Page 1

Felicita os B.V. da Freixianda pelo seu aniversĂĄrio

JĂ CONHECE A MAIOR LAVANDARIA SELF-SERVICE DE COIMBRA?

38625

RIO DE COUROS | Tel. 249 559 060 FREIXIANDA | Tel. 249 550 114 CAXARIAS | Tel. 249 010 560

TAXA PAGA

PORTUGAL CCE TAVEIRO

PUBLICAÇÕES PERIĂ“DICAS AUTORIZADO A CIRCULAR EM INVĂ“LUCRO FECHADO DE PLĂ STICO OU PAPEL PODE ABRIR-SE PARA VERIFICAĂ‡ĂƒO POSTAL DE09042014RL/RCMC

Aberto todos os dias Domingos e Feriados das 7h Ă s 23h

Rua PĂŞro Vaz Caminha, 21

Felicita os Bombeiros VoluntĂĄrios de Pombal pelo seu aniversĂĄrio

38468

DIRECTOR LINO VINHAL | www.campeaoprovincias.pt SEMANà RIO À QUINTA-FEIRA PREÇO 0,75\ | 2ª SÉRIE | ANO 18 | Nº 876 | 18 MAIO DE 2017 telef. 239 497 750 | fax 239 497 759 | e-mail: campeaojornal@gmail.com

SEMANà RIO NO PAPEL (QUINTAS-FEIRAS)... DIà RIO ONLINE (WWW.CAMPEAOPROVINCIAS.PT) | AUDIÊNCIA QUALIFICADA Eleiçþes autårquicas

PS jĂĄ fez o pleno para as freguesias (18) do concelho de Coimbra

A quatro meses e meio das eleiçþes autĂĄrquicas, apenas o Partido Socialista fechou o dossiĂŞ dos cabeças de listas para as juntas das freguesias do concelho de Coimbra, constata o “CampeĂŁoâ€?. AlĂŠm de meia dezena de dĂşvidas (vide texto e quadro na segunda pĂĄgina desta edição), a coligação “Mais Coimbraâ€? (PSD - CDS/PP - PPM - MPT) ainda nĂŁo dissipou algumas incertezas, nomeadamente a respeitante Ă eventual recandidatura de Ricardo Rodrigues (que foi adjunto de Carlos Encarnação). PĂĄgina 02 Certame no domingo ĂŠ antecedido de Feira Medieval no sĂĄbado

Soure mostra os produtos das Terras de Sicó O queijo do Rabaçal, a que se juntam o vinho, o azeite, o mel, os licores, os enchidos e a doçaria são produtos endógenos das Terras de Sicó que podem ser apreciados na feira que irå realizar-se domingo (dia 21), em Soure, com o programa a ter, no såbado, uma evocação dos templårios. Påginas 10 e 11 38341

36775

PUBLICIDADE

ClĂ­nica DentĂĄria da Figueira da Foz

É fåcil crescer FRPFRQ¿DQoD

Rua Arnaldo Sobral, n.Âş 48, Sala 106, 3080-058 Figueira da Foz (Centro de Atividades) - Telef.: 233 433 053 - Telem.: 927 427 322 ÂżJXHLUD#PHGLIR]FRPwww.medifoz.com

Rua da Escola, n.º 477 - Pombeiras - 3300-359 São Martinho da Cortiça arselinocostajunior@sapo.pt - Telem.: 965 204 984 - Telef.: 239 455 638

38615 38660

Telf./Fax 239 834 167 ZZZFRLPEUDJHVWHSW JHUDO#FRLPEUDJHVWHSW

38678

Arselino BATE-CHAPAS E PINTURA da Costa JĂşnior,Unipessoal, Lda

2 3UHVLGHQWH GD &kPDUD 0XQLFLSDO GH$UJDQLO(QJž5LFDUGR3HUHLUD$OYHV e o Presidente da UniĂŁo de Freguesias GH9LOD&RYDGH$OYDH$QFHUL]$QWyQLR 0DQXHO$QWXQHV7DYDUHVWrPRSUD]HUGH FRQYLGDU9([Â?SDUDD6HVVmRGH$EHUtura do Evento “VIII Mostra de Sabores H/DYRUHV´TXHWHUiOXJDUQRSUy[LPQR GLDGH0DLRGHSHODVKRUDV QD3UDoD+LVWyULFDHP9LOD&RYDGH$OYD


18

POLĂ?TICA

2

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

DE MAIO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

AutĂĄrquicas: freguesias de Coimbra

Pleno do PS, PSD com algumas incertezas A quatro meses e meio das eleiçþes autårquicas, apenas o Partido Socialista fechou o dossiê dos cabeças de listas para as juntas das freguesias do concelho de Coimbra. Em Santo António dos Olivais, embora ainda não LQWHLUDPHQWHRÀFLDOL]DGDSHOR partido, o PS patrocina a candidatura de António Monteiro (arquitecto). A JosÊ Moura Tåvora, membro da Junta cessante (PSD), poderå caber o segundo lugar do elenco encabeçado por Monteiro.

O presente quadro ĂŠ elucidativo acerca de algumas incertezas no horizonte da coligação “Mais Coimbraâ€? (PSD - CDS/PP - PPM -MPT). As novidades poderĂŁo consistir em Marco Alexandre (Torres do Mondego) e AntĂłnio BaĂ­a (UniĂŁo de Freguesias de S. Martinho de Ă rvore e Lamarosa). A CDU, apurou o CampeĂŁo, tem alguns dossiĂŞs por fechar, mas fonte partidĂĄria referiu que o objectivo serĂĄ DSUHVHQWDUDWpDRĂ€QDOGRPrV

todos os candidatos (18) da coligação do PCP e do Partido “Os Verdesâ€?. Filomena GirĂŁo para a AM

O movimento Cidadãos por Coimbra (CpC) irå realizar, domingo (21), a sua Convenção Autårquica, sendo um dos objectivos a apresentação da lista completa para a Câmara e os 15 primeiros nomes para a Assembleia Municipal.

PARTIDO SOCIALISTA JF AlmalaguĂŞs

Quanto Ă s freguesias (18), CpC espera apresentar listas em, pelo menos 10. “Somos Coimbraâ€?, outro movimento cĂ­vico, patrocina a candidatura da advogada Filomena GirĂŁo a potencial presidente da Assembleia Municipal. A jurista preside ao Conselho Geral do Instituto PolitĂŠcnico de Coimbra. Para JosĂŠ Manuel Silva, cuja candidatura a timoneiro da Câmara conimbricense ĂŠ patrocinada pelo movimen-

PSD/CDS/PPM/MPT

CDU

CPC

AntĂłnio Coelho

Outra novidade de “Somos Coimbraâ€? prende-se com a candidatura de Manuel LobĂŁo, subcomissĂĄrio da PSP (aposentado), Ă presidĂŞncia da Junta da UniĂŁo de Freguesias (UFC), soube o “CampeĂŁoâ€?. A UFC foi criada mediante a agregação das antigas freguesias da SĂŠ Nova, Almedina, Santa Cruz e S. Bartolomeu. LobĂŁo foi o primeiro comandante da PolĂ­cia Municipal de Coimbra (2003 - 07).

SOMOS COIMBRA

PNR

Jorge Pedro

Celeste Lameira (*)

UF Antuzede e Vil de Matos

Diamantino Jorge

UF Assafarge e Antanhol

Armando Jegundo

JosĂŠ Filipe

JoĂŁo Paulo Marques

JosĂŠ Neves

JF Brasfemes

to, trata-se de uma escolha alicerçada na “independĂŞncia, dinamismo, rigor e elevado sentido cĂ­vicoâ€? de Filomena GirĂŁo. O PS recandidata LuĂ­s Marinho Ă presidĂŞncia da 0HVD GR yUJmR Ă€VFDOL]DGRU da Câmara, a coligação PSD - CDS/PP - PPM - MPT patrocina a candidatura de Teresa Anjinho, o movimento CpC a de Graça SimĂľes, a CDU a de Manuel Rocha e o Partido Nacional Renovador a de Miguel Marques.

Freitas SimĂľes

JF Ceira

Fernando Santos

Dinis Amado (*)

JF Cernache

Marisa Beja (ind.)

VĂ­tor Nunes (ind.)

Fernando Abel

JosĂŠ Passeiro

RogĂŠrio Coelho (*)

AntĂłnio Monteiro (ind.)

Francisco Andrade

Alexandre Carvalho

Ana GoulĂŁo

Helena Loureiro

Manuel LobĂŁo

UF Eiras e S. Paulo Frades JF Santo AntĂłnio Olivais JF SĂŁo JoĂŁo do Campo JF SĂŁo Silvestre

Dinis Pereira (ind.)

AntĂłnio Lopes

JoĂŁo Coutinho

JosÊ Seiça (ind.)

JF Torres do Mondego

Paulo Cardoso

Marco Alexandre (*)

UF Coimbra

Apolino Pereira

JoĂŁo Francisco Campos

UF S. Martinho Ă rvore e Lamarosa

Manuel Veloso

AntĂłnio BaĂ­a (*)

UF S. Martinho Bispo e Rib. Frades

Jorge Veloso

Fernando Ferreira

Paulo Saraiva (*)

Carlos Clemente

JosĂŠ SimĂŁo

JoĂŁo Martinho (*)

JĂşlio Retroz

SĂŠrgio Madeira (*)

UF Santa Clara e Castelo Viegas UF Souselas e BotĂŁo UF Taveiro, Ameal e Arzila

Cândido Malva (ind.)

JosĂŠ Maria Barroca

UF Trouxemil e Torre de Vilela

HorĂĄcio Costa (ind.)

Ricardo Rodrigues (*)

Câmara Municipal Assembleia Municipal

Luísa Silva ou Gonçalo Almeida (*)

Jorge Mendes (*)

Isabel Paiva Maria InĂŞs Almeida

Manuel Machado

Jaime Ramos

Francisco QueirĂłs

Gouveia Monteiro

JosĂŠ Manuel Silva

VĂ­tor Ramalho

LuĂ­s Marinho

Teresa Anjinho

Manuel Rocha

Graça Simþes

Filomena GirĂŁo

Miguel Marques 3RUFRQÂżUPDU

Em Santa Clara

CDU contra destruição de morro para instalação de supermercado A CDU manifestou-se contra a destruição de um morro da encosta de Santa Clara, na Guarda Inglesa, em Coimbra, para a instalação de uma grande superfĂ­cie comercial. “Destruir-se este monteâ€?, do qual estĂŁo a ser retirados milhares de metros cĂşbicos de terras, ĂŠ “lamentĂĄvelâ€?, ĂŠ “aberranteâ€? e representa “uma clara cedĂŞncia a um grande interesse econĂłmi-

coâ€?, disse Francisco QueirĂłs, vereador da CDU na Câmara de Coimbra e recandidato nas prĂłximas eleiçþes autĂĄrquicas. A criação de “mais uma superfĂ­cie comercial na cidaGHÂľWDPEpPVLJQLĂ€FD´PDLV uma machadadaâ€? em pequenos e mĂŠdios estabeleciPHQWRVGH&RLPEUDDĂ€UPRX Francisco QueirĂłs, que falava aos jornalistas, na sexta-feira, junto do local onde estĂĄ a

ser aberta “uma autĂŞntica crateraâ€? para construir um edifĂ­cio que - ironiza -, “por SRXFRQmRĂ€FDYDGHQWURGR Convento de SĂŁo Franciscoâ€?. AlĂŠm disso, a unidade a instalar ali “nĂŁo vai criar postos de trabalhoâ€?, mas antes “eliminarâ€? empregos (pelo encerramento de lojas que vai provocar) e “promover a precarizaçãoâ€?, sustentou o vereador da CDU e dirigente do PCP. A instalação

da superfĂ­cie comercial foi autorizada pelas diferentes “instituiçþes pĂşblicasâ€?, que “parece que se deixaram levar atrĂĄs dos nĂŁo interesses dos cidadĂŁosâ€?, considerou Francisco QueirĂłs, referindo que, no executivo camarĂĄrio, o projecto mereceu a sua oposição e que foi aprovado pela “maioria socialista, com o voto do [movimento] CidadĂŁos por Coimbraâ€?, que tambĂŠm estĂĄ representado

na Câmara com um vereador. “EstĂĄ em causa um negĂłcio imobiliĂĄrioâ€?, defendeu, por seu lado, Manuel Rocha, membro da Assembleia Municipal de Coimbra e recandidato pela CDU a este ĂłrgĂŁo, considerando que “nĂŁo surpreenderĂĄ que daqui a algum tempo aparecerem [ali] prĂŠdiosâ€?. O papel da Câmara nĂŁo ĂŠ a promoção comercial de solosâ€?, mas “este empreen-

dimento ĂŠ possĂ­vel porque houve votos que o subscreveramâ€?, salientou Manuel Rocha. Esta “nĂŁo ĂŠ a cidade que queremos, nĂŁo queremos uma Coimbra de betĂŁoâ€?, assegurou Paulo Coelho do Partido Ecologista Os Verdes, defendendo a recuperação de edifĂ­cios abandonados e uma cidade com melhor ambiente e com mais qualidade de vida.

Candidatos do PSD pedem solução para impasse no Metro A notĂ­cia recente do investimento de cerca de 400 milhĂľes de euros no Metro de Lisboa fez soar as ÂŤcampainhasÂť nas candidaturas social-democratas Ă s eleiçþes autĂĄrquicas do distrito de Coimbra. Fartos de esperar por “boas notĂ­ciasâ€? com origem em Lisboa relativamente ao Sistema de Mobilidade do Mondego (Metro de superfĂ­cie), seis cabeças de listas reuniram-se e, em conjunto, exigiram uma solução para o antigo Ramal da LousĂŁ. Jaime Ramos (Coimbra),

Fåtima Ramos (Miranda do Corvo) e Joaquim Lourenço (Lousã) assumiram a liderança do processo, juntando à questão os concelhos vizinhos de Góis (Rui Sampaio), Vila Nova de Poiares (Nelson Coelho) e Arganil (Luís Paulo). Se os três primeiros municípios foram os principais prejudicados com a inactivação do Ramal para a colocação dos prometidos carris que iriam servir para circulação das carruagens do Metro, os restantes viram prejudicadas as acessibilidades aos seus

concelhos com o aumento do trĂĄfego automĂłvel na Estrada da Beira (EN 17) e, atĂŠ, na EN 342. Para que toda esta situação seja diferente, Jaime Ramos defendeu a execução do projecto “jĂĄ estudadoâ€? pelo Governo do PS e que nĂŁo foi em frente porque, depois do arranque das obras, “viram que nĂŁo tinham dinheiroâ€?. O cabeça de lista do PSD em Coimbra lamentou que se continuem a fazer estudos para este projecto, num claro sinal de “desperdĂ­cio de dinheiroâ€?.

O candidato da coligação “Mais Coimbraâ€?, que junta o CDS/PP, PPM e MPT, apontou o dedo ao actual presidente da Câmara, Manuel Machado (PS). No seu entender, ele ĂŠ o “principal culpadoâ€? desta situação, relembrando o “pau na rodaâ€? que colocou ao projecto no seu primeiro mandato apĂłs a liderança de AntĂłnio Moreira e que inviabilizou a construção de um tĂşnel entre o actual Parque Verde e a estação ferroviĂĄria de Coimbra - A. Carlos Encarnação, que recentemente expressou

apoio ao candidato do movimento “Somos Coimbraâ€?, tambĂŠm foi visado nas crĂ­ticas de Jaime Ramos pelo facto de nunca ter comparecido nas acçþes de protesto em defesa da implementação do projecto de Metro de superfĂ­cie. Joaquim Lourenço indicou que, devido Ă falta de atractividade do concelho, a LousĂŁ regista uma reduzida actividade imobiliĂĄria. A solução tem de passar, obrigatoriamente, pela reposição da ligação ferroviĂĄria, esperando que Coimbra

seja o lĂ­der do processo que conduza ao restabelecimento do serviço. Para Jaime Ramos, ex-governador civil de Coimbra e antigo presidente da Câmara de Miranda, hĂĄ autarcas do PS “a gerir silĂŞncio de cemitĂŠrioâ€? e isso estĂĄ “a enterrarâ€? o sistema de Mobilidade do Mondego, concebido como alternativa ao Ramal da LousĂŁ. Neste contexto, Ramos diz que Machado “nem sequer ĂŠ solidĂĄrioâ€? com os lĂ­deres dos municĂ­pios de LousĂŁ e de Miranda do Corvo.


18

QUINTA-FEIRA

POLĂ?TICA

DE MAIO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

AmanhĂŁ e sĂĄbado, em Coimbra

Direito e polĂ­tica debatem caminhos do Poder Local “Poder Local DemocrĂĄtico: 40 Anos Depoisâ€? ĂŠ o tema do colĂłquio que irĂĄ realizar-se, amanhĂŁ (sexta-feira) e sĂĄbado (20), no auditĂłrio da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, com a participação de nomes como Freitas do Amaral, Valente de Oliveira, Rui Rio, Fernando Medina e Ă lvaro Amaro. A iniciativa pretende, “mais do que enaltecer as importantes e decisivas missĂľes atĂŠ hoje desenvolvidas pelas autarquias locais, reflectir, prospectivamente, sobre o Poder Local no sĂŠculo XXI, os caminhos da reforma e os grandes desafios do futuroâ€?. O colĂłquio ĂŠ organizado pelo Centro de Estudos de Direito do Ordenamento, do Urbanismo e do Ambiente (CEDOUA), que tem como seus associados fundadores, ao lado da Universidade de Coimbra, atravĂŠs da sua Faculdade de Direito, duas entidades de âmbito nacional estreitamente ligadas ao Poder Local: a Associação Nacional de MunicĂ­pios Portugueses (ANMP) e o Centro de Estudos e Formação AutĂĄrquica (CEFA). A sessĂŁo de abertura, Ă s 09h30 de amanhĂŁ, contarĂĄ com a presença do ministro-adjunto Eduardo Cabrita, do reitor da UC JoĂŁo Gabriel Silva, o presidente do Conselho Directivo da FDUC, Rui de Figueiredo Marcos, do presidente da ANMP e da Câmara de Coimbra,

3

www.campeaoprovincias.pt

Programa “Praça da RepĂşblicaâ€?

&RLPEUDGHYHDĂ€UPDU que ĂŠ capital da saĂşde

necessitou do saber do professor Linhares Furtado, â€œĂ‰ essencial que Coim- testemunhou o seu humabra nunca deixe de pensar nismo, a sua dedicação e a que ĂŠ a capital da saĂşde, por- sua excelĂŞncia na medicina. que no dia em que deixar de Aproveitou, igualmente, para ter esse epĂ­teto pode entregar sublinhar que foi muito ima alma ao criadorâ€?. Esta ideia portante “ter feito escola, ao foi defendida pelo professor transmitir os seus conheciAgostinho Almeida Santos, mentos e nĂŁo os ter guardaque juntamente com a advo- do para siâ€?, com Agostinho gada ArmĂŠnia Coimbra par- Almeida Santos a completar ticipou no programa “Praça com o facto de “ter sabido da RepĂşblicaâ€?, transmitido escolher os colaboradores, sĂĄbado na RĂĄdio Regional do que prosseguiram o seu traCentro (96.2 FM) e realizado balho com o mesmo espĂ­rito no Hotel D. LuĂ­s. e ĂŞxitoâ€?. O tema foi abordado Mereceu tambĂŠm o cona sequĂŞncia de o Centro mentĂĄrio dos dois particiHospitalar e UniversitĂĄrio de pantes a recente posição exCoimbra (CHUC) ter atin- pressa pelo presidente da CâJLGRRVLJQLĂ€FDWLYRQ~PHUR mara Municipal de Coimbra, de 3 000 transplantes renais, Manuel Machado, no sentido o que levou Agostinho Al- de que a nova maternidade meida Santos a recordar e a sĂł seja construĂ­da junto aos homenagear o pioneiro deste HUC, se simultaneamente tipo de transplantes em Por- se avançar com a solução No colĂłquio vĂŁo intervir, entre outros, Freitas do Amaral, Valente tugal, o professor Linhares para o estacionamento, ou a de Oliveira, Rui Rio, Fernando Medina e Ă lvaro Amaro Furtado. opção pelo aproveitamento “Louvo a sua coragem, das instalaçþes do Hospital Manuel Machado, e do volvimento Regional), Cân- 10h00, o tema “As Autarpresidente do Conselho dido de Oliveira (Universi- TXLDV/RFDLVHRVGHVDĂ€RV a ousadia e o saber, que do CovĂľes. Directivo do CEDOUA, dade do Minho), EmĂ­dio de do futuroâ€? serĂĄ mode- com arrojo fez o primeiro Agostinho Almeida SanFernando Alves Correia. Sousa (presidente da Ă rea rado por Diogo Freitas transplante de rim no dia em tos reiterou a sua posição de “O Poder Local no Metropolitana do Porto), do Amaral e analisado na que o homem pisou tambĂŠm que deveria ser aproveitado o SĂŠculo XXIâ€? serĂĄ debati- e do estatuto dos eleitos vertente do desenvolvi- pela primeira vez a lua, numa espaço sobredimencionado do, a partir das 10h45, por locais, com Maria JosĂŠ Cas- mento sustentĂĄvel, com altura em que os riscos eram do novo Hospital PediĂĄtrico Cardoso da Costa (ex-pre- tanheira Neves (FDUC e Alexandra AragĂŁo (FDUC) muito, porque as condiçþes para a maternidade, onde se sidente do Tribunal Consti- CCDRC) e Almeida Henri- e BasĂ­lio Horta (presidente tĂŠcnicas nĂŁo sĂŁo as de hojeâ€?, faz um acompanhamento tucional), Rui Rio, FrĂŠdĂŠric ques (presidente da Câmara da Câmara de Sintra), e do referiu o mĂŠdico e professor desde bebĂŠ atĂŠ aos 18 anos, urbanismo, com ClĂĄudio de Medicina que jĂĄ presidiu e aĂ­ ser criado um centro de Vallier (secretĂĄrio-geral do de Viseu). Conselho de MunicĂ­pios e O primeiro dia inclui, Monteiro (FDUL) e Ă l- ao Conselho de Administra- saĂşde da mulher e da criança. RegiĂľes da Europa) e Fer- ainda, a partir das 16h45, varo Santos (Sociedade de ção dos HUC. ArmĂŠnia Coimbra, que Agostinho Almeida San- considerou aquela opção nando Medina (presidente a reforma da legislação Reabilitação Urbana Porto tos recordou que o cirurgiĂŁo pelo PediĂĄtrico muito defenda Câmara de Lisboa). eleitoral autĂĄrquica, com Vivo). O colĂłquio terĂĄ como Linhares Furtado “estĂĄ entre sĂĄvel, partilhou a sugestĂŁo do “Os Caminhos da Re- Vital Moreira (FDUC) e forma do Poder Localâ€? Raul Castro (presidente tema final, Ă s 11h45, as os melhores do mundo e na presidente da Câmara em se serĂĄ, pelas 15h00, um tema da Câmara de Leiria), e novas formas de descen- altura foi bastante assediado instalar a nova maternidade em anĂĄlise na vertente da os recursos financeiros, tralização administrativa e para ir para o estrangeiro, no- no Hospital dos CovĂľes, reforma territorial autĂĄr- com JosĂŠ Casalta Novais novas atribuiçþes das autar- meadamente para os EUA, acreditando que Manuel quica, supramunicipal e (FDUC) e Ă lvaro Amaro quias locais, com Vieira de HSUHIHULXVHPSUHĂ€FDUHP Machado decide bem a lonregional, com Valente de (presidente da Câmara da Andrade (FDUC) e Bernar- Coimbraâ€?. go prazo, como se provou dino Soares (presidente da TambĂŠm a advogada com a opção em relação Ă  Oliveira (que foi ministro Guarda). ArmĂŠnia Coimbra, contan- localização do EstĂĄdio Mudo Planeamento e DesenN o s ĂĄ b a d o, p e l a s Câmara de Loures). do um caso que se passou nicipal construĂ­do aquando com um seu familiar e que do Euro. Coimbra L.S.

UE pode ajudar a um novo corpo do PalĂĄcio da Justiça Uma candidatura a fundos da UniĂŁo Europeia pode ser a solução ao alcance do Governo para a edificação de “um novo corpoâ€? do PalĂĄcio da Justiça de Coimbra. A questĂŁo estĂĄ a ser trabalhada pelo MinistĂŠrio da Justiça e o juiz desembargador Azevedo Mendes espera que a resposta (positiva) venha a ser dada a tempo

das comemoraçþes do 100Âş. aniversĂĄrio do Tribunal da Relação de Coimbra (2018). O “novo corpoâ€? irĂĄ surgir no espaço agora ocupado por um parque de estacionamento (ao inĂ­cio da rua da Figueira da Foz) e permitirĂĄ a instalação do tribunal de primeira instância e de alguns dos serviços que se encontram dispersos. Esta “prendaâ€?, como

falou o juiz desembargador, ajudaria a resolver aquele que ĂŠ um dos serviços com piores condiçþes a nĂ­vel nacional. “Uma dispersĂŁo lamentĂĄvel e que ĂŠ reconhecida por todos os serviços do MinistĂŠrioâ€?, declarou o magistrado judicial aos jornalistas. Para que a questĂŁo nĂŁo seja esquecida, estĂĄ jĂĄ marcado para 25 de Maio, Ă s

18h00, um debate no Salão Nobre do Tribunal da Relação, o qual irå juntarå a Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra e diversas associaçþes, destinado a sensibilizar o Poder Central relativamente à construção do referido corpo, assim como a requaOLÀFDomR H PDQXWHQomR GR actual edifício do Palåcio da Justiça de Coimbra.

