Page 1

28795 29636

MEDICINA DENTĂ RIA PRĂ“TESE E ORTODONTIA FIXA E REMOVĂ?VEL Desejamos ao “CampeĂŁo das ProvĂ­nciasâ€? os ParabĂŠns! 29640

          ! " #" $ %   &

PREÇO 0,75\ | 2ª SÉRIE | ANO 11 | Nº 571 | 28 ABRIL DE 2011 DIRECTOR LINA VINHAL | www.campeaoprovincias.com | telef. 239 497 750 | fax 239 497 759

Dia 1 de Maio Dia da Mãe Faça a sua Reserva CONSIGO NOS MOMENTOS ESPECIAIS

Tolerância de ponto desencadeia iniciativa de Alfredo Castanheira Neves

Triunfo amargo

Para assegurar abastecimento ao concelho

Desencanto de ex-tÊcnico da CMC apesar de vitorioso no Tribunal da Relação

Penela quer mais ågua a partir da Louçaínha

Fernando Ventura, ex-tĂŠcnico superior da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), declarado pelo Tribunal da Relação como vencedor de um ÂŤbraço-de-ferroÂť com a autarquia, considera incompreensĂ­vel aquilo que lhe aconteceu. O engenheiro mecânico, que fez greve de fome em Fevereiro de 2008, receia que a edilidade “nĂŁo esteja interessada em ter tĂŠcnicos responsĂĄveis e empreendedoresâ€?. PĂĄgina 3

A conclusão do subsistema de Louçaínha, uma obra no valor de seis milhþes de euros, irå permitir o abastecimento de ågua ao concelho de Penela em quantidade e qualidade, durante todo o ano. Este Ê um anseio do presidente da Câmara, Paulo Júlio, a que Nelson Geada, presidente do Conselho de Administração da empresa à guas do Mondego, respondeu positivamente.

PĂĄgina 12

27254

PUBLICIDADE

ANTIQUà RIOS DO OURO PAGO A DINHEIRO OURO | PRATA | JÓIAS | MOEDAS CAUTELAS | PINTURA | RELÓGIOS (PULSO/BOLSO) | AVALIAÇÕES

SIGILO | DOMIC�LIOS MELHOR PREÇO DO MERCADO A ÚNICA CASA COM AVALIADOR OFICIAL 28631

(CASA DA MOEDA)

Rua da Louça, 116 - 2.º - Coimbra (frente à loja do Cidadão) - Nº VERDE: 800 916 314 Telef.: 239 835 016 / Telem.: 916 993 927

Rua JĂşlio Maia, Sala 3 - 3780 Arcos - Anadia Edif. Arco-Iris - Rua do Forol 6 de Abril, 2.Âş Esq. Sala F 3770-218 Oliveira do Bairro - Telem.: 937 835 001

29643

           Impermeabilizaçþes

AssistĂŞncia TĂŠcnica

Rua Vale CapitĂŁo, 4 - Abades - 2435-321 Freixianda - OurĂŠm Telem.: 919 953 827 - Telef./Fax: 249 550 371 swimmingpoolval@gmail.com

BOAS INSTALAÇÕES Lar na Zona da Bairrada Com excelentes cuidados mÊdicos e de enfermagem Ainda com 2 vagas - Entrada Imediata

Contacte: 964 498 440

29642

O advogado de Coimbra Alfredo Castanheira Neves apresentou, anteontem, uma denĂşncia do foro criminal visando o primeiro-ministro por eventual prĂĄtica do crime de “administração danosaâ€?, devido Ă recente concessĂŁo de tolerância de ponto aos funcionĂĄrios pĂşblicos, apurou o “CampeĂŁoâ€?. Segundo o causĂ­dico, que agiu com a convicção de “cumprimento de um dever cĂ­vicoâ€?, a concessĂŁo de tolerância de ponto aos funcionĂĄrios pĂşblicos na tarde de Quinta-feira Santa constituiu “a gota de ĂĄgua que fez transbordar o copoâ€? numa conjuntura de crise econĂłmica e social. PĂĄginas 3 e 20

Feliz Dia da MĂŁe

FĂ BRICA RIVIERA Travessa de montarroio, 20 - COIMBRA

PASTELARIA E CONFEITARIA Telef./Fax: 239 829 678 TRAVESSA DE MONTARROIO, 20 - 3000-288 COIMBRA

29641

Advogado de Coimbra apresentou denĂşncia criminal visando SĂłcrates


DIA DA MĂƒE

2

28

QUINTA-FEIRA

w w w . campeao p r o vin cia s.co m

1 58 29

Um Novo Conceito de Lavagem e Bem Servir

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

HorĂĄrio: 2.ÂŞ a 6.ÂŞ das 9H Ă s 21H SĂĄbado das 9H Ă s 19H Lavandaria Moderna e Totalmente EcolĂłgica “com serviço ao domicĂ­lioâ€? EstĂĄdio Cidade de Coimbra, N.Âş 28 | Rua D. Manuel I 3030-320 Coimbra | Telef.: 239 711 422 | Email: lavesec@sapo.pt

CHURRASQUEIRA DA

PEDRULHA

CĂĄtia Almeida Se tivesse que te dizer numa palavra, diria ternura. Alegra-te, Mulher, porque se o Homem foi a Ăşltima obra e o cume da Criação, tu foste o exagero da generosidade e da perfeição de Deus. Vi-te, escondida, de joelhos a rezar. E nesse dia tinha discutido contigo. Vi-te, em silĂŞncio, ouvir palavras injustas ditas a ti, por aqueles a quem serves. Mais tarde disseste-me que isso nĂŁo era aturar, era amar. Vi-te acordar muitas, muitas vezes durante as noites, tĂŁo curtas para ti, para acudir Ă desorientação das velhinhas de casa, enquanto, no meu edredĂŁo, escondia a voz da consciĂŞncia que me dizia que tambĂŠm eu me poderia ter levantado. Vi-te levantar com as galinhas para preparar as refeiçþes que eu levaria para os dias longe de casa, enquanto eu sonhava no meu sono nĂŁo sei com quĂŞ. Vi-te engolir em seco a lagrimazita que escorria ao canto do olho porque quem devia estar nĂŁo estava. Nunca estava. E nunca te ouvi uma palavra negativa contra ninguĂŠm. De casa ou fora de casa. Vi-te emocionada atĂŠ Ă s lĂĄgrimas no dia em que consegui terminar aquele trabalho tĂŁo importante e tĂŁo bem cotado. E naquele outro em que ganhei o festival.            pertencia. Mais tarde entendi que tudo o que era meu te pertencia. Mais tarde percebi que ĂŠ verdade o que diz a velhinha do Titanic: “o coração de uma mulher ĂŠ como o                

     

 dores, que nunca ninguĂŠm poderĂĄ abarcarâ€?. E percebi ainda que a vocação de qualquer Mulher, que o queira ser ĂŠ esta: ser MĂŁe. Ser MĂŁe ĂŠ nĂŁo ter fronteiras no coração. O Mundo estĂĄ todo desarrumado. É como a nossa casa quando tu vais para fora. Falta-lhe a MĂŁe. Ao Mundo tambĂŠm lhe faltam MĂŁes. Porque sĂŁo as Ăşnicas que sabem realmente o que Ê‌ cuidar. A MĂŁe ĂŠ aquela que cuida. Discreta.              !  Humilde. Nobre. BelĂ­ssima! NĂŁo hĂĄ nada como as mĂŁos de uma MĂŁe! Bem, talvez o rosto. E o colo‌ Obrigada Mulher! Obrigada MĂŁe! Se hĂĄ tanta gente fria e mĂĄ, ĂŠ porque nunca soube o que era ter uma MĂŁe. É por isso que nĂŁo podemos parar. Queridas amigas, Mulheres, IrmĂŁs, MĂŁes, que ao longo da vida se tĂŞm cruzado comigo, que me ensinaram o que ĂŠ ser Mulher, ser MĂŁe, que me mostraram o caminho feliz de viver para servir, para cuidar, para dar a forma de lar a cada casa, o caminho feliz de aliviar as cargas dos que chegam, de mandar felizes os que partem, obrigada! Obrigada! NĂŁo tenham medo. Da dor, da solidĂŁo, do sacrifĂ­cio, da entrega, da    #      $   % tidores. E para que o palco se mantenha aberto, nĂŁo podem faltar as MĂŁes. Continuem assim, dignas, diferentes, porque Mulheres. O Mundo agradece. E eu tambĂŠm. Ambos precisamos de Mulheres sem medo de o serem. NĂŁo se esqueçam de quem sĂŁo! E ĂŠ com o coração de joelhos diante da vossa grandeza que vos digo mais uma vez: muito obrigada! Ă€ minha MĂŁe, Ă s minhas MĂŁes, Ă s MĂŁes de toda a gente que mantĂŞm no Mundo a lareira acesa.

Sala de Refeiçþes ALMOÇOS - LANCHES - JANTARES CHURRASQUEIRA -- GRILL

ComĂŠrcio e IndĂşstria de Ourivesaria

rva Faça a sua rese pecial para este dia es 29516

Venda para fora de frango de Churrasco

Telef./Fax: 231 461 671 - Telem.: 96 716 44 25 Largo do CatalĂŁo, 3 - Apartado 12 3061-907 Vilamar (Portugal)

Est. Nac. n.Âş 1 - Pedrulha - 3020 Coimbra Telef.: 239 836 674

29579

29583

Para MĂŁes especiais!

ParabĂŠns Mulher!

29497

RESTAURANTE . CERVEJARIA . SNACK-BAR

Idalino Silva Faria

DionĂ­sio Marques Agostinho, Lda.

Telef.: 236 959 330 - Fax: 236 959 331 | CARRIÇO (Pombal) Telem.: 968 010 196 - Largo Caras Direitas | BUARCOS - 3080-254 FIG. FOZ Telef.: 233 411 809 - Rua Dr. Luís Carriço, n.º 9 | FIGUEIRA DA FOZ Telef.: 233 422 495 - Rua Vasco da Gama, n.º 8 | 3080-043 FIGUEIRA DA FOZ

29630

Av. FernĂŁo de MagalhĂŁes 3000 Coimbra - Telef.: 239 823 790 Fax: 239 821 887

1 DE MAIO

5XD$QWµQLR$XJXVWR *RQ©DOYHV6DQWD&ODUD&RLPEUD

RESERVAS - 913 616 303 / 239 480 800 Hotel TRYP Coimbra Av. Armando Gonçalves Lote 20

Lombo Recheado c/ ameixa acompanhado c/ arroz campestre

Sugestþes do Chefe: - Arroz de Marisco especial - Picanha na Telha - Espetada de Tamboril c/ Gambas - Arroz de Tamboril - Bife à Lusitânia

ra cer ra En ça fei r e t Ă

65

7

Telef. 239 428 374 www.aestreladamo.com SĂŁo Miguel de Poiares 3350-211 Vila Nova de Poiares

29

29578

Estrada da Beira, 22-26 - 3030-173 Coimbra Telef.: 239 701 245

29582

DIA DA MĂƒE Neste dia tĂŁo especial oferecemos as bebidas da casa a todas as mĂŁes ao almoço e ao jantar.

29572

Reserve a sua mesa no Restaurante Baga... porque a sua mĂŁe merece.

Atrium Solum Coimbra


28

QUINTA-FEIRA

POLĂ?TICA

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

3

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

Tolerância de ponto

Legislativas

Advogado apresentou denĂşncia criminal visando JosĂŠ SĂłcrates

JosĂŠ Pureza (BE) e o “cavalo do espanholâ€?

de tolerância de ponto aos funcionĂĄrios pĂşblicos na tarde de Quinta-feira Santa constituiu “a gota de ĂĄgua que fez transbordar o copoâ€? numa conjuntura de crise econĂłmica e social. A iniciativa assumiu a forma de denĂşncia na medida em que o jurista entende ter havido cometimento de um crime pĂşblico por parte de membros do Governo e que, por isso, cabe ao MinistĂŠrio PĂşblico (MP) agir em conformidade.

O MP, em cuja cĂşpu         Geral da RepĂşblica, ĂŠ a entidade titular da acção penal e a eventual abertura de um inquĂŠrito do foro criminal ditarĂĄ se hĂĄ lugar a dedução de acusação ou a arquivamento. O CĂłdigo Penal prevĂŞ a punição com pena de prisĂŁo atĂŠ cinco anos ou com pena de multa atĂŠ 600 dias para quem “provocar dano patrimonial importante em unidade econĂłmica do sector pĂşblico (‌)â€?, desde

que infrinja intencionalmente normas de controlo ou regras económicas de uma gestão racional. Alfredo Castanheira Neves Ê ex-presidente do Conselho Superior da Ordem dos Advogados. Em entrevista concedida ao semanårio Sol (vide a última edição), o presidente da Associação Sindical dos Juízes Portugueses, António Martins, disse, em abstracto, que a conduta dos governantes pode cair sob a alçada da lei.

Vitória amarga de ex-tÊcnico da CMC desembargadores revogaram o teor de uma sentença do Tribunal do Trabalho de Coimbra. A autarquia, vencedora da demanda em primeira instância, tinha reclamado ser indemnizada alegando ilícita resolução do vínculo (um contrato de trabalho a termo certo). Ao inverter a situação, o acórdão condena a CMC a pagar ao seu ex-funcionårio perto de 10 000 euros, sendo cerca de 4 600 correspondentes a juros. Fernando Ventura foi protagonista de uma greve de fome, em Fevereiro de 2008, e coordenou uma Unidade de Gestão TÊcnica no âmbito do Departamento camarårio de Desporto, Juventude e Lazer. A poucos dias do termo do último contrato de trabalho a termo certo – o

engenheiro só poderia continuar ao serviço da autarquia mediante a celebração de contrato individual –,Ventura Luís quebrou o vínculo e alegou justa causa para o efeito. Alvo de um processo disciplinar, na sequência de uma alegada altercação com o vereador Luís Providência, o trabalhador tinha sido punido com suspensão por um período de 20 dias (sem direito a remuneração). Após o cumprimento da punição, foi transferido para a Divisão de Viaturas e Måquinas (sob a alçada do Departamento de Ambiente e Qualidade de Vida), mas a Câmara invocou o teor do contrato para sustentar a legalidade da mudança e fez notar que o trabalhador sem-

pre foi tratado como tĂŠcnico superior. A mudança de local de trabalho depois do cumprimento da punição disciplinar foi considerada pelo Tribunal da Relação como uma violação de direitos e de garantias     bargadores, o procedimento disciplinar acabou por impor outros constrangimentos Ă quele tĂŠcnico superior, con    adicional e deslealâ€?. “SĂŁo exigĂ­veis Ă  Câmara Municipal de Coimbra especiais cuidados no cumprimento da legalidade democrĂĄticaâ€?, advertem os juĂ­zes de segunda instância. Fernando Ventura LuĂ­s foi representado por Ricardo Cid, da sociedade de advogados JPALMS.

Pureza, Helena Loureiro e AntĂłnio Rodrigues; o BE reedita a aposta em equipa ganhadora

PUBLICIDADE

Congratula o “CampeĂŁo das ProvĂ­nciasâ€? pelo seu aniversĂĄrio Largo do Areal - 3305-031 Benfeita Telef.: 235 741 903 - Fax: 235 741 111 E-mail: fregbenfeita@sapo.pt

29375

Fernando Ventura, extĂŠcnico superior da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), declarado pelo Tribunal da Relação como vencedor de um ÂŤbraço-de-ferroÂť com a autarquia, considera incompreensĂ­vel aquilo que lhe aconteceu. Em declaraçþes ao “CampeĂŁoâ€?, o engenheiro mecânico disse que o acĂłrdĂŁo judicial representa um “duplo sabor, sendo que a satisfação nĂŁo apaga a estranheza sentidaâ€?. O Tribunal da Relação acaba de dar razĂŁo ao extĂŠcnico superior da edilidade, que dela se desvinculou invocando justa causa. “Receio que a autarquia nĂŁo esteja interessada em ter tĂŠcnicos responsĂĄveis e empreendedoresâ€?, desabafa o engenheiro mecânico, alertando para “inexplicĂĄveis resistĂŞncias a uma estratĂŠgia que proporcionaria 20 por cento de redução da factura energĂŠtica de uma unidade camarĂĄria de gestĂŁoâ€?. Ao darem provimento a um recurso do outrora funcionĂĄrio municipal, os juĂ­zes

Para o parlamentar, que aspira Ă reeleição, os adversĂĄrios do Bloco sĂŁo “os partidos do arco do FMIâ€?. “HĂĄ quem ganhe muito com esta crise [econĂłmica e social] e com as polĂ­ticas com      Segundo Pureza, vem aĂ­ “o discurso do medo, pretensamente legitimador da economia do medo, mas ĂŠ evitĂĄvel os portugueses deixarem-se arrastar para o abismoâ€?. Neste contexto, o candidato preconiza uma “pedagogia demonstrativa da necessidade de ruptura com prĂĄticas polĂ­ticas que levaram Portugal Ă  situação em que se encontraâ€?. Helena Loureiro (docente do ensino secundĂĄrio), AntĂłnio Rodrigues (mĂŠdico), Miguel Cardina (historiador), Isabel Campante (produtora teatral), JosĂŠ Couceiro (mĂŠdico), Hugo Ferreira (estudante), Ana Filomena Amaral e JosĂŠ JoĂŁo Lucas (docentes do secundĂĄrio) completam o elenco de potenciais parlamentares do BE. O mandatĂĄrio da lista ĂŠ JosĂŠ AntĂłnio Bandeirinha (arquitecto).

Restaurante Tradicional Deseja ao “CampeĂŁo das ProvĂ­nciasâ€? os ParabĂŠns

29538

O advogado de Coimbra Alfredo Castanheira Neves apresentou, anteontem, uma denĂşncia do foro criminal visando o primeiro-ministro por eventual prĂĄtica do crime de “administração danosaâ€?, devido Ă recente concessĂŁo de tolerância de ponto aos funcionĂĄrios pĂşblicos, apurou o “CampeĂŁoâ€?. Segundo o causĂ­dico, que agiu com a convicção de “cumprimento de um dever cĂ­vicoâ€?, a concessĂŁo

JosĂŠ Manuel Pureza, que volta a encabeçar a lista do Bloco de Esquerda de candidatos a deputados Ă AR pelo cĂ­rculo de Coimbra, compara a receita do Fundo MonetĂĄrio Internacional (FMI) a um conhecido episĂłdio protagonizado por um cavalo. Diz o anedotĂĄrio que um cidadĂŁo espanhol, dono de um cavalo, na expectativa de optimizar a relação custo / benefĂ­cio, pĂ´s o animal quase a nĂŁo comer; o jejum parecia resultar, mas, infelizmente, o cavalo morreu. “Logo agora...â€?, desabafou o espanhol. O lĂ­der cessante do Grupo Parlamentar do BE teme que as orientaçþes do FMI tenham uma repercussĂŁo semelhante, cabendo a Portugal o papel do ÂŤcavalo do espanholÂť. “Farto do discursoâ€? da inevitabilidade em nome da “alegada necessidade de acalmar os mercadosâ€?, o professor de Relaçþes Internacionais da Faculdade de Economia de Coimbra disse, hĂĄ dias, em conferĂŞncia de Imprensa, ser contrĂĄrio â€œĂ  fatalidade da polĂ­tica da bancarrotaâ€?.

www.restauranteataberna.com - Telef.: 239 716 265

PUBLICIDADE

P

Carlos Albuquerque

OIARSTUQUE

Massagista de recuperação e cinÊsioterapeuta

Telef.: 236 926 902 - Fax: 236 926 369 - Telem.: 966 003 220 GESTEIRA - 3100-037 ABIĂšL - Pombal

z SAÚDE z SHST - Saúde, Higiene e Segurança no Trabalho z HACCP - Higiene e Segurança Alimentar SEDE: Amieiro | 3140-021 Arazede | Telef. 239 607 393 | Fax: 239 607 470 | Tlm. 969 816 150 | e-mail: geral@peroneo.pt FILIAL: Vilarinho do Bairro | 3780-599 Anadia | Telef. 231 950 847 | Fax: 231 950 539 | Tlm. 961 444 679 | e-mail: vilarinho@peroneo.pt

29364

Felicita o “CampeĂŁo das ProvĂ­nciasâ€? pelo seu AniversĂĄrio TELEM.: 912 540 354 - VALE DE VAĂ?DE 3350-109 VILA NOVA DE POIARES

z FORMAĂ‡ĂƒO z PRODUTOS

29112

Gerente: Armindo Rodrigues da Silva

SERVIÇO DE ESTUQUES E PINTURA 29626

29628

Deseja ao “CampeĂŁoâ€? os ParabĂŠns! Gabinete aberto em Vila Nova de Poiares Telem.: 917 341 027 Email: solrac18@sapo.pt

EMPRESA DE ESTUCADORES, LDA.

