AC;&#x153;a eficiĂŞncia da gestĂŁo das candidaturasâ&#x20AC;? por parte do bom caminho, porque estamos Programa Operacional Valori- a conferir Ă s populaçþes a qualização do TerritĂłrio (POVT), dade que ĂŠ necessĂĄriaâ&#x20AC;?, realçou PatrocĂ­nio Alves elogiou a JoĂŁo Moura.

Jaz morta a mĂŁo de pioneiro dos implantes cocleares

BENEDITA OLIVEIRA

A ETAR de Outil foi inaugurada na segunda-feira

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

Manuel Filipe Rodrigues, pioneiro dos implantes cocleares (concebidos para combater a surdez), faleceu, sexta-feira, em Coimbra, e foi sepultado, domingo, em Vilarinho do Bairro (Anadia). O mÊdico, 76 anos de idade, morreu devido a doença. Era irmão de Fernando Rodrigues, que, em 1985, no CHC - Centro Hospitalar de Coimbra (Hospital dos Covþes), tambÊm foi protagonista da execução de uma tÊcnica cirúrgica cujo acto pioneiro consistiu em subtrair uma criança à surdez. Os dois otorrinolaringologistas tinham sido absolvi-

dos, hĂĄ cinco meses, pela Vara Mista de Coimbra, da acusação de cometimento de crimes na compra de implantes. Devido ao seu estado de saĂşde, Manuel Filipe sĂł compareceu Ă s primeiras sessĂľes da audiĂŞncia do julgamento. Perspicaz e determinado, o cirurgiĂŁo fez do Serviço de Otorrinolaringologia do CHC um caso raro de sucesso (vide testemunho, nesta pĂĄgina, do seu ex-discĂ­pulo LuĂ­s Filipe Silva). Pouco dado Ă s luzes da ribalta, o mĂŠdico nunca acedeu a trocar impressĂľes com  Â&#x2026;K Â&#x2030;  



rubrica â&#x20AC;&#x153;Perfilâ&#x20AC;?, publicada durante anos por este Jornal.

â&#x20AC;&#x153;Farto de enxovalhosâ&#x20AC;?, Manuel Filipe interveio na primeira sessĂŁo da audiĂŞncia do respectivo julgamento para  

 1  *2  1 tos cuja autoria lhe era imputada pelo MinistĂŠrio PĂşblico. JosĂŠ Cardoso da Costa, ex-presidente do Tribunal Constitucional (TC) e, actualmente, membro do Conselho Superior de Magistratura, depĂ´s como testemunha para 



B  @ 

e o seu irmĂŁo Fernando como â&#x20AC;&#x153;pessoas incapazesâ&#x20AC;? de cometer os crimes de que estavam acusados. â&#x20AC;&#x153;A notĂ­cia [acerca da dedução de acusação] ĂŠ das

que me causaram maior perplexidadeâ&#x20AC;?, afirmou o expresidente do TC. Outro antigo conselheiro, o ex-juiz do Supremo Tribunal de Justiça LuĂ­s Ferreira de Almeida, igualmente ouvido como testemunha, enalteceu â&#x20AC;&#x153;a postura cĂ­vica e moralâ&#x20AC;? dos arguidos, cujo comportamento reputou de impoluto. â&#x20AC;&#x153;Trata-se de pessoas que sempre repudiaram aquilo de que estĂŁo acusadasâ&#x20AC;?, acentuou. A presidente cessante do Centro Hospitalar de Coimbra (CHC), Rosa Reis Marques, disse que Manuel Filipe e Fernando Rodrigues foram     

Recordaçþes... M. Filipe Rodrigues LU�S FILIPE SILVA (*)

Jovem mĂŠdico, recĂŠm-formado, com a cabeça cheia de projectos, utopias e ilusĂľes, faltava-me encontrar uma especialidade para iniciar carreira na Medicina em Portugal. EstĂĄvamos            que me permitia aspirar a uma especialidade cirĂşrgica â&#x20AC;&#x201C; o pen                Por entre alvoroços e boatos, alguĂŠm disse que â&#x20AC;&#x153;do outro ! "#$ % ! ' !(   !!) nacional. Um dia, decidi-me: fui visitar o Serviço de Otorrinolaringologia do Centro Hospitalar de Coimbra, a funcionar no Instituto de Surdos de Bencanta. Fui apresentado ao Sr. director: o dr. Manuel Filipe Rodri* +*    /0    !   +!  01 ao longo de 20 anos de trabalho em comum. Manuel Filipe tinha aquela centelha que a alguns a Pro0 5  795  !    ;!  tudo e todos os que o rodeavam; tornava possĂ­veis desĂ­gnios aparentemente utĂłpicos. =5 ! >   !  ( !?5!  !    @   *     da qualidade do serviço mĂŠdico prestado aos doentes. Manuel

G! > !!  0! 0 ) (   )*K     objectivos que sabia mobilizar todos os seus colaboradores, fazendo-os ultrapassar-se nas suas capacidades, acreditar em projectos surpreendentes, aparentemente inatingíveis, vencer batalhas impossíveis. Por isso, foi sempre um líder incontestado, dentro e fora do seu Serviço. Foi precursor de novas práticas médicas e cirúrgicas, mestre de gerações de especialistas, mas, também, amigo e conselheiro de assuntos técnicos e de casos da vida. L N G! L*   ! de vida, pelos rígidos padrões éticos por que sempre se regeu;   ! !! * )>  !     !T  !  ! 5> !@     ! #0 ! > N  >  )  !/* !@  !    (pioneiro em Portugal e no mundo). Manuel Filipe será uma personalidade relevante para a História da Medicina em Portugal, mas, lembro-o aqui acima de tudo como um amigo, que marcou de forma indelével a vida de cada um dos que com ele conviveram. X!> @ ! (  te: Valeu a pena ter atravessado a ponte e ido conhecer aquele ' "; %@(*Z>   (*Médico)

Loja do grupo Catarino

PWB-RE abriu em Coimbra com uma estratĂŠgia global L.S.

â&#x20AC;&#x153;Uma aposta ousada, mas dentro do pragmatismoâ&#x20AC;? ĂŠ como o presidente do Conselho de Administração do grupo Catarino caracteriza a abertura em Coimbra (rua Eng. Jorge Anjinho, lote 13, loja 2, r/c,Ă Solum) de um espaço da PWB-Real Estate, empresa de mediação imobiliĂĄria, que atĂŠ aqui se encontrava apenas em Febres (Cantanhede). AtĂŠ pelo nome (Portuguese and World Business - Real Estate) depreende-se que existe uma forma diferente de abordar a mediação imo-

 2    # &  

por VĂ­tor Catarino: â&#x20AC;&#x153;Tem um conceito diferenciado, disponibilizando aos clientes uma solução inovadora, chave na mĂŁo, tirando partido das 17 empresas do grupo Catarinoâ&#x20AC;?. A PWR-RE proporciona um serviço integrado, que pode ir desde a procura do terreno atĂŠ ao projecto de reabilitação de um apartamento, de uma moradia, de um escritĂłrio ou de uma loja, passando pela construção ou recuperação (Ramos Catarino Dois), e mesmo pelos detalhes de decoração (Catarino home.interior), comprometendo-se sempre

a encontrar a resposta mais adequada para cada solicitação. â&#x20AC;&#x153;O aproveitamento das sinergias do grupo Catarino permite criar soluçþes Ă medida de cada cliente, com maior rapidez e a preços altamente competitivos, acrescentando valor quer para os proprietĂĄrios que querem vender imĂłveis, quer para quem pretende adquiri-losâ&#x20AC;?, refere o empresĂĄrio. Apostando tambĂŠm no mercado do arrendamento, que estĂĄ cada vez mais dinâmico, a PWB Real Estate disponibiliza igualmente as tradicionais soluçþes de compra

e venda de terrenos e quintas, de apartamentos e moradias, de condomĂ­nios e casas senhoriais, de lojas e armazĂŠns, dispondo de um portefĂłlio *   *  

com o campo de acção a não se limitar ao distrito de Coimbra, nem à região Centro, mas a abranger todo o país e também o mercado internacional. A PWB-Real Estate tem vindo a reforçar a sua equipa     #  

de modo a proporcionar um aconselhamento e apoio personalizados e em todas as fases do processo. O grupo Catarino, com

De Coimbra para todo o mundo Ê o alcance da loja de mediação imobiliåria do grupo Catarino

mais de 60 anos de actividade, integra 17 empresas a intervir jå em diversos países (entre os quais Portugal, Espanha, Brasil e França) e em dez sectores: Construção, Imobiliårio, Con-

tract, Home Interior, Fileira Florestal e Paisagismo, Hotelaria, Trading e Montagem de Negócios, Alimentação Biológica, Business Angels e Joalharia.


20

QUINTA-FEIRA

ACTUALIDADE

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

5

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

Coimbra

Quatro escolas de Coimbra entre as 25 melhores

SĂł 15 em cada 1 000 pessoas tĂŞm de procurar hospital fora de portas

SecundĂĄria de Infanta D. Maria lidera no ensino pĂşblico

R.A.

Quase todos os pacientes da sub-regiĂŁo de Coimbra necessitados de internamento encontram resposta nos hospitais do distrito, indica um documento a que o â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;? teve acesso. A estatĂ­stica sugere que sĂł 15 em cada 1 000 pessoas a precisar de hospital tĂŞm de procurĂĄ-lo fora da sub-regiĂŁo. Segundo a Administração Central do Sistema de SaĂşde (ACSS), sĂŁo internados nos hospitais do distrito conimbricense 98,52 por cento dos doentes nele residentes. Na cauda da tabela encontram-

se as sub-regiĂľes de Leiria e Guarda (a primeira com 65 por cento de auto-satisfação e a segunda com 68). AlĂŠm do distrito de Coimbra, apenas os de Lisboa, Porto e Faro apresentam Ă­ndices de auto-satisfação superiores a 90 por cento. De acordo com a ACSS, de um modo geral, as populaçþes apreciam a escolha dos serviços que lhes estĂŁo mais prĂłximos se tiverem a percepção de que hĂĄ qualidade e capacidade de resposta. O estudo consultado pelo â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;? alerta, por outro lado, para a â&#x20AC;&#x153;forte incidĂŞncia de envelhecimentoâ&#x20AC;?

dos mÊdicos do sector dos cuidados primårios de saúde. Hå quatro anos, sete em cada 10 daqueles clínicos tinham mais de 50 anos de idade, correspondendo os de idade inferior a 35 anos a apenas nove por cento. A estrutura etåria, no Continente, dos mÊdicos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) aponta para um universo relativamente envelhecido (44 por cento dos profissionais apresentam mais de 50 anos de idade). Segundo a FNAM (estrutura sindical), nos últimos 21 meses, 11 por cento dos mÊdicos do SNS pediram a

passagem Ă situação de reformados. Aos 6 288 especialistas em Medicina Geral e Familiar existentes em 2007 correspondia a 1   T|Â&#x2018;    A avaliar pelo referido     * 

atribuição de 30 por cento das vagas do internato mÊdico à especialidade de Medicina Geral  @  

* ! 

para fazer face à aposentação e ao cumprimento dos råcios desejåveis. Tal figurino assenta na

     

saúde, criação de agrupamentos e fomento do conceito de Unidade de Saúde Familiar.

Tribunal de Arganil ouve autarcas e dirigentes associativos de GĂłis

Julgamento do caso ADIBER recorda diferendo socialista L.S.

Dois ex-presidentes socialistas da Câmara Municipal de Góis estão ausentes do julgamento que decorre no Tribunal de Arganil e envolve autarcas e dirigentes da Associação de Desenvolvimento Integrado da Beira Serra (ADIBER), mas se não estivessem ajudariam a esclarecer em concreto a demora na escritura de um terreno para um projecto agro-turístico. Dos 10 arguidos jå foi extinta a responsabilidade criminal em relação a Girão Vitorino (falecido), enquanto que JosÊ Cabeças encontra-se impedido de estar presente por doença do foro psiquiåtrico, sentando-se no banco dos rÊus a actual presidente da Câmara Municipal, Lurdes Castanheira, mas na qualidade de outrora secretåria da Direcção da ADIBER. Um dos aspectos da acusação Ê a participação económica

em negócio, factos que tiveram origem na aprovação por parte do executivo camarårio de Góis da venda à Associação de uma parcela da Quinta do Baião, em 1999, para aí ser concretizado um projecto financiado em 234 000 euros pelo programa Leader II. A edilidade, então presidida por JosÊ Cabeças, que era tambÊm o líder da Associação, deliberou, na altura, vender por 50 000 contos (250 000 euros actualmente) 46 000 metros quadrados de terreno, quando este tinha sido avaliado por uma comissão em 65 000 contos (325 000 euros), sendo então Girão Vitorino o vice-presidente da autarquia. Por terem votado favoravelmente estão tambÊm como co-arguidos os ex-vereadores Humberto Matos (PS) e Manuel Gama (PSD). Contudo, apesar da deliberação camaråria ser de 1999, ratificada pela Assembleia Mu-

nicipal, a escritura sĂł veio a ser celebrada em 2007. Verificou-se que a parcela sĂł poderia ser desanexada em 2003, com o MunicĂ­pio, de maioria socialista, a protelar a assinatura do contrato de compra e venda e, posteriormente, a escritura, jĂĄ durante o mandato de GirĂŁo Vitorino como presidente da Câmara (eleito em 2001). No inĂ­cio do julgamento, na passada segunda-feira, seis arguidos (JosĂŠ Cabeças, Lurdes Castanheira, Maria Helena, JosĂŠ Ă&#x201A;ngelo, LuĂ­s Silvestre, Eduardo Ventura) acusados de falsificação de documentos viram reconhecido pelo colectivo de juĂ­zes a extinção de procedimento criminal, por prescrição (passaram mais de cinco anos), apĂłs requerimento de um dos advogados de defesa e a anuĂŞncia do procurador do MinistĂŠrio PĂşblico. O mesmo jĂĄ nĂŁo aconteceu em relação a Nuno JordĂŁo, entĂŁo gestor do programa comunitĂĄrio Leader

e ausente do julgamento por doença (esclerose lateral), atestada pelo Hospital de Santa Maria (Lisboa), uma vez que ĂŠ acusado de uso de documento falso e o prazo de prescrição desde ilĂ­cito ĂŠ de 10 anos. Por outro lado, a advogada ArmĂŠnia Coimbra deu conta da extinção do processo de execução fiscal de que a Associação foi alvo, tendo em conta o pagamento de 25 064 euros e o MinistĂŠrio da Agricultura ter considerado como â&#x20AC;&#x153;devidamente justificada e aplicada aos fins a que se destinavaâ&#x20AC;? a restante verba. Antes de serem ouvidas as testemunhas (o que começou ontem e irĂĄ prosseguir amanhĂŁ e a 15 e 16 de Novembro), o Tribunal debruçou-se sobre os aspectos inerentes Ă acusação de uso por parte da ADIBER de fundos comunitĂĄrios para cumprir necessidades de outra natureza.

Refeiçþes escolares

Gertal envereda pela desconcentração A empresa Gertal, contratada pela Câmara Municipal de Coimbra para fornecimento das refeiçþes escolares, passou a confeccionar a comida de forma desconcentrada, apurou o â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;?. No primeiro mĂŞs em que prestou serviço Ă s escolas do primeiro ciclo do ensino bĂĄsico (primĂĄrias) e aos jardins-deinfância da rede pĂşblica, aquela sociedade assegurava toda a confecção na periferia da cidade. Interpelado pelo nosso Jornal, o vereador JoĂŁo Orvalho disse tratar-se, agora, de uma â&#x20AC;&#x153;preparação distribuĂ­daâ&#x20AC;?, com ganhos de proximidade

e rapidez na medida em que proporciona, por exemplo, a chegada da comida aos estabelecimentos Ă temperatura ideal. A Gertal mantĂŠm, no entanto, a confecção de parte substancial das refeiçþes nas instalaçþes iniciais, localizadas na freguesia da Lamarosa. Nas queixas narradas pelo autarca Carlos Cidade (PS) e pelos congĂŠneres da CDU Francisco QueirĂłs e Margarida Fonseca houve alusĂŁo a episĂłdios de demora, nos primeiros dias, a â&#x20AC;&#x153;duvidosa qualidadeâ&#x20AC;? das sopas, â&#x20AC;&#x153;pouca quantidadeâ&#x20AC;? do segundo prato, inexistĂŞncia de saladas e a falta de comida antes

da conclusĂŁo das refeiçþes. JoĂŁo Orvalho considera que estes problemas estĂŁo ultrapassados, sublinhando, no entanto, â&#x20AC;&#x153;a importância de ouvir as escolas, os pais e as crianças, deixando de lado aspectos da polĂ­tica, que nĂŁo se deviam misturarâ&#x20AC;?. â&#x20AC;&#x153;Nunca um serviço de refeiçþes foi tĂŁo escrutinado e queremos que este seja um processo transparenteâ&#x20AC;?, disse o vereador. O edil confirmou ao nosso Jornal que a Gertal estĂĄ a recorrer a cozinhas de escolas do segundo e terceiro ciclo, geridas pelo MinistĂŠrio da Educação (cliente

da empresa), para assegurar a proximidade às do primeiro ciclo e aos jardins-de-infância. AtÊ ao final do mês deverå ser iniciada a monitorização do fornecimento da comida, a cargo de uma equipa pluridisciplinar do Instituto PolitÊcnico de Coimbra, cujo saber-fazer o vereador conhece na medida em que foi director da Escola Superior de Educação. Para alÊm do acompanhamento de todo o processo de confecção e distribuição, desde a cozinha atÊ aos refeitórios, os tÊcnicos do IPC vão elaborar um manual de boas-pråticas e ministrar formação.

apenas a SecundĂĄria de D. Maria pertence Ă rede escoDuas escolas de Coim- lar pĂşblica. Sete dos 25 estabelecibra estĂŁo entre os 10 melhores estabelecimentos de mentos de ensino melhor ensino secundĂĄrio pĂşblicos,      Q 

a nível nacional. A lista Ê li- 12 de Lisboa, quatro de derada pela Escola de Infan- Coimbra, um de Braga e um ta D. Maria e o sÊtimo lugar de Faro. Na lista, que contempla Ê ocupado pela Secundåria 609 estabelecimentos do de JosÊ Falcão. A anålise e respectiva ensino público, particular cotação tem por base as in- e cooperativo, estão entre formaçþes fornecidas pelo os 100 primeiros as escolas MinistÊrio da Educação, secundårias de JosÊ Falcão referentes aos resultados (41.º) e da Quinta das Flores alcançados pelos alunos nos (76.º), ambas de Coimbra, e exames nacionais, realizados a do Dr. Joaquim de Carem 2011. O critÊrio tido em valho (85.º), da Figueira da conta foi a mÊdia das classi- Foz. A anålise feita pelo jor      *  

nal coloca o ColÊgio de São provas. Em termos globais, a Martinho, de Coimbra, no lista divulgada no último topo da lista das escolas såbado, pelo Diårio de secundårias com menor vaNotícias, considerando riação entre a mÊdia obtida todos os estabelecimen- pelos alunos nos exames tos públicos, particulares nacionais e a nota interna e cooperativos, coloca o alcançada à disciplina. Com base nas inforColÊgio Internacional de Vilamoura, pela primeira maçþes fornecidas pela vez, no topo da lista das tutela e a mÊdia das clasescolas que leccionam o        

alunos nos exames nacioensino secundårio. Trata-se, no entanto, de nais, o último lugar Ê atri    #  buído à Escola Secundåria em linha de conta as escolas de Fonseca Benevides, em que o número de exames de Lisboa. Do distrito realizados não ultrapassa os de Coimbra, o estabele100. Se forem considerados cimento de ensino com os estabelecimentos de ensi- cotação mais baixa Ê a Esno onde o número de pro- cola Båsica e Secundåria vas Ê superior, então a lista de Dr. Daniel de Matos, Ê liderada pelo Externato de Vila Nova de Poiares, que surge no 598.º lugar. Ribadouro, do Porto. No nível de ensino båNa classificação completa das escolas do ensino sico, o primeiro lugar Ê ocusecundårio, elaborada pelo pado pelo Externato Nossa jornal, entre as 25 primeiras, Senhora da Paz (Porto). são de Coimbra o ColÊgio De Coimbra, o ColÊgio da da Rainha Santa Isabel (14.º Rainha Santa Isabel surge lugar), o ColÊgio de São na 17.ª posição (entre os Teotónio (19.º), a Escola 100 primeiros), a Escola Secundåria de Infanta D. Secundåria de Infanta D. Maria (22.º) e o ColÊgio de Maria na 45.ª e o ColÊgio São Martinho (25º). Destas, São JosÊ na 59.ª. G. B.

PUBLICIDADE

COIMBRA 239 981 313 CONDEIXA 239 941 515 915 910 040 915 910 016

Parque Resid. S. M. do Bispo, Lt 29 3045-160 SĂŁo Martinho do Bispo - Coimbra funeraria.jbarroca@hotmail.com www.agenciafunerariajbarroca.com


FIGURAS DA SEMANA

6

w w w . campeao p r o vin cia s.co m A S C E N S O R A

S U B I R

Ă lvaro Amaro â&#x20AC;&#x201C; O presidente da Câmara de Gouveia acaba de ser nomeado, pelo Governo, sob proposta da Associação Nacional de MunicĂ­pios (ANMP), para ser um dos representantes de Portugal no Congresso dos Poderes Locais e Regionais (CPLR) do Conselho da Europa. Trata-se de um organismo cuja vocação consiste na defesa, reforço e desenvolvimento do Poder Local e Regional. Amaro, que lidera o Conselho Consultivo da ComissĂŁo de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, sucede no CPLR ao anterior presidente da Câmara de Coimbra, Carlos Encarnação, que renunciou ao cargo em Dezembro de 2010. JoĂŁo Moura â&#x20AC;&#x201C; A Câmara Municipal de Cantanhede, liderada pelo autarca, recebeu, ontem, pelo terceiro ano consecutivo, um galardĂŁo da Associação Portuguesa de FamĂ­lias Numerosas (APFN) devido Ă aposta numa polĂ­tica integrada de famĂ­lia. A APFN regista a adopção de medidas de discriminação positiva atinentes a munĂ­cipes, nomeadamente a instituição de tarifas especiais em matĂŠria de consumo de ĂĄgua, uso de transportes pĂşblicos e utilização de espaços como bibliotecas, museus e piscinas. â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; muito bom haver autarquias a contrabalançar as medidas de austeridade que o Governo tem tomadoâ&#x20AC;?, comentou o presidente da APFN, Fernando Ribeiro e Castro. De 2010 para 2011 hĂĄ mais uma dĂşzia de câmaras municipais (agora 29) a receber a distinção de â&#x20AC;&#x153;Autarquia + Familiarmente ResponsĂĄvelâ&#x20AC;?. JoĂŁo Ricardo Pedro â&#x20AC;&#x201C; Trata-se do primeiro portuguĂŞs a conquistar o PrĂŠmio Leya, dotado de 100 000 euros, graças ao romance â&#x20AC;&#x153;O teu rosto serĂĄ o Ăşltimoâ&#x20AC;?. Engenheiro electrotĂŠcnico, 38 anos de idade, o romancista estĂĄ desempregado hĂĄ   &          Â&#x201E; Â&#x2026;@   Â&#x201E; 

1 Â&#x2030;       4^    B     

anunciar a distinção conferida ao escritor. Para os membros do jĂşri do PrĂŠmio Leya, â&#x20AC;&#x153;O teu rosto serĂĄ o Ăşltimoâ&#x20AC;? consiste numa â&#x20AC;&#x153;composição delicada de histĂłrias autĂłnomas, traçadas    Â&#x2030; Â?  !   4   

 

â&#x20AC;&#x153;apoiado em imagens fortes, capaz de construir um perturbador painel do presente portuguĂŞs. Joaquim Gomes Canotilho â&#x20AC;&#x201C; O conceituado constitucionalista foi protagonista, ontem, da sua Ăşltima aula como catedrĂĄtico de Direito da Universidade de Coimbra. Em entrevista concedida ao DC, o docente preconiza que as universidades repensem a sua relação com o mercado de trabalho, frisando que um antigo aluno da UC tinha, outrora, emprego garantido, coisa que, hoje em dia, nĂŁo acontece (salvo raras excepçþes). Canotilho alerta, por outro lado, para â&#x20AC;&#x153;a ideia de determinada classe da mĂŠdia burguesia alta de que   Â&#x201E; k   



    

  

             1   

de Medicinaâ&#x20AC;?. Ora, adverte, â&#x20AC;&#x153;isto pode nĂŁo corresponder Ă inteligĂŞncia natural do alunoâ&#x20AC;?. E o resultado consiste em uma parte da inteligĂŞncia dos estudantes universitĂĄrios ser â&#x20AC;&#x153;ÂŤfabricadaÂť atravĂŠs de frequentes explicaçþesâ&#x20AC;?. Estimado por milhares de antigos alunos, JosĂŠ Joaquim Gomes Canotilho soube aliar a argĂşcia, a discrição, a sua capacidade pedagĂłgica e a de trabalho, talentos que fazem dele, ainda hoje, um dos mais ilustres juristas portugueses. HĂŠlder Postiga â&#x20AC;&#x201C; O futebolista (ex-Sporting e ex-FC do Porto) marcou dois golos, domingo, ao serviço do Saragoça, um deles (atravĂŠs de um pontapĂŠ de bicicleta) digno de conquistar o tĂ­tulo de um dos mais belos tentos. A

D E S C E R

JĂşlio Pereira â&#x20AC;&#x201C; O secretĂĄrio-geral dos Serviços de Informaçþes da RepĂşblica, ao encolher os ombros perante violaçþes de registos telefĂłnicos feitas por agentes das ÂŤsecretasÂť, mostra a envergadura do mau hĂĄbito portuguĂŞs de fazer prevalecer a impunidade. Pedro Passos K Â&#x201E; Â&#x201D;   #  # 1  

em campanha eleitoral, pelo lĂ­der do PSD, ĂŠ diferente da prĂĄtica do primeiro-ministro. AtĂŠ quando a mentira continuarĂĄ a ser instrumento de tĂĄctica politico-partidĂĄria?