Agostinho Almeida Santos, ArmĂŠnia Coimbra e o moderador Lino Vinhal

Praça da República tem o patrocínio


18

POLĂ?TICA

4

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

Movimento “Somos Coimbra�

JosĂŠ Manuel Silva preconiza trĂĄfego civil em Monte Real

O candidato do movimento “Somos Coimbraâ€? Ă Câmara local, JosĂŠ Manuel Silva, defendeu, na semana passada, a abertura da Base AĂŠrea de Monte Real Ă  aviação civil e a aposta na expansĂŁo do aerĂłdromo de Cernache. Intitulado “Aeroporto de Monte Real - ameaças e oportunidadesâ€?, o encontro foi o segundo organizado pelo movimento para debater temas relevantes para a cidade de Coimbra. No caso, JosĂŠ Manuel Silva considerou que “as acessibilidades por via aĂŠrea sĂŁo uma oportunidade Ăşnica para toda a regiĂŁo Centro e uma alternativa provĂĄvel e muito favorĂĄvel a outrasâ€?. A abertura da Base AĂŠrea de Monte Real a voos civis seria “uma Ăłbvia oportunidade para o desenvolvimento da regiĂŁo Centro, que pela dimensĂŁo HSRSXODomRMXVWLĂ€FD>HVVD infra-estrutura]â€?, adiantou. O ex-bastonĂĄrio da Ordem dos MĂŠdicos referiu-se, ainda, Ă  neces-

sidade de “investimento descentralizado para que haja um desenvolvimento mais harmĂłnico no paĂ­s e permitindo criar um novo dinamismo no Centroâ€?. Neste momento, Portugal discute a localização de um novo aeroporto e o Montijo parece ser a opção mais provĂĄvel; contudo, o candidato acredita que Monte Real tem melhores condiçþes, atĂŠ mesmo ambientais para suportar o trĂĄfego aĂŠreo. “A grande ameaça a Coimbra ĂŠ a prĂłpria, que tem desaproveitado as suas potencialidades, nĂŁo tem perspectiva de futuro, mas podemos apostar e explorar as nossas estruturas, como o aerĂłdromo de Cernache, que pode receber aeronaves mais pequenasâ€?, opinou o mĂŠdico. No debate esteve, tambĂŠm, presente um professor da Faculdade de CiĂŞncias e Tecnologias da UC irmĂŁo de JosĂŠ Manuel, Jaime Silva, que defendeu, igualmente, a ideia do novo

aeroporto se localizar em Monte Real, apresentando um estudo elaborado em 2013 onde se conclui que o Centro de Portugal Ê a única região da Península IbÊrica com menor acessibilidade aeroportuåria. Neste encontro participou, ainda, António Pais Antunes, tambÊm docente da FCTUC e especialista na årea dos transportes e vias de comunicação, o qual, por seu lado, considera que perante Lisboa e Porto seria necessårio estudar que companhias aÊreas estariam dispostas a mudarem-se para Leiria e que aeronaves ali poderiam aterrar, alÊm de questionar a capacidade hoteleira da região para responder à elevada procura que o tråfego aÊreo poderia trazer. O professor defendeu, por isso, a criação de infra-estruturas de apoio e ligação directa aos aeroportos jå existentes, um conceito que outros países da Europa utilizam.

Presidente cessante (PSD) recandidata-se pelo PS de Maria AntĂłnia Palla, mĂŁe do lĂ­der do PS, e de o marido dela, Pedroso Marques, ser descendente de munĂ­cipes de PedrĂłgĂŁo Grande. Para o lĂ­der distrital do PS/Leiria, AntĂłnio Sales, os socialistas estĂŁo “muito satisfeitos, orgulhosos e honrados com a apresentação da candidatura, cujo valorâ€?, alega o dirigente partidĂĄrio, ĂŠ “conhecido de todos os munĂ­cipesâ€?. “NĂŁo nos movem interesses partidĂĄrios, nem cores ou guerras polĂ­ticas, mas a certeza de que estamos do lado que melhor serve os interesses dos eleitoresâ€?, opina AntĂłnio Sales. O presidente da Federa-

PUBLICIDADE

CARDIOLOGIA Gina Alves / Carlos Lopes – CLISACOR - CLĂ?NICA SAĂšDE DO CORAĂ‡ĂƒO, LDA. – CLĂ?NICA CARDIOLĂ“GICA A. MOREIRA DA SILVA, LDA. CONSULTAS DE CARDIOLOGIA

1250

EXAMES: ELECTROCARDIOGRAMA | PROVA DE ESFORÇO | HOLTER ECOCARDIOGRAMA | DOPPLER CARDĂ?ACO | MAPA | REABILITAĂ‡ĂƒO CARDĂ?ACA Ă GUEDA: Rua Rio Grande - n.Âş 11, 2.Âş andar, Sala M - 3750-137 Ă gueda Telef. 234 603 468 - Fax: 234 603 401 - Tlm. 917 620 728 AVEIRO: Rua Nova, n.Âş 60 - Bloco C - Bairro de Santiago - 3814-501 Aveiro Telef. 234 385 220 - Fax: 234 385 221 - Tlm. 912 973 311 COIMBRA: 5XD$PRULP*LUmR/RWH/RMD4XLQWDGD9iU]HD&RLPEUD Telef. 239 810 310 - Fax: 239 810 311 - Tlm. 912 342 829

AutĂĄrquicas: Se branco ĂŠ... RUI AVELAR

A SIC/NotĂ­cias divulgou, quarta-feira (10) Ă noite, o apoio de Carlos Encarnação a JosĂŠ Manuel Silva, 11 horas antes de uma porta-voz do movimento “Somos Coimbraâ€? o ter anunciado. No começo de Março [de 2017], coube Ă  SIC indicar que R DQWHULRU EDVWRQiULR GD 2UGHP GRV 0pGLFRV VH SHUÂżODULD para apear Manuel Machado (PS) protagonizando uma candidatura patrocinada pelo movimento CidadĂŁos por Coimbra. Por isso, CpC veio a sofrer uma dissensĂŁo e, em simultâneo, despontou o movimento “Somos Coimbraâ€?, encabeçado por JosĂŠ Manuel Silva. A 02 de Março, o anterior bastonĂĄrio da OM disse ao “CampeĂŁoâ€? ser prematura a notĂ­cia da sua candidatura a timoneiro da Câmara Municipal de Coimbra. “A verdade ĂŠ que, formalmente, (ainda) nĂŁo sou [candidato a autarca] e DLQGDQmRpGHÂżQLWLYRTXHVHMD´GHFODURXHQWmRRPpGLFR Interpelado pelo nosso Jornal, a 01 de Março (que nĂŁo era Dia das Mentiras), Silva negara tencionar candidatar-se, vincando que foram muito exigentes os dois mandatos como bastonĂĄrio (nos triĂŠnios 2011 - 13 e 2013 -16). A 04 de Março, o “CampeĂŁoâ€? noticiou que JosĂŠ Manuel DGPLWLDSHUÂżODUVHFRPRLQGHSHQGHQWHSDUDDSUHVLGrQFLDGD principal autarquia de Coimbra. Quanto ao anĂşncio do apoio de Carlos Encarnação, ex-presidente da Câmara conimbricense (PSD), ao anterior EDVWRQiULRGD20RFRUUHPHSDUHFHUKDYHUSUHIHUrQFLDGR antigo autarca pela ÂŤvingança servida a quenteÂť ao fazer aquilo que estĂĄ ao seu alcance em detrimento de Jaime Ramos. (P5DPRVHVWHYHQDLPLQrQFLDGHVHURFDQGLdato do PSD Ă  liderança do MunicĂ­pio de Coimbra, estatuto que coube, entĂŁo, a Carlos Encarnação. O detalhe reside na antipatia por que se pautaram as relaçþes entre Jaime e 0DQXHO'LDV/RXUHLURHDRLQYpVQDVLPSDWLDVXEMDFHQWHDR relacionamento de Carlos com o antigo ministro da Administração Interna. EstĂĄ visto que, em Coimbra, o PSD se arriscava a ter Carlos Encarnação a meter-lhe ÂŤareia na engrenagemÂť, exFHSWRVHRFDQGLGDWRGRSDUWLGRIRVVHRÂżOKRGRDQWLJRDXWDUFD

Souselas

Pedrógão Grande Descartado pelo PSD, o presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, vai ser o candidato do PS, como independente, à liderança daquele Município do distrito de Leiria. Antigo funcionårio da Polícia Judiciåria, Valdemar $OYHV SHUÀORXVH HP  pelo PSD, quando o partido estava impedido de patrocinar a recandidatura de João Marques devido à limitação do exercício de funçþes a três mandatos consecutivos. Com a extinção do impedimento, o PSD voltou a preferir João Marques, relativizando a circunstância de Alves ser pessoa das relaçþes

Manuel Castelo Branco, presidente do Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra (ISCAC), outro dos intervenientes, nĂŁo se mostrou preocupado com o impacto do aeroporto em Monte Real, mas sim com o cada vez mais centralismo e poder de Lisboa face ao resto do paĂ­s. Um problema nacional, que afecta Coimbra particularmente. O orador explicou que a sua preocupação centra-se “nas polĂ­ticas pĂşblicas da cidadeâ€?, que podem “reforçar o seu poderâ€?, dando como exemplos o IP3 e a Linha da Beira Alta. “A cidade estĂĄ de costas voltadas para os concelhos vizinhos e para si prĂłpria, dentro das suas freguesias e atĂŠ entre si, entre o rural e o urbanoâ€?, afirmou Manuel Castelo Branco, acrescentando que “Coimbra hĂĄ muitos anos que tem dois poderes, o reitor e o presidente da Câmara Municipal, e isso nĂŁo pode acontecerâ€?.

DE MAIO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

ção do PS/Leiria, citado pela AgĂŞncia Lusa, destaca a “criação de uma zona empresarial, cujas projecçþes apontam para a criação de 163 postos GHWUDEDOKRHDUHTXDOLĂ€FDomR de vĂĄrios espaços pĂşblicosâ€?. AntĂłnio Sales elogia ainda o facto de Valdemar Alves nĂŁo ter cedido Ă tentação da concentração de poderes: “fez sempre questĂŁo de nunca pertencer ou aceitar os convites que foram feitos para integrar associaçþes ou organizaçþes do concelho, deixando Ă  cidadania o que ĂŠ da cidadaniaâ€?. “NĂŁo somos indiferentes a este trabalho e acreditamos que nĂŁo deve ser desperdiçadoâ€?, concluiu AntĂłnio Sales. “A minha recandidatura ĂŠ uma questĂŁo de honraâ€?, sublinhou Valdemar Alves, salientando que “acima de tudo estĂŁo os pedroguensesâ€? e regozijando-se com “o carinho das pessoasâ€?. A Câmara Municipal de PedrĂłgĂŁo Grande tem sido sempre liderada por autarcas do PSD, com excepção de um mandato em que a presidĂŞncia foi conquistada pelo PS.

Convocada vigĂ­lia em prol do Instituto Educativo Uma vigĂ­lia em prol do Instituto Educativo de Souselas, cujo futuro estĂĄ ameaçado, foi convocada para a tarde de ontem (17), em Coimbra, pela Associação de Pais. A iniciativa contou com o apoio da Junta da UniĂŁo de Freguesias de Souselas / BotĂŁo e das congĂŠneres da UniĂŁo de Freguesias de Trouxemil / Torre de Vilela e de Brasfemes. A apreensĂŁo quanto ao futuro daquele estabelecimento de ensino deve-se Ă redução da amplitude do contrato de associação outorgado com o Estado. Associação de Pais e autarcas acenaram com “o objectivoâ€? de permanĂŞncia “em vigĂ­liaâ€? atĂŠ o executivo municipal de Coimbra, atravĂŠs de Manuel Machado, se pronunciar formalmente sobre o assunto. “Isso ainda nĂŁo aconteceu apesar de a Assembleia

Municipal (AM) ter aprovado, por ampla maioria, em Setembro de 2016, uma moção subscrita pelos presidentes dos ĂłrgĂŁos executivos das autarquias de Souselas e BotĂŁo, Brasfemes e Trouxemil / Torre de Vilelaâ€?, disse ao “CampeĂŁoâ€? o lĂ­der da Ăşltima das uniĂľes de freguesias. Apenas com o voto desfavorĂĄvel da CDU, A AM aprovou uma recomendação ao MinistĂŠrio da Educação em prol do Instituto Educativo de Souselas - INEDS. Subscrita pelo presidente da Junta de Brasfemes (PS) e pelos homĂłlogos das uniĂľes de freguesias de Trouxemil e Torre de Vilela (PSD) e de Souselas / BotĂŁo (independente), a moção exorta o MinistĂŠrio da tutela a “garantir aos alunosâ€? do INEDS “as mesmas condiçþes de frequĂŞncia existentes nas escolas bĂĄsicas dos segundo e terceiro ciclos de Ceira e de S. Silvestreâ€?.

O documento faz notar tratar-se da Ăşnica escola das freguesias do Norte do concelho de Coimbra a leccionar os segundo e terceiro ciclos, ensino secundĂĄrio e SURĂ€VVLRQDO O INEDS consiste num estabelecimento de ensino gratuito, com mais de 20 anos de actividade, ao abrigo de contrato de associação outorgado com o Estado. Trata-se de uma “escola completamente inclusiva, onde nĂŁo ĂŠ feita qualquer selecção de alunosâ€?, sendo cerca de 39 por cento os estudantes carenciados, acentua a recomendação aprovada pelo PS, coligação PSD - PPM - MPT, movimento CidadĂŁos por Coimbra (CpC) e CDS/PP. Segundo o documento, o Instituto “poupa cerca de 90 000 euros por ano em transportes escolares Ă Câmara Municipal de Coimbraâ€?.


18

QUINTA-FEIRA

SAĂšDE

DE MAIO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

5

www.campeaoprovincias.pt

CHUC

Fernando Regateiro ĂŠ o sucessor de Martins Nunes O mĂŠdico e professor universitĂĄrio Fernando Regateiro ĂŠ o futuro presidente do Centro Hospitalar UniversitĂĄrio de Coimbra. A nomeação do timoneiro do CHUC e dos demais membros do Conselho de Administração (CA), anunciada, a 11 de Maio, pelo Conselho de Ministros, tinha sido antecipada, dois dias antes, pela edição electrĂłnica do “CampeĂŁoâ€?.

Completam o elenco do CA Francisco Parente dos Santos (director clínico), Pedro Afonso, Manuela Mota Pinto e à urea Andrade (enfermeira). A nomeação recebeu parecer favoråvel da Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública (CRESAP). Fernando Regateiro, que liderou os Hospitais da Uni-

versidade de Coimbra (HUC) e a Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC), Ê, desde meados de 2016, coordenador nacional para a reforma do Serviço Nacional de Saúde (SNS) na årea dos cuidados de saúde hospitalares. O mÊdico e gestor sucede a JosÊ Martins Nunes, que tinha sido timoneiro do CHUC desde Dezembro de 2011.

Outrora secretårio de Estado da Saúde (no último Governo de Cavaco Silva), Martins Nunes foi investido na função de gestor por ocasião da criação do CHUC mediante fusão dos HUC e da Maternidade de Daniel de Matos, com o Centro Hospitalar de Coimbra (Covþes, Pediåtrico e Maternidade de Bissaya Barreto) e o Centro Hospitalar Psiquiåtrico.

Nos HUC, ou nos CovĂľes

Uma nova maternidade com duas localizaçþes O presidente da Câmara de Coimbra disse, na passada quinta-feira, que a autarquia defende duas localizaçþes para a nova maternidade: junto aos Hospitais da Universidade, dependendo da resolução, em simultâneo, dos problemas de estacionamento e de circulação rodoviĂĄria; ou nas instalaçþes do Hospital dos CovĂľes. “A nova unidade, reivindicada hĂĄ dĂŠcadas para substituir os dois estabelecimentos existentes em Coimbra - as maternidades Bissaya Barreto e Daniel de Matos -, cujas instalaçþes jĂĄ nĂŁo respondem Ă s necessidades, tem de ser criada quanto antesâ€?, sustentou o presidente da Câmara, o socialista Manuel Machado. Para a Câmara, a nova maternidade deve ficar no Hospital dos CovĂľes, o que implicarĂĄ, designadamente,

que os serviços de urgĂŞncia deste estabelecimento voltem a funcionar 24 horas por dia; ou ser construĂ­da nas imediaçþes dos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC), que exigirĂĄ a resolução do problema de estacionamento e circulação automĂłvel nesta ĂĄrea da cidade e particularmente no recinto dos HUC. “Se houver dinheiro para uma nova maternidade [nos HUC] e para resolver, em simultâneo, o problema da circulação e aparcamento automĂłvelâ€?, a autarquia concorda com a solução, disse Manuel Machado, durante uma conferĂŞncia de imprensa, no salĂŁo nobre da Câmara. A instalação da futura maternidade no Hospital dos CovĂľes implica um investimento inferior, exigindo a sua articulação com outras valĂŞncias mĂŠdicas ali existentes, designadamente os serviços de urgĂŞncia, que, no entanto,

tĂŞm de voltar a funcionar 24 KRUDVSRUGLDDĂ€UPD0DQXHO Machado. “ImpĂľe-se reabrir as urgĂŞncias no CovĂľes tambĂŠm durante a noite, sobretudo para aliviar a sobrecarga a que tĂŞm sido sujeitos os respectivos serviços nos HUC, independentemente da solução que vier a ser adoptada para a nova maternidadeâ€?, considera o presidente da Câmara. Do mesmo modo, “os problemas da circulação e estacionamento automĂłvel nos HUC tambĂŠm tĂŞm de ser resolvidos, mas a instalação ali de mais uma unidade de saĂşde agravarĂĄ a situação de tal modo que terĂĄ de ser executada simultaneamente com a construção da maternidadeâ€?, alerta Manuel Machado. O Governo constituiu, em Março deste ano, um grupo de trabalho para estudar a localização da nova mater-

IPO de Coimbra

Manuel António då lugar a Carlos Santos Carlos Gregório dos Santos, braço direito de Manuel António nos últimos anos, Ê o novo presidente do Conselho de Administração do IPO de Coimbra, segundo nomeação aprovada, hå dias, pelo Conselho de Ministros. Para o lugar deixado vago pelo gestor de carreira Carlos Santos, que era vogal executivo do Centro Regio-

nal de Coimbra do Instituto Português de Oncologia, entra Maria do Rosårio Velez Reis. Recorde-se que o mÊdico Manuel António Leitão da Silva esteve durante 25 anos na liderança do IPO de Coimbra, tendo, recentemente, sido alvo de uma homenagem. Presidente do Conselho de Administração (CA) de 1991 a 1993 e

ininterruptamente desde 1995, Manuel AntĂłnio viu perpetuado o seu nome no Hospital de Dia. Paula Alves (directora clĂ­nica) e Maria Soledade (enfermeira) tambĂŠm permanecem no CA. A ampliação do Hospital de Dia foi inaugurada pelo secretĂĄrio de Estado Manuel Delgado, que caracterizou o IPO de Coimbra como “pĂŠrola nacionalâ€?.

nidade de Coimbra, constituído por dois elementos da Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro, dois representantes do CHUC e um da Câmara Municipal, cujo relatório deverå ser e entregue ao MinistÊrio da 6D~GHDWpÀQDOGH0DLR PUBLICIDADE

No Spin Center, em Coimbra

HĂŠrnia extraĂ­da com cirurgia inovadora

A equipa do Spine Center liderada por LuĂ­s Teixeira

Uma cirurgia inovadora de extracção de hĂŠrnia, com tĂŠcnica “minimamente invasiva, guiada por navegaçãoâ€?, foi efectuada, dia 11, pela primeira vez Portugal, no Spine Center, em Coimbra. A nova tĂŠcnica permite “retirar a hĂŠrnia discal que comprimia a raiz nervosa de um doente, por via minimamente invasiva guiada por navegaçãoâ€?, sublinha o Centro. “Nunca antes realizadoâ€? no nosso paĂ­s, o mĂŠtodo permite fazer “uma incisĂŁo de reduzidĂ­ssimas dimensĂľes, localizar perfeitamente o nĂ­vel e fazer uma progressĂŁo atĂŠ Ă hĂŠrnia por fora da coluna entrando pelo ‘foramen’ [orifĂ­cio], afastando as estruturas nervosas e retirando a hĂŠrnia de discoâ€?, acrescenta. “Com esta tĂŠcnica nĂŁo hĂĄ

sequer necessidade de entrarmos dentro do canal vertebral, dado que ĂŠ uma abordagem diferente da coluna vertebral feita por via postero-lateralâ€?, salienta LuĂ­s Teixeira, cirurgiĂŁo que conduziu o processo. A cirurgia, que assegura “alto rigor e elevada segurançaâ€?, alĂŠm de nĂŁo deixar “fibrose dentro do canalâ€?, nĂŁo necessita de manipulação das “estruturas nervosas que existem dentro do canal vertebralâ€?, sendo, por isso “vantajosaâ€?, destaca o especialista do Spine Center. “Estamos a falar de um paciente poder ter alta em menos de 24 horas apĂłs a cirurgia e recuperar toda a VXDDFWLYLGDGHSURĂ€VVLRQDOHP menos de um mĂŞsâ€?, conclui LuĂ­s Teixeira. O Spine Center estuda e trata “diversas patologias da coluna vertebralâ€?.


FIGURAS DA SEMANA

6

www.campeaoprovincias.pt

Ascensor

A

S U B I R

Carlos GregĂłrio dos Santos – Antigo braço direito de Manuel AntĂłnio LeitĂŁo da Silva, durante parte de mais de duas dĂŠcadas em que este mĂŠdico presidiu Ă Administração do Instituto PortuguĂŞs de Oncologia de Coimbra, Carlos GregĂłrio dos Santos vai ascender ao leme da instituição. Fernando Crespo – Escultor com ateliĂŞ em Coimbra, Fernando Crespo ĂŠ o autor de um coração gigante, chamado Francisco, vermelho e com uma cruz de cada um dos lados, exposto em FĂĄtima por ocasiĂŁo da recente visita do Papa. A escultura, de cerca de 12 metros de altura e outros tantos de largura, ĂŠ dedicada ao lĂ­der da Igreja CatĂłlica. A obra, intitulada “Francisco, o maior coração do mundoâ€?, tem dois segmentos, que juntos representam XPFRUDomR$HVWUXWXUDHPDoRFRQWDFRPXPDĂ€JXUD humana, em bronze, de cada um dos dois lados, que pode ser “um peregrino ou qualquer um de nĂłsâ€? e que caminha no coração em direcção Ă  “terraâ€?, explanou Crespo, referindo que quis representar “o lado efĂŠmero da vidaâ€?. “Procurei que fosse singelo e bonitoâ€?, indicou o escultor, referindo ter procurado, atravĂŠs de materiais inertes como o aço, “deixar um recado muito mais afectivoâ€?. Fernando Regateiro – Ăšltimo presidente dos Hospitais da Universidade de Coimbra, que estiveram na origem, em 2011, do Centro Hospitalar UniversitĂĄrio de Coimbra (CHUC), o mĂŠdico e professor universitĂĄrio assume, agora, a liderança da instituição resultante da fusĂŁo dos HUC com o Centro Hospitalar de Coimbra (Hospital dos CovĂľes, Maternidade de Bissaya Barreto e Hospital PediĂĄtrico). Fernando Regateiro, que tambĂŠm liderara a Administração Regional de SaĂşde do Centro (ARSC), era, desde meados de 2016, coordenador nacional para a reforma do Serviço Nacional de SaĂşde (SNS) na ĂĄrea dos cuidados de saĂşde hospitalares.