Obras PĂşblicas e Construção Civil, Lda. Movimentação de Terras Deseja ao “CampeĂŁo das ProvĂ­nciasâ€? os ParabĂŠns!


ACTUALIDADE

28

QUINTA-FEIRA

w w w . campe a o p r o vin cia s.co m

Com ele, o sonho comandava a vida Coimbra estå mais pobre. Morreu António Luzio Vaz, que era um homem bom (como hå poucos). Conheci-o hå cerca de 30 anos, estava eu a iniciar-me na carreira jornalística e ele a dar os primeiros passos como administrador dos Serviços Sociais da Universidade de Coimbra (denominados, hoje em dia, Serviços de Acção Social). Para se aferir da qua-

lidade dele como gestor bastarå lembrarmo-nos que coadjuvou, sucessivamente, o reitor Ferrer Correia e o vice-reitor Manuel PulquÊrio, bem como os reitores Rui Alarcão (durante 16 anos), Fernando Rebelo e Fernando Seabra Santos. A obra deixada nos SASUC tambÊm fala por si. PorÊm, aquilo que nunca irei esquecer de António Luzio Vaz Ê a sua generosidade, alicerçada num sentido de utopia cada vez mais raro. A con-

duta dele fez jus Ă s palavras de AntĂłnio GedeĂŁo de que “o sonho comanda a vidaâ€?. Dizia, de resto, RĂłmulo de Carvalho que, “sempre que um homem sonha, o mundo pulo e avança como bola colorida entre as mĂŁos de uma criançaâ€?. Natural da Beira Baixa, como o sotaque se encarregava de evidenciar, foi um cidadĂŁo do mundo e um inexcedĂ­vel exemplo de probidade e de dedicação ao serviço pĂşblico. Cosmopolita, nunca ne-

gou as suas raízes rurais e fazia gala da sua vertente telúrica. Foi magistrado do MinistÊrio Público, advogado, gestor, vereador da Câmara Municipal de Coimbra e presidente da Associação dos Antigos Orfeonistas do Orfeon AcadÊmico. Era um heterodoxo e foi um competente e generoso servidor das causas públicas. É por isso, sobretudo, que, amiúde, irei recordar-me dele. Bem-haja!

Dos anjos diz-se que cantam no CÊu os ensinamentos cristãos, a passagem da morte à vida. No Domingo da Påscoa E o António era um homem da Ressurreição, logo pela crente. manhã, recebi a noticia do De lembrança em lemfalecimento do António Luzío brança, recordei, com amigos Vaz. E pensei na ironia do comuns, que o António Luzio ,         jå nesta última fase da doenRessurreição! ça, sempre que era visitado Mas lembrei -me, depois, por um colega dos Antigos que a Påscoa quer dizer exac- Orfeonistas, pedia-lhe para         cantar com ele. MANUEL REBANDA

Servilusa - Telef.: 800 204 222

PUBLICIDADE

Dr. AntĂłnio Luzio Vaz (Advogado e Administrador Aposentado dos SAS da Universidade de Coimbra) MISSA DE 7Âş DIA E AGRADECIMENTO

Sua famĂ­lia participa a todas as pessoas das suas relaçþes e amizade que mandam celebrar AmanhĂŁ, Sexta-Feira, dia  "  #$$    %&'*+/ * SĂƒO JOSÉ, a Missa de 7Âş Dia sufragando a sua Alma. Na impossibilidade de o fazerem pessoalmente, vĂŞm por este meio agradecer muito comovidamente a todas as pessoas que de qualquer modo lhes manifestaram o seu sentimento e pesar. A todos a sua profunda gratidĂŁo Servilusa - Loja Coimbra “ Adelino Martins “

Veio-me, entĂŁo, Ă ideia a frase com que JoĂŁo Paulo II se dirigiu, em Roma, ao Coro dos Antigos Orfeonistas do Orfeon AcadĂŠmico        diz-se que cantam no CĂŠu;

nós andamos a ensaiar na terra para cantar com eles no CÊu, mas um pouco do CÊu jå se ouve quando vós cantais�. O António Luzio Vaz jå canta no CÊu.

Exemplo luzidio FRANCISCO FONTES

JĂĄ lĂĄ vĂŁo mais de 20 anos‌ O que de mais remoto me vem Ă memĂłria do Luzio ĂŠ de o ver, qual mestre de coro, a ensinar o trauteio “LĂşcio prepĂşcio‌â€? – o hino da sua extinta repĂşblica estudantil “PĂľe-te-a-pauâ€?. Noite avançada, estĂĄvamos na repĂşblica “Bota-Abaixoâ€?, que mais tarde o reconheceu como um dos seus “Ku-repĂşblicosâ€?, por afecto e por mĂŠrito. Para muitos de nĂłs que na altura com ele conviveram, o Luzio – como preferia que lhe chamassem, com o dr. suprimido – ĂŠ alguĂŠm cuja humanidade e afectividade nĂŁo sĂŁo entendĂ­veis pela sintaxe dos tempos que ora vivemos. Os anos foram passando, mas nunca se lhe extinguiu o sorriso maroto, com os olhitos a brilhar, de irremediĂĄvel sonhador, de quando em vez ensombrado por um esgar amargurado, ou revoltoso, por alguma injustiça que lhe chegava ao conhecimento. Tal como muitos colegas,

então na Universidade de Coimbra, tambÊm eu pude tomar contacto com o trabalho nos vårios serviços universitårios, uma das mais arrojadas medidas da sua revolucionåria mão nos Serviços Sociais. Ajudar os estudantes, sem distinção, fossem eles do Minho, Açores, GuinÊ, Angola ou Timor era a sua missão, assumida e vivida. Sabiamente, criou o Centro Cultural de D. Dinis, onde oferecia divertimento aos estudantes, e gerava receitas para mais bolsas. Ajudou a criar uma cooperativa de habitação estudantil, e atÊ sonhou inaugurar uma farmåcia. Jå com a doença a minå-lo, ainda quis fazer electricidade do Sol que incidia nos armazÊns dos Serviços de Alimentação. E foram tantas, e tantas, e tantas mais as iniciativas‌ O exemplo do Luzio vai continuar a luzir por aí. Queiramos absorvê-lo! Ele tornou no seu quotidiano o que Martin Lu     ta directamente uma pessoa afecta a todos indirectamente�.

O b i t u ĂĄ r i o

Morreu mais um homem bom, AntĂłnio Luzio Vaz A morte de AntĂłnio Luzio Vaz, ocorrida domingo, representa o desaparecimento de mais um homem bom de Coimbra, por ele servida ao longo de dĂŠcadas enquanto administrador dos Serviços de Acção Social da Universidade, advogado, lĂ­der da Associação dos Antigos Orfeonistas do Orfeon AcadĂŠmico e vereador. O Coro dos Antigos Orfeonistas, cuja Mesa da Assembleia Geral era presidida pelo jurista, prestou-lhe, anteontem, a Ăşltima homenagem (imediatamente antes do funeral). Nascido hĂĄ 70 anos na Beira Baixa, Luzio Vaz fez de tudo um pouco atĂŠ a doença no-lo roubar. Faleceu nos HUC, em Domingo de PĂĄscoa, vĂ­tima de doença.          Coro dos Antigos Orfeonistas do Orfeon AcadĂŠmico, dis      !"   recebeu o testemunho inerente Ă liderança da Associação. Segundo o advogado, AntĂłnio Luzio Vaz era “ine# $           exercidos, foi um dos melhores servidores do Coro.           !"   % & contava-se entre aqueles de quem os colegas tinham “a '  *  O lĂ­der concelhio do PS/Coimbra, Carlos Cidade,     +     359& % &      '  O extinto foi vereador da Câmara Municipal conimbricense, no triĂŠnio 1983/85, sob a presidĂŞncia de Fernando Mendes Silva, eleito pelo Partido Socialista. Dirigente partidĂĄrio e vereador, Carlos Cidade evocou 9&% &&       “enquanto houver homens bons como ele, o mundo nĂŁo      O advogado e gestor tinha sido agraciado, em Julho de 2010, com a Medalha de Ouro de Coimbra. O entĂŁo presidente da Câmara Municipal, Carlos Encarnação (PSD), enalteceu a obra de Luzio Vaz assinalando que ele >&     ?  

Luzio Vaz (Ă direita) quando recebeu a Medalha de Ouro de Coimbra

PUBLICIDADE

Contabilidade e GestĂŁo, Lda. Contabilidade | Fiscalidade | SalĂĄrios

Sede: R. Eng. JĂşlio AraĂşjo Vieira, 27 - 1.Âş S. Martinho do Bispo - 3045-056 Coimbra - Telef.: 239 811 157 EscritĂłrio: R. Nicolau Chanterenne, 241 - 3.Âş 3000-293 Coimbra - Telef.: 239 823 931 - Fax: 239 833 663

29462

RUI AVELAR

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

contrega@netcabo.pt

Alto da Serra 3150-012 ANOBRA (Condeixa-a-Nova) Telef.: 239 982 709

29488

4


28

ACTUALIDADE

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

QUINTA-FEIRA

5

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

CMC

Dois objectivos apontados a reestruturação orgânica O presidente da Câmara Municipal de Coimbra, João Paulo Barbosa de Melo, associa dois objectivos à reestruturação orgânica de que ela vai ser alvo: melhoria do funcionamento da måquina da edilidade e reforço da aposta no desenvolvimento económico. O Gabinete de Inovação e Desenvolvimento Económico sucede ao Gabinete de Desenvolvimento Económico e de $ K      inactivo a partir do momento em que os outrora edis Carlos Encarnação e Horåcio Pina Prata se desentenderam. João Paulo, ao rebater as críticas dos vereadores do PS ao novo Regulamento da

Estrutura Orgânica Nuclear (REON) da CMC, alegou ter sido submetida a votação a macro-estrutura, tendo minimizado reparos feitos pela sua correlegionĂĄria Maria JoĂŁo Castelo-Branco. O REON foi aprovado, tangencialmente, pelos cinco edis social-democratas; os do PS votaram contra e os vereadores indicados pelo CDS e pela CDU abstiveram-se. Carlos Cidade (PS) aludiu a “crĂ­ticas explĂ­citasâ€? de Maria JoĂŁo (PSD) e LuĂ­s ProvidĂŞncia (CDS/PP). “HĂĄ aspectos da macroestrutura da edilidade desligados da micro-estrutura devido a facilitismo do vereador JoĂŁo

Orvalho, que não levou em conta o saber fazer camarårio�, alega o autarca socialista. O assunto constava da agenda da sessão de ontem da Assembleia Municipal, realizada jå depois do fecho desta edição. Demarcação

A vereadora Maria JoĂŁo Castelo-Branco (PSD) demarcou-se, tacitamente, da reestruturação orgânica da Câmara de Coimbra, proposta pelo presidente e pelo vereador JoĂŁo Orvalho, mas votou-a favoravelmente, constata o “CampeĂŁoâ€?. Numa declaração de voto,

em que faz algumas observaçþes Ă proposta de REON da CMC, a jurista remete para prĂłxima sessĂŁo da edilidade a apresentação de recomendaçþes acerca do funcionamento de ĂĄreas sob a sua alçada. Ao votar favoravelmente, Maria JoĂŁo invocou que “os princĂ­pios de conteĂşdo fun       departamentos serĂŁo complementados e consubstanciados aquando da discussĂŁo da micro-estrutura orgânicaâ€?. Segundo a autarca, o REON da CMC “nĂŁo determina nem se faz acompanhar, em anexo, das atribuiçþes de micro-estruturaâ€?. Desde a ascensĂŁo de JoĂŁo

Paulo Barbosa de Melo Ă presidĂŞncia da autarquia, hĂĄ quatro meses, Maria JoĂŁo CasteloBranco, em regime de meio tempo, responde pelos pelouros de Acção Social e FamĂ­lia, Departamento de Notariado e PatrimĂłnio, Gabinete JurĂ­dico e Serviço de PolĂ­cia Municipal. De Outubro de 2009 a Dezembro de 2010, a edil tinha sob a sua alçada, por exemplo, os Recursos Humanos, mas a redistribuição de pelouros inerente Ă  substituição de Carlos Encarnação por JoĂŁo Paulo levou o novo membro do executivo camarĂĄrio, JoĂŁo Orvalho, a adquirir o estatuto de “supervereadorâ€?. JoĂŁo Orvalho, cujas atri-

buições e competências relegam para segundo plano a vice-presidente Maria José Azevedo Santos, responde pelos pelouros de pessoal, W   K   Administração geral, Informática, Modernização e Reforma dos Procedimentos Administrativos e feiras e mercados. A redistribuição de atribuições e de competências fez com que Maria João e João Orvalho partilhem a tutela do Departamento de Educação, Desenvolvimento Social e Família, sendo que, aparentemente, entre esta unidade orgânica e os referidos vereadores deixa de haver um director municipal.

Praça de 08 de Maio

Cidade pressente desagregação do bloco de Centro-Direita O vereador Carlos Cidade (PS) disse ao “CampeĂŁoâ€? pressentir “a desagregaçãoâ€? da maioria de Centro-Direita que governa a Câmara Municipal de Coimbra (CMC). LĂ­der concelhio socialista, o autarca falava Ă margem de uma conferĂŞncia de Imprensa

em que os edis seus camaradas se pronunciaram sobre a Ăşltima reuniĂŁo do executivo municipal conimbricense. “O PS encara com preocupação os destinos da CMC: hĂĄ ausĂŞncia de liderança e de homogeneidade, a par de indĂ­cios de desagregação da coligação

“Por Coimbraâ€? (PSD, CDS/ PP e PPM) e de falta de diĂĄlogoâ€?, declarou Carlos Cidade. Noutro contexto, o edil considerou ser necessĂĄrio os cidadĂŁos preocuparem-se com o futuro da empresa municipal Ă guas de Coimbra (AC), tendo preconizado que ela alargue a

sua årea de negócio. 3     autarca os munícipes conimbricenses terem uma palavra sobre a estrutura do capital social da AC se e quando a Câmara deixar de ser a exclusiva proprietåria da empresa. O vereador à lvaro Maia

Seco (independente eleito pelo PS) registou, com agrado,     '  ência� na exploração da à guas de Coimbra, fazendo notar ter '  ?   tivas� durante o mandato da anterior Administração. Ainda assim, segundo ou-

tro vereador socialista, António Vilhena, o resultado negativo da AC cifrou-se em 1,50 milhþes de euros no exercício de gestão de 2010. 3$  ra, os edis do PS expressaram     aumento do passivo� da CMC.

AGĂŠNCIA MARĂ?TIMA DA FIGUEIRA, LDA.

ParabĂŠns ao “CampeĂŁo das ProvĂ­ncias

SOCIEDADE AGR�COLA DA QUINTA DE FÔJA, SA

Deseja ao “CampeĂŁo das ProvĂ­nciasâ€? os ParabĂŠns por mais um ano de vida! GARANTIMOS QUALIDADE NO TRANSPORTE DAS SUAS MERCADORIAS POR VIA MARĂ?TIMA

OP

Rua das Azeiteiras, 42-44-63 Telef.: 239 825 065 - Fax: 239 837 954 3000-066 Coimbra - Email: nocamil@netcabo.pt

29617

Rua dos Descobrimentos 3020-542 Brasfemes - Coimbra Telef.: 239 914 800 - Fax: 239 918 255 Email: cebes@portugalmail.pt

Felicita o “CampeĂŁo das ProvĂ­nciasâ€? pelo seu aniversĂĄrio

29499

A Cebes deseja ParabĂŠns ao Jornal “CampeĂŁo das ProvĂ­nciasâ€?

SEDE: Travessa da Rua Fernandes TomĂĄs, N.Âş 5 - 1.Âş Apartado 113 Telef.: 233 401 780 - Fax: 233 428 763 - 3080-219 Figueira da Foz

29613

D e s e j a ao “C am pe ĂŁo das P r ov Ă­ n c i a s â€? os P ar abĂŠ n s ! Quinta da FĂ´ja - Santana 3090-480 Figueira da Foz Te l e f . : 2 3 3 9 3 0 11 4 - F a x : 2 3 3 9 3 0 1 2 4

Pensamos no futuro! Desejamos ao “CampeĂŁo das ProvĂ­nciasâ€? os parabĂŠns pelo seu 11.Âş AniversĂĄrio Rua Oliveira do Arco, 6 a 8 - 3020-871 Souselas - Telef.: 239 913 498 ineds@interacesso.pt | www.ineds.pt

29540

  

 Encadernação Offset Impressão digital Fotolitos

29370

PUBLICIDADE


FIGURAS DA SEMANA

6

w w w . campeao p r o vin cia s.co m

S U B I R

Ana Paula Vitorino – A anterior secretĂĄria de Estado dos Transportes acaba de ser afastada do Secretariado Nacional do ~            †  ?    } *  "   o sucateiro Manuel Godinho, principal arguido do processo “Face ocultaâ€?. Arredados das listas de candidatos a deputados, os ministros das Finanças e dos NegĂłcios Estrangeiros tambĂŠm devem sentir premiada a sua heterodoxia. AndrĂŠ Villas-Boas – Ă€ conquista do tĂ­tulo de campeĂŁo portuguĂŞs de futebol, como treinador do FC do Porto, o tĂŠcnico ÂŒ              um triunfo no EstĂĄdio da Luz. JosĂŠ Manuel Canavarro – Ex-secretĂĄrio de Estado, antigo prĂł-reitor, professor universitĂĄrio e director do Gabinete de Estu~k `     "      a deputados social-democratas Ă Assembleia da RepĂşblica pelo cĂ­rculo de Coimbra. No universo de candidaturas protagonizadas pela CDU e pelos principais partidos (PSD, PS, Bloco de Esquerda e CDS/PP), ĂŠ o Ăşnico rosto novo a encimar as respectivas listas no cĂ­rculo conimbricense. A

D E S C E R

AntĂłnio Mendonça ‰3   K † constituição de um fundo de investimento imobiliĂĄrio fechado, concebido para reabilitação da ÂŤBaixaÂť de Coimbra, torna clara a leviandade com que o ministro das Obras PĂşblicas, AntĂłnio Mendonça, tem exercido o cargo. Accionista maioritĂĄrio da sociedade MetroMondego (MM), ĂŠ nessa qualidade que o Estado acaba de obstaculizar a constituição do referido fundo, apesar de possuir idĂŞntica posição dominante na Sociedade de Reabilitação Urbana (SRU), “Coimbra vivaâ€?, para cujo aumento de capital    " '}     ^ {Z '* 3>      $K  para a SRU e com a adequada gestĂŁo dos dinheiros pĂşblicos, porquanto a adesĂŁo da MM a tal fundo de investimento imobiliĂĄrio > '  $         para a concessionĂĄria do Sistema de Mobilidade do Mondego. JosĂŠ Lello ‰' ”  >    3 `~5  '  ?   `9 ~           de foleira a conduta do Presidente da RepĂşblica na medida em que Cavaco Silva nem todos os parlamentares convidou para um     {\| } Y• Abril. Deputado cessante Ă Assembleia da RepĂşblica e dirigente partidĂĄrio de topo, Lello nĂŁo sĂł foi grosseiro como se enredou em consideraçþes patĂŠticas acerca da sua atitude. Em vez de assumir o erro e de se penitenciar dele, enveredou pela piada fĂĄcil, em ÂŒ ÂŒ     # 5 de foleiro Ă  conduta do Chefe do Estado extravasou da esfera privada para a pĂşblica. Ricardo Rodrigues – Irritado com perguntas de jornalistas da revista SĂĄbado, o deputado socialista Ă  Assembleia da RepĂşblica meteu ao bolso o gravador com que eles trabalhavam. Por isso, foi agora acusado, pelo Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa, de autoria de um crime de atentado Ă  liberdade de informação.