Rodrigo Santiago O conhecido causídico conimbricense tomará posse, amanhã (21), em Lisboa, como novo presidente da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados, tendo sido nomeado mediante deliberação unânime do Conselho Geral (CG) da instituição. O jurista sucedeu a Jerónimo Martins, cuja inclusão numa lista de candidatos a delegados ao próximo conclave da classe, adversa ao bastonário Marinho e Q  # *      K+ X2   

40 anos a exercer advocacia, Santiago foi membro do governo da Ordem no triĂŠnio 1993/95 e tinha presidido ao Conselho Distrital de Coimbra entre 1990 e 1992.

20

QUINTA-FEIRA

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

o programa de agressĂŁo! Lutar por um Portugal com Futuro!â&#x20AC;? ĂŠ o lema do comĂ­cio que começa Ă s 21h30 e decorre no auditĂłrio do Instituto PortuguĂŞs da Juventude de Coimbra. JerĂłnimo de Sousa promete contestar as medidas de austeridade anunciadas   +*   4



 

#  QKQ *  *



o Orçamento de Estado de 2012.

AntĂłnio LeitĂŁo Marques â&#x20AC;&#x201C; O Serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar de Coimbra (CHC), dirigido pelo mĂŠdico AntĂłnio LeitĂŁo Marques, realizou os primeiros procedimentos de desenervação renal, uma tĂŠcnica inovadora para tratar doentes com hipertensĂŁo arterial (HTA) resistente aos medicamentos. Com os primeiros casos desta tĂŠcnica minimamente invasiva, o CHC passa agora a fazer parte de um pequeno, mas crescente, nĂşmero de hospitais na Europa que disponibiliza o procedimento. A HTA resistente ĂŠ uma patologia em que os pacientes, apesar do tratamento com trĂŞs ou mais medicamentos anti-hipertensivos, AntĂłnio Arnaut â&#x20AC;&#x201C; O advogado e escritor, responsĂĄvel pela continuam com nĂ­veis elevados de pressĂŁo arterial. Segundo criação do Serviço Nacional de SaĂşde, enquanto ministro dos dados da Sociedade Portuguesa de HipertensĂŁo, a HTA afecta Assuntos Sociais do II Governo Constitucional, falarĂĄ sobre o quase metade da população portuguesa, sendo que em apenas tema â&#x20AC;&#x153;Estado de Direito e SNSâ&#x20AC;?, durante uma sessĂŁo agendada 11 por cento destes a doença estĂĄ controlada. â&#x20AC;&#x153;Estamos muito para amanhĂŁ, pelas 21h00, no Centro CirĂşrgico de Coimbra. Esta entusiasmados por iniciar esta inovadora tĂŠcnica no CHC e por acção, de entrada livre, insere-se no ciclo de conferĂŞncias mensais dar a estes pacientes a oportunidade de controlar os seus nĂ­veis      Â&#x2030;  $ Â&#x2122; B #   

que esta unidade de SaĂşde tem vindo a realizar. que a tĂŠcnica de desenervação renal ĂŠ um procedimento minimaFrancisco Paramos â&#x20AC;&#x201C; Estudante da Escola Superior de mente invasivo que desactiva os nervos simpĂĄticos localizados nas Educação de Coimbra (ESEC), o jovem Francisco Paramos ĂŠ o paredes da artĂŠria renal. O sistema consiste num gerador e num mentor de uma exposição ao ar livre, inaugurada nos bairros da  

*  # &    *&  &  1   

Â&#x2013;   y  ^    !!      de ambas as artĂŠrias renais. * 1      1        #

Ana Paula Silva â&#x20AC;&#x201C; Os resultados de uma pesquisa sobre estĂŁo penduradas nos estendais das casas. Com o tĂ­tulo de â&#x20AC;&#x153;Mulheres do Bairroâ&#x20AC;?, segundo o autor, esta exposição â&#x20AC;&#x153;retrata a vida o impacto da metanfetamina no cĂŠrebro, desenvolvida por de quatro extraordinĂĄrias mulheres, habitantes destes bairros da uma equipa de investigadores da Universidade de Coimbra cidade de Coimbraâ&#x20AC;?. Aluno do curso de Comunicação e Design <%K7   

#     & 

MultimĂŠdia, Francisco Paramos estĂĄ a efectuar um estĂĄgio curri- memĂłria. No entanto, um dos efeitos desta droga poderĂĄ cular no Departamento de Habitação da Câmara Municipal. O tambĂŠm permitir uma nova abordagem para facilitar o trata  Â&#x201E;     &   

     mento de algumas patologias do cĂŠrebro, nomeadamente de colaboração, que incluirĂĄ, tambĂŠm, a edição em livro a publicar pela tumores cerebrais. Estas descobertas resultam de um conjunto editora conimbricense â&#x20AC;&#x153;LĂĄpis de MemĂłriasâ&#x20AC;?.PAramos inspirou de estudos desenvolvidos ao longo dos Ăşltimos cinco anos no fotĂłgrafo francĂŞs JR que, recentemente, concretizou projecto por um grupo de investigação liderado por Ana Paula Silva, no LaboratĂłrio de Farmacologia do Instituto BiomĂŠdico de idĂŞntico na favela do Morro da ProvidĂŞncia, no Rio de Janeiro. Investigação da Luz e Imagem (IBILI), Faculdade de Medicina Nobutaka Shinomiya â&#x20AC;&#x201C; O embaixador do JapĂŁo em Portu- da Universidade de Coimbra (FMUC), em colaboração com gal visitou, na Ăşltima semana, o concelho de Pombal. Acompanha- o Centro de NeurociĂŞncias e Biologia Celular (CNC), Faculdo pela responsĂĄvel pelos Assuntos EconĂłmicos da embaixada dade de CiĂŞncias da Universidade do Porto, Universidade de nipĂłnica, a comitiva de Nobutaka Shinomiya foi recebida no Copenhaga (Dinamarca) e University College London (Reino salĂŁo nobre dos Paços do Concelho pelo presidente da Câmara, %7    *   &     *Narciso Mota. Esta visita foi agendada pela direcção da empresa gadora Ana Paula Silva: â&#x20AC;&#x153;Com o consumo de metanfetamina, Nemoto Portugal, sediada no parque industrial Manuel da Mota, o neuropeptĂ­deo Y, que normalmente tem um papel protector em Pombal. Esta empresa, uma das maiores do concelho, pertence em situaçþes de dano cerebral, no nosso modelo experimental ao grupo japonĂŞs Nemoto e dedica-se Ă produção de pigmentos * 2  

* *  &   $    4 

    #    #    w *      perde a sua capacidade de protecçãoâ&#x20AC;?. Perante esta revelação, japonĂŞs inteirou-se das potencialidades do concelho de Pombal e a equipa trabalhou numa estratĂŠgia para prevenir este efeito da capacidade deste em acolher novas indĂşstrias, dada a satisfação da metanfetamina e descobriu que bloqueando um dos receptores do neuropeptĂ­deo Y (o NPY Y2) ĂŠ possĂ­vel prevenir os da Nemoto Portugal com as condiçþes da sua implantação. &   $  

Antonino Chagas Silvestre â&#x20AC;&#x201C; Os novos ĂłrgĂŁos sociais da Augusto JosĂŠ Moutinho Borges â&#x20AC;&#x201C; Realiza-se hoje, pelas Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra (APCC) tomaram posse ontem. Mandatada para exercer funçþes durante o triĂŠnio 19h00, na Casa Museu Bissaya Barreto, na rua da Infantaria 23, 2011/2014, a Direcção ĂŠ presidida pelo mĂŠdico e ginecologista em Coimbra, uma conferĂŞncia sobre â&#x20AC;&#x153;As casas-museu de mĂŠdiAntonino Chagas Silvestre, coadjuvado por Maria de FĂĄtima Ja- cos em Portugalâ&#x20AC;?, com o tema a ser apresentado pelo professor nuĂĄrio (vice-presidente), Gil Manuel Tavares (secretĂĄrio) e Carlos doutor Augusto JosĂŠ Moutinho Borges, vice-presidente da Secção Alberto Barata (tesoureiro). A Assembleia Geral da APCC passa a  X$   B  Â&#x2039;   +   Â&#x2122; 

ser presidida por LuĂ­s Mello Borges de Castro e o Conselho Fiscal investigador do Centro de Estudos Interdisciplinares do SĂŠculo por Fernando Oliveira. JĂĄ a ComissĂŁo Jurisdicional ĂŠ liderada por XX da Universidade de Coimbra. â&#x20AC;&#x153;As casas-museu dos mĂŠdicos sĂŁo uma mais-valia, nĂŁo devidamente explorada, no roteiro do Arminda Figueira Lemos. patrimĂłnio museolĂłgico nacional, tal como outro que se foram JoĂŁo Paulo Barbosa de Melo â&#x20AC;&#x201C; A Câmara Municipal de projectando, como o roteiro das casas de escritoresâ&#x20AC;?, refere a Coimbra recebeu, ontem, o prĂŠmio do ObservatĂłrio das Autar- Fundação Bissaya Barreto, que tem a residĂŞncia do seu patrono quias Familiarmente ResponsĂĄveis. A distinção foi formalizada como Casa Museu, hĂĄ 25 anos. na sede da Associação Nacional de MunicĂ­pios. O MunicĂ­pio, Fausto Carvalho â&#x20AC;&#x201C; A convite da organização, o responpresidido por JoĂŁo Paulo Barbosa de Melo, estĂĄ, este ano, entre as autarquias seleccionadas para exibir a bandeira verde do Ob- sĂĄvel tĂŠcnico da Secção de Judo/Ju-Jitsu da ACM de Coimbra, servatĂłrio, no âmbito da iniciativa â&#x20AC;&#x153;Autarquia + Familiarmente mestre Fausto Carvalho, 7.Âş Dan e um dos mais graduados Â&#x2013;2* TV}}Â&#x2030; Â?  !     #   judocas em Portugal, participou, como tĂŠcnico da modalidade, melhores prĂĄticas das autarquias portuguesas em matĂŠria de res- no 19.Âş EstĂĄgio de Artes Marciais, realizado na Quarteira, no ponsabilidade familiar, patentes no apoio Ă famĂ­lia, no combate Algarve, nos dias 08 e 09 de Outubro. Foram dois dias de  * Â&#x201E;              trabalho intenso e de contacto com vĂĄrias prĂĄticas de artes orientais, que permitiram aos participantes recolher novos iniciativa, dinamismo e estabilidade social.  *  Â&#x201E;  

   *   

JerĂłnimo de Sousa â&#x20AC;&#x201C; O secretĂĄrio geral do Partido Comu- mĂşltiplas actividades, um convĂ­vio sadio e criar e consolidar nista, JerĂłnimo de Sousa, vem hoje Ă noite a Coimbra. â&#x20AC;&#x153;Rejeitar amizades entre alunos e professores.


20

QUINTA-FEIRA

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

Abertas candidaturas ao prĂŠmio UC

FACTOS DA SEMANA

7

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

Viabilização Estaleiros Navais do Mondego esbarra na maioria parlamentar 9    QÂ&#x2039;/   K/Â&#x2039; *    4 

  # 

PCP apresentou na Assembleia da República, tendente à defesa da viabilização dos _   w *   B 9  

  * #  +*   

â&#x20AC;&#x153;todas as medidas necessĂĄrias Ă viabilização e manutenção deste equipamento e Ă  salvaguarda de todos os posto de trabalhoâ&#x20AC;?. Perante tal opção de voto, depois da reacção do PCP, ĂŠ agora a UniĂŁo dos Sindicatos de Coimbra (USC) que pede explicaçþes ao Governo e aos grupos parlamentares centristas e social-democratas. AntĂłnio Moreira, coordenador da estrutura afecta Ă  CGTP/IN, considera que, sobretudo os deputados destes partidos, eleitos pelo cĂ­rculo eleitoral de Coimbra, devem uma explicação pĂşblica sobre aquilo que admite ser uma tomada de posição â&#x20AC;&#x153;contra o crescimento econĂłmico e os trabalhadores dos Estaleiros Navais de Mondegoâ&#x20AC;?. A USC considera que o â&#x20AC;&#x153;chumboâ&#x20AC;? da resolução apresentada   QKQ   *         * 

        

 *   

â&#x20AC;&#x153;falta de vontade polĂ­tica na defesa da indĂşstria naval da Figueira da Foz e dos seus postos de trabalhoâ&#x20AC;?.

Estão abertas as candidaturas para o Prémio Universidade de Coimbra (UC) de 2012, no valor de 25 000 euros, destinado a galardoar uma personalidade de nacionalidade portuguesa que se tenha destacado por uma intervenção particularmente relevante e inovadora nas áreas da cultura ou da ciência. Qualquer instituição ou pessoa de nacionalidade portuguesa pode enviar propostas de candidatura ao Prémio UC, até dia 30 de Novembro de 2011, dirigidas ao reitor da Universidade de Coimbra (Reitoria da Universidade de Coimbra, 3004-531 Coimbra), devendo incluir um curriculum vitae detalhado do candidato, assim como uma explicitação clara da relevância e do carácter inovador do seu       9       TVV| 

Universidade de Coimbra com o patrocĂ­nio do Banco SantanderTotta, serĂĄ entregue no dia 01 de Março de 2012, no decurso da ter cuidado com a alimentação. â&#x20AC;&#x153;Alimentos SaudĂĄveis | Frutas e sessĂŁo solene comemorativa do 722.Âş aniversĂĄrio da UC. Na edição Legumes â&#x20AC;&#x201C; Gerir Emoçþes em Gastronomiaâ&#x20AC;? foi tema de um deste ano o jĂşri distinguiu a cientista Maria de Sousa. primeiro jantar/debate, que se realizou ontem. Esta iniciativa tem   T~  9   k    

EDP melhora PaiĂŁo, AlqueidĂŁo e Lavos tema do manuseamento, confecção e o interesse na preparação da A EDP Distribuição anunciou que concluiu um importante alimentação diĂĄria. Vocacionada para pessoas e entidades ligadas Ă s infraestrutura elĂŠctrica para melhorar a qualidade do serviço pres- ĂĄreas da cardiologia e outras especialidades mĂŠdicas, saĂşde pĂşblica, tado Ă s vĂĄrias localidades que compĂľem trĂŞs freguesias do sul do nutrição, docĂŞncia e comensais regulares de estabelecimentos de concelho da Figueira da Foz: PaiĂŁo, AlqueidĂŁo e Lavos. Segundo a restauração, este jantar/debate incluirĂĄ uma demonstração culiempresa elĂŠctrica, esta infraestrutura elĂŠctrica ĂŠ composta por uma nĂĄria e as intervençþes do chefe de cozinha Paulo QueirĂłs e do linha aĂŠrea a 30 kv de interligação entre o posto de transformação, chefe de mesa AdĂŠrito Gomes. Para estas duas acçþes, inseridas vulgarmente designado por â&#x20AC;&#x153;Helixâ&#x20AC;&#x153; e o posto de transformação dos na quinzena gastronĂłmica dinamizada pelo Hotel D. LuĂ­s, foram Vales, ambos localizados na freguesia do PaiĂŁo, cujo comprimento preparas ementas especiais. As reservas podem ser feitas para total ĂŠ de 1 300 metros. De acordo com a mesmo empresa, esta linha, o endereço electrĂłnico comercial@hoteldluis.pt ou atravĂŠs do cujo custo total ascendeu a 50 000 euros, assegurarĂĄ, em caso de telefone 239 802 120. avaria, a alimentação mais rĂĄpida das localidades das trĂŞs freguesias, permitindo a interligação de duas saĂ­das distintas da subestação da TĂĄbua: Assassina do marido Gala, uma denominada â&#x20AC;&#x153;sul do concelhoâ&#x20AC;&#x153; e outra de â&#x20AC;&#x153;AlqueidĂŁoâ&#x20AC;&#x153;. A em prisĂŁo preventiva empresa destaca que â&#x20AC;&#x153;sĂł a imprescindĂ­vel colaboração do executivo Uma mulher sob suspeita de ter assassinado o marido, da Junta de Freguesia do PaiĂŁo e a disponibilidade demonstrada pe- anteontem, no concelho de TĂĄbua, irĂĄ aguardar em regime de los proprietĂĄrios dos terrenos afectados por esta nova infraestrutura prisĂŁo preventiva o desenrolar do inquĂŠrito do foro criminal. A tornaram possĂ­vel a sua execuçãoâ&#x20AC;?. detenção ĂŠ a mais severa das medidas de coacção aplicadas por um juiz, podendo, no entanto, vir a ser alterada, por exemplo para a obrigatoriedade de permanĂŞncia na residĂŞncia, mesmo TrĂĄfico de droga: antes da provĂĄvel dedução de acusação por homicĂ­dio, a Seis de 15 arguidos em prisĂŁo efectiva Seis entre 15 arguidos foram condenados, sexta-feira, pelo cargo do MinistĂŠrio PĂşblico. LicĂ­nia Silva, 44 anos de idade, Â?   K        1*  *  2 terĂĄ matado, com uma facada, Humberto Mendes, 47 anos, de droga. As penas aplicadas a outros seis â&#x20AC;&#x201C; uma de 60 meses de presumindo-se que ambos estivessem embriagados. Segundo cadeia e as outras inferiores â&#x20AC;&#x201C; tĂŞm a execução suspensa, opção fontes policiais, eram frequentes as altercaçþes entre os memadoptada pelos magistrados judiciais na medida em que nenhu- bros do casal e a arguida terĂĄ respondido a uma ameaça de           1  agressĂŁo do marido. uma pena de oito anos; entre os restantes cinco punidos com   1*  !    Â&#x201E;  9   

Câmara desafia população a limpar â&#x20AC;&#x153;Altaâ&#x20AC;? de conhecer a reformulação de um acĂłrdĂŁo, feita na sequĂŞncia   #  K         

       #   4        T{  9   4      

    

acusação deduzida. da â&#x20AC;&#x153;Altaâ&#x20AC;?. â&#x20AC;&#x153;Vamos limpar as ruas da Altaâ&#x20AC;? ĂŠ o lema da iniciativa que conta com a colaboração de alguma associaçþes e espaços comerciais e que pretende estimular o espĂ­rito de voluntariado e Associação da Hotelaria e Restauração cidadania dos conimbricenses. visitou a Aquinova Um grupo de associados da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), acompanhados pelo Penacova inaugurou presidente da direcção, estiveram, sexta-feira (dia 14) na Aquinova, BalcĂŁo Integrado de Atendimento unidade de produção de pregado do grupo Pescanova na praia A Câmara Municipal de Penacova inaugurou no passado dia de Mira. Uma visita-guiada ao complexo, antecedida de um 12 o BalcĂŁo Integrado de Atendimento ao MunĂ­cipe. Com o novo almoço idealizado pela Confraria Nabos e Companhia e confe- espaço, a autarquia coloca ao dispor dos munĂ­cipes um conjunto cionado pelo Chef LuĂ­s Lavrador, deixou os visitantes satisfeitos. de serviços que, atĂŠ agora, se encontravam dispersos por vĂĄrios Q   XÂ&#x2013;_Â&#x2039;Q B2  Q  + *   # locais. â&#x20AC;&#x153;Este ĂŠ mais um passo que torna o atendimento mais moesta visita surge da vontade de â&#x20AC;&#x153;continuar a procurar o Portugal            Â&#x2030;  

gastronĂłmicoâ&#x20AC;?. Na Acuinova laboram 174 trabalhadores, quase     K   X   9 *   Â&#x201E; 

todos oriundos do concelho de Mira. Em 2010, a unidade vendeu que o novo balcĂŁo vai permitir um atendimento mais cĂŠlere, mais aproximadamente 1 000 toneladas de pregado, sendo 95 por simples e mais personalizado. cento para exportação. Inaugurada em 2009, a empresa do grupo Pescanova ĂŠ a maior unidade mundial de aquicultura e tem uma Noites de cinema no ISCAC capacidade de produção de 7 000 toneladas por ano. A Associação de Estudantes do Instituto Superior de Contabilidade e Auditoria de Coimbra (ISCAC) estĂĄ a promover a  * Â&#x2026;w   Â&#x2030;        9

Quinzena gastronĂłmica no Hotel D. LuĂ­s Com propostas que fazem a apologia da cozinha saudĂĄvel, a          Â? Â&#x2039;    

#   $   X / Â&#x2122;  K       $    TW  9   T  w*    Â&#x2026;Â&#x2122;Â&#x17E; B Â&#x;

clientes a experimentar diferentes menus, apetecĂ­veis alternativas BÂ Â&#x2030;  Â&#x2026;y ÂĄÂ&#x2030; 9     

  $ 

que podem ajudar quem aprecia a hora da refeição mas procura do ISCAC, sempre às 21h30. A entrada Ê livre.

