Issuu on Google+

27280

PREÇO 0,75\ | 2ª SÉRIE | ANO 11 | Nº 554 | 30 DEZEMBRO DE 2010 DIRECTOR LINA VINHAL | www.campeaoprovincias.com | telef. 239 497 750 | fax 239 497 759

Boas Festas Concurso “chumbadoâ€? e atĂŠ a nomeação em regime de substituição estĂĄ posta em xeque

Directora do Gabinete Jurídico da CMC em situação ilegal

Idalino Silva Faria ComĂŠrcio e IndĂşstria de Ourivesaria

29108

Deseja a todos os Clientes e Amigos um Feliz 2011! Telef./Fax: 231 461 671 - Telem.: 96 716 44 25 Largo do CatalĂŁo, 3 - Apartado 12 3061-907 Vilamar (Portugal)

29014

Desejamos um bom ano a todos os nossos clientes

A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) e SĂ­lvia Serens acabam de voltar a perder, judicialmente, no âmbito de uma demanda desencadeada pela anterior directora do Gabinete JurĂ­dico da autarquia, Rosa Batanete, soube o “CampeĂŁoâ€?. O apuramento de SĂ­lvia Serens, em sede de concurso, para titular do Gabinete JurĂ­dico e de Contencioso (GJC) foi ÂŤchumbadoÂť pelos tribunais. Caso a mais recente vitĂłria de Rosa Batanete, alcançada no Tribunal Central Administrativo do Norte (TCAN), tambĂŠm se torne irreversĂ­vel, nem sequer resiste a nomeação de SĂ­lvia Serens em regime de substituição. PĂĄgina 4

AVENIDA NAVARRO - TELEF.: 239 834 262 - 3000 COIMBRA

PUBLICIDADE

Casos de Eduardo SimĂľes

Centro de DiagnĂłstico RadiolĂłgico

VENDAS POR JUNTO E A RETALHO Desejamos a todos os nossos clientes um

Bom Ano 2011 RUA DAS CONVERTIDAS - PEDRULHA 3020-294 COIMBRA Telef./Fax: 239 491 928

A maioria das pessoas nasce sĂł com um nariz, duas pernas, 10 dedos nas mĂŁos, 24 costelas e o crescimento ĂŠ interrompido durante a adolescĂŞncia. Mas hĂĄ casos, raros, em que isso nĂŁo acontece. O genoma humano faz de nĂłs o que somos, mas como? No livro “Mutantes – Forma, Variaçþes e Erros do Corpoâ€?, o investigador Armand Marie Leroi explica como e por que ĂŠ somos como somos, mesmo quando a Natureza troca as voltas ao homem e cria alguns monstros e mutantes. Curioso? Saiba como ĂŠ que a biologia molecular explica mitos e casos de bebĂŠs que nascem meninas e se transformam em rapazes na puberdade. PĂĄgina 5

AUTO MECĂ‚NICA DE CEIRA OFICINAS e ESTAĂ‡ĂƒO de SERVIÇO CEIRA - COIMBRA Telef.: 239 928 248 Fax: 239 928 117

Diniz & Silva , Lda.

PUBLICIDADE

ANTIQUà RIOS DO OURO PAGO A DINHEIRO OURO | PRATA | JÓIAS | MOEDAS CAUTELAS | PINTURA | RELÓGIOS (PULSO/BOLSO) | AVALIAÇÕES SIGILO | DOMIC�LIOS MELHOR PREÇO DO MERCADO Rua da Louça, 116 - 2.º - Coimbra (frente à loja do Cidadão) - Nº VERDE: 800 916 314 Telef.: 239 835 016 / Telem.: 916 993 927 AO - Antiquårios do Ouro, S.A.

28631

os clientes Deseja a todos te 2011! um excelen

29106

29013

Fåbrica de Escapes Expresso de Coimbra, Lda. APLICAÇÕES DIRECTAS AO PÚBLICO

Quando a genĂŠtica prega partidas

Todos nĂłs podĂ­amos ser outros

29107

HorĂĄrios: 2.ÂŞ a 6.ÂŞ feira das 8h30 Ă s 18h30 SĂĄbados: das 9h00 Ă s 13h00

GerĂŞncia de: Luis Temudo Estamos abertos no dia de Ano Novo Rua da Liberdade - AdĂŠmia de Cima 3020-023 Coimbra Telef.: 239 432 343 - Telem.: 917 583 500

PĂĄgina 3

Reportagem

Marcaçþes: T. 239 482 412 | F. 239 484 144

Av. ElĂ­sio de Moura, 327 - L3 - 3030-183 Coimbra g.tralhao@iol.pt

Cofre da AcadĂŠmica pode sofrer rombo de 365 000 euros

28742

  

    - Electrocardiograma - Radiologia Digital            


POLĂ?TICA

2

30

QUINTA-FEIRA

w w w . campea o p r o vin cia s.co m

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Presidente da Câmara foi ao Mercado Municipal desejar boas festas

Praça de 08 de Maio

Cumpra-se a tradição!

Edil da CDU apoia ida dos jornalistas Ă s sessĂľes

I.C.

JoĂŁo Orvalho (ao centro) apresentou-se como vereador responsĂĄvel pelo Mercado Municipal

em banca, em simultâneo com os votos de Bom Natal e Próspero Ano Novo. De um modo geral, todos se queixaram da crise, e, como em todas as mudanças, fizeram

votos para a nova presidência esteja atenta ao mercado. No final do pÊriplo, João Paulo Barbosa de Melo disse aos jornalistas estar a honra uma tradição

Arganil

Encerramento de Centro de Emprego com ecos na Assembleia da RepĂşblica G. B.

o referido Centro. Ricardo Pereira Alves A possibilidade de o Cen- reuniu recentemente, em tro de Emprego e Formação Lisboa, com o presidente        do Instituto de Emprego ser encerrado estĂĄ a suscitar e Formação Profissional, reacçþes de vĂĄrios partidos, Francisco Madelino, tendo levando os parlamentares do ficado definida uma visita PSD e BE na Assembleia da do responsĂĄvel ao Centro de RepĂşblica a exigir da tutela Emprego de Arganil durante mais esclarecimentos sobre o mĂŞs de Janeiro. O eco da preocupação este assunto. O executivo camarĂĄrio de expressada pela população e Arganil, liderado por Ricardo autarcas arganilenses foi levaPereira Alves (PSD), aprovou do Ă  Assembleia da RepĂşblica recentemente, por unanimi- pelos deputados do Bloco de dade, uma moção que ex- Esquerda (BE) e do PSD. JosĂŠ Manuel Pureza, lĂ­der pressa “veemente oposiçãoâ€? Ă s intençþes do Governo. do grupo parlamentar bloIdĂŞntica posição foi, tambĂŠm, quista, apresentou na Ăşltima defendida pela ComissĂŁo Po- semana um requerimento, lĂ­tica Concelhia (CPC) do PS dirigido ao ministĂŠrio do Trade Arganil, expressando a sua balho e da Segurança Social, discordância e apreensĂŁo face onde exige que o Governo a um eventual encerramento esclareça se, efectivamente, do Centro de Emprego e pretende levar avante o encerramento do Centro de      Apesar de reconhecer Emprego e Formação de Arque nenhuma decisĂŁo estĂĄ ganil, conforme informação ainda tomada, a estrutura que tem vindo a ser veiculada. Eleito pelo distrito de concelhia socialista apela Ă  mobilização dos vĂĄrios agen- Coimbra, Pureza pede Ă  tutes polĂ­ticos para que sejam tela que explique o que ĂŠ que reunidas condiçþes tendentes pretende fazer para assegurar a manter em funcionamento os postos de trabalho dos

funcionårios, bem como a continuidade do trabalho que estå a ser desenvolvido com os utentes em processo de validação de competências e desempregados à procura de emprego. Idênticas preocupaçþes constam no requerimento apresentado, tambÊm, pelos deputados do PSD à Assembleia da República. Paulo Mota Pinto, Nuno Encarnação e Pedro Saraiva, eleitos pelo distrito de Coimbra, querem saber quais são as razþes que sustentam esta medida e esperam que o Governo tenha em conta que um eventual encerramento terå consequências directas em cinco concelhos do distrito de Coimbra, muito atingidos      go�. O Centro de Emprego      Arganil estå integrado na Delegação Regional do Centro e abrange cinco concelhos da Beira Serra, respectivamente, Arganil, Góis, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra e Tåbua, com uma população total residente de

quase 58 500 habitantes. Actualmente, emprega 35 funcionĂĄrios e conta com 3 000 formandos, para alĂŠm das 685 pessoas que se encontram em processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de CompetĂŞncias. “Sendo a zona da Beira Serra uma zona de interior, particularmente afectada   semprego e por um tecido empresarial fragilizado, nĂŁo se compreende a opção de encerrar um serviço pĂşblico de emprego e formação que tem tido um papel de extrema relevância na formação e qualificação de trabalhadores/ as e, consequentemente, na criação e manutenção de emprego, com resultados muito positivos ao nĂ­vel do aumento da competitividade do tecido econĂłmico deste territĂłrioâ€?, argumenta JosĂŠ Manuel Pureza, em sintonia com as posiçþes de desacordo manifestadas por outros deputados e pelos MunicĂ­pios que virĂŁo a ser afectados caso o Governo decida avançar com a medida.

O vereador eleito pela CDU para a Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Francisco Queirós, preconiza o regresso dos jornalistas a todas as sessþes da autarquia. Segundo o edil, um episódio ocorrido em torno da última reunião demonstra a indispensabilidade dos jornalistas em todas as sessþes          relatos rigorosos acerca do que se passa na praça de 08 de Maio. A tradição de 30 anos     nais da Imprensa nas reuniþes da CMC foi quebrada, em 2009, por ocasião da eleição de Carlos Encarnação (PSD) para terceiro mandato como presidente. Desde essa altura, os jornalistas só podem assistir às sessþes de caråcter público (a primeira de cada mês).

O vereador Rui Duarte (PS) recomendou, na semana passada, a abertura de todas as reuniĂľes da edili         Imprensa, mas a proposta foi rejeitada pela coligação “Por Coimbraâ€?, tendo o novo presidente da autarquia, JoĂŁo Paulo Barbosa de Melo, dado nota da pretensĂŁo de abordar o assunto em sede de revisĂŁo do regimento de funcionamento do executivo municipal. E m N ove m b r o d e 2009, a proposta do entĂŁo presidente para vedar parte das sessĂľes aos jornalistas foi aprovada pelos edis de Centro-Direita, face aos votos desfavorĂĄveis de Carlos Cidade (PS) e Francisco QueirĂłs (CDU) e Ă s abstençþes de dois eleitos pelo Partido Socialista (Ă lvaro Maia Seco e AntĂłnio Vilhena).

PolĂŠmica em rescaldo

Aspiração de Vilhena ĂŠ a vitĂłria do PS O vereador AntĂłnio Vilhena disse, no rescaldo de uma polĂŠmica desen     ção por ele proferida, que a sua aspiração consiste em o Partido Socialista reconquistar, em 2013, a presidĂŞncia da Câmara Municipal de Coimbra (CMC). Num depoimento ao “CampeĂŁoâ€?, o edil enquadrou uma declaração por ele prestada numa reuniĂŁo partidĂĄria, onde disse ter sido convidado a assumir um pelouro na autarquia. O novo presidente da edilidade, JoĂŁo Paulo Barbosa de Melo (PSD), instado pelo nosso Jornal, negou ter acenado com um pelouro ao vereador socialista. Ao escusar-se a alimentar qualquer tipo de polĂŠmica, AntĂłnio Vilhena reiterou a abordagem, con-

siderou dispensĂĄvel indicar quem a fez e jurou lealdade ao Partido Socialista, cuja orientação ĂŠ no sentido de os seus eleitos nĂŁo responderem por pelouros. Interpelado pelo “CampeĂŁoâ€?, o lĂ­der concelhio do PS/Coimbra, Carlos Cidade, limitouse a defender executivos municipais homogĂŠneos (eventualmente monopartidĂĄrios), embora o outrora vereador Ă lvaro Seco tenha aceitado um pelouro em parte do segundo mandato da coligação “Por Coimbraâ€? (2006/09). A coligação de Centro-Direita (PSD - CDS/ PP - PPM) desfruta de maioria no executivo camarĂĄrio conimbricense, cabendo quatro assentos ao PS e um Ă  CDU, cujo eleito, Francisco QueirĂłs, responde pelo pelouro da Habitação.

As empresas do concelho de penacova desejam um Feliz 2011 PROMOTOR BANCĂ RIO

28709

28705

LOJA COIMBRA: Rua José Leite de Vasconcelos, Urbanização Sta. Apolónia - Lote 163 r/c Dto      !"#$"% % LOJA PENACOVA: Praça Sá Carneiro, N.º 3 - Loja 1 - 3360-191 Penacova   "&' " $"% %  %(# )$"% %

AGENTE SEGUROS

28842

â€œĂ‰ aquele, o novo presidente?â€?, perguntava baixinho uma vendedora do Mercado Municipal de D. Pedro V, pouco antes de ser cumprimentada por JoĂŁo Paulo Barbosa de Melo, sucessor de Carlos Encar nação no comando do executivo camarĂĄrio. Ao lado dele, JoĂŁo Orvalho apresentava-se como sendo o novo vereador (da coligação PSD/CDS-PP/ PPM) com o pelouro do mercado. “Quando tiver algum assunto a tratar, eu ĂŠ que sou o vereador responsĂĄvelâ€?, foi dizendo, de banca

de longa data, mantida pelos seus antecessores, que Ê a de ir ao Mercado Municipal desejar as boas festas a todos os que lå trabalham. No caso dele, serviu tambÊm para se apresentar pessoalmente como novo presidente. Por outro lado, e tendo ele o pelouro do desenvolvimento económico, sublinhou a importância que o mercado tem na economia de muitos agregados familiares e o seu contributo para a economia do concelho. Fez referência aos melhoramentos que têm vindo a ser introduzidos     a João Orvalho a missão de estar atento.

Sede: Rua das Malhadas, n.Âş 8 - CHEIRA 3360-184 PENACOVA - *!# ("  +& ; <=>?@>KQ=?Q *WQ   X' "X' $&  #


30

QUINTA-FEIRA

ACTUALIDADE

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m PUBLICIDADE

Aumento ĂŠ de dois por cento

Conimbricenses pagam água mais cara a partir de Janeiro A água que os conimbricenses consomem vai sofrer um aumento de dois por cento a partir do dia 01 de Janeiro. Segundo Marcelo Nuno, presidente do Conselho de Administração da empresa municipal à guas de Coimbra (AC), este au       ! De acordo com o tarifário da empresa AC, aprovado em sessão camarária, os consumos familiares para o primeiro escalão, com gastos mensais compreendidos entre zero e cinco metros cúbicos, vão custar 49 cêntimos por cada mil litros. Para o segundo esca-

lão, dos seis aos 15 metros cúbicos, o preço serå de 82 cêntimos por metro cúbico e em consumos superiores a 15 metros cúbicos ascenderå a 1,64 euros. Na tarifa especial familiar, que pode ser solicitada à AC por agregados numerosos (portadores de cartão social facultado pela Câmara Municipal), gastos acima de cinco metros cúbicos custam 82 cêntimos por cada mil litros. Com a tarifa social, para famílias cujos gastos podem atingir os 15 metros cúbicos, cada milhar de litros importa em 45 cêntimos. A obtenção da tarifa social deverå ser solicitada à

AC atravÊs da apresentação de declaração da Segurança Social a comprovar que o rendimento do agregado familiar do titular do contrato não ultrapassa o dobro do valor da pensão social mínima. Nos consumos não fa        estipulados da seguinte forma: ComÊrcio, indústria ou serviços pagam 1,12 euros por metro cúbico; Hospitais e centros de Saúde 1,64 euros; restantes serviços públicos 3,27 euros; instituiçþes de solidariedade social 82 cêntimos e escolas públicas do ensino båsico e secundårio 1,64 euros por cada mil litros. Na instalação, subs-

tituição ou renovação de ramal de ågua, atÊ quatro metros de extensão os munícipes pagam 309,67 euros. Cada metro a mais ou fracção de metro custa 35,26 euros. Na votação do orçamento da AC, o PS e a CDU abstiveram-se, e na votação da estrutura do tarifårio votaram contra. Em causa estå o tarifårio aplicado, por exemplo, aos hospitais e à Universidade. Marcelo Nuno, presidente do Conselho de Administração da empresa municipal, disse que, para aquelas entidades pagarem menos, outras, nomeadamente as famílias e o comÊrcio, teriam de pagar mais.

Nelson Geada assegura que o abastecimento estĂĄ a ser feito

SuspensĂŁo do Metro atrasa obra da Ă guas do Mondego I.C.

A inter r upção das obras para a instalação do elÊctrico ligeiro de superfície faz com que uma das empreitadas calendarizadas pela à guas do Mondego, no âmbito da grande obra do Complexo da Boavista, esteja ainda por fazer. Havia da par te da concessionåria do Sis-

tema Multimunicipal de Abastecimento de à gua e de Saneamento do Baixo Mondego-Bairrada todo o interesse em articular as duas obras, devido à coincidência dos traçados. Ainda assim, Nelson Geada, presidente do Conselho de Administração da à guas do Mondego, assegura que o abastecimento (neste caso ao concelho da

Mealhada) nĂŁo ĂŠ afectado, estando a ser feito atravĂŠs da rede da empresa municipal Ă guas de Coimbra. O administrador sublinha que se trata de uma situação provisĂłria, pois â&#x20AC;&#x153;com Metro ou sem Metroâ&#x20AC;?, a obra da Ă guas do Mondego â&#x20AC;&#x153;ĂŠ para ser feitaâ&#x20AC;?. Caso se tratasse de uma situação urgente ou inadiĂĄvel, teria havido, segundo

Nelson Geada, uma solução alternativa imediata. O troço em questão parte de S. JosÊ (Solum) e desemboca no Parque Dr. Manuel Braga. A obra prossegue atÊ ao Choupal, atravessando parte da Baixa e a Casa do Sal. Toda esta obra estava prevista para o Verão, mas acabou por não se realizar por causa da suspensão da obra do Metro.

Casos de Eduardo SimĂľes

Cofre da Briosa Ă  mercĂŞ de eventual condenação A hipotĂŠtica condenação de JosĂŠ Eduardo SimĂľes por todos os crimes de corrupção passiva por que estĂĄ acusado levaria a que cerca de 365 000 euros de donativos recebidos pela AcadĂŠmica/OAF fossem declarados perdidos a favor do Estado, apurou o â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;?.

Director de urbanismo de Coimbra no triÊnio (2003/05), em que jå exercia a função de dirigente da Briosa, o arguido (presidente cessante do clube) estå sob suspeita de cometimento de uma dezena de crimes de corrupção. No montante de 365 000 euros não estão incluídos 103 000 apreendi-

dos pela Polícia Judiciåria, sendo que o arguido alega pertencerem-lhe cerca de 90 000. A perda de património em prol do Estado, em caso de condenação pela pråtica de corrupção, estå prevista na Lei nº. 5/2002, podendo o arguido provar a origem lícita dos bens referidos no nº. 02 do artigo 7º. do mesmo diploma.

Cabe ao MinistÊrio Público, em sede de acusação, proceder ao apuramento do montante que entende dever ser declarado pelo Tribunal como perdido a favor do Estado. A JosÊ Eduardo Simþes, outrora director municipal, Ê imputado favorecimento de promotores imobiliårios a troco de donativos para o clube.

As empresas do concelho da lousĂŁ desejam um Feliz 2011

Construçþes Jaime Pessoa Unipessoal, Lda.

GalvĂŁo Francisco

Telem.: 967 909 193 Urbanização Serrado Pinheiro, Lote 14 Formoselha - 3140-401 SANTO VARĂ&#x192;O

28676

As empresas do concelho de montemor desejam um Feliz 2011

MATERIAIS DE CONSTRUĂ&#x2021;Ă&#x192;O EXTRACĂ&#x2021;Ă&#x192;O DE CRIVAGEM DE AREIAS | TRANSPORTE DE MERCADORIAS DESATERROS E FUNDAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES Vale Pereira do Areal | 3200-129 LousĂŁ Telef./Fax: 239 991 326 - Telem.: 962 773 623 - galvao.francisco.lda@gmail.com

28813

R.A.

3


ACTUALIDADE

4

30

QUINTA-FEIRA

w w w . campe a o p r o vin cia s.co m

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

Concurso â&#x20AC;&#x153;chumbadoâ&#x20AC;? e atĂŠ a nomeação em regime de substituição estĂĄ posta em xeque

Titularidade do Gabinete JurĂ­dico

Sílvia Serens estå na CMC em situação insustentåvel

Anulação de despacho mantida pelo Supremo

R.A.

Caso se torne irreversĂ­vel, uma recente decisĂŁo do Tribunal Central Administrativo do Norte (TCAN) pĂľe a Câmara Municipal de Coimbra (CMC) sem condiçþes para manter em funçþes a directora do respectivo Gabinete JurĂ­dico e de Contencioso (GJC), SĂ­lvia Serens, apurou o â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;?. A autarquia e a jurista acabam de voltar a perder, judicialmente, no âmbito de uma demanda desencadeada pela anterior directora, Rosa Batanete. Isto depois de se ter tornado definitivo outro acĂłrdĂŁo do mesmo Tribunal a ÂŤchumbarÂť o apuramento de SĂ­lvia Serens em sede de concurso (vide peça complementar). A mais recente decisĂŁo judicial, tomada hĂĄ duas semanas, reiterou o alcance de um acĂłrdĂŁo proferido, hĂĄ 19 meses, pelo Tribunal Administrativo e Fiscal de Coimbra (TAFC), cujo teor reconhece razĂŁo a Rosa Batanete no contexto da sua destituição do cargo, em

2005, e consequente nomeação de Sílvia Serens em regime de substituição. Assente a irregularidade subjacente à escolha da referida directora mediante procedimento concursal, o mais recente acórdão do TCAN declara ilegal a sua anterior nomeação em regime de substituição e pronuncia-se pelo prosseguimento de um concurso interno geral, aberto em 2003 e extinto no início de 2005; este precedeu a abertura do recrutamento, selecção e provimento, entretanto declarados sem efeito, em que Sílvia Serens veio a ser escolhida. Hå perto de seis anos, os advogados Joaquim Ferreira, Lurdes Marques e Manuel Rodrigues patrocinaram uma acção administrativa especial para impugnação da anulação do concurso desencadeado em 2003, revogação da nomeação de Sílvia Serens em regime de substituição e extinção do posterior procedimento concursal. Estas pretensþes acabam de obter provimento do

TCAN, estando o trânsito em julgado do acórdão à mercê de eventual interposição de recurso no Supremo Tribunal Administrativo. Caso haja lugar a recurso, o STA poderå analiså-lo e decidir a contento de qualquer das partes; contudo, a jurisprudência sugere ser a recusa de revista o cenårio mais provåvel. Ao darem razão à anterior directora do Gabinete Jurídico da CMC, os juízes de segunda instância concluíram que o universo de juristas de onde podia ser nomeado(a) um(a) em regime de substituição    quia, encontrando-se na altura Sílvia Serens na Universidade de Coimbra. Rosa Batanete tinha sido nomeada, tambÊm em regime de substituição, por urgente conveniência de serviço, perto do termo do último mandato de Manuel Machado (PS), para dirigir o então denominado Departamento Jurídico (DJ) da autarquia. Em 2002, na fase inicial do primeiro mandato de

Carlos Encarnação (PSD), sob       por um ano, foi nomeada directora do Gabinete de Apoio JurĂ­dico (sucessor do DJ). Em Setembro de 2003, antes da vigĂŞncia do Decreto-Lei nÂş. 93/2004, foi publicado aviso de abertura de um concurso interno geral para escolha do(a) titular do Gabinete JurĂ­dico, procedimento entretanto anulado por despacho do entĂŁo vereador Manuel Rebanda. A modalidade de recrutamento, selecção e provimento de lugar, em detrimento de concurso, foi instituĂ­da pela Lei nÂş. 02/2004, cuja adequação Ă  Administração Local foi feita atravĂŠs do referido decreto-lei. No inĂ­cio de 2005, Manuel Rebanda disse ao â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;? que, â&#x20AC;&#x153;sem desprimorâ&#x20AC;? para Rosa Batanete, a Câmara entendeu substituĂ­-la por uma pessoa com â&#x20AC;&#x153;mais experiĂŞncia como dirigenteâ&#x20AC;?. SĂ­lvia Serens foi, durante anos, secretĂĄria-geral da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

Um despacho de Carlos Encarnação, datado de Agosto de 2005, a homologar a escolha de SĂ­lvia Serens para dirigir o Gabinete JurĂ­dico e de Contencioso (GJC) da Câmara Municipal de Coimbra, foi anulado pelo TCAN e o Supremo Tribunal Administrativo negou a admissĂŁo de revista ao acĂłrdĂŁo proferido em segunda instância, apurou o â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;?. O Tribunal Central Administrativo do Norte (segunda instância) entendeu ter havido â&#x20AC;&#x153;violação do princĂ­pio da imparcialidadeâ&#x20AC;?. A acção administrativa especial de que Rosa Batanete ĂŠ autora foi julgada procedente pelo TCAN, a 26 de Novembro de 2009, e a decisĂŁo da Ăşltima instância ocorreu a 14 de Abril de 2010. A 10 de Março de 2009, o Tribunal Administrativo e Fiscal de Coimbra (TAFC) considerara que assistia razĂŁo Ă  autarquia. Ă&#x2030; convicção dos juĂ­zes do Tribunal Central, mantida pelos do Supremo, que o regime especial de recrutamento previsto na Lei nÂş. 02/2004 â&#x20AC;&#x153;nĂŁo pode deixar de ter em conta os princĂ­pios basilares de um Estado de Direito democrĂĄtico, como seja o princĂ­pio da imparcialidadeâ&#x20AC;?. Segundo disse ao â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;?, em 2005, o advogado Manuel Rodrigues, Rosa Batanete foi nomeada, em meados "##"$         do Gabinete JurĂ­dico, tendo a nomeação sido prorrogada automaticamente aquando da primeira abertura de concurso. Rosa Batanete tomou conhecimento do despacho de nomeação de SĂ­lvia Serens atravĂŠs da sua publicação no DiĂĄrio da RepĂşblica sem que, fez notar o advogado, tivesse recebido alguma explicação, por cortesia, ou algum despacho com a fundamentação da cessação da comissĂŁo de serviço. Acrescia, na opiniĂŁo do jurista, que para o desempenho de titular do GJC da Câmara conimbricense nĂŁo seria ade%  &    ! '   *