QUINTA-FEIRA

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Fernando Dacosta ‰y

   }  (formado em Filologia Românica pela Faculdade de Letras de Lisboa) e jornalista premiado, vai estar hoje à noite, pelas Y^'ZZ  9  3    "         y          mais emblemåticas da história de Portugal do sÊculo XX: Marcelo Caetano, Costa Gomes, Mårio Soares, à lvaro Cunhal, Så Carneiro, Ramalho Eanes, Amålia, Agostinho da Silva, entre outros. As memórias que Fernando Dacosta guarda destas personalidades vão ser partilhadas com o público em mais um encontro da Comunidade de Leitores da Livraria Almedina Estådio Cidade de Coimbra, desta vez conduzido pelo escritor António Vilhena.

A S C E N S O R A

28

AntĂłnio Barbosa de Melo Professor jubilado da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e presidente da Assembleia da RepĂşblica no quadriĂŠnio 1992/95, AntĂłnio Barbosa de Melo foi condecorado com a GrĂŁ-Cruz da Ordem da Liberdade na cerimĂłnia comemorativa do 25 de Abril, no PalĂĄcio de BelĂŠm, em Lisboa. Com 78 anos de idade, Barbosa de Melo foi, recentemente, agraciado com o grau de doutor “honoris causaâ€? pela Universidade CatĂłlica Portuguesa, instituição de ensino superior onde foi docente de Direito PĂşblico (no pĂłlo do Porto) durante uma dĂşzia de anos e presidiu Ă Sociedade $ XYZZ\YZ^Z_`   &  k PĂşblico, deputado Ă  Assembleia Constituinte (1975/76) e co-fundador do PSD, ĂŠ pai do actual presidente da +     " ` w "  Melo. A condecoração foi entregue pelo Presidente da RepĂşblica, Cavaco Silva, que atribuiu igual distinção a Artur Santos Silva, presidente do BPI e do Conselho Geral da Universidade de Coimbra, e a Francisco Pinto BalsemĂŁo, um dos fundadores do PSD, antigo primeiroministro e empresĂĄrio da comunicação social. Com a  '   W  y     y    9"  foram condecorados as escritoras Isabel da NĂłbrega e Maria Velho da Costa, enquanto o jornalista LuĂ­s Filipe Costa e o maestro Pedro OsĂłrio foram agraciados com o grau de comendadores. O Banco Alimentar Contra a Fome passa a ser membro honorĂĄrio da Ordem da 9"  3  5      {\| }   Revolução de 25 de Abril teve como oradores os antigos chefes de Estado AntĂłnio Ramalho Eanes, MĂĄrio Soares `~        !€"  AnĂ­bal Cavaco Silva. JoĂŁo Montenegro – A Câmara Municipal da LousĂŁ vai '   }"   {Z    ^ 'ZZ    `K}  '   lousanense, nascido em 1824 e falecido em 1915, em S. Paulo Xw _     ^‚„Zk  com uma nota da autarquia, estas cerimĂłnias revestem-se de            YZ  w"    9 >$ † }  '   ‡^ 'YZ  a Banda da Sociedade FilarmĂłnica Lousanense interpretarĂĄ um tema da ĂŠpoca em que o comendador visitou a LousĂŁ. Ă€s ^\'ZZ    ~5 ˆ  >    " % y" `3  precedida da abertura de uma exposição, hoje, quinta-feira, no ĂĄtrio da Biblioteca Municipal, intitulada “Entre Portugal e Brasil: Vida e Obra do lousanense Comendador Montenegroâ€?.

MĂĄrio Silva – Uma exposição do mestre MĂĄrio Silva vai estar patente no Museu do Moinho das Lapas, em Cernache,  }"   {Z    Z  5# 3   †^ 'ZZ           do novo espaço de referĂŞncia da freguesia. MĂĄrio Silva ĂŠ um dos mais conceituados artistas plĂĄsticos de Coimbra e do paĂ­s. Filipa Pato – Produtora de vinhos da regiĂŁo das Beiras, ˆ     {  & #?   } > a melhor das seis enĂłlogas nomeadas para o tĂ­tulo de melhor produtora do ano, facto que lhe valeu o chamado â€œĂ“scarâ€? do Vinho, distinção atribuĂ­da pela publicação gourmet ale ˆ '  ‹ˆ   '  ' 5 LuĂ­s Pato, tornou-se, assim, na primeira e mais nova mulher portuguesa a receber tal distinção. Foi eleita por por ser a que “mais impressionou pela excelĂŞncia e pelo carĂĄcter inovador dos seus vinhosâ€?, refere uma nota divulgada pela revista alemĂŁ. LuĂ­s Marinho – Antigo vice-presidente do Parlamento Europeu, ascendeu, ontem, Ă liderança da bancada do PS na Assembleia Municipal (AM) de Coimbra. O jurista, outrora deputado Ă  Assembleia da RepĂşblica e ex-lĂ­der distrital socialista, sucede a Helena Freitas (recentemente investida na função de vice-reitora da Universidade conimbricense). A aprovação do nome de Marinho foi feita por unanimidade pelos seus pares, sob proposta do presidente da ComissĂŁo Concelhia do PS/ Coimbra, Carlos Cidade, em cujo ponto de vista o partido “tem de saber honrar os que muito deram por eleâ€?. O lĂ­der "   }  ÂŒ ` ˆ   Silva e AndrĂŠ Oliveira e por outro autarca (em representação de presidentes de freguesias). Pedro Saraiva ‰ Â? 5#    ZY       ^‚'{Z >$  " Â?Â?   ser apresentado o livro “Empreendedorismo: do conceito Ă  aplicação, da ideia ao negĂłcio, da tecnologia ao valorâ€?, da autoria de Pedro Saraiva, ex-prĂł e vice-reitor da Universidade de Coimbra, actual deputado do PSD, sendo vice-coordenador na ComissĂŁo de Assuntos EconĂłmicos, Inovação e Energia, alĂŠm de integrar a ComissĂŁo de Educação e CiĂŞncia, bem como o Grupo de Trabalho de Desenvolvimento Regional. O livro ĂŠ editado pela Imprensa da Universidade de Coimbra e na sessĂŁo de lançamento vĂŁo ser oradores Fernando Seabra Santos, Gonçalo Quadros, Henrique Madeira e Teresa Men3" }    Z„   w ~ ' ‘      }` ~   "   9$ !      '  Â?  ~    ZÂ’  Â? Superior TĂŠcnico, em Lisboa, tendo como oradores Arlindo ~ ˆ  ! “ !" 9$ 3  ` Nascimento Rodrigues.

29546

Junta de Freguesia de MidĂľes

29376 29376

PUBLICIDADE

O executivo da Freguesia felicita o “CampeĂŁo das ProvĂ­nciasâ€? pelo seu aniversĂĄrio

Telef./Fax: 235 464 341 - Largo da Feira, n.Âş 3 3420-136 MidĂľes TĂĄbua - junta.f.midoes@sapo.pt | www.jf-midoes.com


28

QUINTA-FEIRA

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

FACTOS DA SEMANA

7

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

Centro Escolar de Montes Claros pronto em Junho yK     ÂŒ " >    no dia 20 pelo presidente da Câmara Municipal de Coimbra e da Jun ˆ ~ 35y X` w "  ˆ   3   " >_  }  $  `' } "{Y•   X\•ÂŒ  >+  Y•Z^|

 _5#      ^ Y '*K    # ?     

 >$    ' "          †   >` w "  "'  o MunicĂ­pio tem em curso a construção e a recuperação de cinco edifĂ­cios escolares, num investimento prĂłprio de sete milhĂľes de K   ÂŒ      &   "  Kw^     ÂŒ     $ >   $ }                     K      ^ZÂ?  †" >"'         >        " 'ÂŒ    +  3           >5          #} ""  ÂŒX  " &   " " "_  * }     '         

Ă gua de Luso premiada internacionalmente Mineral e natural, a Ă gua de Luso, lĂ­der nacional no mercado de ĂĄguas engarrafadas sem gĂĄs, acaba de ser distinguida com a Grande Medalha de Ouro no prestigiado concurso Monde Selection de la QualitĂŠ. É o segundo ano consecutivo que a marca da Sociedade da Ă gua de Lusa recebe este galardĂŁo, igualmente conquistado em 2006. Dolce Vita Coimbra comemora seis anos O centro comercial Dolce Vita Coimbra completou, recentemente, seis anos. Com um balanço positivo, os seus responsĂĄveis sublinham a consolidação deste espaço como incontornĂĄvel na cidade de Coimbra. As comemoraçþes  }      "  ÂŒ  e a disponibilização de mais serviços aos seus visitantes. ~ Â?  K‹ ~'    que se associam ao Dolce Vita Coimbra neste processo de renovação que decorre desde o inĂ­cio do ano e se prolongarĂĄ por mais alguns meses. Escola JosĂŠ FalcĂŁo mostra obras literĂĄrias ˆ     ^| K   SecundĂĄria JosĂŠ FalcĂŁo, em Coimbra, uma exposição intitulada “Obras publicadas por antigos e actuais professores do 9 –K  €" }     de 60 docentes. A exposição estĂĄ aberta a toda a comunidade e pode ser visitada, das 09h00 Ă s 18h00, atĂŠ ao dia 06 de  Â?    K   '    yÂŒ  K  —9  " †K  ~ } `ˆ       `k  e AntĂłnio L. Ribeiro. As duas actividades sĂŁo organizadas   K#       *^\•  9  " \•  k`Â?Â?Â?– K  ~ } `ˆ  

a contribuir para o aumento de reacçþes depressivas entre ÂŒ K~3 5 3   W "3 '   5  dos Serviços de Acção Social da UC, e o professor na Faculdade de Medicina Manuel JoĂŁo Quartilho, sĂŁo dois dos oradores convidados nesta palestra. A acção conta com a    9$ ?      k  `ventude e Lazer da Câmara Municipal de Coimbra, Filipa    9' ~y~K  3  3 mica de Coimbra e da Associação de Apoio aos Doentes Depressivos e Bipolares.

se resposta Ă s necessidades de cerca de meio milhĂŁo de ' " YY  € " € de Coimbra e dos hospitais da Figueira da Foz e Leiria.      >      3  $    Maternidade Bissaya Barreto proporcionar aos casais um acompanhamento completo. O espaço dispĂľe de tecnologia necessĂĄria Ă  realização de todas as tĂŠcnicas de reprodução medicamente assistida e diagnĂłstico genĂŠtico prĂŠ-implantação, o    5  > }$ 

   '  ?  

Alunos apresentam ideias para o Jardim Botânico 3 K   Universitåria Vasco da Gama apresentam esta sexta-feira, 29, a Helena Freitas um

ÂŒ  para o Jardim Botânico, resultantes de um ˜‹'       K   ‘"         >           ?         " '  ~` ˜‹'      presença diĂĄria de tutores convidados, portugueses e estrangeiros. As propostas vĂŁo integrar um exposição a realizar em Setembro, no Jardim Botânico, e as melhores e as melhores  $ &  ‰k   3      K  ‘} %    W }˜‹'        ColĂłquio alerta para depressĂŁo nos jovens W  ~ '> k ™  ‘šX™   K          W~k_ "}†  `  w+     >       ?   melhores ideias.  ‘  " X‘_ "'ÂŒ †^„'ZZ   5kÂŒ  ÂŒ   Centro de Procriação abre no PediĂĄtrico sĂŁo alertar para a realidade desta doença e dar a conhecer os y   3 'ÂŒ mecanismos de apoio existentes. Uma difĂ­cil adaptação ao     ^^'ZZ ™ }     "} ÂŒ       da Mota, numa cerimĂłnia que assinala, tambĂŠm, os 48 anos  "  >      "  da Maternidade Bissaya Barreto, do Centro Hospitalar de       5    - Coimbra. Com a abertura do novo Centro abre-se caminho tes e a pressĂŁo para o sucesso sĂŁo alguns factores que estĂŁo > > ~Â?  ~ €  

Entulho votado a cinco anos de esquecimento Uma munícipe co "  �  9 >†€  reunião da Assembleia de Freguesia de Santo António dos Olivais queixar-se de um monte de entulho, votado ao esquecimento hå

     ÂŒ† 35`   k    †+    >>  " > Francisco Andrade, presidente de Junta, admitiu tratar-se de    ÂŒ}    '  se em prol da resolução do problema.

UC entrega 40 000 euros em bolsas de estudo ! & 'ÂŒX Y‚_  ^•'ZZ  ~  ~   !  ‘  " X‘_    5  de entrega de bolsas de estudo dirigidas a estudantes, inves  X  YY_  "  40 000 euros. O programa, gerido pela DivisĂŁo de Relaçþes Â?        ‘w  ~   3 Â?  &  visa fomentar a cooperação e a mobilidade entre estudantes, investigadores e docentes da Universidade de Coimbra e de Universidades congĂŠneres da AmĂŠrica Latina e da Comuni  $9$  Â?    presidida pelo reitor, JoĂŁo Gabriel Silva, e pelo administrador do Santander Totta, AntĂłnio Vieira Monteiro, sĂŁo tambĂŠm entregues os diplomas a estudantes da UC que no ano pas "    w 9w   Santander Universidades.

Servilusa inaugura Centro FunerĂĄrio 3~   'ÂŒ †^Y'ZZ ˆ}Â? ~Âœ9   "      }  53$"   '  }  k   "    *K   ~ \ZZZZ  no âmbito do protocolo celebrado entre a empresa e a parĂłquia, proporcionando condiçþes de conforto e qualidade, que caracterizam o serviço prestado pela Servilusa, Ă s duas       K ˆ} do paĂ­s a ser gerido pela Servilusa em estreita colaboração com as respectivas parĂłquias, com este tipo de parcerias a originarem nĂ­veis de procura superiores a 80 por cento dos serviços realizados. Felicitamos o “CampeĂŁo das ProvĂ­nciasâ€? pela passagem do seu 11.Âş AniversĂĄrio

29651

O Executivo da Freguesia congratula o “CampeĂŁo das ProvĂ­nciasâ€? pelo seu 11.Âş AniversĂĄrio

29371

PUBLICIDADE

29483

Rua da Junta, 27 - 3305-010 Anceriz Telef.: 235 729 833 - Fax: 235 729 834 - jfanceriz@sapo.pt

ComÊrcio e Distribuição de Vinhos

Telem.: 961 049 143 - 964 433 275


“BAIXA� DE COIMBRA

8

28

QUINTA-FEIRA

w w w . campeao p r o vin cia s.co m

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Com sede na Rua de SimĂľes de Castro

29288

29283

29281

29279

SANTOS MIJACĂƒO DA CASA

Distribuidores PALAZZETTI Sistemas aquecimento Lenha - Pellets

Mà RMORES DO CENTRO ARTE SACRA – CAMPAS – JAZIGOS – CANTARIAS PAVIMENTOS – BANCAS COZINHA E BANHO LAREIRAS – RECUPERADORES DE CALOR – SALAMANDRAS

TECIDOS DE COIMBRA Loja 1: Rua das Padeiras, 63 - Telef.: 239 823 422 Loja 2: Av. FernĂŁo de MagalhĂŁes, 60 - Telef.: 239 833 084 Loja 3: Av. FernĂŁo de MagalhĂŁes, 32 - Telef.: 239 823 667

LOJA: Rua do Carmo,52 r/c - Coimbra – Telef.: 239 836 830 SEDE: Quinta do Cego - Alfarelos – Telef.: 239 646 359 marmores.centro@mail.telepac.pt 29278

TECIDOS RETROSARIA TEXTEIS LAR

Sede: Rua Adelino Veiga, 35 - Telef.: 239 840 342 3000-003 COIMBRA - Fax: 239 840 344 Praça do ComÊrcio, 12-13 - 3000-116 COIMBRA - Telef.: 239 835 600 Av. Fernão de Magalhães, 362 - 3000 - 172 COIMBRA - Telef.: 239 842 081 Filial: Rua Conselheiro Matoso, N.º 3 - C - 3130-203 SOURE - Telef.: 239 501 024

29282

29298

29286

Diadouro Joalheiros

Camisaria Lingerie Têxteis-Lar Confecçþes de Senhora, Homem e Criança

Boas Pastas e Pizzas Italianas e com a melhor Lasanha de Coimbra

Rodrigues e Amarante, Lda. Rua Martins de Carvalho, n.Âş 8 e 10 (Antiga R, das Figueirinhas) 3000-274 COIMBRA - Telem.: 966 602 003

Loja 1: Rua Padre JĂşlio Marques, 3 Telef.: 239 445 688 - S. Martinho do Bispo Loja 2: Largo das Olarias, 4/5 - Telef./Fax: 239 825 961 - Coimbra Loja 3: Rua Dr. Manuel Rodrigues - Arnado

* Serviço Personalizado * Realização em qualquer ponto do país * Congressos * Promoçþes * Recepçþes * Portos de Honra * Casamentos * Baptizados

ESPAÇO DE SAÚDE, BELEZA E BEM-ESTAR

Rua das Padeiras, 71, 3000-311 Coimbra Tel./Fax: 239 841 555

Rua MĂĄrio Pais, 12-1.Âş - 3000-268 Coimbra Telef.: 239 829 420 - Fax: 239 838 115 Telem.: 931 570 856

Acupuntura (novo) | Mesoterapia (novo) | Fisioterapia (novo) Homeopatia (novo) - Tratamentos de Rosto/Corpo Esteticista | Manicure / Pedicure - Nutricionismo Naturopatia | Podologia (Tratamento dos PĂŠs)

FAÇA JĂ A SUA MARCAĂ‡ĂƒO

29273

Uns com lotação esgotada, outros com taxas acima de 80 por cento, os estabelecimentos hoteleiros de Coimbra receberam os que escolheram a cidade para uma visita em quadra pascal, tendo a “Baixaâ€? registado maior movimento do que o usual nos dias de feriado e fim-de-semana. Para alĂŠm dos portugueses, estiverem em alta os turistas espanhĂłis, seguidos dos ingleses, brasileiros e alemĂŁes, nĂŁo faltando tambĂŠm os israelitas. Houve uma maior concentração nos trĂŞs dias do fim-de-semana de PĂĄscoa.

Parte da venda dos trabaalidade cada vez mais abranAberto aos SĂĄbados Ă tarde gente em termos territoriais lhos reverte para os progra(entre Portugal e a AmĂŠrica mas socioeducacionais da Latina) e tambĂŠm em nĂşmero LBV, em Coimbra. O Programa de projectos. Na sede, em Coimbra, na Sorriso Feliz ĂŠ uma Casa de Rua de SimĂľes de Castro, iniciativas que a estĂĄ patente, atĂŠ esta sexta- instituição Vinhos feira, 29, uma exposição desenvolve de: e Petiscos de esculturas em couro, nesta ciJoaquim Manuel PaixĂŁo Fernandes do ateliĂŞ Ă?rispel, com loja dade, e espaço de exposição no Telef.: 239 827 035 - Telem.: 919 154 629      ! "###!"# $%&'  Centro Comercial PrimaRua Nova, 8 - Coimbra vera e exposição permaAGENTES TÉCNICOS nente no Centro Comercial AUTORIZADOS  š”˜ Os trabalhos em exposição sĂŁo de inspiração religiosa e tĂŞm como autora Maria do RosĂĄrio LuĂ­sa, uma Estabelecimento, Sede e EscritĂłrio: Rua MĂĄrio Pais, 22-24 (ao Arnado) artesĂŁo que se De: PatrĂŁo Ramos, Lda 3000-268 COIMBRA - Telef.: 239 823 806 - Fax: 239 836 832 iniciou nesta Emails.: sempreluz@iol.pt - sempreluz@netcabo.pt Rua Ferreira Borges, 66 - Telef./Fax 239 824 161 activida Rua da Pragueira - ArmazĂŠm 13 - EIRAS 3020-185 COIMBRA - Telef.: 239 430 151/2 - Fax: 239 840 584 3000-179 COIMBRA de em 1993.