Promoçþes marcam aniversårio da loja Robbialac

A loja Robbialac de Coimbra assinala mais um aniversĂĄrio     Â&#x201E;     / T| T`  9  

os produtos da marca se encontram com descontos. Com esta iniciativa, a Robbialac pretende proporcionar aos seus clientes o acesso a produtos de qualidade aos melhores preços. A loja Robbialac de Coimbra situa-se no lote 18 da rua das Convertidas, na Pedrulha, e estĂĄ aberta de segunda a sexta-feira das 09h00 Ă s 13h00 e das 14h30 Ă s 19h00. Clube de Comunicação Social promove fĂłrum 9 K   K   Â&#x2039;  K  *    *

um fĂłrum dedicado Ă comunicação social regional em Fevereiro. Segundo o plano de actividades e orçamento para o ano de 2012, aprovado, por unanimidade, no dia 13, o Clube dirigido por Braga da Cruz propĂľe-se ainda ter uma intervenção mais activa estendo o seu programa radiofĂłnico (semanal) a mais emissoras. Face Ă  impossibilidade de criar uma casa para acolher os seus sĂłcios, o Clube decidiu ainda estabelecer protocolos com algumas instituiçþes, permitindo desta forma o mais fĂĄcil e preferencial acesso dos       9 K   K   Â&#x2039;

deverå ir a votos atÊ ao próximo mês de Fevereiro. Centro e Alentejo são únicas regiþes a perder população 9 K     4   ^ 

   



uma diminuição populacional na Ăşltima dĂŠcada. Segundo os resultados preliminares dos Censos 2011, estas regiĂľes contrariam a tendĂŞncia nacional de aumento populacional. Em dez anos, o Centro do paĂ­s perdeu quase um por cento da sua população,   4$      #  *Â&#x201E;   

 &   `V  &     9     1

ainda assim, atenuado pelo fenómeno da imigração, que contribuiu       2  }~ 

 K 

nascimentos, a regiĂŁo estĂĄ cada vez mais envelhecida, com especial destaque para os municĂ­pios do interior (o maior despovoamento * !  y Â&#x201E; ! !w* #   #  }¢ 



   7 9    

 !

alguns concelhos do litoral, entre os quais se conta Condeixa-aNova (com um crescimento superior a dez por cento), LousĂŁ, Montemor-o-Velho e Vila Nova de Poiares. Ambiente de festa na Escola SecundĂĄria de JosĂŠ FalcĂŁo 9 

     * 0 1 &    

a realização de um almoço em que participaram vĂĄrias geraçþes de professores, funcionĂĄrios e alunos, e a realização de um sarau  Â?    &   + Â&#x160;    ^    ! de-semana, o encerramento do programa das comemoraçþes dos 175 anos da criação do Liceu de Coimbra e dos 75 anos do Liceu de D. JoĂŁo III, precursores da Escola SecundĂĄria de JosĂŠ FalcĂŁo (ESJF), em Coimbra. As comemoraçþes foram iniciadas no mĂŞs de Fevereiro. Criado, em 1836, por Passos Manuel, o Liceu de Coimbra ĂŠ o mais antigo do paĂ­s e estĂĄ na gĂŠnese do Liceu de D. JoĂŁo III, instalado, em 1936, no edifĂ­cio que serve actualmente a _ Â&#x2039;2   ÂĄ& @      TVV`  

â&#x20AC;&#x153;Monumento de Interesse PĂşblicoâ&#x20AC;?. A 04 de Julho, na sessĂŁo comemorativa do dia da cidade, este estabelecimento de ensino foi      B  K   B Â&#x201E;  9 

PUBLICIDADE

29071


COMĂ&#x2030;RCIO E SERVIĂ&#x2021;OS

20

QUINTA-FEIRA

Telef./Fax: 239 531 546 - Rua JoĂŁo Paulo II, 317 - Loja A 3220-205 MIRANDA DO CORVO

CALĂ&#x2021;ADAS EM GRANITO, VIDRAĂ&#x2021;O, PAVĂ&#x160;S, LAGETAS, ETC. RESIDĂ&#x160;NCIAS | URBANIZAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES | JARDINS ESPAĂ&#x2021;OS COMERCIAIS | ZONAS ENVOLVENTES

30274 302

30345

Rua da Boiça, n.º 92 - 3780-051 Ancas - Anadia Telef./Fax: 231 528 960 - Telem.: 937 636 577 www.bairricalcadas.pt | geral@bairricalcadas.pt

ourivesaria Brinca 1895

Empresa Licenciada para abate de veículos &&#,# Fazemos recolha porta-a-porta gratuitamente! Vendemos todo o tipo de peças usadas

Armazenista, engarrafador Vinhos â&#x20AC;&#x153;MIRANVINHOSâ&#x20AC;? Distribuidor das Raçþes â&#x20AC;&#x153;RAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES NANTAâ&#x20AC;? Nutrimento para cĂŁes/gatos - â&#x20AC;&#x153;ARIONâ&#x20AC;? - â&#x20AC;&#x153;AVENALâ&#x20AC;? - â&#x20AC;&#x153;FRISKIESâ&#x20AC;? Adubos â&#x20AC;&#x153;CUF-ADPâ&#x20AC;? - Sal traçado e fino Representante de Jaulas p/ coelhos, poedeiras e outros animais - Copele/Gomez e Crespo Telef./Fax: 239 532 143 Telef.: 239 532 287 Telem.: 966 331 933 / 962 518 452 Rua 25 de Abril, 35 3220-185 MIRANDA DO CORVO

FORD TRANSIT 9 lugares

Urbanização do Loreto, Lote 9 - Fracção E COIMBRA - Telem.: 914 545 036

ARMAZENISTA DE VINHOS

COMPRAMOS, TRANSPORTAMOS E RECOLHEMOS %F   # J # 

&&#,# - Todo o tipo de metais ferrosos e não ferrosos www.recipremio.com | geral@recipremio.com | 919 464 817 Sede: Zona Industrial de Vidais, Lt1 - Quinta da Mata - 2500-740 Vidais - Caldas da Rainha - Telef./Fax: 262 949 180 - Telem.: 919 464 817 - Peças: 918 594 962 Filial: Zona Industrial de Algoz - Sítio de Vales - Algoz - Concelho de Silves Telef./Fax: 282 574 271 - Telem.: 919 464 817 - Peças: 916 114 056

info@coimbraluz.com www.coimbraluz.com Rua da Liberdade, n.Âş 58 R/C AdĂŠmia - Coimbra Telef.: 239 432 436 - Telem.: 914 673 206

DESCONTO 15% ESTUDANTES

30343

111sport@sapo.pt www.111sport.pt Quimbres - Coimbra Telem.: 910 240 856 967 125 501

Ă&#x20AC; 26 anos a melhorar os seus espaços

30344

COMPUTADORES - PORTĂ TEIS IMPRESSORAS - CONSUMĂ?VEIS ASSISTĂ&#x160;NCIA TĂ&#x2030;CNICA

Remodelação | Electricidade | Canalização

30366

30321

30346

www.sondagensdomondego.com Estrada Principal - Amieiro 3140-021 Arazede sondagensdomondego@net.novis.pt Telef.: 239 688 205 Telem.: 932 564 301

JĂşlio Parreira Lopes

30433

Furos Artesianos Limpeza de Furos Montagem de Bombas AssistĂŞncia TĂŠcnica VEDAGEM GRATUITA

30080

w w w . campe a o p r o vin cia s.co m

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

Rua dos Combatentes, n.Âş 88 r/c Coimbra - Telef.: 239 084 084

30087

8

â&#x20AC;&#x153;Cuidamos da Sua casa e do Seu bem estarâ&#x20AC;?

Compra/Vende RelĂłgios boas marcas Ouro, JĂłias e Pratas

NOVOS E EM 2.ÂŞ MĂ&#x192;O Compra-se Ouro

LIMPEZAS DOMĂ&#x2030;STICAS

30084

- Refrigeração - Electricidade - ElectrodomÊsticos - Canalizaçþes - Reparaçþes - Montagens

Telef.: 239 474 211- Telem.: 914 327 084 Rua da Bela Vista, 40 - Roxo - 3360-109 LORVĂ&#x192;O - PENACOVA carlosralhasilva@sapo.pt

REALIZAMOS TRATAMENTOS DE DESINFESTAĂ&#x2021;Ă&#x192;O DE:

Abel Pinheiro Meneses & Filhos, Lda. Distribuição, Montagem e Instalação de Gås

CONSTRUĂ&#x2021;Ă&#x192;O CIVIL Reconstrução, Restauração de ImĂłveis

Estrada Principal, 49 - Palheira - 3040-692 Assafarge - Coimbra Telef.: 239 438 551 - Fax: 239 810 456 - Telem.: 964 022 811

MOBILIĂ RIO ESTRUTURAS DE MADEIRA OBRAS DE ARTE LIVROS TĂ&#x160;XTEIS Rua dos Lavradores, 13 - 3090-476 Maiorca > #> -Â&#x2019;6(''+'+@;@%>?6(''+'+@;= garbi@oninet.pt

R. Corpo de Deus, 9 r/c - Telef.: 239 828 260 - Fax: 239 828 099 3000-122 COIMBRA Loja 2 - R. dos CovĂľes, 52 A - S.M. Bispo - Telef.: 239 443 576 Fax: 239 442 540 - 3045-049 COIMBRA Telem.: 917 510 127 - 919 888 758 - 914 782 090 casa.das.chaves@hotmail.com - www.casadaschaves.com

AUTO

30425

Mais de 30 anos a servi-lo em segurança.

CASA DAS CHAVES DAVID PINHEIRO, LDA.

>GDÂ&#x2019;V FDÂ&#x2019;>DV CKG Â&#x2019;G %>GD G %NBC C Â&#x2019; K   G H G HD DGQDÂ&#x2019; B G DDBDGE SISTEMAS DE SEGURANĂ&#x2021;A

30426

Telf.: 239 502 449 - Telem.: 965 850 379 LousĂľes - 3130-532 SOURE

OP

Realizamos todos os trabalhos de Construção Civil Assistência TÊcnica a nível de Canalização e Electricidade Isolamentos - Lareiras - Ferragens - Tintas Venda e instalação de salamandras , recuperadores e churrasqueiras Venda de todos os materiais necessårios

30451

30408 30241

TITO BANHO

de:

Rua Cidade de Halle Lote 3 r/c | 3000 â&#x20AC;&#x201C; 107 Coimbra Telf: 239 493 095 Fax: 239 493 096 | Telem: 968 983 914

30227

Paga-se atĂŠ 30\ o grama

Rua Visconde da Luz, 91 - 3000-414 Coimbra Telefone: 239 823 509 | Fax: 239 841 899 - Telem.: 917 241 080

DE: ANTĂ&#x201C;NIO ALMEIDA COELHO

- Reparação de automóveis Telef./Fax: 239 110 259 - Alinhamento de direcção Telem.: 965 054 607 Rua das Folhas - 3140-672 EREIRA - Mecânica Geral MONTEMOR-O-VELHO - Pneus D%&6 X  W / & Site: www.autocoelho.com


20 QUINTA-FEIRA

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

EMPRESAS & NEGĂ&#x201C;CIOS FunerĂĄria J. Barroca

B R E V E S

AgĂŞncia completa um ano de actividade Abertura 18 de Outubro de 2010 SĂłcio-gerente JosĂŠ Pedro Barroca Morada Parque Residencial de SĂŁo Martinho do Bispo, lote 29 SĂ­tio electrĂłnico www.agenciafunerariajbarroca.com Contactos 239 98 13 13 â&#x20AC;&#x201C; 91 59 100 40 91 59 100 16 â&#x20AC;&#x201C; 91 075 72 10

mero de serviços realizadosâ&#x20AC;?. Com instalaçþes nas imediaâ&#x20AC;&#x153;Com a discrição e serie- çþes da igreja e do cemitĂŠrio dade que o momento exigeâ&#x20AC;? ĂŠ de S. Martinho do Bispo, a o lema da AgĂŞncia FunerĂĄria J. agĂŞncia J. Barroca nĂŁo limita a Barroca que perfaz um ano de sua actividade a esta freguesia, realizando serviços fĂşnebres actividade esta semana. Filho e neto de empre- em toda a zona de Coimbra. Recentemente a agĂŞncia sĂĄrios, JosĂŠ Pedro Barroca resolveu abrir, com apenas abriu ainda uma loja no cen18 anos de idade, uma agĂŞncia tro da vila de Condeixa â&#x20AC;&#x201C; na funerĂĄria â&#x20AC;&#x201C; actividade que Praça da RepĂşblica. Este ĂŠ um jĂĄ fez parte dos negĂłcios da concelho em claro crescimento populacional, conforme famĂ­lia. Familiarizado com a ac- indicam os Ăşltimos censos, tividade, o jovem reconhece refere o JosĂŠ Pedro Barroca, # Â&#x2026; &  1 12 Â&#x2030; 

sublinhando que â&#x20AC;&#x153;faz parte da um nome, mas, acrescenta, o nossa estratĂŠgia de negĂłcio a primeiro ano atĂŠ â&#x20AC;&#x153;foi muito expansĂŁoâ&#x20AC;?. ConstituĂ­da por uma bomâ&#x20AC;?, tendo em conta o â&#x20AC;&#x153;nĂşBENEDITA OLIVEIRA

A empresa estå localizada nas imediaçþes do cemitÊrio de S. Martinho do Bispo

# 4*   nais, que tem como responsĂĄvel tĂŠcnico JoĂŁo Rebelo, a agĂŞncia oferece um â&#x20AC;&#x153;serviço

JosĂŠ Pedro Barroca ĂŠ o sĂłcio-gerente da funerĂĄria

competente e sĂŠrioâ&#x20AC;?, procurando â&#x20AC;&#x153;dar o mĂĄximo de dignidade ao acto fĂşnebreâ&#x20AC;?. Parceiro das famĂ­lias numa das suas horas mais crĂ­ticas, a agĂŞncia procede ao tratamento de toda a documentação necessĂĄria para a realização dos serviços fĂşnebres. â&#x20AC;&#x153;Fazemos tudo para superar os obstĂĄculos que surgem, no mais curto espaço de tempo, de modo a que as cerimĂłnias fĂşnebres se realizem Ă hora marcadaâ&#x20AC;?. Ă&#x20AC;s vezes, nota, ĂŠ preciso correr contra o tempo. â&#x20AC;&#x153;A nossa credibilidade joga-se muito a este nĂ­vel, porque a verdade ĂŠ que muitas vezes deparamo-nos com mĂşltiplos problemas. Mas com rigor, transparĂŞncia e sentido de responsabilidade conseguimos agilizar tudo com vista a ir ao encontro das famĂ­liasâ&#x20AC;?, comenta o jovem empresĂĄrio. Este ĂŠ um sector em que

as multinacionais tambĂŠm jĂĄ enveredaram, mas JosĂŠ Pedro Barroca diz nĂŁo temer esta concorrĂŞncia que, do seu ponto de vista, atĂŠ â&#x20AC;&#x153;revolucionou o mercadoâ&#x20AC;? no sentido positivo: â&#x20AC;&#x153;Quem presta um bom serviço, com qualidade e transparĂŞncia, suprimindo os obstĂĄculos e apoiando as famĂ­lias nesta hora de angĂşstia e dor tem sempre espaço para crescerâ&#x20AC;?. Em crescimento estĂĄ a cremação que, neste momento, realça o jovem, ainda ĂŠ algo dispendiosa por se realizar na Figueira da Foz. Para breve, porĂŠm, este serviço tambĂŠm deverĂĄ estar disponĂ­vel em Coimbra, jĂĄ que o concurso pĂşblico do Complexo FunerĂĄrio de Taveiro foi lançado na semana passada. O serviço fĂşnebre da AgĂŞncia FunerĂĄria J. Barroca estĂĄ disponĂ­vel 24 horas por dia.

Peixaria abriu em Santa Clara conhecimentos que jĂĄ tinha do sector e montou, em Santa Clara, uma peixaria, com o nome de A Pequena Guelra. A Pequena Guelra ĂŠ abastecida diariamente, pela empresa figueirense Vale e Teixeira, de peixe fresco, entre o qual se conta sardinha, petinga, carapau, dourada, robalo, pargo, pescada, ruivo, faneca, solha, linguado, perca, salmĂŁo, raia e lulas. A peixaria conta ainda com congelados da Fri4  Â&#x2122;Â&#x201E;  @  

bacalhau seco (da Lugrade) e uma pequena zona de mercearia, que conta com a parceria da Pereira & Santos. O equipamento foi cedido pela Madeira e Ribeiro. A peixaria tem ainda um contrato com a empresa de mĂĄquinas vending Elis, disponibilizando gratuitamente um cafĂŠ ou um copo de ĂĄgua aos clientes. A Pequena Guelra estĂĄ aberta de segunda a sextafeira das 08h00 Ă s 19h00 e aos sĂĄbados das 08h00 Ă s 13h00.

Passepartout com nova distinção O Grupo Passepartout foi distinguido novamente pelo seu desempenho económico         

PME LĂ­der. A proposta partiu este ano do Banco Santander Totta que, como parceiro desta iniciativa, apoia as empresas no processo de candidatura ou renovação deste galardĂŁo. Satisfeitas com a nova distinção, as sĂłcias-gerentes, Isabel EspĂ­rito Santo e Catarina EspĂ­rito Santo, referiram que esta resulta â&#x20AC;&#x153;da continuidade do trabalho realizado em muitos anosâ&#x20AC;?. Com uma      Â&#x201E; #  

pela qualidade e criatividade, o Grupo tem somado prÊmios ao longo da sua actividade, sendo disso exemplo o estatuto de PME Excelência Turismo 2000 e 2001, Top Tap 2007 e 2008 e Cliente Aplauso Millennium durante vårios anos. Com mais de 18 anos de actividade, o Grupo tem instalaçþes na rua Carlos Seixas (sede), na avenida João de Deus Ramos (Solum), nas Galerias Topåzio e em Anadia.

Solução inovadora da ISA Intellicare distinguida O OneCare®, solução inovadora da ISA Intellicare que permite acompanhar o estado de saúde a partir de casa e com o acompanhamento de um    1  

o prĂŠmio de inovação da Sonaecom. Os prĂŠmios Finov 2011 â&#x20AC;&#x201C; Sonae Innovation Awards foram entregues no passado dia 10 na Casa da MĂşsica. Este produto foi desenvolvido no âmbito do projecto Look4MyHealth que permite acompanhar o estado de saĂşde, nomeadamente de idosos e doentes crĂłnicos, a partir de casa. A ISA Intellicare, empresa sediada em Coimbra e integrada no Grupo ISA, foi ainda considerada pela Optimus a Melhor Parceira na Inovação.

Livraria Almedina renovou loja online

A Pequena Guelra

Sempre com uma atitude positiva perante a vida, VĂ­tor Oliveira nĂŁo se deixou abater quando se viu confrontado com o desemprego. Incentivado por amigos e apoiado por conhecidos de longa data, VĂ­tor Oliveira decidiu criar o seu prĂłprio projecto de emprego e submetĂŞ-lo ao Instituto de Emprego e @  Q  

Natural da Figueira da Foz e depois de trabalhar mais de 20 anos ligado ao comĂŠrcio do bacalhau, VĂ­tor Oliveira valeu-se dos

9

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

VĂ­tor Oliveira e Susana QueirĂłs

A Livraria Almedina tem uma nova loja online (acessĂ­vel no endereço www.almedina. net), desde o inĂ­cio da semana. Tornar as compras de livros na Internet mais fĂĄceis e intuitivas foi o principal objectivo da renovação. â&#x20AC;&#x153;As melhorias reflectem-se na pesquisa de *  # 2  

numa melhor visualização das promoçþes, atravĂŠs de banners rotativos na pĂĄgina inicia, e num maior destaque das ofertas especiais, dentro de cada categoriaâ&#x20AC;?, referiu em comunicado a empresa, citando Carolina Santiago, responsĂĄvel de marketing da Livraria Almedina. A nova loja online conta com um design â&#x20AC;&#x153;mais leve e agradĂĄvel para o utilizadorâ&#x20AC;? e inclui um top de vendas por categoria.


VALE DAS FLORES

10

20

QUINTA-FEIRA

w w w . campe a o p r o vin cia s.co m

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS Carlos Fernandes

    

     imaginĂĄrios que lhe fi- moração muito prĂłprio, 14h30 (por marcação) zeram companhia en- onde se reinventam os e Ă s 21h30. Os bilhet r e u m c o p o d e a b a - textos de Pessoa, com t e s c u s t a m 1 0 e u r o s fado e uma car ta co- novos lugares, situaçþes (nor mal), cinco euros (estudantes e maiores de mercial dactilografada. e personagens. A peça â&#x20AC;&#x153;Pessoa, o 65 anos) e quatro euros A dramatização decorre em noite de Santo grande ausenteâ&#x20AC;? ĂŠ apre- (grupos de 10 ou mais AntĂłnio. Duas velhotas sentada hoje, Ă s 10h30 pessoas), com preços chegam ao Cais das Co- e 1 4 h 3 0 ( p o r m a r c a - especiais para g r upos escolares. lunas, em Lisboa, trazen- ção) e amanhĂŁ Ă s do a efĂ­gie de um homem Acordo com: ADM - PSP/SAD desconhecido. VĂŁo realizar um riCLĂ?NICA AFONSO DIAS, LDA. tual de Centro MĂŠdico e DentĂĄrio reme-

Duas velhotas e uma efĂ­gie revisitam a obra de Pessoa 30109

â&#x20AC;&#x153; Pe s s o a , o g r a n d e ausenteâ&#x20AC;? ĂŠ uma dramatização, a partir da obra de Fernando Pessoa, que sobe, hoje e amanhĂŁ, ao palco da Oficina Municipal de Teatro (OMT), no Vale das Flores, em Coimbra, atravĂŠs de â&#x20AC;&#x153;O Trigo Limpoâ&#x20AC;? - Teatro Acert, de Tondela. A companhia teatral apresenta uma dramatização de alguns poemas d e Fe r n a n d o Pe s s o a , pretexto para uma revisitação da obra do poeta, ou - melhor dizendo - dos poetas que o p o e t a i nve n tou, anjos da guarda, demĂłnios e amigos

30104

30110

30120

Telef./Fax: 239 405 051 - Estrada da Beira, n.Âş 284 - r/c (Rotunda do Alto S. JoĂŁo) - 3030-173 COIMBRA



CONSUMĂ?VEIS



ASSISTĂ&#x160;NCIA TĂ&#x2030;CNICA

Auto Reparadora do CalhabĂŠ, Lda.

Rua Carlos Seixas, 225 - 3030-177 Coimbra Telef. 239 701 100 - Fax: 239 703 265

www.craftypapersco.com crafty.papersandcompany@gmail.com

Apoia tecnicamente este SalĂŁo

30114

30127

30128

 &X$/$ Â&#x153;AAA/$/$

Workshops: - Quilling - Origami - Scrapbooking Encadernação Japonesa - TÊcnica de estampagem com carimbos - TÊcnica de pintura com Copics

Quartzo Rosa R cabeleireiro Faça a sua depilação total por apenas 27,50\

Segunda a SĂĄbado 9.00h Ă s 19h30 Domingos 9.00h Ă s 13h00 - Feriados 9.00h Ă s 19h00

30122

Rua Câmara Pestana - Lote 3, Loja 14 - 3030 Coimbra Telef.: 239 716 372 - Telem.: 913 581 841

Rua Paulo Quintela, 171 - 3030 COIMBRA Telef.: 239 715 385 - Telef.: 937 730 083 golden19821@hotmail.com

Lavandarias Serviços

or e Fl

MANUTENĂ&#x2021;Ă&#x192;O E REPARAĂ&#x2021;Ă&#x192;O AUTOMĂ&#x201C;VEL

     Estrada da Beira, 475 Telf. 239 714 414 3030-173 COIMBRA Fax 239 714 414 autorep_calhabe@hotmail.com REALISTA

Doc

Fabrico Caseiro de Broa de Milho e de Bolo InglĂŞs

info@frutadaepoca.com

R. Paulo Quintela, 163 - 3000 COIMBRA Telef.: 239 401 648 30126

DESCONTO A ESTUDANTES CABELEIREIRO | MANICURE | PEDICURE

PASTELARIA - BOUTIQUE DE PĂ&#x192;O

30123

COMPUTADORES

29



Rua Augusto Marques Bom Lote 15 R/C, Loja 1 Coimbra Telef./Fax: 239 711 618

301

IMPRESSORAS

30105



30113

30119

Rua Casal dos Vagares - 3030 Coimbra Telef.: 239 493 021 - Fax: 239 493 022

Lavandarias

Entrega ao domicílio Serviço de restauração Serviço de limpeza a seco Packs de roupa ao Kg

Lic.2191AMI

927 422 786 - Coimbra - Vale das Flores 966 345 427 - V. N. Poiares - Av. Manuel Carvalho Coelho 962 782 203 - Lousã - Praça ç Så Carneiro

Estrada da Beira | 503 R/C B | 3030-173 Coimbra Telef.: 239 704 252 | Fax: 239 780 749 geralmn@gmail.com 30121 30115

PPSIC - Programação e Sistemas Informåticos, Lda.