Assembleia Municipal de Coimbra

Troca de galhardetes

Primeiro teste sem percalços para João Barbosa de Melo

Helena Freitas, que encabeçou a lista do PS para a Assembleia Municipal de Coimbra como independente, e AntĂłnio MalĂł de Abreu (PSD) protagonizaram, anteontem, um duelo verbal, em que cada um visou o outro como potencial candidato Ă  presidĂŞncia da Câmara. â&#x20AC;&#x153;Fez um discurso de anĂşncio de prĂŠ-candidaturaâ&#x20AC;?, opinou o autarca social-democrata, alertando o PS/ Coimbra para a alegada disponibilidade da biĂłloga. Helena Freitas replicou que lhe parece ver em MalĂł $       [ Paulo Barbosa de Melo. A deputada municipal, que confessou sentir â&#x20AC;&#x153;crescente frustraçãoâ&#x20AC;? no desempenho do cargo, admitiu manter â&#x20AC;&#x153;a expectativa de uma oportunidade para fazer diferenteâ&#x20AC;? [enquanto autarca]. â&#x20AC;&#x153;Começa a ser insuportĂĄvel assistir Ă  prostração de uma cidade sem esperança, sem ilusĂŁo e sem rumoâ&#x20AC;?, disse ela. A ex-provedora do Ambiente referiu-se Ă  renĂşncia de Carlos Encarnação vincando nĂŁo ter sido surpreendida, tendo assinalado que â&#x20AC;&#x153;uma relação de amor exige

  KW ! PremonitĂłria, a ComissĂŁo Concelhia do PSD acabara de divulgar um comunicado a louvar o anterior prefeito. â&#x20AC;&#x153;Longe vĂŁo os tempos em que o PS se enclausurava na praça de 08 de Maio e mantinha a Câmara Municipal divorciada da cidadeâ&#x20AC;?, acentua o documento. MalĂł de Abreu glosou o tema dizendo sĂł ser possĂ­vel, hoje em dia, falar de prostração por parte de â&#x20AC;&#x153;quem    ^ !     de Manuel Machado na liderança da CMC.

ambiente, mais cosmopolita, solidĂĄria e saudĂĄvelâ&#x20AC;?. â&#x20AC;&#x153;HĂĄ potencial econĂłmico ainda por explorar, K  W     mobilizar e muita energia criativa e empreendedora ainda adormecidaâ&#x20AC;?, opinou para acenar com â&#x20AC;&#x153;a consolidaçãoâ&#x20AC;? de Coimbra como cidade do conhecimento, dotada de â&#x20AC;&#x153;rica produção culturalâ&#x20AC;?, com uma economia â&#x20AC;&#x153;moderna e vibranteâ&#x20AC;? e â&#x20AC;&#x153;atractiva para      ! O edil acentuou, ainda, acreditar na manutenção de Coimbra como terceiro espaço metropolitano portuguĂŞs. Neste contexto, JoĂŁo

PUBLICIDADE

Paulo disse julgar possuir lastro para liderar a Câmara, tendo invocado a sua experiX     tor e docente universitĂĄrio e a experiĂŞncia pessoal ao serviço do movimento associativo. â&#x20AC;&#x153;NĂŁo me revejo em Coimbra de mĂŁo estendidaâ&#x20AC;?,    O novo lĂ­der camarĂĄrio proclamou, por outro lado, o seu apego Ă  â&#x20AC;&#x153;tradição coimbrĂŁ de civismo, tolerância e lealdade na luta polĂ­ticaâ&#x20AC;?. O orçamento e as Grandes Opçþes do Plano da Câmara para 2011 foram aprovados pela Assembleia Municipal, tendo a viabilização sido assegurada pela

coligação â&#x20AC;&#x153;Por Coimbraâ&#x20AC;? (PSD - CDS/PP - PPM). Merecedores de 29 votos favorĂĄveis, os dois instrumentos suscitaram 18 abstençþes (de autarcas do PS e da CDU) e trĂŞs votos desfavorĂĄveis (dois do BE e um do deputado municipal socialista Jorge Lemos). Os autarcas do Bloco foram particularmente crĂ­ticos em relação aos cortes orçamentais que incidem sobre a Educação. O orçamento e o plano de actividades dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos (SMTUC) foram aprovados, pelo ĂłrgĂŁo

 + YZ    votos contra.

PUBLICIDADE

tradição e inovação, servidas no mesmo prato... ACEITAM-SE RESERVAS PARA JANTARES DE GRUPO ABC

Votos de um PrĂłspero Ano Novo Estrada da Beira, 475 - 3030-173 COIMBRA Telef./Fax: 239 714 414 - autorep_calhabe@hotmail.com

Sala privada para 100 pessoas com bilhar, ping-pong e projector multimĂŠdia

Reservas: 914 472 261 / 938 527 044 Casamia 1: Retail Park Taveiro | Casamia 2: Centro Comercial Arnado, Lj 33

PUBLICIDADE

Deseja a todos os clientes um PrĂłspero ano 2011 Telef.: 239 829 999 - Fax: 239 834 392 - E-mail: geral@linharecta.mail.pt Avenida FernĂŁo de MagalhĂŁes, 252 - 1.Âş - 3000-172 COIMBRA

28635

O primeiro teste a que o novo presidente da Câmara de Coimbra foi sujeito perante a Assembleia Municipal decorreu sem percalços para João Paulo Barbosa de Melo, apesar de a coligação de Centro-Direita desfrutar apenas de maioria relativa no órgão

 +    O economista, felicitado por todas as bancadas, com excepção da do Bloco de Es%  <=>@     da Assembleia estĂ­mulos pautados pela crĂ­tica construtiva. O novo lĂ­der camarĂĄrio disse apostar em Coimbra â&#x20AC;&#x153;gerida com mais inteligĂŞncia e com mais respeito pelo


30

QUINTA-FEIRA

REPORTAGEM

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

5

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

Por que nasce a maioria das pessoas com um sĂł nariz, duas pernas,10 dedos nas mĂŁos e 24 costelas e outros nĂŁo?

Todos nĂłs podiamos ser outros No livro de Armand Marie Leroi, intitulado â&#x20AC;&#x153;Mutantes â&#x20AC;&#x201C; Forma, Variaçþes e Erros do Corpoâ&#x20AC;?, de maneira simples e compreensĂ­vel Ă  generalidade das pessoas, o investigador explica como ĂŠ que se estrutura um organismo com muitas cĂŠlulas e ĂłrgĂŁos mas, sobretudo, fala dos mecanismos que fazem com que este funcione, de uma maneira perfeitamente integrada, permitindo que viva e se multiplique. A obra ĂŠ, em boa verdade, uma tentativa de percepção do impressionante mistĂŠrio da vida e da prĂłpria criação, consciente, tambĂŠm, de que hĂĄ casos dramĂĄticos em que a Natureza troca as voltas ao homem. GERALDO BARROS

Um dos fenĂłmenos que sempre inquietou os cientistas estĂĄ relacionado com o facto de as cĂŠlulas possuĂ­rem uma informação inicial comum e indiferenciada mas, apesar disso, ao longo do processo de desenvolvimento embrionĂĄrio, darem origem a diferentes ĂłrgĂŁos. Para o director do Museu da CiĂŞncia da Universidade de Coimbra, Paulo Gama Mota, a questĂŁo, embora pareça Ăłbvia, nĂŁo ĂŠ trivial. â&#x20AC;&#x153;Trata-se de informação que estĂĄ no nosso genoma, porĂŠm, apesar de conhecermos o seu ÂŤalfabetoÂť, sĂł agora estamos a perceber a ÂŤgramĂĄticaÂťâ&#x20AC;?, explica o investigador. H��Ą, no entanto, indivĂ­duos na nossa espĂŠcie que apresentam caracterĂ­sticas diferentes. E esse ĂŠ o tema do livro escrito pelo professor de Biologia Evolucionista do Desenvolvimento, Armand Marie Leroi. Se a maioria de nĂłs nasce com um sĂł nariz, duas pernas, 10 dedos nas mĂŁos e 24 costelas... hĂĄ casos em que a natureza troca as voltas ao entendimento do comum mortal. O livro â&#x20AC;&#x153;Mutantes â&#x20AC;&#x201C; Forma, Variaçþes e Erros do Corpoâ&#x20AC;?, recentemente apresentado em Coimbra pelo director do Museu da CiĂŞncia, proporciona um vislumbre sobre a realidade pouco conhecida de casos anĂłmalos, erros genĂŠticos e outras mutaçþes. A realidade que o autor e investigador traz Ă  considera-

ção dos leitores ĂŠ feita de casos mais ou menos conhecidos, contextualizados pelas investi_ W ' acompanhados das respostas que os mais recentes avanços da genĂŠtica permitem dar. A palavra â&#x20AC;&#x153;monstroâ&#x20AC;? ĂŠ, mesmo assim, muito utilizada para designar estes seres que escapam ao que a norma social entendeu caracterizar como  `k   â&#x20AC;&#x153;O Homem Elefanteâ&#x20AC;?, realizado em 1980 por David Lynch, onde Anthony Hopkins interpreta o papel de John Hurt. A alegada monstruosidade deste homem, com feiçþes animalescas, nĂŁo foi instigada pela fĂşria divina â&#x20AC;&#x201C; explicação que chegou a colher simpatias em tempos de trevas â&#x20AC;&#x201C; nem tĂŁo pouco foi causada pelos seus pares. Trata-se, simplesmente, de uma doença que provoca terrĂ­veis deformidades, neurofibromatose mĂşltipla, diagnosticada, em 1996, como SĂ­ndrome de Proteus. Existem aspectos extremos da variação genĂŠtica, embora eles nĂŁo se coadunem com aquilo que consideramos como o protĂłtipo do ser humano. Paulo Gama Mota explica que todos temos variaçþes genĂŠticas. E vai mais longe, conferindo um toque de graça a uma constatação Ăłbvia: â&#x20AC;&#x153;Se somos todos diferentes, de alguma forma, somos todos mutantesâ&#x20AC;?. A Biologia do Desenvolvimento ĂŠ hoje uma das ĂĄreas de estudo mais fascinantes da CiĂŞncia. Actualmente, atravĂŠs da Biologia Molecular e da uti +   W cos, ĂŠ possĂ­vel perceber o que ĂŠ que vai acontecer no processo de desenvolvimento das cĂŠlulas. Na generalidade dos casos, o resultado de um embriĂŁo ĂŠ o esperado, no entanto, hĂĄ muitas coisas que podem correr mal. O livro â&#x20AC;&#x153;Mutantesâ&#x20AC;? explora alguns desses casos. Ao longo dos sĂŠculos XV e XVI houve uma preocupação em â&#x20AC;&#x153;coleccionar monstruosidadesâ&#x20AC;?. No Museu de HistĂłria Natural da Universidade de Coimbra estĂŁo guardados cerca de 70 exemplares, catalogados sob o tĂ­tulo â&#x20AC;&#x153;Anomalias e Monstruosidadesâ&#x20AC;?. Paulo Gama Mota dĂĄ ainda o exemplo da obra â&#x20AC;&#x153;De Natura Rerumâ&#x20AC;?, de um erudito abade da regiĂŁo de LiĂŠge, Thomas de CantimprĂŠ, uma vasta enciclopĂŠdia de 20 volumes, composta ao longo de 15 anos ou, ainda, de Willem Vrolic, anatomista e patologis-

ta holandĂŞs, que fundou em AmesterdĂŁo, juntamente com o seu pai, Gerardus Vrolik, um â&#x20AC;&#x153;museu de monstruosidadesâ&#x20AC;?, contendo mais de 2 000 exemplares. A preocupação em recolher estas anomalias genĂŠticas com o intuito de as estudar e perceber por que ĂŠ que elas aparecem sĂł viria a surgir mais tarde, colhendo o interesse de cientistas e investigadores da ĂŠpoca moderna. O genoma humano, des  "##}'  entre 20 000 a 24 000 genes. Destes, sabe-se que 1 000 estĂŁo sujeitos a mutaçþes, responsĂĄveis, por exemplo, por determinado individuo ter cabelo loiro ou ruivo, a pele mais branca e outras caracterĂ­sticas fĂ­sicas que o distinguem dos seus pares. â&#x20AC;&#x153;Apesar destes genes serem mutĂĄveis, por norma, as mutaçþes do desenvolvimento que sĂŁo disruptivas impedem, desde logo, o desenvolvimento do fetoâ&#x20AC;?, salvaguarda o director do Museu da CiĂŞncia. E essa ĂŠ a razĂŁo pela qual os seres â&#x20AC;&#x153;mutantesâ&#x20AC;? raramente vingam. O caso dos gĂŠmeos siameses ĂŠ, provavelmente, dos mais intrigantes e um fenĂłmeno para o qual a ciĂŞncia ainda nĂŁo tem uma explicação completa. HĂĄ um conjunto de genes que sĂŁo fundamentais para o bom desenvolvimento de um embriĂŁo e de um ser vivo. Nos Ăşltimos anos, tĂŞm vindo a ser descobertos genes que  &     proteĂ­nas, funcionando como â&#x20AC;&#x153;interruptoresâ&#x20AC;? que, no desenvolvimento do feto, vĂŁo ligar ou desligar outros genes, condicio    â&#x20AC;&#x153;Mutantes â&#x20AC;&#x201C; Forma, Variaçþes e Erros do Corpoâ&#x20AC;? fala de inĂşmeros fenĂłmenos do desenvolvimento. â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; um

Exemplar de um bezerro com mutação genĂŠtica caracterizada por um Ăşnico corpo e duas cabeças. Trata-se de um exemplar, originĂĄrio de Pombal, que se encontra na colecção de â&#x20AC;&#x153;Anomalias e Monstruosidadesâ&#x20AC;? do Museu ZoolĂłgico de Coimbra

livro limpo e escorreito, que  * K X     quem quiser aprofundar o assuntoâ&#x20AC;?, considera Paulo Gama Mota. Causas genĂŠticas para casos caricatos

Nanismo e gigantismo sĂŁo dois dos vĂĄrios fenĂłmenos abordados pelo autor Armand Marie Leroi. Mas hĂĄ outros, bem menos comuns. Ă&#x2030; o caso da hipertricose, uma desordem do crescimento do cabelo que leva a que este se espalhe por todo o corpo, sob a forma de lanugem; ou do SĂ­ndroma de Hutchinson-Gilford, que se caracteriza pelo envelhecimento anormal desde a infância, com perda de cabelo, aparecimento de rugas e arteriosclerose, ocasionando a morte nos primeiros anos da adolescĂŞncia. Uma Ăşnica mutação, num Ăşnico gene, pode dar origem a situaçþes caricatas. O livro fala do caso de um bebĂŠ que nasceu

menina, foi para um colĂŠgio de freiras mas que, durante a puberdade, desenvolveu caracterĂ­sticas fĂ­sicas masculinas, explicando-se assim o facto de nunca ter menstruado e de sentir atracção sexual por outras freiras. Tratava-se, efectivamente, de um homem que nasceu menina. â&#x20AC;&#x153;O embriĂŁo, no seu processo de desenvolvimento, nĂŁo conseguiu negociar a questĂŁo do gĂŠnero. Tem ĂłrgĂŁos sexuais ambĂ­guos e, a dada altura, na puberdade, começa a produzir testosterona e as cĂŠlulas respondemâ&#x20AC;?, explica Paulo Gama Mota. â&#x20AC;&#x153;A informação nĂŁo estĂĄ sĂł nos genes mas, tambĂŠm, nos interruptores e condutoresâ&#x20AC;?, acrescenta o investigador. Na RepĂşblica Dominicana, hĂĄ os â&#x20AC;&#x153;guevedoceâ&#x20AC;? [pĂŠnis aos doze], crianças que aparentam ser do sexo feminino Ă  nascença mas que, na puberdade, desenvolvem ĂłrgĂŁos sexuais em tudo semelhantes

aos do sexo masculino. Trata-se de um fenĂłmeno genĂŠtico, re     X  da enzima 5-alfa redutase. Apesar da selecção natural ir eliminando a generalidade das mutaçþes, impedindo o seu desenvolvimento, Paulo ~  $  a necessidade de nos irmos habituando a que a herança genĂŠtica dos nossos pais tem aspectos positivos e negativosâ&#x20AC;?. Se as populaçþes humanas sĂŁo cada vez mais heterogĂŠneas, caminhando para uma grande mistura de genes, hĂĄ o risco de acumularmos mutaçþes que sĂł se manifestam mais tarde, porque os progressos da medicina permitiram aumentar a esperança mĂŠdia de vida. â&#x20AC;&#x153;O homem, ao fazer ciĂŞncia, começou a brincar aos deuses. Mas a verdade ĂŠ que começamos a brincar aos deuses antes mesmo de inventarmos a ciĂŞnciaâ&#x20AC;?, admite o director do Museu.

Primeira quinta-feira do mĂŞs

          Autor do livro â&#x20AC;&#x153;Mutantes â&#x20AC;&#x201C; Forma, Variaçþes e Erros do Corpoâ&#x20AC;?, Armand Marie Leroi ĂŠ professor de Biologia Evolucionista do Desenvolvimento, no Imperial College de Londres. Investigador ligado ao controlo genĂŠtico do crescimento, tem vindo a desenvolver um ambicioso projecto no âmbito da etnomusicologia, em parceria com Brian Eno, mĂşsico, compositor e produtor musical britânico, conhecido pelo seu uso de sintetizadores. O livro, editado em Portugal pela Gradiva, foi recentemente apresentado por Paulo Gama Mota, director do Museu da CiĂŞncia da Universidade de Coimbra, no âmbito da iniciativa â&#x20AC;&#x153;CafĂŠ, Livros e CiĂŞnciaâ&#x20AC;?. Trata-se de um projecto que pretende promover a leitura de    &  W k $    com a colaboração do Museu da CiĂŞncia, Centro CiĂŞncia Viva RĂłmulo de Carvalho e a FĂĄbrica Centro CiĂŞncia Viva de Aveiro que, na primeira quinta-feira de cada mĂŞs, propĂľe um encontro literĂĄrio, dedicado Ă  ciĂŞncia, numa destas instituiçþes.

Paulo Gama Mota, director do Museu da CiĂŞncia da Universidade de Coimbra, apresentou o livro


FIGURAS DO ANO

6

QUINTA-FEIRA

w w w . campeao p r o vin cia s.co m

Jaime Carvalho e Silva Ascensor [retrospectiva de 2010] A

S U B I R

Ă lvaro Maia Seco â&#x20AC;&#x201C; Professor universitĂĄrio e vereador da Câmara de Coimbra, renunciou Ă  presidĂŞncia da sociedade MetroMondego quando se tornou claro o colapso do projecto de Metro de superfĂ­cie em alternativa ao Ramal ferroviĂĄrio da LousĂŁ. Nomeado, pela primeira vez, pelo anterior Governo, o gestor teve a lucidez de dizer basta quando sentiu que o actual Executivo tem a desfaçatez de fazer gato-sapato de um projecto estr uturante para Coimbra. AntĂłnio Horta OsĂłrio â&#x20AC;&#x201C; Trata-se de um portuguĂŞs chamado a liderar o banco inglĂŞs Lloyds, a convite do Governo de Londres. Para Portugal nĂŁo ser via ou nĂŁo tenha ele dito ser impraticĂĄvel continuar a injectar milhares de milhĂľes de euros pĂşblicos no BPN. AntĂłnio Marinho e Pinto â&#x20AC;&#x201C; Nem sempre o causĂ­dico usa o tom certo quando acha impossĂ­vel calar a revolta que sente, mas nem por isso deixam de ser pertinentes muitas das suas inter vençþes. Pode-se nĂŁo gostar do estilo e apontar-lhe atĂŠ uma ou outra incoerĂŞncia, certo ĂŠ que pautou o seu primeiro mandato Ă  frente da Ordem dos Advogados pela liberdade de pensamento, deter minação e coragem. Ao sujeitar-se a novo escr utĂ­nio, foi reeleito, tendo averbado quase tantos votos quantos os obtidos pelos dois opositores. MĂĄrio Ruivo â&#x20AC;&#x201C; Cabe-lhe o mĂŠrito de, hĂĄ trĂŞs anos, ter tido coragem para se perfilar como alternativa ao entĂŁo lĂ­der distrital do PS/Coimbra, Victor Baptista, que exerceu o cargo durante sete anos e meio (trĂŞs mandatos consecutivos). Em 2008, Ruivo perdeu; volvidos dois anos, ganhou. E o triunfo por uma margem de dois votos tem o seu quĂŞ de simbĂłlico. Teresa Mendes â&#x20AC;&#x201C; O IPN - Instituto de Pedro Nunes (Associação para a Inovação e Desenvolvimento em CiĂŞncia e Tecnologia), liderado pela professora universitĂĄria Teresa Mendes, foi reconhecido, este ano, por possuir a melhor incubadora de base tecnolĂłgica do mundo. Cotado pela sua vocação de apoio a empreendedores inovadores e Ă s pequenas e mĂŠdias empresas, o IPN vai ser distinguido com a Medalha de ouro de Coimbra. PUBLICIDADE

Carlos Encar nação â&#x20AC;&#x201C; Reconduzido para terceiro mandato consecutivo como presidente da Câmara de Coimbra, esperava-se que os sapatos com que acenou tivessem solas para mais de um ano. Henrique Fer nandes â&#x20AC;&#x201C; Foi escutado, fortuitamente, no âmbito de intercepçþes telefĂłnicas feitas em processos em que sĂŁo arguidos camaradas dele, e o resultado ĂŠ desastroso para quem tem a responsabilidade de representante do Governo. JosĂŠ SĂłcrates â&#x20AC;&#x201C; O canto de sereia do primeiro-ministro comprometeu a credibilidade do seu Executivo e nem o ministro das Finanças, de quem se esperava outro desempenho, escapou ao desacerto.

A antropĂłloga forense, de Coimbra, lidera uma equipa que parte amanhĂŁ

  Â&#x201E;;W   + 4 %   ' " "  num dos mais traumĂĄticos acontecimento da guerra colonial: o desastre de Cheche,    <" wYY    "  '    a provocar a morte a quase 50 soldados. A equipa de investigadores, da Faculdade de CiĂŞncias e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), tem uma semana

 4       '   sepultados numa vala comum. Promovida pela Liga dos Combatentes de Portugal, no _'    ?" % ! @ ; &       

   '   #[  ;  ?  4   ' z         "     "   @#?Â&#x2020;   $    +     &        %         @4     !  &   " "           *    [ &  Â&#x192;  {  ' #

25 DE FEVEREIRO DE 2010

7 DE JANEIRO DE 2010

Madalena Carrito

Fernanda Maçãs

Ă&#x2030; tempo do paĂ­s olhar para a gastronomia com outros olhos, defendendo este importante registo da identidade e da cultura portuguesa e preservando as suas tradiçþes. Madalena Carrito, mordomo-mor da Confraria da Chanfana, de Vila Nova de Poiares, acaba de tomar posse para mais um mandato de trĂŞs ano Ă  frente da Federação Portuguesa das Confrarias GastronĂłmicas. Vila Nova de Poiares, tendo                !      !"           #  decorridos sobre a publicação do Conselho de Ministros, que considera esta forma de saber como parte integrante do patrimĂłnio cultural portuguĂŞs, Madalena Carrito quer que 2010 seja marcado pelo reconhecimento em termos culturais, com maior apoio Ă s iniciativas relacionadas com o patrimĂłnio gastronĂłmico.

14 DE JANEIRO DE 2010

Ana Bastos Na Universidade de Coimbra, Ana Bastos ĂŠ uma dos oito investigadores da Faculdade de CiĂŞncias e Tecnologia que estĂŁo a desenvolver um projecto inovador: uma     $  %   "   &    ' rodoviĂĄrio (urbano, suburbano, rural). Trata-se de encontrar soluçþes integradas de  %    *    "+          4       '   " +"4  "  &  "  # * tambĂŠm, investigadores da Faculdade de Engenharia do Porto e da Universidade do        ;     < %   = >  #?;   4  4  &     %          %      @4  K W &4  X? ;$ ;  YZ %     "  essencialmente em preocupaçþes de garantia de velocidades e nĂ­veis de serviço elevados, mas, desde entĂŁo, a    "   "        %   $4=  e actividades urbanas locaisâ&#x20AC;?.