Coube a JosĂŠ de Paiva Netto, comendador, es-

critor e jornalista, dar continuidade a esta obra de solidariedade social, tornando o projecto inicial uma re-

30 ANOS

desde 1981

29292

PĂĄscoa trouxe mais turistas

com o objectivo de criar håbitos de saúde oral saudåveis, sobretudo na população juvenil. Para alcançar esse objectivo, a LBV promove acçþes, gratuitamente, junto de escolas, instituiçþes, creches e lares.

29285

Os Bombeiros Sapadores de Coimbra estĂŁo a programar vistorias Ă s bocas-de-incĂŞndio existentes na cidade, com a “Baixaâ€? a ser uma zona prioritĂĄria de actuação, dado o elevado nĂ­vel de perigo de incĂŞndio. A responsabilidade na manutenção e na operacionalidades das bocas-de-incĂŞndio ĂŠ da empresa municipal Ă guas de Coimbra, sendo essenciais para o combate ao fogo por parte dos bombeiros. Um dos alertas sobre o nĂŁo funcionamento de algumas bocas-de-incĂŞndio na “Baixaâ€? foi dado pelo presidente da Junta de Freguesia de S. Bartolomeu, Carlos Clemente, com os bombeiros a confirmarem, posteriormente, que foram trĂŞs os mecanismos que falharam aquando do combate ao incĂŞndio, a 14 de Abril, num prĂŠdio da rua de Visconde da Luz.

Equipa da Legião da Boa Vontade que ajudou na recolha dos bens alimentares e na distribuição dos cabazes pelas famílias

29284

Bombeiros testam bocas-de-incĂŞndio

VoluntĂĄrios da LegiĂŁo da Boa Vontade (LBV) entregaram 46 cabazes de PĂĄscoa a famĂ­lias carenciadas do concelho de Coimbra. Cada cabaz era composto por alimentos nĂŁo perecĂ­veis, nomeadamente arroz, massa, Ăłleo, conservas, entre outros, e ainda um pacote de amĂŞndoas como “miminhoâ€? de PĂĄscoa, recolhidos numa campanha realizada nos supermercados PĂŁo de Açúcar e Mini-Preço. Os cabazes foram distribuĂ­dos mediante inscrição prĂŠvia, sendo que algumas das famĂ­lias contempladas sĂŁo apoiadas pela LBV, hĂĄ jĂĄ algum tempo. Esta foi a segunda vez que a instituição fez uma entrega na PĂĄscoa, uma iniciativa que realiza anualmente por altura do Natal. O apoio da LBV vai para alĂŠm das entregas pontuais de cabazes. Uma assistente social estuda os casos, que vĂŁo aparecendo, e que, segundo a responsĂĄvel pela instituição em Coimbra, aumentaram desde o inĂ­cio do ano. A LBV (com morada na Internet em www.lbv.pt), cuja data de fundação remonta aos anos 50 do sĂŠculo passado, ĂŠ uma instituição educacional, cultural, de solidariedade social e ecumĂŠnica. Foi fundada, no Brasil, pelo jornalista, radialista e poeta Alziro Zarur (19141979), a partir do programa “Hora da Boa Vontadeâ€?, na RĂĄdio Globo do Rio de Janeiro.

29295

A noite de ontem, no cafĂŠ Santa Cruz, foi de debate, subordinado ao tema “Porque a liberdade...â€? e com a presença de ilustres personalidades como Carlos Amaral Dias, Carlos Magno, Isabel Vargues, Fernando LuĂ­s Marinho, JosĂŠ Henrique Dias, SansĂŁo Coelho, Francisco Amaral, Helena Mouro, Maria Pinto, Isabel Garcia, Fernando Cosme, InĂŞs Amaral, entre outras. Partilharam-se histĂłrias da repressĂŁo, ao som do grupo RaĂ­zes de Coimbra, enquanto que, durante o dia, na “Baixaâ€?, foram distribuĂ­das frases alusivas Ă liberdade de expressĂŁo. A iniciativa insere-se na semana de comemoraçþes do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, desencadeada por um grupo de alunos do curso de Comunicação Social do Instituto Superior Miguel Torga.

LegiĂŁo da Boa Vontade atenta aos mais desfavorecidos

29280

Liberdade passou por Santa Cruz

29287

B R E V E S


28

QUINTA-FEIRA

SAĂšDE

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

9

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

                  

B R E V E S

      "#           $ 

Angariação de fundos na luta contra o cancro A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) acaba de criar um nĂşmero de telefone atravĂŠs do qual ĂŠ  ” 5 possĂ­vel contribuir com uma pequeno donativo para o O trabalho levado a stresse oxidativoâ€?, ou seja, esforço de luta contra a doença oncolĂłgica. No âmbito cabo por uma equipa de evita a desorganização do da campanha “Uma Chamada Contra o Cancroâ€?, ao investigadores do Instituto conjunto de proteĂ­nas que ligar para o 760 304 304 (o custo da chamada ĂŠ de 0,60 BiomĂŠdico de Investigação regula a permeabilidade euros + IVA), qualquer pessoa pode contribuir com da Luz e Imagem, da Faculdos vasos. dade de Medicina da Unium valor limitado que estĂĄ ao alcance da maior parte Ao conseguirem iden- da população. “Obrigado por ajudar a Liga Portuguesa versidade de Coimbra, restificar, com sucesso, a(s) Contra o Cancro. A sua contribuição serĂĄ destinada ao peitante ao tratamento da molĂŠcula(s) responsĂĄveis apoio social do doente oncolĂłgicoâ€? ĂŠ a mensagem de retinopatia diabĂŠtica atravĂŠs >"  - agradecimento que ĂŠ reproduzida quando se efectua da sitagliptina (fĂĄrmaco oral tagliptina, abre-se caminho a chamada. utilizado no tratamento da para novos alvos terapĂŞutidiabetes tipo 2 para regucos para o tratamento da lar os nĂ­veis de glicemia), Encontro internacional retinopatia diabĂŠtica, uma acaba de ser reconhecido na Escola Superior de Enfermagem das principais causas da pela European Foundation AtĂŠ amanhĂŁ, estĂĄ a decorrer na Escola Superior de perda de visĂŁo e cegueira Enfermagem de Coimbra (ESEnfC) uma iniciativa que for the Study of Diabetes em adultos em idade activa. pretende abordar a prĂĄtica de cuidados de enfermagem, – GlaxoSmithKline e pela A retinopatia diabĂŠtica culturalmente congruentes. No âmbito da “Semana de Sociedade Portuguesa de ĂŠ uma doença que nĂŁo Enfermagem Transculturalâ€?, sĂŁo vĂĄrios os professores Diabetologia. tem cura e para a qual os convidados, da BĂŠlgica e da SuĂŠcia, para falar das difePara alĂŠm do reconhetratamentos existentes sĂŁo renças culturais entre os sistemas e cuidados de saĂşde cimento internacional, o Rosa Fernandes lidera a equipa de cientistas cujo trabalho foi premiado   &   na Europa, abordando temas como as infecçþes hospiprojecto desenvolvido pela com riscos. equipa liderada pela investitalares, os cuidados ao idoso, o parto e a amamentação, As conclusĂľes desta a gravidez, o nascimento e os cuidados de saĂşde mental, gadora Rosa Fernandes vai aumento da permeabilidade mecanismo pelo qual ocor"   "  dos vasos da retina – cau-   > "    investigação sĂŁo basilares entre outros. Esta acção ĂŠ dirigida aos alunos do Ăşltisado pela diabetes –, que vasculatura da retina. Rosa para o potencial desenvol- mo ano da licenciatura em Enfermagem da ESEnfC e 100 000 euros. Os estudos realizados ĂŠ uma das principais ca- Fernandes e o investigador vimento de novas estratĂŠ- surge no âmbito do seminĂĄrio “Cultural Awareness in permitiram aos investi- racterĂ­sticas da retinopatia Francisco AmbrĂłsio con- gias terapĂŞuticas, menos Nursingâ€?, que ĂŠ leccionado em instituiçþes de ensino sideram que “os resultados       &  superior europeias, como resultado de um projecto gadores descobrirem que diabĂŠtica. Depois dos testes em preliminares sugerem que com um grande impacto feito em parceria com universidades e politĂŠcnicos de a sitagliptina tem efeitos "     laboratĂłrio, o passo se- o fĂĄrmaco promove a re- na melhoria da qualidade de Lund (SuĂŠcia), Bergen (Noruega), Hasselt (BĂŠlgica) e nĂ­vel vascular, inibindo o guinte serĂĄ compreender o paração vascular e inibe os vida e conforto do doente. Eindhoven (Holanda). 29041

Instituto de Neurologia   

 

Dra. CidĂĄlia Neves SĂłcia-Gerente

29363

29046

PUBLICIDADE

Direcção Clínica: Dr.ª Margarida Santiago (MÊdica Neurologista) NEUROLOGIA

           

  !  !  !    "

Carlos Leite da Silva Rua Ferreira Borges - 79 - 2.Âş - 3000-180 Coimbra Telef.: 239 825 855 - Telem.: 932 241 229

CAMPOS COROA CLINESTO

Dr. JosĂŠ Emilio Campos Coroa Dr.ÂŞ M.ÂŞ Helena Campos Coroa

Ana Peixoto Margarida Silvestre

CLĂ?NICA ESTOMATOLĂ“GICA, LDA.

Equipa Técnica: - Médico e Enfermeiro - Técnica Superior de Serviço Social - Animadora Sócio-cultural - Ajudantes Familiares 935 410 665 915 903 841 Telef.: 239 983 636 - E-mail: solarsenior@gmail.com ; <= > ?&K +> WX #  YZX[ Z\\ %& '*  + #$

ConsultĂłrios:COIMBRA - Largo da Portagem, 27 - 2.Âş - Telef.: 239 821 403 FIGUEIRA DA FOZ - Praceta D. Maria Madalena Azevedo PerdigĂŁo, n.Âş 30 Telef.: 233 423 541 | ARGANIL - Rua Dr. Veiga SimĂľes, Telem.: 935 106 927 TĂ BUA - Av. da Ribeira, Edf. Ă&#x201C;mega 1, 1.Âş C - Telem.: 934 224 930 COJA - Rua Dr. Albino Figueiredo, Telem.: 935 106 928 GĂ&#x201C;IS - Rua Comendador Augusto LuĂ­s Rodrigues Telem.: 934 225 140 PAMPILHOSA DA SERRA - Rua Rangel Lima Telem.: 935 106 935

29096

29228

CLĂ?NICA OFTALMOLĂ&#x201C;GICA, LDA

29031

MĂ&#x2030;DICO ESTOMATOLOGISTA

O Lugar certo onde encontrarå a solução para as suas necessidades!

29249

Av. Calouste Gulbenkian 98 A - Sala 5 - 3000-090 Coimbra Telef.: 239 483 738 - Fax: 239 481 092 - margarida_santiago@sapo.pt

ESTOMATOLOGIA E MEDICINA DENTà RIA žCIRURGIA ORAL E MAXILO-FACIAL žPERIODONCIA žMEDICINA ORAL žODONTOPEDIATRIA žORTODONCIA

29097

# #  #$ %& '*  + #$ Telem.: 915 671 292 - Telef.: 239 802 700 - E-mail: clinimer@gmail.com www.clinimer.com

29198

Av. FernĂŁo de MagalhĂŁes, 160 - 2.Âş - COIMBRA 239 852 450 - Fax 239 852 459 Telem.: 967 723 877 - 912 232 507 - 932 236 005

Ginecologia - ObstetrĂ­cia - Infertilidade

29305

žDENTISTERIA E ENDODONCIA žPRĂ&#x201C;TESE REMOVĂ?VEL žPRĂ&#x201C;TESE FIXA žOCLUSĂ&#x192;O žIMPLANTOLOGIA ORAL

HĂ MAIS DE 50 ANOS A SERVI-LO


10

ACTUALIDADE / LORVĂ&#x192;O

28

QUINTA-FEIRA

w w w . campe a o p r o vin cia s.co m

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

Coimbra

     '*   +.  

 %    &  para a de Adelino Veiga

/        "

Equipa de benjamins da presente ĂŠpoca. O futuro do UniĂŁo Futebol Clube, de LorvĂŁo, passa por uma maior aposta nos valores da terra I.C.

Localização da actual e da futura sede do PCP em Coimbra

PUBLICIDADE

O União Futebol Clube, de Lorvão, fundado a 25 de Abril de 1971, acaba de completar os 40 anos, mas a festa não se fez. Abalada     ceira, a colectividade estå a fazer tudo por tudo para honrar as dívidas, cortando no que pode. O desinvestimento foi sentido sobretudo na equipa sÊnior que estå em risco de descer da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Coimbra à Divisão Distrital. Pagar aos jogadores tornou-se impensåvel e na próxima Êpoca, segundo Pedro Assunção, presidente da Direcção, o mais certo serå jogarem por amor à camisola.

O clube, que nos seniores ĂŠ o mais antigo na DivisĂŁo de Honra (desde que esta foi criada), mobiliza 130 atletas de todos os escalĂľes e continua a ser uma importante referĂŞncia na terra. Se no inĂ­cio, foi fundado para afastar a juventude das tabernas, hoje        missĂŁo de incutir nos mais novos hĂĄbitos de vida saudĂĄveis pela via do desporto. Diz o povo que â&#x20AC;&#x153;hĂĄ males que vĂŞm por bemâ&#x20AC;?. No caso do UniĂŁo Futebol "      } a servir para fazerem uma reflexĂŁo sobre o que tem sido a colectividade e o que pretendem para o futuro. Relativamente Ă equipa sĂŠnior, o facto de nos Ăşltimos anos ter vindo a pre29491

PUBLICIDADE

Telef.: 239 472 088 Telem.: 917 235 871 AgrĂŞlo - 3360-051 Figueira de LorvĂŁo Penacova

CELEIRO DOCE ABC

PADARIA E PASTELARIA, LDA.

Telef.: 239 472 841 FIGUEIRA DO LORVĂ&#x192;O PENACOVA

29493

O Partido Comunista PortuguĂŞs irĂĄ transferir, sĂĄbado, a sua sede em Coimbra (da rua da Sofia para a de Adelino Veiga). Fonte partidĂĄria disse ao nosso Jornal que o PCP aproveitou â&#x20AC;&#x153;a ocasiĂŁoâ&#x20AC;? para se tornar proprietĂĄrio de um imĂłvel adjacente ao largo das Ameias, prescindindo de um edifĂ­cio de que foi arrendatĂĄrio durante cerca de 35 anos (sito na rua da Sofia). A compra proporcionarĂĄ ao Partido Comunista dar de arrendamento o rĂŠs-do-chĂŁo do imĂłvel para onde vai transferir as respectivas instalaçþes em Coimbra, passando estas a funcionar nos pisos superiores do referido prĂŠdio. O lĂ­der do PCP, JerĂłnimo de Sousa, deverĂĄ assistir Ă inauguração e tomar parte no almoço que se seguirĂĄ.

terir atletas da formação do clube na sua composição em função de outros vindos de outras paragens poderå explicar o desinteresse de algumas pessoas da terra nos jogos (jå não vão ver filhos, netos, vizinhos e amigos jogar...), bem como no pagamento das quotas (em 500 sócios, apenas 100 são pagantes...) y  "   ceiro, segundo pedro Assunção, aconteceu devido às obras de melhoramento do campo e instalação de relvado sintÊtico. Na expectativa de vir a ser ressarcido, pela Câmara Municipal de Penacova (que candidataria "     _  clube assumiu o pagamento da empreitada. Fracassada a candidatura, acabaram    ¥' braços. Pedro Assunção estå

   >  poupança que a Direcção está a fazer, bem como no apoio do actual executivo

}  nal do mandato, em Junho, apresentar aos sĂłcios um relatĂłrio de contas positivo. Um dado curioso na histĂłria do UniĂŁo Futebol Clube tem a ver com a data de aniversĂĄrio. Se este ano nĂŁo foi assinalada no     &* ceiras, noutros tempos a comemoração era adiada alguns dias para nĂŁo ser confundida com o â&#x20AC;&#x153;25 de Abrilâ&#x20AC;? de 1974.


28

QUINTA-FEIRA

ACTUALIDADE

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

11

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

Iniciativa da Junta de Freguesia de Santa Clara

RecordatĂłrio da Rainha Santa reĂşne 4000 peças da padroeira O RecordatĂłrio da Rainha Santa Isabel, obra da iniciativa da Junta de Freguesia de Santa Clara, ĂŠ inaugurado esta quintafeira, dia 28, Ă s 16h00, nas instalaçþes da antiga escola primĂĄria do Rossio, junto ao Portugal dos Pequenitos, na Rua AntĂłnio Augusto Gonçalves, onde tambĂŠm funcionarĂĄ um posto de turismo. Quatro mil peças, alusivas Ă  padroeira de Coimbra, vĂŁo poder ser apreciadas, a partir de agora, num Ăşnico espaço, graças a um investimento da Junta de Freguesia de Santa Clara, da ordem dos 200 mil euros. JosĂŠ SimĂŁo reconhece tratar-se de uma â&#x20AC;&#x153;obra gigantesca para uma Junta de Freguesiaâ&#x20AC;?, mas de uma grande importância para toda a cidade que venera a Rainha Santa. A par da sala museolĂłgica dedicada Ă  Rainha Santa e do posto de turismo (que segundo o autarca â&#x20AC;&#x153;muita falta faz a Santa

Clara), os visitantes irĂŁo encontrar tambĂŠm uma sala dedicada ao artesanato, uma sala de exposiçþes temporĂĄrias, um bar com esplanada e ainda um espaço dedicado Ă doçaria conventual. â&#x20AC;&#x153;GostarĂ­amos que se assumisse como um pĂłlo de Santa Clara para a doçaria conventual, onde se encontrassem os nossos doces e onde as pessoas os pudessem provarâ&#x20AC;?, realça. JosĂŠ SimĂŁo espera reunir o que de melhor hĂĄ em Santa Clara, aproximando ainda mais a freguesia das pessoas e dos turistas que visitam a cidade. â&#x20AC;&#x153;Esta ĂŠ uma obra muito importante para Santa Clara, tanto pela vertente turĂ­stica como tambĂŠm pela prĂłpria promoção da Rai' ~  k     de que as excursĂľes tĂŞm em passar para a Rainha Santa, cada vez mais o convento começa a sair dos roteiros. EntĂŁo nĂłs estamos a trazer a Rainha Santa Isabel para

mais perto do turista e das pessoasâ&#x20AC;?, explica o autarca. Cartazes, estĂĄtuas, medalhas, postais e documentos antigos com centenas de anos sĂŁo alguns dos artefactos que se vĂŁo encontrar neste espaço ou que estarĂŁo disponĂ­veis para consulta. Diferentes sensibilidades artĂ­sticas

De todo o espĂłlio, JosĂŠ SimĂŁo destaca o artesanato, peças executadas por vĂĄrios artesĂŁos que se inspiraram na     Â? junto, destaque para os trabalhos executados por 10 artistas plĂĄsticos de Coimbra, que pintaram imagens da Rainha Santa propositadamente para este RecordatĂłrio. â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; muito interessante analisarmos como ĂŠ que vĂĄrios artistas, de vĂĄrios tipos de pintura, vĂŞem a Rainha Santaâ&#x20AC;?, refere o autarca, admitindo que o seu quadro preferido ĂŠ da autoria de â&#x20AC;&#x153;uma menina que ĂŠ surda muda e autista

e que executou um trabalho deslumbrante, com um rigor impressionanteâ&#x20AC;?. VĂŁo estar tambĂŠm expostos vĂĄrios trabalhos de Manuel Roxo, que jĂĄ esculpiu vĂĄrias imagens da Rainha Santa e fez uma agora uma imagem de uma pedra sĂł, com cerca de dois metros, que pode ser apreciada no novo espaço. Para alĂŠm desta estĂĄtua, a Junta adquiriu ainda outra imagem, em madeira com cerca de um metro, a um artista de FĂĄtima, reunindo assim neste RecordatĂłrio um conjunto de peças Ăşnicas, que permitem ao pĂşblico apreciar a Rainha Santa reproduzida atravĂŠs das diversas formas de arte, tĂŠcnicas e materiais. Este espĂłlio irĂĄ incluir tambĂŠm as peças que foram doadas pelo coleccionador Alfredo Bastos. Ă&#x20AC; parte do tema â&#x20AC;&#x153;Rainha Santaâ&#x20AC;?, vai estar patente na galeria do RecordatĂłrio uma

O RecordatĂłrio vai funcionar na antiga escola primĂĄria, junto ao Portugal dos Pequenitos

exposição do artista plĂĄstico conimbricense, Santiago Ribeiro, e da artista vietnamita Vu Huyen Thuong. A exposição â&#x20AC;&#x153;Surrealismo PortuguĂŞs e Surrealismo Vietnamitaâ&#x20AC;? ĂŠ composta por cerca de duas dezenas de trabalhos dos dois artistas plĂĄsticos, que estarĂŁo presentes na inauguração.