         Durante o mĂŞs de Novembro, Ă s sextas-feiras, das 18h30 Ă s 20h00,

terĂĄ lugar na Tabacaria dâ&#x20AC;&#x2122; â&#x20AC;&#x153;O TeatrĂŁoâ&#x20AC;?, na 9 B  Â?atro, no Vale das Flores,  K    9

Livre de Filosofia, promovida pela Alma Azul, destinada a provocar ou intensificar o gosto por aquele disciplina. A iniciativa destina-se a jovens, entre os 15 e os 18 anos, e as inscriçþes, cujo preço Ê de 25 euros, estão abertas atÊ 28 de Outubro, atravÊs

Rua Câmara Pestana, Lote 3 - Loja 8 â&#x20AC;&#x201C; 3030-163 COIMBRA Software administrativo Telefones: 239080536 / 936574440 â&#x20AC;&#x201C; geral@psic.pt - www.psic.pt Computadores

- cada um de nĂłs toma as suas decisĂľes, todos temos que pensar  $  para tomar decisĂľes, as dos contactos 914 018 506 ou mjpessoats@ que lhe permitiu alargar melhores que seja possĂ­as suas actividades de velâ&#x20AC;?, acrescentando que gmail.com.   &    intervenção cultural. Em â&#x20AC;&#x153;estar atento ao real e ao por Maria JosĂŠ Pessoa, 2010 criou, em Coimbra, nosso lugar nele, reflectir licenciada em Filosofia, o EstĂşdio de Criativida- sobre quem somos e o ramo de ensino, em 1989, de, no qual desenvolve que fazemos, traçar prop e l a U n ive r s i d a d e d e iniciativas de dinamização jectos de vida, ponderar Coimbra. Foi professora cultural, para pĂşblicos e escolher sĂŁo actos que nos constroemâ&#x20AC;?.     - *   w 9 Â&#x2122;*  

Segundo Maria JosĂŠ versas escolas do paĂ­s, atĂŠ 2006, tendo entĂŁo optado Pessoa, â&#x20AC;&#x153;todos pensa- @   ! por um percurso pro- mos, todos decidimos dicação de espaços e tem-

  



sobre aquelas questĂľes, partindo de exemplos do quotidiano e da HistĂłria, debatendo os temas, dialogando, fundamentando as diversas posiçþes. â&#x20AC;&#x153;Filosofar ĂŠ perspectivarâ&#x20AC;?, refere Maria JosĂŠ Pessoa, explicando que a 9 Â&#x2122;*   @ 

â&#x20AC;&#x153;Quero pensarâ&#x20AC;? propĂľe que â&#x20AC;&#x153;se lancem olhares sobre o mundo e que estes se cruzem, abrindo caminhos pessoais e colectivosâ&#x20AC;?.


QUINTA-FEIRA

NATAL

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

11

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

ASSISTÊNCIAS E REMODELAÇÃO ORÇAMENTOS GRÁTIS

CAIXILHARIA DE ALUMÍNIOS - Todo o tipo de Trabalhos em Alumínio Anodizados e Lacados

VIVEIROS J. BATISTA, Lda

COMÉRCIO E SERVIÇOS AGRICOLAS

Feliz Natal

30596

30770

José Borges Ferreira Unip., Lda.

AGENTE ECONÓMICO: 03/3083 AUTORIZADO PELA D.G.P.C.

Boas Festas

viveirosbatista@gmail.com http://viveiros-batista.blogspot.com Telem.: 965 125 790 Telef./Fax: 232 673 352 3430-518 Beijós

Rua Casal dos Carvalho, n.º 13 3025-652 S. SILVESTRE Telef.: 239 963 706 - Fax: 239 961 966 Telem.: 919 738 721 jbf.caixilho@gmail.com

ruclapinta@gmail.com www.ruclapinta.pt Telef.: 231 527 310/1 Fax: 231 527 312 Telem.: 918 182 162

30766

20

COMPRAMOS OURO USADO

Festas Felizes

Apartamentos para venda em Montemor, Figueira e Pombal

CANTANHEDE | MIRA | TOCHA | MEALHADA | MONTEMOR-O-VELHO | SOURE GAFANHA DA NAZARÉ | ESTARREJA | TOMAR | s. JOÃO DA MADEIRA | COIMBRA

Estrada Nacional 1 - Meirinhas - Pombal www.meiribal.com | geral@meiribal.com Tel. 236 948 054/5 - Fax. 236 948 388 Telm. 917 230 412

CONTACTOS: 919 727 399 | 917 644 914 kquilate@hotmail.com

Peixe fresco todos os dias Congelados, mercearia, bebidas

AMI 7145

A pequenina

Guelra

Preço:

165.000\ 1

Oferta de 1 produto aos primeiros 50 Clientes

30598

30757

30630

peixaria

Casamentos Baptizados Outros eventos

(só hoje dia 13/10/11 dia de Abertura)

Ref: 480 Va R www.terradosrios.com t d i Telem.: 967 473 805 | Tábua

239 814 247 R. Feitoria dos Linhos, N.º 4 - Coimbra

Sede: Lugar do Arneiro, junto ao Posto ESSO - Arneiro de Cima 2435-253 Freixianda - Telefone: 249 550 155 Fax: 249 550 156 - Escritório1: Alvaiázere Escritório2: Alvorge Email: geral@nabaogest.com www.nabaogest.com

9 3075

Rua 1.º de Maio Telef.: 231 429 435 3060-203 CANTANHEDE

Efectuamos todo o tipo de remodelações interiores e recuperação de edifícios

AQUECIMENTO CENTRAL (Caldeiras JUNKERS)

ENERGIA SOLAR (Painéis solares JUNKERS)

ANSIÃO - COIMBRA - CONDEIXA dinishenriques@gmail.com Telem.: 919 542 505

Rua Vale Nabôa Nº 9 Anaguéis Almalaguês - Coimbra Tel./Fax 239932415 Tlm. 917645494/5

Pintor Construção Civil Tratamento de Madeiras Lavagem de Telhados

Boas Festas

Rua da Boa Hora, 15-A 3830-405 Gafanha do Carmo Telem.: 967 965 096 E-mail: carlos-conde@sapo.pt

30768

S PA EO S B OL ~

Catering e Eventos Urb. Nova Conimbriga 2, Lote B-6 R/C Esq., 3150-230 Condeixa a Nova | Coimbra Telem.: 968 072 995 | 962 861 933 geral@tabuadesegredos.com www.tabuadesegredos.com

30771

Fabrico Próprio 30595

Carlos Alberto Conde

prgest@sapo.pt Venda das Figueiras - Cumieira Penela - Telef .: 236 628 012 Fax: 236 622 565 Telem.: 917 505 681

ORÇAMENTOS GRÁTIS

Padaria e Pastelaria

Telefone 239 985 492

30763

construção civil e obras públicas

Contabilidade e Gestão

Telef. 234 748 666 / 234 747 636 Fax 234 748 684 | Tlm 969 779 066 966 191 287 / 917 591 692 OLIVEIRA DO BAIRRO Z.I. Vila Verde

30769

e

e

lda

30656

POLIBANS RESGUARDOS DE BANHEIRA

n p part nop

30764

3075

1

Financiamento Garantido NÃO PAGA: IMT, Escritura e Registo

30767

3075

6

www.couto.pt


ACTUALIDADE

12

20

QUINTA-FEIRA

w w w . campe a o p r o vin cia s.co m

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

Congresso dos Advogados

Coimbra

Marinho relativiza derrota de lista que lhe ĂŠ afecta

Ex-funcionĂĄria do SEF condenada por peculato

A maioria dos delegados ao VII Congresso dos Advogados correspondentes Ă ĂĄrea do Conselho Distrital de Coimbra (CDC) da Ordem (OA) foi eleita atravĂŠs de uma lista de oposição Ă  conotada com o bastonĂĄrio, apurou o â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;?. Com 601 votos, a lista afecta a Marinho e Pinto conquistou 14 mandatos; a opositora, que obteve 869 votos, estarĂĄ representada por 20 delegados no prĂłximo conclave dos causĂ­dicos. AntĂłnio Marinho relativiza o resultado dizendo que a lista vencedora obteve â&#x20AC;&#x153;pouco mais de metadeâ&#x20AC;? dos votos alcançados, hĂĄ 11 meses, pelo actual presidente do CDC da Ordem. Interpelado pelo â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;?, o bastonĂĄrio fez notar que a lista enca-

beçada por JosÊ Augusto Ferreira da Silva averbou, agora, 869 votos, enquanto a eleição de Mårio Diogo para a liderança regional da OA, em Novembro de 2010, foi sufragada por 1 568 advogados. O opositor de Diogo, Fausto Costa Ferreira, obteve, hå perto de um ano, 775 votos (mais 174 do que a lista conotada com o bastonårio para a eleição dos delegados do Centro). O elenco vencedor Ê encimado por JosÊ Augusto Ferreira da Silva (ex-presidente do CDC); a outra lista Ê encabeçada por Rodrigo Santiago (eleito, recentemente, pelo Conselho Geral da OA, para presidir à Comissão de Direitos Humanos da instituição). A lista vitoriosa fez eleger, alÊm de JosÊ Au-

gusto, Carlos Ferrer dos Santos, Victor Faria, Ana Seiça Neves, Júlia Alves, Joaquim Malafaia, Paula Forjaz, Jorge Fonseca, Flåvia Conceição, Jorge Antunes, Aurora Oliveira, Luís Gomes, Helena Coimbra, Miguel Garrido, Amaro Jorge, Manuel Rebanda, Seguro Pereira, Fernando Almeida Baptista, Miguel Serra e Bruno Martelo. AlÊm de Santiago, foram eleitos congressistas, pela outra lista, Ricardo Candeias, Francisco Pimentel, Fausto Costa Ferreira, Renato Militão, JosÊ Sampaio e Nora, Joaquim Gil, Bandeira Pinho, JosÊ Pereira da Costa, JosÊ Marques, Adão Alves Pereira, Mónica Quintela, João Camilo de Sequeira e Vítor Ribeiro. Segundo António Marinho, do elenco vencedor fazem parte advogados

que andam, hĂĄ anos, em campanha eleitoral. Satisfeito com o triunfo, no Porto, de uma lista a ele afecta, o bastonĂĄrio estima faltar aos seus opositores â&#x20AC;&#x153;margem de manobraâ&#x20AC;? para terem o congresso que desejavam. Quanto Ă eleição de delegados na ĂĄrea do Conselho Distrital de Lisboa da OA, Pinto diz que o elenco com ele conotado e a lista de JerĂłnimo Martins averbaram, em conjunto, a maioria dos votos. Martins foi destituĂ­do, hĂĄ um mĂŞs, pelo Conselho Geral, da presidĂŞncia da Secção de Direitos Humanos da OA, na sequĂŞncia da invocação de â&#x20AC;&#x153;perda de confiança institucionalâ&#x20AC;? por parte do bastonĂĄrio. O VII Congresso dos Advogados realizar-se-ĂĄ, na Figueira da Foz, a 11, 12 e 13 de Novembro.

Uma funcionåria da Câmara da Figueira da Foz, de apelido Pereira, que trabalhou no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), foi condenada, sexta-feira, pelo Tribunal de Coimbra, onde esteve a ser julgada sob acusação de peculato, na forma continuada. A punição, passível de recurso para o Tribunal da Relação, consiste em três anos de prisão, estando a execução da pena suspensa por 36 meses. A arguida foi absolvida da acusação de autoria de um crime de subtracção de documento. Comete crime de peculato, punível com pena de um a oito anos de prisão, o(a) funcionårio(a) que ilegitimamente se apropriar, por exemplo, de dinheiro, que lhe tenha sido entregue, esteja na sua posse ou lhe seja acessível em razão das funçþes exercidas. A acusação, deduzida pelo Departamento de Investigação e Acção Penal de Coimbra (MinistÊrio Público), estimou em cerca de 760 euros o montante de que

a arguida se terĂĄ apropriado. Aos 55 anos de idade, Pereira arriscava-se a sofrer suspensĂŁo do desempenho de funçþes caso fosse punida com pena de prisĂŁo superior a trĂŞs anos. A funcionĂĄria da Câmara     Â&#x201E;  Â&#x2039;_@

em regime de requisição, de Outubro de 2003 a Junho de 2008. Segundo apurou o â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;?, o regresso Ă autarquia ocorreu antes da data prevista, na sequĂŞncia do processo disciplinar a que Pereira foi sujeita. No episĂłdio que desencadeou o caso foi interveniente, em 2008, o futebolista Gaousson Fofana (africano), ao serviço da AcadĂŠmica/OAF, autor de um pedido de autorização de residĂŞncia. A acusação de subtracção de documento decorreu de a arguida ter estado sob suspeita de esconder o processo instruĂ­do, onde se incluĂ­a cĂłpia do contrato de trabalho celebrado entre Fofana e o clube.

ABC

PUBLICIDADE


20

QUINTA-FEIRA

ACTUALIDADE

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

13

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

TĂŠcnica superior dos HUC

A detecção da subtracção do produto (cocaína em elevado grau de pureza) foi obtida graças à recolha de imagens na sala de Farmacotecnia dos Serviços Farmacêuticos dos HUC. Na fase inicial das averiA investigação foi desenca- guações, o recurso à videovi    Q  ¡2    gilância, preconizado pela PJ, sequência de uma denúncia, feita foi descartado pelo MP, que pelo Conselho de Administração esperava pelo sucesso das dos Hospitais da Universidade mesmas sem utilização de um em Abril de 2010, presumindo- meio tão intrusivo na actividase que o furto de cloridrato      12 

de cocaína tenha começado a hospitalares. O DIAP de Coimbra ocorrer no final de 2009.

FarmacĂŞutica aguarda suspensa desfecho de processo disciplinar R.A.

Para os causídicos, o pedido de providência cautelar, Uma farmacêutica, cuja precedendo uma acção princiactividade nos HUC se en- pal destinada a pôr em xeque contra suspensa ao abrigo o referido despacho da OF, de uma medida de coacção deveria ser deferido à luz do nº. decretada no âmbito de um 01 do artigo 120º. do Código inquÊrito do foro criminal, de Procedimento dos Tribuacaba de ver ser-lhe negada nais Administrativos (CPTA). Estabelece aquela norma uma providência cautelar  #   

Â&#x201E; - que as providĂŞncias cautelares bilitada a trabalhar fora da- sĂŁo adoptadas se for evidente quela instituição, apurou o a procedĂŞncia da pretensĂŁo formulada, designadamente â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;?. O impedimento de tra- por estar em causa a impugbalhar Ă margem dos HUC nação de acto manifestamendecorre de uma suspensĂŁo te ilegal ou de acto idĂŞntico a preventiva (por seis meses) outro anteriormente anulado por ela sofrida, em meados ou declarado nulo ou inexisde Maio [de 2011], em sede tente. Outra alĂ­nea do nÂş. 01 de procedimento disciplinar instaurado pela Ordem dos do referido artigo determina igual sorte para um pedido de FarmacĂŞuticos (OF). Neste contexto, a farma- providĂŞncia cautelar quando cĂŞutica solicitou ao Tribunal haja fundado receio da consAdministrativo e Fiscal de tituição de uma situação de Coimbra (TAFC), median- facto consumado ou da prote pedido de providĂŞncia dução de prejuĂ­zos de difĂ­cil cautelar, que decretasse a reparação para os interesses   2   que o(a) requerente visa asdespacho da Secção Regional segurar atravĂŠs da dita acção principal. do Centro da OF. Santiago e Paula RegĂŞnQuanto Ă  referida medida    1     Â&#x201E;2   

# um ano, pelo Tribunal de Ins- pensĂŁo preventiva, em vigor trução Criminal de Coimbra. atĂŠ meados de Novembro, foi Uma juĂ­za do TAFC, ordenada mediante despacho levando â&#x20AC;&#x153;em conta factos de um relator sem ter havido imputadosâ&#x20AC;? Ă requerente e a lugar a qualquer deliberação factualidade descrita na acu- por parte do Conselho Jurissação deduzida pelo Minis- dicional da Secção Regional tĂŠrio PĂşblico, pronunciou-se do Centro da OF, sustentanno sentido da existĂŞncia de do tratar-se de uma situação Â&#x2026; * &  4 *  ilegal. decretamento, pela OF, de uma medida preventiva de Julgamento suspensĂŁoâ&#x20AC;?. em Dezembro O pedido de providĂŞncia cautelar, subscrito pelos adAcusada, pelo MinistĂŠrio vogados Rodrigo Santiago e PĂşblico (MP), de eventual Paula RegĂŞncio, preconizava, autoria de dois crimes â&#x20AC;&#x201C; um ainda, a intimação da OF de peculato, na forma contino sentido de se abster da         2 

aplicação de nova medida estupefaciente â&#x20AC;&#x201C;, Margarida de suspensĂŁo preventiva atĂŠ Q   Â&#x2122;   2 

ao desfecho do processo julgada em Dezembro, sendo disciplinar. #    k 42 1

A Ordem expressou a adiado em duas ocasiões. intenção de punir a farmaO primeiro ilícito é pucêutica com suspensão da ac- nível com pena de um a oito tividade por 15 anos, embora anos de prisão, podendo a tenha assinalado a inexistên- arguida incorrer em cinco a cia de qualquer infracção do 15 anos de cadeia devido ao foro disciplinar em 18 anos de segundo. vínculo à instituição. Comete o crime de peNo pedido de suspensão    12  #

 12    - ilegitimamente, se apropriar, nistrativo, os advogados da em proveito prĂłprio ou de arguida alegaram que ela nĂŁo outra pessoa, de dinheiro ou praticou as infracçþes por que de qualquer coisa mĂłvel (â&#x20AC;Ś), foi indiciada em sede de pro- que lhe tenha sido entregue, cedimento disciplinar nem esteja na sua posse ou lhe seja padece de qualquer sĂ­ndrome acessĂ­vel em razĂŁo das suas de dependĂŞncia de cocaĂ­na. funçþes.

Ao abrigo das medidas de    2* dentemente da presunção de inocência de que desfruta a arguida, a magistrada judicial do Tribunal de Instrução Criminal de Coimbra entendeu suspendê-la do exercício de funções nos HUC. PUBLICIDADE

(MP) estima que, num horizonte de 10 meses, a farmacĂŞutica se apoderou de cerca de 515 gramas de cloridrato de cocaĂ­na. Os Hospitais da Universidade de Coimbra sofrerem um prejuĂ­zo de 4 775 euros. As rotinas na sala de Farmacotecnia sĂŁo alvo de reparo por parte da PJ, alegando aquele ĂłrgĂŁo de polĂ­cia criminal, por exemplo, que o cĂłdigo usado para aceder ao cloridratro de cocaĂ­na perma    Â&#x201E;2 }Â&#x2018; 


NATAL

14

20

QUINTA-FEIRA

w w w . campe a o p r o vin cia s.co m

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

VIVEIROS AGRĂ?COLAS

FRUTIPLANTAS, UNIPESSOAL, LDA.

OS MAIS IMPORTANTES VIVEIROS DE PLANTAS DO CENTRO DO PAĂ?S Ă RVORES DE FRUTO DAS MELHORES CONDIĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES, VARIEDADES AS NOSSAS Ă RVORES MANTĂ&#x160;M AS MELHORES CONDIĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES DE SAĂ&#x161;DE

Construção; Renovação; Projecto;   

  

     

Exposição.

Rua do Correio, n.Âş 7 Ceira - Coimbra Telf.: 239 923 816 Tlm.: 939 460 192 www.mnpneus.com mnpneuslda@hotmail.com

Centro Empresarial do CamporĂŞs, Lote A1 Telef.: 916 593 511/ 236 628 468 www.projeffes.pt

www.moveisanibal.com

Rua Calçada das Quintas, 57 Telef. 239 923540 / 239 921 540 Telem. 919 656 078 - VENDAS DE CEIRA - 3030 Coimbra

ColchĂľes - Sommiers Estrados - Almofadas - SofĂĄs EdredĂŁos - Tapetes - Candeeiros Lareiras Decorativas

Telef.: 231 461 254 - 231 469 906

Vilamar - Cantanhede

25

Piscinas - Saunas Equipamentos

Rua Augusto Marques Bom, 15 - B 3030-216 Coimbra aconchego.coimbra@sapo.pt Telef.: 239 705 605

305

23

QUALIDADE â&#x20AC;&#x201C; Cozinhas, A PREĂ&#x2021;O JUSTO

â&#x20AC;&#x201C; Carpintarias, â&#x20AC;&#x201C; Bibliotecas e outros â&#x20AC;&#x201C; Madeiras para Qualidade a preço justo telheiros e pĂŠrgolas

Telem.: 969 703 675 http://www.justjovem.blogspot.com

Rua dos Bombeiros VoluntĂĄrios - ANSIĂ&#x192;O Telef.: 236 673 135 - Fax: 236 676 308 Telem.: 917 621 257 - unipool@iol.pt www.unipool-portugal.com

BRAKES AND CLUTCHES

Telef. 234 781 683 Rua do Desporto Ponte de Vagos

MĂŠdica Dentista

Lic. Fac. Medicina Univ. Coimbra

COMĂ&#x2030;RCIO DE MĂ QUINAS E FERRAMENTAS

FORNECEDOR OFICIAL DO ESTADO

Como quer que vĂĄ. Levamo-lo lĂĄ!

30783

JosĂŠ Carlos Piedade SimĂľes

Rua da Escola | Pousada | Apartado 23 3040-792 Cernache - Coimbra Telef.: 239 940 110/118 mail@sistclima.com www.sistclima.com

ASSISTĂ&#x160;NCIA TĂ&#x2030;CNICA

Estrada da Charneca, n.Âş 30, r/c drt 3100-340 Pombal Telef.: 236 219 472 UrgĂŞncias 91 35 12 317

8 3070

Ribeira de Eiras - Bairro de Santa ApolĂłnia 3020-324 COIMBRA autotravoes@sapo.pt Telef.: 239 433 200 Fax: 239 433 209

Sistemas de climatização e automação, lda.

30773

30779

Ed. Auto TravĂľes Recondicionamento de travĂľes e de embraiagens

30626

Telef./Fax: 239 442 059 Telem.: 919 359 581 | Fax: 239 442 061 Lugar do Brejo Est. da Ponte, Fracção C 3040-575 ANTANHOL COIMBRA | paramaquinas@sapo.pt 30631

COMĂ&#x2030;RCIO DE ACESSĂ&#x201C;RIOS DE AUTOMĂ&#x201C;VEIS, LDA.

VALMAR â&#x20AC;&#x201D; MĂłveis de Cozinha e Carpintarias â&#x20AC;&#x201D;

30515

3 05

Festas de AniversĂĄrio

Um sĂ­mbolo de qualidade.