21 DE JANEIRO DE 2010

Jorge Sampaio >    [  \ *'  & ]%  em Portugal, fosse cĂŠlere, acessĂ­vel e que todos os intervenientes assumissem um compromisso, mas contou sempre com entraves por parte das corporaçþes. Disse-o apĂłs a cerimĂłnia de doutoramento â&#x20AC;&#x153;honoris causaâ&#x20AC;? pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, no domingo, onde tambĂŠm referiu que a reforma de um   ]% ;?    @&     ?    % imune a demagogias, ou a apressadas alteraçþes legislativasâ&#x20AC;?. Jorge Sampaio, nas

  K" ^     \<    K         4  ;    "_       %     na defesa dos valores humanos e do Direito. Foi advogado e, aos 70 anos, tem um percurso que passou, entre  %`    k    "wYxYy z  [{kwY|YwYYwy   _    }' kwY|YwYY~y[  \ *'  kwYYÂ&#x20AC;ZZy"    +  ^ %`Â  

  }   >'       K  %  "  %`#

28 DE JANEIRO DE 2010

JosĂŠ Tolentino O padre JosĂŠ Tolentino de Mendonça foi o vencedor da terceira edição do PrĂŠmio LiterĂĄrio Fundação InĂŞs de Castro, com a obra publicada em 2009 â&#x20AC;&#x153;O viajante sem sonoâ&#x20AC;? (edição AssĂ­rio e Alvim), tendo sido tambĂŠm decidido atribuir o Tributo Con  %$'    K k %Â&#x201A;4y#K %` +'     wxZZ Â&#x201A;  }+ '  '  ]; Carlos Seabra Pereira falar sobre JosĂŠ Tolentino e a Frederico Lourenço sobre a obra de   K #*  +z  Kz' [   JosĂŠ Carlos Seabra Pereira, MĂĄrio ClĂĄudio, Fernando GuimarĂŁes e Frederico Lourenço. O trofĂŠu entregue ao vencedor do PrĂŠmio LiterĂĄrio ĂŠ uma escultura em prata e pedra, da autoria de JoĂŁo Cutileiro.

Manuel Castelo Branco

D E S C E R

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

EugĂŠnia Cunha

O matemĂĄtico da Faculdade de CiĂŞncias e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), Jaime Carvalho e Silva acaba de iniciar funçþes como secretĂĄriogeral da ComissĂŁo Internacional para a Instrução da MatemĂĄtica (CIIM), a maior associação mundial dedicada ao ensino da disciplina. O investigador de Coimbra, cujo trabalho e competĂŞncia ĂŠ reconhecido ao mais alto nĂ­vel, ĂŠ o primeiro portuguĂŞs a ser eleito secretĂĄrio-geral deste importante organismo que congrega, actualmente, 72 paĂ­ses. Sucede no cargo a Bernard Hodgson, da Universidade Laval. Com trabalho de investigação na ĂĄrea de AnĂĄlise e HistĂłria e Metodologia da MatemĂĄtica do Centro de MatemĂĄtica da FCTUC, Jaime Carvalho e Silva ĂŠ o autor do livro â&#x20AC;&#x153;MatemĂĄtica 7â&#x20AC;? â&#x20AC;&#x201C; que lhe valeu em 2005 a atribuição do prĂŠmio JosĂŠ SebastiĂŁo e Silva â&#x20AC;&#x201C; e â&#x20AC;&#x153;MatemĂĄtica 8â&#x20AC;?, distinguido em 2000 com uma menção honrosa do mesmo prĂŠmio. Criada em 1908, aquando do Congresso Internacional de MatemĂĄticos de Roma, sob sugestĂŁo do matemĂĄtico e historiador da matemĂĄtica David Eugene Smith, a CIIM tem por missĂŁo proporcionar um fĂłrum internacional para o estudo e aperfeiçoamento da educação matemĂĄtica mundial. Anualmente, este organismo avalia a situação do ensino da MatemĂĄtica a nĂ­vel mundial, focando-se em diversos temas, como a formação dos professores, o uso das tecnologias ou a aplicação desta disciplina nas escolas.

04 DE FEVEREIRO DE 2010

A

30

O novo presidente do Instituto de Contabilidade e Administração de Coimbra (ISCAC), eleito pela Assembleia de Representantes, ĂŠ Manuel Castelo Branco, que obteve 11 votos, contra quatro alcançados por Matos de Carvalho. Professor adjunto Â&#x192;{K ;   wYYZ    W " 4 mandato de quatro anos, jĂĄ ao abrigo do novo estatuto do PolitĂŠcnico e do prĂłprio estabelecimento, na sequĂŞncia das alteraçþes ao Regime JurĂ­dico das Instituiçþes de Ensino Superior (RJIES). O novo presidente do ISCAC, mestre em Direito e especialista  +     '   ]%     ! fundador, administrador e presidente da Assembleia Geral da empresa Crioestaminal. Nas bases programĂĄticas da candidatura a presidente do ISCAC, Manuel Castelo Branco disse estar â&#x20AC;&#x153;consciente de que a Escola entrou num tempo novo, difĂ­cil e incerto, por força das mudanças nos quadros jurĂ­dicos reguladores do funcionamento do Ensino Superior, por um lado, e da carreira docente, por outroâ&#x20AC;?. Refere, ainda, querer â&#x20AC;&#x153;projectar o ISCAC na comunidade, pelo reconhecimento do ensino ministrado, da investigação desenvolvida e dos serviços prestados,    *'   &    ; @#

11 DE FEVEREIRO DE 2010

4"   _   ' k       [{y  54 anos, jurista, acaba de ser nomeada para vogal do Conselho Directivo da Entidade Reguladora dos Serviços de Ă guas e ResĂ­duos (ERSAR). O organismo substituiu, hĂĄ quatro meses, o Instituto Regulador de Ă guas e ResĂ­duos (IRAR), sendo que a nova designação tem subjacente um regime jurĂ­dico destinado %  " %    #   ";  _  do MinistĂŠrio do Ambiente, a filosofia de serviço da ERSAR foi instituĂ­da pelo Decreto-Lei nÂş 277/2009. A jurista Fernanda Maçãs sucedeu Ă  engenheira quĂ­mica Dulce PĂĄssaro, que transitou do Conselho Directivo (CD) do IRAR para titular do MinistĂŠrio K'# \{K\   ';]  W  k  y{[ k" y#\  ?  z@     <   Maçãs, natural de Cantanhede, era coordenadora do Departamento JurĂ­dico do Banco de Portugal (BP) e docente da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, onde intervinha em cursos promovidos pelos    [*' \ %     ' K'# > '   ] +"   %_'    " "   Â&#x192; Â&#x201E;K  %[*'    Â&#x192; ^   K  %#"  " [  Â&#x201E;  \ *'    de reconhecido mĂŠrito, tendo sido equiparada a procuradora-geral-adjunta. Quis ser mĂŠdica, foi enfermeira,  ;&  "       ! #

04 DE MARĂ&#x2021;O DE 2010

Helena da Rocha Pereira A Associação Portuguesa de Escritores distinguiu a professora Maria Helena da Rocha Pereira, de 85 anos, a primeira mulher catedrĂĄtica da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, com o prĂŠmio Vida LiterĂĄria, no valor de 25 mil euros. Ă&#x2030; considerada a maior autoridade portuguesa em estudos clĂĄssicos, sendo um dos nomes mais importantes na investigação em estudos literĂĄrios-lĂ­nguas e literaturas clĂĄssicas, cultura e literatura gregas. O presidente da APE, JosĂŠ Manuel Mendes, sublinha o facto de a professora universitĂĄria ter â&#x20AC;&#x153;moldado sucessivas geraçþes de leitores, alĂŠm de ser uma referĂŞncia viva da cultura a que pertencemosâ&#x20AC;?, acrescentou que a decisĂŁo sobre prĂŠmio ;     &  ;   ;#K 4 "    '      Â&#x2C6;    Rocha Pereira tambĂŠm mereceu fortes elogios da vogal Teresa Martins Marques, que enalteceu ainda a carreira â&#x20AC;&#x153;de grande devoçãoâ&#x20AC;? da premiada, considerando que sĂł assim a â&#x20AC;&#x153;se chega a um conhecimento tĂŁo profundoâ&#x20AC;? quanto o da ensaĂ­sta, num tempo em que somos marcados â&#x20AC;&#x153;pela literatura lightâ&#x20AC;?. Com mais de 300 obras publicadas, entre livros, enciclopĂŠdias, crĂ­ticas e traduçþes do grego e do latim, Helena da Rocha Pereira tem um imenso currĂ­culo.

11 DE MARĂ&#x2021;O DE 2010

LuĂ­s Reis Torgal A obra â&#x20AC;&#x153;Estados Novos, Estado Novoâ&#x20AC;? de LuĂ­s Reis Torgal foi considerada,

 * [;] &  "   '  " %   "  %z      Â&#x192;    "  '  2009, de entre as 52 obras publicadas. A actualidade do tema e a sua conformidade com o espĂ­rito do PrĂŠmio Joaquim de Carvalho â&#x20AC;&#x201C; que era o director da Imprensa  &      " {  wYÂ&#x2030;Â&#x160;Â&#x2039;' z   '     '       " %`&    *'    &       %   `"   *  '%  ;"  Â&#x2030;ZZZ#\ Torgal, investigador do Centro de Estudos Interdisciplinares do SĂŠculo XX (CEIS20) da Universidade de Coimbra e professor catedrĂĄtico aposentado da Faculdade de Letras, onde dirigiu durante vĂĄrios anos o Instituto de HistĂłria e Teoria das Ideias, foi ainda fundador e director da â&#x20AC;&#x153;Revista de HistĂłria das Ideiasâ&#x20AC;? e da revista â&#x20AC;&#x153;Estudos do SĂŠculo Â?Â?@# wY|Â&#x20AC;&          ^" {  #

18 DE MARĂ&#x2021;O DE 2010

VirgĂ­lio Caseiro O passado fim-de-semana foi de homenagem ao maestro, que foi alvo de um concerto prestĂ­gio pela formação que dirige, a Orquestra ClĂĄssica do Centro ky  % &"   _         % 4        '%        de Coimbra (jĂĄ tem a de mĂŠrito cultural). Nas palavras de EmĂ­lia Cabral Martins, presidente da Direcção da OCC, a orquestra â&#x20AC;&#x153;ĂŠ o resultado da determinação e do    &Â&#x2020;z     $*  ' @   "  sido â&#x20AC;&#x153;um pequeno gesto, uma flor oferecida a uma personalidade que tanto tem contribuĂ­do para o enriquecimento cultural da cidade, que tanto tem trabalhado, pugnado, pelo valor maior da   %         % +"   '   + cativante, um mestre com um saber sĂłlidoâ&#x20AC;?. Participando no â&#x20AC;&#x153;Rec(a)ontar Coimbraâ&#x20AC;?, o maestro, natural de AnsiĂŁo, teve em palco cerca de 200 pessoas, incluindo o grupo de fados â&#x20AC;&#x153;O Cancioneiro de Coimbraâ&#x20AC;?, que integra, e 4 &     # &Â&#x20AC;ZZ     [  \ *'       {      K   Universidade de Coimbra, o grupo ARS Musicae e a Orquestra Para-SinfĂłnica Juvenil de Coimbra e, desde +  Â&#x2030;Z "   " " 4 =   !  4     a funcionar no PavilhĂŁo Centro de Portugal com 130 crianças, com o objectivo de investigar o contributo da *  " "  " "# [VirgĂ­lio Caseiro viria a demitir-se do cargo de director artĂ­stico da OCC no VerĂŁo]

25 DE MARĂ&#x2021;O DE 2010

Linhares Furtado â&#x20AC;&#x153;Transplantação de ĂłrgĂŁo abdominais em Coimbraâ&#x20AC;? ĂŠ o livro que o mĂŠdico, cirurgiĂŁo e professor lança hoje, dia 18, pelas 21h15, no PavilhĂŁo Centro de Portugal. ?Â&#x2013;! '"  &  " & @4   Linhares Furtado, acrescentando que a obra nĂŁo ĂŠ sĂł para mĂŠdicos, mas que pode         " + #K   "&    =   ? ' @" "   " Â&#x2C6; 4K %  % ]">    Doença CrĂłnica HepĂĄtica - destinando-se Ă  obra social promovida por esta instituição. Agora que estĂĄ quase a abandonar por completo a vida clĂ­nica, Linhares Furtado recorda â&#x20AC;&#x153;40 e tal anos de uma actividade intensĂ­ssimaâ&#x20AC;?, de que o livro refere â&#x20AC;&#x153;apenas uma pequena parteâ&#x20AC;?. A obra ĂŠ prefaciado por Dinis da Gama, & " ? @    %[ &?   +  4 escolaâ&#x20AC;?, enquanto a apresentação estĂĄ a cargo de Carmona da Mota. â&#x20AC;&#x153;As transplantaçþes de ĂłrgĂŁos sĂŁo meios de   4  4& `   z      "   "  " @ } < #?Â&#x2013;+      * % muito grande; era normal estar 15 horas numa sala de operaçþes e, em casos mais complicados, chegĂĄmos mesmo        @#} <  +"              =      + #> 4     Â&#x160;Â&#x160; Â&#x2030;   director do Serviço de Urologia dos Hospitais da Universidade de Coimbra, estĂĄ reformado desde 2003 e ainda ĂŠ professor da Faculdade de Medicina. 18 DE FEVEREIRO DE 2010

Ă lvaro Maia Seco       Â&#x2019; "   { saber, anteontem, que sem garantias do Governo acerca da construção da Linha do Â&#x2C6;   + "     #K    '      " " {  '       !4 =   &  +   Â&#x201C;'  ' 4Â&#x201D;#K 4       ;         %` feitas a Nascente da avenida de FernĂŁo de MagalhĂŁes em nome da abertura de uma avenida central (nunca construĂ­da). Por ter sido escolhido, na vigĂŞncia do anterior Governo,

 +    >  ; "+" &  {  +    %  ;   z  K [  Â&#x2020;#K     z" ];{!  4" 

      +}   Â&#x201C;"   Â&#x201D; [{#K "        !  "     +{  _'  ?<   @K [   4  !    Â&#x201E;"  "  '+ $  %      %`  sucateiro Manuel Godinho (em regime de prisĂŁo preventiva ao abrigo de tal processo). Posto isto, parabĂŠns, Maia Seco! [Ă lvaro Maia Seco apresentou a sua demissĂŁo da sociedade MetroMondego a 17 de Outubro]

01 DE ABRIL DE 2010


30

QUINTA-FEIRA

FIGURAS DO ANO

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

7

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

Duarte Nuno Vieira

António Teixeira

O presidente do Instituto de Medicina Legal foi condecorado pelo Governo do Kosovo, como reconhecimento pelos serviços prestados na criação dos serviços médico-legais naquele país, na formação de profissionais, bem como pelo contributo na identificação de pessoas vitimadas pela guerra. A distinção, entregue pela ministra da Justiça, Nebike Kelmendi, decorreu no âmbito da Conferência Internacional de Pessoas Desaparecidas, na qual o catedrático da Faculdade de Medicina de Coimbra participou como elemento do comité científico e conferencista, tendo também sido distinguidos o Comité Internacional da Cruz Vermelha e a Comissão Internacional de Pessoas Desaparecidas, com todos a serem recebidos em audiência pelo Presidente da República do Kosovo. Duarte Nuno Vieira preside ao Conselho Europeu de Medicina Legal, à Academia Internacional de Medicina Legal, à Associação Internacional de Ciências Forenses e à Associação Mundial de Médicos de Polícia.

08 DE ABRIL DE 2010

Luís Leal O presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho tem razões para estar satisfeito, dado que uma forte aposta que fez no concelho está a dar frutos e vai entrar na alta roda do desporto internacional. Esta semana ficou-se a saber que Portugal vai organizar a Taça do Mundo de canoagem em 2013, pretensão garantida no congresso da Federação Internacional da modalidade, em Belgrado. É mais uma prova da confiança da canoagem internacional no trabalho que se está a desenvolver em Portugal e, agora, o próximo objectivo é receber um campeonato do Mundo, porque já se encontra garantida a organização dos Europeus sub-23 e juniores, em 2012, bem como dos Europeus absolutos em 2013. Estas provas vão decorrer no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho, infraestrutura orçada em 16 milhões de euros e com com conclusão prevista para Setembro, altura em que vai receber os Europeus de remo. Aquele Centro, em Montemor, vai estar preparado para albergar a canoagem, o remo, o triatlo e a natação em águas abertas, todas disciplinas olímpicas.

15 DE ABRIL DE 2010

Susana Redondo A empresária, que no ano passado ofereceu aos Bombeiros Voluntários de Coimbra (BVC) uma viatura com o nome dos pais, voltou a repetir este gesto benemérito oferecendo à corporação uma nova viatura, desta vez com o nome dela. Susana Redondo, filha do conhecido empresário do Licor Beirão, já falecido, Carranca Redondo, deu assim mais um importante contributo a uma instituição que há 121 anos trabalha, com abnegação, em prol da cidade, salvando vidas e bens. Na sessão comemorativa de mais um aniversário dos BVC, oito jovens descendentes de José Carranca Redondo foram agraciados pela entidade aniversariante, num gesto de reconhecimento pelo apoio material que a conhecida família lousanense tem prestado à corporação ao longo dos anos.

22 DE ABRIL DE 2010

José Manuel Silva “Defender os médicos, os doentes e a saúde” é o lema da candidatura de José Manuel Silva a bastonário da Ordem dos Médicos (OM), que apresentou, terça-feira à noite, em Coimbra, tendo Santana Maia (ex-bastonário) como presidente da comissão de honra e o professor Linhares Furtado como mandatário nacional. Actual presidente do Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos. O internista dos Hospitais da Universidade de Coimbra candidata-se, às eleições de Dezembro, pela “mudança, renovação, dinamização e recuperação do prestígio e da ética da Ordem dos Médicos”, referindo que comunga da “insatisfação da generalidade da classe médica face ao deficiente funcionamento” da estrutura profissional. José Manuel Silva considera que a Ordem “precisa de se renovar, de se tornar mais transparente, democrática e participada”, defende uma alteração dos estatutos e quer uma OM como “parceira credível e respeitada junto do poder político e da opinião pública”. [José Manuel Silva vai disputar em Janeiro a segunda volta das eleições para bastonário]

Luzio Vaz e Virgílio Caseiro

Ao inaugurar na semana passada as novas instalações ---es-esal paçosas, lindas e funcionais --- da Ibermetais na zona industrial de Freamunde, o empresário António Teixeira (líder natural doo Grupo Fapricela, com sede em Ançâ, aqui às portas de Coimbraa que inclui, além da Fapricela e da Ibermetais, a Torricentro, o aldeamento turístico de Quiaios Hotel e participações váriass em outras unidades económicas e que se apronta para consti-tuir com a Mota Engil, e outros, um consórcio que vai investirir em Angola) juntou-se àquela meia dúzia de empreendedores inconformados que não se resignam perante as dificuldades do momento e que acreditam no valor do trabalho honrado enquanto via para uma recuperação sadia e sustentada do nosso país. È mais uma unidade fabril do Grupo comprada há dois ou três anos mas que agora se transferiu para uma nova zona de Freamunde, concelho de Paços de Ferreira, e se instalou em amplas, novas e confortáveis instalações com uma área coberta da ordem dos 20000 m2, implantada num todo superior a 7 hectares. O tratamento do arame, aço e metais é a sua actividade. O investimento (nas instalações) ultrapassa os 15 milhões de euros, o emprego aproxima-se da centena, os maiores clientes são estrangeiros e a confiança no futuro assenta na capacidade de um homem, António Teixeira, um autêntico mouro de trabalho, pessoa com invulgar sentido de honra que, retirado dos holofotes dos falsos notáveis, vai construindo, dia a dia, um Grupo empresarial sólido, um dos maiores empregadores da zona centro, exportador da grande maioria da sua produção. António Teixeira, assumidamente um homem de família, chamou para o seu lado os dois filhos ( Pedro Teixeira e Rosinda Teixeira), fez deles seus companheiros da Administração, ensinou -lhes o caminho da vida, evidenciou – lhes o valor do trabalho honrado e com eles faz diariamente uma caminhada de sucesso que honra a família, serve a região e ajuda o país. O Presidente da República foi levar lhe, no dia da inauguração das novas instalações, um forte abraço e uma palavra de estímulo (foto). E fez bem. Mais do que muitos, Cavaco Silva sabe bem que salvar o país da bancarrota passa por homens desta matriz e desta fibra.

03 DE JUNHO DE 2010

Meliço-Silvestre e Jaime Soares O médico e antigo presidente da Comissão Nacional de Luta contra a Sida, António MeliçoSilvestre, bem como o presidente da Câmara de Vila Nova de Poiares e dirigente da Federação de Bombeiros do Distrito de Coimbra, Jaime Marta Soares, constam entre as 37 personalidades e instituições que o Presidente da República vai condecorar hoje, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. Ambos serão distinguidos com a Ordem do Mérito, sendo atribuído o título de Grande Oficial a Meliço-Silvestre e o de Comendador ao autarca social-democrata Jaime Soares. Para além destas duas reputadas individualidades, durante a cerimónia oficial das comemorações do 10 de Junho, que este ano decorrem em Faro, Cavaco Silva irá distinguir a Fenacerci e a Fundação Irene Rolo com os títulos de membro honorário da Ordem do Mérito e, a título póstumo, o fiscalista e professor universitário Saldanha Sanches, com a Ordem da Liberdade.

10 DE JUNHO DE 2010

“Alma” é o título do primeiro registo discográfico do coro Alma de Coimbra, que tem no maestro Augusto Mesquita o seu regente e um dos mais dinâmicos impulsionadores do projecto. O disco foi apresentado, ontem, no Auditório dos Oceanos do Casino de Lisboa, numa cerimónia que contou com a presença de 650 convidados. Após quatro anos de intensa actividade e dezenas de concertos quer em Portugal quer no estrangeiro – com espectáculos na Áustria, Indonésia, Estados Unidos da América, Índia, Itália, Macau, Republica Checa, Timor e Tunísia – o coro Alma de Coimbra fez uma pausa para gravar o seu primeiro disco, uma colectânea de 15 músicas, em português, com harmonização do maestro Augusto Mesquita. Com este álbum, o grupo pretende retratar a lusofonia como embaixadora da divulgação cultural, oferecendo ao público uma viagem apaixonada que, musicalmente, vai de Coimbra a Lisboa, da Beira Baixa ao Alentejo, dos Açores a Cabo Verde.

06 DE MAIO DE 2010

17 DE JUNHO DE 2010

Jaime Ramos

Papa Bento XVI Portugal recebe, desde terça-feira e até amanhã, a primeira visita do Papa Bento XVI, num ano em que se assinala um século de proclamação da República. O facto não foi esquecido pelo líder dos católicos, ao declarou que a separação do Estado “criou um espaço novo de liberdade para a Igreja”, acrescentado, sem aludir a nenhuma das recentes mudanças legislativas no nosso país, que a Igreja “está aberta a colaborar com quem não marginaliza nem privatiza a essencial consideração do sentido humano da vida”. Sem esconder a realidade do país, o Presidente da República disse ao Papa que os portugueses precisam de “mensagens de esperança”, no meio da “sede de justiça e solidariedade” e dos “tempos de incerteza que põem à prova a solidez das convicções e a força dos laços que unem as comunidades”. O Papa está hoje no santuário de Fátima, onde já celebrou missa em 1996, como cardeal Joseph Ratzinger, reunirá com instituições de solidariedade social, depois de ontem, em Lisboa, ter tido um encontro com académicos, cientistas, actores, escritores, pintores e músicos.

13 DE MAIO DE 2010

António Amaro António Amaro é o novo director-adjunto do Centro Distrital de Coimbra de Segurança Social, tendo sucedido a Pedro Coimbra (que transitou para uma das vice-presidências da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro). Natural de Loriga, o coadjutor de Mário Ruivo é director do Núcleo de Recursos Humanos do Centro Distrital desde 2001. Com 55 anos de idade, Amaro foi coordenador do Núcleo de Gestão de Pessoal da Administração Regional de Saúde de Coimbra e técnico superior da Direcção Regional de Ambiente do Centro.

15 DE JULHO DE 2010

Milton Costa

Manuel Antunes O cirurgião cardiotorácico, uma das referências nos transplantes do coração, recebeu a visita do Presidente da República, no âmbito de um roteiro que Cavaco Silva fez para destacar o que de bom se faz nesta área, também nos Hospitais da Universidade de Coimbra. Mas o professor Manuel Antunes continua a estar em destaque pela sua perspectiva sobre a saúde pública, à qual se dedica em exclusividade desde há 22 anos. “A saúde não tem preço”, recorda, mas complementa que “tem custos”. E recorde-se que no seu livro lançado há uma década - “A doença da Saúde” - já dava conta de um conjunto de “desperdícios” que, mais tarde, o Tribunal de Contas veio apontar. O diagnóstico de Manuel Antunes aponta para 25 por cento de “utilização abusiva de recursos” e, sem medo do que diz, refere que os HUC poderiam fazer o mesmo com menos dois terços dos 6 000 funcionários.

Augusto Mesquita Aníbal Duarte de Almeida

08 DE JULHO DE 2010

27 DE MAIO DE 2010

29 DE ABRIL DE 2010

A Casa dos Pobres de Coimbra assinala sábado, dia 8 de Maio, as “Bodas de Diamante” (75 anos) e a melhor prenda que a instituição e o sempre pujante e lutador presidente da Direcção poderiam receber seria os donativos necessários para completar o equipamento das novas instalações. Aníbal Duarte de Almeida espera conseguir abrir o mais breve possível o edifício construído de raiz na Quinta do Cedro, em S. Martinho de Bispo, para que a Casa dos Pobres possa abandonar, em definitivo, a Praça do Comércio. Quem desejar comparecer no convívio, sábado, pelas 13h00, ficará a conhecer as novas instalações – melhor, ainda, se der uma prenda de aniversário – e poderá saborear uma grelhada mista. Esta é também uma forma, promovida por Aníbal Duarte de Almeida, de agradecer os gestos de magnificente cooperação, praticados por todos os sectores de actividade da comunidade, bem como pela gente simples do povo.