Â?    ra vez que Vu Huyen Thuong, de HanĂłi, estĂĄ em Coimbra, pois mostrou o seu trabalho na exposição Internacional ~    Â?Â&#x2DC;   esteve patente em 2010, na Casa Museu Bissaya Barreto e no Quartel de Santâ&#x20AC;&#x2122;Ana, aos Arcos do Jardim.

PUBLICIDADE

ImĂłvel com 71 anos de histĂłria

Grande Hotel de Luso abre hoje revitalizado

A ideia de Bissaya Barreto, concretizada por Cassiano Branco, estĂĄ renovada

Serra do Buçaco, o Grande Hotel de Luso Ê emblemåtico, dominando a paisagem da vila, muito justamente famosa pela excelente qualidade da ågua que ali nasce. A construção do hotel foi uma ideia do Prof. Bissaya Barreto, que no início da dÊcada de 40 (sÊculo XX) quis dar as melhores condiçþes aos então chamados aquistas, oriundos de todo o país e que demandavam as termas do Luso

em busca da cura de tantas maleitas. A intervenção actual, promovida pela Fundação Bissaya Barreto, que desde hĂĄ trĂŞs anos ĂŠ a Ăşnica proprietĂĄria do Grande Hotel de Luso, esteve a cargo dos arquitectos do Atelier ReimĂŁo Pinto e da empresa J.B. Pires, sem â&#x20AC;&#x153;beliscar a memĂłria e a histĂłriaâ&#x20AC;?, conforme sublinha o directorgeral da unidade hoteleira, Jorge Fonseca.

29529

A Fundação Bissaya Barreto inaugura hoje, pelas 11h30, o Grande Hotel de Luso, apĂłs obras de revitalização que procuraram nĂŁo ferir a memĂłria e a histĂłria de um edifĂ­cio com 71 anos, projectado pelo arquitecto Cassiano Branco. ApĂłs uma intervenção que ascendeu a dois milhĂľes de euros, o Grande Hotel de Luso, de â&#x20AC;&#x153;quatro estrelasâ&#x20AC;?, reabre com 132 quartos, incluindo 15 suites e quartos comunicantes, restaurante, bar com vistas panorâmicas sobre o ex-lĂ­bris do hotel que ĂŠ a piscina olĂ­mpica, uma piscina interior, a ligação directa Ă Malo Clinic Spa Luso, o court de squash, o snooker, o parque infantil e os jardins que completam a gama de facilidades e equipamentos que proporcionam verdadeiros momentos de lazer. Os mais pequenos encontram no espaço Luso Kids todo o tipo de jogos e actividades. Situado na encosta da


ACTUALIDADE

12

28

QUINTA-FEIRA

w w w . campe a o p r o vin cia s.co m

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

Para que o concelho nĂŁo venha a ter problemas de falta de ĂĄgua

Penela anseia pela conclusão do subsistema da Louçaínha I.C.

Ao discursar na cerimĂłnia de inauguração da Estação de Tratamento de Ă guas Residuais (ETAR) de Quinta de Cima, o presidente da Câmara Municipal de Penela, Paulo JĂşlio, sensibilizou o presidente do Conselho de Administração da empresa Ă guas do Mondego, Nelson Geada, para a rĂĄpida conclusĂŁo da obra do subsistema de abastecimento de ĂĄgua LouçaĂ­nha. Segundo Paulo JĂşlio, no VerĂŁo de 2010 passaram â&#x20AC;&#x153;horas difĂ­ceisâ&#x20AC;? para que ĂĄgua chegasse a todo o lado, situação que nĂŁo gostaria de ver repetida este ano, nos meses mais quentes. A obra em causa (da ordem dos seis milhĂľes), permitirĂĄ o abastecimento de ĂĄgua a Penela em quantidade e qualidade, e, segundo Nelson Geada, estĂĄ a decorrer a bom ritmo, prevendo-se que esteja

 $     O subsistema da Louçaínha é composto por uma estação de tratamento de água (Cancela), três reservatórios (Vieiros, Fonte Fria e Louçaínha), duas captações (Louçaínha I e Louçaínha II), três estações elevatórias (Vieiros, Fonte Fria e Cancelas) e cerca de 17 quilómetros de condutas adutoras. A ETAR da Quinta de Cima, inaugurada em data marcante (25 de Abril) foi enaltecida pelos dois presidentes pelo salto positivo que representa na qualidade de vida dos penelenses. Com esta obra, de cinco milhões de euros, a à guas do Mondego concluiu as empreitadas no concelho em matéria de saneamento de águas residuais. Nelso Geado acredita que  >  o concelho fica com boas condições para acolher novos moradores e empresas. Paulo Júlio aproveitou

a ocasiĂŁo para passar uma mensagem pedagĂłgica acerca da ĂĄgua e dos custos que acarreta para que chegue em Ăłptimas condiçþes Ă s casas das pessoas. O autarca nĂŁo entende que as famĂ­lias sejam capazes de reclamar o custo de um bem essencial como a ĂĄgua, quando gastam â&#x20AC;&#x153;mais do dobro em telemĂłveisâ&#x20AC;?. A obra de saneamento incluiu tambĂŠm a construção da ETAR do PisĂŁo de Sandoeira, dos emissĂĄrios de Cerejeiras, sistemas elevatĂłrios e emissĂĄrios de Quinta de Cima e rede em baixa do PisĂŁo e ainda emissĂĄrios de Penela. A ETAR da Quinta de Cima, capacitada para receber Â&#x201D; \ZZ' "   serve Podentes, Cumieira, Espinhal, Santa EufĂŠmia e S. Miguel, e permitiu a desactivação da que funcionava no lugar da Carvalheira da Boiça. A seguir Ă  ETAR, a Câmara Municipal de Penela assinalou a inauguração dos

A ETAR da Quinta de Cima, inaugurada no 25 de Abril, representa um salto positivo na qualidade de vida dos penelenses

melhoramentos na estrada do Convento de Santo António, que se apresenta agora com novo piso, passeios e resguardos pedonais, para que as pessoas possam usufruir com maior segurança de um dos principais acessos ao centro históricos e ao Centro Educativo,

recentemente inaugurado. Esta requalificação abrangeu ainda o antigo Parque de Campismo que recuperou a antiga designação - â&#x20AC;&#x153;Parque do Convento de Santo AntĂłnioâ&#x20AC;? - e possui agora infra-estruturas bĂĄsicas para a recepção de autocaravanas.

Trata-se da segunda obra integrada no Plano de â&#x20AC;&#x153;Reabilitação do Centro Urbano de Penelaâ&#x20AC;? (um projecto co    Â&#x201A;Â&#x2022;  pelo QREN, no âmbito do Programa Mais Centro e da UniĂŁo Europeia atravĂŠs do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional).

Medicina VeterinĂĄria

Parque BiolĂłgico da Serra da LousĂŁ recebe estagiĂĄrios da Vasco da Gama Alunos estagiĂĄrios do mestrado em Medicina VeterinĂĄria, da Escola UniversitĂĄria Vasco da Gama (EUGV), vĂŁo estagiar no Parque BiolĂłgico da Serra da LousĂŁ (PBSL), ao abrigo de PUBLICIDADE

um protocolo celebrado, recentemente, entre a Fundação ADFP (FADFP), de Miranda do Corvo, proprietåria do parque, e a Associação Cognitåria S.Jorge de MilrÊu (ACSJM), en-

tidade responsĂĄvel pela EUGV. O protocolo visa o desenvolvimento de competĂŞncias ajustadas com a realidade so      alunos contemplados com o

estågio, bem como o desenvolvimento de trabalhos de investigação. Ambas as partes comprometem-se a fazer a mais ampla divulgação deste protocolo,

reservando um espaço de destaque no seu sítio da Internet, e mantendo um local de link de acesso à pågina uma da outra, quando este exista. A Fundação ADFP autoriza a elaboração de placas que serão colocadas em locais estratÊgicos do Parque Biológico da Serra da Lousã, referindo a parceria com a Escola Universitåria Vasco da Gama. Reconhece esta instituição, que a presença dos alunos estagiårios de medicina veterinåria no PBSL proporcionarå novas sinergias, face à variedade e quantidade de espÊcies da fauna nacional presente no parque.

A duração do protocolo Ê de um ano a partir da data      XZ 3"_  considerando-se automaticamente renovado por igual período, se não for denunciado  & Z   seu termo. Em representação da Associação Cognitåria estiveram o seu presidente, Luís Malheiro Vilar, e o tesoureiro, Fernando Crespo, e pela escola de ensino superior, o presidente do Conselho Directivo, Machado Faria. A Fundação ADFP esteve representada por Jaime Ramos, presidente do Conselho de Administração.

Fernando Crespo, Jaime Ramos, LuĂ­s Malheiro Vilar e Machado Faria celebraram o protocolo que agora une a escola superior â&#x20AC;&#x153;Vasco da Gamaâ&#x20AC;? e o Parque BiolĂłgico da Serra da LousĂŁ


28 QUINTA-FEIRA

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

EMPRESAS & NEGĂ&#x201C;CIOS Grupo com actividade na Mealhada e em Cantanhede

Korpo Activo ĂŠ ginĂĄsio e empresa de animação de festas EMPRESA Grupo Korpo Activo FUNDAĂ&#x2021;Ă&#x192;O 13 de Fevereiro de 2002 ANIMAĂ&#x2021;Ă&#x192;O KORPO ACTIVO MORADA Rua Carlos Silva, nÂş 115 R/ ChĂŁo Esq. 3060 - 119 Cantanhede TELM. 966354223 â&#x20AC;&#x201C; 936036481 â&#x20AC;&#x201C; 917610326 TELF. 231205408 â&#x20AC;&#x201C; 231411176 FAX 231422428 EMAIL korpoactivo@korpoactivo.net SITE www.korpoactivo.net GINĂ SIO KORPO ACTIVO MORADA Avenida da Floresta, Edificio Nacional 1, nÂş 139 A 3050-347 Mealhada TELF. 231205408 TELM. 966354223 - 917610326 â&#x20AC;&#x201C; 936036481 FAX 231422428 E-MAIL korpoactivo@korpoactivo.net SITE www.korpoactivo.net

A caminho da primeira dÊcada de existência, o Grupo Korpo Activo Ê formado por um ginåsio e por uma empresa de animação de festas. Surgiu da vontade de um, então, jovem recÊmlicenciado em Gestão de Empresas, Nuno Monteiro, apostado em pôr em pråtica a teoria recebida no curso. Depois de um estudo de mercado, como convÊm a quem se quer iniciar na actividade empresarial, Nuno Monteiro avançou com a ideia de negócio que

13

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

o animava. Motivação e vontade de aprender nĂŁo lhe falta. Exemplo disso, ĂŠ o facto de estar a frequentar a licenciatura em Educação FĂ­sica e CiĂŞncias do Desporto, na Universidade de Coimbra. Actualmente, prefere nĂŁo falar em projectos futuros, mas sim na vontade de â&#x20AC;&#x153;continuar a fortalecer o grupo empresarial no mercadoâ&#x20AC;? e a tornĂĄ-lo â&#x20AC;&#x153;uma referĂŞnciaâ&#x20AC;? nos ramos de actividade em que se movimenta. O GinĂĄsio Korpo Ac-

tivo tem sede na Mealhada e oferece aos seus frequentadores vĂĄrios tipos de modalidades de ginĂĄstica em grupo, como aerĂłbica, step, localizada, jump e combat, entre outras. Oferece tambĂŠm um conjunto    }  de musculação/manuten  â&#x20AC;&#x153;Somos uma equipa jovem, dinâmica, competente, experiente e com formação superior. Fazemos do bem estar dos nossos clientes o nosso lema. Trabalhamos com l planos de treino individualizados e canalizados para atingir os seus objectivos, tendo sempre em atenção as suas limitaçþes fĂ­sicas, psĂ­quicas, de tempo, entre outras. Somos um ginĂĄsio com espĂ­rito familiar onde todos se conhecem, num ambiente divertido e que contempla o seu bem-estar fĂ­sico e psĂ­quicoâ&#x20AC;?, sublinha o empresĂĄrio. A empresa Animação Korpo Activo tem sede em Cantanhede e oferece todo o tipo de serviço dentro da animação e organização de eventos.

Nuno Monteiro ĂŠ o mentor e sĂłcio-gerente do Grupo Korpo Activo

B R E V E S

Efapel prevê crescimento de 12 por cento A Efapel, a maior empresa nacional de fabrico de material elÊctrico de baixa tensão, prevê crescer cerca de 12 por cento em 2011, superando os 26 milhþes de euros obtidos no último ano. Este crescimento Ê sustentado pela actividade exportadora, estando previstos novos investimentos que ascendem a 14 milhþes de euros, incluindo uma nova fåbrica. Sediada em Serpins (Lousã), a Efapel exporta jå os seus produtos para 45 países, distribuídos pelos quatro continentes, representando o mercado externo cerca de um terço da sua facturação global. Em 2011, para alÊm de uma nova unidade fabril, equipamentos e investimento em investigação, desenvolvimento e inovação, a empresa espera aumentar o seu quadro de pessoal com a

   YÂ&#x2022;sionais, sobretudo, para as ĂĄreas de engenharia e produção.

Open Residence de portas abertas

O Open Residence, um empreendimento da Home ProviDa lista consta, anima- de carros antigos, side- der, localizado na Urbanização da Quinta das Nogueiras, em Coimção musical (ao vivo, coros car, limousines e charretes; bra, estĂĄ a promover uma semana de igreja, mĂşsicos a solo, danças de salĂŁo, do ventre de â&#x20AC;&#x153;portas abertasâ&#x20AC;? atĂŠ ao dia 08 djs, karaoke ); animação e samba; magia; espectĂĄ- de Maio. Com horĂĄrios alargados, infantil (com animadores culos circenses; largada de esta acção pretende dar a conhecaracterizados, pinturas balĂľes; largada de confetis; cer o empreendimento junto de faciais, modelagem de ba- largada de pombas brancas; potenciais clientes. Segundo o lĂľes, magia infantil, muitos caricaturistas; ĂĄguas dan- promotor, o Open Residence ĂŠ Â&#x201D;}   Â&#x152; çantes, entre outros, haja caracterizado pela qualidade de construção, design, centralidade e _¤>  ¤  imaginação! integração na paisagem urbana de Coimbra. Ao longo da iniciativa de â&#x20AC;&#x153;portas abertasâ&#x20AC;?, o espaço de Para apreciar na Auto Garagem de Coimbra e no FĂłrum vendas, o empreendimento e os apartamentos-modelo podem ser visitados entre as 14h00 e as 21h00, de segunda a sexta-feira,    entre as 10h00 e as 18h00 aos seiros que ajudam o condo fundador da Ford, que sĂĄbados e das 14h00 Ă s 18h00     â&#x20AC;&#x153;tornou o carro acessĂ­vel aos domingos. adequado, um sistema de a toda a genteâ&#x20AC;?, para o travagem activa em cidade elevado nĂ­vel tecnolĂłgico e Parque BiolĂłgico produz e que evita a probabilidade de equipamento que possui, de colisĂŁo com o veĂ­culo vende peças decorativas o novo Focus consegue da frente, aviso de saĂ­da de No Parque BiolĂłgico da competir no preço dentro Serra da LousĂŁ, em Miranda do estrada, reconhecimento de da gama onde se insere,  Â&#x152;}}  "     sinais de trânsito, detecção com valores a partir de 23 de vidro do Museu Vivo de Arde ângulo morto, alerta de 720 euros. manutenção da faixa de tes e OfĂ­cios Tradicionais, onde A apresentação do sĂŁo produzidas peças decorativas rodagem, controlo automĂĄtico de velocidade, luxes de A tecnologia de ponta ao serviço de um automĂłvel novo Ford Focus começou que podem ser adquiridas pelo na discoteca NB, prosse- pĂşblico na loja de artesanato mĂĄximos automĂĄticas, sistema de controlo em curva,  Â&#x201D;#       Garagem de Coimbra, este ĂŠ guiu no Parque Verde do existente no local. Samuel PerdiassistĂŞncia ao arranque em reabastecimento sem tampa â&#x20AC;&#x153;um automĂłvel global, pro- Mondego, com os modelos gĂŁo, jovem de 35 anos, licenciado subidas, sistema start/stop e inibidor de erro. duzido de igual forma para a puderem ser apreciados em Artes, ĂŠ o formador responsĂĄvel por este projecto dinamiquando o carro estĂĄ ao raConforme destaca JoĂŁo todo o mundo, estimando- tambĂŠm nas instalaçþes da zado pela Fundação AssistĂŞncia lenti durante algum tempo, Carvalho, gerente de vendas se a fabricação de dois mi- Auto Garagem na Figueira Desenvolvimento e Formação da Foz e na LousĂŁ. grelha activa de controlo de viaturas novas da Auto lhĂľes de unidadesâ&#x20AC;?.  X3kÂ&#x2C6;_

Novo Ford Focus, um carro tecnolĂłgico â&#x20AC;&#x153;Muito mais do que um automĂłvelâ&#x20AC;? ĂŠ o slogan que apresenta o novo Ford Focus, querendo chamar a atenção para as tecnologias inovadoras e de ponta, o design ultra-moderno, o prazer de conduzir. A prova bem real estĂĄ ao alcance de todos nas instalaçþes da Auto Garagem de Coimbra, na Ponte de Eiras, e nos modelos em exposição no FĂłrum Coimbra, atĂŠ 01 de Maio. O novo Focus surpreende ao reunir no mesmo automĂłvel o estacionamento automĂĄtico, com sensores dianteiros e tra-

Deseja ao â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁo das ProvĂ­nciasâ&#x20AC;? os parabĂŠns pelo seu 11.Âş AniversĂĄrio Rua da Junta - S. Paulo de Frades - 3020-384 Coimbra Telef. 239 491 524 - www.saopaulodefrades.com - geral@saopaulodefrades.com

29484

PUBLICIDADE


COMÉRCIO E SERVIÇOS

28

QUINTA-FEIRA

ATENÇÃO DESPORTISTAS M/F

Loja Coimbra

SE GOSTAS DE AVENTURA E ACTIVIDADES AO AR LIVRE JUNTA O ÚTIL AO AGRADÁVEL

Não venda sem nos consultar

OURO

DIVERTE-TE A GANHAR DINHEIRO

Avaliações grátis

Compra & Venda

7 VAGAS-VÁRIOS DEPARTAMENTOS *MÍNIMO 18 ANOS

frente à ZON-TVCABO Edifício Horizonte - Rua do Carmo, n.º 75 - Loja P

239 041 690

Tele.: 239 041 204

Apoio domiciliário 24 H

AUTO MECÂNICA de CEIRA

Policlínica Médica

Diniz & Silva, Lda. 29482

CEIRA - COIMBRA Telef.: 239 928 248 Fax: 239 928 117

7 dias por semana 365 dias por ano

Serralharia e Automatismos, Lda.