18

QUINTA-FEIRA

DE MAIO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

LuĂ­s Figueiredo

O mĂşsico conimbricense foi o responsĂĄvel pelo arranjo da mĂşsica “Amar pelos doisâ€?, interpretada por Salvador Sobral, e que venceu, pela primeira vez, o Festival EurovisĂŁo da Canção, no sĂĄbado (13), em Kiev, na Ucrânia. Com 37 DQRVRFRPSRVLWRUHSLDQLVWDFRQIHVVRXDRZHEVLWH(6&32578*$/TXHĂ€FRX “muito surpreendidoâ€? pela vitĂłria, admitindo que pensava que “a vencedora seria uma canção com outro arranjo, com outra mensagem, mais festivaleiraâ€?. No entanto, considera “um bom sinalâ€? o facto de uma “balada de amorâ€? ter ganhado o concurso. LuĂ­s Figueiredo ĂŠ formado em piano pela Universidade de Aveiro e pelo ConservatĂłrio de MĂşsica de Coimbra, trabalhando na ĂĄrea da mĂşsica desde 2004. O mĂşsico tem dois discos publicados em nome prĂłprio e outros trĂŞs em dueto, alĂŠm de fazer parte da banda que acompanha a cantora Cristina Branco e de ter trabalhado com outros nomes da mĂşsica nacional. A mĂşsica que deu a primeira conquista do Festival EurovisĂŁo da Canção a Portugal, em mais de 50 anos, teve ao piano o prĂłprio LuĂ­s Figueiredo, que convidou o Quarteto Arabesco para as cordas e um outro elemento para o contrabaixo. A cantora Rita Redshoes, citada pelo Jornal PĂşblico, alude a Figueiredo como “um mĂşsico brilhante, autor de um trabalho perfeitoâ€?. Saloua Bahri – A embaixadora da TunĂ­sia em Portugal esteve em Coimbra para “estreitar relaçþesâ€?, tendo sido recebida pela vice-presidente da autarquia, Rosa Reis Marques. A diplomata defendeu a aproximação Ă cidade, “abordou a possibilidade de ser celebrada uma geminação com uma cidade tunisina e propĂ´s a realização de um grande evento em Coimbra, que sirva para apresentar a TunĂ­sia aos estudantes, aos conimbricenses e a todos os interessadosâ€?. A embaixadora destacou a importância de se estabelecerem ligaçþes entre os jovens tunisinos e os portugueses que residem em Coimbra, atravĂŠs de intercâmbios entre as escolas e as universidades. AmĂŠrico Mascarenhas - O jornalista, de 63 anos, morreu, na terça-feira (16), em Coimbra, vĂ­tima de doença. Finou-se um espĂ­rito rebelde, que esteve ligado ao despontar das rĂĄdios ÂŤpiratasÂť ao colaborar com a RĂĄdio Livre Internacional. Mascarenhas, apelido por que era conhecido no meio jornalĂ­stico, trabalhou para o Jornal de Coimbra (semanĂĄrio jĂĄ desaparecido), ComĂŠrcio do Porto (diĂĄrio que tambĂŠm nĂŁo resistiu Ă  voragem do tempo), Jornal de NotĂ­cias e O Jogo. Inconformado e irrequieto, AmĂŠrico JosĂŠ fazia alarde da sua irreverĂŞncia, a que nem a indumentĂĄria era alheia, e foi entusiasta do Festival Internacional de Cinema da Figueira da Foz. Ontem (quarta-feira), realizou-se o velĂłrio no CrematĂłrio de Coimbra, em Taveiro, com o fĂŠretro a ser cremado, hoje, pelas 10h30.

a artista portuguesa nĂŁo tem parado, lançando “There’s A Flower In My Bedroomâ€?, em 2013, e “Lu-Pu- I-Pi- Sa-Paâ€?, um ĂĄlbum com cançþes inspiradas em memĂłrias de infância editado em 2014. Os bilhetes para o espectĂĄculo custam entre oito e 12, 50 euros. Carlos Jorge Ruivo TomĂĄs – É o novo comandante territorial da Guarda Nacional Republicana de Coimbra e tomou posse, na terça-feira (16). Na sessĂŁo, Carlos TomĂĄs disse que o combate Ă criminalidade violenta ĂŠ grave, e o reforço do policiamento de proximidade sĂŁo duas das suas prioridades. O comando daquela unidade da GNR tambĂŠm nĂŁo deixarĂĄ de dar “especial atenção aos grupos mais vulnerĂĄveisâ€?, como o sĂŁo as vĂ­timas de violĂŞncia domĂŠstica, os jovens e os idosos, assegurou o responsĂĄvel. Enquanto comandante, o responsĂĄvel irĂĄ procurar “contribuir para que a produção de segurança desenvolvida pelos militares e civis desta Unidade continue a ser uma referĂŞncia, cumprindo com a qualidade e a motivação de todos os que nela servem, WDQWRHPWDUHIDVRSHUDFLRQDLVFRPRQDVGHDSRLRÂľDĂ€UPRX

Ana Rita Silva – A investigadora principal de um estudo desenvolvido por diversos cientistas nas universidades de Coimbra e de Leeds, no Reino Unido, conseguiu demonsWUDUTXHXPDFkPDUDIRWRJUiĂ€FDSRGHDMXGDUD´DWUDVDUD manifestação clĂ­nicaâ€? da doença de Alzheimer. A equipa de Jorge Conde – Conhecido o desfecho da primeira especialistas concluiu que uma SenseCam, (“câmara fotovolta da eleição para presidente do Instituto PolitĂŠcnico JUiĂ€FDDXWRPiWLFDSRUWiWLOTXHFDSWDLPDJHQVGRGLDDGLDÂľ  JoĂŁo Gouveia Monteiro – Coube a Gouveia Monteiro pode ajudar a “atrasar a manifestação clĂ­nicaâ€? da Alzheimer de Coimbra, a 05 de Maio, o timoneiro da Escola Superior de Tecnologia da SaĂşde (ESTeS), Jorge Conde, era a direcção do livro “O Sangue de Bizâncio. AscensĂŁo e queda e recomenda o uso deste mĂŠtodo como “complemento ao um improvĂĄvel vencedor. O lĂ­der da ESTeS alcançara do ImpĂŠrio Romano do Orienteâ€? (ImpĂŠrio Bizantino), que tratamento farmacolĂłgicoâ€? da doença que ĂŠ “a forma mais 13 votos, contra 17 de Rui Mendes, timoneiro da Escola teve como co-autores Gustavo Gonçalves, JoĂŁo Paiva, Ro- comum de demĂŞnciaâ€?, anunciou a Universidade de Coimbra Superior de Educação (ESE), e foram atribuĂ­dos outros drigo Gomes e JoĂŁo Rafael Nisa. A obra vai ser apresentada (UC). Denominado ‘Estimulação da memĂłria na doença de cinco votos a dois candidatos a presidente do PolitĂŠcni- DPDQKm  SHODVKQRDQĂ€WHDWUR,9GD)DFXOGDGHGH Alzheimer em fase inicial/O papel da SenseCam no funcioco de Coimbra. Na segunda volta, volvida uma semana, Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Segundo os namento cognitivo e no bem-estar’, o estudo foi realizado apesar da abstenção de um membro do colĂŠgio eleitoral e autores, trata-se de “um livro de iniciação a um tema quase entre 2011 e 2016 e os resultados vĂŁo ser publicados na de haver sido escrutinado um boletim nulo, Jorge Conde esquecido pelos historiadores e pelos programas universitĂĄ- revista internacional Current Alzheimer Research. amealhou mais quatro votos. Por incrĂ­vel que pareça, as rios portugueses. E uma porta de entrada num mundo Ăşnico preferĂŞncias por Rui Mendes recuaram, tendo cabido 16 e fascinante – o do impĂŠrio cor de pĂşrpura, que os Turcos Adriana Calcanhoto – A cantora brasileira, que durante Otomanos acabariam por conquistar em 1453â€?. votos ao presidente da ESE. este semestre foi professora convidada da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, intervĂŠm, hoje, pelas Vicente Gouveia, Nuno Poiarez e Pedro Afonso – Os 11h00, na conferĂŞncia “Coimbra das Cançþesâ€?. A iniciativa Rafael Silva – Como tĂŠcnico, ĂŠ o rosto da recente proeza do Sourense, que ascendeu ao Campeonato Na- trĂŞs arquitectos de Coimbra venceram o prĂŠmio do pĂşblico GD)/8&PDUFDRĂ€QDOGHPDLVXPDQROHFWLYRHGHFRUUH da “Architizerâ€?, uma plataforma online de arquitectura que no Teatro de Paulo Quintela, em Coimbra. A cerimĂłnia cional de Seniores em futebol. reĂşne trabalhos de mais de 40 000 empresas de arquitectura de encerramento contarĂĄ, como habitualmente, com as Rui VitĂłria – O treinador de futebol chegou [ao GRPXQGR2VDUTXLWHFWRVGRJDELQHWH9LVLRDUTVHGLDGRQR intervençþes do director da FLUC, JosĂŠ Pedro Paiva; do %HQĂ€FD@YLXHYHQFHX2VHJXQGRr[LWRGRWpFQLFRWHP Instituto Pedro Nunes (IPN), conquistaram esta distinção, na presidente do NĂşcleo de Estudantes da FLUC, Alexandre a particularidade de, pela primeira vez, ter proporciona- categoria “Detalhes + Arquitectura + Metalâ€?, pelo projecto Silva; e do reitor da UC, JoĂŁo Gabriel Silva. A ocasiĂŁo serĂĄ, do ao SLB a conquista de quatro tĂ­tulos consecutivos de GHH[WHQVmRGR3DOiFLRGD,JUHMD9HOKDHP9LOD1RYDGH ainda, aproveitada para distinguir os melhores estudantes FamalicĂŁo. Esta intervenção consistiu na “ampliação de um da Faculdade, a quem serĂŁo entregues os PrĂŠmios FeijĂłâ€?. campeĂŁo. palĂĄcio com elementos barrocos e neogĂłticosâ€?, respeitando Salvador Sobral – Palavras para quĂŞ? É um artista “o protagonismoâ€? do espaço. Os projectos vencedores da Maria Manuela de Mendonça – A mĂŠdica psiquiatra “Architizerâ€? serĂŁo publicados em livro, com a chancela da lançou, ontem (17), na Secção Regional do Centro da Ordem portuguĂŞs. editora britânica Phaidon. dos MĂŠdicos (SRCOM), o livro “Cursar Medicina nos Anos 50â€?, editada pela MinervaCoimbra. A sessĂŁo contou com as LuĂ­sa Sobral – A cantora e compositora, que a par do intervençþes do vice-presidente da SRCOM, Manuel Teixeira A D E S C E R seu irmĂŁo Salvador, acabou de conquistar o primeiro lugar 9HUtVVLPRGDPpGLFDSVLTXLDWUD0DULD/XFtOLD0HUFrGH0HOOR no Festival EurovisĂŁo da Canção, na Ucrânia, vai estrear-se e do engenheiro Fernando Augusto Barbosa. Maria Manuela Jorge Jesus – Duas derrotas consecutivas (uma delas, no Convento de SĂŁo Francisco, no sĂĄbado (20), pelas 21h30. de Mendonça foi subdirectora do Centro de Medicina Peem casa, frente a “Os Belenensesâ€?) ilustram a errĂĄtica A autora da mĂşsica e letra da canção vencedora do Festival, dagĂłgica de Coimbra (do MinistĂŠrio da Educação) e tem temporada futebolĂ­stica do treinador do Sporting. O de- “Amar pelos doisâ€?, vem mostrar a Coimbra o seu mais recen- jĂĄ publicados vĂĄrios livros e algumas dezenas de trabalhos sempenho do tĂŠcnico ÂŤleoninoÂť e o de Nuno EspĂ­rito San- te trabalho “LuĂ­saâ€?, editado em 2016. Desde o lançamento FLHQWtĂ€FRVHP3RUWXJDOQRXWURVSDtVHVHXURSHXVQRV(VWDGRV to (FC do Porto) por pouco superaram a mediocridade. do primeiro ĂĄlbum “The Cherry on My Cakeâ€?, em 2011, que Unidos da AmĂŠrica e no CanadĂĄ.


18

QUINTA-FEIRA

DE MAIO DE 2017 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

PJ intercepta autor de pornografia de menores A Directoria do Centro da Polícia Judiciária revelou, há dias, ter interceptado um indivíduo que descarregava ÀFKHLURVSRUQRJUiÀFRVGD,QWHUQHWHRVSDUWLOKDYDDWUDYpV das redes sociais. O homem, 49 anos de idade, solteiro, compareceu perante as autoridades judiciárias competentes para ser submetido a primeiro interrogatório de arguido detido e sujeito a medidas de coacção. Tratou-se de detenção em ÁDJUDQWHGHOLWRHIHFWXDGDGHYLGRDVXVSHLWDGDSUiWLFDGR FULPHGHSRUQRJUDÀDGHPHQRUHVHDSRVVHGHDUPDSURLELda. No âmbito de investigação em curso, a PJ detectou, nos VLVWHPDVLQIRUPiWLFRVXWLOL]DGRVSHORLQGLYtGXRGLYHUVRV ÀFKHLURVFRPFRQWH~GRSRUQRJUiÀFRHQYROYHQGRPHQRres. Foram apreendidos dois smartphones, uma espingarda caçadeira e cerca de 300 munições. Clube União 1919 elege órgãos sociais em Junho A eleição dos órgãos sociais do Clube União 1919 (sucedâneo do CFUC) irá ocorrer, em Coimbra, a 09 de Junho. 2VXIUiJLRIDUVHiSRUOLVWDFRPSOHWDTXHHQJOREHD0HVD da Assembleia Geral, a Direcção e o Conselho Fiscal. O direito de voto pode ser exercido pelos associados no pleno JR]RGRVVHXVGLUHLWRVLQVFULWRVKiSHORPHQRVVHLVPHVHV Os cadernos eleitorais poderão ser consultados, na sede do Clube União 1919 (pavilhão adjacente à Escola Superior GH(GXFDomRGH&RLPEUD DSDUWLUGRÀQDOGH0DLR$ de Junho, vai ser assinalado, o 98º. aniversário da criação do Clube de Futebol União de Coimbra (CFUC). Do proJUDPDGDHIHPpULGHFRQVWDXPMRJRDGLVSXWDUSRUHTXLSDV GHYHWHUDQRVHXPMDQWDUVHQGRDFHLWHVLQVFULo}HVDWUDYpV GRWHOHIRQH$FULDomRGR&OXEH8QLmR YLVRXSUHHQFKHURYD]LRJHUDGRSHODLQVROYrQFLDGR&)8&

FACTOS DA SEMANA www.campeaoprovincias.pt

7

Casa das Talhas revelou vestígios pré-islâmicos e romanos 1XPHGLItFLRFRQVWUXtGRVREUHDPXUDOKDGDFLGDGHIRUDPHQFRQWUDGRV UHOHYDQWHVDFKDGRVDUTXHROyJLFRVSUpLVOkPLFRVHURPDQRVVHJXQGRDQXQFLRXD&kPDUD0XQLFLSDOGH&RLPEUD1RSUpGLRFRQKHFLGRSRU&DVDGDV Talhas, situado na rua de Fernandes Tomás, entre a Torre de Almedina e o HGLItFLRGR*RYHUQR&LYLOVHJXQGRDSXURXR´&DPSHmRµDLQIRUPDomR GDDXWDUTXLDGiFRQWDGD´GHVFREHUWDGHUHOHYDQWHVDFKDGRVDUTXHROyJLFRVµ ´1RHGLItFLRFRQVWUXtGRVREUHDPXUDOKDGDFLGDGHRVWpFQLFRVPXQLFLSDLV LGHQWLÀFDUDPSDUWHGDPXUDOKDXPDWRUUHSUpLVOkPLFDHXPDTXDQWLGDGHGH WDOKDVDQWLJDVHQFDVWUDGDVQXPDSDUHOKRGHDOYHQDULD QDVXEFDYHXPDQDFDYHHXPDQRUpVGRFKmR µGHVFUHYH a nota da Câmara. Acrescenta-se, ainda, que “parte da torre assenta sobre uma estrutura com revestimento em RSXVVLJQLQXP KLGUiXOLFR TXHDSRQWDSDUDDpSRFDURPDQDµ'HDFRUGRFRPR0XQLFtSLR´HVWHHGLItFLRVRIUHX DPSODVUHPRGHODo}HVDRORQJRGRVVpFXORVGHVWDFDQGRVHRVYHVWtJLRVDUTXLWHFWyQLFRVTXLQKHQWLVWDVDFDOoDGLQKD GHYLGUDoRDSOLFDGDFRPPRWLYRVJHRPpWULFRVHSLQWXUDVPXUDLVDRQtYHOGRUpVGRFKmRHSDLQpLVD]XOHMDUHVGR VpFXOR;9,,DRQtYHOGRUpVGRFKmRHžDQGDUµ'DGRTXHRSUpGLRYLULDDUHYHODUDRORQJRGHYiULRVDQRVGH HVWXGRV´XPLQHVSHUDGRFRQMXQWRGHDFKDGRVDUTXHROyJLFDVµD&kPDUDGL]TXHYDLID]HUDMXVWDPHQWRVDRVSODQRV iniciais, prevendo-se, agora, “a criação de um espaço expositivo na cave e sub-cave, um espaço destinado a activiGDGHHFRQyPLFDQRUpVGRFKmRHKDELWDomRQRVDQGDUHVVXSHULRUHVµ

FLHQWHV6HLVGHWHQo}HVIRUDPHIHFWXDGDVHPFXPSULPHQWR GHPDQGDGRVGHGHWHQomRHPLWLGRVSHOR0LQLVWpULR3~EOLFR HXPDRFRUUHXHPÁDJUDQWHGHOLWR3DUWHGHODVIRLHIHFWXDGD QRSODQDOWRGR,QJRWH &RLPEUD HRXWUDQRVDUUHGRUHVGH 0RQWHPRUR9HOKR$RSHUDomROHYDGDDFDERFRPRDSRLR da PSP, inscreveu-se no âmbito de uma investigação que visa FRPEDWHURWUiÀFRGHFUDFN FRFDtQDVROLGLÀFDGDHPFULVWDLV  heroína e cannabis. A acção representou o culminar de uma investigação, iniciada há cerca de um ano, no decurso da qual IRUDPMiGHWLGDVPDLVVHWHSHVVRDVHQFRQWUDQGRVHSUHVHQtemente cinco sujeitas à mais severa das medidas de coacção SULVmRSUHYHQWLYD 3DUDDOpPDVGHWHQo}HVQRGHFXUVRGD investigação, houve lugar à apreensão de, entre outros artigos, GRVHVLQGLYLGXDLVGHFRFDtQDGRVHVLQGLYLGXDLVGH KHURtQDGRVHVLQGLYLGXDLVGHFDQQDELVFHUFDGH Aveiro: PJ deteve suspeito HXURVHPQXPHUiULRDSDUGHRLWRYHtFXORVDXWRPyYHLVWUrV de infligir abuso a menor EDODQoDVGHSUHFLVmRXPDUHSURGXomRGHDUPDGHIRJRPDLV A Polícia Judiciária de Aveiro revelou, esta semana, ter GHPXQLo}HVVHLVFRPSXWDGRUHVSRUWiWHLVHHTXLSDPHQWR GHWLGRXPLQGLYtGXRLQGLFLDGRSRUKDYHULQÁLJLGRDEXVR GHVRPHLPDJHP(P2XWXEURGHDVGXDVFRUSRUDo}HV VH[XDODXPDPHQLQDDQRVGHLGDGH2DEXVRLQÁLJLGR GHWLYHUDPQREDLUURGR,QJRWHSHVVRDVHDSUHHQGHUDP DPHQRUGHDQRVpSXQtYHODLQGDTXHQmRKDMDOXJDUD armas, droga e viaturas. cópula, coito oral ou anal, independentemente de eventual Ministério da Defesa dá consentimento da vítima, por consistir em crime contra a bónus à Câmara de Coimbra autodeterminação sexual. A captura do indivíduo, serralhei0DQXHO0DFKDGRFKHJRXDSRQGHUDUDFRPSUDSRUSDUURDQRVGHLGDGHIRLHIHFWXDGDDRDEULJRGHPDQGDGR GHGHWHQomRHPLWLGRSHOR'HSDUWDPHQWRGH,QYHVWLJDomRH WHGD&kPDUDGH&RLPEUDGDVLQVWDODo}HVGD0DQXWHQomR $FomR3HQDODYHLUHQVH 0LQLVWpULR3~EOLFR 2VDEXVRVWHUmR 0LOLWDUDGMDFHQWHVDR0HUFDGRGH'3HGUR9SDUDLQVWDRFRUULGR QXP FRQWH[WR GH UHODFLRQDPHQWR LQWUDIDPLOLDU ODomRGR$UTXLYR0XQLFLSDOPDVR0LQLVWpULRGD'HIHVD HP'H]HPEURGHHQRFRPHoRGHVWHDQRQXPDGDV restituiu-as, anteontem, à autarquia. Numa escritura datada IUHJXHVLDVGDSHULIHULDXUEDQDGH$YHLURHQXPDSRYRDomR GH$JRVWRGHRXWRUJDGDSHOD&kPDUD0XQLFLSDOGH GRFRQFHOKRGH$OEHUJDULDD9HOKD2DUJXLGRpSDUHQWHGD &RLPEUDHSHORDQWLJR0LQLVWpULRGD*XHUUDSUHYLDVHD mãe da menina, tendo aproveitado a circunstância de haver reversão do imóvel, caso “o antigo matadouro e respectivos UHDWDGRRFRQYtYLRFRPDIDPtOLDSDUDVXMHLWDUDFULDQoDD WHUUHQRVFRQWtJXRVµGHL[DVVHPGHVHUXWLOL]DGRVSDUDÀQV militares. O acto de homologação da reversão contou com inadmissíveis práticas sexuais. DSUHVHQoDGRVHFUHWiULRGH(VWDGR0DUFRV3HUHVWUHOOR Detidos assaltantes de correios e banco A Directoria do Centro da Política Judiciária (PJ) anunEmprego e juventude em Condeixa 20XVHX32526HP&RQGHL[DUHFHEHHQWUHDPDFLRXVHJXQGDIHLUDDGHWHQomRGRVSUHVXPtYHLVDXWRUHVGHYiULDVFULPHVGHURXERDHVWDo}HVGHFRUUHLRHDXPEDQFRWUrV QKm VH[WDIHLUD HGRPLQJR  D,,(GLomRGD)HLUDGH KRPHQVHQWUHRVHDQRV2VGHWLGRVIRUDPLGHQWLÀFDGRV Empregabilidade e, em paralelo, o Festival Jovem “Spring pela presumível autoria da prática de um crime de roubo, )HVW·µFRPFRQFHUWRVHRÀFLQDVWHPiWLFDVQRSDUTXH FRPUHFXUVRDDUPDVGHIRJRRFRUULGRQRSDVVDGRPrVGH YHUGHGD5LEHLUDGH%UXVFRV7UDWDVHGHXPDRUJDQL]DomR Abril, na estação dos CTT de Albergaria-a-Velha. Contudo, do Contrato Local de Desenvolvimento Social - projecto RVDVVDOWDQWHVWRGRVFRPSDVVDGRFULPLQDOVmRWDPEpPRV &RQGHL[D&LGDGDQLDHPSDUFHULDFRPD&kPDUD0XQLpresumíveis autores de outros roubos à mão armada, no- cipal. A Feira de Empregabilidade consistirá numa mostra meadamente nos CTT de Bustos (Oliveira do Bairro), nos GHHPSUHJRHRIHUWDIRUPDWLYDRQGHHVWDUmRUHSUHVHQWDGDV CTT de Amor (Leiria), nos CTT de Louriçal (Pombal) e nos YiULDV HQWLGDGHV ,QVWLWXWRV 3ROLWpFQLFRV 8QLYHUVLGDGHV &77GD&XULD $QDGLD EHPFRPRDXPDDJrQFLDEDQFiULD (VFRODV3URÀVVLRQDLV(QWLGDGHV)RUPDGRUDV HQXP)yORFDOL]DGDHP3DWDLDV $OFREDoD WRGRVHIHFWXDGRVGHVGHR rum de Empregabilidade constituído por diversas palestras LQtFLRGRFRUUHQWHDQR´1DVGLYHUVDVGLOLJrQFLDVGHSURYD GLQDPL]DGDV SRU GLIHUHQWHV RUDGRUHV 2 )HVWLYDO -RYHP UHDOL]DGDVIRUDPHQFRQWUDGRVHDSUHHQGLGRVRVYHtFXORVDV LQFOXL FRQFHUWRV GDQoDV GR PXQGR H RÀFLQDV WHPiWLFDV DUPDVEHPFRPRRVGLVIDUFHVXVDGRVQDSUiWLFDGRVFULPHVµ (capoeira, arte circense, yoga, danças ciganas, construção UHIHUHD3ROtFLD-XGLFLiULDDTXDOGHVWDFDTXHFRQWRXFRPD de instrumentos musicais, entre outros). Haverá, ainda, colaboração da GNR de Águeda. Os detidos, com idades diversas actividades paralelas, como desportos radicais e FRPSUHHQGLGDVHQWUHRVHDQRVGHLGDGHIRUDPSUHVHQ- animação circense. O evento terminará com uma camites a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhes sido aplicada nhada e almoço no domingo. a medida de coacção de prisão preventiva. Hoje é dia dos museus Sete detenções por tráfico de droga A rede de museus de Coimbra assinala, hoje, o Dia A Polícia Judiciária de Coimbra revelou, anteontem, ,QWHUQDFLRQDOGRV0XVHXVFRPXPDYLVLWDJXLDGDSRURLWR ter detido cinco homens e duas mulheres (desempregados) HVSDoRVPXVHROyJLFRVGDFLGDGHVRERWHPDGR´LQGL]tYHOµ GHYLGRDSUHVXPtYHODXWRULDGHFULPHGHWUiÀFRGHHVWXSHID- que remete para histórias controversas. O circuito terá iní-