Dois cidadãos de Coimbra foram distinguidos, no Dia da Cidade, com a Medalha de Ouro, enaltecendo-se assim o seu percurso de vida e a dedicação a que se entregaram ao que fazem. Luzio Vaz, nas palavras do presidente da Câmara Municipal, fez dos Serviços Sociais da Universidade de Coimbra “um modelo de instituição”, “superando limites, inventando soluções, moldando a lei à vida” e fez tudo isto “com a simplicidade de quem acha que nada fez de extraordinário, de quem encontra na dedicação total o segredo da eficiência”. O maestro Virgílio Caseiro teve, igualmente, o reconhecimento público, por “ensinar o caminho a música a tantos”. No dizer de Carlos Encarnação, “ambos cometeram o saboroso pecado de terem querido fazer de Coimbra um lago no meio do mar”.

O médico e presidente da Fundação ADFP, de Miranda do Corvo, foi o vencedor da 1.ª edição dos prémios “Acção Social 2010”, na categoria de Dirigente do Ano. Na cerimónia de atribuição dos prémios, que teve lugar terça-feira, em Loures, Jaime Ramos agradeceu a distinção, considerando que era o reconhecimento do trabalho de toda a equipa de colaboradores da Fundação ADFP, tendo salientado o importante papel que é desempenhado por todos os técnicos da instituição, sem esquecer os trabalhadores com deficiência e/ou doença crónica. Apresentou, ainda, o Parque Biológico da Serra da Lousã que, apoiando a biodiversidade portuguesa, constitui um projecto inovador na integração social de pessoas com deficiência e doença mental, apostando na coesão social e na sustentabilidade financeira. Os outros vencedores dos prémios foram a SIC Esperança (na categoria Projecto Social do Ano), Município de Ponte do Sôr (Prémio Poder Local), Montepio Frota Solidária (Prémio Responsabilidade Social Empresarial), Centro de Assistência Social à Terceira Idade e Infância de Sanguedo, Santa Maria da Feira, (Prémio Instituição Social do Ano).

Professor catedrático da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), acaba de assumir funções dirigentes na Comissão Internacional para a Exploração do Mar Mediterrâneo (CIESM), uma organização intergovernamental que está sediada no Mónaco e é presidida pelo príncipe Alberto. O organismo reúne actualmente 23 países, entre os quais, Portugal, Espanha, Itália, França, Suíça, Alemanha, Israel, Síria, Egipto e Argélia e a direcção está estruturada em seis comités científicos, com o investigador de Coimbra a dirigir o de Microbiologia Marinha e Biotecnologia. Milton Costa elege como prioridade do seu mandato, de três anos, “disseminar e intensificar a investigação na área dos microrganismos extremófilos (que crescem e se reproduzem em condições extremas, com níveis extraordinariamente altos ou baixos de temperatura, sal, acidez, etc.) porque estes enigmáticos seres vivos produzem enzimas e produtos com um enorme potencial biotecnológico, em campos tão diversos com a saúde, agricultura e poluição, entre muitos outros”. O professor de Coimbra preside, também, à Federation of European Microbiological Societies, que reúne investigadores de 36 países europeus.

22 DE JULHO DE 2010

Patrocínio Alves Expofacic aí está a comemorar os seus 20 anos, cheia de força, de ânimo e de confiança no futuro. Está ali, a dois passos, o que Coimbra não conseguiu fazer com a CIC, pese embora esta tenha nascido bem e com boas intenções. Depois enredou-se nas teias do desânimo com que Coimbra gosta de tecer as suas próprias mantas e da CIC inicial resta uma agonia continuada. Mas se olharmos um pouco para além da biqueira dos nossos próprios sapatos, facilmente se detecta que a Expofacic não é uma Exposição de Cantanhede, mas em Cantanhede. É uma realização que consubstancia uma ideia, um projecto e uma valia que a, atingida a maioridade, a confirma como uma das Feiras/Exposição mais fortes do país, ombreando com outras, seja em Santarém, Beja ou outra terra qualquer. Daí que seja um orgulho e uma responsabilidade que devem ser assumidos por toda a região e pelo próprio país. Claro que não se pode, nem se pretende, tirar o mérito às gentes de Cantanhede que a conceberam, dimensionaram e realizam. E se esse mérito não pode ser recusado aos Executivos que Cantanhede tem a sorte de ter tido à frente dos seus destinos, não é menos verdade que tudo poderia ser diferente se à frente da Comissão Realizadora não estivesse um homem com a capacidade de trabalho, a postura de vida e a seriedade empreendedora do Engº Patrocínio Alves, inequivocamente a alma mater da Expofacic, desde logo como o grande motivador de uma equipa que se entrega a esta realização com indisfarçável orgulho. Um grande líder de uma grande realização. É credor da gratidão de todos quantos se preocupam com o desenvolvimento da sua terra e do seu país.

29 DE JULHO DE 2010

Pedro Cruz Aluno do mestrado de Engenharia Informática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), Pedro Cruz acaba de ser distinguido com o prémio “Melhor Trabalho de Aluno”, na SIGGRAPH 2010, o maior evento de computação gráfica e tecnologia do mundo. Este evento reuniu em Los Angeles (EUA) cerca de 25 000 participantes, entre os quais respeitados profissionais das artes gráficas, videojogos, animação, cinema e efeitos visuais. Pedro Cruz apresentou o vídeo “Visualizing Empires Decline”, um projecto de visualização de informação que narra o declínio dos quatro principais impérios marítimos dos séculos XIX e XX (Portugal, Espanha, França e Grã-Bretanha). O trabalho do aluno da FCTUC foi escolhido pelo júri, entre um leque de 750 filmes apresentados, para exibição no Festival de Animação por Computador, que decorreu ao longo da conferência, partilhando o destaque dado a filmes como “Avatar”, “Alice no País das Maravilhas”, “Príncipe da Pérsia” e “2012”. As diferentes versões do vídeo criado por Pedro Cruz – que já atingiram cerca de meio milhão de visualizações – estão disponíveis na Internet, em http:// mondeguinho.com/master.

05 DE AGOSTO DE 2010

24 DE JUNHO DE 2010

Eliana Pinto Fernando Guerra Professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC), Fernando Guerra tomou posse, esta segunda-feira, como próreitor da UC. O docente assume responsabilidades no âmbito do Projecto Estratégico para as Ciências da Saúde. Natural de Lisboa, Fernando Alberto Deométrio Rodrigues Alves Guerra licenciou-se em 1993 pela Faculdade de Medicina da UC, onde concluiu também o doutoramento em Medicina Dentária, na especialidade de Prótese Dentária e Oclusão, em 2004. Desde 1998, Fernando Guerra lecciona na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, onde é Professor Auxiliar com Agregação (Departamento de Medicina Dentária, Estomatologia e Cirurgia Maxilo-Facial). Fernando Guerra foi presidente da Direcção-Geral da Associação Académica de Coimbra (1991) e Pró-Reitor da UC, entre 2004 e 2007, com responsabilidade nas áreas da Prestação de Serviços Especializados, Ligação ao Exterior e Gestão da Inovação e da Qualidade, e entre 2007 e 2009, nas áreas do Gabinete de Apoio às Transferências do Saber e de Apoio à Coordenação da Equipa Reitoral. 20 DE MAIO DE 2010

Ferreira da Silva José Manuel Ferreira da Silva, advogado e membro da Assembleia Municipal (AM) de Coimbra (eleito pelo PS), é autor de uma moção que levou aquela autarquia a encarar a eventual suspensão do projecto do Metro de superfície como uma “Questão coimbrã”, tendo sido deliberado pedir uma audiência ao primeiro-ministro. Para o efeito, a AM pronunciou-se pela constituição de uma comissão em que terão assento membros de todos os grupos municipais nela representados. Da mesma comissão deverão fazer parte os presidentes das assembleia municipais da Lousã e de Miranda do Corvo. O documento, aprovado por unanimidade, expressa “inquietação e revolta” e alude a tal suspensão como um “sacrifício desproporcionado” a infligir, eventualmente, às pessoas de Coimbra, Miranda e Lousã. Outra autarca, Helena Freitas, afirmou que “nada de positivo terá visibilidade em Coimbra” enquanto persistir a actual estação ferroviária de Coimbra-B. “Deixar cair o projecto do Sistema de Mobilidade do Mondego é deixar cair décadas de planeamento”; advertiu a professora universitária.

01 DE JULHO DE 2010

A autarca Eliana Pinto vai frequentar o Centro de Estudos Judiciários (CEJ) para exercer a função de juíza nos tribunais administrativos e fiscais, soube o “Campeão”. A jurista era, há 10 meses, membro da Assembleia Municipal de Coimbra, cabendo-lhe renunciar ao estatuto de autarca. Já abdicou, de resto, da qualidade de membro do Secretariado da Comissão Concelhia conimbricense do PS, função para que tinha sido eleita mediante proposta de Carlos Cidade. Antiga funcionária da Câmara Municipal de Coimbra, Eliana Pinto estava a exercer o cargo de directora dos Serviços de Recursos Humanos da Direcção-Geral de Reinserção Social. Foi presidente da Comissão Concelhia de Pampilhosa da Serra do Partido Socialista e adjunta do ex-secretário de Estado Fernando Rocha Andrade. A jurista ficou apurada para frequentar o CEJ ao classificar-se em quinto lugar no âmbito de um concurso a que se candidataram 45 pessoas.

26 DE AGOSTO DE 2010


FIGURAS DO ANO

8

w w w . campeao p r o vin cia s.co m

JosĂŠ Eduardo SimĂľes

Artur Pinho Maria A parceria com novos compositores, que permitirĂĄ a divulgação de obras inĂŠditas, bem como a promoção de concertos em claustros de monumentos sĂŁo algumas das novidades que a Orquestra ClĂĄssica do Centro (OCC) vai colocar em prĂĄtica, agora com Artur Pinho Maria como novo maestro titular e director artĂ­stico. Licenciado em Direcção    " !{  *  Â&#x201E;        Direcção na Universidade de Aveiro, Artur Pinho Maria sucede a VirgĂ­lio Caseiro, que recentemente deixou as funçþes de director artĂ­stico e maestro titular da OCC, da qual  #^       "  K;[    anteriormente, como convidado, a Orquestra Filarmonia das Beiras, a Orquestra do Norte e a Orquestra Filarmonia de Gaia, entre outras. Ă&#x2030;, para alĂŠm de coordenador do sector cultural da Associação AcadĂŠmica da Universidade de Aveiro, maestro do Coro do Porto de Aveiro, OrfeĂŁo UniversitĂĄrio de Aveiro, OrfeĂŁo de Vale de Cambra, OrfeĂŁo do ParaĂ­so Social de Aguada de Baixo e do Orfeon AcadĂŠmico de Coimbra. Artur Pinho Maria, que atĂŠ aqui vinha mantendo colaboraçþes pontuais com a OCC, assume as funçþes anteriormente desempenhadas por VirgĂ­lio Caseiro,  +  &      4  '  " "    #

02 DE SETEMBRO DE 2010

Cardoso da Costa JosĂŠ Cardoso da Costa, professor de Direito da Universidade de Coimbra e ex-presidente do Tribunal Constitucional, lidera uma comissĂŁo vocacionada para a criação de um Tribunal Arbitral do Desporto, a qual integra dois outros professores de Coimbra, JoĂŁo Leal Amado (doutorado em Direito laboral do foro desportivo) e Pedro Gonçalves, (Justiça administrativa e Direito pĂşblico de regulação). O novo organismo, a ComissĂŁo para a Justiça Desportiva, concebido pelas secretarias de Estado da Justiça e do Desporto, visa o â&#x20AC;&#x153;reforço dos valores da ĂŠtica, transparĂŞncia, legalidade e equidadeâ&#x20AC;?, cabendo-lhe a promoção de â&#x20AC;&#x153;uma adequada conexĂŁo entre a Justiça e o Desportoâ&#x20AC;?. Para Cardoso da Costa, a ĂĄrea da justiça desportiva â&#x20AC;&#x153;tem algum melindre, porque hĂĄ a necessidade de conciliar o poder pĂşblico e a justiça do Estado com o âmbito da autonomia desportiva e dos seus ĂłrgĂŁos judiciaisâ&#x20AC;?. â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; um problema clĂĄssico quando hĂĄ dois sistemas que se interpenetram e tem de se arranjar soluçþes de compro&      @   #{;   k   Coimbra), mestre em Direito do Desporto, irĂĄ acompanhar o trabalho do novo organismo na qualidade de adjunto do secretĂĄrio de Estado da Justiça. 09 DE SETEMBRO DE 2010

LuĂ­s de Matos O mĂĄgico de Coimbra recebeu, terça-feira, o tĂ­tulo mundial de ilusionista da dĂŠcada (2000-2010), o Merlin Award â&#x20AC;&#x153;Illusionist of the Decadeâ&#x20AC;? atribuĂ­do pela International Magicians Society, com o fundador Tony Hassini a deslocar-se dos EUA

      ;#}z  & '  % Coimbra, na Quinta das LĂĄgrimas, antes de ocorrer a cerimĂłnia Ă  americana, em Las Vegas, o que atesta a sua dedicação Ă  cidade e a importância que lhe atribui. Este facto foi realçado pela vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Coimbra, com Maria ];K"     %&+X?[ '   \     %     }z  @#K %   o mĂĄgico que mais se destacou em todo o mundo, nesta dĂŠcada, no conjunto de trabalhos desenvolvidos (ilusionista, produtor, director, comunicador, etc). Premiado logo aos 17 anos, quando se estreou no Festival MĂĄgico <  <}z              `    Â&#x160;Z  ?         @ &?    ' @#

14 DE OUTUBRO DE 2010

23 DE SETEMBRO DE 2010

LuĂ­s ProvidĂŞncia O director do Serviço de Cardiologia dos Hospitais da Universidade de Coimbra recebe, hoje e amanhĂŁ, vĂĄrios especialistas da ClĂ­nica Mayo, dos Estados Unidos, e da Universidade de MĂźnster, da Alemanha, numa reuniĂŁo internacional sobre doenças cardiovasculares. A iniciativa, presidida pelo Professor Doutor LuĂ­s [" =  Â&#x2C6; Â&#x2020; Â&#x201E; ;'    z  & '          =   z   a doença coronĂĄria, sendo ainda dedicada uma atenção especial ao tema da hipertensĂŁo pulmonar, ĂĄrea em que o Serviço de Cardiologia dos HUC ĂŠ um dos principais centros de referĂŞncia nacional. Conforme sublinha, â&#x20AC;&#x153;durante dois dias reĂşnem-se, em Coimbra, um conjunto de mĂŠdicos e cientistas de elevada diferenciação no campo da cardiologia, para discutirem a melhor forma de poder ajudar os doentes portadores de afecçþes cardiovasculares a ver melhoradas as suas possibilidades de tratamento e curaâ&#x20AC;?.

30 DE SETEMBRO DE 2010

LuĂ­s Alcoforado [ wZZZZZ  "  ' *       4 dos dois concertos da banda irlandesa U2. Alguns regressarĂŁo, agradados pela forma como foram recebidos. Outros, se nĂŁo voltarem nos prĂłximos tempos, levam da cidade do Mondego um bom cartĂŁo-de-visita. A vinda da banda de Bono Vox â&#x20AC;&#x201C; e dois concertos +"Â&#x2039;  +    !  &       Coimbra. E nĂŁo hĂĄ melhor forma de promover um destino do que proporcionar uma 4 = +" #{  `"Â&#x2039;  ;+Â&#x2039;'     para dar os parabĂŠns Ă  empresa municipal Turismo de Coimbra e ao seu presidente, LuĂ­s K     WÂ&#x2020;4  $ $#

07 DE OUTUBRO DE 2010

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

A vice-Reitora da Universidade de Coimbra (UC) e professora catedrĂĄtica da Faculdade de Letras (FLUC), foi esta semana distinguida com o tĂ­tulo de Doutora Honoris Causa pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro â&#x20AC;&#x201C; UNIRIO. Cristina Robalo Cordeiro (que anunciou jĂĄ a sua candidatura a reitora) tem actualmente responsabilidades nas ĂĄreas de Relaçþes Internacionais, Cultura, Assuntos PedagĂłgicos e Acreditação e Avaliação PedagĂłgicas da UC. Na anterior equipa reitoral (2003/2007), tutelou as ĂĄreas de GestĂŁo AcadĂŠmica, Ensino, Pedagogia, Relaçþes Internacionais e Preparação e Acompanhamento dos Processos de Avaliação de Cursos. Ă&#x2030; tambĂŠm presidente da Fundação Cultural da UC. Nascida em Coimbra, em 7 de Agosto de 1954, Cristina Robalo Cordeiro <   \_   <} wYxx#\   >¢ÂŁ   "  de Poitiers em 1980 e apresentou, em 1991, a Tese de Doutoramento em Literatura Francesa, na UC. Ă&#x2030; docente da FLUC desde 1980, tendo desempenhado as funçþes de directora do Instituto de Estudos Franceses daquela Faculdade entre 1991 e 2000.

25 DE NOVEMBRO DE 2010

Jaime Lobo A piscina descoberta do Parque da Cidade de Coimbra, na margem esquerda,     ] }'&  ? Â&#x;  Coimbra a nadarâ&#x20AC;?. O conhecido professor de natação, actualmente com 78 anos, contou, na homenagem promovida pela autarquia, com a presença de antigos alunos e de actuais promessas da modalidade, que levam o nome da cidade a vĂĄrios pontos do paĂ­s, ao serviço do Clube NaĂştico AcadĂŠmico (CNA), colectividade que ajudou a fundar em 1984. O professor de natação, pessoa afĂĄvel, como foi dito pelo actual presidente do CNA, JoĂŁo Carvalhos, conquistou muitos tĂ­tulos enquanto nadador e mais tarde, como professor, ajudou na formação de campeĂľes. VĂĄrios sĂŁo tambĂŠm os galardĂľes de mĂŠrito e dedicação que lhe tĂŞm sido atribuĂ­dos, nomeadamente por parte do CNA, da Associação AcadĂŠmica de Coimbra, Câmara Municipal de Coimbra, Federação Portuguesa de Natação, entre outras entidades. Se a ideia que a maior parte dos conimbricenses tĂŞm de Jaime Lobo ĂŠ a de estar na piscina a ensinar os mais novos a nadar, Carlos Encarnação considera que a piscina escolhida ĂŠ a mais indicada, porquanto foi especialmente pensada para as criançar nela brincarem e assim ganharem gosto por uma modalidade que, segundo disse, tem sido uma aposta da autarquia. Jaime Lobo nĂŁo discursou, mas o semblante simpĂĄtico falou por ele. O homenageado tambĂŠm nĂŁo nadou, tendo

    !    "  ^ *#

21 DE OUTUBRO DE 2010

José Sampaio Nora José Sampaio Nora deverá ser eleito, a 20 de Novembro, para a presidência do Conselho de Justiça (CJ) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF). O advogado encabeça uma lista (única) constituída para completar o mandato do CJ cessante, ' +k  z'  '  Sousa Dinis e Dionísio Correia). Por se tratar de completar um mandato em curso, a duração do cargo é de escasso meses, desconhecendo-se, por ora, se os futuros membros daquele órgão irão candidatar-se ao exercício da função no triénio 2011/13. Candidato à liderança da Académica/OAF em 2003 (altura em que foi eleito João Moreno) e membro da Assembleia Municipal de Coimbra no quadriénio 2002/05, José Sampaio Nora é um conceituado     [*' #

28 DE OUTUBRO DE 2010

Gabriel FalcĂŁo Fernandes JoĂŁo Silva

QUINTA-FEIRA

Cristina Robalo Cordeiro

O presidente da Direcção da Associação AcadĂŠmica de Coimbra (AAC-OAF) *     &"    +   de Coimbra, revelando um aproveitamento que dĂĄ liçþes a outros recintos desportivos construĂ­dos para o Europeu de futebol, os quais se encontram na penĂşria. Um dos   '  ; &   '     > %  } & +    Â&#x20AC;Â&#x2030; K'  Â&#x20AC;Zwwk    K  "y + redundante acentuar o ĂŞxito do duplo concerto dos U2, que catapultou a cidade para todos os cantos do mundo e encheu o recinto - que estĂĄ ao cuidado da Briosa - com milhares de pessoas, em ambiente de festa e sem qualquer incidente digno de nota. Melhor, ainda, foi conseguir um " "   +     K ;  ;        + " rebaixada a porta da maratona, por onde passam a poder entrar os autocarros com as equipas.

16 DE SETEMBRO DE 2010

O ex-vereador da Câmara Municipal de Coimbra sucede a Fausto Garcia na presidĂŞncia da Direcção da Associação HumanitĂĄria dos Bombeiros VoluntĂĄrios de Coimbra. Concorrendo em lista Ăşnica que, esta quinta-feira, 23, ĂŠ sufragada pelos  ]{ "   $'  %            %&?    @ &    "  ' de todos. Defensor da presença da corporação da Baixa, o novo presidente pretende debater-se pela remodelação das actuais instalaçþes e acredita que serĂĄ encontrada uma solução para a alegada falta de espaço que de momento trava aquela hipĂłtese. Â&#x17E;    % " &+''     ]{ "   &  %  dos bombeiros na Avenida FernĂŁo MagalhĂŁes ĂŠ uma garantia de que hĂĄ sempre alguĂŠm por perto, pronto a acudir em caso de necessidade. Direcciona, por isso, o seu apelo aos comerciantes e aos moradores, para que acarinhem a corporação e esperem dela o empenho de sempre. Uma iniciativa na calha ĂŠ, precisamente, um protocolo de cooperação com a Junta de Freguesia de S. Bartolomeu. Para a vice-presidĂŞncia convidou o antigo ex-presidente Â&#x2019;   K!{ [  4 ' + &+     corpos sociais. Fausto Garcia manter-se-ĂĄ ligado Ă  instituição como presidente do Conselho Fiscal, assim como Albano Ribeiro de Almeida, que mantĂŠm a presidĂŞncia da mesa da Assembleia Geral, coadjuvado por MĂĄrio Nunes, na vice-presidĂŞncia. A eleição decorre entre as 14h00 e as 20h00, no quartel da corporação.

30

O investigador da Faculdade de CiĂŞncias e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), Gabriel FalcĂŁo Fernandes, desenvolveu uma aplicação para uma nova geração de sistemas de detecção e correcção de erros em transmissĂŁo intensiva de dados, uma solução tecnolĂłgica que aumenta a qualidade das telecomunicaçþes. >     +  kÂ&#x201E;[ y   "          %+    " '      muito intensivos, onde ocorrem milhares de milhĂľes de eventos por segundo, foi    &  Â&#x;" #^  +     % + "   4z"  ' 4&    =     z & &   se assiste a um programa de televisĂŁo, durante uma conversação ao telemĂłvel, ou quando se â&#x20AC;&#x153;navegaâ&#x20AC;? na Internet. Pode parecer simples, mas segundo Gabriel FalcĂŁo Fernandes, â&#x20AC;&#x153;a quantidade de informação ĂŠ de tal ordem, que exige milhares de milhĂľes de cĂĄlculos por segundoâ&#x20AC;?. A grande inovação da solução desenvolvida â&#x20AC;&#x153;estĂĄ no facto de dispensar hardware dedicado como acontece nos sistemas actuais. A investigação foi recentemente galardoada com o 2.Âş lugar no Fraunhofer Portugal Challenge 2010 â&#x20AC;&#x201C; categoria doutoramento, no âmbito de um concurso de ideias promovido pela Fraunhofer AICOS (a maior associação europeia de investigação dirigida para o mercado, cujo lema ĂŠ a denominada Investigação de Utilidade PrĂĄtica).

04 DE NOVEMBRO DE 2010

Susana Pereira Susana Maldonado Pereira ascendeu, na semana passada, a directoraadjunta do Centro Distrital de Coimbra da Segurança Social (CDCSS). A principal coadjutora de MĂĄrio Ruivo, nomeada pelo Instituto da Segurança Social (ISS), sucede a AntĂłnio Amaro, recentemente falecido. TĂŠcnica superior do quadro de pessoal do referido Instituto desde 2002, Susana Pereira exerceu anteriormente funçþes em empresas privadas e dirige, hĂĄ perto de trĂŞs anos, o NĂşcleo de GestĂŁo do Atendimento da Unidade de Prestação e Atendimento do CDCSS. Entre as empresas privadas onde prestou actividades contam-se a McCann Erickson/Hora, The Boston Consulting Groupâ&#x20AC;? e a TV Cabo Mondego.

Filipe Albuquerque O piloto conimbricense sagrou-se vencedor na Corrida dos CampeĂľes 2010, disputada no Ăşltimo domingo, em Dusseldorf (Alemanha). Filipe Albuquerque mostrou-se ao melhor nĂ­vel, batendo de forma sistemĂĄtica todos os seus adversĂĄrios, incluindo o actual campeĂŁo do mundo de F1, Sebastian Vettel, e o campeĂŁo do mundo de ralis por "{' }'&   =     #K    '   % &     %  " K  "Â&#x2039; <  K '&& acabou por se sagrar campeĂŁo da Race of Champions (ROC) Sul Europa, Iberia e Portugal, poucos se atreveriam a apontĂĄ-lo como favorito na Alemanha, sobretudo, porque tinha pela frente pilotos como Michael Schumacher, Alain Prost e Andy Priaulx, entre outros. Ă&#x2030; a primeira "& =" \ " &<  K '&&      "Â&#x20AC;ZZY EstĂĄdio do DragĂŁo, a convite de Ni Amorim,.