(todas as especialidades Médicas) - Centro de Enfermagem; - Centro de Reabilitação; - Exames Desportivos; ! +  <= - Osteopatia, Acupunctura, Reiki; - Análises Clínicas; - Electrocardiograma Convencional; - Electrocardiograma de 24 horas (Holter); - Prova de Esforço.

Bairro de Stª. Apolónia - R. José Leite Vasconcelos, Lt B, Lj. B 3020-106 Coimbra - Telef.: 239 439 243 - Telem.: 961 051 559

29433

OFICINAS e ESTAÇÃO de SERVIÇO

Mais de 20 anos de experiência a reciclar OURO e PRATA

Grupo de Solidariedade Social, Desportivo, Cultural e Recreativo de Miro IPSS - Instituição de Utilidade Pública

COMPRAMOS OURO A DINHEIRO

Complexo Social de Miro Rua da Portela, 40 - Miro - 3360-073 Friúmes Telef. 239 476 763/5 - Fax. 239 476 764 - Telem. 92 79 64 300/1

Segunda a Sexta das 09.00h às 13.00h e das 14.00h às 18.00h Sábado das 09.00h às 13.00h

29434

Complexo Turístico da Serra da Atalhada Serra da Atalhada - 3360-073 Friúmes Telef. 239 476 182 - Telem. 96 90 59 240

VISITE-NOS em: www.gssdcrmiro.pt

Cantanhede (junto ao largo da Farmácia Cruz) Mira (em frente à Câmara Municipal) Montemor (junto ao Largo da Feira) Soure (frente ao Millennium) Mealhada (junto à rotunda dos bombeiros) Tocha (no largo da Feira)

CONTACTOS

29524

jecto Traga o seu pr o nós executamos

Vagas: Centro de Dia, Creche e SAD

231 420 679 91 972 73 99

29434

COOPERATIVA AGRÍCOLA DE CANTANHEDE, C.R.L. Rua do Cemitério 3040-568 ANTANHOL - Coimbra Telef.: 239 811 570 - Fax 239 444 445 E-mail: brumaferro@hotmail.com

Quinta da Boavista -0 364-909 CANTANHEDE Telefs.: serviços comerciais: 231 410 885 serviços administrativos: 231 410 880 - Fax: 231 410 888 email: cooperativadecantanhede@gmail.com

CAIXILHARIA EM ALUMÍNIO ESTORES EM ALUMÍNIO E PVC PORTÕES SECCIONADOS

29557

29560

Sede Social Rua Nª Srª da Conceição, 57 - Miro 3360-073 Friúmes - Telef. 239 476 475

29490

29611

w w w . campe a o p r o vin cia s.co m

DE ABRIL DE 2011 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

29397

14

Joel André Oliveira Pires 29454

Venda de Peças novas e usadas para todas as marcas

ADÉMIA 3020 Coimbra jpaluminios3@sapo.pt

29615

29614

SILVÃ - 3050-186 Casal-Comba - Telef./Fax: 231 202 661 Telems.: 967 873 443 / 961 580 930 - Anibal 967 873 444 - Márcio Máquinas anibaljesuspedro@sapo.pt | www.stand-pedro.com

ASSISTÊNCIAS E REMODELAÇÃO Rua Santo António Nº 18 - 3330 - 324 Góis Tel.: 235 770 120 Fax: 235 770 129

email: geral@goistur.com

231 527 310/1 Fax: 231 527 312 | Telemóvel: 918 182 162

web site: w w w . g o i s t u r . c o m Conservatória do Registo Comercial de Góis Nº 377/940921

Reservas: 236 211 911 - Pombal - Junto à IC2, frente à Renault E-mail: variante_restaurante@hotmail.com www.varianterestaurante.com

29489

29561

Rua do Brasil, 31 - Blc. B 1.º Dt.º - Telef.: 239 827 783 Telems.: 919 748 186 / 919 317 620 pvending@hotmail.com

29431

Exploração de Máquinas Automáticas, Lda. - Colocação de máquinas gratuítamente na sua empresa.

Serralharia e Caixilharia de Alumínios unip, Lda.

Zona Industrial Viadores, Lote 1- 3050-481 Pampilhosa Telef. 231 203 176 - Fax: 231 203 173 - Tlm. 933 937 776 geral@marcocruzaluminios.com www.marcocruzaluminios.com geral@marcocruzaluminios com | www marcocruzaluminios com

PARQUE MUNICIPAL DE CAMPISMO DE GÓIS Castelo 3330 - 304 Góis Telefone: 235 778 585

Contribuinte Fiscal PT 503 265 330; Cap. Social \30.000,00

Telefone:

Naco e espetada de touro Pizza à Variante

29562

ORÇAMENTOS GRÁTIS

Telem.: 914 041 801 Telef./Fax: 239 432 239


28

QUINTA-FEIRA

OPINIĂ&#x192;O

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

15

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

HipĂĄcia, mĂŁe de filĂłsofos Nada mais potente que o coração materno. Em homenagem ao Dia das MĂŁes, presto modesto tributo a elas por meio de uma pioneira mulher na matemĂĄtica, na astronomia Y   "  /  dade. Na HistĂłria EclesiĂĄstica, escrita no sĂŠculo 5.o pelo historiador SĂłcrates, o EscolĂĄstico (nĂŁo confundi-lo com outro SĂł Y  "[\ encontramos este importante registro: â&#x20AC;&#x153;Havia em Alexandria uma mulher chamada HipĂĄcia (aproximadamente 355-415       -

trĂłnomo e diretor do Museu de Alexandria, TeĂłn (335-395), que fez tantas realizaçþes em literatura e ciĂŞncia, que ultra        ĂŠpoca. Tendo progredido na escola de PlatĂŁo e Plotino, ela               vinham de longe receber os ensinamentosâ&#x20AC;?. Segundo pesquisadores, HipĂĄcia era uma mulher de beleza singular. O ano do seu nascimento ĂŠ controverso. O mais aceito ĂŠ 355, e hĂĄ os que citam 370. Apesar de pagĂŁ,

tinha entre os alunos vĂĄrios cristĂŁos, demonstrando, desse modo, espĂ­rito ecumĂŠnico. Por sinal, ĂŠ por intermĂŠdio de um deles, SinĂŠsio de Cirene (370-413), futuro bispo de Ptolemaida, que possuĂ­mos      a respeito da Ăşnica mulher a dirigir o Museu de Alexandria. Em um dos seus escritos refere-se a ela como â&#x20AC;&#x153;minha mĂŁe, minha irmĂŁ, mestre e benfeitora minhaâ&#x20AC;?. Numa ĂŠpoca em que a intelectualidade feminina nĂŁo era reconhecida, as teses de

Hipåcia influenciaram muitos poderosos. Suas palestras não ficavam apenas no âmbito filosófico, pois era procurada tambÊm a fim de opinar sobre assuntos políticos e da comunidade. Em ambiente de forte intolerância religiosa, Hipåcia começou a incomodar. No ano de 415, acusada de praticar magia negra, foi arrastada pela turba ensandecida atÊ a igreja de Cesarión. A brutalidade usada para tirar-lhe a vida provocaria espanto aos mais terríveis carrascos de todos os tempos. Considerada mårtir

JOSĂ&#x2030; DE PAIVA NETTO*

da ciência, muitos apontam o facto como marco inicial da Idade das Trevas. AscÊtica e celibatåria, Hipåcia não deixou herdeiros, mas, como reiterei em 1987, hå muitas formas sublimes de ser Mãe, inclusive dar à luz grandes realizaçþes em prol da Humanidade. Foi o caso de Hipåcia. Sua dedicação às

questĂľes metafĂ­sicas gerou

"       constante necessidade de buscar respostas Ă s indagaçþes    ]   onde viemos, por que vivemos e para onde voltaremos um dia, apĂłs a â&#x20AC;&#x153;morteâ&#x20AC;?? (*) Jornalista, radialista, escritor, presidente da LegiĂŁo da Boa Vontade

Ă&#x2030; preciso gente fixe

FICHA TĂ&#x2030;CNICA EDIĂ&#x2021;Ă&#x192;O COIMBRA www.campeaoprovincias.com

Ă&#x2030; preciso pĂ´r a tocar os sinos da exigĂŞncia e da verdade, como primeiro passo para separar as ĂĄguas e apontar o dedo, sem receio, a tudo o que tem impedido o acesso Ă esperança de um aceitĂĄvel destino colectivo. Decretar-se, sem demora, uma auditoria em cada militante e tentar saber-se porque razĂŁo as coisas estĂŁo como estĂŁoâ&#x20AC;Ś e o que ĂŠ que cada um poderia ter feito de diferente para evitar esta emergĂŞncia nacional. E fazĂŞ-lo jĂĄ! VĂŞm aĂ­ as eleiçþes para a Assembleia da RepĂşblica. Resulta claro, que elas vĂŁo ser,maisuma,vezfortementepersonalizadas, isto ĂŠ, a girar ĂĄ volta dos dois candidatos a 1Âş Ministro: SĂłcrates e Passos Coelho. TambĂŠm se sabe que a margem de manobra ideolĂłgica do PSD e do PS, ou seja, a acentuação do que os separa, ĂŠ muito estreita face ao pacote de austeridade que estĂĄ na forja. Ainda bem que o PCP e o BE cometeram o erro grosseiro de se recusarem a falar com a Troika, desistindo de ser parte da solução, optando por uma demagogia eleitoralista primĂĄria, que sĂł reforça a sua dimensĂŁo casuĂ­stica, comicieira e â&#x20AC;&#x153;megafoneiraâ&#x20AC;?. Assim, o receio de poderem encher o saco, com mais votos, Ă  custa do sentido de responsabilidade assumido pelo PS, CDS e PSD, ficou reduzida, apenas, aos seus votantes fundamentalistas.

Pecadores absolvidos? Por isso, nestas circunstâncias e com estes condicionalismos, os resultados das

prĂłximas eleiçþes vĂŁo depender da forma como os portugueses responderem a vĂĄrias interpelaçþes, que ponham a si mesmos. Mais do que aquilo que possa ressaltar da adesĂŁo crĂ­tica aos programas dos respectivos Partidos. Ă&#x2030; que o tempo nĂŁo estĂĄ para grandes proclamaçþes, nem ideologias. Reclama, outrossim, mais verdade, pragmatismo, acção e ĂŠtica! Todos estĂŁo cansados de embustes. De mentiras. De promessas nĂŁo cumpridas. SerĂĄ na resposta a dar, pelos eleitores, a algumas questĂľes simples e da importância relativa que lhes atribuĂ­rem, que o PS ou o PSD irĂŁo ganhar ou perder as prĂłximas eleiçþes. Querem alguns exemplos? EntĂŁo vamos a isso. Quem tem a responsabilidade polĂ­tica pela crise? Quem foi, nos Ăşltimos 6 anos, o â&#x20AC;&#x153;coveiroâ&#x20AC;? de serviço, que nos levou Ă bancarrota? O Governo foi rĂĄpido ou tardio a pedir ajuda? Quem ĂŠ responsĂĄvel pela germanização/Merkelização do Governo portuguĂŞs? Quem ĂŠ o responsĂĄvel pelo desemprego, pela dĂ­vida "= > Quem lhe merece mais  W    X " SĂłcrates ou Passos Coelho? Falta ou nĂŁo verdade a este Governo? SĂłcrates serĂĄ ou nĂŁo capaz de acabar com este ciclo de pobreza em que nos meteu? SĂłcrates fez dos portugueses mais contribuintes do que cidadĂŁos. SerĂĄ que tem

Telefone 239 497 750 | Fax 239 497 759 | E-mail jornalcp@mail.telepac.pt Editor/Propriedade REGIVOZ, Empresa de Comunicação, Lda. Rua Adriano Lucas, 216 Az. D - Eiras 3020-430 Coimbra | NIPC: 504 753 711 Director-Adjunto Rui Avelar (responsåvel executivo por esta edição) | Gerente da Redacção JosÊ Fidalgo 239 497 750 (ext. 38) Coordenador de Edição Luís Santos | Redacção Luís Santos (C.P. 722), Rui Avelar (C.P. 613), Benedita Oliveira (C.P. 6622), Geraldo Barros (C.P. 6555), Iolanda Chaves (C.P. 2508) e Luís Carlos

condiçþes para mudar esta realidade? Quem ĂŠ o actual responsĂĄvel por esta onda gigante de crispação da sociedade portuguesa? Em termos de justiça na distribuição dos sacrifĂ­cios pedidos aos portugueses, este Governo ĂŠ ou nĂŁo uma iniquidade? Foi ou nĂŁo este Governo que cavou mais o fosso entre os mais ricos e os cada vez   " enteados? SĂłcrates ĂŠ carta fora do baralho ou merece mais uma oportunidade? SerĂĄ ou nĂŁo preciso alterar a â&#x20AC;&#x153;corâ&#x20AC;? do Governo, para mudar esta fĂłrmula gasta de fazer polĂ­tica? SerĂĄ ou nĂŁo necessĂĄrio alterar os actuais modelos de desenvolvimento e de crescimento econĂłmico e social? SĂłcrates serĂĄ capaz disso, depois do seu desastrado

JOSĂ&#x2030; BELO *

desempenho? Passos Coelho, pode ser a esperança para a incontornåvel mudança? Passos Coelho, saberå cumprir as medidas de aus   "   Estado a emagrecer, em vez de atacar a classe mÊdia e os mais sofridos da sociedade? Passos Coelho, merece a oportunidade de governar Portugal? Assim sendo, desta vez vai sobrar pouco espaço para o folclore, a propaganda e para os discursos facilitistas a prometer mundos e fundos. Isso foi chão que jå deu uvas! Estamos todos cansados

da retórica inconsequente. Oxalå haja o bom senso de, face ås circunstâncias, não recidivar em discursos vazios, gastos, que toquem o delírio, parente próximo da descredibilização do sistema político. Cabe mas Ê perguntar: quem Ê que estå disposto a mudar atitudes e comportamentos e a evidenciar uma diferença fundamental entre a ânsia de ganhar e conservar o poder a todo o custo e o dever de tudo fazer para resgatar o País afundado num drama sem limites? As eleiçþes irão julgar todos, mas bradaria aos cÊus        absolvidos. (*) Jurista

PUBLICIDADE

Casa dos Pobres de Coimbra ParabĂŠns ao â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁo das ProvĂ­nciasâ&#x20AC;? pelo seu 11.Âş AniversĂĄrio 28530

Num PaĂ­s como o nosso, começa a ser fĂĄcil entrar no ouvido das pessoas e ser protagonista na opiniĂŁo pĂşblica. Basta que pregue bem as homilias da luta contra os maus costumes dos nossos actuais governantes, que se tĂŞm posto a jeito com as suas enormidades, que violentam a normal inteligĂŞncia dos portugueses. Os Ă­mpios do sistema vĂŁo crescendo ĂĄ sombra das trapalhadas por eles protagonizadas. As pessoas estĂŁo longe, cada vez mais perigosamente distantes, da participação cĂ­vica e polĂ­tica, blasfemando contra os Partidos e as suas â&#x20AC;&#x153;gentalhasâ&#x20AC;?, metendo tudo no mesmo saco. Claro como ĂĄgua, que os partidos nĂŁo sĂŁo entidades abstractas. SĂŁo constituĂ­das por pessoas com rosto, honra e dignidade. E, por isso, os seus militantes nĂŁo podem ficar impĂĄvidos e serenos face Ă s acusaçþes, que permanentemente constam do cardĂĄpio de qualquer conversa â&#x20AC;&#x153;socialâ&#x20AC;? sobre a polĂ­tica e os polĂ­ticos. Elas tocam-os e portanto nĂŁo podem assobiar para o ar. Quem milita nos partidos tem que saber ler e desmontar esta percepção, que estĂĄ tĂŁo generalizada, assumindo as suas responsabilidades. Como? Sem descer ao pormenor, parece-me que uma das melhores formas serĂĄ a de exercitar bem os mecanismos de controlo daqueles que ajudam a eleger. Acabar com o faz de conta que nĂŁo sabe o que se diz, o que se pensa, o que se passaâ&#x20AC;Ś

Melo (C.P. 2555), Telefone 239 497 750 (ext. 55, 56 e 57), Fax 239 497 759 | Sede/Redacção: Rua Adriano Lucas, 216 Az. D - Eiras 3020-430 Coimbra Director Comercial Carlos Gaspar Directora de Marketing e Publicidade Adelaide Pinto 239 497 750 (ext. 27), adelaide.pinto@mail.telepac.pt Paginação e Maquetagem Nuno Miguel Peres | Impressão FIG - Indústrias Gråficas, S.A.; Rua Adriano Lucas, 3020-265 Coimbra | Distribuição VASP - Sociedade de Transportes e Distribuição, Lda. R. da Tascoa, n.º 16 - 4.º Piso, 2745-003 Queluz, Telef. 214 398 500, Fax 214 302 499 Registo SRIP sob o n.º 222567; ISSN: 0874 - 3622; ICS: 122568 | Depósito Legal n.º 127443/98 Preço de cada número 0,75\ Assinatura anual 29,93\ | Tiragem mÊdia: 9.000 exemplares

Os pagamentos para o CampeĂŁo das ProvĂ­ncias em cheque devem ser emitidos em nome de â&#x20AC;&#x153;Regivoz, Empresa de Comunicação, Lda.â&#x20AC;?. TambĂŠm podem ser feitos por transferĂŞncia bancĂĄria atravĂŠs do NIB: 001000003179749000225


PASSATEMPOS

16

28

QUINTA-FEIRA

w w w . campeao p r o vin cia s.co m

PALAVRAS CRUZADAS â&#x20AC;&#x201C; Problema n.Âş 221

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

PROBLEMA N.Âş 221/A

SEIS PALAVRAS RELACIONADAS COM FĂ&#x2030;RIAS

Tema de hoje â&#x20AC;&#x201C; FĂ&#x2030;RIAS

HORIZONTAIS 1 â&#x20AC;&#x201C; Matizes. 2 â&#x20AC;&#x201C; Virolas. Asa. 3 â&#x20AC;&#x201C; Contrata. Amor. Riso. 4 â&#x20AC;&#x201C; Cada. Bancas. SĂ­mbolo de rĂĄdio. 5 â&#x20AC;&#x201C; TĂłpico. Figuras. 6 â&#x20AC;&#x201C; Astro-rei. Porcos. 7 â&#x20AC;&#x201C; LĂ­nguas. Era. 8 â&#x20AC;&#x201C; Nome prĂłprio feminino. Barbatanas. 9 â&#x20AC;&#x201C; Nome de letra grega. Aranha-do-mar. AcolĂĄ. 10 â&#x20AC;&#x201C; Cidade de Portugal. Esvaziar. 11 â&#x20AC;&#x201C; Lagariça. Exercera. VERTICAIS 1 â&#x20AC;&#x201C; IndivĂ­duo janota. Aquilo que serve de guia. 2 â&#x20AC;&#x201C; Rezamos. Novidade. 3 â&#x20AC;&#x201C; Fruto da nogueira. Pessoa que bebe. SĂ­mbolo de prata. 4 â&#x20AC;&#x201C; Corifeu. Porta-bagagens. Altar. 5 â&#x20AC;&#x201C; Suavidade. Descobrir. 6 â&#x20AC;&#x201C; Passados. Rigoroso cumprimento. 7 â&#x20AC;&#x201C; ArrĂĄs. Sujeito. 8 â&#x20AC;&#x201C; Doença sĂşbita. Dito sarcĂĄstico. Ă&#x201C;s. 9 â&#x20AC;&#x201C; Transferir. Nome prĂłprio feminino. Entre nĂłs. 10 â&#x20AC;&#x201C; Amires. Trepar. 11 â&#x20AC;&#x201C; Senhoras. Guarnecera de asas.