30517

Pneus Auto e Moto (novos e usados), Jantes Especiais, Alinhamento de Direcção, Equilíbrio de Rodas e Reparação de Jantes

30521

ComĂŠrcio de Plantas, Ă rvores de Fruto, Sombra e Jardim

15 Anos ao seu Serviço

CONSTRUĂ&#x2021;Ă&#x192;O CIVIL CO Oferta da Inscrição

PASSEPARTOUT VIAGENS E TURISMO

www.passepartout Sede: T. 239 713 325 - Rua Carlos Seixas, 269 | 3030-177 Coimbra Filiais: T. 239 840 270 TopĂĄzio T. 239 704 558 Solum T. 239 512 930 Anadia

30660

APOSTA NO TEU FUTURO PROFISSIONAL! CURSOS COM ESTà GIO INCLUIDO (sem prÊ-requesitos a nivel de idade ou escolaridade) - Auxiliar de Acção MÊdica | - Assistente Clinica Dentåria - Auxiliar Reabilitação e Fisioterapia - Auxiliar de Acção Educativa | - Auxiliar de Clinica Veterinåria - EstÊtica e Tosquia Animal NOVO: - Cortador de Carnes

Registo C-2038

Rua da Terça, n.º 10 Casal de Ermio 3200-010 Lousã Telem.: 919 676 978

30776

AtriumSolum CoimbraShoping (Brevemente)

MobiliĂĄrio Escolar e DidĂĄctico www.mobicant.com

77 307

www.jamoveis.com

30657

www.sa-consultores.com Telef.: 239 092 988 Telem.: 911 926 265

Z.I. Vila Verde, Lt. 6, Oliv. Bairro orcamentos@jamoveis.com Telef.: 234 753 676


QUINTA-FEIRA

SANTA CLARA

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

15

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

Premiados criadores da Escola de D. Duarte

Portugal dos Pequenitos mostra traje e as bruxas a serem verdadeiros designers e convidados a criarem o seu modelo, ou colecção para o Outono-Inver no. De 30 de Outubro a 1 de Novembro o Port u g a l d o s Pe q u e n i t o s s e r ĂĄ a n i m a d o, d i a r i a mente, Ă s 11h30 e Ă s 14h30, por um programa dedicado ao â&#x20AC;&#x153;Dia das Br uxasâ&#x20AC;?, onde os mais novos podem fazer uma pintura facial

e transfor mar-se numa personagem misteriosa. O parque vai ter o imaginårio reino das bruxas e dos fantasmas, vassouras e caldeirþes, poçþes mågicas e v a r i n h a s d e c o n d ã o, com todos os feitiços a poderem acontecer. Não falta uma abóbora que aguarda pelos poderes, imaginação e criatividades dos mais pequenos.

KÂŁ-R "  #F- Â&#x;¤  ¢W  #F- Lote 14, Loja 9 - 3040-320 Coimbra Telem.: 913 809 000 Telef.: 239 440 724 - Fax: 239 440 724

30444

Paula Moura Instituto de Beleza

    

criaram a sua obra e ganharam. Uma dessas estudantes foi Rita Roque, que viu reconhecido o seu trabalho, o conto â&#x20AC;&#x153;O Olho de Couve e a Boca do Povoâ&#x20AC;?, vencedor na categoria de escrita criativa. TambĂŠm InĂŞs Pocinho (este ano a frequentar a Escola de Avelar Brotero) e InĂŞs Ourives concorreram com uma obra conjunta de  $ 1 2 ! Â&#x2026;Â?Â&#x201E;

Farewellâ&#x20AC;? - e receberam uma menção honrosa.

A jovem criadora Rita Roque, bem como alguns colegas da sua turma, participaram, com o empenho e a boa disposição que os caracteriza, na festa de entrega dos troféus do Grande ©, que decorreu no passado dia 11, em Cascais, e envolveram-se em diversas actividades disponíveis que, para além  *2      ram visitas ao Museu do Mar, Casa das Histórias da Paula Rego e Casa de Santa Maria.

Oferecemos

&& de estadia &F&

 pelos Festejos dos 26 Anos #  ,##

30439

Hoje e no domingo (dia 23), o Portugal dos Pequenitos, em Santa Clara, Coimbra, proporciona visitas guiadas ao seu Museu do Traje, às 11h30 e às 14h30. Nesta iniciativa Ê possível aprender sobre a evolução do vestuårio, dos adereços e pensar a moda desde a antiguidade atÊ ao sÊculo XX. Os mais n ovo s s ã o d e s a f i a d o s

Jovens criadores da Escola Secundåria de D. Duar te, de Santa Clara, Coimbra, foram premiados na 2.ª edição do Concurso do Grande Š, um projecto promovido pela Associação para a Gestão da Cópia Privada (AGECOP) dirigido aos estabelecimentos de ensino do 3.º ciclo e que pretende mobilizar para a protecção da propriedade intelectual. Alguns alunos da Escola Secundåria de D. Du-

30414

20

jbaiao@bichodomato.com.pt www.bichodomato.com.pt 30427

Existem bons momentos na vida... torne-os inesquecĂ­veis. KÂŁ/"  #F-%B /;)%B¤/@  &ÂŁÂ&#x;"  #B& Telem.: 918 385 335 - 965 683 198

#6 ,#U R #GJ;'+GT%  3040-256 Coimbra - Telef.: 239 825 390 - 239 440 663 - Fax: 239 440 664

30418

predialrainhasanta@sapo.pt | geral@ predialrainhasanta.pt www. predialrainhasanta.pt

TEL D. LUIS -

legiar os nossos cliCoimbra lieennttes!

HĂĄ 23 anos a privi

G    &

30446

Telef.: 239 101 897 | Telem.: 938 469 505 D&6. X&/ &



 $

¢£ &  #,W 

&;('     &:*   P##.  

Seguros em Sta. Clara ĂŠ com Tranquilidade

30417

BEST WESTERN HO

Cabeleireiro - Instituto de Beleza %C$R # , -$ # %  $  %  - Massagens de Relaxamento e Bem-estar %$Â&#x17E; Â&#x; , #  Â F-H% & ÂĄ& C ,

%  R T& 

Urb. do Lagar, Lt 4, Lj 1 - Santa Clara 3040-002 Coimbra | Telef.: 239 104 949 Telem.: 964 821 944 | 910 844 325 E-mail: tecniartecabeleireiro@gmail.com

M om en tos tra nq

SISTEMAS DE CLIMATIZAĂ&#x2021;Ă&#x192;O E GĂ S

es de se mp re

N [  W C/B  Telef.: 239 80 2 120 - Fax: 23 9 445 196  &XW

# /$

30419

Empresa credenciada - GĂĄs D.G.E. N.Âş 932 - I.N.E.T.I.: Energia solar

ui los , os pa lad ar

30411

30450

G   ÂŁ   ÂŁ JB ¤;; Sta Clara Â&#x;U     #    Telef.: 239 814 357 / 918 284 481

Telef.: 239 810 463 - Fax: 239 810 464 Telem.: 934 568 605 - Brejo - Estrada da Ponte Fracção A - Antanhol - 3040-575 Coimbra Email: santaclaragas@stg.mail.pt

30443

CASA DAS FEBRAS

LUĂ?S DOS LEITĂ&#x2022;ES ao seu serviço desde 1961

50 anos

E i lid d Especialidades: LeitĂŁo Assado Grelhados

Estrada das Lages - 3040 COIMBRA Telef.: 239 441 438 | Telem.: 917 212 353

sem custos de aquisição | sem investimento inicial

G #  N Galeria de Arte    &

IMPRESSORA COM SCANNER E FOTOCOPIADORA 30445

RESTAURANTE

ao seu serviço

30422

30436

AAA/ & # &ÂŁ/$

G       H , Santa Clara - Coimbra

IMPRESSORA COM SCANNER E FOTOCOPIADORA, FAX, PC FAX E PLACA DE REDE

PEĂ&#x2021;A-NOS INFORMAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES

Telem.: 914 923 336 coimbracopia@sapo.pt

J. M. GirĂŁo Consultoria, Lda. GABINETE DE CONTABILIDADE E AUDITORIA FISCAL "  #,#% W 3040-585 Antanhol Telef./Fax: 239 985 545 - Telem.: 91 820 70 86 jmgirao@gmail.com


16

ONDE COMER BEM NA REGIÃO CENTRO

QUINTA-FEIRA

w w w . campe a o p r o vin cia s.co m

Visite-nos no Facebook em “comoemcasa”

Aceitam-se reservas para Grupos por marcação prévia (48horas)

comoemcasa

30235

30503

take away - cafetaria

Pereira do Campo, Urb. Quinta S. Luiz, lote 75, R/C Telef.: 239 647 486 Telem.: 910 987 776 aberto das 10h às 22h

Restaurante

“A Petisqueira” de: Tiago Silva

Venha visitar-nos na Praia de Mira Travessa Arrais Manuel Maria Patrão N.º 17 - 3070-776 Praia de Mira - Telem.: 910 269 785

Casa das Enguias

Figueira da Foz

Nova Gerência

Rotunda da Cidreira

Estrada da Cidreira

Especialidades em: Caldeirada - Ensopado - Fritas

Estrada Nacional, 111 - Quintã - Cidreira - 3025 Coimbra Telef.: 239 963 209 | jorgem.cardoso@hotmail.com

30557

Mariscos | Diárias

20

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

Restaurante A Petisqueira

Trinta anos ao serviço da Praia de Mira Está aberto há cerca de 30 anos, e já passou por três gerações, o restaurante “A Petisqueira”, um dos mais antigos da Praia de Mira e também um dos mais afamados, não apenas pela sua vasta ementa, mas também pela qualidade dos seus pratos onde reina o peixe fresco. Do bacalhau com broa, ao polvo à lagareiro, passando pelas caldeiradas de enguias e de peixes mistos, pelo bacalhau à chefe, pelo bife com quatro pimentas, pelo arroz de marisco, pela massada de peixe, entre muitos outros, a ementa do restaurante “A Petisqueira” é extremamente variada, sendo capaz de corresponder tanto a quem prefere uma gastronomia mais tradicional, como aos que optam por pratos mais modernos e ousados.

“A nossa ementa foi pensada com o objectivo de agradar a toda a gente”, explica Tiago Silva, 24 anos, neto dos fundadores de “A Petisqueira” e, há cerca de um ano (desde que o estabelecimento sofreu obras de remodelação que o tornaram mais moderno e apelativo), o seu principal responsável. “Cresci aqui, o restaurante começou com os meus avós, passou depois para os meus pais e agora está comigo. É um restaurante com história e fama, que faz parte do roteiro dos visitantes regulares da Praia de Mira. “Take-away” e serviço para grupos

Composto por uma única sala, o restaurante “A Petisqueira” tem capacidade para cerca de

45 pessoas. De Abril/ Maio a Outubro está aberto de segunda-feira a domingo, com serviço de diárias. Durante o resto do ano funciona de quinta-feira a domingo, sendo que ao sábado e domingo conta sempre com um “prato especial”. Na altura do Verão oferece ainda um vasto leque de petiscos, como moelas, amêijoas, salada de polvo, entre muitos outros. Durante todo o ano, “A Petisqueira” serve, também, comida para fora, em regime de “take-away”. Sob reser va, o restaurante ser ve também gr upos de pequena e m é d i a d i m e n s ã o, f a z despedidas de solteiros, baptizados, entre outros eventos. Em datas festivas, como o Dia dos Namorados, Dia de Natal,

Passag em de Ano, “A Petisqueira” oferece um ser viço diferente, com ementas especiais. Para além da excelente oferta gastronómica, o restaurante é ainda conhecido pela sua vasta garrafeira, apresentando alguns dos melhores vinhos de nor te a sul do país. Apesar da situação económica que o país atravessa, Tiag o Silva está confiante no futuro: “Esta casa tem fama e clientes assíduos que a visitam regularmente e de ano para ano. Também nos orgulhamos da nossa política de preços e da variedade da nossa oferta”. O restaurante “A Petisqueira” situa-se na Travessa de Arrais Manuel Maria Patrão, n.º 17, na Praia de Mira, com contacto através do telemóvel 910 269 785.

CASA COSTA (Antigo Carvoeiro)

Estr. Nac. N.º 1 - Rua Manuel Madeira, R/C Esq. - Pedrulha Coimbra - Telef.: 239 836 674 - Telem.: 938 373 110

e Vida

Rua Filipe Simões, n.º 3 R/C (Junto à Penitenciária) Telef./Fax: 239 717 739 - 3000 Coimbra

30449

30283

Restaurante Luz

4,75\ 30501

30234

Dose de Frango nas e Prato do Dia Ape

TABERNA E CASA DE PASTO Vinhos e Petiscos Almoços e Jantares

30497

RESTAURANTE | CERVEJARIA | SNACK-BAR | VENDAS PARA FORA

2.ª a 6.ª Diárias a 6\ turismo rural Registo Nacional de Turismo N.º 753

Gerência de: Almerinda Santos Correia Quintas

com marcação antecipada

www.saboresdafraga.com Email: saboresdafraga@gmail.com Telef./Fax: 239 538 088 - Telem.: 966 929 048 Souravas - Vila Nova - 3220-513 Miranda do Corvo

Vai Abrir Rua Bernardo de Albuquerque, nº120 Olivais (em frente à Farmácia) - 3000-071 Coimbra

30511

30233

30448

Com serviço de Refeições para fora | Encerra ao Sábado para descanso do pessoal

Rua Dr. Simão da Cunha, n.º 55 - 3150-140 Condeixa-a-Nova Telef.: 239 941 263 - 239 941 062 - Telem.: 914 228 487

Alojamento Gastronomia Regional em Fogão de Lenha Espaço p/ Reuniões Convívios e Eventos

30603

Especialidades: Cabrito no forno à moda de Condeixa Chanfana à moda de Condeixa Lombo assado c/ morcela Bacalhau à Lagareiro


20

QUINTA-FEIRA

ANSIĂ&#x192;O

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

17

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

De amanhĂŁ atĂŠ domingo, no Centro de NegĂłcios

Mostra gastronĂłmica recheada de aromas e sabores regionais L.S.

O espaço no Parque Empresarial do Camporês pretende motivar o desenvolvimento

Centro de NegĂłcios revitaliza o concelho

tĂŠcnico qualificado, revela-se como um instrumento privilegiado de        mação de AnsiĂŁo como um â&#x20AC;&#x153;concelho moderno e competitivo, pĂłlo de articulação sub-regionalâ&#x20AC;?. O Centro de NegĂłcios deve, assim, ser entendido como uma estrutura de prestação de serviços de consultoria especializada, que crie as condiçþes indispensĂĄveis, quer para o aproveitamento dos recursos e potencialidades endĂłgenas, quer para a afirmação de AnsiĂŁo como um motor de desenvolvimento subregional. Refere-se, tambĂŠm, que  2   k  preende nĂŁo sĂł o concelho de AnsiĂŁo, mas igualmente os municĂ­pios vizinhos de AlvaiĂĄzere, Castanheira de PĂŞra, FigueirĂł BRUNO MARQUES dos Vinhos, COMĂ&#x2030;RCIO DE MATERIAL ELĂ&#x2030;CTRICO PedrĂłgĂŁo E ELECTRO-BOMBAS | AR CONDICIONADO Grande e Penela. Rua das 5 Vilas, n.Âş 198 - 3240-101 Avelar

Arroz Sopa Entrecosto Frango Sobremesas

Agora tambĂŠm com Pratos DiĂĄrios apenas

6\

30518

Telef.: 236 672 490 - Telem.: 919 048 098 / 914 308 673 /U R #N %'(<*%)@@

§ % R

Alcino Ribeiro

Comerciante de Peixe, Marisco e Outros Loja 1 - Rua Padre Rosa, N.Âş 60 - 3240 AVELAR Telm. 918 762 702 - Telf. 236 622 960 Loja 2 - Rua Dr. JosĂŠ Jacinto Nunes, r/c 3270 PEDRĂ&#x201C;GĂ&#x192;O GRANDE - Telef. 914 686 049

30514

PortĂĄros | Roupeiros | Cozinhas | Lenhas para Aquecimento (Carvalho e Oliveira)

30504

Leve para casa tudo quentinho e feito na hora!

30524

HĂŠlder VerĂ­ssimo Arq. 916 247 800 elementoarquitectura@gmail.com 30506

MARTIM VAQUEIRO - POUSAFLORES

0$18(/'$ 6,/9$-Â&#x2DC;1,25/'$

SERRAĂ&#x2021;Ă&#x192;O E CARPINTARIA MECĂ&#x201A;NICA

30510

TELEF.: 236 672 159 TELEM.: 965 849 226

30509

VALE GALEGO - 3240-421 ALVORGE Telef./Fax: 236 981 007 - Telem.: 912 248 351 E-mail: fervaltir@sapo.pt

Telem.: 914 027 366 H BDH %'(<*%)+'

§ % R

Rua da Fonte da Bucha - 3240 AVELAR

30505

TRANSPORTES E LOGĂ?STICA, LDA.

30513

COM PARQUE DE ESTACIONAMENTO PRIVATIVO

CONSTRUĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES

-

Marcam presença produtos endógenos como o queijo, a doçaria, o mel, os licores e o vinho

Telef.: 236 622 040

Telem.: 910 580 767

Migas Batatas Fritas RissĂłis PastĂŠis de Bacalhau Douradinhos

pratos tradicionais como a sardinha albardada, as favas guisadas, as papas com farinha de milho e os chícharos com couve miúda e batatas às rodelas, o cabrito e o borrego de Sicó. Salienta-se, tambÊm, que Ê graças à alimentação serrana do gado caprino e ovino que outros pratos típicos de Ansião possuem um sabor igualmente único, pois o solo argilo-calcårio e os tomilhos que adornam a serra são os pormenores que marcam a diferença no aroma das carnes, dos vinhos e no paladar inigualåvel dos queijos, entre outras iguarias.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

-

duas dezenas de expositores de produtos endĂłgenos, como o queijo, a doçaria tĂ­pica, o mel, os licores e o vinho. Tal como nas ediçþes anteriores, a organização ĂŠ da Câmara Municipal de AnsiĂŁo, em parceria com as juntas de freguesia, numa iniciativa que pretende dar a conhecer uma multiplicidade de sabores e produtos de um territĂłrio com uma grande mancha florestal e onde nasce o rio NabĂŁo. Ă&#x2030; nesta uniĂŁo com a serra que encontramos toda a riqueza da gastronomia ansianense, onde se destacam as sopas ricas em legumes e

30526

A III Mostra Gastronómica Sabores de Ansião decorre no Centro de Negócios, construído num terreno da Câmara Municipal no Parque Empresarial do Camporês, que engloba uma årea de exposiçþes, um auditório, salas de reuniþes e instalaçþes de empresas. A criação do Centro de Negócios sempre foi assumida como factor *   

do Parque Empresarial do Camporês e, por consequência, de uma boa parte do dinamismo económico do concelho. O Centro de Negócios simboliza não só o apoio em termos de ser viços ao Parque Empresarial, mas tambÊm uma sÊrie de oportunidades de alargar a actividade, quer pela criação de empresas, quer pela dinamização proporcionada pela vertente de salão de feiras e exposiçþes. Nas conclusþes do Plano EstratÊgico diz-se que a criação de um Centro de Negócios, como uma estrutura de apoio

Pelo terceiro ano consecutivo os aromas, produtos e sabores regionais vĂŁo encher o Centro de NegĂłcios, no parque empresarial do CamporĂŞs, com a realização da Mostra GastronĂłmica Sabores de AnsiĂŁo, a qual decorrerĂĄ de amanhĂŁ (dia 21) atĂŠ domingo (dia 23). Esta ĂŠ uma iniciativa cujo sucesso tem vindo a aumentar e que, nesta terceira edição, volta a juntar tambĂŠm a boa mĂşsica popular e muito folclore, ao longo dos trĂŞs dias, apelando a uma visita Ă Mostra de Sabores de AnsiĂŁo e tambĂŠm a descobrir o concelho. A abertura da Mostra ra GastronĂłmica estĂĄ marcada da para as 19h00 de amanhĂŁ e nessa noite o jantar vai ser er acompanhado pelo grupo o de mĂşsica popular â&#x20AC;&#x153;Tempo o dâ&#x20AC;&#x2122;AvĂłâ&#x20AC;?. No sĂĄbado, dia 22, a Mostra abre portas Ă s 11h00 e mais tarde, pelas 16h00, decorrerĂĄ umaa sessĂŁo sobre o programaa comunitĂĄrio PROVERE-Programa de Valorização EconĂłmica de Recursos EndĂłgenos. Ă&#x20AC; noite, o jantar serĂĄ acompanhado por uma actuação da Orquestra Ligeira da Socie-

dade FilarmĂłnica Ansianense, seguindo-se os â&#x20AC;&#x153;Drama e Beiçoâ&#x20AC;? a tomar o palco e a animar a sala. No domingo, dia 23, a Mostra abre de novo Ă s 11h00 e o almoço serĂĄ animado com nova presença dos â&#x20AC;&#x153;Drama e Beiçoâ&#x20AC;?. Depois, pelas 15h30, actuarĂĄ o Rancho FolclĂłrico de Pousa   0 }¢Â&#x201E;VV   ! se-Ă  o Rancho Infantil das Serras de AnsiĂŁo. AlĂŠm de toda esta animação destaca-se a boa gastronomia proporcionada por cada uma das oito juntas de freguesia do concelho de AnsiĂŁo (Alvorge, AnsiĂŁo, Avelar, ChĂŁo de Couce, Lagarteira, Pousa  Â&#x2039;    +  

Torre de Vale de Todos). Na Mostra de Sabores marcam tambÊm presença cerca de

Telef.: 236 677 872 - Telem.: 919 777 389 Urb. Alto dos Pinheirais, Lote 8 3240-124 ANSIĂ&#x192;O

Telefs.: 236 677 358 (Talho) - 236 677 686 (Res.) Av. Dr. Vitor Faveiro, N.Âş 306 - 3240-153 ANSIĂ&#x192;O


ANSIĂ&#x192;O/OPINIĂ&#x192;O

18

20

QUINTA-FEIRA

w w w . campe a o p r o vin cia s.co m

t r i b u n a

Escola de SicĂł celebrou 20 anos

Pedalar pela vila de â&#x20AC;&#x153;e-gingaâ&#x20AC;?

EDIĂ&#x2021;Ă&#x192;O COIMBRA www.campeaoprovincias.com

FILOMENA FERNANDES SOUSA*

nado, mas quem chega de manhã para trabalhar nunca teve o prazer de ver um agente da autoridade a evitar os maus estacionamentos e a controlar certas pessoas indesejåveis que se assumem como arrumadores, a troco de uma moeda, dada para evitar males maiores. Por isso, manifesto aqui a minha indignação por não achar convincente qualquer argumento apresentado, à sombra do Código da Es   ! ! com a lembrança de investidas de agentes, em tempos não muito longínquos, nesta cidade, os quais, tambÊm, a torto e a direito e com argumentos idênticos, nos iam deixando a algibeira mais vazia. Foi uma boa colheita, para não lhe chamar outra coisa, nessa segunda-feira. Colheita feita a quem trabalha honestamente, aos utentes que se dirigem para as consultas e tratamentos e que passam pelo martírio inerente a estacionar perto dos Hospitais da Universidade e recordando com saudade o bom serviço que prestava a Ecovia (SMTUC). Recomendo a quem de direito que passe, às horas de ponta, junto a alguns estabelecimentos particulares de ensino, e não só, e veja a vergonha que por lå vai!!! +Z    encontrar algumas atrocidades ao Código da Estrada.