01 DE DEZEMBRO DE 2010

Boaventura de Sousa Santos O sociĂłlogo Boaventura de Sousa Santos, professor jubilado da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, doutorado pela Universidade de Yale (JSD, 1973), recebeu uma bolsa de estudo (Advanced Grant), de 2,4 milhĂľes de  'z   \       %   de investigação, sobre a Europa, intitulado â&#x20AC;&#x153;ALICE - Espelhos estranhos, liçþes  " X       "      4 =  do mundoâ&#x20AC;?, a desenvolver no Centro de Estudos Sociais (CES) de Universidade de Coimbra, que dirige. â&#x20AC;&#x153;O objectivo do projecto ĂŠ desenvolver um novo paradigma teĂłrico

    _ '        X  4     "=ÂĽ   %   z    '  +'      " %`&  z`&   " mais, relaçþes de interdependĂŞnciaâ&#x20AC;?, refere o CES. Desta investigação deverĂŁo resultar, para alĂŠm de um conjunto "    '  %`k " z y %` "z  %` e documentos orientados, a nĂ­vel nacional e europeu, para as instituiçþes polĂ­ticas; relatĂłrios executivos, com os principais objectivos e conclusĂľes; materiais didĂĄcticos para integração em programas universitĂĄrios; entre outros.    "     '     *' #&  ;     Boaventura de Sousa Santos ĂŠ um dos cientistas sociais portugueses com maior projecção internacional. A bolsa que  'z          " %    %    ; 'z         "&; 'z    #   \  k XÂŚÂŚ# #ÂŚy   %  +    ! > }  ;   %      " %  '"  4 =  z     "   " + z    " "" %        #\     K "  Â&#x201E;   " 4  Starting Grants, para jovens doutorados.

08 DE DEZEMBRO DE 2010

SansĂŁo Coelho Â&#x2013;    " +        referĂŞncia de vĂĄrias geraçþes de portugueses, de Norte a Sul do paĂ­s e ilhas, que, ano apĂłs ano, acompanharam, pela RTP, a Gala dos Pequenos Cantores da Figueira <     #K  Â&#x160;~    {   aposentou-se e teve jĂĄ oportunidade de partilhar algumas das muitas peripĂŠcias e emoçþes de percurso, publicamente. Esse momento aconteceu na livraria Almedina EstĂĄdio Cidade de Coimbra, no âmbito do ciclo de palestras â&#x20AC;&#x153;O Discurso dos Mediaâ&#x20AC;?,

"   Â&#x192;   &    ?K%`@$  !   !   #Â&#x17E;'    "% *'  < K  k " =  + 

 y  " < '§     {      " " o comunicador num grande abraço. A ideia resultou e a palestra acabou por ter o cunho de uma homenagem. {   w    \>[     ^   \  " inĂ­cio de actividade em publicaçþes acadĂŠmicas no Centro Experimental de RĂĄdio (actual RĂĄdio Universidade ' y  [ %`?[% '@#}        ?KÂ&#x2C6;  { @     K " '; "   ' %+    #  vĂĄrios anos, foi responsĂĄvel pela Informação e, tambĂŠm, pelo Departamento de Programas da RDP/Centro. Colaborou em vĂĄrios jornais e revistas e foi, durante trinta anos, o delegado/correspondente do jornal â&#x20AC;&#x153;A Bolaâ&#x20AC;?, em Coimbra. Actualmente, ĂŠ docente no Instituto Superior Miguel Torga, tendo colaborado, igualmente como docente convidado, com a Escola Superior de Educação de Coimbra (ESEC) e com o Instituto PolitĂŠcnico de Viseu.

11 DE NOVEMBRO DE 2010

16 DE DEZEMBRO DE 2010

Fernando Gomes

Alfredo Mota O director do Serviço de Urologia e Transplantação Renal dos Hospitais da Universidade de Coimbra, Alfredo Mota, acaba de publicar, atravĂŠs da Livraria Almedina, uma obra intitulada â&#x20AC;&#x153;Coisas da Medicinaâ&#x20AC;?. O livro, que proporciona uma agradĂĄvel leitura, foi apresentado pela vice-reitora Cristina Robalo Cordeiro. DiscĂ­pulo de Linhares Furtado, o cirurgiĂŁo dedica-se Ă  transplantação renal hĂĄ 30 anos. O autor desfruta, por isso, de uma perspectiva prĂłpria acerca da Medicina e dos respectivos problemas. A dedicação a pacientes cuja vida depende do ĂŞxito dos transplantes reforçou-lhe a convicção de que, apesar dos progressos da CiĂŞncia, a arte mĂŠdica continua a ter um papel imprescindĂ­vel na relação do clĂ­nico com o doente. Segundo Alfredo Mota, permanece actual & &K'[ ;  +~ZZ  X &ÂĄ^ " aborda um variado conjunto de temas sobre a Medicina e a sua HistĂłria , acerca da cultura e educação mĂŠdicas, da SaĂşde e respectivos organismos, dando ĂŞnfase a uma perspectiva que contempla especialmente os aspectos ĂŠticos, deontolĂłgicos e comportamentais, sem perder de vista o relacionamento com o paciente, as doenças e os

  #?    @       4     %`   {"%^   { *  "   % & %  $          '     #

18 DE NOVEMBRO DE 2010

O neurocirurgiĂŁo Fernando Gomes, dos Hospitais da Universidade de Coimbra, foi eleito presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos MĂŠdicos, ao vencer por 56,7 por cento dos votos a candidatura do urologista Francisco Rolo, tambĂŠm mĂŠdico dos HUC. Vice-presidente cessante, o antigo dirigente sindical triunfou ao apresentar-se com uma lista de continuidade, sob o lema â&#x20AC;&#x153;Defender os mĂŠdicos, os doentes e a SaĂşde com independĂŞnciaâ&#x20AC;?. Dos cerca de 6 600 mĂŠdicos da regiĂŁo Centro votaram 1 978 (cerca de 30 por cento), com Fernando Gomes a concordar com Francisco Rolo, que lamentou o afastamento dos mĂŠdicos, e a chamar a atenção para a necessidade de os clĂ­nicos se envolverem mais com a sua Ordem, â&#x20AC;&#x153;instituição que assume particular relevância numa altura em que se temem cortes cegos na saĂşde, que poderĂŁo ser altamente gravosos para a qualidade da saĂşdeâ&#x20AC;?. Sobre a futura constituição do Centro Hospitalar UniversitĂĄrio de Coimbra, Fernando Gomes dĂĄ conta da sua preocupação pelo facto de â&#x20AC;&#x153;surgir na rubrica orçamental da redução das despesas e nĂŁo como resultado dum estudo tĂŠcnico sĂŠrio que atenda ao histĂłrico das instituiçþes e a um planeamento estratĂŠgico para a SaĂşde nesta regiĂŁoâ&#x20AC;?, temendo que â&#x20AC;&#x153;sem o envolvimento               @#

23 DE DEZEMBRO DE 2010


30

QUINTA-FEIRA

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

FACTOS DA SEMANA

Autarcas da CDU publicam boletim A publicação de um boletim foi a forma encontrada pela CDU para dar a conhecer aos munĂ­cipes a actividade do vereador e dos deputados municipais eleitos pelo partido nas Ăşltimas eleiçþes autĂĄrquicas, em Coimbra. O boletim faz o balanço de um ano de mandato da CDU e procura retratar, particularmente, a acção do vereador Francisco QueirĂłs, que detĂŠm o pelouro da habitação social (Ă  semelhança do que acontecera com o seu antecessor Jorge Gouveia Monteiro). De forma resumida, tambĂŠm as iniciativas apresentadas pela bancada comunista na Assembleia Municipal dĂŁo corpo Ă  pequena publicação, de quatro pĂĄginas. De igual modo, ĂŠ feita alusĂŁo Ă  actividade dos presidentes de juntas de Freguesia eleitos pela CDU, assim como dos eleitos do partido em freguesias onde nĂŁo sĂŁo poder. Consta ainda um pequeno balanço do mandato dos grupos parlamentares do PCP e PEV sobre as questĂľes apresentadas que dizem respeito ao concelho de Coimbra. Investigação dĂĄ novas cores Ă  decoração O investigador Nuno Figueiredo, da Faculdade de CiĂŞncias e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), desenvolveu um revestimento nanocompĂłsito inovador, que permite gerar novas cores, nĂŁo alcançåveis pelos mĂŠtodos convencionais, para objectos de decoração, bijutaria e ourivesaria. A utilização de nanopartĂ­culas de ouro permite obter um espectro muito alargado de cores, como tambĂŠm garante boa resistĂŞncia ao desgaste e Ă  corrosĂŁo. A solução tecnolĂłgica foi a vencedora do PrĂŠmio Melhor Tese Nacional do 2.Âş ciclo realizado em 2008/2009 e 2009/2010, em CiĂŞncias e Engenharia de Materiais em Portugal, distinção atribuĂ­da conjuntamente pela Ordem dos Engenheiros e pela Sociedade Portuguesa dos Materiais. O princĂ­pio empregado no desenvolvimento deste novo material â&#x20AC;&#x153;ĂŠ o mesmo que se aplicava hĂĄ sĂŠculos na arte vitral, sĂł que, aqui, a variação de cores ĂŠ alcançada pela variação da grandeza e da distribuição das  W         ressonância dos plasmĂľes de superfĂ­cieâ&#x20AC;?, explica o coordenador do trabalho, Albano Cavaleiro. FCTUC desenvolve parede interactiva A SenseWall ĂŠ uma â&#x20AC;&#x153;paredeâ&#x20AC;? interactiva, Ăşnica no paĂ­s, que anuncia um grande avanço para as Tecnologias de Interacção Multi-toque e resulta da integração de diversas ferramentas informĂĄticas num Ăşnico dispositivo tecnolĂłgico de grandes dimensĂľes, permitindo realizar, em simultâneo, diversos tipos de interacção (http://vimeo.com/8660060). Do projecto, desenvolvido ao longo dos Ăşltimos trĂŞs anos por um grupo de jovens investigadores da Faculdade de CiĂŞncias e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), jĂĄ resultaram dois produtos: Touchbloom â&#x20AC;&#x201C; uma superfĂ­cie â&#x20AC;&#x153;multi touchâ&#x20AC;? transportĂĄvel criada para a Microsoft Portugal que a utilizou para a demonstração do Windows 7, e Puddle of Life, um jogo interactivo sobre a Teoria da Evolução, desenvolvido para o Museu da CiĂŞncia da Universidade de Coimbra (http://vimeo.com/9235692). â&#x20AC;&#x153;O resultado da integração de um conjunto alargado de tecnologias como vĂ­deo,   Â&#x201A;Â&#x192;<    & K % X @$ Â&#x201E;  outras, representa um grande contributo para a generalização do acesso a novas formas de interacção, uma das mais promissoras ĂĄreas da ciĂŞncia de computação pelo impacto que pode ter na  %   !     &  Zenha Rela. Outra caracterĂ­stica importante desta nova solução ^ ' * $  Â&#x2021;Â&#x2C6;   a baixo custo, ambientes multisensoriais de grandes dimensĂľes para inĂşmeras ĂĄreas, desde a educação, turismo e serviços atĂŠ Ă  gestĂŁo de mobilidade nos grandes centros urbanosâ&#x20AC;?, sustentam os investigadores Miguel Antunes, Tiago Serra e Tony Gonçalves.

9

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

Luta pelo Ramal da LousĂŁ

Protestos começam amanhĂŁ com marcha lenta na A1 Pressionar o Governo a repor a circulação ferroviĂĄria no Ramal da LousĂŁ, entre Serpins e Coimbra B, dada a anunciada suspensĂŁo do projecto Metro Mondego, ĂŠ o objectivo da luta que se vai iniciar amanhĂŁ, no Ăşltimo dia de 2010, com uma marcha lenta pela auto-estrada A1. Os veĂ­culos circularĂŁo a velocidade reduzida, no sentido Condeixa-Lisboa, e vice-versa, com os promotores a assegurar que â&#x20AC;&#x153;a manifestação serĂĄ feita sempre dentro da legalidade e incluirĂĄ veĂ­culos de corporaçþes de bombeiros para garantir a segurança de todos os utentesâ&#x20AC;?. A iniciativa, promovida pelo Movimento CĂ­vico, com o apoio das câmaras municipais e juntas de freguesia dos concelhos de Miranda do Corvo, LousĂŁ e Coimbra, foi estabelecida numa reuniĂŁo realizada na passada segunda-feira, dia 27, com o grupo de cidadĂŁos, de todos os quadrantes polĂ­ticos e sociais, a apelidam de â&#x20AC;&#x153;sabotagem e terrorismoâ&#x20AC;? a paragem do projecto Metro Mondego, apĂłs a retirada dos carris da centenĂĄria Linha da LousĂŁ. Outra acção de protesto refere-se ao boicote das eleiçþes presidenciais de Janeiro de 2011, indo ser feito um esforço de informação das populaçþes para que â&#x20AC;&#x153;o impacto mediĂĄtico chegue aos governantes do paĂ­s e os leve a agir pelo interesse das populaçþes que se vĂŞem privadas de transportes ferroviĂĄrios num processo danoso para muita gente, que viu retiradas propriedades e bens para, agora, nĂŁo terem qualquer utilidade pĂşblicaâ&#x20AC;?. A terceira acção de protesto que foi pensada terĂĄ lugar no inĂ­cio de Janeiro, como forma de ironizar a oferta de um â&#x20AC;&#x153;presente de Reisâ&#x20AC;? ao primeiro-ministro e ao Presidente da RepĂşblica. A estes serĂŁo oferecidos pedaços dos carris que foram retirados do Ramal da LousĂŁ, pela mĂŁo dos manifestantes. Ainda na capital, o Movimento CĂ­vico planeia fazer uma marcha pelas passadeiras da Avenida da Liberdade, no sentido de parar o trânsito numa das principais avenidas de Lisboa, num novo apelo Ă  necessidade de zelar pela mobilidade dos cidadĂŁos dos concelhos de Coimbra, Miranda do Corvo e LousĂŁ. proteĂ­na onde estĂĄ inserida, os investigadores começaram por estudar os detalhes dessa proteĂ­na, nĂŁo sĂł para perceber o seu funcionamento, mas essencialmente, para compreender como intervĂŠm no processo de emissĂŁo de luz e de cor da molĂŠcula. A anĂĄlise deste complexo conjunto de dados, explica o coordenador do estudo, o fĂ­sico Fernando Nogueira, â&#x20AC;&#x153;permitiu trabalhar mutaçþes de modo a provocar a resposta Ăłptima da molĂŠcula para ga         K   _$  ' ! HUC colaboram com Imagiologia Funcional Cerebral Os Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC) celebraram, ontem, um protocolo de colaboração com a Associação Nacional de Imagiologia Funcional Cerebral (ANIFC). O objectivo ĂŠ  k  k  W  e tĂŠcnica, alicerçados na produção de mais-valias mĂştuas para apoio Ă  investigação clĂ­nica avançada, abrangendo os interesses estratĂŠgicos de ĂĄreas que incluem a Imagiologia, Neurocirurgia, Neurologia, Oftalmologia e Psiquiatria. O protocolo foi assinado por Fernando Regateiro, presidente do Conselho de Administração dos HUC, e Miguel Castelo Branco, pela ANIFC. Mancha Negra jantou com os sem-abrigo A claque Mancha Negra ofereceu, na segunda-feira, no pavilhĂŁo da AAC/OAF, um jantar solidĂĄrio de Natal aos sem-abrigo que sĂŁo acompanhados pelas equipas de apoio social directo e de rua da Associação Integrar. Ă&#x20AC; semelhança de outras iniciativas promovidas pela Associação Integrar, como a campanha â&#x20AC;&#x153;Vamos %  Y $ !  & Â&#x2030;  + Mancha Negra visou, para alĂŠm de oferecer uma refeição a pessoas carenciadas, sensibilizar os responsĂĄveis da sociedade e a comunidade em geral para a problemĂĄtica dos sem-abrigo.

dedicam o seu tempo, esforço e vida aos que mais necessitamâ&#x20AC;?. Por outro lado, a ComissĂŁo PolĂ­tica Concelhia de Coimbra da Juventude Socialista deslocou-se durante a ĂŠpoca natalĂ­cia Ă  Comunidade SĂŁo Francisco de Assis, em Eiras, onde foram entregues brinquedos para as crianças desta instituição, obtidos atravĂŠs de uma campanha que envolveu militantes da JS e do PS. Os jovens socialistas, em conversa com a responsĂĄvel da comunidade, Teresa Granado, felicitaram e enalteceram todo o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido, nĂŁo sĂł com as crianças, mas, tambĂŠm, com o tratamento e acolhimento de mulheres maltratadas. HorĂĄcio Antunes candidato Ă  Federação Portuguesa de Futebol HorĂĄcio Antunes, presidente da Associação de Futebol de Coimbra, vai liderar a lista que o movimento associativo tenciona candidatar Ă s eleiçþes da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), marcadas para 05 de Fevereiro de 2011. A decisĂŁo foi tomada em Leiria, onde reuniram representantes de 19 das 20 associaçþes nacionais. Segundo o presidente da Associação de Futebol de Leiria, JĂşlio Vieira, a candidatura foi aprovada por uma â&#x20AC;&#x153;larga maioriaâ&#x20AC;?. HorĂĄcio Antunes, ex-presidente da Câmara Municipal da LousĂŁ e ex-governador civil de Coimbra, ĂŠ actualmente deputado do PS na Assembleia da RepĂşblica.

Passagem de ano diferente em Coimbra e Figueira da Foz SĂŁo muitas as opçþes de passagem de ano proporcionadas por restaurantes, hotĂŠis, bares e discotecas, com um leque de preços tambĂŠm muito variĂĄvel, cabendo a cada um contar os euros e fazer a sua escolha. A nĂ­vel de iniciativas promovidas por entidades pĂşblicas, destaca-se, em Coimbra, a passagem de ano no Choupalinho, organizada pela Junta de Freguesia de Santa Clara. O rĂŠveillon de 2010/2011 serĂĄ numa tenda aquecida, com a actuação de Simara e baile animado pelos Dexys, com o atractivo de haver carrossĂŠis. A entrada na festa, gratuita para as crianças, Câmara de Penacova almoçou com idosos A Câmara Municipal de Penacova organizou, no dia 23, custa cinco euros por pessoa, com cada bilhete a dar direito a uma um almoço solidĂĄrio e de convĂ­vio para a população sĂŠnior do bebida, ou a uma viagem nos carrossĂŠis. Na Figueira da Foz, a concelho, o qual decorreu no Centro Educativo da vila e teve a despedida de 2010 e a chegada de 2011 irĂĄ ser assinalada com o colaboração de associaçþes e IPSSâ&#x20AC;&#x2122;s. Durante a refeição, o presi- espectĂĄculo â&#x20AC;&#x153;Eleven â&#x20AC;&#x201C; a primeira viagem do anoâ&#x20AC;?, que junto Ă  dente da Câmara, Humberto Oliveira, referiu tratar-se de â&#x20AC;&#x153;um Torre do RelĂłgio irĂĄ ter desde o clĂĄssico piano Ă s personagens momento de fraternidade e de entendimento entre as pessoas, circenses, da mĂşsica Ă  dança, da ginĂĄstica atĂŠ ao fogo de artifĂ­cio com vista Ă  obtenção da paz na sociedade que vive um momento acompanhado de mĂşsica. A produção, concebida por ClĂĄudia      % $ $  Martins e Rafael Carriço, tendo como convidados Wanda Stuart, Cristina Loureiro e LuĂ­s Pinto, ĂŠ um espectĂĄculo que reĂşne 50 paĂ­sâ&#x20AC;?. A iniciativa incluiu, ainda, um espectĂĄculo de magia. artistas e serĂĄ apresentado num palco com 40 metros, ao ar livre, previsto para se realizar mesmo com algumas condiçþes climatĂŠPS e JS em acçþes de solidariedade Pirilampos ajudam ciĂŞncia biomĂŠdica A secção de Almedina do Partido Socialista promoveu uma ini- ricas adversas. O espectĂĄculo, uma viagem no tempo e no espaço, Uma equipa de fĂ­sicos e bioquĂ­micos da Faculdade de CiĂŞncias ciativa de solidariedade para com instituiçþes da freguesia, que consis- ĂŠ uma aposta para â&#x20AC;&#x153;romper com os tradicionais programas de e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) desenvolveu tiu na entrega de um donativo de 200 euros Ă  Casa de Infância ElĂ­sio passagem-de-anoâ&#x20AC;?, dado que o pĂşblico tem a oportunidade de

 '     '  &  de Moura e outro, do mesmo valor, Ă s Criaditas dos Pobres. Aquela assistir a uma simbiose de artes e nĂŁo apenas Ă  actuação de um de luz (bioluminescĂŞncia) dos pirilampos, para poder vir a gerar secção do PS, que tem Carlos Pinto como secretĂĄrio-coordenador, artista, em concerto, como ĂŠ vulgar acontecer. A representação de um marcador quĂ­mico para futuras aplicaçþes na saĂşde. Este ĂŠ o entregou, tambĂŠm, vĂĄrios produtos oferecidos pelos cafĂŠs Delta, que >!<%   X  }} @  %        desta forma se associaram Ă  iniciativa dos socialistas que pretende serĂĄ Ă s 23h00 do dia 31 de Dezembro, culminando Ă  meia-noite para a CiĂŞncia e Tecnologia (FCT). Conhecendo a constituição demonstrar estarem â&#x20AC;&#x153;atentos e presentes no apoio Ă s instituiçþes com uma sessĂŁo piro-musical. A partir das 00h15 a animação serĂĄ fĂ­sica e quĂ­mica da molĂŠcula geradora de luz nos pirilampos e a da freguesia, auxiliando de forma fraterna e solidĂĄria aqueles que feita pelos Djâ&#x20AC;&#x2122;s Eurico Lisboa, Fubo Beat Box e Rubi. PUBLICIDADE


ACTUALIDADE

10

30

QUINTA-FEIRA

w w w . campe a o p r o vin cia s.co m

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

NemĂĄtodo detectado em 61 concelhos

Doença no pinheiro jå fez eliminar 211 000 hectares PUBLICIDADE

acçþes de prospecção e eliminação de årvores com sintomas de declínio, em face da doença

do NemĂĄtodo da Madeira do Pinheiro (NMP), em 211 000 hectares de pinhal.

Estes dados constam da resposta do MinistĂŠrio da Agricultura a um requerimento dos deputados JosĂŠ Manuel Pureza e Rita CalvĂĄrio, do Bloco de Esquerda, onde os parlamentares solicitavam um ponto da situação perante as notĂ­cias divulgadas pela comunicação social, segundo as quais metade    $  estaria jĂĄ infectada com esta â&#x20AC;&#x153;praga galopanteâ&#x20AC;?. De acordo como o MinistĂŠrio da Agricultura, a prospecção e eliminação de pinheiros jĂĄ abrangeu uma ĂĄrea territorial de 600 000 hectares, a que corresponde uma actuação

em 432 freguesias, localizadas fundamentalmente nas zonas Centro e Norte do paĂ­s. Aquele MinistĂŠrio informa, ainda, que em resultado das acçþes de prospecção e amostragem de NMP, que decorrem anualmente, a doença encontrase presente em 61 concelhos de 12 distritos. â&#x20AC;&#x153;Nesta ĂĄrea podese estimar uma ĂĄrea potencial de cerca de 130 000 hectares de pinhal bravo, que, contudo, nĂŁo se poderĂĄ considerar como estando na sua totalidade afectado pelo NMP, sendo que a percentagem de amostras   %     presença ĂŠ de apenas nove por

cento, o que corrobora o indicado por vĂĄrias autoridades de que existem outros agentes de declĂ­nio de conĂ­feras a actuar e nĂŁo apenas o NMPâ&#x20AC;?, refere a entidade governamental. O MinistĂŠrio da Agricultura recorda que a estratĂŠgia de in &   com o apoio de federaçþes de      & restais, envolvendo cerca de 70 organizaçþes, com o protocolo assinado a 22 de Novembro deste ano a contemplar um montante elegĂ­vel no Fundo Florestal Permanente atĂŠ 6,8 milhĂľes de euros, para o perĂ­odo atĂŠ Maio de 2012.

ConcĂłrdia

SBC desiste de recursos visando ex-dirigentes O Sindicato dos BancĂĄrios do Centro (SBC), que acaba de celebrar o seu 75Âş. aniversĂĄrio, deliberou desistir da interposição de recursos atinentes a decisĂľes judiciais favorĂĄveis a ex-dirigentes, disseram ao â&#x20AC;&#x153;CampeĂŁoâ&#x20AC;? fontes daquela associação de classe. O advogado JosĂŠ Manuel Ferreira da Silva foi mandatado para o efeito, ao abrigo de uma decisĂŁo do Conselho Geral, na sequĂŞncia de uma proposta da Direcção feita mediante auscultação dos presidentes da Mesa da Assembleia Geral e do Conselho Disciplinar. A medida visa AntĂłnio Teles Grilo e OsĂłrio Gomes,

antigos dirigentes de topo, e Miguel Peres, opositor do actual presidente da Direcção por ocasiĂŁo da eleição efectuada em 2005. Anterior presidente da AG, Teles Grilo foi reintegrado como associado ao abrigo de um acĂłrdĂŁo do Tribunal da Relação de Coimbra, depois de o Tribunal do Â&#x160; $      pena de expulsĂŁo decretada pelo SBC. OsĂłrio Gomes, ex-presidente da Direcção, tinha visto o Tribunal do Trabalho anular uma pena de seis meses de sus% K     Miguel Peres, ex-candidato Ă  liderança daquela as-

sociação sindical e outrora membro suplente da Mesa da AG, tambĂŠm viu ser anulada uma sanção de expulsĂŁo de que tinha sido alvo. Carlos Silva, lĂ­der da associação sindical, encarou a comemoração da efemĂŠride como â&#x20AC;&#x153;tempo de sarar feridas passadasâ&#x20AC;?, vincando tratar-se do corolĂĄrio das bodas de diamante de uma instituição que funciona como elo de ligação de muitos bancĂĄrios. â&#x20AC;&#x153;A paz interna e a unidade merecem ser um legado simbĂłlico de duas geraçþes de bancĂĄrios que lutaram e lutam pelo prestĂ­gio do SBC e ao serviço deleâ&#x20AC;?, alegou o presidente da Direcção.