FLRjVKQD&DVD0XVHX%LVVD\D%DUUHWRHGDSDUWHGD PDQKmSHUFRUUHUiR0XVHXGD&LrQFLDH6DODGH63HGUR GD%LEOLRWHFD*HUDOGD8QLYHUVLGDGHGH&RLPEUDH0XVHX 1DFLRQDO0DFKDGRGH&DVWUR1DSDUWHGDWDUGHRFLUFXLWR SURVVHJXLUiSHOR0XVHXGD6DQWD&DVDGD0LVHULFyUGLDGH &RLPEUD3iWLRGD,QTXLVLomR0XVHXGDÉJXDHWHUPLQDUi QR0RVWHLURGH6DQWD&ODUDD9HOKD(QWUHRVORFDLVDYLVLWDU destaca-se a exposição documental da colecção “Autos de )pµQD%LEOLRWHFD*HUDOGD8QLYHUVLGDGHGH&RLPEUDHD mostra de objectos de devoção, adorno e superstição da anWLTXtVVLPDFRPXQLGDGHGR0RVWHLURGH6DQWD&ODUDD9HOKD 23iWLRGD,QTXLVLomRYDLUHOHPEUDUDVSUiWLFDVGHH[FOXVmR social e religiosa em “tempos obscuros de intolerância, PHGRHSHUVHJXLo}HVµHR0XVHX1DFLRQDO0DFKDGRGH Castro vai abordar a construção do criptopórtico romano, ´GL]HQGRRLQGL]tYHOFRPDDUTXLWHFWXUDURPDQDµ3RUVHX ODGRR0XVHXGD6DQWD&DVDGD0LVHULFyUGLDGH&RLPEUD H[S}H GRFXPHQWRV VREUH R ´PRGXV RSHUDQGLµ GD MXVWD GLVWULEXLomRGHHVPRODVSHODLQVWLWXLomRHQTXDQWRR0XVHX GDÉJXDH[LEHLOXVWUDo}HVGHGLFDGDVjVFKHLDVGR0RQGHJR TXH´QXQFDGHXSD]µDR0RVWHLURGH6DQWD&ODUDD9HOKD Carapelhos com Feira dos Grelos $;,,,)HLUDGRV*UHORVYDLGHFRUUHUGHDPDQKm VH[WDIHLUD DGRPLQJR  QRV&DUDSHOKRVQXPÀPGHVHPDQD RQGHD&RQIUDULD1DERVH&RPSDQKLDHPSDUFHULDFRPD &kPDUD0XQLFLSDOGH0LUDWUD]DJDVWURQRPLDJDQGDUHVD para a rua. É cortado o trânsito e numa esplanada por entre muros de adobo e telhas de barro estão colocadas mesas para que os comensais possam saborear os grelos e tudo o que de bom os acompanha (pregado da praia, punheta, vaca FDtGDURM}HVJDORHFKDQIDQD 7UDWDVHGHXPHYHQWR SRUFHQWRDPDGRUHRREMHFWLYRpDGHIHVDHSURPRomRGR SDWULPyQLRFXOWXUDOJDQGDUH]HDHPDQFLSDomRGRWHUULWyULR 2V YLVLWDQWHV WrP D SRVVLELOLGDGH GH FRPSUDU SURGXWRV GLUHWDPHQWH GD KRUWD GD &RQIUDULD Ki XPD SDGDULD DR YLYRRQGHpFRQIHFFLRQDGRWRGRRSmREURDHSDVWHODULD HSRGHVHSURYDUR~QLFRJLQGRPXQGRFRPVDERUDQDER (Ginabo), assim como será lançado um gelado com sabor àquela hortaliça. Vila Nova de Anços festeja o I Festival da Enguia e do Arroz Doce 1RÀPGHVHPDQDGHHGH-XQKRDIUHJXHVLDGH 9LOD1RYDGH$QoRVHP6RXUHDFROKHR,)HVWLYDOGD(QJXLD HGR$UUR]'RFH2ORFDOHVFROKLGRIRLD&DVDGR3RYR RQGHDSDUWLUGDVKVHLUmRVHUYLUDVUHIHLo}HVFDUDFWHUtVWLFDVGHVWHIHVWLYDOJDVWURQyPLFRVRSDGHKRUWDOLoDHQJXLDV IULWDVHQVRSDGRGHHQJXLDVFDOGHLUDGDGHHQJXLDVFKDQIDQD RVVRVIHEUDVHFODURRDUUR]GRFH1HVWHSULPHLURGLDD DQLPDomRPXVLFDOÀFDDFDUJRGRJUXSR6HP%DWXWDTXH VREHDRSDOFRSHODVK1RGRPLQJR  RVDOPRoRV WrPDPHVPDHPHQWDHVHUmRVHUYLGRVDSDUWLUGDVK $SDUGRFHUWDPHJDVWURQyPLFRUHDOL]DVHWDPEpPD HGLomRGR)HVWLYDO,QIDQWLOGH)ROFORUHGR*UXSRGH3DOLWHLURVFRPDSDUWLFLSDomRGHWUrVRXWURVJUXSRV2GHVÀOH GHUDQFKRVHVWiPDUFDGRSDUDDVKVHJXLGRGR)HVWLYDO ,QIDQWLOQD&DVDGR3RYRjVK&RPRUJDQL]DomRGD Junta de Freguesia de Vila Nova de Anços, Sociedade Filarmónica R. B. Vilanovense, Grupo de Pauliteiros, Grupo $UWHVGH3DOFRH5DQFKRGDV&HLIHLULQKDVDLQLFLDWLYDFRQWD FRPRDSRLRGR0XQLFtSLRGH6RXUH


18

ACTUALIDADE

8

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

Futebol

Figurino societĂĄrio da Briosa volta Ă ordem do dia Um debate sobre “o futuro modelo societĂĄrioâ€? da AcadĂŠmica e acerca da posição da Direcção da AAC/OAF quanto ao assunto irĂĄ ocorrer, em breve, numa reuniĂŁo da Assembleia Geral, requerida por um grupo de sĂłcios. A Briosa optou, hĂĄ quatro anos, mediante referendo, pelo figurino da Sociedade Desportiva Unipessoal por Quotas, em alternativa ao de Sociedade AnĂłnima Desportiva (SAD), sendo, por isso, a

AAC/OAF proprietåria (única) da AcadÊmica - Futebol SDUQ. A iniciativa de convocação de uma sessão extraordinåria da Assembleia Geral (AG) do Organismo Autónomo de Futebol da AAC cabe a Miguel Andrade, ocorrendo num contexto em que despontam rumores acerca da eventual existência de duas correntes no seio da Direcção. Tais rumores sugerem, de resto, que a hipotÊtica divisão sobre o figurino

ClĂŠrigo substitui Gonçalves Ricardo ClĂŠrigo vai substituir Carlos Miguel Gonçalves na função de primeiro secretĂĄrio da Mesa da Assembleia Geral da AcadĂŠmica/OAF. Gonçalves renunciou ao cargo, em que tinha sido investido hĂĄ 11 meses, sem ter invocado razĂľes do foro funcional, disse ao “CampeĂŁoâ€? um membro dos ĂłrgĂŁos sociais do Organismo AutĂłnomo de Futebol da AAC. AlĂŠm de JoĂŁo Vasco Ribeiro (presidente), compĂľem a Mesa da Assembleia Geral da AAC/OAF SĂŠrgio Coimbra Castanheira (vice-presidente), Ricardo ClĂŠrigo e Maria JoĂŁo Campos.

societĂĄrio nĂŁo serĂĄ alheia Ă recente renĂşncia de Paulo Almeida Ă  liderança da AcadĂŠmica/OAF, cargo em que foi substituĂ­do por Pedro Roxo. Em 2013, contra a vontade do entĂŁo presidente do Organismo AutĂłnomo de Futebol da AAC, JosĂŠ Eduardo SimĂľes, apologista de uma SAD, prevaleceu a opção dos sĂłcios pela Sociedade Desportiva Unipessoal por Quotas. A prestação de informação por parte de Pedro Roxo quanto Ă  renĂşncia do seu antecessor e a discussĂŁo de um plano Ă€QDQFHLURSDUDHQFDUDUR futuro da Briosa, a curto e a mĂŠdio prazo, sĂŁo outros aspectos em destaque no requerimento de convocação de uma reuniĂŁo extraordinĂĄria do plenĂĄrio de associados. Segundo apurou o “CampeĂŁoâ€?, a oposição de Paulo Almeida ao desejo de dois vice-presidentes irem assistir, em Lisboa, a uma

homenagem prestada ao anterior presidente da Mesa da AG, Alfredo Castanheira Neves, por parte da Casa da AcadÊmica, teve o condão de inquinar o relacionamento no seio do elenco directivo. Por outro lado, Miguel Andrade e sete dezenas de sócios tambÊm querem sujeitar a debate o plano desportivo da Direcção da AAC/OAF para a próxima Êpoca da AcadÊmica - SDUQ. Este segmento do sobredito requerimento levou Fernando Pompeu, ex-dirigente do Organismo Autónomo de Futebol da AAC, a alegar que se trata de uma iniciativa descabida por consistir em matÊria da competência da Direcção. Neste contexto, Nuno Mateus, chefe do gabinete do presidente da Câmara Municipal de Coimbra, insurgiu-se contra a falta de prestação de esclarecimentos acerca da renúncia de Paulo Almeida.

ColĂŠgio em S. Martinho do Bispo (Coimbra)

St. Paul’s com atendimento personalizado dos pais As famĂ­lias interessadas HP LQVFUHYHU RV Ă€OKRV QR St. Paul’s sĂŁo recebidas em entrevista, onde sĂŁo prestadas todas as informaçþes sobre o “projecto educativo de excelĂŞnciaâ€? deste novo colĂŠgio privado em Coimbra, situado em S. Martinho do Bispo. O St. Paul´s School abrirĂĄ portas em Setembro e contarĂĄ com as valĂŞncias de berçårio, jardim-de-infância, 1.Âş ciclo e 2.Âş ciclo (admitindo inscriçþes para o 5.Âş ano de escolaridade), sendo que o projecto assegura a progressĂŁo dos alunos atĂŠ ao ensino secundĂĄrio. A matriz do St. Paul’s School assenta num espĂ­rito internacional e segue o modelo pedagĂłgico de sucesso implementado no St. Peter’s International School, em Palmela (SetĂşbal). O programa educativo que serĂĄ replicado no St.

Sala de antendimento das famílias no St. Paul’s School

Paul’s School de Coimbra Ê bilingue, favorecendo o domínio, desde os primeiros anos da criança, do português e do inglês e proporcionando aos alunos a aquisição das línguas latina, a partir do 1º ciclo, do espanhol, a partir do 2º ciclo, e do alemão no 3.º ciclo de escolaridade, com o objectivo de dotar os seus DOXQRVGDPDLRUSURÀFLrQ-

cia linguĂ­stica, que os tornarĂĄ falantes capacitados de uma grande polivalĂŞncia. Com o objectivo de garantir a formação do aluno nas suas diversas componentes, o colĂŠgio St. Paul’s School procurarĂĄ “dar resposta Ă s necessidades dos alunos, nĂŁo sĂł no que respeita Ă s questĂľes curriculares, mas tambĂŠm no que concerne Ă s activi-

dades extracurricularesâ€?. “Este projecto prevĂŞ a criação de salas de estudo no 1.Âş e 2.Âş ciclos de escolaridade, que se constituam como espaços de realização de tarefas e de acompanhamento ao estudo dos alunosâ€?, refere o colĂŠgio, sublinhando que â€œĂŠ igualmente importante para o desenvolvimento deste modelo pedagĂłgico a existĂŞncia de uma oferta variada de actividades extracurriculares, que permitirĂĄ aos alunos a aquisição de competĂŞncias nas ĂĄreas desportiva e artĂ­sticaâ€?. “Estes serviços, de carĂĄcter facultativo, contribuirĂŁo, de forma inequĂ­voca, para o enriquecimento curricular dos estudantes, bem como para a aquisição de ‘soft skills’, que farĂŁo dos alunos jovens mais bem preparados face aos GHVDĂ€RVGHXPPXQGRTXH premeia o mĂŠrito e a proactividadeâ€?, explica o colĂŠgio.

DE MAIO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Ă gueda

Funcionårios judiciais sujeitos a julgamento Um juiz de instrução criminal decidiu, hå dias, submeter a julgamento oito funcionårios judiciais que trabalhavam no Tribunal de à gueda. Os arguidos estão sob suspeita de desviar artigos contrafeitos, aprendidos no âmbito de processos-crime, avaliados em mais de 24 500 euros. Os arguidos, cinco homens e três mulheres, com idades entre 43 e 60 anos, estão acusados pela pråtica em co-autoria de um crime de peculato na forma continuada. Dois deles respondem ainda SRUFULPHVGHIDOVLÀFDomR Comete o crime e peculato o funcionårio que, ilegitimamente, se apropriar, em proveito próprio ou de outra pessoa, de dinheiro ou de qualquer coisa móvel (‌), que lhe tenha sido entregue,

esteja na sua posse ou lhe seja acessível em razão das suas funçþes. A acusação deduzida pelo MinistÊrio Público (MP), a cujo teor a Agência Lusa teve acesso, sustenta que, entre 2005 e 2009, os arguidos apropriavam-se de parte dos bens declarados perdidos a favor do Estado. Durante buscas às residências e locais de trabalho de alguns dos suspeitos, as autoridades encontraram mais de duas centenas de artigos de vestuårio, CD's e DVD's. Segundo o MP, os arguidos agiram na sequência de um plano previamente delineado entre todos, tendo-se apropriado de mais de 2 500 artigos contrafeitos, nomeadamente peças de vestuårio, calçado, acessórios de moda, perfumes, CD's e DVD's, avaliados em perto de 25 000 euros.

Ida do Papa a FĂĄtima

Fundação ADFP tambĂŠm deu tolerância de ponto A Fundação - AssistĂŞncia, Desenvolvimento e Formação 3URĂ€VVLRQDOFRQFHGHXWROHUkQcia de ponto ao seu pessoal para que ele pudesse, a 12 de Maio, associar-se Ă deslocação do Papa Francisco a FĂĄtima. Apesar de ser uma instituição privada de interesse pĂşblico, a ADFP optou por proporcionar aos seus trabalhadores a regalia facultada pelo Governo aos funcionĂĄrios pĂşblicos. Para a Fundação, “parece injusto haver dois paĂ­ses dentro de Portugal, o dos

funcionårios públicos, com tolerância de ponto, e o dos trabalhadores do sector privado, a laborarem sem direito a folga�. Na ADFP, com sede em Miranda do Corvo, hå serviços a funcionar em permanência, nomeadamente residenFLDLV SDUDLGRVRVGHÀFLHQWHV doentes mentais e crianças) e um de vertente turística (Hotel Parque), sendo que o Parque Biológico da Serra da Lousã e o Templo EcumÊnico Universalista tambÊm estiveram abertos.

SĂĄbado, no ISCAC

História e música ajudam o Ninho dos Pequenitos No próximo såbado (dia 20), pelas 16h00, irå realizar-se uma iniciativa solidåria a favor do Ninho dos Pequenitos, a qual decorrerå no auditório do Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra (ISCAC). O evento junta o percurso da instituição que surgiu nos anos 30 (sÊc, XX), com cada dÊcada a ser recordada pelo historiador e investigador João Pinho, e a música com a actuação da Tone Music School. A entrada Ê gratuita mas Ê desejåvel o contributo com

gÊneros, que podem ser fraldas, toalhetes, creme e material didåctico O Ninho Ê um centro de acolhimento temporårio gerido pela IPSS Associação Sorriso, com instalaçþes junto à Maternidade de Bissaya Barreto, em Coimbra, que recebe e encaminha crianças dos zero aos seis anos que se encontrem numa situação de risco. .O evento solidårio conta com a colaboração da Tone Music School, Coimbra Business School, jeKnowledge e Whitesmith.


18

QUINTA-FEIRA

DE MAIO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

BOMBEIROS DE POMBAL

9

www.campeaoprovincias.pt

AniversĂĄrio foi comemorado no domingo (14)

Corpo activo festeja 105 anos com reforço de elementos e de viaturas DIANA BAPTISTA

O 105.º aniversårio da Associação Humanitåria dos Bombeiros Voluntårios de Pombal (AHBVP) foi comemorado, no domingo (14), com toda a Direcção, o Comando e, tambÊm, sócios, autarcas e representantes de entidades ligadas à Protecção Civil. As celebraçþes decorreram dentro daquilo que Ê jå tradicional nestas ocasiþes, destacando-se a homenagem aos bombeiros e directores jå falecidos, numa cerimónia religiosa presidida pelo capelão Padre Manuel Gonçalves, que teve lugar junto ao Monumento ao Bombeiro. Da parte da tarde o quartel-sede foi palco da habitual parada, assistindo, ainda, à sessão solene, que foi presidida pelo secretårio de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes. A sessão incluiu o juramento, promoçþes de estagiårios, condecoraçþes, passagens ao quadro de honra e a bênção de quatro novos veículos. A população pode, tambÊm, ter contacto com os bombeiURVDTXDQGRGRGHVÀOHGR corpo apeado e motorizado pela cidade. No domingo, as cerimónias incluíram, ainda,

Durante a celebração do aniversårio foram benzidas quatro novas viaturas

a tomada de posse do adjunto de Comando, Nuno Marto. Este foi, de resto, um aniversårio feliz para a corporação, que viu entrar 25 novos elementos acabados de fazer a recruta, aos quais se juntaram outros 22 que, recentemente, iniciaram a sua formação. Os novos voluntårios integram, assim, o corpo activo que conta jå com cerca de 150 elementos. Nesta cerimónia foram condecorados 44 elementos, com as medalhas de cinco, 10, 15, 20 e 25 anos de serviço, alÊm de um dos bombeiros ter passado para o quadro de honra devido ao limite de idade. A nível profissional, a AHBVP, abriu, recentemente, concurso para o LQJUHVVR GH SURÀVVLRQDLV

no sentido de “reforçar o horĂĄrio laboral, altura em que menos voluntĂĄrios estĂŁo disponĂ­veisâ€?, revela o comandante Paulo Albano. Assim, cinco novos elementos profissionais irĂŁo fazer parte desta Associação, aliando o trabalho de bombeiro ao de funcionĂĄrio. Aumento de voluntĂĄrios, frota e associados ĂŠ prioridade

O aumento, quer do corpo activo como da frota, tem sido uma prioridade para os Bombeiros Voluntårios que, este ano, veem a Associação ser reforçada ao nível do parque automóvel com quatro novas viaturas: dois veículos Tanque Tåctico Urbano (VITU), uma

ambulância de socorro e outra para transporte de doentes. AtĂŠ final do 2017, a Associação espera poder contar com um novo VeĂ­culo Florestal de Combate a IncĂŞndio (VFCI), que foi submetido a uma candidatura ao Portugal 2020, aprovada no inĂ­cio de Abril, e que se irĂĄ juntar a uma frota de cerca de 70 viaturas distribuĂ­das pelas trĂŞs secçþes que fazem parte dos Bombeiros VoluntĂĄrios de Pombal (Albergaria dos Doze, Louriçal, e uma na UniĂŁo de Freguesias de Guia, Ilha e Mata Mourisca). O objectivo â€œĂŠ dotar o corpo de bombeiros com mais e melhores meiosâ€?, explicou o presidente da Direcção, SĂŠrgio Gomes. “Em 2016 comprĂĄmos

quatro viaturas e este ano vamos continuar a apostar fortemente nessa vertenteâ€?, anunciando que, ainda em 2017, a Associação pretende adquirir um novo VeĂ­culo Florestal de Combate a IncĂŞndios (VFCI), o que poderĂĄ envolver um investimento de cerca de 190 000 euros. Este valor serĂĄ, no entanto, comparticipado em 80 por cento pelo Programa OperacioQDO6XVWHQWDELOLGDGHH(Ă€ciĂŞncia no Uso de Recursos (POSEUR). Para este ano, estĂĄ, ainda, planeado o investimento de cerca de 50 000 euros para a aquisição de equipamentos de protecção individual para o combate a incĂŞndios florestais e urbanos. O que se pretende ĂŠ “garantir um nĂ­vel de se-

gurança mais elevado para os bombeirosâ€?, adianta o presidente. Nesse sentido, os fundos que tĂŞm vindo a ser angariados atravĂŠs de diversas iniciativas levadas a cabo pela Associação, tĂŞm sido um contributo importante para atingir este objectivo. Com cerca de 2 500 sĂłcios, a AHBVP tem promovido vĂĄrias campanhas para chamar a atenção da população e, com isso, poder atrair mais associados, que sĂŁo fundamentais para a sobrevivĂŞncia da Associação. Ainda este mĂŞs, no dia 07, no quartel do Oeste realizou-se um “Almoço dos Amigos dos Bombeirosâ€?, com a intenção de apresentar as obras realizadas no quartel da 5.ÂŞ Companhia, bem como a angariação de fundos para a formação dos bombeiros dessa mesma Companhia. Segundo o comandante, Paulo Albano, este aniversĂĄrio representa “uma grande histĂłria, feita com os antepassados, que deixaram um trabalho bastante digno para estas geraçþesâ€?, sendo que a intenção ĂŠ sempre “melhorar e que existam voluntĂĄrios com vontade de ajudar os outrosâ€?.

PUBLICIDADE

Felicita os Bombeiros VoluntĂĄrios de Pombal pelo seu

36816

AMBIENTE FAMILIAR, CONFORTO E QUALIDADE AniversĂĄrio

Telem.: 910 944 041 e-mail: ricardomendes.lda@hotmail.com Rua do Campo, n.Âş 58 - Alcaria - 3100-829 Vila CĂŁ - Pombal

al

b de Pom ntårios lu o V s o beir os Bom rio Felicita aniverså opulação .º 5 0 1 u à p o d ta pelo se s re erviço p s lo e p e

38611

Rua Alexandre Henriques, n.Âş 12 | 3100-682 Santiago de LitĂŠm Pombal - Telef.: 236 937 000 | Telem.: 914 927 638

Felicita os Bombeiros Voluntårios de Pombal pelo seu 105.º aniversårio e pelo serviço prestado à população Rua do Barreiro, n.º 3, Alhais | 3105-053 Carriço – Pombal R Telems.: 964 179 262 / 936 880 338 | E-mail: madbiosantos@sapo.pt | www.madbiosantos.pt

38610

Compra e venda de madeiras em bruto e transformação de sobrantes em biomassa para energia

Maria CidĂĄlia de Noronha Rodrigues Mendes Felicita os Bombeiros VoluntĂĄrios de Pombal pelo seu 105.Âş aniversĂĄrio

ADUGUETE - 3100-342 POMBAL - Telem.: 236 213 128

38624

Estação de Serviço - Óleos /XEUL¿FDQWHV3QHXV0DWUtFXODV


18

EXPOSICĂ“

10

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

DE MAIO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Certame realiza-se no domingo e ĂŠ antecedido de Feira Medieval no sĂĄbado

Soure mostra os produtos das Terras de SicĂł L.S.

O queijo do Rabaçal, a que se juntam o vinho, o azeite, o mel, os licores, os enchidos e a doçaria são produtos endógenos das Terras de Sicó que podem ser apreciados na feira que irå realizar-se domingo (dia 21), em Soure, com o programa a ter, no såbado, uma evocação dos templårios. Decorrendo rotativamente entre todos os concelhos que fazem parte das Terras de Sicó, esta ano cabe a Soure receber a Exposicó, que inclui a 29.ª Feira do Queijo Rabaçal, a 19.ª Mostra de Vinhos Terras de Sicó e a 13.ª Mostra do Azeite e Mel da Serra de Sicó. São cerca de meia centena de expositores que para alÊm do produto-âncora, o queijo do Rabaçal, mostram o melhor dos

Queijo do Rabaçal, vinho, azeite e mel são alguns dos produtos em destaque

seus produtos endógenos, num certame que visa a promoção e tambÊm o seu escoamento, dadas as

grandes quantidades transaccionadas. Para o presidente da Associação de Desenvol-

vimento Terras de SicĂł, que promove a iniciativa, “a aposta ĂŠ na valorização dos produtos endĂłgenos

e olhar, igualmente, para eles numa perspectiva de alguma internacionalizaçãoâ€?. Neste sentido, Nuno Moita, dĂĄ conta de que se encontra em preparação uma parceria com a regiĂŁo da Estremadura espanhola, a qual visa permitir a presença dos produtos das Terras de SicĂł no exterior. “Em Soure jĂĄ vĂŁo estar pessoas de outros paĂ­ses, nomeadamente de Espanha, naquele que vemos como o primeiro passo para a internacionalização dos produtos, que ĂŠ um GRV GHVDĂ€RV TXH HVWDPRV a lançar e que ĂŠ importantĂ­ssimo para a regiĂŁoâ€?, sublinha Nuno Moita, que ĂŠ, tambĂŠm, o presidente da Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova. A ExposicĂł ĂŠ o elemento agregador dos seis concelhos (AlvaiĂĄzere, AnsiĂŁo, Condeixa, Pe-

nela, Pombal e Soure), numa feira que a cada mĂŞs de Maio centra as atençþes e contribui para a estratĂŠgia de desenvolvimento delineada para associação de desenvolvimento que a organiza. Este certame pontual ĂŠ apenas uma das diversas i n i c i a t iva s c o n c e l h i a s realizadas ao longo do ano para divulgação e promoção dos produtos que se afirmam na sub-regiĂŁo de SicĂł. Sobre a edição do prĂł[LPRĂ€PGHVHPDQD1XQR Moita diz ter “a expectativa de uma grande participação, como costuma ser apanĂĄgio deste certame, onde de forma natural os produtos se esgotam rapidamenteâ€?, destacando, igualmente, o programa conjunto com a Câmara de Soure, que “valoriza ainda mais a feiraâ€?.