Porque não vigiar a condução de alguns cidadãos, esses sim prevaricadores do Código, constituindo um perigo para a população? E claro que investidas deste tipo, das 09h00 às 17h00, têm como destino um público alvo, os que trabalham, os que têm os seus impostos em dia e em nada esperam contribuir indevidamente com fatias extraordinårias. Assim, deixo aqui um apelo: Multem quem realmente atrapalha, de alguma forma, a boa fluidez do trânsito e quem pþe em causa a segurança dos peþes, mas não Ê, de todo, este o caso. Logo no dia a seguir (11/10/2011), na mesma rua, encontravam-se carros estacionados, cujos condutores ignoravam, decerto, a ocorrência do dia anterior. Havia os tais arrumadores e mais ninguÊm a alertar os cidadãos para não estacionarem as suas viaturas. Atrevo-me a sugerir: Não seria mais correcto haver uma placa vertical de estacionamento proibido, no início da rua de Aníbal de Lima? Desta forma, qualquer 5 proibição. Envio algumas fotos, jå tiradas depois do burburinho para melhor localizar a dita rua. (*) Abelheira, Almalaguês

30516

30522

Câmara garante prÊmio aos melhores alunos

Rua Nova, N.Âş 79 - 3240-326 AVELAR - AnsiĂŁo

l e i t o r

Sorria! EstĂĄ a ser multado ExmÂŞ. SrÂŞ. Directora,

+ Â&#x201A; =  Na passada sexta-feira, Fernando Ribeiro Marques, em imagens um pouco da de oito horas de trabalho, dia 14, a Escola TecnolĂł- Ă lvaro Pinto SimĂľes e Fer- histĂłria desta entidade, dirigi-me ao local onde habigica e Profissional (ETP) nando dos Santos Antunes, podendo ser visitadas pelo tualmente estaciono, convede SicĂł (ETP celebrou os que Ă data da fundação da pĂşblico em geral e permi- nientemente, o meu carro, seus 20 anos de existĂŞncia, ETP SicĂł presidiam, res- tindo aos que diariamen- na rua de AnĂ­bal de Lima, evocando a abertura formal pectivamente, Ă s câmaras te trabalham nesta escola por detrĂĄs dos Hospitais da do primeiro ano lectivo que municipais de AnsiĂŁo, Al- uma visita quotidiana Ă s Universidade de Coimbra. memĂłrias de outros anos ocorreu em 1991, na sede da vaiĂĄzere e Penela. Ao chegar lĂĄ, depareiNos edifĂ­cios da sede e de outras pessoas, que me com alguma agitação escola, em Avelar (AnsiĂŁo). A sessĂŁo comemora- (Avelar) e dos pĂłlos (Al-      - popular e com uns elementiva, para alĂŠm de muitas vaiĂĄzere e Penela) estĂŁo to de ensino um projecto tos de colete amarelo, os entidades oficiais e con- patentes exposiçþes alusi- de reconhecida qualidade, quais, Ă  distância, pareciam vidados, contou com a vas ao 20.Âş aniversĂĄrio da estimulando tambĂŠm a von- trabalhadores da construpresença dos fundadores ETP SicĂł, que demonstram tade de fazer mais e melhor. ção. Ao aproximar-me, pude verificar que o sururu era resultado de uma â&#x20AC;&#x153;Acção de sensibilizaçãoâ&#x20AC;? a todos os _  ! 

presença do secretĂĄrio de ser apresentado o CartĂŁo condutores que diariamente a conhecer a vila pedalando Estado da Administração de CidadĂŁo ou o Bilhete de ali estacionam (bem e mal). uma â&#x20AC;&#x153;e-gingaâ&#x20AC;?, um serviço Local e Reforma Adminis- Identidade. ApĂłs o registo +>  5( inicial serĂĄ disponibilizado, camarĂĄrios faziam parte do de aluguer de bicicletas de trativa, Paulo JĂşlio. O â&#x20AC;&#x153;e-gingaâ&#x20AC;? estĂĄ dispo- mediante o pagamento de Serviço de Policia Municipal. uso partilhado, que tem um carĂĄcter lĂşdico e ecolĂłgico, nĂ­vel durante todo o ano, uma caução, o cartĂŁo de Ora, a rua ĂŠ de sentido fomentando o uso deste com a bicicleta a poder ser utilizador â&#x20AC;&#x2DC;e-gingaâ&#x20AC;&#x2122;, que Ăşnico, grande parte da mesveĂ­culo nĂŁo poluente nas usada por pessoas com ida- inclui seguro. ma bastante larga, nunca se O presidente da Câ- conheceu qualquer ordenade superior a 12 anos, num deslocaçþes urbanas. Como estruturas de horĂĄrio entre as 07h00 as mara Municipal de AnsiĂŁo, mento de estacionamento apoio, os utilizadores en- 23h00, durante um perĂ­odo Rui Rocha, destaca que naquela artĂŠria, a nĂŁo ser contram em diferentes pon- mĂĄximo de seis horas e nĂŁo este projecto se insere no um sinal vertical que indica, tos da vila sistemas automĂĄ- sendo permitido sair do projecto de regeneração e muito bem, a proibição de urbana da vila, um inves- estacionamento na parte ticos de estacionamento, perĂ­metro urbano da vila. A sua utilização implica timento no valor de 250 mais estreita. baptizados pelo MunicĂ­pio de â&#x20AC;&#x153;ginga parkâ&#x20AC;?, tendo o o registo inicial de adesĂŁo    Â&#x2026;  

O meu carro estava essistema sido inaugurado nas ao sistema nos serviços de devolução do espaço tacionado antes da referida festas do concelho, com a municipais, onde deverĂĄ pĂşblico Ă s pessoasâ&#x20AC;?. placa, num local que atĂŠ hĂĄ pouco tempo era uma zona estragada, sem pavimento; agora, jĂĄ pavimentada, diz o Sr. Agente tratar-se de uma ĂĄrea pedonal, entre outros argumentos nĂŁo convinDepois da decisĂŁo do estĂĄ â&#x20AC;&#x153;o papel motivador do boas notas e a preparação centes, e que por isso me Governo de suspender a prĂŠmio, enquanto incentivo acadĂŠmica de qualidade multou. entrega do prĂŠmio de 500 a um trabalho mais efectivo sĂŁo as melhores formas de 9 *euros aos melhores alunos por parte dos alunos, mas ultrapassar essas barreirasâ&#x20AC;?. de em ver onde existe a redo Ensino SecundĂĄrio, tambĂŠm a importância de, O presidente da Câmara su- ferida ĂĄrea pedonal, porque canalizando essa verba        - blinha, ainda, que â&#x20AC;&#x153;sĂł com estĂĄ em nĂ­vel, ĂŠ um troço para outros projectos das culdades, sublinhar a exce- bons alunos, com bons isolado, sem continuidade, escolas, a Câmara Muni- lĂŞncia do esforço patente resultados, Portugal serĂĄ e numa ala da rua sem uticĂ­pio de AnsiĂŁo decidiu nos melhores resultados capaz de resolver muitos lização por peĂľes, existindo dos seus problemas, pelo do outro lado um passeio, assegurar a entrega dessa acadĂŠmicosâ&#x20AC;?. Quando tanto se fala que este prĂŠmio serĂĄ, a par- este sim acompanhando a distinção, no que ao melhor aluno do concelho em interioridade e escas- tir jĂĄ deste ano, assegurado rua na totalidade e protegido sez de oportunidades, Rui pela Câmara Municipal de com lancil. diga respeito. Na base desta decisĂŁo Rocha recorda que â&#x20AC;&#x153;as AnsiĂŁoâ&#x20AC;?. Todos nĂłs sabemos que PUBLICIDADE a crise de Portugal obriga a receitas adicionais, mas desta forma ĂŠ demasiado denunciante. O estacionamento naquela rua existe hĂĄ muitos anos (muito antes da criação PensĂŁo, Restaurante, CafĂŠ e Bar Venha conferir a qualidade da PM de Coimbra), todos Pratos DiĂĄrios * Serviço Ă  lista aos melhores preços sabemos que a partir de â&#x20AC;&#x153;Penim Barâ&#x20AC;? - Rua 12 de Novembro (junto ao campo de futebol) Praça Costa RĂŞgo, 190 - 3240 AVELAR certa hora se torna desordeTelefs.: 236 622 990 - 236 621 287

FICHA TĂ&#x2030;CNICA

d o

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

Telef.: 236 621 951 | Telm.: 917 599 146

Telefone 239 497 750 | Fax 239 497 759 | E-mail jornalcp@mail.telepac.pt Editor/Propriedade REGIVOZ, Empresa de Comunicação, Lda. Rua Adriano Lucas, 216 Az. D - Eiras 3020-430 Coimbra | NIPC: 504 753 711 Director-Adjunto Rui Avelar (responsåvel executivo por esta edição) | Gerente da Redacção JosÊ Fidalgo 239 497 750 (ext. 38) | Redacção Luís Santos (C.P. 722), Rui Avelar (C.P. 613), Benedita Oliveira (C.P. 6622), Geraldo Barros (C.P. 6555) e Luís Carlos Melo (C.P. 2555), Telefone 239 497 750 (ext. 55, 56 e 57), Fax 239 497 759 | Sede/

A rua ĂŠ bastante larga e o carro estĂĄ aquĂŠm do sinal

Redacção: Rua Adriano Lucas, 216 Az. D - Eiras 3020-430 Coimbra Director Comercial Carlos Gaspar Directora de Marketing e Publicidade Adelaide Pinto 239 497 750 (ext. 27), adelaide.pinto@mail.telepac.pt Paginação e Maquetagem Nuno Miguel Peres | Impressão FIG - Indústrias Gråficas, S.A.; Rua Adriano Lucas, 3020-265 Coimbra | Distribuição VASP - Sociedade de Transportes e Distribuição, Lda. R. da Tascoa, n.º 16 - 4.º Piso, 2745-003 Queluz, Telef. 214 398 500, Fax 214 302 499 Registo SRIP sob o n.º 222567; ISSN: 0874 - 3622; ICS: 122568 | Depósito Legal n.º 127443/98 Preço de cada número 0,75\ Assinatura anual 29,93\ | Tiragem mÊdia: 9.000 exemplares

Os pagamentos para o CampeĂŁo das ProvĂ­ncias em cheque devem ser emitidos em nome de â&#x20AC;&#x153;Regivoz, Empresa de Comunicação, Lda.â&#x20AC;?. TambĂŠm podem ser feitos por transferĂŞncia bancĂĄria atravĂŠs do NIB: 001000003179749000225


20

QUINTA-FEIRA

OPINIĂ&#x192;O

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

19

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

A rainha de Inglaterra e o Orçamento 2012 Muitos jornais assinalaram os 100 dias do Governo e gastaram Ă volta deles alguma tinta. JĂĄ o disse e repito: nunca um Governo, na nossa democracia, recebeu uma herança tĂŁo mĂĄ como esta. Por isso, a sua avaliação sĂł ĂŠ sĂŠria a  *  Mas se nĂŁo quisermos fugir Ă  tentação de fazer este  ZZ ! !  apenas, por destacar os cinco principais protagonistas da equipa governativa. Em primeiro lugar, o primeiro-ministro. EstĂĄ a ser o que parecia: emana liderança, coragem, sinceridade e franqueza, boa consciĂŞncia e instinto polĂ­tico. EstĂĄ a fazer o que se espera de um Governo responsĂĄvel, que tem que cumprir com os credores sob pena de colapsarmos e nem dinheiro haver para salĂĄrios e alimentos. Depois, elegeria o ministro da Finanças. Tem tido um bom desempenho apesar de ser quase sempre mensageiro de mĂĄs notĂ­cias. Tem olhado o paĂ­s, olhos nos olhos, dizendo a verdade mesmo quando ĂŠ amarga. Respira segurança e competĂŞncia, sendo respeitado pelos seus pares da Esquerda Ă  Direita. A seguir, o omnipresente Miguel Relvas. Tem o tirocĂ­nio polĂ­tico completo, sendo a face mais visĂ­vel na defesa das medidas que o Governo vai abraçando. Em quarto lugar colocaria Â&#x2020;# K!@  evidenciaria um pequeno/ grande mĂŠrito: pĂ´s calmaria na polvorosa que era o sector da Educação, colocando os professores a fazerem, sĂł e sĂł, aquilo que bem sabem, que ĂŠ ensinar. Quanto aos secretĂĄrios de Estado, muito mais importantes do que ĂŠ habitual

face Ă natureza â&#x20AC;&#x153;microâ&#x20AC;? deste Governo, a â&#x20AC;&#x153;pole positionâ&#x20AC;? vai para o secretĂĄrio de Estado das Autarquias Locais e Reforma Administrativa. Ă&#x2030; claro que nĂŁo se esperava que passados 100 dias o Governo se apresentasse jĂĄ com um Livro Verde, que dĂĄ o pontapĂŠ de saĂ­da na discussĂŁo da Reforma Administrativa Local, que estĂĄ a percorrer Portugal inteiro. Quem ler o Livro Verde depara com a intenção de mexer, de forma coerente e profunda, no actual modelo de gestĂŁo do territĂłrio, parado no tempo hĂĄ dĂŠcadas, a fazer atravĂŠs da agregação de freguesias, mantendo, e bem, a identidade secular de cada espaço, dando-lhe escala  &  R  & - de serviços comuns e partilhados. E fĂĄ-lo sem se blasonar de ser o detentor da verdade absoluta. Bem pelo contrĂĄrio. Apresenta-se a reclamar a participação dos autarcas e da sociedade civil, para tornar possĂ­vel a equação quase â&#x20AC;&#x153;impossĂ­velâ&#x20AC;?: fazer mais com menos, sem reduzir as responsabilidades. Ora o rosto mais visĂ­vel desta primeira grande Reforma tem sido o engenheiro Paulo JĂşlio, que ĂŠ um dos representantes do distrito de Coimbra neste Governo. DaĂ­ esta constatação. Mas deixando para trĂĄs o passado, de apenas 100 dias, ) (    /   sobre um momento chave de qualquer governação: a elaboração do Orçamento para 2012. E que Orçamento! De facto, trata-se de o momento em que este Governo estĂĄ dizer aos portugueses

O Governo anunciou recentemente a anulação de *      pĂşblicos em infra-estruturas de transporte . De entre estes, sobressai a decisĂŁo de adiar sine die a construção do novo aeroporto de Lisboa. Projecto em discussĂŁo hĂĄ 50 anos e que, sĂł na Ăşltima dĂŠcada, conheceu pelo menos duas localizaçþes â&#x20AC;&#x201C; a Norte e a Sul do rio Tejo, distando entre si mais de xxx km! Verdadeiramente, o que estĂĄ em causa com esta Ăşltima decisĂŁo nĂŁo ĂŠ apenas o adiar de um investimento

!?   *  O que estĂĄ em causa, e esta decisĂŁo a isso obriga necessariamente, ĂŠ a reformulação da estratĂŠgia aeroportuĂĄria nacional e, com ela, a relação do territĂłrio com os aeroportos e o transporte aĂŠreo . Ă&#x2030; certo que Portugal nĂŁo terĂĄ, assim, um hub de vocação e dimensĂŁo intercontinentais capaz de transformar Lisboa, ou a sua ĂĄrea metropolitana, numa plataforma de ligação entre a Europa e os paĂ­ses do Atlântico Sul. Mas Portugal pode ter, com vantagem,

quais sĂŁo as suas opçþes estratĂŠgicas, como vai atacar esta emergĂŞncia nacional e como ĂŠ que este Orçamento vai fugir da rotina inveterada de anos e anos. JĂĄ todos demos conta, ao ouvir o primeiro-ministro, que o caminho a percorrer serĂĄ muito estreito e cheio   =çamento a ter de acolher as medidas da Troika e outras > @ 0 da nossa economia. Ora a Troika falhou. As   tes para rasgar caminhos de esperança. Havia â&#x20AC;&#x153;grossas facturasâ&#x20AC;? que nĂŁo chegaram a tempo ao seu escrutĂ­nio. A realida  ! *  )    diferente do que pensavam. DaĂ­ o esforço dorido, que este Orçamento vai exigir aos portugueses. A ordem ĂŠ apertar o cinto e utilizar, de forma inteligente, as variĂĄveis que dominamos, com solidarie##¤  / Dizia-me um bom amigo: Ă&#x2030; preciso que o cidadĂŁo comum sinta que as medidas duras, que vĂŁo para alĂŠm do perĂ­metro do acordo, sĂŁo para compensar o potencial recessivo deste; perceba, com clareza e verdade, que o regresso ao mercado financeiro em condiçþes de dignidade e normalidade, sĂł pode acontecer com a consolidação das contas pĂşblicas assente em medidas estruturais para quatro ou mais anos; reconheça a necessidade incontornĂĄvel de pĂ´r a economia a mexer, ?#  £¤ , &  para aumentar a produtividade, o crescimento, a riqueza e o emprego; veja, por todos os lados, que nĂŁo WW  #   todos, mas mesmo todos,

sĂŁo chamados â&#x20AC;&#x153;Ă paradaâ&#x20AC;? para unir esforços na distribuição dos sacrifĂ­cios. A tolerância, neste domĂ­nio, ĂŠ ZERO, ZERO, com consequĂŞncias imprevisĂ­veis se tal nĂŁo acontecer! Mas as pessoas estĂŁo dispostas a passar ao Go     *  )  virem a fazer o que tem de ser 5    5)teresses ou das corporaçþes, >  as decisĂľes polĂ­ticas, dando no que deu: estradas a mais e portos a menos, transportes falidos, justiça a travar o investimento, educação a ferver, uma saĂşde cheia de maleitas, etc...

Fomos enganados, houve batota Passos Coelho anunciou medidas austeras, mas necessårias, para se poder ver para lå da curva, dando sinais de determinação, assumindo perante o país que o Governo vai ser o empreiteiro do futuro, apesar do caderno de encargos dramåtico que as circunstâncias lhe impuseram, onde só o endividamento das empresas públicas atinge 35 000 milhþes de euros, 20 por cento do PIB! Mas no meio de tudo isto hå, felizmente, vontade de o Governo proteger os mais desfavorecidos, no limite do possível. Estou a pensar em cerca de um milhão de portugueses, que não vão ser abrangidos pelos taxas moderadoras na saúde, pelos aumentos das tarifas de gås e electricidade, por exemplo, e na intocabilidade de alguns bens essenciais, que estão no escalão do IVA mais baixo. Espera-se, tambÊm, que se exijam responsabi-

JOSĂ&#x2030; BELO*

lidades e se olhe para as fundaçþes privadas, que vivem Ă sombra de dinheiros pĂşblicos, que se tire a limpo o â&#x20AC;&#x153;nevoeiroâ&#x20AC;? que paira sobre as parcerias pĂşblico-privadas, que se tosquiem, de uma vez por todas, as empresas pĂşblicas das suas obscenidades (RTP e quejandas). Foi fartar vilanagem, sem ninguĂŠm ser chamado Ă  prestação de contas pelo seu papel na bancarrota! Como ĂŠ possĂ­vel termos chegados a esta situação? Fomos enganados. Houve batota! NinguĂŠm quer pagar a um procurador-geral da RepĂşblica para ser a rainha de Inglaterra! O dinheiro dos contribuintes exige que se faça uso dos instrumentos legais, que estĂŁo Ă  mĂŁo de semear, para separar o trigo do joio. Estou a pensar nalgum artigo da Lei 34/87 e do CĂłdigo Penal. Existem, com toda a certeza! SerĂĄ que nĂŁo aguentam ser usados como suporte para averiguar e punir os prevaricadores, responsabilizando-os, civil e criminalmente, por dolosamente meterem o paĂ­s, nĂłs todos, neste lamaçal? De memĂłria, lembro-me que o prestigiado causĂ­dico de Coimbra, dr. Castanheira Neves, jĂĄ apresentou uma  ?   &  ra do anterior Governo por mĂĄ gestĂŁo. Perdeu-se nos labirĂ­nticos corredores da Procuradoria? NĂŁo hĂĄ desculpas para ninguĂŠm. O braço da Justiça tem de ir atĂŠ onde os

prazos prescricionais o permitam, atrĂĄs de quem se locupletou Ă nossa custa, com os nossos impostos, porque estas questĂľes nĂŁo tĂŞm nada a ver com os partidos. O momento que os portugueses vivem, os sacrifĂ­cios que lhe sĂŁo pedidos, nĂŁo permitem mais contemporizaçþes com quem malbaratou tanto dinheiro, com incompetĂŞncia, mĂĄs decisĂľes e outras coisas, se calharâ&#x20AC;Ś O primeiro-ministro nĂŁo estĂĄ a iludir ninguĂŠm. Disse a verdade, disse que as medidas sĂŁo necessĂĄrias e sĂŁo da sua responsabilidade, mas a responsabilidade do #ÂĄJ# # ÂŁ& J todos sabemos de quem ĂŠ. Este governo nĂŁo pode falhar. Vamos acreditar que o preço tĂŁo caro que estamos a pagar, vai ter retorno. Que estamos com gente sĂŠria e competente, que sabe bem que as delongas ou vagares !   ! * onerosas esperas no futuro. Nesta caminhada ninguĂŠm se pode descomprometer politicamente. Dos Partidos ĂĄ sociedade civil. O que estĂĄ em causa nĂŁo ĂŠ o â&#x20AC;&#x153;umbigoâ&#x20AC;? do PSD ou do CDS. Nem questĂľes de direita, centro ou esquerda. Ă&#x2030; muito mais do que isso. Trata-se de Portugal, do seu futuro e de recuperar a sua soberania. (*) Jurista

Crise e (ĂŠ) oportunidade uma rede de aeroportos capazes de contribuir para o desenvolvimento das suas regiĂľes, sobretudo se tal rede se basear em infraestruturas jĂĄ existentes e, portanto, jĂĄ pagas. Ă&#x2030; o caso da regiĂŁo Centro e do aeroporto de Monte Real . Estamos, claramente, perante o caso em que a crise e os seus constrangimentos se transformam numa oportunidade. Oportunidade de: Servir e potenciar o turismo religioso de FĂĄtima; Servir e potenciar o

tecido econĂłmico da regiĂŁo Centro e, especialmente, o potencial industrial de Leiria, Marinha Grande e Figueira da Foz; Servir e potenciar Coimbra e a sua Universidade â&#x20AC;&#x201C; marcas incontornĂĄveis de Portugal no estrangeiro, quer do ponto de vista turĂ­stico quer do ponto de vista   Z Se estes nĂŁo sĂŁo facto @    de uma infra-estrutura que,  jĂĄ estĂĄ construĂ­da, entĂŁo o problema do paĂ­s nĂŁo ĂŠ de recursos; ĂŠ de equilĂ­brio e de visĂŁo. Mas,

LUĂ?S PARREIRĂ&#x192;O

também, é bom ter consciência de que a competitividade dos territórios não é um dado adquirido, antes,    >  Esse é, também, um dos   *#    da sua capital natural e histórica que é Coimbra, assim esta tenha a ambição de liderança que lhe tem faltado. Nota: Uma das questões que se suscita sempre que se fala do aeroporto

de Monte Real ĂŠ a da compatibilidade entre os trĂĄfegos militar e civil. Talvez nos possamos socorrer do exemplo da base americana das Lajes e do aeroporto das Lajes. Parece que os aviĂľes militares e civis usam as mesmas pistas e, em terra, sĂŁo conduzidos para aerogares diferentes. E movimentaram, em 2010, 296 147 passageiros, num terminal com capacidade para 750 000.