PUBLICIDADE

27556

Do total de 885 000 hectares de pinhal bravo existente em Portugal jĂĄ foram realizadas


30

QUINTA-FEIRA

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

ACTUALIDADE

11

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m D.R.

Fundação ADFP ajuda a resolver problema de bem-estar animal

Ursos aguardam nova casa em Miranda do Corvo G. B.

tenciam ao circo Magic e eram utilizados em especTrĂŞs ursos-pardos, que tĂĄculos, contudo, com a se encontram tempora- entrada em vigor de nova riamente em quarentena legislação em Portugal, relano Jardim ZoolĂłgico de cionada com o licenciamento Lisboa, deverĂŁo ser trans- para a utilização de animais feridos por altura da PĂĄscoa em espectĂĄculos, foram aprepara o Parque BiolĂłgico da     Serra da LousĂŁ, em Miranda % k   ao cuidado do tratador e prodo Corvo. Trata-se de animais que, prietĂĄrio do circo, a aguardar pertencentes a um circo,      viveram enjaulados em Instituto da Conservação da condiçþes precĂĄrias durante Natureza e da Biodiversidade cinco anos, numa localida- <Â&#x201A;YÂ&#x2030;=@ Esta situação mantede de Marco de Canaveses. Terminadas as obras ve-se durante cinco anos em curso, necessĂĄrias Ă  cria- e chegou a motivar fortes ção de instalaçþes adequa- protestos e acçþes na Indas para os receber, os trĂŞs ternet, atravĂŠs de redes ursos deverĂŁo ser mudados sociais como o Facebook,   _    alertando para um probleno parque biolĂłgico criado ma de bem-estar animal. HĂĄ cerca de dois meses, pela Fundação AssistĂŞncia, Desenvolvimento e Forma- contactada pelo ICNB, a      <Â&#x192;@ Fundação ADFP, entidade   K  gestora do Parque BiolĂłavançada pelo nosso Jornal gico da Serra da LousĂŁ, mostrou-se disponĂ­vel para hĂĄ cerca de dois meses. Os ursos-pardos per- acolher os trĂŞs animais, PUBLICIDADE

apresentando desde logo um projecto para a criação de instalaçþes adequadas, que estĂŁo agora a ser construĂ­das. ` $   mento para estas obras, que X       a instituição submeteu uma candidatura ao Programa de Desenvolvimento Rural Y < Â&#x2039;Â&#x192;> @ e solicitou apoio a empresas da ĂĄrea do ambiente, que tĂŞm revelado preocupaçþes com a qualidade da vida animal. Jaime Ramos, presidente da Fundação ADFP, considera que, se as obras decorrerem dentro da normalidade, â&#x20AC;&#x153;os trĂŞs ursos-pardos vĂŁo chegar ao Parque BiolĂłgico da Serra da LousĂŁ ainda antes da PĂĄscoa, onde viverĂŁo num habitat semelhante ao que caracteriza a sua espĂŠcie, com todas as condiçþes para serem visitados por todos os interessados em

Os três animais viveram durante cinco anos em Marco de Canaveses, enjaulados e em condiçþes precårias

conhecer a vida selvagem do nosso paĂ­sâ&#x20AC;?. Apesar de extinto em Portugal, o urso-pardo ĂŠ

uma espĂŠcie que habitou o territĂłrio nacional atĂŠ ao sĂŠc. XVIII. Recentemente, tĂŞm vindo a ser registadas

incursĂľes destes animais no Parque Natural de Montesi<= @  Espanha.

A funcionar em 2014

Universidade de Coimbra cria novo centro de investigação Dedicado Ă s ĂĄreas da Biomedicina e Biologia Molecular, o novo centro de investigação multidisciplinar da Universidade Y $ <Â&#x152;Y@ & ficar concluĂ­do em 2014, reunindo vĂĄrias unidades pĂşblicas e privadas. Esta inovadora unidade cientĂ­fica e tecnolĂłgica, designada de Bio-

med III, vai integrar 250 investigadores que vão desenvolver trabalho nas åreas da biomedicina e ciências da Saúde. A construir no Pólo 3 da UC, junto aos hospitais, o novo centro de investigação constitui um investimento de 15,50 milhþes de euros, comparticipado por fundos

comunitårios recentemente aprovados. Para o reitor da Universidade, Fernando Seabra Santos, o Biomed III Ê a forma de criar escala e estr uturas com uma dimensão que potencie a eficiência e o contributo para o esforço global do país numa economia do conhecimento.


12

ONDE COMER BEM NA FIGUEIRA DA FOZ w w w . campe a o p r o vin cia s.co m

30

QUINTA-FEIRA

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

Desde hĂĄ 20 anos, na Cova-Gala, a levar Ă  mesa os sabores do mar

O Carrossel da BebĂŠ estĂĄ na crista da onda

Os Restaurantes aderentes desejam a todos os clientes e amigos Boas Festas

Restaurante   

!"!#   $%  



! 

"  # $% &' *+FIGUEIRA DA FOZ ;<

Sob o comando da BebĂŠ, continua bem afamado e mantendo os sabores Ăşnicos dos seus pratos adaptados de petiscos tradicionais dos pescadores, para delĂ­cia de quem se senta Ă  mesa do restaurante Carrossel, junto Ă  praia da Cova, na margem esquerda da Figueira da Foz. LUĂ?S SANTOS

Rua CapitĂŁo Salgueiro Maia n.Âş 5 (frente ao Foz Plaza) ]'# "^ &' ; `  

    

Ementas especiais para Festas: Grupos, AniversĂĄrios e Baptizados  

      FIGUEIRA DA FOZ

);K';" &' "k] #   ) BUARCOS - 3080-279 FIGUEIRA DA FOZ - Telef.: 233 432 801

â&#x20AC;&#x153;Poesia gastronĂłmicaâ&#x20AC;?, assim se intitula a carta do restaurante Carrossel, que em Novembro completou 20 anos e mantĂŠm-se sob a orientação da BebĂŠ, tendo como braço-direito a cozinheira FĂĄtima Câmara (e as suas quatro ajudantes), com todas a garantirem ao longo de todo este tempo a qualidade e a confecção exĂ­mia que deixa recordaçþes a quem ali almoça, ou janta. Presente em todos os roteiros gastronĂłmicos, mesmo alĂŠm fronteiras (inclusivamente nos EUA), o Car    '    numa lista de 100 melhores restaurantes portugueses, de acordo com a apreciação de um jĂşri reunido por uma revista. Para entrada ĂŠ imprescindĂ­vel apreciar a salada de polvo com as cavalinhas de vinagrete, para depois nos deliciarmos com a sopa do mar, ou a canja do bacalho-

O restaurante, com duas dĂŠcadas, estĂĄ nos melhores roteiros nacionais e internacionais

eiro. Segue-se uma sinfonia de sabores, que a BebĂŠ nos propĂľe, como a massala de peixe, a chora de lĂ­nguas (de bacalhau, que combinam com camarĂŁo, mexilhĂŁo, berbigĂŁo e a massa de cotovelinhos), ou o arroz de couves com pataniscas, aqui feitas de uma forma muito especial, apresentando-se    Â&#x2039;    aqui e haja estĂ´mago para o que se pode convocar para a mesa. Temos a açorda do mar com lĂ­nguas panadas, o arroz marinheiro, os samos (pelĂ­culas carnosas pegadas ao espinhaço do bacalhau) marisqueiros (com grĂŁo-debico), ou a dobrada do mar Ă  Figueira antiga, que conjuga

os samos com o chouriço de Quiaios, o toucinho entremeado e o feijão branco. A isto junta-se a esganadeira de bacalhau (caras pequeninas, panadas), o ensopado de gatas (da família do cação) à Romão das bateiras, entre outros pratos com bacalhau, polvo, búzios, raia, ou robalo, espadarte, ou linguado para gralhar. Os amantes da carne  $'     K  dados com uma refeição no Carrossel, tendo como opção o bife, o arroz de feijão com panados, ou as favas aporcalhadas. As sobremesas são qua-

tro, confeccionadas pela BebÊ e pela cozinheira: leite creme, mousse de chocolate, pudim de cafÊ e mousse de ananås. A carta de vinhos estå guarnecida com tintos, brancos, verdes e espumantes. Com duas salas, cada uma com capacidade para 60   ' + simpåtico, com doses bem guarnecidas. O preço mÊdio da refeição situa-se nos 15 euros, com pratos que vão dos 9,50 euros atÊ aos 14 euros (açorda de marisco e o arroz de tamboril com gambas).



# =" %!   & >?< <K QQQW%X W <

Venha passar o Reveillon connosco Telef.: 233 429 133 K';"+ "k#<qq 3080-037 FIG. DA FOZ yyy& ) "y "#

Duas salas, cada uma para 60 pessoas, proporcionam um desfile de sabores Ăşnicos Menu econĂłmico : 6,50\ ABERTO DIARIAMENTE @@~Q+*Â&#x20AC;*Â Menu Pack 2 - 15\ 18H - 24H (JANTAR) 4 - 25\ 6 - 40\ 8 - 55\ RESERVAS: 911 000 505 | 233 106 602   {!&' $}   #

yyy !&' #

K' &']

;k(q &' ; `

NOME Carrossel da BebĂŠ MORADA Largo dos Pescadores, Cova-Gala, 3090-664 Figueira da Foz TELEFONE 233 431 457 e 964 300 663 EMAIL restaurantecarrossel@gmail.com HORĂ RIO 12h00 Ă s 15h30 e 19h30 Ă s 22h30. Encerra Ă  segunda-feira (excepto em Julho e Agosto)

A BebĂŠ continua a saber preservar a gastronomia, com um raro conjunto de pratos de raiz marĂ­tima e matriz piscatĂłria


30

QUINTA-FEIRA

OPINIĂ&#x192;O

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

13

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m JAIME RAMOS*

Carta aberta aos candidatos a Presidente da RepĂşblica e restantes polĂ­ticos

Voto nĂŁo, voto contra, opto pela abstenção Pela primeira vez depois do 25 de Abril decidi nĂŁo votar nas prĂłximas eleiçþes. Opto pela abstenção. NĂŁo ĂŠ um voto comodista, de alguĂŠm acomodado Ă  situação. Ă&#x2030; a escolha democrĂĄtica, dolorosa, de um eleitor indignado com a classe polĂ­tica e com o regime. Sou um cidadĂŁo que decidiu votar â&#x20AC;&#x153;NĂŁoâ&#x20AC;?, que escolheu votar â&#x20AC;&#x153;Contraâ&#x20AC;? a bandalheira. SĂł a abstenção exprime este meu voto. O regime em que vivemos, esta RepĂşblica, nĂŁo merece o meu voto. A minha abstenção ĂŠ um grito de revolta. A crise moral do regime obriga-me a assumir que nĂŁo sou conivente com a falta de vergonha dominante. Sou um pacifista. NĂŁo pego em armas para derrubar o regime. A abstenção ĂŠ a

manifestação pĂşblica da minha &!'*+&<==+ regime. Assumo o meu direito Ă  indignação e recuso participar na farsa democrĂĄtica. VĂĄrios acontecimentos legitimam o meu voto â&#x20AC;&#x153;NĂŁoâ&#x20AC;?. Qualquer cidadĂŁo consciente conhece mĂşltiplas situaçþes demonstrativas do apodrecimento desta RepĂşblica. Todos conhecemos a histĂłria do copo de ĂĄgua e da gota que o faz transbordar. Vou contar um acto de terrorismo contra o Estado de Direito praticado pelo Governo de Portugal, cometido perante a passividade das elites nacionais e sem intervenção crĂ­tica do senhor Presidente da RepĂşblica. O Ramal da LousĂŁ ligava Serpins, por Miranda do Corvo, a Coimbra e Ă  Estação Velha, na linha Porto â&#x20AC;&#x201C;Lisboa. Esta

ferrovia, com mais de cem anos, foi destruĂ­da no inicio deste ano, 2010, por decisĂŁo do Governo, para dar lugar ao Metro Mondego. As pessoas que utilizavam diariamente esta ferrovia passaram a usar transportes alternativos, rodoviĂĄrios, enquanto se realizava o novo investimento ferroviĂĄrio. Recentemente o Governo decidiu extinguir a empresa Metro Mondego e cancelar a concretização das obras. FĂŞ-lo, sem diĂĄlogo com as autarquias, nem com os utentes, nem com os cidadĂŁos da regiĂŁo. Ă&#x2030; uma decisĂŁo autoritĂĄria, ilegĂ­tima, irracional, que contraria o interesse pĂşblico do projecto. Estamos perante um crime. O sistema judicial deve investigar as atrocidades cometidas neste processo,

com mau uso de dinheiro dos contribuintes, e condenar os culpados por este crime contra o estado e contra as pessoas. A má gestão de dinheiros públicos deve ser sancionada, mesmo que assente em actos legais. A culpa não pode morrer solteira. Vivemos num Estado de Direito que não pode tolerar este atentado terrorista. Numa guerra é possível que exércitos destruam infra-estruturas fundamentais a um território. Num período de paz só terroristas destroem equipamentos públicos necessários ao dia-a-dia das pessoas. Durante anos realizou-se um prolongado debate sobre o futuro do Ramal da Lousã. Pessoalmente, e enquanto membro do Movimento Cívico de Lousã e Miranda, defendi uma solução barata, com re'*>!='*

linha existente. Os Ăşltimos governos optaram, com o apoio de autarcas e outros polĂ­ticos locais, por uma solução mais ambiciosa, mais cara, com destruição do Ramal e construção do Metro Mondego. HĂĄ doze meses, o Governo presidido por JosĂŠ SĂłcrates decidiu avançar com a obra. NĂŁo pode agora, depois de ter destruĂ­do o serviço ferroviĂĄrio e a infra-estrutura existente, vir dizer que nĂŁo continua com as obras. O Ramal da LousĂŁ nĂŁo pode ser tratado como uma brincadeira, nem o Governo comportar-se como criança a destruir uma prenda de Natal. Imagine-se um Governo a destruir a Ponte 25 de Abril para construir uma mais moderna e , depois de a ter implodido, vir dizer que nĂŁo tem recursos para construir a novaâ&#x20AC;Ś

LLX para recordar! 2010! ?"=K!UU>navelmente â&#x20AC;&#x201C; marcado pela continuidade da Crise econĂł #!((# . Recordaremos â&#x20AC;&#x201C; aqui e agora â&#x20AC;&#x201C; apenas alguns dos acontecimentos mais relevantes no decurso do presente ano. Desde logo, a crise da dĂ­vida soberana. E, o aumento dos juros da dĂ­vida pĂşblica. Que continuam a pressionar, pese a aprovação do Orçamento do Estado na Assembleia da RepĂşblica. &UW+X"=maçþes proferidas por alguns (i) responsĂĄveis estrangeiros (em particular, alemĂŁes e franceses) tĂŞm contribuĂ­do para agravar a pressĂŁo dos mercados sobre o

nosso paĂ­s. Com â&#x20AC;&#x153;parceirosâ&#x20AC;? desta estirpeâ&#x20AC;Ś! De lamentarâ&#x20AC;Ś e condenar! O nosso governo tinha de=U!"&<>!U investimentos em obras pĂşblicas. Contudo, constatamos que se desenha uma alteração nas prioridades anteriormente =U![!+&>U privilegiar o combate ao desemprego e a procura de diminuição das importaçþes. Consabidamente, a â&#x20AC;&#x153;apostaâ&#x20AC;? de maior vulto serĂĄ o cumprimento da meta na redução da dĂ­vida pĂşblica. Os â&#x20AC;&#x153;cortesâ&#x20AC;? orçamentais. Tendo em vista a redução

da dĂ­vida pĂşblica., como acima referimos. Com saliĂŞncia na quebra dos salĂĄrios dos funcionĂĄrios pĂşblicos. Que tem gerado acesa controvĂŠrsia. Originando uma Greve Geral. Tida como a mais participada, de sempre, no nosso paĂ­s. Os sindicatos prometem endurecer a â&#x20AC;&#x153;lutaâ&#x20AC;?. Defendem que os â&#x20AC;&#x153;cortesâ&#x20AC;? na massa salarial na função pĂşblica ĂŠ inconstitucional. O Temporal na RegiĂŁo AutĂłnoma da Madeira. De trĂĄgicas consequĂŞncias. Como todos sabemos. Que dizer da resposta do povo e do seu governo regional? De facto, ĂŠ de enaltecer a capaci-

Estamos perante uma decisão irresponsável que deve ser impedida. Não é um problema exclusivo do primeiro-ministro ou de um qualquer outro membro do Governo. Estamos perante um acto que põe em causa o carácter de quem decidiu mas também de quem faz de conta que desconhece. As pessoas têm o direito de ver assegurada a sua ligação ferroviária entre Serpins e Coimbra, seja pela reconstrução do Ramal da Lousã, seja pela concretização do Metro Mondego. Perante o acto terrorista que está a ser cometido pelo Governo, e a indiferença dos restantes actores políticos, nada mais me resta que invocar o direito à resistência pa<="!>! o meu voto esta bandalheira. (*) Médico

PEDRO SOUSA LOPES

dade de resposta dos madeirenses. CĂŠlere, determinada e =#]!'* e estoicismo. Os processos judiciais. A morosidade na justiça continua. Contudo, apĂłs seis anos, o â&#x20AC;&#x153;Processo Casa Piaâ&#x20AC;? ĂŠ concluĂ­do. Seis dos arguidos foram condenados, como ĂŠ do conhecimento geral. O â&#x20AC;&#x153;Processo Face Ocultaâ&#x20AC;? continua. Entre outros. ^&=!U!_">!' reclamam por melhores meios para exercerem a sua função com maior celeridade. O Congresso do Partido Social Democrata e a eleição do seu 18.Âş lĂ­der,

Pedro Passos Coelho. â&#x20AC;&#x153;Marcouâ&#x20AC;? a agenda polĂ­tica com o anĂşncio da apresentação de uma proposta de revisĂŁo constitucional. A conquista do tĂ­tulo de CampeĂŁo Nacional pelo Sport + " ](!#. Muito festejado pelos adep>`U=X"!>+>&< A ĂŠpoca futebolĂ­stica patenteada pelos â&#x20AC;&#x153;encarnadosâ&#x20AC;?, justificou-o, plenamente. Segundo a crĂ­tica, o SLB foi um vencedor inquestionĂĄvel. Considerada uma das melhores equipas, de sempre, a nĂ­vel nacional. O â&#x20AC;&#x153;Wikileaksâ&#x20AC;?. Que â&#x20AC;&#x201C; tam-

bĂŠm â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x153;atingiuâ&#x20AC;? o nosso paĂ­s. Como referimos hĂĄ quinze dias atrĂĄs, um acontecimento sem precedentes no mundo da internet. Face Ă  divulgação "U>!=+ fica-nos a convicção que a privacidade, â&#x20AC;&#x153;jĂĄ eraâ&#x20AC;?, como =k Outros acontecimentos de vulto ocorridos mereceriam destaque. PorĂŠmâ&#x20AC;Ś estas foram as nossas opçþes. A todos, votos de um melhor novo ano. Vamos acreditar! REGISTO: O estado climĂĄtico na Europa!

As empresas do concelho dA FIGUEIRA DA FOZ desejam um Feliz 2011

Padaria - Pastelaria - Pizzaria

Boas Festas CORTES - TINTURAS - BARBAS MANICURE - PEDICURE

Segunda a SĂĄbado 10h - 19h30

Av. Marginal Oceânica Urban. FozVillage Lote CQ - Fracção C Tel./Fax 233 436 085 BUARCOS -Figueira da Foz

Boas Festas

Telem.: 912 645 437 / 963 955 255 Rua da RepĂşblica, n.Âş 202 Ed. FozCenter R/C Loja 25 - Figueira da Foz

Boas Festas

AssistĂŞncia 24 horas por dia Rua Cidade da Praia - Loja 4 Telef.: 233 421 690 - Fax: 233 413 887 BUARCOS 3080-347 FIGUEIRA DA FOZ

Boas Festas

FICHA TĂ&#x2030;CNICA

Marcação

233 420 205 967 481 534

Visite-nos

Telefone 239 497 750 | Fax 239 497 759 | E-mail jornalcp@mail.telepac.pt Editor/Propriedade REGIVOZ, Empresa de Comunicação, Lda. Rua Adriano Lucas, 216 Az. D - Eiras 3020-430 Coimbra | NIPC: 504 753 711 Director-Adjunto Rui Avelar (responsåvel executivo por esta edição) | Gerente da Redacção JosÊ Fidalgo 239 497 750 (ext. 38) Coordenador de Edição Luís Santos | Redacção Luís Santos (C.P. 722), Rui Avelar (C.P. 613), Benedita Oliveira (C.P. 6622), Geraldo Barros (C.P. 6555), Iolanda Chaves (C.P. 2508) e Luís Carlos

Boas Festas

Rua 1.Âş de Maio, 84 - ChĂŁ - Tavarede - 3080-847 Figueira da Foz Sucursal: Av. Dr. ElĂ­sio de Moura - n.Âş 377 - Loja 381 - 3030-182 Coimbra Telef.: 233 412 311 - Email: jmpneus@gmail.com

Artigos para o lar: Tapeçarias - Candeeiros - Cortinados Texteis - Decoração - Cozinha - Wc e muito mais

Lojas: Praia da Vieira - Marinha Grande - Buarcos Av. do Brasil, n.Âş 50 R/c - Buarcos - Figueira da Foz - Telem.: 913 479 125

EDIĂ&#x2021;Ă&#x192;O COIMBRA www.campeaoprovincias.com

JoĂŁo Machado 913 353 379 Helder SimĂľes 913 353 369

Boas Festas

Segunda a SĂĄbado 09h00 Ă s 19h00

Senhora, Homem, Criança

EdifĂ­cio EstĂĄdio R. Joaquim Sotto Mayor, 120 Lj. 2 3080-209 Figueira da Foz

Melo (C.P. 2555), Telefone 239 497 750 (ext. 55, 56 e 57), Fax 239 497 759 | Sede/Redacção: Rua Adriano Lucas, 216 Az. D - Eiras 3020-430 Coimbra Director Comercial Carlos Gaspar Directora de Marketing e Publicidade Adelaide Pinto 239 497 750 (ext. 27), adelaide.pinto@mail.telepac.pt Paginação e Maquetagem Nuno Miguel Peres | Impressão FIG - Indústrias Gråficas, S.A.; Rua Adriano Lucas, 3020-265 Coimbra | Distribuição VASP - Sociedade de Transportes e Distribuição, Lda. R. da Tascoa, n.º 16 - 4.º Piso, 2745-003 Queluz, Telef. 214 398 500, Fax 214 302 499 Registo SRIP sob o n.º 222567; ISSN: 0874 - 3622; ICS: 122568 | Depósito Legal n.º 127443/98 Preço de cada número 0,75\ Assinatura anual 29,93\ | Tiragem mÊdia: 9.000 exemplares

Os pagamentos para o CampeĂŁo das ProvĂ­ncias em cheque devem ser emitidos em nome de â&#x20AC;&#x153;Regivoz, Empresa de Comunicação, Lda.â&#x20AC;?. TambĂŠm podem ser feitos por transferĂŞncia bancĂĄria atravĂŠs do NIB: 001000003179749000225


OPINIĂ&#x192;O

30

w w w . campeao p r o vin cia s.co m

QUINTA-FEIRA

Divisor de ĂĄguas

A questĂŁo ĂŠ que todos pressagiam algo profundamente marcante para as suas existĂŞncias, nesta ou na Vida eterna, nesta ou em outra dimensĂŁo. As culturas humanas, das mais diferentes formas, desde hĂĄ muito pressentem um acontecimento supino que marcarĂĄ a histĂłria deste planeta. Para muitos, tratase do glorioso retorno do Divino Chefe da Humanidade. Como jĂĄ vimos, os cristĂŁos esperam o Cristo; os irmĂŁos judeus, por sua vez, continuam anunciando, para breve, a tĂŁo esperada vinda

Tamanha ĂŠ a gravidade da hora que atravessa o mundo, que muitas vozes se levantam para, clareadas pelo Poder de Deus, proclamar que Jesus vem. Desta forma, ninguĂŠm, de qualquer crença, poderĂĄ argumentar que nĂŁo sabia. Ouve-se aqui, mesmo resumidamente, a palavra de papas da envergadura de: JoĂŁo XXIII (1881-1963): â&#x20AC;&#x153;â&#x20AC;&#x201C; A Volta de Cristo estĂĄ prĂłximaâ&#x20AC;?. Paulo VI (1897-1978): â&#x20AC;&#x153;â&#x20AC;&#x201C; O retorno de Cristo estĂĄ iminenteâ&#x20AC;?. (AudiĂŞncia Geral, de 13 de Maio de 1970) E no Missal Romano, hĂĄ este anĂşncio inesque-

T r i b u n a

JOSĂ&#x2030; DE PAIVA NETTO *

cĂ­vel: â&#x20AC;&#x153;â&#x20AC;&#x201C; (...) esperamos a vinda gloriosa de Jesus Cristo Nosso Salvadorâ&#x20AC;?.

â&#x20AC;&#x2DC;Mas existe uma coisa, carĂ­ssimos, que nĂŁo deveis ignorar: um dia diante do Senhor ĂŠ como mil anos, e mil anos como um sĂł diaâ&#x20AC;? (2 Ped 3, 8).