Num territĂłrio maioritariamente rural

HĂĄ incentivos Ă s empresas e ao emprego A s Te r r a s d e S i c Ăł tambĂŠm estĂŁo abrangidas pelo Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e Emprego (SI2E), que permitirĂĄ materializar novos investimentos em

pequenas empresas e se assume como “um instrumento fortĂ­ssimo para a criação de empregoâ€?. O SI2E, que estĂĄ contractualizado com as oito comunidades intermunicipais (CIM) da regiĂŁo Centro e os 29 grupos de acção local (GAL), tem por — Pintura de Construção Civil — objectivo Isolamento TĂŠrmico, Capoto e Pladur “promover os investiE-mail: micaelm-ferreira@hotmail.com 38521

PUBLICIDADE

Micael Marques Ferreira

Por outro lado, um “sinal de vitalidade da associação e do territĂłrioâ€? ĂŠ como Nuno Moita vĂŞ a adesĂŁo Ă s medidas de apoio disponibilizadas no âmbito da programação do DLBC (Desenvolvimento Local de Base ComunitĂĄria 2020), atravĂŠs do Gabinete de Acção Local (GAL) da Terras de SicĂł. “Em relação aos diversos eixos, tivemos bem mais candidaturas que outros GALâ€?, realça o autarca, que preside

Ă AdsicĂł, sobre as 38 candidaturas em apenas trĂŞs ĂĄreas (“Pequenos Investimentos nas Exploraçþes Ag rĂ­colasâ€?, “Pequenos Investimentos na Transfor mação e Comercialização de Produtos AgrĂ­colasâ€? e “Diversificação de Actividades na Exploração AgrĂ­colaâ€?), das seis de apoio de fundos comunitĂĄrios ao mundo rural, cujos projectos entregues ascendem a um investimento total de dois milhĂľes e meio de euros.

Nuno Moita preside Ă AdsicĂł

Rua da Abrunhosa, 13 - Silveirinha Grande 3105-065 Carriço | Fax: 233 959 988 Tlm.: 968 049 059 - Tlf.: 233 950 187 www.altrans.pt | altrans@sapo.pt

ARTE DO NATURAL MĂĄrmores e Granitos Zona Industrial de Condeixa, Lote 8 - 3150-194 Condeixa-a-Nova - Telef./Fax: 239 948 484 - e-mail: artedonatural@sapo.pt

Centro Comercial Artesanato, Lj. 1 e 2 Mercado Municipal 3230-248 Penela Telef.: 239 561 156 - Telem.: 961 447 268

de: Fernanda Maria Gonçalves Martins e Virgílio de Jesus Leitão

38536

Telef./Fax: 239 561 128 Rua da MisericĂłrdia, 31 - 3230 PENELA

38506

Carnes Verdes Carnes Fumadas Enchidos Queijos

Mà RMORES E OUTRAS ROCHAS PARA: Construção Civil | Cantarias Revestimentos e Pavimentos Casas de Banho | Lareiras

Especialidade: Cabrito Assado!

ALMOÇOS JANTARES BANQUETES SERVIMOS BAPTIZADOS

Telef.: 239 569 196 - CAMARINHA - 3230 PENELA

38340

38538

PUBLICIDADE

38439

PedrĂłgĂŁo do Pranto - Vinha da Rainha - Tlm. 926 880 103

mentos de criação, expansĂŁo ou modernização de micro e pequenas empresas, assumindo o combate ao desemprego como prioridadeâ€?. Este sistema de incentivos ĂŠ considerado “mais adequado para promover o investimento das empresas de menor dimensĂŁo, estimular o surgimento de pequenos negĂłcios e a concretização de oportunidades de criação de valor ancoradas nos recursos e activos endĂłgenosâ€?.


18

QUINTA-FEIRA

EXPOSICĂ“

DE MAIO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

11

www.campeaoprovincias.pt

0XQLFtSLRDWUDLDQWHFLSDGDPHQWHYLVLWDQWHVGDIHLUDGHSURGXWRVHQGyJHQRV

6RXUHDĂ€UPDVHFRPRYLODKLVWyULFD

Potenciando a realização da ExposicĂł, no prĂłximo domingo, a Câmara Municipal de Soure organizou um programa de animação no sĂĄbado, que integra a recriação histĂłria da ĂŠpoca medieval, nomeadamente com os templĂĄrios que habitaram a vila. “Aproveitamos a dinâmica e a mobilização da ExposicĂł para a realização de actividades que acrescentem animação ao Ă€PGHVHPDQDGRFHUWDPH H VLJD D HVWUDWpJLD GH DĂ€Umação do concelhoâ€?, refere o presidente da Câmara de Soure. Segundo MĂĄrio Jorge Nunes, para que a ExposicĂł nĂŁo se limitasse ao dia de domingo decidiram introduzir e acrescentar RXWUDVYDOrQFLDVQXPDDĂ€Umação de Soure como vila templĂĄria, como uma feira PHGLHYDOGHVĂ€OHGHFDYDORV animação de templĂĄrios e um espectĂĄculo musical com a banda Ă€TOA. Depois Soure ter assinalado, em 2016, atravĂŠs de uma recriação histĂłrica,

os 888 anos da doação do castelo local Ă Ordem do Templo, este ano o contexto serĂĄ diferente, dando mais enfoque Ă  vertente da animação. Num fim-de-semana em que “todos os caminhos vĂŁo dar a Soure e que as Terras de SicĂł tĂŞm uma demostração da sua forçaâ€?, MĂĄrio Jorge Nunes espera receber no seu concelho milhares de visitantes para “continuar a dar vitalidade ao mundo rural dos seis municĂ­piosâ€? que integram a sub-regiĂŁo. Atendendo ao sistema de rotatividade da feira, passaram meia dĂşzia de anos desde a Ăşltima realização no concelho, mas ela ainda estĂĄ na memĂłria. “Foi em TapĂŠus e foi uma grande feira. É recordada como uma das com mais visitantes Ă  ĂŠpoca e, seis anos depois, espero que seja de novo um grande evento, Ă  semelhança do que tem sido nos Ăşltimos anos noutros concelhosâ€?, realça o autarca. A ExposicĂł ĂŠ organi-

zada pela Associação de Desenvolvimento Terra de SicĂł, com o apoio do MunicĂ­pio de Soure, Turismo Centro de Portugal e CrĂŠdito AgrĂ­cola. A Terras de SicĂł - Associação de Desenvolvimento foi criada em 1995 e inclui os municĂ­pios de Soure, Condeixa-a-Nova, Penela, AnsiĂŁo, AlvaiĂĄzere e Pombal. Recorde-se que, recentemente, o presidente da associação Terras de SicĂł, Nuno Moita, defendeu a existĂŞncia de apoios comuQLWiULRV HVSHFtĂ€FRV SDUD R eixo da romanização, que envolve os seis municĂ­pios daquele territĂłrio. “Estamos a falar do territĂłrio do paĂ­s que mais e maiores vestĂ­gios tem da presença romana em Portugal, portanto, fazia todo o sentido a valorização deste produto Ăşnicoâ€?, sublinhou Nuno Moita, explicando que, no âmbito do Portugal 2020, a ComissĂŁo de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) chumbou a

Soure jĂĄ assinalou 888 anos da entrega do castelo aos TemplĂĄrios

Mårio Jorge Nunes, presidente da Câmara de Soure

criação de um Programa de Valorização de Recursos Endógenos (PROVERE), que existiu entre 2009 e 2013, no anterior quadro comunitårio.

Segundo Nuno Moita, que transmitiu a posição dos outros municĂ­pios, “nĂŁo faz sentido deixar de fora um produto como a romanização, que ĂŠ Ăşnico e

HVSHFtĂ€FRHWHPFDSDFLGDGH de alavancar a regiĂŁoâ€?. O presidente da associação Terras de SicĂł entende que o programa de apoio â€œĂŠ importantĂ­ssimo para a regiĂŁoâ€? e apelou Ă s entidades competentes, para que “reparem uma injustiça que deve ser reparadaâ€?. Caso a pretensĂŁo nĂŁo seja aceite, Nuno Moita disse que o “plano Bâ€? passa por obter financiamento atravĂŠs de uma medida destinada a produtos turĂ­sticos. De acordo com o dirigente, o PROVERE para a o eixo da romanização, que vigorou entre 2009 e 2013, permitiu um investimento privado de 13 milhĂľes de euros com cinco milhĂľes GH Ă€QDQFLDPHQWR S~EOLFR e a criação de 65 postos de trabalho.

Programa

InĂ­cio com templĂĄrios HĂ€QDOFRPIROFORUH

Soure começa a receber a Exposicó, no såbado, com um programa que decorrerå a partir das 15h00, no Espaço 1111, onde se realizarå uma feira medieval que inclui acampamentos templårio e FLYLO XP GHVÀOH WHPSOiULR H EDQFDV GH artesanato. Para as 22h00 estå marcado um espectåculo com a banda portuguesa É72$ TXH VH DÀUPRX QR SDQRUDPD musical depois de ter começado à toa entre quatro jovens de Évora. A Exposicó 2017 terå lugar no domingo, a partir das 08h00, e integra a 29.ª Feira do Queijo Rabaçal, a 19.ª Mostra de Vinhos Terras de Sicó e a 13.ª Mostra do Azeite e Mel da Serra de Sicó. Pelas 10h00 terå início a cerimónia do

Capítulo da Confraria do Queijo Rabaçal, a que se segue, meia hora depois, a sessão RÀFLDOGHDEHUWXUDGDIHLUDHDYLVLWDDR certame pelas entidades convidadas. A tarde de domingo, a partir das 16h30, serå dedicada à 29.ª edição do Festival de Folclore da Serra de Sicó, com a participação dos seguintes grupos: Rancho Folclórico da Freguesia de Pussos (Alvaiåzere), Rancho de 3RXVDà RUHV $QVLmR *UXSR)ROFOyULFR H (WQRJUiÀFR GH %HOLGH &RQGHL[DD-Nova), Rancho Folclórico do Centro Social Polivalente do Rabaçal (Penela), Rancho do Centro Sócio-Cultural, Recreativo e Folclórico da Charneca (Pombal) e Rancho Folclórico da Santa Casa da Misericórdia de Soure.

38430

PUBLICIDADE

&RPWpFQLFRRÂżFLDOGHFRQWDV

38535

Casal da Rola 3105-155 Louriçal Pombal Telem.: 919 693 397 construcoessrf@gmail.com

GABINETE CONTABILĂ?STICO DE CONDEIXA, LDA.

38345

Telem.: 962 933 243 - GUIA - POMBAL - Email: nunocinzento@gmail.com

38432

REPARAÇÕES DE Mà QUINAS INDUSTRIAIS

CONTABILIDADE E SERVIÇOS

Urbanização Quinta Nova, Lote 17, Loja Dta. 3150-195 Condeixa-a-Nova Telef./Fax: 239 941 191 - Telem.: 933 307 615 Telem.: 936 403 817 - Email: crato-lda@sapo.pt


12

18

BOMBEIROS DA FREIXIANDA

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

DE MAIO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

AniversĂĄrio comemora-se a 19 e 28 de Maio

Voluntårios celebram 32 anos ao serviço da população A 6.ª Secção dos Bombeiros Voluntårios de OurÊm, a de Freixianda, vai comemorar o seu 32.º aniversårio, a 19 e 28 de Maio. Fundada a 19 de Maio de 1985, esta Secção Ê, hoje, uma das mais importantes no concelho de OurÊm. Apesar de ter começado com apenas 22 elementos, a Secção da Freixianda conta, agora, com 34 voluntårios e cinco viaturas. Em recruta estão outros nove potenciais bombeiros, que num futuro próximo poderão juntar-se a este corpo activo. Os bombeiros da Freixianda têm como prioridade o auxílio de primeira intervenção à União de Freguesias de Freixianda, Ribeira do Fårrio e Formigais e à União de Freguesias de Rio de Couros e Casal dos Bernardos, na zona mais a Este do concelho de OurÊm, do

qual distam entre 20 a 30 quilĂłmetros. Ao nĂ­vel dos serviços, o corpo activo da Freixianda apenas acorre a situaçþes de primeira intervenção, jĂĄ que em ocorrĂŞncias mais complicadas conta com o apoio das corporaçþes vizinhas e, atĂŠ, da prĂłpria corporação dos Bombeiros VoluntĂĄrios de OurĂŠm. Para responder Ă s solicitaçþes, o corpo activo dispĂľe de duas ambulâncias, um veĂ­culo multi-funçþes e duas viaturas de combate a incĂŞndios. As obras de remodelação no quartel e a aquisição de um novo carro de combate a incĂŞndio continuam a ser as principais prioridades da Secção, que depende da “casa-mĂŁeâ€?, os Bombeiros VoluntĂĄrios de OurĂŠm. Apesar de, no caso das obras no quartel, o projecto

A Liga de Amigos promove diversas iniciativas, ao longo de todo o ano, a favor da Secção da Freixianda

jĂĄ estar aprovado, alguns problemas estĂŁo a atrasar a intervenção, orçada em cerca de 100 000 euros, e TXHVHUiĂ€QDQFLDGDQDWRWDlidade pela autarquia. JĂĄ em relação Ă aquisição da nova viatura, o corpo activo viu a candidatura aos fundos europeus ser aprovada, contudo, ainda nĂŁo hĂĄ certezas de quando entrarĂĄ ao serviço, servindo para substituir um outro veĂ­culo, com 34 anos. A Secção, que continua a ter o apoio da Confederação das Colectividades de Recreio e Cultura, pretende, agora, começar a apostar na vertente social, promovendo, nos dias de PDLRUDĂ XrQFLDDRPHUFDGR (em Agosto e Dezembro) rastreios Ă  população, uma forma de captar a atenção dos cidadĂŁos “para que saibam que os bombeiros estĂŁo cĂĄ para os ajudarâ€?, adianta Jorge Santos, presidente da Liga dos Amigos da Secção dos Bombeiros da Freixianda. O aniversĂĄrio serĂĄ, uma vez mais, comemorado com as entidades parcerias e com a população que servem, dividindo as festividades por dois dias. JĂĄ amanhĂŁ (19), realiza-se o jantar comemorativo para os convidados, pelas 20h00. No domingo (28), terĂĄ lugar a missa solene, Ă s 09h30, e, a partir das KWHPLQtFLRRGHVĂ€OH do corpo activo da Secção pelas ruas da localidade,

A 6.ª Secção destacada dos Bombeiros Voluntårios de OurÊm conta com 34 elementos e cinco viaturas

acompanhado pela Fanfarra dos Bombeiros VoluntĂĄrios de OurĂŠm. Dinamismo ĂŠ a palavra de ordem

A Secção de Freixianda caracteriza-se pelo intenso dinamismo e proximidade que mantĂŠm com a população. SĂŁo diversas as iniciativas que, de tempos a tempos, animam a localidade e colocam os “holofotesâ€? sobre os bombeiros voluntĂĄrios e as suas necessidades. A actividades sĂŁo promovidas pela Liga dos Amigos da Secção dos Bombeiros da Freixianda, fundada em 2005 e que “gere toda a logĂ­stica da secção e do quartel, bem como ajuda a ‘casa-mĂŁe’ na aquisição de viaturas ou em outras iniciativasâ€?, esclarece Jorge Santos.

Entre os eventos promovidos, mais recentemente, encontra-se a decorrer uma campanha para angariação de sĂłcios com benefĂ­cios exclusivos para quem se queira juntar Ă â€œfamĂ­liaâ€? dos voluntĂĄrios da Freixianda. Iniciativas que tĂŞm dado frutos, jĂĄ que a Secção tem crescido em nĂşmero de associados, contando, actualmente, com 300 sĂłcios (alguns deles emigrantes). A Secção estabeleceu vĂĄrias parcerias, no sentido de cativar a atenção da população e dar-lhes algumas vantagens por serem associados dos Bombeiros, destacando-se as empresas Alves Bandeira; Centro de Nutrição e Bem-Estar de Caxarias; CondĂłptica; Aliança MĂŠdica; bem como o ginĂĄsio Vila Fit e a CliniFĂĄtima. Os associados terĂŁo apenas de pagar 12 euros

SRUDQRGHTXRWDHĂ€FDP habilitados ao sorteio mensal para novos sĂłcios, que se traduzem em senhas de combustĂ­vel de 10 ou 25 euros. Para alĂŠm disto, ao longo de todo o ano a Secção vai promovendo diversos eventos, como no Natal, em que colocaram Ă venda um calendĂĄrio solidĂĄrio, cujas receitas reverteram para a Secção. Mais recentemente organizaram um torneio de 24 horas de futsal, uma iniciativa que ĂŠ jĂĄ “uma referĂŞncia na regiĂŁoâ€?, que contou com a presença de cerca de 200 atletas, e ao qual “o pĂşblico aderiu mais uma vez em massa, fazendo deste jĂĄ um evento tradicional na PĂĄscoa, em Freixianda, ajudando o comĂŠrcio local nestes dias. A animação foi muita sendo assegurada com vĂĄrios DJ´sâ€?, esclareceu a organização.

PUBLICIDADE

Ă“MEGAS, C, SIGMA, CHAPA PERFILADA, CORTE

MORADA: PARQUE IND. VALE

DE

E

QUINAGEM, PAINEL SANDWICH

AVELEIRA, LT. 6 - 3250-394 CABAÇOS - ALVAIà ZERE - TLF. 236 027 491

&RQVWUXomRH5HFXSHUDomRGH3LVFLQDV_(TXLSDPHQWRVHDÂżQV_,PSHUPHDELOL]Do}HV $66,67Ç1&,$7e&1,&$ 5XD9DOH&DSLWmR$EDGHV)UHL[LDQGD2XUpP VZLPPLQJSRROYDO#JPDLOFRP7HOHP7HOHI)D[



Felicita os Bombeiros VoluntĂĄrios de Freixianda pelo seu AniversĂĄrio

82621

DE PRODUTOS METĂ LICOS

JOSÉ LU�S BICHO &RQVWUXo}HV0HWiOLFDV

‡6(55$/+$5,$&,9,/‡)(552)25-$'2 ‡$8720$7,6026

Felicita os Bombeiros VoluntĂĄrios de Freixianda pelo seu AniversĂĄrio

)HUQDQGR%LFKR7OP_-RVp%LFKR7OP5XD'U3LQWRQ¾)UHL[LDQGD2XUpP3RUWXJDO)D[7HOHI(PDLOVHUUDOKDULDMOE#JPDLOFRP

38617

INDĂšSTRIA

38622

Felicita os Bombeiros VoluntĂĄrios de Freixianda pelo seu AniversĂĄrio


18

QUINTA-FEIRA

ACTUALIDADE

DE MAIO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

www.campeaoprovincias.pt

Crime de Montes Claros

Músico e mÊdicas no tribunal de júri para julgar Ana Saltão Um músico, uma mÊdica obstetra, uma veterinåria e um assistente social são os jurados (efectivos) seleccionados para o tribunal de júri que irå voltar a julgar, em Coimbra, uma inspectora da Polícia Judiciåria. Trata-se, respectivamente, de Gustavo Fogeiro, Maria do CÊu Almeida, Raquel Macedo e Pedro Ribeiro. A arguida, Ana Saltão, estå acusada de ter matado, com mais de uma dezena de tiros, a avó materna do marido, a ex-empresåria Filomena Gonçalves, octogenåria, que residia em Montes Claros. O tribunal de júri Ê composto por três magistrados judiciais (juízes de carreira) e quatro cidadãos. Para acautelar qualquer eventual impedimento dos jurados, foram seleccionados quatro suplentes: um cozinheiro (Filipe Pessoa), um engenheiro informåtico (Ricardo Peres), uma domÊstica (Carmen Lopes) e

uma mulher desempregada (Ana Luísa). Todos eles terão de estar presentes nas sessþes jå agendadas do julgamento da hipotÊtica autora do homicídio ocorrido, hå quatro anos e meio, em Montes Claros. A selecção dos jurados esteve a cargo do juiz António Miguel Veiga, da magistrada do MinistÊrio Público (MP) Ângela Bronze, dos advogados Mónica Quintela e Rui da Silva Leal (defensores da arguida) e da advogada Patrícia Martins UHSUHVHQWDQWHGHXPÀOKR da vítima). O novo julgamento de Ana Saltão tem início marcado para 22 de Maio.

a arguida depois dela ela haver sido absolvida, em primeira instância, por tribunal de júri. De um anterior recurso, dirigido pelo MP ao Tribunal da Relação (segunda instância), resultara condenação, que não transitou em julgado, e, ao abrigo de uma decisão do STJ, veio a ser ordenada a repetição da audiência de julgamento. No STJ, alÊm da defesa, uma magistrada do MP, Graça Marques, pôs em xeque os fundamentos da decisão condenatória (que veio a ser cancelada) proferida pelo tribunal de segunda instância. Como noticiou o nosso Jornal, em Dezembro de 2013, um perito chamado a pronunciar-se pôs a hipótese de a vítima ter sido atingida por 15 projÊcteis, embora o relatório da autópsia ao cadåver de Filomena Gonçalves aluda a 14 orifícios de balas. A PJ só a 22 de Novembro de 2012 (dia seguinte ao do homicídio) pediu

ao MP a abertura de um inquÊrito do foro criminal ao furto de uma arma conÀDGD j LQVSHFWRUD /LOLDQD Vasconcelos, da Directoria do Norte. Contudo, uma pistola Glock poderå ter desaparecido a 09 de Outubro [de 2012], mês e meio antes do assassinato de Filomena Gonçalves. A PJ, que viu a sua investigação ao homicídio ser considerada dÊbil por parte de uma antiga procuradora do Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Coimbra (MP), agiu no pressuposto de o assassínio haver sido cometido com a arma atribuída a Liliana Vasconcelos. AlÊm da falta do paradeiro da arma usada, da escassa explicitação acerca do móbil do crime e da diÀFXOGDGHGHVLWXDUDDUJXLGD HP &RLPEUD j SURYiYHO hora do homicídio, a Polícia Judiciåria enfrentou outras GLÀFXOGDGHVSDUDKDELOLWDUR MP a deduzir uma acusação consistente.