20

w w w . campeao p r o vin cia s.co m

QUINTA-FEIRA

2    2 5 

ABC

2  2  3 4 3 

+   www.forma-ideal.com/silvina Tlm. 919 550 527

   

AUTOMĂ&#x201C;VEIS

   

ABC

ABC

ADĂ&#x2030;MIA - COIMBRA Telef.: 239 432 173 - 3020 COIMBRA www.ademiauto.pt

WWW.EUROMERCANTE.COM

28840

- T3 c/ sotĂŁo e garagem, em Sta. Clara - T4 c/ garagem Rua Arlindo Vicente

Carros, motas, barcos, aviþes, helicópteros telecomandados, pistas de carros e comboios, miniaturas de colecção, kits, tintas, ferramentas e acessórios

- - T1 na Rua Miguel Torga â&#x20AC;&#x201C; Solum

Centro Comercial Girasolum, 3.Âş - Lj 310 3030-327 Coimbra - Telef.: 239 110 025 Email: entretenimento@euromercante.pt

- T2, EdifĂ­cio do Centro Comercial Atrium

2* "))  "))  ,6- *.7 888$9#:**/$/;< #$7   "") "%!

CĂ&#x192;ES SERRA DA ESTRELA Puros PĂŞlo Curto

DIVERSOS

, -.  /  ,  . /0 #1  .$

ABC

CONTROLE O SEU PESO

ImobiliĂĄrias

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS ABC 27737

CLASSIFICADOS

20

W##$ , de Outubro â&#x20AC;&#x201C; princĂ­pios de Novembro

Contacto: 919 902 028 ASSISTĂ&#x160;NCIA TĂ&#x2030;CNICA

E

V A L O R E S

com estacionamento. Acabamentos de Luxo,

28300

28743

Solum, na Av Dr ElĂ­sio de Moura

O U R O

cozinha italiana completamente equipada, aquecimenDesempeno de Chassis e Reparaçþes Gerais em Camiþes, Semi-Reboques e 4x4 Telef.: 233 959 722

to central, prÊ-instalação de ar condicionado. Edifício com Parque Infantil. - Terreno para construção sito na Lousã.

OPINIĂ&#x192;O

à rea de Construção 765 m2 Marque a sua visita todos os dias da semana

A propósito do Orçamento do Estado 2012

Telef.: 239 854 730 - Telem.: 917 225 640

ABC

   !" 

#$ %& '"( !&) *  +

Esta semana, o ministro das Finanças, VĂ­tor Gaspar, apresentou as linhas gerais do Orçamento do Estado Â&#x2030;Â&#x201A; Â&#x2030; "=K Â&#x2030;Â&#x201A; Â&#x2030;%  cado, mais uma vez, bem patente, que Portugal estĂĄ a braços com a maior crise  ?   anos. Ă&#x2030; factual que o Estado se apresenta hoje com poucos recursos para fazer face Ă s suas elevadas necessidades, e assim sendo, o OE 2012 ĂŠ um orçamento contraccionista. Mas ĂŠ um orçamento contraccionista nĂŁo porque o Governo quer, mas sim porque a circunstância o impĂľe. Recorde-se que Portugal acordou com a Troika metas orçamentais, e que se nĂŁo as cumprir, tal ! (*>    de conseguir pagar salĂĄrios e pensĂľes ou mesmo de assegurar serviços bĂĄsicos. Assim, o cumprimento das metas (para 2011, 2012 e 2013,) ĂŠ um objectivo absolutamente prioritĂĄrio. Pode de facto referir-se que o actual Governo jĂĄ

no presente ano de 2011 foi para alĂŠm das medidas acordadas com a Troika. Mas tambĂŠm devemos assumir que se assim nĂŁo tivesse sido, Portugal nunca atingiria essas metas, pois hĂĄ medida que o tempo foi passando, foram sido descortinados novos bura   "  !7 Madeira e BPN). Para alĂŠm disto, nos seis primeiros meses deste ano, o Governo socialista gastou 70% do orçamento total para 2011, > *> *  sensivelmente mais 2 mil milhĂľes de euros do que devia. Deve referir-se que o esforço da consolidação orçamental continuarĂĄ a implicar 1/3 de aumento da receita e 2/3 de corte na despesa. A propĂłsito do corte na despesa, tendo em conta que esta em 2010 se situou acima dos 51% do PIB, e que de acordo com as projecçþes do Governo, a mesma irĂĄ cair para 47% Â&#x2030;Â&#x201A; Â&#x2030; * clara mudança de paradig-

RICARDO FERRAZ*

7=   !  do passado recente parece     Ao nĂ­vel do crescimento econĂłmico as reformas estruturais contidas no memorando de entendimento e que abrangem diversas ĂĄreas de actividade, por si sĂł, potenciarĂŁo um aumento desejado no PIB  )1!Â&#x2039;7 Â&#x152; * apĂłs reequilibrar as suas   (     Estas medidas abrangem !  !? !?"   0  diminuir os gastos do Esta>  0    forma insustentĂĄvel), a justiça (que ĂŠ lenta e prejudica as empresas) ou mesmo o mercado laboral (que ĂŠ demasiado rĂ­gido e nĂŁo incentiva Ă contratação). Ă&#x2030; verdade que este ĂŠ um tratamento de choque.

No entanto ĂŠ tambĂŠm verdade que face Ă gravidade !   )? solução possĂ­vel, sendo que a sua nĂŁo aplicação implicaria a bancarrota do Estado. Os actuais decisores polĂ­ticos sĂŁo por isso obrigados a adoptarem medidas impopulares  ! !  ( outro caminho. Eu acredito que apĂłs  >Z !?    5 trutural, Portugal no mĂŠdio!Â&#x2039;  (     crescer a um bom ritmo e que derivado deste crescimento virĂĄ um aumento do bem estar para nĂłs portugueses. Nessa altura,    Â&#x152; *  perarĂĄ a sua credibilidade e tambĂŠm a sua soberania! (*) Economista

Tempo RĂĄdio do Clube da Comunicação Social de Coimbra Esta semana teremos como convidado do nosso TEMPO/ RĂ DIO, ANTĂ&#x201C;NIO MARCELINO que nos virĂĄ falar da sua longa actividade em prol do desporto, sobretudo do futebol regional. Uma histĂłria de vida que deve ouvir com atenção.


20

QUINTA-FEIRA

PASSATEMPOS

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

21

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

PALAVRAS CRUZADAS â&#x20AC;&#x201C; Problema n.Âş 246

PROBLEMA N.Âş 246/A

SEIS PALAVRAS RELACIONADAS COM POESIA

Tema de hoje â&#x20AC;&#x201C; POESIA

Utilizando todas as sĂ­labas constantes do quadro, formar seis palavras relacionadas com poesia. HORIZONTAIS

Â&#x152; Â&#x152; Â&#x152; Â&#x2030;N0#  L !(  3 â&#x20AC;&#x201C; Poesia. Poesia. 4 â&#x20AC;&#x201C; Esses. AptidĂŁo inata. Anel. Poeira. 5 â&#x20AC;&#x201C; Mostra de longe. QuinhĂŁo. 6 â&#x20AC;&#x201C; Nome prĂłprio masculino. 'Â&#x201C;Â&#x201D;+Â&#x152; *  Â&#x2020; ("%'  * 'Z *(' *  Â&#x2022;  Caminhai. Adoração. 9 â&#x20AC;&#x201C; Cambiai. Poesia. VERTICAIS 1 â&#x20AC;&#x201C; Poesia. Castelhano (abr). 2 â&#x20AC;&#x201C; Qualquer. Senhora. Atribuir (nome). 3 â&#x20AC;&#x201C; DĂĄ Ă luz. Poesia. 4 â&#x20AC;&#x201C; Rio da Europa. Antes de Cristo (abr). 5 â&#x20AC;&#x201C; CtĂłnico. 6 â&#x20AC;&#x201C; Poesia. Poesia. 7 â&#x20AC;&#x201C; Orçamento L   "% X!Â&#x152;  + ) Â&#x201A;Â&#x2020; posterior. Poesia. 11 â&#x20AC;&#x201C; AgradĂĄvel. 12 â&#x20AC;&#x201C; Habito. Doença sĂşbita. 13 â&#x20AC;&#x201C; Indigna. Dei de mim. 14 â&#x20AC;&#x201C; Cachaça. Poesia. Sociedade (abr). 15 â&#x20AC;&#x201C; Poesia. Escassa.

PRĂ&#x2030;MIOS â&#x20AC;&#x201C; Obra literĂĄria, oferta da PORTO EDITORA; Â&#x152;)! 5   Â?Â?Â&#x2018;Â&#x2019;+ 0 prĂŠmio especial â&#x20AC;&#x201C; DiciopĂŠdia 2010, valiosa e Ăştil oferta, edição da PORTO EDITORA MULTIMĂ&#x2030;DIA. PRAZO PARA REMESSA DE SOLUĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES â&#x20AC;&#x201C; AtĂŠ ao dia 15 !Â&#x201C;0 ENVIO DE SOLUĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES â&#x20AC;&#x201C; Ernesto Lopes Nunes, Beco dos Unidos, n.Âş 3, Espadaneira, 3045 â&#x20AC;&#x201C; 162 Coimbra. PREMIADOS Passatempos n.Âş 238: AntĂłnio Manuel Morgado Guedes da Conceição, de Secorio, com livro da PORTO EDITORA; Graça Maria Ferreira, de Coimbra, com prĂŠmio surpresa, oferta de Ă GUIA; e Miguel JosĂŠ Pessanha, de Lisboa, com a valiosa DiciopĂŠdia 2010, edição e oferta da PORTO EDITORA MULTIMĂ&#x2030;DIA.

HORIZONTAIS 1 â&#x20AC;&#x201C; Parelha. Bispo. 2 â&#x20AC;&#x201C; Nome prĂłprio masculino. Assoldadar. 3 â&#x20AC;&#x201C; Ligais. Descobre. 4 â&#x20AC;&#x201C; Amigas. Exames. 5 â&#x20AC;&#x201C; Transitivo (abr). Combina. Elas. 6 â&#x20AC;&#x201C; O tinir das armas. 7 â&#x20AC;&#x201C; Brisa. Dias. +   Â&#x152;  K ' +* de pinheiro. 10 â&#x20AC;&#x201C; Indignamos. Malha para segurar o cabelo. 11 â&#x20AC;&#x201C; Nivelaram. ViĂşvos. VERTICAIS 1 â&#x20AC;&#x201C; Debuxo. Acrescentar. 2 â&#x20AC;&#x201C; Pai. Imediatamente. 3 â&#x20AC;&#x201C; Sorrias. Jubas. 4 â&#x20AC;&#x201C; Ă gave. Cidade de ItĂĄlia. 5 â&#x20AC;&#x201C; Aposentos. Senhor. 6 â&#x20AC;&#x201C; SĂ­mbolo de rĂĄdio. Bronze. Sua. 7 â&#x20AC;&#x201C; Mulher. Usuras.

# Â&#x2020; !Â&#x201C;! Â&#x2022;+  10 â&#x20AC;&#x201C; Destroços. Furioso. 11 â&#x20AC;&#x201C; Pregas. Oração (pl).

SOLUĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES

ENIGMA FIGURADO

Interpretando correctamente todos os símbolos e operaçþes apresentadas, encontrar-se-à uma conhecida expressão popular.

Palavras Cruzadas â&#x20AC;&#x201C; Problema n.Âş 238: Horizontais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; podoa, pua, serra. 2 â&#x20AC;&#x201C; is, crer, atum, al. 3 â&#x20AC;&#x201C; c, grena, lutam, i. 4 â&#x20AC;&#x201C; agi, mĂĄ, pĂĄ, AAC. Â&#x2013;Â&#x2014;) +Â&#x2018;Â&#x152;=9Â&#x201D; *5   pilĂŁo, cres. 9 â&#x20AC;&#x201C; a, real, Olga, s. Verticais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; picareta. 2 â&#x20AC;&#x201C; os, gasosa. 3 â&#x20AC;&#x201C; d, gim, rs. 4 â&#x20AC;&#x201C; OCR, ornar. 5 â&#x20AC;&#x201C; arem, co, e. 6 â&#x20AC;&#x201C; enxĂłs, pĂĄ. 7 â&#x20AC;&#x201C; pra, Â? Â&#x2019;Â&#x2DC;  Â&#x201A; ! Â&#x2030;K! Â&#x2122; 14 â&#x20AC;&#x201C; ra, adoces. 15 â&#x20AC;&#x201C; alicates. Problema n.Âş 238/A: Horizontais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; b, cruzar, sa. 2 â&#x20AC;&#x201C; rĂŠ, anel, Â&#x2122;!Â&#x161; *(Â&#x2013;Â&#x2014;

5   +!  Â&#x201A;

Â&#x2039;*  a. Verticais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; brutal, fala. 2 â&#x20AC;&#x201C; ĂŠpicos, paz. 3 â&#x20AC;&#x201C; c, ara, amor. 4 â&#x20AC;&#x201C; ra, o, + *Â&#x2013;Â&#x2018;Â&#x2014;Â&#x2039;)(+9Â&#x201D;* 5 e, an. 9 â&#x20AC;&#x201C; siso, amo, o. 10 â&#x20AC;&#x201C; sin, sabido. 11 â&#x20AC;&#x201C; amor, careca. Seis ferramentas: Verruma, martelo, escopro, cinzel, plaina, limatĂŁo. D& # 6 Vinho a martelo.

PALPITANDO

AcadÊmica reabre o campeonato O sorteio da 4.ª eliminatória da Taça de Portugal irå decorrer na próxima segunda-feira, dia 24, pelas 12h00, na sede da Federação Portuguesa de Futebol,  !  

# 

#   #  &  §9@  w *   4

TV  w*   

PALPITES P. FERREIRA X ACADĂ&#x2030;MICA

de estes clubes de Coimbra e da Figueira da Foz terem ultrapassado, no passado  !!    9 

(0-1) e o Macedo de Ca*   <}!}   T!| 7

*  / 

esta pausa no campeonato  Â&#x2122;   #     4  Â?  

FRANCISCO ANDRADE

1-0

MĂ RIO CAMPOS

JOSĂ&#x2030; M. PUREZA

1-0

1-1

Â&#x2039;  w  1 Â&#x201E; 

    </ marca, 2 - Portugal, 1) para o Europeu de 2012 e irĂĄ disputar o â&#x20AC;&#x153;play-off â&#x20AC;? com '$   4 }} 

}Â&#x2018;  w*    

Ăşltimo no EstĂĄdio da Luz, pelas 21h30. E apĂłs esta se   #

 

as competições europeias     2  * 

a Liga de Futebol, com os prognĂłsticos das persona   #  

painel do â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;?. Esta ronda abre, amanhĂŁ, com a      &  § 9@ Q   @

 

 4      

B !'1  0 TVÂ&#x201E;}Â&#x2018;

(SportTV); domingo, dia 23 â&#x20AC;&#x201C; MarĂ­timo-SetĂşbal e Â&#x2013; *!Â&#x2122;    0

}WÂ&#x201E;VV Q !w  

0 }¢Â&#x201E;}Â&#x2018; <Â?Â&#x160;y7 '  ! @  0 TVÂ&#x201E;}Â&#x2018; <Â&#x2039; TV); segunda-feira, dia 24 â&#x20AC;&#x201C; Sporting-Gil Vicente, 0 TVÂ&#x201E;}Â&#x2018; <Â&#x2039; Â?Â&#x160;7

JOSĂ&#x2030; ALBERTO COELHO

JOSĂ&#x2030; M. CANAVARRO

FĂ TIMA RAMOS

JOĂ&#x192;O P. BARBOSA MELO

Ă LVARO AMARO

MĂ RIO NOGUEIRA

1-1

1-1

1-1

1-1

0-1

1-1

0-1

0-1

1-1

0-2

0-2

0-2

0-2

0-2

0-2

2-1 35

2-0 37

2-0 37

1-0 41

2-0 42

2-0 44

BEIRA MAR X SL BENFICA

0-2

0-2

0-2

0-2

0-1

0-2

FC PORTO X NACIONAL

2-0 30

2-0 32

2-0 32

2-0 32

2-0 32

2-0 33

PONTOS

^      9

 2   4 

¢¨ 4       cipal da Liga de Futebol &  ÂŹ Sexta-feira, dia 21 â&#x20AC;&#x201C; Paços de Ferrei ! &   0 TVÂ&#x201E;}Â&#x2018;

(SportTV); sĂĄbado, dia 22 â&#x20AC;&#x201C; Olhanense-GuimarĂŁes, 18h00 (SportTV), Beira-

MARTA BRINCA

MIGUEL CORREIA

HELENA FREITAS

PUBLICIDADE

FUTEBOL

Jogada a jogada, golo a golo, a Briosa joga nesta rĂĄdio...

P. FERREIRA X ACADĂ&#x2030;MICA Relato: LuĂ­s Carlos Melo ComentĂĄrios: Francisco Andrade

ABC

SEXTA-FEIRA, DIA 21, Ă&#x20AC;S 20H15 Ouça na Internet em www.radioregionalcentro.com


22

CULTURA / FRA

20

w w w . campeao p r o vin cia s.co m

Festival de MĂşsica de Coimbra começa no sĂĄbado A sĂŠtima edição do Festival de MĂşsica de Coimbra (FESMUC) tem inĂ­cio no prĂłximo sĂĄbado, com o concerto â&#x20AC;&#x153;Trovas de Garcia de Resende Ă morte de D. InĂŞs de Castroâ&#x20AC;?. Com direcção de Jorge Alves e Paulo Bernardino, o espectĂĄculo inaugural do FESMUC tem inĂ­cio pelas 21h30, no Teatro AcadĂŠmico de Gil Vicente (TAGV) e contarĂĄ com as participaçþes do Coro SinfĂłnico Lisboa Cantat, do Coro dos Pequenos Cantores de Coimbra,  _    B   _     ' 

     Â&#x2039; Â&#x2039;

 _ & 

primeiro de um conjunto de 18 concertos que vĂŁo realizar-se a partir de 22 de Outubro e atĂŠ ao dia 07 de Dezembro, em Coimbra e, com o apoio da Fundação Inatel, nos concelhos de Arganil, Cantanhede, Miranda do Corvo, Penela e Oliveira do Hospital. O programa, integralmente disponĂ­vel para consulta em www.fesmuc.com, foi elaborado pelo maestro Augusto Mesquita e pretende, entre outras efemĂŠrides, celebrar os 200 anos do nascimento de Liszt, a criação do Ă&#x201C;rfeĂŁo AcadĂŠmico de Coimbra, os 650 anos da trasladação de InĂŞs de Castro para Alcobaça e os 900 anos do Foral outorgado por D. Henrique Ă cidade de Coimbra, em 1111. TAGV, AuditĂłrio do ConservatĂłrio de MĂşsica e Biblioteca Joanina sĂŁo os locais que acolhem os concertos. O FESMUC ĂŠ produzido, desde 2005, pela Associação para o Desenvolvimento Musical de Coimbra (ADARTE), com o apoio da Câmara Municipal, Universidade de Coimbra, Fundação Inatel, autarquia e ConservatĂłrio de MĂşsica. Gi Rolo expĂľe no Centro Cultural de D. Dinis â&#x20AC;&#x153;Imaginação Irrealâ&#x20AC;? ĂŠ o tĂ­tulo de uma mostra que pode ser visitada na galeria de arte do Centro Cultural de D. Dinis, em Coimbra, atĂŠ ao dia 11 de Novembro. Esta mostra reĂşne trabalhos da autoria da artista plĂĄstica Gi Rolo. Natural de Coimbra (1969) e licenciada em Pintura pela Associação Recreativa de Coimbra ArtĂ­stica â&#x20AC;&#x201C; Escola UniversitĂĄria ArtĂ­stica de Coimbra, Paula Gisela dos Santos Varela Ferreira Rolo frequentou, enquanto bolseira e ao abrigo do programa SĂłcrates/ Erasmus, a Faculdade de Belas Artes da Universidade de Salamanca (Espanha). A exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, entre as 14h00 e as 23h30. Giuseppe&Joaquim propĂľe jantar com arte Situado em plena â&#x20AC;&#x153;Baixaâ&#x20AC;? da cidade de Coimbra, o restaurante Giuseppe&Joaquim tem patente uma exposição de telas criadas por alguns dos mais conceituados artistas da regiĂŁo Centro. Aliando a arte da pintura Ă  da boa cozinha portuguesa e italiana, o restaurante dĂĄ a conhecer a força criativa que sustenta o Movimento ArtĂ­stico de Coimbra. Este colectivo estĂĄ a comemorar 33 anos e a mostra â&#x20AC;&#x153;Jantar com Arteâ&#x20AC;?, que poderĂĄ ser visitada atĂŠ ao inĂ­cio do prĂłximo ano, ĂŠ uma das formas de assinalar o aniversĂĄrio. Mafalda Veiga em espectĂĄculo ao vivo Em palco, o resultado de uma nova abordagem Ă s cançþes de Mafalda Veiga, reinventadas atravĂŠs da tec-

nologia mais actual. A cantora apresenta-se no grande auditĂłrio do Centro de Artes e EspectĂĄculos (CAE) da Figueira da Foz, a 21 de Outubro, pelas 21h30, num concerto que faz parte da iniciativa â&#x20AC;&#x153;Seat Drive Concertsâ&#x20AC;?. Os bilhetes custam entre cinco e 15 euros e estĂŁo Ă venda na bilheteira do CAE e na Internet (www.cae.pt). EspectĂĄculos de Olga Roriz em Coimbra A coreĂłgrafa Olga Roriz, que se encontra em residĂŞncia artĂ­stica na cidade de Coimbra, protagoniza um conjunto de espectĂĄculos no Teatro da Cerca de SĂŁo Bernardo, atĂŠ ao dia 26 de Outubro. Para alĂŠm do solo â&#x20AC;&#x153;Electraâ&#x20AC;?, que estreou, em 2010, em co-produção com o Teatro Nacional de SĂŁo JoĂŁo, estarĂŁo em cena as produçþes â&#x20AC;&#x153;Nortadaâ&#x20AC;? (dias 21 e 22) e Pets (dias 25 e 26). A residĂŞncia artĂ­stica de Olga Roriz em Coimbra, a convite da companhia de teatro A Escola da Noite, integra conversas com os espectadores, a exibição de filmes, uma   1   

outras actividades paralelas. O custo dos bilhetes para cada espectĂĄculo varia entre os seis e os 10 euros. Mostra de velharias na â&#x20AC;&#x153;Baixaâ&#x20AC;? de Coimbra Peças de cerâmica, joalharia, ourivesaria e latoaria sĂŁo apenas algumas das peças que podem ser encontradas na mostra de velharias que irĂĄ realizar-se no prĂłximo sĂĄbado, entre as 09h00 e as 19h00, na praça do ComĂŠrcio, em Coimbra. Oportunidade para encontrar algumas raridades ou simples utensĂ­lios domĂŠsticos que ainda

podem ter boa utilidade, esta feira ĂŠ bem conhecida pela quantidade de alfarrabistas que nela participam, dando aos livros um merecido lugar de destaque. Arte inclusiva para invisuais Concebida, tambĂŠm, para cidadĂŁos invisuais, â&#x20AC;&#x153;Olha por Mimâ&#x20AC;? ĂŠ uma exposição multissensorial e inclusiva que pode ser visitada atĂŠ ao dia 27 de Outubro, na galeria de Pinho Dinis, na Casa Municipal da Cultura, em Coimbra. A mostra, criada por Mirtilo Gomes, conta com um guia audio (em formato MP3), que propĂľe uma viagem pelos sentidos, atravĂŠs de um texto poĂŠtico que expressa toda a emoção contida nas telas. Esta incursĂŁo ĂŠ complementada por uma experiĂŞncia tĂĄctil e outros detalhes que visam dar ao visitante uma â&#x20AC;&#x153;visĂŁoâ&#x20AC;? completa e Ăşnica da exposição. B Fachada e Lula Pena no TAGV No âmbito do ciclo musical Roque Beat, o mĂşsico e produtor B Fachada actua hoje Ă noite, no Teatro AcadĂŠmico de Gil Vicente, em Coimbra. O espectĂĄculo, agendado para as 21h30, contarĂĄ tambĂŠm com Lula Pena. Este ĂŠ mais um concerto que surge associado a um circuito de divulgação de projectos musicais recentes, que tĂŞm em comum o contributo para a formação de uma identidade comum da nova mĂşsica portuguesa. Pelo mesmo palco, passaram jĂĄ Os Golpes, Samuel Ă&#x161;ria, MĂĄrcia e Norberto Lobo. O preço dos bilhetes custa entre oito (estudantes e seniores) e 10 euros (normal).