Na homilia do papa JoĂŁo Paulo II (1920-2005), de 6 de Dezembro de 1981, tambĂŠm podemos ler: â&#x20AC;&#x153;â&#x20AC;&#x201C; (...) O discurso de Pedro sobre o advento ĂŠ orientado sobretudo para os Ăşltimos tempos, para â&#x20AC;&#x2DC;o dia do Senhorâ&#x20AC;&#x2122;; aqueles que experimentaram a primeira vinda, com razĂŁo vivem na expectativa da segunda; conforme a promessa do Senhorâ&#x20AC;?.

â&#x20AC;&#x153;Quer isto dizer: vĂłs homens tendes a vossa concepção do tempo, as unidades de medida dele, o calendĂĄrio e o relĂłgio; tendes os vossos critĂŠrios, segundo os quais credes que o tempo se prolonga demasiado ou corre com excessiva velocidade. Viveis no tempo, vivei-lo ao vosso modo, e assim deve  U*>U=!> concepção para Deus, pois para Ele os vossos mil anos sĂŁo como um dia sĂł; e um dia ĂŠ como os vossos mil anos. Por isso nĂŁo julgueis com as vossas categorias e nĂŁo digais que Deus se apressou ou tardaâ&#x20AC;?.

â&#x20AC;&#x153;Para a lição de Pedro parece caracterĂ­stica a â&#x20AC;&#x2DC;dialĂŠcticaâ&#x20AC;&#x2122; da eternidade e do tempo, antes, melhor, do â&#x20AC;&#x2DC;tempo de Deusâ&#x20AC;&#x2122; e do â&#x20AC;&#x2DC;tempo do homemâ&#x20AC;&#x2122;. Como ĂŠ sabido, nas comunidades cristĂŁs dos primeiros sĂŠculos, foi intensa a expectativa da parusia, isto ĂŠ, da segunda vinda, do segundo advento de Cristo. Alguns começavam a duvidar da veracidade desta promessa. O fragmento da segunda carta de SĂŁo Pedro (...) responde a estas dificuldades:

d o

No primeiro ensejo, prosseguirei com o tema deste artigo que consideramos de grande importância espiritual para a sociedade. (*) Jornalista, radialista, escritor e presidente da Legião da Boa Vontade www.lbv.pt

Olhem para as televisĂľes e o Natal aparece sempre U>=>+'`loridas, com gente a beber champanhe e a comer bolo !"U>{=U o que ĂŠ que se festeja? NĂŁo com certeza o nascimento de Cristo porque Ele ĂŠ AlguĂŠm que nĂŁo se vĂŞ. E sĂŁo as luzes e sĂŁo os presentes, a mĂşsica, tudo aquilo que Ele trouxe ĂŠ certo, sĂł que Ele desaparece e tudo quanto nos deu e dĂĄ fica sem sentido. Fala-se ainda (atĂŠ quando?) da Festa da FamĂ­lia. SĂł que se oculta

28882

De:

Graça Maria Santos Azenha

Fernando Ventura

Rua Principal do Tojeiro s/n TOJEIRO Telef. 231 441 227 Tlm.: 966 084 394 Fax: 231 442 420 3140-043 ARAZEDE

MATERIAIS & PRODUTOS APĂ?COLAS PRODUTOR DE MEL

Telef.: 239 991 860 - Telem.: 917 368 752 www.apimel.com.pt | LousĂŁ, Casal de Ermio

Indústria de Lacticínios 3230-544 Rabaçal - Penela Email: aqueijeira@sapo.pt Telef.: 239 569 474 Fax: 239 561 049

DionĂ­sio Marques Agostinho, Lda. Fabrico de todos os tipos de pĂŁo e bolos

l e i t o r

Telef.: 236 959 330 - Fax: 236 959 331 | CARRIĂ&#x2021;O (Pombal) - Telem.: 968 010 196 - Largo Caras Direitas BUARCOS - 3080-254 FIG. FOZ - Telef.: 233 411 809 - Rua Dr. LuĂ­s Carriço, n.Âş 9 FIGUEIRA DA FOZ - Telef.: 233 422 495 - Rua Vasco da Gama, n.Âş 8 | 3080-043 FIGUEIRA DA FOZ

O sorriso do Menino MARIA DA GLĂ&#x201C;RIA CORTE-REAL

Agricultura e silvicultura, lda

que a FamĂ­lia principal ĂŠ a de NazarĂŠ que na simplicidade do PresĂŠpio nos apresenta o Menino Jesus acabado de nascer. Estamos em tempo de criseâ&#x20AC;Ś de uma crise que nos assusta e preocupa. Mas que tem tambĂŠm o seu lado positivo. Esconde-se  ="  }U!U _"+ mas dĂĄ-se notĂ­cia da generosidade de tantos, do abrir o coração e a mĂŁo de tanta gente no sentido de ajudar

os que mais precisam. E nestes gestos torna a surgir o Natal como tempo de Festa e de Amorâ&#x20AC;Ś Amor que ĂŠ uma realidade apesar de todos os desvarios. E começo a pensar que }U!U_"+=U+U* sente tanto frio porque ĂŠ o Amor que aquece, venha de onde vier e seja dado por quem quer que seja. Começo a pensar que o Sorriso de Deus â&#x20AC;&#x201C; que ĂŠ o Menino Je"+>=U">~

PUBLICIDADE

Telefs.: 918 746 399 - 918 746 440 Estrada da Cidreira PORTO DE SANTIAGO - COIMBRA

Boas festas 919 296 098

Produzido e embalado: Jorge Vieira

Desejamos a todos os clientes um Bom Ano 2011 R. de S. Jorge, 152 - Bizorreiro de Lavos - Telef.: 233 946 371

LENHAS - BATATAS - HORTĂ?CULAS - FRUTAS - LEGUMES LENHAS SECAS PARA AQUECIMENTO E OUTROS PRODUĂ&#x2021;Ă&#x192;O PRĂ&#x201C;PRIA

Rua Dr. Francisco Martins ChĂŁo de Lamas 3220-015 Miranda do Corvo

*!# (;K%Â&#x2C6;Â&#x2030;" - Bate-Chapas - Pintura Banca de Ensaios - Montagem PĂĄra-Brisas 29011

Aqui estĂĄ quentinho. LĂĄ fora chove e estĂĄ o frio prĂłprio desta ĂŠpoca. Pela vidraça vejo as costas do Menino Jesus do estandarte do Natal, que desde o 1.Âş dia do Advento pendurei na varanda. Passa-me um arrepio pelo coração â&#x20AC;&#x201C; que frio apanha o Deus Meninoâ&#x20AC;Ś neste seu tempo de festa. y*  = &&!mente ao frio do tempo, mas sim Ă  maneira como se estĂĄ a pretender festejar esta ĂŠpoca tĂŁo bonita e especial. Ă&#x2030; certo que jĂĄ se dislumbram reacçþesâ&#x20AC;Ś haja em vista o que se começa a ver nas janelas dos prĂŠdios. Por muito que respeitemos o Pai Natal a verdade ĂŠ que a festa ĂŠ do Menino Jesus. Por alguma coisa se hĂĄ-de começar se bem que o importante seja o que se vive e nĂŁo o que se expĂľe. Mas hĂĄ que dar o seu ao seu dono. E o que acontece?

K';< !k(q  Telef.: 239 823 006 - Telem.: 936 279 395 Ribeira de Frades - Fax: 239 982 390

28885

JoĂŁo Paulo II e o Advento

Rua GregĂłrio, n.Âş 4 - Pelariga 3105-291 Pelariga - Pombal Telef.: 236 216 031

28893

Papas anunciam a volta de Jesus

Neste Natal preďŹ ra o ComĂŠrcio alimentar tradicional

28889

Jesus, o Cristo EcumĂŠnico e a sua volta triunfal (II)

do Messias; os budistas, o Senhor Maytreia; o IslĂŁ, o Madi, e assim por diante. Ă&#x2030; algo altamente mĂ­stico e entranhado na alma humana. Em todos os coraçþes, de uma forma ou de outra, sintonizados nas mensagens dos CĂŠus, ouvem-se os acordes de indizĂ­vel e profĂŠtica melodia que alegrarĂĄ seus ouvidos e iluminarĂĄ suas existĂŞncias. Ă&#x2030; o prĂŠmio Ă  fidelidade Ă&#x20AC;quele que ĂŠ â&#x20AC;&#x153;o Caminho, a Verdade e a Vidaâ&#x20AC;? e aparece em vĂĄrias culturas com diversos nomes.

28888

O acto da posse da presidenta eleita do Brasil, a economista Dilma Rousseff, em primeiro de janeiro de 2011, registarå um momento marcante para o Brasil. Ao receber a faixa presidencial das mãos do presidente Lula, Dilma entrarå para a história como a primeira mulher a assumir, durante a República, o comando do Brasil, uma nação com mais de 190 milhþes de cidadãs e cidadãos. Nosso desejo, e o de todos os que querem ver este país alcançar patamares mais elevados, Ê que ela obtenha sucesso na nova empreitada política.

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

28890

14

ARNEIRO SĂ&#x192;O JOĂ&#x192;O - MAIORCA - FIGUEIRA DA FOZ  "


30 QUINTA-FEIRA

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

EMPRESAS & NEGĂ&#x201C;CIOS CentrOpticas

B R E V E

Tudo para uma boa visĂŁo

Energia solar fotovoltaica em destaque na Macolis

ABERTURA Novembro de 2004 RAMO Produtos ópticos MORADA Centro Comercial Atlântico (E. Leclerc), Loja 20, Rotunda do Limonete, Tavarede, 3080-510 Figueira da Foz CONTACTOS 233 414 210, www.centropticas.com

LUĂ?S SANTOS

Na Figueira da Foz, a CentrOpticas estå ao serviço de uma boa visão, com profissionais especializados, consultas de optometria e contactologia, um período alargado de atendimento e preços competitivos. Esta empresa de óptica iniciou a sua actividade no Bairro Novo (junto ao Casino Peninsular), mas em 12 de Novembro de 2004 mudou de instalaçþes para onde estå o

E. Leclerc, aproveitando as sinergias do centro comercial e aumentando o perĂ­odo de atendimento aos seus clientes, que ĂŠ das 09h00 Ă s 22h00, de segunda-feira a sĂĄbado, e das 09h00 Ă s 20h00 ao domingo e feriados. A CentrOpticas mantĂŠm-se sempre fiel ao objectivo de â&#x20AC;&#x153;uma total satisfação dos seus clientes, atravĂŠs de um atendimento personalizado, produtos de elevada qualidade e a preços competitivosâ&#x20AC;?, conforme

No centro comercial do E. Leclerc, o estabelecimento tem um horĂĄrio alargado e contĂ­nuo de atendimento

Cristina Duarte (optometrista), LĂşcia Pereira e Daniel Fernandes (Ăłptica ocular) e Jorge Aveiro (proprietĂĄrio)

refere o seu proprietĂĄrio, Jorge Aveiro, licenciado em gestĂŁo de empresas. A aposta contĂ­nua na formação e especialização dos seus quadros ĂŠ tambĂŠm um dos factores que tem per mitido um crescimento sustentado no mercado, com a CentrOpticas a ter nos seus quadros uma licenciada em Optometria e CiĂŞncias da VisĂŁo (Cristina Duarte), dois tĂŠcnicos de Ă&#x201C;ptica Ocular (LĂşcia Pereira e Daniel Fernandes) e uma estagiĂĄria (Clara Pereira). Na CentrOpticas hĂĄ consultas g rĂĄtis de optometria (Ă s terças e quintas-feiras, das 10h00

Ă s 18h00) e contactologia, pode efectuar-se a marcação de consultas de oftalmologia, assim como tambĂŠm se efectua a medição da pressĂŁo intra-ocular, essencial para a prevenção da Degeneração Macular relacionada com a Idade (DMI). â&#x20AC;&#x153;NĂŁo estamos no sector da Ăłptica ser vindo pessoas, mas estamos no sector das pessoas servindo produtos Ăłpticos, porque a visĂŁo ĂŠ o mais importanteâ&#x20AC;?, refere Jorge Aveiro, com o CentrOpticas a oferecer um par de lentes de contacto na primeira consulta de contactologia.

AtÊ 7 de Janeiro de 2011 decorre uma campanha com a oferta de uns óculos com graduação de longe, ou de perto, na compra de uns óculos com lentes progressivas. As ar maçþes de marca estão com descontos de 60 por cento e os óculos de sol têm um desconto de 20 por cento. A nível de lentes, a CentrOpticas trabalha com a Varilux (Essilor), tendo óculos das marcas TAG Heuer, Police, D&A, Ray Ban, Vogue, Gucci, Hugo Boss, Giorgio Ar mani, Emporio Armani, Carrera, Pierre Cardin, Yves Saint Laurent, Christian Dior.

â&#x20AC;&#x153;Style Menâ&#x20AC;?, novo cabeleireiro na Rua Carlos Seixas

Exclusivo para homens Um cabeleireiro para homens abriu hå seis meses na Rua Carlos Seixas, em Coimbra. Cortes clåssicos ou modernos, consoante o gosto do freguês, podem ser conjugados tambÊm com o serviço de barbearia. Katrine, uma jovem russa, que reside em Portugal desde o ano 2000, Ê a dona desta barbearia dos tempos modernos. A empresåria e cabeleireira aprendeu o ofício na sua terra natal, a Rússia, onde o exerceu durante cinco anos. Quando chegou a Coimbra, procurou trabalho na mesma årea e conseguiu uma oportunidade na Barbearia Santa Y +$     dez anos. Segura na actividade que

15

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

desempenha, e de que gosta, Katrine resolveu lançar-se por conta prĂłpria e a clientela começa a aparecer. Para jĂĄ, ĂŠ a Ăşnica funcionĂĄria, mas nĂŁo deixa de dizer que o serviço ĂŠ rĂĄpido e de qualidade, ideal para homens com sentido prĂĄtico, a um preço acessĂ­vel, de oito euros. â&#x20AC;&#x153;Style Menâ&#x20AC;?, assim se chama o novo estabelecimento, assume-se tambĂŠm como â&#x20AC;&#x153;o local certoâ&#x20AC;? para os homens que procuram â&#x20AC;&#x153;um look fantĂĄsticoâ&#x20AC;?. Localizado no nĂşmero 214 A r/c (prĂłximo do acesso para a Avenida Urbano Duarte), estĂĄ aberto das 09h00 Ă s 19h00, de terçafeira a sĂĄbado, com encerramento para almoço das 13h00 Ă s 14h00.

Katrine ĂŠ a dona e para jĂĄ Ăşnica funcionĂĄria do novo cabeleireiro para homens, â&#x20AC;&#x153;Style Menâ&#x20AC;?

A Macolis, empresa de Â&#x201C;        Y bra, recentemente distinguida com o prĂŠmio PME ExcelĂŞncia 2010, pretende relançar-se no mercado dos sistemas solares fotovoltaicos, apostando em produtos de excelĂŞncia, na capacidade de resposta e em soluçþes adaptadas Ă s necessidades de cada cliente. Esta medida surge na sequĂŞncia das alteraçþes legislativas introduzidas pelo Governo, mediante a aprovação do decretolei 118-A/2010, que vem        k Wdico aplicĂĄvel Ă  produção de electricidade atravĂŠs de instalaçþes de pequena potĂŞncia, designadas por unidades de microprodução. Segundo a Macolis, este diploma â&#x20AC;&#x153;vem tornar os procedimentos mais simples e transparentesâ&#x20AC;?. O acesso Ă  condição de microprodutor ĂŠ feito pela Internet, atravĂŠs do Sistema de Registo de Microprodução, que aceita inscriçþes atĂŠ que o numero ultrapasse o limite de potĂŞncia mĂĄxima prevista para o ano em causa. Numa fase seguinte, este sistema noti   % Â&#x201D; quantidade de electricidade que pode produzir, sendo posteriormente inspeccionada a unidade em causa          exploração, com base no qual poderĂĄ produzir e vender electricidade. Toda a produção gerada ĂŠ obrigatoriamente comprada pelo fornecedor de electricidade a um preço que dependerĂĄ de o microprodutor estar    $ do e das fontes de energia utilizadas. Ao apostar em experiĂŞncia tĂŠcnica e comercial, a Macolis garante a aquisição de um sistema â&#x20AC;&#x153;chave na mĂŁoâ&#x20AC;?, com um acompanhamento personalizado e constante, com soluçþes integradas e todos os produtos necessĂĄrios para a instalação de unidades de microprodução. Nas ĂĄreas de exposição da empresa, o cliente tem a oportunidade de obter todos os esclarecimentos sobre este assunto e, inclusivamente, ver as soluçþes que a Macolis oferece a funcionarem, uma vez que as prĂłprias instalaçþes possuem um sistema fotovoltaico de produção e venda de electricidade em funcionamento. Actualmente, a Macolis tem mais de 280.000 watts de potĂŞncia instalada em sistemas fotovoltaicos.


30

w w w . campeao p r o vin cia s.co m

ImobiliĂĄrias

QUINTA-FEIRA

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

Apoio domiciliĂĄrio 24 H

AUTOMĂ&#x201C;VEIS 9:0,.0,9; "' %%'< ((

SERVIĂ&#x2021;OS: - Acompanhamento; - Higiene e conforto; - Apoio na alimentação; - Limpezas domĂŠsticas; - Babysitting.

ADĂ&#x2030;MIA - COIMBRA Telef.: 239 432 173 - 3020 COIMBRA www.ademiauto.pt

28325

CLASSIFICADOS

16

7 dias por semana 365 dias por ano

No conforto da sua casa Tel: 965428381|932013490|915391740 D I V E R S O S

Brisbane Construção Civil e Obras Públicas www.forma-ideal.com/silvina Tlm. 919 550 527

+0,, ,+10,

- T3 c/ sotĂŁo e garagem, em Sta. Clara

EUROMERCANTE.COM Carros, motas, barcos, aviþes, helicópteros telecomandados, pistas de carros e comboios, miniaturas de colecção, kits, tintas, ferramentas e acessórios

+"%  "(!((2# ( 0 ( %$(3444%"56 &(& 7(8  3 

- T4 c/ garagem Rua Arlindo Vicente

Telm. 967 431 489 Rua Augusto Matos, 176-r/c Dt.Âş | Coimbra 28840

+,+, -./,,.,- ,,,

 !" #$%"&!"' ( " ( $"( (&" %)" ( *(%""$(

27737

CONTROLE O SEU PESO

Centro Comercial Girasolum, 3.Âş - Lj 310 3030-327 Coimbra - Telef.: 239 110 025 Email: entretenimento@euromercante.pt

- - T1 na Rua Miguel Torga â&#x20AC;&#x201C; Solum

LimposofĂĄ

- T2, EdifĂ­cio do Centro Comercial Atrium Solum, na Av Dr ElĂ­sio de Moura

ASSISTĂ&#x160;NCIA TĂ&#x2030;CNICA DESLOCAMO-NOS AO DOMICĂ?LIO

SOMOS ESPECIALISTAS EM LIMPEZAS DE TODO O TIPO DE SOFĂ S, CARPETES E CORTINADOS

com estacionamento. Acabamentos de Luxo, cozinha italiana completamente equipada, aquecimen-

911 794 431

28832

to central, prÊ-instalação de ar condicionado. Edifício com Parque Infantil.

limpo_sofa@hotmail.com | www.limposofa.com

- Terreno para construção sito na Lousã. à rea de Construção 765 m2 Marque a sua visita todos os dias da semana Telef.: 239 854 730 - Telem.: 917 225 640

     

ABERTO DE SEGUNDA A SĂ BADO 7H30 - 22H00 SERVIĂ&#x2021;OS BAPTIZADOS, FESTAS DE ANIVERSĂ RIO, ALMOĂ&#x2021;OS DE EMPRESA, CONVĂ?VIOS, ENTRE OUTROS EVENTOS

O U R O

E

V A L O R E S

CESSO NOSSO SU ESTAR Ă&#x2030; O O SEU BEM A GerĂŞncia: Frederico Fonseca Email: andrefonseca_10@hotmail.com Telems.: 919 603 717 - 967 455 296 - Zona Industrial de Condeixa

Projectamos e Executamos: Construção de Moradias - Recuperação de Edifícios - Remodelação de Interiores e Exteriores - Decoração de Interiores

GESSOFORMA

Boas Festas a todos os clientes e amigos

CONSTRUĂ&#x2021;Ă&#x192;O E REMODELAĂ&#x2021;Ă&#x192;O DE INTERIORES, LDA. Urb. do Loreto, Lote 2 - Loja 2 - COIMBRA gessoforma@sapo.pt | Telem. 917 611 456

Este espaço pode ser seu... Contacte-nos!

ACTUALIDADE Estipulado em portaria do ministÊrio da Educação

Escolas particulares vão receber 80 080 euros por turma e ano As escolas privadas com contrato de associação vão receber, a partir do próximo ano lectivo, 80 080 euros por ano e por cada turma %  k $k  ciamento, estipula uma portaria do ministÊrio da Educação publicada esta quarta-feira em Diårio da República e que entra hoje em vigor. O diploma, que estabe      mento dos estabelecimentos do ensino particular e

cooperativo com contrato de associação, prevĂŞ que â&#x20AC;&#x153;em casos excepcionais e devidamente fundamentadosâ&#x20AC;?, no ano letivo de 2011/2012, o Estado pode conceder â&#x20AC;&#x153;um reforço de subsĂ­dio por turma, nunca superior a cinco por centoâ&#x20AC;?   * A portaria diz ainda que sempre que o nĂşmero de alunos de uma turma seja inferior a 20, o valor do subsĂ­dio anual ĂŠ alvo       

em 3,5 por cento por cada aluno, estando ainda previsto um regime transitĂłrio, que estipula para o perĂ­odo entre 01 de Janeiro e 31 de Agosto de 2011 o valor de 57.857 euros por turma. De acordo com o decreto-lei, os contratos passam a ter â&#x20AC;&#x153;âmbito plurianual, sem prejuĂ­zo do k     nanciamento em cada ano lectivo, em função da alteração do nĂşmero de alunos         

podendo ser renovados por acordo das partesâ&#x20AC;?. O diploma foi promulgado pelo Presidente da RepĂşblica apĂłs um â&#x20AC;&#x153;diĂĄlogoâ&#x20AC;? com o Governo e estabelece ainda que â&#x20AC;&#x153;o Estado assegura que o contrato de associação ĂŠ mantido atĂŠ Ă  conclusĂŁo do ciclo de ensino pelas turmas por ele abrangidasâ&#x20AC;?. Assim, a haver redução do nĂşmero      se apenas no 5.Âş, 7.Âş e 10.Âş anos.

Tempo RĂĄdio do Clube da Comunicação Social de Coimbra Esta semana, em 30 minutos de rĂĄdio, fazemos um balanço do que de mais importante passou nos programas realizados pelo CLUBE DA COMUNICAĂ&#x2021;Ă&#x192;O SOCIAL DE COIMBRA em 2010. Este programa ĂŠ simultaneamente uma oportunidade para agradecer a todos os que connosco colaboraram e a todas as rĂĄdios que transmitiram semanalmente o nosso espaço rĂĄdio.


30

QUINTA-FEIRA

PASSATEMPOS

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

17

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

PALAVRAS CRUZADAS â&#x20AC;&#x201C; Problema n.Âş 204

CINCO EMBARCAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES

Tema de hoje â&#x20AC;&#x201C; EMBARCAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES

PROBLEMA N.Âş 204/A

]>!!#U><`U>U>X"+ os nomes de cinco embarcações.

HORIZONTAIS 1 â&#x20AC;&#x201C; Embarcação. Embarcação. 2 â&#x20AC;&#x201C; O mais. Fender-se. y &W&! !U!U ^'U> Â&#x201E;>!=>! Â&#x2030;`Â&#x160;  K }U>!Â&#x2039;`'*Â&#x2030;&Â&#x160;!U!UÂ&#x2030;   X"!Â&#x160;KÂ&#x2039;">!!Â&#x2030;`>!UÂ&#x160;Â&#x2C6;U>Â&#x152;!'* X" Â&#x2018;&! &U> Â&#x2039; _"U> $ K[U>! &U  Oriente. Fruto da ateira. 6 â&#x20AC;&#x201C; Embarcação. Embarcação. 7 â&#x20AC;&#x201C; Â&#x2019;'U>'*!>}Â&#x201C; K]Â&#x2030;Â&#x160;Â&#x201D;<U! DesagradĂĄvel. 9 â&#x20AC;&#x201C; Embarcação. Barbearia. VERTICAIS 1 â&#x20AC;&#x201C; Embarcação. Embarcação. 2 â&#x20AC;&#x201C; DispĂľe por lotes. SĂĄ`Â&#x2030;`Â&#x160;KÂ&#x201E;&K[!k[Â&#x2020;Â&#x201C;!$K^" Chitom! 6 â&#x20AC;&#x201C; Embarcação. 7 â&#x20AC;&#x201C; Domo. 8 â&#x20AC;&#x201C; ToleirĂŁo. Dar-se. 9 K=Â&#x2018;&!'* KÂ&#x2019;"Â&#x201C;U> K"!' KÂ&#x2022;<`k![U!Â&#x2030;`Â&#x160;Â&#x2022;<`"<U! KÂ&#x2039;`'* Ky><!!U>Â&#x2013;U>! $K Passa. DĂĄ.