HORIZONTAIS Utilizando todas as sĂ­labas constantes do quadro, formar 1 â&#x20AC;&#x201C; FĂŠrias. FĂŠrias. Associação das Universidades Portuguesas para a Educação ContĂ­nua (abr). 2 â&#x20AC;&#x201C; Melodia. FĂŠrias. seis palavras relacionadas com fĂŠrias. Arvoredo. 3 â&#x20AC;&#x201C; FĂŠrias. Gigante. Rapar (o sal) na salina e juntĂĄ-lo PRĂ&#x2030;MIOS â&#x20AC;&#x201C; Obra literĂĄria, oferta da PORTO EDITORA; com o rodo. 4 â&#x20AC;&#x201C; FĂŠrias (pl). Fizera desaparecer. 5 â&#x20AC;&#x201C; Mau. Vila de X=   _&`%/  " y  Portugal. 6 â&#x20AC;&#x201C; SĂ­mbolo de antimĂłnio. Perversas. Andava. Nota um prĂŠmio especial â&#x20AC;&#x201C; DiciopĂŠdia 2010, valiosa e Ăştil oferta,  "~Â&#x20AC; "~Â&#x201A;= ~Â&#x201E;Â&#x2020; %   WÂ&#x2021;X " edição da PORTO EDITORA MULTIMĂ&#x2030;DIA. (sigla inglesa). 8 â&#x20AC;&#x201C; FĂŠrias. Centro de Vigilância de Epidemiologia PRAZO PARA REMESSA DE SOLUĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES â&#x20AC;&#x201C; AtĂŠ ao dia das Doenças TransmissĂ­veis (abr). Zona. 9 â&#x20AC;&#x201C; FĂŠrias. FĂŠrias. #{[}  y~ VERTICAIS ENVIO DE SOLUĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES â&#x20AC;&#x201C; Ernesto Lopes Nunes, Beco 1 â&#x20AC;&#x201C; FĂŠrias. 2 â&#x20AC;&#x201C; Lavrar. Expresso. 3 â&#x20AC;&#x201C; Espreitam. Cinquenta e dos Unidos, n.Âş 3, Espadaneira, 3045 â&#x20AC;&#x201C; 162 Coimbra. quatro em numeração romana. 4 â&#x20AC;&#x201C; EspĂĄdua. Seguiam. InterjeiPREMIADOS ção usada como saudação. 5 â&#x20AC;&#x201C; Param de falar. 6 â&#x20AC;&#x201C; Elemento de Passatempos n.Âş 213: Pedro Alexandrino Mota, de Lisformação de palavras que exprime a ideia de doenças. Escavado. boa, com livro da PORTO EDITORA; Adelaide Pinho, do Porto, 7 â&#x20AC;&#x201C; Graça. Cave (abr). 8 â&#x20AC;&#x201C; GĂŠrmen. Procedo. 9 â&#x20AC;&#x201C; Flor-de-Lis. O com prĂŠmio surpresa, oferta de Ă GUIA; Miguel JosĂŠ Pessamesmo (abr). 10 â&#x20AC;&#x201C; Serra de Portugal. Prolactina (sigla inglesa). 11 nha, de Lisboa, com o prĂŠmio extra por ter sido o participante â&#x20AC;&#x201C; Escutava. 12 â&#x20AC;&#x201C; IndivisĂ­vel. Grita. SĂ­mbolo de ĂĄstato. 13 â&#x20AC;&#x201C; FĂŠrias. que mandou a primeira solução certa do problema 213/A. SalĂĄrio de soldado. 14 â&#x20AC;&#x201C; Ar. Ajudante de tesoureiro. 15 â&#x20AC;&#x201C; FĂŠrias.

SOLUĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES Palavras Cruzadas â&#x20AC;&#x201C; Problema n.Âş 213: Horizontais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; pomada, g, vacina. 2 â&#x20AC;&#x201C; i, an, creme, ar, l. 3 â&#x20AC;&#x201C; loção, ela, ANIPC. 4 â&#x20AC;&#x201C; udo, "Â&#x2C6; ~{Â&#x20AC;"  ~Â&#x2030;Â&#x20AC;   "~Â&#x20AC;*"   ~ 8 â&#x20AC;&#x201C; p, h, droga, t, s. 9 â&#x20AC;&#x201C; ĂŠter, aulas, gaze. Verticais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; pĂ­lula, pĂŠ. 2 â&#x20AC;&#x201C; o, Odete, t. 3 â&#x20AC;&#x201C; maço, ilha. 4 â&#x20AC;&#x201C; anĂŁ, MNI, r. 5 â&#x20AC;&#x201C; d, Ăłleos. 6 â&#x20AC;&#x201C; aC, assada. 7 â&#x20AC;&#x201C; rĂŠ, ru. 8 â&#x20AC;&#x201C; gel, rol. 9 â&#x20AC;&#x201C; mĂĄ, ga. 10 â&#x20AC;&#x201C; ve, chagas. 11 â&#x20AC;&#x201C; a, afofo. 12 â&#x20AC;&#x201C; CAN, MIT, g. 13 â&#x20AC;&#x201C; iria, nata. 14 â&#x20AC;&#x201C; n, pipas, z. 15 â&#x20AC;&#x201C; ĂĄlcool, sĂŠ. Problema n.Âş 213/A: Horizontais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; balda, camba. 2 â&#x20AC;&#x201C; am, andor, ar. 3 â&#x20AC;&#x201C; nua, era, sim. 4 â&#x20AC;&#x201C; gajo, r, mexa. 5 â&#x20AC;&#x201C; arejo, guias. 6 â&#x20AC;&#x201C; na, m, ar. 7 â&#x20AC;&#x201C; Ari, pai, Ave. 8 â&#x20AC;&#x201C; calor, bisel. 9 â&#x20AC;&#x201C; al, dolos, ni. 10 â&#x20AC;&#x201C; becos, gamas. 11 â&#x20AC;&#x201C; asaro, acolĂĄ. Verticais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; banga, acaba. 2 â&#x20AC;&#x201C; amuar, rales. 3 â&#x20AC;&#x201C; l, ajenil, ca. 4 â&#x20AC;&#x201C; dĂĄ, oja, odor. 5 â&#x20AC;&#x201C; Ana, o, proso. 6 â&#x20AC;&#x201C; der, mĂĄ, l. 7 â&#x20AC;&#x201C; cor, g, iboga. 8 â&#x20AC;&#x201C; ar, mua, Isac. 9 â&#x20AC;&#x201C; m, seiras, mĂł. 10 â&#x20AC;&#x201C; baixa, venal. 11 â&#x20AC;&#x201C; armas, Elisa. Cinco palavras relacionadas com farmĂĄcia: CĂĄpsula, comprimido, bĂĄlsamo, seringa, algodĂŁo.  > Fugir com o rabo Ă seringa.

ENIGMA FIGURADO

Interpretando correctamente todos os símbolos e operaçþes apresentadas, encontrar-se-à uma conhecida expressão popular.

PALPITANDO

3      

PALPITES

XYÂ&#x2019;_  y'     " #~Â&#x20AC;" XYÂ&#x201A;tos) e os dois clubes em zona de descida (com 23 e 22 pon   _3 >     " } >}        Â&#x2020;        "   w  XZÂ&#x201A;

Â?  _3  Â&#x2C6;   Â&#x2C6;&   Â&#x152; em casa (no prĂłximo domingo recebe o Nacional e na der  Â&#x152;  W _  intercalados por uma deslo  9 XZÂ&#x201A; _ 33   Â&#x2013;y3Â&#x2C6; }  ^Y|       

FRANCISCO ANDRADE

JOSĂ&#x2030; ALBERTO COELHO

Ă LVARO AMARO

MĂ RIO CAMPOS

JOSĂ&#x2030; M. PUREZA

 _    to em Paços de Ferreira (15 de  _3   prognĂłsticos dos resultados da 9  5   Junta de Freguesia de Santo 35  y   Â&#x2C6;   3          

MĂ RIO NOGUEIRA

FĂ TIMA RAMOS

pelos lugares no pĂłdio entre `3"' ÂŚ  3 }  O calendĂĄrio dos jogos   YÂ&#x201A;Â&#x153; Â&#x152;         9 >" seguinte: sexta-feira, dia 29 â&#x20AC;&#x201C;  Â&#x2C6; W   Â&#x2020;YZ'^Â&#x2022;X~%_¤sĂĄbado,

JOĂ&#x192;O P. BARBOSA MELO

MIGUEL CORREIA

dia 30 â&#x20AC;&#x201C; Sporting-Portimo Â&#x2020;YZ'^Â&#x2022;X~%_¤ domingo, dia 01 â&#x20AC;&#x201C; Beira ! 3  Â?  Â?   w  9  $  3   Â&#x2020;^ 'ZZ  y' w Â&#x2020;^Â&#x201A;'^Â&#x2022; X%Â?_ ~Â&#x20AC;"  Â&#x2020;YZ'^Â&#x2022; Â&#x2013;~%_

JOSĂ&#x2030; M. CANAVARRO

HELENA FREITAS

MARTA BRINCA

MARĂ?TIMO X ACADĂ&#x2030;MICA

1-1

1-1

1-0

2-0

1-1

1-1

2-1

1-1

0-1

2-1

1-1

0-1

NAVAL X NACIONAL

1-1

1-1

1-0

1-1

1-0

1-1

2-1

1-0

0-0

2-1

0-0

1-0

OLHANENSE X SL BENFICA

0-1 213

1-1 222

1-1 224

0-0 228

1-1 235

0-1 246

1-1 250

0-1 260

1-2 260

1-1 261

1-2 264

0-2 285

PONTOS

Jogada a jogada, golo a golo, a Briosa joga nesta rĂĄdio...

FUTEBOL

ENTREVISTA

INCENTRO

MARĂ?TIMO X ACADĂ&#x2030;MICA DOMINGO, DIA 1, Ă&#x20AC;S 16H Relato: LuĂ­s Carlos Melo

SĂ BADO, DIA 30, Ă&#x20AC;S 11H

Realização: Norberto Pires Patrocínio:

SNQTB

Parceria:

Coimbra IParque

Ouça na Internet em www.radioregionalcentro.com

ABC

Com o campeão já decidido (FC Porto) e o segundo lugar também resolvido (Ben _    9 >" está mais intensa pela terceira     w     ~      >     despromoção (Portimonense


QUINTA-FEIRA

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

ImobiliĂĄrias

CLASSIFICADOS

17

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

Apoio domiciliĂĄrio 24 H

AUTOMĂ&#x201C;VEIS -7" #"  $  3(  '3 ! /

SERVIĂ&#x2021;OS: - Acompanhamento; - Higiene e conforto; - Apoio na alimentação; - Limpezas domĂŠsticas; - Babysitting.

ADĂ&#x2030;MIA - COIMBRA Telef.: 239 432 173 - 3020 COIMBRA www.ademiauto.pt

28325

28

7 dias por semana 365 dias por ano

No conforto da sua casa Tel: 965428381|932013490|915391740

EUROMERCANTE.COM Carros, motas, barcos, aviþes, helicópteros telecomandados, pistas de carros e comboios, miniaturas de colecção, kits, tintas, ferramentas e acessórios

CONTROLE O SEU PESO % %) 5#6 #5  .- 

- T3 c/ sotĂŁo e garagem, em Sta. Clara

Centro Comercial Girasolum, 3.Âş - Lj 310 3030-327 Coimbra - Telef.: 239 110 025 Email: entretenimento@euromercante.pt

www.forma-ideal.com/silvina Tlm. 919 550 527

%"  -% "

ASSISTĂ&#x160;NCIA TĂ&#x2030;CNICA

27737

/0 ') 1('   2' ( 0 3( ) / '( ') '(' ) 2  ) 4'  



28840

D I V E R S O S

%' , / ++ ' ++   081  "  , 999 ':';,/,2''2/<=/ /  + * 29034

- T4 c/ garagem Rua Arlindo Vicente

O U R O

E

V A L O R E S

28300

- - T1 na Rua Miguel Torga â&#x20AC;&#x201C; Solum - T2, EdifĂ­cio do Centro Comercial Atrium Solum, na Av Dr ElĂ­sio de Moura com estacionamento. Acabamentos de Luxo, cozinha italiana completamente equipada, aquecimento central, prĂŠ-instalação de ar condicionado. EdifĂ­cio com Parque Infantil.

Vendem-se

- Terreno para construção sito na Lousã. 28743

à rea de Construção 765 m2 Marque a sua visita todos os dias da semana Telef.: 239 854 730 - Telem.: 917 225 640

P

Desempeno de Chassis e Reparaçþes Gerais em Camiþes, Semi-Reboques e 4x4 Telef.: 233 959 722

LimposofĂĄ

Ninhada nascida a 07 de Janeiro 2011 Saída em Março

DESLOCAMO-NOS AO DOMICĂ?LIO

Contacto: 919 902 028

SOMOS ESPECIALISTAS EM LIMPEZAS DE TODO O TIPO DE SOFĂ S, CARPETES E CORTINADOS 28740

911 794 431

limposofa@live.com.pt | www.limposofa.com

PARCERIA COM REBANHO EmpresĂĄrio aceita parcerias em rebanhos de ovelhas ou cabras, com pastor honesto e trabalhador. Contactar: 917 282 055

PARA RĂ DIO E JORNAIS EM COIMBRA

MĂ&#x201C;VEIS RITO MĂ&#x201C;VEIS POR MEDIDA

6 VAGAS EM ABERTO

[   \  * Estantes, Estúdios * Mobiliårio de escritório * Colchoaria, estofos e outros * Recuperação de Móveis * Cozinha com aplicação e Orçamentos gråtis TELEF.: 239 812 361 TELEM.: 962 974 682- COIMBRA

VENDEDORES DE PUBLICIDADE

TEL. 919 902 028 29616

' ('  ') *    & *+ , -.

Cachorros Serra da Estrela Pelo Curto uros

Tempo RĂĄdio do Clube da Comunicação Social de Coimbra O CLUBE DA COMUNICAĂ&#x2021;Ă&#x192;O SOCIAL DE COIMBRA conversa esta semana com D. ALBINO CLETO, Bispo de Coimbra, que dentro em breve deixarĂĄ Coimbra e a diocese. Como nos disse os laços que o ligam Ă nossa cidade sĂŁo tĂŁo fortes que jamais poderĂĄ deixar de estar SEMPRE presente.


CULTURA / VINAGRETAS

18

w w w . campeao p r o vin cia s.co m

Museu da CiĂŞncia com exposição sobre Marie Curie No âmbito das comemoraçþes do Ano Internacional da QuĂ­mica e do centenĂĄrio da atribuição do PrĂŠmio Nobel da QuĂ­mica Ă cientista polaca Marie Curie, o Museu da CiĂŞncia da Universidade de Coimbra tem patente ao pĂşblico, desde ontem, uma exposição sobre a vida e obra desta investigadora. Esta mostra, organizada em colaboração com os Arquivos da Academia  ?   5   ~Â&#x2039;§Â&#x2DC;Â&#x2039;  Curie (VarsĂłvia) e o Museu Curie (Paris), pode ser visitada atĂŠ ao dia 31 de Agosto. A exposição â&#x20AC;&#x153;Maria ~Â&#x2039;§Â&#x2DC;Â&#x2039; Â&#x2014;       junto de painĂŠis e um documentĂĄrio sobre a vida e o   $         a receber dois prĂŠmios Nobel (FĂ­sica e QuĂ­mica). Esta mostra faz, tambĂŠm, uma homenagem a trĂŞs dos discĂ­pulos portugueses da investigadora, respectivamente, MĂĄrio Augusto da Silva, Branca EdmĂŠe Marques e Manuel Valadares, que realizaram estĂĄgio no LaboratĂłrio Curie do Instituto do RĂĄdio, em Paris, onde se dedicaram Ă  investigação da radioactividade. Teatro de Montemuro no CAE da Figueira da Foz â&#x20AC;&#x153;Perdido no Monteâ&#x20AC;? ĂŠ o nome do espectĂĄculo que o Teatro de Montemuro leva Ă  cena do Centro de Artes e EspectĂĄculos (CAE) da Figueira da Foz a 07 de Maio, pelas 15h00. Com encenação de Steve Johnstone, a peça conta com interpretação de Abel Duarte, Eduardo Correia e Paulo Duarte. Os bilhetes, Ă  venda no prĂłprio local e na Internet, em www.cae.pt, custam cinco euros. Concerto Ă  Liberdade de Imprensa pelo Antigos Orfeonistas O auditĂłrio do ConservatĂłrio de MĂşsica de coimbra acolhe a 03 de Maio um concerto pelo Coro dos Antigos Orfeonistas da Universidade de Coimbra, evocativo do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa. O espectĂĄculo tem inĂ­cio pelas 21h15 e ĂŠ     da Comunicação Social e Ă s vĂĄrias licenciaturas relacionadas com esta ĂĄrea, que sĂŁo leccionadas em em Coimbra. â&#x20AC;&#x153;Este concerto constitui uma bela e

autĂŞntica manifestação de Liberdade e de Culturaâ&#x20AC;?, declarou Manuel Rebanda, presidente da Direcção dos Antigos Orfeonistas. Guitarras de Coimbra em exposição no EdifĂ­cio Chiado

AtÊ ao dia 25 de Junho, pode ser visitada na galeria do Edifício Chiado, em Coimbra, uma exposição de guitarras que evoca a memória dos mais afamados executantes e construtores deste instrumento. De entrada livre, a mostra, dinamizada pelo Museu Municipal em parceria com a Turismo de Coimbra, renova o reconhecimento pelo legado de Carlos Paredes à cidade. Hoje, pelas

28

QUINTA-FEIRA

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

V I N A G R E T A S

21h30, na rua de Ferreira Borges (junto Ă s escadas de S. Bartolomeu), hĂĄ um concerto com a Orquestra de Rags da Tuna AcadĂŠmica de Coimbra e Nuno Silva (voz). â&#x20AC;&#x153;Leituras de Torgaâ&#x20AC;? ĂŠ apresentado na Casa da Cultura Editado pela Mar da Palavra com o patrocĂ­nio esxclusivo do Casino da Figueira, o livro â&#x20AC;&#x153;Leituras de Torgaâ&#x20AC;? reĂşne textos e apreciaçþes de Carlos Carranca, EloĂ­sa Ă lvarez, EugĂŠnio Lisboa, JoĂŁo Bigotte ChorĂŁo, JosĂŠ Carlos Seabra Pereira e Telo de Morais. A obra, em edição de 750 exemplares, ĂŠ apresentada amanhĂŁ, pelas 18h00, na Casa Municipal da Cultura, em Coimbra. Com coordenação editorial e revisĂŁo de Vitalino JosĂŠ Santos, o livro tem nota introdutĂłria de Cristina Robalo Cordeiro, professora catedrĂĄtica da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e conservadora da Casa-Museu Miguel Torga, Ă  qual, por vontade dos autores, todos os direitos foram cedidos.