QUINTA-FEIRA

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

F _____ R _____ A

  Numa altura em que pende sobre as empresas municipais o risco de extinção, o edil de Cantanhede

       yw9Â&#x160;!_B

Segundo JoĂŁo Moura, a empresa municipal de Cantanhede supera com distinção e louvor todos os critĂŠrios que constam do â&#x20AC;&#x153;Livro Verde da Reforma da Administração Localâ&#x20AC;?, apresentado pelo primeiro-ministro com o objectivo de disciplinar estas â&#x20AC;&#x153;extensĂľesâ&#x20AC;? autĂĄrquicas. Durante a cerimĂłnia de inauguração da ETAR de Outil, o social-democrata frisou que a INOVA-EM foi criada com objectivos muito concretos e â&#x20AC;&#x153;com pessoas que trabalhavam na Câmara Municipalâ&#x20AC;?, que, notou, â&#x20AC;&#x153;tĂŞm dado o melhor de siâ&#x20AC;? por este serviço. JoĂŁo Moura reiterou, â&#x20AC;&#x153;em alto e bom somâ&#x20AC;?, que a INOVA-EM â&#x20AC;&#x153;nĂŁo serve para criar empregos aos amigosâ&#x20AC;?.

      â&#x20AC;&#x201C; Dir-se-ĂĄ que todas as dĂĄdivas sĂŁo apaziguadoras, mas as que hĂŁo-de ser feitas nas novas instalaçþes do Centro Regional de Sangue de Coimbra (CRSC) sĂŞ-lo-ĂŁo, por maioria de razĂŁo, devido Ă qualidade do edifĂ­cio. O imĂłvel acaba de ser inaugurado, tendo sido previamente ultrapassados problemas que tinham levado a Câmara Municipal a embargar a obra. O director municipal de Administração do TerritĂłrio, AntĂłnio JosĂŠ Cardoso, disse ao â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;? que a autarquia estava em condiçþes, na semana passada, de proceder Ă  emissĂŁo da licença de utilização. Dotado de uma superfĂ­cie de 4 000 metros quadrados, o novo edifĂ­cio do CRSC dĂĄ nas vistas graças Ă  sua arquitectura e Ă  inserção no espaço envolvente, sem embargo da   & 2* 0 1

Implantado num local de assinalĂĄvel beleza natural, entre SĂŁo Martinho do Bispo e Santa Clara, o complexo, segundo os arquitectos JosĂŠ Mateus e Nuno Mateus, assemelha-se a â&#x20AC;&#x153;uma peça que deambula entre o pinhalâ&#x20AC;?. â&#x20AC;&#x153;Quisemos conferir ao dador a sensação de se encontrar num espaço apaziguadorâ&#x20AC;?, explicou o arquitecto JosĂŠ Mateus. Um dos aspectos que conferem singularidade ao edifĂ­cio diz respeito Ă preocupação de encaminhar luz natural para o seu interior. Uma importante vantagem da concepção da obra, segundo Nuno Mateus, consiste nos â&#x20AC;&#x153;pouquĂ­ssimos encargos com manutençãoâ&#x20AC;?. O custo do edifĂ­cio, sem equipamento, ascende a cerca de 5,70 milhĂľes de euros.

  #     

associação, tambÊm, a sua missão. Para alÊm dos países que partilham a língua portuguesa, Argentina, China, Cuba, �ndia, Sri Lanka e Tailândia são outros destinos longínquos 4       42 

do trabalho desenvolvido pelos voluntĂĄrios desta organização. Hoje, quinta-feira, pela hora de almoço, os responsĂĄvel da SaĂşde em PortuguĂŞs partilham com os jornalistas alguns projectos e anseios de uma associação que, bem a propĂłsito dos tempos actuais e do aniversĂĄrio, pretende â&#x20AC;&#x153;ser melhor, para alĂŠm dos verdes anosâ&#x20AC;?. Ser de Coimbra e, em portuguĂŞs, querer ajudar a tornar o mundo melhor, ĂŠ missĂŁo que merece o nosso crĂŠdito. !    "#$#  As vĂĄrias forças da polĂ­cia criminal assinaram esta semana, em Coimbra, um memorando de entendimento com o Ob * $   Â? 2  Â&#x2039;  X 

tutelado pelo MinistÊrio da Administração Interna. O objectivo desta maior aproximação, entre 16 entidades que trabalham no terreno, passa por conhecer o fenómeno  

1      

 mente. Tendente à obtenção de melhores resultados, o memorando agora assinado prevê a troca de dados relativos a vítimas e    Q &  Q  ¡2  

Serviço de Estrangeiro e Fronteiras, Guarda Nacional Republicana e PolĂ­cia de Segurança PĂşblica, este entendimento conta com a colaboração de outras instituiçþes e entidades pĂşblicas e nĂŁo governamentais, como ĂŠ o caso do Centro de Acolhimento e Protecção Â&#x160;   Â? 2  Â&#x2039;  X  

seus Filhos Menores, o Alto Comissariado para a Imigração e Diålogo Intercultural, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, o Serviço Jesuíta para os Refugiados, a União Mulheres Alternativa e Resposta e a Agência Piaget para o Desenvolvimento, entre outros.

%      JĂĄ todos sabemos que os cortes e o apertar de cinto estĂŁo aĂ­ e, ao contrĂĄrio do que alguns pensam, provavelmente, serĂĄ coisa para ir alĂŠm do tempo em que Portugal estarĂĄ a receber o â&#x20AC;&#x153;abonoâ&#x20AC;? avalizado pela Troika. Entre as amarguras do dia-a-dia, o tabaco #        1& #   

preço, valha-nos os espectáculos que, apesar   &       *  

sĂŁo preparados por gente que parece ter os pĂŠs bem assentes no chĂŁo. De Coimbra, um bom exemplo. Mais vale receita menor do que a casa vazia. Apesar de o Governo ter aprovado a subida do IVA para os espec2     Â&#x201D;    T{ 



â&#x20AC;&#x201C; a Direcção do Teatro AcadĂŠmico de Gil Vicente (TAGV), liderada por Fernando         Matos de Oliveira, decidiu que irĂĄ manter     HĂĄ 18 anos que, a partir da          Â&#x201E; Â&#x2026;w

cidade do Mondego e assumindo o idioma vĂŁo ouvir de nĂłs o carpir constante do que de CamĂľes como força aglutinadora, a as- nĂŁo podemos fazerâ&#x20AC;?, garantiu Mickael de sociação SaĂşde em PortuguĂŞs tem vindo a Oliveira, director-adjunto do espaço tuteladesenvolver intensa actividade em prol da do pela Fundação Cultural da Universidade melhoria dos cuidados de saĂşde primĂĄrios de Coimbra, ao apresentar, esta semana, os nos paĂ­ses de lĂ­ngua portuguesa. Organização detalhes da programação futura do TAGV. nĂŁo governamental, constituĂ­da em Novem- Quando muitos preferem baixar os braços bro de 1993, a SaĂşde em PortuguĂŞs ĂŠ presi- e aceitar a batalha perdida, ĂŠ de louvar quem dida pelo mĂŠdico Hernâni Caniço, diligente tem atitutde resistente.


20

QUINTA-FEIRA

VINAGRETAS

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

23

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

V I N A G R E T A S

aos melhores alunos (coisa que o organismo da avenida lisboeta de 05 de Outubro deixou de fazer). Disposto a abdicar das senhas de presença nas sessþes camarårias deste mês, o edil e  1

* 2   

     â&#x20AC;&#x201C; que â&#x20AC;&#x153;desacreditar a promoção Sem papas na lĂ­ngua â&#x20AC;&#x201C; Concorde-se ou nĂŁo com ele, Subdirector do Correio da do mĂŠrito dos estudantes ĂŠ JosĂŠ Pacheco Pereira tem a B Â&#x201E;  4   _  tudo menos um incentivo Ă virtude de nĂŁo possuir papas Dâmaso, que tambĂŠm inter- _ ^  Â&#x2030; 9  

na lĂ­ngua. No âmbito de um veio num colĂłquio realizado da CMC, JoĂŁo Paulo Barbosa recente colĂłquio acerca das pelo IJC da FDUC, alertou de Melo (PSD), replicou que, escutas telefĂłnicas e das redes para a existĂŞncia de â&#x20AC;&#x153;rapaziada â&#x20AC;&#x153;como todos os governos sociais, organizado pelo Insti- em cujo ponto de vista tudo ĂŠ fazem asneiras, nĂŁo pode ser tuto JurĂ­dico da Comunicação comprĂĄvelâ&#x20AC;? e para â&#x20AC;&#x153;a manipu- a autarquia a substituir-se a (IJC) da Faculdade de Direito lação da Justiça em nome de elesâ&#x20AC;?. PeremptĂłrio, o vereador de Coimbra, o historiador interesses particularesâ&#x20AC;?. â&#x20AC;&#x153;HĂĄ socialista Rui Duarte disse que voltou a evidenciar ser avesso processos que evidenciam o ministro Nuno Crato tem ao politicamente correcto. a incapacidade de tocar em feito ÂŤgazetaÂť Ă s aulas de... â&#x20AC;&#x153;Tais redes institucionalizaram determinadas ÂŤzonas de som- sensibilidade polĂ­tica. relaçþes sociais muito pobresâ&#x20AC;?, braÂťâ&#x20AC;?, assinalou. Noutra fase +67# 5â&#x20AC;&#x201C; Outro auadvertiu o ex-deputado Ă  As- da sua intervenção, o insuspeito sembleia da RepĂşblica e ao Dâmaso questionou â&#x20AC;&#x153;por que tarca eleito pelo PS, AntĂłnio Q  _  Q  gastou o PS tanto dinheiro e Vilhena, que tambĂŠm vergas w K     

Â&#x201D; 4

  agora nĂŁo o temâ&#x20AC;?. guĂŠm levar a sĂŠrio, em Portugal, ao assunto segue, de perto, as   (  )â&#x20AC;&#x201C; Mo-     _  

do sociĂłlogo Dominique Wolton â&#x20AC;&#x201C;, â&#x20AC;&#x153;falta uma cultura acerca derador do referido colĂłquio, Vilhena opina, de resto, que â&#x20AC;&#x153;o da utilização das redes sociais, o constitucionalista Joaquim Ă lvaroâ&#x20AC;? [Santos Pereira] nĂŁo vai em particular, e, em geral, sobre Gomes Canotilho afirmou aguentar-se. o uso das novas tecnologiasâ&#x20AC;?. que a sociedade civil â&#x20AC;&#x153;tem 8  9  :  â&#x20AC;&#x201C; O â&#x20AC;&#x153;HĂĄ uma completa falĂŞncia da    ^ Â&#x2030; 

_    0     determinados casos, feita pelos desfecho do acto eleitoral para de socialização das criançasâ&#x20AC;?, ĂłrgĂŁos de informação. Neste a Assembleia Legislativa da contexto, o catedrĂĄtico de Di- RegiĂŁo AutĂłnoma da Madeiadvertiu Pacheco Pereira. reito louvou o jornalismo de ra proporcionou uma troca Por encomenda? â&#x20AC;&#x201C; As- investigação na medida em que, sertivo, como ĂŠ seu timbre, o reconheceu, â&#x20AC;&#x153;assenta numa bastonĂĄrio da Ordem dos Ad- colecta de provasâ&#x20AC;?. vogados alertou, no colĂłquio *   Aspecto que a que jĂĄ aludimos, para o facto de ser frequente a intervenção nĂŁo pode deixar de merecer dos mesmos juĂ­zes na aplicação referĂŞncia da parte do redactor de prisĂŁo preventiva a arguidos. das Vinagretas ĂŠ a falta de comSegundo AntĂłnio Marinho e parĂŞncia de algumas pessoas Pinto, parece haver prĂĄtica de no recente colĂłquio do IJC da conluio entre procuradores do FDUC. O procurador-geral MinistĂŠrio PĂşblico e inspecto- da RepĂşblica, Fernando Pinto res da PolĂ­cia JudiciĂĄria, por um B  * 1  4  

lado, e magistrados judiciais, segundo o irmĂŁo AntĂłnio, por outro. Quanto Ă s escutas devido a um estado febril; telefĂłnicas, o causĂ­dico con- quanto Ă  ausĂŞncia da jornalista   # Â&#x2026;  ^ Â&#x2030;   @   K  !

dĂşvida (pĂłs-socrĂĄtica) se terĂĄ â&#x20AC;&#x153;tem sido adulteradoâ&#x20AC;?. preferido nĂŁo se encontrar com   ' Bem humo- Pacheco Pereira e JosĂŠ Manuel rado, Marinho e Pinto alertou Fernandes (anterior director do para uma subtil distinção na diĂĄrio PĂşblico). intervenção dos advogados. +0  5    Quando ela ocorre previamente Ă prĂĄtica de um delito â&#x20AC;&#x201C; Na Ăşltima reuniĂŁo da Câpor parte de um arguido pode mara Municipal de Coimbra, tratar-se de cumplicidade, e de o vereador Ă lvaro Maia Seco crime; quando ĂŠ para o jurista (independente eleito pelo PS) aconselhar o cliente, com o preconizou que a autarquia se crime consumado, entĂŁo o   B&   _causĂ­dico cumpre, verdadeira- cação na atribuição de prĂŠmios mente, a sua missĂŁo. â&#x20AC;&#x153;Quem ajuda um criminoso antes do cometimento de um crime ĂŠ como ele; quem o ajuda a defender-se ĂŠ advogadoâ&#x20AC;?, Marinho dixit.

S E A R A

de galhardetes entre autarcas socialistas e social-democratas com assento na praça de 08  B  w   ^ 

sessĂŁo da CMC, o redactor   Â&#x160;       

que dirĂĄ a vereação se Alberto JoĂŁo quiser trocar a â&#x20AC;&#x153;PĂŠrola do Atlânticoâ&#x20AC;? pelo â&#x20AC;&#x153;Farol das Ilhasâ&#x20AC;? (repĂşblica estudantil situada na rua de Teixeira de Carvalho, entre as avenidas conimbricenses de Afonso Henriques e de Dias da Silva). _  ÂĄ  

 Â&#x2026;@  Â&#x2030;

o seu baluarte, por ocasiĂŁo do prĂłximo aniversĂĄrio daquela casa (que irĂĄ completar meio sĂŠculo em 2012)? +; 5â&#x20AC;&#x201C; Outra animada troca de ÂŤmimosÂť, ocorrida na praça de 08 de Maio, teve como tema os ÂŤburacosÂť (orçamentais e outros). â&#x20AC;&#x153;Acerca de ÂŤburacosÂťâ&#x20AC;?, disse AntĂłnio Vilhena (PS), â&#x20AC;&#x153;hĂĄ catedrĂĄticos no PSD e no CDS/PP, indo do Centro Cultural de BelĂŠm ao Banco PortuguĂŞs de NegĂłcios e passando pela compra de submarinos para a Armadaâ&#x20AC;?. LuĂ­s ProvidĂŞncia (vereador proposto pelo CDS) replicou que um submarino com buracos nunca estarĂĄ em condiçþes de cumprir a função.

CARTOON Zaug

A L H E I A

â&#x20AC;&#x153;Certos comentĂĄrios Ă economia portuguesa parecem de quem perdeu um episĂłdio de uma sĂŠrie e esqueceu a sequĂŞncia. As medidas do Orçamento sĂŁo duras, corajosas, indispensĂĄveis. Mas nĂŁo resolvem nadaâ&#x20AC;?. JoĂŁo CĂŠsar das Neves, no DiĂĄrio de NotĂ­cias de 17/10/2011 â&#x20AC;&#x153;Descer salĂĄrios e pensĂľes nĂŁo ĂŠ dieta, ĂŠ vestir uma cinta. Â&#x2039;

  & 

          

O Governo tem razĂŁo na emergĂŞncia, mas o que conta sĂŁo as medidas estruturais. O resto nĂŁo ĂŠ austeridade. Ă&#x2030; apertoâ&#x20AC;?. Idem, Ibidem â&#x20AC;&#x153;O procurador-geral da RepĂşblica deu ordens para que toda e qualquer diligĂŞncia de investigação criminal que envolva um polĂ­tico lhe deva ser comunicada pelos procuradores antes de ser executada. (...) NĂŁo podia haver expressĂŁo mais esplendorosa do miserĂĄvel Portugal do respeitinhoâ&#x20AC;?. Eduardo Dâmaso, no Correio da ManhĂŁ de 17/10/2011 â&#x20AC;&#x153;A partir de agora a mensagem ĂŠ clara para todo o MinistĂŠrio PĂşblico: NĂŁo incomodem os senhores polĂ­ticos. Desde logo, se nĂŁo quiserem levar processos disciplinares. Pactuar com isto ĂŠ

 

       _  w*Â&#x2030;

Idem, Ibidem â&#x20AC;&#x153;HĂĄ um axioma dominante na prĂĄtica governativa portuguesa, independentemente do partido que esteja no poder. Quando hĂĄ necessidade de aperto do cinto, a classe mĂŠdia ĂŠ sempre a mais castigadaâ&#x20AC;?. Armando Esteves Pereira, no Correio da ManhĂŁ de 16/10/2011 â&#x20AC;&#x153;A crise das dĂ­vidas soberanas agudizou um problema que jĂĄ existia. Mas o endividamento do paĂ­s deve-se principalmente Ă mĂĄ gestĂŁo e aos polĂ­ticos que embarcaram na quimera dos elefantes brancosâ&#x20AC;?. Idem, Ibidem â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; um caminho brutal que nĂŁo resistirĂĄ a hesitaçþes com os protestos e/ou contemplaçþes com os mais fortes. Ă&#x2030; um caminho com efeitos sĂŠrios no emprego, nas famĂ­lias, nas pequenas e mĂŠdias empresas. Ă&#x2030; uma espĂŠcie de pistola que temos apontada ao coração. Ă&#x2030; um caminho que nos obriga a ajustar as nossas vidas a uma recessĂŁo violenta. Mas ĂŠ, se nĂŁo quisermos recorrer a argumentos quixotescos, o Ăşnico caminho que nos restaâ&#x20AC;?. Paulo Ferreira, no Jornal de NotĂ­cias de 16/10/2011 â&#x20AC;&#x153;As medidas que anunciou nĂŁo sĂŁo as medidas constantes no memorando da troika, nem representam o caminho que o PS escolheria para Portugalâ&#x20AC;?. AntĂłnio JosĂŠ Seguro, no PĂşblico de 14/10/2011 Â&#x2026;    Â&#x201E;    & #    

ĂŠ meuâ&#x20AC;?. Pedro Passos Coelho, no PĂşblico de 14/10/2011 â&#x20AC;&#x153;[HĂĄ] uma direcção, nĂŁo reconhecida nem mandatada, que ignora as instituiçþes comunitĂĄrias e limita a sua margem de manobraâ&#x20AC;?. AnĂ­bal Cavaco Silva, no PĂşblico de 13/10/2011

Em busca de sapato para turismo de pÊ descalço

â&#x20AC;&#x153;PaĂ­ses como Portugal, mais frĂĄgeis e perifĂŠricos, tĂŞm tudo a ganhar com o reforço das instituiçþes comunitĂĄrias e tudo a perder com a sua marginalização. Talvez por isso o seu alerta 4  

   

  ­   %_¯ 

apenas nas mĂŁos dos estados membros â&#x20AC;&#x201C; sobretudo dos mais poderososâ&#x20AC;?. Idem, Ibidem

PUBLICIDADE

Serviços Centrais: Baixa - Avenida Fernão Magalhães nº.92, 3000-607 Coimbra tel: 239855855 fax: 239855851 | Celas - 239854080 | Vale das Flores - 239793930 Solum - 239792079 | Quinta da Vårzea - 239440666 | Lousã - 239994033

29077

Fig. da Foz - 233403060 | Aveiro - 234425999 | Condeixa - 239944666 | Portela - 239793939


Ă&#x161;LTIMA

24

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

20

QUINTA-FEIRA

DE OUTUBRO DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

Universidade de Coimbra

ProvĂĄveis trĂŞs candidaturas para director de Medicina Manuel Santos Rosa poderĂĄ ter dois opositores â&#x20AC;&#x201C; Joaquim Murta e JosĂŠ Nascimento Costa â&#x20AC;&#x201C; por ocasiĂŁo da eleição do prĂłximo director da Faculdade de Medicina de Coimbra, disseram ao â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;? fontes da Universidade. Santos Rosa sucedeu, hĂĄ um ano, a Francisco Castro e Sousa. Joaquim Murta ĂŠ oftalmologista e Nascimento Costa foi presidente do Conselho de Administração dos HUC.

A escolha do futuro director ocorrerå depois de, a 09 de Novembro, haver lugar à cooptação de uma personalidade de fora da Faculdade para membro da respectiva Assembleia de Representantes. Na eleição dos representantes dos docentes e/ ou investigadores para a Assembleia triunfou uma lista (A) encabeçada por António Meliço Silvestre. O elenco vencedor fez eleger, ainda, Castro e Sousa, João JosÊ Malva,

JoĂŁo Manuel RomĂŁozinho, Diogo Paiva e Armando de Carvalho. Pela lista B foram eleitos Catarina Resende de Oliveira, Manuel Antunes, JosĂŠ AntĂłnio Pereira da Silva e JoĂŁo Relvas. w K Â&#x201E; K

tĂŞm assento, entre outros doutorados, Santos Rosa, Nascimento Costa e Joaquim Murta. Foram eleitos numa lista (Ăşnica) sufragada por 80 por cento dos votantes e houve 18 boletins em branco e dois nulos.

Ă&#x201A;ngulo inverso

Portugal no divĂŁ? perguntar ao rapaz e Ă rapariga por que in   (1      +!Z ! *   ( com a sexualidade deles. Consulta? Nada em paralelo com o teor de uma anedota em  ! Â&#x201C;! (! que tĂŞm lugar um casal de namorados, um aqui na medida em que o montante do psiquiatra e o respectivo divĂŁ. Forçados a seu recibo verde ĂŠ inferior ao custo de um adiar o casamento devido Ă  crise econĂłmi- >   # >   ca e social, os jovens entenderam consumir pressente, os tais namorados nĂŁo tardarĂŁo calorias no consultĂłrio mĂŠdico. Ă&#x20AC; hora a negociar com o mĂŠdico o pagamento sem combinada, o casal entrava e fazia amor emissĂŁo de recibo, porquanto irĂŁo ganhar no gabinete do clĂ­nico. O episĂłdio repetiu- os trĂŞs. Se a moda pega, vamos ter metade se, uns pares de vezes, atĂŠ o psiquiatra de Portugal no divĂŁ.

Junta da Freguesia da SÊ Nova, Junta de Freguesia de Almedina, à guas de Coimbra, Associação AcadÊmica de Coimbra, Escuteiros da SÊ Nova, GAAC, Ateneu de Coimbra, Arte à Parte, ADDAC, Museu Nacional Machado de Castro, Comfort Inn Almedina Coimbra, Anthrop Espaço, Fado ao Centro, Quebra Orelha, Campeão das Províncias, Despertar

PUBLICIDADE

29073

Apoios:

ABC

RUI AVELAR

jornal594_20_10_2011  

Edição em PDF do semanário Campeão das Províncias n.º 594, de 20/10/2011

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you