PRĂ&#x2030;MIOS â&#x20AC;&#x201C; Obra literĂĄria, oferta da PORTO EDI^Â&#x201E;[Â Â&#x2020;!"&+>Â&#x2021;]Â&#x2C6;[Â +U=U mĂŞs, mais um prĂŠmio especial â&#x20AC;&#x201C; DicionĂĄrio de Verbos Portugueses, valiosa e Ăştil oferta da PORTO EDITORA. PRAZO PARA REMESSA DE SOLUĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES â&#x20AC;&#x201C; AtĂŠ ao dia 15 do prĂłximo mĂŞs. ENVIO DE SOLUĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES â&#x20AC;&#x201C; Ernesto Lopes Nunes, Beco dos Unidos, n.Âş 3, Espadaneira, 3045 â&#x20AC;&#x201C; 162 Coimbra. PREMIADOS Passatempos n.Âş 196: Manuel Filipe dos Reis Vieira, de Montemor-o-Velho, com livro da PORTO EDITORA; e Julieta Soares Martinho, de CacĂŠm, com prĂŠmio surpresa, oferta de Ă GUIA.

ENIGMA FIGURADO

Â&#x2C6;U>&>U>U>><`&'Â&#x203A;&U>+UU>Â&#x153;"UÂ&#x201C;!Â&#x2018;&* popular.

HORIZONTAIS K[&!' KÂ&#x2019;`Â&#x2014;!Â&#x201D;U>KÂ&#x2022;<` ><U!"U!Â&#x2039;"&!Â&#x2030;!!UÂ&#x160;KÂ&#x201D;sembaraço. VitĂłria. Pela. 5 â&#x20AC;&#x201C; Verbal. Ă&#x161;ltimo. 6 â&#x20AC;&#x201C; Obstipadas. %KÂ&#x2DC;![>[X" Ky>[& [U>!>Â&#x2030;`Â&#x160;KÂ&#x201D;U!^! K}""!UÂ&#x201C; Â&#x2022;U*Â&#x2039;X"! KÂ&#x201E;&!#Â&#x2122;U VERTICAIS 1 â&#x20AC;&#x201C; Bichinha-gata. Tirania. 2 â&#x20AC;&#x201C; Transgredir. Puas. 3 â&#x20AC;&#x201C; Sorri. Â&#x2C6;U>!Ky>"!=Â&#x2018;!'*$ K}">!U K!>"Â&#x2022;<`"%K >* K[Â&#x201E;&#Â&#x2022;<`&>K# Chinelo. Rochedo. 10 â&#x20AC;&#x201C; Nome prĂłprio masculino. Peixe teleW>Â&#x161;Â&#x2018;&> KÂ&#x201D;!Â&#x2018;

SOLUĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES Palavras Cruzadas â&#x20AC;&#x201C; Problema n.Âş 196: Horizontais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; camisa, d,  K+>"+K!+U"++K&!+X+'+Â&#x2C6;Â&#x2039;Â&#x201D;$K+ pau, agĂĄ, to. 6 â&#x20AC;&#x201C; tola, e, s, crer. 7 â&#x20AC;&#x201C; e, Ivo, ama, lho, a. 8 â&#x20AC;&#x201C; ego, blusa, aba. 9 â&#x20AC;&#x201C; amarrai, agareno. Verticais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; corpete, a. 2 â&#x20AC;&#x201C; Aveiro, em. 3 â&#x20AC;&#x201C; meia, liga. K!+&$K+U+++ K>X"+`%K"+! K"+"K+ 10 â&#x20AC;&#x201C; calças, ag.11 â&#x20AC;&#x201C; a, a, g, l, a. 12 â&#x20AC;&#x201C; sĂł, achar. 13 â&#x20AC;&#x201C; alei,robe. 15 â&#x20AC;&#x201C; oradora, o. Problema n.Âş 196/A: Horizontais â&#x20AC;&#x201C; 1 â&#x20AC;&#x201C; habilidades. 2 â&#x20AC;&#x201C; a, animado, e. 3 â&#x20AC;&#x201C; ve, omita, aC. 4 â&#x20AC;&#x201C; eta, ata, ara. 5 â&#x20AC;&#x201C; reis, a, opor. 6 â&#x20AC;&#x201C; raio, ulos. 7 â&#x20AC;&#x201C; a, Â&#x2022;Â&#x2020;+ K"+!+Â&#x201C;K>#++ K++! K+ sismo. Verticais â&#x20AC;&#x201C; KÂ&#x201C;+"> K+Â&#x2020;>+K`+!+#+K!U+ siĂĄs, ra. 5 â&#x20AC;&#x201C; Lima, olivas. 6 â&#x20AC;&#x201C; imita, orem. 7 â&#x20AC;&#x201C; data, Ăşmeros. 8 â&#x20AC;&#x201C; ada, olĂŠs, si. 9 â&#x20AC;&#x201C; dĂł, apĂłs, e, s. 10 â&#x20AC;&#x201C; e, aros, alĂŠm. 11 â&#x20AC;&#x201C; secar, cheio. Cinco peças de roupa feminina: Cueca, combinação, sutiĂŁ, pijama, vestido. ( & !&';  Com as alças na mĂŁo.

DESPORTO JosĂŠ Guilherme ĂŠ o novo treinador

AcadĂŠmica/OAF aposta num estreante disse ser â&#x20AC;&#x153;um prazer e um orgulho enorme vir para a AcadĂŠmica, um clube histĂłrico no panorama nacional, com uma grande tradição e com grandes valoresâ&#x20AC;?. JosĂŠ Guilherme iniciou a sua carreira no Esmoriz, tendo tambĂŠm chegado a treinar o Sp. Espinho, mas foi nos escalĂľes de forma  Y   %   destacou, tendo sido campeĂŁo nacional em quatro ocasiĂľes. Antes de aceitar o convite para vir para Coimbra

ouviu a opiniĂŁo dos dois anteriores treinadores da Briosa, os quais lhe deram boas referĂŞncias, nĂŁo tendo dado um â&#x20AC;&#x153;salto no escuroâ&#x20AC;? e ao rodear-se de adjuntos que conhecem bem a AcadĂŠmica, como JosĂŠ Alberto Costa (ex-jogador e que orientou a equipa em 1989Â&#x2013;#@ ` W    Ricardo ChĂŠu e Rui Correia (que transitam da equipa tĂŠcnica anterior). O nono lugar que a AcadĂŠmica ocupa no campeonato ĂŠ considerado,

por JosĂŠ Guilherme, â&#x20AC;&#x153;uma posição estĂĄvel e mais fĂĄcil de potenciar os jogadoresâ&#x20AC;?, com o seu primeiro jogo de 2011, no fim-de-semana de 9 de Janeiro, a realizarse no EstĂĄdio Cidade de Coimbra, com o Paços de     K+  esquecer as duas pesadas derrotas consecutivas da equipa na Liga. O segundo jogo deverĂĄ ser a eliminatĂłria dos   Â&#x160; Portugal, com uma partida entre a Briosa e o UniĂŁo da

Madeira, após ter sido decidido o recurso que corria no Conselho de Justiça da         $% K = barralense e Louletano.

    $ Â&#x201D; }Â&#x2014;## Gil Vicente-Beira-Mar e >   Â&#x201D; }Â&#x2DC;##  Â&#x2030;  Â&#x201D; }Â&#x2122;##  =K  W  Â&#x201D; 20h15. No dia seguinte, a 3 de Janeiro, o SportingTaça da Liga Naval estĂĄ agendado para inicia o ano as 19h15, sendo que duas Em termos futebolĂ­s- horas depois terĂĄ inĂ­cio o ticos, 2011 começa com Braga-GuimarĂŁes. A ter    K  Â&#x160;  ceira fase da Bwin Cup Liga (Bwin Cup), estando prossegue a 19 de Janeiro agendados para 2 de Ja- (segunda jornada) e a 29 neiro os jogos Aves-Olha- e 30 de Janeiro (terceira nense e Arouca-Paços de ronda).

A RĂ DIO REGIONAL DO CENTRO DESEJA

Bom Ano 2011

Ouça na Internet em www.radioregionalcentro.com

ABC

Depois de ter dado a oportunidade a AndrĂŠ Villas-Boas de se estrear como treinador principal Â&#x201C;     $  ' Â&#x2022;Â&#x2039; seguiu o mesmo rumo ao escolher JosĂŠ Guilherme para suceder a Jorge Costa no comando tĂŠcnico da equipa. Na segunda-feira, o novo treinador, de 45 anos, que esteve com Carlos Queiroz na Selecção Nacional no Campeonato do Mundo na Ă frica do Sul,


CULTURA

18

30

w w w . campeao p r o vin cia s.co m

Filarmonia das Beiras em concerto de Ano Novo Sob a direcção do maestro António Vassalo Abreu, a Orquestra Filarmonia das Beiras apresenta-se a 02 de Janeiro, a partir das 17h00, no Centro de Artes e Espectåculos (CAE) da Figueira da Foz para um concerto que pretende assinalar a chegada do novo ano. Este espectåculo conta com a participação de Paulo de Carvalho e promete proporcionar momentos inesquecíveis dedicados a esta quadra festiva. Trata-se de um concerto de entrada gratuita, mediante levantamento prÊvio do ingresso na bilheteira do CAE.

   visita ao presĂŠpio animado pĂşblicos, cujo programa pode ser feita, diariamen- pode ser consultado em no Teatro-Cine te, entre as 09h00 e as www.museudaciencia.org. de Pombal 19h00.

Promovida pelo Centro de PatrimĂłnio da Estremadura, ĂŠ inaugurada a 07 de Janeiro, pelas 18h00, * K   â&#x20AC;&#x153;Sensibilidades 25â&#x20AC;?. A mostra vai estar patente ao pĂşblico no Teatro-Cine de Pombal atĂŠ ao dia 06 de Março e reĂşne trabalhos de 25 fotĂłgrafos da regiĂŁo, respectivamente, Ana David, AntĂłnio Palmeira, Carlos Barroso, Dias dos Reis, Elisabete MaisĂŁo, Francisco Pedro, Gonçalo Lemos, Joaquim Dâmaso, Joaquim Pesqueira, Joca Faria, JosĂŠ LuĂ­s Jorge, LuĂ­s Lobo Henriques, Margarida AraĂşjo, Maria Adelina Sousa, Maria Kowalski, MĂĄrio Caldeira, Nuno Brites, Paulo Cunha, Ricardo Graça, Rui Gouveia, Rute Violante, Sandra Costa, SĂŠrgio Claro, Valter Vinagre e Victor Oliveira.

Montemor com presĂŠpio em movimento

AtÊ ao dia 08 de Janeiro, cumpre-se a tradição em Montemor-o-Velho. Quem se deslocar à igreja da Misericórdia, na vila, encontrarå um presÊpio animado, accionado pelos próprios visitantes. Dinamizada pela Junta de Freguesia de Montemoro-Velho, esta iniciativa contou com a colaboração de artesãos locais, responsåveis pela criação desta obra que, desde 2004, conjuga a referência festiva da natividade com as vivências do concelho. A

MĂşsica encerra ano no Museu da CiĂŞncia

Banda Marcial de Fermentelos na Lousã No âmbito do programa de animação de Natal, a Câmara Municipal da Lousã promove no dia 08 de Janeiro, pelas 21h30, um concerto com a Banda Marcial de Fermentelos. Dedicado à temåtica do Ano Novo, este espectåculo Ê de entrada livre.

Jovens designers expĂľem no TAGV A escadaria do ColĂŠgio de Jesus, em frente ao Laboratorio Chimico, em Coimbra, ĂŠ o palco para um conjunto de concertos com que o Museu da CiĂŞncia encerra o ano. Entre as 10h00 e as 17h00, os visitantes sĂŁo recebidos com pequenos espectĂĄculos pelo Quarteto de MĂşsica de Câmara e Quarteto Scherzo, ambos compostos por alunos e antigos alunos do ConservatĂłrio de MĂşsica de Coimbra, bem como do Quarteto de [++  >    nal de MĂşsica de Espinho. Esta iniciativa insere-se no programa de actividades de â&#x20AC;&#x153;Luzes e Sons de Natalâ&#x20AC;?, promovida pela Câmara Municipal de Coimbra. Estes concertos vĂŁo acontecer, aleatoriamente, na Universidade de Coimbra, no Museu Nacional Machado de Castro e no Museu da CiĂŞncia, com o objectivo de animar, atĂŠ ao inĂ­cio de Janeiro, alguns dos espaços emblemĂĄticos da cidade. Associando-se Ă s celebraçþes do Ano Internacional da QuĂ­mica, em 2011, o Museu da CiĂŞncia vai ainda promover um conjunto alargado de actividades, para vĂĄrios

â&#x20AC;&#x153;ID â&#x20AC;&#x201C; Identidade e Designâ&#x20AC;? ĂŠ tema de uma exposição que vai estar patente ao pĂşblico no foyer do Teatro AcadĂŠmico de Gil Vicente, em Coimbra, de 08 a 22 de Janeiro. A mostra, preparada por alunos do curso de Design da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, integra um conjunto de trabalhos que traduz uma grande diversidade de linguagens estĂŠticas, assim como a posição crĂ­tica de cada um destes jovens criadores em relação ao tema proposto. A exposição pode ser visitada entre as 10h00 e a 01h00.

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

V I N A G R E T A S

Premonição â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x153;JoĂŁo Barbosa de Melo substitui Carlos Encarnaçãoâ&#x20AC;?foiotĂ­tulodasecção â&#x20AC;&#x153;Palpitandoâ&#x20AC;?, da edição do nosso Jornal de 26 de Agosto de 2010. Agora, quatro meses depois, foi manchete em todos os diĂĄrios, que deram conta da renĂşncia ao mandato do presidente da Câmara Municipal de Coimbra

e a sua substituição pelo nĂşmero dois.NormalmenteasnotĂ­ciasandam a reboque da realidade, mas nestecasoopaineldevaticĂ­niosfoi mesmo premonitĂłrio. Desencontro â&#x20AC;&#x201C; Uma paciente, que tem sido assistida nos Hospital dos CovĂľes (Centro Hospitalar de Coimbra), rece-

beu, no dia de Natal, uma mensagem a preveni-la de que havia consulta externa marcada para segunda-feira (27). Tal utente do Serviço Nacional de Saúde ficou comovida com tamanha eficiência, pois, alÊm de se tratar do dia 25 de Dezembro e de um såbado, o recado chegava com quase 48 horas de antecedência.

Devagar se vai ao longe â&#x20AC;&#x201C; O veĂ­culo motorizado, com trĂŞs rodas, pode nĂŁo ser muito veloz, mas transporta o      Outros terĂŁo carros â&#x20AC;&#x153;xptoâ&#x20AC;?, mas o preço, a manutenção e os impostos farĂŁo com que sejam mais â&#x20AC;&#x153;pesadosâ&#x20AC;?. E nestes tempos que correm, com os juros sempre a subir, quem evita encargos consegue respirar um pouco melhor. NĂŁo hĂĄ nada como comprar a pronto, porque a crĂŠdito o veĂ­culo â&#x20AC;&#x153;ĂŠ nosso, mas nĂŁo ĂŠâ&#x20AC;?! Como diz o ditado: â&#x20AC;&#x153;NĂŁo vĂĄ o sapateiro alĂŠm da chinelaâ&#x20AC;?... TirocĂ­nio â&#x20AC;&#x201C; JoĂŁo Orvalho (Ă  direita na foto) teve o privilĂŠgio de assistir a uma sessĂŁo da Assembleia Municipal de Coimbra estando hĂĄ menos de 15 dias na vereação camarĂĄria. Em fase de tirocĂ­nio, o novo edil conversa com o seu adjunto, JosĂŠ Maria Barroca, e com Francisco Ferreira, assessor da CMC para a Imprensa. Nova dupla â&#x20AC;&#x201C; O presidente da Câmara Municipal de Coimbra, JoĂŁo Paulo Barbosa de Melo, que sucedeu a Carlos Encarnação, e a presidente substituta, Maria JosĂŠ Azevedo Santos. Com a ascensĂŁo da vereadora Ă  vice-presidĂŞncia da autarquia, JoĂŁo Paulo optou        inerente Ă  formatação da lista de candidatos a edis da coligação â&#x20AC;&#x153;Por Coimbraâ&#x20AC;?.

Cantar dos reis em Oliveira do Hospital O reavivar dos costumes e tradiçþes faz-se, tambÊm, com o cantar dos reis. Em Oliveira do Hospital, a 08 de Janeiro, pelas 21h30, juntam-se na Casa da Cultura de CÊsar Oliveira o Choral Poliphónico do Alva e a Orquestra Juvenil do Clube de Caça e Pesca de Oliveira do Hospital, para dar voz a cançþes populares e a quadras relativas à vida de Jesus Cristo.

QUINTA-FEIRA

LĂłbi de S. Martinho â&#x20AC;&#x201C; O vereador e lĂ­der concelhio do PS/ Coimbra, Carlos Cidade, ladeado por outros dois autarcas, o socialista JosĂŠ Manuel Ferreira da Silva e o social-democrata Antonino Moura Antunes. Posaram os trĂŞs para a objectiva de um redactor das Vinagretas como destacados membros do lĂłbi de SĂŁo Martinho do Bispo, cabendo a Moura Antunes a presidĂŞncia da Junta. Que papel desempenharĂĄ cada um deles dentro de trĂŞs anos?


30

QUINTA-FEIRA

VINAGRETAS

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEĂ&#x192;O DAS PROVĂ?NCIAS

V I N A G R E T A S

Ă&#x201A;ngulo inverso Abrir os olhos RUI AVELAR

A referida senhora sĂł nĂŁo aferiu se a eficiĂŞncia chegava ao ponto de haver do outro lado quem registasse aquilo que ela jĂĄ transmitira; isto ĂŠ: a paciente tinha avisado que nĂŁo iria comparecer no dia 27. Se nĂŁo tivesse ocorrido essa descoordenaçãozita, a advertĂŞncia teria sido em cheio, independentemente de o dia de Natal nĂŁo ser o melhor para prevenir utentes do SNS. Cidadania â&#x20AC;&#x201C; A sessĂŁo realizada, a uma semana do Natal, pelo Movimento CĂ­vico de CidadĂŁos de LousĂŁ e Miranda do Corvo, devido Ă  indefinição reinante acerca do projecto de Metro de superfĂ­cie, revelou-se pouco mobilizadora das gentes de Coimbra. Do universo de dezenas de autarcas de Coimbra sĂł dois viajaram atĂŠ Miranda: o presidente da Junta de Freguesia de AlmalaguĂŞs, VĂ­tor Costa (PSD), e MĂĄrio Carvalho (membro da Assembleia Municipal eleito pelo PS). Entre a centena e meia de pessoas presentes na sessĂŁo sobressaĂ­am, ainda assim, dois ilustres munĂ­cipes conimbricenses, Amadeu Carvalho Homem, catedrĂĄtico da Faculdade de Letras, e Carmo Lopes, professora da Escola Superior AgrĂĄria.

Briosa, tem a particularidade de o respectivo apelido ser comum a um dos do vice-presidente do clube LuĂ­s Guilherme Godinho SimĂľes. CrĂ­ticos do presidente cessante da AcadĂŠmica/OAF, JosĂŠ Eduardo SimĂľes, gracejam que a escolha do treinador terĂĄ sido inspirada pela afinidade de apelidos. Ou nĂŁo seja LuĂ­s Godinho o verdadeiro delfim de JosĂŠ Eduardo, sendo que tambĂŠm eles partilham um apelido.

â&#x20AC;&#x153;O combate ao crime econĂłmico, nele incluindo a corrupção e o branqueamento de capitais, nunca foi uma verdadeira prioridade de polĂ­tica criminal; ĂŠ a histĂłria quixotesca, essa sim, de denunciantes sem medo, de jornalistas ÂŤcĂŁes de guardaÂť e de polĂ­cias e magistrados dedicados, competentes e combativosâ&#x20AC;?. SĂŁo palavras da magistrada do MinistĂŠrio PĂşblico Maria JosĂŠ Morgado, ex-directora-adjunta da PolĂ­cia JudiciĂĄria e coordenadora do Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa. De visita a Portugal, Muhammad Yunus, criador do microcrĂŠdito e fundador do banco dos pobres (o GraUÂ&#x160;+>X"!>=UU!! se transformou â&#x20AC;&#x153;num jogoâ&#x20AC;? e os mercados â&#x20AC;&#x153;num casinoâ&#x20AC;?. â&#x20AC;&#x153;Foi criado num mundo de fantasia e, quando algumas coisas (â&#x20AC;Ś) correm mal, toda a fantasia caiu por terraâ&#x20AC;?. Posto isto, nĂŁo serĂĄ tempo de abrirmos os olhos e de fazermos do combate Ă  criminalidade de colarinho branco uma prioridade civilizacional?

CARTOON

Zaug

PUBLICIDADE

S E A R A

A L H E I A

â&#x20AC;&#x153;NinguĂŠm estĂĄ interessado nos candidatos [presidenciais], nem no que tĂŞm para dizer, nem nas eleiçþes a que vĂŁo concorrer. E os candidatos aparentemente ainda nĂŁo repararam, tĂŁo fascinados andam a olhar para o espelhoâ&#x20AC;?. Rafael Barbosa, no Jornal de NotĂ­cias de 27/12/2010 â&#x20AC;&#x153;Apelo aos lĂ­deres polĂ­ticos para estarem mais calados e deixarem os comentĂĄrios para os comentadores, e  $  %       ! DurĂŁo Barroso, presidente da ComissĂŁo Europeia, em entrevista ao jornal â&#x20AC;&#x153;De Morgenâ&#x20AC;? a 27/12/2010 â&#x20AC;&#x153;Nesta quadra, ofereça a outra face. Siga o conselho do candidato presidencial Cavaco Silva: nĂŁo insulte os mercados internacionais. Se eles se irritam, arriscamonos a que o Governo, um dia destes, tenha de baixar salĂĄrios, aumentar impostos e cortar nas pensĂľes e nos subsĂ­dios. NĂŁo queremos que isso aconteça, pois nĂŁo?â&#x20AC;?. Paulo Martins, no Jornal de NotĂ­cias de 23/12/2010 â&#x20AC;&#x153;A forma ardilosa e matreira como se vĂŁo destruindo os direitos do Estado Social, conquistados a ferros durante os Ăşltimos cinquenta anos, ĂŠ um escândalo. E uma       ~  nos sindicatos e no patronato. (...) Assistimos Ă  falta de W  K    >*  o que levou o mundo ao estado em que estĂĄâ&#x20AC;?. Luiz Carvalho, no blogue Instante Fatal [instantefatal. blogspot.com] a 18/12/2010 â&#x20AC;&#x153;A legislação laboral que temos nĂŁo ĂŠ compatĂ­vel com as necessidades das empresas e em muitos casos premeia a preguiçaâ&#x20AC;?. Zita Seabra, no Jornal de NotĂ­cias de 12/12/2010 â&#x20AC;&#x153;NĂŁo se pode fazer a prevenção, detecção, investigação e levar a julgamento crimes de branqueamento     &   X   onze magistrados e alguns ĂłrgĂŁos de polĂ­cia criminalâ&#x20AC;?. Cândida de Almeida, directora do Departamento Central de Investigação e Acção Penal, na VisĂŁo de 16/12/2010 â&#x20AC;&#x153;Desde o primeiro momento que me faz impressĂŁo por que hĂŁo-de ser apenas os funcionĂĄrios pĂşblicos a pagar a factura. Eu percebo: ĂŠ deles que o Estado ĂŠ patrĂŁoâ&#x20AC;?. D. JosĂŠ Policarpo, Cardeal-Patriarca de Lisboa, em entrevista Ă  VisĂŁo de 16/12/2010

Que fez ele se nĂŁo...? â&#x20AC;&#x201C; O advogado Rodrigo Santiago, defensor de JosĂŠ Eduardo SimĂľes, interveio durante duas horas na fase de alegaçþes da audiĂŞncia do julgamento do ex-director de urbanismo de Coimbra (e presidente da AcadĂŠmica/OAF). No final, o causĂ­dico afirmou nĂŁo ter o hĂĄbito de alegar sobre matĂŠria de facto, pois privilegia as suas consideraçþes acerca de matĂŠria de Direito. Resta ao redactor das Vinagretas perguntar que fez Rodrigo Santiago se nĂŁo fazer alegaçþes respeitantes Ă  matĂŠria de facto. Ou nĂŁo terĂĄ sido o advogado a redigi-las? Afinidades de apelidos â&#x20AC;&#x201C; JosĂŠ Guilherme, sucessor de Jorge Costa no comando tĂŠcnico da equipa de futebol da

19

www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

â&#x20AC;&#x153;EstĂĄ criado o quadro para manifestaçþes de insatisfação. Imagine que os tribunais aceitarĂŁo as anunciadas providĂŞncias cautelares contra os cortes... O que acontecerĂĄ? O Governo estĂĄ entre dois fogosâ&#x20AC;?. Idem, Ibidem â&#x20AC;&#x153;Um Governo minoritĂĄrio nĂŁo ĂŠ bom para o paĂ­s. Disse isso a SĂłcrates e a Cavaco. Agora, culpam-se uns aos outros por nĂŁo ter havido acordoâ&#x20AC;?. Idem, Ibidem

Nas ĂĄguas do Mondego

â&#x20AC;&#x153;Quantos, de entre os alunos que frequentam, ÂŤĂ  borlaÂť, aulas nos colĂŠgios do ÂŤmioloÂť da cidade sĂŁo oriundos de famĂ­lias carenciadas, dos escalĂľes 1 e 2 da acção social escolar? Os nĂşmeros nĂŁo sĂŁo pĂşblicos, ainda. Quando o forem, muita da argumentação agora esgrimida cairĂĄ por terraâ&#x20AC;?. Paulo Marques, editorial do diĂĄrio As Beiras de 16/12/2010


20

ÚLTIMA www.ca m p e a o p r o vin cia s.co m

30

QUINTA-FEIRA

DE DEZEMBRO DE 2010 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS


jornal554_30_12_2010