Coimbra, Leiria, Pombal e FĂĄtima tinham quartos por vender

Visita do Papa nĂŁo esgotou hotelaria em Coimbra

O SantuĂĄrio de FĂĄtima acolheu perto de um milhĂŁo de peregrinos na sexta-feira e sĂĄbado

e 13 de Maio, em Coimbra, tem tido a ocupação a 100 por Contrariando a ideia centoâ€?, realçou, destacando de que os hotĂŠis da regiĂŁo que, este ano, esses dias sĂŁo Centro estariam lotados du- DXPĂ€PGHVHPDQDRTXH rante a visita do Papa, uma ajudaria nas reservas. rĂĄpida pesquisa na Internet OpiniĂŁo semelhante tinha permitiu perceber que a Pedro Costa, director do homaioria das unidades hote- tel Bragança, na “Baixaâ€? de leiras em Coimbra tinham Coimbra, que admitiu o cancequartos vagos no passado lamento de algumas reservas. DĂŠbil acusação Ă€PGHVHPDQD “NĂŁo notĂĄmos muita diNo website de reservas ferença nestes dias, atĂŠ porque ApĂłs recurso interposonline, “booking.com,â€? fo- WHPRVJUXSRVĂ€[RVGHSHUHJULto pela defesa, o Supremo ram muitos os hotĂŠis e outras QRVÂľDĂ€UPRX´&RPDYLVLWD Tribunal de Justiça (STJ) unidades de alojamento com do Papa, ou nĂŁo, estes dias jĂĄ decidiu fazer baixar os quartos ainda por adquirir. sĂŁo garantidosâ€?; contudo e autos, sustentando-se nos “Nos Ăşltimos dias tive- apesar “de ter aumentado um vĂ­cios da decisĂŁo tomada mos muitos cancelamentosâ€?, pouco a procuraâ€?, as notĂ­cias pelo Tribunal da Relação foi desta forma que JosĂŠ Ma- de que davam conta de que de Coimbra, que puniu deira, director do hotel Oslo os hotĂŠis estavam cheios “nĂŁo e presidente da Delegação FRUUHVSRQGHP j YHUGDGH p do Centro da Associação da algo perfeitamente comum PolitĂŠcnico de Coimbra Hotelaria, Restauração e Simi- para esta altura de Maioâ€?, lares de Portugal (AHRESP), realçou. explicou os quartos vagos que Para Pedro Costa, a ida do ainda tinha na sua unidade Papa a FĂĄtima valeu nĂŁo pela hoteleira. ocupação (o Bragança ainda tiO alarmismo dos Ăşltimos nha quartos livres para aqueles tempos em torno da visita dois dias), mas pela facturação, por ele, enquanto Conde do Papa e dos preços exorbi- porque “os preços estĂŁo mais obteve mais quatro votos. tantes que se praticaram nos altos e os quartos foram bem hotĂŠis da regiĂŁo Centro e, em vendidosâ€?, dizendo que o seu Prioridades particular, em FĂĄtima, nĂŁo se hotel estava com 70 por cento UHĂ HFWLUDPQXPDRFXSDomRGH da lotação. O presidente elei- 100 por cento. No “booking.comâ€?, fato do Instituto PolitĂŠc“Quer hoje como amanhĂŁ zendo uma pesquisa para nico de Coimbra disse [sexta-feira e sĂĄbado], vĂĄrios Coimbra, para a noite de sextaaoâ€?CampeĂŁoâ€? que vai hotĂŠis em Coimbra, Leiria, -feira, de um quarto duplo, FRQIHULU SULRULGDGH j HOD- Pombal e FĂĄtima tĂŞm quartos concluiu-se que a hotelaria da boração de um “plano por venderâ€?, assegurou o cidade estava a 54 por cento, estratĂŠgicoâ€?. empresĂĄrio, que diz ter con- com a grande maioria dos hoJorge Conde espera tactado, ainda na sexta-feira tĂŠis, residenciais e alojamento possuir aquele instrumento (12), com algumas unidades local a terem quartos/apartano horizonte de 100 dias, destes locais. No seu entender mentos disponĂ­veis. SRVWHULRUjVXDLQYHVWLGXUD , “criaram-se notĂ­cias a mais Em FĂĄtima, a pesquisa Jorge Conde inverteu o desfecho da primeira no cargo. sobre a hotelaria durante a revelou que as unidades volta do acto eleitoral A reorganização da visita do Papaâ€?. hoteleiras estavam a 83 por capacidade formativa do “Sentimos uma grande cento da sua lotação total; tituto Superior de Enge- ESE. Neste contexto (hi- Instituto, “em diĂĄlogoâ€? procura hĂĄ uns cinco ou seis porĂŠm, tambĂŠm neste caso nharia de Coimbra) e dois potĂŠtico), Jorge Conde com autarcas e com outras meses, mas depois os clientes existiam vĂĄrios locais com a Carlos Veiga (Escola amealhou quatro dos cinco forças vivas da sociedade, foram cancelando ou alteran- quartos para vender, emSuperior de Tecnologia YRWRVFRQĂ€DGRVD%DUERVD ĂŠ outra das prioridades do do as reservasâ€?, explicou JosĂŠ bora os preços subissem sucessor de Rui Antunes, Madeira, admitindo que “os consideravelmente. e GestĂŁo de Oliveira do e a Veiga. O “booking.comâ€? ĂŠ uma Hospital). Se JoĂŁo Moura nĂŁo tendo presentes as necessi- preços estavam um pouco pĂĄgina de reservas de aloNa hipĂłtese de, a 05 tiver tido preferĂŞncia por dades da comunidade. altos para a ĂŠpocaâ€?. Contudo, jamento, contudo, nĂŁo dede Maio, JoĂŁo Moura haver Mendes, o presidente da Interpelado sobre o a nĂ­vel geral “as pessoas foram monstra a real capacidade dos preferido Rui Mendes, a ESE deixou de contar com desfecho do acto eleitoral, iludidas e acabaram por nĂŁo hotĂŠis, que apenas colocam abstenção do autarca ex- o apoio de um dos 17 Jorge Conde indicou nunca reservarâ€?, atĂŠ porque esta situXPD SDUWH GD VXD ORWDomR j plica a redução do nĂşmero membros do CG que, na ter descartado a “probabili- ação nĂŁo ĂŠ normal nesta altura venda neste website. de votos do timoneiro da primeira volta, optaram dade de triunfarâ€?. em que “todos os anos, o 12

Conde triunfa à tangente e sucede a Rui Antunes Jorge Conde foi eleito, sexta-feira (12), para presidir ao Instituto PolitÊcnico de Coimbra (IPC). O timoneiro da Escola Superior de Tecnologia da Saúde (ESTeS) obteve 17 votos de membros do Conselho Geral do IPC e o seu homólogo da Escola Superior de Educação (ESE), Rui Mendes, averbou 16, havendo sido escrutinado um nulo. O universo de membros do sobredito Conselho Geral (CG) corresponde a 35 eleitores, mas só houve 34 a exercer o direito de voto na medida em que João Moura (presidente da Câmara Municipal de Cantanhede) se encontra va ausente no estrangeiro. Curiosamente, o presidente da ESE obteve menos um voto do que aqueles que alcançara na primeira volta do sufrågio, ocasião em que couberam três a Jorge Barbosa (Ins-

13

D.B.


14

18

ACTUALIDADE

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

Feira Anual decorre entre 16 e 22 de Junho

Diogo Piçarra, Amor Electro e Ana Moura animam S. JoĂŁo na LousĂŁ A Câmara Municipal da LousĂŁ apresentou o programa da Feira Anual de SĂŁo JoĂŁo, que irĂĄ decorrer entre 16 e 22 de Junho. AlĂŠm das tradicionais marchas populares, o evento tem como destaques musicais os artistas portugueses Diogo Piçarra, Amor Electro e Ana Moura. 1DDSUHVHQWDomRRĂ€FLDO da Feira, LuĂ­s Antunes, presidente da autarquia lousanense, destacou este que ĂŠ “um dos melhores evento da LousĂŁ e da regiĂŁoâ€?, que mostra a sua “dinâmica econĂłmicaâ€? e serve como “momento de DĂ€UPDomR GR FRQFHOKR HP diferentes domĂ­niosâ€?. O ĂŠdil realçou “as tradiçþes e a cultura popular, a expressĂŁo empresarial das empresas lousanenses e o movimento de convĂ­vio e interacção entre todos os lousanenses, proporcionado pela Feira Anualâ€?. O certame, que tem uma componente tradicional bastante forte, decorre no centro da vila durante pouco mais de uma semana e promete animar os dias e as noites da população. 2LPSUHVFLQGtYHOGHVĂ€OH das marchas sanjoaninas pelas ruas da LousĂŁ, os arraiais populares, os eventos desportivos, exposiçþes, a

Luís Antunes apresentou o programa oficial da Feira Anual de S. João na presença dos membros da banda Amor Electro

gala do feriado municipal, a mostra comercial e industrial, a feira popular e, claro, os espectåculos musicais são as atracçþes desta festa que jå ultrapassou as fronteiras do concelho. Do programa destaque para uma exposição colectiva sobre a Lousã, no Museu (WQRJUiÀFR GH 'U /RX]m Henriques, com inauguração marcada para dia 17 de Junho. Na vertente desportiva, salienta-se a XVII Descida Nocturna da Serra da Lousã, tambÊm dia 17, das 19h00 jVKHR/RX]DQ7UDLO no dia 18. A 22 de Junho serå inaugurada a Mostra Comercial e Industrial, que irå contar com a participação de 60 expositores, na sua grande maioria do concelho, no Parque Municipal de Exposiçþes. Este certame mantÊm-

-se aberto ao pĂşblico, com entrada gratuita, atĂŠ dia 25 (domingo). Um dos pontos altos acontece na noite de 23 de Junho (sexta-feira), a partir das 21h15, com o desfile das marchas sanjoaninas, a “alma da festa de S. JoĂŁoâ€?, como apelidou o autarca lousanense. No total serĂŁo nove grupos, cerca de 500 marchantes, que vĂŁo passar pelas principais ruas do concelho. Outra das grandes atracçþes deste certame ĂŠ a feira popular, que irĂĄ atrair miĂşdos e graĂşdos aos mais de 70 carrossĂŠis e “barraquinhasâ€?, e que irĂĄ decorrer de 21 a 25 de Junho. A nĂ­vel musical, os destaques vĂŁo para os cabeças GHFDUWD]GHVWHDQRRVSRUtugueses: Diogo Piçarra (dia 22 de Junho); Amor Electro

(dia 24) e Ana Moura (a 25). Os concertos dos artistas nacionais sĂŁo precedidos com actuaçþes de grupos e cantores do concelho. Destaca-se, ainda, o esSHFWiFXOR GH IDGR FUX]DGR com o grupo “Fado ao Centroâ€?, na noite de 21 de Junho. Quanto Ă programação da edição de 2017, LuĂ­s Antunes referiu a “aposta da autarquia na boa mĂşsica portuguesa, de qualidade, com a integração de artisWDV ORXVDQHQVHV QR FDUWD] dando evidĂŞncia Ă  qualidade DUWtVWLFDGDP~VLFDTXHVHID] na LousĂŁâ€?. O orçamento deste ano estĂĄ “em linha com as ediçþes anterioresâ€?, situando-se nos 95 000 euros, esperando a autarquia em arrecadar de receitas cerca de 30 000 euros, e que este seja “o melhor SĂŁo JoĂŁo de sempreâ€?.

Coro e grupo de fados actuaram no Dia da Europa

Alma de Coimbra (en)cantou no Chile O Alma de Coimbra - coro e grupo de fados deslocou-se a Santiago do Chile de 05 a 11 deste mês, no seguimento do seu trabalho de promoção da música portuguesa e lusófona, com o patrocínio da embaixada de Portugal naquele país e a convite da delegação da União Europeia. Para alÊm de uma noite de fados de Coimbra na residência do embaixador de Portugal no Chile, António Cotrim, e de dois concertos - um no auditório da Fundação Cultural Providência e outro na Universidade de Santiago - o momento mais importante desta digressão foi a participação do Alma de Coimbra nas comemoraçþes do Dia da Europa. O coro e o grupo de fados actuaram no Centro Cultural de Santiago, tendo interpretado o hino do Chile, a canção Gracias a la vida,

gravados (Alma e Alma 2), o Alma de Coimbra junta, agora, o Chile ao seu curriculum MiPXLWRVLJQLÀFDWLYR Sob a direcção de Augusto Mesquita, tendo Luís $UHGHDRSLDQR'DQLHO7Dpadinhas no trompete e percussþes, Avelino Correia no violino e Luísa Mesquita no contrabaixo, o coro interpreAlma de Coimbra cativou a capital do Chile ta exclusivamente arranjos do seu maestro, todos de da chilena Violeta Parra, e residentes que aproveitaram música portuguesa. o tema Amålia, com har- o ensejo para matar saudaIntegram o coro - de PRQL]DomR GR VHX PDHVWUR des da música portuguesa�, YR]HVPDVFXOLQDVFHUFDGH Augusto Mesquita. refere o coro. 40 elementos, residentes em ´7RGDV HVWDV SDUWLFLSDCom 11 anos de intensa diversos pontos do país, ançþes do Alma de Coimbra actividade em centenas de tigos estudantes da academia constituíram verdadeiros concertos por todo o país de Coimbra. êxitos muito apreciados e e pelo estrangeiro (Macau e Nesta deslocação ao aplaudidos, não só pelos +RQJ.RQJ7LPRU/HVWHH Chile o grupo de fados foi muitos membros das dele- IndonÊsia/Bali, �ndia, Esta- integrado pelos instrumengaçþes das vårias embaixadas dos Unidos da AmÊrica, Itå- tistas Pedro Lopes à viola, da União Europeia e da lia, à ustria, Republica Checa, António JosÊ Moreira e Richefe da delegação e em- 7XQtVLD%pOJLFD&DER9HUGH cardo Dias na guitarra de baixadora da GrÊcia, Stella (VSDQKD6mR7RPpH3UtQFL- Coimbra e pelos cantores Zervoudaki, mas tambÊm pe, Etiópia e Polónia) e com Paulo Amador e Manuel por muitos portugueses ali GRLVWUDEDOKRVGLVFRJUiÀFRV 6REUDO7RUUHV

DE MAIO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

TertĂşlia “CampeĂŁoâ€? e RĂĄdio Regional

Coimbra forte ou fraca no centro do debate

O papel de Coimbra na regiĂŁo Centro e no paĂ­s vai VHURWHPDGHXPDMDQWDUWHUW~OLDTXHVHLUiUHDOL]DUDPDnhĂŁ (sexta-feira), a partir das 19h30, no Hotel D. LuĂ­s, FRPDSUHVHQoDGHTXDWURGH]HQDVGHSHUVRQDOLGDGHV de vĂĄrios quadrantes polĂ­ticos e sectores de actividade. A iniciativa, promovida pelo “CampeĂŁo das ProvĂ­nciasâ€? e pela RĂĄdio Regional do Centro (96.2 FM), parte GDFRQVWDWDomRGDSHUGDGHLQĂ XrQFLDHLPSRUWkQFLDGH Coimbra ao longo das Ăşltimas dĂŠcadas, com a anĂĄlise a ser ampla e nĂŁo a visar circunstâncias pontuais, como o aproximar das eleiçþes autĂĄrquicas. Esta iniciativa decorre, igualmente, do tema abordado na recente edição de aniversĂĄrio do “CampeĂŁoâ€?, onde se procurou saber, na opiniĂŁo de mais de uma GH]HQDGHSHUVRQDOLGDGHVRTXHGHYH&RLPEUDID]HU SDUD QmR GHĂ€QKDU HQWUH RV DUFRV PHWURSROLWDQRV GH Lisboa e do Porto. Recorde-se que, recentemente, foi publicado o estudo “Portugal no Centroâ€?, da Fundação Calouste Gulbenkian, que redesenha um mapa do paĂ­s com os traços da economia e do desenvolvimento. O Centro do paĂ­s parece estar condenado a um papel secundĂĄrio no mapa dos recursos, mas o estudo, apesar de reconhecer os dilemas de uma regiĂŁo entalada entre os dois principais pĂłlos, atribuĂ­-lhe importância: ´7UDYDDELSRODUL]DomRHWRUQDRSDtVPDLVDUWLFXODGR e sustentadoâ€?. RegiĂŁo entalada entre os principais pĂłlos metropolitanos (Lisboa e Porto), o Centro acaba por ter a função de unir e dar coesĂŁo ao paĂ­s, quer atravĂŠs do eixo Aveiro-Leiria, tendo Coimbra como ponto essencial, quer a ligar a faixa atlântica atĂŠ Ă fronteira, com Viseu e a Guarda.

Montemor-o-Velho

EDP com novo PT em Lavariz A EDP Distribuição anunciou que colocou em serviço um novo posto de transformação na localiGDGHGH/DYDUL] (1  freguesia de Carapinheira, concelho de Montemor-o-Velho. Segundo a empresa, o novo equipamento, do tipo .,2%(7HUHSUHVHQWDQGR um investimento na ordem dos 15 000 euros, veio substituir, em resultado de algumas limitaçþes detec-

WDGDVRDQWHULRU37'SHUmitindo “oferecer melhores condiçþes de resposta a todas as solicitaçþes dos clientes abastecidos por esta instalaçãoâ€?. “A instalação deste novo equipamento ĂŠ mais um significativo contributo para o cimentar da excelĂŞncia no serviço prestado a toda a população do concelho de Montemor-o-Velhoâ€?, refere a EDP Distribuição.

De 28 de Junho a 02 de Julho

Tåbua anima-se com a Facit A 9.ª edição da Feira Agrícola, Comercial e InGXVWULWDO GH 7iEXD RQWHP DSUHVHQWDGDYDLUHDOL]DUVH de 28 de Junho a 02 de Julho, no Pavilhão Multiusos. Na Câmara Municipal GH7iEXDGHXVHDFRQKHFHU RV FDEHoDV GH FDUWD] da animação nocturna, que inclui Quim Barreiros (dia 28), Virgul (29), Maria

Lisboa (30), GNR (dia 01) H7ULEXWRDRV$%%$   O certame, para alÊm dos stands das vårias actividades económicas, irå ter årea agrícola automóvel, gastronomia, um picadeiro, um espaço infanto-juvenil, uma tenda after hours, street food, espaço de relaxamento, espaços de cafÊ e de bebidas espirituosas.


18

QUINTA-FEIRA

ACTUALIDADE

DE MAIO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

15

www.campeaoprovincias.pt

Unidade Hospitalar de Coimbra inaugurada em Maio de 2012

Idealmed jĂĄ ultrapassa fronteiras aos cinco anos L.S.

omRGRVUHFXUVRVKXPDQRV â€œĂ‰ um projecto pensado Foi hĂĄ cinco anos (16 de H FRQFHELGR HP 3RUWXJDO Maio de 2012) que a Ideal- FRPWpFQLFRVHQJHQKHLURV med inaugurou a Unidade e arquitectos do nosso Hospitalar de Coimbra, a SDtVÂľUHIHULX-RVp$OH[DQTXDOVHDĂ€UPRXGHWDOIRUPD dre Cunha, acrescentando que o respectivo modelo vai TXH R IXWXUR KRVSLWDO p ser replicado internacional- integralmente da Idealmente, nomeadamente no med, desde a concepção, *ROIR3pUVLFR passando pela construção O reconhecimento HLQFOXLQGRDJHVWmR do ´DTXL VDEHVH H ID]VH O hospital da Idealmed, EHPÂľ p SDUD -RVp $OH- que serĂĄ construĂ­do em xandre Cunha, presidente Muscat, no sultanato de GR &RQVHOKR GH $GPL- OmĂŁ, com todas as condinistração da Idealmed, a çþes de um “hotel de cinco presença de Coimbra numa estrelasâ€?, deverĂĄ abrir em regiĂŁo onde estĂŁo “os maio- 2020, terĂĄ 100 camas, uma res grupos de saĂşde do XQLGDGH PDWHUQRLQIDQWLO mundoâ€?, com o Idealmed FRPPDWHUQLGDGHHXUJrQFLD Muscat Hospital que vai pediĂĄtrica, outra de diagservir os sultanatos de OmĂŁ QyVWLFRHWHUDSrXWLFDHXP e Brunei, um investimento centro cirĂşrgico integrado, privado local que ascende a FRPXUJrQFLDGHDGXOWRVH PLOK}HVGHHXURV FLQFREORFRVRSHUDWyULRV Trata-se de uma apos5HĂ€UDVHTXHD,GHDOPHG ta ganha pela Idealmed tem, igualmente, uma parDWUDYpV GH WUrV SLODUHV HV- FHULDHVWUDWpJLFDFRPR*Rsenciais: qualidade das ins- verno de Cabo Verde para o talaçþes, equipamentos de desenvolvimento do Hospital ~OWLPDJHUDomRHGLIHUHQFLD- GD3UDLDFRPRSURMHFWRGH

agregando todas as especiaOLGDGHVPpGLFDVHFLU~UJLFDV Esta unidade hospitalar representou um investimento GH FHUFD GH  PLOK}HV GH euros, tendo todo o projecto sido construído sem qualTXHUDSRLRS~EOLFR)RLXP dos maiores investimento UHDOL]DGR HP &RLPEUD QRV últimos anos e constitui a maior unidade de saúde privada da região Centro, ocupando uma årea total de PHWURVTXDGUDGRV $ XQLGDGH KRVSLWDODU dispþe de um atendimento PpGLFRSHUPDQHQWHPHLRV complementares de diagnóstico laboratoriais e de imagem de última geração, JosÊ Alexandre Cunha jå recebeu em Coimbra os investidores cinco blocos operatórios, duas salas de partos e unido Golfo PÊrsico dades de recobro pós-opearquitectura jå aprovado, num KRVSLWDLVXPSRUFDGD aplicados na saúde e veri- UDWyULR WUrV XQLGDGHV GH internamento - sendo uma investimento que ronda os 14 província, numa lógica de ÀFDURDFROKLPHQWRORFDO PLOK}HVGHHXURV UHGH H GH PpGLR D ORQJR Recorde-se a Idealmed de maternidade -, unidades Existe ainda outra par- SUD]R'HVGH1RYHPEURGH - Unidade Hospitalar de de cuidados especiais, com ceria com o grupo China  TXH D ,GHDOPHG WHP Coimbra abriu em Maio de seis camas de cuidados in0HUFKDQWV ILUPDGD HP uma clínica na cidade de 2012 anos e possui mais de WHUPpGLRVHGXDVFDPDVGH $EULOGHOLJDGDDXP 6KHQ]HQFRPRSURSyVLWR  YDOrQFLDV FOtQLFDV D IXQ- cuidados intensivos, entre projecto de construção de de demonstrar os conceitos FLRQDU GH IRUPD LQWHJUDGD RXWUDViUHDVFOtQLFDV Vitória em casa frente ao Eirense

Equipa de Soure sagra-se campeĂŁ e sobe aos nacionais D.B.

2 *UXSR 'HVSRUWLYR Sourense nĂŁo desperdiçou a oportunidade de se saJUDU FDPSHmR GD 'LYLVmR GH+RQUDGD$VVRFLDomRGH )XWHEROGH&RLPEUD $)&  e regressar aos campeonatos QDFLRQDLVGHIXWHEROVpQLRU ao vencer o UniĂŁo Clube (LUHQVHSRU $žH~OWLPDMRUQDGD UHDOL]DGD QR GRPLQJR   QR FDPSR GH 'U $QWyQLR Coelho Rodrigues, em Soure, prometia ser “quenteâ€?, jĂĄ que o Sourense esteve na luta com o Clube de Condeixa pelo SULPHLUROXJDUDWpDR~OWLPR jogo, contudo, com vantagem sobre a equipa do concelho YL]LQKR Com entradas livres, os

adeptos compareceram em peso para ver a equipa da casa WRUQDUVH FDPSHm H D IHVWD começou logo aos dois minutos com um golo de Fred DSyVXPERPFUX]DPHQWRGH 0iULR%ULWR$SULPHLUDSDUWH terminou sem a bola voltar a entrar em qualquer uma GDVEDOL]DVHPERUDHPSHOR menos duas situaçþes, nĂŁo WLYHVVHIDOWDGRRSRUWXQLGDGH TXHU SDUD R DQĂ€WULmR FRPR SDUDRYLVLWDQWH 1R VHJXQGR WHPSR RV MRJDGRUHVGH5DIDHO6LOYDYLnham dispostos a aumentar a YDQWDJHPPDVTXHPIH]JROR IRLR(LUHQVHSRULQWHUPpGLR GH$IRQVRDRVPLQXWRV O empate sĂł se manteve por alguns minutos, pois Seidi, DSyVXPFUX]DPHQWRGH-XVtino, repĂ´s a vantagem para

R6RXUHQVH$SDUWLUGDTXLVy “deuâ€? Sourense e o 3-1 nĂŁo se IH]HVSHUDU-XVWLQRDXPHQWRX a vantagem, aos 88 minutos, TXHVHPDQWHYHDWpDRĂ€QDO TXDQGRDIHVWDGDVEDQFDGDV “saltouâ€? para o campo com jogadores, treinadores, dirigentes e massa associativa a celebrar o campeĂŁo desta WHPSRUDGD GD 'LYLVmR GH +RQUDGD$)& $QWyQLR*RQoDOYHVSUHVLGHQWHGR*UXSR'HVSRUWLvo Sourense, mostra-se orJXOKRVRHIHOL]SHORIHLWRTXH IRLUHVXOWDGRGH´GRLVDQRVGH um trabalho intenso e muito desgastanteâ€?, acrescentando que a equipa de Soure “nĂŁo era a principal candidata ao WtWXORÂľ $SHVDU GH XPD pSRFD complicada, com muitas le-

V}HVHDOJXPDVGHVLVWrQFLDV RVMRJDGRUHVHTXLSDWpFQLFD H'LUHFomRVRXEHUDPVHPSUH dar a volta por cima, apesar de em alguns jogos “o plantel ter sido muito curto, com 12 ou MRJDGRUHVÂľUHDOoD ´1RLQtFLRGDpSRFDHVcolhemos os jogadores que QRVWUDQVPLWLDPDFRQĂ€DQoD necessĂĄria para chegarmos ao nosso objectivo e, apesar das contrariedades, soubemos UHIRUoDUQRVEHPRTXHOHYRX DXPDUHFWDĂ€QDOPXLWRIRUWHÂľ DĂ€UPD $QWyQLR *RQoDOYHV FRQVLGHUDQGR TXH IRUDP ´MXVWRVYHQFHGRUHVÂľ O presidente do Sourense elogiou os jogadores, TXH IRUDP ´LQFDQViYHLVÂľ destacando que o seu obMHFWLYR VHPSUH IRL FRORFDU o Sourense “na sua cadeira

Os adeptos juntaram-se aos jogadores e dirigentes no relvado para festejarem o tĂ­tulo

de sonho, os campeonatos nacionais�, onde agora terå GH VH PDQWHU &RQTXLVWDGR o campeonato, o timoneiro admite algum cansaço por dois anos muito trabalhosos

HFRQÀUPDDLQWHQomRGHVDLU GD SUHVLGrQFLD GHVHMDQGR que os seus sucessores sejam ´XPDHTXLSDIRUWHTXHOLGHUH o Sourense no caminho da IHOLFLGDGHHGRVXFHVVR¾

JME

ESCOLA DE CONDUĂ‡ĂƒO DE SOURE

38620

PUBLICIDADE

Felicita o Sourense pela subida de divisĂŁo

Rua Combatentes da Grande Guerra, 23/25 - Tlf. 239 502 241 / 239 509 420 - Tlm. 931 199 205 / 916 225 969 - E-mail: e.c.soure@gmail.com


16

EMPRESAS & NEGĂ“CIOS www.campeaoprovincias.pt

18

QUINTA-FEIRA

DE MAIO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

LaserLeap Technologies

B R E V E S

Startup da Universidade de Coimbra vence concurso europeu

Microsoft e Openlimits debatem a IndĂşstria 4.0

A empresa LaserLeap Technologies, uma startup da Universidade de Coimbra (UC) incubada no Instituto Pedro Nunes (IPN), venceu o “European Photonics Venture Forumâ€?, um concurso europeu promovido especificamente para reunir empresĂĄrios, investidores, corporaçþes e polĂ­ticos. No total, o concurso junta 29 empresas de tecnologia de toda a Europa, focadas na fotĂłnica (interacção da luz com a matĂŠria), com o objectivo de “acelerar o desenvolvimento de empresas emergentes de base tecnolĂłgicaâ€?, revela a UC. A final do concurso foi disputada em Dublin, na Irlanda, sendo que cada uma das empresas dispĂ´s apenas de oito minutos para mostrar as vantagens dos seus produtos. Gonçalo SĂĄ, director executivo da empresa, afirma que “este prĂŠmio ĂŠ um reco-

nhecimento pelo progresso que a LaserLeap atingiu no Ăşltimo ano, nomeadamente com mais de 100 pacientes tratados segundo os protocolos de ĂĄcido hialurĂłnico em rejuvenescimento facial com resultados muito promissoresâ€?. O responsĂĄvel destaca, ainda, que a comercialização do produto (seringa a laser), actualmente em Portugal e Espanha, “estĂĄ a alargar-se a outros mercados europeusâ€? e que o facto de terem “evidenciado esta tecnologia junto dos grandes investidores que participaram no ‘European Photonics Venture Forum’ pode estimular essa expansĂŁoâ€?. Com esta conquista europeia, a LaserLeap entra automaticamente no concurso “European Venture Contest (EVC)â€?, que terĂĄ lugar em DĂźsseldorf, na Alemanha, em Dezembro. A empresa foi fundada por um grupo de investigadores da Faculdade de

A equipa da LaserLeap apresentou os seus produtos inovadores e venceu contra 29 empresas adversĂĄrias de toda a Europa

CiĂŞncias e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) e trata-se de uma startup de base tecnolĂłgica centrada no desenvolvi-

mento de uma tecnologia, patenteada, de administração transdÊrmica e de dispositivos mÊdicos. A solução comercializada

pela empresa permite a adPLQLVWUDomRUiSLGDHHÀFD] de fårmacos atravÊs da pele sem utilização de seringas tradicionais.