â&#x20AC;&#x153;Corno credĂ­velâ&#x20AC;? â&#x20AC;&#x201C; A histĂłria publicada pelo diĂĄrio As Beiras do ingresso da mĂŠdica Teresa Sousa Fernandes na lista de candidatos a deputados socialistas Ă Assembleia da RepĂşblica pelo cĂ­rculo conimbricense padece de um arreliador lapso de ordem }     tĂĄvel ao Jornal. Eis o excerto      ' Â&#x2014;  isso, estou aqui como candidata pelo PS, partido que, no momento, reconheço corno o mais credĂ­vel, mais assente na terraâ&#x20AC;?. Como passa ÂŤcomoÂť a ÂŤcornoÂť?, eis a questĂŁo.      â&#x20AC;&#x201C; A lista de potenciais deputados do Bloco de Esquerda Ă  Assembleia da RepĂşblica pelo cĂ­rculo de Coimbra ĂŠ bastante semelhante Ă  apresentada em 2009, mas mudou de mandatĂĄrio. JosĂŠ AntĂłnio Bandeirinha (com Ăłculos, ao lado de JosĂŠ Manuel Pureza) sucede a Alexandre Alves Costa, outrora candidato do BE Ă  liderança da Câmara Municipal de Coimbra. AspirarĂĄ o Bloco a conquistar mais um mandato parlamentar, depois do triunfo de 2009 inerente ao ingresso de Pureza na AR (ocasiĂŁo em que o partido fez eleger o seu primeiro deputado pelo cĂ­rculo conimbricense)?

MarĂŠ de azar â&#x20AC;&#x201C; No inĂ­cio do presente mĂŞs, o diĂĄrio As Beiras tinha sido visado pelo sarcasmo do mĂŠdio Jaime Ramos, que viu o seu nome aventado como se se tratasse de um potencial candidato (em 2013) Ă presidĂŞncia da Câmara Municipal de Miranda do Corvo (autarquia por ele liderada,

    â&#x20AC;&#x201C; Em Sexta-feira Santa, o Jornal do Grupo Lena e dos empresĂĄrios da Fapricela ignorou o lĂ­der distrital do CDS/Coimbra, Paulo Almeida, advogado, e fez da ex-jornalista Paula Almeida o segundo elemento da lista de candidatos a deputados do Partido Popular Ă Assembleia da RepĂşblica pelo cĂ­rculo conimbricense. 3   ?      $  

PUBLICIDADE

Junta de Freguesia de Soure

Junta de Freguesia de S Martinho de Ă rvore

29534

ParabĂŠns ao Jornal â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁo das ProvĂ­nciasâ&#x20AC;?

29453

Deseja ao â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁo das ProvĂ­nciasâ&#x20AC;? e a toda a sua equipa os ParabĂŠns por mais um ano!


28

QUINTA-FEIRA

VINAGRETAS

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

19

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m V I N A G R E T A S

S E A R A

A L H E I A

â&#x20AC;&#x153;Tenho uma grande satisfação pelo resultado obtido, ultrapassĂĄmos os objectivos que correspondem a um quarto da despesa do ano. Tivemos melhores resultados do que o previstoâ&#x20AC;? Emanuel dos Santos (secretĂĄrio de Estado do Orçamento), no Correio da ManhĂŁ de 21/04/2011 durante vĂĄrios anos, perto do   ÂŞÂŞ_y  da peça foi ÂŤbrindadoÂť com o seguinte texto: â&#x20AC;&#x153;Vivemos em liberdade, pelo que reconheço o seu direito a escrever o

que bem entender. Não deve,     > &?    Não me passa pela cabeça voltar a ser candidato a presidente da Câmara de Miran-

da do Corvo, para que fui sufragado quatro vezes sem ter perdido uma eleição. Só voltaria a fazer política activa, e nunca como presidente da Câmara mirandense, se considerasse a possibilidade de mudar radicalmente a política em Portugal. Uma

andorinha nĂŁo faz a Primavera. Sozinho nĂŁo posso mudar um regime aprisionado pelo aparelhismo partidĂĄrio e pela ÂŤgrande coligaçãoÂť   ÂŹ Resta-me a liberdade de pensar e de divulgar algumas ideias importantesâ&#x20AC;?.

CARTĂ&#x201C;RIO NOTARIAL DE AVEIRO NotĂĄrio: Maria Deolinda Almeida Rolo AvÂŞ dos Congressos da Oposição DemocrĂĄtica, nÂş 65 J, 3800-365 Aveiro Telef. 234 425019/ Fax 234 429171 e-mail: ca.aveiro.drolo@net.novis.pt

Buraco â&#x20AC;&#x201C; O buraco em que se traduzem as contas pĂş"  }Â&#x201D;       '} dias, na capital, por uma colaboradora do â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;?. O Regimento de Bombeiros Sapadores de Lisboa, chamado a minimizar a caricata situação, amputou parte do sĂ­mbolo  Â?     y"  çamental ĂŠ que nĂŁo se tapa com operaçþes de cosmĂŠtica.

CARTOON Zaug

Na arca congeladora, vertical

Certifico, para efeitos de publicação, que pur escritura de Justificação de 15 de Abril de 2011, iniciada a folhas 43 do livro nÂş 120-G, deste CartĂłrio que: A/ MARIA DA GRAĂ&#x2021;A SEIĂ&#x2021;A NEVES BARBADO, casada, residente na Rua 31 de Janeiro, nÂş 15, Alagoas de Santa Joana, freguesia de Santa Joana do concelho de Aveiro; B/ MARIA PAULA DE SEIĂ&#x2021;A NEVES BARBADO, casada, residente na Rua Manuel Mendes, 21, 2Âş esquerdo, desta cidade de Aveiro; e C/ ANDRĂ&#x2030; SĂ&#x192;O MARCOS BARBADO, solteiro, maior, residente na Rua da Bela Vista Ă Lapa, nÂş 75, 3Âş esquerdo, da cidade de Lisboa DECLARARAM, que com exclusĂŁo de outrem, sĂŁo eles donos, em comum e partes iguais, dos seguintes imĂłveis, situados na freguesia de Anobra do concelho de Condeixa-a-Nova e omissos na ConservatĂłria do Registo Predial de Condeixa-a-Nova: NĂşmero um - Terreno de semeadura e arroz, com a ĂĄrea de mil oitocentos e trinta metros quadrados, sito no AriĂŁo, inscrito na matriz sob o artigo 2987, a confrontar do norte com JoĂŁo Monteiro Oliveira Rarranho, sul com Francisco Cristino, nascente JoĂŁo Teixeira Bento e do poente com caminho; NĂşmero dois - Terreno a arroz e milho, com a ĂĄrea de dois mil cento e quinze metros quadrados, sito nos Freixos, inscrito na matriz sob o artigo 2977, a confrontar do norte com JosĂŠ Brito Carecho, sul MĂĄrio Aires, nascente e poente com caminho; NĂşmero trĂŞs - Terreno de semeadura e vinha, com a ĂĄrea seis mil novecentos e sessenta metros quadrados, sito na Seixeira, inscrito na matriz sob o artigo 3. a confrontar do norte com Francisco Monteiro Pratas, sul caminho pĂşblico, nascente Estrada e do poente com caminho pĂşblico; NĂşmero quatro - Terreno de semeadura com oliveiras, com a ĂĄrea de dois mil e quinhentos metros quadrados, sito no Chafariz, inscrito na matriz sob o artigo 2583, a confrontar do norte com Raul Barbosa Agostinho, sul com caminho pĂşblico, nascente Manuel Monteiro Pratas e poente Manuel Rodrigues Ribeiro; NĂşmero cinco - Terreno a pinhal e mato, com a ĂĄrea de mil e cem metros quadrados, sito nas Cordeiras, inscrito na matriz sob o artigo 230, a confrontar do norte com JoĂŁo Pereira da Cruz, sul JosĂŠ das Neves TomĂŠ e outro, nascente JoĂŁo SimĂľes TeĂ­xeira Bento e do poente com JosĂŠ Brito Carecho; NĂşmero seis - Terreno a pinhal e mato, com a ĂĄrea de seiscentos e quarenta metros quadrados, sito no Valpinheiro, inscrito na matriz sob o artigo 368, a confrontar do norte com Miguel Ribeiro, sul Joaquim Ferreira GuinĂŠ, nascente JosĂŠ Cardoso Maio e poente com caminho pĂşblico; NĂşmero sete - Terreno a pinhal e mato, com a ĂĄrea de quatro mil setecentos e sessenta metros quadrados, sito no Vale de Mais, inscrito na matriz sob o artigo 202, a confrontar do norte com JoĂŁo das Neves, sul MĂĄrio Pires Ribeiro, herdeiros, nascente MĂĄrio Pires, herdeiros e poente JosĂŠ Teixeira Bento; NĂşmero oito - Terreno a pinhal e mato, com a ĂĄrea de mil cento e oitenta metros quadrados, sito no Vale de Mais, inscrito na matriz sob o artigo 208, a confrontar do norte com Manuel Monteiro Pratas, sul MĂĄrio Pires Ribeiro, herdeiros, nascente AntĂłnio Dias Bicaro e do poente com Manuel Pereira Pratas; NĂşmero nove - Terreno de semeadura, com a ĂĄrea de quinhentos e cinquenta metros quadrados, sito no AriĂŁo, inscrito na matriz, sob n artigo 7.987. a confrontar do norte com Manuel da Cruz, sul Manuel da Cruz. nascente Eduardo SimĂľes Alegre e outros e do poente com caminho; NĂşmero dez - Terreno de semeadura com oliveiras e tranchas, com a ĂĄrea de seiscentos e noventa metros quadrados, sito na Feiteira, inscrito na matriz sob o artigo 1006, a confrontar do norte com JoĂŁo Pereira Cardoso, sul JosĂŠ Dias Bicaro, nascente mĂŁe de ĂĄgua e poente JosĂŠ Maria Ribeiro; Que estes prĂŠdios vieram Ă  posse dos justificantes, em comum, ou seja na proporção de uma terça parte para cada um deles, por contrato verbal de partilha dos bens que ficaram por Ăłbito de Manuel das Neves, cujo contrato verbal de partilhas com os demais co-herdeiros, alguns jĂĄ falecidos ocorreu por volta do ano de mil novecentos e oitenta, e desde entĂŁo, atĂŠ hoje, portanto hĂĄ mais de vinte anos, o seu direito de propriedade exclusiva assenta na usucapiĂŁo ou seja na posse que sobre os prĂŠdios tem sido exercida pui eles sem interrupção nem oposição e Ă  vista de toda a gente. EstĂĄ conforme ao original Aveiro, 15 de Abril de 2011.

CampeĂŁo das ProvĂ­ncias, n.Âş 571 de 28 de Abril de 2011

â&#x20AC;&#x153;O PSD entende que as privatizaçþes devem ser pro   5   >       redução de dĂ­vida pĂşblica, mas sobretudo, como uma via para  '   ?  "      Eduardo Catroga (antigo ministro das Finanças do Governo PSD), no Correio da ManhĂŁ de 21/04/2011 â&#x20AC;&#x153;Temos 3.500 milhĂľes de euros em importaçþes anuais, que podem ser substituĂ­das por produção nacional; ĂŠ isso que queremos que a â&#x20AC;&#x2DC;troikaâ&#x20AC;&#x2122; perceba. Pedimos que seja mantido o investimento nacional para podermos aceder aos fundos comunitĂĄrios e tambĂŠm uma melhor gestĂŁo do Governo e do ministĂŠrio da agricultura para os agricultores  "   '       * ?  direitoâ&#x20AC;?. JoĂŁo Machado (presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal), no DiĂĄrio de NotĂ­cias de 21/04/2011 â&#x20AC;&#x153;Quanto Ă Assembleia, recusei liminarmente apresentarme Ă s eleiçþes se nĂŁo tivesse subjacente a candidatura Ă    ?   >  militantes que antes referi [Marques Mendes ou Ferreira Leite] seria mais apropriado para o efeito. Mas nĂŁo poderia aceitar ser vice-presidente de Fernando Nobre por uma questĂŁo de

?   AntĂłnio Capucho (ex-presidente da Câmara de Cascais, PSD), no PĂşblico de 21/04/2011 â&#x20AC;&#x153;Reconheço e valorizo todos aqueles que apelam ao consenso, ao diĂĄlogo e Ă concertação entre todos os polĂ­ticos. Foi &Â&#x152;}'}  '}  ' vindo a falar nisso. PoderĂ­amos ter evitado muita coisa se tivĂŠssemos esse espĂ­ritoâ&#x20AC;?. JosĂŠ SĂłcrates, no Expresso de 25/04/2011 â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; fundamental que na campanha eleitoral os partidos adoptem uma conduta responsĂĄvel. Os programas de cada partido devem ser apresentados com serenidade. NĂŁo se podem vender ilusĂľes ou esconder o inadiĂĄvel. Isso ĂŠ travar a resolução dos problemasâ&#x20AC;?. Cavaco Silva, no Expresso de 25/04/2011 â&#x20AC;&#x153;Os sacrifĂ­cios que foram pedidos aos cidadĂŁos e Ă s em K^ KYK{   >   Â&#x20AC;K >$    Â&#x201C;  

 \        Â&#x2019;   mesmo com uma receita extraordinĂĄriaâ&#x20AC;?. Paulo Portas, no DiĂĄrio de NotĂ­cias de 23/04/2011 K > &'  ?    '  Ă quilo [contactos com a â&#x20AC;&#x2DC;troikaâ&#x20AC;&#x2122;] negociação, o prĂłprio Gover      }   K   de substância, de conteĂşdo ou atĂŠ de negociação, eu diria que chamar negociação ĂŠ quase um eufemismoâ&#x20AC;?. JerĂłnimo de Sousa, no DiĂĄrio de NotĂ­cias de 22/04/2011

Encerra aos SĂĄbados - Telef.: 239 914 819 - Fax: 239 918 233 - Fornos - Coimbra - Portugal

29570

Especialidades em grelhados, Peixe fresco e variedades de carnes Arroz de cabidela de galinha - Bife Ă SARGENTO - Bife da vazia grelhado ChurrascĂŁo - Espetada de porco - Picanha Ă  brasileira Bacalhau Ă  SARGENTO - Bacalhau com batata a murro e migas Espetada de lulas com gambas - Polvo com batata a murro e migas Chocos grelhados - Rodovalho - Linguado - Sardinhas assadas com pimentos - Tigres gigantes grelhados

29570

PUBLICIDADE


Ă&#x161;LTIMA

20

28

QUINTA-FEIRA

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

Tolerância de ponto

OAF

Eleiçþes na AcadĂŠmica dentro de mĂŞs e meio A eleição dos prĂłximos ĂłrgĂŁo sociais da AcadĂŠmica/OAF realizar-se-ĂĄ entre meados de Maio e de Junho de 2011, disse ao â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;? o presidente da Mesa da Assembleia Geral. Segundo Paulo Mota Pinto, trata-se do perĂ­odo previsto nos Estatutos, cuja revisĂŁo ocorreu recentemente. PUBLICIDADE

Fontes do clube indicaram ao nosso Jornal que no seio da Direcção prevalece um â&#x20AC;&#x153;estranho silĂŞncioâ&#x20AC;? acerca de uma eventual proposta de uma linha de continuidade. â&#x20AC;&#x153;A menos de um mĂŞs do inĂ­cio do perĂ­odo previsto para o sufrĂĄgio, ninguĂŠm fala do assuntoâ&#x20AC;?, assinalam as mesmas fontes.

O presidente cessante, José Eduardo Simões, alertou, há meses, para o cenário de não se recandidatar, mas, depois disso, já deixou em aberto a hipótese de se      dato consecutivo. Por ocasião da sua condenação enquanto director municipal, sendo que a      -

DE ABRIL DE 2011 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

nitiva, interpelado pelos jornalistas no Tribunal, JosÊ Eduardo disse não se tratar do momento para esclarecer se se recandidatarå. Protagonista de um duelo eleitoral com Simþes em 2004, António Maló de Abreu deverå voltar a         liderança da Briosa.

Castanheira Neves e ArmĂŠnia Coimbra em campos opostos Ar mĂŠnia Coimbra, membro suplente da lista de candidatos a deputados socialistas Ă Assembleia da RepĂşblica pelo cĂ­rculo conimbricense, demarcou-se de uma recente iniciativa do seu colega Castanheira Neves dizendo ao â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;? que Portugal carece de debate e de â&#x20AC;&#x153;convergĂŞncias democrĂĄticasâ&#x20AC;?. A jurista foi instada, pelo nosso Jornal, a comentar a iniciativa de Alfredo Castanheira Neves de apresentar uma denĂşncia do foro criminal visando o primeiro-ministro por eventual prĂĄtica do crime de â&#x20AC;&#x153;administração danosaâ&#x20AC;? (vide outra notĂ­cia nesta edição). Entre outros, os escritĂłrios de advocacia de Castanheira Neves e de ArmĂŠnia Coimbra e do marido, `  '    recentemente,um acordo de associação. â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; indiscutĂ­vel que o        Â&#x20AC;"cas portuguesas exige de todos compromissos pĂşblicos; mas do que precisamos, neste momento, ĂŠ de debate e de convergĂŞncias democrĂĄticasâ&#x20AC;?,declarou a advogada. Segundo fontes partidĂĄrias, Alfredo Castanheira Neves tem estado a colaborar com o PSD na redacção de um programa

eleitoral para a ĂĄrea da Justiça. Sob anonimato, juristas auscultados pelo â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;? puseram em dĂşvida que venha a ser deduzida acusação a JosĂŠ SĂłcrates, alegando ausĂŞncia de dolo na concessĂŁo de tolerância de ponto aos funcionĂĄrios pĂşblicos, por um lado, e invocando, por outro, que a medida foi fundamentada com a tradição de atribuição daquela benesse na quadra pascal. Entrevistado pelo semanĂĄrio Sol, o presidente da Associação Sindical dos JuĂ­zes Portugueses (ASJP), AntĂłnio Martins, disse que, em abstracto, a conduta dos governantes pode cair sob a alçada da lei. O magistrado judicial invoca declaraçþes recentes do ministro LuĂ­s Amado, fazendo notar que o governante deu a entender ter-se andado â&#x20AC;&#x153;a jogar aos dadosâ&#x20AC;?. LuĂ­s Campos e Cunha, que foi o primeiro ministro das Finanças do primeiro Governo de JosĂŠ SĂłcrates, alude â&#x20AC;&#x153;ao azarâ&#x20AC;? de, do seu ponto de vista, esse Executivo ter sido â&#x20AC;&#x153;muito eleitoralistaâ&#x20AC;?. â&#x20AC;&#x153;O Governo começou a preparar em 2008 as eleiçþes legislativas de 2009, com a redução do IVA no primeiro trimestreâ&#x20AC;?, alega o ex-ministro.

Ă&#x201A;ngulo inverso

Tradição: Serå ela ainda o que era? RUI AVELAR

LarĂĄpios aproveitaram, hĂĄ dias, uma visita Ă Secção de Zoologia do Museu da CiĂŞncia de Coimbra para furtarem chifres de rinoceronte, presumivelmente entusiasmados com o efeito afrodisĂ­aco que ĂŠ suposto tais hastes possuĂ­rem.    " Â&#x2021;     em chifres como alternativa ao Viagra; a verdade, porĂŠm, ĂŠ que os cornos ÂŤvoaramÂť. Em artigo de opiniĂŁo, divulgado, anteontem, atravĂŠs do diĂĄrio As Beiras, a mĂŠdica Teresa Sousa Fernandes, devido a aparente lapso do Jornal, aludiu ao PS como â&#x20AC;&#x153;corno (â&#x20AC;Ś) credĂ­velâ&#x20AC;?. O registo ĂŠ elogioso, outra coisa nem seria de esperar vinda de uma candidata a deputada socialista Ă  Assembleia da RepĂşblica, o termo ĂŠ que destoa da tradição dos Ăşltimos a saberem, prova de que as gralhas estĂŁo para os jornais como as nĂłdoas para os melhores panos. Ao tomar conhecimento destes episĂłdios â&#x20AC;&#x201C; sem esquecer outro protagonizado por um gatuno, que procurou refugiar-se nas instalaçþes da PolĂ­cia Municipal de Coimbra â&#x20AC;&#x201C;, questiono-me se a tradição ainda ĂŠ o que era.

jornal571_28_04_2011  

PDF da edição impressa do semanário Campeão das Províncias (Coimbra), n.º 571, publicado a 28/04/2011

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you