6WUDWLR$XWRPRWLYHFULRXVLVWHPDSDUDLGHQWLĂ€FDUIDOKDVHDYDULDV

ComissĂŁo Europeia destaca empresa de Coimbra na indĂşstria da manutenção automĂłvel A empresa Stratio Automotive, com sede em Coimbra, foi destacada pela ComissĂŁo Europeia por criar um sistema que torna os automĂłveis mais Ă€iYHLV FRQWULEXLQGR SDUD uma melhoria do ambiente. A ComissĂŁo Europeia coloca a empresa “no centro da prĂłxima revolução na IndĂşstria da Manutenção AutomĂłvelâ€?, uma vez que o sistema criado por si estĂĄ jĂĄ a mudar a manutenção automĂłvel. A Stratio criou uma solução que permite “monitorizar continuamente a

saĂşde mecânica das frotas, proporcionando previsibilidade, redução dos custos de manutenção e aumento de eficiĂŞnciaâ€?, revela a empresa. “Gere uma frota de camiĂľes ou autocarros? Provavelmente estĂĄ habituado a constantes avarias que mantĂŞm os seus veĂ­culos fora da estrada) por demasiado tempo. E se pudesse antecipar essas avarias, começando por reparar um problema pequeno antes de este se tornar numa reparação onerosa?â€?, começa por

explicar a ComissĂŁo num artigo na sua pĂĄgina de Internet. É para optimizar a manutenção dos veĂ­culos que a Stratio Automotive em trabalhado nos Ăşltimos 12 meses, tendo realizado diversos testes piloto com excelentes resultados. O equipamento criado consiste num “plug-and-playâ€? compatĂ­vel com todos os veĂ­culos, independentemente da idade, marca ou modelo, que recolhe dados em tempo real de todos os sensores do veĂ­culo, aplicando In-

teligência Artificial para LGHQWLÀFDUSDGU}HVTXHSRdem levar a falhas e avarias. O mesmo equipamento HQYLD QRWLÀFDo}HV TXDQGR detecta potenciais problemas e oferece soluçþes em tempo real, tais como: tempo de inactividade esperado, estimativas de custos e guias passo a passo sobre como executar as reparaçþes. No processo, tambÊm são sugeridas optimizaçþes mecânicas, gerando uma maior eficiência ao nível do consumo de cada veículo e, consequentemente, redução nas emissþes de

diĂłxido de carbono. Os testes realizados revelam uma redução mĂŠdia de 12 por cento em custos de manutenção e de oito por cento em combustĂ­vel, tendo “um impacto directo VREUHDĂ€DELOLGDGHGHVHPpenho e vida Ăştil dos veĂ­culosâ€?, adianta a empresa. A tecnologia tem vindo a ser reconhecida a nĂ­vel europeu, nomeadamente pela ComissĂŁo Europeia e pela AgĂŞncia Espacial Europeia, e a Stratio começarĂĄ a entregar as suas primeiras encomendas em Junho.

Inauguração do novo espaço decorre hoje

Mcoutinho com concessão da Jaguar Land Rover em Coimbra O Grupo Mcoutinho vai inaugurar, hoje, na zona industrial da Pedrulha, em Coimbra, a primeira e única concessão Jaguar Land Rover no Centro do país. O novo espaço, que resultou de um investimento de três milhþes de euros, terå

FRPR iUHD GH LQà XrQFLD RV distritos de Coimbra, Aveiro, Viseu e Leiria. Este que Ê um dos maiores grupos nacionais no sector do comÊrcio de automóveis jå detinha a representação da Land Rover na região Centro hå 18 anos, re-

forçando, agora, a sua aposta no segmento “premiumâ€? com a associação da Jaguar e a abertura deste novo espaço “focado na excelĂŞncia do serviço e no atendimento exclusivo que caracteriza as duas marcas britânicasâ€?, revela a empresa.

Esta nova concessão permitiu a criação de 14 novos postos de trabalho, entre proÀVVLRQDLVGDiUHDFRPHUFLDOH tÊcnicos especializados, reforçando a equipa da MCoutinho Centro para um total de 140 colaboradores. A inauguração e abertura

da exposição, às 19h00, vai contar com a presença do director geral da MCoutinho Centro, JosÊ Cunha; do administrador do Grupo MCoutinho, António Coutinho; e do presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Manuel Machado.

O Instituto Pedro Nunes, em Coimbra, recebe, na prĂłxima quarta-feira (24), a conferĂŞncia “A 4.ÂŞ Revolução Industrial e a Empresa Modernaâ€?, uma iniciativa promovida pela empresa Open Limits, instalada na Incubadora, que convida a Microsoft para debater o tema. O encontro, que jĂĄ decorreu na cidade de Viseu, tem como objectivo “explicar como JDUDQWLUDDJLOLGDGHĂ H[LELOLdade e rapidez das empresas para enfrentarem os novos desafios da transformação digitalâ€?, alĂŠm de se discutir “o SHUĂ€O GD HPSUHVD PRGHUQD de que modo a tecnologia de gestĂŁo de produção representa uma vantagem competitiva para as indĂşstrias em Portugal e serĂĄ, ainda, apresentado o caso de sucesso da Mistolinâ€?. A conferĂŞncia tem inĂ­cio Ă s 14h30, a entrada ĂŠ livre, contudo, sujeita a inscrição (http://www.openlimits.pt/ eventos/a-4-revolucaoindustrial-e-a-empresa-moderna/).

Crioestaminal investe 2,8 milhĂľes de euros em projectos de I&D

A Crioestaminal, laboratĂłrio de criopreservação com sede no Biocant Park, em Cantanhede, investiu jĂĄ 2,8 milhĂľes de euros em nove projectos na ĂĄrea da Investigação & Desenvolvimento (I&D). O reforço nesta ĂĄrea tem sido feito ao longo dos Ăşltimos 12 anos e, dos nove projectos, trĂŞs evoluĂ­ram para registo de quatro patentes em trĂŞs mercados (Europa, EUA e China). O valor investido contou com o apoio da UniĂŁo (XURSHLD 8( TXHĂ€QDQFLRX 68 por cento do total, atravĂŠs de fundos comunitĂĄrios ao abrigo do COMPETE 2020 - Programa Operacional Competitividade e Internacionalização. “A Crioestaminal nasceu como um banco de armazenamento de cĂŠlulas estaminais, no entanto, temos YLQGR D GLYHUVLĂ€FDU D QRVVD actividade e, actualmente, alĂŠm do armazenamento, estamos tambĂŠm focados no desenvolvimento de produtos de terapia celular avançadaâ€?, explica Carla Cardoso, directora do departamento de I&D, adiantando que, neste momento, tĂŞm “quatro metodologias patenteadas, trĂŞs das quais referentes a produtos que advĂŞm de cĂŠlulas estaminais do sangue do cordĂŁo umbilicalâ€?. A empresa tem, entretanto, focado as suas prioridades na internacionaOL]DomRGDPDUFDQDTXDOLĂ€cação dos recursos humanos; na melhoria dos processos e na protecção da propriedade industrial dos resultados dos seus projcetos de I&D.


18

QUINTA-FEIRA

OPINIĂƒO

DE MAIO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

17

www.campeaoprovincias.pt

A HistĂłria de Coimbra

Fragilidades de um processo em permanente (re)construção

JOĂƒO PINHO *

A História da cidade de &RLPEUDpXPSURFHVVRSHUmanente de construção e reFRQVWUXomReYHUGDGHTXHVH WrPSURGX]LGRDRORQJRGRV VpFXORV GLYHUVRV WUDEDOKRV DFDGpPLFRVGHPDLRURXPHQRUULJRUFLHQWt¿FRDPDLRULD GH RULJHP XQLYHUVLWiULD TXH para diferentes períodos e cronologias acrescentaram ou reWLUDUDPDOJRDRVFRQKHFLPHQWRV GDGRV FRPR DGTXLULGRV 1RPHVPRVHQWLGRWrPVLGR de suma importância os trabaOKRVGHDFRPSDQKDPHQWRH RXSURVSHFomRDUTXHROyJLFD em especial os desenvolvidos ao nível municipal. 3RU RXWUR ODGR VHL TXH QRV DUTXLYRV PDLV GR TXH nas bibliotecas, se encontram mananciais de informação

por explorar, dada a sua inacessibilidade, por factores GLYHUVL¿FDGRVGHVGHRHVWDGR de preservação passando SHOR GpILFLW GH FDWDORJDomR HLQYHQWDULDomRTXHVW}HVVy UHVROYLGDVTXDQGRXPGLDVH estabelecer uma verdadeira política cultural de incentivo ao desenvolvimento dos arTXLYRVORFDLVHUHJLRQDLVS~EOLFRVHSULYDGRVTXHYHQKD superar a escassez reinante GHUHFXUVRVKXPDQRVHWHFnológicos. No processo de permanente construção da História da cidade e região aconteFHPGHTXDQGRHPYH]ERDV surpresas, trazidas não da SHVTXLVD H UHÀH[mR WHyULFD PDVVLPGHGDGRVFROKLGRVQR WHUUHQR)RLRFDVRGRVDFKD-

GRVQD6p1RYDGH&RLPEUD designadamente documentos LQpGLWRV UHODFLRQDGRV FRP D H[SXOVmR GD &RPSDQKLD GH -HVXV DEUDQJHQGRRVVpFXlos XVI-XVIII). Uma descoberta casual, durante as obras de restauro HOLPSH]DGRVDOWDUHVGD6p Nova. Segundo depoimenWR GH 0DUJDULGD 0LUDQGD j comunicação social, investigadora da FLUC, trata-se de uma descoberta singular, oculta durante mais de 250 anos. Foram encontrados dois códices, um conjunto de cartas e uma bolsa com HPEUXOKRVFR]LGRVDSDQRH LGHQWL¿FDGRVFRPRQRPHGH ³$QWyQLR 9DVFRQFHORV H RV WtWXORVGRVHVFULWRV´ª O acervo encontrado, em processo de inventariação e em vias de ser digitalizado, inclui documentos fundacioQDLVGRVpF;9,GH,QiFLRGH Loyola, de São Francisco Xavier, de João de Polanco, cartas dirigidas ao mestre Simão Rodrigues, ao provincial e ao UHLWRUGR&ROpJLRGH&RLPEUDª DGLDQWDQGRDLQGDTXHKiXP

manuscrito do padre António Vieira, muito raro e singular, TXHYDLGHVSHUWDUPXLWRLQWHresse, e um códice com teses GH¿ORVR¿DOLJDGDVDRSDGUH Francisco Soares Lusitano. O último grupo de textos, jå GR VpF ;9,,, DFUHVFHQWD D LQYHVWLJDGRUDpXPFRQMXQWR GHFDUWDV$FRUUHVSRQGrQFLD DFWLYDHSDVVLYDpŠSDUWHGR espólio pessoal do jesuíta D TXHP GHYHPRV R DFHUYR António de Vasconcelos, e corresponde a memórias sobre o cativeiro, o cerco, e DH[SXOVmRGD&RPSDQKLDGH -HVXV ŠTXH HOH FRQVHJXLX salvar da biblioteca e esconder ali. Poucos dias depois desta descoberta surpreendente, a CMC tornava públicos os LQWHUHVVDQWHVDFKDGRVDUTXHológicos na rua de Fernandes 7RPiVHPSUpGLRGHKDELWDção, situado na zona antiga GD FLGDGH FRQKHFLGR FRPR &DVDGDV7DOKDV1RkPELWR de processo de reabilitação, os estudos desenvolvidos SRUWpFQLFRVPXQLFLSDLVLGHQWLILFDUDP SDUWH GD 0XUDOKD

Rua de Fernandes Tomås - em primeiro plano, à esquerda, a Casa das Talhas XPD7RUUHSUpLVOkPLFDHXPD TXDQWLGDGHGHWDOKDVDQWLJDV HQFDVWUDGDV QXP DSDUHOKR de alvenaria (40 na subcave, XPDQDFDYHHXPDQRUpVGRFKmR 3DUWHGD7RUUHDVVHQWD sobre uma estrutura com revestimento em opus signinum KLGUiXOLFR TXHDSRQWDSDUDD pSRFDURPDQD 4XHVLJQL¿FDGRWrPHVWDV descobertas? No primeiro caso, abre-se espaço para TXHVHUHHVFUHYDSDUWHGDKLV-

WyULDGD&RPSDQKLDGH-HVXV no segundo, acrescentam-se GDGRVjpSRFDURPDQRiUDEH (DPEDVFRQÂżUPDPSDUDOHODPHQWHTXHD+LVWyULDQHVWH FDVRDGDQRVVDFLGDGHpQmR sĂł um processo evolutivo e LQDFDEDGRPDVWDPEpPIUDJLOtVVLPRDRVROKRVGHTXHP HQWHQGH D FLrQFLD KLVWyULFD como produto acabado. (*) Historiador e investigador

CMC: As eleiçþes, a cidade e o estacionamento

JOSÉ BELO

Na zona ÂŤmetropolitanaÂť de Coimbra (ela nĂŁo existe, mas tem de passar a ser um GHVDÂżRDYHQFHU KiGH]HQDV GHPLOKDUGHSHVVRDVDLQWHUYLU diariamente em movimentos pendulares. SĂŁo muitos os cidadĂŁos TXHTXRWLGLDQDPHQWHHQWUDP e saem de Coimbra para WUDEDOKDUHUHJUHVVDUjVVXDV casas. Ora, os movimentos poSXODFLRQDLV DVVRFLDGRV j PXGDQoD GH UHVLGrQFLD RX j PRELOLGDGH SHQGXODU GLiULD WrP RV VHXV FRQWRUQRV geogrĂĄficos cada vez mais GLVWDQWHV$UHDOLGDGHpTXH em grande nĂşmero, essas pessoas utilizam as respectivas viaturas para cumprirem tal rotina diĂĄria.

FICHA TÉCNICA EDIĂ‡ĂƒO COIMBRA www.campeaoprovincias.pt

Mas os custos do uso e abuso da circulação automóvel são penalizantes para as cidades em termos de degraGDomRGDTXDOLGDGHGHYLGD TXHUSHODVFRQVHTXrQFLDVGD intensidade do tråfego urbano, TXHU SHODV GLILFXOGDGHV GH estacionamento. Tudo isto mexe com a TXDOLGDGHGHYLGDGDFLGDGH SRUTXHQmRYDLVHUIiFLOPXdar mentalidades devido a múltiplas razþes e possibilidaGHVTXHRXVRGRDXWRPyYHO RIHUHFH ÀH[LELOL]DU KRUiULRV HVFROKHU DV DFHVVLELOLGDGHV JDQKDU WHPSR QDV GHVORFDçþes, tudo associado a uma efectiva autonomia e liberdade na gestão da relação do espaço familiar com o espaço SUR¿VVLRQDO

1mRVHLFRPULJRUTXDQWDV YLDWXUDV Ki UHJLVWDGDV HP&RLPEUDPDVVHLTXHRV lugares de estacionamento destinados ao público são em número abissalmente inferiores ao do volume de veículos em circulação. Com esta constatação, QmRpGLItFLODQWHFLSDURVSUREOHPDVTXHGDtUHVXOWDPHP perdas de tempo, de saúde e DWpHFRQyPLFRVFRQVWLWXLQGR um grave feixe de preocupaçþes para os utilizadores do espaço público. Resulta clara, portanto, a inadiåvel necessidade de KDUPRQL]DU D UHODomR HQWUH a mobilidade dos transportes públicos e colectivos, o uso das viaturas individuais e os espaços destinados ao estacionamento, de modo a encontrar respostas positivas DRVÀX[RVGHWUiIHJRH[LVWHQtes na cidade. Tudo isto a pensar nas pessoas, nos seus bolVRVª H DWp QD PDLVYDOLD em termos de produtividaGHTXHSRGHVLJQL¿FDUSDUD as empresas públicas ou

Telefone 239 497 750 | Fax 239 497 759 | E-mail campeaojornal@gmail.com Editor/Propriedade REGIVOZ, Empresa de Comunicação, Lda. Rua Adriano Lucas, 216 Az. D - Eiras 3020-430 Coimbra | NIPC: 504 753 711 Director-Adjunto Rui Avelar (responsåvel executivo por esta edição) Redacção Luís Santos (C.P. 722), Rui Avelar (C.P. 613), Luís Carlos Melo (C.P. 2555) e Diana Baptista (C.P. 10321), Telefone 239 497 750, Fax 239 497 759 Sede/Redacção: Rua Adriano Lucas, 216 Az. D - Eiras 3020-430 Coimbra Director Comercial Carlos Gaspar Directora de Marketing e Publicidade Adelaide Pinto 239 497 750, jornalcp.adelaidepinto@gmail.com

SULYDGDVRQGHWUDEDOKHP Em Coimbra, portanto, a TXHVWmR GR HVWDFLRQDPHQWR H[LVWHHpSUHRFXSDQWH É preciso, por isso, não subvalorizar este tema, porTXH Ki PDQLIHVWDPHQWH Qtveis de saturação na oferta, criando-se problemas do arco GDYHOKDDTXHPTXHUHVWDcionar em alguns lugares da cidade. %DVWDDOJXpPWHUGHLUj Š%DL[DªRXjŠ$OWDªjDYHQLGDGH)HUQmRGH0DJDOKmHV Casa do Sal, ou ao Polo II da 8QLYHUVLGDGHVHPHVTXHFHU a rua do Brasil, ou a avenida de Så da Bandeira, a praça da República ou o CHUC para sentir o drama inerente a arranjar um espaço para pôr o carro, em largos períodos do dia. Daí resultam muitos SUREOHPDV SDUD RV TXDLV p preciso encontrar soluçþes, TXHLQÀXHQFLHPDGHFLVmRGD HVFROKD GH XP GHWHUPLQDGR meio de transporte na cidade, FULDQGRKiELWRVPDLVH¿FLHQWHVHGHIHQVRUHVGDTXDOLGDGH de vida dos cidadãos.

A fragilidade das actuais UHVSRVWDVUHFODPDVDOWRVTXDOLWDWLYRV QHVWD iUHD DWUDYpV da invenção de espaços, de medidas organizativas e de gestão da mobilidade na iUHD XUEDQD TXH IDFLOLWHP a vida aos cidadãos, sem o UHFXUVRIiFLOiVPXOWDVTXH muitas vezes, são desproporcionadas face ao contexto da infracção, onde a CMC GHYH HQWUDU QD HTXDomR QD medida dos constrangimentos existentes na oferta (ou falta GHOD GRHVWDFLRQDPHQWRTXH disponibiliza para o efeito. 2OKDQGRSDUD&RLPEUDH SDUDDJHRJUD¿DGDPRELOLGDGH XUEDQD VHQWHVH TXH RV problemas se agudizaram, nos últimos anos, apesar do HVIRUoRTXHVHIH]GHPRGHUnização da frota dos SMTUC H GD TXDOLGDGH JOREDO GRV VHXVUHFXUVRVKXPDQRVTXH são excelentes em termos de entrega e compreensão da dimensão social inerente aos Serviços Municipalizados. 3RUTXH TXHU VH TXHLUD TXHUQmRRXVRGRDXWRPyYHO FRQWLQXD QD SULPHLUD OLQKD

como opção preferencial nas GHVORFDo}HVSDUDRWUDEDOKR RXQROD]HUPHVPRTXDQGR a sua utilização responde apenas a necessidades do próprio condutor da viatura. Trata-se de um verdaGHLURHLQDGLiYHOGHVD¿RSDUD WRGRVRVTXHSRVVXHPDREULgação de concretizar, nesta årea, projectos sustentåveis HSURPRWRUHVGHXPDPHOKRU YLGD SDUD TXHP DTXL YLYH WUDEDOKDRXQRVYLVLWD ,VWRVLJQL¿FDWHUGHVHS{U no mandato do próximo executivo da Câmara de Coimbra, como uma das prioridades GHDFomRSROtWLFDDTXHVWmR do estacionamento e suas implicaçþes, sobretudo amELHQWDLV TXH HVWH H[HFXWLYR PXQLFLSDO DWp DJRUD QmR soube agarrar, reforçando a ideia de cada vez mais muQtFLSHVGHTXHQmRKiQHVWH particular, obra em Coimbra para o futuro‌ eDPLQKDSHUFHSomRIDFH DRTXHYHMRRXoR (*)Vereador do PSD na CMC

Paginação e Maquetagem Nuno Miguel Peres | ImpressĂŁo),*,QG~VWULDV*UiÂżFDV6$Rua Adriano Lucas, 3020-265 Coimbra | Distribuição VASP - Sociedade de Transportes e Distribuição, Lda. R. da Tascoa, n.Âş 16 - 4.Âş Piso, 2745-003 Queluz, Telef. 214 398 500, Fax 214 302 499 Registo 65,3VRERQž,661,&6_DepĂłsito Legal n.Âş 127443/98 Preço de cada nĂşmero 0,75\ Assinatura anual 30,00\ | Tiragem mĂŠdia: 9.000 exemplares LEI DA TRANSPARĂŠNCIA – Propriedade: Regivoz, Empresa de Comunicação, Lda. Capital Social: 5.000,00 euros. Participaçþes no capital: 5iGLR6REHUDQLDHXURV  /LQR$XJXVWR9LQKDOHXURV  GerĂŞncia:/LQR$XJXVWR9LQKDO Estatuto Editorial em www.campeaoprovincias.pt

2VSDJDPHQWRVSDUDR&DPSHmRGDV3URYtQFLDVHPFKHTXHGHYHPVHUHPLWLGRVHPQRPHGH³5HJLYR](PSUHVDGH&RPXQLFDomR/GD´7DPEpPSRGHPVHUIHLWRVSRUWUDQVIHUrQFLDEDQFiULDDWUDYpVGR1,%


VINAGRETAS

18

18

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

C U L T U R A

DE MAIO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

V I N A G R E T A S

Coimbra

“PatrimĂłnio de Humanidadeâ€? - Com inauguração marcada para hoje, pelas 17h30, na Sala do Exame Privado, esta ĂŠ a primeira de trĂŞs exposiçþes de um projecto desenvolvido pela Universidade de Coimbra (UC), no âmbito da sua 19.ÂŞ Semana Cultural. A mostra ĂŠ composta por 36 retratos da autoria de Paulo Amaral, de estudantes, docentes, tĂŠcnicos, aposentados e antigos estudantes, que tĂŞm em comum a relevância da sua marca para a construção da UC. AlĂŠm desta exposição, que ficarĂĄ patente atĂŠ 11 de Setembro, este ciclo expositivo serĂĄ apresentado em mais dois espaços da Universidade: o 2.Âş ciclo no Complexo Alimentar do Polo II, de Setembro a Novembro; e o 3.Âş na Unidade Central das CiĂŞncias da SaĂşde, de Novembro a Janeiro. II Mostra de Caricaturas de Cultores da Canção de Coimbra – AtĂŠ 30 de Junho, a Biblioteca Municipal de Coimbra acolhe esta iniciativa que resulta da pesquisa de diferentes “Livros de Cursoâ€?, que fazem parte do acervo documental da Câmara Municipal. A exposição estĂĄ integrada na maior festa acadĂŠmica do paĂ­s, a Queima das Fitas, e ĂŠ constituĂ­da por 15 caricaturas de estudantes ligados Ă Canção de Coimbra. As entradas sĂŁo gratuitas e podem realizar-se de segunda a sexta-feira e aos sĂĄbados.

Figueira da Foz

“Maio ĂŠ Museuâ€? - O MunicĂ­pio da Figueira da Foz volta a promover esta iniciativa com um programa diversificado e para diferentes pĂşblicos, “que revelam a dinâmica de um equipamento que se pretende cada vez mais vivo e ao serviço da cultura figueirenseâ€?, adianta a Câmara Municipal. Nesse sentido, hoje, em que se comemora o Dia Internacional dos Museus, o Museu Municipal de Santos Rocha recebe os alunos do ensino secundĂĄrio para duas sessĂľes de PPA (Pensar Pela Arte) – Grilhetas InvisĂ­veis, e irĂĄ contar com a presença da jornalista do PĂşblico, Joana GorjĂŁo Henriques. Pelas 18h00, o espaço recebe um ensaio aberto do espectĂĄculo “Grilhetas – Performanceâ€? e, amanhĂŁ (19), Ă s 21h30, acontece a estreia nacional de “Grilhetas – Bailado Contemporâneoâ€?.

Anadia

Jorge Palma – O cantor portuguĂŞs encerra, amanhĂŁ (19), o ciclo de “Concertos de Primaveraâ€?, uma iniciativa da Câmara Municipal de Anadia, que irĂĄ decorrer no Cineteatro municipal, pelas 21h30. O espectĂĄculo ĂŠ em formato acĂşstico e intimista, o proporciona a interacção com o pĂşblico. Os bilhetes custam entre 10 e 14 euros.

E assim foi. João Miguel Tavares (JMT) pôs os três ÀOKRVQR3DOiFLRGH6%HQWRQDPDQKmGHVH[WD-feira (12), os quais foram recebidos pelo chefe do Governo.

Governo – a greve dos mĂŠdicos. Ă€ primeira vista, era uma greve importante. Metia mĂŠdicos, a saĂşde dos portugueses, gente a bater com o nariz na porta de consultas marcadas hĂĄ meses – e era o primeiro grande momento de contestação social Ă polĂ­tica Costa acata – “As tolerâncias de ponto nĂŁo me do Executivo. Mais: quando se juntava a greve do DVVLVWHP-iRVPHXVĂ€OKRVSHORFRQWUiULRIUHTXHQ- dia 10 e 11 Ă  inacreditĂĄvel tolerância de ponto de WDPHVFRODVS~EOLFDV'HVWDFRQĂ XrQFLDGHIDFWRV dia 12, estĂĄvamos a falar de trĂŞs dias consecutivos resulta que eu vou ter de trabalhar, a 12 de Maio, sem mĂŠdicos nos hospitais – cinco, se contarmos enquanto as minhas crianças nĂŁo vĂŁo ter aulas, nĂŁo FRPRĂ€PGHVHPDQD3HUJXQWRDOJXpPGHXSRU WrPQLQJXpPSDUDĂ€FDUFRPHODVHPFDVDHDLQGD isso, tirando os pobres utentes, que tiverem de Ataque mediĂĄtico – A uma sexta-feira, no sĂŁo muito novas para irem peregrinar sozinhas em voltar para casa com receitas vazias? Eu cĂĄ nĂŁo dei. Hotel D. LuĂ­s, houve pluralidade mediĂĄtica. A pre- direcção a OurĂŠmâ€?, escrevera JoĂŁo Miguel Tavares. Embora os sindicatos do sector garantam que nĂŁo sença do lĂ­der do PSD, Passos Coelho, na homena- A seguir vinha o pedido: “Nesse sentido, e porque sĂł houve paralisação como a adesĂŁo terĂĄ atingido gem a Barbosa de Melo, atraiu os principais canais sei da sua infatigĂĄvel disponibilidade para resolver 90 por cento, ela foi praticamente invisĂ­vel. Ou seja, televisivos, os quais acabaram por fazer o chamado todos os problemas dos portugueses, em geral, e na era de AntĂłnio Costa, nĂŁo sĂł hĂĄ poucas greves, dois em um. É que a seguir era esperado, para uma dos lesados pelas tolerâncias de ponto, em particu- porque a Esquerda apoia o Governo, como as das conferĂŞncias, o eurodeputado Francisco Assis, lar, agradecia muito que me indicasse para o e-mail, poucas que hĂĄ nĂŁo tĂŞm qualquer impacto mediĂĄtico. ex-presidente distrital do PS do Porto. No dia em ou para um nĂşmero de telemĂłvel que os serviços 4XHPĂ€FDPDOYLVWRDLQGDVmRRVJUHYLVWDVWLGRVSRU que o presidente da cidade Invicta, Rui Moreira, secretos certamente lhe disponibilizarĂŁo, qual seria a excessivamente reivindicativos numa altura em que anunciou que dispensava os socialistas na recandi- melhor porta do PalĂĄcio de S. Bento para eu largar o senhor primeiro-ministro se estĂĄ a esforçar tanto datura Ă  Câmara, a presença de tantas câmaras e RVPHXVĂ€OKRVQHVVDVH[WDIHLUD$VVHJXURD9RVVD para endireitar (salvo seja) o paĂ­s. microfones era bem visĂ­vel. Assis disse que o partido ExcelĂŞncia que sĂł terĂĄ de tomar conta deles durante tinha “obrigaçãoâ€? de apresentar uma candidatura o horĂĄrio de expediente. Ă€s cinco e meia, seis horas Passos perdido – “Ajoelhem-se, caros leitoresâ€?, prĂłpria Ă  Câmara do Porto e, logo no dia seguinte, o mais que tardar, se houver muito trânsito, passaria pede JMT, “porque diante de nĂłs estĂĄ a ressurreição ela surgiu. Escusando-se a indicar nomes, Francisco por aĂ­ a buscĂĄ-losâ€?. O primeiro-ministro, que acatou de Portugal: tudo o que era sofrimento com Pedro Assis reconheceu que Manuel Pizarro tinha “a van- o repto, enviou uma mensagem ao cronista a dizer Passos Coelho se transmutou em alegria com Antagem de ser um homem bastante conhecidoâ€? e de que tomava conta das quatro crianças (de quatro, tĂłnio Costa. NĂŁo se trata apenas de o Diabo nĂŁo ter ter desenvolvido “um trabalho reconhecidamente nove, 11 e 13 anos), durante o perĂ­odo da manhĂŁ, jĂĄ vindo – trata-se de, em vez dele, ter comparecido vĂĄlido durante estes quatro anosâ€?, enquanto vere- que durante a tarde estaria a receber o Papa Francisco. o Arcanjo Rafael, que tudo remedeia e tudo cura, ador. Acertou! Algum munĂ­cipe de Coimbra imagina o presidente da em termos fĂ­sicos, psĂ­quicos e espirituais. Em vez Câmara, Manuel Machado, a evidenciar semelhante das sete pragas do Egipto, temos as sete bĂŞnçãos Cronista desportivismo? dos cĂŠus. NĂŁo pensem que estou a sugerir aqui enCOSTAdo – qualquer espĂŠcie de manipulação mediĂĄtica, com os O cronista JoĂŁo JMT rendido – “Agora que Salvador Sobral jornalistas congeminados numa grande conspiração Miguel Tavares ganhou o Festival da EurovisĂŁo, o Papa Francisco para perpetuar os socialistas no poder. Nada disso. tinha reclamado foi a FĂĄtima e o SLB ĂŠ tetracampeĂŁo, AntĂłnio Costa Costa, simplesmente, conseguiu juntar: 1) um paĂ­s que a tolerância UHYHORXVHXPPDJQtĂ€FRŠSULPHLURQDQQ\ÂŞSDUDRV cujo ajustamento mais doloroso jĂĄ tinha sido feito Ă  de ponto concePHXVĂ€OKRVHDHFRQRPLDFUHVFHXSRUFHQWR custa do odioso Passos; 2) uma Europa a crescer de dida aos funciono primeiro trimestre de 2017â€?, reagiu, anteontem, IRUPDVLJQLĂ€FDWLYD XP0DULR'UDJKLDSURPHWHU nĂĄrios pĂşblicos, JoĂŁo Miguel Tavares, com ironia. “Suponho que a continuar a comprar dĂ­vida aos magotes; 4) uma por ocasiĂŁo da Ăşnica coisa que me resta ĂŠ começar a preencher este Esquerda que se mantĂŠm fora das ruas e deixou de visita do Papa, espaço [de opiniĂŁo, no Jornal PĂşblico] com coraçþes ir gritar para as televisĂľes; 5) um pragmatismo que o OKHGLĂ€FXOWDYDD cor-de-rosa, desenhados a caneta de feltro, um Sol leva a borrifar-se para a estratĂŠgia polĂ­tica prometida, vida, pois nĂŁo muito amarelo junto ao Bartoon do LuĂ­s Afonso e porque a prioridade continua ser o cumprimento das tinha onde deiXPULDFKRD]XODGHVOL]DUDWpjĂ€FKDWpFQLFDGRMRUQDO regras europeias, e uma postura optimista e sorridenxar as crianças. vou converter-me ao costismo – Portugal estĂĄ tĂŁo te que o distancia do ar macambĂşzio de Passosâ€?. ApĂłs JoĂŁo Miguel ter escrito, no Jornal PĂşblico, que espectacular, que atĂŠ parece mal dizer malâ€?, gracejou Ă€FDYDVHPVtWLRSDUDGHL[DURVĂ€OKRV$QWyQLR&RVWD o cronista. E prossegue: peguemos, por exemplo, O “histĂłricoâ€? Carlos Encarnação – O respondeu-lhe a facultar acolhimento Ă  pequenada. no que era suposto ser a pior notĂ­cia do mĂŞs para o ex-presidente da Câmara Municipal de Coimbra

Ă‚ngulo inverso Intrigante aritmĂŠtica no IPC RUI AVELAR

5XL 0HQGHV ÂżFDUi QD +LVWyULDFRPRRFDQGLGDWR FXMD YRWDomR PLQJXRX GD SULPHLUD SDUD D VHJXQGD YROWD GH XPD HOHLomR QR FDVR D GR SUHVLGHQWH GR ,QVWLWXWR 3ROLWpFQLFR GH &RLPEUD ,3&  -RUJH &RQGH IRL HOHLWR VH[WDIHLUD   SDUD SUHVLGLU DR ,3& 2 WLPRQHLUR GD (VFROD 6XSHULRU GH 7HFQRORJLD GD 6D~GH (67H6  REWHYH  YRWRV

GHPHPEURVGR&RQVHOKR *HUDO GR 3ROLWpFQLFR GH &RLPEUDHRVHXKRPyORJRGD(VFROD6XSHULRUGH (GXFDomR (6( 5XL0HQGHVDYHUERXKDYHQGR VLGRHVFUXWLQDGRXPQXOR &XULRVDPHQWH R SUHVLGHQWH GD (6( REWHYH PHQRV XP YRWR GR TXH DTXHOHVTXHDOFDQoDUDQD SULPHLUDYROWDGRVXIUiJLR RFDVLmRHPTXHFRXEHUDP WUrVD-RUJH%DUERVD ,QVWLWXWR 6XSHULRU GH (QJHQKDULDGH&RLPEUD HGRLV

D &DUORV 9HLJD (VFROD 6XSHULRU GH 7HFQRORJLD H *HVWmR GH 2OLYHLUD GR +RVSLWDO  2 XQLYHUVR GH PHPEURV GR VREUHGLWR &RQVHOKR *HUDO &*  FRUUHVSRQGHDHOHLWRUHVPDV Vy KRXYH  D H[HUFHU R GLUHLWR GH YRWR QD PHGLGD HP TXH -RmR 0RXUD SUHVLGHQWH GD &kPDUD 0XQLFLSDOGH&DQWDQKHGH  VHHQFRQWUDYDDXVHQWHQR HVWUDQJHLUR 1D KLSyWHVH GH D 

GH 0DLR -RmR 0RXUD KDYHUSUHIHULGR5XL0HQGHV D DEVWHQomR GR DXWDUFD H[SOLFD D UHGXomR GR Q~PHURGHYRWRVGRWLPRQHLUR GD (6( 1HVWH FRQWH[WR KLSRWpWLFR  -RUJH &RQGH DPHDOKRXTXDWURGRVFLQFR YRWRVFRQÂżDGRVD%DUERVD HD9HLJD 6H -RmR 0RXUD QmR WLYHU WLGR SUHIHUrQFLD SRU 0HQGHV R SUHVLGHQWH GD (6(GHL[RXGHFRQWDUFRP R DSRLR GH XP GRV  PHPEURV GR &* TXH QD

SULPHLUD YROWD RSWDUDP SRU HOH HQTXDQWR &RQGH REWHYHPDLVTXDWURYRWRV &RPSDUDWLYDPHQWH FRP D SULPHLUD YROWD HP TXHVHUHJLVWDUDPYRWRV H[SUHVVRVKRXYHDGH 0DLRPHQRVXPHOHLWRUH IRLHVFUXWLQDGRXPEROHWLP QXOR$DULWPpWLFDQmRGHL[DGHVHULQWULJDQWHÂą-RUJH &RQGHGHVIUXWRXGHTXDWUR SUHIHUrQFLDV HP FLPD GH  PDLVSRUFHQWR H DYRWDomRHP5XL0HQGHV HQFROKHX


18

QUINTA-FEIRA

DE MAIO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

VINAGRETAS www.campeaoprovincias.pt

19

V I N A G R E T A S

Tratar-lhes da saĂşde – Quem ameaça tratar da saĂşde a alguns presidentes de administraçþes regionais da dita ĂŠ o ministro da tutela. Adalberto Campos Fernandes advertiu, hĂĄ dias, RVSUHVLGHQWHVGDVDGPLQLVWUDo}HVUHJLRQDLVGHVD~GH $56¡V  de que ĂŠ inaceitĂĄvel a falta de material nas Unidades de SaĂşde Familiar. Segundo o governante, citado pela AgĂŞncia Lusa, a QmRUHVROXomRGRSUREOHPD´WHUiFRQVHTXrQFLDVÂľ$GDOEHUWR Campos Fernandes falava no IX Encontro Nacional das Unidades de SaĂşde Familiar, em Aveiro, onde anunciou estar a ser preparado um novo modelo para as administraçþes regionais de saĂşde. “Custa-me muito aceitar haver USF’s que digam WHUIDOWDGHPDWHULDOHĂ€FDDTXLGLWRDRVSUHVLGHQWHVGDV$56¡V WUDWDUVHGHXPDVLWXDomRSROLWLFDPHQWHLQDFHLWiYHOÂľDĂ€UPRXR veio a pĂşblico expressar o seu apoio no mĂŠdico JosĂŠ Manuel PLQLVWUR2JRYHUQDQWHDFRQVHOKRXDV$56¡VTXHVHHQFRQWUDP Silva como candidato Ă presidĂŞncia da autarquia, deixando de DIXQFLRQDUPHQRVEHPD´ID]HUHPPHOKRURXPXGDUHPGH IRUD-DLPH5DPRVTXHFRQFRUUHSHOR36'SDUWLGRGH&DUORV YLGDÂľWHQGRDGLDQWDGRTXHSDUDDOpPGDSUHSDUDomRGHXPD (QFDUQDomR7DPEpPVHĂ€FRXDVDEHUGDGHVFREHUWDQDUXD QRYDOHLRUJkQLFDSDUDHODVHVWiDVHUUHSHQVDGRRĂ€JXULQRTXH RQGHPRUDRH[HGLOGHUHOHYDQWHVDFKDGRVDUTXHROyJLFRVSUp- HOHURWXORXGHHQYHOKHFLGR´$V$56¡VUHVXOWDUDPGDH[WLQomR -islâmicos e romanos no prĂŠdio conhecido por Casa das Talhas. das sub-regiĂľes e da acumulação de competĂŞncias com outras Como o edifĂ­cio ĂŠ ao lado da residĂŞncia de Carlos Encarnação, entidades, perderam-se no papel e afastaram-se do importante ainda se vĂŁo lembrar de visitar a cave para mais prospecçþes que era estar no terreno, na coordenação, no acompanhamento DUTXHROyJLFDV2DOFDLGHFRPRHUDGHVLJQDGRSRUYLYHUSHUWRGR HVWUDWpJLFRHLGHQWLĂ€FDomRGHQHFHVVLGDGHVÂľFRQVLGHURX$GDO$UFRGH$OPHGLQDSRGHYLUDWRUQDUVHGXSODPHQWRKLVWyULFR berto Campos Fernandes.

Bueiros “vĂ­timasâ€? de roubo - Na Estrada de Eiras, em Coimbra, hĂĄ, pelo menos, quatro bueiros sem os respectivos ferros de protecção, uma situação que permanece hĂĄ jĂĄ uma semana. Parece que os ladrĂľes sabiam do tempo instĂĄvel que VHID]VHQWLURUDFRPVRORUDFRPFKXYDHGHFLGLUDPGDUXPD ´PmR]LQKDÂľSDUDDMXGDUDHVFRDUPHOKRUDiJXDeTXHVHQHVWHVD ĂĄgua corre bem, nas restantes sarjetas daquela Estrada, poupadas DRURXERHFRPDFKXYDTXHVHID]VHQWLUROL[RDOLDPRQWRDGR retĂŠm a ĂĄgua, que se acumula, tambĂŠm, na faixa de rodagem. $ÉJXDVGH&RLPEUDDSUHVVRXVHDVLQDOL]DURVEXUDFRVTXH podem causar acidentes, contudo, o problema ainda permanece por resolver, o das protecçþes em ferro e o do lixo.

F _____ R _____ A

autocarro gratuito a passar pelos postos da gincana. (VWDUHDOL]DVHQD0DWDGR Choupal (actividade fĂ­sica, electro e ecocardiograma), no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha (alimentação sauGiYHO QR)yUXP&RLPEUD (estilos de vida saudĂĄveis), no Mercado de D. Pedro 9 iJXDHEHELGDVDOFRyOLFDV QRFDIpGH6DQWD&UX] (consumo de tabaco) e no “Letras prĂĄ vidaâ€? com prĂŠmio europeu – O parque do Choupalinho projecto do cĂ­rculo regional de Coimbra da Associação (hipertensĂŁo arterial, gestºão do stress e suporte bĂĄsico Portuguesa para a Cultura e Educação Permanente foi dis- de vida). Esta ĂŠ uma iniciativa da delegação do Centro da tinguido com o prĂŠmio europeu de educação para adultos. Fundação Portuguesa de Cardiologia em parceria com o 'HVHQYROYLGRVREDFRRUGHQDomRFLHQWtĂ€FDHSHGDJyJLFD CHUC, o ACeS Baixo Mondego e a ESEnfC. Este ano, da Escola Superior de Educação de Coimbra, “Letras para melhorar a acção, efectuou-se a formação de 65 SUiYLGD2Ă€FLQDVGH$OIDEHWL]DomRGH$GXOWRVÂľHVWiQR YROXQWiULRVGHGLIHUHQWHViUHDVSURĂ€VVLRQDLV WpFQLFRVGH terreno nos concelhos de Condeixa e de Vila Nova de cardiopneumologia, enfermeiros e mĂŠdicos). Poiares (Arrifana, Lavegadas, Santo AndrĂŠ e SĂŁo Miguel). 1R kPELWR GR SURMHFWR VmR GHVHQYROYLGDV RĂ€FLQDV GH Dancers´Up elege ĂłrgĂŁos sociais e prepara especpromoção da leitura e da escrita, baseadas nas necessida- tĂĄculo - A nova associação cultural, Dancers´Up, elegeu GHVTXRWLGLDQDVGRVSDUWLFLSDQWHV´/HWUDVSUiYLGDÂľIRL RVVHXVyUJmRVVRFLDLVQRLQtFLRGRPrVWHQGRVLGRHOHLWRV seleccionado entre 40 projectos e a entrega do prĂŠmio irĂĄ SDUD D 'LUHFomR $OLFH &UX] FRPR SUHVLGHQWH 5LFDUGR UHDOL]DUVHQD´*UXQGWYLJ$ZDUGÂľDWHUOXJDUHP*LURQD Coelho e Catarina Cordeiro. A Associação, com sede em ,WiOLD DGH-XQKR2SURJUDPD*UXQGWYLJUHIHUHVHD Coimbra, pretende “a promoção, divulgação, produção e todo tipo de educação de adultos e tem como objectivos FULDomRGHHYHQWRVDUWtVWLFRVHFXOWXUDLVÂľUHYHOD6HJXQGR UHVSRQGHUDRGHVDĂ€RGRHQYHOKHFLPHQWRGDSRSXODomRQD DSUHVLGHQWHDLGHLDp´FULDUFDGDYH]PDLVSRVVLELOLGDGHV Europa e apoiar os adultos na aquisição de meios para para que, tanto quem se estĂĄ a formar como bailarino promelhorar os seus conhecimentos e competĂŞncias. Ă€VVLRQDOFRPRSDUDTXHPGDQoDSRUOD]HUSRVVDWHUFRQWDFWRFRPSURĂ€VVLRQDLVGDiUHDTXHUVHMDHPÂśZRUNVKRSV¡ Coimbra unida pelo coração – A segunda edição da pontuais, quer seja em criaçþes para apresentar ao pĂşbliLQLFLDWLYDYDLGHFRUUHUQRSUy[LPRViEDGR GLD HQWUHDV FRÂľWUDEDOKDQGRDVVLPSDUDGRLVS~EOLFRVGLVWLQWRVTXH KHDVKFRPDUHDOL]DomRGD*LQFDQDGR&RUD- VHLQWHUOLJDPTXHPGDQoDHTXHPWHPRSUD]HUGHYHUÂľ ção. Durante todo este perĂ­odo hĂĄ jogos, ‘check up’ de saĂş- A Dancers´Up quer, por isso, intervir a nĂ­vel artĂ­stico e de, aconselhamento por especialistas e brindes, com um cultural, estando jĂĄ a preparar um espectĂĄculo de dança e

P~VLFDDRYLYR´'RVRQKRjUHDOLGDGHÂľTXHVHLUiUHDOL]DU DGH-XQKRSHODVKQR7HDWUR$FDGpPLFRGH*LO 9LFHQWH 7$*9 HP&RLPEUD Alunos da Bissaya Barreto vencem iniciativa do IPO - *DEULHO Tiago e Salvador FabiĂŁo, alunos do ColĂŠgio Bissaya Barreto, foram os grandes vencedores de uma iniciativa, promovida pelo Instituto PortuguĂŞs de Oncologia (IPO) de Coimbra, no âmbito do Dia Mundial da Higiene das MĂŁos (assinalado a 05 de Maio). Os dois alunos, do 4.Âş ano, participaram com um desenho na exposição alusiva Ă efemĂŠride, que estava exposta no ĂĄtrio do edifĂ­cio das consultas e administração do IPO, ganhando o primeiro prĂŠmio. O trabalho vencedor tinha FRPRWtWXOR´$VPmRVODYDUSDUDDYLGDPHOKRUDUÂľHIRL distinguido por “reforçar a consciĂŞncia dos alunos para a relevância da higiene e cuidados a ter com o corpo, indo ao encontro dos objetivos da iniciativa promovida pelo ,32GH&RLPEUDÂľ(VWHIRLXPSURMHFWRGHVHQYROYLGRQD ĂĄrea de Educação para a Cidadania, que contribui para a IRUPDomRGHSHVVRDVUHVSRQViYHLVDXWyQRPDVVROLGiULDV que conhecem e exercem os seus direitos e deveres em diĂĄlogo e no respeito pelos outros, com espĂ­rito democrĂĄtico, pluralista, crĂ­tico e criativo, tendo como referĂŞncia os valores dos direitos humanos.


18

ÚLTIMA

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

DE MAIO DE 2017 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

De amanhã a domingo

Montemor-o-Velho recebe prova mundial de canoagem participar na Taça do Mundo de Montemor-o-Velho, que de amanhã (sexta-feira) a domin-

38595

PUBLICIDADE

go (dia 21) vai reunir atletas de mais de 25 países. Fernando Pimenta e Emanuel Silva, vice-campeões olímpicos em Londres'2012 em K2 1 000, João Ribeiro, David Fernandes, Hélder Silva, Teresa Portela e Francisca Laia estão entre os mais de 300 canoístas em competição, no primeiro grande teste da época “Sendo a primeira competição internacional do novo ciclo Olímpico, já com as alterações que fazem parte do novo programa dos Jogos, é importante para a equipa nacional começar já a testar novos barcos e soluções para Tóquio 2020", refere Ricardo Machado, vice-presidente da federação e director técnico nacional. Ricardo Machado lembra, ainda, que este será o “último teste em termos organizativos com vista à preparação dos mundiais absolutos de 2018”, que Portugal recebe pela primeira vez. A prova deste fim-de-semana vai contar com a presença de campeões mundiais e olímpicos, entre os quais a neozelandesa Lisa Carrigton e o alemão Sebastian Brendel. PUBLICIDADE

38044

Sete dos oito canoístas portugueses que estiveram nos Jogos Olímpicos Rio'2016 vão

38256

20

Campeão das Províncias (18/05/2017)  

Edição em PDF n.º 875 do "Campeão das Províncias", publicada a 18/05/2017

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you